LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS"

Transcrição

1 LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS

2 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING SUPPLY CHAIN (INCLUI LOGÍSTICA) 2 2

3 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING 3

4 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Pensar fora da caixa... Lean Thinking Sem retrabalho Sponsor Equipe Resultado Criatividade 4

5 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING PAPEL DO SPONSOR Foco 5

6 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING FOCO NO RESULTADO ATACA A CAUSA, NÃO O CULPADO! 6

7 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING LEAN = Kaizen KAIZEN = Melhoria contínua comprovada 7

8 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING ISSO ANTES ERA COISA DA QUALIDADE 8

9 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING AGORA É DE TODA A SUPPLY CHAIN 9

10 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING COMO A PRODUÇÃO EM SÉRIE SURGIU? FORD 10

11 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING 1890 A TOYOTA produzia tecidos em teares manuais 11

12 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Decidiu ir conhecer a Ford e começou a produzir carros coloridos, em série! TOYOTA 12

13 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING E as empresas começaram a implementar a Metodologia Lean Manufacturing fábrica pensar for a da caixa kaizen resultado produtividade Cliente feliz 13

14 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING MAS POR QUE ALGUMAS FALHAM? 14

15 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING FALTA DE CONTINUIDADE BUSCA POR CULPADO SEM PLANO CONSISTENTE SEM FOCO NA CAUSA SPONSOR NÃO ATUANTE 15

16 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING FOCO EQUIPE E LÍDER IDENTIFICAR O PROBLEMA DESCREVER O PROBLEMA ANALISAR AS CAUSAS 16

17 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING ATUAR NA CAUSA RAIZ APLICAR KAIZEN SEMPRE VERIFICAR ADERÊNCIA ACOMPANHAR REVER ATUAR 17

18 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING O que é Lean Manufacturing? traduzido como manufatura enxuta e também chamado de Sistema Toyota de Produção é uma filosofia de gestão focada na redução dos 7 tipos de desperdícios (super-produção, tempo de espera, trasnporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos). Eliminando esses desperdícios, a qualidade melhora e o tempo de custo de produção diminuem. 18

19 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Qual sua origem? A palavra Lean surgiu apenas em 1990, no livro A máquina que mudou o mundo (The Machine that changed the world), de Womack, Jones e Roos (EUA). Estudo profundo sobre o mercado automobilístico Foco no Sistema Toyota de Produção (produtividade, qualidade, desenvolvimento de produtos e o sucesso da Toyota com base nestes pilares) Mas a metodologia que veio a ter este nome, Lean Manufacturing, surgiu bem antes. Taiichi Ohno, eng. da Toyota, após a Segunda Guerra Mundial. E a Ford? Six Sigma X Lean 19

20 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Toyota - Qual sua origem? 20

21 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Toyota - Qual sua origem? Toyota o início de tudo não foi na indústria automobilística! 21

22 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Toyota - Qual sua origem? 22

23 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Ford - Qual sua origem? 23

24 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING O objetivo do Lean é: Qual sua aplicabilidade na Logística? Tornar a empresa mais enxuta, menos complexa, mais competitiva e ágil, com mais qualidade e aumentando a satisfação dos clientes e dos acionistas (*) Entenda ágil como eficiente, não como correria Exemplo case Honda (*) Por Dora Machado 24

25 ATIVIDADE Qual sua aplicabilidade na Logística? Como é a Logística da sua empresa? Como são as ferramentas Lean em sua empresa? Aplique alguns deles em sua empresa que criou em grupo 25

26 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Qual sua aplicabilidade na Logística? 5 princípios do Lean Thinking: Valor Entenda o que é valor sob a ótica do Cliente Fluxo de Valor Analise a cadeia de valor e remova os desperdícios Fluxo Contínuo Faça o valor fluir pela cadeia Produção Puxada De modo que o valor chegue para o Cliente quando ele quer Perfeição Gerenciando rumo à perfeição 26

27 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS O que é Logística Enxuta? Ou o Lean aplicado à Cadeia de Suprimentos? Por que Lean? Menos esforço humano para produzir a mesma quantidade Menor investimento por unidade produzida Menos fornecedores na Cadeia Menos peças em estoque Menos peças em estoque em cada etapa do processo produtivo Menor número de defeitos Menor número de acidentes Mais acertos Menos erros 27

28 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS O que é Logística Enxuta? Ou o Lean aplicado à Cadeia de Suprimentos? Fabricação enxuta passou a ser conhecida como just-in-time, com mudanças em: Produção empurrada para produção puxada Desenvolvimento de fornecedores Busca pela causa (não pelo culpado) Melhoria contínua (autonomia, ideias) Delegação de poder aos colaboradores Eliminação de atividades sem agregar valor Envolvimento de Clientes no desenvolvimento de produtos 28

29 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS E como isto veio parar na Cadeia de Suprimentos? O impacto econômico maior foi, sem dúvida: Redução de estoques Com entregas mais frequentes e Diminuição dos lotes de compra e/ou de produção Que gerou o termo: Logística Enxuta 29

30 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS Qual o principal conceito da Logística Enxuta? - Geração de valor para os Clientes - Com serviço e operações logísticas com menor custo e - Maior eficiência - PARA QUEM? - Para todos os parceiros da Cadeia de Suprimentos - E COM QUAL FOCO? - Que todos os envolvidos trabalhem em conjunto para que sejam eliminados os desperdícios 30

