LOJA DE EMBALAGENS DESCARTÁVEIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LOJA DE EMBALAGENS DESCARTÁVEIS"

Transcrição

1 Página 1 de 13 LOJA DE EMBALAGENS DESCARTÁVEIS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Comércio Tipo de Negócio: Loja de Embalagens Descartáveis Produtos e serv. Ofertados / Produzidos: caixas de isopor, caixas de papelão, potes plásticos, potes de vidro, sacolas, garrafas plásticas. Investimento inicial: R$60.000,00 Área mínima: 50 m² APRESENTAÇÃO O setor de embalagens apresenta como característica principal sua interação com os demais setores da indústria e do comércio, pois é fornecedor direto dos mais variados tipos e tamanhos de embalagens tais como: caixas de papelão, potes de plástico, de vidro e de isopor, garrafas de plástico e de vidro, entre outros. Elas são fornecidas para diversos segmentos como alimentício, moveleiro, automotivo, de cosméticos e medicamentos etc. As embalagens descartáveis se destacam por sua frequente e ampla utilização, além de práticos, são higiênicos e se aplicam em várias situações: seja para proteger ou mesmo pela aparência do produto, no caso da embalagem personalizada para cada empresa. MERCADO A expansão deste setor está diretamente relacionada com o próprio crescimento da economia como um todo, pois à medida que aumenta a produção em outros setores forçosamente leva a uma expansão das necessidades de compra de embalagens, acarretando no crescimento da comercialização destas. Contudo a relação inversa também é verdadeira, ou seja, se a produção diminui a comercialização de embalagens também diminui. LOCALIZAÇÃO A escolha do local e do espaço físico necessário para instalar seu negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento. O local deve oferecer uma infraestrutura necessária para sua instalação e ainda propiciar o seu crescimento, ter acesso fácil para os clientes, estacionamento, segurança e ser um ponto de vendas atrativo com grande tráfego de pessoas. A loja de embalagens descartáveis deve ser instalada de preferência em áreas com concentração do público alvo, isso estará barateando os custos com transporte das mercadorias a serem entregues. Contudo somente uma pesquisa sobre as características da região e dos possíveis clientes é que irá expor as melhores condições de localização para a empresa, lembrando sempre que o imóvel perfeito nem sempre será o ponto comercial perfeito. As atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas pelo Plano Diretor Urbano (PDU). É essa Lei que determina o tipo de atividade que pode funcionar em determinado endereço. A consulta de local na Prefeitura é o primeiro passo para avaliar a implantação de sua empresa. Na Prefeitura de Vitória o PDU é fornecido por meio de consulta no site.

2 Página 2 de 13 ESTRUTURA A estrutura básica compreende um ponto comercial de aproximadamente 50 m², além das instalações da loja, será necessário um galpão, onde ficará o estoque, que seja bem arejado e que possua saídas de emergência e extintores estrategicamente colocados, pois os materiais descartáveis, normalmente plásticos e papéis são altamente inflamáveis e espalham rapidamente o fogo. As posições e distribuição das máquinas e equipamentos, balcões de atendimento, depósitos, entre outros é importante para a integração das atividades de prestação de serviços a serem executadas e atingir satisfatoriamente a produção desejada, para tanto você deverá considerar tanto o layout interno (ambiente, decoração, facilidade de movimentação, luminosidade, entre outros) como o externo (vitrinas, fachada, letreiros, entradas e saídas, estacionamento, entre outros) da sua empresa. EQUIPAMENTOS Os equipamentos básicos são: - Balcões para exposição; - Prateleiras; - Estantes; - Balcões; - Equipamentos, móveis e utensílios de escritório. INVESTIMENTO O investimento inicial é composto, basicamente, do investimento fixo mais capital de giro. Considera-se capital de giro os recursos necessários para a aquisição do estoque inicial, para o pagamento dos primeiros custos administrativos e da folha de pagamento (custos fixos e mão-de-obra direta) e de despesas diversas, como registro e regularidade da empresa, divulgação e marketing e outras que não foram previstas. Este investimento irá depender do porte da empresa, localização e dos produtos que serão comercializados. Investindo em automação: Uma tendência cada vez mais presente nas empresas de serviços que buscam o sucesso. Podendo ser capaz de melhorar os serviços aos clientes, reduzir filas, agilizar a emissão de notas fiscais, entre outros. Caixas eletrônicas isoladas ou integradas, preenchimento de cheques automáticos, impressoras de notas fiscais nos caixas, terminais de informações ao cliente, entre outros, também ajudam a melhorar a qualidade e rapidez no atendimento. PESSOAL Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento, sendo que a mão de obra deverá contar com vendedores, gerente, além do dono que deverá estar presente em todas as seções fiscalizando e acompanhando o funcionamento da empresa. Todas as pessoas que trabalham na sua empresa devem ter algumas características para saber atender bem, tais como a habilidade em ouvir e atender os clientes, naturalidade na orientação dos clientes, boa vontade, persistência e paciência, saber negociar, equilíbrio emocional, identificar as necessidades dos clientes, iniciativa, agilidade e presteza no atendimento, identificar o perfil do usuário. Essas

3 Página 3 de 13 características podem ser adquiridas por meio de treinamentos. Esses devem ocorrer periodicamente com os funcionários. Sugere-se cursos tipo: Gestão de Pessoas, Praticando Qualidade, Cativando o Cliente com um Atendimento de Qualidade, Oratória A Arte de falar em Público, entre outros. PROCESSO PRODUTIVO Uma vez colocado em funcionamento o novo negócio, estabelece-se um novo desafio: a sua gestão competitiva, capaz de oferecer ao mercado os melhores produtos e serviços e assegurar o melhor retorno do capital empregado. Gerenciar o negócio significa colocar à prova o talento, o conhecimento e a experiência do empreendedor, dentro do mais elevado grau de profissionalismo. Administrar é o processo de planejamento, organização, liderança e controle do trabalho de todos que fazem parte direta ou indiretamente da empresa e o uso de todos os recursos organizacionais para que se atinjam os objetivos estabelecidos. Tais informações e formações podem ser adquiridas por meio cursos e palestras ministrados pelo SEBRAE/ES, como: Administração Básica para Pequenas Empresas, Técnicas para Negociações, Lucratividade Crescer, Sobreviver ou Morrer, Análise e Planejamento Financeiro, Controles Financeiros, Desenvolvimento das habilidades gerenciais, Gestão de pessoas, entre outros. ESTOQUE - O empresário deve manter um estoque bem variado, mas com pequenas quantidades de cada item, a fim de não comprometer seu capital de giro. APRESENTAÇÃO DA MERCADORIA - Independentemente da classe social do cliente e do quanto ele está disposto a gastar, não deve haver perda de tempo na escolha dos produtos. Para isso, é preciso dispor os artigos divididos em "famílias", de acordo com os estilos e materiais; outras combinações também podem ser sugeridas pelo próprio dono ou vendedor. Falar a "língua do cliente" e dar explicações técnicas sobre os materiais usados nas embalagens são instrumentos de vendas é decisivo para o sucesso do negócio. PRODUTOS - Mix de produtos de qualidade afinado com o gosto e a necessidade dos clientes é essencial nesse ramo. A ordem é facilitar a escolha das mercadorias pelos clientes, que não devem deparar com um mix confuso de artigos. Nada de misturar muitos tipos de produtos, nem querer atender ao mesmo tempo vários segmentos de clientes, é necessário ter um foco de clientes. FORNECEDORES - Saber comprar bem costuma ser a principal dificuldade enfrentada por quem planeja entrar no ramo. Uma alternativa fácil e barata para contornar tal obstáculo é participar das feiras dedicadas ao segmento, onde expositores (fabricantes e atacadistas) levam seus lançamentos em grande quantidade para pronta entrega ou encomenda. Nesse ramo a variedade dos produtos é o ponto forte da empresa, tornando necessário que o empreendedor estabeleça com quais tipos de produtos e de quais marcas ele deseja trabalhar, já que existem muitos distribuidores de várias marcas no mercado, cabe ao futuro empreendedor descobrir qual o distribuidor que melhor se encaixa no perfil de sua empresa e de seus clientes. DIVULGAÇÃO Para bens de consumo a divulgação é direcionada para o consumidor final, e tem por objetivo estimular o consumo e fixar a marca do produto, fidelizando o consumidor. Este é um setor da economia que faz maior e melhor o uso da propaganda, pois ela

4 Página 4 de 13 representa a principal força de comunicação e venda devido à diversificação dos produtos e a facilidade de substituição. Portanto quanto maior o universo de público a ser atingido, através dos mais diversos meios de comunicação (TV, outdoor, rádio etc.) maior será o retorno do investimento em divulgação, motivando a reação imediata de consumo e o impulso de compra. É necessário atingir os consumidores e garantir as vendas, para isso deverá planejar o seu marketing, obtendo uma noção realista dos custos de seus serviços, adaptando e otimizando os recursos para melhor posicionar os seus serviços, motivando os consumidores e estruturando sua comercialização de modo a atingir seu mercado-alvo com sucesso. O marketing deve ser contínuo e sistemático, sempre com o foco no cliente potencial. Num plano de marketing é importante o conhecimento de elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar os desejos e necessidades de seus clientes ou usuários em relação às principais características de seu comportamento de compra que são: funções, finanças, facilidade, feeling (sentimentos) e futuro (cliente fiel). DIVERSIFICAÇÃO A loja deverá oferecer uma grande variedade de produtos para satisfazer os mais variados gostos de seus clientes e assim atender um maior número de necessidades, além disso, a empresa poderá oferecer um atendimento personalizado e aceitar encomendas de produtos que estarão em um mostruário ou revista com outros tipos de embalagens. NOTÍCIAS Indústria volta às embalagens reutilizáveis Andrea Vialli - O Estadao de S.Paulo A era da embalagem descartável pode estar com os dias contados. A indústria de embalagens, cada vez mais pressionada pela legislação, por consumidores e ONGs por causa da produção de resíduos e seu descarte inadequado no ambiente, ensaia uma volta às origens. Segundo especialista, a embalagem do futuro será durável e poderá ser reutilizada inúmeras vezes, em um ciclo fechado de produção e consumo. "É o fim da era do descartável. Haverá um retorno à embalagem durável e reutilizável'', diz Martin Bunce, especialista em design sustentável e diretor da Tin Horse, empresa de design britânica que tem entre os clientes gigantes como Unilever, P&G, Coca-Cola e Electrolux. Segundo Bunce, o conceito de redução do desperdício de embalagens está tomando corpo entre as empresas de bens de consumo e de bens duráveis. Bunce afirma que as novas embalagens, que já começam a chegar às mãos dos consumidores na Europa, Japão e Estados Unidos, unem conhecimento de ponta ao tradicional. "As pessoas gostam das coisas novas, mas também apreciam as antigas. Lembra quando costumávamos retornar os vasilhames de bebida? Eles estão de volta." "Os recursos naturais são finitos, as matérias-primas estão encarecendo e nosso padrão de consumo está transformando as cidades em enormes lixeiras. Os anos de desperdício estão no fim, e a indústria terá de se adaptar a essa realidade." Por outro lado, Bunce critica a postura de muitos defensores de práticas mais sustentáveis na indústria de declarar guerra a produtos ou tipos de materiais - é o caso, segundo ele, das sacolas plásticas dos supermercados, na berlinda em várias regiões do planeta. "Essa campanha não faz muito sentido porque as sacolas são reutilizadas para outros fins, o que é um atributo de sustentabilidade." Segundo ele,

5 Página 5 de 13 do ponto de vista ambiental não faz muita diferença se a embalagem é de vidro, plástico ou alumínio - desde que sua vida útil seja ampliada. TECNOLOGIA A multinacional americana Eastman, que produz resinas para embalagens e no Brasil fornece para Natura e O Boticário, tem apostado no desenvolvimento de novos materiais, em parceria com designers renomados. A empresa lançou nos EUA a tecnologia Tritan, um tipo de plástico (copolímero) usado para fabricar artigos com durabilidade até 10 vezes superior. "O conceito de sustentabilidade na indústria está mudando: não é só reciclar o que já foi produzido, mas também conceber produtos que usem menos matéria-prima, duráveis" diz Gaylon White, diretor de de design da Eastman nos EUA. "O refil também surge como forte tendência." A garrafa plástica para água Kore One é um exemplo de aplicação do Tritan. Lançada há dois meses, é um fenômeno de vendas nos Estados Unidos - teve uma fila de espera de 10 mil pessoas. "A garrafinha virou um objeto de desejo e ninguém quer jogá-la no lixo após beber água", diz White. Fonte: O Estado de São Paulo. Disponível em Acesso em: 06/12/2011. CURSOS Cursos gerenciais e de empreendedorismo do SEBRAE/ES O SEBRAE/ES disponibiliza para o empresário uma carteira com mais de 30 títulos de cursos e palestras abordando os mais variados temas e objetivos. A Educação Empresarial do SEBRAE é um instrumento para que os obstáculos encontrados sejam superados com maior facilidade ampliando, consequentemente, o horizonte de conhecimentos necessários nessa função. Cursos: Técnicas de Vendas; Marketing: Uma Estratégia de Vendas; Gerência de Equipes de Vendas; Gerência de Rotinas e Procedimentos em Vendas; Atendimento ao Cliente; Como Vender mais e Melhor; Iniciando um Pequeno Grande Negócio; Empretec; Administração Básica para Pequenas Empresas (carga horária de 20h); entre outros. Palestras Gerenciais: Atendimento a Clientes; Comece Certo Planejamento e Análise; Determinação do Capital de Giro; Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência; Promoção de vendas; Entendendo Custos, Despesas e Preço de Venda; A Empresa e os Novos Tempos; Qualidade no relacionamento ao cliente; Como Conquistar e Manter Clientes. Av. Jerônimo Monteiro, 935, Ed. Sebrae, Centro. Vitória/ES CEP: Canal de Relacionamento Sebrae: SENAI SP Cursos: Produção Gráfica para Embalagens, Design Gráfico e Ilustração Digital IMAM Inovação e Melhoramento na Administração Moderna Treinamento e Consultoria Site: Cursos: Embalagem Industrial e de Exportação, Desenvolvimento Prático de Embalagens CURSO DE EMBALAGEM Embalagem Tecnologia, Design e Inovação em Plásticos Trade Mix / Senac - Rio Trademix: Tel.: (21) Senac Rio: Tel.: (21)

6 Página 6 de 13 EVENTOS O empreendedor deve estar sempre em contato com as entidades e associações para obter informações sobre os eventos que ocorrerão dentro da sua área. Os eventos como feiras, rodada de negócios, congressos etc., são muito importantes para o empresário ficar por dentro das tendências de mercado, conhecer novos produtos e tecnologias, realizar parcerias e fazer bons negócios. Onde pesquisar: União Brasileira de Feiras e Eventos - SaborES Congresso e Feira para Bares, Restaurantes, Hotéis e Similares Local: Pavilhão de Exposições de Carapinta Serra. Infornações: site Casar no Espírito Santo e Casar Fashion Show Realizado pela EM Consultoria e Eventos contatos: Tel.: (27) Site: O evento de 2011 foi realizado no mês de maio. EMBALAGENS DE VIDRO AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE EMBALAGENS DE VIDRO ITAL - Campinas - SP Tel.: (19) CETEA / ITAL Centro de Tecnologia de Embalagem EMBALAGENS FLEXÍVEIS EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS: PROPRIEDADES E QUALIDADE ITAL - Campinas - SP Telefone: (19) CETEA / ITAL Centro de Tecnologia de Embalagem LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA Cabe sugerir consulta à CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA, que se encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES ou pelo site: Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações da Lei nº /1990 (Código de Defesa do Consumidor) Alterada pela Lei nº 8.656/1993, Lei nº 8.703/1993, Lei nº 8.884/1994, Lei nº 9.008/1995, Lei nº 9.298/1996, Lei nº 9.870/1999, Lei nº /2008, Lei nº /2008, Lei nº /2009 e Lei nº / Simples Federal: para enquadrar essa atividade no SIMPLES Verifique junto com seu contador se ela está de acordo com a definição de

