Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, Crea-BA RELATÓRIO VISTORIA Nº. 007/2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, Crea-BA RELATÓRIO VISTORIA Nº. 007/2012"

Transcrição

1 , Crea-BA RELATÓRIO DE VISTORIA Nº. 007/2012 Salvador, 03 de abril de 2012.

2 , Crea-BA RELATÓRIO DE VISTORIA 1 - SOLICITANTE: Vereadora Aladilce Souza Membro da Frente Parlamentar Mista em defesa de Itapuã, através de ofício n.º 115/2012, da Câmara Municipal de Salvador, protocolado sob n.º OBJETIVO: Realizar vistoria nas dependências do Mercado Municipal de Itapuã, visando constatar a situação física do imóvel quanto às condições de deterioração decorrente da ausência de manutenção predial e o risco para os usuários e transeuntes. 3 - RELATO: Realizada no dia 03 de abril de 2012, com início às 09h10min, tendo comparecido ao local os técnicos subscritores do presente, vistoriado as dependências, objetivando constatar a situação daquele equipamento urbano, em especial suas estruturas. 4 - DADOS DO EQUIPAMENTO: NOME DO ESTABELECIMENTO: Mercado Municipal de Itapuã, conhecido como Mercado do Peixe ENDEREÇO: Rua Genebaldo Figueiredo, s/n.º, Itapuã, Salvador - BA. 5 HISTÓRICO DO EQUIPAMENTO: Tratava-se de um mercado público construído em 29 de novembro de 1990, em estrutura pré-moldada, em módulos alternados de 2,50m e 7,50m com balanços em suas extremidades de 2,50m, cuja finalidade foi agregar 28 permissionários que utilizavam o local de forma a requalificar as atividades comerciais ali realizadas. O mercado sofreu intervenção para recuperação e requalificação em 31 de agosto de 2008, vindo em 28 de fevereiro de 2012, por volta das 13h30min, sofrer desabamento parcial da estrutura vitimando quatro pessoas, fotos n.º 01 e CARACTÍSTICAS DA EDIFICAÇÃO: A edificação erigida em estrutura pré-moldada, modular, constituídas de pilares, vigas e laje de cobertura em placas pré-moldadas e piso em cimentado. Trata-se de edificação térrea, em partido arquitetônico retangular, constituída de 28 boxes destinados à venda de produtos alimentícios (açougues, bares, restaurantes e mercearia), circulação central, sanitários masculino e feminino, sala da administração e capela de São Jorge.

3 , Crea-BA Nas porções frontal e posterior, a edificação apresentava áreas cobertas por lajes apoiadas sobre vigas em balanço com cerca de 2,50m de profundidade. Toda a edificação era constituída por estrutura de concreto aparente vedada por placas prémoldadas, sendo que em alguns locais possuía pintura látex, fotos n.º 03 a 06. Internamente, a edificação possuía uma circulação central por onde se voltavam os boxes internos, que apresentavam ventilação e iluminação zenitais. Durante a vistoria, observou-se que a estrutura em balanço encontrava-se escorada conforme fotografias anexas, fotos n.º 04 e 06. Localização Mercado de Itapuã. 7 VISTORIA/PROBLEMAS OBSERVADOS: A vistoria foi realizada através de observações visuais nos diversos espaços, tendo-se constatado que, apesar do ambiente agressivo em que se situa a edificação, próximo do mar, a estrutura denotava não sofrer uma manutenção preventiva, apresentando um estado de deterioração, resultando nas patologias a seguir descritas: - Vestígios de infiltrações em diversos locais das lajes de cobertura, fotos n.º 09, 13, 14, 24, 26, 27 e 30; - Fissuras e rachaduras em lajes e vigas, fotos n.º 17, 18, 26 e 29; - Desplacamento de parte do recobrimento, em alguns locais da viga lateral, lajes e pilar, fotos n.º 08, 10,15, 19; - Incidência de umidade em lajes decorrentes de infiltrações devido a danificação da impermeabilização; fotos n.º 09, 12, 13, 14, 25 e 27; - Apresentava movimentação excessiva na junta de dilatação entre vigas e disposição uniforme, foto n.º 11 e 28; - Presença de fissuras sob a laje, bem como pontos de oxidação da ferragem, fotos nº 08, 13, 24, 25 e 26; - Oxidação aparente da ferragem em alguns elementos estruturais, fotos n.º 07, 12, 15, 20, 22, 23 e 26; - Fiação elétrica instalada de forma inadequada, foto n.º 16.