31 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS Lean Solutions (Womack e Jones) 31

32 INTRODUÇÃO DO LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS Lean Solutions (Womack e Jones) - O que eles pensam? - Toda empresa PERTENCE a uma CADEIA DE SUPRIMENTOS - Fornecedores podem ser metas/alvos para iniciativas enxutas - Cada empresa, fazendo seu papel desde o recebimento: - Pode evitar retrabalhos desde o início - Pode melhorar a performance - Pode ser mais enxuto - Pode desperdiçar menos tempo - Pode ser mais eficiente com os motoristas e veículos de parceiros (fornecedores no Recebimento, por exemplo) 32

33 PDCA 333

34 PDCA PDCA gera, normalmente um Plano de Ação Normalmente deve-se investir maior tempo no P (Planejar) O Plano de ação deve ter prazo (dia/mês/ano) O Plano de ação deve ter o nome de UM responsável O Plano de ação deve ter a ação bem detalhada O PDCA é um ciclo, ou seja, ele nunca acaba A melhoria contínua gere o PDCA. E cada processo-chave ou gargalo deve ter o seu PDCA, incluindo também plano de contingência e plano de reação 344

35 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS 355

36 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Superprodução Produzir antecipadamente, mais do que a demanda do Cliente 366

37 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Transportes Transporte ou movimentação desnecessária Movimento de estoque em processo por longas distâncias, criação de transporte ineficiente ou movimentação de materiais, peças ou produtos acabados para dentro ou fora do estoque ou entre processos 377

38 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Inventário Excesso de estoque Excesso de matéria-prima, de estoque em processo ou de produtos acabados, causando lead times mais longos, obsolescência, produtos danificados, custos de transportes e de armazenagem e atrasos. 388

39 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Esperas Tempo sem trabalho Funcionários que servem apenas para vigiar uma máquina automática ou que ficam esperando pelo próximo passo no processamento, ferramenta, suprimento, peça, etc

40 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Processamento Extra Super processamento ou processamento incorreto Passos desnecessários para processar as peças. 40

41 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Defeitos Reparos Produzir peças fora das especificações do Cliente 41

42 ELIMINAÇÃO DE PERDAS / DESPERDÍCIOS Movimentação Movimentações desnecessárias Qualquer movimento inútil que os funcionários devem fazer durante o trabalho, tais como procurar, pegar ou empilhar peças, ferramentas, etc. Caminhar também é perda. 42

43 OUTRAS FERRAMENTAS - RESUMO VSM VALUE STREAM MAPPING Mapeamento de Fluxo de valor ( fluxo invertido) 43

44 OUTRAS FERRAMENTAS - RESUMO BRAINSTORMING TEMPESTADE DE IDEIAS 44

45 OUTRAS FERRAMENTAS - RESUMO 5 S Seiri Seiton Seiso Seiketsu Shitsuke 45

46 OUTRAS FERRAMENTAS - RESUMO Gráfico espinha de peixe 46

47 OUTRAS FERRAMENTAS - RESUMO Sponsor Time PONTOS DE ATENÇÃO Kaizen (mini grupos) Foco na causa Foco em melhoria Foco em saving ($) Foco em produtividade Otimização Mudança de cultura Acompanhamento Ciclo contínuo 47

48 OUTRAS FERRAMENTAS ISHIKAWA (RESUMO) Gráfico espinha de peixe 48

49 OUTRAS FERRAMENTAS ISHIKAWA Ou: 49

50 OUTRAS FERRAMENTAS ISHIKAWA - Gráfico de causa e efeito - Gráfico dos 6M (*) Método: toda a causa envolvendo o método que estava sendo executado o trabalho Matéria-prima: toda causa que envolve o material que estava sendo utilizado no trabalho Mão-de-obra: toda causa que envolve uma atitude do colaborador (ex: procedimento inadequado, pressa, imprudência, ato inseguro, etc.) Máquinas: toda causa envolvendo a máquina que estava sendo operada Medida: toda causa que envolve uma medida tomada anteriormente para modificar o processo, etc Meio ambiente; toda causa que envolve o meio ambiente em si (poluição, calor, poeira, etc.)e o ambiente de trabalho (layout, falta de espaço, dimensionamento inadequado dos equipamentos, etc.) (*) Fonte: Wikipedia 50

51 OUTRAS FERRAMENTAS ISHIKAWA Como usar? 1. Descreva o problema cabeça do peixe 2. Desenhe uma longa seta que será a base da espinha do peixe 3. Liste todas as causas em potencial (pode ser através de um brainstorming) 4. Escreva estas causas na espinha (que podem ser causas que se desdobram de outras) 5. Pode puxar linhas de espinhas específicas 6. Circule os itens que podem ser mais relevantes para atacar a verdadeira causa 7. Criar um plano de ação que leve em conta todas as causas relevantes 51

52 OUTRAS FERRAMENTAS VSM VSM Value Stream Map O que é isto? - VSM ou MFV (Mapeamento de Fluxo de Valor) - Usado para mapear o produto ou o serviço para a sua transformação 1. Atividades que agregam valor: a. Atividades essenciais b. Atividades secundárias 2. Atividades que não agregam valor: a. Atividades essenciais b. Atividades desnecessárias 52

