À DESCOBERTA DOS NEGÓCIOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "À DESCOBERTA DOS NEGÓCIOS"

Transcrição

1 À DESCOBERTA DOS NEGÓCIOS ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL

2 Ensino Secundário / Profissional Breve descrição Jogo baseado na dinâmica do pictionary sobre termos associados ao Plano de Negócios. Após este jogo funciona muito bem desenvolver a atividade Puzzle de Palavras, para consolidar a estrutura do Plano de Negócios. Competências a desenvolver Capacidade de análise e avaliação de situações, Capacidade de comunicação, Capacidade de expressão, Criatividade, Trabalho em equipa Duração 50 minutos Complexidade Direitos de Autor Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste guião pode ser reproduzida ou utilizada para fins comerciais, por qualquer modo ou por qualquer meio eletrónico, mecânico (incluindo fotocópia), de gravação ou qualquer outra forma copiada sem autorização prévia, por escrito, do Editor. É concedida permissão aos participantes do Projeto Empreendedorismo nas Escolas da CIM do Ave (ano letivo 2014/2015) para reproduzirem páginas deste guião apenas para fins não comerciais. Qualquer solicitação para fotocópia, gravação, transmissão e/ou reprodução de qualquer parte deste trabalho deve ser dirigida por escrito à GesEntrepreneur Empreendedorismo Sustentável, Lda. (Rua 7 de Junho de 1759, Nº 1, Lagoal, Caxias). 2

3 GUIA DA ATIVIDADE MATERIAL: Documento: Cartões de Negócio (um exemplar por turma; cartões para recortar) Cronómetro OBJETIVOS: Descobrir aspetos inerentes a um Plano de Negócios. Desenvolver competências como a criatividade, a comunicação (verbal e não verbal) e o trabalho de equipa. PREPARAÇÃO: Fotocopie um exemplar do documento Cartões de Negócio e recorte os cartões. IMPLEMENTAÇÃO: Divida a turma em dois grupos e peça para se sentarem por grupo (um grupo de cada lado da sala). Deverá fazê-lo de forma aleatória e para isso poderá recorrer a uma dinâmica de divisão de grupos. Peça a cada equipa para escolher um nome para a mesma, de preferência atendendo à temática do empreendedorismo. Escreva no quadro os dois nomes escolhidos, junto dos quais irá anotar as pontuações correspondentes. Pergunte-lhes se conhecem jogos como o Pictionary ou o Party & Co. Refira que esta atividade consiste num misto destes jogos, englobando atividades de mímica, desenho e descrição oral de uma palavra sem referir algumas palavras proibidas. Explique, então, como se processará o jogo: As duas equipas jogam de forma alternada, independentemente de acertarem ou errarem a resposta. Em cima da mesa estão vários cartões (virados para baixo), cada um contendo uma determinada palavra ou expressão (que terá de ser transmitida por um elemento da equipa aos restantes 3

4 elementos da respetiva equipa), bem como a indicação da forma como essa palavra terá de ser transmitida (mímica, desenho ou palavra proibida). Quando uma equipa estiver na sua vez de jogar deve escolher um elemento da sua equipa para o fazer. Esse elemento deverá avançar e retirar um cartão ao acaso, sem o mostrar à sua equipa. De seguida, deve tentar que a sua equipa adivinhe o que consta no mesmo, transmitindo-a de acordo com o que está indicado no cartão, podendo ser uma de três hipóteses: Mímica o jogador deve conseguir que a equipa adivinhe o que está no cartão utilizando a mímica (podem-se emitir sons além dos gestos). Desenho o jogador deve conseguir que a equipa adivinhe o que está no cartão através de desenhos (os quais devem ser feitos no quadro), não podendo falar, gesticular, nem escrever letras; só desenhos e símbolos. Palavra Proibida o jogador deve conseguir que a equipa adivinhe o que está no cartão, transmitindo-o oralmente sem referir qualquer uma das palavras que estão presentes no cartão (são palavras proibidas de pronunciar) nem palavras da mesma família da que se pretende adivinhar e da família das que são proibidas. Cada jogador tem 1 minuto para tentar que a sua equipa adivinhe a palavra ou expressão presente no cartão. Se a equipa adivinhar dentro do tempo, deve ser marcado um ponto. Se a equipa não adivinhar, não se marca ponto algum. Dê início à atividade, escolhendo uma equipa para começar, sabendo que jogam sempre de forma intercalada. Incentive a que haja rotatividade dentro da equipa, de forma a tentar que cada um dos alunos jogue pelo menos uma vez. Contabilize um minuto para cada jogada, garantindo que as equipas adivinham a palavra dentro do tempo estabelecido. Se o tempo terminar sem adivinharem, revela-se o conteúdo do cartão e passa a vez para a outra equipa. Registe no quadro os pontos atribuídos no final de cada jogada. Faça tantas jogadas, quantas o tempo permitir (sabendo que tem cerca de 30 minutos para as jogadas, sendo o tempo remanescente destinado à formação de grupos, instruções e análise da atividade). Tenha em atenção que a última jogada deve ser da equipa que não iniciou o jogo, garantindo assim que ambas as equipas tiveram igual número de jogadas. INSTRUÇÕES PARA REFLEXÃO: Pergunte aos alunos que competências acham que foram desenvolvidas com este jogo. Pergunte-lhes, ainda, de que modo acham que estas palavras/expressões se relacionam com a temática do empreendedorismo. 4

5 Oriente uma discussão de modo a concluir que as palavras do jogo estão de alguma forma relacionadas com o empreendedorismo, sendo aspetos que podem caracterizar um Plano de Negócios. NOTAS: Sempre que um cartão tiver mais que uma palavra, refira esse aspeto à equipa no início da jogada. Terá de usar um pouco de bom senso no que concerne a aceitar ou não uma resposta semelhante à(s) palavra(s) inscrita(s) no cartão. Por exemplo, alguns dos cartões contêm determinadas expressões e os alunos podem não referir exatamente todas as palavras existentes nessa expressão. Outras vezes, a palavra respondida pelo aluno encontra-se num tempo verbal diferente do tempo verbal presente no cartão. Cabe-lhe então a si assumir o papel de júri e decidir quais aceita como certas e quais não aceita. 5

6 ANEXOS 6

7 Cartões de Negócio Recorte os cartões que se encontram nesta página e nas seguintes. Projeto Perspetiva Financeira Inovação Localização Concorrência Perfil 7

8 Recursos Humanos Edifícios Equipamento de Escritório Lucro Preço Salários Banco Amigos 8

9 Visão Paixão Objetivo Ideia Serviço Clientes Fornecedores Trabalhador 9

10 Experiência Máquinas Vendas Gastos Dinheiro Empréstimo Acreditar Dedicação 10

11 Sonho Síntese Resumo Breve Sucinto Objetivo Descrição Produto Apresentação Clareza Serviço Criar Negócio Produto Vender Comprar Oportunidade Competitividade Ideia Novidade Concorrência Ganhar Necessidade Negócio Preço Qualidade Gestor Técnico Empresa Responsável Empregado Funcionário Planear Decisão Produção Conhecimento 11

12 Habilitações Literárias Veículos Estudos Escola Automóvel Carrinha Curso Licenciatura Comercial Passageiros Mobiliário Viabilidade Secretária Cadeira Lucro Rentável Madeira Estante Exequível Sucesso Prejuízo Rendimentos Lucro Dinheiro Lucro Dinheiro Perda Insucesso Ganho Sucesso Crédito Bancário Família Empréstimo Juro Pai Mãe Banco Dinheiro Irmão Tio 12

LEITURA E ESCRITA FOTO NOME DESCRIÇÃO

LEITURA E ESCRITA FOTO NOME DESCRIÇÃO MATERIAL DE INTERVENÇÃO LEITURA E ESCRITA FOTO NOME DESCRIÇÃO 28,29 + IVA (23%) Loto Palavras e Animais Loto de 72 animais para trabalhar a associação de duas formas: imagem com imagem ou imagem com palavra.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Campus de Lhanguene, Av. de Moçambique, km 1, Tel: +258 21401078, Fax: +258 21401082, Maputo Cursos de Licenciatura em Ensino de Matemática

Leia mais

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros:

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: TRABALHO: REGISTROS 8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: CLIENTES NOTAS ITENS_NOTAS PRODUTOS Cod_cliente Num_NF Num_NF Cod_produto Endereco Cod_cliente

Leia mais

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas Objetivo do jogo Cada jogador representa o papel de um sumo sacerdote na luta pelo poder em Tebas no antigo Egito. Ganha o jogador que primeiro: Conseguir 40 pontos, ou Ocupar todos os quadrados de um

