6. S d 2 = 80 ( ) 2 S d 2 = S d 2 = (constante de proporcionalidade) 6.1. Se d = , então d 2 = e S = 20

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6. S d 2 = 80 ( ) 2 S d 2 = S d 2 = (constante de proporcionalidade) 6.1. Se d = , então d 2 = e S = 20"

Transcrição

1 Matemática.º Ano 41 Praticar + para a prova final páginas 1 a Número de casos favoráveis: 1 Número de casos possíveis: 5 Logo, P( ser o criminoso ) = Número de casos favoráveis: 1 Número de casos possíveis: 5 Logo, P( ser o sr. Barreira ) = a fila: a fila: a fila: a fila: a fila: a fila: R.: 7 troncos.. Como P( não funcionar ) = 0,05, então, a P( funcionar ) = 1 0,05 = 0,5. 1. a. a F 0,5 0,5 = 0,05 F F F 0,5 0,05 = 0,0475 F 0,05 0,5 = 0,0475 F 0,05 0,05 = 0,005 Como o computador só funciona se as duas placas funcionarem, P = 0, , ,005 = 0, A área de cada quadrado é 4 cm (5 : 1 = 4). Então, cada quadrado tem cm de lado. Logo, P = = 5 R.: P = 5 cm 5. C ganha a Catarina; F ganha o Filipe Filipe Catarina C C C C C C F F C C C C 5 F F C C 7 F F F F C C F F F F C C 11 F F F F C C Por observação da tabela, existem 18 casos favoráveis à Catarina e 1 casos favoráveis ao Filipe. Logo, a Catarina tem maior probabilidade de ganhar.. S d = 80 ( ) S d = S d = (constante de proporcionalidade).1. Se d = 10 8, então d = e S = S = 10 S = 0.. Como S d = , se S = 10 15, logo, então d = d = 4 10 Logo, d = 4 10 = 10 = A [AEGF] = (x 1) (x 4 x) = = (x 1)(5x 4) = = 10x 8x 5x + 4 = = 10x 1x + 4 HF + CD 7.. A [HCDF] = FI A [HCDF] = x + x 4 (x 4 x + 1) = = 7x 4 (4x ) = = 8 x 1 x 1 x 1 + = 14x 7 x A colorida = A [DEF] + A [BHFG] A [DEF] = ED EF ED = x 4 (x 1) = = x 4 x + 1 = = 4x EF = x 4 x = = 5x 4 Assim, A [DEF] = (4x ) (5x 4) A [BHFG] = BH FH, ou seja, A [BHFG] = (x 1) x. Como A colorida = 1, temos:

2 A_Prova 4 (4x ) (5x 4) + (x 1)x = 1 0x 1x 15x x x = 1 0x 1x x x = 4 4x x 0 = 0 x = x = ± 4 4 0) ( 4 ± x = 0 x = x = Pelo teorema de Pitágoras, OC = OD + CD, ou seja, 5 = 4 + OD OD = 5 1 OD = ± OD = Logo, A [ABC] = 8 (5 + ) = 8 8 = R.: A = cm. 11. ± 5 x = AB = k x = CD ± 11.. = k 11.. BG = 1 AB BE k = = 1 k AD 8. Seja p o número de bolas pretas e b o número de bolas brancas. Sabemos que: p > b, p b = 1 e p + b = 8. Assim, (8 p) p = 1 8p p 1 = 0 p 8p + 1 = 0 8 ± (8) p = 4 1(1) 1 8 ± 1 p = p = 1 p = 1 C.S. = {1, 1} Como p > b, então p = 1. Logo, número de casos favoráveis: 1 Número de casos possíveis: 8 Então, P = 1 = Como AB = unidades e CD = 7 unidades, CD = 7, ou seja, CD = 7 AB. Concluímos então que [AB] e [CD] são comensuráveis. 10. A [ABC] = BC AD Como BC = 8 cm, DC = 4 cm. Sabemos que OA = 5 cm ,5 + + x = x = 1 ( ) ( ) ( ) ( ) x = x = 1 x = =, ou seja, pintou duas faces de vermelho = 4, ou seja, quatro faces pintadas de roxo e duas de castanho. 1. Pelo teorema de Pitágoras, x = x = 4 1 x = x = 4 A Hexágono = P ap A Hexágono = 8 4 = 4 4 = R.: A = cm O Rui não vai à praia Se estiver Sol, o Rui vai à praia.

3 Matemática.º Ano O Rui vai à praia se e só se estiver Sol p q 15.. ~p 15.. q p 1. α = 180 (n ) n 144 n = 180n 0 n = 0 n = 10 R.: O polígono tem 10 lados. 0 o 17. A amplitude de cada ângulo externo de um polígono regular é igual a. Então, n,5 o = 0 o n 0o n =, 5 o n = 1 R.: O polígono tem 1 lados a) Por exemplo, ABD e BCI. b) Por exemplo, ABH e BCI. c) Por exemplo, BC e DE Ponto J As retas PC e IC são perpendiculares. PC e CD pertencem ao plano ABC e são concorrentes. Como IC é perpendicular ao plano ABC, no ponto C, então é perpendicular a todas as retas do plano ABC que passam por C Pelo teorema de Pitágoras, temos: = 1 + OM OM = 4 1 OM = R.: OM = cm V prisma = Ab h Ab = Ab = P ap = Logo, V prisma = = 1 0,78 R.: V prisma 0,78 cm o termo 4 fósforos: o termo 7 fósforos: + 1. o termo 10 fósforos: o termo 1 fósforos: O termo geral desta sequência é n + 1. n + 1 = 05 n = 05 1 n = 04 n = 0 4 e 0 4 N Logo, não existe um termo constituído por 05 fósforos No final de 00, n =. Então, n() = 5 ( 5) + 10 = = 8,4, ou 5 seja, 8, = 8400 R.: 8400 animais. 0.. n(t) = 10 5 (t 5) + 10 = 10 5 (t 5) = 0 (t 5) = 0 t = 5 R.: No início de Sabemos que n(5) = = 000 R.: 000 animais n(t) = 0 5 (t 5) + 10 = 0 (t 5) = 5 t 5 = 5 t 5 = 5 t = 0 t = = 010 R.: No início de O triângulo [ACD] é isósceles porque [AC] e [AD] são raios de circunferência, ou seja, AC = AD = cm. 1.. Como DAB é um ângulo ao centro, DA^B = 4 o. Como o ângulo DCB é um ângulo inscrito no mes- mo arco que DA^B, então DC^B = 4 = o. o

