SUMÁRIO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 9 APRESENTAÇÃO ABREVIATURAS... 19

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMÁRIO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 9 APRESENTAÇÃO ABREVIATURAS... 19"

Transcrição

1 SUMÁRIO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 9 APRESENTAÇÃO ABREVIATURAS CAPÍTULO I CONCEITOS FUNDAMENTAIS Introdução à Arquivologia Evolução da Comunicação e Suportes da Informação Arquivo Conceitos Finalidade e Função do Arquivo Arquivos Públicos Arquivos Privados Conceituação, Evolução e Relação com Outras Ciências Teoria das Três Idades Arquivo Corrente (1ª Idade ou Setorial) Atividades do Arquivo Corrente Arquivo Intermediário (2ª Idade ou Pré-Arquivo) Diplomática Outras Disciplinas Auxiliares CAPÍTULO II GESTÃO DE DOCUMENTOS Estudo da Gestão Conceito Objetivos

2 GEORGE MELO RODRIGUES Importância Organização e Administração de Arquivos Produção e Fluxo Documental Protocolo Atividades do Protocolo Também, os Itens e , do Cap. I) Quanto à Natureza dos Documentos Quanto à Abrangência/Extensão de sua Atuação Quanto Aos estágios de Evolução Quanto à Entidade Produtora Quanto ao Gênero Quanto à Espécie Quanto ao Tipo/Tipologia Documental Quanto à Natureza do Assunto Quanto ao Formato Quanto à Forma Quanto à Técnica de Registro Arquivo Permanente Atividades do Arquivo Permanente Teoria dos Fundos Regras: ISAD(G), ISAAR(CPF) e Nobrade Norma Internacional de Registro de Autoridade Instrumentos de Pesquisa Básicos Instrumentos Auxiliares de Pesquisa Produção, Utilização e Destinação de Documentos Produção Utilização Destinação de Documentos

3 SUMÁRIO CAPÍTULOS I E II Questões de Concursos com Gabarito Comentado Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado Gabarito Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado CAPÍTULO III AVALIAÇÃO E DESTINAÇÃO DE DOCUMENTOS Conceito, Importância, Objetivos e Finalidades da Avaliação e Seleção de Documentos Critérios de Avaliação Instrumentos de Destinação Tabela de Temporalidade Documental (TTD) Lista de Eliminação CAPÍTULO IV SISTEMAS E MÉTODOS DE ARQUIVAMENTO Sistemas: Direto, Indireto e Semi-Indireto Sistema Direto Sistema Indireto Sistema Semi-Indireto Métodos Básicos Método Alfabético ou Onomástico Recuperação do Documento Método Numérico Métodos Padronizados Método Automático Método Soundex

4 GEORGE MELO RODRIGUES Tipos de Arquivamento CAPÍTULOS III E IV Questões de Concursos com Gabarito Comentado Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado Gabarito Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado CAPÍTULO V TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO VI PRESERVAÇÃO, CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE DOCUMENTOS Conceito e Métodos de Preservação Conceito Métodos de Preservação Conceito e Métodos de Conservação Conceito Métodos de Conservação Conceito e Métodos de Restauração Conceito Métodos de Restauração Plano de Emergência CAPÍTULOS V E VI Questões de Concursos com Gabarito Comentado

5 SUMÁRIO 2. Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado Gabarito Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado CAPÍTULO VII LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA BRASILEIRA Arquivos Públicos e Privados e dá Outras Providências Decreto Nº 4.073, de 3 de Janeiro de 2002: Regulamenta a Lei Nº 8.159, de Públicos e Privados Decreto Nº 1.799, de 30 de Janeiro de 1996: Regulamenta a Lei N 5.433, de Dá Outras Providências Decreto Nº 7.845, de 14 de Novembro de (Regulamenta Procedimentos para Credenciamento de Segurança e Tratamento de Núcleo de Segurança e Credenciamento.) Decreto Nº 7.430, de 17 de Janeiro de 2011: Dispõe Sobre a Transferência do Arquivo Nacional e do Conselho Nacional de Arquivos-Conarq da Casa Civil da Presidência da República para o Ministério da Justiça Lei Nº 6.546, de 4 de Julho de 1978: Dispõe Sobre a Regulamentação das Decreto Nº de 12 de Dezembro de 2003: Dispõe Sobre o Sistema de Gestão de Documentos de Arquivo Siga, da Administração Pública Federal, e Dá Outras Providências Resolução Nº 10 (CONARQ), de 6 de Dezembro de 1999: Dispõe Sobre a Resolução Nº 24 (CONARQ), de 3 de Agosto de 2006: estabelece Diretrizes da República Federativa do Brasil de Lei Nº , de 18 de Novembro de (Regula o Acesso a Informações Previsto no Inciso Xxxiii do Art. 5º, no 17

6 GEORGE MELO RODRIGUES Inciso II do 3º do Art. 37 e no 2º do Art. 216 da Constituição Federal; Altera a Lei Nº 8.112, de 11 de Dezembro de 1990; Revoga a Lei Nº , de 5 de Maio de 2005, e Dispositivos da Lei Nº 8.159, de 8 de Janeiro de 1991; e Dá Outras Providências.) Decreto Nº de 16 de Maio de 2012: Regulamenta a Lei Nº , de 18 de Novembro de 2011, que Dispõe Sobre o Acesso a Informações Previsto no Inciso XXXIII do Caput do Art. 5º, no Inciso II do 3º do Art. 37 e no 2º do Art. 216 da Constituição Lei Nº , de 9 de Julho de 2012: Dispõe Sobre a Elaboração e o Arquivamento de Documentos em Meios Eletromagnéticos Resolução Nº 65 (CNJ), de 16 de Dezembro de 2008: Dispõe Sobre a Uniformização do Número dos Processos nos Órgãos do Poder Judiciário e Dá Outras Providências Recomendação Nº 37 (CNJ), de 15 de Agosto de 2011: Recomenda aos Tribunais a Observância das Normas de Funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário Proname e de seus Instrumentos CAPÍTULO VII Questões de Concursos com Gabarito Comentado Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado Gabarito Questões de Concursos Questões Elaboradas Pelo Autor Simulado BIBLIOGRAFIA

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 15 APRESENTAÇÃO... 17

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 15 APRESENTAÇÃO... 17 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 15 APRESENTAÇÃO... 17 ABREVIATURAS... 19 CAPÍTULO I CONCEITOS FUNDAMENTAIS... 21 1.1. Introdução à arquivologia... 21 1.1.1. Evolução da comunicação e suportes da informação...

Leia mais

LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA BRASILEIRA E CORRELATA CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ

LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA BRASILEIRA E CORRELATA CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA BRASILEIRA E CORRELATA CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ Janeiro de 2016 Conselho Nacional de Arquivos CONARQ Arquivo Nacional Praça da República, 173 Centro Rio de Janeiro RJ

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES TITULARES DE CARGO EFETIVO NO MUNICÍPIO DE CARAZINHO - PREVICARAZINHO EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO N 01/2012

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES TITULARES DE CARGO EFETIVO NO MUNICÍPIO DE CARAZINHO - PREVICARAZINHO EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO N 01/2012 ANEXO II PROGRAMAS E BIBLIOGRAFIAS SUGERIDAS 1. CARGO AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS I - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO E COMUNICAÇÃO: Identificar as ideias principais de um texto, parágrafo, poesia ou letra musical.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA E HISTÓRIA CONCURSO PÚBLICO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA E HISTÓRIA CONCURSO PÚBLICO CRONOGRAMA DAS PROVAS ARQUEOLOGIA PROVA DATA HORÁRIO Prova Escrita 26 de maio 14h Entrega da proposta de 26 de maio 14h Resultado da prova escrita e 27 de maio 14h sorteio de pontos Prova didática 28 de

Leia mais

COLÉGIO DE PROCURADORES DE CONTAS

COLÉGIO DE PROCURADORES DE CONTAS Resolução nº18/2016 MPC/PA Colégio Dispõe sobre os Órgãos Auxiliares do Ministério Público de Contas do Estado. O Colégio de Procuradores de Contas, órgão de administração superior do Ministério Público

Leia mais

PORTARIA N.º 002 / 2007

PORTARIA N.º 002 / 2007 PORTARIA N.º 002 / 2007 Portaria n. 002, de 14 de maio de 2007, da Vara Federal da Subseção Judiciária de Carazinho/RS: dispõe sobre o horário do setor de execução de mandados de sua Secretaria. OS EXCELENTÍSSIMOS

Leia mais

A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA)

A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA) A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA) I Encontro de Arquivos Contemporâneos ENTRE PARADIGMAS: DA CUSTÓDIA

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N o 2.189, DE 2007 Estabelece normas para a utilização de marca publicitária pelo Governo Federal e para seus investimentos em

Leia mais

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01 Sumário Capítulo 1 Disposições Gerais... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Objetivo da obra... 6 1.3. Apresentando a LRF... 6 1.4. Origem da LRF... 7 1.5. Previsão constitucional para implementação da LRF...

Leia mais

CURSO BÁSICO DE MEDIAÇÃO PARA MAGISTRADOS APOSENTADOS 15 a 19 de agosto de 2016

CURSO BÁSICO DE MEDIAÇÃO PARA MAGISTRADOS APOSENTADOS 15 a 19 de agosto de 2016 CURSO BÁSICO DE MEDIAÇÃO PARA MAGISTRADOS APOSENTADOS 15 a 19 de agosto de 2016 Local: Auditório da AMB (SCN Qd. 02 Bl. D Torre B Sala 1302, Centro Empresarial Liberty Mall, Brasília/DF) Instrutores: Eutália

Leia mais

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários Victor Bassetti Martinho 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP Curriculum vitae 2 Victor Bassetti Martinho Engenheiro Ambiental graduado

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA 1 Domínio da Ortografia Oficial. Emprego das Letras. Emprego da Acentuação Gráfica. 2 Estrutura, Formação e Representação das Palavras. 3 Emprego das Classes de Palavras. 4 Relações de coordenação e de

Leia mais

INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE

INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE (2013-2014) 1 Maputo, October, 2014 CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA

Leia mais

Edital Verticalizado Concurso INSS

Edital Verticalizado Concurso INSS Edital Verticalizado Concurso INSS Baseado no último concurso O Focus Concursos Online oferece aos que desejam se preparar, um curso teórico com todas as disciplinas. Assista às aulas e fique totalmente

Leia mais

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO da Vaga Nº da 2003 Curso(s): Administração Auxiliar na preparação de documentos administrativos; Auxiliar na elaboração de relatórios em geral, relativos a informações não protegidas por sigilo fiscal;

Leia mais

MANUALIZAÇÃO Elaboração e Uso de Manuais

MANUALIZAÇÃO Elaboração e Uso de Manuais MANUALIZAÇÃO Elaboração e Uso de Manuais Prof. Daciane de O.Silva OSM- Luiz Carlos D Ascenção -Disponível na pasta da xerox 1 Conceito Manual é o conjunto, ou a coleção sistemática de normas, diretrizes,

Leia mais

INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM

INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM Faro/Portugal 5 Out. de 2013 Imagem disponível

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Fundamental: (Direito, Política e Economia) Ciência Política 02 0 02 40 Economia e Negócios 04 0 04 80 Fundamentos do Direito Civil 04 0 04

Leia mais

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX DISPÕE SOBRE O PLANO MUNICIPAL DE APOIO E INCENTIVO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO MUNICÍPIO DE ARACRUZ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico - SEMADE Presidência da República Casa

Leia mais

Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos Permanentes (DGCON/ SEGAP)

Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos Permanentes (DGCON/ SEGAP) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório da Pesquisa de Validação das Instituições Geradoras de Arquivo como Fundos Documentais Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N.º 001/2014

RECOMENDAÇÃO N.º 001/2014 RECOMENDAÇÃO N.º 001/2014 Assunto: Compra de ingressos/camarotes/pacotes de hospitalidade ou outros espaços que lhe façam às vezes para as partidas da Copa do Mundo FIFA 2014. Considerando ser atribuição

Leia mais

UNIDADE CENTRAL DE CONTROLE INTERNO - UCI AV. JOSÉ HUMÁRCIO CARLOS FERREIRA, S/N.º, CENTRO CAPÍTULO I

UNIDADE CENTRAL DE CONTROLE INTERNO - UCI AV. JOSÉ HUMÁRCIO CARLOS FERREIRA, S/N.º, CENTRO CAPÍTULO I UNIDADE CENTRAL DE CONTROLE INTERNO - UCI AV. JOSÉ HUMÁRCIO CARLOS FERREIRA, S/N.º, CENTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/2013 - UCI "Dispõe sobre o Manual de Normas e Procedimentos (MNP), uniformiza, disciplina

Leia mais

*PORTARIA N.º 1.883/2013-TJ, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

*PORTARIA N.º 1.883/2013-TJ, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 *PORTARIA N.º 1.883/2013-TJ, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Dispõe sobre a emissão da carteira de identidade funcional dos magistrados e servidores e regulamenta a utilização dos crachás de credenciamento de

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir

Leia mais

CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL. Processo Eletrônico

CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL. Processo Eletrônico CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL Processo Eletrônico Lúcio Melre da Silva STI - CJF Justiça Federal Brasileira Processos em Tramitação na Justiça Federal Período: 2002 a setembro de 2007 Ano TRFs (1) SJs (1)

Leia mais

NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA

NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA INQUÉRITO CIVIL N. 27/2014/SIMP 000277-002/2014 NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA Nº 12/2014 NOTIFICADO: VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE CUIABÁ (SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE) DESTINATÁRIO: ILUSTRÍSSIMO SECRETARIO MUNICIPAL

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Ensino Técnico ETEC: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ-SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio em

Leia mais

RELATÓRIO DA OUVIDORIA REGIONAL ELEITORAL DO ESPÍRITO SANTO ORE PERÍODO JANEIRO A MARÇO DE 2013 VITÓRIA ES

RELATÓRIO DA OUVIDORIA REGIONAL ELEITORAL DO ESPÍRITO SANTO ORE PERÍODO JANEIRO A MARÇO DE 2013 VITÓRIA ES RELATÓRIO DA OUVIDORIA REGIONAL ELEITORAL DO ESPÍRITO SANTO ORE PERÍODO JANEIRO A MARÇO DE 2013 VITÓRIA ES 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 03 2. OBJETIVO 04 3. ATENDIMENTOS DA OUVIDORIA JANEIRO A MARÇO DE 2013 04

Leia mais

2. ATOS DO DIRETOR-GERAL

2. ATOS DO DIRETOR-GERAL 2.1. INSTRUÇÃO NORMATIVA 2. ATOS DO DIRETOR-GERAL INSTRUÇÃO NORMATIVA DE 7 DE MARÇO DE 2010 O DIRETOR-GERAL DA SECRETARIA DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 98, DE 4 DE MAIO DE 2016.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 98, DE 4 DE MAIO DE 2016. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 98, DE 4 DE MAIO DE 2016. Institui o Sistema Eletrônico de Informações no âmbito da Agência Nacional de Aviação. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL - ANAC, no exercício

Leia mais

LEI Nº 317 DE 31 DE DEZEMBRO DE O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA, faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 317 DE 31 DE DEZEMBRO DE O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA, faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 317 DE 31 DE DEZEMBRO DE 2001 Dispõe sobre a criação da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA, faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

PORTARIA No- 268, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016

PORTARIA No- 268, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016 PORTARIA No- 268, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016 Regulamenta a aplicação das emendas parlamentares que adicionarem recursos à Rede SUS no exercício de 2016, para aplicação no incremento do Teto de Média e

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial nº4.271 O Governador do Estado do Tocantins Cria cargos de Defensor Público do Estado e Reestrutura os Cargos de Provimento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Sr. Paulo Bornhausen) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Sr. Paulo Bornhausen) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Paulo Bornhausen) Dispõe sobre o exercício da profissão de supervisor de segurança portuária. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º A profissão de supervisor de segurança

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 621/CIF.SEGPES.GDGSET.GP, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 621/CIF.SEGPES.GDGSET.GP, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA Fixa o quantitativo de vagas de estágio no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho. ATO Nº 621/CIF.SEGPES.GDGSET.GP, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011 O PRESIDENTE DO

Leia mais

ATIVIDADES PARCIAIS I 16 A 27 DE MARÇO/2015. Manhã Atividade Parcial I Literatura 8,0 4,8. Manhã Atividade Parcial I Química 8,0 4,8

ATIVIDADES PARCIAIS I 16 A 27 DE MARÇO/2015. Manhã Atividade Parcial I Literatura 8,0 4,8. Manhã Atividade Parcial I Química 8,0 4,8 Prezado(a) aluno(a), Você está recebendo o Calendário de Provas da 1ª Etapa. Este instrumento será um guia para VOCÊ e sua família acompanharem seu desempenho escolar. ESTUDO, DISCIPLINA E ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI

Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI DA BUROCRACIA TRADICIONAL PARA BUROCRACIA ELETRÔNICA, ou e-burocracia Identificação e Autenticação

Leia mais

O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as

O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 63-COU/UNICENTRO, DE 29 DE MAIO DE 2009. Altera o art. 2º e anexo da Resolução nº 037- COU/UNICENTRO, de 28 de dezembro de 2006, e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

Coordenadoria de Acórdãos e Resoluções

Coordenadoria de Acórdãos e Resoluções Página 139 nº 23.326/2010 - que dispõe sobre as diretrizes para a tramitação de documentos e processos sigilosos no âmbito da Justiça Eleitoral -, vieram-me os autos conclusos. Observo que os documentos

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA ESTRATÉGIA DE NEGOCIAÇÃO

PROGRAMA DE DISCIPLINA ESTRATÉGIA DE NEGOCIAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CÂMPUS DE ARAGUAÍNA CURSO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Avenida Paraguai esq. com a rua Uxiramas, S/N, Setor CIMBA 77.824-838 Araguaína/TO (63)

Leia mais

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3 Parte I Gestão 1 CAPÍTULO 1 Gestão rural no século XXI 3 Estrutura do estabelecimento agropecuário 4 Novas tecnologias 7 A era da informação 8 Controle de ativos 9 Recursos humanos 10 Produção para atender

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1º TERMO Aulas Teóricas Práticas Total Comunicação e Expressão 40-40 Cálculo Diferencial e Integral I 80-80 Fundamentos da Administração 40-40 Introdução

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20, DE 05 DE MARÇO DE 2004.

RESOLUÇÃO Nº 20, DE 05 DE MARÇO DE 2004. MINISTÉRIO DA JUSTIÇA COMISSÃO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NOS PORTOS, TERMINAIS E VIAS NAVEGÁVEIS - CONPORTOS RESOLUÇÃO Nº 20, DE 05 DE MARÇO DE 2004. Dispõe sobre a regulamentação para a realização

Leia mais

Orientações gerais para preenchimento da Listagem de Eliminação de Documentos do Exército:

Orientações gerais para preenchimento da Listagem de Eliminação de Documentos do Exército: Orientações gerais para preenchimento da Listagem de Eliminação de Documentos do Exército: 010.3 Audiências. Despachos. Reuniões. 2001-2003 20 Cx 3,0 012.2 Divulgação interna 2001-2003 10 Cx 1,5 021.2

Leia mais

DECRETO Nº , DE 18 DE JULHO DE 2001.

DECRETO Nº , DE 18 DE JULHO DE 2001. DECRETO Nº. 3.872, DE 18 DE JULHO DE 2001. Dispõe sobre o Comitê Gestor da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - CG ICP-Brasil, sua Secretaria-Executiva, sua Comissão Técnica Executiva e dá outras

Leia mais

Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013

Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013 Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013 Ementa: Institui o título de especialista profissional farmacêutico, sem caráter acadêmico, dispondo sobre os procedimentos e critérios necessários para a sua

Leia mais

Política de Controles Internos

Política de Controles Internos Política de Controles Internos Introdução Esta política tem por objetivo estabelecer regras, procedimentos e descrição dos controles internos a serem observados para o fortalecimento e funcionamento dos

Leia mais

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo Objeto de avaliação Conhecimentos e Capacidades Específicos Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo 2016-2017 Itens/Parâmetros Compreensão histórica (Temporalidade Espacialidade

Leia mais

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Plano de Ensino Disciplina: Direito Civil IV Curso:Direito Código: Série: 4 Obrigatória (x) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 136 I - Objetivos Gerais:- Estimular a aprendizagem de forma crítica

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação

Leia mais

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013 Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático Língua Portuguesa 2012/2013 ATITUDES Formação para a cidadania. Apresentação dos materiais necessários, cumprimento de tarefas propostas, assiduidade,

Leia mais

RESOLUÇÕES. 940 de 30 de junho de 2003, do Tribunal Superior do Trabalho TST Carga dos processos. (Ementa não oficial)

RESOLUÇÕES. 940 de 30 de junho de 2003, do Tribunal Superior do Trabalho TST Carga dos processos. (Ementa não oficial) RESOLUÇÕES 22 de 19 de maio de 1989, do Senado Federal SF Estabelece alíquotas do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual

Leia mais

Ministério da Integração Nacional

Ministério da Integração Nacional Protocolo Conjunto para Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres Portaria Interministerial Nº 02 de 06 de Dezembro de 2012

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos FUPAC Unidade de Barão de Cocais MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Fundação Presidente Antônio Carlos FUPAC Unidade de Barão de Cocais MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2012 1º PERÍODO Pré Geometria Analítica e Cálculo Vetorial 4 Introdução ao Cálculo 4 Introdução à Engenharia de Produção Introdução à Programação para Engenharia

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG Nº

PORTARIA TRT 18ª GP/DG Nº PORTARIA TRT 18ª GP/DG Nº 50, de 18.3.09 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Considerando a necessidade de atualização

Leia mais

FLUXOGRAMAS. Rotinas do Manual de Promotorias (Atividade Fim)

FLUXOGRAMAS. Rotinas do Manual de Promotorias (Atividade Fim) FLUXOGRAMAS Rotinas do Manual de Promotorias (Atividade Fim) FICHA TÉCNICA Airton Pedro Marin Filho PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA Osvaldo Luiz de Araújo SUBPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA Vera Lúcia Pacheco

Leia mais

Questão Resposta Argumentação

Questão Resposta Argumentação Questão Resposta Argumentação A questão refere-se à Resolução nº 10, de 6 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a adoção de símbolos ISO nas sinaléticas utilizados nos procedimentos de microfilmagem, a

Leia mais

EDITAL N. 03/2009 I DAS VAGAS DE ESTÁGIO:

EDITAL N. 03/2009 I DAS VAGAS DE ESTÁGIO: EDITAL N. 03/2009 PROVA DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO ESCRITÓRIO MODELO - DOM PAULO EVARISTO ARNS A Coordenadoria Geral de Estágios, através de sua Coordenadora Prof ª. Dra.

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA

PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA CERTIFICAÇÃO DE TÉCNICOS DA ÁREA CONTÁBIL DAS EFPC PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA Versão 31/05/2012 1 I. Administração Geral 1 Governança e Gestão das Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 53850.003281/2013-31 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

Indicadores de Desempenho de Gestão: Ação do PAINT nº 02

Indicadores de Desempenho de Gestão: Ação do PAINT nº 02 Indicadores de Desempenho de Gestão: Ação do PAINT nº 02 Relatório nº 06/2016 Secretaria de Portos da Presidência da República 1 RELATÓRIO DE AUDITORIA N 06/2016 Referência: Ação n 02 do PAINT 2016 N páginas:

Leia mais

RECOMENDAÇÕES SOBRE COMUNICAÇÃO ENTRE NÚCLEOS DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS E POSTOS AVANÇADOS DE ATENDIMENTO HUMANIZADO AO MIGRANTE

RECOMENDAÇÕES SOBRE COMUNICAÇÃO ENTRE NÚCLEOS DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS E POSTOS AVANÇADOS DE ATENDIMENTO HUMANIZADO AO MIGRANTE RECOMENDAÇÕES SOBRE COMUNICAÇÃO ENTRE NÚCLEOS DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS E POSTOS AVANÇADOS DE ATENDIMENTO HUMANIZADO AO MIGRANTE Dispõe sobre a comunicação entre Núcleos de Enfrentamento ao

Leia mais

Art. 1º Definir e regulamentar os procedimentos para a expedição e registro de diplomas e certificados dos cursos do IFNMG.

Art. 1º Definir e regulamentar os procedimentos para a expedição e registro de diplomas e certificados dos cursos do IFNMG. REGULAMENTAÇÃO PARA EXPEDIÇÃO E REGISTRO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DOS CURSOS DO IFNMG Anexo da Resolução CEPE Nº 06/2014, 09 de setembro de 2014 - Reestruturação do Regulamento para Expedição e Registro

Leia mais

CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO

CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO Março 2011 I - IDENTIFICAÇÃO Nome - RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO Estado civil - Casado Naturalidade - Luanda Nacionalidade - Angolana Data de nascimento - 21 de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, de (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

PROJETO DE LEI N.º, de (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) PROJETO DE LEI N.º, de 2011. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de Varas do Trabalho na jurisdição do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região e dá outras providências. O Congresso

Leia mais

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de 2011 Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhes

Leia mais

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas:

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas: Curso: DIREITO Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO (Matutino) quinta-feira 10:10 a 12:40 hs Ementa Direito Material e Direito Processual: conceito, natureza, posição enciclopédica, divisão. Fontes do

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1324/2015 A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO D E C R E T A :

PROJETO DE LEI Nº 1324/2015 A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO D E C R E T A : Autor(es): VEREADOR EDSON ZANATA PROJETO DE LEI Nº 1324/2015 EMENTA: DISPÕE SOBRE A PRESERVAÇÃO, CADASTRAMENTO, MONITORAMENTO E RECUPERAÇÃO DAS NASCENTES EXISTENTES NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO E DÁ

Leia mais

Texto compilado Institui o Comitê Gestor e o Grupo Executivo do Programa Mais Médicos e dá outras providências.

Texto compilado Institui o Comitê Gestor e o Grupo Executivo do Programa Mais Médicos e dá outras providências. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.040, DE 8 DE JULHO DE 2013 Texto compilado Institui o Comitê Gestor e o Grupo Executivo do Programa Mais Médicos e dá

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.415, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1568 *Revogada pela Lei nº 2.735, de 4/07/2013. Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Estadual, e adota outras

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Autonomia e controle no setor público Controlar é qualquer ação tomada pela administração pública com o objetivo de atingir metas preestabelecidas. A administração

Leia mais

RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011

RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011 RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011 Revogada pela RMPC 2/11 O Procurador-Geral do Ministério Público de Contas, com fundamento direto nos artigos 32 e 119 da Lei Complementar nº 102, de 17 de

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA

CONTROLE DE CONTEÚDO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA CONTROLE DE CONTEÚDO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA REGIMENTO INTERNO 1 Organização e composição do TRF 1ª Região: órgãos jurisdicionais, Corregedoria-Regional,

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

Legislação de Trânsito

Legislação de Trânsito Legislação de Trânsito Regulamentação do Candidato ou Condutor Estrangeiro Professor Leandro Macedo www.acasadoconcurseiro.com.br Legislação de Trânsito RESOLUÇÕES DO CONTRAN - RESOLUÇÃO nº 193/06 REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO (Currículo iniciado em 2009) ADMINISTRAÇÃO DE COMÉRCIO EXTERIOR (1432) - 68 h/a Práticas do Comércio Internacional. Características e processamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015

RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015 RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015 Institui linha de crédito denominada PROGER Urbano Micro e Pequena Empresa Capital de Giro, no âmbito do Programa de Geração

Leia mais

Aspectos Jurídicos do Arquivamento Eletrônico de Documentos. José Henrique Barbosa Moreira Lima Neto

Aspectos Jurídicos do Arquivamento Eletrônico de Documentos. José Henrique Barbosa Moreira Lima Neto Aspectos Jurídicos do Arquivamento Eletrônico de Documentos José Henrique Barbosa Moreira Lima Neto Lei 8.159/91 Art. 2º Consideram-se arquivos, para os fins desta lei, os conjuntos de documentos produzidos

Leia mais

RESOLUÇÃO N Parágrafo 2º São de responsabilidade da diretoria da instituição:

RESOLUÇÃO N Parágrafo 2º São de responsabilidade da diretoria da instituição: RESOLUÇÃO N 2554 Dispõe sobre a implantação e implemenação de sistema de controles internos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna público que o CONSELHO MONETÁRIO

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Médio

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Médio PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Médio Código: 262 ETEC ANHANGUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Planejamento Empresarial e Empreendedorismo Série: 1º Eixo Tecnológico:

Leia mais

Levantamento da Produção Documental do MPPR

Levantamento da Produção Documental do MPPR Levantamento da Produção Documental do MPPR Atividade-meio Curitiba/PR, Julho de 2014 2/3 CONCEITO:ESPÉCIE DOCUMENTAL Entende-se como a configuração que assume um documento de acordo com a disposição e

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 67 Planejamento Estratégico Elaborado por: Carla Winalmoller

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC: PAULINO BOTELHO EXTENSÃO ARLINDO BITTENCOURT Código: 092-2 Município: SÃO CARLOS Eixo tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.282, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.282, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.282, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 Estabelece as diretrizes que devem ser observadas na regulamentação, na vigilância e na supervisão das instituições de pagamento e dos arranjos de pagamento

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal MEDIDA CAUTELAR NA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 5.341 ACRE RELATOR REQTE.(S) INTDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. EDSON FACHIN :PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA :ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ACRE :SEM

Leia mais

Cadastro Nacional dos Integrantes do SIGA Manual de Preenchimento

Cadastro Nacional dos Integrantes do SIGA Manual de Preenchimento 1 Ministério da Justiça Arquivo Nacional Cadastro Nacional dos Integrantes do SIGA Manual de Preenchimento Dá instruções, campo por campo, sobre o preenchimento do formulário digital acessível pelo sítio

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016)

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA CURSO PROFESSOR CÓDIGO DA DISCIPLINA Normalização

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO Teoria Geral do Processo SEMESTRE/ANO 1º/2013

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO Teoria Geral do Processo SEMESTRE/ANO 1º/2013 DADOS PLANO DE ENSINO INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes DISCIPLINA Direito Processual Civil I PRÉ-REQUISITO Teoria

Leia mais

O QUE É O FRBL meio ambiente consumidor, economia popular, bens e direitos de valor artístico, histórico, estético, turístico e paisagístico,

O QUE É O FRBL meio ambiente consumidor, economia popular, bens e direitos de valor artístico, histórico, estético, turístico e paisagístico, O QUE É O FRBL O Fundo para Reconstituição de Bens Lesados é um fundo estadual gerido pelo MPSC e destinado à reparação dos danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, à economia popular, a bens e

Leia mais

A história da criação da lei /2010

A história da criação da lei /2010 1 Seminário de Capacitação do CAU/SP: O CAU que queremos A história da criação da lei 12.378/2010 São Paulo - Junho de 2012 Projeto de Lei n 347/2003 (Senador José Sarney) Tramitação a partir de 19.8.2003

Leia mais

Edição nº 174/2015 Brasília - DF, terça-feira, 29 de setembro de Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015.

Edição nº 174/2015 Brasília - DF, terça-feira, 29 de setembro de Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015. Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015. Designação da Juíza Soníria Rocha Campos D?Assunção, para exercer a Coordenação do Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais,

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 13 DE OUTUBRO DE 2005

CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 13 DE OUTUBRO DE 2005 CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 13 DE OUTUBRO DE 2005 O CONSELHO SUPERIOR DA ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO, no uso das competências que lhe conferem os arts. 7º, inciso II, 24 e 25 da Lei Complementar

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC T 16 NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NBC T 16.5 REGISTRO CONTÁBIL

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC T 16 NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NBC T 16.5 REGISTRO CONTÁBIL NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC T 16 NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NBC T 16.5 REGISTRO CONTÁBIL Conteúdo Item DISPOSIÇÕES GERAIS 1 FORMALIDADES DA ESCRITURAÇÃO

Leia mais

ALTERAÇÃO AO PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO SUL-NASCENTE DA CIDADE DE SINES TERMOS DE REFERÊNCIA

ALTERAÇÃO AO PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO SUL-NASCENTE DA CIDADE DE SINES TERMOS DE REFERÊNCIA PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO SUL-NASCENTE DA CIDADE DE SINES ALTERAÇÃO FEVEREIRO DE 2016 Assunto: Alteração ao Plano de Pormenor da Zona de Expansão Sul-Nascente da Cidade de Sines Proposta de

Leia mais

ÍNDICE DE TERMOS. Guia Guia de remessa

ÍNDICE DE TERMOS. Guia Guia de remessa ÍNDICE DE TERMOS Acervo documental Acesso à informação Arquivo Arquivo Central Arquivo Corrente Arquivo definitivo Arquivo geral Arquivo histórico Arquivo intermédio Arquivo público Auto de eliminação

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 Sumário Introdução, 1 1 Como tomar o estudo e a aprendizagem mais eficazes, 5 1 Eficácia nos estudos, 5 2 Anotação, 8 2.1 Anotações corridas, 9 2.2 Anotações esquemáticas, 10 2.3 Anotações resumidas, 12

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED RESOLUÇÃO N.º 1.434/2016 GS/SEED Dispõe sobre a pontuação dos eventos de formação e/ou qualificação profissional e produção do professor da Rede Estadual de Educação Básica do Estado do Paraná. O Secretário

Leia mais