XXIII Jornadas ROR-SUL. Mesotelioma Pleural no Sul do País. 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XXIII Jornadas ROR-SUL. Mesotelioma Pleural no Sul do País. 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa"

Transcrição

1 XXIII Jornadas ROR-SUL 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa Mesotelioma Pleural no Sul do País Cláudia Guerreiro Miguel Lopes Teresa Almodovar Serviço de Pneumologia Instituto Português de Oncologia Lisboa Francisco Gentil, EPE Director: José Duro da Costa

2 Introdução Mesotelioma Maligno (MM): Neoplasia insidiosa com origem pleural em 80% dos casos Principal factor de risco para a ocorrência de mesotelioma pleural maligno (MPM): exposição a asbestos 1 História natural da doença Depende da duração e intensidade da exposição 2,3 O impacto do tabagismo permanece duvidoso 4 1- Wagner JC, Sleggs CA, Marchand P. Br J Ind Med 1960; 17: ; 2- Bianchi C, Bianchi T. Industrial Health 2007, 45, ; 3- Lacourt A. et al. Eur Respir J 2012; 39: ; 4- Scherpereel A. et al - Eur Respir J 2010; 35:

3 Objetivos Caracterizar a população de doentes com MPM na zona sul de Portugal na última década ( ) Caracterizar a doença (diagnóstico e tratamento) Análise da sua evolução temporal Explorar factores influenciadores da história natural da doença e de resposta à terapêutica

4 Métodos Desenho do estudo: coorte retrospectivo Critérios de Inclusão: Diagnóstico de mesotelioma com inscrição no Registo Oncológico Regional (ROR-Sul) entre janeiro 2004 e dezembro 2013 Critérios de Exclusão: Processo clínico inacessível Mesotelioma extra-torácico Sem diagnóstico histológico de mesotelioma Obtenção de dados demográficos e relativos ao diagnóstico e tratamento realizado mediante consulta de processo clínico existente na instituição de seguimento e tratamento do doente Análise estatística com recurso ao SPSS v21

5 Resultados 258 casos mesotelioma Excluídos 35 casos 223 casos de MPM Excluídos 69 casos Analisados 152 MPM 36 doentes de centros não acedidos 33 processos inacessíveis/danificados

6 Resultados Distribuição por grupo etário N= 223

7 Resultados Evolução temporal N= 223

8 Mesotelioma Pleural no Sul do País Sobrevivência Global - Kaplan Meier Anos desde o diagnóstico N = 223 Sobrevivência Intervalo de confiança 1 ano 42.68% anos 2.27% anos 1.81% N= 223

9 Resultados Caracterização socio-demográfica Escolaridade (n=28) 2º ano 1 4º ano 24 7ª ano 1 12º ano 1 Ensino Superior 1 Nº de doentes

10 Resultados Caracterização socio-demográfica Grupo Profissional (n=126) Grupo 1 (bancário) 2 (1,6%) Grupo 2 (engenheiro, docente) 5 (4%) Grupo 3 (técnico electricidade,informático) 5 (4%) Nº de doentes (%) Grupo 4 (administrativo, recepcionista) 13 (10,3%) Grupo 5 (vigilante) 1 (0,8%) Grupo 6 (pesca, agricultura) 2 (1,6%) Grupo 7 (construção civil, mecânico, serralheiro) 67 (53,2%) Grupo 8 (maquinista, marinheiro) 6 (4,8%) Grupo 9 (limpeza, porteiro) 25 (19,8%)

11 Resultados Sem informação 24% Exposição a amianto Não 20% Sim 56% Exposição ocupacional em 96%

12 Resultados Exposição a amianto (n=85) Exposição Indireta 6 (7,1%) Trabalho em edifícios com amianto Trabalho em locais com exposição Nº de doentes (%) 7 (8,2%) 11 (12,9%) Trabalho de proximidade 35 (41,2%) Trabalho direto 26 (30,6%) Exclusivamente mulheres 96% no género masculino

13 Resultados 41 UMA n=143

14 Resultados Caracterização da doença Manifestações (n=150) Nº de doentes (%) Tosse 56 (37,3%) Dispneia 99 (66%) Toracalgia 76 (50,7%) Derrame pleural 118 (78,7%) Astenia 63 (42%) Anorexia 54 (36%) Perda ponderal 67 (44,7%) Pneumotórax 3 (2%) Pieira 2 (1,3%) Aparecimento de sintomas: 5±5,2 meses (min:1;máx:32)

15 Resultados Caracterização da doença

16 Resultados Caracterização da doença Histologia (n=152) Nº doentes (%) Epitelióide 95 (74,2%) Bifásico 16 (12,5%) Sarcomatóide 12 (9,4%) Desmoplásico 5 (3,9%)

17 Resultados Caracterização da doença e tratamento Estadiamento (n=137) Nº doentes (%) Estadio Ia 6 (4,3%) Estadio Ib 11 (8%) Estadio II 24 (17,5%) Estadio III 25 (18,2%) Estadio IV 71 (51,8%) PS ECOG (n=130) Nº doentes (%) 0 14 (10,8%) 1 96 (73,8%) 2 8 (6,2%) 3 8 (6,2%) 4 4 (3,1%)

18 Resultados Caracterização da doença e tratamento

19 Resultados Tempo de Latência Tempo de latência: 42,9±8,2 anos (min:26; máx:60; n=26) Hábitos Exposição a Tempo de Tabágicos amianto latência (anos) Fumador/ Indireta/ Exfumador 43,2±7,4 43±10 Proximidade Não Direta fumador 42,4±10,1 43,1±8 p value NS Teste T-Student

20 Resultados Evolução temporal Realização de Cirurgia por Quinquénios Total Sem cirurgia 63 (50,8%) 61 (48,2%) 124 (100%) Cirurgia 8 (28,6%) 20 (71,4%) 28 (100%) Teste X 2 ; p 0,033 Sem aumento da sobrevida nos doentes operados

21 Resultados Sobrevivência

22 Resultados Sobrevivência

23 Resultados Sobrevivência (estadios cirúrgicos)

24 Limitações A amostra não contempla todos os casos possíveis. Elevado número de processos inacessíveis/destruídos necessidade de melhorar o arquivo. Processos com dados incompletos, especialmente em termos de epidemiologia melhorar o registo.