4 , Crea-BA 8 EXAMES: Na inspeção realizada, observou-se em toda a edificação que os problemas se apresentam em vários pontos da estrutura decorrentes de infiltração através das placas de cobertura, denotando desgaste de sua impermeabilização, bem como oxidação das armaduras. Constatou-se, também, que estes problemas têm maior incidência nas imediações dos boxes 08, 07 e 06, local onde ocorreu o sinistro. Os problemas observados são típicos de falta de manutenção e desgaste em função do tempo de vida útil da edificação e dos materiais de sua constituição. De modo geral, a umidade tem concorrido para ocorrência de manifestações patológicas. A presença de água causando umidade nas estruturas provem de infiltrações decorrentes da falta de conservação da impermeabilização da cobertura e interface lajes/viga e também decorrentes das microfissuras existentes. A proximidade da edificação com a zona de maré contribui para que umidade associada à presença de cloretos apresente corrosão na ferragem da estrutura. A corrosão das armaduras é um processo que avança de sua periferia para seu interior diminuindo a capacidade resistente da armadura por redução da área de aço surgindo mecanismos de degradação da estrutura. Tal fato acontece porque ao oxidar-se o ferro vai criando o óxido de ferro, que para ocupar o seu espaço, exerce uma pressão sobre o material que o confina, suficiente para fraturar o concreto. O processo é agravado, pois o acesso direto dos agentes agressivos existentes na atmosfera multiplicam e aceleram a corrosão, combinando situações de ataque localizado com outras de ataque generalizado, agravando a situação de risco devido a deterioração elevada da estrutura, a qual se encontra o equipamento. Denota-se que na última manutenção ocorrida no equipamento, houve pintura nos elementos estruturais o que pode ter mascarado parte do problema. Observou-se, também, que os balanços foram escorados, com peças de madeira, sendo que em alguns pontos não estão devidamente apoiados, necessitando de uma inspeção.

5 , Crea-BA 9 CONCLUSÃO: Diante dos exames realizados, conclui-se que o Mercado de Itapuã situado na Rua Genebaldo Figueiredo, s/n.º, Itapuã, Salvador BA, denominado Mercado do Peixe, vem sofrendo desgaste em função de infiltrações decorrentes da falta de manutenção predial, agravado com a ação de ventos com alto teor de salinidade, situação esta que poderá se agravar se não foram adotadas as providências necessárias para correção, o que poderá comprometer suas condições de habitabilidade e uso. A edificação está sendo submetida a umidade e intempéries resultantes da ação de agentes externos, (água pluvial, infiltração decorrente de fissuras e rachaduras), resultando num processo de deterioração do imóvel, que associado à falta de manutenção, tem contribuído para a situação de risco, com maior gravidade nos boxes 06, 07 e 08, e que, nas condições em que se encontra a edificação, mesmo com as providências tomadas inicialmente, o problema poderá se estender a todo o equipamento, resultando em prejuízos materiais e danos à integridade física das pessoas que o utilizam. Salienta-se que os danos causados são crescentes, dessa forma à medida que o tempo passa os mesmos vão se avolumando, podendo inclusive comprometer o uso futuro do equipamento, se não forem corrigidos os problemas. Recomenda-se que sejam adotadas as medidas para estancar os problemas, com a execução dos serviços através de empresa/profissional devidamente habilitado na área de Engenharia Civil, que em função do estágio de deterioração das estruturas, poderá avaliar a possibilidade de recuperação ou não em função dos custos. Alerta-se para a existência da Lei Municipal de Manutenção Predial do Município de Salvador (Lei n.º de 23 de janeiro de 2001), regulamentada pelo Decreto n.º de 27 de setembro de 2001, que estabelece 3 (três) anos como o prazo máximo para realização de vistorias em Feiras Permanentes ANEXOS: Segue apenso quadro fotográfico, contendo 30 (trinta) fotografias, numeradas, que ilustram e documentam o presente trabalho, bem como cópia da Lei n.º 5.907/2001, e do Decreto n.º /2001. Salvador(BA), 03 de abril de Leonel Borba Santos Engº Civil e Engº de Segurança do Trabalho - CREA-BA n.º D Giesi Nascimento dos Santos Filho Engº Civil e Arquiteto - CREA-BA nº D

6 , Crea-BA QUADRO FOTOGRÁFICO

7 , Crea-BA FOTO N.º 01 Placa indicativa da inauguração do Mercado. FOTO N.º 02 Placa indicativa da reforma.

8 , Crea-BA FOTO N.º 03 Vista frontal do Mercado, vendo-se à esquerda a área interditada. FOTO N.º 04 Vista do escoramento sob o balanço.

9 , Crea-BA FOTO N.º 05 Vista do acesso lateral e da circulação central. FOTO N.º 06 Vista do escoramento na fachada posterior.

10 , Crea-BA FOTO N.º 07 Encontro da placa de cobertura com a viga apresentando oxidação na ferragem FOTO N.º 08 Vestígios de infiltrações com desplacamento do revestimento.

11 , Crea-BA FOTO N.º 09 Umidade excessiva decorrente de infiltração. FOTO N.º 10 Desplacamento do recobrimento da viga, devido a oxidação da ferragem

12 , Crea-BA FOTO N.º 11 Abertura excessiva na junta de dilatação entre vigas. FOTO N.º 12 Infiltração entre a junta de dilatação.

13 , Crea-BA FOTO N.º 13 Umidade nas placas de cobertura. FOTO N.º 14 Umidade nas placas de cobertura mesmo com execução de pintura.

14 , Crea-BA FOTO N.º 15 Desplacamento do revestimento, com oxidação da ferragem do pilar. FOTO N.º 16 Fiação elétrica instalada de forma inadequada.

15 , Crea-BA FOTO N.º 17 Fissuras e rachaduras na viga próximo ao apoio. FOTO N.º 18 Rachadura na viga, próximo da iluminação zenital.