53 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) VSM Por que é importante? - Auxilia na organização e distribuição dos processos no fluxo - Usado para agregar valor para o Fornecedor, Cliente, fábrica, processo e/ou produtos - Possibilita visão geral detalhada do processo (mostra o fluxo inteiro) - Envolve todos os níveis da empresa (hierarquia) - O Sponsor deve ser o facilitador, como em qualquer ferramenta de Lean - Por ser uma ferramenta estratégica, que possibilita visualizar erros, duplicidades, retrabalhos, faltas, excessos etc. - Identifica fontes de perda e/ou retrabalho - Mostra os links entre áreas (principais interfaces) 53

54 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) Às vezes não conseguimos enxergar o fluxo atual 54

55 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) VSM Vantagens em usar a metodologia - Mostra visão simples de processos produtivos (sendo na produção, na Cadeia de Suprimentos, no escritório etc) - Mostra uma simbologia e linguagem simples de entender - Auxilia nas análises e nas tomadas de decisões (mudança de processo, por exemplo) - Utiliza técnicas e conceitos de Lean (conceitos enxutos: Kaizen, kanban, 5S, JIT etc) - Ilustra o estado atual e estado futuro (desejado) do processo - Proporciona savings (reduções de custos) para a empresa - Mostra não somente o fluxo do processo, mas também o fluxo da informação 55

56 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) VSM A lápis, fica assim: 56

57 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) OS 7 PASSOS DE UM VSM 57

58 OUTRAS FERRAMENTAS VSM (DETALHAMENTO) 1. Desenhar 2. Desenhar 3. Obter os 4. Indicar consumidor, os passos dados dos os fornecedor e do processo processos estoques VOCÊ 5. Determinar 6. Determinar 7. Calcular os lead o fluxo de o fluxo interno times e valores material de informação agregados versus externo e material não agregados 58

59 SEGURANÇA 59

60 SEGURANÇA 60

61 SEGURANÇA 61

62 SEGURANÇA 62

63 BIBLIOGRAFIA Wikipedia Lean Institute Brasil (site: GEORGE, Michael L., Lean Six Sigma for Service - Capitulo 2 Lee J. Krajewski, Larry P. Ritzman - Operations management : strategy and analysis Hyer, Nancy? Reorganizing the factory, competing through cellular manufacturing Immer,?John R. - Layout Planning Techniques 63

64 IMPERDÍVEL 64

65

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING MANUFATURA ENXUTA DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING A ORIGEM DA PALAVRA LEAN O termo LEAN foi cunhado originalmente no livro A Máquina que Mudou o Mundo de Womack, Jones e Roos, publicado nos EUA em 1990.

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo

Lean manufacturing ou Toyotismo ou Toyotismo Gestão da Qualidade Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing ou Toyotismo Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina empatado tecnicamente

Leia mais

Excelência Operacional

Excelência Operacional Excelência Operacional Inter-relação entre Lean Manufacturing e TPM ( Total Productive Management) Paulo Yida - Diretor Solving Efeso America do Sul Renato Cosloski Iamondi Consultor Senior Solving Efeso

Leia mais

FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA

FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA Prof. Darli Rodrigues Vieira darli@darli.com.br O QUE ESTÁ POR TRÁS DA IDÉIA DE EMPRESA ENXUTA? ELIMINAÇÃO DE TODO TIPO DE DESPERDÍCIO NO SUPPLY VELOCIDADE FLEXIBILIDADE QUALIDADE

Leia mais

Teresa Maciel MSC, PhD Candidate. Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com

Teresa Maciel MSC, PhD Candidate. Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com Teresa Maciel MSC, PhD Candidate Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com Sobre a instrutora... Doutoranda em Engenharia de Software (métodos ágeis), Mestre em Engenharia de Software (melhoria de processos de

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

Definição. Kaizen na Prática. Kaizen para a Administração. Princípios do Just in Time. Just in Time 18/5/2010

Definição. Kaizen na Prática. Kaizen para a Administração. Princípios do Just in Time. Just in Time 18/5/2010 Uninove Sistemas de Informação Teoria Geral da Administração 3º. Semestre Prof. Fábio Magalhães Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com Semana 15 e 16 Controle e Técnicas de controle de qualidade

Leia mais

Introdução ao Lean Manufacturing. Dário Spinola

Introdução ao Lean Manufacturing. Dário Spinola Introdução ao Lean Manufacturing Dário Spinola Dário Uriel P. Spinola Sócio da Táktica Consultoria em Manufatura MBA em Conhecimento, Tecnologia e Inovação pela FIA/FEA USP Mestrando e Engenheiro de Produção

Leia mais

TÍTULO: GESTÃO DA PRODUÇÃO COM FOCO NA MANUFATURA ENXUTA MELHORIA DE PROCESSOS INDUSTRIAIS ATRAVÉS DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO

TÍTULO: GESTÃO DA PRODUÇÃO COM FOCO NA MANUFATURA ENXUTA MELHORIA DE PROCESSOS INDUSTRIAIS ATRAVÉS DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO TÍTULO: GESTÃO DA PRODUÇÃO COM FOCO NA MANUFATURA ENXUTA MELHORIA DE PROCESSOS INDUSTRIAIS ATRAVÉS DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

Como implementar melhoria contínua (Lean e Six Sigma) alinhado à orientação por processos. Viviane Salyna

Como implementar melhoria contínua (Lean e Six Sigma) alinhado à orientação por processos. Viviane Salyna Como implementar melhoria contínua (Lean e Six Sigma) alinhado à orientação por processos Viviane Salyna Estrutura da Apresentação Muitas abordagem de processos geram: Processos devem gerar resultados

Leia mais

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE PRODUÇÃO Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software Objetivo Apresentar conceitos e ferramentas atuais para melhorar eficiência da produção

Leia mais

Por que Lean & Six Sigma?

