88 respostas. Resumo. Primeiro Ciclo. Ciclo de escolaridade que frequentas. Se és do 1.º CEB, qual a tua escola? Editar este formulário

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "88 respostas. Resumo. Primeiro Ciclo. Ciclo de escolaridade que frequentas. Se és do 1.º CEB, qual a tua escola? Editar este formulário"

Transcrição

1 88 respostas Publicar estatísticas Editar este formulário Resumo Ciclo de escolaridade que frequentas. 1.º ciclo 36 41% 2.º ciclo 27 31% 3.º ciclo 25 28% Primeiro Ciclo Se és do 1.º CEB, qual a tua escola? EB Carmo 7 19% EB Encarnação Sul 11 31% EB Encarnação Centro 8 22% EB Encarnação Norte 5 14% EB Costa Nova 5 14%

2 Início do Questionário Consideras que na escola os casos de indisciplina/ mau comportamento são: Inexistentes. 3 3% Pouco frequentes % Frequentes % Muito frequentes. 7 8% O teu Professor Titular/ Diretor de Turma deu-te a conhecer as regras de comportamento no início do ano? [Conhecimento das regras.] Sim % Não 0 0% O teu Professor Titular/ Diretor de Turma explicou o que é um mau comportamento? [Conhecimento das regras.] Sim 87 99% Não 1 1%

3 Tu consegues identificar um mau comportamento? [Conhecimento das regras.] Sim 85 97% Não 3 3% Na tua turma há mau comportamento? [Conhecimento das regras.] Sim 66 75% Não 22 25% Achas que as regras existentes são suficientes? Sim % Não % Continuação da resposta anterior Que outras regras achas que devíamos incluir? proibir o uso de telemoveis devia castigar mais vezes os alunos não sei Acho que devia de haver, como castigo à indisciplina trabalhos comunitários obrigatórios, seja na biblioteca, recreio e na sala de aula. Também acho que as professoras e

4 professores não deviam ser tão tolerantes. 1ºQum se portar mal fica sem intrevalo aquela semana inteira a fazer uma copia das grandes Acho que o GIA devia de ser mais rigoroso, devia de fazer com que os alunos sentissem medo de ir lá. Os professores, não devia de ser tão pacíficos, deviam de colocar os alunos mal comportados junto dos bem comportados, porém nas primeiras filas, e os alunos em quem confiassem mais, iam para as filas de trás. Porém, não esquecer os que não conseguem ver para o quadro e a altura que o aluno tem. Haver mais vigilância na escola á cerca do que os alunos trazem nas mochilas... Proibir o uso de coisas afiadas na escola... E que os professores falar com os alunos á cerca de maus comportamentos... Cada vez que se via comer nos caixotes do lixo,a pessoa que o tenha colocado deve ser chamada á direção para aí lhe darem um corretivo como por exemplo(ficar tardes na escola a limpar com uma continua para a mesma ver,ou ter trabalhos de casa redubrados) Acho que o nosso diretor deve assistir quando tem tempo vago entre as aulas a aulas da sua direção para ver como correm. Não ir ao quadro sem autorização. Quando a professora, durante a aula, chama-se algum aluno x vezes, ele ficava de castigo. Continuação do inquérito 2 O professor chama a atenção dos alunos que se portam mal. [Modos de atuação do professor face ao mau comportamento] Nunca 2 2% Às vezes 9 10% Sempre 77 88% O professor resolve as situações de mau comportamento. [Modos de atuação do professor face ao mau comportamento]

5 Nunca 1 1% Às vezes 23 26% Sempre 64 73% O professor é justo no tratamento das situações de mau comportamento. [Modos de atuação do professor face ao mau comportamento] Nunca 1 1% Às vezes 28 32% Sempre 59 67% Os alunos com mau comportamento corrigem as suas atitudes. [Modos de atuação do professor face ao mau comportamento] Nunca 6 7% Às vezes 75 85% Sempre 7 8% O que é que a Escola poderia fazer para melhorar o comportamento dos alunos? As professoras dizerem aos maus compomportados para se juntar aos bons alunos para se comportarem melhor. A Escola não pode fazer nada, quem tem de fazer são os pais dos alunos, porém acho que se os alunos que fossem suspensos ou fossem expulsos da sala de aula, deviam de fazer trabalho comunitário (na escola e /ou outros lugares, de acordo com a causa da expulsão ou suspensão). Não sei podiam-nos castigar mais vezes os alunos A escola naõ deveria fazer nada.os alunos ja tem que vir educados de casa. Obrigar os meninos a admitir o que fizeram. Pôr de castigo sempre que nos portarmos mal O que a escola podia fazer é quando algum alunos

