TECNOLOGIAS UPS s. LCPOWER Outubro 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TECNOLOGIAS UPS s. LCPOWER Outubro 2006"

Transcrição

1 TECNOLOGIAS UPS s LCPOWER Outubro 2006

2 Aplicações Computadores e Data Centers Servidores Controlo de Processos Sistemas de Transmissão / SAT Instalações de Controlo Navegação Aérea Operadores e Serviços de Internet Sistemas de Segurança Equipamentos Médicos Equipamentos Electrónicos Missões e Aplicações Criticas requerem elevado nível de protecção e fiabilidade 2 LCPOWER

3 As normas IEC e equivalente Europeia ENV , traduzem o princípio de funcionamento e desempenho das UPS s, basicamente em três tipos de modelo - Nível 1 Tensão de saída dependente da rede (XXX YY ZZZ): 1 ª Double Conversion (IEC ) 2 ª Line Interactive (IEC ) 3 ª Passive Standby (IEC ) Estes termos definem a forma como a UPS fornece energia à carga. 3 LCPOWER

4 VFD Topologia (off-line) Tensão & Frequência Dependente ~ - - ~ Rede Carga PASSIVE STAND-BY (Off-Line) Carregador Bateria Inversor Comutação Em operação normal (com rede presente ou em limites admissíveis - especificações do modelo) a carga é alimentada directamente pela rede, a carga está sujeita às flutuações de tensão da rede primária (fonte de energia) e o inversor está parado. Quando a rede primária de AC falha ou se encontra fora das tolerâncias das especificações do equipamento, o inversor será activado recorrendo à bateria para assegurar a continuidade de fornecimento de energia à carga. Nota: a fase descrita preconiza um tempo de transferência típico de 4 a 8 ms (Switch) que normalmente não é prejudicial para as cargas tipo informáticas que admitem tempos de transferência < ms. A norma não especifica o tempo de transferência. A UPS continua a operar em modo bateria até se esgotar a sua autonomia ou conforme o caso, se restabelecer a energia da rede ou as condições (tolerâncias) admitidas pela UPS. 4 LCPOWER

5 VFD Topologia (off-line) Tensão & Frequência Dependente ~ - - ~ Rede Carga PASSIVE STAND-BY (Off-Line) Carregador Bateria Inversor Comutação CARACTERÍSTICAS + Tecnologia económica + Peso e tamanho reduzidos + Baixo nível de perdas - Tensão de saída onda quadrada ou trapezoidal *, sinusoidal adaptada - Tempos de comutação variáveis, min. 2 ms, usual 4-8 ms, até 10 ms - Tempos de autonomia pequenos - Sem estabilização, baixo nível de filtragem - As harmónicas da carga passam para a rede - Não utilizáveis com grupos geradores e redes instáveis - Sem protecção contra sobrecargas * elevado conteúdo harmónico 5 LCPOWER

6 VI Topologia (UPS-Rede-Operação Paralela / single conversion / Line-interactive) Tensão Independente LINE INTERACTIVE (REVERSIBLE) Rede Impedancia ~ Carga ~ Conversor Bateria - ~ Inversor & Carregador Em modo de operação normal o fornecimento de energia é mantido através do inversor à rede de energia primária e da frequência de entrada, através de uma linha directa à carga. A tensão é condicionada (regulada) pelo sistema AVR (boost) e o inversor está activo funcionando em modo bi-direccional, de forma a regular a tensão e também carregar as baterias. Quando os limites (especificados) e/ou a frequência está fora da tolerância pré-estabelecida, o inversor da UPS e a bateria mantêm a continuidade de energia eléctrica até se restabelecerem os limites da tensão/frequência. A natureza deste design requer uma impedância entre a rede primária (entrada) e o inversor. Nota: A transferência para o modo inversor, seja com uma falha da rede ou fora das tolerâncias, pode levar algum tempo (2 a 6 ms). Pode ser incorporado um bypass estático, que numa eventual falha de funcionamento da unidade, a carga poderá ser transferida para a rede primária através de uma linha auxiliar (alternativa) -bypass. A grande diferença desta topologia, para Passive Stand-By, está no inversor que funciona de forma reversível, ou seja interage com a potência útil que está a ser fornecida à carga. 6 LCPOWER

7 VI Topologia (UPS-Rede-Operação Paralela / single conversion / Line-interactive) Tensão Independente LINE INTERACTIVE (REVERSIBLE) CARACTERÍSTICAS + Tecnologia económica + Rendimento elevado + Regulação da tensão + Onda Sinusoidal + UPS com THDi nulo para a rede primária e FP elevado Rede Impedancia ~ Carga ~ Conversor Bateria - ~ Inversor & Carregador - Sem estabilização de frequência - Não aconselhadas para funcionar com grupos geradores e/ou redes instáveis - Saída não independente da entrada (Freq.) - Não compatível com cargas muito sensíveis, cargas que não admitem tempo de transferência - As harmónicas da carga passam para a rede - Na comutação verifica-se tempos de transferência variáveis (1 2 a 6 ms) - Sem protecção contra sobrecargas (aplicável aos modelos sem bypass) 7 LCPOWER

8 VFI Topologia (Double conversion/on-line) Rede ~ - - ~ Carga Tensão & Frequência Independente Rectif. Inversor CONTINUOUS OPERATION Bateria A carga é continuamente alimentada com a potência necessária através do inversor da UPS, com energia do DC link, estando a tensão constantemente transformada pelo método de dupla conversão AC-DC-AC. Com a rede primária presente, o DC link recebe a energia através do rectificador. Caso haja uma falha de energia ou a rede primária saia das tolerâncias suportadas pela UPS o DC link é alimentado pelas baterias. A tensão e a frequência de saída são independentes das condições das mesmas na rede primária. Normalmente, este tipo de topologia já incorpora um bypass pelo qual permite a transferência da carga para a rede sem qualquer interrupção. Nota: As condições que podem originar esta transferência são as seguintes: problema interno da UPS (falha do rectificador/inversor); correntes de carga transitórias elevadas (picos de arranque); curto-circuito no cabo de saída; sobretensões ou sobrecargas; fim do tempo de autonomia (baterias); Em modo de bypass a carga pode ser afectada pelos transitórios/distúrbios da rede e variações de frequência. Um outro circuito chamado de Bypass Manual é habitualmente incorporado para permitir trabalhos de manutenção. 8 LCPOWER

