Spin Engenharia de Automação Ltda.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Spin Engenharia de Automação Ltda."

Transcrição

1

2 Spin Engenharia de Automação Ltda. EXPERIÊNCIA EM PARQUES EÓLICOS Brasília, Agosto de 2014

3 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 3

4 Breve Histórico A SPIN Engenharia de Automação Ltda. é uma empresa de base tecnológica, criada no final de 1992, com foco em automação de sistemas. Suas principais atividades são: Desenvolver software de supervisão e controle; Serviço de integração de sistemas de automação; Suporte a Clientes na Operação e manutenção dos sistemas implantados. Os softwares desenvolvidos e/ou comercializados são: ActionView: software EMS/SCADA (1995 a 2013); SpinGateway: software tradutor de protocolos (2005 A...); Action₀NET: Software SCADA (2013 a...); Action ₀GRID: Gestão Inteligente da Distribuição de Energia (2014 a...). 4

5 Breve Histórico De 1992 a 2013 a Spin: Desenvolveu os principais protocolos da área elétrica e predial, assim como os procedimentos de rede submódulo 2.7 do ONS; Implantou cerca de três dezenas de centros de operação de empresas concessionárias de energia elétrica, produtores independentes e indústrias; Implantou mais de trezentos sistemas de automação de subestações de transmissão, distribuição e industriais; Implantou mais de duas dezenas de sistemas de automação de usinas hidroelétricas, pequenas centrais hidrelétricas (PCH s) e usinas térmicas; Participação na Implantação de nove parques eólicos e dois Centros de Controle de Eólicas; Participou de mais de duas dezenas de empreendimentos de automação de grandes aeroportos e prédios inteligentes; Diversos contratos de transferência de tecnologia em automação e P&D. 5

6 Breve Histórico CENTROS DE OPERAÇÃO CELPA (1996): 1 COS CEEE (1998): 1 COS e 1 COR CEB (2000): 1 COS e 3 CORs AMPLA (2011): 1 COD / Poste EMAE (2012): 1 COS Queiroz Galvão (2013) COI CELPE (1997): 1 COI e 3 COR s CEMAR (1999): 1 COS e 1 COR DME (2009): 1 COS CHESP (2008): 1 COS CESP (2007): 1 SSCP Ventos do Sul (2004): 1 COS Coopera COU (PCHs) Eólicas Lwarcel (2005): 1 COS ELETRONORTE (1994) 1 SIT SANEPAR (1998): Londrina CHESF (1995) 2 SIT 6

7 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 7

8 Descrição dos Serviços e Produtos Serviços: Desenvolvimento evolutivo dos softwares da empresa; Integração de sistemas de Automação utilizando os softwares da empresa (existe uma metodologia própria para a execução desta tarefa); Serviços de manutenção de sistemas implantados e atualização tecnológica (manutenção corporativa). 8

9 Descrição dos Serviços e Produtos (Desenvolvimento) SpinGateway (Tradutor de Protocolos) ActionView (SCADA) Action₀NET (SCADA) 9

10 Descrição dos Serviços e Produtos Produtos: ActionView: 1º EMS/SCADA desenvolvido no Brasil; SpinGateway: Software tradutor de protocolos; Action₀NET: software SCADA mais moderno do Brasil, localizado em português e inglês; Action₀GRID: Solução inteligente para a gestão de energia de concessionárias de distribuição. 10

11 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 11

12 Parques Implantados A Spin, em 2007, participou da implantação do Centro de Operação dos Parques Eólicos de Osório, da empresa Ventos do Sul - Após a implantação a empresa foi contratada para fazer ampliações em 2013 e Hoje o complexo possui três parques eólicos: Osório, Sangradouro e dos Índios e utiliza aerogeradores Wobben A Spin, em 2013, participou da implantação do Centro de Operação Integrado da Queiroz Energias Renováveis (QGER), que hoje já conta com três parques Eólicos (Icaraí, Taiba e Amontada) e está implantando o quarto (Riachão). 12

13 Parques Implantados Osório Parque Eólico de Osório Aero Geradores Wobben 13

14 Parques Implantados Osório Arquitetura do Sistema 14

15 Parques Implantados Osório Na implantação seis parques de geração eólica (circuito 1 a circuito 6) agrupados dois a dois em uma barra e o conjunto conectado à subestação LBA da empresa Ventos do Sul que por sua vez conecta-se a SE Osório 2 da CEEE. 15

16 Parques Implantados Osório Qualquer transformador tem uma tela semelhante a ao lado onde é possível visualizar detalhes e comandar, tanto o transformador como os disjuntores. 16

17 Parques Implantados Osório Tela com detalhe da janela de anotações de operação. Hoje o complexo Osório possui dois outros parques: Sangradouro e dos Índios. Após a participação de outras integradoras na ampliação a Spin foi chamada em 2014, para acertar problemas de terceiros e integrar mais bays e filtro de harmônicos. 17

18 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Em 2013 a Spin foi contratada pela QGER para implantar dois sistemas de controle local dos parques de Icaraí e Taíba e o COI Centro de Operação Integrado da QGER, que inicialmente contaria com estes dois parques; Estes parques têm, localmente, um sistema hot-standby que se comunica com o campo (relés ABB e aero geradores Suzlon) e enviam os dados para o COI, de onde é feita a operação centralizada. 18

19 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Ainda em 2013 foi feito um aditivo ao contrato para a implantação de um 3º parque eólico, o de Amontada, contemplando relés e aero geradores Alstom; Hoje os três parques já estão em operação comercial, com capacidade total de 197,4 MW e um 4º, Riachão, está em implantação. O próximo slide mostra a arquitetura implantada. 19

