Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto: COROFLEX PLEASE: Stent coronariano eluído com Paclitaxel

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto: COROFLEX PLEASE: Stent coronariano eluído com Paclitaxel"

Transcrição

1 Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: COROFLEX PLEASE: Stent coronariano eluído com Paclitaxel Porto Alegre, Janeiro de 2008.

2 AVALIAÇÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS IDENTIFICAÇÃO Material: COROFLEX TM Plesase Fabricante: B. Braun Melsungen Alemanha Solicitante da avaliação: UNIMED Central de Cooperativas Médicas RS Registro na ANVISA: Familia de Stents Farmacológicos Coronarianos N : Data da solicitação: Dez/2007 Data recebimento: Dez/2007 Composição da Câmara Técnica responsável pela Avaliação Revisores Dr. Fernando H.Wolff, Dra. Michelle Lavinsky, Dr. Jonathas Stifft e Dra. Mariana V. Furtado. Consultores metodológicos Dr. Luis Eduardo Rohde e Dra. Carisi A. Polanckzyk Consultor especialista em cardiologia intervencionista: Prof. Jorge Pinto Ribeiro Coordenador da Câmara Técnica: Dr. Alexandre M. Pagnoncelli DESCRIÇÃO DO PRODUTO e INDICAÇÃO DE USO 1. Descrição do Produto O Coroflex Please é uma endoprótese expansível coronariana de ano inoxidável, revestida por um polímero não absorvível (polisulfona ) eluída com paclitaxel tanto em sua parte externa (em contato com a parede do vaso) como em sua superfície interna (em direção a luz do vaso). O polímero utilizado, por sua característica termoestável, não sofre alteração de suas capacidades físicas com o processo de esterilização, armazenagem ou transporte. A área do stent recoberta por metal varia de 12,8 a 17,4%, conforme seu diâmetro. 2. Indicação de Uso O Coroflex Please é indicado para o tratamento da doença coronariana oclusiva em pacientes elegíveis para Angioplastia Transluminal Percutânea. O uso de stents liberadores de medicação objetiva diminuir a incidência de reestenose coronariana em lesões tratadas por angioplastia ou angioplastia com stent convencional. SÍNTESE DA REVISÃO DA LITERATURA. [ ] Apenas estudos em animais [x] Estudos clínicos em humanos: [x] estudos não randomizados: 1 estudo piloto não comparado [ ] estudos clínicos de bioequivalência [ ] ensaios clínicos randomizados de equivalência com desfechos substitutos: [ ] ensaios clínicos randomizados de equivalência com desfechos primordiais [ ] revisões sistemáticas Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências / Central de Serviços Unimed - RS 2

3 Descrição dos estudos: 1. Unverdorben M, Degenhardt R, Vallbracht C, Wiemer M, Horstkotte D, Schneider H, Nienaber C, Bocksch W, Gross M, Boxberger M; PECOPS I Investigators. The paclitaxeleluting Coroflex Please stent pilot study (PECOPS I). Seguimento até 6 meses: Catheter Cardiovasc Interv 2006;67: [1] Seguimento até 12 meses: Clin Res Cardiol 2007; 96:1 9. [2] O PECOPS I é um estudo piloto, multicêntrico, não comparado, delineado com o objetivo de avaliar os resultados angiográficos (no procedimento e após 6 meses) e clínicos (em 1 e 3 anos) do stent Coroflex Please. Estão publicados os resultados em 6 e 12 meses de seguimento. De 125 pacientes inicialmente avaliados com isquemia miocárdica necessitando revascularização percutânea, 24 foram excluídos por terem lesões com extensão superior a 16 mm, 3 pelas lesões estarem situadas em vasos com diâmetro inferior a 2 mm e 1 pela lesão estar situado em vaso com ramo emergente. Foram, portanto, incluídos pelo protocolo 97 pacientes. Destes, houve falha na colocação do stent em 5(5%) casos e necessidade de stents adicionais em outros 5(5%) casos para tratamento de dissecção coronariana. Sendo assim, foram incluídos na avaliação dos desfechos clínicos 87 pacientes (89%) com lesões em vasos entre 2 e 3,3 mm de diâmetro, e extensão inferior ou igual a 16 mm (44% apresentavam lesão de apenas um vaso e 35% eram diabéticos). O seguimento angiográfico foi realizado em 79% dos pacientes (77/97). Todos pacientes receberam AAS e Clopidrogrel pré-procedimento. O Clopidogrel foi mantido por 6 meses pós-procedimento. Os principais resultados referentes a desfechos clínicos no seguimento pós-procedimento, 6 e 12 meses estão apresentados na tabela abaixo: Agudo (<30 dias) 6-9 meses 12 meses N=87 N=87 N=86 Mortalidade total ND ND 2 (2,3) Infarto do miocárdio 1 (1,1) ND 2 (2,3) Trombose do stent 1 (1,1) ND 1 (1,1) Necessidade de ICP 5 (5,7) ND 6 (7,0) Necessidade de CRM 0 ND 2 (2,3) Eventos cardiovasculares maiores 2 (3,1) 7 (8,0) 11 (12,8) ICP=intervenção coronária percutânea; CRM=cirurgia de revascularização miocárdica ND=não disponível Obs: os dois casos de infarto relatados foram relacionados a trombose intra-stent. Comentário dos revisores: 1) Os resultados finais do estudo, com seguimento de 3 anos, ainda não foram publicados. 2) Trata-se de estudo não controlado, impossibilitando a avaliação comparativa com o desempenho de outros stents eluídos com eficácia e segurança já amplamente testados. 3) Os resultados preliminares publicados apresentam número substancial de perdas ou falha técnica entre a fase de inclusão e de seguimento. Parece particularmente preocupante taxa de aproximadamente 10% de insucesso primário e/ou complicações associados com o procedimento inicial. Considerando-se a taxa de eventos cardiovasculares maiores em 12 meses, o número de eventos adversos totais combinados associados com o uso do Coroflex Please merece avaliação prospectiva em novos estudos. 4) Consideramos que as limitações acima mencionadas, especialmente o delineamento não comparado, impedem o uso dos resultados desse estudo para a tomada de decisões quanto à eficácia ou segurança do stent Coroflex Please, sendo úteis, no entanto, para embasar a realização de futuros estudos comparados. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências / Central de Serviços Unimed - RS 3