9 VFI Topologia (Double conversion/on-line) Rede ~ - - ~ Carga Tensão & Frequência Independente Rectif. Inversor CONTINUOUS OPERATION Bateria CARACTERÍSTICAS + Elevada qualidade na tensão e frequência de saída + Bom comportamento com picos de carga + Tempo de comutação zero + Bom crest-factor + Utilização óptima da energia em caso de uma alimentação degradada + Aconselhável para grupos geradores e redes com frequência instável + Saída independente da entrada (V&F) + Excelente protecção contra sobretensões e excelente filtragem + Bom comportamento com todo os tipos de cargas em especial as não lineares + Boa resposta dinâmica boa estabilidade nos diferentes regimes + Isolamento galvânico (quando presente um Transformador de Isolamento) - Investimento inicial - Rendimento inferior às tecnologias off-line 9 LCPOWER

10 Modelo SitePro / SG Tensão e Frequência de saída independente da entrada (VFI) Bypass Manual (Q2) para Facilitar operações de manutenção Protecção Back feed (k6) Transformador de isolamento para separação galvânica 10 LCPOWER

11 Nível 2: Qualidade da tensão de saída dependente carga (XXX YY ZZZ) S X S X Sinusóide: THD < 8% (IEC /-4) para todas as cargas lineares e não lineares (SitePro/LP/NP e SG) Sinusoidal: THD > 8 % com carga não linear Y Y Onda gerada não Sinusoidal Operação Bateria Operação Normal 11 LCPOWER

12 Nível 3: Estabilidade dinamica da tensão de saída (XXX YY ZZZ) Class 1 SitePro e SG Class 2 Class 3 Z Z Z Variação dinâmica com carga não-linear (0% 100% 0%) Variação dinâmica com carga linear(0% 100% 0%) Transição de operação (Normal ou Bateria) 12 LCPOWER

13 Modelos SitePro e SG: VFI SS VFI Tensão & Frequência Independente conversor de Frequência disponível SS Saída THD < 8% qualquer tipo carga SP e SG: THD < 3% qualquer tipo carga 111 Classe 1 performance Os modelos SitePro e SG - Classe 1 Best in Class resposta dinâmica: +/-2% variações de carga: 0-100%-0 +/-1.5% variações de carga : 0-50%-0 GE products Class 1 A SitePro e SG mantêm a sua performance, mesmo com cargas não balanceadas 13 LCPOWER

14 Compatibilidade Electromagnética IEC Class A Emissão Todos os equipamentos electrónicos emitem ondas electromagnéticas através dos cabos (condutividade) e pelo ar (radiação) Imunidade Todos os equipamentos electrónicos são sensíveis às ondas electromagnéticas Estas ondas podem causar distúrbios no desempenho do equipamento Compatibilidade Electromagnética Diferentes tipos de equipamento (todos emitem ondas electromagnéticas) podem funcionar mesmo quando instalados perto uns dos outros IEC é um standard que define os limites dos níveis máximos permitidos de emissão de distúrbios electromagnéticos para sistemas UPS s Assim certifica o apropriado funcionamento de uma UPS e outro(s) equipamento(s) num mesmo ambiente 14 LCPOWER

15 Compatibilidade Electromagnética IEC Class A Filtro EMI Classe A Com este filtro as UPS s respeitam a norma IEC aplicável na entrada tal como na saída Entrada Saída Nível Classe A O filtro EMI é recomendado em sistemas de transmissão, telecomunicações e outras aplicações onde interferências electromagnéticas existem ou necessitam ser prevenidas 15 LCPOWER

16

UPS. Sys 33 PLUS UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 50 kva a 500 kva. Aplicações para Missões Críticas

UPS. Sys 33 PLUS UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 50 kva a 500 kva. Aplicações para Missões Críticas INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA Sys 33 PLUS UPS TRIFÁSICA de Desenho Retificador IGBT Dupla Conversão Tensão e Frequência Independentes (VFI) Energia

Leia mais

UPS. Sys 33 UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 10 kva a 300 kva. Aplicações para Missões Críticas

UPS. Sys 33 UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 10 kva a 300 kva. Aplicações para Missões Críticas INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA Sys 33 UPS TRIFÁSICA de Desenho Retificador IGBT Dupla Conversão Tensão e Frequência Independentes (VFI) Energia

Leia mais

UPS. SYS pro 201 rt INFINITE POWER. Aplicações para Missões Críticas. Monofásica-Monofásica de 6 kva a 10 kva Trifásica-Monofásica de 10k VA a 20 kva

UPS. SYS pro 201 rt INFINITE POWER. Aplicações para Missões Críticas. Monofásica-Monofásica de 6 kva a 10 kva Trifásica-Monofásica de 10k VA a 20 kva INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA SYS pro 201 rt Monofásica-Monofásica de 6 kva a 10 kva Trifásica-Monofásica de 10k VA a 20 kva Tecnologia Online

Leia mais

SYS 200 INFINITE POWER. 1000VA a 3000VA. Aplicações para Missões Críticas

SYS 200 INFINITE POWER. 1000VA a 3000VA. Aplicações para Missões Críticas INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA SYS 200 1000VA a 3000VA Tecnologia Online de Dupla Conversão Fator de Potência de Entrada Unitário Fator de Potência

Leia mais

UPS. SYS 201 rt 2u INFINITE POWER. De 1000 VA a 3000 VA. Aplicações para Missões Críticas

UPS. SYS 201 rt 2u INFINITE POWER. De 1000 VA a 3000 VA. Aplicações para Missões Críticas INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA SYS 201 rt 2u Tecnologia Online de Dupla Conversão Desenho Convertível para Bastidor/Torre Tensão e Frequência Independentes

Leia mais

Organização de Computadores

Organização de Computadores Organização de Computadores Dispositivos de Proteção Elétrica Jonathan Pereira Dispositivos de Proteção Elétrica São dispositivos usados para proteger equipamentos eletrônicos (computadores, impressoras,

