SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA"

Transcrição

1 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA

2 DIREITO À SAÚDE NO BRASIL Brasil colônia 1500 a 1889 Ausência total de saneamento básico (esgoto) Poucos médicos (Europa) Saúde: curandeiros / índios / africanos Pouquíssimos hospitais

3 BRASIL MODERNO 1987 Implantação do SUD (Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde) INAMPS (Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social) Antes do SUD: somente os trabalhadores com carteira assinada tinham direito à saúde (antes de 1988) Depois de 1988: a saúde passa a ser um direito de todos INAMPS Incorporado pelo Ministério Público 1990 SUS Lei n /90

4 ANTES DO SUS DEPOIS DO SUS Direito à saúde Apenas para trabalhadores formais Todo cidadão (universalidade) Modelo Assistencial Curativo (individual) Integralidade (preventivo e curativo) Gestão Min. da Prev. Soc. Gov. Federal Gov. Fed./Est./Mun. Descentralização Natureza dos prestadores Setor Privado Setor Público (Controle Social) - Povo Equidade Apenas aqueles que possuíam acesso formal Saúde com Justiça Social

5 CONSTITUIÇÃO FEDERAL: SAÚDE Saúde é um direito social. Saúde: 1ª Geração: O Estado não pode interferir (Art. 5º, CF) 2ª Geração: O Estado deve promover (Art. 6º, CF) 3ª Geração: Direitos de propriedade entre os povos (proibição de terrorismo, paz etc.) Saúde: direito positivo (O Estado deve promover)

6 PRINCÍPIOS DO SUS Gratuito Integral Universal Equânime

7 DIRETRIZES DO SUS Participação da comunidade Atendimento Integral Descentralização

8 1. Assinale a alternativa que apresenta a afirmação correta a respeito da Constituição Federal do Brasil. a) Os arts. 194 a 200 dizem respeito ao ordenamento constitucional da saúde, que é tratada isoladamente no título VIII, da ordem social. b) O capítulo II, da seguridade social, mantém a saúde vinculada à previdência social. c) O estabelecimento da saúde como direito de todos e dever do Estado deu-se antes da Constituição de 1988, e reafirmou-se no art d) O art. 199 veda a participação da iniciativa privada nas ações da saúde. e) As diretrizes constitucionais da saúde estabelecidas no art. 198 são descentralização, atendimento integral e participação da comunidade.

9 2. Segundo o art. 196 da Constituição Federal, a saúde é um direito de todos e um dever do Estado. É então correto afirmar: a) O Estado deve ser o único executor das ações e serviços da saúde. b) A saúde é um direito constitucional que deve ser garantido por meio de políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e outros agravos. c) As ações e serviços de saúde executados pelo poder público garantem o acesso ao direito à saúde, não estando prevista a participação do setor privado. d) O acesso às ações e serviços para promoção, proteção e recuperação da saúde tem como condição prévia a inserção do usuário no mercado formal de trabalho. e) A saúde é uma política de Estado de caráter contributivo, no âmbito da seguridade social.

10 3. O Sistema Único de Saúde implica ações e serviços públicos de saúde que integram uma rede regionalizada hierarquizada e que, de acordo com a Constituição Federal, organizar-se-á por algumas diretrizes. A esse respeito, considere as afirmativas abaixo. I A descentralização é uma diretriz do SUS, com direção única em cada esfera de governo. II O SUS busca, como diretriz, um atendimento parcial, com prioridade para as atividades assistencialistas, sem prejuízo dos serviços assistenciais. III O SUS tem como uma das diretrizes a participação da comunidade. É correto APENAS o que se afirma em: a) I b) II c) III d) I e III e) II e III

11 4. As ações e serviços públicos de saúde e os serviços privados contratados ou conveniados que integram o Sistema Único de Saúde são desenvolvidos de acordo com as diretrizes previstas no art. 198 da Constituição Federal de 1988, ainda a princípios organizativos e doutrinários, tal como: a) Universalidade de acesso aos serviços de saúde no que se refere à assistência médica especializada. b) Integralidade da assistência, com prioridade para as atividades desenvolvidas pelas equipes de especialistas e de educação para a saúde. c) Equidade d) Descentralização político-administrativa com direção única do governo federal e participação dos municípios na prestação de serviços de assistência médica à saúde da população.

12 5. Sobre a Lei n de 19 de setembro de 1990 é correto afirmar que esta: a) Regula a política de gestão do trabalho na saúde, instituindo o Assistente Social como profissional da saúde. b) Foi sancionada no Governo Sarney, com vetos em itens importantes referentes às formas de financiamento da Política de Saúde. c) Estabelece um modelo hierarquizado de Assistência à Saúde, fundado nos princípios de integralidade da assistência, participação da comunidade e descentralização dos serviços para os municípios, definindo o Programa da Saúde da Família como centro ordenador das redes de atenção à saúde. d) Regula, em todo o território nacional, as ações e serviços de saúde, executados, isolada ou conjuntamente, em caráter permanente ou eventual, por pessoas naturais ou jurídicas de direito público ou privado. e) Define a política de desenvolvimento científico e tecnológico na saúde, com ênfase na realização de pesquisas para incremento do Sistema Único da Saúde (SUS).