Leia mais

Métodos de Estudo & Investigação Científica. Elaborando um projeto de pesquisa

Métodos de Estudo & Investigação Científica. Elaborando um projeto de pesquisa Elaborando um projeto de pesquisa A pesquisa é a realização concreta de uma investigação planeada, desenvolvido e redigida de acordo com as normas das metodologias consagradas pela ciência; Requerida quando

Leia mais

Profa. Cleide de Freitas. Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS

Profa. Cleide de Freitas. Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS Profa. Cleide de Freitas Unidade II PLANO DE NEGÓCIOS O que vimos na aula anterior Ideias e Oportunidades Oportunidades x Experiência de mercado O que é um plano de negócios? Identificação e análise de

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas CST em Automação Industrial CST em Gestão da Tecnologia da Informação CST em Redes de Computadores PIM Projeto Integrado Multidisciplinar

Leia mais

Oficina de Jogos. Jorge Sabatucci. Universidade Federal de Minas Gerais

Oficina de Jogos. Jorge Sabatucci. Universidade Federal de Minas Gerais Oficina de Jogos Jorge Sabatucci Universidade Federal de Minas Gerais 1 o Colóquio da Região Sudeste Abril de 2011 Prefácio Neste encontro trabalharemos com algumas atividades utilizadas no projeto VISITAS

Leia mais

Construir uma estratégia

Construir uma estratégia Aula 7 Construir uma estratégia Construindo um Percurso - Programa de Empreendedorismo para o 3º Ciclo do Ensino Básico - Aula 7 - Página: 1 / 21 Programa de Empreendedorismo para o 3º Ciclo do Ensino

Leia mais

Jogo da memória dos meios de transporte

Jogo da memória dos meios de transporte A atividade proposta visa desenvolver no aluno a capacidade de identificar os diferentes meios, compreendendo a importância deles em nosso cotidiano, e, além disso, para as relações sociais e econômicas

Leia mais

Adotada Total / Parcial. Fundamento da não adoção. Recomendação. Não adotada. 1. Princípios Gerais

Adotada Total / Parcial. Fundamento da não adoção. Recomendação. Não adotada. 1. Princípios Gerais / 1. Princípios Gerais As instituições devem adotar uma política de remuneração consistente com uma gestão e controlo de riscos eficaz que evite uma excessiva exposição ao risco, que evite potenciais conflitos

Leia mais

TESTES SOCIOMÉTRICOS

TESTES SOCIOMÉTRICOS TESTES SOCIOMÉTRICOS Docente: Mestre Mª João Marques da Silva Picão Oliveira TESTES SOCIOMÉTRICOS * O Teste Sociométrico ajuda-nos a avaliar o grau de integração duma criança/jovem no grupo; a descobrir

Leia mais

Gestão Mercadológica. Unidade 12 - Comunicação de Marketing. Capítulo 18 - Gerenciamento da comunicação de massa

Gestão Mercadológica. Unidade 12 - Comunicação de Marketing. Capítulo 18 - Gerenciamento da comunicação de massa Gestão Mercadológica Unidade 12 - Comunicação de Marketing Capítulo 18 - Gerenciamento da comunicação de massa Tópicos Desenvolvimento e gerenciamento de um plano de propaganda; Decisão sobre a mídia e

Leia mais

REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO

REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO BALÃO Cada equipe apresentará um componente para esta prova. Os participantes deverão soprar o balão até estourar. Será estabelecida a ordem de classificação pelo tempo de estouro

Leia mais

JESSICA NO ORDENAMENTO JURÍDICO PORTUGUÊS. José Brito Antunes Lisboa, 18 de Fevereiro de 2008

JESSICA NO ORDENAMENTO JURÍDICO PORTUGUÊS. José Brito Antunes Lisboa, 18 de Fevereiro de 2008 JESSICA NO ORDENAMENTO JURÍDICO PORTUGUÊS José Brito Antunes Lisboa, 18 de Fevereiro de 2008 ESTRUTURA FINANCEIRA CONCEPTUAL IDEIAS CHAVE FLEXIBILIDADE na estruturação jurídica Fundos de Participação e

Leia mais

Prémio Jovem Empreendedor Regulamento. Municí pio de Grâ ndolâ

Prémio Jovem Empreendedor Regulamento. Municí pio de Grâ ndolâ Prémio Jovem Empreendedor Regulamento Municí pio de Grâ ndolâ Regulamento do Prémio Jovem Empreendedor Preâmbulo O empreendedorismo tem vindo a assumir, dadas as atuais circunstâncias económicas e sociais,

Leia mais

Durante a prova, em cima da mesa, o candidato apenas poderá ter o enunciado da prova, a caneta, a legislação e o BI/CC.

