ICMS-SP MATEMÁTICA/ESTATÍSTICA/RACIOCÍNIO LÓGICO PROFESSORA: KARINE WALDRICH. Aula Demonstrativa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ICMS-SP MATEMÁTICA/ESTATÍSTICA/RACIOCÍNIO LÓGICO PROFESSORA: KARINE WALDRICH. Aula Demonstrativa"

Transcrição

1 Aula Demonstrativa 1. Apresentação Pessoal Matemática/Estatística/Raciocínio Lógico para ICMS-SP: Objetivo do Curso e Público-Alvo Programação do Curso Mensagem Final Matemática Financeira (Introdução) Juros Simples Juros Compostos Exercícios Comentados Memorex Lista das questões abordadas em aula Gabarito Prof. Karine Waldrich 1

2 1. Apresentação Pessoal Oi, tudo bem? Meu nome é Karine Waldrich. Nasci Blumenau, Santa Catarina. Sou Auditora- Fiscal da Receita Federal do Brasil, aprovada em 39 o no concurso de Depois comentarei um pouco mais sobre isso, mas, por hora, vamos aos detalhes do curso. 2. Matemática/Estatística/Raciocínio Lógico para ICMS-SP: Objetivo do Curso e Público-Alvo O objetivo deste curso é ensinar Matemática Financeira, Estatística e Raciocínio Lógico para os aspirantes aos cargos de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo. Meus cursos aqui no Ponto seguem duas premissas principais: 1) Eu não sou teórica da matéria. Sou uma aprovada em concurso que estudou muito para passar e tem uma boa ideia do que as bancas cobram e como cobram. Por isso, não me aprofundo em teorias desnecessárias ao entendimento e que não caem em concursos. 2) Acho que mais explicação é melhor do que menos, portanto procuro esmiuçar o conteúdo, pois na época em que eu estudava preferia professores que fizessem isso. Nada ficará subentendido. O curso se propõe a ser desenvolvido com base em teoria e questões comentadas. O objetivo é ver tudo desde o começo. Mesmo quem não possui conhecimento algum na matéria possui condição de acompanhar as aulas. A banca deste concurso é a FCC Fundação Carlos Chagas. Nosso curso se baseará em questões da FCC. Quando necessário, vou utilizar também questões de outras bancas que eu julgue serem perfeitamente passíveis de cobrança pela FCC. As provas da FCC costumam ser traiçoeiras. Não tanto pelo nível das questões, mas pelo tempo pequeno que há para resolvê-las. Isso, na minha opinião, não deve ser um desestímulo ao estudo. Ao contrário. O conteúdo deve estar massificado na mente do concurseiro, para que, na hora da prova, ele decida quais questões devem ser feitas e quais (por serem demoradas), devem ser deixadas de lado. Ao final de cada aula, será apresentada a lista de questões abordadas na aula, bem como um esquema dos pontos mais importantes uma espécie de Memorex para que vocês revisem o assunto de forma rápida. Prof. Karine Waldrich 2

3 No último concurso, havia 35 questões de Matemática/Estatística/Raciocínio Lógico na prova do ICMS-SP. O edital do concurso dizia: D-2 - MATEMÁTICA / ESTATÍSTICA Juros simples. Montante e juros. Taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. Juros compostos. Montante e juros. Taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. Capitalização contínua. Descontos: simples, composto. Desconto racional e desconto comercial. Amortizações. Sistema francês. Sistema de amortização constante. Sistema misto. Fluxo de caixa. Valor atual. Taxa interna de retorno. Estatística Descritiva: gráficos, tabelas, medidas de posição e de variabilidade. Probabilidades: conceito, axiomas e distribuições (binominal, normal, poisson, qui-quadrado). Inferência estatística. Amostragem: amostras casuais e não-casuais. Processos de amostragem, incluindo estimativas de parâmetros. Intervalos de confiança. Testes de hipóteses para médias e proporções. Correlação e Regressão. D-4 - RACIOCÍNIO LÓGICO Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de: raciocínio verbal; raciocínio matemático; raciocínio sequencial; orientação espacial e temporal; formação de conceitos; discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas. Todos esses tópicos serão vistos no nosso curso, claro. 3. Programação do Curso Estruturei o nosso curso para possuir 6 aulas, mais a aula demonstrativa (esta). Agrupei os conteúdos nas aulas de acordo com sua semelhança, para que seja mais fácil de eu explicar e vocês o assimilarem. O cronograma encontra-se na tabela abaixo: AULA DATA ASSUNTO AULA 0 MATEMÁTICA FINANCEIRA (Introdução) 1. Juros simples. Montante e juros. Taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. 2. Juros compostos. Montante e juros. AULA 1 30/05/2012 MATEMÁTICA FINANCEIRA (Continuação) Taxa nominal, taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. Capitalização contínua. Descontos: simples, composto. Desconto racional e desconto comercial. Amortizações: Sistema francês (Tabela Price). Sistema de amortização constante. Sistema Prof. Karine Waldrich 3

4 misto. Fluxo de caixa. Valor atual. Taxa interna de retorno. AULA 2 06/06/2012 ESTATÍSTICA BÁSICA Estatística Descritiva: Gráficos, tabelas, medidas de posição e de variabilidade. AULA 3 13/06/2012 PROBABILIDADE Probabilidades: conceito, axiomas e distribuições (binominal, normal, poisson, qui-quadrado). AULA 4 20/06/2012 ESTATÍSTICA AVANÇADA Inferência estatística. Amostragem: amostras casuais e não-casuais. Processos de amostragem, incluindo estimativas de parâmetros. Intervalos de confiança. Testes de hipóteses para médias e proporções. Correlação e Regressão. AULA 5 27/06/2012 LÓGICA (PARTE 1) Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. AULA 6 04/07/2012 LÓGICA (PARTE 2) Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de: raciocínio verbal; raciocínio matemático; raciocínio sequencial; orientação espacial e temporal; formação de conceitos; discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas. Além disso, temos o Fórum de Dúvidas, tradicional nos cursos do Ponto. Estou, além disso, sempre disponível no Antes do curso (mesmo que você não se inscreva), durante o curso (para algum assunto que queira tratar de forma pessoal comigo, sem utilizar o fórum) e depois do curso (para alguma dúvida posterior). 4. Mensagem Final Pessoal, como falei no começo desta apresentação, sou de Blumenau, Santa Catarina. Me formei em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008) e em Administração de Empresas pela Escola Superior de Administração e Gerência da Universidade do Estado de Santa Catarina (2007). Prof. Karine Waldrich 4