13 6. O conjunto de ações e serviços de saúde, prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais, da Administração direta ou indireta e das fundações mantidas pelo Poder Público, constitui o Sistema Único de Saúde (SUS). Com base na Lei n /90 pode-se afirmar que estão incluídas, nessa legislação, as instituições públicas federais, estaduais e municipais de: a) Controle de qualidade. b) Pesquisa e produção de insumos. c) Medicamentos. d) Equipamentos para saúde. e) Todas as alternativas anteriores completam o enunciado.

14 7. Em conformidade com a Lei n /90 e seus objetivos, assinalar a alternativa INCORRETA: a) Está incluída no campo de atuação do SUS a execução de ações de vigilância sanitária e de assistência terapêutica integral. b) A identificação e a divulgação dos fatores condicionantes e determinantes da saúde são objetivos do SUS. c) A ordenação da formação de recursos humanos na área da saúde dependerá de prévia autorização municipal e/ou estadual, o que dispensa a competência do SUS na União. d) Um dos objetivos do SUS é a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas.

15 8. A integralidade da assistência é definida como: a) Um conjunto articulado e contínuo de ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, em todos os níveis do sistema. b) O acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência e direito à informação, às pessoas assistidas, sobre sua saúde. c) A assistência à saúde sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie. d) O uso da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades, a alocação de recursos e a orientação programática.

16 9. Acerca do processo de descentralização das ações de saúde é correto afirmar, EXCETO: a) refere-se ao nome dado ao processo de transferência de responsabilidade de gestão para os municípios; b) atende às determinações constitucionais e legais que embasam o SUS; c) tem relação direta com as atribuições comuns e competências específicas à União, Estados, Distrito Federal e Municípios; d) representa um exemplo de uma ação primária de saúde que se destina à prevenção das doenças ou manutenção da saúde a cargo dos municípios.

17 10. O Sistema Único de Saúde (SUS), na perspectiva legal, caracterizase por: a) ser composto exclusivamente de serviços estatais; b) planejar suas ações de forma descendente, do nível federal até o local; c) garantir o acesso universal somente às ações e serviços vinculados à Atenção Primária ou Básica; d) possuir um comando único em cada esfera de governo. e) adotar uma gestão centralizadora.

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Capítulo I SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 196 a 200, Constituição Federal de 1988. 1. (Secretaria Estadual de Administração do Amapá-AP/2012/UNIVERSA) Assinale a alternativa que apresenta

Leia mais

2) O SUS foi desenvolvido em razão do artigo 198 da Constituição Federal, com base nos seguintes princípios, exceto:

2) O SUS foi desenvolvido em razão do artigo 198 da Constituição Federal, com base nos seguintes princípios, exceto: QUESTÕES DO SUS ) São objetivos do SUS: a) identificação de fatores que condicionem à saúde; b) política financeira de incentivo à saúde; c) ação de ordem social que vise arrecadação de recursos; d) identificação

Leia mais

ANVISA. EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90. Profa. Andréa Paula

ANVISA. EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90. Profa. Andréa Paula ANVISA EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90 Profa. Andréa Paula Banca: CESPE - Órgão: SESA- ES Ano: 2013 Cargos: Todos os cargos Lei n.º 8.080/1990, conhecida como a Lei Orgânica da Saúde, foi criada para regular,

Leia mais

Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde

Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde 1 DOS PRINCÍPIOS E DIRETRIZES Lei Orgânica da Saúde Lei n. 8.080 de 19 de setembro de 1990. Art. 7º: I - universalidade de acesso aos serviços de saúde em

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 88/ PRINCÍPIOS E DIRETRIZES DO SUS 2º AULA

CONSTITUIÇÃO DE 88/ PRINCÍPIOS E DIRETRIZES DO SUS 2º AULA CONSTITUIÇÃO DE 88/ PRINCÍPIOS E DIRETRIZES DO SUS 2º AULA PROF. HÉLDER PACHECO CONSTITUIÇÃO FEDERAL Lei 8.080 Lei 8.142 DECRETO 7.508 LEI 141 1988 1990 1991 1993 1996 2001/2002 2006 2011 2012 NOB NOAS

Leia mais

Objeto de Aprendizagem. Bases Legais do SUS: Leis Orgânicas da Saúde

Objeto de Aprendizagem. Bases Legais do SUS: Leis Orgânicas da Saúde Objeto de Aprendizagem Bases Legais do SUS: Leis Orgânicas da Saúde Bases Legais do SUS: Leis Orgânicas da Saúde Objetivo: Apresentar sucintamente a Lei Orgânica de Saúde nº 8080 de 19 de setembro de 1990,