Durante a prova, em cima da mesa, o candidato apenas poderá ter o enunciado da prova, a caneta, a legislação e o BI/CC. PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONSTITUIÇÃO DE RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO PÚBLICO POR TEMPO INDETERMINADO, TENDO EM VISTA O PREENCHIMENTO DE UM POSTO DE TRABALHO NA CARREIRA/CATEGORIA DE TÉCNICO SUPERIOR,

Leia mais

ESPANHOL INIC. Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade

ESPANHOL INIC. Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL INIC. 11º Ano de Escolaridade Prova 375 2014 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova a que esta

Leia mais

Prémio Hire.me app. Campanha nacional eskills for Jobs 2016. Regulamento

Prémio Hire.me app. Campanha nacional eskills for Jobs 2016. Regulamento Prémio Hire.me app Campanha nacional eskills for Jobs 2016 Regulamento Na prossecução das suas atribuições legais no domínio da Sociedade de Informação e do Conhecimento em Portugal, em particular ao nível

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008 Universal Entrada 2008 Programa Programa - Manual do Aplicador Teste Universal - 2008 Teste Cognitivo Leitura/Escrita e Matemática Caro alfabetizador(a): Se você está recebendo este material, é porque

Leia mais

INSTRUMENTOS DA APLICAÇÃO

INSTRUMENTOS DA APLICAÇÃO INSTRUMENTOS DA APLICAÇÃO FORMULÁRIO DE RASTREAMENTO DE UNIDADE 913000001-7 5º ano Ana Maria COORDENADOR DE AVALIAÇÃO 000.000.000-00 Ana Maria Ana Maria DIRETOR DA UNIDADE ESCOLAR Pacote:913000001-7 913000001-7

Leia mais

FACULDADE DE ARARAQUARA IESP Instituto Educacional do Estado de São Paulo Rua Miguel Cortez, 50, Vila Suconasa, Araraquara/SP Tel: 3332-4093

FACULDADE DE ARARAQUARA IESP Instituto Educacional do Estado de São Paulo Rua Miguel Cortez, 50, Vila Suconasa, Araraquara/SP Tel: 3332-4093 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito da Faculdade de Araraquara CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre

Leia mais

Certificação e Auditoria Ambiental

Certificação e Auditoria Ambiental Certificação e Auditoria Ambiental Auditoria Ambiental - 3 Prof. Gustavo Rodrigo Schiavon Eng. Ambiental Preparação Nesta etapa, a auditoria é organizada objetivando minimizar o tempo despendido pelos

Leia mais

Módulo de Princípios Básicos de Contagem. Segundo ano

Módulo de Princípios Básicos de Contagem. Segundo ano Módulo de Princípios Básicos de Contagem Combinação Segundo ano Combinação 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Numa sala há 6 pessoas e cada uma cumprimenta todas as outras pessoas com um único aperto

Leia mais

Software PHC com MapPoint 2007

Software PHC com MapPoint 2007 Software PHC com MapPoint 2007 Descritivo completo A integração entre o Software PHC e o Microsoft MapPoint permite a análise de informação geográfica (mapas, rotas e análise de dispersão), baseada em

Leia mais

Programa Incentivo 2014. Normas de execução financeira. 1. Âmbito do financiamento

Programa Incentivo 2014. Normas de execução financeira. 1. Âmbito do financiamento Programa Incentivo 2014 Normas de execução financeira 1. Âmbito do financiamento As verbas atribuídas destinam-se a financiar o funcionamento da instituição de investigação científica e desenvolvimento

Leia mais

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02 Manual CEAD - FACEL Sumário 03... Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Atualizando seu perfil Esqueceu sua senha de acesso 09... O meu AVA Conhecendo meu AVA Navegando na disciplina Barra de navegação

Leia mais

Objetivo do Portal da Gestão Escolar

Objetivo do Portal da Gestão Escolar Antes de Iniciar Ambiente de Produção: É o sistema que contem os dados reais e atuais, é nele que se trabalha no dia a dia. Neste ambiente deve-se evitar fazer testes e alterações de dados sem a certeza

