MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos"

Transcrição

1 MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos 1

2 DIRIGENTES MANTENEDORA Conselho das Associadas Conselheiro Presidente Ir. Jardelino Menegat Conselho de Administração e representação legal da UBEC Conselheiro Presidente Ir José Nilton Dourado da Silva Conselheiro Vice-Presidente Pe Romualdo Degasperi Conselheiro secretário Ir Selestino Bortoluzzi Conselheiro Tesoureiro Pe Marcio José Montandon Marçal Diretor Executivo: Prof. Leonardo Nunes Ferreira DIRIGENTES MANTIDA Diretora Geral Profa. Ma. Clarete de Itoz. Vice-Diretor Administrativo Prof. Especialista Rudinei Spada Vice-Diretora de Ensino Pesquisa e Extensão Profa. Ma. Maria Rosa Arantes Pavel Vice-Diretor de Planejamento e Desenvolvimento Prof. Me. Galileu Marcos Guarenghi 2

3 APRESENTAÇÃO Apresentamos o manual de formatura e colação de grau da Faculdade Católica do Tocantins. Nele constam diretrizes para atender ao protocolo quando da realização solene de outorga de grau, bem como diretrizes a serem observadas pelos formandos que estarão aptos a participar deste momento Institucional, com o objetivo de obter a outorga de grau. Do ponto de vista conceitual, a formatura é uma sessão de diplomação pública ou em gabinete, para estudantes que, após atenderem aos requisitos legais e acadêmicos, serão declarados aptos para receber a outorga de grau. A sessão pública ou em gabinete tem por objetivo atender a um protocolo oficial e solene de outorga de grau, para declarar que os formandos adquiriram as competências necessárias para atuarem em suas profissões. Do ponto de vista institucional, a formatura é uma das cerimônias mais relevantes. Tem por objetivo designar aptos os diplomados para o exercício profissional. Para participar da diplomação pública ou em gabinete é necessário que o concluinte atenda aos requisitos legais e acadêmicos. A cerimônia de formatura obedece a um protocolo formal e solene que está contido neste manual. Atos da cerimônia de formatura que não estão contidos neste manual deverão ser consultados por escrito à Instituição. Os procedimentos, normas e as orientações aqui descritos visam otimizar as ações da solenidade repassando informações e detalhamentos para as partes envolvidas. Para tanto, os assuntos estão divididos pelos seguintes itens: conceitos, solenidade de colação de grau, missa em ação de graças, homenagens, orientações aos formandos e responsabilidades. Informações adicionais, entrar em contato pelo ou pelo telefone (63) CONCEITOS Cerimonial é um conjunto de normas estabelecidas cuja finalidade é ordenar corretamente o desenvolvimento de um ato solene. Envolve procedimentos como disciplina, hierarquia, ordem, bom senso, bom gosto e simplicidade. A palavra vem do latim caerimoniale e refere-se às cerimônias religiosas que desde a antiguidade adotavam regras nas organizações tribais. No entanto, o termo ganhou destaque apenas na Idade Média, nas cortes feudais europeias. O cerimonial consiste na aplicação prática do protocolo. Cerimonial acadêmico envolve uma precedência, uma indumentária e um conjunto de rituais. As normas de cerimonial e protocolo acadêmico são definidos pelo Decreto n de A Faculdade Católica do Tocantins obedece às diretrizes deste decreto. O cerimonial acadêmico é o responsável pela concessão de prerrogativas, privilégios e imunidade aos participantes do evento. 3

4 Protocolo É a regulamentação de um cerimonial, ou seja, é um conjunto de normas e regras de comportamento que determinam a conduta aplicada a eventos. SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU A outorga de grau é um ato oficial, solene que obedece a um protocolo específico, de participação obrigatória para todos os estudantes declarados pela Secretaria Acadêmica, aptos a concluir um curso superior de graduação. É prerrogativa para que os mesmos possam gozar dos benefícios inerentes à sua profissão e é condição imprescindível para a emissão do diploma. Realiza-se em sessão pública e solene com dia, hora e local marcados pela Faculdade Católica do Tocantins. Compete ao Diretor Geral outorgar grau, sendo que em sua falta ou impedimento, deverá ser alguém por ele indicado. Nesta sessão, serão chamados, por ordem alfabética, todos os concluintes aptos a receberem a outorga de grau. O não comparecimento a este ato público deverá o formando se apresentar para receber a outorga de grau em gabinete, em data e horário previamente estabelecidos em Calendário Acadêmico, aprovado em reunião do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CEPE). Ao não comparecer na cerimônia pública, o acadêmico estará optando automaticamente pela solenidade em gabinete. Não se realizará outra cerimônia de outorga de grau senão as que estão aqui previstas e que estão descritas no calendário acadêmico. Da participação Estarão aptos a colar grau os concluintes que tenham integralizado a matriz curricular do seu curso, ou seja, apresentem aproveitamento e frequência, em todas as disciplinas que compõem a estrutura curricular do curso de graduação, bem como terem cumprido a carga horária das atividades complementares exigidas e estarem em situação regular junto ao ENADE. Assim, aconselha-se ao concluinte acompanhar seu histórico escolar pelo portal acadêmico ou ainda pelo portal Institucional quando divulgado pela Secretaria Acadêmica. Caso haja pendências, procurar a Secretaria Acadêmica num período mínimo de pelo menos 10 (dez) dias que antecede à data marcada para a colação de grau para apurar possíveis irregulares. Caso o concluinte apresente pendências na integralização do currículo acadêmico, este estará impedido de participar, na condição de formando na sessão pública ou em gabinete de colação de grau. Não é permitida a participação simbólica em qualquer uma das sessões de colação de grau. Vestes talares Os trajes utilizados na sessão pública de colação de grau denominam-se vestes talares. Têm por objetivo destacar as pessoas aptas a participar do momento dos demais participantes. As vestes talares compreendem as vestes 4

5 reitoral, doutoral e professoral. A capa acadêmica, também conhecida como beca usada pelos formandos, não é considerada uma veste talar, mas se insere nos trajes especiais da solenidade de colação de grau. As vestes talares diferenciam normalmente pela posição hierárquica, área do conhecimento e grau de saber de quem as usa como se pode observar a seguir: a) Diretor Geral usará a veste reitoral que é composta de samarra (túnica pendente dos ombros até a altura do cotovelo), e borla (chapéu em forma de círculo, recoberto de seda, com fios pendentes). A veste reitoral representa o poder institucional e temporal inerente ao cargo, usado para conferir o grau aos concluintes. Obrigatoriamente deverá ser na cor branca, por representar todas as áreas do conhecimento. b) Coordenadores de Curso ou seu representante usarão a veste professoral que é composta de pelerine (capa usada sobre os ombros, no corte godê guarda-chuva, até a altura dos ombros) na cor da área do conhecimento. c) Formandos devem usar beca na cor preta de manga longa, jabeau branco (espécie de peitilho frente ao peito), faixa na cintura na cor da área do conhecimento e capelo na cor preto que será colocado na cabeça após a outorga de grau. d) Outros participantes da mesa de honra usarão pelerine na cor preta. Sugere-se que os componentes da mesa de honra usem indumentária compatível com a formalidade que o evento requer, sendo social e na cor escura, sugere-se também que os formandos utilizem roupas leves e confortáveis em tons escuros por baixo da beca, assim como calçados confortáveis e na cor escura. Na sessão em gabinete, o Diretor Geral, os Coordenadores de Curso ou seus representantes, formandos e outros participantes da mesa de honra devem utilizar indumentária compatível com a formalidade que o evento requer, sendo esse social e na cor escura. Atos protocolares Consistem nos atos obrigatórios do cerimonial acadêmico e devem ser conduzidos por um Mestre de Cerimônia. Na Faculdade Católica do Tocantins, são atos protocolares: a) trilha sonora de abertura; b) abertura proferida pelo Mestre de Cerimônia; c) instalação da solenidade proferida pelo Diretor Geral; d) composição da mesa; e) entrada dos formandos organizados pelo cerimonial; f) ato cívico, execução do Hino Nacional; g) juramento oficial a ser pronunciado pelo representante da turma; h) outorga de grau a ser recebida pelo representante da turma; i) entrega simbólica dos certificados de conclusão de curso pelo Coordenador de Curso; 5

6 j) assinatura da ata oficial de colação de grau pelo concluinte; k) leitura da ata oficial de colação de grau; l) uso da palavra pelo orador da turma; m) entrega de placas de homenagens; n) uso da palavra pelo Diretor Geral e encerramento da solenidade. Organização da solenidade O departamento de Comunicação e Marketing da Faculdade Católica do Tocantins, juntamente com a equipe do cerimonial, é responsável pelo planejamento, organização e execução do ato das solenidades de outorga de grau. A sessão pública de colação de grau iniciar-se-á pontualmente às 19h30min; a sessão em gabinete em horário a ser informado posteriormente. O uso de equipamentos sonoros como apitos e cornetas, pelos os familiares e amigos, é permitido somente durante a entrada do formando e no momento da entrega simbólica do diploma. Toda e qualquer inovação na cerimônia de colação de grau deverá ter apreciação do setor de Marketing da Faculdade Católica do Tocantins. Composição da mesa A mesa de honra será composta pelo: a) Diretor Geral, que preside a cerimônia; b) Vice-diretor de Ensino Pesquisa e Extensão; c) Capelão da Faculdade Católica do Tocantins; d) Coordenador de Curso. A composição da mesa de honra obedecerá ao protocolo de integrantes em número ímpar. A posição do anfitrião na mesa de honra é a central, o primeiro convidado à sua direita, o segundo convidado à esquerda, e assim por diante. Outros convidados e autoridades poderão fazer parte da mesa de honra, desde que autorizados. Cor oficial das faixas A classificação das cores referente às áreas de conhecimento segue as normas do Conselho Nacional de Pesquisa - CNPq, sendo: Vermelho corresponde à inclusão de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística e Artes conforme terminologia adotada pelo Censo Educacional do MEC; Verde corresponde à inclusão de Ciências da Saúde e Ciências Biológicas conforme terminologia adotada pelo Censo educacional do MEC; Azul corresponde à inclusão de Ciências Exatas e da Terra Ciências de Engenharia e Tecnologia conforme terminologia adotada pelo Censo educacional do MEC. 6