Leia mais

LEI 8.080/90 CONTEÚDO COMUM A TODOS OS CARGOS: ANALIS- TA E TÉCNICO

LEI 8.080/90 CONTEÚDO COMUM A TODOS OS CARGOS: ANALIS- TA E TÉCNICO Lei Orgânica da Saúde Andréa Paula LEI 8.080/90 CONTEÚDO COMUM A TODOS OS CARGOS: ANALIS- TA E TÉCNICO 01. O Brasil institucionalizou o direito à saúde a todos os cidadãos brasileiros com a promulgação

Leia mais

www.grupoidealbr.com.br AULA 2 (CF/88 ARTIGOS 196 A0 200) Legislação do SUS - Professora Ana Flávia Alves e-mail: anaflaviaprofessora@yahoo.com Garantido mediante políticas sociais e econômicas. A saúde

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL

CONSTITUIÇÃO FEDERAL CONSTITUIÇÃO FEDERAL - 1988 TÍTULO VIII CAPÍTULO II SEÇÃO II DA SAÚDE Profª. Andréa Paula Enfermeira E-mail - andreapsmacedo@gmail.com Facebook - http://facebook.com/andreapsmacedo Art. 194 A seguridade

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza Olá pessoal, trago hoje cinco questões comentadas, da disciplina Legislação Aplicada ao SUS,

Leia mais

Níveis de Atenção à saúde Origem do SUS

Níveis de Atenção à saúde Origem do SUS Níveis de Atenção à saúde Origem do SUS Saúde pública Consiste na aplicação de conhecimentos (médicos ou não), com o objetivo de organizar sistemas e serviços de saúde, atuar em fatores condicionantes

Leia mais

SUS Sistema Único de Saúde

SUS Sistema Único de Saúde SUS Sistema Único de Saúde SUS O Sistema Único de Saúde (SUS) é constituído pelo conjunto das ações e de serviços de saúde sob gestão pública. Está organizado em redes regionalizadas e hierarquizadas e

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL UM BREVE HISTÓRICO DA CRIAÇÃO DO SUS NO BRASIL

INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL UM BREVE HISTÓRICO DA CRIAÇÃO DO SUS NO BRASIL INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL UM BREVE HISTÓRICO DA CRIAÇÃO DO SUS NO BRASIL 1. HISTÓRICO 1920: Criação da Lei Eloy Chaves primeiro modelo de previdência social, as Caixas de Aposentadoria

Leia mais

Professora: Yanna D. Rattmann

Professora: Yanna D. Rattmann Professora: Yanna D. Rattmann Sistema Único de Saúde Objetivo da implantação: SISTEMA -> Sistematizar ações, organizar ações; ÚNICO -> Unificar ações -> mesmos princípios e diretrizes em todo o território

Leia mais

Evolução Histórica da Previdência Social no Brasil. Profa. Andréa Paula

Evolução Histórica da Previdência Social no Brasil. Profa. Andréa Paula Evolução Histórica da Previdência Social no Brasil Profa. Andréa Paula profandreaps@gmail.com 1923 Criação dos CAPS - Caixas de Aposentadorias e Pensões Lei Elói Chaves. 1930 Criação dos IAP S - Instituto

Leia mais

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Gilson Fernando Custeio da Lei nº 8.212/1991 e alterações

Leia mais

SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL

SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL Prof.ª Rosana Carneiro Tavares I. Histórico do sistema de saúde brasileiro: Linha do tempo Brasil: um século de historia... 1900 - Sanitarismo Campanhista 1923

Leia mais

Direitos Sociais. 2ª Dimensão de Direitos Fundamentais

Direitos Sociais. 2ª Dimensão de Direitos Fundamentais Direitos Sociais 2ª Dimensão de Direitos Fundamentais 2ª Dimensão de Direitos Fundamentais A 2ª Geração/Dimensão de Direitos Fundamentais foi marcada pela característica positiva, ou seja, de prestações

Leia mais

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art.

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. Constituição Federal TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. 193) CAPÍTULO II - DA SEGURIDADE SOCIAL Seção I - Disposições Gerais (arts. 194 e 195) Seção II - Da Saúde (arts.

Leia mais

APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS. Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo

APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS. Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo O Que é Defensoria Pública? Defensoria Pública é instituição prevista na Constituição Federal (art.

