UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CIÊNCIAS CONTÁBEIS EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NA CONTABILIDADE E SEUS BENEFÍCIOS ELIS ANGELA MARQUES AMANCIO VIEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CIÊNCIAS CONTÁBEIS EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NA CONTABILIDADE E SEUS BENEFÍCIOS ELIS ANGELA MARQUES AMANCIO VIEIRA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CIÊNCIAS CONTÁBEIS EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NA CONTABILIDADE E SEUS BENEFÍCIOS ELIS ANGELA MARQUES AMANCIO VIEIRA VITÓRIA 2014

2 ELIS ANGELA MARQUES AMANCIO VIEIRA EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NA CONTABILIDADE E SEUS BENEFÍCIOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como requisito parcial à Obtenção do grau de Bacharel em Ciência Contábeis, do EAD, da Universidade Estácio de Sá. Prof.ª Orientador(a): Ana Maria Pires Novaes VITÓRIA 2014

3 Dedico este trabalho a Deus, meu bem maior, ao meu esposo Adelson e filhas Laís e Alana, pela compreensão e carinho no decorrer do curso e na etapa final da monografia. A minha mãe Dalva e irmãs Suely e Denise, pelo encorajamento nos momentos em que pensei que não iria conseguir. À professora Ana Maria Pires Novaes que com apreço me acompanhou neste trabalho.

4 Aquele que se enamora da prática sem a ciência, é como um navegante que entra no navio sem timão e sem bússola, que jamais tem a certeza de onde vai. Sempre a prática deve ser edificada sobre a boa teoria. Leonardo da Vinci

5 RESUMO Este trabalho relata a evolução da tecnologia na contabilidade. Tem como objetivo, além de relatar a evolução da tecnologia na Contabilidade, mostrar os benefícios da aplicação da tecnologia da informação nesta área. Os objetivos específicos são: Definir contabilidade, tecnologia, sistemas integrados ERP e SPED e analisar os benefícios do uso da tecnologia de informação na empresa. Este trabalho trará através da pesquisa bibliográfica e qualitativa proposta, informações relevantes para estudantes da área Contábil, bem como uma complementação prática no decorrer destes anos cursados pelo autor do trabalho. Palavras chave: Contabilidade. Tecnologia de Informação. ERP. SPED.

6 ABSTRACT This paper reports the evolution of technology in accounting. Aims, in addition to reporting the evolution of technology in accounting, show the benefits of applying information technology in this area. The specific objectives are to: Define accounting, information, integrated ERP systems and SPED and analyze the benefits of using technology in the enterprise. This will work thorough the literature and qualitative research proposal, information relevant to students of Accounting area as well a practical supplement during these years routed by author. Keywords: Accounting. Information Technology. ERP. SPED.

7 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO Contabilidade e Tecnologia Sistema Integrado ERP e SPED Benefícios na Empresa decorrente do uso da Tecnologia CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 20

8 LISTA DE ILUSTRAÇÕES 1 Benefícios oferecidos pela Tecnologia de Informação Fg

9 10 1 INTRODUÇÃO Vivemos em constante transformação, cada dia a cobrança do mercado sobre as empresas em produzir ou em prestar serviços com mais qualidade e rapidez é intensa. A tecnologia de informação tem sido considerada muito importante nesses momentos, contudo podemos atribuí-la parte dessa mudança; pois desde os primórdios vem contribuindo de maneira significante em auxílio à Contabilidade. O fazer contábil mudou muito devido às mudanças tecnológicas. O principal produto fornecido pela contabilidade, é a informação para tomada de decisão, ela está com melhor qualidade e mais rápida. O uso de sistemas de informação integrados às operações das empresas, a capacidade de geração de relatórios mais complexos e elaboração de análises e simulações, refletem diretamente nas possibilidades de uso intensivo da informação contábil como instrumento gerencial. E para que esta informação seja fornecida aos usuários é necessária uma gama de ferramentas tecnológicas para processamento. A tecnologia de informação tem como premissa prover acesso à informação de forma rápida e confiável, auxiliando na tomada de decisão. Ela tornou-se indispensável não apenas à infraestrutura tecnológica necessária para a realização dos processos e estratégias, mas também a efetiva utilização da informação e o poder de transformação e apoio às práticas organizacionais. Verifica-se, através da pesquisa realizada, que a tecnologia transformou o contexto da contabilidade, tanto para o contador quanto em relação às ferramentas utilizadas por ele, trazendo eficiência na qualidade das informações e serviços prestados. OBJETIVO A Contabilidade por si só, tem o propósito de oferecer informação aos seus usuários, mas ela sozinha torna-se enfadonha em função das atividades exercidas pelo profissional contábil; a tecnologia aplicada a Contabilidade amplia, qualifica e diminui o tempo de execução das mesmas.

