Monitorização Serviços

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Monitorização 2011 - Serviços"

Transcrição

1 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 86 APA SNIAmb - Qualidade do Ar APA SNIAmb - Resíduos APA SNIAmb - Avaliação de Impacte Ambiental APA SNIAmb - Licenciamento APA SNIAmb - Mobilidade Sustentável APA SNIAmb - Prevenção de Acidentes Graves APA SNIAmb - Promoção e Cidadania Ambiental APA SNIAmb - Toponimia DGEG Preços dos combustíveis DGOTDU Unidades e Grupos de Unidades de Paisagem em Portugal Continental DGOTDU Carta de Regime do Uso do Solo DGOTDU Planos de Ordenamento de Albufeiras de Àguas Públicas DGOTDU Planos de Ordenamento de Áreas Protegidas DGOTDU Planos de Ordenamento da Orla Costeira DGOTDU Planos Regionais de Ordenamento do Território DGOTDU Planos Intermunicipais de Ordenamento do Território DGOTDU Planos Directores Municipais DGOTDU Planos de Urbanização DGOTDU Planos de Pormenor GEPE Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação de Fev de :07 1 / 11

2 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 61 ICNB, I.P. Plano Sectorial Rede Natura 2000-Cartografia online (ArcIMS) 62 ICNB, I.P. SIPNAT-Sistema de Informação do Património Natural (Arc IMS) IGEOE WMS 25K Açores k_acores 125 IGEOE WMS 250k M586 Continente k_M586_continente 126 IGEOE WMS 25k Continente ETRS k_continente_ETRS IGEOE WMS WebMapSrv WebMapSrv 128 IGEOE WMS 500k Vector k_vector 129 IGEOE WMS 500k Continente k_continente 130 IGEOE WMS 50k Continente k_continente 131 IGEOE WMS 25k Madeira k_madeira 132 IGEOE WMS 25k Continente WGS k_continente_wgs IGEOE WMS 25k Continente Dt k_continente_Dt IGEOE WMS 25k Continente k_continente 135 IGEOE WMS 25k Açores geogwgs k_acores_geogWGS IGEOE WMS 25k Açores Ocidental k_acores_ocidental 137 IGEOE WMS 25k Açores Central Oriental k_acores_central_oriental 63 IGESPAR, I.P.mafra IGESPAR, I.P.montijo IGESPAR, I.P.obidos de Fev de :07 2 / 11

3 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 66 IGESPAR, I.P.odivelas IGESPAR, I.P.olhao IGESPAR, I.P.ourem IGESPAR, I.P.palmela IGESPAR, I.P.portalegre IGESPAR, I.P.pvarzim IGESPAR, I.P.santarem IGESPAR, I.P.seia IGESPAR, I.P.seixal IGESPAR, I.P.setubal IGESPAR, I.P.silves IGESPAR, I.P.sintra IGESPAR, I.P.tavira IGESPAR, I.P.valenca IGESPAR, I.P.vcastelo IGESPAR, I.P.vngaia IGESPAR, I.P.vreal IGESPAR, I.P.vrsa IGESPAR, I.P.vvicosa IGESPAR, I.P.Atlas de Portugal Continental IGESPAR, I.P.alvaiazere IGESPAR, I.P.amadora IGESPAR, I.P.amares IGESPAR, I.P.barcelos IGESPAR, I.P.cbasto IGESPAR, I.P.falentejo IGESPAR, I.P.fzezere IGESPAR, I.P.Atlas do Concelho de Lisboa IGESPAR, I.P.loures IGESPAR, I.P.mcavaleiros de Fev de :07 3 / 11

4 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 33 IGESPAR, I.P.matosinh_leca IGESPAR, I.P.moncao IGESPAR, I.P.ohospital IGESPAR, I.P.penacova IGESPAR, I.P.porto IGESPAR, I.P.stacombadao IGESPAR, I.P.tvedras IGESPAR, I.P.valongo IGESPAR, I.P.vfxira IGESPAR, I.P.abrantes IGESPAR, I.P.alcochete IGESPAR, I.P.alcoutim IGESPAR, I.P.aveiro IGESPAR, I.P.beja IGESPAR, I.P.braga IGESPAR, I.P.cbranco IGESPAR, I.P.cmarim IGESPAR, I.P.cbeira IGESPAR, I.P.coimbra IGESPAR, I.P.covilha IGESPAR, I.P.evora IGESPAR, I.P.faro IGESPAR, I.P.ffoz IGESPAR, I.P.golega IGESPAR, I.P.guarda IGESPAR, I.P.guimaraes IGESPAR, I.P.lagos IGESPAR, I.P.lamego IGP Pontos de água IGP Postos de vigia de Fev de :07 4 / 11

5 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 106 IGP Carta de visibilidade da rede nacional de postos de vigia IGP Carta de Risco de Incêndio Florestal - CRIF IGP CORINE IGP Rede de Transportes 1: IGP Hidrografia 1: IGP Rede Geodésica Nacional (WMS) IGP Modelo Digital do Terreno: MDT50m IGP Pesquisa de prédios do Cadastro Geométrico da Propriedade Rústica (CGPR) 11 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Continente - WMS 112 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Continente - WFS IGP Rede Geodésica Nacional (WFS) IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Madeira - WMS 116 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Madeira - WFS 117 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Central - WMS 118 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Central - WFS 119 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Ocidental - WMS 120 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Ocidental - WFS 121 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Oriental - WMS 122 IGP Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) - Açores - Grupo Oriental - WFS INAG, I.P. InterSIG INE, I.P. Divisões Territoriais de Fev de :07 5 / 11

6 ID Sigla Nome View DownloadHits URL MD MD MD 110 INE, I.P. População xpid=ine&xpgid=ine_base_dados&menuboui= &contexto=bd&seltab=tab2 111 INE, I.P. Toponímia IVV, I.P. SIvv -Sistema de Informação da vinha e do vinho (visualizador interno) https://sivv.ivv.min-agricultura.pt 97 LNEG, I.P. Geoportal do LNEG LNEG, I.P. Carta Geológica de Portugal à escala 1/ (WMS) 153 LNEG, I.P. Carta Geológica de Portugal à escala 1/ (WMS) 154 LNEG, I.P. Sistema de Informação de Ocorrências e Recursos Minerais Portugueses - SIORMINP (WMS) 155 LNEG, I.P. Base de Dados dos Recursos Hidrogeológicos (WMS) request=getcapabilities&service=wms WMSServer?request=GetCapabilities&service=WMS WMSServer?request=GetCapabilities&service=WMS WMSServer?request=GetCapabilities&service=WMS 124 SRCTE RAA REPRAA Serviços/ Tema I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 12 x 13 x 14 x 15 x 16 x 17 x 18 x 19 x 20 x 21 x 23 de Fev de :07 6 / 11

7 I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 24 x 25 x 26 x 27 x 28 x 29 x 30 x 31 x 32 x 33 x 34 x 35 x 36 x 37 x 38 x 39 x 40 x 41 x 42 x 43 x 44 x 45 x 46 x 47 x 48 x 23 de Fev de :07 7 / 11

8 I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 50 x 51 x 52 x 53 x 54 x 55 x 56 x 57 x 58 x 59 x 60 x 61 x x x x 62 x x x x 63 x 64 x 65 x 66 x 67 x 68 x 69 x 70 x 71 x 72 x 73 x 74 x 23 de Fev de :07 8 / 11

9 I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 76 x 77 x 78 x 79 x 80 x 81 x 82 x 83 x 84 x 85 x 86 x x 87 x x 89 x 90 x 91 x 92 x 93 x 94 x 95 x 97 x x 102 x 104 x 107 x x x x x x x x x x x 109 x x 110 x 23 de Fev de :07 9 / 11

10 I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 112 x 113 x 115 x 116 x 117 x 118 x 119 x 120 x 121 x 122 x 123 x x x x x x x x 124 x 125 x x x x x x x x 126 x x x x x x x x 127 x x x x x x x x 128 x x x x x x x x 129 x x x x x x x x 130 x x x x x x x x 131 x x x x x x x x 132 x x x x x x x x 133 x x x x x x x x 134 x x x x x x x x 135 x x x x x x x x 136 x x x x x x x x 137 x x x x x x x x 23 de Fev de :07 10 / 11

11 I.1 I.2 I.3 I.4 I.6 I.7 I.8 I.9 II.1 II.2 II.4 III.1 III.2 III.4 III.6 III.7 III.8 III.10 III.11 III.12 III.16 III.18 III.19 III.20 III x 145 x 146 x 147 x 148 x 149 x 150 x 152 x 153 x 154 x 155 x 23 de Fev de :07 11 / 11

Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte. 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa

Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte. 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa Agenda Revisão das fichas de Instituição, Tema e Assunto relativas ao GT10 Análise

Leia mais

INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes

INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes Maria José Lucena e Vale Direção Geral do Território - DGT Sumário Gestão de Informação e Conhecimento: A Diretiva

Leia mais

Código aberto na Direção Geral do Território. Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território

Código aberto na Direção Geral do Território. Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território Código aberto na Direção Geral do Território Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território ÁREAS NUCLEARES DE INTERVENÇÃO ORDENAMENTO E CIDADES GEODESIA E CARTOGRAFIA CADASTRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ordenamento

Leia mais

Contributos para a. geográfica em Portugal. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt

Contributos para a. geográfica em Portugal. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt Contributos para a reutilização da informação geográfica em Portugal Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt Tópicos Enquadramento Bases para a reutilização da informação geográfica Próximos passos

Leia mais

A plataforma igeo desenvolve-se em três vertentes essenciais: a) Um diretório de Web Services e dados de base de cariz georreferenciado;

A plataforma igeo desenvolve-se em três vertentes essenciais: a) Um diretório de Web Services e dados de base de cariz georreferenciado; igeo Plataforma online de informação geográfica de Portugal SEQUEIRA, Francisco M. A iniciativa igeo, disponível em http://www.igeo.pt, é uma plataforma online de informação geográfica relativa a Portugal,

Leia mais

Directiva INSPIRE Temas dos Anexos

Directiva INSPIRE Temas dos Anexos Directiva INSPIRE Temas dos Anexos Anexo I 1. Sistemas de referência 2. Sistemas de quadrículas geográficas 3. Toponímia 4. Unidades administrativas 5. Endereços 6. Parcelas cadastrais 7. Redes de transporte

Leia mais

A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt. Portugal

A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt. Portugal A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã ção o Geográfica em Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt Portugal Tópicos Enquadramento Portugal Instituto Geográfico Português

Leia mais

Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e

Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e Apresentação para o Grupo Transversal da Área Metadados do SNIG Lisboa, 16 de Maio de 2011 O Perfil MOTU Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e ponto de situação sobre o seu desenvolvimento

Leia mais

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Não necessito saber tudo. Apenas preciso de saber onde encontrar o que me faz falta, no momento em que necessito. (Albert Einstein) Direção

Leia mais

- a educação no sentido da sustentabilidade; - a qualidade ambiental.

- a educação no sentido da sustentabilidade; - a qualidade ambiental. O Projecto ecoxxi procura reconhecer as boas práticas de sustentabilidade desenvolvidas ao nível do município, valorizando um conjunto de aspectos considerados fundamentais à construção do Desenvolvimento

Leia mais

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1 Resumo Enquadramento na RAA Directiva INSPIRE Metadados 2 Enquadramento na RAA O DL 362/2007, transfere para a Região as competências

Leia mais

Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE

Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE Que Autoridades Públicas são Responsáveis? RIZZONE, Ana Sofia; FONSECA, Alexandra PALAVRAS-CHAVE A publicação da Directiva INSPIRE e a sua transposição para a lei

Leia mais

Parcelário (isip)

Parcelário (isip) Parcelário (isip) 14.12.2016 1. O que é o Parcelário 2. Principais Fontes de Atualização 3. Interação com outras Entidades 4. Projetos em curso 2 1. O que é o Parcelário 1.O que é o Parcelário Enquadramento

Leia mais

A Informação Geográfica na Economia e na Gestão do Território - Oportunidade: Sim ou Não

A Informação Geográfica na Economia e na Gestão do Território - Oportunidade: Sim ou Não A Informação Geográfica na Economia e na Gestão do Território - Oportunidade: Sim ou Não 26 de novembro de 2012 Auditório do CIUL - Centro de Informação Urbana de Lisboa- Patrocínio Apoio Patrocinadores

Leia mais

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Direção-Geral do Território, Lisboa, 29 de setembro de 2015 C l Si õ Carlos Simões, Divisão de Informação e Gestão Territorial

Leia mais

TECNOLOGIAS WEBSIG NO PLANEAMENTO MUNICIPAL DA DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS

TECNOLOGIAS WEBSIG NO PLANEAMENTO MUNICIPAL DA DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS 1 Auditório da Reitoria Universidade de Coimbra TECNOLOGIAS WEBSIG NO PLANEAMENTO MUNICIPAL DA DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS Susana CASO DE ESTUDO: CONCELHO DE GOUVEIA quinta-feira, 9 de Setembro

Leia mais

2ª Reunião do CO-SNIG Monitorização e Elaboração de Relatórios

2ª Reunião do CO-SNIG Monitorização e Elaboração de Relatórios 2ª Reunião do CO-SNIG Monitorização e Elaboração de Relatórios 5 de Maio de 2010, 10:00 horas Instituto Geográfico Português Tópicos Metodologia de trabalho Apresentação e discussão dos resultados de monitorização

Leia mais

COMPETÊNCIAS para a ECONOMIA DIGITAL

COMPETÊNCIAS para a ECONOMIA DIGITAL FORUM PARA A SOCIEDADE DE INFORMAÇÃO Economia Digital: Como fazer de Portugal um caso de sucesso COMPETÊNCIAS para a ECONOMIA DIGITAL Base de dados de Portugal Contemporâneo Maria João Valente Rosa Lisboa,

Leia mais

A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território. AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz;

A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território. AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz; A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz; Ordenamento do Território Conceito História i e Desenvolvimento Enquadramento Metodologia CRUS e

Leia mais

7. BIBLIOGRAFIA GERAL. Ascher, François (2010), Novos Princípios do Urbanismo, novos compromissos urbanos, Lisboa.

7. BIBLIOGRAFIA GERAL. Ascher, François (2010), Novos Princípios do Urbanismo, novos compromissos urbanos, Lisboa. 7. BIBLIOGRAFIA GERAL Ascher, François (2010), Novos Princípios do Urbanismo, novos compromissos urbanos, Lisboa. Alcoforado, M.J. et al. (1993), Domínios bioclimáticos em Portugal: definidos por comparação

Leia mais

Hidrografia e Litoral

Hidrografia e Litoral Conferência Internacional ESTRUTURA ECOLÓGICA NACIONAL CONCEITOS E DELIMITAÇÃO Auditório da Torre do Tombo, 22 de Novembro de 2013 Hidrografia e Litoral João Silva Natália Cunha Ana Müller Lopes Manuela

Leia mais

GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE

GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE III Foro Distrital Buenas Prácticas en Gestión de la Información

Leia mais

CCDR-LVT. Perspectivas de Desenvolvimento

CCDR-LVT. Perspectivas de Desenvolvimento CCDR-LVT Processo de Informatização Perspectivas de Desenvolvimento Linhas Estratégicas A. Integração Lógica e Funcional do Sistema de Informação B. Normalização, Racionalização e Potenciação dos Circuitos

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS (Decreto-Lei 204/2006, de 27 de Outubro) Fundo para as Relações Internacionais, I.P. (FRI, IP) Instituto Camões, I.P. (IC, IP) Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento,

Leia mais

Desenvolvimento do Âmbito e Alcance

Desenvolvimento do Âmbito e Alcance Revisão do PDM de Vila Real de Santo António Avaliação ação Ambiental be Estratégica: Desenvolvimento do Âmbito e Alcance Pedro Bettencourt 1, Pedro Afonso Fernandes 2 1 Geólogo, Director-Geral; 2 Economista

Leia mais

VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL

VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL Lisboa, Setembro 2015 Inês Guerreiro Sara Santos - CM Aljustrel OBJETIVOS Converter para formato vetorial, o cadastro

Leia mais

O novo Regime da Política de Solos, de Ordenamento do Território e de Urbanismo. Abril, 2014

O novo Regime da Política de Solos, de Ordenamento do Território e de Urbanismo. Abril, 2014 O novo Regime da Política de Solos, de Ordenamento do Território e de Urbanismo Abril, 2014 Porquê uma nova Lei? 1. A atual Lei de Solos data de 1976, encontra-se obsoleta face à atual conjuntura socioeconómica

Leia mais

[Ficha III-2] Ficha técnica. Access database: Registo Patrimonial

[Ficha III-2] Ficha técnica. Access database: Registo Patrimonial [Ficha III-2] Ficha técnica Access database: Registo Patrimonial [Identificação] Código Alfanumérico Combinação de carateres (letras e números) que identifica em exclusivo cada ocorrência patrimonial.

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, MAR, AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. 21 de Setembro de 2011

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, MAR, AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. 21 de Setembro de 2011 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, MAR, AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO 21 de Setembro de 2011 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, MAR, AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO SITUAÇÃO ACTUAL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

METADADOS DA CAOP 2011

METADADOS DA CAOP 2011 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO MAR, DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO INSTITUTO GEOGRÁFICO PORTUGUÊS METADADOS DA CAOP 2011 IDENTIFICAÇÃO Designação: Carta Administrativa Oficial de Portugal Designação

Leia mais

A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente

A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente Workshop - Regulamentação da cartografia a utilizar nos instrumentos de gestão territorial A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente Luis Rebolo ESTRUTURA DA

Leia mais

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT)

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Regina Pimenta, Directora de Serviços de Informação Territorial (DSI), DGOTDU Logo preto e branco I Conceito: O que é o SINT; Objectivos; Finalidades e

Leia mais

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO

AGENDA VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Novas Oportunidades para o Financiamento de Investimento Público e Empresarial no âmbito do QREN --- Sines 11 de Março de 2008 A Agenda Operacional para a Valorização do Território é uma estratégia de

Leia mais

Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente

Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente Desenvolvimentos mais recentes SANTOS, Ana Sofia; GASPAR, Rosário; CONDESSA, Beatriz Resumo A documentação e informação existente

Leia mais

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal INSPIRE MADEIRA 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011 Funchal ÍNDICE Definição da Diretiva: Objetivo; Vantagens e Custo/Benefício; Temas dos Conjuntos de Dados Geográficos; Infraestrutura

Leia mais

Que desígnios ou ambições para a nossa terra?

Que desígnios ou ambições para a nossa terra? Que desígnios ou ambições para a nossa terra? BASE LOCAL Conferência RECURSOS E ECONOMIA Painel 2 Território e Recursos Tema ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO Fernando Pau-Preto fernando@paupreto.net www.paupreto.net

Leia mais

Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira. b) Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus;

Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira. b) Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus; Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira Estrutura do Governo Regional da Madeira A estrutura do Governo Regional da Madeira é a seguinte: a) Presidência do Governo; b) Secretaria

Leia mais

RELATÓRIO DO ESTADO DO AMBIENTE 2008 INDICADORES

RELATÓRIO DO ESTADO DO AMBIENTE 2008 INDICADORES RELATÓRIO DO ESTADO DO AMBIENTE 28 1 INDICADORES ÁGUA 8 Evolução do número de análises em cumprimento do valor paramétrico 1, Análises (n.º) 7 6 5 4 3 2 1 591 65 64 278 97,48% 97,53% Fonte: ERSAR, 29 623

Leia mais

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários , Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários Cláudia Paixão A Ilha da Madeira apresenta um conjunto de riscos específicos entre os quais se destacam: Movimentação de Massas Cheias Rápidas

Leia mais

TEMAS DE SIG DISPONÍVEIS NO MUNICÍPIO DE MIRANDELA. TEMAS VETORIAIS Designação

TEMAS DE SIG DISPONÍVEIS NO MUNICÍPIO DE MIRANDELA. TEMAS VETORIAIS Designação Cidade 1_2000 Cidade - Edifícios 1_2000 Cidade - Toponímia 1_2000 TEMAS DE SIG DISPONÍVEIS NO MUNICÍPIO DE MIRANDELA Cidade - Altimetria 1_5000 Cidade - Anexos 1_5000 Cidade - Anexos 1_5000 Cidade - Aqueduto

Leia mais

Implementação do Web SIG para o PGRH

Implementação do Web SIG para o PGRH Implementação do Web SIG para o PGRH ARH Centro, I.P. Requisitos do Sistema Ref.: 30/11/2010 FICHA TÉCNICA Referência: Projecto: Implementação do Web SIG para o PGRH Gestor de Projecto: Miguel Rodrigues

Leia mais

Curso Defesa da Floresta contra Incêndios

Curso Defesa da Floresta contra Incêndios Curso Defesa da Floresta contra Incêndios os antecedentes do Projecto: Fogos de 2003 e 2005 que devastaram a Região Centro; Implementação do Plano Nacional DFCI; Instalação das Comissões Municipais; Aprovação

Leia mais

Avisos para a apresentação de

Avisos para a apresentação de Avisos para a apresentação de Ref Mês/Ano Domínio Temático OT PI Tipologia de Intervenção PO CI PO SEUR PO CH PO ISE PO Lisboa PO Algarve PO Norte PO Centro PO Alentejo Abertura Calendário Encerramento

Leia mais

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras Teresa Rafael 11 de março de 2014 Pontos chave: O que é o SNIMar? Quais são os objetivos? Organização e gestão do projeto

Leia mais

FAMALICÃO. Estratégia VISÃO 25 Território PDM

FAMALICÃO. Estratégia VISÃO 25 Território PDM Estratégia VISÃO 25 Território PDM José F. G. Mendes Fevereiro 2015 O quadro do Ordenamento do Território, Urbanismo e o Desenvolvimento Sistema de Gest ão Territorial Sistema de Gestão Territorial Nacional

Leia mais

Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro

Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro BRAVO, Nuno; SEABRA, Cristina; SILVA, Leonor Resumo No âmbito das suas competências, estabelecidas

Leia mais

PARTE V PROGRAMA DE TRABALHOS E GLOSSÁRIO

PARTE V PROGRAMA DE TRABALHOS E GLOSSÁRIO PARTE PROGRAMA DE TRABALHOS E GLOSSÁRIO 159 I 5. PROGRAMA DE TRABALHOS E GLOSSÁRIO 5.1. Programa de Trabalhos Cronograma de reuniões de trabalho, entrevistas e apresentações realizadas no decurso da elaboração

Leia mais

ESPACIAIS APLICADAS INFRA ESTRUTURAS DE DADOS IDE IF V ENCONTRO NACIONAL I CONGRESSO INTERNACIONAL DE RISCOS. Paulo Carvalho Universidade de Coimbra

ESPACIAIS APLICADAS INFRA ESTRUTURAS DE DADOS IDE IF V ENCONTRO NACIONAL I CONGRESSO INTERNACIONAL DE RISCOS. Paulo Carvalho Universidade de Coimbra Paulo Carvalho Universidade de Coimbra INFRA ESTRUTURAS DE DADOS ESPACIAIS APLICADAS À GESTÃO DE INCÊNDIOS DE FLORESTAIS Informação Geográfica e a gestão dos Riscos Incêndios Florestais: Planos de Defesa

Leia mais

Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal?

Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal? Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal? Graciosa Delgado Judas Gonçalves 22 OUT 2014 CADASTRO PREDIAL E SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA

Leia mais

reflexão sobre a rendibilidade da educação na região autónoma dos açores: aspectos teóricos e metodologias.

reflexão sobre a rendibilidade da educação na região autónoma dos açores: aspectos teóricos e metodologias. reflexão sobre a rendibilidade da educação na região autónoma dos açores: aspectos teóricos e metodologias. David Bedo Tomaz Dentinho José Vieira resumo: abstract: 5 REFLEXÃO SOBRE A RENDIBILIDADE DA

Leia mais

OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO

OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO SÃO BRÁS DE ALPORTEL 25 MAIO 2015 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL DA SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS PARA 2014-2020 OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO HELENA PINHEIRO DE AZEVEDO PORTUGAL

Leia mais

Trabalho de fim de curso A Problemática do Enquadramento Paisagístico no Litoral Algarvio (1987). Universidade de Évora.

Trabalho de fim de curso A Problemática do Enquadramento Paisagístico no Litoral Algarvio (1987). Universidade de Évora. DADOS PESSOAIS Carlos Alberto Bragança dos Santos Data de nascimento: 29 de Setembro de 1954 Morada: Rua capitão José Vieira Branco, nº 16, 3º D, 8000-239 Faro Telem.: 963074944 Mail: cbraganca@ualg.pt

Leia mais

Portugal Mapas e Números

Portugal Mapas e Números Plano Anual de Atividades 2011-12 Portugal Mapas e Números Código da atividade ogf3 Destinatários Toda a comunidade educativa da ESSM Intervenientes Responsáveis Prof. Augusto Cebola e Prof. Jorge Damásio

Leia mais

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA?

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA? INVENTARIAÇÃO DE POPULAÇÕES DE AVIFAUNA DA RESERVA NATURAL LOCAL DO PAUL DE TORNADA - Quais os objetivos da tarefa? Manter, incrementar e divulgar os valores naturais da Reserva Natural Local do Paul de

Leia mais

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica www.geocidmadeira.com www.irig-madeira.com Não necessito saber tudo. Apenas preciso de saber onde encontrar o que me faz falta, no momento em que necessito. (Albert Einstein) Estrutura 1. Princípios 2.

Leia mais

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Evolução da última década Manuela Sampayo Martins (Eng.ª) Sistemas de Informação Sistemas de Geográfica, Informação Lda. Geográfica,

Leia mais

VII JORNADAS DA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO

VII JORNADAS DA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO VII JORNADAS DA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO E AMBIENTE: DESAFIOS PARA A GESTÃO PÚPLICA E PRIVADA BARCELOS, 24 DE NOVEMBRO DE 2006 EM QUE AMBIENTE VIVE A GESTÃO DO 1 O Contexto Territorial 2 O Contexto Temporal

Leia mais

WbT WebTranscoord. baseado em software livre.

WbT WebTranscoord. baseado em software livre. WbT WebTranscoord Programa de transformação de coordenadas baseado em software livre. çã çã ó ó WbT WebTransCoord Nova versão do TransCoord PRO; Solução de internet; Transformação de coordenadas dos sistemas

Leia mais

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral Uma Plataforma Colaborativa para apoiar a Gestão do Litoral ajherdeiro@dgterritorio.pt j @ g p mota.lopes@apambiente.pt Lugares comuns de quem lida com

Leia mais

Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS:

Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS: INDICE FAQ Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS: É possível aceder aos serviços de mapas (WMS) em ArcGIS do seguinte modo: Criar a ligação: em ambiente ArcCatalog,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS NATURAIS Direção Regional do Ambiente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS NATURAIS Direção Regional do Ambiente REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS NATURAIS Direção Regional do Ambiente Alteração do Plano de Ordenamento da Paisagem Protegida da Cultura da Vinha da Ilha do Pico POPPVIP Relatório

Leia mais

ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA. www.prospectiva.pt

ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA. www.prospectiva.pt ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA www.prospectiva.pt HISTÓRIA, MISSÃO, VISÃO E VALORES HISTÓRIA A PROSPECTIVA nasceu em 1977 para desenvolver Estudos e Projetos

Leia mais

III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO

III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO PIDDAR 2009 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 111 III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO PIDDAR 2010 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 113 Quadro I Programação do Investimento por Programas

Leia mais

Reunião Gestores de Metadados Anexos I e II

Reunião Gestores de Metadados Anexos I e II Reunião Gestores de Metadados Anexos I e II 21 de Outubro de 2010 Instituto Geográfico Português Agenda Objectivos e ponto de situação do registo metadados no SNIG Orientações para publicação de metadados

Leia mais

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt O Sistema Nacional de Informação Geográfica Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt snig.igeo.pt Tópicos Enquadramento IDE Contexto Antecedentes GeoPORTAL Estrutura Funcionalidades Próximos passos

Leia mais

Análise SWOT: a implementação da DiretivaINSPIRE nas entidades da Administração Pública. Alexandra Fonseca Equipa SNIG/INSPIRE

Análise SWOT: a implementação da DiretivaINSPIRE nas entidades da Administração Pública. Alexandra Fonseca Equipa SNIG/INSPIRE Análise SWOT: a implementação da DiretivaINSPIRE nas entidades da Administração Pública Alexandra Fonseca Equipa SNIG/INSPIRE Workshop 2 Rumo ao SNIG 2020 e Mentes Criativas Objectivos Realizar uma análise

Leia mais

Consulta Pública. Florestas de Alto Valor de Conservação da Unidade de Gestão Florestal do Grupo Unifloresta. Às Partes Interessadas do Grupo

Consulta Pública. Florestas de Alto Valor de Conservação da Unidade de Gestão Florestal do Grupo Unifloresta. Às Partes Interessadas do Grupo Florestas de Alto Valor de Conservação da Unidade de Gestão Florestal do Grupo Unifloresta Consulta Pública Às Partes Interessadas do Grupo Unifloresta Unimadeiras, S.A. O Grupo Unifloresta foi formalmente

Leia mais

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende SEMINÁRIO: QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO ÃO Porto, 3 e 4 de Novembro de 2005 O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende Carla Dias carla.dias@cm-esposende.pt

Leia mais

Sociedade de Estudos e Projectos, Lda.

Sociedade de Estudos e Projectos, Lda. Sociedade de Estudos e Projectos, Lda. 02 Sociedade de Estudos e Projectos, Lda. 03 A Terraforma Sociedade de Estudos e Projectos foi fundada em Lisboa, em 15 de Junho de 1989, pelo Prof. Paulo V.D. Correia.

Leia mais

Sistema Informação Geográfico

Sistema Informação Geográfico Sistema Informação Geográfico Autoridade Tributária e Aduaneira Judas Gonçalves IT Project Manager Agenda Enquadramento; Sistema de Informação Geográfico da AT: - Base de Dados Geográfica Centralizada;

Leia mais

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Intergraph Corporation Security, Government, and Infrastructure Division (Geospatial Business Unit) Carlos

Leia mais

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO:

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: CASO ESTUDO DO MÉDIO TEJO Rita Ferreira Anastácio (rfanastacio@ipt.pt) 1 Índice Sistemas de Informação Geográfica Gestão do Património: Enquadramento

Leia mais

Posicionamento vertical nos levantamentos hidrográficos

Posicionamento vertical nos levantamentos hidrográficos Posicionamento vertical nos levantamentos hidrográficos J. Vicente, A. Moura, P. Sanches, P. Nunes, M. Miranda e J. Cruz delgado.vicente@hidrografico.pt Motivação Incerteza vertical quase decimétrica nos

Leia mais

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL TURMA: 1 Ensino Médio Planeta e Cartografia As formas de relevo e a hidrografia Tipos climáticos e biomas da Terra Problemas ambientais Espaço Mundial e a industrialização Recursos minerais e fontes de

Leia mais

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente Ana Moreira Secretaria Regional do Ambiente e do Mar MASSIFICAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO ACESSO A

Leia mais

ÁGUA. O ciclo da água e as suas propriedades Disponibilidade Fontes de abastecimento Usos Problemas associados Uso eficiente.

ÁGUA. O ciclo da água e as suas propriedades Disponibilidade Fontes de abastecimento Usos Problemas associados Uso eficiente. ÁGUA O ciclo da água e as suas propriedades Disponibilidade Fontes de abastecimento Usos Problemas associados Uso eficiente 1º Ano Eng.ª Ambiente 2007/2008 1 Ciclo da Água 1º Ano Eng.ª Ambiente 2007/2008

Leia mais

O TERRITÓRIO PORTUGUÊS: Dimensões, Localização, Organização Territorial e Posição Geográfica

O TERRITÓRIO PORTUGUÊS: Dimensões, Localização, Organização Territorial e Posição Geográfica UC História e Geografia de Portugal II Geografia de Portugal 1. O TERRITÓRIO PORTUGUÊS: Dimensões, Localização, Organização Territorial e Posição Geográfica IPS-ESE ME12C André Silva O TERRITÓRIO PORTUGUÊS

Leia mais

Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal.

Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal. Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal. INSPIRE e a Infra-estrutura Nacional de Informação Geográfica 17 de Novembro de 2006 1 Tópicos Atlas de Portugal na WEB A proposta

Leia mais

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território Sistema Nacional de Informação Territorial Uma visão geral Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt 1 ENQUADRAMENTO EOBJETIVOS 2 ÁREAS /PROJETOS 3 EVOLUÇÃO 4 INFRAESTRUTURA

Leia mais

Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal

Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal Mário Caetano, Ana Luísa Gomes, Alexandra Fonseca, José Martins, Paulo Patrício, Vanda Bica,

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975)

Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975) Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975) 1975) A cartografia Militar Resumo histórico do IGeoE Evolução das instalações Produção cartográfica

Leia mais

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa Tarefas Geográficas uma solução para atualização cartográfica num município Alexandrina Meneses Engª Geógrafa SUMÁRIO 1. GABINETE DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA 2. TAREFAS GEOGRÁFICAS 3. CONCLUSÕES 1. GABINETE

Leia mais

Implementação da Directiva INSPIRE no INAG

Implementação da Directiva INSPIRE no INAG Implementação da Directiva INSPIRE no INAG Ana Catarina Mariano INTITUTO DA ÁGUA, I. P. 14-16 de Maio, Taguspark, Oeiras 1 Agenda 1. 1. INSPIRE 2. 2. WISE 3. 3. InterSIG 4. 4. Exemplos de implementação

Leia mais

1998/2008 Ideias do GEOTA sobre 10 anos de Lei de Bases de Ordenamento do Território

1998/2008 Ideias do GEOTA sobre 10 anos de Lei de Bases de Ordenamento do Território 1998/2008 Ideias do GEOTA sobre 10 anos de Lei de Bases de Ordenamento do Território O GEOTA Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, acompanha desde 1997 a Lei de Bases do Ordenamento

Leia mais

Diretiva INSPIRE CONTRIBUTOS PARA O SISTEMA DE MONITORIZAÇÃO TERRITORIAL NA REGIÃO NORTE BRAGA 26 DE NOVEMBRO DE 2015

Diretiva INSPIRE CONTRIBUTOS PARA O SISTEMA DE MONITORIZAÇÃO TERRITORIAL NA REGIÃO NORTE BRAGA 26 DE NOVEMBRO DE 2015 Diretiva INSPIRE CONTRIBUTOS PARA O SISTEMA DE MONITORIZAÇÃO TERRITORIAL NA REGIÃO NORTE BRAGA 26 DE NOVEMBRO DE 2015 As fontes As fontes SOLO URBANO SOLO RURAL R F C N PU / PP INFRAESTRUTURAIS ACOLHIMENTO

Leia mais

FÓRUM DE INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS. Desenvolvimento de Atividades Inovadoras para a Gestão do Território

FÓRUM DE INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS. Desenvolvimento de Atividades Inovadoras para a Gestão do Território FÓRUM DE INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS 7 Novembro Santiago de Compostela Desenvolvimento de Atividades Inovadoras para a Gestão do Território 2 DESOURB Desenvolvimento Urbano Sustentável EIXOS

Leia mais

CIRCULAR. Actualização do Plano de Aberturas de Candidaturas 2015 no âmbito do Portugal 2020

CIRCULAR. Actualização do Plano de Aberturas de Candidaturas 2015 no âmbito do Portugal 2020 CIRCULAR N/REFª: 39/2015 DATA: 16/04/2015 Assunto: Actualização do Plano de s de Candidaturas 2015 no âmbito do Portugal 2020 Exmos. Senhores, Envia-se o Plano de s de Candidaturas aos Fundos Europeus

Leia mais

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo A contratualização com associações de municípios no âmbito dos Programas Operacionais,

Leia mais

As Cartas de Zonas Inundáveis de Risco de Inundação, respectivos Metadados e Plataforma de Acesso Manuela Saramago, Sofia Cunha e Teresa Ferreira

As Cartas de Zonas Inundáveis de Risco de Inundação, respectivos Metadados e Plataforma de Acesso Manuela Saramago, Sofia Cunha e Teresa Ferreira Cheias em Loures - Ponte de Frielas (Foto Miguel Morais) Tavira Chaves As Cartas de Zonas Inundáveis de Risco de Inundação, respectivos Metadados e Plataforma de Acesso Manuela Saramago, Sofia Cunha e

Leia mais

GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis

GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis Luis Cabral IDC - Mobility & RFID, CCB 26 de Fevereiro de 2008 1 Miguel Setas GeoMob Gestão de Bens e Recursos Móveis Apresentação divida

Leia mais

de 18 de jan. a 06 de Fev Nome do Curso: Licenciatura Arqueologia 1º Semestre 2015/2016 1º ano horário atribuído (GAE) sala atribuída (GAE)

de 18 de jan. a 06 de Fev Nome do Curso: Licenciatura Arqueologia 1º Semestre 2015/2016 1º ano horário atribuído (GAE) sala atribuída (GAE) Nome do Curso: Licenciatura Arqueologia Pré-História Introdução à Arqueologia Civilizações Antigas Civilização Grega Introdução à Informática CP1/218 Pré-História e Proto-História Peninsular CP1/215 Idade

Leia mais

ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA. www.prospectiva.pt

ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA. www.prospectiva.pt ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA ENGENHARIA, AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA www.prospectiva.pt HISTÓRIA, MISSÃO, VISÃO E VALORES HISTÓRIA A PROSPECTIVA nasceu em 1977 para desenvolver Estudos e Projectos

Leia mais

Declaração Ambiental

Declaração Ambiental REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE LOURES Declaração Ambiental Abril de 2015 Revisão do PDM de Loures / Declaração Ambiental 1 ÍNDICE 1. Enquadramento... 1 2. Forma como as considerações ambientais

Leia mais

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos.

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos. Agenda Objectivo Enquadramento Historial Equipa Arquitectura MuniSIG Web Casos Práticos ArcGIS Mobile Futuro Objectivo Criar uma infra-estrutura de suporte a todas as aplicações de informação geográfica

Leia mais

O Software Aberto para SIG na Direção-Geral do Território

O Software Aberto para SIG na Direção-Geral do Território O Software Aberto para SIG na Direção-Geral do Território Este trabalho está sobre licença Creative Commons Danilo Furtado dfurtado@dgterritorio.pt Estrutura I. Panorama sobre o Software Aberto para SIG

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

Projectos Sustentáveis Sustentáveis de Reabilitação Urbana. Nuno Vitorino 13Jan2011 16 Nov 2010

Projectos Sustentáveis Sustentáveis de Reabilitação Urbana. Nuno Vitorino 13Jan2011 16 Nov 2010 Iniciativa JESSICA JESSICA Financiamento Financiamento de de Projectos Sustentáveis Sustentáveis de Reabilitação de Reabilitação 13Jan2011 Alteração do Paradigma de Financiamento > Substituição de financiamento

Leia mais

RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO

RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE ODIVELAS FASE PROPOSTA DE PLANO VERSÃO PARA DISCUSSÃO PÚBLICA NOVEMBRO 2014 ÍNDICE GERAL 1. INTRODUÇÃO 3 2. ENQUADRAMENTO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO 7 3. ALTERAÇÕES AOS ELEMENTOS

Leia mais

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A. SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.) Maria João Bessa Câmara Municipal de Oeiras SIG do Município

Leia mais