Por que Lean & Six Sigma? CONTEÚDO DA PALESTRA O O que é LEAN? O O que é Six Sigma? Por que? LEAN LEAN ORIGEM DO LEAN A metodologia Lean já existe há algum tempo: A Ford foi pioneira no início do século XX 33 horas para concluir

Leia mais

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014 Portfólio de Treinamentos Exo Excelência Operacional // 2014 Treinamentos Exo Excelência Operacional A Exo Excelência Operacional traz para você e sua empresa treinamentos fundamentais para o desenvolvimento

Leia mais

17/02/2015 JIT KANBAN. Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo.

17/02/2015 JIT KANBAN. Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo. ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO JIT KANBAN - JIT Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo. Técnica voltada para a otimização da produção. PODE SER APLICADA TANTO

Leia mais

O Lean manufacturing aplicado à indústria metalmecânica Maia

O Lean manufacturing aplicado à indústria metalmecânica Maia O Lean manufacturing aplicado à indústria metalmecânica Maia Jordana Lemos Pinheiro Novaes - jordanalemos@hotmail.com MBA Gestão da Qualidade e Engenharia da Produção Instituto de Pós-Graduação IPOG Resumo

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA

JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA Gece Wallace Santos Reno (UFSCar) gece.reno@uol.com.br Carolina

Leia mais

Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos

Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos Paulino G. Francischini pgfranci@usp.br Conteúdo 1. Conceito de Lean Production 2. Desperdícios no processos produtivo

Leia mais

INTRODUÇÃO LM INNOMARITIME -2012. Página -1

INTRODUÇÃO LM INNOMARITIME -2012. Página -1 INTRODUÇÃO A CONSTRUÇÃO NAVAL AJUSTADA ( Lean Shipbuilding ) é o processo de construção de navios e unidades offshore, orientado e executado segundo os princípios do sistema de gestão LEAN. Como em muitas

Leia mais

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office Processos da Indústria de Serviços (LOQ4208) 5 Lean Office Isto não é... LEAN OFFICE 1 Aqui parece ser... LEAN OFFICE Lean Thinking: Os 5 Princípios Fundamentais 1. Definir o que é VALOR sob a ótica do

Leia mais

Relato de um caso dos primeiros passos sobre a aplicação da produção enxuta em processos administrativos

Relato de um caso dos primeiros passos sobre a aplicação da produção enxuta em processos administrativos Relato de um caso dos primeiros passos sobre a aplicação da produção enxuta em processos administrativos Eberson de Andrade Moreira (SULZER) eng_eberson@hotmail.com Paulo Augusto Cauchick Miguel (USP)

Leia mais

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING Historico / Conceito Lean : década de 80 James Womack (MIT) Projeto de pesquisa: fabricantes de motores automotivos; ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II Lean Production é um programa corporativo composto por

Leia mais

LEAN MANUFACTURING: REDUÇÃO DE DESPERDÍCIOS E A PADRONIZAÇÃO DO PROCESSO RESUMO. Palavras-Chaves: Lean Manufacturing. Cronoanálise. Padronização.

LEAN MANUFACTURING: REDUÇÃO DE DESPERDÍCIOS E A PADRONIZAÇÃO DO PROCESSO RESUMO. Palavras-Chaves: Lean Manufacturing. Cronoanálise. Padronização. LEAN MANUFACTURING: REDUÇÃO DE DESPERDÍCIOS E A PADRONIZAÇÃO DO PROCESSO Daiane Maciel Rezende ¹ Jessica Freitas da Silva ² Sheila Marcela Miranda ³ Anderson Barros 4 RESUMO O objetivo deste artigo é de

Leia mais

ESCRITÓRIO ENXUTO (LEAN OFFICE)

ESCRITÓRIO ENXUTO (LEAN OFFICE) ESCRITÓRIO ENXUTO (LEAN OFFICE) Jeferson Duarte Oliveira * Este artigo tem como objetivo fazer uma revisão bibliográfica das mais importantes formas de desperdício nos escritórios e apresentar os métodos

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES DEDICADOS PARA O DESENVOLVIMENTO E ELABORAÇÃO DO MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR (MFV) EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA LEAN PRODUCTION CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

Vendas na Empresa Lean

Vendas na Empresa Lean Vendas na Empresa Lean Autor: Alexandre Cardoso Publicado: 29/04/2011 Introdução Em uma empresa, a área de Vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o seu desempenho tem sido

Leia mais

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS Semana LIAG Limeira: 09/05/2011 1 Apresentação Palestrante: José Augusto Buck Marcos Engenheiro com formação e especialização

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA APLICADOS EM UMA ESTAMPARIA

O DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA APLICADOS EM UMA ESTAMPARIA O DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA APLICADOS EM UMA ESTAMPARIA Alexandro Gilberto Silva 1 Eduardo Gonçalves Magnani 2 Sabrina G. Cabral 3 RESUMO: Neste trabalho é feito uma análise da diferença

Leia mais

Técnicas de Logística Enxuta [6 de 11]

Técnicas de Logística Enxuta [6 de 11] Técnicas de Logística Enxuta [6 de 11] Introdução Rogério Bañolas ProLean Logística Enxuta No artigo anterior, vimos uma seqüência recomendada para implementação, bem como uma explicação sucinta de como

Leia mais

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN Oportunidade ideal para gerar resultados reais na sua carreira e empresa. Capacitação com implementação prática de projeto KPO Fevereiro 2016 Informações

Leia mais

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios.

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios. TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO 2016 CURSOS Formação prática em ferramentas essenciais para a melhoria dos processos e redução de desperdícios. Desenvolvimento de 1 Pessoas Propósito é o

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP)

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) Introdução ao Lean Thinking Ministrante: Christopher Thompson Lean Institute Brasil Contatos: lean@lean.org.br Apoio São Paulo, 16 de setembro de 2010 Observação:

Leia mais

Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida.

Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida. Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida. O sistema de gerenciamento ambiental está se tornando cada vez mais uma prioridade na gestão das empresas. Em diversas

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CADEIAS PRODUTIVAS 2ª OFICINA MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR Lean Manufacturing é a busca da perfeição do processo através da eliminação de desperdícios Definir Valor Trabalhar

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA.

OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA. OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS ATRAVÉS DE FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA. Palestrante: Recife, Pernambuco LEAN THINK DEFINIÇÃO O Lean Manufacture é uma filosofia de administração da manufatura, surgida no Japão,

Leia mais

MES e Eficiência de Linhas de Produção

MES e Eficiência de Linhas de Produção MES e Eficiência de Linhas de Produção por Edson Donisete da Silva e Carlos Roberto Sponteado Melhora constante no processo produtivo. Aumento da qualidade do produto que é entregue ao cliente final. Redução

Leia mais

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente!

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! Sakichi Toyoda - Fundador do grupo TOYOTA. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) O é um Ideal,

Leia mais

1- Introdução ao Lean V1-2008

1- Introdução ao Lean V1-2008 1- Introdução ao Lean V1-2008 Autor: José Pedro A. Rodrigues da Silva 1 Programa 1- Introdução 2- Os 7 tipos de desperdício 3- Técnicas e ferramentas do Lean 4- Implementação do Lean 5- Conclusões Anexos

Leia mais

A importância da logística num ambiente de lean production

A importância da logística num ambiente de lean production A importância da logística num ambiente de lean production Alessandro Lucas da Silva (EESC-USP) als@sc.usp.br Gilberto Miller Devós Ganga (EESC-USP) gilberto_mdg@yahoo.com.br Resumo O bom desempenho de

Leia mais

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI MÓDULOS / DISCIPLINAS Carga Horária Módulo I - Introdução ao Estudo da Logística No Brasil e no Mundo 30 1. Introdução ao Estudo da Logística 2. História da Logística 3. Na Pré-História 4. No Exército

Leia mais

JUST-IN-TIME & KANBAN

JUST-IN-TIME & KANBAN JUST-IN-TIME & KANBAN Prof. Darli Rodrigues Vieira darli@darli.com.br 1 OBJETIVO DA AULA OBJETIVO: EVIDENCIAR O QUE É JUST IN TIME E QUAL É SUA UTILIDADE EM PROJETOS DE OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS EM OPERAÇÕES

Leia mais

GESTÃO EM PRODUÇÃO E SERVIÇOS

GESTÃO EM PRODUÇÃO E SERVIÇOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL MBA GESTÃO EM PRODUÇÃO E SERVIÇOS DISCIPLINAS E EMENTAS SINTONIZANDO PERCEPÇÕES E UNIFORMIZANDO A LINGUAGEM

Leia mais

Fiorella Del Bianco. Tema. Objetivo. O que é o kanban? O uso do kanban como técnica para otimizar os princípios do just-in-time.

Fiorella Del Bianco. Tema. Objetivo. O que é o kanban? O uso do kanban como técnica para otimizar os princípios do just-in-time. Fiorella Del Bianco Tema O uso do kanban como técnica para otimizar os princípios do just-in-time. Objetivo Apresentar a aplicação de uma técnica simples e altamente eficaz para auxiliar na implementação

Leia mais

A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MANUFATURA ENXUTA EM UM PROCESSO PRODUTIVO: Um Estudo de Caso em uma Indústria Eletromecânico

A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MANUFATURA ENXUTA EM UM PROCESSO PRODUTIVO: Um Estudo de Caso em uma Indústria Eletromecânico A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MANUFATURA ENXUTA EM UM PROCESSO PRODUTIVO: Um Estudo de Caso em uma Indústria Eletromecânico Pedro Augusto da Cunha Prof. Dani Marcelo Nonato Marques Tecnologia em Produção

Leia mais

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha Após a Segunda Guerra Mundial: Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento. Responsáveis pela reconstrução de muitos

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo: Administração de Materiais Profª Neuza AULA ANTERIOR: Compras O que é??? É uma atividade de aquisição que visa garantir o abastecimento da empresa

Leia mais

O sistema Just-In-Time. Professor: Dannilo Barbosa Guimarães

O sistema Just-In-Time. Professor: Dannilo Barbosa Guimarães O sistema Just-In-Time Professor: Dannilo Barbosa Guimarães Introdução ao JIT O Just-In-Time surgiu no Japão na década de 70 na Toyota Motor Company (Taiichi Ohno). O JIT visa o combate ao desperdício

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Simulação e Lean Manufacturing

Simulação e Lean Manufacturing Capítulo 2 Simulação e Lean Manufacturing Neste capítulo é feita uma breve introdução a dois temas centrais neste trabalho: simulação e Lean Manufacturing, ou simplesmente Lean. Sobre o primeiro destes

Leia mais

VALUE STREAM MAPPING: UMA IMPORTANTE FERRAMENTA NA IMPLEMENTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA, UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL DE MODA PRAIA

VALUE STREAM MAPPING: UMA IMPORTANTE FERRAMENTA NA IMPLEMENTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA, UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL DE MODA PRAIA VALUE STREAM MAPPING: UMA IMPORTANTE FERRAMENTA NA IMPLEMENTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA, UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL DE MODA PRAIA Arielton Freire da Silva (UFRN) aryfreire@gmail.com Fabio

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR NA CADEIA PRODUTIVA EM EMPRESA DE INJEÇÃO E EXTRUSÃO PLÁSTICA

MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR NA CADEIA PRODUTIVA EM EMPRESA DE INJEÇÃO E EXTRUSÃO PLÁSTICA MAURICIO RAGADALLI MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR NA CADEIA PRODUTIVA EM EMPRESA DE INJEÇÃO E EXTRUSÃO PLÁSTICA JOINVILLE SC 2010 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

Planejamento da produção

Planejamento da produção Planejamento da produção Capítulo 3, parte B Sumário Capacidade de produção Elaboração do plano de produção Just-in-time Capacidade de produção O que é capacidade de produção? Capacidade de produção O

Leia mais

5S (good housekeeping) PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16

5S (good housekeeping) PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16 5S (good housekeeping) GL5S PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16 A Comunidade Lean Thinking (CLT Services) é uma organização que se destaca pela sua actividade de criação e transferência

Leia mais

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: O LEAN MANUFACTURING NA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: O LEAN MANUFACTURING NA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: O LEAN MANUFACTURING NA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA Marco Antonio Equi marcoequi@hotmail.com FESA Hugo Pissaia Junior hugo.planejamento@sampel.com.br FESA Resumo:No atual cenário vivido

Leia mais

Declaração de Conflitos de Interesse. Diretor da NKB Medicina Diagnóstica

Declaração de Conflitos de Interesse. Diretor da NKB Medicina Diagnóstica Declaração de Conflitos de Interesse Diretor da NKB Medicina Diagnóstica Lean na Microbiologia Conceito de Lean Cláudio Pereira Diretor Regional NKB RJ Agenda Lean Thinking Sistema de Produção da Toyota

Leia mais

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL Guilherme Vota Pereira guivotap@hotmail.com Prof. Pablo Schoeffel, Engenharia de Software Aplicada RESUMO: Este artigo irá efetuar uma abordagem

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Redução de estoques em processos na linha de terminais móveis de pagamento eletrônico Renata da Silva Alves (Eng. De Produção - FAJ) alvesresilva@gmail.com Prof. Me. Eduardo Guilherme Satolo (Eng. De Produção

Leia mais

ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011

ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011 O Papel da Cultura Lean no Contexto Actual António Abreu ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011 Sumário i. O

Leia mais

INTRODUÇÃO A LE L A E N A N M AN A U N FA F C A TURI R NG N

INTRODUÇÃO A LE L A E N A N M AN A U N FA F C A TURI R NG N INTRODUÇÃO A LEAN MANUFACTURING O queé LEAN? Uma filosofia de produção que enfatiza o minimização da quantidade de todos os recursos (inclusive tempo) usados nas várias atividades da empresa. Envolve a

Leia mais

O Seis Sigma como apoio a Estratégia Organizacional

O Seis Sigma como apoio a Estratégia Organizacional 1 O Seis Sigma como apoio a Estratégia Organizacional Andre Rodrigues da SILVA 1 Introdução A produção em massa revolucionou a fabricação na metade do século XIX e esta filosofia foi explorada por grandes

Leia mais

P G Q P. Gestão de Produtividade. Ivan De Pellegrin. Alexandre Soares. Produttare Consultores Associados. Medabil Sistemas Construtivos

P G Q P. Gestão de Produtividade. Ivan De Pellegrin. Alexandre Soares. Produttare Consultores Associados. Medabil Sistemas Construtivos P G Q P Gestão de Produtividade Ivan De Pellegrin Produttare Consultores Associados Alexandre Soares Medabil Sistemas Construtivos Plano de Vôo 1. Introdução a. Produtividade um dos requisitos... b. Indicadores

Leia mais

Pós-Graduação Fórum Lean Vale do Paraíba A contribuição do Lean-TOC-VMI para a gestão eficaz da cadeia de suprimentos Prof. MSc. Artur Henrique Moellmann CIS-ERP / Grupo Everel 16maio2009 artur.moellmann@terra.com.br