10 11 Este trabalho tem o objetivo de relatar a Evolução de Tecnologia na Contabilidade, descrevendo desde a antiguidade, os primeiros inventos, seus autores, reconhecendo na história a importância e necessidade aplicada a ela. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever através da pesquisa bibliográfica sobre a tecnologia aplicada à contabilidade, identificando o que os autores relatam sobre suas definições, fundamentos e aplicações de sistemas integrados e ferramentas ERP E SPED os e analisar os benefícios do uso da tecnologia de Informação na empresa. JUSTIFICATIVA Esta pesquisa bibliografia vem demonstrar que a tecnologia vem auxiliando a contabilidade desde a antiguidade, e, quando bem aplicada, traz benefícios que aprimoram a estrutura e processos de execução, dando rapidez e precisão. Visa também acrescentar mais conhecimento para a área contábil. PROCEDIMENTO METODOLÓGICO Este estudo está baseado em uma pesquisa bibliográfica, que consistiu em leitura de livros, artigos, dissertações sobre o assunto do tema principal e seus auxiliares. Tem como referência o livro: Tecnologia da Informação e Desempenho Empresarial de Alberto Luiz Albertin e outros inerentes à pesquisa. O objetivo é situar o leitor quanto ao tema principal, A Evolução da Tecnologia aplicada na Contabilidade. Divide-se em quatro capítulos. Na introdução são apresentadas as bases gerais do estudo. O segundo capítulo, o desenvolvimento, tem como sub-temas: 2.1 contabilidade e tecnologia da informação e sua evolução para dar base ao entendimento proposto; onde é testificado ao leitor ao longo da história, que a tecnologia vem auxiliando a contabilidade, vem mostrar as mudanças ocorridas, personagens envolvidos no mesmo. 2.2 Sobre sistema integrado ERP e SPED. 2.3 Benefícios do uso da tecnologia de informação na empresa, e no quarto capítulo a conclusão.

11 12 2 DSENVOLVIMENTO 2.1 CONTABILIDADE E TECNOLOGIA Segundo Iudícibus (2009, p.10), a Contabilidade é uma ciência social aplicada, pois é a ação humana que gera e modifica o fenômeno patrimonial. Todavia, a Contabilidade utiliza quantitativos (matemáticos e estatísticos). Pode-se dizer que estes métodos matemáticos e estatísticos estão embasados na Tecnologia. Segundo Rezende (2011), (...) os recursos e as informações utilizadas conjuntamente produzem um efeito maior. A palavra tecnologia provém de uma junção do termo techné, que é saber fazer (apud RODRIGUES, 2001). Em outras palavras o estudo da própria atividade é de modificar, transformar, do agir (VERAZTO, 2004; apud, SIMON 2004 p 1-7). FOINA (2001, p.31), conceitua a tecnologia de Informação como:... um conjunto de métodos e ferramentas, mecanizadas ou não, que se propõe a garantir a qualidade e pontualidade das informações dentro da malha empresarial. Portanto, a contabilidade depende de tecnologia como auxílio para modificar, transformar, entretanto, nos termos agir e fazer há uma dependência do homem, pois de forma alguma a tecnologia pode substituí-lo. Enfim nota-se que a contabilidade e a tecnologia, andam juntas; cada uma com sua aplicação e especificação. A contabilidade tem sido amparada pela implantação da tecnologia desde a antiguidade, os povos primitivos já se manifestavam através de seus inventos a necessidade de contar e proteger seus bens. Há indícios que a necessidade de registro se deu com a prática do comércio entre os Fenícios, eles mensuravam suas atividades de troca e venda. Na Babilônia a arrecadação de impostos era mensurada de maneira rudimentar, só então no período medieval que foram introduzidos diversas inovações na contabilidade. No Brasil com a chegada da família real, foi constituído Erário Régio ou Tesouro Nacional e Público, juntamente com o Banco do Brasil (1808). As Tesourarias da Fazenda nas províncias eram compostas de um inspetor, um contador e um procurador fiscal, responsável por toda a arrecadação, distribuição e administração financeira e fiscal.

