Projeto Palma Pará BRASIL. ADM do BRASIL Ltda.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Palma Pará BRASIL. ADM do BRASIL Ltda."

Transcrição

1 Projeto Palma Pará BRASIL ADM do BRASIL Ltda. 2014

2 A Archer Daniels Midland Company (ADM) MUNDO A ADM é uma das maiores processadoras de grãos do mundo; 71 Países/ funcionários/250 Unidades; Desenvolvimento sustentável e responsável da agricultura no mundo inteiro. BRASIL Iniciou suas atividades no Brasil em 1997; Hoje é a 6 Maior empresa exportadora do país; Com mais de funcionários e mais de 60 unidades espalhadas pelo país; Processamento e comercialização de: Soja, milho, trigo, cacau, açúcar, insumos agrícolas, farelo de soja, biodiesel e PALMA. 2

3 Palma Áreas do Projeto Estado do Pará - area que abrange 4 municípios a uma distância media de 170km da cidade de Belém. Condições propícias para a cultura da palma dentro do ZAE (Zoneamento Agroecologico do Dendê); Potencial logístico vantajoso; Grandes extensões já abertas que se encontram dentro do ZEE (Zoneamento Ecologico Econômico); Grande número de pequenos agricultores e parceiros agrícolas. ARCHER DANIELS 3

4 Palma Diretrizes do Projeto 4

5 Agricultura de Subsistência (Slash and Burn) Perfil da agricultura de subsistência da região, principalmente Mandioca Limpeza com Fogo

6 Agricultura Familiar com Palma Foto de um Agricultor Familiar da Comunidade São Joaquim

7 Óleo de Palma Perfil dos Agricultores Familiares Áreas : Média de área total das propriedades: 25ha; Candidatos: Sem abertura de novas áreas e preservando a vegetação nativa. Agricultura: Áreas já utilizadas em agricultura de subsistência: mandioca; Projeto: plantio de 10ha de palma + pequena área para agricultura de subsistência; 12.5ha Reserva Legal 2.5ha Subsistência Uso da Terra 10ha max Plantio de Palma

8 Escopo do Projeto Organizar e dar suporte aos Agricultores Familiares para obtenção da DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), viabilizando a concessão de créditos junto a instituição financeira BASA; Contratos de longo prazo (25 anos) com garantia de compra futura total de produção com Agricultores Familiares; Assistência técnica contínua visando a capacitação do Agricultor, viabilizando a produção economicamente sustentável do Palmar.

9 Projeto Agricultores Familiares 1ª Fase famílias registradas inicialmente, combrindo 70 comunidades em 4 municípios. 300 familias solicitaram linhas de crédito ao BASA (Banco da Amazonia) 146 famílias conseguiram o Pronaf Eco Dendê abrangendo aproximadamente 900 pessoas. 268 Famílias hectares 2ª Fase famílias registradas inicialmente, abrangendo 70 comunidades em 4 municípios 197 familias solicitaram linhas de crédito ao BASA (Banco da Amazonia) 122 familias conseguiram o Pronaf Eco Dendê abrangendo aproximadamente 700 pessoas.

10 Escopo do Projeto Aumentar a renda dos agricultores, garantido acesso aos mercados consumidores; Geração de empregos diretos e empregos indiretos na região; Projeto Socioambiental Parcerias com Atores locais e externos em busca de melhorias na educação, saúde e transporte; Legislação vigente e critérios de sustentabilidade pela Certificação RSPO

11 Critérios de Sustentabilidade Parcerias Estudo Socioeconômico Estudo de Áreas de Alto Valor de Conservação (HCV) Critérios de Sustentabilidade RSPO Programas Sociais Código Florestal

12 Critérios de Sustentabilidade Questionário de Auto Avaliação e Melhoria Contínua do Produtor Mapeamento de Áreas de Reserva Legal e Preservação. Cursos para qualificação de Mão de Obra dos Trabalhadores Rurais Estudo Completo de Áreas de Alto Valor de Conservação Kits de EPIs para os Agricultores Familiares Estudos do Meio Físico e Biótico Cartilha de Boas Práticas Agrícolas Estudos dos Impactos do Projeto e Planos de Mitigação

13 Critérios de Sustentabilidade Cursos de: -Gestão de Finanças Pessoais -Associativismo -Manejo Integrado de Pragas -Meio Ambiente -Segurança no Trabalho

14 Critérios de Sustentabilidade Certificação de Pequenos Produtores (Smallholders Scheme) -Plantios apenas em áreas já abertas antes de Novembro de 2005; -Consentimento Livre, Informado e Prévio(FPIC); Orientação do não uso do fogo para abertura de novas áreas; Estudos de Áreas de Alto Valor de conservação e estudo Socioeconomico junto aos produtores e comunidades. Integração com diversos Stakeholders. ABRAPALMA

15 Programas Sociais ARCHER DANIELS 15

16 Participação em Eventos ARCHER DANIELS 16

17 Obrigado, Rodrigo Curvo

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê Palma de Óleo Pronaf Eco Dendê 1 A Archer Daniels Midland Company (ADM) O que fazemos: Líder no processamento e transformação de produtos agrícolas; Uma das empresas mais admiradas no ramo de produção

Leia mais

ADM. Archer Daniels Midland. Valmor Schaffer. 03 de Agosto de 2015

ADM. Archer Daniels Midland. Valmor Schaffer. 03 de Agosto de 2015 ADM Archer Daniels Midland Valmor Schaffer 03 de Agosto de 2015 EUA Brasil Argentina China India Outros EUA China Brasil UE Ucrânia Outros Brasil se destaca entre os maiores produtores mundiais de grãos

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais. Óleo de palma e derivados, no Pará, geram inclusão social

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais. Óleo de palma e derivados, no Pará, geram inclusão social Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais 2013 - outubro Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva de oleaginosas Óleo de palma e derivados, no Pará, geram inclusão social Por ser

Leia mais

Agenda de P&D da Embrapa Cerrados

Agenda de P&D da Embrapa Cerrados Manejo, conservação e uso de recursos naturais Recuperação de Áreas Degradadas: Desenvolvimento de tecnologias para restauração ecológica e recuperação de áreas agrícolas com baixa capacidade produtiva.

Leia mais

Serviços Técnicos e Gestão Ambiental no Agronegócio Diretoria de Agronegócios

Serviços Técnicos e Gestão Ambiental no Agronegócio Diretoria de Agronegócios 47º Café com Sustentabilidade - Febraban Pecuária Sustentável: Agentes financeiros como indutores de boas práticas Modelos de financiamento e investimento: incentivos à adoção de boas práticas socioambientais

Leia mais

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 Linha Risco Beneficiários (1) Finalidade Limites (R$) Juros Prazo/Carência CUSTEIO Pronaf Custeio Grupo "A/C" (2) /FCO Assentados da Reforma Agrária

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE OPINIÃO COM PARCEIROS DA NIDERA

RESULTADOS DA PESQUISA DE OPINIÃO COM PARCEIROS DA NIDERA RESULTADOS DA PESQUISA DE OPINIÃO COM PARCEIROS DA NIDERA A Nidera está criando, no Brasil, o Programa Agricultura Consciente, com caráter informativo, visando a disseminação de boas práticas agrícolas.

Leia mais

PLANO SAFRA AMAZÔNIA

PLANO SAFRA AMAZÔNIA Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Incra PLANO SAFRA AMAZÔNIA Janeiro 2014 AMAZÔNIA LEGAL 771 MUNICÍPIOS 9 ESTADOS 61% DO TERRITÓRIO BRASILEIRO 5.217.423

Leia mais

Oficina: BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS APLICADAS À PEQUENOS PRODUTORES NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO DE PALMA NA AMÉRICA LATINA.

Oficina: BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS APLICADAS À PEQUENOS PRODUTORES NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO DE PALMA NA AMÉRICA LATINA. Oficina: BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS APLICADAS À PEQUENOS PRODUTORES NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO DE PALMA NA AMÉRICA LATINA São Paulo, SP Abril /2014 Nossa abordagem... Enfoque Institucional O Programa

Leia mais

PROGRAMA SOJA PLUS Programa de Gestão Ambiental e Social da Soja Brasileira

PROGRAMA SOJA PLUS Programa de Gestão Ambiental e Social da Soja Brasileira PROGRAMA SOJA PLUS Programa de Gestão Ambiental e Social da Soja Brasileira São Paulo - SP 06 Abril 2010 1 PROGRAMA SOJA PLUS Conteúdo Importância da Soja Brasileira Justificativa para o Lançamento Metodologia

Leia mais

Agenda de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cerrados

Agenda de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cerrados Agenda de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cerrados Definição A Agenda de P&D da Embrapa Cerrados é um documento de caráter estratégico, construído em consonância com o Sistema de Inteligência Estratégica

Leia mais

Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES. Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER. Eng. Agrônomo Max Ribas

Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES. Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER. Eng. Agrônomo Max Ribas Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário - DFDA-ES Políticas Estruturantes da SEAD: DAP, Crédito e ATER Eng. Agrônomo Max Ribas Identificação e acesso à políticas públicas Dados sobre a DAP PESSOA

Leia mais

Orgânicos e a Economia verde: Oportunidade e desafios.

Orgânicos e a Economia verde: Oportunidade e desafios. Orgânicos e a Economia verde: Oportunidade e desafios. Objetivo Contribuir para o fortalecimento da cadeia produtiva brasileira de alimentos e produtos orgânicos por meio da integração e difusão de informação

Leia mais

Experiência de Avaliação de Impactos de Tecnologias da Embrapa Amazônia Oriental

Experiência de Avaliação de Impactos de Tecnologias da Embrapa Amazônia Oriental Experiência de Avaliação de Impactos de Tecnologias da Embrapa Amazônia Oriental Aldecy José Garcia de Moraes Enilson Solano Albuquerque Silva Brasília - DF, 05 de junho de 2018 Histórico da avaliação

Leia mais

O crédito como agente de desenvolvimento da política agrícola no Brasil

O crédito como agente de desenvolvimento da política agrícola no Brasil O crédito como agente de desenvolvimento da política agrícola no Brasil aperfeiçoamentos nos instrumentos e políticas inerentes ao setor rural redução da volatilidade da renda agrícola e pecuária, em decorrência

Leia mais

O TRABALHO DECENTE NA CADEIA BRASILEIRA DA PALMA DE ÓLEO NOTA TÉCNICA Nº 002/2016

O TRABALHO DECENTE NA CADEIA BRASILEIRA DA PALMA DE ÓLEO NOTA TÉCNICA Nº 002/2016 O TRABALHO DECENTE NA CADEIA BRASILEIRA DA PALMA DE ÓLEO NOTA TÉCNICA Nº 002/2016 BELÉM 2016 1 A PALMA DE ÓLEO A palma de óleo (Elaeis guineensis Jacq.) é uma planta de origem africana cultivada no Brasil

Leia mais

PLANO SAFRA 2007/2008 CONDIÇÕES DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF GRUPO PÚBLICO MODALIDADE FINALIDADE CRÉDITO/TETO JUROS BÔNUS DE ADIMPLÊNCIA (2)

PLANO SAFRA 2007/2008 CONDIÇÕES DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF GRUPO PÚBLICO MODALIDADE FINALIDADE CRÉDITO/TETO JUROS BÔNUS DE ADIMPLÊNCIA (2) PLANO SAFRA 2007/2008 CONDIÇÕES DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF GRUPO PÚBLICO MODALIDADE FINALIDADE CRÉDITO/TETO JUROS BÔNUS DE ADIMPLÊNCIA (2) Pronaf A Pronaf Grupo A Complementar Pronaf A/C Pronaf B Produtores

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA CRÉDITO PARA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF - PLANO SAFRA 2013/2014

BANCO DA AMAZÔNIA CRÉDITO PARA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF - PLANO SAFRA 2013/2014 BANCO DA AMAZÔNIA CRÉDITO PARA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF - PLANO SAFRA 2013/2014 O QUE É O PRONAF? O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar é o programa do governo federal criado

Leia mais

Diretrizes para uma Economia Verde no Brasil Parte II Agronegócio e Agricultura Familiar

Diretrizes para uma Economia Verde no Brasil Parte II Agronegócio e Agricultura Familiar Diretrizes para uma Economia Verde no Brasil Parte II Agronegócio e Agricultura Familiar Susian Martins Rio de Janeiro, Novembro de 2014 FBDS-RJ ECONOMIA VERDE NO BRASIL - AGRONEGÓCIO E AGRICULTURA FAMILIAR

Leia mais

Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel

Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel Bruno Galvêas Laviola Pesquisador, Embrapa Agroenergia bruno.laviola@embrapa.br In: Câmara Setorial

Leia mais

Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Assistência Técnica ao produtor rural: ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento O papel da Assistência Técnica como base da segurança alimentar Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor

Leia mais

Política da Qualidade. Visão Estar entre os três maiores produtores de biodiesel no Brasil. Missão. Valores

Política da Qualidade. Visão Estar entre os três maiores produtores de biodiesel no Brasil. Missão. Valores Empresa A BSBIOS - Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S/A, fundada em 2005, é referência na produção de biodiesel e, é a única indústria para a produção de energia renovável que possui sociedade

Leia mais

Criando valor econômico com sustentabilidade sócio-ambiental no Brasil

Criando valor econômico com sustentabilidade sócio-ambiental no Brasil Criando valor econômico com sustentabilidade sócio-ambiental no Brasil Vídeo Institucional http://www.ventura.org.br/site/video.html Instituto Ventura O Instituto Ventura investe em empreendimentos inovadores,

Leia mais

QUE NOS INSPIRA! ESSE É O IDEAL

QUE NOS INSPIRA! ESSE É O IDEAL Promover a sustentabilidade na produção do cacau, a melhoria na renda da comunidade local e a conservação dos recursos naturais. ESSE É O IDEAL QUE NOS INSPIRA! Flickr.com/outdoorPDK PROJETO Produção e

Leia mais

BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS O CICLO DA AGRICULTURA PARA A VIDA. Soluções para um Mundo em Crescimento

BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS O CICLO DA AGRICULTURA PARA A VIDA. Soluções para um Mundo em Crescimento BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS O CICLO DA AGRICULTURA PARA A VIDA Soluções para um Mundo em Crescimento 02 BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS: O CICLO DA AGRICULTURA PARA A VIDA Unir e beneficiar agricultores, comunidade

Leia mais

Programa Conservação e produção rural sustentável: uma parceria para a vida" no Nordeste de Minas Gerais

Programa Conservação e produção rural sustentável: uma parceria para a vida no Nordeste de Minas Gerais Programa Conservação e produção rural sustentável: uma parceria para a vida" no Nordeste de Minas Gerais Janaina Mendonça Pereira Bióloga e Mestre em Tecnologia, Ambiente e Sociedade: Recursos naturais

Leia mais

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO Sistema Famato Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso. Criada em 1965, é a representante máxima da estrutura que compõe o Sistema Sindical Rural do Estado

Leia mais

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural VP Negócios Emergentes SN Agronegócios Crédito Rural Agronegócio no Brasil fonte: SECEX/MDIC PIB Brasil 2013 R$ 4.838 bi Agronegócios R$ 1.020 bi * 21.08% US$ Bilhões 300 250 200 Exportações Brasileiras

Leia mais

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel Renata Lèbre La Rovere GEI/IE/UFRJ Selena Herrera LIMA/COPPE/UFRJ 1 O Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel - PNPB BIODIESEL: combustível produzido

Leia mais

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural 7º Seminário Estadual de Agricultura O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural Deputado Estadual José Milton Scheffer Vice-Presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da ALESC Território

Leia mais

II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz

II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz Não é possível exibir esta imagem no momento. II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz 1 Longo e grave histórico de conflitos( ES e BA ) Relacionamento com comunidades

Leia mais

SÃO PAULO ORGÂNICO. Fotos: Akamiyama

SÃO PAULO ORGÂNICO. Fotos: Akamiyama SÃO PAULO ORGÂNICO Fotos: Akamiyama SÃO PAULO ORGÂNICO Ação de Governo realizada através da SMA e SAA, em parceria com instituições do setor orgânico. OBJETIVOS Políticas públicas e soluções para fomentar

Leia mais

Responsabilidade ambiental na produção agropecuária

Responsabilidade ambiental na produção agropecuária Responsabilidade ambiental na produção agropecuária Sumário Análise de conjuntura; Impactos das atividades agropecuárias sobre o meio ambiente; Responsabilidade ambiental; Boas práticas produtivas. Organograma

Leia mais

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário Grãos, Proteína Animal, Floresta Plantada e Palma Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário São Paulo 3/08/2015 Rodrigo C. A. Lima Leila Harfuch Luciane Chiodi Wilson Zambianco

Leia mais

Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA

Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA Por: Daniel Braga 1 Como principais estratégias econômicas do meio rural, em São Félix do Xingu - PA, o cacau e a pecuária

Leia mais

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Especialização Latu Sensu em Agroecologia 2017-1 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Professor: Roberto Akitoshi Komatsu roberto.komatsu@ifsc.edu.br (49) 9.9152-9081 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA - Transferência

Leia mais

AGROENERGIA em REVISTA Ano II, nº 2, maio de 2011 Palmas para o dendê

AGROENERGIA em REVISTA Ano II, nº 2, maio de 2011 Palmas para o dendê www.cnpae.embrapa.br AGROENERGIA em REVISTA Ano II, nº 2, maio de 2011 Palmas para o dendê Agroenergia ergi em Revista Edição 2 Maio 2011 1 1 EXPEDIENTE Esta é a edição nº 2, de maio de 2011, da Agroenergia

Leia mais

Uso dos dados PRODES pela cadeia produtiva de grãos

Uso dos dados PRODES pela cadeia produtiva de grãos Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Uso dos dados PRODES pela cadeia produtiva de grãos Bernardo Pires Gerente de Sustentabilidade Brasília DF 27 de setembro de 2018 Empresas associadas

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS MORADORES DO NORDESTE PARAENSE QUANTO AO CULTIVO DE DENDÊ

PERCEPÇÃO DOS MORADORES DO NORDESTE PARAENSE QUANTO AO CULTIVO DE DENDÊ PERCEPÇÃO DOS MORADORES DO NORDESTE PARAENSE QUANTO AO CULTIVO DE DENDÊ Gizele Oeiras da Silva 1, Dalva Maria da Mota 2 1 Estudante de Agronomia da UFRA/Bolsista PIBIC/CNPq/Embrapa Amazônia Oriental, gizeleoeiras@hotmail.com

Leia mais

Integrando os Pequenos Produtores na Revolução Agrícola Brasileira. David McGrath Earth Innovation Institute Universidade Federal do Oeste do Pará

Integrando os Pequenos Produtores na Revolução Agrícola Brasileira. David McGrath Earth Innovation Institute Universidade Federal do Oeste do Pará Integrando os Pequenos Produtores na Revolução Agrícola Brasileira David McGrath Earth Innovation Institute Universidade Federal do Oeste do Pará Estudo Objetivo: identificar modelos interessantes de parcerias

Leia mais

ALIMENTOS ORGÂNICOS E A INDÚSTRIA

ALIMENTOS ORGÂNICOS E A INDÚSTRIA Marco Pavarino Coordenação Geral de Agroecologia e Produção Sustentável Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário - Sead ALIMENTOS ORGÂNICOS E A INDÚSTRIA A PRODUÇÃO ORGÂNICA NO BRASIL

Leia mais

20/08/2014. Índice de Confiança do Agronegócio. Parceiros: Pesquisa de campo: Motivações

20/08/2014. Índice de Confiança do Agronegócio. Parceiros: Pesquisa de campo: Motivações Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros: Pesquisa de campo: Motivações 1 Índice de Confiança do Agronegócio Brasileiro Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do

Leia mais

Conservação e manejo do solo na Agricultura Familiar do Território da Cidadania Sertão Ocidental, Sergipe. ConservaSolo

Conservação e manejo do solo na Agricultura Familiar do Território da Cidadania Sertão Ocidental, Sergipe. ConservaSolo Poço Verde, 02/05/2013 Conservação e manejo do solo na Agricultura Familiar do Território da Cidadania Sertão Ocidental, Sergipe ConservaSolo Lauro Rodrigues Pesquisador: Gestão Ambiental & Recuperação

Leia mais

APRENDIZADO DA PETROBRAS COM O SELO SOCIAL. Diretoria de Suprimento Agrícola São Paulo, 20 de agosto de 2013

APRENDIZADO DA PETROBRAS COM O SELO SOCIAL. Diretoria de Suprimento Agrícola São Paulo, 20 de agosto de 2013 APRENDIZADO DA PETROBRAS COM O SELO SOCIAL Diretoria de Suprimento Agrícola São Paulo, 20 de agosto de 2013 Petrobras Biocombustível 2008 a 2013 15 Usinas em operação Projeto Belém-Portugal (Em Implantação)

Leia mais

Adriano Venturieri. Chefe Geral Embrapa Amazônia Oriental

Adriano Venturieri. Chefe Geral Embrapa Amazônia Oriental Adriano Venturieri Chefe Geral Embrapa Amazônia Oriental Brasília, 12 dezembro de 2014 Desafios e perspectivas para pesquisa em apoio ao desenvolvimento sustentável amazônico Sistema Embrapa de Inteligência

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros:

Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros: Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros: Pesquisa de campo: Motivações Índice de Confiança do Agronegócio Brasileiro Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio,

Leia mais

Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a pecuária é ativ considerada a

Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a pecuária é ativ considerada a Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a atividade agrícola menos onerosa e mais eficiente para ocupar áreas e assegurar a posse da terra Embrapa Amazônia Oriental Outras atividades agrícolas

Leia mais

Conferência Paulista de C&T&I

Conferência Paulista de C&T&I Conferência Paulista de C&T&I FAPESP - 12 e 13/4/2010 C&T&I para o Agronegócio Orlando Melo de Castro Coordenador APTA/SAA O AGRONEGÓCIO DE SÃO PAULO É responsável por um terço do agronegócio brasileiro

Leia mais

INTENSIFICAÇÃO DA PECUÁRIA BRASILEIRA: SEUS IMPACTOS NO DESMATAMENTO EVITADO, NA PRODUÇÃO DE CARNE E NA REDUÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA

INTENSIFICAÇÃO DA PECUÁRIA BRASILEIRA: SEUS IMPACTOS NO DESMATAMENTO EVITADO, NA PRODUÇÃO DE CARNE E NA REDUÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA INTENSIFICAÇÃO DA PECUÁRIA BRASILEIRA: SEUS IMPACTOS NO DESMATAMENTO EVITADO, NA PRODUÇÃO DE CARNE E NA REDUÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Coordenador: Eduardo Assad (Embrapa-CNPTIA) Equipe

Leia mais

Agricultura familiar, orgânica e agroecológica. Semana do Meio Ambiente

Agricultura familiar, orgânica e agroecológica. Semana do Meio Ambiente Agricultura familiar, orgânica e agroecológica Semana do Meio Ambiente - 2017 Agricultura familiar uma entre muitas conceituações Conforme a legislação compreende os modos de vida e as formas de produzir

Leia mais

INVESTIMENTOS SUSTENTÁVEIS. Fabio Ramos

INVESTIMENTOS SUSTENTÁVEIS. Fabio Ramos INVESTIMENTOS SUSTENTÁVEIS Fabio Ramos consultoria@agrosuisse.com.br www.agrosuisse.com.br AGROSUISSE Empresa de consultoria com 36 anos de experiência na execução de importantes trabalhos na área da agricultura

Leia mais

SETOR ENERGÉTICO: Prof. Aziz Galvão da Silva Júnior (DER) Projeto Biodiesel

SETOR ENERGÉTICO: Prof. Aziz Galvão da Silva Júnior (DER) Projeto Biodiesel AGRONEGÓCIO E SETOR ENERGÉTICO: Uma Parceria Estratégica! Prof. Aziz Galvão da Silva Júnior (DER) Projeto Biodiesel UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA /Recursos Não Renováveis / Produção Industrial / População

Leia mais

MAIO 2012 MARIA CRISTINA SASDELLI JURÍDICO

MAIO 2012 MARIA CRISTINA SASDELLI JURÍDICO MAIO 2012 MARIA CRISTINA SASDELLI JURÍDICO RESTRIÇÃO AMBIENTAIS AO USO DA PROPRIEDADE TEMAS: LEIS MUNICIPAIS QUE DISPÕE SOBRE LIMITAÇÃO DA ÁREA DESTINADA AO PLANTIO DE CANA-DE-AÇÚCAR; LEI Nº 6.961/2009

Leia mais

Balanço do Plano Agrícola e Pecuário

Balanço do Plano Agrícola e Pecuário Balanço do Plano Agrícola e Pecuário EDILSON GUIMARÃES Secretário de Política Agrícola Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 24 de junho de 2008 Estrutura da apresentação 1. Avaliação do

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Embrapa Belém, PA 2014 ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS

Leia mais

LOGOTIPO HORIZONTAL PANTONE. Diretrizes Ambientais do Pólo Agro-industrial de Capanda

LOGOTIPO HORIZONTAL PANTONE. Diretrizes Ambientais do Pólo Agro-industrial de Capanda LOGOTIPO HORIZONTAL PANTONE Diretrizes Ambientais do Pólo Agro-industrial de Capanda Diretrizes Ambientais do Pólo Agro-industrial de Capanda Foram identificados 4 atributos ambientais, importantes para

Leia mais

SOCIOLOGIA E EXTENSÃO RURAL

SOCIOLOGIA E EXTENSÃO RURAL CENTRO UNIVERSITÁRIO DO TRIÂNGULO Curso de Agronomia SOCIOLOGIA E EXTENSÃO RURAL - 6503 Professora: Cláudia Milene Nascente Neves AGRICULTURA FAMILIAR Agricultura Familiar A Agricultura Familiar consiste

Leia mais

O setor dos serviços financeiros e a transição rumo à economia verde no Brasil. MORAES, S. S. a, DEUS, R. M., a BATTISTELLE, R. A. G.

O setor dos serviços financeiros e a transição rumo à economia verde no Brasil. MORAES, S. S. a, DEUS, R. M., a BATTISTELLE, R. A. G. O setor dos serviços financeiros e a transição rumo à economia verde no Brasil MORAES, S. S. a, DEUS, R. M., a BATTISTELLE, R. A. G. Introdução Os pressupostos da Economia Verde foram incorporados pelo

Leia mais

SECRETARIA DE AGRICULTURA E PECUÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

SECRETARIA DE AGRICULTURA E PECUÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE AGRICULTURA E PECUÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS PROGRAMA

Leia mais

Sustentabilidade na Amazônia

Sustentabilidade na Amazônia ABIOVE Sustentabilidade na Amazônia ABAG Associação Brasileira de Agribusiness Carlo Lovatelli Presidente Alemanha 10 de Julho de 2006 Europa 6.4% sendo 90% na Rússia R América Tropical 34% Brasil 34%

Leia mais

AGROSUISSE NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS

AGROSUISSE NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS ESTRATÉGIAS INTERNACIONAIS E DE INVESTIMENTOS EM SUSTENTABILIDAD E 11 DE MAIO 2017 FABIO RAMOS AGROSUISSE Empresa de consultoria com 35 anos de experiência na execução de importantes trabalhos na área

Leia mais

Perspectivas Econômicas e Técnicas da Atividade Agropecuária com Adequação Ambiental

Perspectivas Econômicas e Técnicas da Atividade Agropecuária com Adequação Ambiental Perspectivas Econômicas e Técnicas da Atividade Agropecuária com Adequação Ambiental Perspectivas do mercado de grãos face à adequação ambiental: casos de sucesso em sustentabilidade no cultivo de soja

Leia mais

POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO AMAGGI.COM.BR

POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO AMAGGI.COM.BR POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO - 2019 Há mais de quatro décadas avançamos de forma sustentável em cada etapa da cadeia produtiva do agronegócio,

Leia mais

ALTAMIRA-PA, JUNHO DE 2015 GUILHERME COELHO BRITTO PEDRO CELESTINO FILHO GIOVANILDA COSTA VIANA

ALTAMIRA-PA, JUNHO DE 2015 GUILHERME COELHO BRITTO PEDRO CELESTINO FILHO GIOVANILDA COSTA VIANA ALTAMIRA-PA, JUNHO DE 2015 GUILHERME COELHO BRITTO PEDRO CELESTINO FILHO GIOVANILDA COSTA VIANA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO NAPT TRANSAMAZÔNICA E XINGU texto da 2.º Nível da 3.º Nível da 4.º Nível da» 5.º Nível

Leia mais

PLATAFORMA MINEIRA DE BIOQUEROSENE & RENOVÁVEIS

PLATAFORMA MINEIRA DE BIOQUEROSENE & RENOVÁVEIS Agosto 2017 PLATAFORMA MINEIRA DE BIOQUEROSENE & RENOVÁVEIS Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico A Plataforma Mineira

Leia mais

Política de Financiamento e Comercialização do Brasil: resultados e desafios

Política de Financiamento e Comercialização do Brasil: resultados e desafios Política de Financiamento e Comercialização do Brasil: resultados e desafios Caio Tibério da Rocha Secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Estrutura da Apresentação I. Cenário Mundial

Leia mais

Manejo do solo em sistemas orgânicos de produção

Manejo do solo em sistemas orgânicos de produção Manejo do solo em sistemas orgânicos de produção José Antonio Azevedo Espindola Rio de Janeiro, RJ Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico 8 de maio de 2014 Conceitos Conceito de agricultura orgânica no Brasil

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA COM FONTES RENOVÁVEIS. Porto Alegre/RS Maio/2018

FÓRUM REGIONAL DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA COM FONTES RENOVÁVEIS. Porto Alegre/RS Maio/2018 FÓRUM REGIONAL DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA COM FONTES RENOVÁVEIS Porto Alegre/RS Maio/2018 Atuação Missão e princípios Missão É fortalecer e estimular a interação solidária entre agricultores e cooperativa

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE AGROECOLOGIA E DE PRODUÇÃO ORGÂNICA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE AGROECOLOGIA E DE PRODUÇÃO ORGÂNICA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE INDICAÇÃO N.º 156/15 INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE AGROECOLOGIA E DE PRODUÇÃO ORGÂNICA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ DECRETA Art. 1º. Esta Lei institui

Leia mais

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Como transmitir o conhecimento às Assistência Técnica: pessoas

Leia mais

ASSENTAMENTOS SUSTENTÁVEIS NA AMAZÔNIA APOIO:

ASSENTAMENTOS SUSTENTÁVEIS NA AMAZÔNIA APOIO: ASSENTAMENTOS SUSTENTÁVEIS NA AMAZÔNIA REALIZAÇÃO: PARCEIROS: APOIO: 100% ESTABELECIMENTOS RURAIS NA AMAZÔNIA 90% 113.433 548.465 80% 70% 60% 89,5 50% 40% 761.357 2.457.094 30% 20% 10% 25,8 0% FONTE: CENSO,

Leia mais

IV Semana de Engenharia Florestal. Estratégia de Relacionamento Fibria

IV Semana de Engenharia Florestal. Estratégia de Relacionamento Fibria IV Semana de Engenharia Florestal Estratégia de Relacionamento Fibria Estratégia de Relacionamento Fibria Um Passado de Conflitos Um Presentede Diálogo Um Futuro de Cooperação Pauta 1. Fibria Quem somos?

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda Sete Irmãos. Resumo Público 19/06/ /05/ /05/2017.

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda Sete Irmãos. Resumo Público 19/06/ /05/ /05/2017. Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Resumo Público Fazenda Sete Irmãos Produto(s) da fazenda: Café Arábica Imaflora Instituto de Manejo e Certificación Florestal e Agrícola Estrada

Leia mais

O ESPAÇO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE ESPERANÇA/PB: DESAFIOS E PERSPECTIVAS À AUTO-SUSTENTABILIDADE NO ASSENTAMENTO RURAL CARRASCO

O ESPAÇO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE ESPERANÇA/PB: DESAFIOS E PERSPECTIVAS À AUTO-SUSTENTABILIDADE NO ASSENTAMENTO RURAL CARRASCO O ESPAÇO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE ESPERANÇA/PB: DESAFIOS E PERSPECTIVAS À AUTO-SUSTENTABILIDADE NO ASSENTAMENTO RURAL CARRASCO Autor: Crisólogo Vieira de Souza Graduando do Curso de Licenciatura

Leia mais

Sumário Prefácio 9 Apresentação e agradecimentos 11 PARTE I

Sumário Prefácio 9 Apresentação e agradecimentos 11 PARTE I Sumário Prefácio 9 Apresentação e agradecimentos 11 PARTE I Contexto, conceitos, conclusões 13 Cap. 1 - Introdução 15 1.1 Origem e objetivos do estudo 15 1.2 Metodologia 17 1.3 Os limites do estudo 19

Leia mais

ECONOMIA VERDE NA AMAZÔNIA: DESAFIOS NA VALORIZAÇÃO DA FLORESTA EM PÉ CONTRIBUIÇÃO DO GRUPO BANCO MUNDIAL

ECONOMIA VERDE NA AMAZÔNIA: DESAFIOS NA VALORIZAÇÃO DA FLORESTA EM PÉ CONTRIBUIÇÃO DO GRUPO BANCO MUNDIAL ECONOMIA VERDE NA AMAZÔNIA: DESAFIOS NA VALORIZAÇÃO DA FLORESTA EM PÉ CONTRIBUIÇÃO DO GRUPO BANCO MUNDIAL Adriana Moreira, Banco Mundial Carlos Klink IFC NIVEL FEDERAL Programa de Áreas Protegidas da Amazônia

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

II Seminário Internacional de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas

II Seminário Internacional de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas II Seminário Internacional de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas Álvaro Negrão do Espírito Santo Professor da Faculdade de Turismo da UFPA Diretor SETUR/Coordenador do PRODETUR/PA Secretaria de

Leia mais

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas Daniel Furlan Amaral Economista ESALQ 17 de novembro de 2010 1 Sobre a A, Associação Brasileira

Leia mais

Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a pecuária é ativ considerada a

Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a pecuária é ativ considerada a Pecuária na fronteira agrícola A pecuária é considerada a atividade agrícola menos onerosa e mais eficiente para ocupar áreas e assegurar a posse da terra Moacyr Bernardino Dias-Filho Embrapa Amazônia

Leia mais

ALTERNATIVAS DE RENDA E TOCANTINS AO USO DO FOGO NO. Wandro Cruz Gomes da Silva. Unidade Local de Execução de Serviços do Ruraltins Araguaína - TO

ALTERNATIVAS DE RENDA E TOCANTINS AO USO DO FOGO NO. Wandro Cruz Gomes da Silva. Unidade Local de Execução de Serviços do Ruraltins Araguaína - TO ALTERNATIVAS DE RENDA E AO USO DO FOGO NO TOCANTINS Wandro Cruz Gomes da Silva Unidade Local de Execução de Serviços do Ruraltins Araguaína - TO MISSÃO "Contribuir de forma participativa para o desenvolvimento

Leia mais

Oficina. Grandes Obras na Amazônia. Tema 5: Ordenamento Territorial e Biodiversidade *Síntese* Ane Alencar Paulo Moutinho e Raissa Guerra

Oficina. Grandes Obras na Amazônia. Tema 5: Ordenamento Territorial e Biodiversidade *Síntese* Ane Alencar Paulo Moutinho e Raissa Guerra Oficina Grandes Obras na Amazônia Tema 5: Ordenamento Territorial e Biodiversidade *Síntese* Ane Alencar Paulo Moutinho e Raissa Guerra Rumo da discussão FORMULAÇÃO DE DIRETRIZES PARA POLÍTICAS PÚBLICAS

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros:

Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros: Índice de Confiança do Agronegócio Parceiros: Pesquisa de campo: Motivações Índice de Confiança do Agronegócio Brasileiro Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio,

Leia mais

PETROBRAS BIOCOMBUSTÍVEL Estratégias para Agricultura Familiar. Jânio Rosa Diretoria de Suprimento Agrícola

PETROBRAS BIOCOMBUSTÍVEL Estratégias para Agricultura Familiar. Jânio Rosa Diretoria de Suprimento Agrícola PETROBRAS BIOCOMBUSTÍVEL Estratégias para Agricultura Familiar Jânio Rosa Diretoria de Suprimento Agrícola São Paulo, 28.10.2010 Missão da Petrobras Biocombustível Produzir biocombustíveis de forma segura

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar

Programa Nacional de Alimentação Escolar Programa Nacional de Alimentação Escolar AGRICULTURA FAMILIAR Conheça um pouco mais sobre o processo de compra da agricultura familiar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE 1 - Preços

Leia mais

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia 18 de agosto de 2017 Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia 18 de agosto de 2017 Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Desmatamento no Brasil

Desmatamento no Brasil Desmatamento no Brasil Novembro 2016 O The Forest Trust - TFT é uma organização global sem fins lucrativos que ajuda as empresas a compreender e transformar a história dos seus produtos a partir de suas

Leia mais

FAZENDO AS CONTAS A ARITMÉTICA DO AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL. Rui Carlos Ottoni Prado Presidente do Sistema Famato

FAZENDO AS CONTAS A ARITMÉTICA DO AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL. Rui Carlos Ottoni Prado Presidente do Sistema Famato FAZENDO AS CONTAS A ARITMÉTICA DO AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL Rui Carlos Ottoni Prado Presidente do Sistema Famato O Estado de Mato Grosso Mato Grosso Visão geral Área 906.807 km 2 (3ºmaior) ou 11% da área

Leia mais

1. Visão Geral. 1. Aspectos Legais e Tributos. 2. Aspectos Econômicos. 3. Aspectos Produtivos. 4. Aspectos Mercadológicos. 5. Análise estratégica

1. Visão Geral. 1. Aspectos Legais e Tributos. 2. Aspectos Econômicos. 3. Aspectos Produtivos. 4. Aspectos Mercadológicos. 5. Análise estratégica 1. Visão Geral 1. Aspectos Legais e Tributos 2. Aspectos Econômicos 3. Aspectos Produtivos 4. Aspectos Mercadológicos 5. Análise estratégica Objetivo Geral: Identificar os principais desafios, problemas

Leia mais

AS FLORESTAS NO MUNDO

AS FLORESTAS NO MUNDO AS FLORESTAS NO MUNDO ÁREA - Naturais = 3,682 bilhões ha (95%) - Plantadas = 187 milhões ha (5%) - Total = 3,869 bilhões ha (100%) SUPRIMENTO DE MADEIRA - Naturais = 65% - Plantadas = 35% - Total = 100%

Leia mais

Reflorestamento em Moçambique

Reflorestamento em Moçambique Mozambique ZAMBIA TANZANIA MALAWI Niassa Cabo Delgado Tete Nampula Zambezia Reflorestamento em Moçambique ZIMBABWE SOUTH AFRICA Gaza Maputo Sofala SWAZILAND II. Potencial Florestal em Moçambique 1. Moçambique

Leia mais

Quem somos. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Entidade privada, de interesse público e sem fins lucrativos criada em 1972

Quem somos. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Entidade privada, de interesse público e sem fins lucrativos criada em 1972 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Entidade privada, de interesse público e sem fins lucrativos criada em 1972 Quem somos Missão: Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

ANÁLISE DAS PAISAGENS FLORESTAIS INTACTAS NA AMAZÔNIA NÃO UTILIZAR SEM AUTORIZAÇÃO

ANÁLISE DAS PAISAGENS FLORESTAIS INTACTAS NA AMAZÔNIA NÃO UTILIZAR SEM AUTORIZAÇÃO ANÁLISE DAS PAISAGENS FLORESTAIS INTACTAS NA AMAZÔNIA Introdução Trabalho realizado junto ao WWF para identificar as sobreposições entre áreas de manejo florestal e IFLs na Amazônia e fornecer informações

Leia mais

O BRASIL E O AGRO. Roberto Rodrigues 28 de novembro de 2018

O BRASIL E O AGRO. Roberto Rodrigues 28 de novembro de 2018 O BRASIL E O AGRO Roberto Rodrigues 28 de novembro de 2018 O DESAFIADOR CENÁRIO MUNDIAL Incertezas, insegurança, imigrações; Mudanças Climáticas; Crescimento e envelhecimento populacional; Falta de liderança;

Leia mais

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin.

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin. GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD Professor Rodolfo Visentin. QUE É GEOGRAFIA AGRÁRIA A estrutura agrária reúne as condições sociais e fundiárias de um espaço, envolvendo aspectos referentes á legalidade das terras,

Leia mais

Gabriel Nunes dos Santos Junior Eng. Agrônomo Gerente de Relacionamento/Segmento Rural - Sul

Gabriel Nunes dos Santos Junior Eng. Agrônomo Gerente de Relacionamento/Segmento Rural - Sul Gabriel Nunes dos Santos Junior Eng. Agrônomo Gerente de Relacionamento/Segmento Rural - Sul Soluções de crédito para empreendimentos Capixabas PROGRAMAS ESTRATÉGICOS LINHAS DE FINANCIAMENTO SOLUÇÕES

Leia mais

Hackathon Acadêmico Embrapa. Setor de Gestão da Informação Chefia-adjunta de Transferência de Tecnologia Embrapa Amazônia Oriental

Hackathon Acadêmico Embrapa. Setor de Gestão da Informação Chefia-adjunta de Transferência de Tecnologia Embrapa Amazônia Oriental Hackathon Acadêmico Embrapa Setor de Gestão da Informação Chefia-adjunta de Transferência de Tecnologia Embrapa Amazônia Oriental Hackathon Acadêmico Embrapa Evento nacional que visa promover um ambiente

Leia mais

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que MUDANÇAS NO PRONAF O Banco Central publicou, em 28 de março de 2008, a Resolução No. 3.559 promovendo alterações no Capítulo 10 do MCR Manual de Crédito Rural, que trata do PRONAF Programa Nacional de

Leia mais