25 Conclusão Maior incidência em homens e em profissões não diferenciadas Persistência de importante contributo da exposição directa a amianto - ao contrário do que vem sendo reportado em séries recentes 5 Tabagismo e a intensidade da exposição a amianto não influenciaram o tempo de latência A histologia epitelióide e a melhor condição dos doentes aquando do diagnóstico associaram-se a maior sobrevivência A maior sobrevivência com a terapêutica cirúrgica nos estadios precoces impõe um estadiamento preciso 5-Goswami E. et al. Domestic asbestos exposure: A review of epidemiologic and exposure data. Int. J. Environ. Res. Public Health 2013

26 Agradecimentos Alexandra Mayer ROR Sul Amélia Brilhante - Hospital Fernando Fonseca Ana Miranda - ROR SUL Encarnação Teixeira Centro Hospitalar de Lisboa Norte Fernando Nogueira Centro Hospitalar Lisboa Ocidental Francisco Freitas Centro Hospitalar Lisboa Norte Joaquim Cruz - Hospital de Santarém João Paulo Fernandes - Hospital CUF Descobertas João Santos Silva Centro Hospitalar Lisboa Central Marcos Pantarotta - Hospital Luz Nélson Marçal Hospital de Vila Franca de Xira Renato Sotto-Mayor Centro Hospitalar Lisboa Norte

DIA MUNDIAL DO CANCRO: 4/2/2015 ONCOLOGIA NA RAM - RELATÓRIO INFOGRÁFICO

DIA MUNDIAL DO CANCRO: 4/2/2015 ONCOLOGIA NA RAM - RELATÓRIO INFOGRÁFICO 1. CARACTERIZAÇÃO DA MORTALIDADE 1.1 Principais causas de morte, 2010-2013, RAM 1.2 Taxa de mortalidade padronizada (/100.000 hab), Região (RAM, RAA e Portugal), 2009 a 2012 Fonte: Estatísticas da Saúde,

Leia mais

Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho

Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho Data de Inspecção 22 e 23 de Junho Processos Total Autólogo de Amostras de Dádivas s Imunohematologia Estudo de Doenças Transmissíveis Controlo de Qualidade

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE LISBOA FRANCISCO GENTIL, E.P.E.

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE LISBOA FRANCISCO GENTIL, E.P.E. INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE LISBOA FRANCISCO GENTIL, E.P.E. Dívidas a Terceiros a 31 de Dezembro de 2014 Tipo Fornecedor Intervalo (dias) Rubrica 0 ]0;90] ]90;180] ]180;240] ]240;360] ]360;540]

Leia mais

O que fazer perante:nódulo da tiroideia

O que fazer perante:nódulo da tiroideia 10º Curso Pós-Graduado NEDO 2010 Endocrinologia Clínica ASPECTOS PRÁTICOS EM ENDOCRINOLOGIA O que fazer perante:nódulo da tiroideia Zulmira Jorge Serviço Endocrinologia Diabetes e Metabolismo. H. Santa

Leia mais

Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015

Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015 23.11.2015 Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015 Anatomia Patológica Centro Hospitalar de São João, EPE 2 Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil,

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CARCINOMA NÃO INVASIVO DA BEXIGA

ORIENTAÇÕES SOBRE CARCINOMA NÃO INVASIVO DA BEXIGA ORIENTAÇÕES SOBRE CARCINOMA NÃO INVASIVO DA BEXIGA (Actualização limitada do texto em Março de 2009) M. Babjuk, W. Oosterlinck, R. Sylvester, E. Kaasinen, A. Böhle, J. Palou Introdução Eur Urol 2002;41(2):105-12

Leia mais

Transições familiares Processos biológicos X psicológicos adaptativos Bárbara Figueiredo bbfi@psi.uminho.pt

Transições familiares Processos biológicos X psicológicos adaptativos Bárbara Figueiredo bbfi@psi.uminho.pt Transições familiares Processos biológicos X psicológicos adaptativos Bárbara Figueiredo bbfi@psi.uminho.pt Background: Processos biológicos e psicológicos (comportamentos, emoções e representações) colaboram

Leia mais

O presente estudo remete-nos para as causas de extração e perda dentária na dentição permanente, durante um período de 12 meses. Neste estudo foram incluídos todos os pacientes atendidos na clínica de

Leia mais

Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1)

Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1) Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1) O objetivo deste formulário é obter informações importantes para determinar a seriedade e as características

Leia mais

Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe. Época 2014/2015 Semana 02 - de 05/01/2015 a 11/01/2015

Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe. Época 2014/2015 Semana 02 - de 05/01/2015 a 11/01/2015 Resumo Parceiros Rede de hospitais para a vigilância clínica e laboratorial em Unidades de Cuidados Intensivos Contatos: Departamento de Epidemiologia do INSA, tel 217526488 Laboratório Nacional de Referência