12 13 Conforme relata Oliveira (2003, P.12), (...) a contabilidade passou por vários procedimentos em sua evolução. Assim como: Procedimento manuscrito a escrituração era feita de forma manualmente. A dificuldade de manter as escritas era grande, devido ao volume de informações e registros necessários para a execução do trabalho. Procedimento mecanizado a escrituração era feita de forma mecânica, com o uso de máquinas de datilografia e processadas automáticas. Procedimento informatizado a era da informação começou a partir dos primeiros anos da década de 80, ela redefiniu o processo de comunicação global, através das inovações tecnológicas e desde então vem se aprimorando, forçando um novo comportamento social e profissional. O homem passou a ter mais dependência das inovações tecnológicas, as atividades e rotinas ganharam mais otimização nos processos e recursos, permitindo ganho de tempo. A função principal da Tecnologia de informação é alavancar serviços, manter os recursos tecnológicos utilizados em funcionamento e garantir a continuidade das atividades e dos serviços disponibilizados. Portanto a tecnologia e a informação guardam em si uma estreita articulação, sendo que ambas são fundamentais para o subsídio das atividades atuais nas empresas. O primeiro instrumento contábil foi o Ábaco (do grego significa contador) surgiu há 3500 anos; era composto por varetas e pequenas bolas, existiam muitas versões do ábaco, mas a que se tornou mais conhecida foi a versão chinesa em 2600 a.c.. Em 1642 surgiu através do francês Blaise Pascal a primeira máquina auxiliadora de cálculos, com o passar dos anos foi sendo aperfeiçoando tornando em 1901 por Ellis, a precursora da Máquina de Contabilidade. Em 1714 foi inventada a primeira máquina de escrever por um engenheiro inglês, e foi aperfeiçoada por um americano que fez com que a máquina auxilia-se o exercício contábil. O modelo começou a ser industrializado a partir de 1873 pela empresa Remington. Contudo a partir de toda essa evolução as máquinas de escrever foram substituídas pelo computador, dando início então a era dos computadores, em fim a era da Tecnologia de Informação.

13 14 A contabilidade foi e é bem assessorada pela tecnologia, e nos dias atuais ainda mais, pelos sistemas integrados que vem aprimorando não só a parte tecnológica, mas também os processos administrativos da empresa. O sistema ERP era usado no início por empresas de grande porte depois de aprimoramento, passou a ser utilizada por empresas menores, e hoje tanto a empresa privada como pública usam o sistema; SPED, o sistema público como gestor e as empresas privadas com usuários. 2.2 SISTEMA ERP E SPED Segundo (SANTOS, 2013, P.2) Sistema ERP (Enterprise Resource Planning) é o conjunto de processos instantâneos que atualizam outros processos, de forma automática, preferencialmente on-line. Assim, o software permite que diferentes unidades e parceiros da organização tenham acesso à informação de diferentes transações do negócio. O sistema ERP não é restrito somente a organização ele interage entre seus usuários, clientes fornecedores, através de outros sistemas interligados, fazendo com que as informações sejam interceptadas entre eles, com isso é proporcionado várias atividades tais como: emissão de boletos, coleta de impostos, taxas governamentais, transmissão de valores financeiros, etc.. A primeira geração do ERP foi o SAP (System Analysis and Program Development), em 1990, depois foi desenvolvido e iniciou com subsistemas e módulos de controle de estoques, contabilidade, gestão financeira, planejamento de recursos e necessidades de materiais MRP I, MRP II (Manufacturing Resource Planning), e mais tarde com vendas, controle financeiro, controladoria, distribuição, marketing, compras, gestão interna, custos, recursos humanos, etc.. O SPED (Sistema Público de Escrituração Fiscal) foi instituído em 2007 com o Decreto n de janeiro, foi um avanço para o setor público, pois passou a ter uma relação direta com o contribuinte. SPED segundo NASCIMENTO (2013, p..61),

14 15 [...] é um conjunto minimamente complexo de leis e procedimentos operacionais e sistêmicos, que requer do contribuinte três competências: a) conhecimentos profundos dos investidores, empresários e gestores dos objetivos do sistema sped e das temáticas nele envolvidas; b) estrutura, conhecimento, e forte saber tecnológico dos usuários de tecnologia; c) mão de obra técnica e especializada com forte saber por parte dos usuários as diversas áreas da corporação, principalmente das áreas de contabilidade e tributária. Contudo o SPED é um sistema que pertence ao poder público, e serve como uma ferramenta de relacionamento do contribuinte para com o fisco. Este sistema se divide em três subsistemas que são: ECD (Escrituração Contábil Digital), EFD (Escrituração Fiscal Digital) e NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) em ambiente nacional. O objetivo do SPED é reduzir a quantidade de obrigações acessórias, buscando integração do fisco com o contribuinte permitindo transparência nos atos tributários dentro das empresas. 2.3 BENEFÍCIOS NA EMPRESA DECORRENTES AO USO DA TECNOLOGIA As empresas têm buscado um uso cada vez mais da tecnologia de informação, pois ela se tornou uma ferramenta importante para superar as exigências do mercado, devido à aplicação estratégica e operacional. A empresa encontra na tecnologia de informação um conjunto de aplicações que se bem implantada trarão muitos benefícios, pois ela de maneira geral inclui desde o surgimento de novas tecnologias ou novas aplicações para atender o novo ambiente ou até mesmo o que irá surgir. Com isso poderá ter essa tecnologia como grande apoio em seus serviços e produtos, trazendo transformação geral em toda a empresa. Segundo Albertin (apud TAPSCOTT, 2009,3), [...] a TI oferece promessas de benefícios aderentes às tecnologias utilizadas que incluem: desempenho individual do usuário da tecnologia; desempenho da equipe que utiliza a integração oferecida pela tecnologia; integração organizacional dos processos e áreas funcionais, integração externas com fornecedores, clientes, parceiros [...] A Tecnologia de Informação compreende toda essas variáveis citadas, oferecendo uma gestão estratégica eficiente. Sua inserção implica numa mudança profunda e específica, é uma reformulação na empresa em vários aspectos como, individual do