4 A_Prova O triângulo [CEB] é retângulo porque está inscrito numa semicircunferência. Então, pelo teorema de Pitágoras, BC = CE + BE, ou seja, = + BE BE = BE = ± 7 BE = 7 A [CEB] = R.: A [CEB = 7,8 cm...1. π,8 e 1,7 O menor número inteiro pertencente a A é e o maior é 1... (5) + (1 ) = 1 = 5 + (1 + () ) = = = = = ( ) ( ) = = Como pertence a A... [A] A R = A [B] A R + = ]0, [ [C] A ]0, +[ = ]0, [ [D] A [0, ] = [0, [ Logo, a opção correta é a [D].. [A] Falsa, por exemplo <, então não são semelhantes porque [B] Falsa, CE EB 7 A [CEB] = 7, = 1, não é losango. [C] Verdadeira, porque todos os quadrados têm os quatro lados geometricamente iguais. [D] Falsa, Logo, a opção correta é a [C]. não é geometricamente igual a a) Número de casos favoráveis: 0 Número de casos possíveis: Logo, p(a) = = Número de casos favoráveis b) p(e) = = Número de casos possíveis = = = 5 1 p(e) = 1 p(e) = 1 = Número de casos favoráveis: 0 Número de casos possíveis: = Logo, P(A B) = = 0, Os triângulos [ABC] e [BFG] são semelhantes pelo critério AA: α = α e AB^C = FB^G. 5.. Como a razão entre as áreas (segundo uma ampliação) é 1, então a razão de semelhança é 1 = 4. P [ABC] Assim, = r, ou seja P [ABC] = 4 P[BFG] 1 P [ABC] = 4 1 P [ABC] = 4 R.: P [ABC] = 4 cm...1. a) Por exemplo, EJ e DG. b) [BH] c) Plano ABH.

5 Matemática.º Ano 45.. Os planos ABC e DEF são paralelos. Logo, se r é perpendicular a ABC, então r é perpendicular a DEF... [EF].4. Sabemos que EF = AB = 4 cm. JF = BJ AE = 15 1 = cm. Pelo teorema de Pitágoras, EJ = JF + EF EJ = + 4 EJ = + 1 EJ = 5 EJ = ± 5 EJ = 5 R.: EJ = 5 cm..5. [ABJ] é um triângulo retângulo em B. Então, tg (AJ^B) = AJ^B: tg ,o R.: J^B = 14, o... V [ABCHFEDG] = 4 1 = 1 V [DEFGIJ] = EF JF DE V [DEFGIJ] = 4 4 = 4 Logo, V total = = 1 R.: V = 1 cm. 7. x (x 1 ) 1 = (x 1) x x x = x + 1 x x + x = x + x x + x + x = 0 x + 5x = 0 5 ± 5 4 ) ( x = x = x = x = 1 C.S.:, 1 8. tg α = s enα = cos α AB BJ 5 ± =. (x + 7) = 1 x + 7 = ± 1 x + 7 = 4 x + 7 = 4 x = 11 x = C.S. = { 11, } R.: 11 e. 0. A opção correta é a [A]. 1. A reta r não representa graficamente a fução f porque a inclinação da reta r é positiva e o declive de f é. A reta s não representa graficamente a função f porque a reta interseta o eixo das ordenadas no ponto (0, 1) e a ordenada na origem de f é.. x 1 (x 1) x 1 x 1 x + x + 1 ( ) ( ) ( ) ( ) 4x 18x + 18 x + 4x 18x + x x 1 11x 1 x = 1 11 C.S. =, (x ) = x 1 4x + 8 = x 1 8x + 1 = x 1 8x x = 1 1 x = 17 x = 1 7 Assim, x 7 = 1 = V = 7 a = 7 a = Logo a = 1,5. R.: 1,5 dm.

6 A_Prova h() + f( 1) = = 1 () + 1 = 1 = = = = Como o ponto B pertence ao gráfico de h, então h( ) = 1 ( ) = 4 =. Logo, B(, ). O ponto A pertence aos gráficos de g e de h. Assim, h(x) = 1 x = x = 4 x = ± Logo, A(, ). Por outro lado, g() = k = k = 4 R.: k = O ponto C pertence ao gráfico de f. Como f(4) = 4 = 1, então C 4, A [CBA] = b h A [CBA] = 4,5 = 5 R.: A = 5 u.a O gráfico é uma parábola com a concavidade voltada para cima e com a mesma abertura do gráfico de h. Logo, a expressão é 1 x e a opção correta é a [B]...1. B A E C A D.. T CD (C) = D e T DA (D) = A, então a imagem do ponto C por T DA, o T CD é o ponto A. E D C B Pelo teorema de Pitágoras, temos_ () = (7) + b b = 7 b = ± 1 b = Como tg α = tg 0 o = 1 b 1 b = b = b = b = 1 A = b h 1 1 Logo, A = = 18 1,7 R.: A = 1,7 cm. 7.. Nota que sen α = cos β e que cos α = sen β. cos α sen β + sen α cos β = = cos α cos α + sen α sen α = = cos α + sen α = = Os triângulos [ABC] e [DEC] são semelhantes pelo critério AA, pois AB^C = DE^C = 0 o e BC^A = EC^D (ângulo comum). 8.. Como os triângulos são isósceles, AB = BC = cm e DE = EC = 4 cm. AB + DE Assim, A [ABDE] = BE A [ABDE] = + 4 = 10 R.: A [ABDE] = 10 cm = 4 = ( 4 ) = = medida do cateto oposto medida do cateto adjacente