16 , Crea-BA FOTO N.º 19 Desplacamento do concreto causado pela corrosão das armaduras. FOTO N.º 20 Pontos de oxidação decorrente da oxidação da ferragem

17 , Crea-BA FOTO N.º 21 Ponto de cisalhamento na viga onde ocorreu o acidente FOTO N.º 22 Ferragem com oxidação instalada

18 , Crea-BA FOTO N.º 23 Armadura da viga onde ocorreu o sinistro apresentando alto grau de corrosão FOTO N.º 24 Placas pré-moldadas da cobertura com pontos de infiltração

19 , Crea-BA FOTO N.º 25 Placa de cobertura com ponto de infiltração entre a junta FOTO N.º 26 Rachadura na laje de cobertura devido umidade e corrosão da armadura

20 , Crea-BA FOTO N.º 27 Ponto de umidade excessiva FOTO N.º 28 Junta de dilatação entre vigas com disposição não uniforme

21 , Crea-BA FOTO N.º 29 Fissuras e rachaduras na viga FOTO N.º 30 Pontos de infiltração entre juntas das placas de cobertura

RELATÓRIO VISTORIA NO ESTÁDIO OCTÁVIO MANGABEIRA

RELATÓRIO VISTORIA NO ESTÁDIO OCTÁVIO MANGABEIRA RELATÓRIO DE VISTORIA NO ESTÁDIO OCTÁVIO MANGABEIRA Nº. 004/2007 1 RELATÓRIO DE VISTORIA Salvador, 27 de novembro de 2007. 1 - SOLICITANTE: Presidência do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e

Leia mais

ENGº DANIEL GARCIA DE GARCIA LAUDO DE VISTORIA TÉCNICA - FORO DA COMARCA PELOTAS

ENGº DANIEL GARCIA DE GARCIA LAUDO DE VISTORIA TÉCNICA - FORO DA COMARCA PELOTAS ENGº DANIEL GARCIA DE GARCIA LAUDO DE VISTORIA TÉCNICA - FORO DA COMARCA PELOTAS PORTO ALEGRE MARÇO DE 2013 DADOS DO SERVIÇO: Cliente: DEAM - TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FORO DA

Leia mais

REVESTIMENTO CERÂMICOS

REVESTIMENTO CERÂMICOS SEMINÁRIOS DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA REALIZAÇÃO: IBAPE NACIONAL E IBAPE PR Dias 18 e 19 de setembro de 2014 Foz do Iguaçu-PR II Seminário Nacional de Perícias de Engenharia PERÍCIAS EM FACHADAS

Leia mais

Má execução de obras de Engenharia com estudo de casos

Má execução de obras de Engenharia com estudo de casos Má execução de obras de Engenharia com estudo de casos Engª MsC Silvania Miranda do Amaral Engenheira Civil e de Segurança do Trabalho Especialista em Georreferenciamento Mestre em Engenharia Civil Má

Leia mais

Para o desenvolvimento dos trabalhos e elaboração do presente laudo, foram executados os seguintes passos:

Para o desenvolvimento dos trabalhos e elaboração do presente laudo, foram executados os seguintes passos: 1. PRELIMINARES 1.1 Objetivo Constitui objetivo do presente trabalho a constatação do estado de conservação do Apartamento n 82 do Edifício Vivien Tereza, situado à Rua Domingos de Moraes, nº 348, Vila

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Estado de Minas Gerais Secretaria Municipal de Administração

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Estado de Minas Gerais Secretaria Municipal de Administração 1. INTRODUÇÃO: Prefeitura Municipal de Bom Despacho Anexo V Laudo de Vistoria Predial Terminal Rodoviário de Passageiros de Bom Despacho O presente Laudo Técnico de Vistoria Predial foi solicitado pela

Leia mais

INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ RESUMO PADARATZ, Ivo J. (1); CANOVA, José A. (2); DE MORI, Luci M. (3);

Leia mais

II SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DIAGNÓSTICA EM EDIFICAÇÕES

II SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DIAGNÓSTICA EM EDIFICAÇÕES Painel 2 VISTORIAS E INSPEÇÕES PREDIAIS SEGURANÇA DAS ESTRUTURAS DAS EDIFICAÇÕES 01 1. RAZÕES PARA AS VISTORIA 1. DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICOS DE INSPEÇÕES 3. PROCEDIMENTOS PREVENTIVOS

Leia mais

RELATÓRIO VISTORIA N.º 001/2011

RELATÓRIO VISTORIA N.º 001/2011 RELATÓRIO DE VISTORIA N.º 001/2011 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL AGÊNCIA BOCA DO RIO Salvador, 14 de dezembro de 2011 1 RELATÓRIO DE VISTORIA 1 SOLICITANTE: Ministério Público Federal Procuradoria Regional dos

Leia mais

CÂMARA DE VEREADORES DE RIO DO OESTE

CÂMARA DE VEREADORES DE RIO DO OESTE DE RIO DO OESTE Agosto 2009 Processo Licitatório nº 755/2007 Tomada de Preços nº 031/2007 OBJETO: CONSTRUÇÃO (EM ETAPAS) DO CENTRO DE CULTURA E SEDE DA CÂMARA DE VEREADORES DE RIO DO OESTE. FASE I ESTAQUEAMENTO

Leia mais

Relatório de Vistoria Técnica

Relatório de Vistoria Técnica Relatório de Vistoria Técnica REFORMA DE IMÓVEL PARA ABRIGAR A SEDE DA SUBSEÇÃO DA OAB/BA NO MUNICÍPIO DE IPIAÚ/BA Sede da OAB Rua Senhor do Bomfim, nº83 Centro, Ipiaú/BA Elaborado para: Ordem dos Advogados

Leia mais

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço:

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço: ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: CARACTERIZAÇÃO DO BEM IMOVEL: 1. Endereço: 2. Proteção legal: Tombamento Municipal Tombamento Estadual Tombamento Federal Preservado

Leia mais

Ensaios Não Destrutivos END CONCRETO ARMADO

Ensaios Não Destrutivos END CONCRETO ARMADO Ensaios Não Destrutivos END CONCRETO ARMADO Engenharia de Diagnóstico A engenharia Diagnóstica é a disciplina da ciência que procura a natureza e a causa das anomalias patológicas das construções, com

Leia mais

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES 200888 Técnicas das Construções I UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 5 o Impermeabilização é a proteção das construções contra

Leia mais

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município EE JARDIM XXXXX XXXXXXXXXXX - XXXXXXX MUNICÍPIO CÓDIGO 00.00.000 OBJETO DO CONVÊNIO: Xxxxxxx DATA: 00.00.2008 Profissional

Leia mais

Relatório de Vistoria Técnica com Cadastramento do Imóvel

Relatório de Vistoria Técnica com Cadastramento do Imóvel Relatório de Vistoria Técnica com Cadastramento do Imóvel REFORMA DA SEDE DA SUBSEÇÃO DA OAB/BA NO MUNICÍPIO DE GUANAMBI/BA Avenida Presidente Castelo Branco, nº 271, Aeroporto Velho Guanambi/BA Foto:

Leia mais

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização:

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização: Reformas e manutenção Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves Atualização da normalização nacional ABNT NBR 15575 DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES Eng. Ricardo S. F. Gonçalves ABNT NBR 15575:2013 NORMA DE

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES Necessidade da impermeabilização Introdução a Impermeabilização Projeto de impermeabilização Execução de impermeabilização 1 - A NECESSIDADE DA IMPERMEABILIZAÇÃO Problemas

Leia mais

Engenharia Diagnóstica

Engenharia Diagnóstica Engenharia Diagnóstica Ensaios Não Destrutivos - END Concreto Armado e Instalações PATOLOGIAS, DANOS E ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL ENG. LEONARDO MEDINA ROSARIO,ESP,MBA Engenharia Diagnóstica

Leia mais

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES Um dos maiores inimigos das estruturas, tanto de concreto, aço ou madeira é a umidade, ela age no local por anos silenciosamente e quando damos conta lá está um enorme prejuízo

Leia mais

270 mil. Edificações no Rio de Janeiro. Total de edificações na cidade 875 mil. Edificações sujeitas à autovistoria:

270 mil. Edificações no Rio de Janeiro. Total de edificações na cidade 875 mil. Edificações sujeitas à autovistoria: Edificações no Rio de Janeiro Total de edificações na cidade 875 mil * Edificações sujeitas à autovistoria: 270 mil ** * Fonte: IBGE ** Estimativa com base nas informações do IBGE Riscos das Edificações

Leia mais

LEGISLAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR QUE DETERMINA "OBRIGATÓRIA" REALIZAÇÃO DE INSPEÇÃO PREDIAL POR PROFISSIONAL HABILITADO NO CREA

LEGISLAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR QUE DETERMINA OBRIGATÓRIA REALIZAÇÃO DE INSPEÇÃO PREDIAL POR PROFISSIONAL HABILITADO NO CREA LEGISLAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR QUE DETERMINA "OBRIGATÓRIA" REALIZAÇÃO DE INSPEÇÃO PREDIAL POR PROFISSIONAL HABILITADO NO CREA Diário Oficial do Município ATOS DO PODER LEGISLATIVO LEI Nº 5.907/2001

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

Manual do Síndico. Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem.

Manual do Síndico. Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem. Manual do Síndico Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem. Conheça o papel do Crea Ao fiscalizar o exercício profissional da Engenharia, Arquitetura, Agronomia, Geologia, Geografia,

Leia mais

Técnicas da Construção Civil. Aula 02

Técnicas da Construção Civil. Aula 02 Técnicas da Construção Civil Aula 02 Necessidades do cliente e tipos de Estruturas Taciana Nunes Arquiteta e Urbanista Necessidades do Cliente Função ou tipo de edificação? Como e quanto o cliente quer

Leia mais

Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos. Eng. Valdemir Romero

Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos. Eng. Valdemir Romero Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos Eng. Valdemir Romero Agenda Objetivos Ações propostas Justificativas Riscos Agenda Objetivos Ações propostas Justificativas Riscos Segurança

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR ISAAC TAYAH

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR ISAAC TAYAH PROJETO DE LEI Nº. 138/2015 CRIA LAUDO TÉCNICO DE VISTORIA PREDIAL (LTVP) NO MUNICIPIO DE MANAUS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Art. 1º Fica instituída, no Município de Manaus, a obrigatoriedade de autovistoria,

Leia mais

FAQ - Frequently Asked Questions (Perguntas Frequentes)

FAQ - Frequently Asked Questions (Perguntas Frequentes) FAQ - Frequently Asked Questions (Perguntas Frequentes) 1- Qual tipo de aço da vigota e qual a sua norma? São produzidas com aço estrutura ZAR 345, com revestimento Z275, no qual segue as prescritivas

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES INSPEÇÃO PREDIAL CHECK UP E PREVENÇÃO DE ACIDENTES IBAPE/SP Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