15 16 usuário, na utilização dos equipamentos, com os processos funcionais, com os fornecedores, etc. É necessário preparação para que os processos da tecnologia sejam implantados. Albertin e Moura (2002b) apresenta os benefícios de Tecnologia de Informação definindo-os como: custo, produtividade, flexibilidade, qualidade e inovação [...] ; assim como a figura 1.1. Figura 1.1 Benefícios oferecidos pelo uso de Tecnologia da Informação São quatro benefícios oferecidos pelo uso de tecnologia de informação nos quais define: Custo - tem como objetivo não só de diminuir custo, mais sim encontrar maneiras de usar uma menor quantidade de materiais para produção de produtos, buscando qualidade e não deixando de estar conforme a qualidade do cliente, acarretando vantagem competitiva. E a forma adequada de entender a relação da qualidade ao custo é a estrutura dada através de quatro categorias: Custos de prevenção garantem que o produto seja produzido conforme padrões de qualidade, como treinamento, certificação de fornecedores, controles estatísticos de processo, entre outros; Custo de avaliação são os custos relacionados à inspeção de produtos para garantir que eles atendam aos requerimentos dos clientes internos e externos, como por exemplo, a inspeção de materiais, manutenção de equipamentos de teste. Custos de falha interna são os que ocorrem quando o processo de produção detecta um produto ou componente com defeito

16 17 antes de ele ter sido enviado para um cliente externo, como por exemplo, retrabalho. Custos de falha externa os custos incorridos quando os clientes descobrem um defeito, como, por exemplo, os recalls (recolha de produto). Produtividade consiste em medidas de eficiência da utilização dos recursos para os processos, pode ser definida como divisão de das saídas e entradas, e para que haja um bom funcionamento das medidas e necessário que se identifique os clientes e o que eles querem (ALBERTIN, apud KAYDOS, 2009). Qualidade A qualidade, segundo Albertin (apud KAYDOS, 1991) pode ter diversos significados, dependendo das necessidades e desejos dos clientes. E para que se possa analisar essa qualidade, vai depender de vários fatores tais como: desempenho, características, confiabilidade, conformidade, durabilidade, aparência e percepção. A qualidade é de suma importância para que um produto tenha uma boa saída no mercado. Flexibilidade a flexibilidade segundo Albertin (apud SLACK,1991), pode ser dividida em flexibilidade de sistema ou de operação, flexibilidade de recursos individuais, que juntas compõem o sistema. A empresa de dispõe flexibilidade está a frete das outras, pois isto significa que ela está disposta fazer mudanças a qualquer momento, claro que dentro dos projetos estabelecidos. Inovação Uma das ferramentas mais importante, segundo Kuczmarski (1996), a inovação tem dado a empresa uma vantagem competitiva significante. E os dois principais benefícios da inovação são a proteção da vantagem competitiva e satisfação do cliente. Segundo Abertin (2009, p.21), Cada vez mais as organizações estão preocupadas em ter um conhecimento mais trabalhado dos benefícios que a TI tem oferecido em relação ao desempenho financeiro, como por exemplo: satisfação do cliente, participação no mercado, inovação de produtos, entre outros. Os principais benefícios oferecidos pela TI acompanham a evolução destas perspectivas e as diferentes visões que se tem de TI. Compreende-se então que a busca das empresas em aplicar a Tecnologia de Informação, é considerável, pois ela estará preparada para as mudanças atuais e futuras, e a Tecnologia tem como dar suporte em vários aspectos, tecnológicos, estratégicos e operacionais. Mas é necessária que a empresa esteja preparada para as mudanças, e a

17 18 adequação dos processos de implantação da tecnologia. E enfim se beneficiar de tudo o que a Tecnologia de informação pode oferecer para seu desempenho e sucesso.