7 Matemática.º Ano = 7 4 = 7 5 = = = = (7 ) O triângulo [AOB] é isósceles e OB =. Logo, a abcissa de A é =. Como A pertence ao gráfico da função f, temos: 1 f() = ( 10) = = = 7 1 = 7,1 10 Assim, A(; 7,1) e a altura do triângulo é 7,1. OB 7,1 Logo, A [AOB] = = 7,1 = 1, u.a a) Por exemplo, CD. b) Por exemplo, BF e ED. c) Por exemplo, CBF e ABC A reta s é paralela à reta AB, porque, sendo EF paralela a AB, então se s é paralela a EF também é paralela a AB A reta CB é perpendicular aos planos ABF e CDE. Se dois planos são perpendiculares a uma mesma reta, então são paralelos. Logo, o plano BCF é paralelo ao plano ADE O ponto P é o ponto médio de [AB], porque três pontos colineares não definem um plano Um pnlano, porque por um ponto exterior a um plano passa um único plano paralelo ao primeiro. 4. Como a soma dos ângulos internos de um polígono de n lados é: S = (n ) 180 o = (5 ) 180 o = 540 o ^ β = 540 o 11 o 14 o 4 o 1 o = 80 o o 105 o = 75 o α^ = 75 o + 1 o = 10 o y x = 8 = 4 5 k = 4 k = x y = 8 = 1 k = 1 =, x y = 4 x y = 4 ( y) y = 4 x + y = 1 x + y = x = y 5 y y = 4 y = y = 1 y = 1 x = 1 x = 10 C.S. = {(10, 1)} R.: (10, 1) Pelo teorema de Pitágoras, SP = OS + OP. Assim, = x + x x = x = ± 18 x = Logo, P(, 0), S(0, ), R(, 0) e Q(0, ). 4.. A ordenada na origem é igual à ordenada do ponto S,. 0 Assim, y = ax + e a [SP] = = 1 0 Logo, y = x Seja v o número de vacas e g o número de galinhas. Como há 40 cabeças: v + g = 40 Como há 100 patas: 4v + g = 100 Assim, v = 40 g 4(40 g) + g = g + g = 100 v = 10 g = 0 g = 0 Logo, a opção correta é a [C].. Como [ABC] é um triângulo equilátero, cada um dos seus ângulos internos tem 0 o de amplitude.

8 A_Prova Assim, DC^A = 180 o 0 o = 10 o. Consideremos o triângulo [ACD]. Como CA = CD, então AD^C = CA^D. Logo, α^ = 180o 10 o = 0 o Então, β^ = 180 o CA^B DA^C, ou seja, β^ = 180 o 0 o 0 o = 0 o. 4. Como a média de 10 números é, a soma dos 10 números é igual a 10 = 0. Como a média de dois números desse conjunto é 8, então a soma desses números é igual a 8 = 5. Logo, a média dos restantes oito números é igual a 0 5 =. 8

Aula 10 Triângulo Retângulo

Aula 10 Triângulo Retângulo Aula 10 Triângulo Retângulo Projeção ortogonal Em um plano, consideremos um ponto e uma reta. Chama-se projeção ortogonal desse ponto sobre essa reta o pé da perpendicular traçada do ponto à reta. Na figura,

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta. a) calcule a área do triângulo OAB. b) determine OC e CD.

Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta. a) calcule a área do triângulo OAB. b) determine OC e CD. Questão Se Amélia der R$,00 a Lúcia, então ambas ficarão com a mesma quantia. Se Maria der um terço do que tem a Lúcia, então esta ficará com R$ 6,00 a mais do que Amélia. Se Amélia perder a metade do

Leia mais

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Circunferência. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Circunferência. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte Circunferência. 8 ano/e.f. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda Elementos Básicos de Geometria - Parte. Circunferência. 1 Exercícios Introdutórios Exercício

Leia mais

1.2. Recorrendo a um diagrama em árvore, por exemplo, temos: 1.ª tenda 2.ª tenda P E E

1.2. Recorrendo a um diagrama em árvore, por exemplo, temos: 1.ª tenda 2.ª tenda P E E Prova de Matemática do 3º ciclo do Ensino Básico Prova 927 1ª Chamada 1. 1.1. De acordo com enunciado, 50% são portugueses (P) e 50% são espanhóis (E) e italianos (I). Como os Espanhóis existem em maior

Leia mais

Aula 12 Áreas de Superfícies Planas

Aula 12 Áreas de Superfícies Planas MODULO 1 - AULA 1 Aula 1 Áreas de Superfícies Planas Superfície de um polígono é a reunião do polígono com o seu interior. A figura mostra uma superfície retangular. Área de uma superfície é um número

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro INSTITUTO DE MATEMÁTICA Departamento de Métodos Matemáticos

Universidade Federal do Rio de Janeiro INSTITUTO DE MATEMÁTICA Departamento de Métodos Matemáticos Universidade Federal do Rio de Janeiro INSTITUTO DE MATEMÁTICA Departamento de Métodos Matemáticos Gabarito da a Prova de Geometria I - Matemática - Monica 9/05/015 1 a Questão: (4,5 pontos) (solução na

Leia mais

CIRCUNFERÊNCIA E POLÍGONOS. ROTAÇÕES

CIRCUNFERÊNCIA E POLÍGONOS. ROTAÇÕES B3 CIRCUNFERÊNCIA E POLÍGONOS. ROTAÇÕES Circunferência Circunferência é um conjunto de pontos do plano situados à mesma distância de um ponto fixo (centro). Corda é um segmento de recta cujos extremos

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Circunferência - ângulos e arcos (9 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Circunferência - ângulos e arcos (9 o ano) Propostas de resolução MATEMÁTICA - 3o ciclo Circunferência - ângulos e arcos (9 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. Como o ângulo BDA é reto (porque está inscrito numa semicircunferência),

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Matemática Disciplina: Matemática Série: ª Ensino Médio Professor: Elias Bittar Matemática Atividades para Estudos Autônomos Data: 9 / 0 / 016 1) (UFMG) Observe a figura.