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

Logística Lean: conceitos básicos

Logística Lean: conceitos básicos Logística Lean: conceitos básicos Lando Nishida O gerenciamento da cadeia de suprimentos abrange o planejamento e a gerência de todas as atividades da logística. Inclui também a coordenação e a colaboração

Leia mais

ANAIS MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR APLICADO AO SERVIÇO DE PÓS VENDA DE UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS

ANAIS MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR APLICADO AO SERVIÇO DE PÓS VENDA DE UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR APLICADO AO SERVIÇO DE PÓS VENDA DE UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS VILMAR NOGUEIRA DUARTE ( vilmarufms@yahoo.com.br ) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MARLOS VINICIUS

Leia mais

REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL

REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL REDUZINDO AS QUEBRAS ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PROFISSIONAL Luiz Rodrigo Carvalho de Souza (1) RESUMO O alto nível de competitividade exige que as empresas alcancem um nível de excelência na gestão de seus

Leia mais

LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS

LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS LEAD TIME PRODUTIVO: UMA FERRAMENTA PARA OTIMIZAÇÃO DOS CUSTOS PRODUTIVOS Sandra Mara Matuisk Mattos (DECON/UNICENTRO) smattos@unicentro.br, Juliane Sachser Angnes (DESEC/UNICENTRO), Julianeangnes@gmail.com

Leia mais

LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS 1. Por que adotar o Lean Office? Parabéns! Você já conseguiu estabelecer o fluxo contínuo em suas atividades do chão de fábrica.

Leia mais

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação Serviços : Cursos e workshops especialmente criados para capacitar a sua organização no

Leia mais

CRIAR VALOR NAS OPERAÇÕES LOGÍSTICAS

CRIAR VALOR NAS OPERAÇÕES LOGÍSTICAS CRIAR VALOR NAS OPERAÇÕES LOGÍSTICAS ISEL / António Abreu Sumário i. Cadeia de Valor ii. iii. iv. Eliminação dos desperdícios Cultura Magra Redes de colaboração Melhoria Continua / Inovação 2 Cadeia de

Leia mais

DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN

DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN Prof a Carla R. Pereira SURGIMENTO DA PRODUÇÃO LEAN Novas ideias vem em resposta a problemas concretos (Dennis, 2008, p.19)

Leia mais

POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA

POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA Marco Siqueira Campos Diretor da Siqueira Campos Associados Estatístico - Eng. Qualidade Cert. ASQ 15 anos 15 anos 1 Quem somos 15 anos de atuação. Foco em

Leia mais

7º Encontro de Pesquisa Clínica. Metodologia Lean

7º Encontro de Pesquisa Clínica. Metodologia Lean 7º Encontro de Pesquisa Clínica Metodologia Lean 2 1 Áreas de Atuação Estratégico Planejamento Estratégico Diagnóstico Lean Sustentabilidade Processos Produtividade Qualidade Custo Sistemas de Gestão Pessoas

Leia mais

www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br

www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br www.cursosglm.com.br contato@cursosglm.com.br Cursos GLM Palestras, Treinamentos & Consultoria Nossa História... Fundação Janeiro de 2007. Segmentos Modalidades Gestão de Manufatura e Qualidade; Gestão

Leia mais

MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR: UMA ABORDAGEM DE MELHORIA CONTÍNUA EM UMA INDÚSTRIA MONTADORA DE COMPUTADORES

MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR: UMA ABORDAGEM DE MELHORIA CONTÍNUA EM UMA INDÚSTRIA MONTADORA DE COMPUTADORES MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR: UMA ABORDAGEM DE MELHORIA CONTÍNUA EM UMA INDÚSTRIA MONTADORA DE COMPUTADORES Daniela Nunes dos Santos Ferreira (UESC) nunesep10@gmail.com Mayesk Alves Rocha (UESC) mayeskalvess@gmail.com

Leia mais

Sistema Binário. Aula - 10 CRM (Customer Relationship Management Gerenciamento das relações com os clientes ) Faculdades Integradas Campos Salles

Sistema Binário. Aula - 10 CRM (Customer Relationship Management Gerenciamento das relações com os clientes ) Faculdades Integradas Campos Salles Sistema Binário Faculdades Integradas Campos Salles Aula - 10 CRM (Customer Relationship Management Gerenciamento das relações com os clientes ) Carlos Antonio José Oliviero São Paulo - 2012 Sistema Binário

Leia mais

Gestão da Qualidade por Processos

Gestão da Qualidade por Processos Gestão da Qualidade por Processos Disciplina: Gestão da Qualidade 2º Bimestre Prof. Me. Patrício Vasconcelos adm.patricio@yahoo.com.br Gestão da Qualidade por Processos Nas empresas, as decisões devem

Leia mais

Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br )

Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br ) Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br ) Agenda Conceitos básicos Necessidade de usar Lean IT Ambiente Benefícios para melhoria

Leia mais

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DA PRODUÇÃO ENXUTA E SUAS FERRAMENTAS EM UMA FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS SITUADA EM GRAVATAÍ-RS

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DA PRODUÇÃO ENXUTA E SUAS FERRAMENTAS EM UMA FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS SITUADA EM GRAVATAÍ-RS ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DA PRODUÇÃO ENXUTA E SUAS FERRAMENTAS EM UMA FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS SITUADA EM GRAVATAÍ-RS Eduardo Bezerra dos Santos (CESUPA) eduardosnts13@gmail.com Pedro Henrique Bueno Meirelles

Leia mais

A Cadeia de Abastecimentos corresponde ao conjunto de processos necessários para: agregar-lhes valor dentro da visão dos clientes e consumidores e

A Cadeia de Abastecimentos corresponde ao conjunto de processos necessários para: agregar-lhes valor dentro da visão dos clientes e consumidores e A Cadeia de Abastecimentos corresponde ao conjunto de processos necessários para: obter materiais, agregar-lhes valor dentro da visão dos clientes e consumidores e disponibilizar os produtos no local e

Leia mais

Uma análise de técnicas do Planejamento e Controle da Produção e da filosofia Lean

Uma análise de técnicas do Planejamento e Controle da Produção e da filosofia Lean UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Uma análise de técnicas do Planejamento e Controle da Produção e da filosofia Lean Trabalho de Conclusão

Leia mais

O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO

O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO A sobrevivência e o crescimento das empresas, está associado a conceitos como: competitividade, tecnologia, qualidade, meio ambiente, competência

Leia mais

Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA

Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA Olá! O primeiro passo para garantir um sistema de produção competitivo é um bom projeto de fábrica. Ele é que vai garantir que o seu pessoal

Leia mais

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade Página 1 de 6 NOTÍCIAS CARREIRAS & GESTÂO CURSOS & SEMINÁRIOS LIVROS DANÇA DAS CADEIRAS PESQUISAS COMPRAS ENTREVISTAS EM VÍDEO LAZER & TURISMO HOME Artigos Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six

Leia mais

Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência

Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência José Mauro Mendes Pelosi* 1. O conceito atual de competitividade O processo de globalização e a evolução econômica de países emergentes, como China,

Leia mais

PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS

PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS FÁBIO ANDRÉ DE FARIAS VILHENA (UFPA) vilhena.fabio@hotmail.com JOSÉ

Leia mais

Lean IT. Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance. www.livroleanit.com

Lean IT. Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance. www.livroleanit.com Lean IT Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance www.livroleanit.com ALINHAMENTO DE EXPECTATIVAS ALINHAMENTO 1 ( O Segredo ) ALINHAMENTO 2 ( Sem tradução simultânea ) AGENDA...Você

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA METODOLOGIA SEIS SIGMA NO MONITORAMENTO DO SISTEMA OPERACIONAL ENXUTO NA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

UTILIZAÇÃO DA METODOLOGIA SEIS SIGMA NO MONITORAMENTO DO SISTEMA OPERACIONAL ENXUTO NA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS UTILIZAÇÃO DA METODOLOGIA SEIS SIGMA NO MONITORAMENTO DO SISTEMA OPERACIONAL ENXUTO NA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS Cristiano Marques de Oliveira Delphi Automotive Systems E-mail: cristiano.m.oliveira@delphi.com

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

LOGO. Sistema de Produção Puxada

LOGO. Sistema de Produção Puxada LOGO Lean Manufacturing Sistema de Produção Puxada Pull Production System 1 Conteúdo 1 Definição 2 Objetivo 3 Sistema Empurrado 4 Sistema Empurrado X Puxado 2 Lean Manufacturing Conteúdo 5 Sistema de Produção

Leia mais

APLICAÇÃO DOS CONCEITOS DO LEAN MANUFACTURING PARA MELHORIA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE ELETRODOMÉSTICOS: UM ESTUDO DE CASO

APLICAÇÃO DOS CONCEITOS DO LEAN MANUFACTURING PARA MELHORIA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE ELETRODOMÉSTICOS: UM ESTUDO DE CASO APLICAÇÃO DOS CONCEITOS DO LEAN MANUFACTURING PARA MELHORIA DO PROCESSO DE PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE ELETRODOMÉSTICOS: UM ESTUDO DE CASO Tayana Ortix Lopes (UFAM) tayanaortix@hotmail.com CLAUDIO DANTAS

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema: Elaborador: ENGENHARIA DE PROCESSOS NO LABORATÓRIO CLÍNICO Fernando de Almeida Berlitz. Farmacêutico-Bioquímico (UFRGS). MBA Gestão Empresarial e Marketing (ESPM). Lean Six Sigma Master Black Belt.

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

A logística enxuta. Kleber Figueiredo. Introdução

A logística enxuta. Kleber Figueiredo. Introdução Kleber Figueiredo Introdução O termo enxuto, como tradução de lean, surgiu na literatura de negócios para adjetivar o Sistema Toyota de fabricação. Tal sistema era lean por uma série de razões: requeria

Leia mais

Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN

Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN Introdução Lean é uma filosofia de produção nascida após a segunda guerra mundial no sector automóvel com intuito de optimizar o sistema de produção.

Leia mais

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão;

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão; Sistema 5 S's Conceito: O Método "5S" foi a base da implantação do Sistema de Qualidade Total nas empresas. Surgiu no Japão, nas décadas de 50 e 60, após a Segunda Guerra Mundial, quando o país vivia a

Leia mais

DEFINIÇÕES COUNCIL SCM

DEFINIÇÕES COUNCIL SCM ADM DE MATERIAIS DEFINIÇÕES COUNCIL SCM Logística empresarial é a parte do Supply Chain Management que planeja, implementa e controla o eficiente e efetivo fluxo direto e reverso, a estocagem de bens,

Leia mais