6 tem mau comportamento, mandá-los logo para o GIA. Recorrer à suspensão com mais alunos para servir de exemplo para outros. nao sei vigiar todos os sítios do recreio. Falar mais com os pais. Deviam de pôr castigos mais dolorosos Acho que nada, devido ao bom comportamento dos alunos Já faz muito. Expulsar os idiotas. Não deixar os alunos ir ao intervalo. Poderia das palestras com interação a alunos sobre o mau comportamento nas escolas e como isso as afeta. Em vez de suspensões (aos alunos que já o foram muitas vezes, é claro), expulsa-los de vez. Acho que podia tirar as brincadeiras que às vezes fazemos nas salas durante umas semanas ou meses. poderia continuar com os mesmos castigos acho que deveriam ter mais mesas de ping-pong,já que há poucas e isso podia melhorar um bocado os seu comportamentos, já que estavam mais entretidos. Polos de castigo1ou2 semanas. evitar que os alunos piores vaiam para tras dos balenharios pois ai fasem muitas asneiras. as continuas haviam de andar por la atras dos balenhareos. mudar a maneira de ralhar de por de castigo. Intender o porque das coisas. dar-lhes um castigo Ter um campo de futebol a sério e balizas de basquete. podiam dar prémios aos bons alunos Por-los a cumprir tarefas depois do horário escolar. Avisar mais vezes os pais dos alunos. Pô-los de castigo Ter o diretor presente nas aulas quando tem tempo vago. E em vez de levar um corretivo de suspensão,na minha opiniao acho que isso nao chega pois é sempre bom nao termos escola(e é isso que ocorre quando á suspensão). Acho que deve-se ver isso Estarem mais atentos a certas situaçães Ter um campo de futebol asserio Separar os alunos, em mesas individuais cada um. A escola podia fazer era quando os alunos mostrarem mau comportamente frequentemente deviam contactar o encarregado de educação e a PJ. os professores poderiam ser mais exisentes para com os alunos que se portam mal. Talvez, ouves-se mais respeito pelos professores não existiria tantos casos, professores exigentes e não professores que deixam passar tudo, e que punem pela mínima coisa!! Na minha opinião, a escola faz tudo o que é preciso, mas os alunos também têm de querer mudar a sua atitude senão não vão haver mudanças positivas. Os pais educaram os seus filhos. ser mais exigente A escola poderia, não deixar ir os alunos mal comportados ir ao intervalo. Ajudar esses alunos com um/a psicóloga. Dando castigos a quem se porta mal diminuir o tempo de intervalos pois assim não teriam tempo para se portarem mal. a escola não devia fazer nada os alunos e que devião ter outro comportamento. Acho que a escola já faz tudo para que os seus alunos se portarem bem. O que poderia fazer para melhorar o comportamento dos alunos é algumas professoras serem mais justas no tratamento de mau comportamento de um aluno. Castigar os alunos: -a por de castigos durante algum tempo...etc... Pôr mais vezes os alunos de castigo. 1)Podia a ver mais regras de comportamento. 2)Podia a ver regras mais duras. 3)Podia a ver aulas de voas maneiras 4)E se nos estivéssemos mal sentados a professora e a de sorperesa atras de nos com a regoa dava-nos palmadas. Nao sei Por mais castigos. as mães darem mais educação aos filhos e avisar mais as mães A escola podia castigar e também fazer o que é para fazer. A escola poderia por os meninos da castigo toda a semana para o comportamento dos meninos ser melhor Os (as) professores (as)

7 devem escrever mais recados ou telefonar ao Encarregado de Educação quando os alunos se portam mal. Também devem ser ainda muito mais existentes. Poderia dar conhecimento aos pais dos alunos, o comportamento do seu educando. chamar os pais começar a dar prémios aos alunos bem comportados Estar mais atentos a todos os alunos. Alunos ficam sem intervalo. Ter mais funcionárias na vigilância nos intervalos. A escola já toma as devidas medidas. deviam castigá-los mais vezes e chamar os pais à escola Não sei. podiam dar prémios aos alunos bem comportados Não sei o que a escola poderia fazer mais. A escola devia chamar logo os pais, mal os alunos façam asneiras, devia tambem efutuar algumas aulas para ajudar no comportamento, a tuturia devia ser uma hora em que os alunos fossem todos, e os que não fossem deviam ser castigados, como por exemplo levar lkogo um recado de comportamento. os professores serem mais severos Mais responsabilidade Polos o mês todo sem intrevalo a fazer uma copia grande e mandar recado na caderneta e ao outro dia se não tivesse assinado ia ficar o prossimo mês também fazerem castigos mais severos com os alunos Tentar avisa-los dos seus maus comportamentos. Novas regras Ter mais funcionários e balizas. Não sei. Por mais regras. Ter um campo de futebol com redes e balizas de basquet Podia ter mais paciência com os alunos. deixar entrar animais na escola, ter espaço para animais chamar á atenção dos alunos ou polos de castigo aos alunos que se portão mal Obrigar os alunos mal-comportados a servir a comunidade. está bem como está ter mais vigilância. Ao levar os alunos para o GIA deviam imediatamente contactar o Encarregado de Educação ou outro familiar e informar que o seu iducando foi para o GIA por mau comportamento! Também acho que deviam por fora da sala os alunos que não quizessem estar na aula, pois assim estão a perturbar a concentração de outras pessoas. Acho que não deviam chamar só a atenção dos alunos que perturbam as aulas pois os mais caladinhos, ou seja, os que os professores não notam que eles não falam, notam que podem falar pois o professor só chama à atenção aos mais perturbadores! Dar mais castigos. Os auxiliares chamam a atenção dos alunos que se portam mal. [Modos de atuação dos auxiliares de educação face ao mau comportamento] Nunca 2 2% Às vezes 31 35% Sempre 55 63%

8 Os auxiliares resolvem as situações de mau comportamento. [Modos de atuação dos auxiliares de educação face ao mau comportamento] Nunca 6 7% Às vezes 40 45% Sempre 42 48% Os auxiliares são justos no tratamento das situações de mau comportamento. [Modos de atuação dos auxiliares de educação face ao mau comportamento] Nunca 6 7% Às vezes 33 38% Sempre 49 56% Os alunos com mau comportamento corrigem as suas atitudes. [Modos de atuação dos auxiliares de educação face ao mau comportamento] Nunca 7 8% Às vezes 75 85% Sempre 6 7%

9 Os meus pais falam comigo sobre a importância da escola? [Modos de atuação dos meus pais face ao mau comportamento] Sim % Não 2 2% Os meus pais dizem-me para respeitar todos os professores, funcionários e colegas? [Modos de atuação dos meus pais face ao mau comportamento] Sim % Não 0 0% Os meus pais perguntam-me frequentemente se me portei bem? [Modos de atuação dos meus pais face ao mau comportamento] Sim % Não 4 5% Os meus pais exigem que me porte bem? [Modos de atuação dos meus pais face ao mau comportamento]

10 Sim % Não 4 5% Os meus pais castigam-me quando me porto mal? [Modos de atuação dos meus pais face ao mau comportamento] Sim % Não 9 10% Falo com os meus pais sobre o meu comportamento? [Como me porto eu?] Sim 76 86% Não 12 14% Falo com os meus pais sobre o comportamento dos meus colegas? [Como me porto eu?] Sim 62 70% Não 26 30% Porto-me bem? [Como me porto eu?]

11 Sim 68 77% Não 20 23% O meu comportamento é igual com todos os professores ou porto-me melhor com o Professor Titular/ Diretor de Turma? [Como me porto eu?] Sim 63 72% Não 25 28% Em que área disciplinar/ disciplina eu me comporto pior? Eu não abuso de nenhuma disciplina Porto-me pior com a minha professora. Em Inglês Educação Visual. Na disciplina de Artes. Em tudas Eu não me comporto mal na escola. Eu porto me pior com a minha professora tic Nenhuma Espanhol, Português, Matemática, Inglês, Fisico-Quimica... estudo do meio A matemática porque nao gosto de mattemática. Porto-me de igual maneira em todas as disciplinas, mas talvez me porte um pouco pior à última aula do dia, pois já estou cansada de me concentrar em matéria. Não é portar mal, mas falo um pouco! Em nenhuma Não me porto mal em nenhuma disciplina. A disciplina que me comporto pior é o inglês. Físico-química Eu porto me mal na aula de ingles. matematica a disciplina que eu me porto pior e ciências naturais. Eu comportu-me igual em todas as aulas. nunca me porto mal A área disciplinar em que me porto pior é no Inglês. ciencias em musica Geografia. matemática, Língua Portuguesa, Educão musical. A área que eu acho que me porto pior, é Educação física já que nos dão "Liberdade", de fazermos o que queremos. Eu porto-me mal na sala de aula mas buo melhorar em nenhuma Na atividade lúdica expressiva Geografia e Inglês Na disciplina de Geografia e Físico-Química. educação visual e educação tecnológica. português Ciências Naturais. matemática Artes Na ginástica. Ás vezes nas expressões Geografia porque eu nao gosto da professora Para mim a disciplina é a matemática. Físico - Química. Expressões PORTUGUÊS em nenhuma não me porto mal em nenhuma Ás vezes porto-me mal nas aulas de Inglês. Porto-me

12 bem com todas as professoras. É Estudo do meio. comportume bem em todas as disciplinas No inglês Eu não me porto mal em nenhuma disciplina, mas falo mais na aula de atividade lúdico expressiva. Espanhol Em nenhuma disciplina. Atividade ludico espressiva. Ingles Raramente em geografia Historia Expressões plásticas. Ás vezes eu falo mais na aula das artes. Português comporto-me pior na disciplina de musica Na atividade lúdico expressiva. História EV porque metam sempre a chatear e a chamar e não estou com atenção. portugues A disciplina que me comporto pior é o inglês. Em Português Na educação fisica Matemática matemática. Geografia comporto-me sempre igual! Em todas as áreas. Na matemática. Isso deve-se a: não gostar da área/ disciplina % não gostar do professor. 11 9% não gostar da matéria % ter muitos trabalhos de casa. 9 7% obrigar a muitos trabalhos. 6 5% hora do dia em que é leccionada a disciplina % colega que se senta ao meu lado % Outro 32 25% Achas que o teu mau comportamento afeta as tuas aprendizagens?

13 Sim % Não % Se achas que te prejudica o teu mau comportamento por que te portas mal? Não sei às vezes Sim é por causa da minha colega. eu porto-me mal porque não gosto da atividade. normalmente porto-te bem Não... mais ou menos, depende da disciplina. Há disciplinas em que é preciso estar mais atento e é essa disciplinas em que se tem de portar melhor Não sei. Porque não é bem portar mal eu distraio-me muito facilmente... as vezes. Porque eu nao gosto da materia As vezes porto me mal porque estou a falar com o meu colega de tras e com o meu companheiro porque me distraio e começo a falar Porque não gosto das fichas. Alguns alunos começam-se a rir e eu vou atrás.!!!!! porque sim as veses para chamar a tensão mas também porque gosto de falar e ser engraçado Sim Não. não me porto mal Não me porto mal. Porque me deixo levar com o mau comportamento porto mal. Não me posso prejudicar no meu comportamento porque eu não me Porque á professoras que já vêem saturadas das outras aulas e descarregam em nós e eu também fico saturado.. Porque a escola é cansativa. Porque as vezes eu nao tou com atençao nas aulas e depois eu falo para o meu colega de aula e ele começa a falar comigo. más influências Porque gosto de fazer rir os meus colegas. Porque não quero ser posta de parte para com os meus colegas. Ás vezes o meu colega da frente faz-me rir. Pois depois não me consigo concentrar e os meus colegas também não. Para chamar a atenção Porque não me consigo controlar. por revolta. Porque começo-me a rir e a falar para o lado Porque estou ás vezes desatento nas aulas e sou muito conversador. Porque eu não consigo estar muito tempo quieta. Porque me por tu mal. E as vezes estou mal sentado. Por que me inervo não sei Porque ás vezes as aulas são um bocado aborrecidas. Eu acho que nao me prejudica sim porque o ambiente na sala de aula e dificil de aguentar sem me portar mal para mim Porque falo demais. Esta disciplina é leccionada ao fim do dia, por isso estou mais cansada, logo a atenção é menor. para divertir os colegas eu nao me porto mal, so converso devez enquanto Porque tenho muita liberdade. pretende o meu futuro. Porque não gosto muito da escola mas eu sei que é dela que