Leia mais

Nobreaks. New Offtice Security One com Filtro de Linha Interno. Melhor custo benefício do mercado! Bivolt Automático 115/220V

Nobreaks. New Offtice Security One com Filtro de Linha Interno. Melhor custo benefício do mercado! Bivolt Automático 115/220V Nobreaks 5 New Offtice Security One com Filtro de Linha Interno Melhor custo benefício do mercado! Carregador Fast Charger: Recarga 3x mais rápida*. Garante maior segurança em interrupções de energia Acabamento

Leia mais

Configurações e modos de operação dos inversores híbridos e seus requisitos técnicos para operação on-grid e off-grid

Configurações e modos de operação dos inversores híbridos e seus requisitos técnicos para operação on-grid e off-grid Configurações e modos de operação dos inversores híbridos e seus requisitos técnicos para operação on-grid e off-grid Prof. Me. Lucas Vizzotto Bellinaso lucas@gepoc.ufsm.br Prof. Dr. Leandro Michels michels@gepoc.ufsm.br

Leia mais

AX-M Series. - MPPT* Controlador Solar - 800, 1600, 2400, 3200, 4000W de potência nominal - 24 / 48VDC. AX-P Series

AX-M Series. - MPPT* Controlador Solar - 800, 1600, 2400, 3200, 4000W de potência nominal - 24 / 48VDC. AX-P Series Inversores Solares AX-Series - 5kVA Inversor Multifuncional Novo - Inversor PV - PV / Carregador de bateria com 3 fases de carga - Fonte de alimentação: bateria - Inversor de onda senoidal com função de

Leia mais

OCS 0041 ISO Pinot AQ I/1

OCS 0041 ISO Pinot AQ I/1 OCS 0041 ISO 9001 NoBreak Line Interativo Família Pinot 1400 VA NoBreak Line Interativo microprocessado de alta velocidade,integrando diversas funções periferias. Possui estabilizador interno com estágios

Leia mais

PACO SOLAR 400W 12V. 12V± 5% (10-15V) 33,3A 220V/230V ± 8% 1,82A 400W 800W 50Hz. 170mm 125mm 52mm 0,87kg

PACO SOLAR 400W 12V. 12V± 5% (10-15V) 33,3A 220V/230V ± 8% 1,82A 400W 800W 50Hz. 170mm 125mm 52mm 0,87kg PACO SOLAR 400W 12V 12V± 5% (10-15V) 33,3A 1,82A 400W 800W 170mm 125mm 52mm 0,87kg Alarme baixa das baterias 25mm 2 (1100mm) 4,2W 10,5V DC ± 0,5V 10,0V DC ± 0,5V 0º-40ºC Protecção de fusível integrada:

Leia mais

Disciplina de Eletrônica de Potência ET66B

Disciplina de Eletrônica de Potência ET66B UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA Disciplina de Eletrônica de Potência ET66B amauriassef@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/amauriassef

Leia mais

KEOR HP. TRIFÁSICO UPS 100 a 800 kva

KEOR HP. TRIFÁSICO UPS 100 a 800 kva KEOR HP TRIFÁSICO UPS 100 a 800 kva Fator de potência de saída 0,9 Alto rendimento até 95% em modo dupla conversão (certificado TüV) Maior economia com custos de infraestrutura, eletricidade e refrigeração

Leia mais

Pensados para atender as necessidades do mercado brasileiro

Pensados para atender as necessidades do mercado brasileiro Família Smart-UPS BR Agora mais completa! Pensados para atender as necessidades do mercado brasileiro Ideais para aplicações críticas: 3000VA Modelos: 115V 220V Bivolt automático 2200VA Modelos: 115V 220V

Leia mais

DIFERENTES TIPOS DE SISTEMAS NO-BREAK E-BOOK GRATUITO

DIFERENTES TIPOS DE SISTEMAS NO-BREAK E-BOOK GRATUITO DIFERENTES TIPOS DE SISTEMAS NO-BREAK E-BOOK GRATUITO SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2. TIPOS DE NO-BREAK... 3. ATRIBUTOS... 4. NA INDÚSTRIA... 5. CONCLUSÃO... 01 01 05 06 06 01 1. INTRODUÇÃO DIFERENTES TIPOS

Leia mais

Carmenere N I/6 SD

Carmenere N I/6 SD OCS 0041 ISO 9001 NOBREAK SENOIDAL Família Carmenere 3000 VA NoBreak Mono-Mono de Dupla Conversão microprocessado de alta velocidade. Possui estabilizador interno com estágios de regulação, que tem a função

Leia mais

INVERSOR MONOFÁSICO CC/CA GUARDIAN

INVERSOR MONOFÁSICO CC/CA GUARDIAN INVERSOR MONOFÁSICO CC/CA GUARDIAN MICROPROCESSADO SAÍDA SENOIDAL ISOLADA OPÇÃO EM RACK 19 Modelos de gabinetes auto-sustentados, tipo torre e rack 19. Disponíveis também em gabinete para fixação em parede.

Leia mais

Tópicos Especiais em Controle de Conversores Estáticos. Prof. Cassiano Rech

Tópicos Especiais em Controle de Conversores Estáticos. Prof. Cassiano Rech Tópicos Especiais em Controle de Conversores Estáticos cassiano@ieee.org 1 Aula de hoje O que é um conversor estático de potência? Por que devemos controlar um conversor estático? Por que necessitamos

Leia mais

Os No-break s desempenham um papel fundamental na prevenção de uma queda repentina de energia. Equipamentos essenciais em seu dia-a-dia.

Os No-break s desempenham um papel fundamental na prevenção de uma queda repentina de energia. Equipamentos essenciais em seu dia-a-dia. Os No-break s desempenham um papel fundamental na prevenção de uma queda repentina de energia. Equipamentos essenciais em seu dia-a-dia. Fabricamos com conhecimento e tecnologia para você e sua empresa.