4 CONSIDERAÇÕES ECONÔMICAS [ ] Estudos custo-efetividade [ ] Impacto orçamentário Não existem estudos formais de custo-efetividade do stent Coroflex Please aplicáveis para o contexto brasileiro. Cabe ressaltar, entretanto, que o custo dos stents recobertos é substancialmente maior que o custo de stents convencionais, com ampla variação entre diferentes paises e contratos locais. A relação de custo-efetividade do stents recobertos depende primordialmente de dois fatores: (1) o risco de re-estenose da população alvo e (2) a diferença de preço entre os stents. Análises econômicas considerando o contexto brasileiro apontam que se a diferença de valores não for superior a 2-3 vezes o preço do stent convencional, os stents recobertos terão relação de custo-efetividade aceitável. SUMÀRIO DAS EVIDÊNCIAS CLÌNICAS BENEFÍCIOS - Um estudo piloto, não comparado, com acompanhamento de até um ano, com pequeno número de pacientes e número significativo de perdas apresenta resultados inconclusivos quanto a eficácia e segurança do stent Coroflex Please. DESVANTAGENS, RISCOS e CONTRA-INDICAÇÕES - O número total de pacientes tratados com o stent Coroflex Please com resultados publicados na literatura é inferior a 100, limitando a capacidade de avaliação de complicações relacionadas ao uso do dispositivo em larga escala. - Não há relato de pacientes seguidos em médio-longo prazo (acima de um ano). - Não há estudos comparados demonstrando a eficácia e segurança em relação aos stents eluídos em drogas atualmente considerados padrão pela maior experiência já publicada, tanto em tempo de seguimento como em relação ao número de pacientes tratados (Cypher [3-5,7-12], Taxus[6-12], Endeavor [13-16]. CONSIDERAÇÕES FINAIS [ ] Parecer favorável [ ] Parecer favorável com período probatório de 3 meses [x] Parecer não favorável [ ] Parecer inconclusivo pendência de dados para análise Este parecer está embasado na ausência de ensaios clínicos randomizados publicados que demonstrem equivalência ou benefício, em relação à eficácia e segurança do stent Coroflex Please em comparação as opções atualmente disponíveis. Esta Câmara Técnica propõe-se a revisar seu parecer assim que novas publicações estejam disponíveis. OBSERVAÇÃO DOS REVISORES Considerando as controvérsias recentes em relação ao uso de endopróteses eluídas por fármacos, apontando para efeitos adversos tardios potencialmente maiores que os descritos inicialmente, a incorporação de novas tecnologias nesta área, especialmente de caráter permanente, deve estar embasada em estudos prospectivos comparativos em longo prazo, com poder para descrever riscos e benefícios adequadamente. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências / Central de Serviços Unimed - RS 4

5 Conclusão do parecer: Janeiro/2008 Referências: 1. Unverdorben M, Degenhardt R, Vallbracht C, et al; PECOPS I Investigators. The paclitaxel-eluting Coroflex Please stent pilot study (PECOPS I): acute and 6-Month Clinical and Angiographic Follow- Up.Catheter Cardiovasc Interv 2006;67: Unverdorben M, Degenhardt R, Wiemer M, et al; for the PECOPS I Investigators. The Paclitaxel- Eluting CoroflexTM Please Stent Pilot Study (PECOPSI): the one-year clinical follow-up. Clin Res Cardiol 2007; 96: Morice MC, Serruys PW, Sousa JE, et al. A Randomized Comparison of a Sirolimus-Eluting Stent with a Standard Stent for Coronary Revascularization. N Engl J Med 2002;346: Holmes DR, Leon MB, Moses JW, et al. Analysis of 1-year clinical outcomes in the SIRIUS trial: a randomized trial of a sirolimus-eluting stent versus a standard stent in patients at high risk for coronary restenosis. Circulation 2004; 109: C-SIRIUS Investigators. The Canadian study of the sirolimus-eluting stent in the treatment of patients with long de novo lesions in small native coronary arteries (C-SIRIUS). J Am Coll Cardiol 2004; 43: Park SJ, Shim WH, Ho DS, et al. A paclitaxel-eluting stent for the prevention of coronary restenosis. N Engl J Med 2003; 348: Moreno R, Fernandez C, Hernandez R, et al. Drug-eluting stent thrombosis: results from a pooled analysis including 10 randomized studies. J Am Coll Cardiol Mar 15;45: Kastrati A, Dibra A, Eberle S, et al. Sirolimus-Eluting Stents vs Paclitaxel-Eluting Stents in Patients With Coronary Artery Disease: Meta-analysis of Randomized Trials. JAMA 2005, 294: Goy JJ, Stauffer JC, Siegenthaler M, et al. A prospective randomized comparison between paclitaxel and sirolimus stents in the real world of interventional cardiology: the TAXi trial. J Am Coll Cardiol 2005; 18: Kastrati A, Mehilli J, von Beckerath N, et al; ISAR-DESIRE Study Investigators. Sirolimus-eluting stent or paclitaxel-eluting stent vs balloon angioplasty for prevention of recurrences in patients with coronary in-stent restenosis: a randomized controlled trial. JAMA 2005;12: Windecker S, Remondino A, Eberli FR, et al. Sirolimus-Eluting and Paclitaxel-Eluting Stents for Coronary Revascularization. N Engl J Med 2005; 353: Dibra A, Kastrati A, Mehilli J, et al; for the ISAR-DIABETES Study Investigators. Paclitaxel- Eluting or Sirolimus-Eluting Stents to Prevent Restenosis in Diabetic Patients. N Engl J Med 2005; 353: Jain AK, Meredith IT, Lotan C, et al; E-Five Investigators. Real-world safety and efficacy of the endeavor zotarolimus-eluting stent: early data from the E-Five Registry. Am J Cardiol 2007;100:77M- 83M. 14. Mehta RH, Leon MB, Sketch MH Jr; ENDEAVOR II Continued Access Registry. The relation between clinical features, angiographic findings, and the target lesion revascularization rate in patients receiving the endeavor zotarolimus-eluting stent for treatment of native coronary artery disease: an analysis of ENDEAVOR I, ENDEAVOR II, ENDEAVOR II Continued Access Registry, and ENDEAVOR III. Am J Cardiol. 2007;100:62M-70M. 15. Meredith IT, Ormiston J, Whitbourn R, et al; ENDEAVOR I Investigators. Four-year clinical follow-up after implantation of the endeavor zotarolimus-eluting stent: ENDEAVOR I, the first-inhuman study.am J Cardiol. 2007;100:56M-61M. 16. Kandzari DE, Leon MB, Popma JJ, et al; ENDEAVOR III Investigators. Comparison of zotarolimus-eluting and sirolimus-eluting stents in patients with native coronary artery disease: a randomized controlled trial. J Am Coll Cardiol. 2006;48: Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências / Central de Serviços Unimed - RS 5