Leia mais

Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe. Época 2014/2015 Semana 04 - de 19/01/2015 a 25/01/2015

Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe. Época 2014/2015 Semana 04 - de 19/01/2015 a 25/01/2015 Resumo Parceiros Rede de hospitais para a vigilância clínica e laboratorial em Unidades de Cuidados Intensivos Contatos: Departamento de Epidemiologia do INSA, tel 217526488 Laboratório Nacional de Referência

Leia mais

José Rodrigues Pereira Médico Pneumologista Hospital São José. Rastreamento do Câncer de Pulmão: Como e quando realizar

José Rodrigues Pereira Médico Pneumologista Hospital São José. Rastreamento do Câncer de Pulmão: Como e quando realizar José Rodrigues Pereira Médico Pneumologista Hospital São José Rastreamento do Câncer de Pulmão: Como e quando realizar www.globocan.iarc.fr National Cancer Institute 2016 National Cancer Institute 2016

Leia mais

22 - Como se diagnostica um câncer? nódulos Nódulos: Endoscopia digestiva alta e colonoscopia

22 - Como se diagnostica um câncer? nódulos Nódulos: Endoscopia digestiva alta e colonoscopia 22 - Como se diagnostica um câncer? Antes de responder tecnicamente sobre métodos usados para o diagnóstico do câncer, é importante destacar como se suspeita de sua presença. As situações mais comuns que

Leia mais

Registo Oncológico Nacional 2008

Registo Oncológico Nacional 2008 Registo Oncológico Nacional 2008 Elaborado pelo Registo Oncológico Regional do Centro Editado pelo Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil EPE 2 Registo Oncológico Nacional 2008 Elaborado

Leia mais

ARS Norte. Identificação da Instituição Executora. Título. Responsável. Liga dos Amigos do Centro de Saúde Soares dos Reis

ARS Norte. Identificação da Instituição Executora. Título. Responsável. Liga dos Amigos do Centro de Saúde Soares dos Reis ARS Norte Apoio Domiciliário e Voluntário a Idosos e Dependentes Promoção da Prática de Cirurgia em Regime de Ambulatório em Portugal Normalização dos Ensinos/Personalizados do que ensinar Ajudar a Cuidar

Leia mais

VII CURSO O INTERNISTA E A URGÊNCIA

VII CURSO O INTERNISTA E A URGÊNCIA VII CURSO O INTERNISTA E A URGÊNCIA O Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo (NEUrgMI) da Sociedade Portuguesa da Medicina Interna (SPMI) dedica- se ao estudo da patologia emergente, urgente e

Leia mais

Qualidade no registo de dados clínicos

Qualidade no registo de dados clínicos Qualidade no registo de dados clínicos Características clínico-patológicas, padrões de tratamento e outcomes clínicos de doentes com cancro da mama no ROR-Sul: estudo prospetivo Jornadas ROR Sul 2016 Arlindo

Leia mais

Serviço de Oncologia Médica; Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga

Serviço de Oncologia Médica; Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga Serviço de Oncologia Médica Director: Prof. Dr. António Araújo CONTRIBUIÇÃO PARA A MELHORIA DOS CUIDADOS AOS DOENTES COM CANCRO DO RIM CASO CLÍNICO Vânia Peixoto 1, Sónia Rego 1, Ana Luísa Faria 1, Manuela

Leia mais

Confiança Organizacional, Risco e Criatividade. Filipa Rodrigues & Ana Veloso Escola de Psicologia Universidade do Minho

Confiança Organizacional, Risco e Criatividade. Filipa Rodrigues & Ana Veloso Escola de Psicologia Universidade do Minho Confiança Organizacional, Risco e Criatividade Filipa Rodrigues & Ana Veloso Escola de Psicologia Universidade do Minho Confiança Organizacional: Estado da Arte Disposição de uma das partes para ser vulnerável

Leia mais

GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS

GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS 2008/2009 1º SEMESTRE GUIÃO DA DISCIPLINA Docentes: Anabela Mendes Moreira, Professora Adjunta NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

Registro Hospitalar de Câncer Conceitos Básicos Planejamento Coleta de Dados Fluxo da Informação

Registro Hospitalar de Câncer Conceitos Básicos Planejamento Coleta de Dados Fluxo da Informação Registro Hospitalar de Câncer Conceitos Básicos Planejamento Coleta de Dados Fluxo da Informação Registro Hospitalar de Câncer Este tipo de registro se caracteriza em um centro de coleta, armazenamento,

Leia mais

A Gestão da Higiene e Segurança na. Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE

A Gestão da Higiene e Segurança na. Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE A Gestão da Higiene e Segurança na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE Histórico Janeiro de 2006 Centro Hospitalar do Baixo Alentejo EPE Hospital José Joaquim Fernandes - Beja Hospital São Paulo

Leia mais

CAMPEONATO REGIONAL SUL DE BOCHA ADAPTADA 2016 BLUMENAU-SC 19 A 22 DE MAIO DE 2016

CAMPEONATO REGIONAL SUL DE BOCHA ADAPTADA 2016 BLUMENAU-SC 19 A 22 DE MAIO DE 2016 CAMPEONATO REGIONAL SUL DE BOCHA ADAPTADA 2016 BLUMENAU-SC 19 A 22 DE MAIO DE 2016 CORPO TÉCNICO NOME FREDERICO LOSADA FRAZÃO PEREIRA JUNIOR ALEX ALONSO LAUTHERBACH MARCIA CAMPEÃO ARTUR CRUZ CLAUDIO DIEHL