18 19 3. CONCLUSÃO Com a presente pesquisa, observou-se que a tecnologia é de grande importância para a contabilidade e a empresa, mas ela não pode gerar benefícios sozinha porque depende de outros fatores e atos que a acompanham, fazendo com que a empresa cresça e se desenvolva em todos os aspectos. A pesquisa mostrou também que a empresa precisa de estratégia e a Tecnologia de informação com seus benefícios básicos pode torná-la mais competitiva. Concluiu-se que os benefícios gerados por um conjunto de aplicações da TI adicionam grande valor e geram sucesso para a empresa.

19 20 4. REFERÊNCIAS ALBERTIN, Alberto Luiz. Tecnologia de informação e desempenho empresarial: as dimensões de seu uso e sua relação com os benefícios de negócio. 2ª ed. São Paulo: Atlas, FUNDAÇÃO VANZOLINI. Inteligência Competitiva, Estratégia, Inovação e Tecnologia da informação. Disponível em <http://www.vanzolini.org.br/artigos.asp?cod_site=0&id_artigo=7>. Acesso dia 04/05/2014 FGV EAESP. O Valor Estratégico dos Projetos de tecnologia da informação. Disponível em <//www.scielo.br/pdf/era/v41n3a05.pdf>. Acesso dia 04/05/2014. IUDICIBUS,.Teoria da Contabilidade. Xª São Paulo: Atlas, SILVA, Antônio Carlos Ribeiro da. História do Pensamento Contábil: com ênfase na História da Contabilidade Brasileira. 2ª ed. Curitiba: Juruá, NASCIMENTO, Geuma C. SPED: Sistema Público de Escrituração. São Paulo: Trevisan Editora, PRIMAK, Fábio Vinícius. Infortabilidade: a contabilidade na era da informática. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, SANTOS, Aldemar de Araújo. ERP: e sistemas de informações gerenciais. São Paulo: Atlas, 2013.

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS Linha de pesquisa: Sistema de informação gerencial Pâmela Adrielle da Silva Reis Graduanda do Curso de Ciências

Leia mais

27/10/2011. Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização

27/10/2011. Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização 1 Tipos de SI Depende do tipo de apoio a ser oferecido Deve-se levar em consideração: Usuários operações (entrada +processamento + saída) destino

Leia mais

Soluções de Tecnologia da Informação

Soluções de Tecnologia da Informação Soluções de Tecnologia da Informação Software Corporativo ERP ProdelExpress Diante da nossa ampla experiência como fornecedor de tecnologia, a PRODEL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO oferece aos seus clientes

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal SPED Contábil e Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal SPED. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR"

TÍTULO: COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR" CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE RIO PRETO

Leia mais

O conceito de CIM e a integração de processos. Evolução da Manufatura

O conceito de CIM e a integração de processos. Evolução da Manufatura O conceito de CIM e a integração de processos Prof. Breno Barros Telles do Carmo Evolução da Manufatura Integração.A evolução da manufatura segundo reportado em Russell e Taylor III (1995) se deu em quatro

Leia mais

Quem somos? Por que a sua empresa merece o Sistema de Gestão ERP da Otimizy?

Quem somos? Por que a sua empresa merece o Sistema de Gestão ERP da Otimizy? Por que a sua empresa merece Quem somos? A Otimizy Sistemas Inteligentes é a desenvolvedora do software ErpSoft, um Sistema de Gestão Empresarial voltado a resultados, que automatiza processos operacionais

Leia mais

Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 Grupo Gestor do SPED

Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 Grupo Gestor do SPED Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 SUMÁRIO 1. Apresentação....... 6 2. O que é Escrituração Fiscal Digital?....... 7 3. Antigos livros fiscais em papel....... 7 4. Quem está obrigado à EFD?.......

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial. Contextualização. Aula 4. Organização da Disciplina. Organização da Aula. Área Funcional

Sistemas de Informação Gerencial. Contextualização. Aula 4. Organização da Disciplina. Organização da Aula. Área Funcional Sistemas de Informação Gerencial Aula 4 Contextualização Prof. Me. Claudio Nogas Organização da Disciplina Buscaremos, por meio da apresentação de conceitos, exemplos de como gerar conhecimentos sobre

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES

FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES 1 1. Conceito e caracterização CONTABILIDADE GERENCIAL A Contabilidade

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG

OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG Fernanda Martins LEMOS (IC - nandove15@hotmail.com) 1 Lorena Camila Martins ARAUJO (IC - lorenalo90@hotmail.com) 1 Luciana Chaves SILVA (IC

Leia mais

Agora é possível interagir com os fornecedores e clientes

Agora é possível interagir com os fornecedores e clientes O que é ERP? ERP é a sigla de Enterprise Resourse Planning (Planejamento dos Recursos Empresariais). Trata-se de uma técnica moderna de gestão empresarial pela qual todas as informações de todas as áreas

Leia mais

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA 1 SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA Alfredo Baldini 1 * Acadêmico do Curso Ciências Contábeis Univás - Pouso Alegre/MG Fábio Luiz de Carvalho** Univás - Pouso

Leia mais

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO.

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. Um dos principais pilares da economia, o agronegócio é marcado pela competitividade. Com 15 anos de experiência, a SIAGRI é uma das mais completas empresas

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

Estruturação do sistema de informação contábil no ERP

Estruturação do sistema de informação contábil no ERP Estruturação do sistema de informação contábil no ERP Clóvis Luís Padoveze (UNIMEP) cpadoveze@romi.com.br Resumo A característica gerencial da informação contábil determina que o sistema de informação

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Leonardo C. de Oliveira1, Diogo D. S. de Oliveira1, Noemio C. Neto 1, Norberto B. de Araripe1, Thiago N. Simões1, Antônio L. M. S. Cardoso 1,2 1.Introdução

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE SISTEMAS ERP NAS EMPRESAS DE MÉDIO E PEQUENO PORTE

A IMPORTÂNCIA DE SISTEMAS ERP NAS EMPRESAS DE MÉDIO E PEQUENO PORTE REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - ISSN 1807-1872 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE C IÊNCIAS J URÍDICAS E G ERENCIAIS DE G ARÇA/FAEG A NO II, NÚMERO, 03, AGOSTO DE 2005.

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos 2010 0 O Processo pode ser entendido como a sequência de atividades que começa na percepção das necessidades explícitas

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 2. Finanças 2.1 Orçamento anual integrado Objetivo: Melhorar

Leia mais

COMITÊ GESTOR DA EFD

COMITÊ GESTOR DA EFD Cartilha da Escrituração Fiscal Digital - EFD COMITÊ GESTOR DA EFD Apresentação A Secretaria de Estado da Fazenda tem a satisfação de disponibilizar aos seus contribuintes, aos profissionais da Contabilidade

Leia mais

Dealer Suite SIRCPlus - SIRCFlow - SIRCSped -

Dealer Suite SIRCPlus - SIRCFlow - SIRCSped - Dealer Suite Motos SIRCPlus - ERP para Gestão de Revendas e Concessionárias SIRCFlow - Gestão de Padronização de Processos para Revendas SIRCSped - Emissor de NF-e Integrado, Sped Fiscal e Sped Contábil

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE MODELO CONCEITUAL E PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL JOSE CARLOS PANTAROTO Orientador: Prof.

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 Sistema de Informação SI baseado em computadores Organização, administração e estratégia Professora: Cintia Caetano INTRODUÇÃO Sistemas de Informação são parte

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos A Interdisciplinaridade dos Sistemas ERP CLEBER DE CARVALHO OLIVEIRA CLEVER LOPES RODRIGUES LEANDRO SILVA CAMPOS LILIANE VERÔNICA MICHELLE GOMES SAINÇA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL INSTITUTO LUTERANO

Leia mais

PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS EM RELAÇÃO AO SPED

PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS EM RELAÇÃO AO SPED Apresentação O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) tem promovido grandes mudanças, as quais não se restringem à substituição do papel por informações digitais ou a questões puramente tecnológicas.

Leia mais

Sistemas para Gestão e Inovação

Sistemas para Gestão e Inovação Sistemas para Gestão e Inovação empresa A ACCION é uma empresa de software, inovação, relacionamento e suporte à gestão. O nome ACCION, tem origem na vocação de nossa empresa: AÇÃO! Nos segmentos que atuamos,

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito

Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito Sistemas de Informação Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Evolução dos SI OPERACIONAL TÁTICO OPERACIONAL ESTRATÉGICO TÁTICO ESTRATÉGICO

Leia mais

Na oportunidade, elencamos cinco propostas de suma importância para o realização das atividades e desenvolvimento do estado do Pará:

Na oportunidade, elencamos cinco propostas de suma importância para o realização das atividades e desenvolvimento do estado do Pará: Ofício CRCPA nº 273/2014 Belém - Pará, 15 de setembro de 2014. À Sua Excelência o Senhor Simão Robson de Oliveira Jatene Belém - PA Assunto: Carta de Propostas da Classe Contábil Paraense. Excelentíssimo

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

Sem que haja um sistema informatizado (ERP), com o cadastro de todos os dados vai ser impraticável o cumprimento das novas obrigações.