Plano de Manutenção e Conservação de Edificações

Plano de Manutenção e Conservação de Edificações Plano de Manutenção e Conservação de Edificações PLANO DE MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO DE EDIFICAÇÕES Apresentação Este plano, preparado pela União das Faculdades de Alta Floresta, mantenedora da Faculdade

Leia mais

REGISTRO FOTOGRÁFICO SEDE SOCIAL/ESPORTIVA DA ADEPOL/MA

REGISTRO FOTOGRÁFICO SEDE SOCIAL/ESPORTIVA DA ADEPOL/MA Prezados Associados, Passado o primeiro ano de gestão, com a necessária realização de ajustes administrativos e pagamento de inúmeras contas, tenho a grande satisfação de comunicar a todos que no dia 17

Leia mais

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO Profº Joel Filho Introdução: Impermeabilização NBR 9575/2003 - Elaboração de Projetos de Impermeabilização Item 6 Projeto 6.1. Elaboração e responsabilidade técnica

Leia mais

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO É dito no ditado popular que os olhos de uma pessoa são as janelas de sua alma, trazendo este pensamento para uma residência, podemos entender que as janelas

Leia mais

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia Intervenção em Bens Culturais Edificados Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO NO PATRIMÔNIO EDIFICADO? Compreende-se por Projeto de Intervenção

Leia mais

SEMINÁRIO DE PERÍCIAS

SEMINÁRIO DE PERÍCIAS SEMINÁRIO DE PERÍCIAS Norma de Vistoria de Vizinhança IBAPE/SP ANTONIO CARLOS DOLACIO Diretor Técnico do IBAPE/SP ABNT NBR 12722 Discriminação de serviços para construção de edifícios - Procedimento Item

Leia mais

A importância dos projetos no processo (executivo de paredes de concreto)

A importância dos projetos no processo (executivo de paredes de concreto) A importância dos projetos no processo (executivo de paredes de concreto) - Fatores Críticos de Sucesso Francisco Paulo Graziano Características necessárias das estruturas dos em parede estrutural Facilidade

Leia mais

Parecer Técnico de Análise das Causas do Desabamento do Ed. Coroa do Meio RESUMO 1

Parecer Técnico de Análise das Causas do Desabamento do Ed. Coroa do Meio RESUMO 1 Parecer Técnico de Análise das Causas do Desabamento do Ed. Coroa do Meio RESUMO 1 1 OBJETIVO / FINALIDADE / INTERESSADO O Parecer Técnico tem por objetivo identificar as causas do desabamento do edifício

Leia mais

Análise das Manifestações Patológicas da Ponte-Viaduto Torre-Parnamirim

Análise das Manifestações Patológicas da Ponte-Viaduto Torre-Parnamirim Análise das Manifestações Patológicas da Ponte-Viaduto Torre-Parnamirim Nina Celeste Macario Simões da Silva (1), José Afonso P. Vitório (2) Romilde Almeida de Oliveira (3) (1)Mestranda, Programa de Pós-graduação

Leia mais

PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS

PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS Setembro, 2009 PATOLOGIAS NOS SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE FACHADAS 1 O QUE NÃO QUEREMOS: O QUE NÃO QUEREMOS, MESMO!! 2 NUNCA!!!! JAMAIS! 3 NA MINHA OBRA NÃO! Fonte:FUMEC É CADA UMA... 4 JÁ? TÃO CEDO...

Leia mais

REPARO EM LAJE "CELADA" EVITANDO O USO DA MARRETA

REPARO EM LAJE CELADA EVITANDO O USO DA MARRETA REPARO EM LAJE "CELADA" EVITANDO O USO DA MARRETA Prof. Marco Pádua Vamos analisar aqui um problema não muito raro que pode causar surpresa desagradável e, alem de atrasar a obra, pode trazer perda de

Leia mais

PASSO A PASSO PARA RELACIONAMENTO DE APIÁRIO - Unidade de Extração - Casa de Mel NO MAPA

PASSO A PASSO PARA RELACIONAMENTO DE APIÁRIO - Unidade de Extração - Casa de Mel NO MAPA PASSO A PASSO PARA RELACIONAMENTO DE APIÁRIO - Unidade de Extração - Casa de Mel NO MAPA GUILHERME SAMPAIO COUTO Fiscal Federal Agropecuário Médico Veterinário SISA/SFA-CE 1º PASSO: SOLICITAÇÃO DE VISTORIA

Leia mais

Vistoria da vizinhança

Vistoria da vizinhança Vistoria da vizinhança Grupo de Materiais de Construção 1 INTRODUÇÃO: Vistoria Preventiva Laudo de vizinhança apura estado de conservação de imóveis próximos ao canteiro de obras e atua como garantia a

Leia mais

ABNT NBR 15575 Edifícios habitacionais de até 5 (cinco) pavimentos Norma de Desempenho. Perícias judiciais

ABNT NBR 15575 Edifícios habitacionais de até 5 (cinco) pavimentos Norma de Desempenho. Perícias judiciais ABNT NBR 15575 Edifícios habitacionais de até 5 (cinco) pavimentos Norma de Desempenho Perícias judiciais IBAPE SP - AGOSTO 2011 1 NORMAS TÉCNICAS Zona de fronteira Direito Engenharia 2 Norma de Desempenho

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

INSPEÇÃO PREDIAL: ESTUDO DE CASO DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL, CRICIÚMA - SC

INSPEÇÃO PREDIAL: ESTUDO DE CASO DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL, CRICIÚMA - SC RESUMO INSPEÇÃO PREDIAL: ESTUDO DE CASO DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL, CRICIÚMA - SC Anderson dos Santos Costa (1), Evelise Chemale Zancan (2); UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense (1)andersoncric@hotmail.com.br,