Leia mais

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva KEOR T TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva KEOR T UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

Série 78 - Fonte chaveada. Características SÉRIE

Série 78 - Fonte chaveada. Características SÉRIE Série 78 - onte chaveada SÉRIE 78 Características 78.12...2400 78.12...1200 78.36 ontes de alimentação DC Baixo consumo em stand-by (

Leia mais

Série 78 - Fonte chaveada. Características Relés temporizadores e de controle SÉRIE

Série 78 - Fonte chaveada. Características Relés temporizadores e de controle SÉRIE Série - Fonte chaveada SÉRIE Características.12...2400.12...1200.36 Fontes de alimentação DC Alta eficiência (acima de 91%) Baixo consumo em stand-by (

Leia mais

Comparação técnica das Topologias de UPS On-line vs. Line-interactive

Comparação técnica das Topologias de UPS On-line vs. Line-interactive Comparação técnica das Topologias de UPS On-line vs. Line-interactive Por Jeffrey Samstad Michael Hoff Aplicação técnica nº 79 Sumário Executivo Os sistemas UPS abaixo de 5000VA estão disponíveis em duas

Leia mais

Devido á crescente utilização de equipamentos electrónicos alimentados pela rede eléctrica, tais como:

Devido á crescente utilização de equipamentos electrónicos alimentados pela rede eléctrica, tais como: Qualidade de Energia O Impacto dos Problemas de Qualidade de Energia em Instalações Eléctricas - O Caso Particular das Perturbações Harmónicas Paulo J. F. Correia Mestrado em Engenharia Electrotécnica

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO 10 / 15 / 20 / 25 / 30 / 40 / 50 / 60 / 80 / 120 / 150 / 160 / 180/ 250kVA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31)

Leia mais

Aplicações de conversores

Aplicações de conversores Unidade V Aplicações de conversores 1. Fontes de alimentação CC 2. Correção de FP 3. Condicionadores de energia e UPS 4. Acionamento de motores Eletrônica de Potência 2 Introdução No início do curso, algumas

Leia mais

PCE Projeto de Conversores Estáticos. Aula 2

PCE Projeto de Conversores Estáticos. Aula 2 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA PCE Projeto de Conversores Estáticos Aula 2 Tópicos Introdução Necessidade de conversores isolados

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Análise de Requisitos

FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Análise de Requisitos FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Análise de Requisitos 24 de Fevereiro de 2011 Índice 1 Introdução... 3 Apresentação do Documento... 3 2 Especificação de Requisitos... 4 2.1 Requisitos

Leia mais

ATRIUM RACK. UPS SENOIDAL e VA. Ideal para: SERVIDOR STORAGE SWITCH CENTRAL CFTV

ATRIUM RACK. UPS SENOIDAL e VA. Ideal para: SERVIDOR STORAGE SWITCH CENTRAL CFTV ATRIUM RACK SENOIDAL 2.200 e 3.000 VA Ideal para: SERVIDOR STORAGE SWITCH ROTEADOR CENTRAL DE PABX CÂMERA CENTRAL CFTV ATRIUM RACK SENOIDAL Fator de potência de saída 1 Mais disponibilidade de potência

Leia mais

o Centro Universitário o Escolade EngenhariaMauá . Centro de Pesquisas RELATORIO TECNICO DET-RT-01O/O6

o Centro Universitário o Escolade EngenhariaMauá . Centro de Pesquisas RELATORIO TECNICO DET-RT-01O/O6 INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA C MAUÁ o Centro Universitário o Escolade EngenhariaMauá o Escolade AdministraçãoMauá o Centro de EducaçãoContinuada. Centro de Pesquisas,, RELATORIO TECNICO DET-RT-01O/O6 INTERESSADO:

Leia mais

Revisão teórica. Índice

Revisão teórica. Índice Revisão teórica Índice Cargas de alimentação sensíveis... 2 Tipos de perturbações eléctricas...2 Principais perturbações na energia eléctrica de baixa tensão...3 UPS... 5 A solução UPS...5 Aplicações UPS...6

Leia mais

SINUS TRIAD UPS. 3 a 10 kva DUPLA CONVERSÃO

SINUS TRIAD UPS. 3 a 10 kva DUPLA CONVERSÃO SINUS TRIAD UPS DUPLA CONVERSÃO 3 a 10 kva LINHA SINUS TRIAD UPS MONOFÁSICO Maior nível de proteção e fornecimento ininterrupto de energia para equipamentos sensíveis e estratégicos, em conformidade com

Leia mais

Tecnologia em Automação Industrial 2016 ELETRÔNICA II

Tecnologia em Automação Industrial 2016 ELETRÔNICA II Tecnologia em Automação Industrial 2016 ELETRÔNICA II Aula 22 Fonte chaveada Prof. Dra. Giovana Tripoloni Tangerino https://giovanatangerino.wordpress.com giovanatangerino@ifsp.edu.br giovanatt@gmail.com

Leia mais

Factores chave nas instalações da UPS

Factores chave nas instalações da UPS Factores chave nas instalações da UPS Índice Introdução... 2 Utilizar este guia... 3 Descrição geral das soluções de protecção... 4 Soluções de protecção...4 Software e serviços incluídos...5 UPSs em instalações

Leia mais

Controlo baseado em conversores CC/CC de motores de corrente contínua

Controlo baseado em conversores CC/CC de motores de corrente contínua Controlo de Movimento Controlo baseado em conversores CC/CC de motores de corrente contínua Accionamentos com conversores CC/CC 1 1 Conversores CC/CC Os conversores CC/CC podem ser de um, dois ou quatro

Leia mais

Capítulo IV. Aplicação de UPS de dupla conversão em missão crítica Funcionamento geral e detalhamentos do retificador e da chave estática

Capítulo IV. Aplicação de UPS de dupla conversão em missão crítica Funcionamento geral e detalhamentos do retificador e da chave estática 38 Capítulo IV Aplicação de UPS de dupla conversão em missão crítica Funcionamento geral e detalhamentos do retificador e da chave estática Luis Tossi e Henrique Braga* Após abordarmos o inversor do equipamento,

Leia mais

FONTE NOBREAK FICHA TÉCNICA FONTE NOBREAK. - Compacta e fácil de instalar - Carregador de baterias de 3 estágios - Fonte inteligente microcontrolada

FONTE NOBREAK FICHA TÉCNICA FONTE NOBREAK. - Compacta e fácil de instalar - Carregador de baterias de 3 estágios - Fonte inteligente microcontrolada FICHA TÉCNICA FTE NOBREAK FTE NOBREAK - Compacta e fácil de instalar - Carregador de baterias de 3 estágios - Fonte inteligente microcontrolada Rev_01 APLICAÇÃO Pensando em atender os mercados mais exigentes,

Leia mais

Factores chave nas instalações da UPS

Factores chave nas instalações da UPS Factores chave nas instalações da UPS Índice Utilizar este guia... 2 Descrição geral nas soluções de protecção... 4 Soluções de protecção de potência...4 Software e serviços incluídos...5 UPSs em instalações

Leia mais

Guia de Produtos. Estabilizadores Filtros de Linha Protetores.

Guia de Produtos. Estabilizadores Filtros de Linha Protetores. Guia de Produtos Estabilizadores Filtros de Linha Protetores www.tsshara.com.br ESTABILIZADOR DE VOLTAGEM O estabilizador é um equipamento que corrige a tensão que recebe da rede elétrica e a fornece estabilizada

Leia mais

ESTABILIZADOR DE TENSÃO GUARDIAN

ESTABILIZADOR DE TENSÃO GUARDIAN DESCRIÇÃO TÉCNICA BÁSICA ESTABILIZADOR DE TENSÃO GUARDIAN linha VGT Cor do gabinete Padrão : grafite Sob pedido : Gelo ou preto Totalmente Estático com 14 estágios de regulação, alarme visual e sonoro,

Leia mais

Nobreaks. Smart-UPS C. Proteção e disponibilidade para aplicações críticas.

Nobreaks. Smart-UPS C. Proteção e disponibilidade para aplicações críticas. Nobreaks Smart-UPS C Proteção e disponibilidade para aplicações críticas. APC Smart-UPS C Proteção inteligente e eficiente de energia, ideal para servidores, pontos de venda e equipamentos de rede. Design

Leia mais

Os diferentes tipos de sistemas UPS

Os diferentes tipos de sistemas UPS Aplicação Técnica Nº 1 Revisão 6 por Neil Rasmussen > Sumário Executivo Existe grande confusão no mercado relativamente aos vários tipos de sistemas UPS e respectivas características. Neste documento definem-se

Leia mais

Qualidade da Energia Elétrica

Qualidade da Energia Elétrica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Condicionamento de Energia p/sistemas Microc. Qualidade da Energia Elétrica Prof. Clóvis Antônio

Leia mais

CONVERSORES DE FREQUÊNCIA

CONVERSORES DE FREQUÊNCIA CONVERSORES DE FREQUÊNCIA Introdução a inversores Convertem tensão c.c. para c.a. simétrica de amplitude e frequência desejadas A forma de onda dos inversores não é senoidal 1 Algumas aplicações dos inversores

Leia mais

Qtde Ata e. Pregão UASG Item Descrição para Empenho Características do Produto/Serviço Marca Modelo Site Valor. Validade

Qtde Ata e. Pregão UASG Item Descrição para Empenho Características do Produto/Serviço Marca Modelo Site Valor. Validade Pregão UASG Item Descrição para Empenho Características do Produto/Serviço Marca Modelo Site Valor Qtde Ata e Reg Validade 162/2013 153114 1 Sistema de alimentação de potência ininterrupta, com saida em

Leia mais

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda Rua João Eloy do Amaral, 116 2900-414 Setúbal Tel.: 265 229 180 Fax: 265 237 371 www.silectris.pt SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO, CONTROLO, MEDIDA E AUTOMAÇÃO

Leia mais

UM PROBLEMA DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA PROF. AZAURI ALBANO DE OLIVEIRA JÚNIOR

UM PROBLEMA DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA PROF. AZAURI ALBANO DE OLIVEIRA JÚNIOR UM PROBLEMA DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA PROF. AZAURI ALBANO DE OLIVEIRA JÚNIOR OBJETIVOS DA AULA DISCUTIR E ENTENDER OS PRINCIPAIS ASPECTOS QUE CARACTERIZAM UM PROBLEMA DE DIMENSIONAMENTO, IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

FONTES DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADAS TOP LINE BACKUP SYSTEM

FONTES DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADAS TOP LINE BACKUP SYSTEM Fontes de alimentação chaveadas monofásicas de categoria elevada que se destacam por sua confiabilidade e máximo desempenho nos processos de automação industrial. Possuem certificações internacionais atendendo

Leia mais

HARMÔNICAS. Sr. Jean Baptiste Joseph FOURIER. WEG - Transformando Energia em Soluções. Menu

HARMÔNICAS. Sr. Jean Baptiste Joseph FOURIER. WEG - Transformando Energia em Soluções. Menu HARMÔNICAS Formas de onda com freqüências múltiplas da fundamental; Ferramenta matemática desenvolvida para representar qualquer tipo de forma de onda (série de FOURIER); f(t) = a0 + (ah.cos(hω ot) + bh.sen(hω0t))

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: www.engetron.com.br Link:

Leia mais

Sistemas Ininterruptos de Energia

Sistemas Ininterruptos de Energia Sistemas Ininterruptos de Energia Nikolas Libert Aula 13 Manutenção de Sistemas Eletrônicos Industriais ET54A Tecnologia em Automação Industrial Sistemas Ininterruptos de Energia Sistemas Ininterruptos

Leia mais

Condicionamento de sinais analógicos

Condicionamento de sinais analógicos Condicionamento de sinais analógicos O condicionamento do sinal analógico do sensor/transdutor é uma etapa fundamental antes de ser efetuada a conversão A/D. Os principais processos de condicionamento

Leia mais

c) Se o valor da amplitude de v I for reduzido em 10%, quais são os novos valores máximo e médio de i B?

c) Se o valor da amplitude de v I for reduzido em 10%, quais são os novos valores máximo e médio de i B? Folha 4 Díodos. 1. Para cada um dos circuitos das figuras abaixo a entrada v I é sinusoidal com 10 V de amplitude e frequência 1kHz. Considerando os díodos ideais represente graficamente o sinal de saída

