Sumário. Produção Animal Avicultura 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Produção Animal Avicultura 3"

Transcrição

1

2

3 Sumário Produção Animal Avicultura 3

4 editorial Recomeçando com o pé direito! A segunda edição impressa do Avi- Guia, o guia do portal AviSite para o mercado avícola brasileiro, inicia o ano para atualizar os contatos do setor, apresentar produtos e serviços e abrir caminhos para novos negócios (página 63). Aproveite, afinal, 2011 tem tudo para ser No caderno de Postura Comercial desta edição trazemos um abrangente artigo da equipe de zootecnia da Universidade Federal de Minas Gerais sobre a qualidade nas granjas. A autora principal, Júlia Sampaio Rocha, divide sua experiência prática no mercado e usa suporte técnico da literatura um ótimo ano para a avicultura científica para apresentar os conceitos de brasileira. Esta edição traz também o fechamento do mercado de frangos, ovos e matérias-primas em Uma das constatações é de que o ano foi positivo, mas nem tanto quanto parece, principalmente por dois motivos: primeiro em decorrência da alta vivenciada nos últimos meses nos custos do milho e do farelo de soja; segundo porque durante alguns meses ao longo do ano as empresas do setor avícola, tanto de corte quanto postura, trabalharam no prejuízo, ou bem qualidade (página 32). E como a época de festas sempre nos reserva boas surpresas, em dezembro a Revista do AviSite foi premiada pelo instituto Ovos Brasil por ter realizado a melhor matéria jornalística sobre o ovo em 2010, na categoria Mídia Especializada (pagina 31). Para nós a premiação é o retorno importante a um trabalho que visa, exclusivamente, a difusão de informações precisas e de qualidade sobre a avicultura, setor fundamental na garantia de alimento saudável e acessível ao Brasil, e, por que não, ao mundo. próximo dele. Saiba mais a partir da página 50. Boa leitura! expediente Produção Animal - Avicultura ISSN Coordenador Editorial José Carlos Godoy MTB Comercial Paulo Godoy Christiane Galusni Redação Érica Barros Mariana Almeida Diagramação e arte Mundo Agro e Grupo WL Internet Darcy Júnior Circulação e assinatura Cristiane dos Santos (19) Fale com a redação! Tel: (19) Mundo Agro Editora Ltda. Rua Erasmo Braga, Campinas, SP Agradecimentos Ganhamos! Reportagem da Revista do AviSite sobre o ovo foi considerada a melhor de 2010 na categoria Mídia Especializada pelo Instituto Ovos Brasil Agradecemos a todos que colaboraram com a realização desta edição: ao CBNA, Colégio Brasileiro de Nutrição Animal, à Júlia Rocha e equipe de zootecnia da UFMG; a Ricardo Santin, diretor de mercados da Ubabef, pela coluna Ponto Final; a Antonio Guilherme de Castro, diretor do Instituto Biológico de Descalvado pelas informações de ampliação do instituto e às associações Gaúcha e Capixaba de avicultura. 4 Avicultura Produção Animal

5 Líder mundial na fabricação de equipamentos para aviários. TM Para garantir o melhor do seu aviário, você pode contar com os produtos val-co, reconhecidos mundialmente pelos maiores frigoríficos, fabricados com tecnologia de ponta e que se ajustam perfeitamente às suas necessidades. SiloS Sistemas completos de armazenamento e transporte de ração. Produzidos em chapa de aço galvanizada G-90 que propicia alta resistência e grande durabilidade. Comedouro AutomátiCo Gro-Pro Linha completa para frango de corte. O maior prato do mercado com regulagem coletiva do nível de ração e acessórios para a fase inicial. BeBedouroS niples Desde pintinhos até frangos de corte, perus, matrizes de postura e codornas, fornece água limpa e fresca na vazão mais adequada para cada caso, com a garantia de uma cama seca e sem umidade. BAlAnçAS Sentinel PArA AveS e ração Rapidez e precisão nas informações do seu lote para imediata tomada de decisões. ventilador 36 Motor 0,5CV, 3 pás para ventilação positiva. PAinéiS evaporativos PolAIR PAd Cool A mais nova tecnologia para atuar no resfriamento e umidificação dos aviários. Com componentes de alta resistência em PVC e alumínio especificamente projetados para esse sistema, garantem uma rápida instalação, baixa manutenção e fácil manuseio. SiStemA de nebulização PolAIR Trabalha com 1000 lbs de pressão, garantindo uma nevoa microscópica que propicia melhor controle da temperatura e umidade, sem o risco de molhar a cama do aviário. O melhor sistema de nebulização do mercado. exaustores de 50 e 54 Construídos em fibra de vidro de alta resistência com potências de 1 e 1,5cv com a maior vazão de ar do mercado e ótima durabilidade. diretomarketing.com.br Consulte também equipamentos para granjas de postura e matrizes Nossos representantes estão à sua disposição para ajudar a maximizar o potencial da sua empresa. SeJA um representante da val-co BrASil. Fale com a val-co. Será um prazer atender você. Rua Francisco Alves de Lima, 11 São José dos Pinhais - PR - Brasil 55 (41)

6 Eventos 2011 Janeiro 26 a 28 de janeiro International Poultry Expo Local: Georgia World Congress Center, Georgia, Atlanta, EUA Realização: U.S. Poultry & Egg Association, Informações: 30 de janeiro a 3 de fevereiro Poultry Processing en Español 2011 Local: Universidade da Georgia, Athens, EUA Realização: Universidade da Georgia e IICA Informações: Fevereiro 7 a 11 de fevereiro Show Rural Coopavel Local: Cascavel, PR Realização: Coopavel Informações: Março 22 a 24 de março IX Congresso de Produção e Comercialização de Ovos Local: Hotel JP, Ribeirão Preto, SP Realização: APA (Associação Paulista de Avicultura) Informações: 29 a 31 de março Seminário Latino Americano de Abate e Processamento de Frangos de Corte Local: Hotel Deville, Maringá, PR Realização: Facta Informações: 29 a 31 de março III Simpósio Internacional sobre Exigências Nutricionais de Aves e Suínos Local: Viçosa, MG Realização: Universidade Federal de Viçosa e CNPQ Contato: (31) Maio 26 a 29 de maio Fenafrango 2011 Local: Parque Municipal de Exposições Wolmar Salton, Passo Fundo, RS Realização: Acisa (Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária) e Sindicato Rural Contato: (54) Informações: de maio a 2 de junho Conferência Facta 2011 Local: Mendes Convention Center, Santos, SP Realização: FACTA (Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas) Contato: (19) Informações: Junho 9 a 11 de junho I Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba Local: Marechal Floriano, ES Realização: Aves e Ases Informações: Setembro 6 a 9 de setembro XXII Congresso Latino-americano de Avicultura Local: Buenos Aires, Argentina Realização: ALA (Associação Latino-americano de Avicultura) Informações: Outubro 25 a 27 de outubro 22º Congresso Brasileiro de Avicultura Local: Centro de Eventos Imigrantes, em São Paulo, SP Realização: UBABEF Informações: Abril 5 a 7 de abril XII Simpósio Brasil Sul de Avicultura Local: Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês, Chapecó, SC Realização: Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas Informações: 6 Produção Animal Avicultura

7

8 Painel do Leitor Escreva para: Os novos caminhos da nutrição Encontramos Godofredo Miltenburg, médico veterinário e Presidente do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA), para uma conversa sobre os caminhos e inovações da nutrição, e as próximas fronteiras no desenvolvimento desta área que corresponde a 70% dos custos na produção animal (edição 43/novembro). Uma das linhas de pesquisa em nutrição avícola desenvolvida em nossa universidade (UENF), sob minha coordenação, é o estudo do valor nutricional de alimentos e rações submetidas em inovadoras tecnologias de fabricação e processamneto (expander, mesa densimétrica, etc.). Estas novas técnicas contribuirão muito para melhorar a eficiência de aproveitamento da energia e dos nutrientes, tornado-os mais disponíveis, o que refletirá na minimização dos custos da produção de aves e ovos. Humberto Pena Couto, Campos dos Goytacazes, RJ O gigantismo da Globoaves Seja nos segmentos de corte ou postura, o nome Globoaves figura há tempos entre os mais destacados da avicultura nacional. A Revista do AviSite foi conhecer um pouco da história dos 25 anos de uma das maiores empresas avícolas brasileiras, e das cabeças por trás desta trajetória de sucesso (edição 43/novembro). Tive a oportunidade de ser colaborador dessa empresa na época em que eram sócios na Goiaves em Buriti Alegre, GO, posteriormente vendida à Sadia. Roberto e Velci Kaefer são dois grandes empreendedores. Parabéns à Globoaves! Sérgio Rodrigues Vaz, Buriti Alegre, GO A Globoaves é esta gigante no seguimento porque tem essas duas pessoas do mais alto gabarito no comando. Viajei lendo a história da Globo e me lembrando do período que trabalhei nesta empresa por quase 8 anos no setor de frango corte. Sei o quanto são profissionais. Paulo Antonio Weiss, Dois Vizinhos, PR 8 Produção Animal Avicultura

9 Produção Animal Avicultura 9

10 As 10 mais lidas em DIPOA tira de linha o FLT Frango Levemente Temperado Em março, foi suspensa a produção de carcaças e cortes temperados de aves. A decisão foi do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA) que, entre as razões arroladas para a proibição, alegou o combate à fraude econômica decorrente dos diferentes processos tecnológicos de produção e que redundam em retenção de água em níveis superiores àqueles naturalmente presentes nas carcaças de aves, seus cortes e demais produtos. 2 Revista Exame aponta os 10 melhores do setor de aves e suínos de 2009 revista da Editora Abril apontou em julho os 10 A melhores empreendimentos do setor de Aves e Suínos de Sete deles eram empresas privadas, das quais apenas uma (BRF) tem ações na bolsa. Os três restantes eram cooperativas (C. Vale e Copacol, do Paraná; e Cosuel, do Rio Grande do Sul). AVES E SUÍNOS Os 10 melhores de 2009 C. Vale, Paraná Nutriza, Goiás 3 4 Marfrig se volta para mercado interno; BRF mantém foco anterior Em setembro, os balanços periódicos (1º semestre de 2010) das duas principais empresas do setor avícola, BRF e Marfrig, revelaram visões diferentes em relação à atuação no mercado interno: enquanto a BRF mantinha a mesma filosofia que caracterizava Sadia e Perdigão e continua priorizando o mercado externo, a Marfrig (cuja principal aquisição, a antiga Seara, também priorizava as vendas externas) deixou clara sua intenção de atuar meio a meio nos dois mercados. Os 10 principais importadores de frango dos EUA e do Brasil Também em setembro, o AviSite comentou sobre o rol dos importadores de carne de frango dos EUA e do Brasil dados, respectivamente, do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) e da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Comércio e Indústria do Brasil (SECEX/MDIC). A notícia mostrou que os dois países têm clientes em comum entre os 10 mais. Não por acaso, com certeza, os dois maiores importadores de carne de frango do mundo Rússia e China. 5 Superfrango, Goiás Copacol, Paraná BRF, Santa Catarina Avivar, Minas Gerais Rivelli Alimentos, Minas Gerais Doux, Rio Grande do Sul Avipal Nordeste, Bahia Cosuel, RS Quanto custa a produção do frango no Paraná? Uma das notícias mais lidas em 2010 foi a entrevista que o engenheiro agrônomo Luiz Antônio Digiovani concedeu à Revista do AviSite em abril. O profissional falou sobre a carência de informações para a adequada avaliação da rentabilidade da avicultura no Paraná, e do trabalho conjunto desenvolvido pelo Senar, Faep e a Embrapa Suínos e Aves para sanar essa deficiência. O resultado foram seis planilhas para calcular o custo de produção do frango nas regiões sudoeste e oeste paranaense. 10 Produção Animal Avicultura

11 Leia as últimas notícias do setor em 6 8 Embrapa: o custo de produção do frango em julho custo de produção do frango divulgado pela Embrapa Suínos e Aves em meados de setembro mostrou O para o mês de julho valor médio de pouco mais de R$1,46/kg. Abrangendo vários tipos de aviários os dados foram restritos, por ora, aos estados de SC, RS e GO. Apontaram que o menor custo foi obtido por SC. Opostamente, GO registrou os maiores custos nos três sistemas. MAPA tem novas normas sobre hidratação do frango AviSite discutiu a Instrução Normativa (IN), publicada em O julho, através da qual o Secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura estabeleceu os parâmetros para avaliação do teor total de água contida em cortes específicos de frango, congelados e resfriados. Essa foi uma das notícias mais acessadas em 2010 juntamente com todas aquelas que acompanharam a inclusão e exclusão de abatedouros no regime especial do DIPOA por não conformidades referente à fraude por adição de água em carcaças. 7 Na Guerra do frango contra EUA, China vence mais um round Na (agora já longa) disputa que mantém contra a proibição de entrada de seu frango no mercado norte-americano, a China venceu mais um round. No dia 29 de setembro de 2010, a Organização Mundial do Comércio concluiu que a atitude dos EUA de manter o embargo é ilegal. Os dois países aplicaram embargos mútuos depois de casos de Influenza Aviária. A China, no entanto, reabriu suas fronteiras enquanto os norte-americanos recusaram-se a abrandá-lo. 9 Com embargo ao cloro, preço do frango explode na Rússia jornal moscovita Times noticiou que na primeira O quinzena de 2010, a carne de frango comercializada na capital russa que havia fechado 2009 cotada a 58 rublos (R$3,48/kg) já estava custando 70 rublos (R$4,20/kg). O embargo imposto à carne de frango dos EUA foi apontado com uma das causas do aumento na ordem de 20%, índice surpreendente até mesmo para um país marcado por inflação elevada. 10 Frango in natura vale (quase) tanto quanto o extinto temperado Quando, em fevereiro de 2010, o Ministério da Agricultura decretou, com o aval do setor produtivo, o fim do frango congelado levemente temperado (CLT), houve quem dissesse que a decisão iria se refletir de forma negativa, mesmo que temporariamente, no preço da ave in natura. Mas a tese que prevaleceu desde o princípio era a de que, com o desaparecimento do produto fraudado (por excesso de água), o frango abatido in natura alcançaria, enfim, seu justo valor. O que se viu em junho, quando essa notícia foi publicada, foi a contínua desvalorização do produto in natura. Produção Animal Avicultura 11

12 Notícias IN 32 Parâmetros para avaliação do teor de água chegam à coxa e sobrecoxa do frango Relação entre umidade e proteína passa a ser adotada para detectar a presença de água na carne Através da Instrução Normativa (IN) nº 32, publicada na edição de 7 de dezembro do Diário Oficial da União, o Ministério da Agricultura definiu parâmetros para avaliação do teor de água contida em três novos cortes de carne de frango: (1) coxa, (2) sobrecoxa e (3) coxa com sobrecoxa. Anteriormente (julho de 2010), o MAPA havia estabelecido esses parâmetros para o peito de frango com pele e sem pele. Na verdade, a nova IN é apenas um complemento da primeira, cujos parâmetros permanecem inalterados. Mas o MAPA optou pela revogação integral da IN nº 12, concentrando no novo instrumento (IN nº 32) os parâmetros anteriores e os atuais, distribuídos em cinco diferentes anexos (veja o quadro). Relação entre umidade e proteína na carne Também importante, é a nova metodologia para detectar a presença de água na carne in natura que passa a ser adotada. Agora, o parâmetro é a relação entre umidade e proteína na carne, que substitui a técnica do descongelamento utilizada até então. O limite aceitável era de 8% de água no peso do frango. Com a nova regra, uma análise química, feita em laboratórios, por amostragem, medirá a proporção entre umidade e proteína na carne, com parâmetros que variam de acordo com cada tipo de corte. Em texto divulgado pela Folha de S.Paulo, Luciana Miyagusku, pesquisadora do Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos), afirma que se trata da primeira metodologia validada nacionalmente para fiscalização sobre teor de água em cortes de frango. Para Ariel Mendes, Diretor de Produção da Ubabef, a substituição do modelo antigo tornará a fiscalização mais eficiente. O método anterior era mais caseiro, os resultados variavam e não eram precisos, diz. PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO DO TEOR TOTAL DE ÁGUA CONTIDA EM A matéria divulgada pela Folha ainda levanta a possibilidade da volta do frango temperado ao mercado, que foi proibido porque a presença de água nesse tipo de carne estava ultrapassando o limite com freqüência. Atualmente, o Ital trabalha no ANEXO I Peito e em meio peito de frango Parâmetros Limite inferior Limite superior Umidade 67,16% 75,40% Proteína 17,81% 22,05% Relação Umidade/Proteína 3,28 3,92 ANEXO II Carne do peito de frango sem pele Parâmetros Limite inferior Limite superior Umidade 73,36% 75,84% Proteína 21,05% 24,37% Relação Umidade/Proteína 3,03 3,55 ANEXO III Coxa de frango Parâmetros Limite inferior Limite superior Umidade 65,33% 72,69% Proteína 14,40% 17,96% Relação Umidade/Proteína 3,83 4,71 ANEXO IV Sobrecoxa de frango Parâmetros Limite inferior Limite superior Umidade 61,09% 70,97% Proteína 13,50% 18,18% Relação Umidade/Proteína 3,64 4,72 ANEXO V Coxa com sobrecoxa de frango Parâmetros Limite inferior Limite superior Umidade 62,82% 70,70% Proteína 14,36% 18,08% Relação Umidade/Proteína 3,59 4,67 desenvolvimento de uma metodologia que possibilite a avaliação do frango temperado e de miúdos de frango. Os efeitos da IN 32 vigoram desde a data de sua publicação no DOU. Para acessar a íntegra do texto: anexos/ _in32.pdf. 12 Produção Animal Avicultura

13 Leia as últimas notícias do setor em Produção Animal Avicultura 13

14 Notícias Tensão Exportadores avícolas aguardam definições da avicultura russa Quota de importação para 2011 permanece na dúvida Rússia continua sendo a preocupação maior dos países exportadores A de carne de frango, visto que, de maior importadora mundial do produto, tende já em 2011 a ser discreta coadjuvante nos negócios internacionais da carne de frango. Embora questões menores sempre marquem as transações da Rússia com o mercado do frango, duas questões principais permanecem à espera de equacionamento: primeiro, a definição efetiva da quota de importação para 2011 e anos subsequentes; segundo, o uso (ou não) de carne de frango congelada na elaboração de alimentos industrializados. Prevista desde 2009, a questão do uso do frango congelado transformou- -se em celeuma (entre os russos e internacionalmente) quando, equivocadamente, divulgou-se que toda a comercialização do produto (para pós- -industrialização, mas também para consumo direto) estaria proibida a partir de 1º de janeiro de Mesmo dirimida a dúvida (a proibição refere-se exclusivamente aos pós- -industrializados, nos quais será vetada a utilização de frango congelado), a tensão dos exportadores permanece a mesma, já que apenas países muito próximos da Rússia podem fornecer ao país carne de frango resfriada. E se isso não for equacionado, nem RÚSSIA Distribuição das quotas de importação de carne de frango segundo os países fornecedores a 2012 MIL TONELADAS o que já foi questão-chave para os fornecedores externos o volume exportável definido pelas quotas oficiais importa mais. Em decisões anteriores, o governo russo havia estabelecido em 600 mil toneladas a quota de frango para Porém, recentes informações da imprensa local dão conta de que essa quota deve ser reduzida para apenas 350 mil toneladas. Mas... e daí? O volume-quota de 2010 era de 780 mil toneladas e, no entanto, até setembro último (dados do próprio governo russo), o total importado não chegava a um terço desse volume. Ou seja: o volume estabelecido via EUA 750,0 600,0 446,4 409,2 UE 185,8 144,3 111,0 101,8 Paraguai 3, Outros 12,4 35,7 42,6 39,0 TOTAL 952,0 780,0 600,0 550,0 DISTRIBUIÇÃO RELATIVA EUA 78,8% 76,9% 74,4% 74,4% UE 19,5% 18,5% 18,5% 18,5% Paraguai 0,4% 0,0% 0,0% 0,0% Outros 1,3% 4,6% 7,1% 7,1% quotas já não faz grande diferença. É verdade, neste caso, que as baixas importações russas, em 2010, decorrem de uma decisão de ordem sanitária: vetar o frango (importado ou produzido internamente) cujas carcaças passaram por uma higienização final à base de derivados de cloro o que afetou, quase exclusivamente, as exportações dos EUA, cuja quota para 2010 (quadro abaixo) estavam fixadas em 600 mil toneladas, 77% da quota total. Isso terminou por beneficiar outros exportadores, como o Brasil. Mesmo assim, as compras russas no mercado internacional poderiam ter sido maiores. Tudo considerado, parece restar aos exportadores resignar-se com a saída da Rússia do posto de principal importador mundial de carne de frango. Em suas primeiras previsões para 2011 o USDA já previu essa perda, visto ter colocado como principais importadores o Japão, a União Europeia, a Arábia Saudita e só na quarta posição a Rússia. Mas aceitas as indicações vindas de Moscou quota de 350 mil toneladas em 2011 a Rússia pode recuar para a nona ou décima posição, com importações similares à da China e da Venezuela. Muito pertinente. 14 Produção Animal Avicultura 14 Produção Animal Avicultura

15 Leia as últimas notícias do setor em Legislação Rotulagem europeia de alimentos deve identificar país de origem Informações também devem permitir escolha por alimentação equilibrada Em reunião realizada em dezembro de 2010, o Conselho responsável pelos assuntos de emprego, política social, saúde e interesses dos consumidores da União Europeia (EPSCO, na sigla em inglês) chegou a um acordo preliminar sobre proposta de regulamento que amplia o nível de informações sobre alimentos voltadas especificamente para o consumidor final. O principal objetivo da nova legislação é assegurar que o rótulo dos alimentos contenha, de forma clara e legível, informações de ordem qualitativa e quantitativa consideradas essenciais, possibilitando que o consumidor disponha de informações que permitam escolher uma alimentação equilibrada. Mas além de estabelecer a obrigatoriedade de apresentação das informações nutricionais, o Conselho também concordou que na rotulagem deve estar presente, ainda, a identificação do país de origem do alimento, obrigação que deve incluir as carnes Identificação do país de origem pode chegar à carne utilizada como ingrediente de industrializados de aves, suína e de cordeiro (a carne bovina já atende a essa exigência). Indo mais à frente, o Conselho também estabeleceu que, no prazo máximo de três anos após a entrada em vigor do novo regulamento, seja avaliada a possível extensão da rotulagem obrigatória identificadora do país de origem a outros alimentos e, por exemplo, à carne utilizada como ingrediente de alimentos industrializados quesito que vai envolver a indústria brasileira do frango, grande exportadora de carne salgada para a União Europeia. O texto preliminar do acordo aprovado passa agora por uma análise jurídica e linguística (sem considerar os dialetos, são mais de duas dezenas de línguas) e, após ser definitivamente aprovado pelo EPSCO, será submetido ao Parlamento Europeu que, em encontro recente (junho de 2010) já propôs a elaboração de legislação do gênero. Produção Animal Avicultura 15

16 Notícias Fiscalização Alimento animal está dispensado de registro prévio Idéia é modernizar Ministério da Agricultura partir de 17 de dezembro diversos A produtos destinados à alimentação animal estão dispensados de registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com o ministro Wagner Rossi, que foi mantido no cargo pela Presidente Dilma Roussef, a medida é o primeiro passo na direção da modernização do ministério, uma das prioridades para os próximos quatro anos. O setor produtivo rural avançou muito nos últimos anos, precisamos modernizar a estrutura e enxugar processos para acompanhar esse avanço, explica Rossi. As novas regras constam na Instrução Normativa nº 42, publicada no Diário Oficial da União. Ficam isentos de registro produtos destinados à alimentação animal de baixo risco à saúde dos animais e à saúde pública, como suplementos, premix, rações, núcleos e concentrados. A decisão beneficia, de imediato, empresas que fabricam cerca de vinte mil produtos que teriam seus registros vencidos no último mês de Ficam isentos de registro produtos destinados à alimentação animal de baixo risco à saúde dos animais e à saúde pública Pelas regras antigas, o processo de registro desse tipo de produto durava, em média 180 dias, com renovação obrigatória a cada cinco anos. Qualquer alteração na fórmula precisava ser submetida ao mesmo processo. A partir de agora, cabe ao responsável técnico do fabricante a aprovação de fórmulas, rótulos e embalagens dos produtos isentos, respeitando a legislação vigente. O estabelecimento deve apenas informar ao ministério a relação dos produtos aprovados pelo responsável técnico e arquivar os registros para fins de fiscalização. O registro demanda muito tempo da fiscalização e não tem impacto nas questões de controle e segurança dos produtos. As novas regras desburocratizam o processo e permitem que o ministério concentre esforços na fiscalização do processo produtivo, avalia Wagner Rossi. O produtor passa a ser responsável pela qualidade e regularidade de seus produtos, conclui. As informações forma divulgadas pela assessoria de imprensa do MAPA. Em declínio Cai a participação do frango brasileiro na União Européia Apesar isso, país permanece como o maior fornecedor do bloco Dados coletados pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) mostram que a participação da carne de frango brasileira no mercado da União Europeia (UE) deve, em 2010, sofrer nova redução, fato que ocorre pelo segundo ano consecutivo. De 2008 para 2009, o volume de carne de frango exportado pelo Brasil para a UE teve sua participação reduzida de 76,30% para 75,20% - uma perda de 1,44%. Já em 2010 (dados relativos ao período janeiro-setembro) a perda foi mais significativa (-4,12%), porquanto a participação brasileira recuou para 72,1%. Entre 2008 e 2010 a participação brasileira sofreu redução de 5,5% e só não foi maior (em valores relativos) que a da Argentina (-13%). Mas isto não tem o menor significado, pois enquanto o volume que a avicultura argentina deixou de exportar para a UE em 2010 caiu (em relação a 2009) menos de 4 mil toneladas, a queda brasileira foi de, praticamente, 80 mil toneladas segundo o USDA. Apesar de tudo, o Brasil permanece como o maior fornecedor de carne de frango da UE. Mas precisa estar atento a essa perda de participação. Mesmo porque o segundo fornecedor da UE, a Tailândia, elevou sua participação em 14% nos últimos dois anos. UNIÃO EUROPEIA Market share dos fornecedores de carne de frango % DO TOTAL * VAR. 2010/08 Brasil 76,30% 75,20% 72,10% -5,5% Tailândia 16,40% 16,10% 18,70% 14,0% Chile 3,90% 4,50% 4,50% 15,4% Argentina 2,30% 2,40% 2,00% -13,0% Israel 0,70% 0,60% 1,00% 42,9% Demais 0,40% 1,20% 1,70% 325,0% Fonte dos dados básicos: USDA Elaboração e análises: AVISITE * 2010: janeiro-setembro 16 Produção Animal Avicultura

17 Leia as últimas notícias do setor em Vírus H5N1 Influenza Aviária volta a preocupar o mundo Em dezembro, pelo menos cinco países asiáticos relataram ocorrências Ausente do noticiário há quase dois anos primeiro, porque o número de casos caiu drasticamente; segundo, porque o H1N1 tornou-se a bola da vez a Influenza Aviária causada pelo vírus H5N1 volta a ser preocupação mundial. Uma preocupação que aumenta com a chegada do inverno no Hemisfério Norte. Em dezembro, pelo menos cinco países asiáticos relataram ocorrências: Japão, Nepal, Vietnã (onde, aparentemente, os casos de H5N1 continuam sendo corriqueiros), Coréia do Sul e Hong Kong. No Vietnã, notificação transmitida no início de dezembro à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) relata a detecção de três focos de H5N1 em criações avícolas de subsistência. Em dezembro houve também a ocorrência de IA no Azerbaijão envolvendo aves comerciais. O episódio ainda não foi relatado à OIE, mas de acordo com a imprensa local autoridades da Saúde do país já confirmaram tratar- -se de caso de H5 supostamente, de H5N1. Para agravar ainda mais o quadro que, nos casos relatados, envolve apenas aves o Ministério da Saúde do Egito anunciou a morte de uma mulher de 30 anos, residente ao norte do Cairo, infectada pelo vírus H5N1. Esse é o 10º caso humano fatal no país apenas em 2010 e o 37º desde Esses números fazem do Egito o terceiro país mais afetado por casos humanos fatais da doença, atrás apenas da Indonésia (141 mortes desde 2005) e do Vietnã (59 casos fatais desde 2003). Matrizes de corte EUA entram em 2011 com plantel reprodutor ainda inferior ao de 2008 Alojamento seguiu crescente de novembro em diante Ligeira queda observada nos alojamentos de setembro e outubro de 2010 irá interromper momentaneamente, em 2011, a recuperação do plantel de matrizes de corte em produção na avicultura norte-americana. Pelas projeções do Departamento de Agricultura dos EUA, a redução do plantel em produção, iniciada em setembro de 2008, cessou em outubro passado, ou seja, depois de mais de dois anos da eclosão da crise econômica mundial. De novembro em diante segue crescente e deve atingir, em maio de 2011, pouco mais de 64 milhões de matrizes de corte em produção (contra 61,671 milhões em outubro). O volume apontado significa aumento de 3,5% sobre maio de Mas em relação ao maior volume já registrado no país (cerca de 66,5 milhões de matrizes de corte em agosto de 2008) continuará 3,6% menor. Observação: enquanto já se sabe quantas matrizes, nos EUA, estarão produzindo pintos de corte em maio de 2011, na avicultura brasileira que sempre se destacou exatamente por dispor de números que outros segmentos da agropecuária nunca tiveram continua-se sem saber, sequer, o que foi alojado, por exemplo, há um ano. Esse é o tipo de aniversário que não se deve comemorar mas, mesmo assim, parabéns pra vocês!. 17 Produção Animal Avicultura Produção Animal Avicultura 17

18 Empresas Nova indústria Coasul abate oficialmente primeiro lote de aves Frigorífico tem capacidade para 120 mil aves/dia Foi realizado no dia 6 de dezembro o primeiro abate de aves oficial da Coasul Cooperativa Agroindustrial. O frigorífico, instalado em São João, Sudoeste do Paraná, tem capacidade para 120 mil aves/dia, mas, como explica o Gerente do abatedouro, Amauri Antunes, até os colaboradores ganharem ritmo no abate, o processo seguirá de forma gradativa. Abatemos apenas 11 mil aves neste primeiro dia. O número se deve em grande parte ao fato de a maior parte dos trabalhadores serem recém contratados, esclarece. O primeiro lote abatido é da cooperada integrada Andréia Colet, de São João. LeVida A nova marca de produtos alimentícios da Coasul é a LeVida. O objetivo, de acordo com a cooperativa, é atender o público mais exigente, com produtos que valorizam a saúde, leveza e bem-estar. Inicialmente a cooperativa atuará com cerca de 30 produtos entre cortes e miúdos de frango, mas o mix vai aumentar em Linha de cortes da Coasul Mais adubo orgânico Sadia investe R$ 1 milhão em nova técnica de compostagem Objetivo é aumentar a eficiência de destinação dos resíduos Sadia investiu R$ 1 milhão em A uma nova técnica de compostagem automática de resíduos industriais na unidade da companhia em Lucas do Rio Verde, no Estado do Mato Grosso. Segundo nota da empresa, o objetivo é aumentar a eficiência de destinação dos resíduos, reduzir custos e obter maior produção de adubo orgânico. A compostagem automática instalada na unidade tem capacidade de processar 30 metros cúbicos de resíduos por dia. Os resíduos da estação de tratamento de efluentes, resíduos orgânicos e cinzas gerados na indústria são transformados em fertilizantes (composto orgânico) que, por sua vez, são utilizados em uma área de reflorestamento de 250 hectares da Sadia no município. A companhia pretende adotar a mesma técnica em outras fábricas da empresa. As informações foram divulgadas pela Agência Estado. 18 Produção Animal Avicultura

19 Leia as últimas notícias do setor em Mauricéa Alimentos Agroindústria escolhe a Bahia para instalar complexo Mais de mil vagas devem ser geradas até 2011 complexo industrial Mauricéa O Alimentos do Nordeste foi inaugurado no dia 2 de dezembro, no Distrito Industrial de Luís Eduardo Magalhães, região oeste da Bahia. A empresa avícola entra no mercado com previsão de gerar, em um primeiro momento, 470 empregos diretos, chegando a 1,2 mil em O complexo é composto por cinco plantas integradas, onde serão produzidas carne de frango para atender ao mercado interno da Na comparação com 2009 Aurora registra crescimento de 8% em 2010 Receita deve ultrapassar 3 bilhões de reais Bahia, Goiás e Mato Grosso. A escolha do município para instalação da empresa se deu por conta do seu potencial de crescimento, devido à grande produção de milho e soja. As informações foram divulgadas pelo Correio 24 horas. Em um ano de mercado interno aquecido e situação cambial desfavorável aos exportadores, a Coopercentral Aurora deve encerrar o ano de 2010 com 85% das receitas obtidas no mercado doméstico e 15% no mercado externo. A empresa terá incremento de 8% em relação a 2009 e ultrapassará 3 bilhões de reais em receita operacional bruta. O presidente Mário Lanznaster prevê que a Aurora fechará o ano de 2010 com exportações na casa de 105 mil toneladas de carnes, volume composto por 43% de cortes suínos, 55% de cortes de frango e 2% de industrializados. Esse esforço comercial responde por 15% do faturamento bruto da Aurora. Os destinos da carne de frango são China, Hong Kong, Japão e Europa. Na linha de produtos industrializados de carne, a Coopercentral exporta para o Oriente Médio. Em 2011, a Aurora prepara-se para exportar para os Estados Unidos, mercado recém-aberto para a carne catarinense. Também há previsão da abertura do mercado europeu para a carne suína, além da Coréia do Sul, outro mercado potencial para a Aurora. Marfrig Faltam candidatos para preencher três mil vagas Afirmação é do presidente da empresa agência Reuters reproduziu a A fala do Presidente da Marfrig, Marcos Molina, durante evento promovido pelo Lide, uma entidade de empresários. Segundo ele, a Marfrig busca expandir sua produção e tem atualmente 3 mil postos de trabalho em aberto em suas unidades no Brasil, empregos esses que vão desde o chão de fábrica a cargos de coordenação. A companhia encontra dificuldades para preencher as vagas no país pela falta de qualificação profissional ou pela concorrência de outras indústrias do setor, que também carecem de funcionários com experiência. O Marfrig, uma empresa que teve um crescimento vertiginoso nos últimos cinco anos, com mais de 40 aquisições, tem unidades produtivas em 22 países e exporta atualmente para 200 países. A companhia hoje emprega em quatro continentes 90 mil pessoas, sendo 50 mil no Brasil. Produção Animal Avicultura 19

20 Diagnósticos mais precisos Guilherme de Castro inaugura as obras de ampliação do Laboratório de Descalvado Ampliação do Laboratório de Descalvado acompanha crescimento do setor avícola no Brasil Centro recebe linha equipada de diagnósticos de doenças para desenvolver pesquisas e prestar serviços Neste início de ano, a avicultura brasileira comemora o crescimento de 10% na produção de carne de frango e um aumento de 5% na exportação do produto em Em vista desta pujança, são bem vindas as obras de ampliação do Laboratório de Patologia Avícola do Instituto Biológico Com a reforma, centro está apto a realizar, por meio de técnicas moleculares, diagnósticos na área de sanidade avícola (IB/Apta), que foram entregues pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo no início de dezembro. Para Antônio Guilherme de Castro, Diretor do centro de Descalvado, SP, é preciso lembrar que as melhorias em termos de diagnósticos mais precisos e mais rápidos são necessárias em função do cenário atual da avicultura brasileira, de franco crescimento. Além disso, em São Paulo, estão localizados os principais avozeiros, responsáveis pelo abastecimento de cerca de 70% da avicultura brasileira, lembra Castro. Isto demonstra a importância estratégica do Estado na produção avícola nacional. O laboratório é vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e recebeu investimentos de R$ 170 mil para construções e aquisição de equipamentos. Com a reforma, o centro está apto a realizar, por meio de técnicas moleculares, diagnósticos na área de sanidade avícola, bem como desenvolver métodos e tecnologias para a detecção de doenças e realizar testes rotineiros para a identificação de agentes virais (Bronquite Infecciosa, Doença de Gumboro, Anemia Infecciosa, etc.). Desta forma, a unidade do IB em Descalvado mantém modernizada e equipada a linha de diagnósticos de doenças, para desenvolver pesquisas e prestar serviços à avicultura. 20 Produção Animal Avicultura

PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO

PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO WESP-GUTERRES, Caroline 1 ; TEIXEIRA, José Domingos Lemos 1 ; ARALDI,Daniele Furian 2 Palavras-Chave: Brasil. Consumo de carne. Bovinocultura. Introdução

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

Conjuntura Macroeconômica e Setorial

Conjuntura Macroeconômica e Setorial Conjuntura Macroeconômica e Setorial O ano de 2012 foi um ano desafiador para a indústria mundial de carnes. Apesar de uma crescente demanda por alimentos impulsionada pela contínua expansão da renda em

Leia mais

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária fevereiro de 2013. 1 - Considerações Iniciais A Suinocultura é uma das atividades da agropecuária mais difundida e produzida no mundo. O porco, espécie

Leia mais

fls. 776 Se impresso, para conferncia acesse o site http://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0300287-79.2015.8.24.0175 e o cdigo 353F682.

fls. 776 Se impresso, para conferncia acesse o site http://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0300287-79.2015.8.24.0175 e o cdigo 353F682. fls. 776 fls. 777 fls. 778 fls. 779 fls. 780 fls. 781 fls. 782 fls. 783 1/107 LAUDODEAVALIAÇÃO ECONÔMICA fls. 784 2/107 Códigodoimóvel NomedoImóvel Endereço Bairro Cidade UF Proprietário Documento RegistrodeImóveis

Leia mais

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Super-safra norte-americana Em seu boletim de oferta e demanda mundial de setembro o Usda reestimou para cima suas projeções para a safra 2007/08.

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen, Camila Brito Ortelan e Marcos Debatin Iguma e Equipe Aves/Cepea Nos primeiros oito meses

Leia mais

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus ANGUS: Rentabilidade e mercado Fábio Schuler Medeiros Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus Nossos Questionamentos... Como está a

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015 JURANDI MACHADO - DIRETOR Cenário Carnes 2014/2015 Oferta e Demanda de Carne Suína CARNE SUÍNA 2014 (a)* no Mundo (Mil toneladas) 2015 (b)* Var % (b/a) PRODUÇÃO 110.606 111.845 1,12 CONSUMO 109.882 111.174

Leia mais

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgou recentemente sua primeira estimativa para a safra brasileira

Leia mais

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Cenário Macro Econômico Brasileiro 2015 Economia em forte e crescente desequilibrio Deficit Fiscal 2014

Leia mais

RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente. Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira

RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente. Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira RUI EDUARDO SALDANHA VARGAS VICE Presidente Estimativas, Mercados e Desafios para a Exportação de Carne Suína Brasileira Localização da Suinocultura Norte e Nordeste Abates: 2% Exportações: 0% Matrizes

Leia mais

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 Mercado Internacional Em 2007, a produção anual de milho atingiu quase 720 milhões de tonelada (Tabela 1), quando os Estados Unidos,