Tratamento da reestenose intrastent. J. Airton Arruda, MD, PhD, FSCAI, FEAPCI INTERCATH - Hospital Meridional HUCAM- UFES CIAS

Tratamento da reestenose intrastent. J. Airton Arruda, MD, PhD, FSCAI, FEAPCI INTERCATH - Hospital Meridional HUCAM- UFES CIAS Tratamento da reestenose intrastent J. Airton Arruda, MD, PhD, FSCAI, FEAPCI INTERCATH - Hospital Meridional HUCAM- UFES CIAS CONFLITO DE INTERESSES Conflito de interesse, apoio financeiro da indústria

Leia mais

A Prática Cardiológica no Cenário da Alta Complexidade

A Prática Cardiológica no Cenário da Alta Complexidade A Prática Cardiológica no Cenário da Alta Complexidade Doença Aterosclerótica Coronariana e o Emprego Racional de Endopróteses Procedimento Operacional Padrão Dr. Marco Antonio de Mattos Hospital UNIMED-RIO-

Leia mais

Custo-efetividade do stent farmacológico: A busca da adequação para ampliação da sua utilização. Denizar Vianna

Custo-efetividade do stent farmacológico: A busca da adequação para ampliação da sua utilização. Denizar Vianna Custo-efetividade do stent farmacológico: A busca da adequação para ampliação da sua utilização Denizar Vianna Análise de Custo-efetividade 1 a etapa: Revisão sistemática da literatura sobre eficácia /

Leia mais

Sumário. Data: 17/12/2012

Sumário. Data: 17/12/2012 Nota Técnica: 53 /2012 Solicitante: Des. Vanessa Verdolim Hudson Andrade 1ª Câmara Cível TJMG Numeração: 1.0439.12.014415-9/001 Data: 17/12/2012 Medicamento Material X Procedimento Cobertura TEMA: Uso

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: CARDIOBLATE : Sistema de Ablação Cardíaca para o Tratamento de Arritmias Canoas, Outubro de 2008 AVALIAÇÃO DA

Leia mais

8º SIMPÓSIO DE CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA PARA O CLÍNICO

8º SIMPÓSIO DE CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA PARA O CLÍNICO 8º SIMPÓSIO DE CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA PARA O CLÍNICO ESTADO ATUAL E PERSPECTIVAS DA INTERVENÇÃO CORONÁRIA EM PACIENTES COM LESÃO DE TRONCO NÃO PROTEGIDO JOÃO BATISTA L.LOURES LESÃO DE TCE NÃO PROTEGIDO

Leia mais

Diabetes implica risco 2 4x maior de doença coronária Cardiopatia isquémica é responsável por 75% das mortes relacionadas com a diabetes

Diabetes implica risco 2 4x maior de doença coronária Cardiopatia isquémica é responsável por 75% das mortes relacionadas com a diabetes Diabetes implica risco 2 4x maior de doença coronária Cardiopatia isquémica é responsável por 75% das mortes relacionadas com a diabetes Circulation 2003;108:1655 61 Diabetes predispõe para uma forma difusa

Leia mais

Artigo Original RESUMO ABSTRACT

Artigo Original RESUMO ABSTRACT Rev Bras Cardiol Invas. 2009;17(1):xx-xx. Sant Anna FM, et al. Estudo Randomizado e Comparativo da Intervenção Coronária Percutânea com Stents Recobertos por Titânio- Artigo Original Estudo Randomizado

Leia mais

Custo-efetividade do implante de stents recobertos com rapamicina em procedimentos percutâneos coronarianos no Brasil 1

Custo-efetividade do implante de stents recobertos com rapamicina em procedimentos percutâneos coronarianos no Brasil 1 Custo-efetividade do implante de stents recobertos com rapamicina em procedimentos percutâneos coronarianos no Brasil 1 Carisi Anne Polanczyk, Marco V. Wainstein e Jorge Pinto Ribeiro Serviço de Cardiologia

Leia mais

Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):17-21

Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):17-21 Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):17-21 Artigo Original Desfechos clínicos tardios de pacientes diabéticos tratados com stents farmacológicos eluidores de sirolimus ou everolimus: uma análise do registro

Leia mais

Recomendações Médicas

Recomendações Médicas UNIMED-RIO Recomendações Médicas Angioplastia Coronariana com Stent Convencional Angioplastia Coronariana com Stents Recobertos por Drogas Rio ANGIOPLASTIA CORONARIANA COM STENT CONVENCIONAL 1 Angioplastia

Leia mais

http://www.theheart.org/article/1466345.do.

http://www.theheart.org/article/1466345.do. Resultados finais do estudo SYNTAX reafirmam a cirurgia de revascularização miocárdica como intervenção de escolha, em pacientes com doença coronária complexa. http://www.theheart.org/article/1466345.do.

Leia mais

Stents Farmacológicos Versus Cirurgia de Revascularização Miocárdica: meta-análise de ensaios clínicos prospectivos

Stents Farmacológicos Versus Cirurgia de Revascularização Miocárdica: meta-análise de ensaios clínicos prospectivos Rev Bras Cardiol. 2012;25(3):210-217 Artigo Original 6 Andrade et al. Stents Farmacológicos Versus Cirurgia de Revascularização Miocárdica: meta-análise de ensaios clínicos prospectivos Drug-Eluting Stents

Leia mais

INTERVENÇÃO EM PONTES DE SAFENA

INTERVENÇÃO EM PONTES DE SAFENA INTERVENÇÃO EM PONTES DE SAFENA IV Curso José Gabay para Intervencionistas em Treinamento de ProEducar - SOLACI Helio Roque Figueira JULHO de 2013 helioroque@uol.com.br LESÕES EM PONTE DE SAFENA 1- A FISIOPATOLOGIA.

Leia mais

Enxertos de Veia Safena

Enxertos de Veia Safena CURSO ANUAL DE REVISÃO EM HEMODINÂMICA E CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA 2010 Enxertos de Veia Safena BPSP Wilson A. Pimentel Fº BPSP Introdução A intervenção percutânea (IP) no EVS apresenta complicações

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde

Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: Comparativo entre as marcas de cardioversores desfibriladores(cdi) Canoas, setembro de 2009 Avaliação da Câmara

Leia mais

Artigo Original. Eficácia e Segurança de Stents Eluidores de Drogas no Mundo Real: Acompanhamento de 8 Anos. Resumo

Artigo Original. Eficácia e Segurança de Stents Eluidores de Drogas no Mundo Real: Acompanhamento de 8 Anos. Resumo Eficácia e Segurança de Stents Eluidores de Drogas no Mundo Real: Acompanhamento de 8 Anos Efficacy and Safety of Drug-Eluting Stents in the Real World: 8-Year Follow-Up Denise Oliveira Pellegrini, Vitor

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das Evidências e Recomendações para o Uso do Ultra-som Intracoronariano Porto Alegre, fevereiro de 2005 Câmara

Leia mais

Artigo Original. Custo-efetividade dos Stents Recobertos por Rapamicina em Procedimentos Percutâneos Coronarianos no Brasil.

Artigo Original. Custo-efetividade dos Stents Recobertos por Rapamicina em Procedimentos Percutâneos Coronarianos no Brasil. Custo-efetividade dos Stents Recobertos por Rapamicina em Procedimentos Percutâneos Coronarianos no Brasil Cost-effectiveness of sirolimus-eluting stents in percutaneous coronary interventions in Brazil

Leia mais

Boletim Científico SBCCV 11-2012

Boletim Científico SBCCV 11-2012 1 2 Boletim Científico SBCCV 11-2012 Nova Diretriz da American Heart Association para Doença Coronariana Estável confirma papel da terapia clínica e da cirurgia de revascularização miocárdica, como estratégias

Leia mais

Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso de angioplastia percutânea com ou sem stent no tratamento da estenose da artéria vertebral

Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso de angioplastia percutânea com ou sem stent no tratamento da estenose da artéria vertebral Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso de angioplastia percutânea com ou sem stent no tratamento da estenose da artéria vertebral 1 I - Data: 30/08/2009 II - Especialidade(s) envolvida(s):

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto:

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto: Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: Neurovent, Neurovent-P, Neurodur e Neurodur-Temp: Cateteres para monitorização de pressão e temperatura intracranianas

Leia mais

Stents farmacológicos e diabetes

Stents farmacológicos e diabetes Stents farmacológicos e diabetes Constantino González Salgado Hospital Pró Cardíaco Realcath-RealCordis HUPE-UERJ DM analisando o problema O Diabetes Mellitus é doença sistêmica de elevada prevalência

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde. Assunto: Onyx - Sistema Líquido de Embolização

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde. Assunto: Onyx - Sistema Líquido de Embolização Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: Onyx - Sistema Líquido de Embolização Canoas, Janeiro de 2009 AVALIAÇÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE MEDICINA BASEADA

Leia mais

Artigo Original. Stent Farmacológico Autoexpansível Miniaturizado em Coronárias de Pequeno Calibre: Eficácia Tardia. Resumo

Artigo Original. Stent Farmacológico Autoexpansível Miniaturizado em Coronárias de Pequeno Calibre: Eficácia Tardia. Resumo Stent Farmacológico Autoexpansível Miniaturizado em Coronárias de Pequeno Calibre: Eficácia Tardia Miniaturized Self-Expanding Drug-Eluting Stent in Small Coronary Arteries: Late Effectiveness Flavio Roberto

Leia mais

Boletim Científico. Preditores de disfunção ventricular esquerda, após plastia mitral: efeitos da fibrilação atrial e hipertensão pulmonar.

Boletim Científico. Preditores de disfunção ventricular esquerda, após plastia mitral: efeitos da fibrilação atrial e hipertensão pulmonar. Boletim Científico SBCCV 01/09/2014 Número 04 Preditores de disfunção ventricular esquerda, após plastia mitral: efeitos da fibrilação atrial e hipertensão pulmonar. Predicting early left ventricular dysfunction

Leia mais

Abordagem da reestenosee. Renato Sanchez Antonio

Abordagem da reestenosee. Renato Sanchez Antonio Abordagem da reestenosee oclusões crônicas coronárias Renato Sanchez Antonio Estudos iniciais de seguimento clínico de pacientes com angina estável demonstraram que o percentual de mortalidade aumentou

Leia mais

Reestenose Clínica de Stent Coronariano: Seguimento após Tratamento com Análise de Desfechos Clínicos

Reestenose Clínica de Stent Coronariano: Seguimento após Tratamento com Análise de Desfechos Clínicos Reestenose Clínica de Stent Coronariano: Seguimento após Tratamento com Análise de Desfechos Clínicos Clinical Coronary In-Stent Restenosis Follow-Up after Treatment and Analyses of Clinical Outcomes Barbara

Leia mais

Devito F, Sousa AGMR, Staico R, Sousa JE. Intervenções Percutâneas em Vasos de Pequeno Diâmetro. Rev Bras Cardiol Invas 2003;

Devito F, Sousa AGMR, Staico R, Sousa JE. Intervenções Percutâneas em Vasos de Pequeno Diâmetro. Rev Bras Cardiol Invas 2003; Rev Bras Cardiol Invas 2003; Devito F, Sousa AGMR, Staico R, Sousa JE. Intervenções Percutâneas em Vasos de Pequeno Diâmetro. Rev Bras Cardiol Invas 2003; Intervenções Percutâneas em Vasos de Pequeno Diâmetro

Leia mais

Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos

Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2010 05 e 06 de Novembro de 2010 Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos Costantino Costantini

Leia mais

Rui Manuel Sequeira de Almeida. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brazil.

Rui Manuel Sequeira de Almeida. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brazil. [Index FAC] [FVCC Index] Cirugía Cardíaca/Cardiovascular Surgery Revascularização do Miocárdio - Estudo Comparativo do Custo da Cirurgia Convencional e da Angioplastia Transluminal Percutânea Myocardial

Leia mais

Intervenção Coronária Percutânea na Doença Coronária Multiarterial e no Tronco da Coronária Esquerda Não Protegido: O Estado da Arte em 2011

Intervenção Coronária Percutânea na Doença Coronária Multiarterial e no Tronco da Coronária Esquerda Não Protegido: O Estado da Arte em 2011 Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista 2011 São Paulo, SP, 28 e 29 de Outubro de 2011 Intervenção Coronária Percutânea na Doença Coronária Multiarterial e no Tronco da Coronária

Leia mais

Association between diabetes mellitus and severity of coronary artery disease in patients undergoing percutaneous coronary intervention

Association between diabetes mellitus and severity of coronary artery disease in patients undergoing percutaneous coronary intervention Artigo Original Associação entre diabetes mellitus e gravidade da doença arterial coronariana em pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea Association between diabetes mellitus and severity

Leia mais

Evolução Clínica após Intervenção Coronária Percutânea em Indivíduos com Transplante Renal Prévio

Evolução Clínica após Intervenção Coronária Percutânea em Indivíduos com Transplante Renal Prévio 128 Artigo Original Evolução Clínica após Intervenção Coronária Percutânea em Indivíduos com Transplante Renal Prévio Fábio Trentin 1, Eduardo França Pessoa de Melo 2, Carlos Vinicius Abreu do Espírito

Leia mais

Revascularização do miocárdio: estudo comparativo do custo da cirurgia convencional e da angioplastia transluminal percutânea

Revascularização do miocárdio: estudo comparativo do custo da cirurgia convencional e da angioplastia transluminal percutânea ARTIGO ORIGINAL Revascularização do miocárdio: estudo comparativo do custo da cirurgia convencional e da angioplastia Myocardial revascularization: comparative cost study between conventional coronary

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das evidências e recomendações sobre o uso da Termografia no diagnóstico de câncer de mama Canoas, fevereiro de

Leia mais

Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):22-27

Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):22-27 Rev Bras Cardiol Invasiva. 2015;23(1):22-27 Artigo Original Seguimento de 12 meses de pacientes complexos tratados com stents farmacológicos liberadores de everolimus XIENCE V na prática diária resultados

Leia mais

Quando Indicar PCI em Lesões do Tronco

Quando Indicar PCI em Lesões do Tronco III Curso para Intervencionistas en Entrenamiento Dr. José Gabay Pre Congreso SOLACI 2012 - México DF, 7 de Agosto 2012 Doença de Múltiplos Vasos Coronários e Tronco Quando Indicar PCI em Lesões do Tronco

Leia mais

Após extensa revisão os autores deste trabalho dão as

Após extensa revisão os autores deste trabalho dão as Qual é o risco de eventos cardíacos adversos ou de sangramento grave, após cirurgias não cardíacas, relativos à terapia antiplaquetária, em pacientes com angioplastia coronariana prévia? The Risk of Adverse

Leia mais

Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde

Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde 08BRATS ISSN 1983-7003 Resumo Ano IV nº 8 Junho de 2009 STENTS FARMACOLÓGICOS E STENTS METÁLICOS NO TRATAMENTO DA DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA Nas últimas décadas, tem sido observado no Brasil um aumento

Leia mais

Boletim Científico SBCCV 12-2012

Boletim Científico SBCCV 12-2012 1 2 Boletim Científico SBCCV 12-2012 Análise de desfechos após 5 anos do implante transcateter de válvula aórtica balãoexpansível, no Canadá. 5-Year Outcome After Transcatheter Aortic Valve Implantation.

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE

ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE MARCOS ANTONIO MARINO COORDENADOR DEPARTAMENTO DE HEMODINÂMICA, CARDIOLOGIA E RADIOLOGIA VASCULAR INTERVENCIONISTA CONFLITO DE INTERESSES

Leia mais

Características Psicológicas dos Pacientes Submetidos à Intervenção Coronária Percutânea

Características Psicológicas dos Pacientes Submetidos à Intervenção Coronária Percutânea Características Psicológicas dos Pacientes Submetidos à Intervenção Coronária Percutânea Psychological Characteristics of Patients Undergoing Percutaneous Coronary Interventions Márcia M. Schmidt, Alexandre

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde

Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: CoreValve TM Válvula Aórtica para Substituição Percutânea Canoas, Maio de 2009 AVALIAÇÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE

Leia mais

Long-term Outcomes of Drug-eluting versus Bare-metal Stent for ST-elevation Myocardial Infarction

Long-term Outcomes of Drug-eluting versus Bare-metal Stent for ST-elevation Myocardial Infarction Resultados a Longo Prazo de Eluição de Fármaco versus Stent Metálico para Infarto do Miocárdio com Elevação ST Long-term Outcomes of Drug-eluting versus Bare-metal Stent for ST-elevation Myocardial Infarction

Leia mais

Centemero MP, et al. Reestenose Intra-Stent: Como Diagnosticar, Quando Tratar e Qual o Prognóstico? Rev Bras Cardiol Invas 2004;

Centemero MP, et al. Reestenose Intra-Stent: Como Diagnosticar, Quando Tratar e Qual o Prognóstico? Rev Bras Cardiol Invas 2004; Rev Bras Cardiol Invas 2004; Centemero MP, et al. Reestenose Intra-Stent: Como Diagnosticar, Quando Tratar e Qual o Prognóstico? Rev Bras Cardiol Invas 2004; Artigo de Revisão Reestenose Intra-Stent: Como

Leia mais

Redução do custo em Cirurgia Cardiovascular e Hemodinâmica

Redução do custo em Cirurgia Cardiovascular e Hemodinâmica Redução do custo em Cirurgia Cardiovascular e Hemodinâmica FEDERAÇÃO RIO Área de Operações e Custos Assistenciais Produtos Administrados PAC-Cardiologia (Programa de Alto Custo em Cardiologia) PAC-Oncologia

Leia mais

ANEURISMA DE AORTA. ESTADO DA ARTE

ANEURISMA DE AORTA. ESTADO DA ARTE ANEURISMA DE AORTA. CORREÇÃO POR VIA ENDO-VASCULAR ESTADO DA ARTE Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia Seção Médica de Radiologia 2010 ACCF/AHA/AATS/ACR/ASA/SCA/SCAI/SIR/STS SVM Guidelines for the

Leia mais

Cardiologia Hemodinâmica

Cardiologia Hemodinâmica 1 Concurso Público 2011 Cardiologia Hemodinâmica Questão 1: Homem de 40 anos de idade, brasileiro (RJ), solteiro e comerciante, apresentou dor precordial intensa, acompanhada de palpitações e desencadeada

Leia mais

Módulo II. Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos. Métodos adjuntos diagnósticos e intervencionistas

Módulo II. Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos. Métodos adjuntos diagnósticos e intervencionistas Módulo II Métodos adjuntos diagnósticos e intervencionistas Ultrassom intracoronário: fundamentos, aplicabilidade e estudos clínicos Dr Marcelo de Freitas Santos Hospital Costantini EVOLUÇÃO DE ERAS AONDE

Leia mais

Pós-trombólise. O que fazer? Dr. Salomón Soriano Ordinola Rojas Hospital Beneficência Portuguesa São Paulo Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Fibrinolíticos menor tempo isquemia mioc aguda menor

Leia mais

Intervenção Coronária Percutânea de Salvamento, Facilitada e Tardia (> 12 horas), no Infarto Agudo do Miocárdio.

Intervenção Coronária Percutânea de Salvamento, Facilitada e Tardia (> 12 horas), no Infarto Agudo do Miocárdio. Intervenção Coronária Percutânea de Salvamento, Facilitada e Tardia (> 12 horas), no Infarto Agudo do Miocárdio. Dr. Maurício de Rezende Barbosa Cordenador do Departamento de Hemodinâmica no Hospital Biocor

Leia mais

Evolução Clínica Pós-Stent Coronário em Pacientes Submetidos a Transplante de Rim

Evolução Clínica Pós-Stent Coronário em Pacientes Submetidos a Transplante de Rim Rev Bras Cardiol Invas 2006; Mota FM, et al. Evolução Clínica Pós-Stent Coronário em Pacientes Submetidos a Transplante de Rim. Rev Bras Cardiol Invas 2006; Artigo Original Evolução Clínica Pós-Stent Coronário

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das Evidências e Recomendações para Uso de Trombolíticos no Infarto do Miocárdio com Elevação do Segmento ST Atualização

Leia mais

O papel da intervenção coronária percutânea no tratamento da angina estável e isquemia silenciosa

O papel da intervenção coronária percutânea no tratamento da angina estável e isquemia silenciosa O papel da intervenção coronária percutânea no tratamento da angina estável e isquemia silenciosa Marcelo J C Cantarelli, MD, PhD, FACC, FSCAI H. Bandeirantes H. Leforte H. Rede D Or São Luiz Anália Franco

Leia mais

Diogo Torres. Laboratório de Hemodinâmica Serviço de Cardiologia I C.H.L.N.

Diogo Torres. Laboratório de Hemodinâmica Serviço de Cardiologia I C.H.L.N. Diogo Torres Laboratório de Hemodinâmica Serviço de Cardiologia I C.H.L.N. 1 A angiografia coronária continua a ser o principal método de avaliação e quantificação das lesões coronárias Grande variabilidade

Leia mais

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Carlo B Pilla e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2012 Obstruções à VSVD Estenose subvalvar pulmonar* Estenose valvar

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário de Evidências e Recomendações para o uso de Radiofreqüência na Dor Lombar Crônica - Denervação Percutânea por

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto:

Avaliação de Tecnologias em Saúde. Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Assunto: Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: Surgi-Max TM Gerador de Radiofreqüência para Eletrocirurgia - Uso em Neurocirurgia - Canoas, Janeiro de 2009

Leia mais

Custos Hospitalares da Cirurgia de Revascularização do Miocárdio em Pacientes Coronarianos Eletivos

Custos Hospitalares da Cirurgia de Revascularização do Miocárdio em Pacientes Coronarianos Eletivos Custos Hospitalares da Cirurgia de Revascularização do Miocárdio em Pacientes Coronarianos Eletivos Hospital Costs of Coronary Artery Bypass Grafting on Elective Coronary Patients Nagib Haddad, Eliana

Leia mais

Veja nesta edição a programação completa do Simpósio. ano 2 número 3 junho - julho - agosto 2010 DIRETORIA SOHCIERJ 2010/2011 INFORMATIVO SOHCIERJ

Veja nesta edição a programação completa do Simpósio. ano 2 número 3 junho - julho - agosto 2010 DIRETORIA SOHCIERJ 2010/2011 INFORMATIVO SOHCIERJ ano 2 número 3 junho - julho - agosto 2010 DIRETORIA SOHCIERJ 2010/2011 Presidente José Ary Boechat Vice-Presidente Marcello Augustus de Sena Diretor Financeiro Maria Cristina Meira Ferreira Diretor Científico

Leia mais

TAPD + Anticoagulação Oral Indicacões e Diminuição de Risco

TAPD + Anticoagulação Oral Indicacões e Diminuição de Risco Reunião Científica Divisão de Cardiologia TAPD + Anticoagulação Oral Indicacões e Diminuição de Risco Wersley Araújo Silva São Lucas Clínica & Hospital Aracaju, 30 de abril de 2013 Brasil Papel das Plaquetas

Leia mais

Pimentel Filho WA, et al. Lesão Coronária Intermediária em Paciente Vulnerável: Início de um Novo Paradigma de Conduta? Rev

Pimentel Filho WA, et al. Lesão Coronária Intermediária em Paciente Vulnerável: Início de um Novo Paradigma de Conduta? Rev Rev Pimentel Filho WA, et al. Lesão Coronária Intermediária em Paciente Vulnerável: Início de um Novo Paradigma de Conduta? Rev Relato de Caso Lesão Coronária Intermediária em Paciente Vulnerável: Início

Leia mais

1. Resumo executivo... 2 2. Conclusão... 2 2.1... 2 2.2. Recomendação... 2 3. Análise da solicitação... 2

1. Resumo executivo... 2 2. Conclusão... 2 2.1... 2 2.2. Recomendação... 2 3. Análise da solicitação... 2 NTRR 22/2014 Solicitante: BERNADETE PORTUGAL SIMÃO Data:31 /01 /2014 Medicamento x Material Procedimento Cobertura Número do processo: 0001041-06.2014.8.13.0444 Réu: Estado de Minas Gerais TEMA: Aneurisma

Leia mais

1 Prêmio Nacional - 2004. Coletânea Premiada

1 Prêmio Nacional - 2004. Coletânea Premiada o 1 Prêmio Nacional - 2004 Coletânea Premiada Governo Federal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministro Paulo Bernado Silva Secretário Executivo Nelson Machado Fundação pública vinculada

Leia mais

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS Página: 1/7 1- CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1- As doenças cardiovasculares são, ainda hoje, as principais responsáveis pela mortalidade na população geral, no mundo ocidental. Dentre as inúmeras patologias que

Leia mais

Terapia hormonal prévia e adjuvante à radioterapia externa no tratamento do câncer de próstata

Terapia hormonal prévia e adjuvante à radioterapia externa no tratamento do câncer de próstata Terapia hormonal prévia e adjuvante à radioterapia externa no tratamento do câncer de próstata N o 145 Março/2015 2015 Ministério da Saúde. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que

Leia mais

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Intervenções percutâneas Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Célia Maria C. Silva Declaro que não existe conflito de interesse nesta minha apresentação Estenose Valvar Aórtica

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das Evidências e Recomendações para uso de Oxigenoterapia Hiperbárica no Tratamento de Úlceras Crônicas de Pele

Leia mais

Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias

Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias F.X.Valente 1, C. Trigo 2, J.D.F. Martins 2, I. Freitas 2, F. Paramés 2, M. António 2, L. Bakero 3, J. Fragata

Leia mais

XVII Jornada Brasileira de Enfermagem em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista

XVII Jornada Brasileira de Enfermagem em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista XVII Jornada Brasileira de Enfermagem em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista Reserva de Fluxo Fracionado - FFR Recurso Diagnóstico para Direcionar as Intervenções Percutâneas Mateus dos Santos

Leia mais

Muito mais que imagens bonitas Que informações fazem a diferença? Nuno Bettencourt Cardiologia, Centro Hospitalar de VN Gaia/Espinho, EPE

Muito mais que imagens bonitas Que informações fazem a diferença? Nuno Bettencourt Cardiologia, Centro Hospitalar de VN Gaia/Espinho, EPE Muito mais que imagens bonitas Que informações fazem a diferença? Cardiologia, Centro Hospitalar de VN Gaia/Espinho, EPE A beleza... - Está nos olhos do observador 2 A perspectiva do paciente Qualidade

Leia mais

Os benefícios da intervenção coronária percutânea

Os benefícios da intervenção coronária percutânea Rev Bras Cardiol Invas 2005; 13(1): 32-36. Carneiro JKR, et al. Fibrinólise Imediata ou Transferência para Angioplastia Primária no Infarto Agudo do Miocárdio com Artigo de Revisão Fibrinólise Imediata

Leia mais

IMPLANTE DIRETO DE STENT: EFEITOS NO FLUXO CORONARIANO EPICÁRDICO, NA MICROCIRCULAÇÃO E NA RESPOSTA INFLAMATÓRIA SISTÊMICA

IMPLANTE DIRETO DE STENT: EFEITOS NO FLUXO CORONARIANO EPICÁRDICO, NA MICROCIRCULAÇÃO E NA RESPOSTA INFLAMATÓRIA SISTÊMICA Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares IMPLANTE DIRETO DE STENT: EFEITOS NO FLUXO CORONARIANO

Leia mais

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç )

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç ) TESTE ERGOMÉTRICO (Teste de esforço) Definição - um dos exames mais importantes de diagnóstico, avaliação clínica e prognóstico dos pacientes com doença arterial coronariana (DAC). - método rápido, barato,

Leia mais

INFARTO DO MIOCÁRDIO ASSOCIADO AO USO DE COCAÍNA

INFARTO DO MIOCÁRDIO ASSOCIADO AO USO DE COCAÍNA INFARTO DO MIOCÁRDIO ASSOCIADO AO USO DE COCAÍNA Evandro C. V. Osterne, Gustavo de A. Alexim, Vicente P. da Motta, José Carlos M. Mendes, Ernesto M. C. Osterne, Rosângeles K. Brito, Hilda Maria B. da Silva,

Leia mais

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA Sábado 07 de Dezembro de 2013 09:00 10:30 Sessão 4 Novas Estratégias Para Prevenção

Leia mais

Prolia para osteoporose

Prolia para osteoporose Data: 29/06/2013 Nota Técnica 105/2013 Número do processo: 0110170-82.2013-813.0525 Solicitante: Juiz de Direito Dr. Napoleão da Silva Chaves Réu: Estado de Minas Gerais Medicamento Material Procedimento

Leia mais

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS NOME: DR. RICARDO WANG NOME EM CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS: WANG, R. SEXO: Masculino

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS NOME: DR. RICARDO WANG NOME EM CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS: WANG, R. SEXO: Masculino CURRICULUM VITAE Ricardo Wang Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997), especialização em Hemodinâmica pela Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência (2004),

Leia mais

Circular 0495/99 São Paulo, 08 de Dezembro de 1999.

Circular 0495/99 São Paulo, 08 de Dezembro de 1999. Circular 0495/99 São Paulo, 08 de Dezembro de 1999. Administrador(a) Faturamento Assunto: Implante de Prótese de Sustentação Intraluminal Arterial Prezado (a) Senhor (a), O Diário Oficial da União de 08

Leia mais

Eduardo Keller Saadi, MD, PhD Prof. Cirurgia Cardiovascular/UFGRS- HCPA Chefe do Serviço de Cirurgia CV- Hospital Mãe de Deus www.clinicasaadi.com.

Eduardo Keller Saadi, MD, PhD Prof. Cirurgia Cardiovascular/UFGRS- HCPA Chefe do Serviço de Cirurgia CV- Hospital Mãe de Deus www.clinicasaadi.com. Eduardo Keller Saadi, MD, PhD Prof. Cirurgia Cardiovascular/UFGRS- HCPA Chefe do Serviço de Cirurgia CV- Hospital Mãe de Deus www.clinicasaadi.com.br Conflito de interesses Clínico Cirurgião Cardiovascular

Leia mais

PERFIL CLÍNICO E ANTROPOMÉTRICO DE PACIENTES PARTICIPANTES DE UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR E METABÓLICA

PERFIL CLÍNICO E ANTROPOMÉTRICO DE PACIENTES PARTICIPANTES DE UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR E METABÓLICA PERFIL CLÍNICO E ANTROPOMÉTRICO DE PACIENTES PARTICIPANTES DE UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR E METABÓLICA (ANTROPOMETRY AND CLINICAL PROFILES OF PATIENTS PARTIPATING IN A CARDIOVASCULAR AND

Leia mais

Aliança para um Futuro Livre de Cárie

Aliança para um Futuro Livre de Cárie Creme dental com alto teor de fluoreto Resumo completo Descrição: Os dentifrícios fluoretados foram introduzidos pela primeira vez na década de 1950. [1] O primeiro dentifrício fluoretado continha fluoreto

Leia mais

TEMA: Uso de Insulina Humalog ou Novorapid (aspart) ou Apidra (glulisina) no tratamento do diabetes mellitus

TEMA: Uso de Insulina Humalog ou Novorapid (aspart) ou Apidra (glulisina) no tratamento do diabetes mellitus NT 140/2014 Solicitante: Dr. Rodrigo Braga Ramos Juiz de Direito de Itamarandiba NUMERAÇÃO: 0325.14.000677-7 Data: 17/07/2014 Medicamento X Material Procedimento Cobertura TEMA: Uso de Insulina Humalog

Leia mais

Artigo. de CARDIOLOGIA do RIO GRANDE DO SUL

Artigo. de CARDIOLOGIA do RIO GRANDE DO SUL Artigo REVISTA da SOCIEDADE de CARDIOLOGIA do RIO GRANDE DO SUL Infarto do Miocárdio: Devemos transferir o paciente com IAM? Antagonista DR. ROBERTO TOFANI SANT ANNA*DR. MARCELO HAERTEL MIGLIORANSA* dr.