Leia mais

CONVERSOR CC-CA NÃO ISOLADO COM ALTO GANHO DE TENSÃO PARA APLICAÇÃO EM SISTEMAS AUTÔNOMOS DE ENERGIA ELÉTRICA

CONVERSOR CC-CA NÃO ISOLADO COM ALTO GANHO DE TENSÃO PARA APLICAÇÃO EM SISTEMAS AUTÔNOMOS DE ENERGIA ELÉTRICA CONVERSOR CC-CA NÃO ISOLADO COM ALTO GANHO DE TENSÃO PARA APLICAÇÃO EM SISTEMAS AUTÔNOMOS DE ENERGIA ELÉTRICA GEORGE CAJAZEIRAS SILVEIRA¹ RENÉ P. TORRICO-BASCOPɲ MANUEL RANGEL BORGES NETO 3 ¹ Professor

Leia mais

Qualidade de Energia Elétrica

Qualidade de Energia Elétrica Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC Centro de Ciências Tecnológicas - CCT Mestrado em Engenharia Elétrica - MEE Qualidade de Energia Elétrica Prof. Sérgio Vidal Garcia Oliveira, Dr. svgo_udesc@svgo.net

Leia mais

Unidade III. Conversores CC-CC (Choppers) Eletrônica de Potência 1

Unidade III. Conversores CC-CC (Choppers) Eletrônica de Potência 1 Unidade III Conversores CC-CC (Choppers) Eletrônica de Potência 1 Introdução Conversores CC-CC são circuitos eletrônicos de potência que convertem a tensão contínua a um nível de tensão CC diferente, idealmente

Leia mais

Instruções para montagem e instalação. Sensor de Inclinação EC2082

Instruções para montagem e instalação. Sensor de Inclinação EC2082 Instruções para montagem e instalação R Sensor de Inclinação EC2082 Instruções de segurança Esta descrição faz parte dos sensores. Contém textos e gráficos referentes à manipulação adequada do sensor.

Leia mais

Breves noções sobre RQS e Qualidade da Energia Eléctrica. António Machado e Moura

Breves noções sobre RQS e Qualidade da Energia Eléctrica. António Machado e Moura Breves noções sobre RQS e Qualidade da Energia Eléctrica António Machado e Moura DEEC FEUP Outubro de 2016 Introdução Natureza peculiar do produto electricidade Não pode estar sujeito a verificações para

Leia mais

Saída 24 V DC, 12 W < 1 % < 1 % < 200 < 200 < 10 < 20 < 90 < 100

Saída 24 V DC, 12 W < 1 % < 1 % < 200 < 200 < 10 < 20 < 90 < 100 Características 78.12 78.36 Fontes de alimentação DC Alta eficiência (acima de 91%) Baixo consumo em stand-by (

Leia mais

Lista de Normas Portuguesas

Lista de Normas Portuguesas Lista de Normas Portuguesas (versões Portuguesas de Normas Europeias) publicadas no sector das aplicações ferroviárias no domínio electrotécnico, elaboradas pela CTE 9 Aplicações eléctricas e electrónicas

Leia mais

SÉRIE 78 Fontes chaveadas. Saída 24 V DC, 12 W Saída 12 V DC, 12 W Saída 24 V DC, 36 W

SÉRIE 78 Fontes chaveadas. Saída 24 V DC, 12 W Saída 12 V DC, 12 W Saída 24 V DC, 36 W SÉRIE ontes chaveadas SÉRIE ontes chaveadas, 12 W e 36 W Baixo perfil para painéis elétricos Tipo.12.2400 Saída 24 V, 12 W --17.5 mm de largura (1 módulo) x 61 mm de profundidade Tipo.12.1200 Saída 12

Leia mais

Inversor transformador Fronius IG plus

Inversor transformador Fronius IG plus / Carregadores de Bateria / Tecnologia de Soldagem / Energia Solar Inversor transformador Fronius IG plus / O inversor versátil com máxima segurança de rendimento. / Fronius Conceito MIX / Comutação do

Leia mais

EPO Eletrônica de Potência COMPONENTES SEMICONDUTORES EM ELETRÔNICA DE POTÊNCIA

EPO Eletrônica de Potência COMPONENTES SEMICONDUTORES EM ELETRÔNICA DE POTÊNCIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EPO Eletrônica de Potência COMPONENTES SEMICONDUTORES EM ELETRÔNICA DE POTÊNCIA UNIVERSIDADE

Leia mais

PUBLICAÇÃO DE INTERFACES DE CLIENTE

PUBLICAÇÃO DE INTERFACES DE CLIENTE PUBLICAÇÃO DE INTERFACES DE CLIENTE Serviço Data SDH Fevereiro 2009 Versão PICC - 1.1 Assunto Características Técnicas dos Interfaces Notas Este documento não é parte integrante de nenhum contrato com

Leia mais

CONVERSOR CA/CC TRIFÁSICO COMANDADO

CONVERSOR CA/CC TRIFÁSICO COMANDADO Área Científica de Energia Departamento de De Engenharia Electrotécnica e de Computadores CONVERSOR CA/CC TRIFÁSICO COMANDADO (Carácter não ideal) TRABALHO Nº 2 GUIAS DE LABORATÓRIO DE ELECTRÓNICA DE ENERGIA

Leia mais

Fontes de Alimentação

Fontes de Alimentação ProLine Tecnologia de Interface Fontes de Alimentação Fonte de alimentação de 24 Vcc A Tarefa Os transmissores e condicionadores de sinais não alimentados pela malha de medição precisam de alimentação

Leia mais

CONVERSORES ELECTRÓNICOS DE POTÊNCIA A ALTA FREQUÊNCIA. Áudio é parte integrante de muitos aparelhos (multimédia):

CONVERSORES ELECTRÓNICOS DE POTÊNCIA A ALTA FREQUÊNCIA. Áudio é parte integrante de muitos aparelhos (multimédia): AMPLIFICADOR AÚDIO A COMUTADO Áudio é parte integrante de muitos aparelhos (multimédia): I&D I&D para para obter obter aparelhos aparelhos com: com: Integração Integração de de múltiplas múltiplas funcionalidades,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DEPARTAMENTO DE MATERIAL E PATRIMÔNIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DEPARTAMENTO DE MATERIAL E PATRIMÔNIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DEPARTAMENTO DE MATERIAL E PATRIMÔNIO PROCESSO: 23070.016735/2014-31 PREGÃO Nº. 277/2015 SRP AQUISIÇÃO E O