Leia mais

Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional

Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional João Crisóstomo Pereira Borges Universidade de Coimbra - Faculdade de Medicina ARS de Centro, IP Especialista em Saúde Pública e em Medicina do Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES INSTITUTO DE PSICOLOGIA E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES INSTITUTO DE PSICOLOGIA E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO 2011/2012 UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES INSTITUTO DE PSICOLOGIA E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO 2011/2012 BASTONÁRIO DA ORDEM DOS PSICÓLOGOS CONVIDADO DA UNIVERSIDADE LUSÍADA DO

Leia mais

Identificação da Empresa. Missão. Visão

Identificação da Empresa. Missão. Visão Identificação da Empresa Designação social: Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Sede: Rua José António Serrano, 1150-199 - Lisboa Natureza jurídica: Entidade Pública Empresarial Início de actividade:

Leia mais

Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e os Registros de Câncer. Deborah Carvalho Malta CGDANT/DASIS/SVS/MS

Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e os Registros de Câncer. Deborah Carvalho Malta CGDANT/DASIS/SVS/MS Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e os Registros de Câncer Deborah Carvalho Malta CGDANT/DASIS/SVS/MS RCBP e Vigilância de DCNT Ferramenta para vigilância e monitoramento das neoplasias

Leia mais

Gastos com medicamentos para tratamento da asma pelo Ministério da Saúde, 2007-2011

Gastos com medicamentos para tratamento da asma pelo Ministério da Saúde, 2007-2011 Gastos com medicamentos para tratamento da asma pelo Ministério da Saúde, 2007-2011 Cristiane Olinda Coradi, Marina Guimarães Lima Departamento de Farmácia Social da Faculdade de Farmácia da Universidade

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP Ambulatorial e Hospitalar com obstetrícia. Prevê procedimentos do rol de referência assistência médica ambulatorial e hospitalar com obstetrícia, partos e tratamentos, realizados transplantes de rim e

Leia mais

NEOPLASIAS DO APARELHO DIGESTIVO de 2003 a 2011. REGISTRO HOSPITALAR DE CÂNCER Rosa Helena Silva Souza

NEOPLASIAS DO APARELHO DIGESTIVO de 2003 a 2011. REGISTRO HOSPITALAR DE CÂNCER Rosa Helena Silva Souza NEOPLASIAS DO APARELHO DIGESTIVO de 2003 a 2011 REGISTRO HOSPITALAR DE CÂNCER Rosa Helena Silva Souza Percentual das neoplasias do aparelho digestivo atendidas no HC/UFPR segundo a localização topográfica.

Leia mais

Relatório de Benchmarking hospitais EPE e PPP dados a 31 de dezembro de 2012

Relatório de Benchmarking hospitais EPE e PPP dados a 31 de dezembro de 2012 Relatório de Benchmarking hospitais EPE e PPP dados a 31 de dezembro de 2012 15 de maio de 2013 Enquadramento (1/3) De forma a orientar e apoiar a elaboração dos planos estratégicos de cada instituição

Leia mais

Relatório Preliminar da 2ª volta do Programa de Rastreio do Cancro da Mama no Algarve

Relatório Preliminar da 2ª volta do Programa de Rastreio do Cancro da Mama no Algarve Relatório Preliminar da 2ª volta do Programa de Rastreio do Cancro da Mama no Algarve Filomena Horta Correia Coordenadora do Núcleo de Rastreios da ARSA, IP 15 de Setembro de 2010 O cancro da mama é o

Leia mais

Prevenção do Cancro do Ovário

Prevenção do Cancro do Ovário Área de Ginecologia/ Obstetrícia Serviço de Ginecologia Director de Área: Dr. Ricardo Mira Journal Club 15 de Maio 2015 Prevenção do Cancro do Ovário Raquel Lopes 7 de Abril de 2015 Cancro do Ovário 5ª

Leia mais

VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS

VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS 1 VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS 2 3 Como muitas mulheres, Ângela Helena tem uma vida corrida. Ela trabalha, cuida da família, faz cursos e também reserva um tempo para cuidar

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos EDITAL N.º 233 /2007 A DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA - SEAP, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o Edital n.ºs 76/2005,

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva- 2011

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva- 2011 Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva- 2011 UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO DE TELEORIENTAÇÃO CLÍNICA PARA A SENSIBILIZAÇÃO DE MULHERES SOBRE A DETECÇÃO PRECOCE DO CÂNCER DE MAMA Dra. Renata Loureiro

Leia mais

AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ACTIVIDADE DE INVESTIMENTO (ARI)

AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ACTIVIDADE DE INVESTIMENTO (ARI) AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA PARA ACTIVIDADE DE INVESTIMENTO (ARI) 投 资 与 移 民 门 道 是 专 门 提 供 投 资 与 移 民 服 务 的 独 立 咨 询 机 构 我 们 的 多 学 科 团 队 精 心 研 究, 旨 在 为 客 户 提 供 最 佳 的 商 业 战 略 和 国 际 投 资 方 案 INVESTIMENTO E EMIGRAÇÃO

Leia mais

Cláusula 16.ª. Cláusula 41.ª

Cláusula 16.ª. Cláusula 41.ª Carlos Manuel Dias Pereira, mandatário. Pelo SINDEL Sindicato Nacional da Indústria e da Energia: Carlos Manuel Dias Pereira, mandatário. Depositado em 7 de Julho de 2010, a fl. 85 do livro n.º 11, com

Leia mais

Candidatura a Centros de Tratamento da Hipertensão Arterial Pulmonar

Candidatura a Centros de Tratamento da Hipertensão Arterial Pulmonar Em audição e receção de comentários até 15 de dezembro de 2011 ASSUNTO: PALAVRAS-CHAVE: PARA: CONTACTOS: NÚMERO: 035/2011 DATA: 10/11/2011 Candidatura a Centros de Tratamento da Hipertensão Arterial Pulmonar

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 2001

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 2001 Informação à Comunicação Social 15 de Março de 22 UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 21 No terceiro trimestre de 21, cerca de um quarto das famílias portuguesas - 24%

Leia mais

INSTRUÇÃO INFORMÁTICA N.º 36/2007 CONTROLO DE PRAZOS DE REGULARIZAÇÃO DE SINISTROS DE DANOS MATERIAIS COM DANOS CORPORAIS

INSTRUÇÃO INFORMÁTICA N.º 36/2007 CONTROLO DE PRAZOS DE REGULARIZAÇÃO DE SINISTROS DE DANOS MATERIAIS COM DANOS CORPORAIS INSTRUÇÃO INFORMÁTICA N.º 36/2007 CONTROLO DE PRAZOS DE REGULARIZAÇÃO DE SINISTROS DE DANOS MATERIAIS COM DANOS CORPORAIS Objectivo Instruções para a constituição do ficheiro, em suporte informático, para

Leia mais

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos Regulamento Do Serviço Vamos até Si 2014. Regulamento do serviço Vamos Até Si 1 Regulamento do Serviço Vamos até Si Preâmbulo Vamos até si é um serviço

Leia mais

Comunicação dirigida aos Profissionais de Saúde sobre a associação de Sprycel (dasatinib) com a Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP)

Comunicação dirigida aos Profissionais de Saúde sobre a associação de Sprycel (dasatinib) com a Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) Bristol-Myers Squibb Farmacêutica S.A. Quinta da Fonte Edifício Fernão Magalhães 2780-730 Paço de Arcos Paço de Arcos, 18 de Agosto de 2011 Comunicação dirigida aos Profissionais de Saúde sobre a associação

Leia mais

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 São Francisco Centro de Serviços Compartilhados 1 OBJETIVO: A Central de Serviços HSF tem por objetivo a coleta e entrega de correspondências entre os setores

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa Instituto de Medicina Preventiva Unidade de Saúde Ambiental Síntese de um estudo, de âmbito nacional, sobre a adesão, cumprimento e avaliação do impacte

Leia mais

(Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio

(Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio VIII Jornadas Transfronteiriças Luso-Espanholas de Medicina Interna Elvas, 16 e 17 de Março de 2012 (Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio Patrícia Coelho, Msc, PhD Student

Leia mais

Contracepção e Saúde Reprodutiva no. Duarte Vilar Director Executivo da APF

Contracepção e Saúde Reprodutiva no. Duarte Vilar Director Executivo da APF Melhores Escolhas Melhor Saúde Contracepção e Saúde Reprodutiva no Contexto da Formação Profissional Duarte Vilar Director Executivo da APF Antecedentes Desde 1983: colaboração entre a APF e diversos CFP

Leia mais

Tabagismo e Câncer de Pulmão

Tabagismo e Câncer de Pulmão F A C U L D A D E D E S A Ú D E P Ú B L I C A D E P A R TA M E N T O D E E P I D E M I O L O G I A U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O Série Vigilância em Saúde Pública E X E R C Í C I O N º 3

Leia mais

1. (PT) - Jornal de Notícias, 27/09/2012, Linha Saúde 24 passa para a PT mas mantém funcionários 1

1. (PT) - Jornal de Notícias, 27/09/2012, Linha Saúde 24 passa para a PT mas mantém funcionários 1 27-09-2012 Revista de Imprensa 27-09-2012 1. (PT) - Jornal de Notícias, 27/09/2012, Linha Saúde 24 passa para a PT mas mantém funcionários 1 2. (PT) - Primeiro de Janeiro, 27/09/2012, Seminário de dispositivos

Leia mais

Participação em atividades de lazer e funcionamento cognitivo. São Paulo Ageing & Health Study (SPAH)

Participação em atividades de lazer e funcionamento cognitivo. São Paulo Ageing & Health Study (SPAH) Participação em atividades de lazer e funcionamento cognitivo São Paulo Ageing & Health Study (SPAH) Vanessa Di Rienzo * Departamento de Psiquiatria Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo * Bolsista

Leia mais

AMIANTO Risco de Exposição Ambiental/Profissional AMIANTO AMIANTO. 2º Encontro Riscos Ambiente e Qualidade do Ar

AMIANTO Risco de Exposição Ambiental/Profissional AMIANTO AMIANTO. 2º Encontro Riscos Ambiente e Qualidade do Ar AMIANTO Risco de Exposição Ambiental/Profissional 2º Encontro Maria do Departamento de Saúde Ambiental Unidade de Ar e Saúde Ocupacional AMIANTO Amianto é o termo genérico para designar um grupo de seis

Leia mais

IMS Esclerose Múltipla Overview 2011 PORTUGAL 2011

IMS Esclerose Múltipla Overview 2011 PORTUGAL 2011 IMS Esclerose Múltipla Overview 2011 PORTUGAL 2011 SOBRE A IMS HEALTH Operando em mais de 100 países, a IMS Health é fornecedora e líder mundial de soluções aplicadas às indústrias farmacêuticas e de saúde.

Leia mais

Governação dos laboratórios: papel da regulação

Governação dos laboratórios: papel da regulação Governação dos laboratórios: papel da regulação César Carneiro Director do Departamento de Estudos e Regulação Económica Lisboa, 20 de Maio de 2016 Agenda 1. A Entidade Reguladora da Saúde 2. As actividades

Leia mais

TABAGISMO E CÂNCER DE PULMÃO *

TABAGISMO E CÂNCER DE PULMÃO * 1 05/06 TABAGISMO E CÂNCER DE PULMÃO * OBJETIVOS Este exercício utiliza o estudo clássico de Doll e Hill que demonstrou a relação entre tabagismo e câncer de pulmão. Depois de completar este exercício,

Leia mais

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS PACTO PELA VIDA PRIORIDADE: I - ATENCAO A SAUDE DO IDOSO. OBJETIVO: PROMOVER A FORMACAO

Leia mais

Emprego formal de nível superior Região Metropolitana de Curitiba. Lenina Formaggi

Emprego formal de nível superior Região Metropolitana de Curitiba. Lenina Formaggi Emprego formal de nível superior Região Metropolitana de Curitiba Lenina Formaggi Percurso da apresentação Justificativa do tema; Fontes de informações; Perfil do emprego: Evolução do número de trabalhadores

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE A AR E A DM TIPO II. Agenda: 1. INTRODUÇÃO 2. OBJECTIVOS 3. METODOLOGIA 4. PLANIFICAÇÃO DO PROJECTO

AVALIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE A AR E A DM TIPO II. Agenda: 1. INTRODUÇÃO 2. OBJECTIVOS 3. METODOLOGIA 4. PLANIFICAÇÃO DO PROJECTO AVALIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE A ARTRITE REUMATÓIDE E A DIABETES MELLITUS TIPO 2 Análise da Base de Dados de Doenças Reumáticas Norte-Americana National Data Bank for Rheumatic Diseases PROJECTO DE TESE

Leia mais

Relatório de resultados

Relatório de resultados Relatório de resultados Questionário sobre Consentimento Informado, Acompanhamento de crianças até aos 18 anos de idade e Visitas a doentes no internamento hospitalar Entre Novembro de 2010 e Janeiro de

Leia mais

17-06-2016 1/2 Info Saude

17-06-2016 1/2 Info Saude 17-06-2016 1/2 Info Saude Cancro do fígado O cancro do fígado, também denominado carcinoma hepatocelular, é um dos tumores mais frequentes no mundo, com aproximadamente 1 milhão de novos casos registados

Leia mais

REGRAS DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS

REGRAS DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS REGRAS DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS CONDIÇÕES GERAIS: A Direção da Região Centro da Associação Portuguesa de Cardiopneumologistas () no âmbito da organização do 21º Congresso Português de Cardiopneumologia,

Leia mais

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia Geral Não Aplicável. Conselho de Administração (Mandato 2008 2010)

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia Geral Não Aplicável. Conselho de Administração (Mandato 2008 2010) Modelo de Governo Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato Mesa da Assembleia Geral Não Aplicável Conselho de Administração (Mandato 2008 2010) Presidente Director-Clínico Enf.-Director Artur Aires Rodrigues

Leia mais

MAPA DE VAGAS - IM - 2013 FE

MAPA DE VAGAS - IM - 2013 FE MAPA DE VAGAS - IM - 2013 FE Anatomia Patológica Centro Hospitalar de São João, EPE 2 Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil, EPE 1 Unidade Local de Saúde de Matosinhos, EPE 1 Sub-Total

Leia mais

16/04/2015 CÂNCER DE PULMÃO. Rastreamento do Câncer de Pulmão: Solução ou Complicação?

16/04/2015 CÂNCER DE PULMÃO. Rastreamento do Câncer de Pulmão: Solução ou Complicação? Rastreamento do Câncer de Pulmão: Solução ou Complicação? Bruno Hochhegger MD, PhD Médico Radiologista do Pavilhão Pereira Filho e Hospital Dom Vicente Scherer Professor de Radiologia da UFCSPA e PUC/RS

Leia mais

RE-INTEGRATE Consulta aos Empregadores PORTUGAL

RE-INTEGRATE Consulta aos Empregadores PORTUGAL RE-INTEGRATE Consulta aos Empregadores PORTUGAL Retorno ao Trabalho Ambiente Integrado de e-learning Projecto Leonardo: 2007 a 2009 Objectivo da Sessão Recolher opiniões sobre website e ferramentas de

Leia mais

XVI Congresso Português de Reumatologia Vilamoura, 2 a 5 de Maio 2012

XVI Congresso Português de Reumatologia Vilamoura, 2 a 5 de Maio 2012 S. Ramiro 1, 2, P. Machado 3, 4, R. Roque 1, H. Santos 5, J. Polido-Pereira 6, D. Peixoto 7, C. Duarte 3, FM Pimentel-Santos 8, C. Silva 5, J. E. Fonseca 6,8, F. Teixeira 7, A. Marques 3, F. Araújo 9,

Leia mais

Folha Informativa nº 121

Folha Informativa nº 121 Folha Informativa nº 121 VISITA À FUNDAÇÃO CHAMPALIMAUD A AACDN organizou, no passado dia 14 de Junho, mais uma visita Cultural à Fundação Champalimaud. Chegámos à hora marcada: 15H00. Fomos recebidos

Leia mais

Doença por vírus Ébola. Procedimentos a adotar pela LSA

Doença por vírus Ébola. Procedimentos a adotar pela LSA Para: Linha de Saúde Açores (LSA) Assunto: Fonte: Contacto na DRS: Doença por vírus Ébola. Procedimentos a adotar pela LSA (revoga a CN n.º25, de 22.09.2014) Direção Regional da Saúde Direção de Serviços

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SAÚDE E AMBIENTE

II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SAÚDE E AMBIENTE II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SAÚDE E AMBIENTE Desenvolvimento, conflitos territoriais e saúde: ciência e movimentos sociais para justiça ambiental nas políticas públicas. 19 a 22 de outubro de 2014 Eixo norteador

Leia mais

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Orientação para pacientes com Cálculo (pedra) da vesícula. Quem pode ter pedra (cálculo) na vesícula? Pedra ou calculo da vesícula e uma doença bastante comum.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT Pedro Laires 1 ; Helena Canhão 2 ; Nélia Gouveia 1 ; Jaime Branco 3 1 Equipa de Investigação

Leia mais

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL INQUÉRITO AO CRÉDITO Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL Introdução O Inquérito ao Crédito Fevereiro 2009, realizado pela AIP-CE, teve como base uma amostra constituída

Leia mais

Cálculo da Reserva de Benefícios Concedidos da Previdência Social

Cálculo da Reserva de Benefícios Concedidos da Previdência Social Mariana Marques Lima Cálculo da Reserva de Benefícios Concedidos da Previdência Social Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa

Leia mais

Cirurgia Torácica Videoassistida. Cancro do Pulmão

Cirurgia Torácica Videoassistida. Cancro do Pulmão Cirurgia Torácica Videoassistida Cancro do Pulmão Jorge Cruz Cirurgia Cardio-Torácica Cirurgia II Cirurgia Torácica Graham realiza em 1933 a 1ª pneumectomia Passados 70 anos a cirurgia torácica mudou.

Leia mais

USO ADEQUADO DA CATEGORIA 3 EM MAMOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA EDWARD A. SICKLES

USO ADEQUADO DA CATEGORIA 3 EM MAMOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA EDWARD A. SICKLES USO ADEQUADO DA CATEGORIA 3 EM MAMOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA EDWARD A. SICKLES A CATEGORIA 3 FOI CRIADA PARA SITUAÇÕES ESPECÍFICAS DE LESÕES QUE APRESENTAM MENOS QUE 2% DE CHANCE

Leia mais

Miguel Ângelo Fernando de Castro

Miguel Ângelo Fernando de Castro Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Miguel Ângelo Fernando de Castro [Todos os campos do CV são opcionais. Remova os campos não preenchidos.] Rua Soeiro Pereira Gomes, nº2, 2740-165 Porto Salvo 919173607

Leia mais

ACT entre a BP Portugal Comércio de Combustíveis e Lubrificantes, SA, e outras empresas petrolíferas e a FIEQUIMETAL

ACT entre a BP Portugal Comércio de Combustíveis e Lubrificantes, SA, e outras empresas petrolíferas e a FIEQUIMETAL ACT entre a BP Portugal Comércio de Combustíveis e Lubrificantes, SA, e outras empresas petrolíferas e a FIEQUIMETAL ACORDO DE 2007 Publicado no Boletim do Trabalho e Emprego, 1ª série nº 8, de 29/02/2008

Leia mais

Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ

Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ Tumores primários SNC 2% das neoplasias; 1ª -infância e 2ª -adultos jovens masculino; Os gliomassão os tumores primários mais frequentes; Nos EUA diagnosticados

Leia mais

IMS VIH/SIDA Overview 2011 PORTUGAL 2011

IMS VIH/SIDA Overview 2011 PORTUGAL 2011 IMS VIH/SIDA Overview 2011 PORTUGAL 2011 SOBRE A IMS HEALTH Operando em mais de 100 países, a IMS Health é fornecedora e líder mundial de soluções aplicadas às indústrias farmacêuticas e de saúde. Com

Leia mais

ANEXO III ENTIDADES COM AS QUAIS A ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE LISBOA TEM PROTOCOLOS DE FORMAÇÃO ENTIDADES HOSPITALARES

ANEXO III ENTIDADES COM AS QUAIS A ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE LISBOA TEM PROTOCOLOS DE FORMAÇÃO ENTIDADES HOSPITALARES ENTIDADES COM AS QUAIS A ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE LISBOA TEM PROTOCOLOS DE FORMAÇÃO ENTIDADES HOSPITALARES Centro Hospitalar de Lisboa Central EPE Centro Hospitalar de Lisboa Norte EPE Centro Hospitalar

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012 Dispõe sobre a requisição de técnicos para realização do exame das prestações de contas de candidatos e de comitês financeiros nas campanhas

Leia mais

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. E-mail: renatachequer@yahoo. com.br. 2

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. E-mail: renatachequer@yahoo. com.br. 2 AVALIAÇÃO DO PERFIL DAS CONDIÇÕES ERGONÔMICAS DE TRABALHO EM UMA UNIDADE PRODUTORA DE REFEIÇÃO NA CIDADE DE VIÇOSA, MG Renata Chequer de Souza 1, Veydiana Costa Condé 2, Rayane Terezinha Teixeira 3, Cristiane

Leia mais

Qualidade do Ar como Fator de Risco para a Saúde Humana

Qualidade do Ar como Fator de Risco para a Saúde Humana Seminário Gestão Territorial do Risco na Região Centro 2 Dezembro 2013 Coimbra Qualidade do Ar como Fator de Risco para a Saúde Humana Ana Isabel Miranda Departamento de Ambiente e Ordenamento Universidade

Leia mais

NOTÍCIAS. Pró Inclusão ANDEE 7. Junho de 2010. Caros associados da Pró Inclusão

NOTÍCIAS. Pró Inclusão ANDEE 7. Junho de 2010. Caros associados da Pró Inclusão Pró Inclusão ANDEE 7 NOTÍCIAS Junho de 2010 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DOCENTES DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Quinta da Arreinela de Cima, 2800-305 Almada TLM: 927 138 311 - E-mail: proandee@gmail.com Site: http://proinclusao.com.sapo.pt

Leia mais

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 3 Setembro 2015 SEGURO de SAÚDE

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 3 Setembro 2015 SEGURO de SAÚDE Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família Boletim Informativo Nº 3 Setembro 2015 SEGURO de SAÚDE O Seguro de Saúde adquiriu ao longo dos tempos uma importância crescente

Leia mais

Curriculum Vitae. 1. Dados pessoais Nome completo. Nome sob o qual publica. Patrícia Raquel da Silva Fernandes

Curriculum Vitae. 1. Dados pessoais Nome completo. Nome sob o qual publica. Patrícia Raquel da Silva Fernandes 1. Dados pessoais Nome completo Patrícia Raquel da Silva Fernandes Nome sob o qual publica Patrícia Raquel da Silva Fernandes Número de identificação fiscal (NIF) 245863168 Documento de identificação (BI)

Leia mais

SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR. Uma viagem a quatro mãos

SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR. Uma viagem a quatro mãos SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR Uma viagem a quatro mãos Doença coronária Uma das principais causas de morte no mundo ocidental Responsável por 1 em cada 6 mortes nos E.U.A. 1 evento

Leia mais

REACT PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO NO CANCRO DA PRÓSTATA

REACT PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO NO CANCRO DA PRÓSTATA REACT PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO NO CANCRO DA PRÓSTATA No seguimento das várias atividades formativas que a SPO tem vindo a desenvolver e que visam o aperfeiçoamento das competências necessárias para melhorar

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO DA SAÚDE E ASSUNTOS SOCIAIS, IP-RAM

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO DA SAÚDE E ASSUNTOS SOCIAIS, IP-RAM REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO DA SAÚDE E ASSUNTOS SOCIAIS, IP-RAM 2. Objetivo da circular normativa Implementar a gestão

Leia mais

CURRICULUM VITAE (RESUMIDO)

CURRICULUM VITAE (RESUMIDO) CURRICULUM VITAE (RESUMIDO) Nome: MANUEL JOÃO ALVES, Data de nascimento: 29 de Dezembro de 1957, Estado Civil: casado, Naturalidade: Santiago da Guarda Ansião, Residência: Rua São Salvador da Baía, n.º

Leia mais

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO PROJECTO CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO do Hospital de Santa Maria CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO MARIA RAPOSA Todos os anos, um número crescente de crianças, dos 0 aos 18 anos de idade, são assistidas

Leia mais

NORMAS DE SUBMISSÃO DE ESTUDOS À COMISSÃO DE ÉTICA PARA A SAÚDE (CES) do CHLO OBJETIVO PROCESSO DE SUBMISSÃO

NORMAS DE SUBMISSÃO DE ESTUDOS À COMISSÃO DE ÉTICA PARA A SAÚDE (CES) do CHLO OBJETIVO PROCESSO DE SUBMISSÃO NORMAS DE SUBMISSÃO DE ESTUDOS À COMISSÃO DE ÉTICA PARA A SAÚDE (CES) do CHLO OBJETIVO Normalizar e agilizar a submissão de estudos clínicos, facilitar a sua análise pela CES e assegurar, sempre que possível,

Leia mais

APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS EM INSTITUIÇÕES HOSPITALARES PRIVADAS DE SALVADOR

APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS EM INSTITUIÇÕES HOSPITALARES PRIVADAS DE SALVADOR APENDICE A INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Data da entrevista.../.../... PESQUISA SOBRE INOVAÇÕES GERENCIAIS

Leia mais

Unidade 1. jcmorais 09

Unidade 1. jcmorais 09 Unidade 1 jcmorais 09 Actualmente possuímos conhecimentos e técnicas capazes de controlar a fertilidade, de modo a: Diminuir a fertilidade humana Aumentar a fertilidade humana Contracepção e métodos contraceptivos

Leia mais

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE.

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Centro de Simulação Biomédica Serviço de Anestesiologia Bloco Operatório Central Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Curso Plano de Formação Avançada: Business Intelligence e o Novo Cliente

Leia mais

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5 12 A propósito de um caso clínico: Encurtamento isolado dos isquio-tibiais 53 A utilização do VEPTR no tratamento das deformidades da coluna pediátrica. Mª Teresa Combalia Pedro Fernandes 73 Abordagem

Leia mais

Curriculum Vitae. Miguel Chaves Ribeiro Assis Raimundo

Curriculum Vitae. Miguel Chaves Ribeiro Assis Raimundo Curriculum Vitae Miguel Chaves Ribeiro Assis Raimundo Identificação: Lisboa, Março de 2012 Nome: Miguel Chaves Ribeiro Assis Raimundo Data de Nascimento: 14 de Dezembro de 1980 Nacionalidade: Portuguesa

Leia mais

Identificação da Empresa. Missão. Visão

Identificação da Empresa. Missão. Visão Identificação da Empresa Designação social: Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Sede: Rua José António Serrano, 1150-199 - Lisboa Natureza jurídica: Entidade Pública Empresarial Início de actividade:

Leia mais