7 Trilha sonora Caberá ao setor de Comunicação e Marketing da Faculdade Católica do Tocantins e equipe do cerimonial escolher a trilha sonora a ser tocada durante o ato protocolar de colação de grau. Os formandos poderão escolher a(s) trilha(s) sonora(s) para o momento de entrega simbólica dos certificados de conclusão de curso, no entanto compete ao setor de Comunicação e Marketing aprovar. A trilha sonora escolhida pelos formandos deverá ser gravada em um único CD e entregue ao setor de Comunicação e Marketing no prazo determinado. Caso não se entregue o material no prazo determinado, a trilha sonora a ser tocada durante o momento será a escolhida pelo setor de Comunicação e Marketing e equipe do cerimonial. Não será permitida a entonação de qualquer hino de time de futebol ou de outras espécies, bem como músicas cuja letra seja de caráter obsceno, ofensivo e pejorativo. Também não será permitido o uso de filmes, musical ou apresentação, durante o ato solene e oficial da colação de grau. Uso da palavra/discursos Na solenidade de colação de grau, terão direito ao uso da palavra: a) o orador da turma, será um formando escolhido pela turma e será primeiro a discursar; b) o coordenador de curso, segundo a discursar e quando autorizado; c) o Presidente do Conselho Profissional terceiro a discursar e quando autorizado; e d) o Diretor Geral último a discursar. Todos os discursos devem estar à altura da importância e da seriedade da solenidade. Um bom discurso deve ser simples e possuir uma ordem clara e precisa de ideias. Sua estrutura compreende: abertura, desenvolvimento e conclusão. A duração para cada discurso será de até 5 (cinco) minutos. Juramento O mestre de cerimônia convida o juramentista para ir até à tribuna e proferir o juramento em nome dos formandos. Este se dirige à tribuna e, com o braço direito estendido, lê o juramento, enquanto os demais, em pé, também com o braço direito estendido, acompanham a leitura. Ao final, todos em uma só voz repetem: Assim prometo. A leitura deverá ser feita pausadamente, com entonação de voz firme e clara. O texto do juramento é de responsabilidade da Faculdade Católica do Tocantins que atenderá as orientações dos Conselhos Profissionais. Leitura da ata oficial Caberá à Secretária Acadêmica realizar a leitura publica da ata oficial de colação de grau. Para tanto, o mestre convidará a Secretária Acadêmica para que da tribuna se faça a leitura. 7

8 MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS A missa em ação de graças é um momento proporcionado aos formandos como uma das formas de agradecimento ao pleito. Cabe à Pastoral Universitária organizar o momento. O setor de Comunicação e Marketing e o cerimonial deverão ajudar a organizar e acompanhar o ato. A missa será presidida pelo Capelão da Faculdade Católica do Tocantins ou por alguém por ele indicado. HOMENAGENS Nome da turma Geralmente é escolhida a pessoa que a turma deseja homenagear e que goza de prestígio incondicional. Recomenda-se que a homenagem verbal seja feita na aula da saudade. Na solenidade de colação de grau, se usará do momento das homenagens para a entrega de uma placa. A pessoa homenageada ocupará um lugar de honra assentando-se nas primeiras fileiras. Paraninfo É o padrinho da turma. Não discursa e não compõe a mesa de honra. Recomenda-se que a homenagem verbal seja feita na aula da saudade. Na solenidade de colação de grau, se usará do momento das homenagens para a entrega de uma placa. A pessoa homenageada ocupará um lugar de honra assentando-se nas primeiras fileiras. Patrono É o grau máximo na hierarquia das homenagens. Geralmente o patrono é uma personalidade destacada no âmbito do corpo cientifico da área do conhecimento. Não discursa e não compõe a mesa de honra. Recomenda-se que a homenagem verbal seja feita na aula da saudade. Na solenidade de colação de grau, se usará do momento das homenagens para a entrega de uma placa. A pessoa homenageada ocupará um lugar de honra assentando-se nas primeiras fileiras. ORIENTAÇÕES AOS FORMANDOS Menção da Instituição Quando exigido fazer menção à Instituição, na escrita e oralmente, esta deverá ser sempre Faculdade Católica do Tocantins, desconsiderando-se outras. Comissão de Formatura Cada curso fica responsável por escolher membros da comissão de formatura. A comissão deverá ser composta por Presidente, Vice-Presidente, 1 Tesoureiro, 2º Tesoureiro, 1º Secretário, 2º Secretário e Coordenador de Eventos. 8

9 Convite de formatura Os convites de formatura obedecerão a uma estrutura mínima contendo: a) logomarca correta e atual da Instituição; b) identificação do curso; c) nominação do Presidente da República, Governador do Estado e Prefeito Municipal; d) equipe diretiva institucional com nome e titulação correta; e) coordenador de curso, com nome e titulação correta; f) nome de todos os docentes e com titulação corretamente especificada; g) nome completo do paraninfo, do patrono e dos docentes e funcionários homenageados; h) nome completo do orador; i) nome completo do juramentista; j) nome de todos os formandos em ordem alfabética; k) texto completo do juramento; l) horário, local e data de todas as solenidades; m) homenagens e agradecimentos especiais, precedido de fotos da turma. O layout e os textos do convite de formatura deverão ser apreciados pelo Setor de Comunicação e Marketing, a fim de serem verificadas as questões de ordem protocolar e os aspectos de adequação e correção textual. O setor de Marketing necessita de, no mínimo, cinco dias úteis para a apreciação. Solicitação de registro de diploma Cabe ao concluinte e conforme data estipulada em calendário acadêmico, solicitar junto à Central de Atendimento (Unidade I) e/ou na Secretaria Acadêmica (Unidade II) o Registro de Diploma e entregar no ato da solicitação os seguintes documentos: a) Carteira de Identidade; b) CPF; c) Título de Eleitor e do comprovante da última votação; d) Comprovante de Quitação com Serviço Militar (para alunos de nacionalidade brasileira e do sexo masculino); e) Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento (quando for o caso de comprovação/alteração do nome); f) Certificado de Conclusão do Ensino Médio; g) Histórico Escolar do Ensino Médio; (não é necessário se as notas constarem no verso do Certificado). O diploma estará à disposição na Secretaria Acadêmica em aproximadamente 180 (cento e oitenta) dias após a data de formatura. Este deve ser retirado pelo diplomado ou por pessoa portadora de procuração pública e autenticada em cartório, atribuindo-lhe pleno poder para retirá-lo. 9

10 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) Para estar apto a receber a outorga de grau, o aluno concluinte deverá ter realizado o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. O Diploma e o Histórico Escolar de Conclusão de Curso somente poderão ser expedidos depois da comprovação da participação no referido exame. RESPONSABILIDADES Da Faculdade Católica do Tocantins a) contratar empresa de prestação de serviço para organizar o protocolo da sessão solene de colação de grau; b) organizar e custear financeiramente o local, o som, a ornamentação e demais atos protocolares da solenidade de colação de grau, bem como da missa em ação de graças; c) divulgar para a comissão de formatura a data, o horário e o local da solenidade de colação de grau e da missa em ação de graças; e a empresa que irá alugar os trajes especiais a serem usados pelos formandos na solenidade. Do cerimonial a) organizar a mesa de honra; bandeiras; mesa para assinatura da ata; sala de autoridades com água, lanche e sucos; material de apoio como água para a mesa de honra e material destinados aos banheiros; b) receber autoridades e convidados de honra da Instituição e dos formandos e encaminhá-los à sala reservada; c) reservar cadeiras nas primeiras fileiras para autoridades e pessoas homenageadas e encaminhá-los para acomodação; d) contratar mestre de cerimônia. Do formando/concluinte a) custear individualmente o traje especial (beca, jabeau, faixa e capelo) da solenidade de colação de grau; b) custear o rateio financeiro dos eventos ecumênicos e festivos que optar participar, bem como das fotografias e filmagens do ato solene de colação de grau e da missa em ação de graças por empresa contratada pela comissão de formatura; c) participar efetivamente de todos os ensaios agendados pelo departamento de Marketing da Faculdade Católica do Tocantins; d) ficar atento ao calendário do ENADE, estipulado pelo Ministério da Educação, e realizar a prova, quando preciso obter informações junto à coordenação de curso; e) obedecer às regras de protocolo do cerimonial da sessão solene de colação de grau dispensando seriedade e responsabilidade ao ato; 10

11 f) estar no local da solenidade com pelo menos 1 hora de antecedência, devidamente vestido e arrumado para o ato; g) colaborar para o bom andamento das atividades, sem que haja maiores problemas no momento que antecede, bem como durante do ato de colação de grau.; h) permanecer no local reservados aos formandos para melhor organização do evento. Do orador a) entregar o discurso ao setor de Marketing da Faculdade Católica do Tocantins, em data estipulada, para aprovação. b) estar atento ao chamado e dirigir-se à tributa para proferir o discurso em nome da turma. Da comissão de formatura a) organizar e custear financeiramente eventos ecumênicos, festivos (aula da saudade, baile entre outros), placas de homenagens, fotografias e filmagens, conforme acertado com a turma; b) apresentar com antecedência para a turma planilha de gastos com eventos ecumênicos, festivos, placas de homenagens, fotografias e filmagens; c) contratar empresa idônea para eventos ecumênicos, festivos, fotografias e filmagens. Para evitar transtornos, em cada solenidade, será permitida a presença no palco de somente um técnico de filmagem e de dois fotógrafos; d) repassar ao setor de Comunicação e Marketing a(s) empresa(s) contratada(s) e o nome dos profissionais que irão estar presentes na solenidade. Os profissionais deverão estar identificados com crachá da empresa; e) apresentar à Assessoria de Comunicação e Marketing a comissão de formatura e o layout do convite para que esta realize conferência sobre os dados obrigatórios que devem constar no convite; f) tomar conhecimento do roteiro de Colação de Grau pré-estabelecido pela Faculdade Católica do Tocantins e repassar aos formandos todos os comunicados, avisos, procedimentos e determinações sobre o ato solene de colação de grau; g) oficializar convite a(s) autoridade(s) como paraninfos, patronos e aos demais homenageados pela turma; h) informar ao Setor de Comunicação e Marketing os nomes completos das autoridades e homenageados bem como as homenagens que serão feitas no momento da solenidade; i) entregar à Assessoria de Comunicação e Marketing um convite impresso para arquivo; j) respeitar e fazer respeitar à Instituição, uma vez que todos os eventos levam o nome da Faculdade Católica do Tocantins. 11

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2 MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2 UNIÃO BRASILIENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA Diretor Presidente: Pe. Décio Batista Teixeira Diretor Primeiro Vice-Presidente: Pe. Valdomiro Alves Barbosa Diretor Segundo

Leia mais

Série FACTO - Manuais. 2ª Edição

Série FACTO - Manuais. 2ª Edição Série FACTO - Manuais 2ª Edição Série FACTO - Manuais 'Manual de Colação de Grau'' Católica do Tocantins Abril de 2015 2ª Edição Diretor Geral Pe. José Romualdo Degasperi Vice Diretor Acadêmico Galileu

Leia mais

Manual de Formatura 2010. Manual de Formatura UNIPBFPB

Manual de Formatura 2010. Manual de Formatura UNIPBFPB Manual de Formatura UNIPBFPB 2010 I FORMATURA SUMÁRIO Manual de Formatura 2010 II ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS 1. Solicitação de Colação de Grau 2. Documentação para a Colação de Grau III INFORMAÇÕES

Leia mais

SOBRE A COLAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS

SOBRE A COLAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS Conteúdo SOBRE A COLAÇÃO... 1 ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS... 1 Solicitação de Colação de Grau... 1 Documentação... 1 ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes)... 2 ORIENTAÇÕES PARA AS COMISSÕES...

Leia mais

Solenidade de Colação de Grau

Solenidade de Colação de Grau FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ DE CURITIBA FARESC CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO Solenidade de Colação de Grau Orientações Gerais para Sessões Solenes de Colação de Grau A colação de grau é obrigatória e faz

Leia mais

Faculdade Santa Terezinha - CEST

Faculdade Santa Terezinha - CEST 1. A COLAÇÃO DE GRAU A solenidade de outorga de grau, denominada Colação de Grau, é o ato oficial, público e obrigatório, em que o aluno, ao finalizar seu curso de graduação, recebe o grau ao qual tem

Leia mais

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO Solenidade de Colação de Grau A cerimônia de colação de grau é o último ato institucional da Faculdade, quando, perante a comunidade acadêmica e representantes externos, é outorgado

Leia mais

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DA DIRETORA...03 APRESENTAÇÃO...03 PROVIDÊNCIAS LEGAIS...03 COMISSÃO DE FORMATURA...04

Leia mais

Manual de Formatura Regulamento e Normas

Manual de Formatura Regulamento e Normas FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA Manual de Formatura Regulamento e Normas UBERLÂNDIA MG 1 Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso certamente é a celebração do estudante de uma grande conquista.

Leia mais

Perguntas Frequentes Colação de Grau FURB

Perguntas Frequentes Colação de Grau FURB COLAÇÃO DE GRAU 1) Quem está apto a colar grau? O acadêmico que concluir, com assiduidade e aproveitamento, todos os componentes curriculares do curso em que se encontra matriculado, inclusive as atividades

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT

MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT 2014 MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT M A N U A L D E F O R M A T U R A 2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OUTORGA DE GRAU... 4 2 ORIENTAÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E LETRAS FACEL Este regulamento pretende servir

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA

INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA Caros formandos A solenidade de outorga de grau, denominada Colação de Grau, é o ato oficial, público e obrigatório, por meio do qual o aluno, concluinte

Leia mais

Solenidade de Colação de Grau

Solenidade de Colação de Grau Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso é a celebração do estudante em face de uma grande conquista. A Cerimônia de Conclusão é um dos mais belos momentos da jornada. Com ela se compartilha

Leia mais

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Profa. Dra. Fátima Ahmad Rabah Abido Diretora Silvia Regina Tedesco Rodella Diretora Acadêmica Luci Mieko Hirota Simas Assistente Técnico Administrativo I Profa.

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA 1 ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 3 APRESENTAÇÃO... 3 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 3 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 ESCOLHA DO PATRONO... 4 ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

FORMATURAS Manual de procedimentos

FORMATURAS Manual de procedimentos FORMATURAS Manual de procedimentos Sumário 1. RESPONSABILIDADE DOS FORMANDOS... 3 1.1 Comissão de formatura... 3 1.2 Agendamento de data... 3 1.3 Contratação de empresa para cerimonial... 3 1.4 Convite...

Leia mais

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008.

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. Institui Normas e Procedimentos para as Solenidades de Colação de Grau dos Cursos de Graduação e Graduação Tecnológica do Unilasalle. O Reitor

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista, portanto a cerimônia de formatura se transforma num momento especial

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS Este regulamento serve como instrumento informativo e orientador

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA 2013

MANUAL DE FORMATURA 2013 MANUAL DE FORMATURA 2013 Manual de Formatura da FACIG 1 MANUAL DE FORMATURA DA FACIG FACULDADE DE CIÊNCIAS GERENCIAIS DE MANHUAÇU válido para turmas que Colarão Grau a partir de dezembro de 2012 1. FORMATURA

Leia mais

I. DA COLAÇÃO DE GRAU E COMISSÃO DE FORMATURA 1) O

I. DA COLAÇÃO DE GRAU E COMISSÃO DE FORMATURA 1) O COLAÇÃO DE GRAU O presente documento tem por objetivo orientar os acadêmicos quanto as normas e procedimentos relativos a Colação de Grau dos Cursos de Graduação do Instituto de Ensino Superior de Londrina

Leia mais

Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012

Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012 Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012 Comissão Institucional de Formatura FAHOR Aline de Mattos, Perceval Lautenschlager,

Leia mais

PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST).

PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST). PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST). A DIRETORA GERAL da Faculdade de Educação Santa Terezinha (FEST) no uso de suas prerrogativas,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO legal. Art. 1º. NORMAS PARA COLAÇÕES DE GRAU Capítulo I DO ATO As cerimônias de colação de grau serão presididas pelo Reitor

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR.

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. Este regulamento pretende servir de instrumento informativo e orientador das cerimônias

Leia mais

MANUAL de FORMATURA UCPEL MANUAL DE FORMATURA

MANUAL de FORMATURA UCPEL MANUAL DE FORMATURA MANUAL DE FORMATURA INTRODUÇÃO Este manual tem por objetivo publicar normas e procedimentos para o planejamento, a organização e a execução das cerimônias de formatura da Universidade Católica de Pelotas

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA Coronel Fabriciano, Abril de 2010 1 SUMÁRIO TITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 TÍTULO II DA COMISSÃO PERMANENTE DE FORMATURA 3 TÍTULO III DA SOLENIDADE 5 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS E FINS MUNICÍPIO DE GURUPI ESTADO DO TOCANTINS FUNDAÇÃO UNIRG CENTRO UNIVERSIÁRIO UNIRG REITORIA REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º Este

Leia mais

CAPÍTULO I DO OBJETIVO

CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E INTEGRADO CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º. O presente regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 2 APRESENTAÇÃO... 2 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 2 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 A ESCOLHA DO PATRONO... 3 A ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

Manual de Formatura/ FAEL. Manual de Formatura FAEL

Manual de Formatura/ FAEL. Manual de Formatura FAEL Manual de Formatura FAEL 1 I - DO ATO DA FORMATURA... 4 II ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS PARA OS FORMANDOS... 4 1 - Solicitação de Formatura... 4 III INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 4 1 - Da Comissão de Formatura...

Leia mais

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA Coronel Fabriciano, Abril de 2010 SUMÁRIO TITULO I TÍTULO II TÍTULO III DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DA COMISSÃO PERMANENTE DE FORMATURA DA SOLENIDADE 3 3 4 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA SETOR DE FORMATURAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Agosto de 2012 1 ÍNDICE Página 1. Regulamento das solenidades de Colação de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SETOR DE RELAÇÕES PÚBLICAS FORMATURAS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SETOR DE RELAÇÕES PÚBLICAS FORMATURAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SETOR DE RELAÇÕES PÚBLICAS FORMATURAS Apresentação A Unitins - Fundação Universidade do Tocantins se consolidou como referência no

Leia mais

I. DO ATO DA FORMATURA

I. DO ATO DA FORMATURA 1 I. DO ATO DA FORMATURA...3 II. Orientações Específicas para os Formandos...3 1. Solicitação de Formatura...3 III. INFORMAÇÕES PRELIMINARES...3 1. Do Polo de Apoio Presencial...3 2. Das Atribuições da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N 022/2014 DE 09 DE JULHO DE 2014 Regulamenta os procedimentos de realização das solenidades de Colação de Grau da Universidade Federal da Integração Latino- Americana (UNILA). O Conselho Universitário

Leia mais

FORMATURA INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS 01 MANUAL DE

FORMATURA INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS 01 MANUAL DE 01 MANUAL DE FORMATURA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS INTRODUÇÃO Este manual tem por objetivo publicar normas e procedimentos para o planejamento, a organização e a execução das cerimônias de formatura

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº. 16, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº. 16, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº. 16, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014 Estabelece o Manual de Formatura dos cursos de graduação das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão das Faculdades

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014.

RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014. RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014. Estabelece normas para as Colações de Grau dos alunos que concluírem Cursos de Graduação na UNIPLAC e dá outras providências. O Reitor da Universidade do Planalto

Leia mais

MANUAL DOS FORMANDOS

MANUAL DOS FORMANDOS MANUAL DOS FORMANDOS 2013 1 PARABÉNS! Você é um vencedor. Você está prestes a concluir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora de organizar a comemoração. Para tentar facilitar

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene 1 APRESENTAÇÃO A Solenidade de Colação de Grau ou Formatura é um dos momentos mais importantes para a comunidade acadêmica, pois concretiza o trabalho desenvolvido durante o período de estudos na faculdade

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS.

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS. COORDENAÇÃO DO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS.. Pires do Rio Goiás, 2012. Flávia de Oliveira Fornari Coordenadora do Curso de Direito CORPO ADMINISTRATIVO FACULDADE DO SUDESTE

Leia mais

Manual de Colação de Grau

Manual de Colação de Grau Manual de Colação de Grau Sumário INTRODUÇÃO...3 1 REGULAMENTO DAS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU...3 2 SETOR DE FORMATURAS...3 3 ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA E COORDENAÇÃO ACADÊMICA...4 4 TIPOS DE SOLENIDADES

Leia mais

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT MANTIDA PELA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MONTES CLAROS - FEMC TÍTULO I - DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente

Leia mais

Manual de Formaturas. Faculdades Opet. Normas e procedimentos

Manual de Formaturas. Faculdades Opet. Normas e procedimentos Manual de Formaturas Faculdades Opet Normas e procedimentos 2014 0 Prof. José Antonio Karam Presidente do Grupo Educacional Opet Profª Adriana Veríssimo Karam Koleski Superintendente Educacional do Grupo

Leia mais

VI COMISSÃO DE FORMATURA

VI COMISSÃO DE FORMATURA MODALIDADE DE FORMATURA INTEGRADA UNISC I FORMATURA INTEGRADA É a modalidade de formatura que integra um ou mais cursos na realização do cerimonial e protocolo da colação de grau organizada pela UNISC,