Leia mais

No-break. 650i / 650 / 850i / 850 / 1200i / 1200 / 2200 i / Protege seus dados e equipamentos eletrônicos

No-break. 650i / 650 / 850i / 850 / 1200i / 1200 / 2200 i / Protege seus dados e equipamentos eletrônicos 5E 650i / 650 / 850i / 850 / 00i / 00 / 00 i / 00 No-break Protege seus dados e equipamentos eletrônicos Eaton 5E 650i / 650 / 850i / 850 / 00i / 00 / 00i / 00 Instruções de segurança importantes Leia

Leia mais

Lista de Exercícios de Eletrônica de Potência (08/08/2014)

Lista de Exercícios de Eletrônica de Potência (08/08/2014) Lista de Exercícios de Eletrônica de Potência (08/08/2014) 1) Dado o circuito abaixo, determinar : a) O ângulo de condução de corrente no diodo; b) A corrente média na carga; c) A corrente eficaz na carga;

Leia mais

Qualidade da Energia Elétrica. Distorções Harmônicas

Qualidade da Energia Elétrica. Distorções Harmônicas Qualidade da Energia Elétrica Distorções Harmônicas Qualidade da Energia Elétrica Conceito Cargas Geradoras de Harmônicas Efeitos de Harmônicas em Redes Industriais Recomendações de Limites para Harmônicas

Leia mais

Inversores. Onda Modificada. IVOFM02 Inversor W / 12Vcc / 220Vac / 60Hz

Inversores. Onda Modificada. IVOFM02 Inversor W / 12Vcc / 220Vac / 60Hz Onda Modificada Inversores Sistemas de energia inteligente www.seienergias.com IVOFM02 Inversor - 1000W / 12Vcc / 220Vac / 60Hz Não apropriados para equipamentos com motor tais como, Bombas D'gua, Ar Condicionados,

Leia mais

R(Res. Intr. Da Bob.) 2.7mF

R(Res. Intr. Da Bob.) 2.7mF Introdução: O conversor DC para DC ou chopper, como costuma ser denominado, é usado para obter uma tensão DC variável a partir de uma fonte de tensão DC constante. Com este trabalho experimental procurámos

Leia mais

Inversor modular de comando motorizado de 63 a 160 A HIC 400A

Inversor modular de comando motorizado de 63 a 160 A HIC 400A Inversor modular de comando motorizado de 6 a 60 A HIC 00A Inversor modular de comando motorizado com alto poder de fecho em curto-circuito (Icm) versão: P Ith (0 C) de 6 a 60 A n 0/00 V IP 0 Função: Asseguram

Leia mais

Eletrônica de Potência II Capítulo 4: Inversor meia-ponte

Eletrônica de Potência II Capítulo 4: Inversor meia-ponte Eletrônica de Potência II Capítulo 4: Inversor meia-ponte Prof. Alessandro Batschauer Prof. Cassiano Rech 1 Introdução E 1 (v 1, f 1 ) Retificador Conversor CC-CC Conversor indireto de tensão Conversor

Leia mais

EFA110F50-A-04. Histórico N. Doc. Revisão Data Descrição Aprovado A 16/01/07 Inicial. Industria Eletro Eletrônica.

EFA110F50-A-04. Histórico N. Doc. Revisão Data Descrição Aprovado A 16/01/07 Inicial. Industria Eletro Eletrônica. Histórico N. Doc. Revisão Data Descrição Aprovado 607719 A 16/01/07 Inicial Executado: João Faria N. da cópia: Página 1 de 7 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO 2- CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS E MECÂNICAS 2.1 - Entrada

Leia mais

1 (um) no-break de 60kVA, autonomia de 20 minutos, tensão de entrada 220V, tensão de saida 220/127V;

1 (um) no-break de 60kVA, autonomia de 20 minutos, tensão de entrada 220V, tensão de saida 220/127V; 1 OBJETIVO A presente especificação técnica refere-se ao fornecimento de no-breaks a serem instalados no Centro Administrativo SESC/SENAC. Os no-breaks deverão ser fornecidos completos, com baterias e

Leia mais

RETIFICADOR CARREGADOR DE BATERIAS CATÁLOGO GERAL

RETIFICADOR CARREGADOR DE BATERIAS CATÁLOGO GERAL RETIFICADOR CARREGADOR DE BATERIAS CATÁLOGO GERAL Revisão 00 SCEPP Soluções Integradas para Geração de Energia SCEPP CATÁLOGO SOFTRECT Conteúdo DESCRIÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA... 3 1. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA...

Leia mais

Notas de Aplicação. Recomendações Técnicas para instalação de CLP s. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Recomendações Técnicas para instalação de CLP s. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Recomendações Técnicas para instalação de CLP s HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.0021 Versão 1.01 novembro-2013 HI Tecnologia Recomendações Técnicas para instalação de CLP

Leia mais

Jornadas Electrotécnicas ISEP. Equipamentos de Média M Tensão para Parques EólicosE

Jornadas Electrotécnicas ISEP. Equipamentos de Média M Tensão para Parques EólicosE Jornadas Electrotécnicas 2006 - ISEP Equipamentos de Média M e Alta Tensão para Parques EólicosE Jornadas Electrotécnicas 2006 - ISEP MW 50.000 45.000 40.000 35.000 30.000 25.000 20.000 15.000 10.000 5.000

Leia mais

Realimentação. gerados tanto por os componentes do circuito como interferências externas. (continua) p. 2/2

Realimentação. gerados tanto por os componentes do circuito como interferências externas. (continua) p. 2/2 p. 1/2 Resumo Realimentação Dessensibilização do Ganho Extensão de Largura de Banda Redução de Ruído Redução de Distorção não Linear As quatro tipologias básicas Amplificadores de Tensão Amplificadores

Leia mais

SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão

SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão 2 Moving together 1. PAINÉIS METÁLICOS, FILTROS DE HARMÔNICOS E BANCOS DE CAPACITORES 1. PAINÉIS METÁLICOS, FILTROS DE HARMÔNICOS E BANCOS

