MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS"

Transcrição

1 MOLUSCOS ANELÍDEOS

2 MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS o Animais de corpo mole, geralmente protegidos por concha calcária ou valva. o Podem ser: univalves ou gastrópodes, bivalves e cefalópodes. o Constituem cerca de 150 mil espécies. o Vivem na água doce (caramujos), na água salgada (lula, polvo e maioria dos mariscos) e na terra (caracol). o Animais de vida livre. o Alguns são hermafroditas, mas existem também os que apresentam sexos separados (polvos e lulas).

3 DIVISÃO DO CORPO EM MOLUSCOS (CARACOL) Cabeça: boca, olhos e dois pares de tentáculos (tato e cheiro); Massa visceral: envolvida pela concha, é formada pelos órgãos da digestão, circulação, excreção, respiração e reprodução. A massa visceral é recoberta por uma fina epiderme chamada manto, onde glândulas fabricam a concha calcária; Pé: bem desenvolvido, permitem a locomoção e cavar a areia para se proteger. pequenoscientistassanjoanenses.wordpress.com

4 CLASSIFICAÇÃO DOS MOLUSCOS Univalves ou Gastrópodes: são os moluscos com uma valva constituindo a concha, geralmente enrolada em espiral (exceção das lesmas que não têm concha); pé diretamente ligada à massa visceral; cabeça desenvolvida com tentáculos e olhos; vivem no mar, em rios ou em terra. Seus representantes são caracóis, caramujos e lesmas. projetocaramujoafricano.blogspot.com

5 CLASSIFICAÇÃO DOS MOLUSCOS Bivalves: são os moluscos com duas valvas na concha, pé em forma de machado, cabeça muito reduzida, não possui tentáculos nem olhos. Seus representantes principais são as ostras e os mexilhões. Curiosidade: a formação da pérola é um mecanismo de defesa. Para evitar a reprodução de um organismo estranho, o manto produz secreções que envolvem o corpo estranho, solidificando-o. A formação de uma pérola ocorre em mais ou menos três anos.

6 CLASSIFICAÇÃO DOS MOLUSCOS Cefalópodes: São os moluscos sem concha, com pés (tentáculos) ligados a cabeça, que servem para se deslocar e, no caso do polvo, possuem olhos grandes capazes de distinguir as cores; fabricam tinta escura para defesa; estão entre os maiores invertebrados conhecidos.

7 ANELÍDEOS CARACTERÍSTICAS GERAIS No grupo dos anelídeos estão incluídos os vermes cujo corpo é geralmente segmentado, dividido em anéis. Constituem cerca de 15 mil espécies. Vivem no solo úmido, na água doce e salgada. Podem ser parasitas ou de vida livre. Alguns são hermafroditas, mas existem também os que apresentam sexos separados. O mais conhecido invertebrado deste grupo é a minhoca.

8 ANELÍDEOS

9 CLASSIFICAÇÃO DOS ANELÍDEOS Os anelídeos apresentam formas variadas, de acordo com a presença de cerdas de seu corpo, foram divididos em três grupos: OLIGOQUETOS POLIQUETOS HIRUDÍNEOS

10 CLASSIFICAÇÃO DOS ANELÍDEOS 1) Oligoquetas: são os anelídeos com poucas cerdas. As minhocas pertencem a este grupo. O corpo das minhocas é cilíndrico, alongado e dividido em anéis. No primeiro anel encontra-se a boca e no último o ânus. existe uma região denominada clitelo. O clitelo tem importante função na reprodução. Nas extremidades anterior e posterior do corpo existem células sensitivas que permitem às minhocas distinguir o claro e o escuro. Na superfície do corpo existem cerdas - pequenos filamentos que ajudam a locomoção. As minhocas respiram pela pele, que deve permanecer úmida para facilitar as trocas gasosas.

11 CLASSIFICAÇÃO DOS ANELÍDEOS 2) Poliquetas: estes anelídeos têm muitas cerdas, vivem geralmente no mar. Obs. Alguns poliquetas são fixos e secretam um tubo de calcário onde se escondem dos predadores e produzem "penachos'' com brânquias que rodeiam a boca, retirando o oxigênio da água e capturando microrganismos dos quais se alimentam. Outros são móveis, atuam como predadores e possuem cabeça bem diferenciada, com olhos e tentáculos.

12 CLASSIFICAÇÃO DOS ANELÍDEOS 3) Hirudíneos/ aquetos: Não possuem cerdas e apresentam ventosas, que ajudam na fixação e na locomoção. Nesse grupo, está a sanguessuga. Ela é hermafrodita e vive em solo úmido e pantanoso ou em água doce. Existem também algumas espécies marinhas. A sanguessuga chupa o sangue de outros animais pelas ventosas, mas também pode se alimentar de minhocas e de restos de animais. É de pequeno porte, o seu comprimento varia de 1 a 20 centímetros.

Corpo Esses animais têm um corpo mole e não segmentado, muitas vezes dividido em cabeça (com os órgãos dos sentidos), um pé muscular e um manto que protege uma parte do corpo e que muitas vezes secreta

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 06 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Os milagres sempre acontecem na vida de cada um e na vida de

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Invertebrados bentônicos como bioindicadores

Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Invertebrados bentônicos como bioindicadores Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Invertebrados bentônicos como bioindicadores Bioindicadores de sistemas bênticos A escolha do bioindicador requer um conhecimento prévio da biologia do organismo ou

Leia mais

ROTEIRO ENTREGUE NA AULA PRÁTICA

ROTEIRO ENTREGUE NA AULA PRÁTICA ROTEIRO ENTREGUE NA AULA PRÁTICA 1 - FILO MOLLUSCA CLASSE GASTROPODA CONCHA A concha típica dos gastrópodes é uma espiral cônica assimétrica, composta de voltas tubulares e contendo a massa visceral do

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 AULA: 18.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III 2 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Reino Animal 3 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Apesar da grande diversidade, quase todos os animais

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano CAPÍTULO 9. OS PEIXES (págs. 156/157) 1. Os peixes são classificados de acordo com a formação de seu esqueleto.

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Seres Invertebrados adsense1 Desde os protozoários, unicelulares e microscópicos, até os grandes polvos e lulas, que atingem vários metros de comprimento, os invertebrados formam uma ampla variedade de

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Biologia Reino Animal Moluscos Variam muito de tamanho, desde caracóis de 1 mm até lulas gigantes de 18 m. Os moluscos sofreram uma

Leia mais

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II PARTE II Unidade D Capítulo 12 Moluscos e anelídeos Seções: 121 Filo Mollusca () 122 Filo Annelida (anelídeos) Antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas principais do capítulo e marque um

Leia mais

1.1 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS FORMA E REVESTIMENTO

1.1 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS FORMA E REVESTIMENTO 1.1 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS FORMA E REVESTIMENTO Como é a forma do corpo dos animais? A forma do corpo dos animais está relacionada com o ambiente em que vivem e com o seu modo de vida. Podem ser: Fusiforme

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e filtradores. - Digestão intracelular. - Sustentação: Espículas

Leia mais

www.interaulaclube.com.br

www.interaulaclube.com.br A UU L AL A O mar Observe atentamente a figura abaixo. Uma olhada mais despreocupada para o desenho pode dar a impressão de que estamos diante de uma região desértica na superfície da Terra. Mas, prestando

Leia mais

FILO ARTHROPODA - INTRODUÇÃO

FILO ARTHROPODA - INTRODUÇÃO Entomologia Entomologia veterinária: é o estudo de insetos de importância veterinária, num sentido mais amplo que engloba inclusive os aracnídeos (carrapatos e ácaros). Filo Arthropoda O filo arthropoda

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ Representantes

Leia mais

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS 1. Adivinhe quem sou eu: a) Meu corpo é mole e sem segmento, além de ser dividido em cabeça, pé e massa

Leia mais

Data: /10/14 Bimestr e:

Data: /10/14 Bimestr e: Data: /10/14 Bimestr e: 3 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: 2,0 Objetivo: Instruções Lista de Recuperação Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: 1.Quais são as características dos artrópodes?

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ http://comdek888.wordpress.com/2010/05/19

Leia mais

Aulas de Ciências de 10 a 12. Características dos invertebrados

Aulas de Ciências de 10 a 12. Características dos invertebrados Aulas de Ciências de 10 a 12 Características dos invertebrados Os animais são organismos eucariontes e pluricelulares. Eles podem ser classificados em vertebrados e invertebrados, de acordo com a presença

Leia mais

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella Filo MOLLUSCA Prof(a) Karla Mirella MOLUSCOS Representantes: Lulas, Polvos, lesmas, caracóis, mariscos, ostras, mexilhões, sépias, náutilos, quíton... Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino

Leia mais

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas Os Platelmintos Caracteristicas exclusivas 1) Apresentam o corpo achatado. 2) Apresentam uma cabeça com um par de ocelos, que são órgãos sensíveis a luz. A função do ocelo é detectar quando o ambiente

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS ANIMAIS

CLASSIFICAÇÃO DOS ANIMAIS Autora: Suzana Ursi CLASSIFICAÇÃO DOS ANIMAIS Contexto: Dentro do currículo tradicional da 6 a série (3 o ciclo do Ensino Fundamental) são apresentados alguns grupos animais (poríferos, cnidários, platielmintos,

Leia mais

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais.

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais. Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3º Disciplina: Ciências da Natureza/ Biologia Data da prova: 01) A digestão dos Poríferos (esponjas) é intracelular e realizada por células

Leia mais

UNIDADE IV Filo Porifera

UNIDADE IV Filo Porifera CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CAMPUS DE POMBAL UNIDADE IV Filo Porifera Prof. Dr. Sc. Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Em paz me deito e logo adormeço,

Leia mais

CAPÍTULO 9 SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROF GISELLE CHERUTTI

CAPÍTULO 9 SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROF GISELLE CHERUTTI CAPÍTULO 9 SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROF GISELLE CHERUTTI Do grego echinos: espinhos derma: pele constituem um grupo de animais exclusivamente marinhos, dotados de um endoesqueleto (endo = dentro) calcário

Leia mais

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r:

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r: Data: Bimestr e: 4 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: Objetivo/ Instruções: Lista de Recuperação 1.Assinale a alternativa CORRETA: É encontrada apenas

Leia mais

1. Como sabes vais usar frequentemente o Método Científico. 1.1. Indica as fases do método científico.

1. Como sabes vais usar frequentemente o Método Científico. 1.1. Indica as fases do método científico. Nome: 1. Como sabes vais usar frequentemente o Método Científico. 1.1. Indica as fases do método científico. 1.2. Considera as frases que se seguem e completa os espaços ( ) com algumas das fases do método

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA GABARITO AV. PARCIAL DISCIPLINA: QUI. I e II / BIO. I e II COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João

Leia mais

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos.

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos. ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 Aluno: Ano Atual Data : Matéria: Turno: Valor :70pontos Nota:

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO 1. INTRODUÇÃO CIÊNCIAS DA NATUREZA - 2º CICLO (PROVA 02) O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2015 pelos alunos que

Leia mais

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág.

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág. BA. 06 Invertebrados mais simples (platelmintos) Apostila 1 Pág. 34 REINO ANIMAL OU METAZOA -Pluricelular Eucarionte Heterótrofo - sem parede celular - PORÍFEROS Esponjas - CNIDÁRIOS Águas vivas, corais,

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria.

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. INTRODUÇÃO AOS BILATERIA META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. OBJETIVOS Ao final da aula, o aluno deverá: entender os planos e eixos corporais (diferença

Leia mais

Objetivo. Fornecer subsídios para uma compreensão geral da. modificação de caracteres

Objetivo. Fornecer subsídios para uma compreensão geral da. modificação de caracteres Objetivo Fornecer subsídios para uma compreensão geral da diversidade biológica, da evolução dos táxons t e da modificação de caracteres Bibliografia básicab AMORIM, D. S. 2002. Fundamentos de sistemática

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet

Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet Ciências Prof. Rogério 2016 Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet Ciências Prof. Rogério 2016 1º MOMENTO - O solo - O Ar - A água SOLOS Parte mais superficial

Leia mais

ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados

ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados protostômios ( Tubo Digestivo completo ). Simetria bilateral. Sistema Excretor ( célula em H ). Sistema nervoso ganglionar. Digestão

Leia mais

Carboidratos No momento em que você está lendo e procurando entender suas células nervosas estão realizando um trabalho e, para isso, utilizam a

Carboidratos No momento em que você está lendo e procurando entender suas células nervosas estão realizando um trabalho e, para isso, utilizam a A química da Vida A Água A água é o componente biológico essencial à manutenção da vida animal e vegetal. No entanto existem organismos que possuem homeostase (equilíbrio interno) submetida às condições

Leia mais

ZOOLOGIA Filo Mollusca

ZOOLOGIA Filo Mollusca ZOOLOGIA Filo Mollusca Profa Maria Célia Portella - Protozoários - Filo Mesozoa (mesozoa e parazoa) - Filo Placozoa (mesozoa e parazoa) - Filo Porifera (mesozoa e parazoa) Filos Precedentes - Filo Cnidaria

Leia mais

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE ESPONJA DO MAR Filo Porifera Os poríferos coloniais, como o da foto, são muito comuns nos mares brasileiros. (cerca de 5 cm de altura) HIDRA Filo Cnidaria Classe Hydrozoa Vive em água doce; em seu ciclo

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM REVISÃO 1) Os moluscos bivalvos (ostras e mexilhões) são organismos economicamente importantes como fonte

Leia mais

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Exercícios 01) C E C E C E 02) D 03) D 04) Seu corpo é constituído por: cabeça com órgãos sensoriais; massa visceral com um conjunto de órgãos, recoberta por uma parede

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS CARACTERÍSTICAS GERAIS AULA DE RECUPERAÇÃO DE INVERTEBRADOS - Prof. Maria Lúcia 2ª EM 1. PATAS ARTICULADAS 2. CORPO COM POROS E SEM TECIDOS 3. EXOESQUELETO DE QUITINA 4. DIPLOBLASTICOS ACELOMADOS 5. ESPINHOS

Leia mais

NEWTON. gostava de ler! biodiversidade da manta morta. documento do professor bibliotecário. 1ª série módulo II

NEWTON. gostava de ler! biodiversidade da manta morta. documento do professor bibliotecário. 1ª série módulo II NEWTON gostava de ler! biodiversidade documento do professor bibliotecário 1ª série módulo II livro público-alvo duração objetivo parte I Há Um Cabelo Na Minha Terra! uma história de minhocas, Gary Larson,

Leia mais

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

Professor: Marcôncio Moura

Professor: Marcôncio Moura Professor: Marcôncio Moura O filo dos artrópodes tem como representantes: Baratas Classe: INSETOS Escorpião Classe: ARACNÍDEOS Camarão Classe: CRUSTÁCEOS Embuá Classe: DIPLÓPODE Lacraia Classe: QUILÓPODE

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados 1 FILO CNIDÁRIA Celenterados Cnidários 2 Do Grego (Cnid=urtiga), devido aos cnidócitos. Fósseis de Cnidários datam do Pré- Cambriano (600 milhões de anos) São organismos aquáticos. Podem ser solitários

Leia mais

CURSO DE SANIDADE EM AQUICULTURA. Marques de Mesquita UFF

CURSO DE SANIDADE EM AQUICULTURA. Marques de Mesquita UFF CURSO DE SANIDADE EM AQUICULTURA Eliana de Fátima F Marques de Mesquita UFF Parte I Anatomia dos Moluscos 21/05/2012 19h30 20h45 MALACOLOGIA Parte da zoologia que estuda os moluscos do ponto de vista biológico

Leia mais

CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA - BIOLOGIA PROF(A): Ana Léa de Oliveira 25/06/2014

CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA - BIOLOGIA PROF(A): Ana Léa de Oliveira 25/06/2014 CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA - BIOLOGIA PROF(A): Ana Léa de Oliveira 25/06/2014 1) (UECE 2009.2) Podemos afirmar corretamente que no desenvolvimento embrionário de metazoários, arquêntero

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos Cloroplastos Cloroplasto Parede celular Representação

Leia mais

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com O filo é dividido em três classes: Turbelários: Planária (VIDA LIVRE) Trematódeos: Schistosoma sp (PARASITAS) Cestódeos: Taenia sp (PARASITAS) Corpo achatado

Leia mais

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 João Miguel de Matos Nogueira 1. Introdução, metazoários basais e Lophotrochozoa Iniciamos nosso estudo recordando a representação esquemática

Leia mais

O reino animal. Poríferos. Como é o corpo das esponjas? Onde elas vivem? Como se alimentam? Esponja barril (Xestospongia muta).

O reino animal. Poríferos. Como é o corpo das esponjas? Onde elas vivem? Como se alimentam? Esponja barril (Xestospongia muta). JEFFREY L. / ROTMAN / CORBIS / LATINSTOCK Poríferos Como é o corpo das esponjas? Onde elas vivem? Como se alimentam? Esponja barril (Xestospongia muta). 2 FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO Esponjas

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= ANIMAIS INVERTEBRADOS

Leia mais

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06 Sumário Apresentação 04 O que é um dessalinizador 04 Como funciona o sistema de dessalinização 05 Descrição dos componentes 06 Processo de osmose reversa 07 Instrumentação 07 Verificações importantes antes

Leia mais

FICHA DE CONSOLIDAÇÃO DE APRENDIZAGENS

FICHA DE CONSOLIDAÇÃO DE APRENDIZAGENS AGRUPAMENTO / ESCOLA: FICHA DE CONSOLIDAÇÃO DE APRENDIZAGENS Ecossistemas: níveis de interação biológica; interações seres vivos-ambiente NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / 1. Lê o texto. A savana africana

Leia mais

Sistema imunológico e suas implicações para a manutenção da saúde

Sistema imunológico e suas implicações para a manutenção da saúde Sistema imunológico e suas implicações para a manutenção da saúde Lembrando as defesas do corpo Nosso corpo apresenta diversas defesas contra agentes externos (como microrganismos parasitas), que são:

Leia mais

ANÁLISES CLÍNICAS. conhecimento que trabalha com o estudo de. alguma substância de forma a coletar dados e

ANÁLISES CLÍNICAS. conhecimento que trabalha com o estudo de. alguma substância de forma a coletar dados e ANÁLISES CLÍNICAS ANÁLISES CLÍNICAS A análise clínica é o ramo de conhecimento que trabalha com o estudo de alguma substância de forma a coletar dados e apontar diagnósticos a respeito da saúde do paciente.

Leia mais

Introdução ao Céu Profundo. Guião para Stellarium

Introdução ao Céu Profundo. Guião para Stellarium Introdução ao Céu Profundo Guião para Stellarium Carlos Brás 14-11-2011 Atividade Céu profundo uma visita guiada. Serão mostrados, nesta visita guiada, alguns dos diferentes tipos objectos do céu profundos

Leia mais

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Os diversos filos animais REINO ANIMAL FILO PROTOZOA (Proto = primeiro, primitivo e Zoon = animal) Classe Rhizopoda amebas. Classe Ciliata paramécios. Classe Flagelata

Leia mais

BIOLOGIA AULA 12: ZOOLOGIA CORDADOS (Aves e mamíferos)

BIOLOGIA AULA 12: ZOOLOGIA CORDADOS (Aves e mamíferos) BIOLOGIA AULA 12: ZOOLOGIA CORDADOS (Aves e mamíferos) 1. Classe das aves Apresentam um padrão estrutural muito bem adaptado e homogêneo. São dióicos, geralmente com dimorfismo sexual, fecundação interna

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2011 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2011 2ª fase www.planetabio.com 1- Uma dieta muito popular para perder peso consiste em ingerir alimentação rica em gordura e proteína, mas sem carboidratos. O gráfico a seguir mostra o efeito dessa dieta na recomposição do glicogênio

Leia mais

3 Os hidrocarbonetos e a importância de seu estudo no ambiente

3 Os hidrocarbonetos e a importância de seu estudo no ambiente 3 Os hidrocarbonetos e a importância de seu estudo no ambiente Os hidrocarbonetos são compostos químicos formados unicamente por átomos de carbono e hidrogênio, estando presentes na natureza como constituintes

Leia mais

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome: 1- OBSERVE as imagens abaixo. a) CITE a planta que produz frutos e sementes.

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome: 1- OBSERVE as imagens abaixo. a) CITE a planta que produz frutos e sementes. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- OBSERVE as imagens abaixo. a) CITE a planta que produz frutos e sementes. b) EXPLIQUE o que são os pontinhos na folha da planta 1. c) DIFERENCIE a reprodução

Leia mais

Jimboê. Ciências. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 2 o bimestre

Jimboê. Ciências. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 2 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às unidades 3 e 4 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê Ciências 4 o ano Avaliação 2 o bimestre 1 Avaliação Ciências NOME: ESCOLA:

Leia mais

Unidade 1. jcmorais 09

Unidade 1. jcmorais 09 Unidade 1 jcmorais 09 Actualmente possuímos conhecimentos e técnicas capazes de controlar a fertilidade, de modo a: Diminuir a fertilidade humana Aumentar a fertilidade humana Contracepção e métodos contraceptivos

Leia mais

Características : São marinhos; Apresentam notocorda, somente, na fase larvar. Logo...Desenvolvimento indireto.

Características : São marinhos; Apresentam notocorda, somente, na fase larvar. Logo...Desenvolvimento indireto. Características : São marinhos; Apresentam notocorda, somente, na fase larvar. Logo...Desenvolvimento indireto. Características : São marinhos; Apresentam notocorda durante toda vida. Logo...Desenvolvimento

Leia mais

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados Zoologia Escala zoológica Cnidários Habitat modo de vida Todos de vida livre, fixos ou moveis Podem ser individuais ou coloniais Embriologia Tipos morfológicos Pólipo boca cavidade gástrica cavidade gástrica

Leia mais

Ciências/15 7º ano Turma:

Ciências/15 7º ano Turma: Ciências/15 7º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie301r Roteiro de Estudos- Recuperação de Ciências 7 ANO 1º trimestre O que estudamos no primeiro trimestre? No primeiro trimestre estudamos as

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro 1. O 'Ancylostoma' é um parasita intestinal que provoca o "amarelão", doença que se pode adquirir: a) por picada de um hemíptero (barbeiro). b) comendo carne de porco mal cozida. c) comendo carne bovina

Leia mais

Anatomia do joelho. Introdução

Anatomia do joelho. Introdução Introdução Didaticamente o joelho é dividido em duas articulações distintas: uma entre o fêmur e a tíbia chamada de fêmoro-tibial (AFT) e outra entre o F6emur e a patela denominada fêmoro-patelar. É a

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano)

QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano) QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano) TABELA PERIÓDICA ATUAL Exemplo: Se o K (potássio) encontra-se no 4º período ele possui 4 camadas. Nº atômico = Z 19 K-2; L-8, M-8; N-1 Propriedades gerais dos elementos Metais:

Leia mais

Tema: Animais Vertebrados e Invertebrados

Tema: Animais Vertebrados e Invertebrados Tema: Animais Vertebrados e Invertebrados Prezado Aluno, Nesta oficina, você desenvolverá atividades que abordam a diversidade de vida dos seres vivos, a diversidade e características físicas dos animais

Leia mais

11. Protozoários e invertebrados

11. Protozoários e invertebrados 11. Protozoários e invertebrados 1. (U. Amazonas-AM) De acordo com o sistema atual de classificação dos seres vivos, os que aparecem abaixo pertencem ao reino: Trypanosoma Euglena Ameba a) Monera. d) Plantae.

Leia mais

DNA, o nosso código secreto

DNA, o nosso código secreto Ciências Naturais 9ºAno Texto de apoio DNA, o nosso código secreto Nome: Data: Imagina que poderias ter nas mãos uma célula e abrir o seu núcleo como se abre um baú. Lá dentro, encontrarias uma sequência

Leia mais

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista ç Sinais da ç Boa Nutrição Alice Silveira Granado CRN 3 : 17638 Nutricionista Crescimento Adequado Funcionamento Regular do Intestino Dentes Fortes e Saudáveis Bom Apetite Boa Imunidade Peso Adequado Pele

Leia mais

ANELÍDEOS - MOLUSCOS ARTRÓPODES

ANELÍDEOS - MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS - MOLUSCOS ARTRÓPODES Componente: Trabalho realizado para o cumprimento parcial da disciplina Biologia, coordenado e orientado pelo professor. SETEMBRO DE 1998 - CENSA - SÃO MATEUS - ES. SUMÁRIO

Leia mais

TECNOBIO BIOPROCESSOS AMBIENTAIS PROGRAMA DE TRATAMENTO E MONITORAMENTO DA AREIA DA PRAIA Histórico Os microorganismos representam um componente significativo da areia de praia (NESTOR et al, 1984; CODINACHS

Leia mais

O Nosso Corpo Volume XX. Aparelho Genital Masculino Parte 1. um Guia de O Portal Saúde. www.oportalsaude.com. Abril de 2010. www.oportalsaude.

O Nosso Corpo Volume XX. Aparelho Genital Masculino Parte 1. um Guia de O Portal Saúde. www.oportalsaude.com. Abril de 2010. www.oportalsaude. O Nosso Corpo Volume XX Aparelho Genital Masculino Parte 1 um Guia de O Portal Saúde Abril de 2010 O Portal Saúde Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright O

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA COMPOSIÇÃO QUÍMICA COMPLEXA Está representada por: Substâncias inorgânicas: água e sais minerais. Substâncias orgânicas (possuem o carbono como elemento

Leia mais

Características gerais

Características gerais Reino das Plantas Características gerais São organismos: Eucariontes Pluricelulares Autótrofos Possuem diversos pigmentos, como os fotossintetizantes e os acessórios. Características gerais Capacidade

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO

QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO SUBSTÂNCIA PURA MISTURA ESTUDO DAS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS SUBSTÂNCIA: material formado por moléculas quimicamente iguais. Substância simples: é constituída de uma molécula formada

Leia mais

Unidade 1: O Computador

Unidade 1: O Computador Unidade : O Computador.3 Arquitetura básica de um computador O computador é uma máquina que processa informações. É formado por um conjunto de componentes físicos (dispositivos mecânicos, magnéticos, elétricos

Leia mais

Transplante capilar Introdução

Transplante capilar Introdução Transplante Capilar Perda de cabelo e calvície são, muitas vezes, uma parte inesperada e indesejada da vida. Felizmente, com os recentes avanços na tecnologia, a perda de cabelo pode ser diminuída ou interrompida

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

Avaliação Ciências 6º ano Unidade 7

Avaliação Ciências 6º ano Unidade 7 1. A ilustração abaixo representa um ecossistema. Com relação a esse ecossistema responda: a) O que é um ecossistema? b) Quais são os componentes vivos representados? c) Cite alguns dos elementos não vivos

Leia mais

A disposição da vida na Terra

A disposição da vida na Terra Aula 01 A disposição da vida na Terra O que é a vida? Existe vida em outros planetas? Podemos viver sem o Sol? O nosso sistema solar possui os seguintes planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte Júpiter,

Leia mais

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues.

NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. Lista 12: Equilíbrio do Corpo Rígido NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.

Leia mais

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras);

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); - 97,5% é água salgada - 2,5% apenas é água doce Distribuição:

Leia mais

Instituição responsável: Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo (CEBIMar/USP) São Sebastião SP Brasil

Instituição responsável: Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo (CEBIMar/USP) São Sebastião SP Brasil Jogo Vida & Mar* Coordenação e edição: Roberta A. Maia Assessoria pedagógica: Patrícia M. S. Peres Assessoria científica: Alvaro E. Migotto e Otto M. P. de Oliveira Creative Commons 3.0 2010 Este material

Leia mais

ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE

ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE Existem direitos denominados personalíssimos porque incidem sobre bens que estão intimamente ligados à pessoa humana, são intransmissíveis e irrenunciáveis, não podendo

Leia mais

Caminho da comida. Introdução. Materiais Necessários

Caminho da comida. Introdução. Materiais Necessários Intro 01 Introdução Os platelmintos são vermes achatados interessantes e semelhantes aos seres humanos em alguns aspectos. Um deles é a presença do sistema digestório. Mas, diferente do nosso, o sistema

Leia mais

REINO ANIMAL OU METAZOA:

REINO ANIMAL OU METAZOA: REINO ANIMAL OU METAZOA: Diblásticos: são animais que apresentam dois folhetos embrionários: a ectoderme, (externo) e a endoderme, (interno). Triblásticos: são animais que apresentam três folhetos embrionários:

Leia mais

Protocolo experimental

Protocolo experimental Protocolo experimental Sherlock-Holmes: na pista de invertebrados marinhos Enquadramento Teórico Do esforço de discernir ordem na incrível diversidade da vida, nasceu a sistemática. A sistemática pode

Leia mais

ASPECTOS CONSTRUTIVOS DE ROBÔS

ASPECTOS CONSTRUTIVOS DE ROBÔS ASPECTOS CONSTRUTIVOS DE ROBÔS Tipos de robôs Classificação de robôs Definições importantes: O arranjo das hastes e juntas em um braço manipulador tem um importante efeito nos graus de liberdade da ferramenta

Leia mais

As Características dos Seres Vivos

As Características dos Seres Vivos As Características dos Seres Vivos Os seres vivos e a matéria bruta possuem propriedades diferentes. Os seres vivos são dotados de um conjunto de características que não existem na matéria bruta (sem vida).

Leia mais