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Capítulo I SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 196 a 200, Constituição Federal de 1988. 1. (Secretaria Estadual de Administração do Amapá-AP/2012/UNIVERSA) Assinale a alternativa que apresenta

Leia mais

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE EDERSON ALVES DA SILVA Vice-Presidente Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais conselhoestadualdesaudemg@gmail.com O Sistema

Leia mais

MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NO BRASIL

MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NO BRASIL MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NO BRASIL Fernando Aith São Paulo, 17 de maio de 2011 Centro de Estudos e Pesquisas em Direito Sanitário - CEPEDISA APRESENTAÇÃO 1. Saúde: Direito de

Leia mais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais SEGURIDADE SOCIAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios Prof. Eduardo Tanaka SAÚDE SEGURIDADE SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 SEGURIDADE SOCIAL Conceituação: A seguridade social compreende

Leia mais

O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE, A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE, A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE, A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA Janise Braga Barros

Leia mais

Diante do exposto acima, indefiro o presente recurso, devendo a presente questão permanecer com o gabarito oficial divulgado.

Diante do exposto acima, indefiro o presente recurso, devendo a presente questão permanecer com o gabarito oficial divulgado. MÉDICO PSIQUIATRA MARCELO CARNEIRO ANTUNES 23197 QUESTÃO 14 Apesar de duas alternativas iguais na referida questão (A e D), a alternativa correta é a C não ocorrendo prejuízo quanto ao preenchimento do

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO

TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO 1 POLÍTICA DE SAÚDE NA SEGURIDADE SEGUNDO OS PRINCÍPIOS DA INTEGRALIDADE, UNIVERSALIDADE E EQUIDADE 2 Acesso

Leia mais

Exercícios Comentados

Exercícios Comentados Exercícios Comentados Provas & Concursos Direito Previdenciário Exercícios Comentados Seguridade Social Conceitos 01) (CESPE) Consoante o caput do Art. 194 da CF, A Seguridade Social compreende um conjunto

Leia mais

FINANCIAMENTO FEDERAL

FINANCIAMENTO FEDERAL FINANCIAMENTO FEDERAL SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE O art. 198 da CF preconiza que as ações e serviços públicos de saúde - asps integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único organizado

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, Direitos sociais,

Leia mais

LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990

LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990 LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990 Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.

Leia mais

Eduardo Tanaka. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Eduardo Tanaka. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Eduardo Tanaka Pós-graduado em Direito Constitucional. Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Odontologia pela USP. Auditor

Leia mais

SUS: Princípios/Diretrizes, Regionalização e Gestão do SUS Prof. Natale Souza

SUS: Princípios/Diretrizes, Regionalização e Gestão do SUS Prof. Natale Souza SUS: Princípios/Diretrizes, Regionalização e Gestão do SUS Prof. Natale Souza Durante os últimos anos o processo de implantação e consolidação do Sistema único de Saúde-SUS, desde sua concepção na Constituição

Leia mais

DIREITO À SAUDE (ART. 196 A 200 da CF) Direito Constitucional III Profª Marianne Rios Martins

DIREITO À SAUDE (ART. 196 A 200 da CF) Direito Constitucional III Profª Marianne Rios Martins DIREITO À SAUDE (ART. 196 A 200 da CF) Direito Constitucional III Profª Marianne Rios Martins DO DIREITO À SAUDE COMPETENCIA: Direito de todos e dever do Estado FORMA DE GARANTIA: Mediante políticas sociais

Leia mais

RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza

RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza A Constituição Federal de 1988 deu nova forma à saúde no Brasil, estabelecendo-a como direito universal.

Leia mais

O que vêm à sua mente?

O que vêm à sua mente? Controle Social O que vêm à sua mente? Controle Social Controle da sociedade Algo controla a sociedade X Controle da sociedade A sociedade controla algo Quando o Algo controlou a sociedade Breve resgate

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES)

GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES) GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES) Apresentação: O SUS trata-se de um sistema de saúde de atendimento gratuito,que garante o acesso integral, universal e igualitário à população brasileira, desde a atenção básica

Leia mais

CURSO: Desafios da Implantação dos Dispositivos do Decreto 7.508

CURSO: Desafios da Implantação dos Dispositivos do Decreto 7.508 XXVIII Congresso de Secretários Municipais de do Estado de São Paulo CURSO: Desafios da Implantação dos Dispositivos do Decreto 7.508 CRS Coordenadoria de Regiões de da Secretaria de Estado da de São Paulo

Leia mais

AULA DEMONSTRATIVA. Lei Orgânica da Saúde 8.080/90. CIDESTE- Todos os cargos (ASSISTENCIAIS)

AULA DEMONSTRATIVA. Lei Orgânica da Saúde 8.080/90. CIDESTE- Todos os cargos (ASSISTENCIAIS) 1 AULA DEMONSTRATIVA Lei Orgânica da Saúde 8.080/90 CIDESTE- Todos os cargos (ASSISTENCIAIS) Professora Natale Souza www.pontodosconcursos.com.br 1 2 Olá Pessoal, O concurso do CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL

Leia mais

NOVO Curso Completo do SUS

NOVO Curso Completo do SUS NOVO Curso Completo do SUS Aula 01 O SUS na Constituição Federeal 1 Próximas aulas Esse curso será formado por 20 Videoaulas e 10 ebooks (aulas escritas). Todos os ebooks já estão disponíveis para os alunos

Leia mais

3 Centro Regional de Especialidades (Ambulatório de Especialidades):

3 Centro Regional de Especialidades (Ambulatório de Especialidades): ESTUDOS REGIONAIS 1 INTRODUÇÃO A "Organização Mundial de Saúde" (OMS) define a saúde como "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades". O

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM AUDITORIA E GESTÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS DE SAÚDE. Módulo: Atenção a Saúde nos Municípios

ESPECIALIZAÇÃO EM AUDITORIA E GESTÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS DE SAÚDE. Módulo: Atenção a Saúde nos Municípios ESPECIALIZAÇÃO EM AUDITORIA E GESTÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS DE SAÚDE Módulo: Atenção a Saúde nos Municípios Modelos Tecnoassistenciais em Saúde M.SC. Helen Lima Novembro 2009 Combinações tecnológicas estruturadas

Leia mais

EBSERH LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS RESUMO DOS ITENS DO EDITAL Parte 01 Prof.ª Natale Souza. Olá queridos concurseiros EBSERH O que temos para hoje?

EBSERH LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS RESUMO DOS ITENS DO EDITAL Parte 01 Prof.ª Natale Souza. Olá queridos concurseiros EBSERH O que temos para hoje? EBSERH LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS RESUMO DOS ITENS DO EDITAL Parte 01 Prof.ª Natale Souza Olá queridos concurseiros EBSERH O que temos para hoje? UM RESUMO DE CADA TÓPICO COBRADO NOS EDITAIS, parte 01:

Leia mais

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA

LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) com foco na POPULAÇÃO IDOSA Direitos Sociais 1988: Promulgação da Constituição Federal; A Assistência Social passou a integrar o Sistema de Seguridade Social,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141/2012

LEI COMPLEMENTAR Nº 141/2012 LEI COMPLEMENTAR Nº 141/2012 Regulamenta o 3 o do art. 198 da Constituição Federal para dispor sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, estados, Distrito Federal e municípios em

Leia mais

Aula 8 Resumo das Conferências Nacionais de Saúde. Princípios e desafios do SUS. Legislação básica. Antônio Leite Ruas Neto:

Aula 8 Resumo das Conferências Nacionais de Saúde. Princípios e desafios do SUS. Legislação básica. Antônio Leite Ruas Neto: História da Organização do SUS Aula 8 Resumo das Conferências Nacionais de Saúde Princípios e desafios do SUS Legislação básica Antônio Leite Ruas Neto: 2ª Conferência Nacional de Saúde Durante a 1ª

Leia mais

SEGURIDADE SOCIAL. Tem a finalidade de garantir o mínimo necessário à sobrevivência do indivíduo.

SEGURIDADE SOCIAL. Tem a finalidade de garantir o mínimo necessário à sobrevivência do indivíduo. SEGURIDADE SOCIAL A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e

Leia mais

PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003

PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003 PORTARIA Nº 2.080, DE 31 DE OUTUBRO DE 2003 Institui o Programa Nacional para Prevenção e Controle das Hepatites Virais, o Comitê Técnico de Acompanhamento e Assessoramento do Programa e dá outras providências.

Leia mais

REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS. Setembro/2010

REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS. Setembro/2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Regulação e Avaliação REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS Setembro/2010

Leia mais

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS MARÍLIA Março/2012 1 REGIONALIZAÇÃO NO SUS ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES 1988: CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1990:

Leia mais

Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto

Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto SECRETARIA DA SAUDE D Conquistas e Desafios na Atenção à Saúde Pública em Ribeirão Preto Darlene Caprari Pires Mestriner Assistente da Secretaria de Saúde Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto 1 PORTARIA

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE LIRCE LAMOUNIER

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE LIRCE LAMOUNIER SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE ESTADO DE GOIÁS ORGANIZAÇÃO DO SUS LIRCE LAMOUNIER DISCIPLINA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, GESTÃO PESSOAL E MULTIPROFISSIONAL (ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS) FACULDADE DE FARMÁCIA

Leia mais

Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS

Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS Pontifícia Universidade Católica de Goiás Escola de Ciências Agrárias e Biológicas Epidemiologia e Saúde Pública Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS Prof. Macks Wendhell

Leia mais

A saúde do tamanho do Brasil

A saúde do tamanho do Brasil A saúde do tamanho do Brasil BREVE HISTÓRIA DE UMA LONGA CAMINHADA A saúde é um direito de todos e um dever do estado. Essa conquista social, incorporada à Constituição Federal de 1988 e construída a partir

Leia mais

A Política de Assistência Social Um novo desenho.