Leia mais

- ; - -1,- NOTA TÉCNICA N`&5-7.12016/ CGNOR/DSST/SIT/MTPS

- ; - -1,- NOTA TÉCNICA N`&5-7.12016/ CGNOR/DSST/SIT/MTPS . - ; - -1,- - MINISTÉRIO DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO Esplanada dos Ministérios, Bloco F, Anexo, Ala B, 1 andar, sala 176 - CEP: 70056-900 - Brasilia/DF sitgmte

Leia mais

Regulamento do Centro de Investigação em Estudos da Criança CIEC

Regulamento do Centro de Investigação em Estudos da Criança CIEC Regulamento do Centro de Investigação em Estudos da Criança CIEC CAPÍTULO I ÂMBITO E OBJETIVOS Artigo 1.º Âmbito O Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), adiante designado por Centro, é uma

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia ActivALEA ative e atualize a sua literacia N.º 26 A FREQUÊNCIIA RELATIIVA PARA ESTIIMAR A PROBABIILIIDADE Por: Maria Eugénia Graça Martins Departamento de Estatística e Investigação Operacional da FCUL

Leia mais

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL ASSOCIAÇÕES ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL ASSOCIAÇÕES ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Basquetebol dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da Câmara

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial Aula 7 Programação Genética M.e Guylerme Velasco Programação Genética De que modo computadores podem resolver problemas, sem que tenham que ser explicitamente programados para isso?

Leia mais

Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS

Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS 2014 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian (Fundação), através de concurso, vai conceder apoio à organização

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO UM JOGO BINOMIAL São muitos os casos de aplicação, no cotidiano de cada um de nós, dos conceitos de probabilidade. Afinal, o mundo é probabilístico, não determinístico; a natureza acontece

Leia mais

Inglês Prova 21 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº17/2016, de 4 de abril) 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação

Inglês Prova 21 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº17/2016, de 4 de abril) 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês Prova 21 2016 PROVA ESCRITA E ORAL -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

A escrita que faz a diferença

A escrita que faz a diferença A escrita que faz a diferença Inclua a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro em seu planejamento de ensino A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do Ministério

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 6 Jogos Quando falamos em jogos, pensamos em vários conhecidos como: xadrez, as damas e os jogos com baralho. Porém,

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Introdução Slide 1 Nielsen C. Damasceno Introdução Tanenbaum (2007) definiu que um sistema distribuído é aquele que se apresenta aos seus usuários como um sistema centralizado, mas

Leia mais

Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário!

Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário! ALGORITMOS E ESTRUTURAS DE DADOS I DCC/UFMG Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário! Pedro O.S. Vaz de Melo May 29, 2013 1 DESCRIÇÃO DO PROBLEMA O objetivo deste trabalho

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

DIRECTRIZ CONTABILÍSTICA Nº 24 EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS 1. OBJECTIVO 1 2. DEFINIÇÕES 2 3. TIPOS DE EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS 2

DIRECTRIZ CONTABILÍSTICA Nº 24 EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS 1. OBJECTIVO 1 2. DEFINIÇÕES 2 3. TIPOS DE EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS 2 DIRECTRIZ CONTABILÍSTICA Nº 24 EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS INDICE 1. OBJECTIVO 1 2. DEFINIÇÕES 2 3. TIPOS DE EMPREENDIMENTOS CONJUNTOS 2 3.1. Operações conjuntamente controladas 3 3.2. Activos conjuntamente

Leia mais

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Unidade de Sistemas de Informação Centro de Informática Prof. Correia de Araújo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Índice

Leia mais

Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD. Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI

Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD. Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI AGENDA 1. PLANEJAMENTO 2. ESTRUTURAÇÃO RH E DIDÁTICA 3. PLATAFORMA EAD 4. EXECUÇÃO 5.

Leia mais

Regras V1.0. Counter Strike:GO (5vs5)

Regras V1.0. Counter Strike:GO (5vs5) Regras V1.0 Counter Strike:GO (5vs5) -- Quem pode participar? --. Jogadores com idade igual ou superior a 16 anos.. Jogadores com menos de 16 anos necessitam de uma autorização dos Encarregados de Educação..