7 Página 7 de 13 microempresa ou de empresa de pequeno porte, bem como se não está inclusa em qualquer das vedações prevista na Lei Complementar nº 123/2006 (Lei do Simples Nacional). - Lei Federal , de 20 de julho de 2010 Determina obrigatoriedade aos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços em manter uma cópia do Código de Defesa do Consumidor (CDC) à disposição no local. - Lei Municipal nº /2003 Código de Posturas e Atividades Urbanas do Município de Vitória. Regulamentada pelo Decreto nº /04. Ref.Proc /03. Lei nº acrescenta inciso IX ao 2º.Alterada pelas Leis nºs 6679/06 e 6680/06. Acrescentado inciso IX ao 2º do Art. 99, pela Lei nº 7.063/07. Regulamentado inciso III do Art. 194, pelo Decreto nº /08. Acrescentado artigos pela Lei nº 7598/08. Acrescentado 3º no Art. 43, pela Lei nº 7.768/09-3º. Na fixação de nomes de bens públicos municipais deverá ser reservado um percentual de 50% (cinquenta por cento), no mínimo, para o gênero feminino. (NR) - Alterada Redação do 1] do Art. 19 pela Lei nº 7.775/09. Acrescentado Parágrafo único ao Art. 27, pela Lei nº 7.842/09. Alterado o Parágrafo único do Art. 145 pela Lei Nova redação ao Art. 123 pela Lei nº 8.005/10. Incluído inciso XII no Art. 186 pela Lei nº 8.166/11. REGISTRO ESPECIAL Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho. No Espírito Santo, está em funcionamento o REGIN Registro Mercantil que é um sistema informatizado que integra os órgãos públicos envolvidos no Registro de Empresas como Junta Comercial, Receita Federal, Secretaria de Fazenda Estadual, Prefeituras de Cariacica, Serra, Viana, Vila Velha, Colatina e Cachoeiro de Itapemirim (as demais ainda estão em processo de implantação). Esse sistema visa à desburocratização dos processos de abertura, alteração e baixa de empresas e agiliza o processo de registro das empresas. Para mais informações sugerimos acessar o site da Junta Comercial do Estado do Espírito Santo. Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como: - Registro na Junta Comercial; - Registro na Secretária da Receita Federal; - Registro na Secretária da Fazenda; - Registro na Prefeitura do Município; - Registro no INSS; (Somente quando não tem o CNPJ Pessoa autônoma Receita Federal) - Registro no Sindicato Patronal; O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação à localização), e também o Alvará de Funcionamento.

8 Página 8 de 13 ENTIDADES CIC - CENTRO INTEGRADO DE CIDADANIA PROCON (Coordenação de Atendimento) Av. Maruípe, nº Itararé, Vitória/ES - CEP: Tel.: (27) / 5539 / 5536 Site: JUCEES - JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Av. Nossa Senhora da Penha, 1433, Santa Luíza - Vitória/ES CEP: Tel.: (027) / Site: PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, Bento Ferreira, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) SEMUS - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO MUNICÍPIO DE VITÓRIA. Rua Leoni Souza, 2132 Ed. Bruno Ilha de Santa Maria, Vitória / ES CEP: Tel.: (27) / Site: SEDEC / GECON / CTP SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO Rua Vitório Nunes da Mota, 220, CIAC, Ed. Ítalo Batan Regis Enseada do Suá Vitória/ES CEP: Tel.: (27) SEFAZ-ES - SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DO ESPÍRITO SANTO Av. Jerônimo Monteiro, 96 - Ed. Aureliano Hoffman Centro, Vitória/ES. CEP: Tel.: (27) Site: SESA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, Bento Ferreira, Vitória / ES CEP: Tel.: (27) Site:

9 Página 9 de 13 MINISTÉRIO DA SAÚDE ANVISA - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SEPN 515, Bloco B, Edifício Ômega / Brasília (DF) CEP: Tel.: (61) ABRE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMBALAGENS Rua Oscar Freire, º andar - Conj.152 Cerqueira César - São Paulo / SP - CEP: Tel.: (11) Site: ITAL SP Av.. Brasil, 2880 Campinas SP CEP.: Tel.: (19) SINDIEMBALAGENS Sindicato da Indústria de Embalagens, Tubos Flexíveis, Frascos e Componentes, Artefatos Injetados e de Fibra de Vidro do Estado do Espírito Santo. Rua Paulo Miguel Bohomoletz, nº 13 Civit I Serra ES CEP.: Tel.: (27) FORNECEDORES O SEBRAE/ES se isenta de responsabilidades quanto à forma da atuação das empresas no mercado. ALCAN EMBALAGENS DO BRASIL Av. João Ramalho, 964 Vila João Ramalho Mauá - São Paulo / SP Tel.: (11) Produtos: Embalagens de plástico flexível, embalagens de alumínio, matérias-primas para embalagens: folhas, sachê, stand up pouch, embalagens para cigarros, biscoitos, bisnagas de alumínio, café, bombons, filmes (Kodak), cosméticos, laminados, sabonetes, selo de alumínio para iogurte, latas, farmacêuticos, macarrão, sorvetes, temperos, tubos para creme dental, tampas e acessórios, celofane, poliéster, descartáveis ALCOA ALUMINIO S/A - DIVISÃO EMBALAGENS FLEXÍVEIS

10 Página 10 de 13 Escritório Central: Av. Nações Unidas Torre Oeste 16º andar, Brooklin Novo, São Paulo / SP CEP: Tel.: Site: EMBALARTE INDUSTRIAL E COMERCIAL Acondicionamento de produtos de terceiros em sachets, blisters e strips. Rua Pouso Alegre, 1210 Floresta - MG Fone: Site: ANPLASTIC EMBALAGENS PLÁSTICAS Rua Queluz, Cumbica, Guarulhos / SP CEP: Tel.: (11) / Site: APACÊ - EMBALAGENS EM VIDRO E PLÁSTICO Rua Gustavo da Silveira, 164 Vila Santa Catarina São Paulo SP Tel.: (11) Site: ARPLAM PLÁSTICO LTDA Estr. Rio do ouro, 600 Rio de Janeiro: (21) / Site: Produtos: Transformação de plásticos por extrusão, embalagens para cosméticos, peças técnicas. Empresa especializada em termo formação para fabricação de artigos plásticos (PE, PS, PP, PVC, PET) BOMIX Baldes plásticos e bombonas Matriz Salvador Av. Aliomar Baleeiro, 1.111, Jd. Cajazeiras, Salvador / BA - CEP: Tel.:(71) Fax:(71) Filial São Paulo

11 Página 11 de 13 Av. Carlos Salles Block, 304 Anhangabaú, Jundiaí / SP - CEP: Tel.:(11) Fax:(11) MEIWA EMBALAGENS Rodovia Presidente Dutra, s/n - Km 203,6 Jd. Tupi Caixa Postal 281 Arujá / SP CEP: Tel.: (11) Fax: (11) Produtos: embalagens diversas de isopor Site: AMEC REPRESENTAÇÕES LTDA Av. Montegro, 13 / 503 Petrópolis Porto Alegre RS Tel.: (51) Casa das Embalagens Av. Ana Siqueira, nº Lj. 2 Alecrim Vila Velha ES Tel.: (27) / Megamax Distribuidora Rua José de Alencar, nº 159 Ataíde Vila Velha ES CEP.: Tel.: (27) Site: Romagna (Equipamentos para escritório) Rua Álvaro Pedro Miranda, lojas 4 / 8 Campo Grande Cariacica ES CEP: Tel. (27) DISK MÓVEIS (Equipamento para escritório) Av. João dos Santos Filho, 165, Ilha de Santa Maria, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) TELEMÓVEIS (Equipamento para escritório) Av. Alberto Torres, 99, Ilha de Santa Maria Vitória/ES CEP: Tel.: (27) /

12 Página 12 de 13 Material para escritório: ATACADO SÃO PAULO Av. Vitória, Horto, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) Papelaria Castorino Santana Rua General Osório, 140 Centro Vitória ES Tel.: (27) Empresas de tecnologia da informação: BEMATECH TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO Site: Fone/Fax: (11) TRONSOFT Soluções em Softwares Softwares comerciais Rua Portinari, 27 sl Santa Luíza Vitória / ES Tel.: (27) Site: POWERMÍDIA Tel.: (27) BIBLIOGRAFIA AIUB, George Wilson; ANDREOLLA, Nadir; ALLEGRETTI, Rogério Della Fávera. Plano de Negócios: Serviços. 2. ed. Porto Alegre : Ed. SEBRAE/RS, ANDRADE, Patrícia Carlos de. Oriente-se: guia de profissões e mercado de trabalho. Rio de Janeiro: Ed. Oriente-se, CHAGAS, Fernando Celso Dolabela. O segredo de Luísa - uma idéia, uma paixão e um plano de negócios: como nasce um empreendedor e se cria uma empresa. 14 ed. São Paulo: Ed. Cultura Editores e Associados, FOLHA ONLINE (Ed.). Indústria de embalagens cresce 6,24% no primeiro semestre. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u shtml>. Acesso em: 17 set SAMPAIO, Rafael. Propaganda de A a Z: como usar a propaganda para construir marcas e empresas de sucesso. Rio de Janeiro: Ed. Campus, VIALLI, Andrea. Indústria volta às embalagens reutilizáveis. O Estado de São Paulo, São Paulo. Disponível em: Acesso em: 06

13 Página 13 de 13 dez SITES Tecnologia de Embalagem Embalagens de vidro e Flexíveis GUIA DE EMBALAGEM ABRE Oportunidades de negócios é um material meramente informativo acerca dos empreendimentos existentes no segmento correspondente ao seu título. Os dados apresentados são extraídos de publicações técnicas e, em linhas gerais, não têm a pretensão de ser um guia para a implementação dos respectivos negócios. É destinada apenas à apresentação de um panorama da atividade ao futuro empresário, que poderá enriquecer suas idéias com as informações apresentadas, mas carecerá de um estudo mais detalhado e específico para a implementação do seu empreendimento. ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DE ATUALIZAÇÃO UAI Unidade de Atendimento Individual Data última atualização: novembro de 2011.

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA Página 1 de 8 ESCRITÓRIO DE COBRANÇA FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: cobranças de débitos em aberto Produtos Ofertados/Produzidos : serviço de cobrança

Leia mais

ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA

ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA Página 1 de 11 ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: escritórioconsultoria empresarial Produtos Ofertados/Produzidos: consultoria

Leia mais

LOJA DE PEÇA PARA MOTOCICLETA

LOJA DE PEÇA PARA MOTOCICLETA Página 1 de 11 LOJA DE PEÇA PARA MOTOCICLETA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Comércio Tipo de Negócio: Venda de peças Produtos Ofertados / Produzidos : Peças para motocicletas

Leia mais

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de frios e laticínios Investimento inicial: 30mil reais Área: 40m² APRESENTAÇÃO A

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Página 1 de 10 REPRESENTAÇÃO COMERCIAL FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: representação comercial Produtos Ofertados/Produzidos: intermediação de negócios

Leia mais

Página 1 de 8 SERVIÇO DE GUINCHO

Página 1 de 8 SERVIÇO DE GUINCHO SERVIÇO DE GUINCHO Página 1 de 8 FICHA TÉCNICA etor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Auto socorro Tipo de Negócio: Serviço de auto socorro Produtos Ofertados / Produzidos : Guincho Investimento

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA 1 CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço e comércio Tipo de Negócio: clinica veterinária Produtos Ofertados/Produzidos: serviços de saúde de animais Investimento

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

Página 1 de 11 CRECHE

Página 1 de 11 CRECHE Página 1 de 11 CRECHE FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio : Educação Infantil Produtos Ofertados/Produzidos : Serviços de Educação Infantil para crianças

Leia mais

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de tinta Produtos Ofertados/Produzidos: tintas empregadas na construção civil Investimento inicial:

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 8 ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE FICHA TÉCNICA Setor da economia : terciário Ramo de atividade : prestação de serviços Tipo de negócio: escritório de contabilidade Produtos ofertados/produzidos

Leia mais

Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA

Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: oficina mecânica Produtos Ofertados/Produzidos: serviços mecânicos automotivos Investimento

Leia mais

LOJA DE PREÇO ÚNICO FICHA TÉCNICA

LOJA DE PREÇO ÚNICO FICHA TÉCNICA 1 LOJA DE PREÇO ÚNICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Comércio Tipo de Negócio: Loja de Preço Único Produtos Ofertados: brinquedos, bijuterias, enfeites, artesanatos, artigos

Leia mais

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO P á g i n a 3 INTRODUÇÃO A Administração de Materiais compreende as decisões e o controle sobre o planejamento, programação, compra, armazenamento e distribuição dos materiais indispensáveis à produção

Leia mais

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE (Fonte: SEBRAE/MS SEBRAE/SC) APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS Contabilidade é um trabalho minucioso que atua nas áreas fiscal, tributária e trabalhista; exigindo muita análise e tempo. Por isso, a maioria das

Leia mais

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário. Ramo de Atividade: Livros e Artigos Religiosos. Tipo de Negócio: Comércio de Livros e Artigos Religiosos. APRESENTAÇÃO Diante

Leia mais

CORRETORA DE SEGUROS

CORRETORA DE SEGUROS 1 de 13 CORRETORA DE SEGUROS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: corretora de seguros Produtos Ofertados/Produzidos: seguros de automóveis, de vida, de

Leia mais

Página 1 de 9 LOJA DE BIJUTERIAS

Página 1 de 9 LOJA DE BIJUTERIAS Página 1 de 9 LOJA DE BIJUTERIAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Comércio de bijuterias Tipo de Negócio: comercialização de bijuterias Produtos Ofertados: bijuterias em geral

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014 ESPETO VACA LOUCA Pc TUBAL VILELA Nº 0 CENTRO- UBERLANDIA MG (34) 9876-5432 contato@vacalouca.com Ademir Gonçalves Filho Diretor Administrativo Gustavo Rodovalho Oliveira - Diretor de Marketing Jhonata

Leia mais

GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS

GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS CARTAZES/DOCUMENTOS/ALVARAS Você encontrara neste guia as principais exigências com relação a fixação de cartazes para o seu estabelecimento comercial. Na

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

Projeto Extensão Industrial Exportadora. 2ª Reunião do Comitê Consultivo. FASE Iv

Projeto Extensão Industrial Exportadora. 2ª Reunião do Comitê Consultivo. FASE Iv 2ª Reunião do Comitê Consultivo FASE Iv O Projeto Extensão Industrial Exportadora - PEIEX, objetiva aumentar a competitividade empresarial e promover a cultura exportadora. Convênio entre a Apex-Brasil

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

CONSULTÓRIO MÉDICO. Diante dessa realidade vê-se a população buscando cada vez mais os serviços privados de assistência à saúde.

CONSULTÓRIO MÉDICO. Diante dessa realidade vê-se a população buscando cada vez mais os serviços privados de assistência à saúde. 1 de 11 CONSULTÓRIO MÉDICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: consultório médico Produtos Ofertados/Produzidos: consultas médicas Investimento inicial:

Leia mais

FÁBRICA DE FRALDAS DESCARTÁVEIS

FÁBRICA DE FRALDAS DESCARTÁVEIS 1 FÁBRICA DE FRALDAS DESCARTÁVEIS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fábrica de fraldas descartáveis Produtos Ofertados/Produzidos: fraldas descartáveis

Leia mais

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS Página 1 de 10 AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviços Tipo de Negócio: agência de emprego Produtos Ofertados/Produzidos: serviço de agenciamento

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 9 CHAVEIRO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: chaveiro Produtos Ofertados/Produzidos: cópias de chaves e reparos em fechaduras

Leia mais

A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015

A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015 A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015 Marketing Oficina Na Medida: como criar uma página empresarial no facebook 19/05 (terça), das 09h30 às 12h30 Valor: R$ 70,00 Oficina

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

DISTRIBUIDORA DE DOCES

DISTRIBUIDORA DE DOCES Página 1 de 9 DISTRIBUIDORA DE DOCES FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: distribuidora de doces Produtos Ofertados/Produzidos: doces I nvestimento inicial:

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA

CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA PERGUNTAS FREQUENTES Este guia com perguntas e respostas foi desenvolvido para possibilitar um melhor entendimento

Leia mais

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques "Um bom plano de negócios deve mostrar claramente a competência da equipe, o potencial do mercado-alvo e uma idéia realmente inovadora; culminando em um

Leia mais

FÁBRICA DE VASSOURAS

FÁBRICA DE VASSOURAS FÁBRICA DE VASSOURAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fabricação de vassouras Produtos Ofertados/Produzidos: vassouras e rodos Investimento inicial:

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS A S DA TO AS N AS ES PR EM G SI DE R PA DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS BRASÍLIA - DF 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios.

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Só assim é possível identificar oportunidades de melhorias

Leia mais

Portfólio de Produtos

Portfólio de Produtos Portfólio de Produtos 2014 Quem somos: A Focus Educação Corporativa nasceu da necessidade identificada no interior do estado de Minas Gerais, que carece de Consultorias especializadas em pequenas e médias

Leia mais

SÍNTESE DAS ATAS DE REUNIÕES DAS CÂMARAS SETORIAIS INDUSTRIAIS E DOS CONSATS - MARÇO DE 2011 - www.ideies.org.br

SÍNTESE DAS ATAS DE REUNIÕES DAS CÂMARAS SETORIAIS INDUSTRIAIS E DOS CONSATS - MARÇO DE 2011 - www.ideies.org.br SÍNTESE DAS ATAS DE REUNIÕES DAS CÂMARAS SETORIAIS INDUSTRIAIS E DOS CONSATS - MARÇO DE 2011 - www.ideies.org.br Vitória/ES Sistema Findes Prezado (a) Diretor (a), Segue síntese das reuniões das Câmaras

Leia mais

EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO

EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO Página 1 de 9 EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio: administração de condomínio Produtos Ofertados/Produzidos: serviço

Leia mais

Página 1 de 10 POUSADA

Página 1 de 10 POUSADA Página 1 de 10 POUSADA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Prestação de Serviços Tipo de Negócio: Serviços de Hospedagem Produtos Ofertados/Produzidos: Alojamento, Alimentação

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 1 Índice Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 A Empresa Informações sobre a empresa, farmacêuticas responsáveis, instalações, diferenciais

Leia mais

A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM. www.pack.com.br

A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM. www.pack.com.br A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM www.pack.com.br A revista de negócios do mercado de embalagem EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN INOVAÇÃO 73% 78% Fonte: Pesquisa de satisfação do leitor Pack/2007

Leia mais

Página 1 de 13 LOJA DE AUTOPEÇAS

Página 1 de 13 LOJA DE AUTOPEÇAS Página 1 de 13 LOJA DE AUTOPEÇAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: autopeças Produtos Ofertados/Produzidos: peças para o setor automotivo Investimento

Leia mais

Tema Nº 3 Primeiros Passos

Tema Nº 3 Primeiros Passos Tema Nº 3 Primeiros Passos Habilidades a Desenvolver: Reconhecer as etapas iniciais do empreendedorismo. Analisar o tipo de negócio, bem como sua viabilidade e demandas de recursos de novos empreendimentos.

Leia mais

Prof. Paulo Medeiros

Prof. Paulo Medeiros Prof. Paulo Medeiros Em 2010 entrou em vigor no Brasil a lei dos Resíduos Sólidos. Seu objetivo principal é diminuir a destinação incorreta de resíduos ao meio ambiente. Ela define que todas as indústrias,

Leia mais

Convênio FIESP/SEBRAE. APL de Jóias de São José do Rio Preto

Convênio FIESP/SEBRAE. APL de Jóias de São José do Rio Preto Convênio FIESP/SEBRAE APL de Jóias de São José do Rio Preto Rio de Janeiro - Outubro, 2004 1 Metodologia FIESP 2 Objetivos: Micros e Pequenas Empresas Aumentar a Competitividade Criar Processos de Auto-Sustentação

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 8 FÁBRICA DE GELO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade : indústria Tipo de Negócio: fábrica de gelo Produtos Ofertados/Produzidos: gelo em cubos, barras e em escamas

Leia mais

31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo

31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo PARALELO A 31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo Apoio de Midia Promoção e Organização nasce da necessidade da indústria brasileira mostrar sua variedade de produtos,

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 10 MARCENARIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: primário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: marcenaria Produtos Ofertados/Produzidos: produção de móveis sobmedida - armários, cozinhas,

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA FINANCEIRA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: agência de financiamentos Produtos Ofertados/Produzidos: operações de câmbio e empréstimos Investimento

Leia mais

LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO Página 1 de 14 LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de material de construção Produtos Ofertados/Produzidos: materiais

Leia mais

Marketing. Palestra Divulgue sua empresa. Palestra Aumente suas vendas. Curso Na Medida: Marketing

Marketing. Palestra Divulgue sua empresa. Palestra Aumente suas vendas. Curso Na Medida: Marketing A moda é deixar a sua loja mais atrativa! Programação novembro dezembro 2014 O Sebrae-SP reserva-se ao direito de cancelar qualquer item da sua programação caso não haja número suficiente de inscritos

Leia mais

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: comércio de material elétrico Produtos Ofertados/Produzidos: materiais elétricos

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Normas Gerais da Vigilância Sanitária

Normas Gerais da Vigilância Sanitária Normas Gerais da Vigilância Sanitária INTRODUÇÃO A vigilância sanitária é exercida para preservar a saúde da população. Além dos produtos alimentícios, outros produtos ou atividades estão sujeitos à inspeção

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13.