Leia mais

Patologia em Revestimentos de Fachada

Patologia em Revestimentos de Fachada PATOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES Revestimentos de 1 Nome:Fernando Marques Ribeiro Matricula: 27667 Docente: Orlando Carlos B. Damin Artigo: Fonte: Editora: Ordem dos Engenheiros Região Norte / 2011 Autores: Ana

Leia mais

A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal

A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal 1. Introdução O patrimônio cultural de cada comunidade pode ser considerado a sua cédula de identidade. Por isso, cada vez mais os municípios necessitam

Leia mais

Sergio Luiz Mocarzel - Engenheiro Civil CREA 1982102452 RJ

Sergio Luiz Mocarzel - Engenheiro Civil CREA 1982102452 RJ Sergio Luiz Mocarzel, Engenheiro civil, portador da carteira do CREA- RJ 1982102452, vem por intermédio desta apresentar o Laudo de Vistoria da proposta 09/12/2014 e contratado em 15/02/2015. LAUDO DE

Leia mais

Manual de Avaliação de Imóveis

Manual de Avaliação de Imóveis Versão 1.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor (es) 29/07/1989 1.0 Documento inicial João da Silva Assessoria de Tecnologia da Informação, 2008 Página 2 de 31 Assessoria de Tecnologia da Informação,

Leia mais

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA OBRA: ESTAÇÃO ELEVATÓRIA PARA ESGOTO - ELEVADO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. CIVIL MICHAEL MALLMANN MUNICÍPIO: ITAPIRANGA - SC 1 INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS Deve ser

Leia mais

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA ECC 1008 ESTRUTURAS DE CONCRETO PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA (Aulas 9-12) Prof. Gerson Moacyr Sisniegas Alva Algumas perguntas para reflexão... É possível obter esforços (dimensionamento) sem conhecer

Leia mais

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES Objetivo: Analisar as condições de funcionamento e segurança dos seus equipamentos 09/11/2014 Autor: LUIZ BARATTA - SENGE / RJ 1 NORMAS ABNT ABNT NBR 5665:1983 ERRATA

Leia mais

LOCAL: RUA MANOEL JOSÉ PIRES, S.N. AMÉRICO BRASILIENSE S.P. PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE AMÉRICO BRASILIENSE S.P.

LOCAL: RUA MANOEL JOSÉ PIRES, S.N. AMÉRICO BRASILIENSE S.P. PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE AMÉRICO BRASILIENSE S.P. OBJETO: LAUDO TÉCNICO DE VISTORIA DAS CONDIÇÕES FÍSICAS DA ESTRUTURA DE COBERTURA DE ÁREA IDENTIFICADA COMO REFEITÓRIO DA C.E.R. LEILA L. D. T. PIZZA DURANTE LOCAL: RUA MANOEL JOSÉ PIRES, S.N. AMÉRICO

Leia mais

CORROSÃO EM ESTRUTURAS DE CONCRETO. Prof. Ruy Alexandre Generoso

CORROSÃO EM ESTRUTURAS DE CONCRETO. Prof. Ruy Alexandre Generoso CORROSÃO EM ESTRUTURAS DE CONCRETO Prof. Ruy Alexandre Generoso É um dos materiais mais importantes de engenharia usado em construções. É usado nos mais variados tipos de construções tais como: barragens,

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2005. (Da Sra. MANINHA) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI N o, DE 2005. (Da Sra. MANINHA) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Da Sra. MANINHA) Dispõe sobre os requisitos essenciais dos implantes cirúrgicos, estabelece a notificação compulsória das falhas detectadas em implantes e dá outras providências

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia das Fundações ETAPAS IMPORTANTES: Determinar o número de furos de sondagem, bem como a sua localização; Analisar

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES. Disciplina: Projeto de Estruturas. Aula 7

CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES. Disciplina: Projeto de Estruturas. Aula 7 AULA 7 CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES Disciplina: Projeto de Estruturas CLASSIFICAÇÃO DAS ARMADURAS 1 CLASSIFICAÇÃO DAS ARMADURAS ALOJAMENTO DAS ARMADURAS Armadura longitudinal (normal/flexão/torção) Armadura

Leia mais

A concepção estrutural deve levar em conta a finalidade da edificação e atender, tanto quanto possível, às condições impostas pela arquitetura.

A concepção estrutural deve levar em conta a finalidade da edificação e atender, tanto quanto possível, às condições impostas pela arquitetura. ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 4 Libânio M. Pinheiro, Cassiane D. Muzardo, Sandro P. Santos 2 de abril, 2003. CONCEPÇÃO ESTRUTURAL A concepção estrutural, ou simplesmente estruturação, também chamada

Leia mais

RELATÓRIO VISTORIA ESTAÇÃO DA LAPA. Salvador, 18 de dezembro de 2006.

RELATÓRIO VISTORIA ESTAÇÃO DA LAPA. Salvador, 18 de dezembro de 2006. RELATÓRIO DE VISTORIA ESTAÇÃO DA LAPA Nº. 007/2006 Salvador, 18 de dezembro de 2006. ÍNDICE ANALÍTICO 1. Objetivo...4 2. Histórico...4 3. Dados do Empreendimento...5 4. Inspeção do Imóvel...6 5. Problemas

Leia mais

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO INTRODUÇÃO As estruturas mistas podem ser constituídas, de um modo geral, de concreto-madeira, concretoaço ou aço-madeira. Um sistema de ligação entre os dois materiais

Leia mais

Construção Civil Linha PVC

Construção Civil Linha PVC Construção Civil Linha PVC Correr Abertura de 2 a 6 folhas que se movimentam mediante deslizamento horizontal. De fácil manuseio, podendo ser utilizada com persiana e tela mosquiteira. Permite ventilação

Leia mais

ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO VI CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETIVO O presente Termo de Referência estabelece as orientações necessárias ao edital de Chamamento Público SECIDADES Nº 001/2011 para credenciamento

Leia mais

Mantas de PVC. Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais

Mantas de PVC. Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais Sistemas de Manta de PVC Soluções completas para impermeabilização A MC-BAUCHEMIE apresenta ao mercado da construção um

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

Revestimentos de Alto Desempenho - RAD

Revestimentos de Alto Desempenho - RAD Revestimentos de Alto Desempenho - RAD O mercado de revestimentos para pisos de concreto se desenvolveu mais expressivamente no Brasil na década de 1980. Foi nesse momento que os revestimentos autonivelantes

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A Rua 28 de Setembro Nº 35 Casa 03 Centro 3498 40 Parcialmente destruído, apresentando fissuras nas paredes internas, telhado e piso em assoalho sob risco de desabamento OBSERVAÇÃO: (antiga R. do Tijolo)

Leia mais

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências.

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito de Nova Mutum, Estado

Leia mais

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação.

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação. MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário (a): PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES; Obra: Projeto Arquitetônico de Reforma do Centro Administrativo; Cadastro Matrícula: Local: Rua 29 de Abril, nº 165

Leia mais

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014 REGULAMENTO Condomínio Destaque por Excelência 2014 SECOVI-SC Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina,

Leia mais

Profª. Angela A. de Souza DESENHO DE ESTRUTURAS

Profª. Angela A. de Souza DESENHO DE ESTRUTURAS DESENHO DE ESTRUTURAS INTRODUÇÃO A estrutura de concreto armado é resultado da combinação entre o concreto e o aço. Porém, para a sua execução, não é suficiente apenas a presença desses dois materiais;

Leia mais

USF Mineirão. Álbum de fotografias. (acervo Cemig) Usina Solar Fotovoltaica

USF Mineirão. Álbum de fotografias. (acervo Cemig) Usina Solar Fotovoltaica USF Mineirão Usina Solar Fotovoltaica Álbum de fotografias (acervo Cemig) O ESTÁDIO Inaugurado em 5 de setembro de 1965, o Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão, passou por reformas

Leia mais

ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE

ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 187 ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE Gabriella Fernandes

Leia mais

EMBRACON Empresa Brasileira de Administração de Condomínio Ltda.

EMBRACON Empresa Brasileira de Administração de Condomínio Ltda. Garantia da construtora Assim como outros bens ele tem uma garantia, o imóvel possui a garantia legal dada pela construtora de no mínimo cinco anos, mas determinar o responsável por grandes falhas ou pequenos

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA: Considerando que os serviços de manutenção predial são imprescindíveis e de natureza contínua. Ademais, existem fatores diversos que influenciam na preservação

Leia mais

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO 1. PROCEDIMENTO DO SEGURADO 1.1. SINISTRO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO Em caso de Incêndio e/ou Explosão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimento e Cuidados II Verificação pelo usuário do funcionamento seguro do elevador III Procedimentos a evitar na utilização do elevador IV Orientação para a escolha

Leia mais

Infra-estrutura: Prazo de Validade Vencido. Realização: Sinaenco

Infra-estrutura: Prazo de Validade Vencido. Realização: Sinaenco Realização: Sinaenco Objetivos Alertar as autoridades e a sociedade sobre a urgência e a importância da adoção por parte dos órgãos públicos das três esferas de poder (federal, estaduais e municipais)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

CONSTRUÇÕES RURAIS: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Vandoir Holtz 1

CONSTRUÇÕES RURAIS: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Vandoir Holtz 1 Vandoir Holtz 1 ARGAMASSA Classificação das argamassas: Segundo o emprego: Argamassas para assentamento de alvenarias. Argamassas para revestimentos; Argamassas para pisos; Argamassas para injeções. DOSAGEM

Leia mais

Controle de execução de estruturas de concreto para assegurar o desempenho estrutural com foco na segurança e durabilidade

Controle de execução de estruturas de concreto para assegurar o desempenho estrutural com foco na segurança e durabilidade Realização: Controle de execução de estruturas de concreto para assegurar o desempenho estrutural com foco na segurança e durabilidade Ricardo Leopoldo e Silva França PALESTRA do Gogó da Ema! Quatro apresentações,

Leia mais

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de estru engenharia Of. OAA 02/2015 Florianópolis, 30 de Abril de 2015. Ao Condomínio Residencial Arquipélago dos Açores Ref. Inspeção Predial para fins de garantia. Vimos através deste, apresentar a posição

Leia mais

Vistoria e Levantamento de Patologias Prediais

Vistoria e Levantamento de Patologias Prediais Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 88040-900 Trindade Florianópolis Santa Catarina Brasil 55 (048) 3721-5100 Vistoria e Levantamento de Patologias Prediais Centro de Ciências da Saúde Bloco K Florianópolis