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes: TRIÂNGULO RETÂNGULO Num triângulo retângulo, os lados perpendiculares, aqueles que formam um ângulo de 90º, são denominados catetos e o lado oposto ao ângulo de 90º recebe o nome de hipotenusa. O teorema

Leia mais

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 TEOREMA DE TALES. Na figura abaixo as retas r, s e t são (A) 0 (B) 6 (C) 00 (D) 80 (E) 0. Três retas paralelas são cortadas por duas Se AB = cm; BC = 6 cm e XY = 0 cm a medida, em cm, de XZ é: (A) 0 (B)

Leia mais

Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 (OBMEP RJ) Num triângulo retângulo, definimos o cosseno de seus ângulos agudos O triângulo retângulo da figura

Leia mais

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 1. Crie dois pontos livres. Movimente-os. 2. Construa uma reta passando por estes dois pontos. 3. Construa mais dois pontos livres em qualquer lugar da tela, e o

Leia mais

Aula 5 Quadriláteros Notáveis

Aula 5 Quadriláteros Notáveis Aula 5 Quadriláteros Notáveis Paralelogramo Definição: É o quadrilátero convexo que possui os lados opostos paralelos. A figura mostra um paralelogramo ABCD. Teorema 1: Se ABCD é um paralelogramo, então:

Leia mais

Capítulo 6. Geometria Plana

Capítulo 6. Geometria Plana Capítulo 6 Geometria Plana 9. (UEM - 2013 - Dezembro) Com base nos conhecimentos de geometria plana,assinale o que for correto. 01) O maior ângulo interno de um triângulo qualquer nunca possui medida inferior

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014. Nome: N.º Turma: 1.ª

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014. Nome: N.º Turma: 1.ª Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014 M&M - Mathmais n.º 6 Matemática 8.º Ano Nome: N.º Turma: 1.ª Assunto: Teorema de Pitágoras. Semelhança de

Leia mais

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab.

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab. MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito Questão 01 [ 2,00 pts ] Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso

Leia mais

GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA TIPO B

GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA TIPO B 1 GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA 1. Considere um quadrilátero RSTU, satisfazendo RS = ST = TU = UR, como o exemplo ilustrado abaixo. Considerando esses dados, podemos afirmar que: 0-0) SU é

Leia mais

PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães

PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães Nível Iniciante Propriedade 1 Num triângulo retângulo ABC, a mediana BM relativa à hipotenusa mede

Leia mais

Geometria Plana Noções Primitivas

Geometria Plana Noções Primitivas Geometria Plana Noções Primitivas Questão 1 (CESGRANRIO-85) Numa carpintaria, empilham-se 50 tábuas, umas de 2 cm e outras de 5 cm de espessura. A altura da pilha é de 154 cm. A diferença entre o número

Leia mais

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS 1. (Unicamp 014) O perímetro de um triângulo retângulo é igual a 6,0 m e as medidas dos lados estão em progressão aritmética (PA). A área desse triângulo é igual a a),0 m. b),0

Leia mais

ABCDE é um pentágono regular e ABF é um triângulo equilátero interior ao pentágono. Calcule os ângulos internos

ABCDE é um pentágono regular e ABF é um triângulo equilátero interior ao pentágono. Calcule os ângulos internos GABARITO MA13 - Avaliação 1 - o semestre - 013 Questão 1. (pontuação: ) ABCDE é um pentágono regular e ABF é um triângulo equilátero interior ao pentágono. Calcule os ângulos internos do triângulo AF C.

Leia mais

MAT 240- Lista de Exercícios. 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM.

MAT 240- Lista de Exercícios. 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM. 1 MAT 240- Lista de Exercícios 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM. 2. Seja G o baricentro e O o circuncentro do ABC. Na reta que contém

Leia mais

OBJETIVOS: Definir área de figuras geométricas. Calcular a área de figuras geométricas básicas, triângulos e paralelogramos.

OBJETIVOS: Definir área de figuras geométricas. Calcular a área de figuras geométricas básicas, triângulos e paralelogramos. META: Definir e calcular área de figuras geométricas. AULA 8 OBJETIVOS: Definir área de figuras geométricas. Calcular a área de figuras geométricas básicas, triângulos e paralelogramos. PRÉ-REQUISITOS

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: TRIÂNGULO RETÂNGULO Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: a: hipotenusa b e c: catetos h: altura relativa a hipotenusa m e

Leia mais

Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA

Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA Escola Secundária de Francisco Franco Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA 1. Na figura está representado o círculo trigonométrico e um triângulo [OPR]. O ponto P desloca-se ao longo

Leia mais

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura.

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura. NOME: ANO: º Nº: POFESSO(A): Ana Luiza Ozores DATA: Algumas definições Áreas: Quadrado: EVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência A, onde representa o lado etângulo: A b h, onde b representa a

Leia mais

O conhecimento é a nossa propaganda.

O conhecimento é a nossa propaganda. Conhecimentos geométricos II - Triângulos e Quadriláteros Lista de Exercícios 1 Gabaritos Comentados dos Questionários 01) (ENEM 2000) Um marceneiro deseja construir uma escada trapezoidal com 5 degraus,

Leia mais

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge.

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge. Matemática 2 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um paralelepípedo retângulo acoplado a um prisma triangular. 1,6m 1m 1,4m Calcule o volume da estrutura, em dm 3, e indique

Leia mais

1 B 1 Dado z = ( 1 + 3 i), então z n é igual a

1 B 1 Dado z = ( 1 + 3 i), então z n é igual a MATEMÁTICA NOTAÇÕES : conjunto dos números naturais : conjunto dos números inteiros : conjunto dos números racionais : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i: unidade imaginária:

Leia mais

1 A AVALIAÇÃO ESPECIAL UNIDADE I -2014 COLÉGIO ANCHIETA-BA ELABORAÇÃO: PROF. ADRIANO CARIBÉ e WALTER PORTO. RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA C.

1 A AVALIAÇÃO ESPECIAL UNIDADE I -2014 COLÉGIO ANCHIETA-BA ELABORAÇÃO: PROF. ADRIANO CARIBÉ e WALTER PORTO. RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA C. 1 A AVALIAÇÃO ESPECIAL UNIDADE I -014 COLÉGIO ANCHIETA-BA ELABORAÇÃO: PROF. ADRIANO CARIBÉ e WALTER PORTO. PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA Questão 01. (UESC-Adaptada) (x + )!(x + )! O valor de x N, que

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Questão 4. alternativa A. alternativa E. alternativa E

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Questão 4. alternativa A. alternativa E. alternativa E Questão TIPO DE PROVA: A Uma empresa entrevistou k candidatos a um determinadoempregoerejeitouumnúmerode candidatos igual a 5 vezes o número de candidatos aceitos. Um possível valor para k é: a) 56 b)

Leia mais

a soma dois números anteriores da primeira coluna está na segunda coluna: (3m +1) + (3n +1) = 3(m + n) + 2.

a soma dois números anteriores da primeira coluna está na segunda coluna: (3m +1) + (3n +1) = 3(m + n) + 2. OBMEP 01 Nível 3 1 QUESTÃO 1 ALTERNATIVA A Basta verificar que após oito giros sucessivos o quadrado menor retorna à sua posição inicial. Como 01 = 8 1+ 4, após o 01º giro o quadrado cinza terá dado 1

Leia mais

Caderno 1: 35 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora)

Caderno 1: 35 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 92/1.ª Fase Caderno 1: 7 Páginas Duração da Prova (Caderno 1 + Caderno 2): 90 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Escola Secundária Gabriel Pereira. Nome: N.º: Ano Turma

Escola Secundária Gabriel Pereira. Nome: N.º: Ano Turma Escola Secundária Gabriel Pereira FICHA DE EXERCÍCIOS Nº MATEMÁTICA A Rectas e Planos Nome: Nº: Ano Turma 1) Determina uma equação vectorial e cartesianas da recta que passa em A,1, 4 11) paralela ao vector

Leia mais

Teste de Avaliação Escrita

Teste de Avaliação Escrita Teste de Avaliação Escrita Duração: 90 minutos 19 de fevereiro de 014 Escola E.B.,3 Eng. Nuno Mergulhão Portimão Ano Letivo 013/014 Matemática 9.º B Nome: N.º Classificação: Fraco (0% 19%) Insuficiente

Leia mais

Resolução comentada Lista sobre lei dos senos e lei dos cossenos

Resolução comentada Lista sobre lei dos senos e lei dos cossenos Resolução comentada Lista sobre lei dos senos e lei dos cossenos 1 1. A figura mostra o trecho de um rio onde se deseja construir uma ponte AB. De um ponto P, a 100m de B, mediu-se o ângulo APB = 45º e

Leia mais

FUVEST 2008 1 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia.

FUVEST 2008 1 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. FUVEST 008 a Fase Matemática Professora Maria Antônia Gouveia..0. Sabendo que os anos bissextos são os múltiplos de 4 e que o primeiro dia de 007 foi segunda-feira, o próximo ano a começar também em uma

Leia mais

Relações Métricas nos. Dimas Crescencio. Triângulos

Relações Métricas nos. Dimas Crescencio. Triângulos Relações Métricas nos Dimas Crescencio Triângulos Trigonometria A palavra trigonometria é de origem grega, onde: Trigonos = Triângulo Metrein = Mensuração - Relação entre ângulos e distâncias; - Origem

Leia mais

Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. 8 ano/9 a série E.F.

Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. 8 ano/9 a série E.F. Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales Relações Métricas no Triângulo Retângulo. 8 ano/9 a série E.F. Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales Relações Métricas no Triângulo Retângulo.

Leia mais

Nível B3 TRIGONOMETRIA DO TRIÂNGULO RECTÂNGULO

Nível B3 TRIGONOMETRIA DO TRIÂNGULO RECTÂNGULO Nível B3 TRIGONOMETRIA DO TRIÂNGULO RECTÂNGULO Razões trigonométricas A palavra trigonometria significa medir triângulos. Na figura, α e β são ângulos agudos do triângulo rectângulo. [CB] é a hipotenusa.

Leia mais

ICARO SISTEMA DE ENSINO MATEMÁTICA APLICADA. www.portalicaro.com.br atendimento@portalicaro.com.br

ICARO SISTEMA DE ENSINO MATEMÁTICA APLICADA. www.portalicaro.com.br atendimento@portalicaro.com.br MATEMÁTICA APLICADA Disciplina: Matemática Aplicada Trigonometria e aplicações Introduzimos aqui alguns conceitos relacionados com a Trigonometria no triângulo retângulo, assunto comum na oitava série

Leia mais

Troncos de Cone e de Pirâmide

Troncos de Cone e de Pirâmide Troncos de Cone e de Pirâmide 1. (Uerj 015) Um recipiente com a forma de um cone circular reto de eixo vertical recebe água na razão constante de 1 cm s. A altura do cone mede 4 cm, e o raio de sua base

Leia mais

Lei dos Senos e dos Cossenos

Lei dos Senos e dos Cossenos Lei dos Senos e dos Cossenos 1. (G1 - cftrj 014) Considerando que ABC é um triângulo tal que AC 4 cm, BC 1 cm e  60, calcule os possíveis valores para a medida do lado AB.. (Ufpr 014) Dois navios deixam

Leia mais

FUVEST VESTIBULAR 2005 FASE II RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

FUVEST VESTIBULAR 2005 FASE II RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. FUVEST VESTIBULAR 00 FASE II PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. Q 0. Para a fabricação de bicicletas, uma empresa comprou unidades do produto A, pagando R$9, 00, e unidades do produto B, pagando R$8,00. Sabendo-se

Leia mais

Soluções de Questões de Matemática CEFET/RJ

Soluções de Questões de Matemática CEFET/RJ Soluções de Questões de Matemática CEFET/RJ de outubro 00 Esta apostila contém soluções comentadas das questões de matemática de provas de seleção para o Ensino Médio no Centro Federal de Educação Celso

Leia mais

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%)

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%) Distribuição das.08 Questões do I T A 9 (8,97%) 0 (9,9%) 69 (6,58%) Equações Irracionais 09 (0,86%) Equações Exponenciais (, 0 (9,6%) Geo. Analítica Conjuntos (,96%) Geo. Espacial Funções Binômio de Newton

Leia mais

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos GEOMETRIA PLANA - FUVEST Triângulos... Teorema de Tales... 8 Semelhança de Triângulos... Pontos Notáveis... Triângulos Retângulos... 5 Triângulos 0. (Fuvest/96) Na figura, as retas r e s são paralelas,

Leia mais

a = 6 m + = a + 6 3 3a + m = 18 3 a m 3a 2m = 0 = 2 3 = 18 a = 6 m = 36 3a 2m = 0 a = 24 m = 36

a = 6 m + = a + 6 3 3a + m = 18 3 a m 3a 2m = 0 = 2 3 = 18 a = 6 m = 36 3a 2m = 0 a = 24 m = 36 MATEMÁTICA Se Amélia der R$ 3,00 a Lúcia, então ambas ficarão com a mesma quantia. Se Maria der um terço do que tem a Lúcia, então esta ficará com R$ 6,00 a mais do que Amélia. Se Amélia perder a metade

Leia mais

Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor

Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor 1. Considere os pontos notáveis de um triângulo, sendo: B Baricentro C Circuncentro I Incentro

Leia mais

Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã

Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã ======================================================== 1) Num retângulo, a base tem cm a mais do que o dobro da altura e a diagonal

Leia mais

Lista de Exercícios: Geometria Plana. Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é:

Lista de Exercícios: Geometria Plana. Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é: Lista de Exercícios: Geometria Plana Questão 1 Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é: A( ) 20 cm 2. B( ) 10 cm 2. C( ) 24 cm 2. D( )

Leia mais

XXXI Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas

XXXI Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Gabarito da Prova da Primeira Fase Nível Alfa 1 Questão 1 0 pontos Na Tabela 1 temos a progressão mensal para o Imposto de Renda Pessoa Física 014 01. Tabela 1: Imposto de Renda Pessoa Física 014 01. Base

Leia mais

AEFG. Sabe-se que: ABCD e. AD, respetivamente.

AEFG. Sabe-se que: ABCD e. AD, respetivamente. Escola Básica de Ribeirão (Sede) ANO LETIVO 04/0 Nome: N.º: Turma: Classificação: Professor: Enc. Educação: 9.º Ano Ficha de Avaliação de Matemática Versão Duração do Teste: 0 minutos (Caderno ) + 0 minutos

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ECONOMIA RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia

PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ECONOMIA RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 0 - FGV CURSO DE ECONOMIA Profa. Maria Antônia C. Gouveia QUESTÃO 0 Laura caminha pelo menos km por dia. Rita também caminha todos os dias, e a soma das distâncias diárias

Leia mais

MATEMÁTICA ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS. 3. A medida do complemento: a) do ângulo de 27º 31 é: b) do ângulo de 16º 15 28 é:

MATEMÁTICA ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS. 3. A medida do complemento: a) do ângulo de 27º 31 é: b) do ângulo de 16º 15 28 é: MATEMÁTICA Prof. Adilson ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS 1. Calcule o valor de x e y observando as figuras abaixo: a) b) 2. Calcule a medida de x nas seguintes figuras: 3. A medida do complemento: a)

Leia mais

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos GEOMETRIA PLANA - FUVEST Triângulos...1 Teorema de Tales...8 Semelhança de Triângulos...11 Pontos Notáveis...23 Triângulos Retângulos...25 Triângulos 01. (Fuvest/96) Na figura, as retas r e s são paralelas,

Leia mais

FEIXE DE RETAS PARALELAS TEOREMA DE TALES

FEIXE DE RETAS PARALELAS TEOREMA DE TALES 222 FEIXE DE RETAS PARALELAS Feixe de retas paralelas é um conjunto de retas distintas de um plano, paralelas entre si. As retas a, d e c da figura constituem um feixe de retas paralelas. r s Transversal

Leia mais

Arcos na Circunferência

Arcos na Circunferência Arcos na Circunferência 1. (Uerj 015) Um tubo cilíndrico cuja base tem centro F e raio r rola sem deslizar sobre um obstáculo com a forma de um prisma triangular regular. As vistas das bases do cilindro

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) RESPOSTA: (A)

(A) (B) (C) (D) (E) RESPOSTA: (A) 1. Assinale, dentre as regiões a seguir, pintadas de cinza, aquela que é formada pelos pontos do quadrado cuja distância a qualquer um dos vértices não é maior do que o comprimento do lado do quadrado.

Leia mais

Conceitos e fórmulas

Conceitos e fórmulas 1 Conceitos e fórmulas 1).- Triângulo: definição e elementos principais Definição - Denominamos triângulo (ou trilátero) a toda figura do plano euclidiano formada por três segmentos AB, BC e CA, tais que

Leia mais

Geometria Métrica Espacial. Geometria Métrica Espacial

Geometria Métrica Espacial. Geometria Métrica Espacial UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA 1. Prismas Geometria Métrica

Leia mais

Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues

Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues Índice Geometria Resumo Teórico...1 Exercícios...4 Dicas...5 Resoluções...7 Geometria Resumo Teórico 1. O volume de um prisma eodeumcilindro (retos ou

Leia mais

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03. Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.2014 9.º Ano de Escolaridade Indica de forma legível a versão do teste. O teste é constituído por dois

Leia mais

Escola Secundária de Lousada. Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 2013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e

Escola Secundária de Lousada. Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 2013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e Escola Secundária de Lousada Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e Apresentação dos Conteúdos e Objetivos para o 3º Teste de Avaliação de

Leia mais

Representação de sólidos

Representação de sólidos 110 Representação de sólidos Pirâmides e prismas regulares com base(s) contida(s) em planos verticais ou de topo Desenhe as projecções de uma pirâmide quadrangular regular, situada no 1. diedro e com a

Leia mais

Prova Final de Matemática

Prova Final de Matemática PROVA FINAL DO 3.º CICLO do Ensino BÁSICO Decreto-Lei n.º 139/01, de 5 de julho Prova Final de Matemática 3.º Ciclo do Ensino Básico Prova 9/1.ª Chamada 8 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância:

Leia mais

EXAME DE ACESSO PROFMAT - 2015 - SOLUÇÕES (B) 7 (E) 12

EXAME DE ACESSO PROFMAT - 2015 - SOLUÇÕES (B) 7 (E) 12 EXAME DE ACESSO PROFMAT - 015 - SOLUÇÕES 1. Se x é um número real tal que x + 1 x = 3, então x + 1 é igual a: x (A) 6 (D) 9 Resposta: B) (B) 7 (E) 1 (C) 8 Elevando ambos os membros da equação x + 1 = 3

Leia mais

Se o ABC é isóscele de base AC, determine x.