5 Quando saí da faculdade pensei nas coisas que poderia fazer, no que queria trabalhar. Depois de muito refletir, vi que, acima de qualquer aspiração profissional, minha maior vontade era simplesmente ser feliz, com qualidade de vida. Em 2009, quando saiu a autorização para o concurso da Receita Federal (mais precisamente, no dia 24 de abril de 2009), comecei a estudar para este concurso, para o cargo de Auditor-Fiscal. Fui aprovada em 39 o lugar, dentre os candidatos. Atualmente, exerço este cargo na Inspetoria da Receita Federal de São Paulo. Quase gabaritei a prova de Raciocínio Lógico deste concurso, acertando 19 das 20 questões. A única questão que errei defendo que deveria ter sido anulada (inclusive já debati esse assunto em uma coluna no site do Ponto). Gosto muito da matéria e, por isso, hoje em dia dou aula dela no Ponto. Falando sobre meu estudo, Blumenau é uma cidade de habitantes, sem muita opção de estudo para concursos. Estudei basicamente em casa, numa escrivaninha velha do lado da minha cama. Utilizei alguns cursos do Ponto, especialmente depois do edital, e foi o que salvou, por serem específicos para o concurso que eu estava pretendendo (naquele caso, o da Receita). Independente disso, o que foi determinante para a minha aprovação, sem dúvidas, foi a força de vontade. Foi estudar muito. Eu queria muito passar, queria muito sair daquela escrivaninha. Concurso público não pede foto para inscrição. Não importa se você é bonito ou feio, preto ou branco, rico ou pobre, gordo ou magro. O que importa é se você: 1) Quer passar; 2) Estudar muito para passar. Se você quer passar, e estudar muito para passar, já tem 90% das chances de ser aprovado. Meu objetivo aqui é ajudar você nisso, mas tenha a certeza de que o principal você terá que fazer sozinho, estudando. Espero que possamos ter um excelente curso, e conto com vocês para isso. Agora vamos ao conteúdo desta aula demonstrativa, propriamente dito. Prof. Karine Waldrich 5

6 5. Matemática Financeira (Introdução) 5.1 Juros Simples Juros são, em grossas palavras, o preço do dinheiro. Juros simples, hoje em dia, são pouco utilizados na prática. Isso porque a maioria da capitalização é feita com juros compostos. Mas os juros simples são muito úteis para entendermos a lógica da matemática financeira, e funcionam muito bem quando temos apenas 1 período de análise. Além de serem bem cobrados em concurso. Por exemplo: Imaginem que vocês cheguem a uma loja para comprar um carro. O vendedor diga assim: Olha, o carro que você quer custa à vista, ou se você pagar em 30 dias. Percebam que, para sair com o carro e pagar só no mês seguinte, o sujeito irá desembolsar reais. Ou seja, esse é o preço do dinheiro, para o cliente, durante 1 mês. Para saber o a taxa de juros simples, temos que dividir esse valor pelo valor inicial que temos, e que deu origem aos juros. No nosso exemplo: 1.000/ = 0,1 ao mês. Normalmente, as taxas de juros são apresentados em termos percentuais, ou seja, tantos % ao mês. Basta multiplicar o valor acima por 100, o que resultaria em 10% ao mês. Assim, temos: taxa de juros simples = i simples = valor dos juros em um período x 100 valor inicial E se tivéssemos mais de 1 mês? Se o vendedor chegasse para você e falasse: Fulano, o preço à vista é , mas se você quiser pagar daqui à 2 meses o valor será de ? Para saber a taxa de juros, você teria que dividir o valor dos juros por 2 meses. Aí saberíamos quanto de juros tivemos por mês. Teríamos o seguinte: i simples = (valor dos juros em dois períodos)/2 x 100 valor inicial Prof. Karine Waldrich 6

7 Reorganizando a equação, e generalizando para n períodos, temos: i simples = valor dos juros em n períodos x 100 valor inicial.n Em Matemática Financeira, o valor inicial é normalmente chamado de valor presente ou capital. No nosso curso, chamaremos de valor presente (VP). O valor dos juros é chamado J. Assim, temos nossa primeira equação: i simples = J VP.n O valor final pago é o valor inicial (VP) mais os juros pagos (J). Ou seja: Valor total = VP + J Este valor total é chamado de valor futuro ou montante. Chamaremos de valor futuro (VF). Assim: VF = VP + J Podemos substituir o J por VP.n.i simples, derivada da equação anterior. Assim: VF = VP + VP.n.i simples VF = VP.(1 + n.i simples ) 5.2 Juros Compostos A diferença dos juros simples para os juros compostos está no fato de quê, quando o sistema é de juros compostos, a taxa de juros do período seguinte incide também sobre os juros do período anterior. Relembrando o exemplo da loja de carros, imagine que você chegue à loja e o vendedor diga: Beltrano, para você comprar esse carro, terá de dar à vista, ou poderá pagar em 2 meses, com juros de 10% ao mês. Observação número 1: quando dizemos simplesmente juros, estamos, normalmente, nos referindo aos juros compostos. Isso vale Prof. Karine Waldrich 7

8 também para as questões: quando elas dizem simplesmente juros (sem especificar se são compostos ou simples) isso indica que os juros são compostos. Se fossem juros simples, pagaríamos ( ,1) = Mas agora temos juros compostos. O que muda? No caso dos juros compostos, incide juros, no 2º mês, também sobre o montante de juros capitalizado no primeiro mês. Ou seja, no segundo mês, os juros incidentes não seriam de x 0,1 (que é VP x taxa), e sim de x 0,1 (que é (VP + J) x taxa). Ou seja, enquanto nos juros simples temos: VP J 1 = 1000 J 2 = 1000 Período 1 Período 2 No segundo mês, a taxa de juros incide apenas em VP, ou seja, J 2 = VP.i. Nos juros compostos temos: J 1 = 1000 Período 1 J 2 = 1100 Período 2 No segundo mês, a taxa de juros incide em VP + J, ou seja, J 2 = (VP + J).i. VP Entenderam por que os juros são compostos? Porque eles incidem sobre os juros do período anterior... O nosso VF, com juros compostos, fica: VF = VP + J 1 + J 2 VF = VP + VP.i + (VP + J).i VF = VP + VP.i + (VP + VP.i).i VF = VP + VP.i + VP.i + VP.i.i Prof. Karine Waldrich 8

9 VF = VP.(1 + 2.i + i.i) = VP.(1 + i) 2 = 1000.(1 + 0,1) 2 = Acima desenvolvemos a equação para 2 meses, que foi o tempo que o nosso vendedor deu para que paguemos o carro. A equação geral, para n períodos, é: VF = VP.(1 + i composto ) n Assim como no caso dos juros simples, na equação devemos ter taxa e tempo na mesma unidade. Prof. Karine Waldrich 9

10 6. Exercícios Comentados Questão 1 FCC/BB/Escriturário/2011 Um capital de R$ ,00 foi aplicado a juros simples. Sabendo que a taxa de juros contratada foi de 42% ao ano, então, não tendo sido feito qualquer depósito ou retirada, o montante de R$ ,00 estará disponível a partir de quanto tempo da data de aplicação? (A) 4 meses. (B) 3 meses e 20 dias. (C) 3 meses e 10 dias. (D) 3 meses. (E) 2 meses e 20 dias. Uma questão sobre juros simples. É fornecido um capital (é outra maneira de chamar o VP, de $10.500) e informa que o montante (outra maneira de chamar o FV, de $11.725) foi obtido após um período n (que a questão quer saber) a uma taxa de 42% ao ano. Com esses dados, basta colocar na equação que já vimos: = (1 + 0,42.n) /10500 = (1 + 0,42n) 1,1167 = 1 + 0,42.n 0,1167 = 0,42n n = 0, ano... Esse n encontrado está expresso em anos. Mas percebam que as respostas falam em meses e dias. Portanto (como 1 ano possui 12 meses), multiplicamos esse valor encontrado por 12 para saber o equivalente em meses. n = 0,2777 ano x 12 (meses/ano) = 3,3333 meses 3,3333 meses corresponde a 3 meses e mais 0,333 mês. Esse 0,333, portanto, está expresso em dias na resposta. Como um mês possui 30 dias: n = 0,333 mês x 30 (dias/mês) = 10 dias. Portanto, a resposta correta é letra C 3 meses e 10 dias. Resposta: Letra C. Prof. Karine Waldrich 10

11 Questão 2 FCC/TRT 4 a Região/Técnico Judiciário/2011 Na compra de um par de sapatos, Lucimara pode optar por duas formas de pagamento: - à vista, por R$ 225,00; - R$ 125,00 no ato da compra mais uma parcela de R$ 125,00, um mês após a compra. Se Lucimara optar por fazer o pagamento parcelado, a taxa mensal de juros simples cobrada nesse financiamento é de (A) 10%. (B) 20%. (C) 25%. (D) 27%. (E) 30%. Agora, temos uma questão em que é pedida a taxa de um sistema de pagamentos de juros simples. O enunciado propõe um pagamento total à vista ou o pagamento de uma parte à vista e outra parte para um mês após a compra, e quer saber os juros inclusos. Esquematizando: Pagamento 1 = 225 Pagamento 2 (parte1) = 125 Pagamento 2 (parte 2) = 125 Assim, o que temos de fazer é trazer o pagamento 2 (parte 2) para o início do mês, sabendo, assim o quanto de juros estão sendo pagos. O pagamento 1 é de 225. O pagamento 2 é de = 250. Ou seja, Lucimara pode pagar 125 e deixar os outros 100 (ao invés de pagar os 225) para pagar no final do mês. Prof. Karine Waldrich 11

12 Ocorre que, como incidiram juros, ao invés de pagar os mesmos 100, ela vai pagar 125, pagando 25 reais unicamente de juros. Colocando isso na equação para saber a taxa: VF = VP.(1 + i.n) 125 = 100.(1 + i.1) 1,25 = 1 + i i = 0,25 = 25% ao mês. Assim, a taxa é de 25% ao mês. Resposta: Letra C. Questão 3 FCC/MPU/Analista/2007 A Empresa Beta S.A. precisa gerar uma receita de R$ ,00, aplicando R$ ,00 a uma taxa de juros de 2,5% a.m.. Considerando que o captador remunera a juros simples, o dinheiro deverá ficar aplicado por (A) (B) (C) (D) (E) 3 meses. 6 meses. 7 meses. 9 meses. 12 meses. Mais uma questão de juros simples. O enunciado diz que é necessário gerar uma receita, a base de juros, aplicando um PV de a uma taxa de 2,5% ao mês (0,025). Portanto, temos que o VF, após o período de n meses, deve ser de ( ). Colocando na equação: VF = VP.(1 + i.n) = (1 + 0,025n) 1,225 = 1 + 0,025n 0,225 = 0,025n n = 9. Portanto, o dinheiro deverá ficar aplicado por 9 meses. Resposta: Letra D. Prof. Karine Waldrich 12

13 Questão 4 FCC/BB/Escriturário/2010 Um capital é aplicado, durante 8 meses, a uma taxa de juros simples de 15% ao ano, apresentando um montante igual a R$ ,00 no final do prazo. Se este mesmo capital tivesse sido aplicado, durante 2 anos, a uma taxa de juros compostos de 15% ao ano, então o montante no final deste prazo seria igual a (A) R$ ,50. (B) R$ ,00. (C) R$ ,25. (D) R$ ,50. (E) R$ ,75. Essa questão mistura juros simples e juros compostos. Temos duas aplicações. A primeira aplicação se refere a juros simples. Colocando na equação que já sabemos, podemos saber o capital aplicado. Como o prazo dado é de 8 meses e a taxa é expressa em anos, transformamos a taxa em taxa mensal. Basta dividi-la por 12 (afinal 1 ano possui 12 meses): i = 0,15 ao ano = 0,15/12 ao mês = 0,0125 ao mês. VF = VP.(1 + i.n) = PV.(1 + 0,0125.8) = PV.(1 + 0,1) PV = /1,1 = Esse PV, agora, será aplicado por 2 anos a uma taxa de juros compostos (a segunda aplicação). Portanto, nesta segunda aplicação, temos um VP de , a ser aplicado a uma taxa de 15% ao ano durante 2 anos: Assim: VF = VP.(1 + i) n VF = (1 + 0,15) 2 VF = (1,15) 2 Prof. Karine Waldrich 13

14 VF = (1,3225) = Resposta: Letra D. Questão 5 FCC/TRT 18 a Região/Técnico Judiciário/2008 Para que ao final de 2 anos de aplicação num regime de capitalização composta, um capital de R$ ,00 produza o montante de R$ ,50, a taxa anual da aplicação deverá ser de (A) 25% (B) 22,5% (C) 22% (D) 20% (E) 18,5% Essa questão pede a taxa de uma aplicação em juros compostos. A questão em si é simples, mas tem um pequeno detalhe que complica um pouco. Vamos ver: Colocando os dados na equação, temos: VF = VP.(1 + i) n 24687,50 = (1 + i) 2 (1 + i) 2 = 1,5625 E agora? Algumas provas fornecem uma tabela com valores de taxas e do valor resultante da operação acima. Mas eu fui atrás para olhar, e essa prova não fornece nada disso. Então, o jeito é substituir taxa por taxa na equação e ver qual taxa satisfaz a igualdade acima. Começando pela letra A, 25% = 0,25: (1 + 0,25) 2 = 1,5625 1,5625 = 1,5625. Portanto, a letra A (25%) é a resposta correta. Pessoal, em prova, sugiro deixar essa questão para o final, só se der tempo de resolver mesmo. Porque aqui tivemos sorte de a resposta ser a letra A, mas se fosse a letra E teríamos perdido um tempo precioso... Resposta: Letra A. Prof. Karine Waldrich 14