Leia mais

FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU. Cursos de Graduação. Lucas do Rio Verde-MT

FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU. Cursos de Graduação. Lucas do Rio Verde-MT FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU Cursos de Graduação Lucas do Rio Verde-MT Caro Graduando! 2015 Ao cumprir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora

Leia mais

ESCOLA DO DIREITO COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA

ESCOLA DO DIREITO COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA Inicia-se a contagem regressiva para o momento de importância peculiar na vida de todos vocês: a Colação de Grau no Curso de Direito da Universidade

Leia mais

Flávio Dino de Castro e Costa Governador. Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa Reitor. Prof. Dr. Walter Canales Sant Ana Vice-Reitor

Flávio Dino de Castro e Costa Governador. Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa Reitor. Prof. Dr. Walter Canales Sant Ana Vice-Reitor Flávio Dino de Castro e Costa Governador Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa Reitor Prof. Dr. Walter Canales Sant Ana Vice-Reitor Prof.ª Dr.ª. Andrea de Araújo Pró-Reitora de Graduação Prof. Dr. Antonio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012.

RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Ibirubá RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012.

Leia mais

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Por meio deste documento, a Faculdade Campo Limpo Paulista FACCAMP define critérios e regulamenta as seguintes diretrizes para o Cerimonial de Colação de Grau. A Cerimônia

Leia mais

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau;

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau; MANUAL DO FORMANDO A Colação de Grau é um ato oficial e obrigatório para Conclusão de Curso e obtenção de diploma realizado em Sessão Solene ou Colação Especial, em data, horário e local previamente autorizado

Leia mais

CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS

CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS REGIMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS TÉCNICOS E DE GRADUAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ CAPÍTULO

Leia mais

Manual de Formatura. Manual de Formatura NOVA Faculdade

Manual de Formatura. Manual de Formatura NOVA Faculdade Manual de Formatura Direção Diretora Executiva Renata Carla Castro Diretor Geral Pablo Bittencourt Diretor Acadêmico Ricardo Medeiros Ferreira Este manual tem a finalidade de orientar os procedimentos

Leia mais

Manual para Solenidades de Formatura do IFMS

Manual para Solenidades de Formatura do IFMS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Manual para Solenidades de Formatura do IFMS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Instituto

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP Solenidade de Colação de Grau A Colação de grau é o ato Institucional que se realiza para conferir graus acadêmicos aos formandos, em dia e hora marcados.

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU Faculdade Cenecista de Joinville - FCJ Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior certamente é a celebração

Leia mais

REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS

REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS RESOLUÇÃO Nº 14/2005 DG/ESBAM REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º - O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU 2 Faculdade Católica Dom Orione Cerimonial e Eventos Universitários - CEU MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU Araguaína, 2014 3 O Cerimonial é a rigorosa observância de um conjunto de formalidades,

Leia mais

MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU. Cerimonial Acadêmico

MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU. Cerimonial Acadêmico MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Cerimonial Acadêmico Juína MT 1 Disposições Gerais A conclusão de um curso superior, certamente é o ápice da celebração do acadêmico - resultado de uma grande conquista.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU O presente manual tem por objetivo orientar os acadêmicos e as empresas do segmento de formatura quanto às normas e procedimento relativos à colação de grau dos cursos de graduações

Leia mais

Prezado(a) Acadêmico(a),

Prezado(a) Acadêmico(a), MANUAL DE FORMATURA 2 Prezado(a) Acadêmico(a), Ao cumprir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora de organizar a comemoração. Para tentar facilitar esta tarefa, a FACIMP elaborou

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA I - Colação de Grau A Colação de Grau é um ato oficial e solene que marca a conclusão de curso de graduação. É pública e normalmente realizada em

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FACNOPAR 1 MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Administração da Faculdade do Norte Novo de Apucarana MANTENEDOR: Umberto Bastos Sacchelli DIRETOR GERAL: Danilo Lemos Freire VICE- DIRETORA

Leia mais

Do Ato. Da Competência. Art.2º - A outorga de grau compete ao Diretor Acadêmico das Faculdades Integradas de Itararé. Da Dispensa

Do Ato. Da Competência. Art.2º - A outorga de grau compete ao Diretor Acadêmico das Faculdades Integradas de Itararé. Da Dispensa Portaria 03/2008 Regulamento para a cerimônia de colação de Grau conferida aos concluintes dos cursos de graduação das Faculdades Integradas de Itararé. Do Ato Art.1º - A colação de grau nas Faculdades

Leia mais

Norma nº 04/2001. Páginas: 09

Norma nº 04/2001. Páginas: 09 Norma nº 04/2001 Páginas: 09 Preparado por: Núcleo de Eventos Autorizado por: Portaria do Reitor nº 42/2001, de 20.12.2001 Objeto: Norma de Colação de Grau e Diplomação Abrangência: Universidade Vila Velha

Leia mais

NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA. CAPÍTULO I Da Solenidade

NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA. CAPÍTULO I Da Solenidade NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA CAPÍTULO I Da Solenidade Art. 1º A colação de grau da UFCSPA é o ato oficial, de caráter obrigatório, público e solene

Leia mais

Sumário. 1. Definições... 4. 2. Etapas do Cerimonial... 5

Sumário. 1. Definições... 4. 2. Etapas do Cerimonial... 5 Sumário 1. Definições... 4 2. Etapas do Cerimonial... 5 3. Regulamentações de Eventos Centro Universitário UNISEB. Colaçao de Grau- do Centro Universitário UNISEB Interativo.... 6 3.1 Colação de Grau...

Leia mais

Manual de Procedimentos para Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação do Instituto de Biociências.

Manual de Procedimentos para Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação do Instituto de Biociências. Campus de Botucatu Manual de Procedimentos para Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação do Instituto de Biociências. Cursos de Graduação em: Ciências Biológicas Ciências Biomédicas Nutrição

Leia mais

Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação

Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação Faculdade de Talentos Humanos Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação Prezados Formandos e Formandas, Depois de dedicar anos de sua vida aos estudos, é chegada a hora

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA 2015

MANUAL DE FORMATURA 2015 MANUAL DE FORMATURA 2015 MANUAL DE FORMATURA DA FACIG válido para turmas que Colarão Grau a partir de dezembro de 2015 1. FORMATURA A Formatura ou Colação de Grau é um ato oficial que marca o fim do curso

Leia mais

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU - FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista na vida do acadêmico. Tem grande importância;

Leia mais

Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU]

Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU] Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU] Regulamento de Colação de Grau Documento revisado em MARÇO/2012 APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista, portanto,

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU INTRODUÇÃO A outorga de grau acadêmico é a confirmação de que o aluno formando completou todos os requisitos exigidos pela lei e pelos regulamentos do país para ter acesso ao

Leia mais

Informações gerais 3. A Cerimônia/Categorias 4. Passo-a-passo 5. Responsabilidades da Comissão de Formatura 6. Músicas da Cerimônia 7

Informações gerais 3. A Cerimônia/Categorias 4. Passo-a-passo 5. Responsabilidades da Comissão de Formatura 6. Músicas da Cerimônia 7 Índice Informações gerais 3 A Cerimônia/Categorias 4 Passo-a-passo 5 Responsabilidades da Comissão de Formatura 6 Músicas da Cerimônia 7 Convite de Formatura 8 O Juramento 10 O orador 11 Perguntas Frequentes

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 RESOLUÇÃO Nº.01/2010 Dispõe sobre Procedimentos para as Solenidades de Colação de Grau O Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012

RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012 RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012 Aprova o Regulamento de Colação de Grau da Faculdade Norte Paranaense. O Conselho Acadêmico Superior, em reunião ordinária realizada em 18 de maio de 2012, no uso de suas atribuições

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013. Estabelece normas para as cerimônias de Colação de Grau dos cursos superiores da UVV - ES A UNIVERSIDADE VILA VELHA ES, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU O presente manual tem por objetivo orientar os acadêmicos e as empresas do segmento de formatura, quanto às normas e procedimentos relativos à colação de grau dos cursos de graduação

Leia mais

PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008.

PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008. PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008. O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE, usando de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o que

Leia mais

MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU APRESENTAÇÃO Depois de dedicar anos de sua vida aos estudos, é chegada a hora da recompensa - a Colação de Grau é um momento único, especial, e por isso

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DAS COLAÇÕES DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CNEC GRAVATAÍ FCG

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DAS COLAÇÕES DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CNEC GRAVATAÍ FCG REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DAS COLAÇÕES DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CNEC GRAVATAÍ FCG CATÍTULO I DA FINALIDADE E COMPETÊNCIA Art.1º A colação de grau ou formatura é ato

Leia mais

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Dispõe sobre Solenidade de Colação de Grau da Faculdade de Educação de Bom Despacho e dá outras providências. As solenidades de Colação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 161/CONSUN/2010.

RESOLUÇÃO Nº 161/CONSUN/2010. (Credenciada pelo Decreto Presidencial de 14 de agosto de 1996, publicado no DOU em 15 de agosto de 1996). RESOLUÇÃO Nº 161/CONSUN/2010. Normatiza os procedimentos para a solenidade de Outorga de Grau

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU 1. Da Compreensão da Solenidade de Colação de Grau A Solenidade de Colação de Grau, informalmente denominada de formatura, constitui um ato oficial e solene da Universidade destinado

Leia mais

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Planejamento e Realização de Formaturas Alessandra Borinato Coordenação do Cerimonial A conclusão do

Leia mais

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Dispõe sobre Solenidade de Colação de Grau da Faculdade de Educação de Bom Despacho e dá outras providências. As solenidades de Colação

Leia mais

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 1280

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 1280 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 1280 Regulamenta os procedimentos para as cerimônias de Colação de Grau da Universidade Federal de Goiás e revoga a Resolução

Leia mais

FORMATURA MANUAL PARA COLAÇÃO DE GRAU

FORMATURA MANUAL PARA COLAÇÃO DE GRAU 1 FORMATURA MANUAL PARA COLAÇÃO DE GRAU ORIENTAÇÕES E NORMAS CATALÃO, 2011 2 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA Diretora Geral Profa. Maria Eleonora de Oliveira Scalia Diretor Acadêmico Prof. Paulo Antônio de Lima

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO

FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO FAEC Regulamento da Colação de Grau 2007 TÍTULO I Disposições Gerais Art. 1º Colação de grau é um ato acadêmico-administrativo de reconhecimento institucional da conclusão

Leia mais