20 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada 20

21 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada O COI além dos parques controla a instalação predial 21

22 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Dados dos links de comunicação do COI 22

23 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada A tela de abertura mostra dados de cada usina 23

24 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Visão Geral de um parque com estados e dados de produção 24

25 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Clicando na subestação navega para a tela geral 25

26 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Navegação para subestação de baixa tensão com circuitos 26

27 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Navegação para um aero gerador específico 27

28 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Tabela de um parque eólico com dados dos aero geradores 28

29 Parques Implantados Icaraí, Taíba e Amontada Energia Mensal de uma Usina x Garantia Física 29

30 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 30

31 Características do Sistema Implantado 31

32 Características do Sistema Implantado Usuários (desenvolvedores, gerentes, técnicos) têm acesso ao sistema através de tablets e smartphones. 32

33 Características do Sistema Implantado Biblioteca de objetos com a cultura do cliente. 33

34 Características do Sistema Implantado Múltiplas telas em um monitor. 34

35 Características do Sistema Implantado O software SCADA utilizado permite o desenvolvimento local ou em um servidor através de intranet ou na nuvem; Os projetistas desenvolveram o projeto utilizando engenharia cooperativa e, sem necessidade de viagem, o sistema foi desenvolvido no COI, em Fortaleza, com os projetistas localizados em Brasília; Todo o projeto está contido em um único arquivo que pode ser compilado e publicado com controle de versão, gerando uma versão não alterável. Para retornar a versão anterior do projeto, basta remover o único arquivo da última versão; 35

36 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 36

37 Gestão de Ativos O Action₀NET pode ser usado para gestão de ativos em centrais de manutenção de aero geradores. 37

38 Sumário - BREVE HISTÓRICO - DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS - SPIN EM PARQUES EÓLICOS - CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA IMPLANTADO - GESTÃO DE ATIVOS - CLIENTES 38

39 Clientes ( > 30 concessionárias) GERAÇÃO (9) TRANSMISSÃO (7) DISTRIBUIÇÃO (16) CESP AES TIETE GERASUL DUKE EMAE Grupo Itaquerê DME Ventos do Sul Queiroz Galvão ONS CTEEP ELETRONORTE ELETROSUL CHESF FURNAS CEEE CEB CEEE CELPE CPFL ENERSUL CERON CHESP COOPERA DME CELPA CEMAR CEPISA CELG RGE AMPLA CHESP Várias Cooperativas 39

40 Clientes EMPRESAS ENERGIA ABB AREVA T&D ARTECHE CPFL Com. Brasil INEPAR SCHWEITZER SIEMENS TOSHIBA TRAFO VATHECH T&D WEG INDUSTRIAS LWARCEL GERDAL BUNGE(fertilizantes) DURATEX Botucatu AMAPARI ENERGIA EMPRESAS (UTR/CLP) STD Sistemas SMAR REIVAX ALTUS BCM EMPREITERAS ANDRADE GUTIERREZ CAMARGO CORREIA ODEBRETCH ALUSA OUTROS INFRAERO CMZ(CPTM) SANEPAR DELTA ENGENHARIA MINIST. DA FAZENDA BRASAL INCORPORAÇÕES GRUPO ORION STYLOS ENGENHARIA JOHNSON CONTROL 40

41 Spin FIM 41

Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis

Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis Resumo A Spin Engenharia participou da implantação do Centro de Operações Integrado (COI) da Queiroz Galvão Energias Renováveis (QGER).

Leia mais

Desenvolvimento e Implantação de Sistemas SCADA Utilizando Computação na Nuvem. Clovis Simões Spin Engenharia de Automação Ltda.

Desenvolvimento e Implantação de Sistemas SCADA Utilizando Computação na Nuvem. Clovis Simões Spin Engenharia de Automação Ltda. Desenvolvimento e Implantação de Sistemas SCADA Utilizando Computação na Nuvem Clovis Simões Spin Engenharia de Automação Ltda. SUMÁRIO OBJETIVO VISÃO GERAL DO AMBIENTE SCADA PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 Solução da Elipse Software apresenta rápida integração com os equipamentos da subestação localizada em

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS SCADA UTILIZANDO COMPUTAÇÃO NA NUVEM

DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS SCADA UTILIZANDO COMPUTAÇÃO NA NUVEM 25 a 28 de agosto de 2013 Belo Horizonte MG DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS SCADA UTILIZANDO COMPUTAÇÃO NA NUVEM Clovis Simões (*) SPIN ENGENHARIA José Aurélio S. B. Porto SPIN ENGENHARIA RESUMO

Leia mais

1 a Reunião do Conselho de Administração de 2010. Eventos Técnicos Previstos em 2010

1 a Reunião do Conselho de Administração de 2010. Eventos Técnicos Previstos em 2010 1 a Reunião do Conselho de Administração de 21 Eventos Técnicos Previstos em 21 SUMÁRIO EXECUTIVO EVENTOS S: 12 EVENTOS DO CNB: EVENTOS DE CE: 12 ( 3 do B2) EVENTOS S/EITA: 1 (D2) EVENTOS DE MÉDIO PORTE:

Leia mais

Em 2013 completamos 25 anos de atividade empresarial, período no qual participamos da implantação de importantes projetos na área de energia elétrica

Em 2013 completamos 25 anos de atividade empresarial, período no qual participamos da implantação de importantes projetos na área de energia elétrica BEM-VINDOS A ELTMAN é uma empresa de engenharia atuando nas áreas de estudos elétricos, projetos básicos e executivos e serviços de campo, nos segmentos de energia elétrica e transporte. Nosso foco principal

Leia mais

Responsabilidade Social, Preservação Ambiental e Compromisso com a Vida: -Sustentabilidade - Energia Renovável e Limpa!

Responsabilidade Social, Preservação Ambiental e Compromisso com a Vida: -Sustentabilidade - Energia Renovável e Limpa! Responsabilidade Social, Preservação Ambiental e Compromisso com a Vida: -Sustentabilidade - Energia Renovável e Limpa! Programa de Comunicação Social e Educação Ambiental Sonora-MS Outubro/2012 ONDE ESTAMOS?

Leia mais

O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica. Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia

O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica. Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia 10 de Dezembro de 2012 Linha do Tempo do Mercado Livre no Brasil 1995

Leia mais

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço PORTFÓLIO A EMPRESA A ENGEMAXIMO Engenharia Ltda. está no mercado a 20 Anos. Pela experiência e credibilidade adquiridas, projeta e executa soluções em engenharia elétrica e civil, dimensionadas especificamente

Leia mais

Automação de Subestações

Automação de Subestações Automação de Subestações Geração Distribuição Transmissão Indústria Produtos e Serviços: Merging Units Gateway DNP -IEC 61850 Projeto, Integração, TAF, TAC Montagem de Painéis Configuração de Sistemas

Leia mais

FUNDAÇÃO COGE Maio 2000

FUNDAÇÃO COGE Maio 2000 FUNDAÇÃO COGE Maio 2000 AGENDA HISTÓRICO ORGANIZAÇÃO CREDO FOCOS ESTRATÉGICOS HISTÓRICO COGE NOVO CENÁRIO CRIAÇÃO DA FUNDAÇÃO COGE CRIAÇÃO DA FUNDAÇÃO JURÍDICA DIREITO PRIVADO CARÁTER TÉCNICO- CIENTÍFICO

Leia mais

Utilização de Sistemas Linux no Centro de Operações da AES Eletropaulo. Nelson Rizzi Junior Paulo Roberto de Souza Pimentel

Utilização de Sistemas Linux no Centro de Operações da AES Eletropaulo. Nelson Rizzi Junior Paulo Roberto de Souza Pimentel Utilização de Sistemas Linux no Centro de Operações da AES Eletropaulo Nelson Rizzi Junior Paulo Roberto de Souza Pimentel A AES Eletropaulo Área Total do Brasil 8,500,000 km 2 Área da AES Eletropaulo

Leia mais

PORTFÓLIO DA EMPRESA. ENDEREÇO COMPLETO: Rua Joaquim Falco Uriarte, 515- Sala 5, Ed. Dom Euzébio, Bairro São Judas, Itajaí, SC.

PORTFÓLIO DA EMPRESA. ENDEREÇO COMPLETO: Rua Joaquim Falco Uriarte, 515- Sala 5, Ed. Dom Euzébio, Bairro São Judas, Itajaí, SC. PORTFÓLIO DA EMPRESA Objetivos Apresentar o perfil da PHI Engenharia Ltda para o cliente, com intuito de esclarecer nossos objetivos enquanto Empresa, bem como relacionar as áreas de atuação no mercado.

Leia mais

Robson Paoli Clóvis Simões José Aurélio SB Porto

Robson Paoli Clóvis Simões José Aurélio SB Porto GRUPO V ESTUDO DE PROTEÇÃO, MEDIÇÃO, CONTROLE E COMUNICAÇÃO EM SISTEMAS DE POTÊNCIA (GPC) PROJETO CEB A INTEGRAÇÃO COMPLETA ENTRE COS, EMS, DMS, REDE CORPORATIVA, CORs, SUBESTAÇÕES E CHAVES DE POSTE Robson

Leia mais

esip- Sistema Integrado de Processo

esip- Sistema Integrado de Processo esip- Sistema Integrado de Processo Geração Distribuição Transmissão www.ecilenergia.com.br Integração dos dispositivos da SE na rede do esip Criação de uma Base de Dados Unificada Otimização no Deslocamento

Leia mais

Sm S a m r a t r t Gr G i r d Bruno Erik Cabral

Sm S a m r a t r t Gr G i r d Bruno Erik Cabral Bruno Erik Cabral Smart Grid Agenda Introdução Definição Características Confiabilidade Flexibilidade Eficiência Sustentabilidade Medidores Inteligentes Controle avançado Cenário Internacional Cenária

Leia mais

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Introdução Se sua empresa utiliza o PI System da OsiSoft, o Action₀NET é o software SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition) que mais se adequa a sua

Leia mais

GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E QUALIDADE DE ENERGIA GCQ

GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E QUALIDADE DE ENERGIA GCQ SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 19 a 24 Outubro de 2003 Uberlândia - Minas Gerais GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E

Leia mais

MERCADOS Usinas Hidroelétricas

MERCADOS Usinas Hidroelétricas MERCADOS Usinas Hidroelétricas Subestações Usinas Termoelétricas ENERGIA ELÉTRICA Linhas de Transmissão Estudos Elétricos Plataformas de Petróleo e Refinarias 2 ATIVIDADES 3 ENERGIA ELÉTRICA PROJETOS BÁSICOS

Leia mais

Capacitação e Inserção de Profissionais no Setor Energético. Prof. Alexandro Vladno da Rocha

Capacitação e Inserção de Profissionais no Setor Energético. Prof. Alexandro Vladno da Rocha Capacitação e Inserção de Profissionais no Setor Energético Prof. Alexandro Vladno da Rocha Outubro / 2013 Agenda Estrutura e Atuação do IFRN; Estrutura Básica dos Cursos; Cursos na Área de Energia; Perfil

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS CUSTOMER SUCCESS STORY Junho 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários:

Leia mais

Soluções Completas para Pequenas Centrais Hidrelétricas

Soluções Completas para Pequenas Centrais Hidrelétricas Soluções Completas para Pequenas Centrais Hidrelétricas Answers for energy. Turbina Francis, gerador síncrono e unidade hidráulica Cubículos de média tensão Transformadores de distribuição Uma completa

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA - SEP PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA Visão global de um sistema

Leia mais

AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER

AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER Este case apresenta a aplicação da solução Elipse Power para controlar a subestação da Usina Termelétrica de Linhares,

Leia mais

Elaboração do cadastro de bens e controle do ativo permanente e unitização dos valores;

Elaboração do cadastro de bens e controle do ativo permanente e unitização dos valores; A Empresa A Ativo Energia é uma empresa registrada no CRC-SP e especializada em consultoria e assessoria contábil, focada no setor de energia elétrica, com especialização nas áreas de controle do ativo

Leia mais

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Tecnologias da Elipse Software permitem controlar os sistemas de refrigeração e distribuição de energia elétrica aos

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE OPERAÇÃO INTEGRADO DO SISTEMA CELPE - PERNAMBUCO

IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE OPERAÇÃO INTEGRADO DO SISTEMA CELPE - PERNAMBUCO COMITE 35 COMUNICAÇÕES E TELECONTROLE DE SISTEMAS DE POTÊNCIA IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE OPERAÇÃO INTEGRADO DO SISTEMA CELPE - PERNAMBUCO (*) Eng. Bruno Regueira Eng. Clóvis Simões CELPE Companhia Energétia

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM CUSTOMER SUCCESS STORY Maio 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários: 182 (2012) Faturamento:

Leia mais

Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes. Djalma M. Falcão

Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes. Djalma M. Falcão Smart Grid Trends & Best Practices 17 e 18 de Outubro de 2013 Salvador-BA Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes Djalma M. Falcão Redes Elétricas Inteligentes

Leia mais

Action RU - Modulo Run-Time SE Santos Brasil Manual de Operação do Sistema

Action RU - Modulo Run-Time SE Santos Brasil Manual de Operação do Sistema Action RU - Modulo Run-Time SE Santos Brasil Manual de Operação do Sistema SPIN Engenharia de Automação Ltda. Versão 7.5 Abril de 2009 SPIN Engenharia de Automação Ltda. SCLN-Quadra 212 Bloco D - Sala

Leia mais

INFORMATIVO DE SEGURANÇA E SAÚDE

INFORMATIVO DE SEGURANÇA E SAÚDE INTRODUÇÃO O 8º SENSE Seminário Nacional de Segurança e Saúde no Setor Elétrico Brasileiro está sendo idealizado e, naturalmente, os parceiros e entidades envolvidas efetivamente com o tema, estão aderindo

Leia mais

ARQUITETURA MODERNA PARA AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE CENTROS DE OPERAÇÃO E SUBESTAÇÕES. SPIN Engenharia de Automação SPIN Engenharia de Automação

ARQUITETURA MODERNA PARA AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE CENTROS DE OPERAÇÃO E SUBESTAÇÕES. SPIN Engenharia de Automação SPIN Engenharia de Automação GOP/006 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil GRUPO IX GRUPO DE ESTUDO DE OPERAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS ARQUITETURA MODERNA PARA AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE CENTROS DE OPERAÇÃO E SUBESTAÇÕES

Leia mais

EEE934 Impactode GD àsredes Elétricas (http://www.cpdee.ufmg.br/~selenios)

EEE934 Impactode GD àsredes Elétricas (http://www.cpdee.ufmg.br/~selenios) Universidade Federal de Minas Gerais Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Área de Concentração: Engenharia de Potência EEE934 Impactode GD àsredes Elétricas (http://www.cpdee.ufmg.br/~selenios)

Leia mais

ÚNICA EMPRESA BRASILEIRA FABRICANTE DE AEROGERADORES DE GRANDE PORTE, DE 800 A 2400 kw.

ÚNICA EMPRESA BRASILEIRA FABRICANTE DE AEROGERADORES DE GRANDE PORTE, DE 800 A 2400 kw. ÚNICA EMPRESA BRASILEIRA FABRICANTE DE AEROGERADORES DE GRANDE PORTE, DE 800 A 2400 kw. PROJETO, CONSTRUÇÃO, MONTAGEM, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE USINAS EÓLICAS. 850 COLABORADORES DIRETOS. 3 FÁBRICAS (SOROCABA

Leia mais

Projeto Megawatt Solar Usina Solar Fotovoltaica no Edifício Sede da ELETROSUL

Projeto Megawatt Solar Usina Solar Fotovoltaica no Edifício Sede da ELETROSUL Projeto Megawatt Solar Usina Solar Fotovoltaica no Edifício Sede da ELETROSUL Luis Felipe Pozzatti Chefe do Setor de Estudos de Novos Potenciais luis.pozzatti@eletrosul.gov.br Eletrosul Segmentos: transmissão

Leia mais

Curriculum Vitae. 2- Engenheiro Eletricista, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) em 1975.

Curriculum Vitae. 2- Engenheiro Eletricista, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) em 1975. Curriculum Vitae JOSÉ ALBERTO TOMAZ LOPES VIEIRA 1- Formação Profissional 2- Engenheiro Eletricista, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) em 1975. 3 - Curso de especialização

Leia mais

Márcio Fernando Costa

Márcio Fernando Costa 1.0. DADOS PESSOAIS Nome : Márcio Fernando Costa Data de nascimento : 1/3/1959 Naturalidade : Governador Valadares-MG Estado civil : Casado Profissão : Engenheiro Eletricista 2.0. FORMAÇÃO ESCOLAR Superior

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil José Monteiro Lysandro Junior Light Serviços de Eletricidade S/A jose.monteiro@light.com.br

Leia mais

Subestação Digitalizada

Subestação Digitalizada 28 Subestação Digitalizada Concessionárias de transmissão se preparam para digitalizar suas subestações. A nova onda tecnológica, baseada no protocolo internacional IEC61850, é grande oportunidade para

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas www.weg.net Tecnologia para minimizar o consumo das indústrias. Sustentabilidade para maximizar a qualidade de vida das pessoas. O sol é uma

Leia mais

Spin Engenharia de Automação Ltda Energy Computer System Ltd.

Spin Engenharia de Automação Ltda Energy Computer System Ltd. XXI Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2014-08 a 13 de novembro Santos - SP - Brasil CLOVIS SIMOES Thomas Mach Spin Engenharia de Automação Ltda Energy Computer System Ltd. simoes@spinengenharia.com.br

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Olinda - Pernambuco - Brasil

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Olinda - Pernambuco - Brasil XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Sistema de envio automático de mensagens no celular sobre eventos no sistema de automação

Leia mais

Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais

Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais Chegou Kwara, uma nova geração em energia. Uma empresa de eficiência energética que presta serviços especializados de manutenção em plantas de geração

Leia mais

X SIMPASE Temário TEMA 1. Automação e digitalização de usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores, tais como:

X SIMPASE Temário TEMA 1. Automação e digitalização de usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores, tais como: X SIMPASE Temário TEMA 1 Automação e digitalização de usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores, tais como: - Implantação, operação e manutenção de sistemas de automação

Leia mais

Apoio do BNDES ao Setor de Energias Renováveis

Apoio do BNDES ao Setor de Energias Renováveis Apoio do BNDES ao Setor de Energias Renováveis Histórico de apoio do BNDES ao setor de infraestrutura Evolução dos Desembolsos BNDES (R$ bilhões) 92,2 137,4 168,4 139,7 155,9 190,4 7% 8% 10% 12% 12% 13%

Leia mais

LINHA DE RELÉS PEXTRON PARA REDE SUBTERRÂNEA PROTEÇÃO E AUTOMAÇÃO

LINHA DE RELÉS PEXTRON PARA REDE SUBTERRÂNEA PROTEÇÃO E AUTOMAÇÃO LINHA DE RELÉS PEXTRON PARA REDE SUBTERRÂNEA PROTEÇÃO E AUTOMAÇÃO AUTOR Henrique Florido Filho Redes 2012 1 Visão da empresa Empresa Brasileira Fundada em 1968 (45 anos), dedica-se ao projeto, fabricação

Leia mais

Francisco M. Pires Neto Gestor de Sistemas de Controle EDP BANDEIRANTE Brasil

Francisco M. Pires Neto Gestor de Sistemas de Controle EDP BANDEIRANTE Brasil Francisco M. Pires Neto Gestor de Sistemas de Controle EDP BANDEIRANTE Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Premissas básicas de projetos Foram desenhados

Leia mais

Energy Efficiency & Industrial Automation. Apresentação Institucional. São Paulo-SP (11) 2372-2112 contato@projexa.com.br www.projexa.com.

Energy Efficiency & Industrial Automation. Apresentação Institucional. São Paulo-SP (11) 2372-2112 contato@projexa.com.br www.projexa.com. 2015 Apresentação Institucional Apresentação Formada por profissionais qualificados que atuam no mercado desde 2007, a Projexa oferece soluções em Automação de Processos Industriais e Eficiência Energética.

Leia mais

Elbia Melo. Presidente Executiva ABEEólica

Elbia Melo. Presidente Executiva ABEEólica Cenário e Perspectivas para o Segmento de Energia Eólica Elbia Melo Presidente Executiva ABEEólica 84 Associados 2 84 Associados 3 Energia Eólica no Mundo 4 Ranking Mundial 1 China 75,56 2 EUA 60,01 3

Leia mais

A Evolução do Mercado Livre de Energia

A Evolução do Mercado Livre de Energia A Evolução do Mercado Livre de Energia 4º ENASE Antonio Carlos Fraga Machado Presidente do Conselho de Administração 13 de setembro de 2007 Agenda Evolução do Mercado Livre de Energia O Mercado de Energia

Leia mais

A informação como insumo para a Operação do Sistema Interligado Nacional

A informação como insumo para a Operação do Sistema Interligado Nacional A informação como insumo para a Operação do Sistema Interligado Nacional Presented by Juvenor Pereira da Silva Jr O Operador Nacional do Sistema Elétrico - ONS Pessoa jurídica de direito privado, sob a

Leia mais

PERSPECTIVAS DO PROJETO SMART GRID EM ESPAÇOS POPULARES: DESAFIOS E POSSIBILIDADES *

PERSPECTIVAS DO PROJETO SMART GRID EM ESPAÇOS POPULARES: DESAFIOS E POSSIBILIDADES * PERSPECTIVAS DO PROJETO SMART GRID EM ESPAÇOS POPULARES: DESAFIOS E POSSIBILIDADES * Rosemar Aquino de Rezende JUNIOR 1 ; Laura Vitória Rezende DIAS 2 ; Getúlio Antero de DEUS JÚNIOR 3. 1 Bolsista do PET