Sem que haja um sistema informatizado (ERP), com o cadastro de todos os dados vai ser impraticável o cumprimento das novas obrigações. Diadema (SP), 17 de outubro de 2011. CIRCULAR Nº. 12/2011 Referente: SPED Caro(s) Diretor(es), Gerente(s) e Supervisor(es), Saudações! Como é de seu conhecimento os órgãos da administração federal e estadual

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulo MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. COMERCIAL ADMINISTRATIVA FINANCEIRA PEDIDOS EXPORTAÇÃO CONTAS A RECEBER TELEMARKETING

Leia mais

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING RENAN ROLIM WALENCZUK Canoas, Agosto de 2014 SUMÁRIO 1 INTODUÇÃO...03 2 ERP (ENTERPRISE

Leia mais

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Juliano Hammes (FAHOR) jh000697@fahor.com.br Gustavo Gerlach (FAHOR) gg000675@fahor.com.br Édio Polacinski (FAHOR) edio.pk@gmail.com.br Resumo

Leia mais

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> O que é a nota fiscal eletrônica?... 6 >> O que muda com esse novo modelo de documento fiscal?... 8 >> O DANFE - Documento Acessório

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA Descrição da(s) atividade(s): Indicar qual software integrado de gestão e/ou ferramenta

Leia mais

UM ERRO DE ESSÊNCIA ENSINADO NAS UNIVERSIDADES

UM ERRO DE ESSÊNCIA ENSINADO NAS UNIVERSIDADES UM ERRO DE ESSÊNCIA ENSINADO NAS UNIVERSIDADES A matéria Engenharia de Produção nas Universidades tem grande peso e influência na sua formação intelectual e na formação de profissionais que atuam nas fábricas.

Leia mais

www. zaninisistemas.com.br

www. zaninisistemas.com.br www. zaninisistemas.com.br Sistemas para Lojistas e Empresas Corporativas ERP Gestor Financeiro Gerenciador NF-e CRM Gestão de Clientes Gestão de Sistemas Contábeis Contabilidade Escrita Fiscal RH & Folha

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL.

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. Autores: Marcus Vinicius Passos de Oliveira Elisangela Fernandes dos Santos Esaú Fagundes Simões Resumo Esta pesquisa tem

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Áreas de utilização do GED e o que levar em consideração no Projeto de Implantação de GED em uma empresa Simone de Abreu

Áreas de utilização do GED e o que levar em consideração no Projeto de Implantação de GED em uma empresa Simone de Abreu Áreas de utilização do GED e o que levar em consideração no Projeto de Implantação de GED em uma empresa Simone de Abreu Cerca de dois milhões de pessoas estão trabalhando em aproximadamente 300 mil projetos

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

A Importância da Informática na Profissão Contábil

A Importância da Informática na Profissão Contábil A Importância da Informática na Profissão Contábil Sumário: I Introdução. II Importância da Informática na Contabilidade. III A Valorização do Profissional Contábil com o Uso da Informática. IV A Vantagem

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Um Sistema de Informação não precisa ter essencialmente

Leia mais

A Controladoria no Processo de Gestão. Clóvis Luís Padoveze

A Controladoria no Processo de Gestão. Clóvis Luís Padoveze 1 A Controladoria no Processo de Gestão Clóvis Luís Padoveze Cascavel - 21.10.2003 2 1. Controladoria 2. Processo de Gestão 3. A Controladoria no Processo de Gestão 3 Visão da Ciência da Controladoria

Leia mais

24/02/2014. NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e ROTEIRO

24/02/2014. NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e ROTEIRO PALESTRANTE: FELLIPE GUERRA NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e PALESTRANTE: FELLIPE GUERRA Contador, consultor empresarial e especialista em SPED. Realizou diversas palestras por todo Ceará, explicando

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS NA GESTÃO CONTÁBIL. Adelano Moura Monteiro. Orientação Prof. Esp. José Maria Alexandre Silva

SISTEMAS INTEGRADOS NA GESTÃO CONTÁBIL. Adelano Moura Monteiro. Orientação Prof. Esp. José Maria Alexandre Silva FACULDADE CEARENSE FAC BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS SISTEMAS INTEGRADOS NA GESTÃO CONTÁBIL. Adelano Moura Monteiro Orientação Prof. Esp. José Maria Alexandre Silva Artigo apresentado ao Curso de Ciências

Leia mais

Gestão das organizações contábeis

Gestão das organizações contábeis Gestão das organizações contábeis Análise dos resultados da pesquisa Dezembro/2014 por Roberto Dias Duarte Sobre a pesquisa O Sistema Público de Escrituração Digital e seus vários subprojetos têm sido

Leia mais

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica sumário >> Introdução... 3 >> Nota fiscal eletrônica: o começo de tudo... 6 >> Nota fiscal de consumidor eletrônica (NFC-e)... 10 >> Quais as vantagens

Leia mais

CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti

CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti 1 CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti Empresário do Ramo de Contabilidade e Controladoria, Assessor Contábil do Sincodiv-SC, Professor do Instituto Fayal de Ensino Superior

Leia mais

Principais dificuldades

Principais dificuldades Principais dificuldades A maior dificuldade apontada pelas organizações contábeis pesquisadas foi receber informações dos clientes com qualidade e prazo. Apenas 16% delas indicaram problemas com a aderência

Leia mais

Certificado Digital Usos e Aplicações

Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital: Onde usar? O certificado digital é um documento eletrônico que proporciona agilidade em muitas das atividades realizadas atualmente por seu titular.