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE. Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE. Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Campus Arapiraca CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE Arapiraca-AL, 15 de Dezembro de 2011 Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula MBA em Gerenciamento de Projetos Teoria Geral do Planejamento Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula SOBRAL - CE 2014 O que é Planejamento É um processo contínuo e dinâmico que consiste em um

Leia mais

PROPOSTA PARA EVENTOS. Serviços de Multimédia Integrada em POS. Proposta N. PT.2016PEV16

PROPOSTA PARA EVENTOS. Serviços de Multimédia Integrada em POS. Proposta N. PT.2016PEV16 PROPOSTA PARA EVENTOS Serviços de Multimédia Integrada em POS Proposta N. PT.2016PEV16 CONTEUDO 1. CONTACTOS...2 2. APRESENTAÇÃO...2 3. Proposta Comercial e Condições de Pagamento - PACK EVENTO - ALUGUER...3

Leia mais

Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016

Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016 Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016 ENQUADRAMENTO SISTEMA DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Inovação Empresarial e Empreendedorismo

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. PALESTRA:

Leia mais

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE PROJETO HAE - WEB www.cpscetec.com.br/hae *NÃO DEVERÃO ser lançados os projetos de Coordenação de Curso, Responsável por Laboratório, Coordenação de Projetos Responsável

Leia mais

Caderno de Exercícios*

Caderno de Exercícios* CONTABILIDADE E CONTROLO DE GESTÃO (5.º Semestre) Caderno de Exercícios* DOCENTE: Gustavo Dias * Exercícios adaptados de bibliografia diversa Elaborado por: Conceição Gomes EXERCÍCIO 1 Considere os seguintes

Leia mais

IPERON - ABRIL VERDE/2016 5 PASSOS PARA UMA LIDERANÇA DE RESULTADOS

IPERON - ABRIL VERDE/2016 5 PASSOS PARA UMA LIDERANÇA DE RESULTADOS IPERON - ABRIL VERDE/2016 5 PASSOS PARA UMA LIDERANÇA DE RESULTADOS Adm. Ramiro Vieira, Msc Coach Abril/2016 O Líder Nasce ou se Torna Líder? Nem todos os que se esforçam para ser líderes têm condições

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE)

Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE) MODELO 1 ROTEIRO DE AUXÍLIO PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE) Estagiário (a): O resultado do seu estágio deve ser transformado em um Trabalho

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril 2016 2016 367 Prova 11º Ano de escolaridade (Decreto-Lei nº 139/2012, de 05 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

BEM VINDOS ALUNOS DA GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING?

BEM VINDOS ALUNOS DA GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING? BEM VINDOS ALUNOS DA TURMA DE PÓS-GRADUA P GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO PROF. PAULO NETO FIB - 2011 O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING? O QUE EU TENHO A VER COM

Leia mais

INGLÊS - Nível 2 2016. 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril)

INGLÊS - Nível 2 2016. 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS - Nível 2 2016 Prova 06 / 2016 1ª e 2ª Fase 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR. Ano Letivo 2014/2015-1.º Período

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR. Ano Letivo 2014/2015-1.º Período Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR Ano Letivo 04/05 -.º Período A Coordenadora Francisca Oliveira

Leia mais

Concurso para o design do logótipo do Município de Vila do Conde

Concurso para o design do logótipo do Município de Vila do Conde Concurso para o design do logótipo do Município de Vila do Conde A Câmara Municipal de Vila do Conde, contando com a colaboração do ESEIG, promove um concurso para o design do seu logótipo destinado a

Leia mais

Associação de Basquetebol de Aveiro CAD Aveiro ARBITRAGEM PAG. 2 PAG. 3 PAG. 4

Associação de Basquetebol de Aveiro CAD Aveiro ARBITRAGEM PAG. 2 PAG. 3 PAG. 4 Associação de Basquetebol de Aveiro CAD Aveiro ARBITRAGEM Árbitro ou Oficial de Mesa. Uma forma diferente de jogar Basquetebol FEV 2016 Nº 04 Índice: PAG. 2 TERMINOLOGIA DA ARBITRAGEM PAG. 3 MITOS NAS

Leia mais

Dicas para pesquisa no Catálogo Colectivo

Dicas para pesquisa no Catálogo Colectivo 1 Dicas para pesquisa no Catálogo Colectivo Apresentamos algumas orientações para a consulta do catálogo colectivo da Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal. Recordamos-lhe que estamos ao seu dispor para

Leia mais

Celebra a festa das fadas Instruções

Celebra a festa das fadas Instruções Celebra a festa das Fadas Instruções 1. Convites das Fadas Vais precisar de: Impressora e 1 folha A4 para cada convite 2. Pulseiras da Amizade Vais precisar de: Impressora e 2 folhas A4 para as pulseiras

Leia mais

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG 1. DO OBJETIVO Promover concurso de trabalhos a serem apresentados nas formas de pôster

Leia mais

PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS

PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS EMENTA O presente estudo tem por finalidade abordar o comportamento recente das pequenas empresas na

Leia mais

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado.