14 Achas que o mau comportamento dos teus colegas afeta as tuas aprendizagens? % % % % % Número de respostas diárias

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS. A Motivação no Ensino Aprendizagem. Questionário sobre as aulas de Inglês

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS. A Motivação no Ensino Aprendizagem. Questionário sobre as aulas de Inglês Anexo 2 INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS A Motivação no Ensino Aprendizagem Questionário sobre as aulas de Inglês O objectivo deste questionário é ajudar-te a teres um conhecimento melhor de ti próprio

Leia mais

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário)

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) ANEXOS Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) 153 A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (ESCOLA E.B. 2,3 DE SOURE 7.º Ano de Escolaridade) QUESTIONÁRIO A tua colaboração no preenchimento

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Anexo 1. Guião da conversa informal exploratória com as docentes de Língua Estrangeira I Inglês

Anexo 1. Guião da conversa informal exploratória com as docentes de Língua Estrangeira I Inglês ANEXOS Anexo 1 Guião da conversa informal exploratória com as docentes de Língua Estrangeira I Inglês 1. Situação profissional 2. Tempo de serviço no exercício de funções docentes 3. Distância casa/escola

Leia mais

4ª - Sim, já instalei o programa em casa e tudo. Vou fazer muitas músicas e gravar-me a cantar nelas também.

4ª - Sim, já instalei o programa em casa e tudo. Vou fazer muitas músicas e gravar-me a cantar nelas também. Entrevistas: Por escrito: A_5: 1ª - É fazer uma música sozinha, como eu gosto, com a ajuda do computador. Abrimos a Ableton Live, criamos as faixas que precisamos, escolhemos a forma e como é que cada

Leia mais

A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação

A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação Rita Monteiro Universidade Católica Portuguesa Abril 2014 Fontes / Referências Roldão (2013, 2008, 2007, 2004) Alarcão (1998) Shulman (2005,

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada!

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! Hoje já não me dou conta mas foi assim era uma nova escola, novos colegas, novos desafios e, para desafio, tinha de estar cheia de

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

[Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo]

[Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo] [Visionamento das fotos] [Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo] E- Então o que é que achaste das fotos? E7- Boas. Tá fixe. E- Faz-te lembrar coisas boas ou más? E7-

Leia mais

1- Nem sempre os alunos da tua turma se portam bem na aula de Ciências da Natureza. Porque razão isso acontece?

1- Nem sempre os alunos da tua turma se portam bem na aula de Ciências da Natureza. Porque razão isso acontece? 1.7.2. Regra de reconhecimento e de realização Questionários aos alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico (2001) QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS Escola Ano Turma Sexo F M Data / / Este questionário tem por objectivo

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Propostas de Escrita Criativa. Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa

Propostas de Escrita Criativa. Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa Propostas de Escrita Criativa Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa Exploração da História - O Gato Gonçalves Reconstituição da História em grande grupo e a pares Reconstituição

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

PEÇA TEATRAL TÍTULO: RETRATO DOS FILHOS DAS FAMILIAS QUE ACOMPANHAM E DAS QUE NÃO ACOMPANHAM A VIDA ESCOLAR

PEÇA TEATRAL TÍTULO: RETRATO DOS FILHOS DAS FAMILIAS QUE ACOMPANHAM E DAS QUE NÃO ACOMPANHAM A VIDA ESCOLAR 1 MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO COMITÊ LOCAL DE ICATU Travessa Professor Francisco Castro, Nº 32 - Centro Icatu-MA / Fone (98) 3362-1188 / 88732737 E-mail: lucinhavidal2009@hotmail.com.br PEÇA TEATRAL

Leia mais

Mestrado em Ciências da Educação

Mestrado em Ciências da Educação Mestrado em Ciências da Educação Tema : Educação e formação de jovens e adultos pouco escolarizados O Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências na (re) definição de trajectórias

Leia mais

QRA: BE DOMÍNIO C1. ACTIVIDADES LIVRES, EXTRA CURRICULARES E DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR QA3 2010/2011 ABRIL 1º CICLO SEM BE

QRA: BE DOMÍNIO C1. ACTIVIDADES LIVRES, EXTRA CURRICULARES E DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR QA3 2010/2011 ABRIL 1º CICLO SEM BE QA3: DOMÍNIO C1. Actividades livres, extra curriculares e de enriquecimento curricular QRA: BE DOMÍNIO C1. ACTIVIDADES LIVRES, EXTRA CURRICULARES E DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR QA3 2010/2011 ABRIL 1º CICLO

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM Era o dia 22 de dezembro. O Natal aproximava-se e o Pai Natal estava muito atarefado a preparar os sacos com os brinquedos. Muito longe dali, em Portugal, um menino chamado João

Leia mais

Apêndice A- Questionário Sócio-demográfico Jovens não-institucionalizados

Apêndice A- Questionário Sócio-demográfico Jovens não-institucionalizados A Vinculação e a Auto-estima em Jovens Não-Institucionalizados vs. Jovens Institucionalizados Data: / / Idade: Sexo: Feminino ( ) Ano: Masculino ( ) I II 1.Com quem vives? (Podes escolher mais que uma

Leia mais

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça.

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Valores: Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Competências -chave: Saber reagir a atentados à integridade física ou psicológica; Saber medir consequências de um segredo; Ser capaz de confiar e pedir

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2 Sexo Idade Grupo de docência Feminino 40 Inglês (3º ciclo/secundário) Anos de Escola serviço 20 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Inglês, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Relatório de Atividades Maio e Junho

Relatório de Atividades Maio e Junho Relatório de Atividades Maio e Junho ANA LISE MENSAL MAIO/JUNHO Devido a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 o horário do Projeto Construindo o Saber Pré Vestibular durante a semana foi modificado (16h50min

Leia mais

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC)

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) Diversidade Linguística na Escola Portuguesa Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) www.iltec.pt www.dgidc.min-edu.pt www.gulbenkian.pt Exercícios de Formulação de Pedidos e Ordens

Leia mais

Psicologia Educacional I. Violência nas escolas

Psicologia Educacional I. Violência nas escolas Psicologia Educacional I Violência nas escolas Objectivos Analisar algumas das causas que levam à violência nas escolas. Analisar a forma como esta se manifesta, nomeadamente nas relações professor/aluno,

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE)

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE) Núcleos de Estudo Caderno de Apoio Núcleos de Estudo 1 Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui? [perguntou a Alice] Isso depende muito de para onde é que queres ir disse o Gato.

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero!

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! As pessoas com dificuldades de aprendizagem têm o poder para escolher os seus serviços de apoio. Este folheto está escrito em linguagem fácil. O que é um consumidor?

Leia mais

Fui, não: fui e sou. Não mudei a esse respeito. Sou anarquista.

Fui, não: fui e sou. Não mudei a esse respeito. Sou anarquista. Tínhamos acabado de jantar. Defronte de mim o meu amigo, o banqueiro, grande comerciante e açambarcador notável, fumava como quem não pensa. A conversa, que fora amortecendo, jazia morta entre nós. Procurei

Leia mais

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS Nessa unidade vou mostrar para você como escrever e-mails que geram resultados. Mas que resultados são esses? Quando você escreve um e-mail tem que saber

Leia mais

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI MEMÓRIAS DO PAPAI 1 2 PREFÁCIO 1 - O PESADELO 2 - A MAMADEIRA 3 - O SHORTS 4 - O IMPROVISO 5 - SOLITÁRIO 6 - A TURMA A 7 - PRIMEIRAS IMPRESSÕES 8 - A TABUADA 9 - O MAU JOGADOR 10 - ARREMESSO DE DANONE

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

percebe diferença e qual?

percebe diferença e qual? 1 percebe diferença e qual? este ano ficou melhor 1 os cursos/qualificação 2 aulas de informática/internet 5 ter 2 diplomas 1 chances de emprego 1 mais oportunidades 1 diminuiu o tempo para a conclusão

Leia mais

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo 1 INTRODUÇÃO O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas em colaboração com o Secretariado Entreculturas elaborou esta brochura

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões de crianças e jovens.

O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões de crianças e jovens. Os Serviços de Saúde Amigos das Crianças Crianças e Jovens: digam-nos o que pensam! O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Análise Matemática II

Análise Matemática II Página Web 1 de 7 Análise Matemática II Nome de utilizador: Arménio Correia. (Sair) LVM AM2_Inf Questionários INQUÉRITO ANÓNIMO» AVALIAÇÃO de AM2 e dos DOCENTES Relatório Ver todas as Respostas View Todas

Leia mais

Animação Sociocultural. No PAís do Amor

Animação Sociocultural. No PAís do Amor No PAís do Amor Há muito, muito tempo, num reino que ficava Mais Longe que Bué Bué longe, vivia-se com muito amor e alegria. Os dias eram passados em festa e eram todos muito amigos. Nesse reino havia

Leia mais

internetsegura.fde.sp.gov.br

internetsegura.fde.sp.gov.br PROJETO: HISTORIA: PÁGINA: ANO:! internetsegura.fde.sp.gov.br Internet Segura. Bom para você! Olá! A campanha Internet Segura. Bom para você! apresenta duas histórias em quadrinhos em que seus personagens

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

A Ana e o Alex contra os falsificadores

A Ana e o Alex contra os falsificadores A Ana e o Alex contra os falsificadores A Ana e o Alex são da mesma turma e muito bons amigos. Estão sempre a viver aventuras incríveis e situações emocionantes. Juntos formam uma dupla experiente! Ana:

Leia mais

Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA

Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA Como melhorar o sucesso escolar do seu filho Porque há insucesso? Falta de disciplina, de interesse, motivação

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, após encerramento do seminário empresarial Brasil-Chile

Leia mais

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva;

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; OBJETIVOS Definir objetivos de estudo a nível pessoal; Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; Sensibilizar os E.E. para

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

Rezar, cantar e crescer

Rezar, cantar e crescer Rezar, cantar e crescer Thereza Ameal e João Ameal Acordes A Mãe Eu gosto tanto da mãe (mãe) A mais querida, querida, querida (dizer rápido) (bonita também) E poder dar-lhe beijinhos m É a melhor coisa

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas VOLUME 1 GUIÕES INTERDISCIPLINARES Capítulo Áreas / Disciplinas 1 Psicólogos e diretores de turma 2 História; Geografia 3 Psicólogos e Diretores de Turma ; Geografia 4 Matemática; História 5 História 6

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

1 de 9 09-12-2013 11:02

1 de 9 09-12-2013 11:02 1 de 9 09-12-2013 11:02 Fuga de Oleo 21 mensagens 5 de Setembro de 2013 às 18:45 Boa tarde Sr Hugo como está. Estou a contacta-lo porque estou com

Leia mais

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR Índice Índice Prefácio Sobre o autor Introdução Como ser produtivo estudando corretamente Você já organizou o seu tempo e os seus dias para estudar? Definir o que vai estudar Organizando

Leia mais

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas.

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Áustria Viena Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Apenas fui assistir a uma aula, que acabou por não ser dada devido à presença dos alunos estrangeiros

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Índice Geral. Índice de Autores

Índice Geral. Índice de Autores Victor Fernandes 1 Índice Geral A perua-galinha 3 A vida de um porco chamado Ricky 4 Um burro chamado Burro 5 O atrevido 6 O Burro que abandonou a família por causa de uma rã 7 A burra Alfazema 8 Índice

Leia mais

Um pro logo que ha de fazer algum sentido mais a frente

Um pro logo que ha de fazer algum sentido mais a frente Um pro logo que ha de fazer algum sentido mais a frente De entre todas as coisas que podem entupir os canos lá em casa, um mamífero do Ártico com excesso de peso é provavelmente a pior. Isto porque, embora

Leia mais

O trabalho com as cantigas e parlendas

O trabalho com as cantigas e parlendas O trabalho com as cantigas e parlendas nós na sala de aula - módulo: língua portuguesa 1º ao 3º ano - unidade 4 Cantigas e parlendas ajudam a introduzir a criança no mundo da leitura. Isso porque são textos

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

5 Dicas de E-mail marketing para iniciantes

5 Dicas de E-mail marketing para iniciantes 5 Dicas de E-mail marketing para iniciantes Meu nome é Gustavo Montanari, sou autor do blog rendaextrasemsegredos.com e um dos motivos pelo qual resolvi disponibilizar esse e-book na forma totalmente gratuita

Leia mais

Mariana, 9 anos - Escrever esse livro foi uma experiência interessante, legal e divertida!

Mariana, 9 anos - Escrever esse livro foi uma experiência interessante, legal e divertida! Giulia, 12 anos - Participar de um livro dessa importância é muito interessante, pois se eu me revelar uma boa escritora, posso escrever outros textos e outros livros, o que seria muito legal, já que o

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE Versão adaptada de Eugénio Sena para Wir Bauen Eine Stadt de Paul Hindemith 1. MARCHA (Entrada) Uma cidade nossa amiga Não queremos a cidade antiga. Nós vamos pensar tudo de

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma.

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma. Projeto Nome Próprio http://pixabay.com/pt/cubo-de-madeira-letras-abc-cubo-491720/ Público alvo: Educação Infantil 2 e 3 anos Disciplina: Linguagem oral e escrita Duração: Aproximadamente um mês. O tempo

Leia mais

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. não Eu Não r que o f existe coleção Conversas #14 - outubro 2014 - a z fu e r tu r uma fa o para c ul m d im ad? e. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

[Pequenas interrompem, imperceptível]

[Pequenas interrompem, imperceptível] E- A ideia é: vou-vos fazer algumas perguntas e vocês respondem consoante aquilo que quiserem dizer. E a ideia do grupo de discussão não é vocês desatarem todos à porrada mas é se vocês ah sei lá por exemplo

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Uma Cidade para Todos Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Colaboração Nuno Oliveira, coordenador do Serviço de Psicologia do 1º ciclo do Ensino Básico da EMEC - Empresa Municipal

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem EXPLORAÇÃO Busco entender como as coisas funcionam e descobrir as relações entre as mesmas. Essa busca por conexões

Leia mais

Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates

Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates 1º ano do Ensino Fundamental I O que você gosta de fazer junto com a sua mã e? - Dançar e jogar um jogo de tabuleiro. - Eu gosto de jogar futebol

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

Categorias Subcategorias Unidades de registo. Situação. Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Experiência de assalto

Categorias Subcategorias Unidades de registo. Situação. Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Experiência de assalto Categorias Subcategorias Unidades de registo Experiência de assalto Situação Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Estava a ir para a escola (F2) Estava a sair da escola e quando cheguei à porta

Leia mais

Vamos Criar um Ponto de Restauro no Windows

Vamos Criar um Ponto de Restauro no Windows 2013-05-20 19:43:57 Olá meus caros pequenos génios informáticos. Hoje vamos continuar a ajudar-vos na protecção do vosso computador. Já falámos em melhorar o arranque do Windows, libertando-o de processos

Leia mais