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ÁREA DE OPERAÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA DA CEEE RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ÁREA DE OPERAÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA DA CEEE RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ÁREA DE OPERAÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA DA CEEE RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE 2006/2007 1 ORGANOGRAMA O Setor de Qualidade e Normatização, o Departamento

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 039 /2009

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 039 /2009 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 039 /2009 NOME DA INSTITUIÇÃO: Associação Brasileira de Pequenos e Médios Produtores de Energia Elétrica - APMPE AGÊNCIA NACIONAL DE

Leia mais

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS Ubirajara Rocha Meira Diretor de Tecnologia 12ª Feira Internacional da Indústria Elétrica e Eletrônica Belo Horizonte MG 19-22 AGOSTO 2008 Sumário O Sistema

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 Índice Conceito de Energia Renovável Energias Renováveis no Brasil Aspectos Gerais de Projetos Eólicos, a Biomassa e PCHs Outorga de Autorização de Projetos Incentivos

Leia mais

Metodologia de Criação e Revisão do Manuais de Procedimentos de Trabalho na AES Eletropaulo

Metodologia de Criação e Revisão do Manuais de Procedimentos de Trabalho na AES Eletropaulo Metodologia de Criação e Revisão do Manuais de Procedimentos de Trabalho na AES Eletropaulo Alexandre Amaral dos Santos - AES Eletropaulo Gerência de Engenharia da Distribuição E-mail: alexandre.amaral@aes.com

Leia mais

Conta com 12.000 funcionários em 16 países, atuando em 27 áreas. No Brasil, seus principais focos de atuação são Subsea Sistems e Surface Wellhead.

Conta com 12.000 funcionários em 16 países, atuando em 27 áreas. No Brasil, seus principais focos de atuação são Subsea Sistems e Surface Wellhead. A Clave Consultoria busca para seu cliente FMC Technologies profissionais de Engenharia, com foco na área de Automação, Eletrônica, Software e Mecatrônica para atuar com atividades de desenvolvimento de

Leia mais

26 a 29 de novembro de 2012 Brasília - DF

26 a 29 de novembro de 2012 Brasília - DF 26 a 29 de novembro de 2012 Brasília - DF XII EDAO ENCONTRO PARA DEBATES DE ASSUNTOS DE OPERAÇÃO Marcelo Batista CTEEP Cia. de Transmissão de Energia Elétrica Paulista São Paulo SP Marcos Hilário Sylvestre

Leia mais

POLÍTICA. Idoneidade Ser eficaz e apta a competir e se impor no mercado, através da competência e da correção de nossas atitudes.

POLÍTICA. Idoneidade Ser eficaz e apta a competir e se impor no mercado, através da competência e da correção de nossas atitudes. Mai/14 MISSÃO Atuar de forma rentável no setor elétrico, fornecendo produtos e serviços diferenciados, de alto desempenho e qualidade, respeitando o meio ambiente, considerando os interesses dos seus acionistas

Leia mais

BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM

BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM ADKL.ZELLER 18 ANOS DE EXPERIÊNCIA; SOLUÇÕES EM ENGENHARIA ELÉTRICA E AUTOMAÇÃO DE A a Z; DESENVOLVEMOS TODAS AS ETAPAS DE UM PROJETO; DIVERSAS CERTIFICAÇÕES; LONGAS PARCERIAS

Leia mais

PRINCIPAIS PERTURBAÇÕES OCORRIDAS NO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL SÍNTESE GERENCIAL PERÍODO: SEMANA DE 17/04/2006 A 23/04/2006

PRINCIPAIS PERTURBAÇÕES OCORRIDAS NO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL SÍNTESE GERENCIAL PERÍODO: SEMANA DE 17/04/2006 A 23/04/2006 PRINCIPAIS PERTURBAÇÕES OCORRIDAS NO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL SÍNTESE GERENCIAL PERÍODO: SEMANA DE 17/04/2006 A 23/04/2006 RELATÓRIO ONS - 3/107/06 EMITIDO EM: 28/04/2006 PROCESSO: Análise de Perturbações

Leia mais

Concessões de Geração e de Transmissão Estabelecimento do valor residual das instalações. Maurício Tiomno Tolmasquim

Concessões de Geração e de Transmissão Estabelecimento do valor residual das instalações. Maurício Tiomno Tolmasquim Concessões de Geração e de Transmissão Estabelecimento do valor residual das instalações Maurício Tiomno Tolmasquim Brasília, 11 de setembro de 2012 Indenização dos Ativos Valor Novo de Reposição Refere-se

Leia mais

Sandra Sayonara B. Silva * CHESF

Sandra Sayonara B. Silva * CHESF GPC/017 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil G R U P O V GRUPO DE ESTUDO DE PROTEÇÃO, MEDIÇÃO E CONTROLE EM SISTEMAS DE POTÊNCIA SUBSTITUIÇÃO DE OSCILÓGRAFOS CONVENCIONAIS POR REGISTRADORES

Leia mais

Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas

Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas Perguntas mais frequentes sobre o marco institucional das Concessões Vincendas de Energia Elétrica Setembro

Leia mais

PREZADO ACESSANTE, ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO EM 10 PASSOS

PREZADO ACESSANTE, ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO EM 10 PASSOS PREZADO ACESSANTE, A legislação vigente assegura a todos os Agentes do setor elétrico e consumidores livres o acesso aos sistemas de transmissão de concessionário público de energia elétrica. O Operador

Leia mais

Audiência Pública AP008/2003

Audiência Pública AP008/2003 Audiência Pública AP008/2003 Contribuições ao Processo de Revisão Tarifária Periódica Roberto Falco Gerente de Projetos SchlumbergerSema do Brasil LTDA SchlumbergerSema A SchlumbergerSema é uma empresa

Leia mais

SPPA - T3000 Automação para Usinas de Geração de Energia

SPPA - T3000 Automação para Usinas de Geração de Energia Siemens Power Generation 2005. All Rights Reserved SPPA - T3000 Automação para Usinas de Geração de Energia Eder Saizaki - Energy Fossil Instrum. e Elétrica A história do SDCD SIEMENS em Plantas de Geração

Leia mais

Action RU - Modulo Run-Time Edifício SAF Grupo Orion Manual de Operação do Sistema

Action RU - Modulo Run-Time Edifício SAF Grupo Orion Manual de Operação do Sistema Action RU - Modulo Run-Time Edifício SAF Grupo Orion Manual de Operação do Sistema SPIN Engenharia de Automação Ltda. Versão 7.5 Junho de 2009 SPIN Engenharia de Automação Ltda. SCLN-Quadra 212 Bloco D

Leia mais

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida Soluções inteligentes em energia Energia para a vida O Brasil e o mundo contam com a nossa energia. A Prátil é uma empresa de soluções inteligentes em energia, que atua nos segmentos de infraestrutura

Leia mais

Vilson D. Christofari pág. 1 out//2011

Vilson D. Christofari pág. 1 out//2011 Vilson D. Christofari pág. 1 CURRICULUM VITAE. VILSON DANIEL CHRISTOFARI I. FORMAÇÃO ACADÊMICA GRADUAÇÃO: Engenheiro Eletricista, formado pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Plasma Active. Thiago Macieira

Plasma Active. Thiago Macieira Plasma Active Thiago Macieira Quem sou eu? Desenvolvedor Open Source há 15 anos Atualmente arquiteto de software no Open Source Technology Center (OTC) na Intel Mantenedor do módulo QtCore e QtDBus do

Leia mais

Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015. Manoel Arlindo Zaroni Torres

Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015. Manoel Arlindo Zaroni Torres Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015 Manoel Arlindo Zaroni Torres São Paulo, 1 de outubro de 2014 Aviso importante Este material pode incluir declarações

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO. Ecil Energia 21 Anos. Transformando energia em inovação. www.ecilenergia.com.br

PERFIL CORPORATIVO. Ecil Energia 21 Anos. Transformando energia em inovação. www.ecilenergia.com.br PERFIL CORPORATIVO Ecil Energia 21 Anos. Transformando energia em inovação. Destaque na Atuação de P&D Ênfase no Desenvolvimento de Equipes Especializadas Experiência na Integração de Redes Elétricas e

Leia mais

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-13 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002.

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-13 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002. COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços P&D O compromisso das empresas com o desenvolvimento sustentável por meio da energia limpa e renovável será demonstrado nesta seção do relatório. Nela são disponibilizados dados sobre a Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética. Novembro/2010

Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética. Novembro/2010 Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética Novembro/2010 Portfólio balanceado de ativos, com localização estratégica Capacidade instalada de 6.469,1 MW em 21 usinas operadas pela Companhia:

Leia mais

Seminário Crise Energética e Desenvolvimento

Seminário Crise Energética e Desenvolvimento Seminário Crise Energética e Desenvolvimento Painel 2 - Desafios técnicos e socioeconômicos da oferta de energia Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE Porto Alegre, 18 de junho de 2015 * Associadas

Leia mais

LINHAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA LTE

LINHAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA LTE LINHAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA LTE Aula 1 Conhecendo o Setor Elétrico Brasileiro Aula 1: Conhecendo o Setor Elétrico Brasileiro Prof. Fabiano F. Andrade 2011 Tópicos da Aula Histórico do Ambiente Regulatório

Leia mais

ESTATÍSTICAS STICAS DE ACIDENTES NO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO

ESTATÍSTICAS STICAS DE ACIDENTES NO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO ESTATÍSTICAS STICAS DE ACIDENTES NO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO SÍNTESE DO RELATÓRIO 2002 Janeiro Dezembro de 2002 DADOS GERAIS 200.078.780 Horas Efetivamente Trabalhadas 69 Empresas Tempo Computado

Leia mais

Contribuições da ANEEL ao Processo de Renovação das Concessões

Contribuições da ANEEL ao Processo de Renovação das Concessões Contribuições da ANEEL ao Processo de Renovação das Concessões NELSON JOSÉ HÜBNER MOREIRA DIRETOR GERAL 9 de novembro de 2012 Brasília DF Renovação das Concessões Indenização dos Ativos de Transmissão

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

ERSE. Inserção da energia eólica na matriz elétrica brasileira

ERSE. Inserção da energia eólica na matriz elétrica brasileira ERSE Mesa Redonda Energia Eólica Inserção da energia eólica na matriz elétrica brasileira Prof. Nivalde J. de Castro Roberto Brandão 1 Sumário 1. Matriz de geração brasileira: perfil e tendências. 2. O

Leia mais

ÍNDICE ANEXOS. 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4. a. Identificação do Empreendedor... 1/4. b. Informações sobre o Empreendedor...

ÍNDICE ANEXOS. 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4. a. Identificação do Empreendedor... 1/4. b. Informações sobre o Empreendedor... 2517-00-EIA-RL-0001-02 Março de 2014 Rev. nº 01 LT 500 KV MANAUS BOA VISTA E SUBESTAÇÕES ASSOCIADAS ÍNDICE 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4 a. Identificação do Empreendedor... 1/4 b. Informações

Leia mais

Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP

Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP Eng. Fernando Azevedo COPEL Distribuição Eng. Henrique Florido Filho - Pextron 1 A Copel Companhia Paranaense de Energia,

Leia mais

ANEEL e perspectivas para o

ANEEL e perspectivas para o ANEEL e perspectivas para o setor Elétrico no Brasil BRITCHAM BRASIL Rio de Janeiro, julho de 9 Nelson Hubner Diretor-Geral Missão da ANEEL: Promover o equilíbrio entre consumidores, agentes regulados

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 09 PREVIDÊNCIA SOCIAL 20.000.000 20 AGRICULTURA 2.118.000 23 COMÉRCIO E SERVIÇOS 867.840 25 ENERGIA 707.561.300 26 TRANSPORTE 112.420.091

Leia mais

Métodos e Processos na Execução de Instalações

Métodos e Processos na Execução de Instalações Eficiência da Mão de Obra e Otimização das Instalações Elétricas através da Substituição dos Cabos Alimentadores por Barramentos Blindados em Prédio Comercial Métodos e Processos na Execução de Instalações

Leia mais

Eletrobrás. Projeto NBR 19000 1 / 31 DPT/DPTQ

Eletrobrás. Projeto NBR 19000 1 / 31 DPT/DPTQ Projeto NBR 19000 1 / 31 1 Histórico-1ª edição Projeto NBR 19000 Adoção das normas NBR ISO família 9000 para fornecimento de produtos; Lançado em 1992 em conjunto com 26 empresas de energia elétrica -

Leia mais

José Gabino Matias dos Santos

José Gabino Matias dos Santos José Gabino Matias dos Santos Assessor da Diretoria da ABRADEE Brasília, 25 de setembro de 2008 Informações Gerais ABRADEE: 48 Associadas (99% do Mercado) Seminário Internacional de Medição Eletrônica

Leia mais

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI A SANARDI é uma empresa especializada na Integração de Sistemas de Energia com foco em geração e cogeração de energia, é responsável pelo planejamento, projeto, gerenciamento e execução da montagem completa

Leia mais

11º Seminário de Tecnologia de Sistemas Prediais. 20 de maio

11º Seminário de Tecnologia de Sistemas Prediais. 20 de maio 11º Seminário de Tecnologia de Sistemas Prediais 20 de maio 1 Agenda O Grupo AES no Brasil Organograma As associações participantes e evolução no relacionamento Fluxo Ligação Nova Demanda por projetos

Leia mais

Prezado (a) Senhor (a)

Prezado (a) Senhor (a) Prezado (a) Senhor (a) Temos a satisfação de informar a V.Sa. a realização do TI Energia Encontro de Tecnologia da Informação do Setor Elétrico Brasileiro de 2013, que acontecerá no período de 23 a 25

Leia mais

Augusto Ribeiro Mendes Filho Assessoria de Comunicação da Elipse Software

Augusto Ribeiro Mendes Filho Assessoria de Comunicação da Elipse Software APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE E3 NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E ESGOTO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS DE PORTO ALEGRE-RS (DMAE) Apresentamos neste case a implantação do

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 3 Geração, transmissão e distribuição da energia elétrica.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 3 Geração, transmissão e distribuição da energia elétrica. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 3 Geração, transmissão e distribuição da energia elétrica.

Leia mais

Energia Elétrica - Tarifação

Energia Elétrica - Tarifação Autores: Prof. José Márcio Costa - DEA/UFV Prof. Luís César Silva - CCA/UFES Energia Elétrica - Tarifação Fundamentação Para a adoção de estratégias para a otimização do uso de energia elétrica faz-se

Leia mais

PROJETO DE UM MICRO INVERSOR INTEGRADO AOS PAINÉIS SOLARES PARA APLICAÇÃO EM CONSUMIDORES RESIDENCIAIS Solução n o 411

PROJETO DE UM MICRO INVERSOR INTEGRADO AOS PAINÉIS SOLARES PARA APLICAÇÃO EM CONSUMIDORES RESIDENCIAIS Solução n o 411 PROJETO DE UM MICRO INVERSOR INTEGRADO AOS PAINÉIS SOLARES PARA APLICAÇÃO EM CONSUMIDORES RESIDENCIAIS Solução n o 411 Eng. João Marcos Castro Soares (Diretor de P&D) São Paulo, 29 de abril de 2015 REIVAX

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM MÓDULO DE GERENCIAMENTO DE ENERGIA ACOPLADO A UM SOFTWARE SCADA

IMPLEMENTAÇÃO DE UM MÓDULO DE GERENCIAMENTO DE ENERGIA ACOPLADO A UM SOFTWARE SCADA IMPLEMENTAÇÃO DE UM MÓDULO DE GERENCIAMENTO DE ENERGIA ACOPLADO A UM SOFTWARE SCADA Clovis Simões e José Aurélio Porto simoes@spinengenharia.com.br Spin Engenharia de Automação Ltda. Ariovaldo V. Garcia

Leia mais

Fornecimento Seguro. O caminho da energia da usina até o consumidor. Roberto Mario Di Nardo Fernando Mirancos da Cunha

Fornecimento Seguro. O caminho da energia da usina até o consumidor. Roberto Mario Di Nardo Fernando Mirancos da Cunha Fornecimento Seguro O caminho da energia da usina até o consumidor Roberto Mario Di Nardo Fernando Mirancos da Cunha MATRIZ ENERGÉTICA PARTICIPAÇÃO DAS FONTES Capacidade de Geração 119,3 GW de Capacidade

Leia mais