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado. Probabilidade Definição: Probabilidade é uma razão(divisão) entre a quantidade de eventos e a quantidade de amostras. Amostra ou espaço amostral é o conjunto formado por todos os elementos que estão incluídos

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO

EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO A organização deste CONCURSO FOTOGRÁFICO é da ABCRED Associação Brasileira de Entidades Operadoras de Microcrédito e Microfinanças,

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI GUIA DO USUÁRIO COMUNICADOR SPARK INÍCIO O comunicador SPARK

Leia mais

Sistemática dos seres vivos

Sistemática dos seres vivos Sistemática dos seres vivos O mundo vivo é constituído por uma enorme variedade de organismos. Para estudar e compreender tamanha variedade, idd foi necessário agrupar os organismos de acordo com as suas

Leia mais

LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP

LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP LexiZi é uma aplicação mobile e web que é simultaneamente uma ferramenta e um serviço. a) Ferramenta É uma ferramenta porque permite a criação de Notas em cada um dos artigos

Leia mais

Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos

Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos O curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos visa a despertar o interesse de pessoas que queiram empreender na área social. Trata-se

Leia mais

Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas

Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas Parabéns por você ter chegado até aqui isso mostra o seu real interesse em aprender como se ganhar dinheiro na internet logo abaixo te darei algumas dicas! Dica 1 para Ganhar Dinheiro na Internet Com Crie

Leia mais

COLÉGIO DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL FERNANDO DE ALMEIDA. Lista de trabalhos Terceiro Ano- 1 bimestre/ 2016

COLÉGIO DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL FERNANDO DE ALMEIDA. Lista de trabalhos Terceiro Ano- 1 bimestre/ 2016 Lista de trabalhos Terceiro Ano- 1 bimestre/ 2016 Trabalho de português 1) faca uma pesquisa e com desenhos monte um livrinho com um tema que você escolher: Exemplo: capa, paginas, figuras, falas...etc.

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

Sistemas Integrados de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança Sistemas Integrados de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança Um SIG-QAS é um sistema global de uma organização, que inclui práticas, processos e recursos para desenvolvimento e implementação do seu

Leia mais

Auditoria de Meio Ambiente da SAE/DS sobre CCSA

Auditoria de Meio Ambiente da SAE/DS sobre CCSA 1 / 8 1 OBJETIVO: Este procedimento visa sistematizar a realização de auditorias de Meio Ambiente por parte da SANTO ANTÔNIO ENERGIA SAE / Diretoria de Sustentabilidade DS, sobre as obras executadas no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS P 2 CEM PLANO DE ENSINO DAS DISCIPLINAS PESQUISA I A PESQUISA VII

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap

CADERNO DE ENCARGOS. Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap ÍNDICE CLÁUSULAS JURÍDICAS... 3 Cláusula 1.ª Objeto... 3 Cláusula 2.ª Local da prestação de serviços...

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI 0 REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 1. OBJETIVOS Através de um concurso de ideias, a iniciativa INOVA! visa: Estimular o espírito empreendedor, criativo e inovador das crianças e dos jovens;

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. Artigo 1.º Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. Artigo 1.º Âmbito de aplicação REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA (Ao abrigo do artigo 41.º do Estatuto da Carreira Docente da Universidade Católica Portuguesa)

Leia mais

Especificar. Simplificando o extraordinário. Como jogar

Especificar. Simplificando o extraordinário. Como jogar PENSE ANTES DE IMPRIMIR Especificar Como jogar O jogo Especificar ajuda os alunos a formular e fazer perguntas sobre diversos assuntos. Também promove o pensamento analítico dos alunos da pré-escola. O

Leia mais

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele:

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele: COMUICAÇÃO ( 2.communication) Extraído de páginas 76 e 77 do guia para professores da U ESCO: (Understanding and responding to children s needs in Inclusive Classrooms) www.unesco.org.com; traduzido do

Leia mais

Projeto de Formatura I

Projeto de Formatura I Projeto de Formatura I Aulas e normas para elaboração e apresentação de trabalho www.fei.edu.br/eletrica/normaseprojetos.htm Professor: Carlos Eduardo Thomaz Email: cet@fei.edu.br URL: http://www.fei.edu.br/~cet

Leia mais

2.2 Estruturar ação de oficina de integração com gestores, trabalhadores, usuários e familiares da RAPS, redes de saúde e rede intersetorial.

2.2 Estruturar ação de oficina de integração com gestores, trabalhadores, usuários e familiares da RAPS, redes de saúde e rede intersetorial. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas Coordenação Geral de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas. II Chamada para Seleção de Redes Visitantes

Leia mais

COMO ELABORAR UM CURRÍCULO

COMO ELABORAR UM CURRÍCULO COMO ELABORAR UM CURRÍCULO Sandra Salgadinho O CURRÍCULO É UMA DAS MELHORES FORMAS DE MARKETING PESSOAL. É POR MEIO DESTE QUE UMA EMPRESA AVALIA O PERFIL DE UM PROFISSIONAL. É a forma convencionada de

Leia mais

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO Formação de Professores e Educação Matemática (FPM) GT 08 RESUMO Melquisedec Anselmo da Costa AZEVEDO

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS SUSTENTÁVEIS TEMA

CONCURSO ESCOLAS SUSTENTÁVEIS TEMA CONCURSO ESCOLAS SUSTENTÁVEIS TEMA Sustentabilidade um interesse de todos INSCRIÇÕES: 16 de junho a 31 de agosto 2016 DÚVIDAS E INFORMAÇÕES:. suc.seduc.ma@gmail.com 3218-2320/3218-2323. emir.sucsueb@gmail.com

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais Outubro de 2003 1 1. Apresentação O Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais (CEPEAD), criado em 1992

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. Condições Legais. Normas de Atuação. Enquadramento

REGULAMENTO GERAL. Condições Legais. Normas de Atuação. Enquadramento REGULAMENTO GERAL Condições Legais A participação na LAN envolve a aceitação de todos os termos do regulamento geral e regulamentos dos respetivos jogos; O Núcleo de Estudantes de Informática (NESTI) da

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão Mostra Local de: Dois Vizinhos Mostra de Projetos 2011 Capoeira - menino Pé no Chão Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Associação Casa

Leia mais

I Oficina de Formação em. Competências e Simulação

I Oficina de Formação em. Competências e Simulação I Oficina de Formação em Competências e Simulação I Oficina de Formação em Competências e Simulação 36 horas presenciais 15 horas e-learning SR Simulação Robótica SC Simulação Cênica 25 estudantes E E-learning

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ4012 EDITAL Nº 005/2010 1. Perfil: TR 007/2010-CGS - CIÊNCIAS SOCIAIS APLICÁVEIS 3. Qualificação educacional: Graduação na área de CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

O JOGO COMO METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA (MULTIPLICAÇÃO - TABUADA)

O JOGO COMO METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA (MULTIPLICAÇÃO - TABUADA) O JOGO COMO METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA (MULTIPLICAÇÃO - TABUADA) 3º ANO Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática Piraquara Março/2015 1 JOGOS PARA O ENSINO DA MULTIPLICAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL Página1 ÍNDICE 1. Integração de Movimentos (Folha, Férias, Adiantamento de Folha, Adiantamento de 13º, 13º Salário e Rescisão) Passo 1.1... pág. 3 Passo

Leia mais

Guia do Aluno. Guia do Aluno. Educação Sebrae SEBRAE. Educação Sebrae. Educação Sebrae SEBRAE. aprender sempre é um bom negócio

Guia do Aluno. Guia do Aluno. Educação Sebrae SEBRAE. Educação Sebrae. Educação Sebrae SEBRAE. aprender sempre é um bom negócio 1 Sumário Apresentação... 3 1.1 Como Acessar o Curso... 4 1.2 Estrutura e Metodologia... 5 1.3 Diferentes Personagens e seus Papéis... 5 1.4 Orientações Importantes sobre o Estudo... 6 1.5 Ambiente Virtual

Leia mais

CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES BPL

CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES BPL CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES NORMA Nº NIE-CGCRE-039 APROVADA EM ABR/2013 Nº 01/ SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Documentos Complementares 5 Histórico

Leia mais

Gestão Documental. Gestão Documental

Gestão Documental. Gestão Documental Alcides Marques, 2007 Actualizado por Ricardo Matos em Junho de 2009 Neste capítulo pretende-se analisar a temática da, começando por apresentar um breve resumo dos conceitos subjacentes e apresentando

Leia mais

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO À INSTRUÇÃO N.º 12/2013 - (BO N.º 6, 17.06.2013) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO II FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES, EM CASO DE CONTRATAÇÃO

Leia mais