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13. Página 1 / 15 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13 Página 2 / 15 APRESENTAÇÃO O que é: O Sistema de Registro

Leia mais

11º GV - Vereador Floriano Pesaro

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 496/2010 Dispõe sobre a destinação final ambientalmente adequada de resíduos sólidos produzidos p o r c e n t r o s c o m e r c i a i s denominados shoppings centers e similares, e dá

Leia mais

EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA

EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço e comércio Tipo de Negócio: assistência técnica em equipamentos de informática Produtos

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS SOBRE NOSSA PLATAFORMA COMPLETA A Plataforma de Negocio da Tommasi foi formada ao longo de 20 anos de experiência no ramo de importação e exportação e de uma equipe especializada para formação de uma estrutura

Leia mais

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de viabilidade As perguntas seguintes terão que ser respondidas durante a apresentação dos resultados do estudo de viabilidade e da pesquisa de campo FOFA.

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO Modalidade Associada Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS RAIAR

Leia mais

LSoft SGC Gestão Empresarial

LSoft SGC Gestão Empresarial LSoft SGC Gestão Empresarial O LSoft SGC é um sistema de gestão dinâmico, eficiente e flexível idealizado para atender diversos segmentos de indústrias, comércios e serviços. O objetivo principal é tornar

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

CASA LOTÉRICA. Como é definido o local para instalação de uma Unidade Lotérica?

CASA LOTÉRICA. Como é definido o local para instalação de uma Unidade Lotérica? Página 1 de 13 CASA LOTÉRICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade: serviços Tipo de Negócio: casa lotérica Produtos Ofertados/Produzidos: apostas de jogos em geral e serviços bancários

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda RIO DE JANEIRO, 2010 APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS OFICINA EMPRESARIAL COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS - ATENDIMENTO COLETIVO - 01 Como tudo começou... Manuais da série Como elaborar Atividade 02 Por que as empresas fecham? Causas das dificuldades e

Leia mais

Como criar um novo negócio

Como criar um novo negócio Processos Gerenciais Profª. Silvia Cristina da Silva Okabayashi Como Criar um Novo Negócio Plano de Negócios Laboratório de Administração Tema 1 Como criar um novo negócio Como criar um novo negócio Primeiramente

Leia mais

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP)

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) Edição 2013 01) O que é Microempreendedor Individual - MEI? Considera-se Microempreendedor Individual - MEI o empresário individual

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO

PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO PLANO DE NEGÓCIOS INTRODUÇÃO É um instrumento que visa estruturar as principais concepções e alternativas para uma análise correta de viabilidade do negócio pretendido, proporcionando uma avaliação antes

Leia mais

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo PN PLANO DE NEGÓCIOS Conceito PLANO DE NEGÓCIO É um documento que contempla a descrição do empreendimento e o modelo de gestão que sustentará a empresa É O CARTÃO DE VISITA DA EMPRESA Plano de Negócio

Leia mais

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROF: HEBER LAVOR MOREIRA GISELE KARINA NASCIMENTO MESQUITA MARIA SANTANA AMARAL Flor de Lis MATERIAL

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA -feira EM 2014, A ECONOFARMA RETORNA COM UM NOVO OLHAR SOBRE O VAREJO FARMACÊUTICO CENÁRIO ATUAL O varejo nacional projeta otimismo de crescimento para os

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA "FRALDAS DESCARTAVEIS" Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA

PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA FRALDAS DESCARTAVEIS Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA PLANO DE NEGÓCIOS FRALDAS QUARESMA "FRALDAS DESCARTAVEIS" Empreendedor(a): FLÁVIO QUARESMA DE LIMA SILVA Fevereiro/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio

Leia mais

Como criar um novo negócio

Como criar um novo negócio Processos Gerenciais Profª. Silvia Cristina da Silva Okabayashi Como Criar um Novo Negócio Plano de Negócios Laboratório de Administração Tema 1 Como criar um novo negócio Como criar um novo negócio Primeiramente

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

Página 1 de 11 LOJA DE PREÇO ÚNICO

Página 1 de 11 LOJA DE PREÇO ÚNICO Página 1 de 11 LOJA DE PREÇO ÚNICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário Ramo de Atividade: Comércio Tipo de Negócio: Loja de Preço Único Produtos Ofertados: brinquedos, bijuterias, enfeites, artesanatos,

Leia mais

FÁBRICA DE SACOS DE LIXO

FÁBRICA DE SACOS DE LIXO FÁBRICA DE SACOS DE LIXO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fábrica de sacos de lixo Produtos Ofertados/Produzidos: sacos de lixo Investimento inicial:

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais