ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 4º Trimestre Página 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 4º Trimestre Página 1"

Transcrição

1 Página 1

2 ACEPI Quem Somos? A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, nova designação da ACEP, após ter passado a integrar também as entidades e os profissionais da área da publicidade online, é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas formas de Comércio Electrónico e da Publicidade Interactiva, constituindo um fórum independente e aberto para o debate, potenciação, promoção, generalização e dignificação destas realidades e temáticas em Portugal. A ACEPI congrega actualmente as mais relevantes entidades e profissionais ligados ao Comércio Electrónico e à Publicidade Interactiva em Portugal, incluindo lojas on-line, bancos e outras empresas financeiras, emarketplaces, entidades ligadas à área da publicidade online, Internet Service Providers, imprensa on-line, operadores de telecomunicações, empresas de venda à distância e muitas outras empresas de outros sectores de actividade. Mais informações em Página 2

3 Netsonda - Network Research Quem Somos? A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de informação através de plataformas tecnológicas desenvolvidas à medida das necessidades dos projectos, oferecendo rapidez, segurança e rentabilidade. Os estudos da Netsonda são ferramentas de trabalho precisas, dotando os seus clientes da informação necessária aos processos de decisão, de investimento e de aperfeiçoamento de produtos e serviços. A equipa de research da Netsonda é constituída por profissionais com a formação adequada aos objectivos da empresa, designadamente na área das ciências sociais, da estatística e das novas tecnologias da informação. A Netsonda pertence à APODEMO Associação Portuguesa de Empresas de Estudo de Mercado e de Opinião, à ESOMAR World Association of Research Professionals, subscrevendo e realizando as suas propostas e estudos de acordo com os códigos CODEMO e ICC/ESOMAR e está registada na ERC Entidade Reguladora para a Comunicação Social. O Painel da Netsonda encontra-se registado na Comissão Nacional para Protecção de Dados (CNPD). Mais informações em Página 3

4 Índice 4º Trimestre de 2009 Introdução Slide 5 Ficha Técnica Slide 6-7 Slide 8-26 Página 4

5 Introdução OBJECTIVO O Barómetro Trimestral em Portugal constitui um dos instrumentos que a ACEPI e a Netsonda colocam à disposição de todas as entidades - Estado, empresas, profissionais, docentes, estudantes, formadores, consultores, investigadores - envolvidas na cadeia de valor do comércio, com o objectivo de conhecer a evolução do negócio e as principais tendências do comércio electrónico em Portugal, na perspectiva da oferta. A amostra escolhida algumas das mais representativas empresas do sector (do ponto de vista do volume de negócios), contempla os mais variados modelos de negócio (B2B, B2C, Homebanking, C2C) e reflecte uma grande variedade de sectores económicos (banca, comércio, turismo, construção, imprensa, desporto, entre muitos outros). O estudo cuja síntese de resultados se apresenta neste documento foi realizado pela Netsonda e pela ACEPI, e tem por objectivo fundamental avaliar a evolução e desenvolvimento em Portugal na perspectiva da oferta, assim como a confiança e expectativas dos seus protagonistas. O alvo definido para o estudo realizado foram algumas das mais representantes empresas associadas da ACEPI (Associação em Portugal e Publicidade interactiva). Importa destacar a enorme variedade de sectores representados pelas empresas participantes neste barómetro assim como o facto das mesmas representarem, juntas, uma considerável fatia da totalidade do volume de negócios do comércio electrónico em Portugal. Página 5

6 Ficha Técnica METODOLOGIA DE RECOLHA Técnica de recolha de informação A técnica de recolha de informação utilizada foi o inquérito online aos associados da ACEPI. O contacto com os associados foi realizado através de mensagem de , fornecendo um convite à participação no estudo de âmbito geral, estando o questionário alojado na plataforma tecnológica da Netsonda. Recolha de informação A recolha de informação decorreu entre os dias 6 de Janeiro e 4 de Fevereiro de 2010, tendo sido recolhidas 36 respostas válidas. Página 6

7 Ficha Técnica ENTIDADAS Supermercado Online Blueticket.pt - Bilheteira de espectáculos Caixa Geral de Depósitos Homebanking Cetelem.pt - Crédito on-line do Banco CETELEM Clubebpi.pt Loja do Clube BPI Comprafácil.pt - Plataforma de geração de referências para cobrança de bens e serviços Continente.pt Supermercado Online Critical Load - Serviços na área de cobranças electrónicas e e-commerce, consultoria em tecnologias open-source Culturadotabaco.com Loja de charutos, cigarrilhas e acessórios CTT Correios Loja de Produtos dos CTT Correios de Portugal El Corte Inglés Supermercado Online Europ Assistance Site aquisição de Seguros de Viagem FlyTAP Bilheteira de viagens aéreas TAP Air Portugal FNAC Loja de produtos culturais, entretenimento, electrónica, informática Laredoute.pt Site de Moda (Mulher, Criança, Homem, Desporto, Têxtil-Lar e equipamento para a casa. Lardocelar.pt - Portal Imobiliário Leilões.net - Site de Leilões Lojadocabelo.pt Site comercialização e distribuição de produtos e acessórios capilares Lojamais.pt Loja de personalização e diferenciação no mercado dos Telemóveis Miau.pt Site de Leilões MegaRede - ;arca comercial do projecto de Webização da comunidade empresarial Moviflor.pt - Site de venda de produtos para o lar Mynokshop.com Site de venda de telefones e acessórios da marca Nokia Oficinadaterra.pt Loja de artigos de artesanato Promais.pt - Revendedor autorizado de produtos Apple e de acessórios para esta marca Puros.pt Selecção das melhores marcas de charutos, cigarrilhas e artigos para fumadores Standvirtual.pt Site especializado em classificados automóveis de veículos usados Staples.pt Loja online da Staples Office Centre Tivoecompanhia.pt - Loja online de jogos e brinquedos TMN - Loja virtual de telecomunicações Vertbaudet - Loja de Moda (Crianças) Vobis.pt Loja de Informática e Electrónica Vodafone.pt - Loja virtual de telecomunicações Vortal.com - Operadora de mercados electrónicos Wook.pt Loja virtual da Porto Editora Worten.pt Loja de Electrodomésticos, Informática, Electrónica e Entretenimento Página 7

8 SUMÁRIO EXECUTIVO 3 dos sites inquiridos afirma que o seu volume de vendas cresceu entre 0 e 1. 14% dos sites referem um crescimento de mais de 10 do seu volume de vendas. Em comparação com o 3º trimestre de 2009, observa-se um decréscimo do grupo de sites que refere uma diminuição do volume de vendas. Ainda relativamente ao 3º trimestre de 2009 destaca-se a evolução positiva no número de sites que creceram entre 5 a 1 e 30 a 5. 47% dos sites inquiridos refere ter registado um volume de vendas superior a 500 mil euros e mais de 1/3 dos sites inquiridos refere ter registado um volume de vendas superior a um milhão de euros. Também de salientar que 22% dos sites inquiridos tiveram um volume de vendas abaixo dos 10 mil euros. Em comparação com o 3º trimestre de 2009, observa-se um acréscimo do número de sites com volume de vendas superior a de euros, de a euros e de a euros. Observa-se que a maioria (51%) dos sites inquiridos referiu que o número de clientes que fez compras no seu site cresceu até 2. Por outro lado, verifica-se que a percentagem dos sites inquiridos onde houve diminuição (17%) é igual à percentagem dos sites inquiridos que dizem ter crescido mais de 10 (17%). O número de clientes que fez compras nos sites cresceu comparativamente ao 3º trimestre de Os crecimentos registados que tiveram evoluções positivas comparativamente ao trimestre anterior foram aqueles que cresceram de 5% a 1, de 30 a 5 e mais de 10. Mais de 1/5 dos sites refere ter tido mais de clientes no período em análise. 39% das entidades inquiridas afirmam ter tido mais de clientes. Página 8

9 SUMÁRIO EXECUTIVO (continuação) O crescimento em número de clientes comparativamente ao trimestre passado, foi de 25 a 100 e mais de clientes. No 4º trimestre de 2009, 5 dos inquiridos aumentou o investimento nos seus sites e 33% manteve o nível de investimento. Quando comparado com os outros trimestres, verifica-se um decréscimo de sites que afirmam que mantiveram o investimento registado anteriormente. As principais categorias de produtos e serviços transaccionadas nos diferentes sítios dos inquiridos foram produtos de Electrónica/Telemóveis, Casa/Arte/Decoração e Informática. Na área B2C, a expectativa de que o próprio site venha a acelerar e a manter o ritmo de crescimento das vendas tem vindo a diminuir quando comparada com trimestres anteriores. No entanto, na área B2B as entidades inquiridas afirmam que o seu site irá acelerar o ritmo do crescimento das suas vendas e/ou a mantê-lo. Nota-se uma maior confiança nos sites da área B2B quando comparados com o trimestre anterior. Globalmente verifica-se um crescimento no número de sites com volume de vendas superior a de euros, de a e de a euros e no número de clientes que fez compras nos sites. A expectativa da área B2B é de aceleramento do crescimento das vendas (e/ou na pior das hipóteses o mantimento do nível de vendas do trimestre anterior). Globalmente verifica-se um decréscimo no número de sites que refere uma diminuição do volume de vendas e que afirmam que mantiveram o investimento registado anteriormente. A expectativa na área B2C de que as vendas cresçam ou se mantenham também diminuiu. Página 9

10 Neste Trimestre, e em comparação com o período homólogo, o volume de vendas do seu site (no caso da Banca, o indicador é o nº de transacções nos serviços de homebanking) 25% 2 19% 19% 14% 1 5% 3% Diminuiu 0 a 5% 5% a 1 1 a 2 2 a 3 3 a 5 5 a 10 Cresceu mais de 10 Tenho actividade há menos de um trimestre 4ºT dos sites inquiridos afirma que o seu volume de vendas cresceu entre 0 e 1. 14% dos sites referem um crescimento de mais de 10 do seu volume de vendas. n=36 Página 10

11 Neste Trimestre, e em comparação com o período homólogo, o volume de vendas do seu site (no caso da Banca, o indicador é o nº de transacções nos serviços de homebanking) 35% 3 25% % 25% 19% 19% 1 5% Diminuiu 0 a 5% 14% 13% 13% 13% 5% a 1 1 a 2 3% 7% 2 a 3 3% 3 a 5 14% 7% 5% 5% 5 a 10 14% Cresceu mais de 10 4% Tenho actividade há menos de um trimestre 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) Em comparação com o último trimestre observa-se um decréscimo do grupo de sites que refere uma diminuição do volume de vendas. Ainda relativamente ao trimestre anterior destaca-se a evolução positiva no número de sites que creceram entre 5 a 1 e 30 a 5. Página 11

12 Indique o volume de vendas no período em análise. 4 35% % 22% 2 1 5% Menos de % 3% De a De a De a De a ºT 2009 De a De a De a De a Mais de % dos sites inquiridos refere ter registado um volume de vendas superior a 500 mil euros e mais de 1/3 dos sites inquiridos refere ter registado um volume de vendas superior a um milhão de euros. Também de salientar que 22% dos sites inquiridos tiveram um volume de vendas abaixo dos 10 mil euros. n=36 Página 12

13 Indique o volume de vendas no período em análise. 4 35% 3 25% 22% 25% % % Menos de % 5% 3% 3% 3% 4% 4% 4% 3% De a De a De a De a % 5% 5% 4% De a De a De a % De a Mais de ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) Em comparação com o último trimestre observa-se um acréscimo do número de sites com volume de vendas superior a de euros, de a euros e de a euros. Página 13

14 Neste Trimestre, e em comparação com o período homólogo, o nº de clientes que fez compras no seu site (no caso da Banca, o indicador é o nº de utilizadores dos serviços de homebanking) % 12% 17% 17% 17% 17% 17% 1 4% 3% 2% Diminuiu 0 a 5% 5% a 1 1 a 2 2 a 3 3 a 5 5 a 10 Cresceu mais de 10 4ºT 2009 Observa-se que a maioria (51%) dos sites inquiridos referiu que o número de clientes que fez compras no seu site cresceu até 2. Por outro lado, verifica-se que a percentagem dos sites inquiridos onde houve diminuição (17%) é igual à percentagem dos sites inquiridos que dizem ter crescido mais de 10 (17%). n=36 Página 14

15 Neste Trimestre, e em comparação com o período homólogo, o nº de clientes que fez compras no seu site (no caso da Banca, o indicador é o nº de utilizadores dos serviços de homebanking)... 35% % 2 1 5% 19% 17% 17% 1 17% 17% 1 Diminuiu 0 a 5% 5% a 1 7% 1 a 2 3% 2 a 3 7% 5% 3 a 5 3% 5 a 10 17% Cresceu mais de 10 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) O número de clientes que fez compras nos sites cresceu comparativamente ao trimestre anterior. Os crecimentos registados que tiveram evoluções positivas comparativamente ao trimestre anterior foram aqueles que cresceram de 5% a 1, de 30 a 5 e mais de 10. Página 15

16 Indique o número de clientes referentes ao período em análise. 25% 22% 2 17% 17% 14% 1 5% Até 25 clientes De 25 a 100 De 100 a De a De a De a Mais de clientes 4ºT 2009 Mais de 1/5 dos sites refere ter tido mais de clientes no período em análise. 39% das entidades inquiridas afirmam ter tido mais de clientes. n=36 Página 16

17 Indique o número de clientes referentes ao período em análise. 3 22% 22% % 1 13% 14% 7% 17% 2 1 Até 25 clientes De 25 a 100 De 100 a De a De a De a Mais de clientes 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) O crescimento em número de clientes comparativamente ao trimestre passado, foi de 25 a 100 e mais de clientes. Página 17

18 Neste Trimestre, e em comparação com o período homólogo, o investimento que realizou no seu site (upgrades, promoção, etc.) 4ºT % Trimestre Anterior (3ºT 2009) 35% 5 33% 5 Trimestre Homólogo (4ºT 2008) 41% 5 4% Aumentou Manteve-se Diminuiu Aumentou Manteve-se Diminuiu No período em análise, observa-se que 5 dos inquiridos aumentou o investimento nos seus sites e 33% manteve o nível de investimento. Quando comparado com os outros trimestres, verifica-se um decréscimo de sites que afirmam que mantiveram o investimento registado anteriormente. n=36 Página 18

19 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre. Outro: agrega categorias de produtos e serviços com poucas menções desde housing a leilões online. Electrónica/Telemóveis Casa/Arte/Decoração Informática Jogos/Consolas Livros/Revistas Alimentação/Bebidas/Tabacaria/Charutos Bébes e Brinquedos Crédito Online/Produtos e Serviços Financeiros DVD/Vídeos CD/Música Escritório/Economato Foto e Serviços Moda/Jóias/Lingerie Relógios/Óptica Viagens/Turismo Animais/Jardim/Bricolagem Bilhetes de Música, Desporto e Outros Cosmética/Perfumes Desporto e Lazer Flores/Presentes Saúde/Fitness Outro 3% 25% 22% 19% 19% 17% 17% 17% 14% 22% 33% 5% % 3 35% As principais categorias de produtos e serviços transaccionadas nos diferentes sítios dos inquiridos foram produtos de Electrónica/Telemóveis, Casa/Arte/Decoração e Informática. n=36 Página 19

20 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre (1/3). Alimentação/Bebidas/Tabacaria/Charutos 5 Cosmética/Perfumes Animais/Jardim/Bricolagem CD/Música Bébes e Brinquedos Casa/Arte/Decoração Bilhetes de Música, Desporto e Outros 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) As principais categorias de produtos e serviços transaccionadas nos diferentes sítios dos inquiridos foram produtos de Electrónica/Telemóveis, Casa/Arte/Decoração e Informática. Página 20

21 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre (2/3). Crédito Online/Produtos e Serviços Financeiros 5 Foto e Serviços Desporto e Lazer 1 Flores/Presentes DVD/Vídeos Escritório/Economato Electrónica/Telemóveis 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) As principais categorias de produtos e serviços transaccionadas nos diferentes sítios dos inquiridos foram produtos de Electrónica/Telemóveis, Casa/Arte/Decoração e Informática. Página 21

22 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre (3/3). Informática 5 Viagens/Turismo 4 3 Jogos/Consolas 2 1 Saúde/Fitness Livros/Revistas Relógios/Óptica Moda/Jóias/Lingerie 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) As principais categorias de produtos e serviços transaccionadas nos diferentes sítios dos inquiridos foram produtos de Electrónica/Telemóveis, Casa/Arte/Decoração e Informática. Página 22

23 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre (1/2). Electrónica/Telemóveis 3 33% 3 DVD/Vídeos 14% 19% 1 Desporto e Lazer 7% 13% Crédito Online/Produtos e Serviços Financeiros 1 17% Cosmética/Perfumes 4% 5% CD/Música Casa/Arte/Decoração 19% 1 25% Bilhetes de Música, Desporto e Outros 7% 13% Bébes e Brinquedos 19% 17% 25% Animais/Jardim/Bricolagem 7% Alimentação/Bebidas/Tabacaria/Charutos 19% 17% Trimestre Homólogo (4ºT 2008) Trimestre Anterior (3ºT 2009) 4ºT 2009 Página 23

24 Indique todas as categorias de Produtos/Serviços que vendeu no seu site neste Trimestre (2/2). Viagens/Turismo Saúde/Fitness Relógios/Óptica Moda/Jóias/Lingerie Livros/Revistas Jogos/Consolas Informática Foto e Serviços Flores/Presentes Escritório/Economato 4% 7% 3% 4% 1 19% 2 19% 22% 1 19% 19% 23% 22% 13% 4% 5% 7% Trimestre Homólogo (4ºT 2008) Trimestre Anterior (3ºT 2009) 4ºT 2009 Página 24

25 Frases que melhor descrevem as suas expectativas para o próximo Trimestre (se operar na área B2C) 5 45% 43% 4 35% 3 25% 2 1 5% 29% % 17% O meu site vai O meu site vai acelerar o ritmo manter o ritmo do crescimento de crescimento das vendas de vendas 1 3% 2 O meu site vai registar um aumento de vendas mais modesto do que o deste Trimestre 3% 9% O meu site vai registar um decréscimo de vendas 19% 1 O comércio electrónico em geral vai aumentar o ritmo de crescimento % O comércio electrónico vai manter o crescimento do ritmo de vendas 4% 3% 3% O comércio electrónico em geral vai reduzir o ritmo de crescimento O comércio electrónico em geral vai registar um descréscimo de vendas 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) A expectativa de que o seu site venha a acelerar (2) e a manter (2) o ritmo de crescimento das vendas tem vindo a diminuir quando comparada com trimestres anteriores. Página 25

26 Frases que melhor descrevem as suas expectativas para o próximo Trimestre (se operar na área B2B) % 33% 33% O meu site vai O meu site vai acelerar o ritmo manter o ritmo do crescimento de crescimento das vendas de vendas O meu site vai registar um aumento de vendas mais modesto do que o deste Trimestre O meu site vai registar um decréscimo de vendas O comércio electrónico em geral vai aumentar o ritmo de crescimento O comércio electrónico vai manter o crescimento do ritmo de vendas O comércio electrónico em geral vai reduzir o ritmo de crescimento O comércio electrónico em geral vai registar um descréscimo de vendas 4ºT 2009 Trimestre Anterior (3ºT 2009) Trimestre Homólogo (4ºT 2008) As entidades inquiridas afirmam que o seu site irá acelerar o ritmo do crescimento das suas vendas (33%) e a manter (33%). Nota-se uma maior confiança nos sites da área B2B quando comparados com o trimestre anterior. Página 26

27 Página 27

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2010. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2010. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, nova designação da ACEP, após ter passado a integrar também as entidades e os profissionais da área da publicidade

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 3º Trimestre 2010. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 3º Trimestre 2010. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, nova designação da ACEP, após ter passado a integrar também as entidades e os profissionais da área da publicidade

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 3º Trimestre 2011. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 3º Trimestre 2011. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, nova designação da ACEP, após ter passado a integrar também as entidades e os profissionais da área da publicidade

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2012. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2012. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 08 Entidades Inquiridas

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 2º Trimestre 2012. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 2º Trimestre 2012. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Comunicado de Imprensa Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 A Netsonda levou a cabo o estudo de opinião sobre um conjunto de questões relacionadas

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

BARÓMETRO DE OPINIÃO PÚBLICA: Atitudes dos portugueses perante Leitura e o Plano Nacional de Leitura

BARÓMETRO DE OPINIÃO PÚBLICA: Atitudes dos portugueses perante Leitura e o Plano Nacional de Leitura BARÓMETRO DE OPINIÃO PÚBLICA: Atitudes dos portugueses perante Leitura e o Plano Nacional de Leitura António Firmino da Costa Elsa Pegado Patrícia Ávila CIES-ISCTE 2008 BARÓMETRO DE OPINIÃO PÚBLICA: Atitudes

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Cidade

Leia mais

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET MARÇO 2009 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de informação

Leia mais

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL DEZEMBRO 2008 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT

SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS AVISO N.º 15 / SI/ 2009 REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJECTO Regra geral, o indicador MP (Mérito do Projecto) é determinado através

Leia mais

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA IE13255 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5182402 Fax: (251-11) 5182400 Website: www.au.int CONFERÊNCIA DA CUA/AFCAC/AFRAA DE TRANSPORTES

Leia mais

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 NOTA TÉCNICA Universo de referência Organismos da Administração Pública Central Realização

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

Case study. Mais-valias para clientes através de serviços ambientais RECOLHA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study. Mais-valias para clientes através de serviços ambientais RECOLHA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 Mais-valias para clientes através de serviços ambientais RECOLHA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS EMPRESA A actividade de Pingo Doce, empresa do grupo Jerónimo Martins, iniciou-se em 1980, na

Leia mais

A SOLUÇÃO QuickServices é uma Solução mysap All-in-One desenvolvida pela INSA, para as Empresas de Prestação de Serviços, Outsourcing, Obras, Limpeza, etc. Permite realizar as principais funções da empresa,

Leia mais

Relatório. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Relatório. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG

PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG Executive Programs ISAG www.isag.pt VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG.

Leia mais

O Centro de Estudos promove a realização de acções de formação essencialmente dirigidas a

O Centro de Estudos promove a realização de acções de formação essencialmente dirigidas a Centro de Estudos O Centro de Estudos promove a realização de acções de formação essencialmente dirigidas a Advogados, no âmbito da formação contínua. No decorrer de, teve lugar a realização de 4 acções

Leia mais

Projeto de reflexão, investigação e debate: O papel das empresas na comunidade

Projeto de reflexão, investigação e debate: O papel das empresas na comunidade Projeto de reflexão, investigação e debate: O papel das empresas na comunidade Edição 2012 1 ÍNDICE 1. A METODOLOGIA UTILIZADA 3 2. SUMÁRIO EXECUTIVO 4 3. RESULTADOS FINANCEIROS 5 4. PRINCIPAIS CONCLUSÕES

Leia mais

Segurança nas Comunicações. Junho 2014

Segurança nas Comunicações. Junho 2014 Segurança nas Comunicações Junho 204 Segurança nas Comunicações Survey Segurança e Privacidade dos Dados . Não existe privacidade total no mundo digital; 2. Marcas não são transparentes no tratamento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 2001

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 2001 Informação à Comunicação Social 15 de Março de 22 UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PELAS FAMÍLIAS 21 No terceiro trimestre de 21, cerca de um quarto das famílias portuguesas - 24%

Leia mais

São Paulo, 17 de Agosto de 2012

São Paulo, 17 de Agosto de 2012 São Paulo, 17 de Agosto de 2012 Discurso do Presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, no 22º Congresso da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores - Fenabrave Senhoras

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de outubro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de outubro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, 1 de outubro de 13 Novas estatísticas das não financeiras da Central de Balanços O Banco de Portugal passa a divulgar no Boletim Estatístico (secção A.19 e Capítulo

Leia mais

Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet.

Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet. Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet. BYBruno Software - Soluções Informáticas (Portimão, Algarve, Portugal) Soluções para a Internet e Intranet da sua Empresa Desenvolvemos Soluções à medida do

Leia mais

Hildizina Norberto Dias

Hildizina Norberto Dias Hildizina Norberto Dias Objectivo Reflectir sobre a relevância da língua portuguesa na economia no mundo da Lusofonia. Partes da reflexão 1. Mundo da Lusofonia; 2. Mercado linguístico; 3. A língua portuguesa

Leia mais

7 de Maio de 2009. Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253

7 de Maio de 2009. Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253 Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253 Netsonda Network Research Travessa do Jasmim 10 1º Andar 1200-230 Lisboa Tel. 21.3429318 Fax 21.3429868 Estudo Número N de

Leia mais

Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança

Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança (Retirado do estudo promovido pela CCDR-N) Introdução A Comissão de Coordenação da Região Norte,

Leia mais

A Pegada de Carbono do Vinho Alentejano:

A Pegada de Carbono do Vinho Alentejano: : Exemplo de valorização da sustentabilidade Colóquio A Sustentabilidade do setor vitivínicola: Que desafios? @ Lisboa Instituto da Vinha e do Vinho 31-01-2012 bcaldeira@consulai.com TEMAS A ABORDAR ENQUADRAMENTO

Leia mais

ESTUDO SOBRE A PRESENÇA DE MARCAS NO FACEBOOK Outubro 2012

ESTUDO SOBRE A PRESENÇA DE MARCAS NO FACEBOOK Outubro 2012 #1 Equipa técnica experiente e polivalente estatística, sociologia, psicologia e tecnologia #2 Plataforma tecnológica desenvolvida à medida desde o ano 2000 7 razões para trabalhar com a Netsonda #3 Gestão

Leia mais

Museu MonográficodeConimbriga. Cinquentenário do NEWSLETTER DE INFORMAÇÃO DA TCP ANO 4 DEZ JAN

Museu MonográficodeConimbriga. Cinquentenário do NEWSLETTER DE INFORMAÇÃO DA TCP ANO 4 DEZ JAN N E W S DEZ JAN 30 NEWSLETTER DE INFORMAÇÃO DA TCP ANO 4 Cinquentenário do Museu MonográficodeConimbriga Criado em 1962, sob a égide de João Manuel Bairrão Oleiro, que foi o seu primeiro director, o Museu

Leia mais

Convite: Natal no Frei 3º CICLO. Num Externato de orientação

Convite: Natal no Frei 3º CICLO. Num Externato de orientação Newsletter Nº2 Ano Lectivo 2008 2009 Dezembro Coordenação Prof. Miguel Feio Prof. Manuel André EM DESTAQUE Natal no Frei A alegria de comunicar aos outros a Boa Nova do amor de Deus que deu ao mundo o

Leia mais

Contas Económicas da Silvicultura 1990 2001

Contas Económicas da Silvicultura 1990 2001 Informação à Comunicação Social 27 de Dezembro de 22 Contas Económicas da Silvicultura 199 21 O Valor Acrescentado Bruto da Silvicultura decresceu,4% em termos reais, mas aumentou 35% em valor entre 199

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA AMBIENTE ECONÔMICO

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA AMBIENTE ECONÔMICO PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA AMBIENTE ECONÔMICO OBJETIVO: Outubro/2010 Esta pesquisa tem como objetivo avaliar o efeito do atual ambiente econômico sobre o desempenho das s industriais paulistas.

Leia mais

Dificuldades no início de 2009 Comportamentos diferentes nas diversas áreas de actividade Bosch continua a ter uma base financeira muito sólida

Dificuldades no início de 2009 Comportamentos diferentes nas diversas áreas de actividade Bosch continua a ter uma base financeira muito sólida Press Release Recessão mundial arrasta vendas e resultados Fehrenbach: Seguimos com determinação a nossa estratégia institucional Dez mil milhões de euros investidos no futuro 23 Abril 2009 PI 6234 RB

Leia mais

Portal Mobilidade e Transportes

Portal Mobilidade e Transportes ART L A R V I R ARTICU TER Ações para o desenvolvimento regional http://mt.ccdr-alg.pt ARTICU TER Ações para o desenvolvimento regional Início: 2009 Objectivo genérico: No âmbito dos trabalhos do Boletim

Leia mais

GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES

GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES Medidas Propostas Impacto no Município Plano de mobilidade sustentável para os funcionários da autarquia Formação em eco-condução para os gestores de frotas, motoristas

Leia mais

Balcão Único de Atendimento

Balcão Único de Atendimento Ricardo Riquito Coordenador Geral ricardo.riquito@airc.pt Balcão Único de Atendimento ATAM. 1 a 4 de Outubro Quem somos? Modernização Administrativa? Balcão Único Atendimento M N t MyNet Arquitectura Capacidades

Leia mais

Educador Ambiental. Curso de Formação. Eng.ª Mariana Cruz Mariana.cruz@biorumo.com

Educador Ambiental. Curso de Formação. Eng.ª Mariana Cruz Mariana.cruz@biorumo.com 1 Curso de Formação Educador Ambiental 2009 Eng.ª Mariana Cruz Mariana.cruz@biorumo.com 2 Curso de Formação: Educador Ambiental Índice: 1 Apresentação da entidade formadora e de Coordenação do Curso 2

Leia mais

POPULARIDADE DA INTERNET

POPULARIDADE DA INTERNET POPULARIDADE DA INTERNET Inayara Soares da Silva Atualmente, a população encontra grande facilidade no acesso à internet. Tal facilidade e popularização da rede vem atraindo de jovens a idosos, que não

Leia mais

ADR. BASE e CISTERNAS. Matérias Perigosas. Página1

ADR. BASE e CISTERNAS. Matérias Perigosas. Página1 Página1 ADR Matérias Perigosas BASE e CISTERNAS Página2 I. A LOGISFORMAÇÃO A Logisformação Formação Profissional, Lda. é o resultado de 20 anos de experiência da Logistema Consultores de Logística S.A.

Leia mais

anexo 1 Diagnóstico AVALIAÇÃO ESTRATÉGICA

anexo 1 Diagnóstico AVALIAÇÃO ESTRATÉGICA anexo 1 Diagnóstico AVALIAÇÃO ESTRATÉGICA Deficiente preparação de base nas disciplinas nucleares Manifestação de algum desinteresse e desmotivação Baixos níveis de raciocínio crítico/analítico Comportamento/Postura/atitude

Leia mais

Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO

Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO Rua Eng.º José Cordeiro, nº6 9504-522 Ponta Delgada Tel.: 296 209 655 Fax: 296 209 651 E-mail: dec@norma-acores.pt www.norma-acores.pt Índice

Leia mais

Síntese de Resultados Janeiro de 2004

Síntese de Resultados Janeiro de 2004 A Imprensa na Internet Síntese de Resultados Janeiro de 2004 Netsonda - Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Travessa. do Jasmim, 10, 1º Tel: 213 429 318 netsonda@netsonda.pt 1200-230 Lisboa

Leia mais

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 1º Trimestre de 2011

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 1º Trimestre de 2011 Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial 1º Trimestre de 2011 INTRODUÇÃO A análise de performance da comunicação permite avaliar a eficácia das ações de comunicação e relações públicas através da medição

Leia mais

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO ISENÇÃO DO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES APOIO À REDUÇÃO DA PRECARIEDADE NO EMPREGO DOS JOVENS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL,

Leia mais

ARTIGOS GPEARI-MFAP. Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000 2001. Clara Synek * Resumo

ARTIGOS GPEARI-MFAP. Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000 2001. Clara Synek * Resumo ARTIGOS GPEARI-MFAP Abril, ART/ Economia dos EUA e Comparação com os períodos de - e Clara Synek * Resumo O actual período de abrandamento da economia dos EUA, iniciado em e previsto acentuar-se no decurso

Leia mais

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL Professor Jorge Chami Novembro de 2014 O Monopólio da Petrobras Depois de 17 anos da quebra do monopólio da Petrobras (1997-14) Concentração

Leia mais

Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições

Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições Centro de Pesquisa da Indústria de Exposições Métodos eficazes para a Promoção aos visitantes Parte I: Organizadores da Exposição Índice Características de todos os organizadores de exposições entrevistados

Leia mais

Cronograma dos Programas de Acção

Cronograma dos Programas de Acção P.1 Aplicação do novo quadro regulamentar às comunicações electrónicas 1. Participação, a nível internacional, nos trabalhos de implementação e eventuais ajustamentos decorrentes da revisão do actual quadro

Leia mais

Gestão de resíduos no ArrábidaShopping

Gestão de resíduos no ArrábidaShopping Gestão de resíduos no ArrábidaShopping 1 Gestão de resíduos no ArrábidaShopping Entre 2009 e 2011, a taxa de reciclagem de resíduos no Centro Comercial ArrábidaShopping subiu de 59% para 63%. Apesar desta

Leia mais

MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS

MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS APÊNDICE 2 MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS (nota de primeira página) Projecto n :... Título do projecto:...... Nome completo do Beneficiário:... Morada:...... Formulário financeiro apresentado

Leia mais

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 1. Parte 1 Objectivos, valor e designação das bolsas 1.1. O programa PARSUK Xperience pretende dar a oportunidade a alunos de licenciatura ou mestrado em Portugal

Leia mais

INVENTÁRIO: HÁ NOVAS REGRAS DE COMUNICAÇÃO DE STOCKS À AT. FISCALIZAÇÕES COMEÇAM ESTE MÊS

INVENTÁRIO: HÁ NOVAS REGRAS DE COMUNICAÇÃO DE STOCKS À AT. FISCALIZAÇÕES COMEÇAM ESTE MÊS .calendário de formação GS1 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 CLIQUE AQUI.01 O volume de negócios da sua empresa ultrapassa os 100 mil euros? E a

Leia mais

Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial

Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial Experiência: Gestão Estratégica de compras: otimização do Pregão Presencial Hospital de Clínicas de Porto Alegre Responsável: Sérgio Carlos Eduardo Pinto Machado, Presidente Endereço: Ramiro Barcelos,

Leia mais

REGULAMENTO DA APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO DA APRESENTAÇÃO REGULAMENTO DA APRESENTAÇÃO Art. 1º - Idealizado e instituído pela ANPROTEC 1, em parceria com o SEBRAE, o Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador, cuja periodicidade é anual, reconhece e prestigia

Leia mais

Redes Sociais em Portugal

Redes Sociais em Portugal Relatório de Resultados Redes Sociais em Portugal Dezembro de 2009 Estudo NE396 Netsonda - Network Research Quem Somos? Com quase 10 anos de actividade, a Netsonda foi a primeira empresa em Portugal a

Leia mais

Reunião do Steering Committee

Reunião do Steering Committee Projecto Engenharia 2020 Reunião do Steering Committee Ordem dos Engenheiros Lisboa 10 de Maio 2013 Parceiros Estratégicos: Augusto Mateus e Associados (A.M.); MIT Portugal; Ordem dos Engenheiros (O.E.)

Leia mais

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem JORGE LANDAU Director ExecuBvo Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteracBva

Leia mais

Relatório do Estudo sobre a Campanha 50% do Pingo Doce Preparad0 por NETSONDA // Maio de 2012

Relatório do Estudo sobre a Campanha 50% do Pingo Doce Preparad0 por NETSONDA // Maio de 2012 Relatório do Estudo sobre a Campanha 50% do Pingo Doce Preparad0 por NETSONDA // Maio de 2012 Netsonda Full service. Full research. // Documento confidencial, não pode ser difundido sem autorização escrita.

Leia mais

Memórias do trabalho

Memórias do trabalho Universidade Popular do Porto Candidatura de projecto à Porto 2001 SA, Capital da Cultura Memórias do trabalho testemunhos do Porto laboral no sé culo XX Agosto de 1999 (reformulação em Setembro de 2000)

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: Com carga horária de 420 horas o curso de MBA em Gestão de Projetos é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos pólos,

Leia mais

Projetos - Vales Vocacionado para apoiar as PME. Apresentação de Candidaturas 2ª fase até 31 d Agosto 2015. Se precisa de:

Projetos - Vales Vocacionado para apoiar as PME. Apresentação de Candidaturas 2ª fase até 31 d Agosto 2015. Se precisa de: Apresentação de Candidaturas 2ª fase até 31 d Agosto 2015 Projetos - Vales Vocacionado para apoiar as PME Se precisa de: Prospetar novos Clientes em mercados externos Elaborar um plano de negócios para

Leia mais

SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT

SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2016 SECRETARIAL Healthcare & Life Sciences & MANAGEMENT SUPPORT Secretarial & Management Support Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Estudo de 2016 Apresentamos-lhe

Leia mais

Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal

Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal Portugal: Comunidade Airbnb / 2 Resumo / 4 Lisboa: Comunidade Airbnb / 5 Airbnb e o Turismo / 9 Economia Local / 10 Acessibilidade Financeira da Habitação

Leia mais

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio 12º G

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio 12º G 12º G Realizado por: Priscila Domingos nº 17 Professor responsável: André Ramos 2010/2011 Índice 1) Introdução... 4 2) Objectivos do... 5 2.1) Objectivos Gerais... 5 2.2) Objectivos Específicos... 5 3)

Leia mais

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ALJEZUR

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ALJEZUR ALJEZUR, 4 DE DEZEMBRO DE 7 INTRODUÇÃO Desde a sua criação até aos dias de hoje, a formação interna dos elementos que constituem o Corpo de Bombeiros Voluntários de Aljezur, tem sido uma constante, na

Leia mais

Formação Modular Certificada Acções de Curta Duração 2010

Formação Modular Certificada Acções de Curta Duração 2010 Organização e Gestão 621 Gestão da Produção 50 9ºano 345 - Gestão e Administração 4742 Organização da Manutenção 25 6ºano 521 - Metalurgia Metalomecânica 4563 Preparação do Trabalho, Planeamento e Orçamentação

Leia mais

Lei nº 9.991 de 24 de julho de 2000.

Lei nº 9.991 de 24 de julho de 2000. Lei nº 9.991 de 24 de julho de 2000. Estabelece que as concessionárias de Serviços públicos de Distribuição, Transmissão ou Geração de energia elétrica, devem aplicar, anualmente, um percentual mínimo

Leia mais

Quebras de Produção Intensificam-se

Quebras de Produção Intensificam-se Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

Lucratividade: Crescer, Sobreviver ou Morrer

Lucratividade: Crescer, Sobreviver ou Morrer Lucratividade: Crescer, Sobreviver ou Morrer Foco da Palestra Orientar e esclarecer os conceitos de Lucratividade e a importância para existência e sucesso das empresas. Proporcionar aos participantes

Leia mais

Brasil Music Exchange é um programa realizado através de uma parceria entre BM&A e Apex-Brasil

Brasil Music Exchange é um programa realizado através de uma parceria entre BM&A e Apex-Brasil Quem somos? Brasil Music Exchange é um programa realizado através de uma parceria entre BM&A e Apex-Brasil Nossa missão é dar suporte para as empresas brasileiras do mercado da música no sentido de aumentar

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 27 de maio de 2016 Crédito imobiliário alcança R$ 3,5 bilhões em abril

Leia mais

Contamos consigo para levar a nossa Energia mais longe...

Contamos consigo para levar a nossa Energia mais longe... Contamos consigo para levar a nossa Energia mais longe... Responsabilidade Social na Galp Energia Responsabilidade Social na Galp Energia COLABORADORES ESPECIALISTAS PÚBLICO EM GERAL A Galp Energia foi

Leia mais

Sondagem do Setor de Serviços

Sondagem do Setor de Serviços Sondagem do Setor de Serviços % Setor 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Agropecuária 5,9 4,9 4,7 4,8 5,0 5,2 Indústria 25,8 25,1 24,7 23,9 23,3 21,8 Serviços 54,1 55,8 56,5 57,3 56,8 58,9 Impostos líquidos

Leia mais

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo REDE SOCIAL Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo Regulamento Interno [9/04/2014] REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO

Leia mais

ISEL Sessão de Apresentação no ISEL

ISEL Sessão de Apresentação no ISEL ISEL ISEL Sessão de Apresentação no ISEL Manuel Pires Abraços 15 Novembro 2011 Apresentação O Poliempreende é um concurso de ideias e de planos de negócios que tem como objectivo avaliar e premiar projectos

Leia mais

Gestão do Desporto Profissional

Gestão do Desporto Profissional - Diplomas e Certificações Aos alunos que obtenham aprovação em todas as disciplinas será atribuído um Diploma de em Gestão do Desporto Profissional e um certificado das disciplinas realizadas. Aos formandos

Leia mais

RECRUTAMENTO EM ADVOCACIA NÃO ESTAGNOU CONTRATAÇÃO DE ADVOGAFOS DA EMPRESA CRESCE EM 2011

RECRUTAMENTO EM ADVOCACIA NÃO ESTAGNOU CONTRATAÇÃO DE ADVOGAFOS DA EMPRESA CRESCE EM 2011 No âmbito do dia do Advogado, celebrado a 19 de Maio, a Michael Page Portugal faz levantamento de informação e revela dados sobre o sector da Advocacia em Portugal. RECRUTAMENTO EM ADVOCACIA NÃO ESTAGNOU

Leia mais

Acidentes de origem eléctrica em Portugal

Acidentes de origem eléctrica em Portugal 0. Introdução Este relatório é o resultado do registo dos acidentes e incidentes de origem eléctrica que foram noticiados pela imprensa nos serviços online a nível nacional no ano de 2011, à imagem dos

Leia mais

Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012

Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012 COUNTRY NOTE Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012 BRASIL Dúvidas podem ser enviadas para: Andreas Schleicher, Assessor do Secretário-Geral sobre Política de Educação, Vice-Diretor de Educação E-mail:

Leia mais

PHC CS. Loja Web. A sua loja online integrada com o PHC CS Gestão. Aproveite todos os benefícios do seu negócio online

PHC CS. Loja Web. A sua loja online integrada com o PHC CS Gestão. Aproveite todos os benefícios do seu negócio online PHC CS Loja Web Aproveite todos os benefícios do seu negócio online Venda a qualquer hora, em qualquer local Atinja novos mercados Modernize a imagem do seu negócio Melhore o seu serviço ao cliente Evite

Leia mais

Prioridades de capacitação em saúde da comunidade nos cuidados de saúde primários: um estudo com os ACES de Almada Seixal e Cascais

Prioridades de capacitação em saúde da comunidade nos cuidados de saúde primários: um estudo com os ACES de Almada Seixal e Cascais Prioridades de capacitação em saúde da comunidade nos cuidados de saúde primários: um estudo com os ACES de Almada Seixal e Cascais Capacitação em saúde como prioridade A capacitação dos cidadãos em saúde

Leia mais

Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups. Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno

Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups. Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno Comunicação para empresas, franquias, empreendedores e startups Seu negócio em evidência na mídia para seus clientes e público interno A Oficina da Comunicação Proatividade, criatividade e versatilidade

Leia mais

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Estudo Netsonda O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Principais Conclusões 73% dos inquiridos refere que vai comprar presentes de Natal este ano, enquanto um quarto da amostra

Leia mais

Planeamento. Avaliação

Planeamento. Avaliação Planeamento e Avaliação Planeamento e Avaliação Definição de Planeamento Fases de Planeamento Plano vs Projecto Relatório O quê? PLANEAMENTO Planear uma actividade, evento ou projecto, significa responder

Leia mais

Manuel António Paulo 18 de Outubro de 2013 ESTRATÉGIA PARA A FORMAÇÃO MARÍTIMO-PORTUÁRIA NO ESPAÇO APLOP

Manuel António Paulo 18 de Outubro de 2013 ESTRATÉGIA PARA A FORMAÇÃO MARÍTIMO-PORTUÁRIA NO ESPAÇO APLOP Manuel António Paulo 18 de Outubro de 2013 ESTRATÉGIA PARA A FORMAÇÃO MARÍTIMO-PORTUÁRIA NO ESPAÇO APLOP ÍNDICE 01. ENQUADRAMENTO 02. DESENVOLVIMENTO PORTUÁRIO NA APLOP 03. ESTRATÉGIAS DE FORMAÇÃO COMPETITIVAS

Leia mais

Angelini University Award 2011/2012. Melhor Nutrição, Melhor Saúde

Angelini University Award 2011/2012. Melhor Nutrição, Melhor Saúde Angelini University Award 2011/2012 Melhor Nutrição, Melhor Saúde Angelini University Award 2011/2012 Objetivos Objetivos Objetivos O Angelini University Award 2011/2012 tem por finalidade atribuir um

Leia mais

Penetração de Telefonia Móvel

Penetração de Telefonia Móvel Penetração de Telefonia Móvel BRASSCOM Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação 1 Cenário mundial Atualmente no mundo, dois sistemas operacionais dominam o mercado de

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL INCLUSÃO DIGITAL instrumento de INCLUSÃO SOCIAL Brasil Telecom Área territorial: 2,6 milhões de km² (33% do território nacional) 25% do PIB (R$ 276 bilhões em 2001) 23% da População (40 milhões) 10.548

Leia mais