Se o ABC é isóscele de base AC, determine x. LISTA DE EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE MATEMÁTICA PROFESSOR MOABI QUESTÃO I Nas figuras abaixo, o CBA é congruente ao CDE. Determine o valor de x e y. QUESTÃO II Num triângulo, o maior lado mede 26 cm,

Leia mais

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas.

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas. PROVA APLICADA ÀS TURMAS DO O ANO DO ENSINO MÉDIO DO COLÉGIO ANCHIETA EM MARÇO DE 009. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA QUESTÕES DE 0 A 08.

Leia mais

MA.01. 4. Sejam a e b esses números naturais: (a + b) 3 (a 3 + b 3 ) = a 3 + 3a 2 b + 3ab 2 + b 3 a 3 b 3 = = 3a 2 b + 3ab 2 = 3ab (a + b)

MA.01. 4. Sejam a e b esses números naturais: (a + b) 3 (a 3 + b 3 ) = a 3 + 3a 2 b + 3ab 2 + b 3 a 3 b 3 = = 3a 2 b + 3ab 2 = 3ab (a + b) Reformulação Pré-Vestibular matemática Cad. 1 Mega OP 1 OP MA.01 1.. 3. 4. Sejam a e b esses números naturais: (a + b) 3 (a 3 + b 3 ) a 3 + 3a b + 3ab + b 3 a 3 b 3 3a b + 3ab 3ab (a + b) Reformulação

Leia mais

. Para que essa soma seja 100, devemos ter 56 + 2x donde 2x = 44 e então x = 22, como antes.

. Para que essa soma seja 100, devemos ter 56 + 2x donde 2x = 44 e então x = 22, como antes. OBMEP 008 Nível 3 1 QUESTÃO 1 Carlos começou a trabalhar com 41-15=6 anos. Se y representa o número total de anos que ele trabalhará até se aposentar, então sua idade ao se aposentar será 6+y, e portanto

Leia mais

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA LISTA de RECUPERAÇÃO Professor: ARGENTINO Recuperação: O ANO DATA: 0 / 06 / 015 MATEMÁTICA 1. A figura representa duas raias de uma pista de atletismo plana. Fábio (F) e André (A) vão apostar uma corrida

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ BIBLIOTECA DE OBJETOS MATEMÁTICOS COORDENADOR: Dr. MARCIO LIMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ BIBLIOTECA DE OBJETOS MATEMÁTICOS COORDENADOR: Dr. MARCIO LIMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ BIBLIOTECA DE OBJETOS MATEMÁTICOS COORDENADOR: Dr. MARCIO LIMA TEXTO: CÍRCULO TRIGONOMÉTRICO AUTORES: Mayara Brito (estagiária da BOM) André Brito (estagiário da BOM) ORIENTADOR:

Leia mais

AULA 2 - ÁREAS. h sen a h a sen b h a b sen A. L L sen60 A

AULA 2 - ÁREAS. h sen a h a sen b h a b sen A. L L sen60 A AULA - ÁREAS Área de um Triângulo - A área de um triângulo pode ser calculada a partir de dois lados consecutivos e o ângulo entre eles. h sen a h a sen b h a b sen A - A área de um triângulo eqüilátero

Leia mais

Exercícios Triângulos (1)

Exercícios Triângulos (1) Exercícios Triângulos (1) 1. Na figura dada, sabe-se que r // s. Calcule x. 2. Nas figuras abaixo, calcule o valor de x. 5. (PUC-SP) Na figura seguinte, as retas r e s são paralelas. Encontre os ângulos

Leia mais

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS.

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS. ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS ÁLGEBRA I: 003 a 013 Funções: definição de função; funções definidas por

Leia mais

Aula 4 Ângulos em uma Circunferência

Aula 4 Ângulos em uma Circunferência MODULO 1 - AULA 4 Aula 4 Ângulos em uma Circunferência Circunferência Definição: Circunferência é o conjunto de todos os pontos de um plano cuja distância a um ponto fixo desse plano é uma constante positiva.

Leia mais

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos Estudo de Polígonos Enchendo a piscina A piscina de um clube de minha cidade, vista de cima, tem formato retangular. O comprimento dela é de 18 m. o fundo é uma rampa reta. Vista lateralmente, ela tem

Leia mais

Prova Final 2012 1.ª chamada

Prova Final 2012 1.ª chamada Prova Final 01 1.ª chamada 1. Num acampamento de verão, estão jovens de três nacionalidades: jovens portugueses, espanhóis e italianos. Nenhum dos jovens tem dupla nacionalidade. Metade dos jovens do acampamento

Leia mais

SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 2º GRAU

SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 2º GRAU SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 2º GRAU Os sistemas a seguir envolverão equações do 2º grau, lembrando de que suas soluções constituem na determinação do par ordenado { (x, y )(x, y ) }. Resolver um sistema envolvendo

Leia mais

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI 01.: A figura mostra um edifício que tem 15 m de altura, com uma escada colocada a 8 m de sua base ligada ao topo do edifício. comprimento dessa escada é de: a) 12 m. b) 30 m. c) 15 m. d) 17 m. e) 20 m.

Leia mais

Conteúdo programático por disciplina Matemática 6 o ano

Conteúdo programático por disciplina Matemática 6 o ano 60 Conteúdo programático por disciplina Matemática 6 o ano Caderno 1 UNIDADE 1 Significados das operações (adição e subtração) Capítulo 1 Números naturais O uso dos números naturais Seqüência dos números

Leia mais

Os degraus serão obtidos cortando-se uma peça linear de madeira cujo comprimento mínimo, em cm, deve ser: (D) 225.