15 Na próxima aula continuamos o assunto de Matemática Financeira. Abraços, Karine Prof. Karine Waldrich 15

16 7. Memorex VF = VP.(1 + n.i simples ) VF = VP.(1 + i compostos ) n Prof. Karine Waldrich 16

17 8. Lista das questões abordadas em aula Questão 1 FCC/BB/Escriturário/2011 Um capital de R$ ,00 foi aplicado a juros simples. Sabendo que a taxa de juros contratada foi de 42% ao ano, então, não tendo sido feito qualquer depósito ou retirada, o montante de R$ ,00 estará disponível a partir de quanto tempo da data de aplicação? (A) 4 meses. (B) 3 meses e 20 dias. (C) 3 meses e 10 dias. (D) 3 meses. (E) 2 meses e 20 dias. Questão 2 FCC/TRT 4 a Região/Técnico Judiciário/2011 Na compra de um par de sapatos, Lucimara pode optar por duas formas de pagamento: - à vista, por R$ 225,00; - R$ 125,00 no ato da compra mais uma parcela de R$ 125,00, um mês após a compra. Se Lucimara optar por fazer o pagamento parcelado, a taxa mensal de juros simples cobrada nesse financiamento é de (A) 10%. (B) 20%. (C) 25%. (D) 27%. (E) 30%. Questão 3 FCC/MPU/Analista/2007 A Empresa Beta S.A. precisa gerar uma receita de R$ ,00, aplicando R$ ,00 a uma taxa de juros de 2,5% a.m.. Considerando que o captador remunera a juros simples, o dinheiro deverá ficar aplicado por (A) (B) (C) (D) (E) 3 meses. 6 meses. 7 meses. 9 meses. 12 meses. Questão 4 FCC/BB/Escriturário/2010 Prof. Karine Waldrich 17

18 Um capital é aplicado, durante 8 meses, a uma taxa de juros simples de 15% ao ano, apresentando um montante igual a R$ ,00 no final do prazo. Se este mesmo capital tivesse sido aplicado, durante 2 anos, a uma taxa de juros compostos de 15% ao ano, então o montante no final deste prazo seria igual a (A) R$ ,50. (B) R$ ,00. (C) R$ ,25. (D) R$ ,50. (E) R$ ,75. Questão 5 FCC/TRT 18 a Região/Técnico Judiciário/2008 Para que ao final de 2 anos de aplicação num regime de capitalização composta, um capital de R$ ,00 produza o montante de R$ ,50, a taxa anual da aplicação deverá ser de (A) 25% (B) 22,5% (C) 22% (D) 20% (E) 18,5% Prof. Karine Waldrich 18

19 9. Gabarito 1 C 2 C 3 D 4 D 5 A Prof. Karine Waldrich 19

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TRF 3ª Região... 4

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TRF 3ª Região... 4 Aula demonstrativa Apresentação... 2 Prova Resolvida Matemática Financeira TRF 3ª Região... 4 1 Apresentação Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Saiu o edital para Auditor Fiscal de Teresina. Esta é a aula

Leia mais

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves Aula 00 Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Aula Demonstrativa Raciocínio Lógico Quantitativo Apresentação... 3 Modelos de questões resolvidas

Leia mais

M =C J, fórmula do montante

M =C J, fórmula do montante 1 Ciências Contábeis 8ª. Fase Profa. Dra. Cristiane Fernandes Matemática Financeira 1º Sem/2009 Unidade I Fundamentos A Matemática Financeira visa estudar o valor do dinheiro no tempo, nas aplicações e

Leia mais

Prof. Eugênio Carlos Stieler

Prof. Eugênio Carlos Stieler CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA CAPITALIZAÇÁO COMPOSTA: MONTANTE E VALOR ATUAL PARA PAGAMENTO ÚNICO Capitalização composta é aquela em que a taxa de juros incide sobre o capital inicial, acrescido dos juros acumulados

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA FINANCEIRA RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA FINANCEIRA Caro aluno, Disponibilizo abaixo a resolução resumida das questões de Matemática Financeira da prova de Auditor da SEFAZ/PI 2015. Vale dizer que utilizei

Leia mais

Índice. Conteúdo. Planilha Profissional Para Cálculo de Preços de Artesanato

Índice. Conteúdo. Planilha Profissional Para Cálculo de Preços de Artesanato Índice Conteúdo Índice... 2 A Importância do Preço Correto... 3 Como chegar ao preço de venda adequado do meu produto?... 3 Como calcular o preço de venda lucro... 5 Como vender meus produtos pela internet...

Leia mais

Análise e Resolução da prova do ICMS-PE Disciplinas: Matemática Financeira e Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento

Análise e Resolução da prova do ICMS-PE Disciplinas: Matemática Financeira e Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento Disciplinas: Matemática Financeira e Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento 1- Análise da prova Análise e Resolução da prova do ICMS-PE Neste artigo, farei a análise das questões de Matemática

Leia mais

Exemplo COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR O QUE DEVE CONSTAR EM UM TRABALHO ESCOLAR? Um Trabalho Escolar que se preze, de nível fundamental, deve conter:

Exemplo COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR O QUE DEVE CONSTAR EM UM TRABALHO ESCOLAR? Um Trabalho Escolar que se preze, de nível fundamental, deve conter: COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR O QUE DEVE CONSTAR EM UM TRABALHO ESCOLAR? Um Trabalho Escolar que se preze, de nível fundamental, deve conter: 1. Capa 2. Folha de Rosto 3. Sumário 4. Introdução 5. Texto

Leia mais

Análise e Resolução da prova de Agente de Polícia Federal Disciplina: Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento

Análise e Resolução da prova de Agente de Polícia Federal Disciplina: Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento Análise e Resolução da prova de Agente de Polícia Federal Disciplina: Professor: Custódio Nascimento 1- Análise da prova Análise e Resolução da prova de Agente / PF Neste artigo, farei a análise das questões

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL AMBIENTAL - EXERCÍCIO COMENTADO Prof Alan

BALANÇO PATRIMONIAL AMBIENTAL - EXERCÍCIO COMENTADO Prof Alan FACULDADE EVANGÉLICA CIÊNCIAS CONTÁBEIS DISCIPLINA: CONTABILIDADE AMBIENTAL E SOCIAL TURMA: 3º, 4º e 5º PERÍODOS BALANÇO PATRIMONIAL AMBIENTAL - EXERCÍCIO COMENTADO Prof Alan Considere os fatos contábeis

Leia mais

Matemática Financeira. 1ª Parte: Porcentagem Comparação entre Valores - Aumento e Desconto Juros

Matemática Financeira. 1ª Parte: Porcentagem Comparação entre Valores - Aumento e Desconto Juros Matemática ª série Lista 08 Junho/2016 Profª Helena Matemática Financeira 1ª Parte: Porcentagem Comparação entre Valores - Aumento e Desconto Juros 1) (GV) Carlos recebeu R$ 240.000,00 pela venda de um

Leia mais

O valor nominal do título é de R$ 500,00, a taxa é de 1% ao mês e o prazo é de 45 dias = 1,5 mês.

O valor nominal do título é de R$ 500,00, a taxa é de 1% ao mês e o prazo é de 45 dias = 1,5 mês. 13. (ISS-Cuiabá 2016/FGV) Suponha um título de R$ 500,00, cujo prazo de vencimento se encerra em 45 dias. Se a taxa de desconto por fora é de 1% ao mês, o valor do desconto simples será igual a a) R$ 7,00.

Leia mais

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº06

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº06 Nome: Ano: º Ano do E.M. Escola: Data: / / 3º Ano do Ensino Médio Aula nº06 Assunto: Noções de Estatística 1. Conceitos básicos Definição: A estatística é a ciência que recolhe, organiza, classifica, apresenta

Leia mais

Aula de Raciocínio Lógico em Exercícios Questões MP/RJ Professora: Karine Waldrich

Aula de Raciocínio Lógico em Exercícios Questões MP/RJ Professora: Karine Waldrich Aula de Raciocínio Lógico em Exercícios Questões MP/RJ Professora: Karine Waldrich Oi, pessoal, tudo bem? Vim aqui hoje para USAR a FGV. FGV SUA LINDA, VOU LHE USAR!! kkkkkk Brincadeiras à parte, vou usar

Leia mais

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Negação de Proposições e Leis de De Morgan... 3 Relação das questões comentadas... 9 Gabaritos...

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Negação de Proposições e Leis de De Morgan... 3 Relação das questões comentadas... 9 Gabaritos... Aula demonstrativa Apresentação... 2 Negação de Proposições e Leis de De Morgan... 3 Relação das questões comentadas... 9 Gabaritos... 11 1 Apresentação Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Vamos sair na

Leia mais

PORCENTAGEM, AUMENTOS E DESCONTOS PERCENTUAIS, JUROS SIMPLES E COMPOSTOS

PORCENTAGEM, AUMENTOS E DESCONTOS PERCENTUAIS, JUROS SIMPLES E COMPOSTOS PORCENTAGEM, AUMENTOS E DESCONTOS PERCENTUAIS, JUROS SIMPLES E COMPOSTOS PORCENTAGEM x 100 O quociente é representado por x% e lido x por cento. Dados dois números a e b, com, diz- se que a representa

Leia mais

Avaliação de Empresas Profa. Patricia Maria Bortolon

Avaliação de Empresas Profa. Patricia Maria Bortolon Avaliação de Empresas RISCO E RETORNO Aula 2 Retorno Total É a variação total da riqueza proporcionada por um ativo ao seu detentor. Fonte: Notas de Aula do Prof. Claudio Cunha Retorno Total Exemplo 1

Leia mais

CEDERJ MÉTODOS DETERMINÍSTICOS 1 - EP4. Prezado Aluno,

CEDERJ MÉTODOS DETERMINÍSTICOS 1 - EP4. Prezado Aluno, CEDERJ MÉTODOS DETERMINÍSTICOS 1 - EP4 Prezado Aluno, Neste EP daremos sequência ao nosso estudo da linguagem da lógica matemática. Aqui veremos o conectivo que causa mais dificuldades para os alunos e

Leia mais

Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos

Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos Olá Gerente de Projeto. Nos artigos anteriores descrevemos um breve histórico sobre a história e contextualização dos riscos, tanto na vida real

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DO BANCO DO BRASIL

COMENTÁRIO DA PROVA DO BANCO DO BRASIL COMENTÁRIO DA PROVA DO BANCO DO BRASIL Prezados concurseiros, segue abaixo os comentários das questões de matemática propostas pela CESPE no último concurso para o cargo de escriturário do Banco do Brasil

Leia mais

Prospecção Inteligente

Prospecção Inteligente CONSORCIO NACIONAL GAZIN Prospecção Inteligente Inicialmente parece simples: prospectar é pesquisar, localizar e avaliar clientes potenciais. Mas o que parece óbvio nem sempre é feito da maneira correta.

Leia mais

Treinando Tubarões. Fabiano Britto Co-Fundador da Ouro Moderno Professor de Cursos Avançados em Animação Pioneiro em Cursos de Desenvolvedor de Games

Treinando Tubarões. Fabiano Britto Co-Fundador da Ouro Moderno Professor de Cursos Avançados em Animação Pioneiro em Cursos de Desenvolvedor de Games Treinando Tubarões Fabiano Britto Co-Fundador da Ouro Moderno Professor de Cursos Avançados em Animação Pioneiro em Cursos de Desenvolvedor de Games Treinamento A ideia Do atendimento ao fechamento Sugestão

Leia mais

O erro dessa questão foi traduzir o nem como ou não, quando na verdade o correto é traduzir o nem como e não :

O erro dessa questão foi traduzir o nem como ou não, quando na verdade o correto é traduzir o nem como e não : Resolução da Prova de Raciocínio Lógico da DPU (Nível Superior) de 2016, aplicada em 24/01/2016. Um estudante de direito, com o objetivo de sistematizar o seu estudo, criou sua própria legenda, na qual

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Caderno de Questões

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Caderno de Questões Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Caderno de Questões Prof. Carlos A. Heuser Dezembro de 2009 Duração: 2 horas Prova com consulta Questão 1 (Construção de modelo ER) Deseja-se projetar a base de

Leia mais

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. Marco Legal Vigente Em 25 de março de 2011 o Governo Federal editou a MP 528 que foi convertida na Lei nº 12.469, de 26 de agosto

Leia mais

1 Produto: Podcast Formato: Áudio Canal: Minicast Tema: Os Inovadores., o livro. ebookcast (este ebook)

1 Produto: Podcast Formato: Áudio Canal: Minicast Tema: Os Inovadores., o livro. ebookcast (este ebook) 1 Produto: Podcast Formato: Áudio Canal: Minicast Tema: Os Inovadores., o livro Nossos conteúdos nos três formatos Minicast (ouça) ebookcast (este ebook) WebPage (leia) 2 Pagar ligações telefônicas e navegação

Leia mais

Passos para comprar imóveis com segurança. Carlos Maciel Imóveis

Passos para comprar imóveis com segurança. Carlos Maciel Imóveis Passos para comprar imóveis com segurança Carlos Maciel Imóveis Introdução A aquisição de um imóvel é sempre um momento de muita alegria, mas também de muita atenção. Afinal, muito mais do que uma simples

Leia mais

Etapa 1. Etapa 2. Etapa 3. Etapa 4

Etapa 1. Etapa 2. Etapa 3. Etapa 4 São Paulo, 02 de janeiro de 2015 PREZADO (A) PARTICIPANTE DO PLANO III, Conforme já divulgado na Edição nº 10 Dezembro/2014 do nosso Jornal e no site, o Plano III da BRF Previdência passará por mudanças

Leia mais

OPERAÇÕES COM FRAÇÕES

OPERAÇÕES COM FRAÇÕES OPERAÇÕES COM FRAÇÕES Adição A soma ou adição de frações requer que todas as frações envolvidas possuam o mesmo denominador. Se inicialmente todas as frações já possuírem um denominador comum, basta que

Leia mais

Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas

Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas dicas! Dica 1 para Ganhar Dinheiro na Internet Com Crie

Leia mais

Contratar um plano de saúde é uma decisão que vai além da pesquisa de preços. Antes de

Contratar um plano de saúde é uma decisão que vai além da pesquisa de preços. Antes de Planos de saúde: Sete perguntas para fazer antes de contratar Antes de aderir a um plano de saúde, o consumidor precisa se informar sobre todas as condições do contrato, para não correr o risco de ser

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

EDITAL Nº 08/2015 PROCESSO SELETIVO ESPECIAL DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2016/1

EDITAL Nº 08/2015 PROCESSO SELETIVO ESPECIAL DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2016/1 EDITAL Nº 08/2015 PROCESSO SELETIVO ESPECIAL DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2016/1 Abre o processo seletivo especial para ingresso nos cursos de Graduação da Faculdade Metropolitana

Leia mais

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo)

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Manual Cobrança Caixa Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Selecionar Cedente Para utilizar o sistema, selecione o Cedente (CADASTROS > SELECIONAR CEDENTE > ACESSAR).

Leia mais

Como Elaborar uma Proposta de Projeto

Como Elaborar uma Proposta de Projeto Como Elaborar uma Proposta de Projeto Prof. Tiago Garcia de Senna Carneiro tiago@iceb.ufoop.br TerraLAB Laboratório INPE/UFOP para Modelagem e Simulação dos Sistemas Terrestres Departamento de Computação

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

SÃO PAULO, 6 DE MAIO DE 2014;

SÃO PAULO, 6 DE MAIO DE 2014; SÃO PAULO, 6 DE MAIO DE 2014; Famílias 'expulsas' por aluguel alto no bairro da Copa engrossam invasões A maior parte dos 2,5 mil barracos erguidos desde sábado na ocupação 'Copa do Povo', em Itaquera,

Leia mais

M U L H E R E S D O B R A S I L. Setembro2015

M U L H E R E S D O B R A S I L. Setembro2015 M U L H E R E S D O B R A S I L Setembro2015 COMITÊ SOCIAL A Voz das Mulheres Palestra Andrea Chamma Cristina Schulman Maria Elisa Curcio Inegociáveis Não advogamos em causa própria; Todo o trabalho deve

Leia mais

A 'BC' e, com uma régua, obteve estas medidas:

A 'BC' e, com uma régua, obteve estas medidas: 1 Um estudante tinha de calcular a área do triângulo ABC, mas um pedaço da folha do caderno rasgou-se. Ele, então, traçou o segmento A 'C' paralelo a AC, a altura C' H do triângulo A 'BC' e, com uma régua,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI)

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI) 1 EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI) O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP) da Universidade Federal

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Santa Maria RS Brasil Mestrado

Leia mais

Contrato de Câmbio na Exportação.

Contrato de Câmbio na Exportação. Contrato de Câmbio na Exportação. A Momento da Contratação B Liquidação do contrato de câmbio C Alteração D Cancelamento E Baixa do Contrato de Câmbio F Posição de Câmbio: nivelada, comprada e vendida.

Leia mais

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de encerramento do 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) Vitória-ES, 1º de setembro de 2009

Leia mais

Indíce. Indice... 1. 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4

Indíce. Indice... 1. 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4 Indíce Sumário Indice... 1 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4 2) Gerar relacionamento / lista de emails... 5 Exemplo... 6 3)Faça a oferta... 7 Exemplo...

Leia mais

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República Palavras do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na Escola Municipal de Rio Largo, durante encontro para tratar das providências sobre as enchentes Rio Largo - AL, 24 de junho de 2010 Bem,

Leia mais

Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital

Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital 1 2 Por Tiago Bastos Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital Por Tiago Bastos Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa Seu Primeiro Negócio Digital" não pode fazer garantias sobre

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ROTEIRO Esta aula tem por base o Capítulo 2 do livro de Taha (2008): Introdução O modelo de PL de duas variáveis Propriedades

Leia mais

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia ActivALEA ative e atualize a sua literacia N.º 26 A FREQUÊNCIIA RELATIIVA PARA ESTIIMAR A PROBABIILIIDADE Por: Maria Eugénia Graça Martins Departamento de Estatística e Investigação Operacional da FCUL

Leia mais

CRIE SEU CANTOR VIRTUAL

CRIE SEU CANTOR VIRTUAL CRIE SEU CANTOR VIRTUAL CRIE SEU CANTOR VIRTUAL Já pensou que ótimo seria se você pudesse ter um VOCALOID só seu para cantar junto com seu favorito? É possível você ter um cantor virtual com a sua voz

Leia mais

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 10: Exercícios Cap 01. www.laercio.com.br

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 10: Exercícios Cap 01. www.laercio.com.br MATEMÁTICA PARA VENCER Apostilas complementares APOSTILA 10: Exercícios Cap 01 www.laercio.com.br APOSTILA 10 Exercícios cap 01 MATÉRIA FÁCIL, QUESTÕES DIFÍCEIS HORA DE ESTUDAR (cap 01) Apostila de complemento

Leia mais

OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER

OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER MEU TEMPO É PRECIOSO ROTINA INSANA CAOS COMIDA PARA FAZER CASA PARA LIMPAR FILHOS PARA CUIDAR TRABALHO COMO SER ORGANIZADA? Processo que

Leia mais

AULA 07 Distribuições Discretas de Probabilidade

AULA 07 Distribuições Discretas de Probabilidade 1 AULA 07 Distribuições Discretas de Probabilidade Ernesto F. L. Amaral 31 de agosto de 2010 Metodologia de Pesquisa (DCP 854B) Fonte: Triola, Mario F. 2008. Introdução à estatística. 10 ª ed. Rio de Janeiro:

Leia mais

15.053 26 de fevereiro de 2002

15.053 26 de fevereiro de 2002 15.053 26 de fevereiro de 2002 Análise de Sensibilidade apresentado como Perguntas Freqüentes Pontos ilustrados em um exemplo contínuo de fabricação de garrafas. Se o tempo permitir, também consideraremos

Leia mais

Probabilidade. Luiz Carlos Terra

Probabilidade. Luiz Carlos Terra Luiz Carlos Terra Nesta aula, você conhecerá os conceitos básicos de probabilidade que é a base de toda inferência estatística, ou seja, a estimativa de parâmetros populacionais com base em dados amostrais.

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 26 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 26-21/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

Curso técnico Integrado de Administração

Curso técnico Integrado de Administração Curso técnico Integrado de Administração Desconto Simples Comercial ou Bancário (Por Fora) Desconto é o abatimento no valor de um título de crédito que pode ser: Letra de câmbio Fatura Duplicata Nota promissória

Leia mais

DISTRIBUIÇÕES ESPECIAIS DE PROBABILIDADE DISCRETAS

DISTRIBUIÇÕES ESPECIAIS DE PROBABILIDADE DISCRETAS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS E DISTRIBUIÇÕES DE PROBABILIDADES 1 1. VARIÁVEIS ALEATÓRIAS Muitas situações cotidianas podem ser usadas como experimento que dão resultados correspondentes a algum valor, e tais situações

Leia mais

CURSO PRÉ-VESTIBULAR DA UFSCar

CURSO PRÉ-VESTIBULAR DA UFSCar CURSO PRÉ-VESTIBULAR DA UFSCar PROCESSO SELETIVO 2013/2014 MANUAL DO CANDIDATO CALENDÁRIO DO PROCESSO SELETIVO: ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO DATAS/INFORMAÇÕES 13 DE MAIO A 9 DE JUNHO, pelo site: www.cursinho.ufscar.br

Leia mais

Módulo de Equações do Segundo Grau. Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano

Módulo de Equações do Segundo Grau. Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano Módulo de Equações do Segundo Grau Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano Equações do o grau: Resultados Básicos. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. A equação ax + bx + c = 0, com

Leia mais

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008 Universal Entrada 2008 Programa Programa - Manual do Aplicador Teste Universal - 2008 Teste Cognitivo Leitura/Escrita e Matemática Caro alfabetizador(a): Se você está recebendo este material, é porque

Leia mais

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE GUIA DO 1 FAMILIAR GUIA DO 2 Existem várias maneiras de usar o dinheiro de forma consciente. Uma delas é definir suas necessidades e planejar todos os seus gastos levando em conta a renda disponível. Para

Leia mais

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO UM JOGO BINOMIAL São muitos os casos de aplicação, no cotidiano de cada um de nós, dos conceitos de probabilidade. Afinal, o mundo é probabilístico, não determinístico; a natureza acontece

Leia mais

Não importa o que você decida

Não importa o que você decida Não importa o que você decida vender ou fazer, todo negócio é sobre pessoas. O nível e a qualidade do seu relacionamento interpessoal determinará os resultados do seu negócio. Arrisco dizer que o valor

Leia mais

Ondas EM no Espaço Livre (Vácuo)

Ondas EM no Espaço Livre (Vácuo) Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Santa Catarina Campus São José Área de Telecomunicações ELM20704 Eletromagnetismo Professor: Bruno Fontana da Silva 2014-1 Ondas EM

Leia mais

Usando potências de 10

Usando potências de 10 Usando potências de 10 A UUL AL A Nesta aula, vamos ver que todo número positivo pode ser escrito como uma potência de base 10. Por exemplo, vamos aprender que o número 15 pode ser escrito como 10 1,176.

Leia mais

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma Aula 03 Processadores Prof. Ricardo Palma Definição O processador é a parte mais fundamental para o funcionamento de um computador. Processadores são circuitos digitais que realizam operações como: cópia

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

3º Ensino Médio Trabalho de Física Data /08/09 Professor Marcelo

3º Ensino Médio Trabalho de Física Data /08/09 Professor Marcelo Nome 3º Ensino Médio Trabalho de Física Data /08/09 Professor Marcelo Em física, corrente elétrica é o movimento ordenado de partículas portadoras de cargas elétricas. Microscopicamente as cargas livres

Leia mais

Álgebra Linear Aplicada à Compressão de Imagens. Universidade de Lisboa Instituto Superior Técnico. Mestrado em Engenharia Aeroespacial

Álgebra Linear Aplicada à Compressão de Imagens. Universidade de Lisboa Instituto Superior Técnico. Mestrado em Engenharia Aeroespacial Álgebra Linear Aplicada à Compressão de Imagens Universidade de Lisboa Instituto Superior Técnico Uma Breve Introdução Mestrado em Engenharia Aeroespacial Marília Matos Nº 80889 2014/2015 - Professor Paulo

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 3ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 3ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Matemática Professor (a): Flávia Lúcia Ano: 7º Turma: 7.1 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

A prova foi de nível médio para difícil, considerando que se trata de uma matéria complexa, que a maioria não gosta, nem tem afinidade.

A prova foi de nível médio para difícil, considerando que se trata de uma matéria complexa, que a maioria não gosta, nem tem afinidade. Comentário da prova de Física PRF 013 COMNTÁRIO PROA DA PRF 013 Pro. - CSP inícius Silva Aula 03 Olá prezados concurseiros da PRF 013, é com muito prazer que venho echar o meu trabalho para esse concurso

Leia mais

Ayuda Sua ONG na mão

Ayuda Sua ONG na mão Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS Ayuda Sua ONG na mão Escopo do Projeto Professor: Augusto Sampaio Equipe: Bruno

Leia mais

NavegadorContábil. Sim. Não. Sim. Não. Número 13-20 de agosto de 2010. Contabilização de operações de duplicata descontada e vendor

NavegadorContábil. Sim. Não. Sim. Não. Número 13-20 de agosto de 2010. Contabilização de operações de duplicata descontada e vendor NavegadorContábil Número 13-20 de agosto de 2010 Contabilização de operações de duplicata descontada e vendor Introdução Muitas empresas no Brasil, na administração de seu capital de giro, fazem uso de

Leia mais

PARECER Nº, DE 2008. RELATORA: Senadora ADA MELLO I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2008. RELATORA: Senadora ADA MELLO I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2008 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 364, de 2008, que altera o art. 8º da Lei n 9.250, de 26 de dezembro de 1995, para permitir a dedução de despesa

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial Aula 7 Programação Genética M.e Guylerme Velasco Programação Genética De que modo computadores podem resolver problemas, sem que tenham que ser explicitamente programados para isso?

