Perfil do País NESsT: Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perfil do País NESsT: Brasil"

Transcrição

1 Párcêiros Estrátê gicos Portfólio de Negócios NESsT A NESsT já conduziu trê s compêtiço ês dê nêgo cios sociáis no Brásil dêsdê o sêu lánçámênto êm Máis dê 55 orgánizáço ês brásilêirás cándidátárám-sê párá fázêr pártê do Portfo lio NESsT, ê 40 dêlás forám sêlêcionádás párá dêsênvolvêr um pláno dê nêgo cios ê rêcêbêr cápitál sêmêntê párá o lánçámênto sustêntá vêl ê incubáçá o dê sêus nêgo cios sociáis. Apo s um rigoroso procêsso dê áváliáçá o, á NESsT convidou 12 novos nêgo cios sociáis dê álto impácto párá ávánçárêm párá á fásê dê Incubáçá o dá NESsT. Nêssá fásê, os Nêgo cios Sociáis NESsT rêcêbêm ápoio fináncêiro ê cápácitáçá o êstrátê gicá párá áumêntár suás átividádês ê impácto nos pro ximos ános. Brasil em números População: 205,716,890 -Urbana: 87% -Abaixo da linha da pobreza: 26% GDP per capita: US$ 11,900 GDP dos 10% mais pobres: 1.1% Taxa de desemprego: 6% Fonte: A Banca Localização: São Paulo Área de Impacto: Engajamento Civil Website: comacao.blogspot.com.br Desafio Social: No Brasil, pessoas moram em favelas. Escolas públicas ou programas extra-curriculares não são oferecidos. Isso cria uma divisão entre populações marginalizadas nas favelas e aqueles que vivem em outros lugares. NESsT Enterprise: A Báncá ofêrêcê umá êxpêriê nciá dê culturá urbáná u nicá, váliosá ê sêgurá párá álunos forá dá sálá dê áulá - o Intêrcá mbio Culturál Sociál êntrê êscolás pu blicás ê privádás. O sêu prográmá êxtrá-curriculár usá os quátro êlêmêntos do Hip Hop (ráp, DJ, brêák ê gráffiti) párá quêbrár párádigmás êntrê difêrêntês clássês sociáis ê êncorájár jovêns á sêrêm culturálmêntê sênsívêis ê êngájádos ná sociêdádê civil. Capacitação: US$ 6, beneficiados álcánçádos durántê % de receita do negócio social no orçámênto no primêiro áno.

2 Bem TV Localização: Niterói Website: Desafio Social: No Brasil, apenas 40 de cada 100 estudantes terminam o ensino médio. NESsT Enterprise: A Bêm TV mántê m umá produtorá dê vídêo ê fotográfiá cujo objêtivo ê áuxiliár ás orgánizáço ês dá sociêdádê civil á divulgárêm mêlhor sêus prográmás ê rêsultádos. Dêdicá-sê á concêpçá o do contêu do êducácionál ê êmprêgá jovêns êm situáçá o dê risco - trêinádos pêlá pro priá orgánizáçá o. Essê modêlo criá um so lido rêtorno sociál ê fináncêiro ofêrêcêndo êmprêgo ê oportunidádês dê dêsênvolvimênto êducácionál ê profissionál párá sêus bênêficiá rios ênquánto ofêrêcê um sêrviço dê áltá quálidádê. Financeiro: US$ 10,900 Capacitação: US$ 37,552 Capacitação: US$ $8,500 O nêgo cio sociál gêrá 17.9% das receitas da organização. 180% de crescimento ná rêcêitá do nêgo cio sociál êm Associação Picolino Localização: Salvador Website: Desafio Social: Quase um terço dos jovens brasileiros são analfabetos. NESsT Enterprise : Picolino ê umá compánhiá dê circo profissionál quê ofêrêcê umá êxpêriê nciá dê êntrêtênimênto u nico ê sofisticádo párá mê diás ê grándê êmprêsás ê turistás êm todá á Báhiá. Alguns shows támbê m incluêm á opçá o dê jántár. O lucro gêrádo pêlo nêgo cio sociál ê rêinvêstido ê usádo párá ápoiár umá êscolá dê circo párá jovêns quê incêntivá á pêrmánê nciá dos mêsmos ná êscolá, álê m dê ofêrêcêr oportunidádês dê êmprêgos sustêntá vêis, os quáis êlês têriám dificuldádê dê ácêssár. Financeiro: US$ 15,596 Capacitação: US$ 26,473 Capacitação: US$ $8,500 Pêrcêntuál dá rêcêitá do nêgo cio sociál no orçámênto álcánçou 6.4% em A orgánizáçá o chêgou á 120 beneficiários êm 2012.

3 INCORES Localização: Salvador Anos NESsT: 3 Website: Desafio Social: A atual taxa de desemprego entre jovens brasileiros é de 15%. Ao mesmo tempo, o setor privado está crescendo rapidamente e há uma necessidade de colaboradores jovens treinados tecnologicamente maior do que escolas públicas podem oferecer. Financeiro: US$ 15,589 Capacitação: US$27,223 Financeiro: US$ 35,000 Capacitação: US$ 10,000 Pensamento Nacional das Bases Empresariais Localização: São Paulo Área de Impacto: Geração de Renda Website: Desafio Social: 56% dos jovens brasileiros querem emprender nos próximos 6 anos. Tanto o setor privado quanto o público não possui recursos para preparar a próxima geração para esse objetivo. Há necessidade de haver um esforço colaborativo entre vários setores para aumentar os recursos necessários e influência política para cumprir esse nível de desenvolvimento. Capacitação: US$ 6,500 Financeiro: US$ 10,000 NESsT Enterprise: Ofêrêcê um compêtitivo prográmá dê trêinámênto ê sêrviço dê álocáçá o párá jovêns ádultos dê báixo nívêl so cioêcono mico trêinádos ê prêpárádos párá trábálhár com êmprêsás quê prêcisám dê ássistê nciá dê trábálho ádicionál. Os áprêndizês rêcêbêm horás dê trêinámênto prá tico ná sálá dê áulá ê dê outros mêntorês profissionáis. Muitás vêzês, os áprêndizês utilizám suá rêndá êxcêndêntê párá ássistirêm áulás dá fáculdádê no pêríodo noturno párá promovêr suás cárrêirás. Os cliêntês do nêgo cio sociál págám os custos ádministrátivos ê dê álocáçá o, os prográmás dê trêinámênto ê os sálá rios dos áprêndizês. Os áprêndizês frêquêntêmêntê rêcêbêm posiço ês dê têmpo intêgrál ápo s o tê rmino do prográmá dê dois ános, áumêntándo áindá máis o rêtorno sociál do nêgo cio. 170% de crescimento ná rêcêitá do nêgo cio sociál êm 2012 êm rêláçá o áo áno ántêrior. 587 jovens de comunidades marginalizadas colocados no mêrcádo dê trábálho átê NESsT Enterprise: O PNBE vêndê cursos párá pêquênos ê mê dios êmprêêndêdorês ná á rêá dê êmprêêndêdorismo, ê ticá dê nêgo cios, gêstá o rêsponsá vêl ê dêsênvolvimênto dê lidêránçá. Os cursos fortálêcêm ás cápácidádês ê hábilidádês dos êmprêêndêdorês párá mêlhor ádministrárêm suás êmprêsás, párá sêrêm máis rêsponsá vêis, êmprêêndêdorês ê oriêntádos párá o mêrcádo. O nêgo cio sociál támbê m têm como objêtivo mostrár áos sêtorês corporátivos, govêrnámêntáis ê políticos como, átrávê s dê mêlhorês prá ticás, êmprêsá rios podêm sêr sêus párcêiros ná promoçá o dê um êcossistêmá êmprêêndêdor no Brásil. METAS DE IMPACTO Engajar 41 empreendedores êm dêbátês ê áço ês dê políticás pu blicás fêitos pêlá orgánizáçá o. Impactar 164 empreendedores no primêiro áno.

4 Perfil do País NESsT: Brasil Projeto Piabanha Localização: Itaocara Área de Impacto: Geração de Renda Website: Desafio Social: Há 148 espécies de peixes no Rio Paraíba do Sul. Membros de comunidades ribeirinhas pescam, sem saber, espécies ameaçadas de extinção. NESsT Enterprise: Piábánhá ádicioná válor áo complêto mêrcádo dê pêixê, dêsdê o início do ciclo átê o sêu têrmino. Elê produz pêquênás êspêciês nátivás dê pêixês ou álêvinos, vêndêndo os pêixês párá rêpopulár os rios áfêtádos pêlás êmprêsás ê párá báláncêár á vidá áquáticá dá rêgiáo como um todo. Cliêntês incluêm êmprêsás quê áfêtám á águá, como compánhiás hidroêlêtricás, ássim como compánhiás locálizádás proximás áo Rio Financeiro: US$ 10,500 Páráíbá do Sul ê Capacitação: US$37,552 sêus áfluêntês, ê áquêlás quê quêrêm ádotár Financeira: US$ 7,000 práticás socio ámbiêntáis. Táxá dê crêscimênto ánuál do rêndá do nêgocio sociál álcánçou 225.2% êm beneficiários álcánçádos êm Sociedade Humana Despertar Localização: Sumaré Website: Desafio Social: km² são desmatadas todos os anos no Brasil. Políticas atuais não responsabilizam empresas pelos danos que isso faz direta e indiretamente ao meio ambiente. Currículo de ciencias em escolas públicas não inclui consistentemente alternativas para o desmatamento no currículo e em atividades extracurriculares. NESsT Enterprise: Sociêdádê Humáná Dêspêrtár ê um nêgocio sociál quê vêndê mudás dê sêu vivêiro dê mudás dê êspêciês florêstáis nátivás. Támbêm ofêrêcê sêrviços dê rêflorêstámênto urbáno párá êmprêsás, orgánizáçoês ê govêrno. SHD usá o lucro gêrádo por sêu nêgocio sociál párá êducár jovês êm prográmás êxtrácurriculárês êm têmás rêlácionádos áo mêio ámbiêntê. Essê tipo dê Capacitação: US$ 7,750 áprêndizádo prático prêpárá-os támbêm Financeiro: US$ 10,000 párá o mêrcádo dê trábálho. METAS DE IMPACTO Trêinárá ê êmprêgárá 10 comunidádês márginálizádás. jovens dê Produzirá ê plántárá 17,000 mudas de plantas êm árêás dê rêcupêráçáo.

5 União de Mulheres Localização: Rio de Janeiro Área de Impacto: Geração de Renda Anos NESsT: 3 Website: Desafio Social: Na Roupa Suja, favela onde UMPMRS opera, muitos habitantes vivem sem eletricidade ou água corrente. Ao oferecer acolhimento das crianças e cuidado após a escola, não apenas aliviam os país que trabalham, mas também oferecem oportunidades para as crianças sentirem -se mais seguras e terem um melhor desempenho na escola. Financeiro: US$ 10,591 Capacitação: US$16,250 Financeiro: US$15,000 Capacitação: US$8,500 NESsT Enterprise: Uniá o dê Mulhêrês (UMPMRS) êxêcutá um nêgo cio sociál dê Volun-Turismo quê ofêrêcê oportunidádês dê voluntáriádo êxpêrimêntál párá turistás nácionáis ê intêrnácionáis nás fávêlás do Rio dê Jánêiro. Turistás podêm êxpêrimêntár um olhár máis pro ximo dá vidá locál ênquánto mêlhorá á sustêntábilidádê fináncêirá ê o impácto sociál do nêgo cio sociál. O lucro ê obtido átrávê s dás táxás párá párticipár dos tours ná fávêlá, hospêdágêm ácêssívêl êm sêu álbêrguê ou voluntáriádo nás êstruturás dê ácolhimênto dê criánçás. Tánto o rêcurso êxtrá quánto o ápoio voluntá rio êxtrá contribuêm párá á cápácidádê dá UMPMRS mêlhorár o sêu prográmá dê dêsênvolvimênto dá primêirá infá nciá ássim como sêrviços dê cuidádo dás criánçás párá fámíliás. Pêrcêntuál dê rêcêitá do nêgo cio sociál no orçámênto foi dê 12.5% em Nu mêro dê bênêficiá rios álcánçádos pêlo nêgo cio sociál foi dê 20 para 150 êm SOBRE A NESsT A NESsT dêsênvolvê nêgo cios sociáis quê rêsolvám problêmás sociáis críticos êm páísês dê mêrcádo êmêrgêntê. Impácto Chávê átê hojê: Máis dê US$ 8 milho ês êm fundos invêstidos êm nêgo cios sociáis párá o lánçámênto ê/ou êxpánsá o dê sêus nêgo cios oportunidádês êcono micás criádás átrávê s dê nêgo cios sociáis com mêlhoriá dê vidá dê pêssoás márginálizádás orgánizáço ês trêinádás êm 48 páísês êm 15 ános sobrê os princípios ê fêrrámêntás dê áuto-finánciámênto ê nêgo cios sociáis.

Versa o 003 11-mai-15

Versa o 003 11-mai-15 Versa o 003 11-mai-15 Curso de PÓS-MBA GESTA O LEGAL Os PO S-MBAs sa o programas de po s-graduac a o, em ni vel de atualizac a o, voltados aos profissionais que ja conclui ram a Po s-graduac a o (MBA)

Leia mais

Encontro Virtual IV Concurso de Negócios Sociais NESsT Brasil

Encontro Virtual IV Concurso de Negócios Sociais NESsT Brasil Encontro Virtual IV Concurso de Negócios Sociais NESsT Brasil NESsT AGENDA A NESsT Exemplos IV Concurso de Negócios Sociais NESsT Brasil Dúvidas VÍDEO INSTITUCIONAL NOSSA MISSÃO A NESsT desenvolve negócios

Leia mais

Versa o 005 31-mar-15

Versa o 005 31-mar-15 Versa o 005 31-mar-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU JORNALISMO DIGITAL A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 27-mar-15

Versa o 006 27-mar-15 Versa o 006 27-mar-15 Certificate Gestão de Recursos Humanos Certificate Pós-Graduação Gestão de Recursos Humanos (428 h/a) Módulos Transdisciplinares (104 h/a) Módulos EPR Educação Presencial em Rede

Leia mais

Versa o 006 27-mar-15

Versa o 006 27-mar-15 Versa o 006 27-mar-15 Certificate Gestão de Operações Certificate Pós-Graduação Gestão de Operações (428 h/a) Módulos Transdisciplinares (104 h/a) Módulos EPR Educação Presencial em Rede (132 h/a) Módulos

Leia mais

Versa o 006 14-jan-16

Versa o 006 14-jan-16 Versa o 006 14-jan-16 Certificate Gestão Financeira Certificate Pós-Graduação Gestão Financeira (428 h/a) Módulos Transdisciplinares (104 h/a) Módulos EPR Educação Presencial em Rede (132 h/a) Módulos

Leia mais

Versa o 006 27-mar-15

Versa o 006 27-mar-15 Versa o 006 27-mar-15 Certificate Gestão de Vendas Certificate Pós-Graduação Gestão de Vendas (428 h/a) Módulos Transdisciplinares (104 h/a) Módulos EPR Educação Presencial em Rede (132 h/a) Módulos Eletivos

Leia mais

Versa o 006 13-jan-16

Versa o 006 13-jan-16 Versa o 006 13-jan-16 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ADMINISTRAC A O FINANCEIRA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 003 11-mai-15

Versa o 003 11-mai-15 Versa o 003 11-mai-15 Curso de PÓS-MBA em ESTRATE GIAS EMPRESARIAIS PARA A GERAC A O DE VALOR DURAVE L Os PO S-MBAs sa o programas de po s-graduac a o, em ni vel de atualizac a o, voltados aos profissionais

Leia mais

Versa o 006 18-nov-14

Versa o 006 18-nov-14 Versa o 006 18-nov-14 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA MARKETING A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 18-nov-14

Versa o 006 18-nov-14 Versa o 006 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O DA COMUNICAC A O EMPRESARIAL E DAS RELAC O ES PU BLICAS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo,

Leia mais

Versa o 006 13-jan-16

Versa o 006 13-jan-16 Versa o 006 13-jan-16 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O TRIBUTA RIA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 003 10-jul-15

Versa o 003 10-jul-15 Versa o 003 10-jul-15 PO S- MBA EM EDUCAC A O EMPRESARIAL, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO - ET&D Os PO S-MBAs sa o programas de po s-graduac a o, em ni vel de atualizac a o, voltados aos profissionais que

Leia mais

Versa o 006 16-mar-15

Versa o 006 16-mar-15 Versa o 006 16-mar-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU MERCADO DE CAPITAIS E FUNDOS DE INVESTIMENTO A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover

Leia mais

Versa o 006 18-nov-14

Versa o 006 18-nov-14 Versa o 006 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU MARKETING E COMUNICAC A O ESTRATE GICA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover

Leia mais

O que é necessário para ter Resultados no Marketing Digital

O que é necessário para ter Resultados no Marketing Digital O que é necessário para ter Resultados no Marketing Digital O que é necessário 1. CONHECIMENTO 2. TECNOLOGIA 3. TEMPO INVESTIDO (PESSOAS) 4. PACIÊNCIA CONHECIMENTO Quando falamos de conhecimento, podemos

Leia mais

Versa o 005 18-nov-14

Versa o 005 18-nov-14 Versa o 005 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU SUSTENTABILIDADE E PERI CIA AMBIENTAL A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ADMINISTRAC A O DE MARKETING A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016 Identificação Área de Avaliação: Medicina Veterinária Coordenador de Área: Maria Angelica Miglino Coordenador-Adjunto de Área: Eduardo Paulino da Costa Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional: Francisca

Leia mais

Versa o 005 18-nov-14

Versa o 005 18-nov-14 Versa o 005 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU JORNALISMO DIGITAL A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 14-jul-15

Versa o 006 14-jul-15 Versa o 006 14-jul-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O ESTRATE GICA DE COMPRAS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 006 18-nov-14

Versa o 006 18-nov-14 Versa o 006 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ESTRATE GIAS DIGITAIS, REDES E MI DIAS SOCIAIS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE DEFESA DO CONSUMIDOR (IDEC)

INSTITUTO BRASILEIRO DE DEFESA DO CONSUMIDOR (IDEC) CONTRIBUIÇO ES PARA A CONSULTA PU BLICA: MARCO REGULATO RIO DAS TELECOMUNICAÇO ES NO BRASIL INSTITUTO BRASILEIRO DE DEFESA DO CONSUMIDOR (IDEC) Pá giná 1 Sumário Esse documento ápresentá á opiniá o do

Leia mais

Versa o 001 21-nov-14

Versa o 001 21-nov-14 Versa o 001 21-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O DE STARTUPS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 003 24-fev-15

Versa o 003 24-fev-15 Versa o 003 24-fev-15 Curso de PÓS-MBA GESTA O LEGAL Os PO S-MBAs sa o programas de po s-graduac a o, em ni vel de atualizac a o, voltados aos profissionais que ja conclui ram a Po s-graduac a o (MBA)

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU CONSULTORIA EMPRESARIAL A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Luiz Roberto Liza Curi. Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com

Luiz Roberto Liza Curi. Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com 1 Luiz Roberto Liza Curi Sociólogo Doutor em Economia Conselheiro do Conselho Nacional de Educação Diretor Nacional

Leia mais

Versa o 003 06-mar-15

Versa o 003 06-mar-15 Versa o 003 06-mar-15 PO S- MBA EM EDUCAC A O EMPRESARIAL, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO - ET&D Os PO S-MBAs sa o programas de po s-graduac a o, em ni vel de atualizac a o, voltados aos profissionais que

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ENGENHARIA DE DESENVOLVIMENTO A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 002 24-fev-15

Versa o 002 24-fev-15 Versa o 002 24-fev-15 PO S-MBA GESTA O DE TRANSPORTE MARI TIMO E ATIVIDADES PORTUA RIAS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos e pra ticas

Leia mais

93 % AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. AFONSO HENRIQUES. Pré-escolar 1.º Ciclo. Secundário. Cursos Profissionais. 2.º Ciclo. Educação e Formação de Adultos

93 % AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. AFONSO HENRIQUES. Pré-escolar 1.º Ciclo. Secundário. Cursos Profissionais. 2.º Ciclo. Educação e Formação de Adultos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. AFONSO HENRIQUES 93 % entrada no Ensino Superior Pré-escolar 1.º Ciclo 2.º Ciclo 3.º Ciclo Secundário Cursos Profissionais Educação e Formação de Adultos Vila das Aves e S. Tomé

Leia mais

Interação Escola-Família. Brasília, 2012

Interação Escola-Família. Brasília, 2012 educação Interação Escola-Família Brasília, 2012 A UNESCO e o Governo Federal Declarac a o Mundial sobre Educac a o para Todos (JOMNTIEN,1990), reafirmada pela Confere ncia de Dacar (2000), que estabeleceu

Leia mais

CONCURSO PARA BOLSA DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (01/BGCT/DREI)

CONCURSO PARA BOLSA DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (01/BGCT/DREI) 1 de 5 14-07-2014 17:49 Home page Gabinete de Projetos, Empreendedorismo e Transferência de Conhecimento da Universidade de Lisboa Last access on:14-07-2014 17:44:00 View all research opportunities Post

Leia mais

Versa o 006 18-nov-14

Versa o 006 18-nov-14 Versa o 006 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ENGENHARIA DE PRODUC A O A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTE RIO DA EDUCAÇA O SECRETARIA DE EDUCAÇA O SUPERIOR INSTITUTO FEDERAL DO PARANA CA MPUS IRATI PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO - PPC CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Leia mais

Versa o 006 16-mar-15

Versa o 006 16-mar-15 Versa o 006 16-mar-15 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA PROJETOS Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU BRANDING A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA OPERAC O ES E LOGI STICA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SOCIEDADE HUMANA DESPERTAR LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E RESTAURAÇÃO

Leia mais

Versa o 005 18-nov-14

Versa o 005 18-nov-14 Versa o 005 18-nov-14 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O PU BLICA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Versa o 006 11-mai-15

Versa o 006 11-mai-15 Versa o 006 11-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ADMINISTRAC A O DA COMUNICAC A O A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 006 31-mar-15

Versa o 006 31-mar-15 Versa o 006 31-mar-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU LEAN MANUFACTURING A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 O I N V E S T I M E N T O P E L A L Ó G I C A D A D E M A N D A R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p

Leia mais

Versa o 006 15-mai-15

Versa o 006 15-mai-15 Versa o 006 15-mai-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ADMINISTRAC A O DE VENDAS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 006 17-mar-15

Versa o 006 17-mar-15 Versa o 006 17-mar-15 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA em GESTA O E LIDERANC A A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente

Leia mais

Versa o 006 14-jul-15

Versa o 006 14-jul-15 Versa o 006 14-jul-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU ENGENHARIA DE VENDAS A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Projeto. BRASIL 2 Um jornada para entender os negócios sociais no Brasil

Projeto. BRASIL 2 Um jornada para entender os negócios sociais no Brasil 2 Um jornada para entender os negócios sociais no Brasil 27 A BANCA ``Produtora Cultural Social Introdução A BANCA O Modelo de Negócios Lições Aprendidas O Ecossistema Planos Futuros Análise SWOT Introdução

Leia mais

Versa o 006 31-mar-15

Versa o 006 31-mar-15 Versa o 006 31-mar-15 Curso de Po s-graduac a o em Ni vel de Especializac a o LATO SENSU GESTA O TRIBUTA RIA A Sustentare Escola de Nego cios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Quadro de Apoio Comunitário 2014-2020 A Certificação Como Fator de Competitividade

Quadro de Apoio Comunitário 2014-2020 A Certificação Como Fator de Competitividade Quadro de Apoio Comunitário 2014-2020 A Certificação Como Fator de Competitividade 11-03-2014 Índice: Sistematização de um conjunto de refere ncias relevantes para a contextualização dos instrumentos de

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Chile. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Chile. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Chile Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios A Lei nº 20.416 estabelece regras especiais para as Empresas de Menor Tamanho (EMT).

Leia mais

Fı sica Experimental IV

Fı sica Experimental IV E rica Polycarpo Sandra Amato Instituto de Fı sica Universidade Federal do Rio de Janeiro com base no material do curso 1 / 16 1 Difrac a o e Interfere ncia de microondas 2 Medida do Comprimento de Onda

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL. Como construir a Agenda 21 Local

AGENDA 21 LOCAL. Como construir a Agenda 21 Local AGENDA 21 LOCAL Como construir a Agenda 21 Local O Passo a Passo da Agenda 21 Local : Metodologia de construção de um processo de Agenda 21 local sugerida pela Coordenação da Agenda 21/MMA AGENDA 21 LOCAL

Leia mais

Análise e Métodos Terceirização

Análise e Métodos Terceirização Luís H. Salatiel Análise e Métodos Terceirização Engenheiro e Técnico Mecânico Autor do Livro: Gestão de Serviços Terceirizados Inspetor de Soldagem e Equipamentos MBA Gestão de Pessoas Liderança e Coaching

Leia mais

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza OConselho da Comunidade Solidária foi criado em 1995 com base na constatação de que a sociedade civil contemporânea se apresenta como parceira indispensável

Leia mais

BR/2001/PI/H/3. Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000

BR/2001/PI/H/3. Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000 BR/2001/PI/H/3 Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000 2001 Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO),

Leia mais

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Mostra Local de: Rio Branco do Sul (Municípios de Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Itaperuçu) Categoria do

Leia mais

Contratos Derivativos Futuro Míni de Dólar Comercial

Contratos Derivativos Futuro Míni de Dólar Comercial Opções Sobre Futuro de Milho Contratos Derivativos Proteção contra variações do dólar comercial em datas futuras. O produto O Contrato Futuro de Do lar Comercial e o segundo contrato derivativo mais negociado

Leia mais

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO Objetivo O objetivo das Diretrizes é apoiar os países a

Leia mais

AGENDA 21: Imagine... FUTURO... AGENDA 21: 1. É o principal documento da Rio-92 (Conferência ONU: Meio Ambiente e desenvolvimento Humano); 2. É a proposta mais consistente que existe de como alcançar

Leia mais

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning)

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) DISCURSOS 1, 2, 3 e 4 sem mensagem de raça ou classe (o texto do discurso é para ser lido duas vezes por cada ator,

Leia mais

UM BOM NEGÓCIO SURGE DE UMA BOA

UM BOM NEGÓCIO SURGE DE UMA BOA UM BOM NEGÓCIO SURGE DE UMA BOA OPORTUNIDADE TM OPORTUNIDADE AMWAY Atualmente e há 53 anos, a Amway incentiva a liberdade individual e econômica das pessoas, ajudando-as a obter sucesso gerenciando um

Leia mais

Sustentabilidade e formação de lideranças

Sustentabilidade e formação de lideranças Sustentabilidade e formação de lideranças ForGRAD Fórum de Pró-Reitores de Graduação das Universidades Brasileiras Foz do Iguaçu, 24 de novembro de 2011 O MUNDO MUDOU... A sociedade se organiza em redes,

Leia mais

Ti tulo I Das Disposic o es Preliminares. TI TULO II Do Processo Seletivo. TI TULO III Da Matri cula

Ti tulo I Das Disposic o es Preliminares. TI TULO II Do Processo Seletivo. TI TULO III Da Matri cula REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAC A O BACHARELADO E LICENCIATURA E GRADUAC A O TECNOLO GICA DA FACULDADE PAULUS DE COMUNICAÇÃO. Ti tulo I Das Disposic o es Preliminares

Leia mais

Alta Performance Empresarial. A solução que faltava para sua empresa.

Alta Performance Empresarial. A solução que faltava para sua empresa. Alta Performance Empresarial A solução que faltava para sua empresa. Webinar: Performance Empresarial PALESTRANTE GUSTAVO RUEDA Diretor Regional da Net Profit Unidade Luhal Advanced Coaching Master CAC

Leia mais

1. Hoje vs Amanhã. 2. O que é um Centro de Voluntariado. 3. Impacte do Centro de Voluntariado. 4. Missão. 5. Competências do Centro de Voluntariado

1. Hoje vs Amanhã. 2. O que é um Centro de Voluntariado. 3. Impacte do Centro de Voluntariado. 4. Missão. 5. Competências do Centro de Voluntariado Projeto 1. Hoje vs Amanhã 2. O que é um Centro de Voluntariado 3. Impacte do Centro de Voluntariado 4. Missão 5. Competências do Centro de Voluntariado 6. Fases para a Criação 7. Processo de planeamento

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE DO DEPUTADO RODRIGO DELMASSO. PROJETO DE LEI Nº 173/2015 (Do Senhor Deputado RODRIGO DELMASSO - PTN)

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE DO DEPUTADO RODRIGO DELMASSO. PROJETO DE LEI Nº 173/2015 (Do Senhor Deputado RODRIGO DELMASSO - PTN) PROJETO DE LEI Nº 173/2015 (Do Senhor Deputado RODRIGO DELMASSO - PTN) Institui as Diretrizes para implantação da Política Pública de Valorização da Família no âmbito do Distrito Federal. A CÂMARA LEGISLATIVA

Leia mais

FIEP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIA DO ESTADO DA PARAÍBA

FIEP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIA DO ESTADO DA PARAÍBA FIEP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIA DO ESTADO DA PARAÍBA INQUETAÇÕES E DESCONFORTO PARA NÓS, SERES HUMANOS! RESPOSTA DA FIEP E DAS INDÚSTRIAS DA PARAÍBA. O QUE ESTAMOS FAZENDO AGORA. ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PROBLEMAS

Leia mais

Gestão de Projetos de Alta Performance: um guia simples para resultados.

Gestão de Projetos de Alta Performance: um guia simples para resultados. Gestão de Projetos de Alta Performance: um guia simples para resultados. Palestrante: Thiago Reis Sócio e Diretor de Sucesso do Cliente na Project Builder Realização: Setembro de 2015 PROPOSTA DE VALOR

Leia mais

Programas Sociais. A recente experiência paulistana

Programas Sociais. A recente experiência paulistana Programas Sociais A recente experiência paulistana DIAGNÓSTICO A cidade tem hoje mais de um milhão de desempregados e perdeu, entre 1991 e 2000, 570 mil postos de trabalho na indústria Na última década,

Leia mais

F-15 CIDADANIA & DIVERSIDADE

F-15 CIDADANIA & DIVERSIDADE F-15 CIDADANIA & DIVERSIDADE Promovendo a Inclusão do Conceito de Gênero na Pesca Artesanal no Brasil A PERSPECTIVA INTERNACIONAL DE DIREITOS HUMANOS Inclusão de direitos humanos e responsabilidades sociais

Leia mais

OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO

OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO Conjuntura Para além de enfrentarem a discriminação social e familiar, muitas mulheres ainda lutam para ultrapassar os obstáculos ao

Leia mais

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza Grupo Banco Mundial Construindo um mundo sem pobreza Enfoque Regional! O Banco Mundial trabalha em seis grandes regiões do mundo: 2 Fatos Regionais: América Latina e Caribe (ALC)! População total: 500

Leia mais

Sud Mennucci (São Paulo), Brazil

Sud Mennucci (São Paulo), Brazil Sud Mennucci (São Paulo), Brazil Relatório do progresso local sobre a implementação do Quadro de Ação de Hyogo (2013-2014) Prefeito: Prefeito - Julio Cesar Gomes Nome do ponto focal: Maricleia Leati Organização:

Leia mais

INICIANDO UM EES. Os EES e o EMPREENDEDOR. O que é ser empreendedor; O que é ser empreendedor da ES;

INICIANDO UM EES. Os EES e o EMPREENDEDOR. O que é ser empreendedor; O que é ser empreendedor da ES; Os EES e o EMPREENDEDOR INICIANDO UM EES O que é ser empreendedor; O que é ser empreendedor da ES; O comportamento empreendedor e a importância do planejamento e monitoramento. 2 Os EES e o EMPREENDEDOR

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Art of Hosting Ananda Marga

Art of Hosting Ananda Marga A Arte da Liderança Colaborativa 14 a 17 novembro de 2013 Jagrtii do Mandaqui São Paulo - SP Reserve essa data em sua agenda! Hoje vocês devem criar o Grande Universo, e o princípio subjacente que lhes

Leia mais

PAUTA UNIFICADA ACT 2013-14 SEC A O I DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

PAUTA UNIFICADA ACT 2013-14 SEC A O I DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PAUTA UNIFICADA ACT 2013-14 SEC A O I DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 01 MANUTENC A O DAS CONQUISTAS ANTERIORES A Copel mantera todas as conquistas dos trabalhadores constantes em acordos coletivos e normas

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado

Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado Um guia para dar mais autonomia aos grupos de voluntários e incentivar que organizem suas próprias ações. Grande parte das empresas estimulam que seus

Leia mais

Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará

Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará Programa para Resultados - PforR IPECE 16/10/2014 Estrutura Geral das Áreas de Atuação

Leia mais

CULTURA OBJETIVOS E METAS

CULTURA OBJETIVOS E METAS CULTURA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração das políticas públicas na área de cultura com a participação de mais entidades e partidos políticos, via projetos e via mobilização

Leia mais

INDÍCE. Enquadramento O projeto Portugal Sou Eu As iniciativas a desenvolver Governance

INDÍCE. Enquadramento O projeto Portugal Sou Eu As iniciativas a desenvolver Governance INDÍCE Enquadramento O projeto Portugal Sou Eu As iniciativas a desenvolver Governance Introdução Enquadramento Enquadramento Objetivos O atual enquadramento económico favorece a contração do consumo As

Leia mais

Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí

Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí O que é? O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí é uma associação de direito privado, sem

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Peruíbe, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 323,17 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 59773 hab. Densidade

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade - Uma Estratégia Empreendedora - Roberta Cardoso Abril/2008 Por que o mundo inteiro fala em Sustentabilidade? AQUECIMENTO GLOBAL Evidências: Aumento

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2 ESTRATÉGIAS E INSTRUMENTOS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AMBIENTAL E

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Novo Mundo, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5826,18 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 7332 hab. Densidade

Leia mais

FÓRUM EXCELÊNCIA BRASIL CENTRAL

FÓRUM EXCELÊNCIA BRASIL CENTRAL FÓRUM EXCELÊNCIA BRASIL CENTRAL 04 de março de 2008 Luiz Alexandre Garcia CEO - Grupo Algar Fórum Excelência Brasil Central Algar Porque investir em Uberlândia Trabalhamos para servir a comunidade ALexandrino

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Vera, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2962,4 km² IDHM 2010 0,680 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10235 hab. Densidade demográfica

Leia mais

O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera

O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera Ronaldo Seroa da Motta ronaldo.seroa@ipea.gov.br Seminário Internacional sobre Reservas da Biosfera, Serviços Ambientais e Indicadores

Leia mais

CONCEITOS, POLÍTICAS, PRINCÍPIOS, DIRETRIZES E PRÁTICAS PARA PROMOÇÃO DA SEGURANÇA DO PACIENTE

CONCEITOS, POLÍTICAS, PRINCÍPIOS, DIRETRIZES E PRÁTICAS PARA PROMOÇÃO DA SEGURANÇA DO PACIENTE Seminário Nacional: redução do risco para a segurança do paciente e qualidade em serviços de saúde CONCEITOS, POLÍTICAS, PRINCÍPIOS, DIRETRIZES E PRÁTICAS PARA PROMOÇÃO DA SEGURANÇA DO PACIENTE Brasília,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Alegre do Norte, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3994,51 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10748 hab.

Leia mais

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro GESTÃO DE MACROPOLÍTICAS PÚBLICAS FEDERAIS O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro Esther Dweck Brasília Ministério do Planejamento 04 de fevereiro de 2014 O modelo de desenvolvimento brasileiro Objetivos

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Rio Claro, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5074,56 km² IDHM 2010 0,682 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 17124 hab.

Leia mais

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental?

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental? 1. Quais são as dimensões do Desenvolvimento Sustentável? 2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? a) Económica b) Social c) Ambiental d) Todas as anteriores a) Melhorar a nossa qualidade de vida

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Cabo Verde, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 368,15 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 13823 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guaranésia, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 294,28 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 18714 hab. Densidade

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

VISÃO 2020 Webinário para atualização e contribuição das partes interessadas 11 de maio de 2015 Vision 2020 Webinar for stakeholder update and input

VISÃO 2020 Webinário para atualização e contribuição das partes interessadas 11 de maio de 2015 Vision 2020 Webinar for stakeholder update and input VISÃO 2020 Webinário para atualização e contribuição das partes interessadas 11 de maio de 2015 Webinário da Visão 2020 de atualização e contribuição das partes interessadas Propósito deste webinário 1.

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas na Guatemala. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas na Guatemala. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas na Guatemala Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Na Guatemala, existem várias definições fornecidas por diferentes instituições

Leia mais