Leia mais

TEMA: Enoxaparina 80mg (Clexane ou Versa) para tratamento de embolia ou trombose venosa profunda

TEMA: Enoxaparina 80mg (Clexane ou Versa) para tratamento de embolia ou trombose venosa profunda Data: 08/03/2013 NTRR 12/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Solicitante: Juiz de Direito: MARCO ANTONIO MACEDO FERREIRA Número do processo: 0334.14.000024-4 Impetrato: Estado de Minas Gerais

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde. Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde. Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das Evidências e Recomendações sobre o uso do PET Scan no diagnóstico, e r do câncer de pulmão pequenas células

Leia mais

Avaliação de Tecnologias em Saúde

Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Assunto: Mamografia Digital Canoas, maio de 2008 Avaliação das evidências sobre mamografia digital vs mamografia convencional.

Leia mais

PREVALÊNCIA DOS FATORES DE RISCO EM PACIENTES SUBMETIDOS À ANGIOPLASTIA CORONARIANA

PREVALÊNCIA DOS FATORES DE RISCO EM PACIENTES SUBMETIDOS À ANGIOPLASTIA CORONARIANA 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 PREVALÊNCIA DOS FATORES DE RISCO EM PACIENTES SUBMETIDOS À ANGIOPLASTIA CORONARIANA Gisele Escudeiro 1 ; Willian Augusto de Melo 2 RESUMO: As doenças cardiovasculares

Leia mais

Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012

Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012 Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista Hospital São Paulo Hospital do Rim e Hipertensão UNIFESP - EPM Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012 Eduardo Rodrigues

Leia mais

REUNIÃO TEMÁTICA ANGIOGRAFIA: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PATOLOGIA ISQUÉMICA MEMBROS INFERIORES. Frederico Cavalheiro Março 2011

REUNIÃO TEMÁTICA ANGIOGRAFIA: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PATOLOGIA ISQUÉMICA MEMBROS INFERIORES. Frederico Cavalheiro Março 2011 REUNIÃO TEMÁTICA ANGIOGRAFIA: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PATOLOGIA ISQUÉMICA MEMBROS INFERIORES Frederico Cavalheiro Março 2011 INTRODUÇÃO Doença vascular periférica, pode corresponder a qualquer entidade

Leia mais

Evidências recentes na revascularização miocárdica: SYNTAX, ASCERT, FREEDOM

Evidências recentes na revascularização miocárdica: SYNTAX, ASCERT, FREEDOM H o s p i t a l d e SANTA MARIA Unidade de Cardiologia de Intervenção Joaquim Oliveira Evidências recentes na revascularização miocárdica: SYNTAX, ASCERT, FREEDOM A cirurgia cardíaca deve recuperar terreno

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário das Evidências e Recomendações para o Uso da Ressonância Magnética em Patologias Agudas do Ombro - Atualização

Leia mais

VaIN II II e III há indicação para tratamentos não- excisionais?

VaIN II II e III há indicação para tratamentos não- excisionais? Trocando Idéias XIV - 2009 VaIN II II e III há indicação para tratamentos não- excisionais? Walquíria Quida Salles Pereira Primo Doutorado e Mestrado UnB Professora da Pós-graduação UnB Unidade de Ginecologia

Leia mais

Abordagem intervencionista na síndrome coronária aguda sem supra do segmento ST. Roberto Botelho M.D. PhD. www.ict.med.br robertobotelho@mac.

Abordagem intervencionista na síndrome coronária aguda sem supra do segmento ST. Roberto Botelho M.D. PhD. www.ict.med.br robertobotelho@mac. Abordagem intervencionista na síndrome coronária aguda sem supra do segmento ST Roberto Botelho M.D. PhD. www.ict.med.br robertobotelho@mac.com 1 POTENCIAIS CONFLITOS DE INTERESSE De acordo com a RDC nº

Leia mais

Hepatotoxicidade Induzida por Estatinas

Hepatotoxicidade Induzida por Estatinas Hepatotoxicidade Induzida por Estatinas Aécio Flávio Meirelles de Souza Mestre em Gastroenterologia pelo Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas em Gastroenterologia (IBEPEGE). São Paulo, SP Professor

Leia mais

Atualização de Angina Instável e IAM sem supra ST AHA/ACC Guideline - 2014

Atualização de Angina Instável e IAM sem supra ST AHA/ACC Guideline - 2014 Atualização de Angina Instável e IAM sem supra ST AHA/ACC Guideline - 2014 Dr Henrique Lane Staniak Doutor em ciencias médicas FMUSP Cardiologista do HMPB e do HU-USP Epidemiologia SCA 5 a 7 milhões de

Leia mais

Indicações e Cuidados Transfusionais com o Paciente Idoso

Indicações e Cuidados Transfusionais com o Paciente Idoso Indicações e Cuidados Transfusionais com o Paciente Idoso Dra. Maria Odila Jacob de Assis Moura Centro de Hematologia de São Paulo Setembro/2006 Guidelines 1980 National Institutes of Health 1984 American

Leia mais

Comitê Editorial: Dr. Raul Arrieta Dra. Alfonsina Candiello Dr. Carlos Fava Dr. Fernando Kozak Dr. Gabriel Maluenda Dr. Leandro Martínez Riera

Comitê Editorial: Dr. Raul Arrieta Dra. Alfonsina Candiello Dr. Carlos Fava Dr. Fernando Kozak Dr. Gabriel Maluenda Dr. Leandro Martínez Riera Fevereiro 2013 -------------------------------------------- Número 84 Diretor do Programa ProEducar: Dr. Leandro I. Lasave Diretor Boletim: Dr. Ari Mandil Comitê Editorial: Dr. Raul Arrieta Dra. Alfonsina

Leia mais