Leia mais

CONTROLE TRADICIONAL

CONTROLE TRADICIONAL CONTROLE TRADICIONAL Variação da tensão do estator Os acionamentos de frequência e tensão variáveis são os mais eficientes Existem também acionamentos com tensão variável e frequência fixa Para um acionamento

Leia mais

Inversor de Freqüência

Inversor de Freqüência Descrição do Produto A linha de Inversores de Freqüência NXP da Altus atende a grandes aplicações, que necessitam de robustez, desempenho dinâmico, precisão estática e potência. Possui uma vasta gama de

Leia mais

Cap. 6 Conversores DC-DC

Cap. 6 Conversores DC-DC Cap. 6 Conversores DC-DC CONVERSORES DC-DC Regulador Linear de Tensão Conversores Chaveados Conversor Buck (abaixador) Conversor Boost (elevador) Conversor Buck-Boost Conversores Cuk Outros REGULADOR LINEAR

Leia mais

LINHA COMPACTA. Especificação Técnica 1000 / 2000 / 3000 / 5000 VA. Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda

LINHA COMPACTA. Especificação Técnica 1000 / 2000 / 3000 / 5000 VA. Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Especificação Técnica LINHA COMPACTA 1000 / 2000 / 3000 / 5000 VA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: 0800-318008 Web: www.engetron.com.br As informações contidas

Leia mais

Total praticidade e segurança Melhor custo x benefício Tecnologia de ponta com estabilização interna

Total praticidade e segurança Melhor custo x benefício Tecnologia de ponta com estabilização interna Características Gerais: Indicador visual de potência consumida Pode ser ligado em grupo gerador de 7Hz a Hz Alta tecnologia com placa SMT Proteções de sobrepotência temporizada Indicador para troca de

Leia mais

NO-BREAK APC SURT8000XLI SMART-UPS ONLINE 8,0 KVA (8000VA) 230V R/T - APC

NO-BREAK APC SURT8000XLI SMART-UPS ONLINE 8,0 KVA (8000VA) 230V R/T - APC NO-BREAK APC SURT8000XLI SMART-UPS ONLINE 8,0 KVA (8000VA) 230V R/T - APC Smart-UPS On-Line Características e Benefícios Disponibilidade Bypass interno automático Proporciona energia às cargas conectadas

Leia mais

CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO

CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO GRUPOS MOTOGERADORES Prof. Dr. Ramón Silva - 2015 O Grupo Motogerador consiste de um ou mais motores alternativos de combustão interna utilizados para converter energia

Leia mais

CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS DIRIGIDO A : Engenheiros

Leia mais

PEA2502 LABORATÓRIO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA

PEA2502 LABORATÓRIO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA EXPERIÊNCIA N o PEA50 LABORATÓRIO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA RETIFICADORES NÃO CONTROLADOS DE DOIS CAMINHOS W. KAISER 0/009 1. OBJETIVOS Estudo do funcionamento e processo de comutação em retificadores

Leia mais

ELETRONICA ANALÓGICA By W. L. Miranda. Fontes de alimentação CA/CC.

ELETRONICA ANALÓGICA By W. L. Miranda. Fontes de alimentação CA/CC. ELETRONICA ANALÓGICA By W. L. Miranda Fontes de alimentação CA/CC. 1 - Considerações de projeto: a) 1º Caso: Isolamento entre rede domiciliar CA e a carga. Neste caso, a fase, o neutro ou o aterramento

Leia mais

Guia e Declaração do Fabricante Imunidade e Emissões Electromagnéticas

Guia e Declaração do Fabricante Imunidade e Emissões Electromagnéticas Guia e Declaração do Fabricante Imunidade e Emissões Electromagnéticas Português Página AirMini 1-2 Air10 Série Lumis Série 3-5 S9 Séries 6-8 Stellar 9-11 S8 & S8 Série II VPAP Série III 12-14 Guia e Declaração

Leia mais

Electrónica II Amplificadores de Potência

Electrónica II Amplificadores de Potência Introdução Os amplificadores são normalmente compostos por vários andares em cascata: entrada e intermédios operam com pequenos sinais. ao andar de saída é solicitada uma potência suficientemente elevada

Leia mais

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados.

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. Transmissores CA/CC Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. As Vantagens A classe de precisão é de 0,5 não há necessidade de reajustar as faixas comutáveis.

Leia mais

ProLine Tecnologia de Interface. Transmissores de Temperatura para Alta Tensão. ProLine P 44000

ProLine Tecnologia de Interface. Transmissores de Temperatura para Alta Tensão. ProLine P 44000 ProLine Tecnologia de Interface Transmissores de Temperatura para Alta Tensão Medição precisa de temperatura sob altas tensão de até 6,6 kv. Quando é preciso medir temperaturas com termômetros de resistência

Leia mais

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR A ENERGIA DO SOL CHEGOU A SUA CASA Com a solução de energia solar EDP que adquiriu já pode utilizar a energia solar para abastecer

Leia mais

B Manual de instruções. J dtrans T01 HART transdutor de duplo feixe programável. dtrans T /... dtrans T01 T /...

B Manual de instruções. J dtrans T01 HART transdutor de duplo feixe programável. dtrans T /... dtrans T01 T /... dtrans T01 707011/... dtrans T01 T 707013/... J dtrans T01 HART transdutor de duplo feixe programável B 70.7011.0 Manual de instruções 12.05/00543563 Conteúdo 1 Descrição dos tipos... 4 JUMO dtrans T01

Leia mais

SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO DE ENERGIA DE MISSÃO CRÍTICA

SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO DE ENERGIA DE MISSÃO CRÍTICA SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO DE ENERGIA DE MISSÃO CRÍTICA 01/12/2016 Ildeu Marques Senior Engenharia Rodrigo Cenizio Unitec Semicondutores INTRODUÇÃO Esta palestra tem por objetivo apresentar um case da solução

Leia mais

OM SISTEMAS MOD: AMD3000SS

OM SISTEMAS MOD: AMD3000SS TRANSMISSOR DE ESTADO SÓLIDO DE 3000W. OM SISTEMAS MOD: AMD3000SS Características Gerais: O transmissor de radiodifusão AMD3000SS foi projetado para operar em qualquer freqüência dentro da faixa de AM,

Leia mais