Leia mais

Palavras-chave: Gestão de qualidade, Sistema de Informação, Processo, Normas, ISO/IEC 17025

Palavras-chave: Gestão de qualidade, Sistema de Informação, Processo, Normas, ISO/IEC 17025 PROPOSTA DE MELHORIA DE QUALIDADE EM ORDENS DE SERVIÇO COM USO DE SOFTWARE APLICANDO A ISO 17025 - ESTUDO DE CASO Bruno Renato de Oliveira 1 ; Marcos Roberto Xavier Guimarães 1 ; Maxwel Silva Matos 1 ;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

Projetos da Receita Federal

Projetos da Receita Federal Escrituração Fiscal Digital - EFD Projetos da Receita Federal A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras

Leia mais

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo;

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo; Conceitos Comunicação; Formas de escritas; Bacharel Rosélio Marcos Santana Processo de contagem primitivo; roseliomarcos@yahoo.com.br Inicio do primitivo processamento de dados do homem. ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Descubra aqui os benefícios de possuir um sistema de NF-e integrado com o software de gestão de empresas da Indústria da Construção.

Descubra aqui os benefícios de possuir um sistema de NF-e integrado com o software de gestão de empresas da Indústria da Construção. Descubra aqui os benefícios de possuir um sistema de NF-e integrado com o software de gestão de empresas da Indústria da Construção. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01 OS IMPACTOS GERADOS COM A IMPLANTAÇÃO

Leia mais

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES André Luís da Silva Pinheiro * Resumo: Este trabalho discutirá o impacto da implantação de um sistema do tipo ERP em uma empresa. Apresentaremos uma breve introdução de

Leia mais

1. Introdução. 1.1. A história do ERP

1. Introdução. 1.1. A história do ERP 1. Introdução Podemos definir os sistemas ERP como sistemas de informação integrados na forma de um pacote de software que tem a finalidade de dar suporte à maioria das operações de uma organização. A

Leia mais

Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil

Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Responsável: José Clovis Batista Dattoli, Chefe do Departamento de Planejamento

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão. Ciências Contábeis Informática Aplicada

Sistemas de Apoio à Decisão. Ciências Contábeis Informática Aplicada Sistemas de Apoio à Decisão Ciências Contábeis Informática Aplicada Sistemas de Apoio à Decisão Segundo LAUDON (2004) apud SANTOS () afirma que um SAD tem por objetivo auxiliar o processo de decisão gerencial,

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: TECNOLOGIA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

CONTROLADORIA: DIFERENCIAL COMPETITIVO NO PROCESSO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL

CONTROLADORIA: DIFERENCIAL COMPETITIVO NO PROCESSO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL CONTROLADORIA: DIFERENCIAL COMPETITIVO NO PROCESSO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL Ítalo Alves Gomes Rafael Rocha Salvador Prof Esp. Francisco César Vendrame Profª Esp. Jovira Maria Saraceni Profª M. Sc. Máris

Leia mais

aa Opportune é uma empresa que trabalha em diversas áreas da gestão organizacional, com uma visão contemporânea da prestação de serviços de

aa Opportune é uma empresa que trabalha em diversas áreas da gestão organizacional, com uma visão contemporânea da prestação de serviços de aa Opportune é uma empresa que trabalha em diversas áreas da gestão organizacional, com uma visão contemporânea da prestação de serviços de auditoria, assessoria e consultoria, oferecendo completo portifólio

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

CONTABILIDADE E SEUS CONTROLES

CONTABILIDADE E SEUS CONTROLES CONTABILIDADE E SEUS CONTROLES ( Contabilidade Gerencial ) Contabilidade Tradicional [ é dominada pela ditadura das TI s ( ERP s, Legados e Parceiros, BPM, BI ) ; não registra os negócios da empresa e

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA Constata-se que o novo arranjo da economia mundial provocado pelo processo de globalização tem afetado as empresas a fim de disponibilizar

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

www.avantassessoria.com.br

www.avantassessoria.com.br www.avantassessoria.com.br Nossa Empresa A AVANT Assessoria Contábil e Tributária é uma empresa de contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas e profissionais liberais, oferecendo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA PROFISSÃO CONTÁBIL

A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA PROFISSÃO CONTÁBIL A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA PROFISSÃO CONTÁBIL Contador da Empresa Menendez Amerino & Cia Ltda Contato: Sumário: I Introdução. II Importância da Informática na Contabilidade. III A Valorização do Profissional

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: Agosto de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 25/05/2015 Término das aulas: Maio de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais