Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário MINAS GERAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário MINAS GERAIS"

Transcrição

1

2 MINAS GERAIS IMPORTANTE (1) O Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas é composto de três Cadernos: Tributário Federal, Tributário Estadual e Trabalhista/ Previdenciário. (2) Este Calendário foi elaborado e atualizado com base na legislação vigente em Em razão de a remessa de seu conteúdo ser feita com necessária antecedência, recomendamos aos Srs. Clientes que observem eventuais alterações posteriores a essa data e acompanhem a atualização da legislação por meio do Site do Cliente (www.iob.com.br/sitedocliente). ÍNDICE ESTADUAL/MINAS GERAIS A Agenda de Obrigações Estadual e Municipal para Agosto/ s do... 8 s de ISSQN de Belo Horizonte D Documento de arrecadação I s do imposto... 8 ISSQN Lista de serviços e respectivas alíquotas O Obrigação tributária principal - Belo Horizonte - Tabela de incidência de tributos municipais R Recolhimento em atraso... 7 Município de Belo Horizonte... 8 T Tabelas Unidade Fiscal do Estado de Minas Gerais (UFEMG) Unidade Fiscal Padrão da Prefeitura de Belo Horizonte (UFPBH) Unidade Padrão Fiscal do Estado de Minas Gerais (UPFMG) Índice MG 1

3 MINAS GERAIS AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL E MUNICIPAL PARA Agosto/2014 IMPORTANTE 1) Esta agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente, obrigações tributárias, de âmbito estadual e municipal, a agenda não esgota outras determinações legais, relacionadas ou não com aquelas, a serem cumpridas em razão de certas atividades econômicas e sociais específicas. 2) Agenda elaborada com base na legislação vigente em Recomenda-se vigilância quanto a eventuais alterações posteriores. Acompanhe o dia a dia da legislação no Site do Cliente (www.iob.com.br/sitedocliente). - PRAZOS DE RECOLHIMENTO Os prazos a seguir são os constantes dos arts. 85 e 86 da Parte Geral do R aprovado pelo Decreto n o /2002. Vencimento 1 Sexta-feira 4 Segunda- -feira 5 Terça-feira Obrigação - Scanc - Scanc - Scanc - Scanc - DAPI 1 - Scanc - Scanc Fato Gerador Histórico OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) O TRR deverá entregar as informações relativamente ao mês imediatamente anterior, das operações interestaduais que promover com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico anidro carburante. OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) Importador - Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante através do Sistema de Captação e Auditoria dos Anexos de Combustíveis (Scanc). OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) Importador - Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante através do Sistema de Captação e Auditoria dos Anexos de Combustíveis (Scanc). Documento/ Formulário Arquivo magnético Arquivo magnético Arquivo magnético - indústria de combustíveis e lubrificantes, inclusive álcool carburante, excetuados os demais combustíveis de origem vegetal; - serviço de comunicação na modalidade telefonia; - gerador ou distribuidor de energia elétrica e distribuidor de gás canalizado. s (1) A data que deverá constar nos campos destinados à data de vencimento, relativamente ao Documento de Arrecadação Estadual (DAE) e ao Demonstrativo de Apuração e Informação do (Dapi) é dia em relação aos 75% do devido e dia para o restante. (2) A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 04.08, pois o dia é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) O contribuinte que tiver recebido o combustível de outro contribuinte substituído, deverá entregar as informações relativamente ao mês imediatamente anterior, das operações interestaduais que promover com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico anidro carburante Arquivo magnético - comércio atacadista de cigarro, fumo em folha beneficiado e artigos de tabacaria e comércio atacadista ou distribuidor de combustíveis e lubrificantes ou biodiesel B100, inclusive álcool para fins carburantes, exceto os demais combustíveis de origem vegetal - indústria ou comércio atacadista de bebidas - indústria do fumo. Recolhimento do valor equivalente a, no mínimo, 75% do devido. Caso seja impossível apurar o imposto devido no período nesta data, o contribuinte poderá utilizar o valor correspondente a 75% do imposto apurado no mês anterior ao da ocorrência do fato gerador. Neste caso, no prazo para pagamento da segunda parcela, deverá ser realizado o acerto da diferença entre o valor recolhido e o valor real devido. A segunda parcela será recolhida em serviço de comunicação, exceto telefonia DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - indústria de bebidas; - atacadista ou distribuidor de bebidas, de cigarros, fumo em folha e artigos de tabacaria e de combustíveis e lubrificantes; - prestador de serviço de comunicação, exceto de telefonia Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. Tendo em vista ser uma obrigação acessória eletrônica e a inexistência de prazo para prorrogação quando a entrega cair em dia não útil, manteremos o prazo original de entrega. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) Importador - Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante através do Sistema de Captação e Auditoria dos Anexos de Combustíveis (Scanc). OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) O contribuinte que tiver recebido o combustível de outro contribuinte substituído deverá entregar as informações relativamente ao mês imediatamente anterior, das operações interestaduais que promover com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico anidro carburante Internet Arquivo magnético Arquivo magnético Fundamento Legal Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, e Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013. R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, a.1 e a.4 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, a.2 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, XVII, a e 2 o R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, a.5 R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, I, 1 o, I Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 Tributário - Agosto/2014 MG 3

4 Vencimento 5 Terça-feira 6 Quarta-feira 8 Sexta-feira 9 Sábado 10 Domingo 11 Segunda- -feira Obrigação ISSQN - Scanc - Scanc - DAPI 1 - DAPI 1 - DAPI 1 - GIA-ST TFS TFLF Fato Gerador 3 o decêndio de Exercício de 2014 Exercício de 2014 Junho Histórico Documento/ Formulário - Venda de café cru em grão realizada em Bolsa de Mercadorias ou de Cereais pelo Ministério da Agricultura e do Abastecimento com intermediação do Banco do Brasil, referente aos fatos geradores ocorridos no 3 o decêndio de, ou seja, no período de 21 a CONTRIBUINTES EM GERAL Recolhimento do ISSQN devido pelos contribuintes em geral ou responsáveis, inclusive sociedades de profissionais liberais, relativamente aos fatos geradores ocorridos no mês anterior. Nos casos em que o dia de vencimento ou o prazo de recolhimento recaírem em final de sema ou feriado, prevalecerá, para todos os efeitos, o dia útil subsequente (Código Tributário Nacional, art. 210). OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) Importador - Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante através do Sistema de Captação e Auditoria dos Anexos de Combustíveis (Scanc). OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) O contribuinte que tiver recebido o combustível exclusivamente do sujeito passivo por substituição. DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - gerador e/ou distribuidor de energia elétrica e de gás canalizado; - prestador de serviço de comunicação (telefonia); - indústria de combustíveis e lubrificantes, exceto combustíveis de origem vegetal Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. Tendo em vista ser uma obrigação acessória eletrônica e a inexistência de prazo para prorrogação quando a entrega cair em dia não útil, manteremos o prazo original de entrega. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) - indústria de combustíveis e lubrificantes, inclusive álcool carburante, excetuados os demais combustíveis de origem vegetal; - serviço de comunicação na modalidade telefonia; - gerador ou distribuidor de energia elétrica e distribuidor de gás canalizado. Deverá recolher os 25% restantes do devido que foi recolhido no dia DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - indústria do fumo; - demais atacadistas que não possuam prazo específico em legislação; - varejistas, inclusive hipermercados, supermercados e lojas de departamento; - prestador de serviço de transporte, exceto aéreo; - empresas de táxi-aéreo e congêneres Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - prestador de serviço de transporte aéreo, exceto empresa de táxi-aéreo; - Conab/PGPM Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA - ARQUIVO ELETRÔNICO Transmissão, pela Internet, de arquivo eletrônico com os registros fiscais das operações e prestações efetuadas no mês anterior, pelo contribuinte substituto. O prazo de entrega deste arquivo magnético, nos casos em que esta for sábado, domingo ou feriado, não será prorrogado. O prazo de entrega previsto em legislação é: até o dia 10 do mês subsequente ao das operações realizadas. Taxa de Fiscalização Sanitária (TFS) Recolhimento 4 a parcela, relativo ao exercício de Não há previsão legal para a prorrogação do prazo de vencimento quando este recair em dia não útil. Taxa de Fiscalização, Localização e Funcionamento (TFLF) Recolhimento da 4 a parcela, relativo ao exercício de Não há previsão legal para a prorrogação do prazo de vencimento quando este recair em dia não útil. Guia de recolhimento/ internet/sistema BH ISS Digital Arquivo magnético Arquivo magnético Internet Internet Internet Internet - comércio atacadista em geral A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/ indústria do fumo. O prazo para pagamento da segunda parcela, deverá ser realizado o acerto da diferença entre o valor recolhido e o valor real devido. A primeira parcela será recolhida em fabricantes de brinquedos, fraldas e artigos de perfumaria A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/ relativo às operações próprias efetuadas por cooperativa ou associação com inscrição coletiva A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. Fundamento Legal R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, XIV, c Decreto n o /2005, art. 13, caput; Decreto n o /2009 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, I, 1 o, II R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, e R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, 1 o, III R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, 1 o, IV R/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, 3 o e Anexo XV, Parte 1, art. 36, II, b Edital de Notificação de Lançamento s/n o / DOM Belo Horizonte de Edital de Notificação de Lançamento s/n o / DOM Belo Horizonte de R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, b.1 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, XVII, b e 2 o R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, i R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, b.5 4 MG Tributário - Agosto/2014

5 Vencimento 11 Segunda- -feira 13 Quarta-feira 15 Sexta-feira 18 Segunda- -feira Obrigação - Scanc - SINTEGRA - DAPI 1 IPTU Fato Gerador Junho 1 o decêndio de Agosto Exercício de 2014 Histórico Documento/ Formulário comércio varejista em geral, inclusive hipermercados, supermercados e lojas de departamento. A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. serviço de transporte s (1) Quando se tratar de serviço de transporte aéreo, exceto na modalidade de táxi e congêneres, o contribuinte poderá efetuar o recolhimento parceladamente, da seguinte forma: a) até o dia 10 do mês subsequente ao da ocorrência do fato gerador, do valor equivalente a, no mínimo, 70% do valor total do devido no período anterior; b) até o último dia do mês subsequente ao de ocorrência do fato gerador, do restante do devido, correspondente à diferença entre o valor total devido no período e aquele recolhido na forma da letra anterior. (2) A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. Simples Nacional - Prazo previsto na legislação mineira - Recolhimento do imposto relativo às operações com farinha de trigo e mistura pré-preparada de farinha de trigo prevista no R-MG/2002, Anexo IX, Parte 1, art. 422 realizadas por comércio ou indústria s 1) Em relação às operações acobertadas pelo regime do Simples Nacional, o contribuinte efetuará o recolhimento único mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), no prazo previsto na legislação federal. 2) A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA: nas saídas de mercadorias previstas nos arts. 12 e 13, arts. 16, I, 18, III e 2 o, II, do art. 58, caput e 1 o, do art. 59-B, do art. 63, caput, e do art. 64, caput, art. 111-A, I, art. 113, parágrafo único, do Anexo XV do R-MG/ Decreto n o /2002 relativo ao imposto devido por substituição tributária nas operações internas. A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é sábado, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. relativo às operações próprias efetuadas por frigoríficos e abatedores de aves e de suínos. A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é Domingo, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA: - quando a responsabilidade pelo recolhimento for atribuída ao remetente responsável, inscrito no Cadastro de Contribuintes de Minas Gerais, nas saídas de: a) produtos utilizados em aparelhos, equipamentos, máquinas, motores e veículos e aguarrás; b) nas situações previstas no R-MG/2002, Anexo XV, arts. 73, I, II, a e f, III, V e 1 o, 74 e 83 Exceções: álcool etílico hidratado combustível (AEHC), operações interestaduais com gasolina, óleo diesel e GLP quando o responsável pelo recolhimento do imposto em outra Unidade da Federação não for produtor nacional de combustíveis s (1) O Estabelecimento importador ou adquirente de mercadorias sujeitas à substituição tributária, relacionadas no R- -MG/2002, Anexo XV, Parte 2, será o responsável pelo recolhimento do devido pelas operações subsequentes, no momento da entrada das mercadorias em seu estabelecimento. (2) A data-limite para recolhimento do imposto foi prorrogada para o dia 11.08, pois o dia de é Domingo, conforme determina o art. 91 da Parte Geral do R-MG/2002. OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) A refinaria de petróleo e suas bases, nas operações com combustível derivado de petróleo, nos casos de repasse (imposto retido por refinaria ou suas bases) deverá entregar as informações relativamente ao mês imediatamente anterior, das operações interestaduais que promover com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico anidro carburante. Arquivo magnético - Venda de café cru em grão realizada em Bolsa de Mercadorias ou de Cereais pelo Ministério da Agricultura e do Abastecimento com intermediação do Banco do Brasil, referente aos fatos geradores ocorridos no 1 o decêndio de Agosto, ou seja, no período de 1 o a USUÁRIO DE SISTEMA DE PROCESSAMENTO ELETRÔNICO DE DADOS - ARQUIVO ELETRÔNICO Transmissão, pela Internet, de arquivo eletrônico, pelo usuário de sistema eletrônico de processamento de dados, com as Internet informações relativas a operações e prestações realizadas no mês anterior Simples Nacional - Prazo previsto na legislação mineira - Recolhimento das demais operações não abrangidas pelo Simples Nacional e que não possuam prazo específico em legislação 1) Em relação às operações acobertadas pelo regime do Simples Nacional, o contribuinte efetuará o recolhimento único mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), no prazo previsto na legislação federal. 2) Face à disposição legal prever como prazo máximo de recolhimento até último dia útil da primeira quinzena do mês subsequente, os recolhimentos que caem em dias não úteis serão antecipados. DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - demais indústrias que não possuam prazo específico em legislação; - extrator de substâncias minerais ou fósseis. Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. Tendo em vista ser uma obrigação acessória eletrônica e a inexistência de prazo para prorrogação quando a entrega cair em dia não útil, manteremos o prazo original de entrega. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) CONTRIBUINTE/ATIVIDADE ECONÔMICA - extrator de substância mineral ou fóssil CONTRIBUINTE/ATIVIDADE ECONÔMICA - indústrias em geral que não possuam prazo específico previsto em legislação. IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE TERRITORIAL URBANA - RECOLHIMENTO PARCELADO - Recolhimento da 7 a parcela relativa ao exercício de 2014, pelos contribuintes que optarem pelo pagamento em 11 parcelas referente ao Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU) e das seguintes taxas municipais com ele cobradas: Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos Urbanos e Taxa de Fiscalização de Aparelhos de Transporte. s (1) Sempre que o dia 15 não for dia útil ou não haja expediente nas agências bancárias o prazo prorroga-se para o primeiro dia útil seguinte (Decreto n o /2010, art. 2 o, 1 o ) (2) O prazo de pagamento foi prorrogado para dia pois o dia é feriado municipal (Assunção de Nossa Senhora - Lei municipal n o 1.327/1967). Internet. Fundamento Legal R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, b.2 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, b.3 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, 9 o, III R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, art. 46, III R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, k R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, art. 46, V Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, XIV, a R-MG/2002, Anexo VII, Parte 1, arts. 10 e 11 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, 9 o, IV R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, 1 o, V R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, c.2 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, c.1 Decreto n o /2013, art. 4 o, 1 o Tributário - Agosto/2014 MG 5

6 Vencimento 20 Quarta-feira 23 Sábado 25 Segunda- -feira 29 Sexta-feira Obrigação ISSQN - DES-IF TFRM-D TFEP - DAPI 1 ISSQN ISSQN - DES - Scanc - EFD TFRM ** Fato Gerador Exercício de o decêndio de agosto Junho Histórico DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS (DES - IF) - MÓDULO MENSAL Entrega do Módulo de Apuração Mensal do ISSQN, pelas instituições financeiras e equiparadas, autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil (Bacen), e pelas demais pessoas jurídicas obrigadas a utilizar o Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional (Cosif), com os dados referentes ao mês anterior. (Decreto n o /2008) Este arquivo deverá ser entregue por meio do programa validador disponível no site da Prefeitura de Belo Horizonte, conforme determina a Portaria SMF n o 11/2010. DECLARAÇAO DE APURAÇÃO DA TRFM (TFRM-D) Entrega à SEF/MG pelas pessoas físicas e jurídicas que efetuarem vendas ou transferências entre estabelecimentos pertencentes ao mesmo titular do mineral ou minério, por meio do Sistema Integrado de Administração da Receita Estadual (Siare), disponibilizado no site da SEF. TAXA DE FISCALIZAÇÃO DE ENGENHOS DE PUBLICIDADE (TFEP) Recolhimento da 4 a parcela, relativo ao exercício de cooperativas de produtores de leite. - frigorífico e abatedor de animais Documento/ Formulário Internet Internet - indústria de laticínio, quando preponderar saídas de queijo, requeijão, manteiga e leite em estado natural ou pasteurizado ou de leite UHT (UAT). Contribuinte classificado na posição /00 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) e signatários do protocolo firmado com o Estado. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA: - nas saídas de mercadorias nas hipóteses previstas no R-MG/2002, Anexo XV, arts. 86, IV, 87, 1 o e 92, parágrafo único. DECLARAÇÃO DE APURAÇÃO E INFORMAÇÃO DO (DAPI 1) CONTRIBUINTES SUJEITOS À ENTREGA: - frigoríficos e abatedores de aves e de outros animais; - laticínio; - cooperativa de produtores de leite; - produtor rural Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega dos documentos fiscais previstos no R-MG/2002. Tendo em vista ser uma obrigação acessória eletrônica e a inexistência de prazo para prorrogação quando a entrega cair em dia não útil, manteremos o prazo original de entrega. (R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 162) Internet EMPRESAS DE TRANSPORTE COLETIVO Recolhimento do imposto relativo às receitas provenientes da Câmara de Compensação Tarifária, correspondente aos fatos Guia de geradores ocorridos no mês anterior recolhimento/ s Internet/sistema BH ISS (1) O documento de arrecadação do Município de Belo Horizonte não possui denominação específica. Os contribuintes pessoas jurídicas poderão emitir a guia de recolhimento através do sistema BH ISS Digital (Internet). Digital (2) Nos casos em que o dia de vencimento ou o prazo de recolhimento recaírem em final de sema ou feriado, prevalecerá, para todos os efeitos, o dia útil subsequente (Código Tributário Nacional, art. 210). DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (DES) Entrega da Declaração Eletrônica de Serviços (DES) pelas pessoas jurídicas estabelecidas no Município de Belo Horizonte, correspondente aos fatos geradores ocorridos no mês anterior Internet (1) A transmissão deste arquivo magnético será através do site da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio do sistema BH ISS Digital. (2) Sempre que o dia de vencimento e/ou prazo para recolhimento recaírem em dia que não haja expediente na repartição fiscal, o arquivo poderá ser entregue até o primeiro dia útil subsequente (Decreto n o /2012) OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO CARBURANTE (Scanc) refinaria de petróleo e suas bases, nas operações com combustível derivado de petróleo, nos casos de repasse (imposto retido por outros contribuintes) deverá entregar as informações relativamente ao mês imediatamente anterior, das operações interestaduais que promover com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico anidro carburante. Arquivo magnético - Venda de café cru em grão realizada em Bolsa de Mercadorias ou de Cereais pelo Ministério da Agricultura e do Abastecimento com intermediação do Banco do Brasil, referente aos fatos geradores ocorridos no 2 o decêndio de Agosto, ou seja, no período de 11 a Escrituração Fiscal Digital (EFD) - Entrega do arquivo Entrega do arquivo relativo à Escrituração Fiscal Digital (EFD), contendo as informações dos fatos geradores ocorridos no mês anterior, pelos contribuintes relacionados no Anexo XII do Protocolo n o 77/2008 CONTRIBUINTE/ATIVIDADE ECONÔMICA - produtor rural - quando a responsabilidade for atribuída ao destinatário, contribuinte do, que adquirir leite in natura ou seus derivados, relacionados no Capítulo 4 da NBM/SH, promovidas por produtor rural. Taxa de Controle, Monitoramento e Fiscalização das Atividades de Pesquisa, Lavra, Exploração e Aproveitamento de Recursos Minerários (TFRM) Recolhimento da TFRM relativa às saídas de recurso minerário do estabelecimento do contribuinte, no mês anterior. Observar que o recolhimento mínimo desta Taxa é de 100,00 Simples Nacional - Prazo previsto na legislação mineira - Importação O imposto será recolhido: a) no momento do desembaraço aduaneiro; b) no momento da entrega da mercadoria casa esta ocorra antes do desembaraço; c) no momento do despacho de consumo, nos casos de mercadoria ou bem importados do exterior em regime aduaneiro especial que conceda isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto de Importação (II) Em relação às operações acobertadas pelo regime do Simples Nacional, o contribuinte efetuará o recolhimento único mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), no prazo previsto na legislação federal. Internet DAE Fundamento Legal Decreto n o /2008, art. 13, 4 o, I Decreto n o /2012, art. 14; Portaria SRE n o 106/2012 Edital de Notificação de Lançamento s/n o / DOM Belo Horizonte de R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, d.3 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, d.1 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85 I, d.2 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, d.4 R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, art. 46, VI R-MG/2002, Anexo V, Parte 1, art. 152, 1 o, VI Decreto n o /2005, art. 13, 2 o Decreto n o /2012, art. 7 o e Portaria SMF n o 16/2012 Convênio n o 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1 o ; Ato Cotepe n o 36/2013 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, XIV, b Decreto n o /2008, art. 3 o na redação dada pelo Decreto n o /2009, art. 3 o ; R-MG/2002, Anexo VII, Parte 1, art. 54 na redação dada pelo Decreto n o /2010 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, I, h.1 R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, art. 46, VII Lei n o /2011, art. 9 o ; Decreto n o /2012, art. 10 R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, 9 o, I 6 MG Tributário - Agosto/2014

7 Vencimento Obrigação Fato Histórico Gerador Simples Nacional - Prazo previsto na legislação mineira - Substituição tributária O imposto será recolhido: a) no momento da entrada da mercadoria no território mineiro nas situações descritas no R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, arts. 14, 15, 63-A,73, IV, 75 e 100; b) no momento do desembaraço aduaneiro ou da entrega da mercadoria quando esta ocorrer antes do desembaraço, nas situações descritas no R-MG/2002, Anexo XV, Parte 1, art. 16, I e 73, IV Em relação às operações acobertadas pelo regime do Simples Nacional, o contribuinte efetuará o recolhimento único mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), no prazo previsto na legislação federal. 1) Quando se tratar de serviço de transporte aéreo, exceto na modalidade de táxi e congêneres, o contribuinte poderá efetuar o recolhimento parceladamente, da seguinte forma: a) até o dia 10 do mês subsequente ao da ocorrência do fato gerador, do valor equivalente a, no mínimo, 70% do valor total do devido no período anterior; b) até o último dia do mês subsequente ao de ocorrência do fato gerador, do restante do devido, correspondente à diferença entre o valor total devido no período e aquele recolhido na forma da letra anterior 2) As demais cooperativas não descritas neste quadro deverão recolher o devido nas operações que efetuarem nos prazos previstos para a atividade por elas desenvolvidas 3) O relativo às operações sujeitas à substituição tributária cujo pagamento deva ser efetuado pelo estabelecimento destinatário (R-MG/2002, Anexo XV, art. 46, VIII) deverá ser recolhido no prazo previsto para as operações próprias 4) Relativamente ao imposto devido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nas operações vinculadas à execução, pelo Governo Federal, da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), o imposto poderá ser recolhido até o dia 20 do mês subsequente ao da ocorrência do fato gerador (R-MG/2002, art. 85, III) 5) O manual de orientação e instruções de preenchimento e transmissão das Dapi 1, Dapi 2 e Dapi 3 foi divulgado pela Instrução Normativa SRE n o 1/2003. A Dapi Simples substituiu as Dapis 2 e 3 6) Os prazos para transmissão de documentos fiscais pela Internet são os mesmos atribuídos às demais formas de entrega de documentos fiscais previstos no (R-MG/2002, Anexo V, art. 162) Documento/ Formulário Fundamento Legal R-MG/2002, Parte Geral, art. 85, 9 o, II ** Minas Gerais - - RECOLHIMENTO EM ATRASO 1. ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA 1.1 Débitos vencidos até Os débitos tributários vencidos até e não pagos nos prazos previstos na legislação serão apurados, até essa data, com base no disposto na Resolução n o 2.554/1994, ou seja, terão seu valor atualizado com base na variação do valor da Unidade Fiscal de Referência (Ufir). Para efeito dessa atualização, o débito tributário será expresso em quantidade de Ufir, calculada mediante a divisão de seu valor pelo da Ufir vigente na data: a) do termo final do período de apuração; b) do fato gerador, quando o pagamento do tributo deva ser efetuado nessa data. O valor encontrado, expresso em quantidade de Ufir, será convertido em reais, mediante sua multiplicação por 0,9108, sem prejuízo da incidência de juros de mora e multa (itens 3 e 4). (Art. 4 o da Resolução n o 2.880/1997) 1.2 Débitos vencidos a partir de 1 o Os débitos tributários vencidos a partir de 1 o e não pagos nos prazos previstos na legislação serão expressos em reais (não mais incide atualização monetária), acrescidos de multa e de juros de mora (itens 3 e 4). (Art. 1 o, caput, da Resolução n o 2.880/1997) 2. DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃO O recolhimento espontâneo do fora do prazo legal deverá ser efetuado em Documento de Arrecadação Estadual (DAE) específico, preenchido pelo contribuinte, sem emendas ou rasuras. 3. MULTA DE MORA Nos termos do art. 56 da Lei n o 6.763/1975 (Consolidação da Legislação Tributária do Estado de Minas Gerais), na redação dada pela Lei n o /2003, em vigor desde 1 o , quando houver espontaneidade no recolhimento do principal e acessórios, nos casos de falta de pagamento, pagamento a menor ou intempestivo do imposto, a multa será de: a) 0,15% do valor do imposto, por dia de atraso, até o trigésimo dia; b) 9% do valor do imposto do trigésimo primeiro ao sexagésimo dia de atraso; c) 12% do valor do imposto após o sexagésimo dia de atraso. 4. JUROS DE MORA Sobre os débitos tributários decorrentes do não recolhimento de tributos e multas, inclusive a de mora, nos prazos fixados na legislação, atualizados monetariamente (quando for o caso), incidirão juros moratórios equivalen- Tributário - Agosto/2014 MG 7

8 tes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic), divulgada pelo Banco Central do Brasil. Os juros de mora incidirão a partir do primeiro dia do mês subsequente ao do vencimento, até a data do efetivo pagamento, incidindo tanto sobre a parcela do tributo quanto sobre a multa, inclusive a de mora. O percentual dos juros de mora, relativo ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado, será de 1%. Os juros de mora equivalentes à taxa referencial do Selic aplicam-se a partir de 1 o Até , conforme redação anterior do art. 3 o da Resolução n o 2.554/1994, aplicam-se os juros moratórios à razão de 1%, por mês-calendário ou fração. (Arts. 1 o e 2 o da Resolução n o 2.880/1997) 5. DISPOSIÇÕES SOBRE A UFIR A PARTIR DE 1 o A partir de 1 o , ficou extinta a Ufir Diária, sendo considerado, a contar dessa data, no que couber, o valor mensal da referida unidade. A partir de 1 o , o seu valor passou a ser atualizado trimestralmente, enquanto em 1996 tal unidade foi reajustada apenas a cada semestre. A partir de 1997, a Ufir passou a ser reajustada apenas uma vez por ano, em 1 o de janeiro. Destaque-se que a Ufir, que foi fixada em 1,0641 para o exercício de 2000, foi extinta por meio da Lei n o /2002. Quando o cálculo da apuração de débito tributário abranger o período de vigência da Ufir em sua variação diária, mensal ou trimestral, ela continuará a ser aplicada para determinação de quantidade da referida unidade. (Art. 9 o da Resolução n o 2.554/1994) MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE - RECOLHIMENTO EM ATRASO Tributo Multa de Mora Juros Correção Monetária ISSQN Município de Belo Horizonte Pelo descumprimento dos prazos para recolhimento de tributos previstos na legislação municipal, será aplicada a multa moratória de 15% (quinze por cento) sobre o valor atualizado do tributo, reduzida para os seguintes percentuais: a) 1% (um por cento), se quitado em até dez dias contados da data de seu vencimento; b) 3% (três por cento), se quitado no prazo de onze até trinta dias contados da data do seu vencimento; c) 5% (cinco por cento), se quitado após trinta dias contados da data do seu vencimento; d) 10% (dez por cento), se quitado após o início do procedimento de lançamento ou medida de fiscalização relacionada à apuração do tributo devido, desde que a quitação ocorra dentro do prazo previsto para ação fiscal, consignado no termo de início de ação fiscal ou de intimação, e antes da notificação formal dos créditos apurados pelo Fisco. (Art. 8 o da Lei n o 7.378/1997, na redação dada pela Lei n o 8.405/2002 e pela Lei n o 9.799/2009) 1% ao mês ou fração sobre o valor do débito atualizado, contado da data do vencimento (arts. 126 da Lei n o 5.641/1989 e 1 o da Lei n o 6.480/1993). Os débitos vencidos até serão atualizados, até essa data, com base no BTN Fiscal. O valor em cruzeiros encontrado será atualizado, a partir de 1 o , com base no índice acumulado da TRD até a data do efetivo pagamento (art. 132 da Lei n o 5.641/1989 e Decreto n o 6.768/1991). A partir de janeiro/92 será com base na Ufir (Portaria SMFA n o 003/1992). A Ufir, que foi fixada em 1,0641 para o exercício de 2000, foi extinta por meio do art. 29, 3 o, da Lei n o /2002. A Lei n o 8.147/2000 dispôs em seu art. 14 sobre a conversão em reais, a partir de , de tributos, multas e demais valores fixados na legislação, com base na Ufir, observando- -se a equivalência de 1,0641 por Ufir. O 2 o do citado art. 14 estabelece que os valores não recolhidos até seu vencimento, inscritos ou não em Dívida Ativa, ficam sujeitos à atualização monetária no 1 o dia de janeiro de cada exercício com base no IPCA-E/IBGE, acumulado nos últimos meses imediatamente anteriores ao da atualização. O Decreto n o /2004 fixou o percentual de atualização aplicável a partir de 1 o em 9,86% correspondente à variação de IPCA-E/IBGE, acumulada no exercício de O Decreto n o /2004 fixou o percentual de atualização aplicável a partir de 1 o em 7,54% correspondente à variação de IPCA-E/IBGE, acumulada no exercício de ALÍQUOTAS DO IMPOSTO Neste tópico tratamos das alíquotas das mercadorias referentes às operações internas e interestaduais. Não foram considerados tratamentos fiscais específicos, como, por exemplo, benefícios fiscais (isenção, redução de base de cálculo), diferimento, suspensão e substituição tributária, bem como os casos de não incidência e imunidade. 1. OPERAÇÕES/PRESTAÇÕES INTERNAS s Operações/Prestações Fund. Legal 30% 27% Operações internas com energia elétrica para consumo residencial. Operações internas com gasolina para fins carburantes. Art. 42, I, c, do R/MG Art. 42, I, f, do R/MG s Operações/Prestações Fund. Legal 25% Operações e prestações internas e de importação com as seguintes mercadorias: O Decreto n o /2012 regulamenta o adicional de 2% na alíquota do incidente nas operações internas sobre cerveja sem álcool e bebidas alcoólicas, exceto aguardente de cana ou de melaço; cigarros, exceto os embalados em maço e o produto de tabacaria; armas. 1 - serviço de comunicação, exceto telefonia, às insituições públicas de ensino superior; 2 - cigarros e produtos de tabacaria; 3 - bebidas alcoólicas, exceto cervejas, chopes e aguardentes de cana ou de melaço; 4 - refrigerantes importados de países não membros do GATT (General Agreement on Tariffs and Trade); 5 - armas e munições; 6 - fogos de artifício; 7 - embarcações de esporte e recreação, inclusive seus motores, ainda que objeto de operações distintas; Art. 42, I, a, do R/MG 8 MG Tributário - Agosto/2014

9 s Operações/Prestações Fund. Legal 8 - perfumes, cosméticos e produtos de toucador, classificados nas posições 3303, 3304, 3305 e 3307 da Nomenclatura Brasileira de Mercadorias 25% - Sistema Harmonizado (NBM/SH - com o sistema Art. 42, I, a, de classificação adotado a partir de 1 o de janeiro do R/MG de 1997), exceto água-de-colônia ( ), creme e espuma para barbear ( ) e desodorante corporal e antiperspirante ( ); 9 - artefatos de joalheira ou ourivesaria das posições 7113 a 7116 da NBM/SH (com o sistema de classificação 22% adotado até 31 de dezembro de 1996), im- Art. 42, I, b, portados de países não membros do GATT; do R/MG 10 - combustíveis para aviação; 11 - solvente, exceto o destinado à industrialização. 19% Operações internas realizadas com álcool para Art. 42, I, g, fins carburantes; do R/MG 15% Operações com óleo diesel art. 42, I, h Operações internas realizadas com as seguintes mercadorias de produção nacional: 12% 1 - serviço de transporte aéreo; 2 - arroz, feijão, fubá de milho, farinha de milho, farinha de mandioca, leite in natura, aves, peixes, gado bovino, bufalino, suíno, caprino e ovino e produtos comestíveis resultantes de seu abate, em estado natural, resfriados ou congelados, quando de produção nacional, observado o disposto no item 19 da Parte 1 do Anexo IV do R-MG/2002; 3 - carne bovina, bufalina, suína, caprina e ovina, salgada ou seca, de produção nacional, observado o disposto no item 19 da Parte 1 do Anexo IV do R-MG/2002; 4 - máquinas, aparelhos e equipamentos industriais e máquinas, equipamentos e ferramentas agrícolas, relacionados nas Partes 1 e 2 do Anexo XII do R-MG/2002; 5 - veículos automotores classificados nos códigos (relacionados no R-MG/2002, Anexo XV, Parte 2, item 12): , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , 8711; 6 - veículos classificados nos códigos a) tratores rodoviários para semi-reboques, classificados no código , com exceção do caminhão-trator especial para transporte de minérios ou pedras; veículos classificados no código ; b) caminhões para transporte de mercadorias, com motor de pistão, de ignição por compressão, classificados na subposição ; c) caminhões para transporte de mercadorias, com motor de pistão, de ignição por centelha, classificados na subposição ; d) outros veículos automóveis para transporte de mercadorias, com motor de pistão, de ignição por centelha, com capacidade superior a 5 toneladas, classificados na subposição ; e) chassis com motor para ônibus e micro-ônibus, classificados no código ; f) chassis com motor para caminhões, classificados no código produtos da indústria de informática e automação relacionados na Parte 3 do Anexo XII do R-MG/2002; 8 - móveis a) classificados na posição da NBM/SH, assentos classificados nas subposições , , , , , , , e da NBM/SH e colchões, estofados, espumas e mercadorias correlatas classificadas nas subposições , , , e , da NBM/SH, promovidas por estabelecimento industrial; b) fabricados no Estado, classificados na posição da NBM/SH, promovidas por estabelecimento não industrial fornecedor do projeto e das especificações técnicas para sua execução, nas saídas destinadas a órgãos públicos ou a consumidores finais pessoas jurídicas; Art. 42, I, b, do R/MG s Operações/Prestações Fund. Legal 9 - medicamento genérico, assim definido pela Lei Federal n o 6.360, de 23 de setembro de 1976, relacionado em resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); 10 - fios e fibras, quando destinados a estabelecimento industrial para a fabricação de tecidos e vestuário; 11 - tecidos e subprodutos da tecelagem, em operações realizadas entre estabelecimentos de contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes do deste Estado; 12 - ferros, aços e materiais de construção relacionados na Parte 6 do Anexo XII, em operações promovidas por estabelecimento industrial (acrescido pelo Decreto n o /2003); 14 - energia elétrica destinada a produtor rural e utilizada na atividade de irrigação no período diurno, nos termos definidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL); 15 - Absorvente higiênico feminino, papel higiênico folha simples, creme dental e escova dental, exceto elétrica, a bateria, a pilha ou similar, até Água sanitária, sabão em barra de até 500 g (quinhentos gramas), desinfetante e álcool em gel, até Caderno escolar, lápis escolar, borracha escolar, régua escolar, lápis de cor, giz e apontador para lápis escolar, exceto elétrico, a bateria, a pilha ou similar, até Uniforme escolar ou uniforme profissional, assim entendidos as peças de vestuário que contenham externamente a identificação da respectiva instituição de ensino ou empresa, até Papel cortado tipos A4, ofício I e II e carta, até Porta de aglomerado ou medium density fiberboard - MDF - com até 70 cm de largura, ripas e caibros, até % 21 - Laje pré-fabricada, forma-lajes metálicas, Art. 42, I, b, pontes metálicas, elementos de pontes metálicas e torres de transmissão metálicas, do R/MG 22 - Elevadores, até Vasos sanitários e pias, inclusive bacia convencional, bacia com caixa de descarga acoplada, sanitário, caixa para acoplar, lavatório, coluna, lavatório e sua respectiva coluna, cuba, inclusive a de sobrepor, até Couro e pele, até ; 25 - Frutas frescas não alcançadas pela isenção do, até Fios têxteis, linhas para costurar e subprodutos da fiação, nas operações destinadas a contribuinte do promovidas até Mercadorias adquiridas em operações promovidas por estabelecimento que opere no âmbito do comércio eletrônico ou telemarketing, signatário de protocolo firmado com o Estado, observado o disposto no art. 66, 9 o do R- -MG/2002, até Produtos semimanufaturados de ferro ou aços não ligados, de seção transversal retangular, classificado na posição da NBM (com o sistema de classificação adotado a partir de 1 o ), até Embalagem destinada a estabelecimento de contribuinte inscrito no Cadastro de Contribuintes do, inclusive saco plástico para acondicionamento de lixo, promovidas por estabelecimento industrial ou por cooperativa de produtores rurais com destino a produtor rural (Lei n o /2006 e Decretos nos /2007 e /2008); 30 - Transformadores de dielétrico líquido, classificados na subposição da NBM/SH, promovidas pelo estabelecimento fabricante (Decreto n o /2008); 31 - Eletrodutos e seus acessórios, de plástico, ferro ou aço, classificados nas posições 3917 e 7307 e subposições, , , da NBM/SH (Decreto n o /2008); Tributário - Agosto/2014 MG 9

10 s Operações/Prestações Fund. Legal 12% 32 - Conversores estáticos classificados na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 33 - Aparelhos para interrupção, seccionamento, proteção, derivação, ligação ou conexão de circuito elétrico, classificados nas posições 8535 e 8536 da NBM/SH, exceto a subposição (Decreto n o /2008); 34 - Quadros, painéis, consoles, cabinas, armários e outros suportes com dois ou mais aparelhos relacionados no item 34, classificados na posição 8537 da NBM/SH (Decreto n o /2008); 35 - Partes reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinadas aos aparelhos relacionados nos itens 34 e 35, classificados na posição 8538 da NBM/SH (Decreto n o /2008); 36 - Fios, cabos e outros condutores, para uso elétrico, mesmo com peça de conexão, de cobre ou alumínio, classificados na subposição e nas posições, 7605, 7614 e 8544 da NBM/SH, exceto a subposição (Decreto n o /2008); 37 - Recuperador de calor para chuveiros, classificado na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 38 - Lâmpadas classificadas na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 39 - Canetas, cartuchos de tinta para impressora, cartuchos de toner para impressora, fitas para impressora, bobinas de papel de largura não superior a oito centímetros, disquetes e outras mídias para gravação (Decreto n o /2008); 40 - telhas, exceto as cerâmicas, até Ladrilhos e placas de cerâmica para pavimentação ou revestimento, classificados nas posições 6907 e 6908 da NBM/SH (Decreto n o /2008); 42 - Válvulas de descarga sanitária com dois botões, classificadas na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 43 - Vidros planos, ainda que beneficiados, temperados ou laminados, classificados nas posições 7003, 7005 e 7007 da NBM/SH (Decreto n o /2008); 44 - Tubos de aço classificados nas posições 7304, 7305 e 7306 da NBM/SH, destinado a irrigação rural ou a empresa de construção civil, promovidas por estabelecimento industrial (Decreto n o /2008); 45 - medicamentos, máquinas, equipamentos, aparelhos e instrumentos médico-hospitalares e material de uso médico, odontológico ou laborato- -rial, destinados a fornecer suporte a procedimen- -tos diagnósticos, terapêuticos ou cirúrgicos, promovidas pelo estabelecimento industrial fabricante ou pelo distribuidor hospitalar, desde que destinados a distribuidor hospitalar ou a órgãos públicos, hospitais, clínicas e assemelhados, não-contribuintes do imposto e a operadoras de planos de saúde para o fornecimento a hospitais e clínicas (Decreto n o /2013; Decreto n o /2013); 46 - Cachaça e aguardente de cana, promovidas por estabelecimento industrial, associação ou cooperativa da agricultura familiar (Decreto n o /2008); 47 - Álcool para fins carburantes, promovidas pela usina com destino às empresas distribuidoras (Decreto n o /2008); 48 - Bolsa para coleta de sangue, promovidas por estabelecimento industrial fabricante (Decreto n o /2008); 49 - Embarcações, promovidas pelo estabelecimento industrial fabricante (Decreto n o /2008); Art. 42, I, b, do R/MG s Operações/Prestações Fund. Legal 50 - Reservatórios, cisternas, cubas e recipientes análogos, de capacidade superior a trezentos litros, classificados na subposição da NBM/SH, promovidas pelo estabelecimento industrial fabricante da mercadoria com destino a contribuinte inscrito no Cadastro de Contribuintes do ou a empresa de construção civil (Decreto n o /2008); 51 - Partes de extintores classificadas na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 52 - Manômetros classificados na subposição da NBM/SH (Decreto n o /2008); 53 - Vestuário, artefatos de cama, mesa e banho, coberturas constituídas de encerados classificadas na posição da NBM/SH, subprodutos de fiação e tecelagem, calçados, saltos, solados e palmilhas para calçados, bolsas e cintos, promovidas pelo estabelecimento industrial fabricante com destino a estabelecimento de contribuinte inscrito no Cadastro de Contribuintes do 12% (Decreto n o /2008); 54 - Chapas, folhas, películas, tiras e lâminas de plástico classificadas nas posições 3919, 3920 e 3921 da NBM/SH (Decretos n o s /2008 e /2008); 55 - Revestimentos de pavimentos de polímeros de cloreto de vinila classificados na subposição da NBM/SH (Decretos n o s /2008 e /2008); 56 - Painéis de madeira industrializada classificados nas posições 4410 e 4411 da NBM/SH (Decreto n o /2008); 7% 18% 57 - Papéis planos classificados nos códigos , , , , , e da NBM/ SH destinados a indústria gráfica contribuintes do, desde que vinculados a posterior saída tributada pelo imposto (Decreto n o /2008) Kit para gás natural veicular (GNV), até leite não acondicionado em embalagem própria para consumo (Decreto n o /2013) 1 - Blocos pré-fabricados, ardósia, granito, mármore, quartzito e outras pedras ornamentais, até Tijolos cerâmicos, tijoleiras, complemento de tijoleira, peças ocas para tetos e pavimentos, telhas cerâmicas, tapa-vistas de cerâmica, manilhas, conexões cerâmicas, areia, brita, blocos pré-fabricados, ardósia, granito, mármore, quartzito e outras pedras ornamentais, até ; 3 - Mel, própolis, geleia real, cera de abelha e demais produtos da apicultura, até Energia elétrica destinada a produtor rural e utilizada na atividade de irrigação no período noturno, nos termos definidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL (Decreto n o /2008); 5 - Solução parenteral classificada na subposição da NBM/SH, promovidas pelo estabelecimento industrial fabricante (Decreto n o /2008); 6 - Bucha vegetal in natura (Decreto n o /2008); Nas demais operações e prestações internas e de importação. Art. 42, I, b, do R/MG Observação A importação para efeitos fiscais é considerada operação interna e sujeita à alíquota respectiva. 10 MG Tributário - Agosto/2014

11 2. OPERAÇÕES/PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS 2.1 Destinadas a contribuintes As alíquotas a seguir descritas são aplicáveis nas operações/prestações interestaduais realizadas entre contribuintes, ainda que destinadas a uso ou consumo do adquirente da mercadoria (ou do tomador do serviço): a) realizadas por contribuintes das Regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste e do Estado do Espírito Santo: - aplicar a alíquota de 12%, qualquer que seja a região em que estiver localizado o destinatário; b) realizadas por contribuintes das Regiões Sudeste e Sul: - aplicar a alíquota de 12%, quando o destinatário também estiver localizado na Região Sudeste ou Sul; - aplicar a alíquota de 7%, quando o destinatário estiver localizado nas Regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste ou no Estado do Espírito Santo. As regiões supramencionadas são compostas, para fins do, pelas seguintes Unidades da Federação: Região Norte: Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins; Região Nordeste: Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe; Região Centro-Oeste: Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal; Região Sudeste: Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo; Região Sul: Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul Transporte aéreo Na prestação de serviço de transporte aéreo interestadual de carga e mala postal, quando o tomador e o destinatário forem contribuintes do imposto, aplica-se a alíquota de 4% (art. 42, II, d, do R/MG). O Plenário do Supremo Tribunal Federal julgou parcialmente procedente o mérito da Ação Direta de Inconstitucionalidade n o proposta pela Procuradoria-Geral da República (DOU de , Seção 1, pág. 1). A decisão manifesta o seguinte entendimento: não incidência do na prestação de serviço de transporte aéreo intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. 2.2 Destinadas a não contribuintes Nesse caso, aplicar-se-á a alíquota prevista para as operações/prestações internas (art. 155, 2 o, VII, b, da Constituição Federal. 2.3 Operações interestaduais com bens e mercadorias importados A partir de 1 o , a alíquota do nas operações interestaduais com bens e mercadorias importados do exterior será de 4%. Essa alíquota será aplicada aos bens e mercadorias importados do exterior que, após seu desembaraço aduaneiro: a) não tenham sido submetidos a processo de industrialização; e b) ainda que submetidos a qualquer processo de transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento, reacondicionamento, renovação ou recondicionamento, resultem em mercadorias ou bens com Conteúdo de Importação superior a 40%. Conteúdo de Importação é o percentual correspondente ao quociente entre o valor da parcela importada do exterior e o valor total da operação de saída interestadual da mercadoria ou bem. A alíquota de 4% não se aplica: a) aos bens e mercadorias importados do exterior que não tenham similar nacional, a serem definidos em relação a ser editada pelo Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex); e b) aos bens produzidos em conformidade com os processos produtivos básicos de que tratam o Decreto-lei n o 288/1967 e as Leis n o s 8.248/1991, 8.387/1991, /2001 e /2007; e c) às operações que destinem gás natural importado do exterior a outros Estados. (Resolução do Senado Federal n o 13/2012) DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃO O Sistema de Arrecadação de Tributos e demais Receitas Estaduais foi disciplinado pela Resolução SF n o 3.286/2002. Os formulários de arrecadação, cujos modelos constam na referida Resolução, são indicados no Anexo I. Note-se que, para recolhimento do e da Taxa de Expediente, o documento de arrecadação (modelo ) poderá ser emitido pelo contribuinte por meio do programa disponibilizado pela Secretaria da Fazenda. Tributário - Agosto/2014 MG 11

12 Anexo I Formulários de Arrecadação 12 MG Tributário - Agosto/2014

13 TRIBUTOS ESTADUAIS Unidade Padrão Fiscal do Estado de Minas Gerais (UPFMG) Ano Mês Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 C 1.530,65 C 2.019,84 C 2.697,09 C 3.694,74 C 4.993, C 6.838,50 C 9.315,40 C ,56 C ,00 C ,28 C ,04 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19, ,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 19,94 38,53 38,62 De acordo com o Decreto n o /1995, a partir de 1 o , o Estado de Minas Gerais passou a utilizar a Unidade Fiscal de Referência (Ufir), em substituição à Unidade Padrão Fiscal do Estado de Minas Gerais (UPFMG). A conversão dos valores de UPFMG em Ufir será feita observando-se que uma UPFMG corresponde a 48,98 Ufir. A Ufir, que foi fixada em 1,0641 para o exercício de 2000, foi extinta por meio do art. 29, 3 o, da Lei n o /2002. Ressalte-se que a Lei n o /2001 instituiu a Unidade Fiscal do Estado de Minas Gerais (UFEMG). Os valores expressos em Unidade Padrão Fiscal do Estado de Minas Gerais (UPFMG) serão multiplicados por fator equivalente a 48,98. Unidade Fiscal do Estado de Minas Gerais (UFEMG) Ano Valor , , , , , , , , , , , , ,6382 Tributário - Agosto/2014 MG 13

14 MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE - OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA PRINCIPAL Tributo ISSQN Contribuinte Tabela de Incidência de Tributos Municipais Base de Cálculo Empresas em geral Sociedade de profissionais Preço do serviço (Vide nota ao final do quadro) (*) Sociedade de profissionais (*) a) pelos primeiros 5 profissionais 143,18*** b) pelo 6 o ao 10 o profissional 214,77*** c) pelo 11 o ao 20 o profissional 286,35*** d) a partir do 21 o profissional 357,94*** Incidência Mensal Autônomos de nível superior 170,68*** Trimestral Autônomos de nível médio e demais categorias 85,35*** Trimestral Vencimento Empresas em geral: até o dia 05 do mês subsequente. Empresas de transporte coletivo: até o dia 20 do mês subsequente ao da ocorrência do fato gerador. Até o dia 05 do mês subsequente. Trimestre Período Vencimento 1 o janeiro a março 05 de abril do respectivo ano 2 o abril a junho 05 de julho do respectivo ano 3 o julho a setembro 05 de outubro do respectivo ano outubro a dezembro 05 de janeiro do ano subsequente (*) Contribuinte com atividade de médico, enfermeiro, obstetra, ortóptico, fonoaudiólogo, protético, médico veterinário, contador, técnico em contabilidade, contabilista, agente de propriedade industrial, advogado, engenheiro, arquiteto, urbanista, agrônomo, dentista, economista e psicólogo prestada por sociedades constituídas por profissionais de mesma habilitação. (**) Valor em relação a cada profissional habilitado, sócio, empregado, ou não, que preste serviço em nome da sociedade, embora assumindo responsabilidade pessoal. (***) Valores atualizados pela variação do IPCA em 5,85% conforme Decreto n o /2014. (Portaria SCOMF n o 1/2004 e Lei n o 8.725/2003, alterada pela Lei n o 9.799/2009; Edital de Lançamento GETM s/n de ) Unidade Fiscal Padrão da Prefeitura de Belo Horizonte (UFPBH) Ano Mês Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,06 C 1.066,86 C 1.393,94 C 1.839,91 C 2.472,55 C 3.342, C 4.475,01 C 6.116,86 C 8.512,85 C ,33 C ,09 C , ,51 12,65 13,31 14,00 14,21 14, ,34 15,34 15,34 16,00 16,00 16,00 17,13 17,13 17,13 18,00 18,00 18,00 De acordo com a Lei Municipal n o 7.010/1995, desde , foi extinta a Unidade Fiscal Padrão da Prefeitura de Belo Horizonte (UFPBH). Os tributos e multas previstos na legislação municipal e fixados em UFPBH passaram, a partir de , a ser calculados em Unidade Fiscal de Referência (Ufir). A conversão dos valores dos tributos e das multas de UFPBH em Ufir será feita observando-se a equivalência de 22,6358 Ufirs para 1 (uma) UFPBH. A Ufir, que foi fixada em 1,0641 para o exercício de 2000, foi extinta por meio do art. 29, 3 o, da Lei n o / MG Tributário - Agosto/2014

15 TABELA DE CÓDIGOS DE TRIBUTAÇÃO DO ISS (CTISS), LISTA DE SERVIÇOS E RESPECTIVAS ALÍQUOTAS DO ISSQN O Município de Belo Horizonte instituiu a Tabela de Códigos de Tributação do Imposto sobre Serviços, que contém o CTISS, a descrição do serviço, o subitem da Lista de Serviços constante na Lei Complementar n o 116/2003 e a respectiva alíquota do ISS. A tabela a seguir reproduzida não está com a atualização de alíquotas realizada pela Lei n o /2013. Observar as alíquotas atualizadas na próxima tabela. CTISS Descrição Subitem Lista de Serviço /01-88 Análise e desenvolvimento de sistemas % /01-88 Programação % /02-88 Customização de programas % /01-88 Processamento de dados % /02-88 Provimento de acesso à internet % /03-88 Provimento de conteúdo para a internet % /04-88 Provimento de serviço de aplicação para internet % /05-88 Hospedagem para a internet % /06-88 Serviços de data center % /07-88 Outros serviços de processamento de dados % /01-88 Elaboração de programas de computadores % /02-88 Elaboração de jogos eletrônicos % /01-88 Licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação % /01-88 Assessoria e Consultoria em informática % Suporte técnico em informática, inclusive instalação, configuração e manutenção de programas de computação e banco de dados / % /01-88 Planejamento de páginas eletrônicas % /02-88 Confecção de páginas eletrônicas % /03-88 Manutenção de páginas eletrônicas % /04-88 Atualização de páginas eletrônicas % /01-88 Serviços de pesquisas e desenvolvimento de qualquer natureza % /01-88 Cessão de direito de uso de sinais de propaganda % /02-88 Cessão de direito de uso de marca % /03-88 Cessão de direito de uso de som ou imagem % /01-88 Exploração de salão de festas % /02-88 Exploração de centro de convenções % /03-88 Exploração de escritório virtual % /04-88 Exploração de stand % /05-88 Exploração de quadra esportiva % /06-88 Exploração de estádio % /07-88 Exploração de ginásio % /08-88 Exploração de auditório % /09-88 Exploração de casa de espetáculos % /10-88 Exploração de parque de diversões % /11-88 Exploração de canchas % Serviços de locação e cessão de uso de espaços destinados instalação de stands ou box em shoppings /12-88 populares, feiras shop e empreendimentos semelhantes, a cargo do proprietário do empreendimento % /13-88 Exploração de outras instalações para realização de eventos ou negócios de qualquer natureza % Locação, sublocação, arrendamento, direito de passagem ou permissão de uso, compartilhado ou não, /01-88 de ferrovia, rodovia, postes, cabos, dutos e condutos de qualquer natureza % /01-88 Cessão de andaimes % /02-88 Cessão de palco % /03-88 Cessão de coberturas ou tendas % Tributário - Agosto/2014 MG 15

16 CTISS Descrição Subitem Lista de Serviço /04-88 Cessão de outras estruturas de uso temporário % /01-88 Medicina % /02-88 Biomedicina % /03-88 medicina e biomedicina % /01-88 Análises clínicas, patológicas, citopatológica, de material genético e congêneres % /02-88 Radioterapia, quimioterapia, hemoterapia, litotripsia e congêneres % Radiologia, endoscopia, ultrassonografia, ressonância magnética, radiologia, tomografia, eletricidade /03-88 médica, audiometria e congêneres % /04-88 análises clínicas, patologia, citopatológica, eletricidade médica, radioterapia, quimioterapia, ultrassonografia, % ressonância magnética, radiologia, tomografia, eletricidade médica, audiometria e congêneres. Serviços de hospitais, clínicas, sanatórios, manicômios, casas de saúde, prontos-socorros, ambulatórios /01-88 e congêneres % /02-88 Serviço de atendimento a pessoa portadora de deficiência prestado por clínica especializada % /03-88 Serviços de laboratório, exceto análises clínicas, patológicas, citopatológica e de material genético % /04-88 hospitais, clínicas, laboratórios, sanatórios, manicômios, casas de saúde, prontos-socorros, ambulatórios % e congêneres /01-88 Instrumentação cirúrgica % /02-88 instrumentação cirúrgica % /01-88 Acupuntura % /02-88 acupuntura % /01-88 Enfermagem, inclusive serviços auxiliares % /02-88 enfermagem, inclusive serviços auxiliares % /01-88 Serviços de manipulação de fórmulas % /02-88 Outros serviços farmacéuticos % Convênio ou contrato celebrado com o SUS - Sistema Único de Saúde para prestação de serviços farmacêuticos / % /01-88 Terapia ocupacional, fisioterapia e fonoaudiologia % /02-88 terapia ocupacional, fisioterapia e fonoaudiologia % Terapias de qualquer espécie destinadas ao tratamento físico, orgânico e mental, inclusive RPG, reiki, /01-88 shiatsu, cromoterapia e outras % /02-88 Serviços de reabilitação profissional % /03-88 terapias de qualquer espécie destinadas ao tratamento físico, orgânico e mental % /01-88 Nutrição % /02-88 nutrição % /01-88 Obstetrícia % /02-88 obstetrícia % /01-88 Serviços odontológicos % /02-88 odontologia % /01-88 Ortóptica % /02-88 ortóptica % /01-88 Confecção de próteses sob encomenda % /02-88 próteses sob encomenda % /01-88 Psicanálise % /02-88 psicanálise % 16 MG Tributário - Agosto/2014

17 CTISS Descrição Subitem Lista de Serviço /01-88 Psicologia % /02-88 psicologia % /01-88 Serviços de casas de repouso e de recuperação, asilos e congêneres % /02-88 Serviços de creches ou congêneres % /03-88 casas de repouso e de recuperação, creches, asilos e congêneres % /01-88 Inseminação artificial, fertilização in vitro e congêneres % /02-88 inseminação artificial, fertilização in vitro e congêneres % /01-88 Bancos de sangue, leite, pele, olhos, óvulos, sêmen e congêneres % /02-88 bancos de sangue, leite, pele, olhos, óvulos, sêmen e congêneres % /01-88 Coleta de sangue, leite, tecidos, sêmen, órgãos e materiais biológicos de qualquer espécie % /02-88 coleta de sangue, leite, tecidos, sêmen, órgãos e materiais biológicos de qualquer espécie % /01-88 Unidade de atendimento, assistência, tratamento móvel, home care, e congêneres % / / / /01-88 Serviços de UTI móvel, ambulância e remoção, por via aérea ou terrestre, para atendimento, assistência ou tratamento à saúde humana. Convênio ou contrato celebrado com o SUS - Sistema Único de Saúde, para prestação de serviço de unidade de atendimento, assistência, tratamento móvel, home care, e congêneres, bem como de UTI móvel, ambulância e remoção, por via aérea ou terrestre, para atendimento, assistência ou tratamento à saúde humana. Planos de medicina de grupo ou individual e convênios para prestação de assistência médica, hospitalar, odontológica, e congêneres. Outros planos de saúde que se cumpram através de serviços de terceiros contratados, credenciados, cooperados ou apenas pagos pelo operador do plano mediante indicação do beneficiário % % % % /01-88 Medicina veterinária % /02-88 Zootecnia % /01-88 Hospitais, clínicas, ambulatórios, prontos-socorros e congêneres, na área veterinária % /01-88 Serviços de laboratórios de análise na área veterinária % /01-88 Inseminação artificial, fertilização in vitro e congêneres na área veterinária % /01-88 Bancos de sangue e de órgãos e congêneres na área veterinária % /01-88 Coleta de sangue, leite, tecidos, sêmen, órgãos e materiais biológicos de qualquer espécie na área veterinária % /01-88 Unidade de atendimento, assistência ou tratamento móvel e congêneres na área veterinária % /01-88 Guarda, alojamento ou serviço congêneres, para animais % /02-88 Tratamento, embelezamento, tosquia ou serviço congêneres, para animais % /03-88 Amestramento de animais % /04-88 Manejo de animais % /01-88 Planos de saúde e de atendimento e assistência médico-veterinária % /01-88 Barbearia, cabeleireiros, manicuros, pedicuros e congêneres % /01-88 Serviços de depilação ou congêneres % /02-88 Serviços de esteticistas, maquiagem e congêneres % /03-88 Serviços de tratamento de pele ou congêneres % /04-88 Tatuagem, piercing e congêneres % /01-88 Banhos, duchas, sauna e congêneres % /02-88 Serviço de massagem ou congêneres % /03-88 Exploração de sanitários, exceto banheiros químicos móveis % /01-88 Ginástica, musculação, dança, esportes, natação, artes marciais e demais atividades de condicionamento físico % /01-88 Centros de emagrecimento, SPA e congêneres % /01-88 Engenharia, exceto execução material de obra % /02-88 Agronomia, exceto execução material de obra % /03-88 Agrimensura ou congêneres, exceto execução material de obra % /04-88 Arquitetura, exceto execução material de obra % Tributário - Agosto/2014 MG 17

18 CTISS Descrição Subitem Lista de Serviço /05-88 Geologia, exceto execução material de obra % /06-88 Urbanismo ou congêneres, exceto execução material de obra % /07-88 Paisagismo ou congêneres, exceto execução material de obra % /01-88 Construção de edificações residenciais de qualquer tipo % /02-88 Construção de edificações comerciais de qualquer tipo % /03-88 Construção de edificações industriais % /04-88 Construção de edificações destinadas a usos diversos % /05-88 Montagem de edificações pré-moldadas ou pré-fabricadas de qualquer material e de natureza permanente % /06-88 Execução de obras em geral por contrato de administração % /07-88 Construção de rodovias, ruas e de outras vias, inclusive de praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, calçadas, passarelas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos % /08-88 Construção de vias férreas de superfície ou subterrâneas % /09-88 Construção de pistas de aeroportos % / / /12-88 Pavimentação ou recapeamento de rodovias, ruas e outras vias, inclusive de praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, calçadas, passarelas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos Execução de sinalização com pintura em rodovias, ruas e outras vias, inclusive em praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, passarelas, calçadas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos Instalação de dispositivos de sinalização em obras de edificações, rodovias, ruas e outras vias, inclusive em praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, calçadas, passarelas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos % % % /13-88 Construção de barragens, represas, canais, diques e congêneres % /14-88 Construção de usinas, estações e subestações hidrelétricas, eólicas, nucleares, termoelétricas e congêneres % /15-88 Construção de redes de transmissão e distribuição de energia elétrica % /16-88 Obras para implantação de serviços de telecomunicações, inclusive instalação de equipamentos, torres, antenas e complementos % /17-88 Construção de redes de telecomunicações % /18-88 Construção de sistemas para o abastecimento de água, inclusive reservatórios de distribuição, estações elevatórias de bombeamento, linhas principais de adução e redes de distribuição de água % /19-88 Construção de redes de coleta de esgoto, inclusive de interceptores % /20-88 Construção de estações de tratamento de esgoto % /21-88 Construção de estações de bombeamento de esgoto % /22-88 Construção de galerias pluviais % /23-88 Obras de irrigação % /24-88 Construção de redes de transporte por dutos, tais como oleodutos, gasodutos, minerodutos % /25-88 Construção de portos, marinas, eclusas, canais de navegação e congêneres % /26-88 Obras de enrocamentos % /27-88 Obras de aterro, exceto sanitário % /28-88 Montagem de estruturas metálicas permanentes em obras de construção civil % /29-88 Montagem e desmontagem de fôrmas para concreto em obras de construção civil % /30-88 Obras de montagem de instalações industriais tais como refinarias, indústrias químicas % / / /33-88 Montagem ou instalação de equipamentos incorporados às construções, como elevadores, escadas e esteiras rolantes, portas automáticas e giratórias e congêneres Serviços de operação e fornecimento de equipamentos para transporte e elevação de cargas e pessoas para uso em obras Serviços de escavação, transporte, depósito, nivelamento e compactação de terras, para realização de uma obra % % % /34-88 Os derrocamentos ou desmonte de rochas, exceto para exploração e explotação de recursos minerais % /35-88 Obras de terraplanagem para construção civil, inclusive a disponibilização de máquinas ou equipamentos com operador para este fim % /36-88 Drenagem % /37-88 Rebaixamento de lençóis freáticos % /38-88 Sondagens, perfurações e furos, exceto para exploração e explotação de recursos minerais % /39-88 Perfuração e construção de poços artesianos, cisternas, fossas e congêneres % 18 MG Tributário - Agosto/2014

19 CTISS /40-88 Descrição Execução de fundações diversas para edifícios e outras obras de engenharia civil, inclusive a cravação de estacas e a disponibilização de máquinas ou equipamentos com operador para estes fins Subitem Lista de Serviço % /41-88 Concretagem % /42-88 Impermeabilização em edifícios e outras obras de engenharia civil % /43-88 Construção de dutos, condutos e cabeamento para instalações telefônicas, redes de informática, televisão e comunicações % /44-88 Construção de sistemas de eletricidade, iluminação e para-raios em imóveis % /45-88 Construção de sistemas de iluminação e sinalização em vias e próprios públicos, rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e congêneres % /46-88 Construção de redes para distribuição de gases e fluidos diversos % /47-88 Construção de sistemas de alarme, prevenção e proteção contra incêndio % /48-88 Construção de sistemas de aquecimento de água, ambientes e congêneres em imóveis % /49-88 Execução de obras hidráulicas e sanitárias % /50-88 Construção de sistemas de refrigeração central em imóveis % /51-88 Obras de alvenaria, chapisco, emboço e reboco % /52-88 Colocação de revestimentos de cerâmica, azulejo, mármore, granito, pedras e outros materiais em obras de engenharia % /53-88 Instalação de esquadrias de metal, de madeira ou de qualquer outro material em obra de engenharia % /54-88 Colocação de vidros, cristais e espelhos em obras de construção civil % /55-88 Instalação de revestimento em dutos e tubulações % /56-88 Serviços de pintura em obras de construção civil % /57-88 Execução de trabalhos em madeira em obras de construção civil % /58-88 Serviços de acabamento em gesso, estuque e outros materiais em obras de construção civil % /59-88 Outras obras de engenharia não especificadas anteriormente % /60-88 Tratamentos térmicos, acústicos ou de vibração % /01-88 Elaboração de planos diretores relacionados com serviços e obras de engenharia % /02-88 Elaboração de estudos de viabilidade relacionados com serviços e obras de engenharia % /03-88 Elaboração de estudos organizacionais e outros, relacionados com serviços e obras de engenharia % /04-88 Elaboração de anteprojetos, projetos básicos e projetos executivos para trabalhos de engenharia % /05-88 Outros serviços de engenharia consultiva relacionados com serviços e obras de engenharia % /01-88 Demolição e desmonte de estruturas e construções % /01-88 Reparação, conservação e reforma de edifícios e congêneres % /02-88 Reparação, conservação e reforma de estradas, pontes, viadutos, tuneis e congêneres % /03-88 Operação tapa buracos em vias em geral % /04-88 Reparação, conservação e reforma de portos e congêneres % /05-88 Reparação, conservação e reforma de imóveis em geral % /06-88 Execução de reforço de fundações para edifícios e outras obras de engenharia civil % /07-88 Reparação, conservação e reforma de ruas e de outros logradouros, inclusive de praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, calçadas, passarelas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos % /08-88 Reparação, conservação e reforma de vias férreas de superfície ou subterrâneas % /09-88 Reparação, conservação e reforma de sinalização com pintura em rodovias, ruas e outras vias, inclusive em praças, pontes, viadutos, túneis, elevados, passarelas, calçadas, pistas de aeroportos e locais para estacionamentos de veículos % /10-88 Reparação, conservação e reforma de barragens, represas, canais, diques e congêneres % /11-88 Reparação, conservação e reforma de usinas, estações e subestações hidrelétricas, eólicas, nucleares, termoelétricas e congêneres % /12-88 Reparação, conservação e reforma de redes de transmissão e distribuição de energia elétrica % / /14-88 Reparação, conservação e reforma de sistemas para o abastecimento de água, inclusive reservatórios de distribuição, estações elevatórias de bombeamento, linhas principais de adução e redes de distribuição de água Reparação e reforma de redes de coleta, estações de tratamento e bombeamento de esgoto, inclusive de interceptores % % /15-88 Reparação e reforma de galerias pluviais % /16-88 Reparação e reforma de redes de transporte por dutos, tais como oleodutos, gasodutos e minerodutos % Tributário - Agosto/2014 MG 19

20 CTISS /17-88 Descrição Reparação e reforma de dutos, condutos e cabeamento para instalações telefônicas, redes de informática, televisão e comunicações. Subitem Lista de Serviço % /18-88 Reparação, conservação e reforma de portos, marinas, eclusas, canais de navegação e congêneres % /19-88 Reparação e reforma de estruturas metálicas permanentes em obras de construção civil % /20-88 Reparação e reforma de redes para distribuição de gases e fluidos diversos % /21-88 Reparação e reforma de isolamentos térmicos, acústicos ou de vibração % /01-88 Colocação de tapetes, carpetes, assoalhos, piso flutuante e congêneres, com material fornecido pelo tomador do serviço % /02-88 Instalação de cortinas com material fornecido pelo tomador do serviço % /03-88 Colocação de revestimentos de parede com material fornecido pelo tomador do serviço % /04-88 Instalação de vidros com material fornecido pelo tomador do serviço % /05-88 Instalação de divisórias com material fornecido pelo tomador do serviço % /06-88 Instalação de placas de gesso com material fornecido pelo tomador do serviço % /07-88 Instalações de acessórios e complementos em bens imóveis com material fornecido pelo tomador do serviço % /01-88 Recuperação, raspagem, polimento, lustração de pisos e congêneres % /02-88 Aplicação de sinteco % /01-88 Calafetação % /01-88 Varrição de lixo, rejeitos e outros resíduos quaisquer % /02-88 Coleta e remoção de lixo, entulhos, rejeitos e outros resíduos quaisquer % /03-88 Coleta e remoção de lixo, entulhos, rejeitos e outros resíduos quaisquer por meio de caçambas % /04-88 Incineração, tratamento, reciclagem e separação de lixo, rejeitos e outros resíduos quaisquer % /05-88 Coleta, tratamento ou remoção de rejeitos e outros resíduos quaisquer por meio de banheiros químicos % /06-88 Destinação final de lixo, rejeitos e outros resíduos quaisquer, inclusive aterro sanitário % /07-88 Gestão de redes de esgoto % /08-88 Descontaminação e outros serviços de gestão de resíduos % /01-88 Limpeza de vias e logradouros públicos, parques, jardins e congêneres % /02-88 Limpeza de imóveis, chaminés, piscinas e congêneres % /03-88 Manutenção e conservação de vias e logradouros % /04-88 Manutenção e conservação de imóveis, chaminés, piscinas, parques, jardins e congêneres % /01-88 Decoração % /02-88 Jardinagem, inclusive corte e poda de árvores % /01-88 Controle e tratamento de efluentes de qualquer natureza e de agentes físicos, químicos e biológicos % /01-88 Dedetização, desinfecção, desinsetização, imunização, higienização, desratização e congêneres em bens imóveis % /02-88 Pulverização e controle de pragas % /01-88 Florestamento, reflorestamento % /02-88 Adubação % /03-88 Semeadura % /04-88 Outros serviços de agricultura e congêneres tais como plantio, colheita, desmatamento, destocamento % /01-88 Escoramento e serviços congêneres % /02-88 Contenção de encostas e serviços congêneres % /01-88 Limpeza e dragagem de rios, portos, canais, baías, lagos, lagoas, represas, açudes e congêneres % /01-88 Acompanhamento e fiscalização da execução de obras de engenharia, arquitetura e urbanismo realizados no local da obra (não vinculado a liberação de crédito próprio) % /01-88 Aerofotogrametria, inclusive interpretação % /02-88 Cartografia, geográficos, mapeamento ou congêneres % /03-88 Levantamentos topográficos ou congêneres % /04-88 Levantamentos batimétricos ou congêneres % /05-88 Levantamentos geodésicos, geológicos, geofísicos e congêneres % /01-88 Pesquisa, perfuração, cimentação, mergulho, perfilagem, concretação, testemunhagem, pescaria, estimulação e outros serviços relacionados com a exploração e explotação de petróleo ou gás natural % /02-88 Serviços relacionados com a exploração recursos minerais, exceto petróleo e gás natural % /01-88 Nucleação e bombardeamento de nuvens e congêneres % 20 MG Tributário - Agosto/2014

Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário MINAS GERAIS

Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário MINAS GERAIS MINAS GERAIS IMPORTANTE (1) O Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas é composto de três Cadernos: Tributário Federal, Tributário Estadual e Trabalhista/ Previdenciário. (2) Este Calendário

Leia mais

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Minas Gerais JANEIRO Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Tributário

Leia mais

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/print/module/print.html?source=printlink

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/print/module/print.html?source=printlink Page 1 of 21 Agenda de Obrigações Estadual - Minas Gerais - Agosto/2011 28 de de 2011 Agosto D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Hoje Obrigações

Leia mais

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Minas Gerais Tributário MARÇO Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

Leia mais

Até: Sexta-feira, dia 2 ICMS - Scanc Fato Gerador: Dezembro/2014

Até: Sexta-feira, dia 2 ICMS - Scanc Fato Gerador: Dezembro/2014 Até: Sexta-feira, dia 2 - Scanc Transportador Revendedor Retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante

Leia mais

Minas Gerais > Agosto/2015

Minas Gerais > Agosto/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Minas Gerais

Leia mais

CAPÍTULO VII Da Alíquota

CAPÍTULO VII Da Alíquota Art. 42. As alíquotas do imposto são: CAPÍTULO VII Da Alíquota I - nas operações e prestações internas: a) 25% (vinte e cinco por cento), nas operações com as seguintes mercadorias: a.1) cigarros e produtos

Leia mais

Fundamento Legal: Convênio ICMS nº 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1º, I e Ato Cotepe/ICMS nº 33/2014

Fundamento Legal: Convênio ICMS nº 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1º, I e Ato Cotepe/ICMS nº 33/2014 Agenda de Obrigações Estadual - São Paulo - Maio/2015 Até: Segunda-feira, dia 4 - Scanc Transportador Revendedor Retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis

Leia mais

Página 1 de 12 Agenda Tributária Emissão: às 14:02h Agenda Tributária (Janeiro de 2014) Obrigações Filtros Aplicados: Agenda: Janeiro/2014 - Estado: São - Cidade: São - Dia Inicial: 1 - Dia Final: 31 Dia

Leia mais

Distrito Federal > Novembro/2015

Distrito Federal > Novembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Distrito Federal

Leia mais

Maranhão > Novembro/2015

Maranhão > Novembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Maranhão >

Leia mais

As atividades econômicas cujas operações estão sujeitas a obrigações específi cas não estão relacionadas nesta agenda. Histórico (descrição)

As atividades econômicas cujas operações estão sujeitas a obrigações específi cas não estão relacionadas nesta agenda. Histórico (descrição) Agenda de Obrigações Fiscais Obrigações Estadual e Municipal OBRIGAÇÕES ESTADUAL E MUNICIPAL de AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAIS No quadro a seguir, relacionamos os prazos de e as obrigações acessórias do,

Leia mais

ANO XXVI - 2015 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015

ANO XXVI - 2015 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 ANO XXVI - 2015 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 ASSUNTOS DIVERSOS DAS COMPLEMENTAR - GENERALIDADES SOBRE A EMISSÃO... Pág. 02 ICMS PR ALÍQUOTAS DO ICMS - REGIÃO NORTE - ATUALIZAÇÃO

Leia mais

ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO

ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO 02/Jun. 2ª Feira. Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante A entrega das informações

Leia mais

Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante

Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO 02/Jan. 6ª Feira. Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante A entrega das informações

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014

AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014 AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014 Dia: 02 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Transportador Revendedor Retalhista - TRR O Transportador

Leia mais

Fundamento Legal: Convênio ICMS nº 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1º, I e Ato Cotepe/ICMS nº 33/2014

Fundamento Legal: Convênio ICMS nº 110/2007, cláusula vigésima sexta, 1º, I e Ato Cotepe/ICMS nº 33/2014 Agenda de Obrigações Estadual - São Paulo - Julho/2015 Até: Quarta-feira, dia 1 - Scanc Transportador Revendedor Retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis

Leia mais

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/templates/coreonline/onlinehom...

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/templates/coreonline/onlinehom... 1 de 16 07/01/2016 14:41 Agenda de Obrigações Estadual - São Paulo - Janeiro/2016 Orientações IOB Esta agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor.

Leia mais

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015 OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015 04/09/2015 GIA/Água Natural Fornecedores de água natural canalizada Prazo para transmitir pela internet a GIA até o dia 4 do segundo mês subsequente da ocorrência

Leia mais

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS E MUNICIPAIS MINAS GERAIS ABRIL/2015

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS E MUNICIPAIS MINAS GERAIS ABRIL/2015 OBRIGAÇÕES ESTADUAIS E MUNICIPAIS MINAS GERAIS ABRIL/2015 ICMS PRÓPRIO/OUTRAS OBRIGAÇÕES ESTADUAIS 2 ICMS/INDÚSTRIA DE COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES, INCLUSIVE ÁLCOOL PARA FINS CARBURANTES, EXCETO OS DEMAIS

Leia mais

Mato Grosso > Agosto/2015

Mato Grosso > Agosto/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Mato Grosso

Leia mais

Minas Gerais > Fevereiro/2016

Minas Gerais > Fevereiro/2016 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Minas Gerais

Leia mais

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Mato Grosso/ Mato Grosso do Sul JANEIRO Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

Leia mais

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO 1. O que é substituição tributária? O regime de substituição tributária é caracterizado pelo deslocamento da responsabilidade pelo pagamento do ICMS relativo a determinadas operações ou prestações para

Leia mais

IMPOSTO UF Descrição 10/02/2010 Comprovante de Pagamento ou Crédito a Pessoa Jurídica de Juros sobre o Capital Próprio (JANEIRO/2010) INSS FEDERAL

IMPOSTO UF Descrição 10/02/2010 Comprovante de Pagamento ou Crédito a Pessoa Jurídica de Juros sobre o Capital Próprio (JANEIRO/2010) INSS FEDERAL IMPOSTO UF Descrição 10/02/2010 Comprovante de Pagamento ou Crédito a Pessoa Jurídica de Juros sobre o Capital Próprio (JANEIRO/2010) INSS FEDERAL GPS - Envio ao Sindicato (JANEIRO/2010) IPI FEDERAL Cigarros

Leia mais

Estadual - SP Mês: 01/2016

Estadual - SP Mês: 01/2016 Estadual Estadual - SP Mês: 01/2016 Dia: 04 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Transportador Revendedor Retalhista - TRR O Transportador Revendedor Retalhista

Leia mais

TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR

TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR ASSUNTO: Operações interestaduais. De início, ressalte-se que, para efeito deste trabalho, toda alusão genérica feita a Estado é extensiva ao Distrito

Leia mais

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE Anexos 4.0 Substituição Tributária Anexos 4.2 Substituição Tributária das Operações com Água Mineral, Água Potável, Cerveja, Chope, Gelo e Refrigerante. Protocolo ICMS 11/1991 Alterações: Protocolo ICMS

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS ICMS

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS ICMS CONCEITO A substituição tributária é o instituto pelo qual o Estado transfere a responsabilidade de recolhimento do imposto para terceiro, que não deu causa ao

Leia mais

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MARÇO/2008

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MARÇO/2008 OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MARÇO/2008 5 ICMS/CONTRIBUINTES DE GRANDE PORTE Recolhimento do imposto devido pelos contribuintes relacionados no Decreto 31.235/2002, relativamente ao mês de fevereiro/2008.

Leia mais

ICMS - Substituição tributária - Produtos submetidos ao regime por meio de Protocolos - Quadro sinótico

ICMS - Substituição tributária - Produtos submetidos ao regime por meio de Protocolos - Quadro sinótico ICMS - Substituição tributária - Produtos submetidos ao regime por meio de Protocolos - Quadro sinótico 22 de Fevereiro de 2013 Em face da publicação do Despacho SE/Confaz nº 27/2013 - DOU 1 de 21.02.2013,

Leia mais

IPI ICMS - PA LEGISLAÇÃO - PA ANO XXII - 2011-3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2011

IPI ICMS - PA LEGISLAÇÃO - PA ANO XXII - 2011-3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2011 IPI ANO XXII - 2011-3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2011 DIF-BEBIDAS - PROCEDIMENTOS PARA ENTREGA EM 2011 Conceitos - Prazo - Conteúdo - Infrações e Penalidades... ICMS - PA ALÍQUOTAS

Leia mais

Dia 01 - Quarta-feira

Dia 01 - Quarta-feira AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS DE SAO PAULO JULHO DE 2015 Dia 01 - Quarta-feira Tributo/Obrigação: SCANC Descrição: Apresentação, pelo contribuinte Transportador Revendedor Retalhista (TRR), das informações

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 46 IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS Dr. João Inácio Correia (advcor@mandic.com.br)

Leia mais

ALÍQUOTAS INTERNAS DO ICMS

ALÍQUOTAS INTERNAS DO ICMS ALÍQUOTAS INTERNAS DO ICMS Operações e Prestações no Estado do Rio de Janeiro Relacionamos, a seguir, as alíquotas do ICMS vigentes no Estado do Rio de Janeiro, a que se refere o art. 14, Livro II, do

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO Agosto de 2015 Palestra DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA NA AQUISIÇÃO DE MERCADORIAS INTRERESTADUAIS Tributação do ICMS nas entradas de outra Unidade da Federação

Leia mais

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MAIO/2008

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MAIO/2008 OBRIGAÇÕES ESTADUAIS RIO DE JANEIRO MAIO/2008 8 9 ICMS/CONTRIBUINTES DE GRANDE PORTE Recolhimento do imposto devido pelos contribuintes relacionados no Decreto 31.23/2002, relativamente ao mês de abril/2008.

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Fortaleza, 31/03/15. com Paulo Almada

Fortaleza, 31/03/15. com Paulo Almada Fortaleza, 31/03/15 com Paulo Almada Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação ICMS Como

Leia mais

COMUNICADO CAT Nº 22 DE 27/05/2009 DOE-SP de 28/05/2009

COMUNICADO CAT Nº 22 DE 27/05/2009 DOE-SP de 28/05/2009 COORDENADOR DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA COMUNICADO CAT Nº 22 DE 27/05/2009 DOE-SP de 28/05/2009 O Coordenador da Administração Tributária declara que as datas fixadas para cumprimento das Obrigações Principais

Leia mais

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada.

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. ANEXO 4.7 Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. Protocolo ICMS 19/1985 Alterações: Protocolo ICMS 09/1986, 10/1987, 53/91, 05/98, 07/2000, 12/06, 72/07,

Leia mais

D S T Q Q S S. aneiroj OBRIGAÇÕES FISCAIS E TRABALHISTAS DO MÊS DE OUTUBRO DE 2015

D S T Q Q S S. aneiroj OBRIGAÇÕES FISCAIS E TRABALHISTAS DO MÊS DE OUTUBRO DE 2015 aneiroj TRABALHISTAS DO MÊS IOF Pagamento do IOF apurado no terceiro decêndio de Setembro de 2015. 05 (segunda-feira) 06 (terça-feira) 07 (quarta-feira) 09 Salário do mês de Setembro de 2015 FGTS CAGED

Leia mais

Comunicado CAT - 48, de 27-10-2009. DOE-SP 28/10/2009.

Comunicado CAT - 48, de 27-10-2009. DOE-SP 28/10/2009. Comunicado CAT - 48, de 27-10-2009. DOE-SP 28/10/2009. O Coordenador da Administração Tributária declara que as datas fixadas para cumprimento das OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS e ACESSÓRIAS, do mês de novembro

Leia mais

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar 24/09/2014 Substituição Tributária A substituição tributária do ICMS é um regime jurídico em que

Leia mais

BAHIA - NOVEMBRO DE 2015

BAHIA - NOVEMBRO DE 2015 BAHIA - NOVEMBRO DE 2015 Dia 03 - Terça-feira Descrição: Arquivo Magnético (SCANC) Transportador Revendedor Retalhista (TRR) etílico anidro combustível ou Biodiesel B100 (Ato COTEPE nº 33/14, I, e Convênio

Leia mais

Mato Grosso > Novembro/2015

Mato Grosso > Novembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Mato Grosso

Leia mais

Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004

Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004 Comunicado CAT n 36, De 29-07-2004 (DOE de 30-07-2004; Rep 31-07-2004) Esclarece sobre a impossibilidade de aproveitamento dos créditos de ICMS provenientes de operações ou prestações amparadas por benefícios

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

ICMS - Tabela - Pagamento do Imposto - Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) Formas de Preenchimento

ICMS - Tabela - Pagamento do Imposto - Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) Formas de Preenchimento ICMS - Tabela - Pagamento do Imposto - Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) Formas de Preenchimento Este procedimento dispõe sobre os requisitos necessários para a emissão da GNRE

Leia mais

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO Sumário 1. Introdução 2. Antecipação tributária 3. Produtos sujeitos - Relação

Leia mais

Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015

Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015 Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015 Dia: 07 CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados Envio ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) da relação das admissões, demissões e transferências

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011

Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011 Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011 (DOE 28-07-2011) O Coordenador da Administração Tributária declara que as datas fixadas para cumprimento das OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS e ACESSÓRIAS, do mês de agosto de

Leia mais

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14 Fortaleza, 06/06/14 Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Em análise: I C M S Questões Atuais Arquivos Eletrônicos ICMS-ST com Material de Construção ICMS-ST com Supermercado/minimercado/atacadistas

Leia mais

TRIBUTOS INCIDENTES SOBRE OPERAÇÕES DO COMÉRCIO EXTERIOR

TRIBUTOS INCIDENTES SOBRE OPERAÇÕES DO COMÉRCIO EXTERIOR TRIBUTOS INCIDENTES SOBRE OPERAÇÕES DO COMÉRCIO EXTERIOR Expositor: AFRFB JUVÊNCIO SOUSA FERREIRA (ALF/FOR/SADAD) SEMINÁRIO: A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE ADUANEIRO NA PROTEÇÃO DA SOCIEDADE E NO PROCESSO DE

Leia mais

Agenda Tributária do Estado do Rio Grande do Sul Julho/2014

Agenda Tributária do Estado do Rio Grande do Sul Julho/2014 Agenda Tributária do Estado do Rio Grande do Sul Julho/2014 01/07-3 Feira - COMBUSTÍVEIS - Arquivo Magnético Entrega, por transmissão eletrônica de dados, pelo Transportador Revendedor Retalhista - TRR,

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES - 30/03 A 05/04/2014

AGENDA DE OBRIGAÇÕES - 30/03 A 05/04/2014 AGENDA DE OBRIGAÇÕES - 30/03 A 05/04/2014 Dia: 01 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Transportador Revendedor Retalhista - TRR O Transportador Revendedor

Leia mais

Pergunte à CPA. Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG

Pergunte à CPA. Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG 12/06/2014 Pergunte à CPA Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG Apresentação: Helen Mattenhauer Convênio e Protocolos CONVÊNIO: Constitui um acordo entre os Estados, cujo elaboração tem por

Leia mais

Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014

Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014 Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014 Dia: 06 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Importador O contribuinte importador de combustíveis deverá entregar,

Leia mais

PARECER TÉCNICO 2014

PARECER TÉCNICO 2014 1 Nº DO LINK: pr040/2014 NOTIFICAÇÃO DA DTR: 18/12/2014 (JG 00719298 5 BR) ASSUNTO: ICMS. NF-e. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO COM FINALIDADE DE ACOBERTAR O TRANSPORTE DE GADO BOVINO. PEDIDO Empresa requerente

Leia mais

EMPRESA DE REFEIÇÕES COLETIVAS

EMPRESA DE REFEIÇÕES COLETIVAS (atualizado em 19/09/2013) 2 ÍNDICE 1. REGRAS GERAIS...5 2. CREDENCIAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO CRÉDITO PRESUMIDO...6 3. RECUPERAÇÃO DOS CRÉDITOS RELATIVOS À MERCADORIA SUJEITA AO REGIME DE ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA...7

Leia mais

Tributos incidentes sobre os combustíveis

Tributos incidentes sobre os combustíveis Tributos incidentes sobre os combustíveis MARCELO SOBREIRO MACIEL Consultor Legislativo da Área III Tributação e Direito Tributário DEZEMBRO/2011 MARCELO SOBREIRO MACIEL 2 2011 Câmara dos Deputados. Todos

Leia mais

Marcelo Fernandez CEAGESP 14/08/2009

Marcelo Fernandez CEAGESP 14/08/2009 Projeto Nota Fiscal Eletrônica Marcelo Fernandez CEAGESP 14/08/2009 Agenda Conceitos da NF-e Histórico Modelo Operacional Cancelamento Contingência Consulta Legislação Massificação da NF-e Obrigatoriedade

Leia mais

ANO XXV - 2014 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2014

ANO XXV - 2014 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2014 ANO XXV - 2014 1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2014 ASSUNTOS DIVERSOS DCIDE-COMBUSTÍVEIS - EXTINÇÃO DA APRESENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO... Pág. 02 ICMS DF/GO/TO ALÍQUOTAS DO ICMS - REGIÃO

Leia mais

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO

APÊNDICE XXVII. CRÉDITO ADMITIDO (% sobre a Base de Cálculo) 1% UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE ORIGEM ITEM MERCADORIA BENEFÍCIO APÊNDICE XXVII MERCADORIAS ORIUNDAS DE OUTRAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO BENEFICIADAS COM INCENTIVO OU FAVOR FISCAL OU FINANCEIRO-FISCAL EM DESACORDO COM A LEI COMPLEMENTAR Nº 24/75 UNIDADE DA FEDERAÇÃO DE

Leia mais

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Minas Gerais. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Minas Gerais. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas Boletimj Manual de Procedimentos Fascículo N o 03/2014 Minas Gerais Aviso Importante Este fascículo contém folha extra do Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas IOB referente ao mês de Janeiro/2014.

Leia mais

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010).

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Anexo 4.0 Substituição Tributária Anexo 4.4 (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Da Substituição Tributária nas Operações com Carne Bovina, Bubalina e Subproduto; Gado Bovino

Leia mais

Agenda Tributária: de 07 a 10 de junho de 2015

Agenda Tributária: de 07 a 10 de junho de 2015 Agenda Tributária: de 07 a 10 de junho de 2015 Dia: 09 ICMS-SP - Retido Antecipadamente por Substituição Tributária - CPR 1090 O estabelecimento sujeito ao Regime Periódico de Apuração, enquadrado no CPR

Leia mais

Art. 341. É suspensa a incidência do ICMS:

Art. 341. É suspensa a incidência do ICMS: Art. 341. É suspensa a incidência do ICMS: I - nas saídas internas, interestaduais e para o exterior, de mercadorias ou bens destinados a industrialização, conserto ou operações similares, bem como nos

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS. (atualizado até 30.06.2008)

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS. (atualizado até 30.06.2008) SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA REGRAS GERAIS (atualizado até 30.06.2008) ÍNDICE ÍNDICE... 4 INTRODUÇÃO... 5 1. DO REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA... 6 2. INAPLICABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO... 9 3. CÁLCULO DO

Leia mais

Fevereiro/ 2014. Diário Federal RAIS; Minas Gerais Rio Grande do Sul. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Minas Gerais Santa Catarina

Fevereiro/ 2014. Diário Federal RAIS; Minas Gerais Rio Grande do Sul. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Minas Gerais Santa Catarina Fevereiro/ 2014 Diário RAIS; 02 ICMS-MG GIA/Água Natural; 03 Arquivo Eletrônico SCANC; 04 05 06 07 MG-DAPI 1; ICMS-MG Arquivo Eletrônico SCANC; Aprendizagem - Número de Matrículas Novas; IRRF; IOF; ICMS-MG

Leia mais

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim

Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas Boletim Distrito Federal/Goiás JANEIRO Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

Leia mais

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Apresentador: José Alves F. Neto Transporte - conceito ICMS X ISS Como determinar a competência Fato gerador RICMS/SP Artigo 2º - Ocorre

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze)

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) *C0051416A* C0051416A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) Institui isenção da contribuição para o PIS/PASEP, COFINS e CIDE- Combustíveis incidente sobre o óleo

Leia mais

COMUNICADO CAT Nº 36, de 29-07-2004

COMUNICADO CAT Nº 36, de 29-07-2004 Página 1 de 10 Portal do Governo Cidadão.SP Investimentos.SP Destaques Home Institucional Serviços Legislação Prestando Contas Municípios e Parcerias Notícias Download Fale Conosco Índices : Legislação

Leia mais

Art. 3º O art. 293, do RICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, passa a vigorar com. a seguinte redação: Art. 293... (...

Art. 3º O art. 293, do RICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, passa a vigorar com. a seguinte redação: Art. 293... (... DECRETO Nº 17.706, DE 9 DE AGOSTO DE 2004. Altera o Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, para dispor sobre isenção de produtos intermediários destinados à produção

Leia mais

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016 Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016 Assunto: Base legal: ICMS relativo ao diferencial de alíquota após as alterações implementadas pela Emenda Constitucional nº 87/2015 Seção IV do Capítulo I

Leia mais

Paraná > Dezembro/2015

Paraná > Dezembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Paraná > Dezembro/20

Leia mais

Composto por quatro dígitos, deverá, obrigatoriamente, ser informado no preenchimento da Nota Fiscal conforme Tabela de Códigos Fiscais.

Composto por quatro dígitos, deverá, obrigatoriamente, ser informado no preenchimento da Nota Fiscal conforme Tabela de Códigos Fiscais. 2 - PRENCHIMENTO DE NOTA FISCAL MERCANTIL. 2.1 CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) Composto por quatro dígitos, deverá, obrigatoriamente, ser informado no preenchimento da Nota Fiscal conforme

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SRF

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SRF SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SRF INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 539 DE 25 /04 /2005 Altera a Instrução Normativa SRF nº 480, de 15 de dezembro de 2004, que dispõe sobre a retenção de tributos e contribuições

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS COÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0019, DE 2 DE OUTUBRO DE 2001

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0019, DE 2 DE OUTUBRO DE 2001 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0019, DE 2 DE OUTUBRO DE 2001 Publicada no DOE(Pa) 03.10.01. Alterada pela IN 19/04. Revogada pela IN 19/10, efeitos a partir de 03.09.10. Define as mercadorias de que trata o art.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 Institui hipótese de responsabilidade pelo pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE. Faço

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional 09/01/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Transferência de Crédito do ICMS pelos Optantes do... 4 3.2 Do Ressarcimento

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/04/2010

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/04/2010 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Dia 07/04/2010 SALÁRIOS - Pagamento de salários - mês de MARÇO/2010 - Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT. FGTS - Recolhimento do mês de MARÇO/2010 - Base legal:

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 03/12/2009

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 03/12/2009 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Dia 07/12/2009 SALÁRIOS - Pagamento de salários - mês de NOVEMBRO/2009 - Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT. FGTS - Recolhimento do mês de NOVEMBRO/2009 - Base

Leia mais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais Novembro/ 2015 02 ICMS-MG 03 04 05 a) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- Fato Gerador de Agosto/2015; b) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Pagamento Antecipado

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/07/2011

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/07/2011 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Dia 06/07/2011 SALÁRIOS - Pagamento de salários - mês de JUNHO/2011 - Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT. Dia 07/07/2011 FGTS - Recolhimento do mês de JUNHO/2011

Leia mais

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina Fevereiro/ 2015 02 a)contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- FG de Novembro/2014; b)simples NACIONAL Pagamento Antecipado na entrada no Estado de de mercadorias sujeitas

Leia mais

Convém ressaltar, de início, que o benefício do diferimento não se confunde com a isenção ou com a suspensão do imposto.

Convém ressaltar, de início, que o benefício do diferimento não se confunde com a isenção ou com a suspensão do imposto. ICMS/SP - Diferimento - Tratamento fiscal 6 de Abril de 2010 Em face da publicação do Decreto nº 55.305/2009 - DOE SP de 31.12.2009, este procedimento foi atualizado (tópico 9 - bens do ativo imobilizado

Leia mais

Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário RIO DE JANEIRO

Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas - Tributário RIO DE JANEIRO RIO DE JANEIRO IMPORTANTE (1) O Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas é composto de três Cadernos: Tributário Federal, Tributário Estadual e Trabalhista/ Previdenciário. () Este Calendário

Leia mais

ANO XXVI - 2015 2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2015

ANO XXVI - 2015 2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2015 ANO XXVI - 2015 2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2015 IPI FATO GERADOR - HIPÓTESES E EXCEÇÕES... Pág. 08 ICMS PA ALÍQUOTAS DO ICMS NAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO - REGIÃO SUDESTE - ATUALIZAÇÃO

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011.

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 HIPÓTESES DE INCIDÊNCIA 2.1

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL (SRF e INSS)

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL (SRF e INSS) AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Dia 06/12/2011 SALÁRIOS - Pagamento de salários - mês de NOVEMBRO/2011 - Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT. Dia 07/12/2011 FGTS - Recolhimento do mês de NOVEMBRO/2011

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos. Calculo de IPI por Pauta para Sorvetes acondicionados em potes de 1 a 2 litros - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos. Calculo de IPI por Pauta para Sorvetes acondicionados em potes de 1 a 2 litros - Federal potes de 1 a 2 litros - Federal 18/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1 Instrução Normativa nº 32 de 2012 do Estado

Leia mais

PROGRAMA CURSO EXTENSÃO EM ICMS/RS

PROGRAMA CURSO EXTENSÃO EM ICMS/RS PROGRAMA CURSO EXTENSÃO EM ICMS/RS O curso abrangerá todo o Regulamento do ICMS/RS, desde o básico até a legislação avançada. Para fazer jus ao certificado o contratante deverá comprovar presença mínima

Leia mais

IPI ICMS - DF/GO/TO LEGISLAÇÃO - DF LEGISLAÇÃO - TO ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009

IPI ICMS - DF/GO/TO LEGISLAÇÃO - DF LEGISLAÇÃO - TO ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009 ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009 IPI SUSPENSÃO - LEI Nº 10.637/2002 - PROCEDIMENTOS Introdução - Estabelecimentos Com Direito à Suspensão - Preponderância de Faturamento

Leia mais

ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária. Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim.

ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária. Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim. ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim. OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA OBRIGATORIEDADE DE CUMPRIR A EXIGÊNCIA DE NATUREZA TRIBUTÁRIA PRINCIPAL - Obrigação

Leia mais