INSTRUÇÕES GRUNDFOS MAGNA3. Instruções de instalação e funcionamento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUÇÕES GRUNDFOS MAGNA3. Instruções de instalação e funcionamento"

Transcrição

1 INSTRUÇÕES GRUNDFOS MAGNA3 Instruções de instalação e funcionamento

2 Português (PT) Português (PT) Instruções de instalação e funcionamento Tradução da versão inglesa original. ÍNDICE Página 1. Símbolos utilizados neste documento 2 2. Informação geral Aplicações Líquidos bombeados Condições de funcionamento Protecção anticongelamento Kits de isolamento térmico Válvula de retenção Chapa de características Tipo de modelo Comunicação via rádio Ferramentas 6 3. Instalação mecânica Elevação do circulador Instalação do circulador Instalação da caixa de terminais, versões de ligação com ficha Posicionamento Posições da caixa de terminais Posição da cabeça do circulador Alteração da posição da caixa de terminais Instalação eléctrica Tensão de alimentação Ligação à alimentação, versões de ligação com terminais Ligação à alimentação, versões de ligação com ficha Esquema de ligação Ligação a controladores externos Comunicação de entrada/saída Prioridade das configurações Primeiro arranque, circulador simples Primeiro arranque, circulador duplo Configuraç Visão geral das configurações Visão geral dos menus Painel de controlo Estrutura de menus Menu "Home" Menu "Estado" Menu "Configuraç." Valor de ajuste Modo de funcionam Modo de controlo Configurações do controlador FLOWLIMIT Funcion. Nocturno Automático Saídas de relé Valores de configuração para os modos de controlo Influência do valor de ajuste Comunicação bus Configurações gerais Menu "Assist" Config. assistida da bomba Configuração de data e hora Configuração multi-bombas Configuração, entr. analógica Precisão da estimativa de caudal Solução assistida de avarias GENIair sem fios Função multi-bombas Selecção do modo de controlo Detecção de avarias Indicações de funcionamento do Grundfos Eye (Olho Grundfos) Sinalização de comunicação com controlo remoto Detecção de avarias Transdutor de pressão diferencial e sensor de temperatura Especificações do sensor Estado do sensor Acessórios Grundfos GO Módulos CIM Contra-flanges Sensores externos Cabo para sensores Flange cega Kits de isolamento térmico para sistemas de ar condicionado e de refrigeração Características técnicas Eliminação 49 Aviso Antes da instalação, leia estas instruções de instalação e funcionamento. A montagem e o funcionamento também devem obedecer aos regulamentos locais e aos códigos de boa prática, geralmente aceites. Aviso Este produto pode ser utilizado por crianças de oito anos de idade ou mais velhas e por pessoas com capacidades físicas, sensoriais ou mentais reduzidas ou com falta de experiência e conhecimentos, caso sejam supervisionadas ou tenham recebido formação sobre a utilização segura do produto e compreendam os riscos envolvidos. As crianças não devem brincar com este produto. A limpeza e manutenção do produto não deverá ser realizada por crianças sem supervisão. 1. Símbolos utilizados neste documento Atenção Aviso Se estas instruções de segurança não forem observadas pode incorrer em danos pessoais. Aviso O não cumprimento destas instruções pode conduzir a choque eléctricos com o risco subsequente de lesões graves ou morte. Aviso A superfície do produto pode ficar muito quente, podendo provocar queimaduras ou lesões. Aviso Risco de queda de objectos, passível de causar lesões. Aviso O vapor exalado pode provocar lesões. O não cumprimento destas instruções de segurança poderá resultar em mau funcionamento ou danos no equipamento. s ou instruções que facilitam o trabalho, garantindo um funcionamento seguro. 2

3 2. Informação geral MAGNA3 da Grundfos é uma gama completa de circuladores com controlador integrado que permitem o ajuste do rendimento da bomba às necessidades efectivas do sistema. Em muitos sistemas, isto irá reduzir consideravelmente o consumo de energia, bem como o ruído emitido pelas válvulas termostáticas de radiador e por acessórios semelhantes e irá melhorar o controlo do sistema. A altura manométrica pretendida pode ser configurada no painel de controlo do circulador. Aviso Não utilize o circulador para líquidos agressivos, como ácidos e água do mar. Português (PT) 2.1 Aplicações MAGNA3 da Grundfos foi concebido para a circulação de líquidos nos seguintes sistemas: sistemas de aquecimento sistemas domésticos de aquecimento de água sistemas de refrigeração e de ar condicionado. O circulador também pode ser usado nos seguintes sistemas: sistemas de bombas de calor geotérmicas sistemas de aquecimento solar. Fig. 1 Líquidos bombeados (versão flangeada) TM Líquidos bombeados O circulador adequa-se a líquidos limpos, pouco espessos, não agressivos e não deflagrantes, que não contenham partículas sólidas ou fibras que possam danificar a bomba a nível mecânico ou químico. Em sistemas de aquecimento, a água deve cumprir os requisitos das normas aceites relativas à qualidade da água em sistemas de aquecimento, como a norma alemã VDI 2035, por exemplo. Em sistemas domésticos de aquecimento de água, é aconselhável utilizar apenas circuladores MAGNA3 para água com um grau de dureza inferior a cerca de 14 GH. Em sistemas domésticos de aquecimento de água, recomenda-se a manutenção da temperatura do líquido abaixo de 65 C para eliminar o risco de precipitação de cal Glicol O circulador pode ser usado para bombear misturas de água/glicol até 50 %. Exemplo de uma mistura de água/etilenoglicol: Viscosidade máxima: Mistura de 50 cst ~ 50 % água/50 % etilenoglicol a -10 C. O circulador possui uma função de limitação de potência que o protege de sobrecargas. O bombeamento de misturas de glicol afectará a curva máxima e reduzirá o rendimento, dependendo da mistura de água/etilenoglicol e da temperatura do líquido. Para evitar a deterioração da mistura de etilenoglicol, evite temperaturas que excedam a temperatura nominal do líquido e minimize o tempo de funcionamento a temperaturas elevadas. É importante limpar e lavar o sistema antes de adicionar a mistura de etilenoglicol. Para evitar a corrosão ou precipitação de cal, a mistura de etilenoglicol deve ser verificada e submetida a manutenção com regularidade. Se for necessária uma maior diluição do etilenoglicol fornecido, siga as instruções do fornecedor de glicol. Fig. 2 Líquidos bombeados (versão roscada) É possível ligar a bomba à alimentação de duas formas diferentes, ou seja, através de terminais e através de uma ficha. As opções de ligação encontram-se disponíveis para a versão flangeada e para a versão roscada. TM Os aditivos com uma densidade e/ou viscosidade cinemática superior à da água provocarão uma redução do rendimento hidráulico. Aviso Não utilize o circulador para líquidos inflamáveis, como gasóleo ou gasolina. 3

4 Português (PT) 2.3 Condições de funcionamento Fig Condições de funcionamento Temperatura do líquido Consulte a fig. 3, pos. 1. Constante: -10 a 110 C. Sistemas domésticos de aquecimento de água: até 65 C Pressão do sistema Consulte a fig. 3, pos. 2. A pressão máxima do sistema permitida encontra-se indicada na chapa de características do circulador Pressão de ensaio Os circuladores suportam pressões de teste conforme indicado em EN Consulte abaixo. PN 6: 7,2 bar PN 10: 12 bar PN 6/10: 12 bar PN 16: 19,2 bar. Durante o funcionamento normal, o circulador não deverá ser usado a pressões superiores às indicadas na chapa de características. Os circuladores testados com água com aditivos anticorrosivos têm fita adesiva nas flanges para impedir que água residual dos testes penetre na embalagem. Retire a fita adesiva antes de instalar o circulador. O teste de pressão foi efectuado com água contendo aditivos anticorrosivos a uma temperatura de 20 C Temperatura ambiente Consulte a fig. 3, pos a 40 C. A caixa de terminais é arrefecida a ar. Por esse motivo, é importante não exceder a temperatura ambiente máxima permitida durante o funcionamento. Durante o transporte: -40 a 70 C Nível de pressão sonora Consulte a fig. 3, pos. 4. O nível de pressão sonora do circulador é inferior a 43 db(a). TM Kits de isolamento térmico Estão disponíveis kits de isolamento térmico apenas para circuladores simples. É possível reduzir a perda de calor do circulador e da tubagem através do isolamento do corpo do circulador e da tubagem. Consulte as figuras 4 e 19. Os kits de isolamento térmico para circuladores em sistemas de aquecimento são fornecidos juntamente com o circulador. Os kits de isolamento térmico para bombas em sistemas de ar condicionado e de refrigeração (até -10 C) estão disponíveis como acessórios e devem ser encomendados em separado. Consulte a secção 17.7 Kits de isolamento térmico para sistemas de ar condicionado e de refrigeração. A instalação de kits de isolamento térmico aumentará as dimensões do circulador. Fig. 4 Kits de isolamento térmico 2.6 Válvula de retenção Se houver uma válvula de retenção instalada no sistema da tubagem (fig. 5), certifique-se de que a pressão de descarga mínima configurada do circulador é sempre superior à pressão de fecho da válvula. Isto é especialmente importante no modo de controlo de pressão proporcional (altura manométrica reduzida com caudal baixo). A primeira válvula de retenção está incluída na configuração da bomba, uma vez que o valor de ajuste mínimo é de 1,0 metros. Fig. 5 Limite a perda de calor do corpo do circulador e da tubagem. Os circuladores destinados a sistemas de aquecimento possuem kits de isolamento térmico instalados de fábrica. Remova os kits de isolamento térmico antes de instalar o circulador. Válvula de retenção TM TM Protecção anticongelamento Atenção Se o circulador não for utilizado durante períodos de formação de gelo, deverão tomar-se as medidas necessárias para evitar a formação do mesmo. Os aditivos com uma densidade e/ou viscosidade cinemática superior à da água provocarão uma redução do rendimento hidráulico. 4

5 2.7 Chapa de características A chapa de características do circulador fornece a seguinte informação: TM Português (PT) Fig. 6 Exemplo de chapa de características Pos. Descrição 1 Designação do produto 2 Modelo 3 Código de fabrico (ano e semana)* 4 Número de série 5 Código 6 País de fabrico 7 Classe de protecção 8 Índice de Eficiência Energética (EEI) 9 Peça (de acordo com EEI) 10 Classe de temperatura 11 Corrente mínima [A] 12 Corrente máxima [A] 13 Potência mínima [W] 14 Potência máxima [W] 15 Pressão máxima do sistema 16 Tensão [V] e frequência [Hz] 17 Código QR (resposta rápida) 18 Marca CE e homologações 19 Nome e morada do fabricante * Exemplo de código de fabrico: O circulador foi fabricado na semana 26, em TM Fig. 7 Código de fabrico (PC) na embalagem 5

6 Português (PT) 2.8 Tipo de modelo Estas instruções de instalação e funcionamento abrangem o modelo A e B. A versão de modelo é indicada na chapa de características. Consulte a fig Comunicação via rádio O componente de rádio deste produto é um dispositivo de classe 1 e pode ser utilizado em qualquer localização nos estados membros da UE sem restrições. Utilização prevista Este produto inclui um rádio para controlo remoto. O produto é capaz de comunicar com o Grundfos GO e com outros circuladores MAGNA3 do mesmo modelo através do rádio incorporado Ferramentas 1.2 x x 3.5 TX TM Fig. 8 Tipo de modelo no produto É possível consultar as diferentes versões de modelo no catálogo técnico do MAGNA3. Fig Ferramentas recomendadas TM Pos. Ferramenta Dimensão 1 2 Chave de fendas, cabeça plana Chave de fendas, cabeça plana 1,2 x 8,0 mm 0,6 x 3,5 mm 3 Chave de fendas, ponta torx TX20 4 Chave sextavada 5,0 mm 5 Chave de bocas 6 Alicate de corte 7 Chave de tubos Em função da dimensão PN Utilizada apenas para circuladores com uniões 6

7 3. Instalação mecânica 3.1 Elevação do circulador Aviso Respeite as regulamentações locais em relação a limites de configuração de manuseamento ou elevação manual. Ao manusear o circulador, eleve-o sempre directamente pela cabeça ou pelas aletas de refrigeração. Consulte a fig. 10. Para circuladores de maiores dimensões, poderá ser necessário utilizar equipamento de elevação. Posicione as cintas de elevação conforme ilustrado na fig Instalação do circulador O MAGNA3 foi concebido para instalação no interior. A gama de circuladores MAGNA3 inclui versões flangeadas e versões roscadas. Estas instruções de instalação e funcionamento aplicam-se a ambas as versões, mas fornecem uma descrição geral das versões flangeadas. Caso haja diferenças entre as versões, a versão roscada será descrita em separado. O circulador deve ser instalado de forma a não sofrer pressões da tubagem. É possível consultar as forças e momentos máximos permitidos das ligações de tubagem que actuam sobre as flanges do circulador ou sobre as ligações roscadas na página 54. É possível suspender o circulador directamente na tubagem, desde que a mesma tenha capacidade para suportar o circulador. Os circuladores duplos estão preparados para instalação num suporte de montagem ou numa base de assentamento (corpo do circulador com roscagem M12). Para assegurar o arrefecimento adequado do motor e dos componentes electrónicos, cumpra os seguintes requisitos: Posicione o circulador de forma a garantir arrefecimento suficiente. A temperatura ambiente não deve exceder 40 C. Português (PT) Passo Acção Ilustração TM As setas localizadas no corpo do circulador indicam o sentido do caudal de líquido através do circulador. O sentido do caudal do líquido pode ser horizontal ou vertical, dependendo da posição da caixa de terminais. TM TM Fig. 10 Elevação correcta do circulador Atenção Não eleve a cabeça do circulador pela caixa de terminais (área vermelha do circulador). Consulte a fig Feche as válvulas de seccionamento e certifique-se de que o sistema está despressurizado durante a instalação do circulador. TM Instale o circulador com juntas na tubagem. TM Fig. 11 Elevação incorrecta do circulador TM Instale os parafusos e as porcas. Utilize parafusos do tamanho adequado, conforme a pressão do sistema. Para o binário de aperto recomendado para os parafusos utilizados na ligação flangeada, consulte a página 54. Versão roscada: Aperte as anilhas de união. TM TM

8 Português (PT) Atenção Os circuladores duplos instalados em tubagens horizontais têm de ser equipados com um purgador de ar automático (Rp 1/4) na parte superior do corpo do circulador. Consulte a fig Posicionamento Instale sempre o circulador com o veio do motor na horizontal. Circulador instalado correctamente numa tubagem vertical. Consulte a fig. 14, pos. A. Circulador instalado correctamente numa tubagem horizontal. Consulte a fig. 14, pos. B. Não instale o circulador com o veio do motor na vertical. Consulte a fig. 14, pos. C e D. A B Fig. 12 Circulador duplo com purgador de ar automático 3.3 Instalação da caixa de terminais, versões de ligação com ficha A caixa de terminais para estas versões é fixada ao circulador com um pino de fixação excêntrico. O pino só é utilizado para efeitos de manutenção. Consulte a fig. 13. TM C Fig. 14 Circulador instalado com o veio do motor na horizontal 3.5 Posições da caixa de terminais Para garantir um arrefecimento adequado, a caixa de terminais deve estar na posição horizontal com o logótipo da Grundfos na posição vertical. Consulte a fig. 15. D TM Pino de fixação TM Fig. 13 Pino de fixação para versões de ligação com ficha TM Fig. 15 Circulador com caixa de terminais na posição horizontal 8

9 3.6 Posição da cabeça do circulador Caso a cabeça do circulador seja removida antes de o mesmo ser instalado na tubagem, preste especial atenção ao instalar a cabeça no corpo do circulador: 1. Certifique-se visualmente de que o anel flutuante no sistema vedante fica centrado. Consulte as figuras 16 e Baixe a cabeça do circulador com o veio do rotor e o impulsor suavemente no corpo do circulador. 3. Certifique-se de que a face de contacto do corpo do circulador e da cabeça do circulador estão em contacto antes de apertar a braçadeira. Consulte a fig. 18. Atenção Tenha em atenção a posição da braçadeira antes de a mesma ser apertada. Uma posição incorrecta da braçadeira irá causar fugas no circulador e danificará os componentes hidráulicos na cabeça do circulador. Consulte a fig. 18. Português (PT) Fig. 18 Instalação da cabeça do circulador no corpo do circulador TM Fig. 16 Sistema vedante centrado correctamente TM TM Fig. 17 Sistema vedante centrado incorrectamente 9

10 3.7 Alteração da posição da caixa de terminais Português (PT) Aviso 5 Instale e aperte o parafuso que fixa a braçadeira a 8 Nm ± 1 Nm. : Não volte a apertar o parafuso se houver escorrimento de água condensada da braçadeira. 6 Instale os kits de isolamento térmico. : Os kits de isolamento térmico para circuladores em sistemas de ar condicionado e de refrigeração devem ser encomendados em separado. Aviso Risco de fuga de vapor. 3 TM Posicione a caixa de terminais na posição horizontal, de forma a que o logótipo da Grundfos fique numa posição vertical. O veio do motor deve estar na horizontal. 4a Circulador simples. Posicione a braçadeira de forma a que a folga fique virada para a seta. Poderá ficar na posição das 3, 6, 9 ou 12 horas. Em alternativa aos kits de isolamento térmico, é possível isolar o corpo do circulador e a tubagem conforme ilustrado na fig. 19. Atenção Não isole a caixa de terminais nem tape o painel de controlo. TM Devido ao orifício de drenagem na carcaça do estator, posicione a folga da braçadeira conforme indicado nos passos 4a ou 4b. TM Rode cuidadosamente a cabeça do circulador para a posição pretendida. Se a cabeça do circulador ficar presa, solte-a batendo-lhe levemente com um martelo de borracha. TM Ilustração Desaperte o parafuso na braçadeira que une a cabeça do circulador e o corpo do circulador. Aviso: Se o parafuso for desapertado em excesso, a cabeça do circulador soltar-se-á completamente do corpo do circulador. TM Passo Acção TM Ao desapertar a braçadeira, não deixe cair a cabeça do circulador. TM b Circulador duplo. Posicione as braçadeiras de forma a que as folgas fiquem viradas para as setas. Poderão ficar na posição das 3, 6, 9 ou 12 horas. Aviso TM TM O símbolo de aviso na braçadeira que une a cabeça do circulador e o corpo do circulador indica que há risco de lesões. Consulte os avisos específicos abaixo. 10 TM TM Fig. 19 Isolamento do corpo do circulador e da tubagem

11 Ligue o bucim do cabo à caixa de terminais. 4 Puxe o cabo de alimentação através do bucim do cabo. 5 Descarne os condutores do cabo, conforme ilustrado. 6 Ligue os condutores do cabo à ficha de alimentação. 7 Insira a ficha de alimentação na ficha macho na caixa de terminais do circulador. 8 Aperte o bucim do cabo. Volte a montar a tampa dianteira. Execute a ligação e protecção eléctrica de acordo com as regulamentações locais. Verifique se a frequência e a tensão de alimentação correspondem aos valores indicados na chapa de características. Aviso O disjuntor de fuga à terra tem de estar marcado com o primeiro ou com ambos os símbolos abaixo indicados: O circulador não requer protecção externa do motor. O motor inclui protecção térmica contra sobrecarga lenta e bloqueios (IEC 34-11: TP 211). Quando o circulador é ligado através da alimentação, irá arrancar após aprox. 5 segundos. O número de arranques e paragens através da alimentação não deverá exceder quatro por hora. 4.1 Tensão de alimentação 1 x 230 V ± 10 %, 50/60 Hz, PE. As tolerâncias de tensão destinam-se às variações da tensão de rede. Não devem ser utilizadas para o funcionamento de circuladores a tensões diferentes das indicadas na chapa de características. 4.2 Ligação à alimentação, versões de ligação com terminais 2 Localize a ficha de alimentação e o bucim do cabo, no saco de papel pequeno fornecido com o circulador. TM Retire a tampa dianteira da caixa de terminais. : Não retire os parafusos da tampa. Ilustração TM Passo Acção TM Se o circulador estiver ligado a uma instalação eléctrica na qual um disjuntor de fuga à terra (ELCB) seja usado como protecção adicional, esse disjuntor deve disparar quando ocorrerem correntes contínuas de defeito à terra (correntes contínuas pulsantes). TM A ligação à terra ou a neutralização devem ser utilizadas como protecção contra contactos indirectos. TM O circulador deve ser ligado a um interruptor geral externo com uma distância mínima de 3 mm entre todos os pólos. TM Aviso TM Desligue a alimentação antes de efectuar quaisquer ligações. 11 Português (PT) 3 TM Instalação eléctrica

12 Português (PT) 4.3 Ligação à alimentação, versões de ligação com ficha Montagem da ficha Passo Acção Ilustração 1 Monte o bucim do cabo e a tampa da ficha no cabo. Descarne os condutores do cabo, conforme ilustrado. Máx. 1,5 mm 2 12 mm 5,5-10 mm 7 mm 17 mm TM Insira a ficha de alimentação na ficha macho na caixa de terminais do circulador. Click TM Desmontagem da ficha Passo Acção Ilustração 2 Ligue os condutores do cabo à ficha de alimentação. TM Solte o bucim do cabo e retire-o da ficha. TM Dobre o cabo com os condutores de cabo a apontar para cima. TM Retire a tampa da ficha puxando-a e fazendo pressão em ambos os lados. TM Puxe a chapa de guia do condutor para fora e elimine-a. Encaixe a tampa da ficha na ficha de alimentação, até ouvir um clique. TM TM Solte os condutores do cabo um a um, fazendo pressão com uma chave de fendas suavemente na abraçadeira dos terminais. TM Enrosque o bucim do cabo na ficha da alimentação. TM A ficha está agora removida da ficha de alimentação. TM

13 4.4 Esquema de ligação Ligação à alimentação, versões de ligação com terminais Interruptor externo ELCB Português (PT) Fusível (10 A, intervalo) TM Fig. 20 Exemplo de uma ligação típica, 1 x 230 V ± 10 %, 50/60 Hz, PE Ligação à alimentação, versões de ligação com ficha ELCB Fusível (10 A, intervalo) Interruptor externo TM Fig. 21 Exemplo de uma ligação de ficha ALPHA, 1 x 230 V ± 10 %, 50/60 Hz, PE Todos os cabos utilizados devem ser ligados em conformidade com as regulamentações locais. 4.5 Ligação a controladores externos Max. 24 V DC 22 ma 24V 3 IN Max. 250 V AC 2 A AC V DC 4-20 ma Vcc Vcc Signal Signal I Min. 5 V DC 20 ma 2 L N M A M I S/S NC N0 C 1 L N TM TM Fig. 22 Esquema de ligação, versões de ligação com terminais 13

14 Português (PT) TM Fig. 23 Esquema de ligação, versões de ligação com ficha Os terminais de ligação das versões de ligação com ficha diferem dos das versões de ligação com terminais, mas têm a mesma função e as mesmas opções de ligação. Para informações sobre os requisitos dos condutores de sinal e transmissores de sinal, consulte a secção 18. Características técnicas. Utilize cabos blindados para o interruptor on/off externo, a entrada digital, os sinais de valor de ajuste e de sensor. Ligue os cabos blindados à ligação de terra da seguinte forma: Versões de ligação com terminais: Ligue a blindagem do cabo à terra através da abraçadeira para cabos. Consulte a fig. 22. Versões de ligação com ficha: Ligue a blindagem do cabo à terra através da abraçadeira para cabos. Consulte a fig. 23. Aviso Os fios ligados a terminais de alimentação, saídas e entradas NC, NO, C e de arranque/paragem devem ser isolados uns dos outros e da alimentação eléctrica, através de isolamento reforçado. 4.6 Comunicação de entrada/saída Saídas de relé Indicação de funcionamento, alarme e pronto através de relé de sinal. Entrada digital Arranque/Paragem (S/S) Curva mín. (MI) Curva máx. (MA). Entrada analógica Sinal de controlo 0-10 V ou 4-20 ma. A utilizar para o controlo externo do circulador ou como entrada de sensor para o controlo do valor de ajuste externo. A alimentação de 24 V do circulador ao sensor é opcional e é habitualmente utilizada quando não há alimentação externa disponível. Aviso As tensões de entrada de equipamento externo devem ser separadas dos componentes com corrente por isolamento reforçado. Todos os cabos utilizados devem ter uma resistência ao calor de até 5 C. Todos os cabos utilizados devem ser instalados em conformidade com as normas EN e EN :

15 4.6.1 Saídas de relé Consulte a fig. 22, pos. 1. O circulador inclui dois relés de sinal com um contacto inversor livre de potencial para indicação de avaria externa. A função do relé de sinal pode ser configurada para "Alarme", "Pronto" ou "Funcionamento" no painel de controlo do circulador ou utilizando o Grundfos GO. Os relés podem ser utilizados para saídas até 250 V e 2 A. Relé 1 Relé Entradas digitais Consulte a fig. 22, pos. 2. A entrada digital pode ser utilizada para o controlo externo de arranque/paragem ou para a curva mín. ou máx. forçada. Caso não haja um interruptor on/off ligado, o jumper entre os terminais de Arranque/Paragem (S/S) e o quadro ( ) deve ser mantido. Esta ligação é a configuração de fábrica. M A M I S/S Português (PT) NC NO C NC NO C Alarme Funcionamento TM Temporizador on/off Fig. 24 Saída de relé Símbolo do contacto NC NO C Função Normalmente fechado Normalmente aberto Comum É possível consultar as funções dos relés de sinal na tabela seguinte: Arranque/ paragem Fig. 25 Entrada digital TM Relé de sinal NC NO C NC NO C NC NO C Relé de sinal Sinal de alarme Não activado: A alimentação foi desligada. O circulador não registou uma avaria. Activado: O circulador registou uma avaria. Sinal de pronto Símbolo do contacto M A M I S/S Função Curva máx. Velocidade de 100 % Curva mín. Velocidade de 25 % Arranque/Paragem Ligação ao quadro NC NO C NC NO C NC NO C Relé de sinal NC NO C NC NO C NC NO C Não activado: O circulador registou uma avaria e não funciona. Activado: O circulador foi configurado para parar, mas está pronto a funcionar. O circulador encontra-se em funcionamento. Sinal de funcionamento Não activado: O circulador não funciona. Activado: O circulador encontra-se em funcionamento. Arranque/paragem externos É possível efectuar o arranque ou paragem do circulador através da entrada digital. S/S S/S H Arranque/paragem H Q Q Funcionamento normal : Configuração de fábrica com jumper entre S/S e. Paragem Configurações de fábrica dos relés: Relé Função 1 Sinal de funcionamento 2 Alarme/sinal de pronto 15

16 Português (PT) Curva mín. ou máx. forçada externa É possível forçar o circulador a funcionar na curva máx. ou mín. através da entrada digital. M A M A H H Curva máx. Q Q Funcionamento normal Curva máx. 24V Vcc sensor Fig. 27 Entrada analógica para sensor externo, 4-20 ma De forma a optimizar o rendimento do circulador, é possível utilizar sensores externos de forma vantajosa nos seguintes casos: IN I signal TM Curva mín. Função/modo de controlo Contador de energia térmica Tipo de sensor Sensor de temperatura M I H Temperatura constante Sensor de temperatura Funcionamento normal Pressão proporcional Transdutor de pressão Q M I H 1 Curva mín. Q 24V IN Seleccione a função da entrada digital no painel de controlo do circulador ou utilizando o Grundfos GO. Vcc Sinal Entrada analógica Consulte a fig. 22, pos. 3. É possível utilizar a entrada analógica para a ligação de um sensor externo para medição da temperatura ou pressão. Consulte a fig. 28. É possível utilizar tipos de sensor com sinal de 0-10 V ou 4-20 ma. A entrada analógica também pode ser utilizada para um sinal externo para controlo a partir de um sistema BMS (sistema de gestão de edifícios) ou de um sistema de controlo semelhante. Consulte a fig. 29. Caso a entrada seja utilizada para o contador de energia térmica, deverá ser instalado um sensor de temperatura na tubagem de retorno. Se o circulador estiver instalado na tubagem de retorno do sistema, o sensor deverá ser instalado na tubagem de alimentação. Se o modo de controlo de temperatura constante tiver sido activado e se o circulador estiver instalado na tubagem de alimentação do sistema, o sensor deverá ser instalado na tubagem de retorno. Se o circulador estiver instalado na tubagem de retorno do sistema, poderá ser utilizado o sensor de temperatura interno. É possível alterar a selecção do tipo de sensor (0-10 V ou 4-20 ma) no painel de controlo do circulador ou utilizando o Grundfos GO. Fig. 28 Exemplos de sensores externos Pos. 1 2 Tipo de sensor Transdutor de pressão e sensor de temperatura combinado, Grundfos, tipo RPI T2. Ligação de 1/2" e sinal de 4-20 ma. Transdutor de pressão, Grundfos, tipo RPI. Ligação de 1/2" e sinal de 4-20 ma. Para mais detalhes, consulte a secção 17.4 Sensores externos. 2 BMS PLC TM V 24V 24V IN IN Vcc Vcc signal sensor Fig. 26 Entrada analógica para sensor externo, 0-10 V TM Fig. 29 Exemplos de sinal externo para o controlo através de BMS/PLC TM

17 4.7 Prioridade das configurações Os sinais de controlo forçado externo influenciam as configurações disponíveis no painel de controlo do circulador ou ao utilizar o Grundfos GO. No entanto, é sempre possível configurar o circulador para funcionamento de curva máxima ou fazê-lo parar, no painel de controlo do circulador ou utilizando o Grundfos GO. Se duas ou mais funções forem activadas ao mesmo tempo, o circulador funcionará de acordo com a configuração com a prioridade mais elevada. A prioridade das configurações é apresentada na tabela abaixo. Exemplo: Se o circulador tiver sido forçado a parar através de um sinal externo, o painel de controlo do circulador ou o Grundfos GO só podem configurar o circulador para a curva máx. Português (PT) Configurações possíveis Prioridade Painel de controlo do circulador ou Grundfos GO Sinais externos Sinal bus 1 Paragem 2 Curva máx. 3 Paragem 4 Paragem 5 Curva máx. 6 Curva mín. 7 Arranque 8 Curva máx. 9 Curva mín. 10 Curva mín. 11 Arranque Conforme ilustrado na tabela, o circulador não reage a sinais externos (curva máx. e curva mín.) quando é controlado através de bus. Para mais detalhes, contacte a Grundfos. 17

18 Português (PT) 5. Primeiro arranque, circulador simples Não proceda ao arranque do circulador antes de o sistema ter sido abastecido de líquido e purgado. Além disso, a pressão de entrada mínima requerida deverá estar disponível na entrada do circulador. Consulte a secção 18. Características técnicas. Não é possível proceder à purga do sistema através do circulador. O circulador é de purga automática. Atenção A válvula de descarga tem de ser aberta imediatamente após o arranque do circulador. Caso contrário, a temperatura do líquido bombeado poderá tornar-se demasiado elevada e causar danos no equipamento. Passo Acção Ilustração 1 Ligue a alimentação ao circulador. : Quando o circulador é ligado, irá arrancar em AUTO ADAPT após aprox. 5 segundos. TM Visor do circulador no primeiro arranque. Ao fim de alguns segundos, o visor do circulador altera para o guia de arranque. TM O guia de arranque irá orientá-lo nas configurações gerais do circulador como o idioma, a data e a hora. Se os botões no painel de controlo do circulador não forem manuseados durante 15 minutos, o visor entra em modo de suspensão. Ao tocar num botão, surge o visor "Home". TM Uma vez realizadas as configurações gerais, seleccione o modo de controlo pretendido ou deixe o circulador funcionar em AUTO ADAPT. Para configurações adicionais, consulte a secção 6. Configuraç. TM

19 5.1 Primeiro arranque, circulador duplo TM Português (PT) Fig. 30 MAGNA3 D Certifique-se de que a segunda cabeça do circulador está ligada à alimentação. Se não ligou a segunda cabeça do circulador à alimentação, surge no visor o aviso 77. Consulte a fig. 31. Ligue a segunda cabeça do circulador e reinicie o circulador Estado Fig. 31 Aviso 77 19

20 Português (PT) 6. Configuraç. 6.1 Visão geral das configurações É possível realizar todas as configurações no painel de controlo do circulador ou através do Grundfos GO. Menu Submenu Informações adicionais Valor de ajuste Modo de funcionam. Consulte a secção 12.1 Valor de ajuste. Consulte a secção 12.2 Modo de funcionam.. Normal Parar Mín. Máx. Modo de controlo Configurações do controlador FLOW LIMIT Funcion. Nocturno Automático Saídas de relé Influência do valor de ajuste Comunicação bus Configurações gerais AUTO ADAPT FLOW ADAPT Press. proporc. Press. const. Temp. const. Temp. dif. Curva const. Ganho do controlador Kp Tempo acção integr. control. Ti Configure FLOWLIMIT Não activo Activo Saída de relé 1 Saída de relé 2 Função valor de ajuste externo. Influência da temperatura Número da bomba Idioma Configure data e hora Unidades Activar/desactivar configuraç. Apagar histórico Definir visor Home Luminosidade do visor Reponha configur. de fábrica Execute guia de arranque Consulte a secção 12.3 Modo de controlo. Consulte a secção AUTOADAPT. Consulte a secção FLOWADAPT. Consulte a secção Pressão proporcional. Consulte a secção Pressão constante. Consulte a secção Temperatura constante. Consulte a secção Temperatura diferencial. Consulte a secção Curva constante. Consulte a secção 12.4 Configurações do controlador Consulte a secção 12.5 FLOWLIMIT. Consulte a secção 12.6 Funcion. Nocturno Automático. Consulte a secção 12.7 Saídas de relé. Consulte a secção 12.8 Valores de configuração para os modos de controlo. Consulte a secção Função valor de ajuste externo.. Consulte a secção Influência da temperatura. Consulte a secção Comunicação bus. Consulte a secção Número da bomba. Consulte a secção Configurações gerais. Consulte a secção Idioma. Consulte a secção Configure data e hora. Consulte a secção Unidades. Consulte a secção Activar/desactivar configuraç.. Consulte a secção Apagar histórico. Consulte a secção Definir visor Home. Consulte a secção Luminosidade do visor. Consulte a secção Reponha configur. de fábrica. Consulte a secção Execute guia de arranque. 20

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

GRUNDFOS isolutions TPE3 TPE3 BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA

GRUNDFOS isolutions TPE3 TPE3 BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA BOMBEAMENTO INTELIGENTE EM IN-LINE PARA UM DESEMPENHO MELHORADO DO SISTEMA GRUNDFOS isolutions UM AVANÇO EXTRAORDINÁRIO NO BOMBEAMENTO IN LINE A PROPORCIONA UMA EFICIÊNCIA INCOMPARÁVEL E UMA VASTA GAMA

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

HOVAP SÉRIE 9600 BASICFLOW VÁLVULAS DE PROCESSO MANUAL DE INSTRUÇÕES

HOVAP SÉRIE 9600 BASICFLOW VÁLVULAS DE PROCESSO MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 ÍNDICE 2 Introdução 2 2.1 Utilização da válvula 2 2.2 Campo de aplicação 2 2.3 Utilização incorrecta 2 3 Segurança 2 4 Transporte e armazenamento 2 5 Instruções de instalação 2 5.1 Montagem 2 5.2 Instalação

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Acumulador combinado Logalux P750 S Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem e da manutenção 6 720 619 324-03/2001 PT Ficha técnica Para a montagem

Leia mais

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar VIESMANN VITOSOLIC Controlador para sistemas de energia solar Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOLIC 100 Controlador electrónico por diferença de temperatura Para sistemas com produção

Leia mais

Instruções de instalação e de assistência técnica. Central de controlo solar. B-sol 300 6720613720-00.1 SD. 6720613744 (2007/04) pt

Instruções de instalação e de assistência técnica. Central de controlo solar. B-sol 300 6720613720-00.1 SD. 6720613744 (2007/04) pt Instruções de instalação e de assistência técnica Central de controlo solar -sol 300 pt 6720613720-00.1 SD Índice Índice 1 Instruções de segurança e esclarecimentos sobre os símbolos 5 1.1 Indicações gerais

Leia mais

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: + 358 29 006 260 Fax: + 358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.fi 1/12 GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante

Leia mais

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Circuladores com rotor imerso para sistemas de aquecimento, refrigeração e sanitários 50 Hz SÉRIE TLC - FLC - EFLC CAMPO DE PRESTAÇÕES HIDRÁULICAS A 50 Hz SÉRIE EA - EV -

Leia mais

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo Bomba como bomba de água potável altamente eficiente Calio-Therm S Folheto do modelo Ficha técnica Folheto do modelo Calio-Therm S Todos os direitos reservados. Os conteúdos aqui disponibilizados não podem

Leia mais

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal Painel de comando e sinalização N.º art. MBT 2424 Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas por electricistas especializados.

Leia mais

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções Painel sinóptico BAT 100 LSN pt Guia de instruções Painel sinóptico Índice pt 3 Índice 1 Instruções de segurança 4 2 Descrição funcional 4 3 Vista geral do sistema 6 4 Instalação 7 5 Ligação 11 6 Manutenção

Leia mais

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 A POR FAVOR LER O MANUAL COM ATENÇÃO ANTES DE PROCED- ER A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO AUTOMATISMO VER.:1.02 REV.:11/2012 INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Leia mais

Instruções de montagem e operação EB 2046 PT. Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212

Instruções de montagem e operação EB 2046 PT. Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212 Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212 Termóstato de Segurança Tipo 2212 Instruções de montagem e operação EB 2046 PT Edição de Março de 2010 Índice Índice 1

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO E INSTALAÇÃO

MANUAL DE FUNCIONAMENTO E INSTALAÇÃO MANUAL DE FUNCIONAMENTO E INSTALAÇÃO x 1000 MODE ON/OFF 2 1 1 2 set ECOLEAN CLIMATIC 200/400 Portuguese/01-2004 ÍNDICE GERAL CONTENIDO PÁGINA ÍNDICE GERAL DESCRIÇÃO GERAL O TECLADO MODELO Climatic 200

Leia mais

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Edição de Outubro de 2006 Conteúdo Conteúdo Página 1 Concepção e princípio

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. Permutador Térmico Total HRV (Ventilação de Recuperação Térmica) (Tipologia em conduta montada no tecto)

MANUAL DE OPERAÇÃO. Permutador Térmico Total HRV (Ventilação de Recuperação Térmica) (Tipologia em conduta montada no tecto) MANUAL DE OPERAÇÃO (Tipologia em conduta montada no tecto) VAM50FB VAM500FB VAM650FB VAM800FB VAM000FB VAM500FB VAM000FB 8 7 6 9 5 7 5 0 6 8 6 9 0 5 5 7 7 6 7 A A B B 5 6 5 6 7 VAM50F VAM800F VAM500F VAM500F

Leia mais

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização Manual de instalação e utilização CELSIUSNEXT 6720608913-00.1AL WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler

Leia mais

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T P o r t u g u ê s Manual de Instruções 810769-01 Índice Pág. Informações Importantes Utilização... 3 Instruções de segurança... 3 Perigo... 3 Atenção...

Leia mais

Manual de instruções Máquina de gelo

Manual de instruções Máquina de gelo P Manual de instruções Máquina de gelo 104.025 / 104.040 V2/0412 Mantenha este manual de instruções pronto a ser utilizado com o produto. - 1 - 1. Informações gerais 3 1.1 Informações sobre o manual de

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA O fabricante aconselha um uso correcto dos aparelhos de iluminação!

Leia mais

Manual do Utilizador do Kit Sem Fios para Viatura (CK-1W) 9355973 2ª Edição

Manual do Utilizador do Kit Sem Fios para Viatura (CK-1W) 9355973 2ª Edição Manual do Utilizador do Kit Sem Fios para Viatura (CK-1W) 9355973 2ª Edição DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE Nós, NOKIA CORPORATION, declaramos, sob a nossa única e inteira responsabilidade, que o produto CK-1W

Leia mais

JBY 52. Beurer GmbH Söflinger Straße 218 89077 Ulm, GERMANY Tel.: 0049 (0)731 3989-0 www.beurer.de

JBY 52. Beurer GmbH Söflinger Straße 218 89077 Ulm, GERMANY Tel.: 0049 (0)731 3989-0 www.beurer.de P JBY 52 P Aquecedor para biberões e comida de bebé Beurer GmbH Söflinger Straße 218 89077 Ulm, GERMANY Tel.: 0049 (0)731 3989-0 www.beurer.de Português Conteúdo 1 Conhecer o equipamento... 2 2 Explicação

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho.

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. Manual de instruções Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312 Para o utilizador Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. 7 747 010 152-01/2007 PT Índice 1 Para a sua segurança...........................................

Leia mais

Posição Quantid. Descrição Preço Unit.

Posição Quantid. Descrição Preço Unit. Posição Quantid. Descrição Preço Unit. 1 MAGNA 32-12 Preço a pedido Nota! Imagem do produto pode diferir do prod. real Código: 96513625 A bomba dispõe de um rotor encamisado, ou seja, a bomba e o motor

Leia mais

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Manual de instruções para carregadores de acumuladores CCC 405 e CCC 410 24V/5A 24V/10A utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Certified to EN60601-1 3 rd ed. Em conformidade

Leia mais

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 BK 212 Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 1 Índice Advertências Importantes Seite Instruções de segurança... 7 Perigo... 7 Notas Explicativas Conteúdo da embalagem... 8 Descrição... 8 Funcionamento...

Leia mais

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R 22/04/2013 MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 MONTAGEM DESCRIÇÃO Directiva sobre máquinas: DIR 2006/42/CE (MÁQUINAS). Directiva sobre equipamentos sob pressão:

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A MÁQUINA DE LAVAR LOIÇA/LIGAÇÕES CUIDADOS E SUGESTÕES GERAIS COMO ENCHER O DEPÓSITO DO SAL COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR DO ABRILHANTADOR COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR

Leia mais

Detector de Movimentos GJD 110

Detector de Movimentos GJD 110 Alcance CCTV Detector de Movimentos GJD 110 Guia de instalação & configuração Introdução Um disparador de evento CCTV que utiliza dois detectores passivos independentes de infravermelhos combinados num

Leia mais

Instruções de manutenção

Instruções de manutenção Instruções de manutenção Hydro MPC 1. Identificação do tipo... 2 1.1 Chapa de características... 2 1.2 Chapa de características,... 3 1.3 Chapa de características, CU 351... 4 1.4 Etiqueta do ficheiro

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR GREEN

ESQUENTADORES SENSOR GREEN ESQUENTADORES SENSOR GREEN SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice A eficiência na produção de água quente em grandes quantidades 03 Aplicações e Utilizações 05 Benefícios para o Instalador 06 Líder em Tecnologia

Leia mais

KEYSTONE. Válvulas de Borboleta de elevade performance Winn HiSeal Instruções de funcionamento, instalação e manutenção. www.pentair.

KEYSTONE. Válvulas de Borboleta de elevade performance Winn HiSeal Instruções de funcionamento, instalação e manutenção. www.pentair. KEYSTONE As válvulas de borboleta HiSeal, de elevada perfomance e de dupla excentricidade, estão totalmente de acordo com as classes ANSI 0 e ANSI 300. Índice 1 Armazenagem / Selecção / Protecção 1 2 Instalação

Leia mais

Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T

Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T Para a limpeza eficiente das entradas de ar das caldeiras de recuperação na industria da celulose e pasta de papel www.diamondpower.se

Leia mais

NRGS 11-2 NRGS 16-2. Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2

NRGS 11-2 NRGS 16-2. Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2 NRGS 11-2 NRGS 16-2 Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2 Dimensões 173 173 500, 1000, 1500 140 500, 1000, 1500 240 140 337,5 Fig. 1 Fig. 2 2 Componentes

Leia mais

Instruções de operação Bomba para barris DULCO Trans 40/1000 PP

Instruções de operação Bomba para barris DULCO Trans 40/1000 PP Instruções de operação Bomba para barris DULCO Trans 40/1000 PP A1637 Ler primeiro o manual de instruções na sua totalidade! Não o deitar fora! Por de danos devido a erros de instalação e comando, a empresa

Leia mais

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Gama 04 Gama de 2013 O que é Therma V? 06 O que é Therma V? Vantagens Therma V 08 Elevada Eficiência Energética 10 Programação Semanal 12 Instalação

Leia mais

Instruções de instalação, assistência e de manutenção

Instruções de instalação, assistência e de manutenção Instruções de instalação, assistência e de manutenção Sistema para grandes instalações Logasol SAT-DSP Logasol SAT-DES DHW DHW DHW DHW DCW DCW DCW DCW DHW DCW DHW DCW DHW DCW DHW DCW 6720619738-00.1 SD

Leia mais

Montagem Funcionamento Manutenção

Montagem Funcionamento Manutenção Montagem Funcionamento Manutenção Chiller com compressor helicoidal rotativo arrefecido a ar da Série R Modelo RTAC 120-400 (50 Hz) 400-1500 kw Índice Informações gerais 6 Inspecção da unidade 6 Inventário

Leia mais

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7 Página Referência do modelo 3 Especificações 4 Antes de usar 5, 6 Peças e acessórios 7 Instalação 8, 9 Modo de operação para modelos mecânicos Modo de operação para modelos electrónicos 10, 11 12, 13 Drenagem

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Termoacumulador para água quente sanitária Logalux LT 35-300 Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem e da manutenção 630 337-0/000 PT/BR

Leia mais

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão Easy Series PT Guia do utilizador Painel de Controlo de Intrusão Easy Series Guia do utilizador Utilizar o teclado de comando Utilizar o teclado de comando Estados do Dispositivo de Visualização Dispositivo

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U BK 45 BK 45U Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U 1 Indíce Advertências Importantes Página Aplicação...6 Segurança...6 Perigo...6 Classificação de acordo com artigo 9 da

Leia mais

Série CAD HE MINI NOVIDADE CAD HE MINI. Recuperadores de calor

Série CAD HE MINI NOVIDADE CAD HE MINI. Recuperadores de calor RECUPERADORES DE CALOR DE CONTRA-FLUXO DE ALTO RENDIMENTO Série NOVIDADE com permutador de contra-fluxo de alto rendimento (até 92%), montados em caixa de aço galvanizado plastificado de cor branca, de

Leia mais

Termostato Programável 3iE

Termostato Programável 3iE 3 ANOS LIMITADA GARANTIA Manual de Instalação e Operação Termostato Programável 3iE IMPORTANTE: Leia o manual antes de tentar instalar o seu sistema de aquecimento. Uma instalação incorrecta pode danificar

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções Manual de instruções Doppelkochplatte Dubbele Kookplaat Double réchaud Fogón doble Placa de aquecimento dupla Piastra termica doppia Double Hot Plate Podwójna płyta grzewcza Dupla főzőlap Двокамфорна кухонна

Leia mais

PRS 9. Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9

PRS 9. Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9 PRS 9 Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9 1 Dimensões/Componentes 128.5 169 30.01 (6TE) Fig. 1 A B C D E I H G J F MAX 70 C Fig. 2 MAX 95 % 2 Legenda A B C D E F G H I J Selector S1

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança KNX actuador persianas 4 canais DC 12-48 V KNX actuador persianas 2 canais AC 230 V, 1 canal DC 12-48 V KNX actuador persianas 4 canais AC 230 V, 2 canais DC 12-48 V KNX actuador persianas 8 canais AC

Leia mais

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço Instruções de Serviço PT CARO CLIENTE! Para poder manusear o aparelho cortador de arame quente THERMOCUT da PROXXON em segurança e de acordo com as regras de funcionamento, solicitamos-lhe que leia atentamente

Leia mais

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO MANUAL DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO INSTALAÇÃO LIGAÇÃO ELÉCTRICA SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS

Leia mais

Atlas Copco Compressores de Ar Estacionários GA11-15-18-22-30C-30-37-5-55C-55-75-0C e GA30 W-37 W-5 W-55C W-55 W-75 W-0C W Com regulador Elektronikon I ou Elektronikon II Manual do utilizador para os reguladores

Leia mais

Válvulas de purga contínua BAE, ZKE

Válvulas de purga contínua BAE, ZKE Válvulas de Purga Contínua BAE, ZKE Válvulas de purga contínua BAE, ZKE Instruções de funcionamento 810525-00 Válvulas de purga contínua GESTRA Fig. 1 Fig. 2 EF 0,5 EF1, EF 2 Fig. 3 Fig. 4 Fig. 5 * BAE

Leia mais

Instruções de manutenção

Instruções de manutenção 60 Instruções de manutenção AUTOMÁTICO 11:15 21 1...7 Tag Zeit Temp PROG Urlaub Auswahl So/Wi Anzeige Install Zurück 90 AUT 70 50 I 0 Aparelhos de regulação Logamatic 2107, Logamatic 2107 M Para os técnicos

Leia mais

KTM. Válvulas de Esfera Flutuante e de Dois Corpos KTM (sede macia - grafite - metálica) Instruções de Instalação e Manutenção. www.pentair.

KTM. Válvulas de Esfera Flutuante e de Dois Corpos KTM (sede macia - grafite - metálica) Instruções de Instalação e Manutenção. www.pentair. KTM Secção 1 - Armazenagem 1.1. Preparação e conservação para armazenagem Todas as válvulas devem ser embaladas adequadamente, por forma a proteger as peças que estão sujeitas a deterioração durante o

Leia mais

ProdutoDescontinuado

ProdutoDescontinuado Guia de Instalação Rápida Transmissor de Pressão de Gás Seco ProdutoDescontinuado Início Calibração de Bancada Sim Não Configure/Verifique Passo 1: Monte o Transmissor Passo 2: Faça a Ligação dos Fios

Leia mais

SÓ PARA USO DOMÉSTICO!

SÓ PARA USO DOMÉSTICO! - Não o utilize num espaço fechado e cheio de vapores que advenham de óleos, dissolventes, produtos anticaruncho, pó inflamável ou outros vapores explosivos ou tóxicos. - Extraia sempre a ficha do aparelho

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção,

Leia mais

DEH-X8700DAB DEH-X8700BT

DEH-X8700DAB DEH-X8700BT RECETOR RDS COM LEITOR DE CD Português DEH-X8700DAB DEH-X8700BT Manual de instalação Ligações/ Instalação Ligações Importante Ao instalar a unidade em veículos sem a posição ACC (acessório) na ignição,

Leia mais

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos OPTIPROBE Ficha de dados técnicos O indicador de caudal de baixo custo Instalação fácil Medidas exatas e estáveis Qualidade KROHNE KROHNE ÍNDICE DE OPTIPROBE 1 Características do Produto 3 1.1 O indicador

Leia mais

Bomba Circuladora SLX-PMP/6A. Manual do Usuário

Bomba Circuladora SLX-PMP/6A. Manual do Usuário Bomba Circuladora SLX-PMP/6A Manual do Usuário Manual do Usuário SOLX - Bomba Circuladora - SLX-PMP/6A Reservados os direitos de alteração sem prévio aviso. Versão 1 - outubro/2013 Permitida a reprodução

Leia mais

APARELHOS DE ILUMINAÇÃO ELÉCTRICA E ACESSÓRIOS

APARELHOS DE ILUMINAÇÃO ELÉCTRICA E ACESSÓRIOS APARELHOS DE ILUMINAÇÃO ELÉCTRICA E ACESSÓRIOS Reguladores de fluxo luminoso Condições de instalação Elaboração: DTI Homologação: conforme despacho do CA de 2010-01-20 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais

Guia de Instalação, Programação e Funcionamento. Conteúdo. Bem-vindo! Programador Fácil de Programar (STPi)

Guia de Instalação, Programação e Funcionamento. Conteúdo. Bem-vindo! Programador Fácil de Programar (STPi) Bem-vindo Programador Fácil de Programar (STPi) Guia de Instalação, Programação e Funcionamento Obrigado por ter adquirido o programador Rain Bird fácil de programar Nas páginas seguintes, vai encontrar

Leia mais

Actuadores de ¼ volta SG 05.1 - SG 12.1 AUMA MATIC. Instruções de funcionamento. Certificado Nr.

Actuadores de ¼ volta SG 05.1 - SG 12.1 AUMA MATIC. Instruções de funcionamento. Certificado Nr. Actuadores de ¼ volta SG 05.1 - SG 12.1 Instruções de funcionamento Certificado Nr. Actuadores de ¼ volta SG 05.1 - SG 12.1 Instruções de funcionamento Âmbito destas instruções: Estas instruções são válidas

Leia mais

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada ventilação Tempérys caixa de insuflação com revestimento duplo e bateria de aquecimento eléctrico Pack Tempérys caixa de insuflação + caixa de extracção com revestimento duplo, sistema de comando e de

Leia mais

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Aplicação Set points de 0,2 a 20 bar com válvulas de tamanho G ½, G ¾ e G1, bem como DN15, 25, 40 e 50 Pressão

Leia mais

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto.

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto. Hottes > hottes tradicionais grande conforto cozinhas Mezzo Compensação hotte de cozinha tradicional Conforto vantagens Compensação integrada. Filtros de choque montados de série. Iluminação encastrada

Leia mais

Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável. Manual de Instalação e Funcionamento

Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável. Manual de Instalação e Funcionamento Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável Manual de Instalação e Funcionamento www.chacon.be hotline@chacon.be Índice 1. Introdução...3 2. Características técnicas...6

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização Ar Condicionado Split Unid. Exterior Multi-Split 5,3kW (2x1) Unid. Exterior Multi-Split 7,1kW (3x1) Unid. Exterior Multi-Split 8,2kW (4x1) Ler as instruções de instalação

Leia mais

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF Uma solução inovadora para as transmissões por correias É sabido

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2 KME... WRD 14-2 KME... WRD 17-2 KME... Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho

Leia mais

Advertências. Código QR. 1 Advertências

Advertências. Código QR. 1 Advertências Advertências Como obter o manual completo Neste manual são apresentadas apenas as noções básicas necessárias para a utilização do aparelho. Para obter o manual completo com as descrições de todas as funcionalidades,

Leia mais

Electroválvulas Tipo 3963

Electroválvulas Tipo 3963 Instruções de Montagem e Operação Electroválvulas Tipo 3963 Fig. 1 Geral A montagem, colocação em funcionamento e operação destes equipamentos só podem ser efectuadas por pessoal experimentado. São assumidos

Leia mais

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Sistemas de grandes instalações para 3 - x unidades habitacionais LSS-DA, LSS-DI LSS-DA LSS-DI DHW DHW DHW DHW DCW

Leia mais

Narvik-Yarway Modelo 20 Actuador pneumático de membrana Instruções de Instalação, Funcionamento e Manutenção

Narvik-Yarway Modelo 20 Actuador pneumático de membrana Instruções de Instalação, Funcionamento e Manutenção Antes da instalação, estas instruções devem ser objecto de leitura e de compreensão na totalidade Atenção: o olhal de elevação destina-se apenas ao actuador e NÃO ao conjunto actuador / dessobreaquecedor!

Leia mais

BOMBA DE VÁCUO MANUAL DE OPERAÇÃO MODELOS. VP-50D (1,8cfm) VP-140D ( 5cfm) VP-200D (7cfm) VP-340D (12cfm) I COMPONENTES

BOMBA DE VÁCUO MANUAL DE OPERAÇÃO MODELOS. VP-50D (1,8cfm) VP-140D ( 5cfm) VP-200D (7cfm) VP-340D (12cfm) I COMPONENTES BOMBA DE VÁCUO MANUAL DE OPERAÇÃO MODELOS VP-50D (1,8cfm) VP-140D ( 5cfm) VP-200D (7cfm) VP-340D (12cfm) I COMPONENTES II -MANUAL DE OPERAÇÃO 1 Leia atentamente antes de utilizar a bomba de Vácuo Todos

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções P Manual de instruções Salamandra eléctrica 100 A151.5001 V3/0211 Mantenha este manual de instruções pronto a ser utilizado com o produto! - 1 - 1. Informações gerais 3 1.1 Informações sobre o manual de

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 )

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 ) SAPAG MONOVAR é a válvula de dissipação de energia. Características Design extremamente simples (patenteado) Características de cavitação excelentes Regulação de caudal ou de pressão muito precisos Controlo

Leia mais

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF 02 PT ES Dados Técnicos AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL Tipo Categoria Potência Potência Potência Pressão máxima média mínima do gás G30 I3B KW g/h KW

Leia mais

Manual de Instalação. Hid Multijet. Jet Set Star basic Top Dorsal. banheira de hidromassagem

Manual de Instalação. Hid Multijet. Jet Set Star basic Top Dorsal. banheira de hidromassagem Manual banheira hidromassagem Hid Multijet Jet Set Star basic Top Dorsal Manual ÍNDICE 01. INTRODUÇÃO 05 02. INSTALAÇÃO DA BANHEIRA 06 03. LIGAÇÕES HIDRÁULICAS 08 04. INSTALAÇÃO ELÉCTRICA 08 05. ESQUEMA

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

Detector de Movimentos GJD 300

Detector de Movimentos GJD 300 Detector de Movimentos GJD 300 Guia de instalação & configuração Introdução Um disparador de evento CCTV que utiliza dois detectores passivos independentes de infravermelhos combinados num pacote T05.

Leia mais

PowerMust Office Fonte de alimentação ininterrupta

PowerMust Office Fonte de alimentação ininterrupta MANUAL DO UTILIZADOR PT PowerMust Office Fonte de alimentação ininterrupta INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA IMPORTANTES GUARDE ESTAS INSTRUÇÕES Este manual contém instruções importantes relativas aos modelos da

Leia mais

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um Algumas noções sobre a umidade relativa do ar Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um ambiente. A capacidade do ar de reter vapor de água é tanto maior

Leia mais

Biblioteca de aplicações

Biblioteca de aplicações Biblioteca de aplicações Observação: as descrições que se seguem mostram as ligações que permitem aceder à aplicação correspondente. Se o software Zelio Soft 2 estiver instalado, clique uma vez na ligação

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais

INSTRUÇÕES GRUNDFOS. SMART Digital - DDA. até 30 l/h Instruções de instalação e funcionamento

INSTRUÇÕES GRUNDFOS. SMART Digital - DDA. até 30 l/h Instruções de instalação e funcionamento INSTRUÇÕES GRUNDFOS SMART Digital - DDA até 30 l/h Instruções de instalação e funcionamento Português (PT) Português (PT) Instruções de instalação e funcionamento Tradução da versão inglesa original. ÍNDICE

Leia mais

Manual de instruções Forno para pizza Mini

Manual de instruções Forno para pizza Mini P Manual de instruções Forno para pizza Mini 203510 203500 V1/0813 PORTUGUÊS Tradução do manual de instruções original Antes de iniciar a utilização deve ler o manual de instruções e seguidamente guardá-lo

Leia mais

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black 04/2014 Mod: MICRON-48/B Production code: UPD80 Black Model: UPD60-UPD80 Manual de instrucción PT 280-120424 1 PT Instruções importantes de segurança 1. Para se obter uma utilização plena desta arca vertical,

Leia mais

SP 400 SHU-2. Instruções de instalação e de manutenção para técnicos especializados. Acumulador de inércia para instalações solares

SP 400 SHU-2. Instruções de instalação e de manutenção para técnicos especializados. Acumulador de inércia para instalações solares Instruções de instalação e de manutenção para técnicos especializados SP 400 SHU-2 Acumulador de inércia para instalações solares 6 720 805 906 (2013/03) PT 6 720 642 603-00.1O Índice Índice 1 Esclarecimento

Leia mais

Kit de Carregador de Bicicleta Nokia. Edição 3.0

Kit de Carregador de Bicicleta Nokia. Edição 3.0 Kit de Carregador de Bicicleta Nokia 2 3 6 1 4 5 8 7 9 10 11 Edição 3.0 12 13 15 14 16 17 18 20 19 21 22 PORTUGUÊS 2010 Nokia. Todos os direitos reservados. Introdução Com o Kit de Carregador de Bicicleta

Leia mais

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Segurança Geral CUIDADO! Ter em atenção a ficha de segurança do meio de dosagem! O perigo para o pessoal operador

Leia mais

Válvulas, controlos + sistemas

Válvulas, controlos + sistemas Inovação e Qualidade álvulas, controlos + sistemas Cocon QTZ/QTR/QFC Gama de produtos MADE IN G E R M A N Y Cocon QTZ álvula Reguladora e de Controlo Função, Construção 1 Legenda: 1a Unidade de Diafragma

Leia mais

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir ATENÇÃO: Não Cobrir www.martau.com.br SAC: 0800 5 7546 Versão 922 Aquecedor de Ambiente Halógeno Modelo: MA - 02 H Anotações Índice - Introdução...4 2 - Recomendações de segurança...5 2. - Símbolos e

Leia mais

José Matias, Ludgero Leote, Automatismos industriais - Comando e regulação, Didáctica Editora

José Matias, Ludgero Leote, Automatismos industriais - Comando e regulação, Didáctica Editora AUTOMAÇÃO (M323) CAPÍTULO III Sistemas Eléctricos 2013/2014 Bibliografia José Matias, Ludgero Leote, Automatismos industriais - Comando e regulação, Didáctica Editora Dores Costa, Fé de Pinho, Comando

Leia mais

Manual de Instalação. Unidade de Cassette

Manual de Instalação. Unidade de Cassette Manual de Instalação Unidade de Cassette 771750580 771750581 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Leia mais

RAIMONDI. Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo

RAIMONDI. Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo RAIMONDI Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo Índice 1 Armazenagem da Válvula 1 1.1 Preparação e Conservação para Expedição

Leia mais

Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos

Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos Equipamento de manutenção de pressão e separação da Grundfos Grundfos: Mais do que um Fornecedor de bombas Ao optimizar a eficiência dos seus sistemas de aquecimento e de refrigeração, a Grundfos disponibiliza

Leia mais