A Política de Assistência Social Um novo desenho. A Política de Assistência Social Um novo desenho. Profª. Eline Alcoforado Maranhão Sá Profª. Maria Aparecida Guimarães Skorupski Profª Regina Coeli Climaco Matos A Assistência Social como política de proteção

Leia mais

Técnico Administrativo - ANVISA

Técnico Administrativo - ANVISA Aula Demonstrativa Legislação Específica LOS 8080/90 Professora: Natale Souza 1 Olá Pessoal, O concurso da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, acaba de lançar o seu edital. A BANCA EXAMINADORA

Leia mais

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS Pacto de Gestão do SUS Pacto pela Vida Pacto em Defesa do SUS PACTO PELA SAÚDE Conjunto de reformas institucionais do SUS. Pacto entre União, Estados e Municípios. Objetivo - promover inovações nos processos

Leia mais

Lei n o de 28/12/1990

Lei n o de 28/12/1990 Lei n o 8.142 de 28/12/1990 Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e

Leia mais

Linhas gerais e desafios da Política Nacional da Atenção Básica. Setembro, 2012

Linhas gerais e desafios da Política Nacional da Atenção Básica. Setembro, 2012 Linhas gerais e desafios da Política Nacional da Atenção Básica Portaria 2488 Setembro, 2012 Política Nacional de Atenção Básica Portaria n. 2488, de 21 de outubro de 2011. AAtençãoBásica é oprimeiropontodeatençãoàsaúde

Leia mais

Lei Orgânica da Saúde 8.080/90 (artigos 1º ao 7º)

Lei Orgânica da Saúde 8.080/90 (artigos 1º ao 7º) Lei Orgânica da Saúde 8.080/90 (artigos 1º ao 7º) Saúde Pública Professor (a): Natale Souza 1 Aula 00 Lei 8.080/90 (parte I) Tópicos da Aula 1. LEI ORGÂNICA 8.080/90 e as suas particularidades nos concursos

Leia mais

AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS)

AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) Rio de Janeiro 2016 AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação

Leia mais

Saúde Pública para Ministério da Saúde

Saúde Pública para Ministério da Saúde Saúde Pública para Ministério da Saúde Direito Sanitário e Saúde Questão 201: CETRO Dent (Campinas)/Pref Campinas/Geral/2012 Os seguintes princípios devem ser observados na operacionalização das diretrizes

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO 1. Da Saúde 1.1. Conceito e relevância pública Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco

Leia mais

A ANVISA e o SUS: da Constituição de 1988 à sua regulamentação Prof.ª Natale Souza

A ANVISA e o SUS: da Constituição de 1988 à sua regulamentação Prof.ª Natale Souza A ANVISA e o SUS: da Constituição de 1988 à sua regulamentação Prof.ª Natale Souza No Brasil, a saúde é um direito social, inscrito na Constituição Federal de 1988, que também instituiu o Sistema Único

Leia mais

O MODELO DE SAÚDE CATALÃO Uma experiência de reforma Principais conceitos e instrumentos. CHC - Consorci Hospitalari de Catalunya Setembro 2011

O MODELO DE SAÚDE CATALÃO Uma experiência de reforma Principais conceitos e instrumentos. CHC - Consorci Hospitalari de Catalunya Setembro 2011 O MODELO DE SAÚDE CATALÃO Uma experiência de reforma Principais conceitos e instrumentos CHC - Consorci Hospitalari de Catalunya Setembro 2011 O SNS Espanhol Evolução 1975-2009 Da segmentação na coordenação

Leia mais

Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Política Nacional de Saúde do Trabalhador

Leia mais

Redes de Atenção à Saúde e o Cuidado às Pessoas com TEA no SUS

Redes de Atenção à Saúde e o Cuidado às Pessoas com TEA no SUS Redes de Atenção à Saúde e o Cuidado às Pessoas com TEA no SUS Viver Sem Limite - Marco Legal Nacional e Internacional Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência (NY, 2007) Decreto Presidencial

Leia mais

Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG

Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronotologia - SBGG Marco Polo Dias Freitas Presidente da SBGG-DF Doutor em Saúde Coletiva/Epidemiologia Mestre em Clínica Médica Membro do Comitê Assessor da Coordanação

Leia mais

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2017 1 Cartilha sobre Orçamento 1 - Entendendo o orçamento público A lei do orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a evidenciar a

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA X TECNICIDADE (PRATICA ASSISTENCIAL) ÉPOCA HIPOCRÁTICA: (Maria Cezira N. Martins)

HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA X TECNICIDADE (PRATICA ASSISTENCIAL) ÉPOCA HIPOCRÁTICA: (Maria Cezira N. Martins) José Erivalder Guimarães de Oliveira Médico do Trabalho Ergonomista Secretario de Formação e Relações Sindicais da Fenam Presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo 1996 a 2005 Médico Assessor do

Leia mais

Financiamento da Saúde. Fortaleza, 15 de maio de 2015.

Financiamento da Saúde. Fortaleza, 15 de maio de 2015. Financiamento da Saúde Fortaleza, 15 de maio de 2015. BASE LEGAL Constituição Federal Lei 8080 / 8142 Lei Complementar n. 141 (Regulamentação EC 29) EC 86 Linha do tempo do financiamento do SUS EC Nº 29

Leia mais

INTERVENÇÃO EM HOSPITAIS: ASPECTOS ADMINISTRATIVOS, LEGAIS, SOCIAIS E SEUS RESULTADOS

INTERVENÇÃO EM HOSPITAIS: ASPECTOS ADMINISTRATIVOS, LEGAIS, SOCIAIS E SEUS RESULTADOS Porto Alegre, dia 14 de Outubro de 2016, SENAC Porto Alegre 9º SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO NA SAÚDE INTERVENÇÃO EM HOSPITAIS: A INTERVENÇÃO ADMINISTRATIVA /JUDICIAL É NECESSÁRIA? ASPECTOS ADMINISTRATIVOS,

Leia mais

Sistema Único de Saúde. Profa Cristiana Tengan

Sistema Único de Saúde. Profa Cristiana Tengan Sistema Único de Saúde Profa Cristiana Tengan A saúde de uma população, nítida expressão das condições concretas de existência, é resultante, entre outras coisas, da forma como é estabelecida a relação

Leia mais

O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde

O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde Bases Legais do Controle Interno Controle interno na Administração Pública Brasileira previsto nos artigos 75/80 da Lei 4.320/64. O

Leia mais

Linha do Tempo Fatos marcantes na Construção das Políticas de Saúde no Brasil Prof.ª Natale Souza

Linha do Tempo Fatos marcantes na Construção das Políticas de Saúde no Brasil Prof.ª Natale Souza Linha do Tempo Fatos marcantes na Construção das Políticas de Saúde no Brasil Prof.ª Natale Souza Olá pessoal, vamos falar de história? Elenquei, em forma de LINHA DO TEMPO, os fatos marcantes e cobrados

Leia mais

Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Rio de Janeiro, dezembro de 2006 Política de indução das ações de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças, no âmbito do Setor de Saúde Suplementar, visando à integralidade da Atenção à Saúde. Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Leia mais

Prof. Dra. Michelly L Wiese Assistente Social

Prof. Dra. Michelly L Wiese Assistente Social Prof. Dra. Michelly L Wiese Assistente Social 1988: Constituição Federal do Brasil Carta Cidadã do Brasil. Art. 194 - A Seguridade Social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes

Leia mais

ASPECTOS JURÍDICOS DA FARMÁCIA CLÍNICA E DA PRESCRIÇÃO FARMACÊUTICA S Ã O P A U L O, 2 8 D E J U L H O D E

ASPECTOS JURÍDICOS DA FARMÁCIA CLÍNICA E DA PRESCRIÇÃO FARMACÊUTICA S Ã O P A U L O, 2 8 D E J U L H O D E ASPECTOS JURÍDICOS DA FARMÁCIA CLÍNICA E DA PRESCRIÇÃO FARMACÊUTICA S Ã O P A U L O, 2 8 D E J U L H O D E 2 0 1 6 FARMÁCIA CLÍNICA Definição da Sociedade Europeia de Farmácia Clínica: "uma especialidade

Leia mais

Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde. Desafios da Saúde Brasileira

Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde. Desafios da Saúde Brasileira Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde Desafios da Saúde Brasileira Patrícia Paula Dias de Sá Residente de Administração em Gestão Hospitalar Hospital Universitário - UFJF Objetivo Apresentar

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012.

LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012. LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012. Autores: Deputado Romoaldo Júnior e Deputado Sebastião Rezende Dispõe sobre a criação da Lei estadual de Atenção Integral à Saúde Mental e dá outras providências.

Leia mais

DECRETO FEDERAL REGULAMENTAÇÃO DA LEI DOU 29/6/2011

DECRETO FEDERAL REGULAMENTAÇÃO DA LEI DOU 29/6/2011 DECRETO FEDERAL REGULAMENTAÇÃO DA LEI 8080- DOU 29/6/2011 DECRETO No 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011 Regulamenta a Lei no 8.080, de 19 de setembro e 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único

Leia mais

DECRETO 7508/11 E O PROCESSO DE PACTUAÇÃO TRIPARTITE. CONGRESSO DO COSEMS - SÃO PAULO Marília - SP. Mar/12

DECRETO 7508/11 E O PROCESSO DE PACTUAÇÃO TRIPARTITE. CONGRESSO DO COSEMS - SÃO PAULO Marília - SP. Mar/12 DECRETO 7508/11 E O PROCESSO DE PACTUAÇÃO TRIPARTITE CONGRESSO DO COSEMS - SÃO PAULO Marília - SP Mar/12 FORTALECIMENTO DO SUS Lei 8080/90 - art. 8º - As ações e serviços de saúde, executados pelo SUS,

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 914/2017

DELIBERAÇÃO Nº 914/2017 DELIBERAÇÃO Nº 914/2017 Dispõe sobre a Assistência Técnica Farmacêutica nos Estabelecimentos Farmacêuticos Públicos O CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO PARANÁ CRF- PR, diante das atribuições legais

Leia mais

A importância da Lei Complementar 141/2012 na construção das defesas dos municípios

A importância da Lei Complementar 141/2012 na construção das defesas dos municípios A importância da Lei Complementar 141/2012 na construção das defesas dos municípios Constituição Federal 1988 Art. 196 - A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais

Leia mais

Antigamente... problema crônico de financiamento Elaboração da Emenda Constitucional nº 29 (EC 29) - alterou a Constituição Federal em 13 de setembro

Antigamente... problema crônico de financiamento Elaboração da Emenda Constitucional nº 29 (EC 29) - alterou a Constituição Federal em 13 de setembro FINANCIAMENTO Modelo descentralizado de gestão do SUS: a União é a responsável por distribuir a maior parte dos recursos financeiros para Estados, Municípios e Distrito Federal; Transferência fundo a fundo:

Leia mais

ASPECTOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DO CONTRATO ORGANIZATIVO DE AÇÃO PÚBLICA

ASPECTOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DO CONTRATO ORGANIZATIVO DE AÇÃO PÚBLICA MINISTÉRIO DA SAÚDE ASPECTOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DO CONTRATO ORGANIZATIVO DE AÇÃO PÚBLICA Brasília, 25 de agosto de 2011 22/06/2015 1 PRESSUPOSTOS DO CONTRATO ORGANIZATIVO DE AÇÃO PÚBLICA I PRESSUPOSTOS

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 2.311, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Altera a Portaria nº 2.866/GM/MS, de 2 de

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e PORTARIA No- 2.728, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) e dá outras providências. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições

Leia mais

Saúde, Sustentabilidade e Cidadania Francisco ROSEMIRO Guimarães Ximenes Neto

Saúde, Sustentabilidade e Cidadania Francisco ROSEMIRO Guimarães Ximenes Neto Saúde, Sustentabilidade e Cidadania Francisco ROSEMIRO Guimarães Ximenes Neto Enfermeiro Sanitarista Mestre em Saúde Pública Doutorando em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP Docente

Leia mais

Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia.

Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia. Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Constitucional III Prof. Dr. João Miguel da

Leia mais

Profª. Andréa Paula Enfermeira - Facebook -

Profª. Andréa Paula Enfermeira  - Facebook - DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE Profª. Andréa Paula Enfermeira E-mail - profandreaps@gmail.com Facebook - http://facebook.com/profandreaps CONCEITOS Para a Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais

Leia mais

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA - LEI 11.445/07 - ÁGUA 1 ESGOTO LIXO 2 CHUVA Lei nº 11.445/07, de 5/1/07 Água potável Esgoto sanitário Tratamento do lixo Drenagem da chuva 3 Lei 8.080/90 (promoção, proteção e recuperação da saúde) Art.

Leia mais

FINANCIAMENTO EM SAÚDE: A QUESTÃO DOS MEDICAMENTOS

FINANCIAMENTO EM SAÚDE: A QUESTÃO DOS MEDICAMENTOS IV Jornada de Economia da Saúde da Associação Brasileira de Economia da Saúde (ABRES) Salvador /BA 20 a 22 agosto de 2008 Profª Iola Gurgel Grupo de Pesquisa em Economia da Saúde Faculdade de Medicina

Leia mais

IV CONGRESSO MINEIRO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO

IV CONGRESSO MINEIRO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO IV CONGRESSO MINEIRO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO REGULAÇÃO NO SETOR DE SANEAMENTO: A BUSCA PELA EFICIÊNCIA E UNIVERSALIZAÇÃO Edilson Eduardo Werneck Machado Engenheiro Divisão de Engenharia

Leia mais

Preparatório para Residências Multiprofissionais

Preparatório para Residências Multiprofissionais Preparatório para Residências Multiprofissionais Aula 02: Constituição Federal de 1988 Professora: Natale Souza 1 AULA 02- CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 UM POUCO DA CONSTITUIÇÃO: Nesta aula exploraremos a

Leia mais

AFO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DIREITO FINANCEIRO. Professor: Roberto Chapiro

AFO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DIREITO FINANCEIRO. Professor: Roberto Chapiro AFO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DIREITO FINANCEIRO Professor: Roberto Chapiro Orçamento Público Conceito Lei de iniciativa do Chefe do Poder Executivo, aprovada pelo Poder Legislativo, que

Leia mais