Leia mais

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa Bárbara d Oeste - SP Proposta de Intervenção Emergencial I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro 2 16 MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa

Leia mais

COBERTURAS. Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial. Concreto

COBERTURAS. Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial. Concreto COBERTURAS Madeira Tirantes Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial Concreto Em telhas de barro/metálicas/fibrocimento Proteções: Em lajes Concreto Tijolos Domos, etc. Shed Terça Pestana

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADO. ESTADO: Rio Verde USO PREDOMINANTE INFRA ESTRUTURA URBANA SERVIÇOS PÚBLICOS COMUNITÁRIOS

LAUDO DE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADO. ESTADO: Rio Verde USO PREDOMINANTE INFRA ESTRUTURA URBANA SERVIÇOS PÚBLICOS COMUNITÁRIOS 1 - SOLICITANTE: CPF: Beatriz Carlos Fernandes 038.777.631-11 2- IDENTIFICAÇÃO DO BEM OBJETO DE AVALIAÇÃO ENDEREÇO: Nº. COMPL. BAIRRO: Rua Jacaranda Qd. 11 lt 237 Res. Gameleira CIDADE: ESTADO: Rio Verde

Leia mais

MINISTERIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO 23ª REGIÃO RUA E S/N, CENTRO POLÍTICO ADMINISTRATIVO, CUIABÁ - MT

MINISTERIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO 23ª REGIÃO RUA E S/N, CENTRO POLÍTICO ADMINISTRATIVO, CUIABÁ - MT MINISTERIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO 23ª REGIÃO RUA E S/N, CENTRO POLÍTICO ADMINISTRATIVO, CUIABÁ - MT MEMÓRIA DE CÁLCULO ESTRUTURA DE CONCRETO SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 1.1. Hipóteses

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA

CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA CONDOMÍNIO CASAS DA BAFUREIRA 26.FEV.2011 05.MAR.2011 12.MAR.2011 VISTORIAS ÀS ZONAS DE USO COMUM DO CONDOMÍNIO PARA REGISTO DE ANOMALIAS ENCONTRADOS NA CONSTRUÇÃO: 1. INTERIOR DOS BLOCOS 1.1. BLOCO A:

Leia mais

INSPEÇÃO PREDIAL Eng Flávia Zoéga Andreatta Pujadas out/2008

INSPEÇÃO PREDIAL Eng Flávia Zoéga Andreatta Pujadas out/2008 INSPEÇÃO PREDIAL Eng Flávia Zoéga Andreatta Pujadas out/2008 INSPEÇÃ ÇÃO O PREDIAL Norma de Inspeção Predial 2007 IBAPE/SP É a avaliação isolada ou combinada das condições técnicas técnicas, de uso e de

Leia mais

ESTRUTURAS. Prof. Eliseu Figueiredo Neto

ESTRUTURAS. Prof. Eliseu Figueiredo Neto ESTRUTURAS Prof. Eliseu Figueiredo Neto PAREDES DE TIJOLO Assentamento dos tijolos: Quanto a colocação (ou dimensão das paredes) dos tijolos, podemos classificar as paredes em: cutelo, de meio tijolo,

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

ÍNDICE DO LIVRO CÁLCULO E DESENHO DE CONCRETO ARMADO autoria de Roberto Magnani SUMÁRIO LAJES

ÍNDICE DO LIVRO CÁLCULO E DESENHO DE CONCRETO ARMADO autoria de Roberto Magnani SUMÁRIO LAJES ÍNDICE DO LIVRO CÁLCULO E DESENHO DE CONCRETO ARMADO autoria de Roberto Magnani SUMÁRIO LAJES 2. VINCULAÇÕES DAS LAJES 3. CARREGAMENTOS DAS LAJES 3.1- Classificação das lajes retangulares 3.2- Cargas acidentais

Leia mais

DETERIORAÇÃO DAS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO

DETERIORAÇÃO DAS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO DETERIORAÇÃO DAS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO (CAUSAS QUÍMICAS ATAQUE ÁLCALI/AGREGADO) Profa. Eliana Barreto Monteiro 1 REAÇÕES ENVOLVENDO A FORMAÇÃO DE PRODUTOS EXPANSIVOS Ataque por sulfatos Ataque

Leia mais

Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases

Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases Ensaio de Emissão Acústica Aplicado em Cilindros sem Costura para Armazenamento de Gases Pedro Feres Filho São Paulo, Brasil e-mail: pedro@pasa.com.br 1- Resumo Este trabalho teve como objetivo apresentar

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO ADEQUAÇÕES NA USINA DE TRIAGEM DE LIXO LINHA ESTRELA MEMORIAL DESCRITIVO 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO: USINA DE TRIAGEM DE LIXO A presente especificação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO ESTRUTURAL DO CORO ALTO DA IGREJA DO PÓPULO EM BRAGA

CONSOLIDAÇÃO ESTRUTURAL DO CORO ALTO DA IGREJA DO PÓPULO EM BRAGA A Intervenção no Património. Práticas de Conservação e Reabilitação 173 CONSOLIDAÇÃO ESTRUTURAL DO CORO ALTO DA IGREJA DO PÓPULO EM BRAGA ESMERALDA PAUPÉRIO Engenheira IC-FEUP ANÍBAL COSTA Engenheiro Prof.

Leia mais