Os degraus serão obtidos cortando-se uma peça linear de madeira cujo comprimento mínimo, em cm, deve ser: (D) 225. 1. (ENEM 2000) Um marceneiro deseja construir uma escada trapezoidal com 5 degraus, de forma que o mais baixo e o mais alto tenham larguras respectivamente iguais a 60 cm e a 30 cm, conforme a figura:

Leia mais

1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro.

1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro. 1. Determine x no caso a seguir: 2. No triângulo ABC a seguir, calcule o perímetro. 3. (Ufrrj) Milena, diante da configuração representada abaixo, pede ajuda aos vestibulandos para calcular o comprimento

Leia mais

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Considere os conjuntos S = {0,2,4,6}, T = {1,3,5} e U = {0,1} e as afirmações: I. {0} S e S U. II. {2} S\U e S T U={0,1}.

Leia mais

RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_2007_ 2A FASE. RESOLUÇÃO PELA PROFA. MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA

RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_2007_ 2A FASE. RESOLUÇÃO PELA PROFA. MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_007_ A FASE RESOLUÇÃO PELA PROFA MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA Questão Se Amélia der R$3,00 a Lúcia, então ambas ficarão com a mesma quantia Se Maria

Leia mais

ABCD ADEF 810. é a corda da circunferência contida no eixo Oy. é uma corda da circunferência, paralela ao eixo Ox

ABCD ADEF 810. é a corda da circunferência contida no eixo Oy. é uma corda da circunferência, paralela ao eixo Ox Ficha de Trabalho n.º 3 página.1. Mostre que o ponto C tem coordenadas ( 09, ) e que o ponto D tem coordenadas ( 8, 9 )... Determine uma equação da mediatriz do segmento AD. Apresente a sua resposta na

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa D. alternativa A. alternativa D. alternativa C

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa D. alternativa A. alternativa D. alternativa C Questão TIPO DE PROVA: A Se a circunferência de um círculo tiver o seu comprimento aumentado de 00%, a área do círculo ficará aumentada de: a) 00% d) 00% b) 400% e) 00% c) 50% Aumentando o comprimento

Leia mais

PROFESSOR: DENYS YOSHIDA

PROFESSOR: DENYS YOSHIDA APOSTILA 015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO - ENSINO MÉDIO - 015 1 Sumário 1. Trigonometria no triangulo retângulo...3 1.1 Triângulo retângulo...4 1. Teorema de Pitágoras...,,,,,,,...4

Leia mais

O B. Podemos decompor a pirâmide ABCDE em quatro tetraedros congruentes ao tetraedro BCEO. ABCDE tem volume igual a V = a2.oe

O B. Podemos decompor a pirâmide ABCDE em quatro tetraedros congruentes ao tetraedro BCEO. ABCDE tem volume igual a V = a2.oe GABARITO - QUALIFICAÇÃO - Setembro de 0 Questão. (pontuação: ) No octaedro regular duas faces opostas são paralelas. Em um octaedro regular de aresta a, calcule a distância entre duas faces opostas. Obs:

Leia mais

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014 http://www.mat.uc.pt/canguru/ Destinatários: alunos do 12. ano de escolaridade Nome: Turma: Duração: 1h 30min Não podes usar calculadora. Em cada questão deves assinalar a resposta correta. As questões

Leia mais

Áreas e Aplicações em Geometria

Áreas e Aplicações em Geometria 1. Introdução Áreas e Aplicações em Geometria Davi Lopes Olimpíada Brasileira de Matemática 18ª Semana Olímpica São José do Rio Preto, SP Nesse breve material, veremos uma rápida revisão sobre áreas das

Leia mais

para x = 111 e y = 112 é: a) 215 b) 223 c) 1 d) 1 e) 214 Resolução Assim, para x = 111 e y = 112 teremos x + y = 223.

para x = 111 e y = 112 é: a) 215 b) 223 c) 1 d) 1 e) 214 Resolução Assim, para x = 111 e y = 112 teremos x + y = 223. MATEMÁTICA d Um mapa está numa escala :0 000 000, o que significa que uma distância de uma unidade, no mapa, corresponde a uma distância real de 0 000 000 de unidades. Se no mapa a distância entre duas

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa B. alternativa C. alternativa D. Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente,

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa B. alternativa C. alternativa D. Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente, Questão Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente, levam cada um 9 e 0 horas, respectivamente, para construir um mesmo muro de tijolos Trabalhando juntos no serviço, sabe-se que eles assentam 0

Leia mais

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra

1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra GEOMETRIA PLANA: SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS 2 1. (Unesp 2003) Cinco cidades, A, B, C, D e E, são interligadas por rodovias, conforme mostra a figura. A rodovia AC tem 40km, a rodovia AB tem 50km, os ângulos

Leia mais

NOME :... NÚMERO :... TURMA :...

NOME :... NÚMERO :... TURMA :... 1 TERCEIRA SÉRIE ENSINO MÉDIO INTEGRADO Relações métricas envolvendo a circunferência Prof. Rogério Rodrigues NOME :... NÚMERO :... TURMA :... X - RELAÇÕES MÉTRICAS NO DISCO (Potência de Ponto) X.1) Relação

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão Carlos, Luís e Sílvio tinham, juntos, 00 mil reais para investir por um ano. Carlos escolheu uma aplicação que rendia 5% ao ano. Luís, uma que rendia 0% ao ano. Sílvio aplicou metade de seu dinheiro

Leia mais

Matemática A. Versão 1. Na sua folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste. Teste Intermédio de Matemática A.

Matemática A. Versão 1. Na sua folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste. Teste Intermédio de Matemática A. Teste Intermédio de Matemática A Versão 1 Teste Intermédio Matemática A Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 7.01.011 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/004, de 6 de Março Na sua folha de respostas,

Leia mais

DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO

DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA PERÍODO: MANHÃ DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO - ENSINO MÉDIO - 016 1 Sumário 1. Trigonometria no triangulo retângulo...3 1.1 Triângulo retângulo...4

Leia mais