Leia mais

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM Energia produzida Para a industria eólica é muito importante a discrição da variação da velocidade do vento. Os projetistas de turbinas necessitam da informação para otimizar o desenho de seus geradores,

Leia mais

Comportamento ético do Contador - Conciliando Interesses, Administrando pessoas, informações e recursos.

Comportamento ético do Contador - Conciliando Interesses, Administrando pessoas, informações e recursos. Comportamento ético do Contador - Conciliando Interesses, Administrando pessoas, informações e recursos. Thiago Silva Lima Resumo A contabilidade é um ramo muito importante em se falando de ética já que

Leia mais

CERT Exceptions ED 15 pt. Exceções. Documento Explicativo. Válido a partir de: 02/03/2016 Distribuição: Pública

CERT Exceptions ED 15 pt. Exceções. Documento Explicativo. Válido a partir de: 02/03/2016 Distribuição: Pública CERT Exceptions ED 15 pt Exceções Documento Explicativo Válido a partir de: 02/03/2016 Distribuição: Pública Índice 1 Objetivo... 3 2 Área de Aplicação... 3 3 Definições... 3 4 Processo... 3 5 Tipos de

Leia mais

Por Quanto Posso Vender Meu Produto?

Por Quanto Posso Vender Meu Produto? Por Quanto Posso Vender Meu Produto? POR QUANTO POSSO VENDER MEU PRODUTO? Vejo muita gente, principalmente no Facebook, perguntando POR QUANTO vender seus produtos, sejam eles, bolos, doces, bombons, salgados

Leia mais

O Papel do Gerente/Administrador Financeiro das Empresas

O Papel do Gerente/Administrador Financeiro das Empresas O Papel do Gerente/Administrador Financeiro das Empresas Autora: Begail da Silva Casagrande (UNIC) * Co-autor: Juliano Ciebre dos Santos (FSA) * Resumo: Administrar uma empresa não é uma tarefa fácil.

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015. de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015. Considerando a proposição P: Se João se esforçar o bastante, então João conseguirá o que desejar, julgue os itens a seguir. 43 A proposição

Leia mais

Exercício. Exercício

Exercício. Exercício Exercício Exercício Aula Prática Utilizar o banco de dados ACCESS para passar o MER dos cenários apresentados anteriormente para tabelas. 1 Exercício oções básicas: ACCESS 2003 2 1 Exercício ISERIDO UMA

Leia mais

O comportamento recente da taxa real de juros no Brasil: existe espaço para uma queda maior da taxa de juros?

O comportamento recente da taxa real de juros no Brasil: existe espaço para uma queda maior da taxa de juros? O comportamento recente da taxa real de juros no Brasil: existe espaço para uma queda maior da taxa de juros? José Luís Oreiro * O Banco Central do Brasil iniciou o recente ciclo de flexibilização da política

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE FOLHA DE VERIFICAÇÃO

FERRAMENTAS DA QUALIDADE FOLHA DE VERIFICAÇÃO FERRAMENTAS DA QUALIDADE FOLHA DE VERIFICAÇÃO 1 A Folha de Verificação é utilizada para permitir que um grupo registre e compile sistematicamente dados de fontes com experiência na área (históricos), ou

Leia mais

AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA

AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA AEP FISCAL CURSO DE ESTATÍSTICA Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, Analista Tributário da Receita Federal do Brasil e Auditor Fiscal do Trabalho. Prof. Weber Campos webercampos@gmail.com AUDITOR-FISCAL

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU

SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU I INTRODUÇÃO: Os sistemas de equação são ferramentas muito comuns na resolução de problemas em várias áreas ( matemática, química, física, engenharia,...) e aparecem sempre

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 PROCURADOR GRUPO III 13/05/2015 Direito Financeiro PROVAS Direito Tributário Direito Previdenciário Peça jurídica SÓ ABRA ESTE CADERNO QUANDO

Leia mais

Modelos de Regressão Linear Simples - Erro Puro e Falta de Ajuste

Modelos de Regressão Linear Simples - Erro Puro e Falta de Ajuste Modelos de Regressão Linear Simples - Erro Puro e Falta de Ajuste Erica Castilho Rodrigues 2 de Setembro de 2014 Erro Puro 3 Existem dois motivos pelos quais os pontos observados podem não cair na reta

Leia mais

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO À INSTRUÇÃO N.º 12/2013 - (BO N.º 6, 17.06.2013) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO II FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES, EM CASO DE CONTRATAÇÃO

Leia mais

A Lei das Sociedades por Ações (LSA) é tiete da Constituição Federal (CF). Tenta imitá-la de todas as formas...

A Lei das Sociedades por Ações (LSA) é tiete da Constituição Federal (CF). Tenta imitá-la de todas as formas... Caro aluno, I. A Lei das Sociedades por Ações (LSA) é tiete da Constituição Federal (CF). Tenta imitá-la de todas as formas... Relanceie o índice sistemático da Constituição Federal: TÍTULO II Dos Direitos

Leia mais

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel EGEA ESAPL - IPVC Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel Os Suplementos do Excel Em primeiro lugar deverá certificar-se que tem o Excel preparado para resolver problemas de

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

HASTA PÚBLICA PROGRAMA DO CONCURSO

HASTA PÚBLICA PROGRAMA DO CONCURSO HASTA PÚBLICA CONCURSO POR HASTA PÚBLICA PARA ATRIBUIÇÃO DA CONCESSÃO DE 4 LOJAS COMERCIAIS E 6 ESPAÇOS DE VENDA EXISTENTES NO PISO INFERIOR DO MERCADO MUNICIPAL DE ESPINHO PROGRAMA DO CONCURSO ARTIGO

Leia mais

CABELO ELÁSTICO TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

CABELO ELÁSTICO TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER CABELO ELÁSTICO TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER O QUE É UM CABELO EMBORRACHADO? O cabelo emborrachado, elástico ou chiclete é um cabelo em que a fibra perdeu a elasticidade natural, além da umidade, o que

Leia mais

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Ingresso agosto de 2016 Informações: (51) 3218-1355 ernani.neto@espm.br O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização de práticas contemporâneas

Leia mais

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO À INSTRUÇÃO N.º 12/2013 - (BO N.º 6, 17.06.2013) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO I FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL. UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL. ITAMARA CARDOSO DOS SANTOS JULIANA LIMA MAGALHÃES SUANI MARA DA SILVA VIANA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) BOA

Leia mais

Boletim Mensal - Dezembro/2015

Boletim Mensal - Dezembro/2015 Boletim Mensal - Dezembro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Receita abre consulta ao último lote de restituição do IR. Para fazer a consulta, o contribuinte deve acessar a página

Leia mais