Leia mais

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com. Agronegócio Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.br GRÃOS Produção (milhões de T. USDA - Fevereiro de 2014; Projeções

Leia mais

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Zootecnista FAZU Msc. Melhoramento Genético UNESP MBA em Marketing FEA USP AUSMEAT Curso de Formação

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc

Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc Guilherme Augusto Vieira,MV,MSc Doutorando História das Ciências UFBA,UEFS ABA QUALYAGRO PEC NORDESTE 2013 Guilherme Augusto Vieira gavet@uol.com.br Agronegócio Contexto Pessoal Início trabalhos com Agronegócio

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO INTRODUÇÃO O sistema de integração surgiu em Santa Catarina no início dos anos de 196 e é definido como uma parceria existente

Leia mais

PRODUTO CARNES PERÍODO: 29/09 a 03/10/2003. Carne bovina

PRODUTO CARNES PERÍODO: 29/09 a 03/10/2003. Carne bovina PRODUTO CARNES PERÍODO: 29/09 a 03/10/2003 Carne bovina A estimativa da Conab para a produção brasileira de carne bovina, no ano de 2003, as previsões quanto às importações, exportações e a disponibilidade

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA SEMANA DE 21 A 25 DE SETEMBRO de 2009 Semana de preço estável no mercado de Boi Gordo no Rio Grande do Sul, com o preço encerrando a semana a R$ 4,61/kg carcaça.

Leia mais

Indústria avícola paranaense

Indústria avícola paranaense Indústria avícola paranaense Evoluçã o do consumo de fãrelo de sojã e milho pãrã criãçã o de frãngos no Pãrãnã Ana Luiza Lodi analuiza.lodi@intlfcstone.com Thadeu Silva thadeu.silva@intlfcstone.com Natália

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Edição 08 - Janeiro de 2015 2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Esta edição do Boletim do Agronegócio Internacional dedica atenção especial à análise do comércio exterior do setor em 2014. A agricultura

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural

DERAL - Departamento de Economia Rural SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural ANÁLISE DE CONJUNTURA AGROPECUÁRIA AVICULTURA DE POSTURA 2012/2013 PANORAMA MUNDIAL Segundo a FAO (Anualpec

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP -

Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP - Simpósio Latino Americano da Associação Internacional para a Proteção de Alimentos -IAFP - VII Simpósio Associação Brasileira de Proteção dos Alimentos ABRAPA - Melhorando a inocuidade da carne de aves

Leia mais

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões.

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões. Crise na Ucrânia: dificuldades e potencialidades para o setor de carne suína e milho em Santa Catarina Glaucia Padrão, Dr.ª Analista de Economia, Epagri/Cepa Reney Dorow, Msc. Analista de Mercado, Epagri/Cepa

Leia mais

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009.

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Para os produtores de sorgo o ano de 2008 pode ser considerado como bom. As condições climatológicas foram favoráveis durante todo o ciclo

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS ALEXANDRE DA SILVA SECHINATO Médico veterinário Pesquisador Tortuga Cia Zootecnica Agrária INTRODUÇÃO Ovo é um excelente alimento Alimento completo

Leia mais

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 Senhores Acionistas, A conjuntura política nacional continuou gerando turbulências no mercado, aumentando significativamente o risco do

Leia mais

Caracterização do Mercado Internacional de Carne de Frango Brasil X Estados Unidos

Caracterização do Mercado Internacional de Carne de Frango Brasil X Estados Unidos Caracterização do Mercado Internacional de Carne de Frango Brasil X Estados Unidos Danusa de Paula Sousa Estudante de Graduação Esalq/USP CPF: 936 619 161-49 R. Barão de Piracicamirim, 512. B. Vila Independência

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos

O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos Professor: Raphael Rocha Formado em Administração, especialista em Marketing, pela UFRJ, com MBA em Gestão de Negócios, Comércio e Operações

Leia mais

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 MERCADO INTERNACIONAL O Brasil teve uma performance impressionante na produção de carnes nos últimos anos: tornou-se o maior exportador

Leia mais

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 Os resultados do terceiro trimestre de 2010 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados da Sadia

Leia mais

LINHAS DE PESQUISA EMPREENDEDORISMO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

LINHAS DE PESQUISA EMPREENDEDORISMO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO LINHAS DE PESQUISA EMPREENDEDORISMO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Nos países desenvolvidos e, em menor grau, nos países em desenvolvimento, assiste-se ao surgimento de padrões tecno-econômicos onde os resultados

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO

CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO Leonardo Sologuren Céleres Junho de 2008 Cresce o consumo de proteína animal no BRIC BRASIL RÚSSIA 108 4,000 60 3.000 kg/habitante/ano 90 72 54 36 18 3,800

Leia mais

SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc)

SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc) SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc) O novo mundo rural e o desenvolvimento do Brasil Marcos Sawaya Jank Diretor Executivo Global de Assuntos Corporativos São Paulo, 12 de novembro de 2014

Leia mais

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Prevenção, controle e erradicação de doenças e pragas animais e vegetais de interesse econômico e de importância para a saúde pública. Assegurar a sanidade,

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO PANORAMA RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO SEMANA DE 10 A 14 DE AGOSTO de 2009 Semana de nova estabilidade no preço do Boi Gordo no mercado físico do Rio Grande do Sul, fechando a semana em R$ 5,28/kg

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA HENRIQUE MARINHO MAIO DE 2013 Economia Internacional Atividade Econômica A divulgação dos resultados do crescimento econômico dos

Leia mais

Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas

Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas Edição 04 - Outubro de 2014 Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas Mais de 100 milhões de pessoas deixaram de passar fome na última década. É o que revela o relatório O estado

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL

SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS PARA A COTURNICULTURA NO BRASIL Antonio Gilberto Bertechini Professor Titular-UFLA Introdução O agronegócio tem tido papel fundamental para a economia brasileira e representa

Leia mais

Mercado do Boi Gordo

Mercado do Boi Gordo Mercado do Boi Gordo Perspectivas para os próximos anos SIC Esteio - RS Agosto 2006 Fabiano R. Tito Rosa Scot Consultoria Índice 1. Brasil: país pecuário 2. Comportamento dos preços internos 3. Perspectivas

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

Panorama do setor de frango de corte no Brasil e a participação da indústria avícola paranaense.

Panorama do setor de frango de corte no Brasil e a participação da indústria avícola paranaense. Panorama do setor de frango de corte no Brasil e a participação da indústria avícola paranaense. Luciano de Souza Costa (UNIOESTE) lucianosouzacosta@hotmaisl.com Luis Alberto Ferreira Garcia (UNIOESTE)

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

Boletim Só Granjas - Outubro de 2014

Boletim Só Granjas - Outubro de 2014 Boletim Só Granjas - Outubro de 2014 Agradecimento Neste mês de outubro atingimos a marca de 15.320 pessoas que recebem nosso boletim mensal, por e-mail, entre avicultores, suinocultores, associações e

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria Financiamento ao Agronegócio Internacionalização da Agroindústria BRF Visão Geral BRF Principais Key Brands Marcas Dados Financeiros 3 Uma das maiores empresas de alimentos do Brasil e do mundo 7 a maior

Leia mais

140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica

140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica 140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica SIGNOR, Arcângelo Augusto. UEM, angelo_signor@gmail.com; CORRÊIA, Arlindo

Leia mais

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná A FAEP tem solicitado ao governo federal que libere os recursos anunciados de R$ 5,6 bilhões na Política de Garantia de Preços Mínimos

Leia mais

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 8 APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE

Leia mais

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Francisco Sérgio Turra Presidente Executivo Soja no Mundo Mil toneladas Evolução da produção de soja por país (mil toneladas) 100 75 50 Brasil - 84 EUA - 82

Leia mais

UniSoma Computação Ltda

UniSoma Computação Ltda Projeto Frango Ótimo Este projeto envolveu, no período de novembro de 2003 a dezembro de 2004, a implantação de Módulos do Sistema PIPA nos vários frigoríficos de abate de frangos da Perdigão S.A. Descrição

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS AGRONEGÓCIOS AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS Argentina Estados Unidos Indonésia Brasil Canadá Russia Índia Japão Austrália China México Área Agricultável > 30 milhões de ha População urbana > 80

Leia mais

Conjuntura e perspectivas. Panorama do mercado de extração de óleos

Conjuntura e perspectivas. Panorama do mercado de extração de óleos Conjuntura e perspectivas Panorama do mercado de extração de óleos I Simpósio Tecnológico PBIO de Extração de Óleos Vegetais Daniel Furlan Amaral Economista Rio de Janeiro - RJ 03 Dezembro 2009 Roteiro

Leia mais

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL.

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. Data: Junho/2005 CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução Milho e farelo de soja são os principais ingredientes utilizados na formulação de rações para

Leia mais

Levantamentos do custo de produção da avicultura e suas repercussões

Levantamentos do custo de produção da avicultura e suas repercussões Levantamentos do custo de produção da avicultura e suas repercussões Celso F. D. Doliveira Médico Veterinário DTE - FAEP Brasília - 2012 1 "QUEM NÃO SABE QUANTO GASTA, NÃO SABE QUANTO GANHA" 2 Parceria

Leia mais

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA BOLSA DE CHICAGO 3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA Chuvas diminuíram nesta semana, mas ainda acumularam grandes volumes em pontos já muitos úmidos do Meio-Oeste 3 EUA Lavouras De Soja Ruins

Leia mais

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas Análise Economia e Comércio / Desenvolvimento Carolina Dantas Nogueira 20 de abril de 2006 O processo de abertura comercial da China:

Leia mais

"Se quer paz, prepara-se para guerra. Med. Vet. GUILHERME H. F. MARQUES, MSc Fiscal Federal Agropecuário. rio Departamento de Saúde Animal, Diretor

Se quer paz, prepara-se para guerra. Med. Vet. GUILHERME H. F. MARQUES, MSc Fiscal Federal Agropecuário. rio Departamento de Saúde Animal, Diretor "Se quer paz, prepara-se para guerra Med. Vet. GUILHERME H. F. MARQUES, MSc Fiscal Federal Agropecuário rio Departamento de Saúde Animal, Diretor 8.514.876 km 2 202.828.531 habitantes 27 Unidades da Federação

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL LAPESUI

INFORMATIVO MENSAL LAPESUI INFORMATIVO MENSAL LAPESUI Maio de 2013 Nº 15 SUINOCULTURA RECUPERA O FÔLEGO EM MAIO As exportações brasileiras estavam caindo desde março, quando ocorreu o embargo do produto nacional pela Ucrânia devido

Leia mais

Em destaque. Acontece

Em destaque. Acontece 30 de novembro de 2006 Em destaque Publicada normativa de alimentos com medicamentos Uma das mais importantes pautas do setor de alimentação animal foi finalizada junto ao MAPA. Em 21 de novembro, publicou-se

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 136, DE 2 DE JUNHO DE 2006.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 136, DE 2 DE JUNHO DE 2006. Portaria Nº 136, DE 02 DE JUNHO DE 2006 Situação: Vigente Publicado no Diário Oficial da União de 05/06/2006, Seção 1, Página 4 Ementa: Submete à consulta pública, por um prazo de 60 (sessenta) dias, a

Leia mais

Comercialização e Marketing da Carne Ovina

Comercialização e Marketing da Carne Ovina Comercialização e Marketing da Carne Ovina Carlos Vilhena Vieira Engenheiro Agrônomo Universidade Federal de Viçosa MG 1984. Especialização FGV Administração Rural. Consultor em Melhoramento e Seleção

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10

Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10 Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10 RuralBR Agricultura Pecuária Canal Rural Tempo Cotação Blogs Especiais Últimas Notícias C2Rural Lance Rural Agricultura

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Requer o envio de Indicação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, no sentido de implantar um Programa de Redução de Perdas de Produtos Agrícolas. Senhor

Leia mais

Histórico. Roteiro. Oferta e Demanda. Mercado. Logística. Tendências de Mercado

Histórico. Roteiro. Oferta e Demanda. Mercado. Logística. Tendências de Mercado relatório Expedição Avicultura 2015 ÍNDICE 4 Histórico 7 Roteiro 8 Oferta e Demanda 14 Mercado 22 Logística 24 Tendências de Mercado 2 3 HISTÓRICO Realizada pela primeira vez em 2012, a Expedição Avicultura

Leia mais

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone)

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) O Mercado Mundial de Commodities Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) Um mercado em desequilíbrio: choque de demanda Relação Estoque/Uso (soja, milho, trigo e arroz)

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NA PRODUÇÃO Produção de carnes NACIONAL - USDA - mil ton DO COMPLEXO CARNES - 2014 Carne Bovina

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA A conjuntura econômica do último mês foi marcada por aceleração dos principais índices de inflação em todo Brasil. Em janeiro, o IPCA avançou 1,24% em nível de Brasil, esta foi a maior

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS PROJETO GOIÁS PROJETO AGROJOVEM AJE-GOIÁS CONTEXTO Uma das principais preocupações da agricultura na atualidade é a sucessão nas propriedades rurais, não somente aqui no Brasil, mas como em grandes países

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA 580 5.3 EXPORTAÇÃO: ESTRUTURA E DESEMPENHO RECENTE José Antônio Nicolau * As vendas no mercado externo são um tradicional indicador de competitividade de empresas e setores produtivos. Ainda que seja resultado

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais