ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS"

Transcrição

1 ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO E GRUPO GERADOR DO ER01 1. Descrição geral dos serviços 1.1. Os serviços deverão ser realizados no prédio do Escritório Regional da Anatel de São Paulo, o qual está localizado na rua Vergueiro, 3073, Vila Mariana, São Paulo, SP A área construída do prédio é de m², possui onze (11) pavimentos tipo, além do piso térreo, barrilete, casa de máquinas e três (3) subsolos Os serviços propostos nesta documentação não serão realizados por equipe lotada nas instalações da Anatel e sim por meio de visitas com freqüência mensal De acordo com a necessidade, os trabalhos serão realizados por profissionais especializados, tais como Eletricistas, Encanadores, Técnicos em Eletrotécnica, Técnicos em Mecânica e Engenheiros A Contratada deverá efetuar mensalmente os serviços de Manutenção Preventiva nas instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, combate a incêndio e grupo gerador do R01.

2 1.6. Os serviços deverão ser executados pela Contratada, nos dias comerciais no período das 8:00h às 18:00h; 1.7. A Contratada deverá manter, em suas dependências, plantão de emergência, 24 horas por dia, sete dias por semana, destinado aos casos emergenciais A Contratada deverá atender aos chamados da Anatel para regularizar anormalidades de funcionamento, procedendo à Manutenção Corretiva O atendimento da Contratada de chamadas feitas pela ANATEL para consertos será de no máximo 180 min A contratada deverá realizar os serviços no máximo em 72h (setenta e duas horas) após a chamada por parte da ANATEL A responsabilidade pelo fornecimento de peças de reposição será da Anatel, exceto nas situações de emergência, quando será aplicado procedimento específico que está detalhado nesta documentação A responsabilidade pelo fornecimento de materiais, tais como graxa, solda, estopa, material de limpeza, será da Contratada A Contratada deverá emitir atestados das instalações prediais acompanhados da ART Não estão incluídos no escopo de trabalho deste contrato os serviços de manutenção básica (serviços gerais), ou seja, os serviços de baixa complexidade, tais como: Substituição de lâmpadas, reatores de luminárias, tomadas, fusíveis, interruptores, relê e disjuntores.

3 Instalação de cabos elétricos e cabos coaxiais de baixa complexidade (ex.: ligação elétrica de postos de trabalho) Substituição de torneiras e seus componentes, instalações sanitárias Substituição de fechaduras e maçanetas Pequenos reparos em pisos, telhados Retoques em pinturas Pequenos consertos em mobiliário, alterações físicas de layout e remanejamento de biombos e divisórias Pequenos reparos em eletrodomésticos Operação dos quadros de controle das bombas hidráulicas do prédio Operação do painel de comando do grupo gerador do prédio, incluindo o acionamento nas situações de falta de energia elétrica Anotar o consumo de energia elétrica registrado nos relógios do prédio Também não fazem parte do escopo deste contrato os seguintes serviços: Recarga dos extintores e teste de mangueiras de combate a incêndio Lavagem de caixas d água Impermeabilização total das caixas d água.

4 Serviços que acarretem modificações de especificações originais das instalações prediais. 2. Descrição das instalações que fazem parte do escopo dos serviços propostos nesta documentação Instalações Elétricas Quadro Geral de força e luz Setenta e sete (77) quadros de força e luz (distribuídos pelos andares) Inclui a instalação elétrica que alimenta e que sai dos quadros de força Quadro de acionamento do sistema de emergência Cabine de baixa tensão Isoladores e pára-raios Rede de aterramento Instalações Hidráulicas e Sanitárias Três (3) bombas de recalque com potência de 4,0 CV Duas (2) bombas submersas ABS robusta de 1,0 CV instaladas em poço de águas servidas Duas bombas submersas de 1,0 CV de drenagem de águas pluviais Painel de comando automático das bombas de recalque Painel de comando automático das bombas de drenagem de posso de águas servidas.

5 2.2.6.Painel de comando automático das bombas de drenagem de águas pluviais Dois reservatórios de água superiores de 41,5 mil m³ cada Dois reservatórios de água inferiores de 20 mil m³ cada Barrilete Poço de recalque de águas pluviais Poço de águas servidas dos sanitários da garagem Registros de gaveta e válvulas de retenção Instalações de Prevenção e Combate a Incêndio Rede de Sprinklers Painel de alarme localizado na portaria do pavimento térreo Rede de Hidrantes (15) Sensores de fumaça localizados em cinco pontos do prédio Duas (2) bombas jókey (uma para a rede de hidrantes e outra para a rede de sprinklers) Painel de controle das bombas de combate a incêndio Botoeiras de alarme Trinta e quatro (34) portas corta fogo Grupo Gerador Grupo Gerador Maquigeral, MAQ 1403, 84 KVA, motor MWM,

6 220/127; 3. Descrição detalhada dos serviços que serão realizados nas instalações prediais 3.1. A Contratada deverá sanar os problemas identificados durante os trabalhos de manutenção preventiva Serviços a serem realizados nas Instalações Elétricas Quadros de Força e Emergência Verificação e correção das possíveis sobrecargas ou desbalanceamentos Fazer medições de intensidade corrente elétrica visando identificar sobrecarga Substituir e remanejar fiação elétrica que alimenta e que sai dos quadros de força Substituição de cabos elétrico no interior de conduítes Identificar e solucionar problemas de curtocircuito Verificação do aquecimento e funcionamento dos quadros de força e luz Verificação da existência de ruídos elétricos ou mecânicos anormais Medição da amperagem nos quadros de força e luz.

7 Verificação da concordância com as condições limites de amperagem máxima permitida para a proteção de cabos Verificação do aquecimento nos cabos de alimentação Limpeza externa e interna do quadro Verificação das condições gerais de segurança no funcionamento do quadro geral Inspeção dos isoladores e conexões Reaperto dos parafusos de contato, barramentos, seccionadores e contatores Verificação da resistência do aterramento, com base nos limites normalizados Redes de Aterramento Verificação da malha de aterramento, suas condições normais de uso, conexões, malha de cobre nu etc Verificação da resistência às condições de uso das ligações entre o aterramento e os estabilizadores Verificação da resistência ôhmica, com base nos valores limites normalizados Verificação dos índices de umidade e alcalinidade do solo de aterramento, com base nos valores normalizados Isoladores e Pára-raios

8 Verificação do estado de conservação da haste e isoladores Medida de isolamento Continuidade do cabo de terra, tubo de proteção e eletrodo Serviços a serem realizados nas Instalações Hidráulicas e Sanitárias Reservatórios de água Inspeção e reparos do medidor de nível, torneira de bóia, medidor de nível elétrico, sistema automático de funcionamento das bombas, registros de válvulas de pé e de retenção Inspeção da ventilação do ambiente e das aberturas de acesso Inspeção das tubulações imersas em água Substituição de bóias Bombas hidráulicas Inspeção de gaxetas, manômetros, ventilação do ambiente Lubrificação de rolamentos, mancais e outros Verificação do funcionamento do comando automático Retirada e instalação das bombas.

9 A mão de obra necessária para o conserto das bombas hidráulicas é responsabilidade da contratada Monitoramento o nível de ruído e vibração das bombas hidráulicas Registros de gaveta Inspeção de funcionamento dos registros de gaveta Substituição dos registros de gaveta Tubulações Inspeção de vazamento Serviço de limpeza e desobstrução Reparo de trechos e de fixações, inclusive repintura Inspeções das uniões dos tubos x conexões Conserto de colunas de água fria do prédio Poço de Águas Servidas Inspeção e reparo das tampas, chaves de acionamento das bombas, válvulas de gaveta e válvulas de retenção Inspeção da ventilação do ambiente e das aberturas de acesso Realização de drenagem quando necessário Substituição de bóias Tubulações (tubos, conexões, fixações e acessórios).

10 Inspeção de vazamento Serviço de limpeza e desobstrução Reparos de trechos e de fixações, inclusive repintura inspeção das uniões dos tubos x conexões Ralos Inspeção periódica de funcionamento Serviços de desobstrução Caixas Coletoras e Caixas de Gordura Inspeção Geral Retirada dos materiais sólidos Retirada dos óleos e gorduras Poço de Águas Pluviais Inspeção e reparo das tampas, chaves de acionamento de bombas, válvula de gaveta e válvula de retenção Inspeção da ventilação do ambiente e das aberturas de acesso Tubulações (tubos, conexões, fixações e acessórios) Inspeção de vazamento Serviço de limpeza e desobstrução Reparos de trechos e de fixações, inclusive repintura.

11 inspeção das uniões dos tubos x conexões Calhas Inspeção de vazamento Serviços de desobstrução Reparos de trechos e de fixações inspeção das uniões calha x tubos pintura das calhas e condutores metálicos Caixas de inspeção inspeção de funcionamento serviço de limpeza e de desobstrução Serviços a serem realizados nas instalações de prevenção e combate a incêndio Hidrantes e Sprinklers Teste de funcionamento do grupo moto-bomba Verificação e lubrificação de todas as válvulas de controle do sistema Verificação da anormalidade do abastecimento d água do sistema e da possível existência de válvulas fechadas ou obstruções na tubulação de fornecimento Verificação da pressão dos manômetros.

12 Inspeção e limpeza dos bicos de sprinklers Inspeção das tubulações e verificação das condições de funcionamento Verificação do estado de conservação dos suportes pendentes e reaperto e substituições Teste dos dispositivos de alarme de descarga de água e lacração na posição normal de abertura das válvulas que controlam seu fornecimento Inspeção e ligação das bombas Teste dos hidrantes e escoamento de eventuais incrustações e detritos aderidos às paredes internas da tubulação Substituição de válvulas borboleta e registros de gaveta Serviços de solda em tubos de cobre Bombas Hidráulicas Inspeção de gaxetas, manômetros, ventilação do ambiente Lubrificação de rolamentos, mancais e outros Verificação do funcionamento do comando automático Retirada e instalação das bombas A mão de obra necessária para o conserto das bombas

13 hidráulicas é responsabilidade da contratada Monitoramento o nível de ruído e vibração das bombas hidráulicas Válvulas e Alarme Inspeção de funcionamento Reparos de vazamento Inspeção dos manômetros Equipamentos de Medição Inspeção e recalibração dos manômetros Inspeção e recalibração dos pressostatos Inspeção e recalibração das chaves de fluxo Serviços a serem realizados no Grupo Gerador A manutenção do grupo gerador de emergência deverá ser realizada de conformidade com as recomendações do fabricante do equipamento Serviços a serem realizados nas portas corta fogo Inspeção, limpeza, lubrificação, regulagem e substituição de peças dos alojadores de trinco, fechaduras, trincos, dispositivos anti-pânico, selecionadores de folhas, dobradiças, molas, travas, etc.). 4. Processo para fornecimento de peças pela Anatel

14 4.1. A responsabilidade pelo fornecimento de peças é da Anatel e o procedimento padrão será o seguinte: A Contratada identificará a necessidade de substituição de peças; A Contratada apresentará à Anatel a especificação das peças a serem substituídas; A Anatel realizará o processo para aquisição das peças; Contratada poderá participar desse processo O fornecimento de matérias de consumo e de limpeza descritos a seguir serão responsabilidade da Contratada : estopa, detergente, solda, graxa, óleo lubrificante (Carter de motor) e óleo combustível (diesel). 5. Processo de fornecimento de peças em situações de emergência 5.1. Um serviço será caracterizado como emergencial, quando não for previsto e necessitar de solução imediata, não sendo possível aguardar o processo de aquisição de peças pela Anatel Nesse caso o processo de fornecimento de peças será o seguinte: A Contratada identificará a necessidade de substituição da peça; A Anatel constatará a situação de emergência e autorizará a Contratada a instalar a peça A Contratada instalará a peça de reposição no prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas;

15 5.2.4.A Contratada apresentará à Anatel a especificação da peça substituída; A Anatel realizará processo para aquisição da peça; A Contratada participará desse processo; Se a Contratada oferecer o menor preço, a Anatel adquirirá a peça da Contratada Se a Contratada não oferecer o menor preço, a Anatel adquirirá a peça da empresa ganhadora e realizará a devolução da peça para a Contratada. 6. Metodologia 6.1. A metodologia empregada para execução dos serviços deverá obedecer às exigências: Normas da ABNT e do INMETRO referentes às instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, combate a incêndio e grupos geradores Códigos, Leis, Decretos, Portarias e Normas Federais, Estaduais e Municipais Instruções e Resoluções dos Órgãos dos Sistema CREA- CONFEA Instruções técnicas do corpo de bombeiros do Estado de São Paulo Para realização dos serviços deverão ser adotados os cuidados com segurança pertinentes e utilizados os

16 equipamentos de proteção individual EPIs que se fizerem necessárias para a sua perfeita execução com segurança. 7. Avaliação dos serviços 7.1. A avaliação de desempenho técnico da Contratada será realiza trimestralmente pela Anatel através dos indicadores apresentados no formulário abaixo: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO TÉCNICO DO FORNECEDOR Empresa: Contrato Nº: /2009 Data: / / Item Aferição dos Serviços Prestados Ruim Regular Bom Ótimo 1 Agilidade no atendimento aos chamados 2 Prazos de realização dos serviços 3 Precisão na especificação das peças de reposição 4 Qualificação da Equipe Técnica 5 Postura e comportamento da Equipe Técnica 6 Qualificação da Supervisão

17 7 Eficácia na solução de problemas 8 Comunicação interna da contratada 7.2. O mau desempenho dos serviços prestados pela Contratada é considerado uma infração, a qual poderá ser leve, média ou grave, conforme a descrição da tabela abaixo: Quantidade de Itens com Avaliação Ruim Infração 3 itens LEVE 4 ou 5 itens MÉDIA 5 ou mais itens GRAVE

18 7.3. As infrações de natureza GRAVE estarão sujeitas à pena de multa de 5% do valor da fatura mensal, sem prejuízo das demais medidas previstas na legislação, no edital e seus anexos. Havendo reincidência da infração, estará sujeita à multa correspondente ao dobro do percentual aplicado o anteriormente, limitado a 10% do valor da fatura mensal 7.4..As infrações de natureza MÉDIA estarão sujeitas à pena de multa de 2% do valor da fatura mensal, sem prejuízo das demais medidas previstas na legislação, no edital e seus anexos. Havendo reincidência da infração, estará sujeita à multa correspondente ao dobro do percentual aplicado anteriormente, limitado a 10% do valor da fatura mensal As infrações de natureza LEVE estarão sujeitas à pena de advertência, sem prejuízo das demais medidas previstas na legislação, no edital e seus anexos. Havendo reincidência da infração de mesma natureza por 3 vezes, estará sujeita à multa no percentual da pena de natureza MÉDIA.

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 2 TAG Condição esperada / Atividade IL Quantidade de luminárias

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009

ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009 ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009 CADERNO DE ENCARGOS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DO SISTEMA ELÉTRICO, HIDRÁULICO E COMBATE A INCÊNDIO. COMPLEXO SEDE DA ANATEL E UNIDADE DE SOBRADINHO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela:

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA COM REPOSIÇÃO PARCIAL DE PEÇAS ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO

Leia mais

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização.

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização. SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) Desenvolvimento de projetos Instalação de sistema de proteção (SPDA) Manutenção do sistema de SPDA Laudo Técnico Medição da resistividade do solo

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS INSTALAÇÕES E SISTEMAS ELÉTRICOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS DIÁRIO Verificação das

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO 1 PRODUTOS 1.1 Serviço de manutenção preventiva mensal e corretiva, quando necessário, para o elevador da Unidade Operacional da Anatel no Estado de Santa Catarina UO031, situada à Rua Saldanha Marinho,

Leia mais

ANEXO 1 PLANO DE OPERAÇÃO

ANEXO 1 PLANO DE OPERAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES PLANO DE OPERAÇÃO D:\_LICITAÇÕES\_LICITAÇÕES\CONCORRÊNCIA\EDITAIS\2006\CP06007-AnexoI-Anexo1- PlanoOperaçãoEdBrasília.odt CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC

Leia mais

SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS

SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS CBSpk 2014 CUIDADOS, ENG. CLAUDIO RAMALHO Sócio Diretor Técnico 11 3868 1000 11 99601 2490 MOTIVAÇÃO PARA ESCOLHA DO TEMA - CONSCIÊNCIA PROFISSIONAL E INDIGNAÇÃO

Leia mais

Normas da ABNT precisam ser seguidas

Normas da ABNT precisam ser seguidas Normas da ABNT precisam ser seguidas Além das leis ambientais e toda a burocracia que o negócio da revenda exige, o revendedor precisa realizar os procedimentos de acordo com as normas da Associação Brasileira

Leia mais

Guia de Assistências BB Seguro Residencial

Guia de Assistências BB Seguro Residencial Guia de Assistências BB Seguro Residencial Como acionar os serviços de assistência? Sempre que precisar acionar uma assistência, entre em contato com a Central de Atendimento Aliança do Brasil: 0800 729

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO. Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR Obra...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE MANUTENÇÃO DA FONTE LUMINOSA Localização...LAGO JOAQUINA RITA BIER

Leia mais

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA, TERMOGRAFIA E MANUTENÇÃO CORRETIVA EM SUBESTAÇÕES TRANSFORMADORAS DE PRÉDIOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE 1. OBJETO: Serviços de manutenção

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1.1. Prestação de Serviços de Manutenção Predial Geral, para as dependências do Centro Cultural José Bonifácio localizado na Rua Pedro Ernesto, nº

Leia mais

0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas ate 15 dias. 0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas até 15 dias

0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas ate 15 dias. 0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas até 15 dias 0 1 1. TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DE NÍVEIS DE FALHA No seu plano de execução, a CONCESSIONÁRIA, deverá comprometer-se a executar os serviços dentro dos limites estipulados nos quadros a seguir: MANUTENÇÃO

Leia mais

APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de

APÊNDICE D Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de A INTRODUÇÃO Neste apêndice estão discriminados os Serviços de Adequação (PSA) de menor complexidade para atendimento da dinâmica funcional da ECT,

Leia mais

RECEBIMENTO DEFINITIVO

RECEBIMENTO DEFINITIVO RECEBIMENTO DEFINITIVO HORÁRIO DE INÍCIO: LOCAL: LOCOMOTIVA Nº: HORÁRIO DE TÉRMINO: PAÍS: DATA: OK? OBS. COM O MOTOR DIESEL DESLIGADO: ITENS DO SISTEMA MECÂNICO, TRUQUE, HIDRÁULICO E PNEUMÁTICO: 1 - Inspecionar

Leia mais

2.2 A Administração do Condomínio dá ênfase às medidas preventivas, assim entendidas as seguintes:

2.2 A Administração do Condomínio dá ênfase às medidas preventivas, assim entendidas as seguintes: Fl. 01 de 06 1 Objetivo A presente Regulamentação Especial visa normalizar os procedimentos para o pessoal incumbido de prevenir ou combater um princípio de incêndio e de atuar em situações de emergência,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS, LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Local da realização dos serviços 03 5.2. Condições

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10 Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do ar condicionado

Leia mais

Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler).

Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler). SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS OBJETO: Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler). O serviço visa contratar uma empresa para manutenção

Leia mais

Apólice de Seguros Incêndio (Revisão das Coberturas)

Apólice de Seguros Incêndio (Revisão das Coberturas) Tabela de e Prazos de Manutenção Item Apólice de s Incêndio (Revisão das Coberturas) Revisar Condições e Importâncias Seguradas. arts. 1.346 e 1348, IX, do Código Civil e art. 13, parágrafo único da Lei

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO TECNOLOGIA, QUALIDADE E ENERGIA A SERVIÇO DA ECONOMIA. Engelétrica Indústria, Comércio e Serviços Elétricos Ltda. Rua Xavier da Rocha, 10 Vila Prudente

Leia mais

ANEXO 8 SISTEMA DE DESEMPENHO

ANEXO 8 SISTEMA DE DESEMPENHO ANEXO 8 SISTEMA DE DESEMPENHO 1 O presente Anexo tem como objetivo definir os critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da qualidade dos SERVIÇOS prestados pela CONCESSIONÁRIA, além de

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06 Extintores de Incêndio Portáteis. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Assegurar que todos os canteiros de obras atendam as exigências para utilização dos extintores de incêndio portáteis de acordo com

Leia mais

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS PERÍODO MAIO DE 2015 Andamento das obras no período Obras no Ático: Início da instalação de luminárias iniciado; Conclusão das

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer MANUAL DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA Finalidade deste Manual Este manual proporciona as informações necessárias para uma correta manutenção dos filtros Metalsinter, contendo também importantes informações

Leia mais

ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO

ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DOS ELEVADORES ESCRITÓRIO REGIONAL DA

Leia mais

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Eduardo Guimarães E-mail.: eduguimarães@pratil.com.br Cel.: (85) 9635-2993 Tel.: (85) 3133-9404 Rua Vicente Linhares,

Leia mais

ESGOTAMENTO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

ESGOTAMENTO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1/7 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 01 ESGOTAMENTO COM BOMBAS... 3 02 REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO COM PONTEIRAS FILTRANTES... 3 03 REBAIXAMENTO DE LENÇOL

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA -2

TERMO DE REFERÊNCIA -2 TERMO DE REFERÊNCIA -2 1. O PROJETO Projeto executivo para construção do prédio das Promotorias da Infância e Juventude. 2. OBJETIVOS O presente Termo de Referência tem como objetivo nortear a contratação

Leia mais

Manual de serviços. Órion Assistência

Manual de serviços. Órion Assistência Manual de serviços Órion Assistência Índice Chaveiro... 4 Eletricista... 5 Encanador... 6 Vidraceiro... 7 Limpeza da Empresa... 8 Reparos em bebedouro... 9 Retorno Antecipado do Usuário... 10 Vigia...

Leia mais

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 Para as contratações e renovações, a partir de 16/06/2015, os planos disponíveis serão: a) Serviço para casa (Plus Casa) Plus Casa Chaveiro

Leia mais

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com. PRESSURIZADOR ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 1230 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP

Leia mais

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO O objeto de Termo de Referência consiste na contratação de empresa especializada na prestação de serviços de reforma e modernização do sistema de transporte vertical

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ANEXO I

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ANEXO I Sumário 1. SERVIÇOS EM INSTALAÇÕES E SISTEMAS ELÉTRICOS... 2 2. SERVIÇOS EM REDES LÓGICAS E TELEFÔNICAS... 6 3. SERVIÇOS EM INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS DE COMBATE A INCÊNDIO... 6 4. SERVIÇOS NOS SISTEMA

Leia mais

CONJUNTO PORTA CORTA-FOGO

CONJUNTO PORTA CORTA-FOGO Conjunto Porta Corta-Fogo CONJUNTO PORTA CORTA-FOGO Constituído por batente, folha, 3 dobradiças de mola reguláveis e 1 fechadura de sobrepor com chave; fabricado conforme norma da ABNT (NBR 11.742) Saída

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1 Relés de Nível Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) Manual de Instalação C205726 - REV 1 1) Apresentação Relés de Nível RNAI e RNAS Este manual descreve as características de funcionamento,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA INSTALAÇÃO DE REDE DE GÁS NATURAL À NOVA USINA DE ASFALTO

TERMO DE REFERÊNCIA INSTALAÇÃO DE REDE DE GÁS NATURAL À NOVA USINA DE ASFALTO TERMO DE REFERÊNCIA INSTALAÇÃO DE REDE DE GÁS NATURAL À NOVA USINA DE ASFALTO 1. INTRODUÇÃO Este Termo de Referência tem por objetivo estabelecer as exigências técnicas e a metodologia para a contratação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios Bomba d Água Amanco Modelos XKM60 110V XKM60 220V XKM80 110V XKM80 220V MANUAL DE INSTALAÇÃO M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado

Leia mais

CODERN TERMO DE REFERÊNCIA

CODERN TERMO DE REFERÊNCIA CODERN TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA EXECUÇÃO DO SERVIÇO DE ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS E SISTEMAS ELÉTRICOS E MECÂNICOS DO TERMINAL

Leia mais

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas 4 Definições 5 Generalidades gerais 6- Procedimentos 7 Certificação e validade/garantia INSTRUÇÃO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBJETO...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA REFORMA DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DOS PAVILHÕES 1 E 2 EVENTOS...CENTRO DE

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE Página 1 de 10 Manual Técnico Transformadores de potência Revisão 5 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 RECEBIMENTO...2 3 INSTALAÇÃO...3 3.1 Local de instalação...3 3.2 Ligações...3 3.3 Proteções...7 4 MANUTENÇÃO...9

Leia mais

Procedimento de Segurança para Terceiros

Procedimento de Segurança para Terceiros Página 1 de 6 1. OBJETIVO Sistematizar as atividades dos prestadores de serviços, nos aspectos que impactam na segurança do trabalho de forma a atender à legislação, assim como, preservar a integridade

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO INSTALAÇÕES

CONTRATO DE MANUTENÇÃO INSTALAÇÕES CONTRATO DE MANUTENÇÃO INSTALAÇÕES ViseuIn. Engenharia e Serviços Técnicos Lda Cliente: Data : ViseuIn Engenharia e Serviços Técnicos, Lda Rua Eng.º Manuel Silva Almeida 291 C Marzovelos 3510-590 Viseu

Leia mais

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS 1 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO GRUPO GERADOR - 30 KVA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO - EEE1 JARDIM CIDADE UNIVERSITÁRIA 1. OBJETIVO Esta especificação técnica apresenta as características técnicas e comerciais

Leia mais

Manutenção e Reforma. Saiba as ações necessárias para atendimento às novas normas de modo a não implicar em suas garantias. Ricardo Santaliestra Pina

Manutenção e Reforma. Saiba as ações necessárias para atendimento às novas normas de modo a não implicar em suas garantias. Ricardo Santaliestra Pina Manutenção e Reforma Saiba as ações necessárias para atendimento às novas normas de modo a não implicar em suas garantias Ricardo Santaliestra Pina Norma ABNT NBR 5674 Manutenção Edificações Requisitos

Leia mais

ANEXO 01 MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO 01 MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO 01 MEMORIAL DESCRITIVO SERVIÇO FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTOS TIPO CAMINHÃO PIPA PARA ATENDIMENTO ÀS OPERAÇÕES DE SUPRIMENTO DE ÁGUA EM ÁREAS DEFICITÁRIAS DE REDES DE ABASTECIMENTO, COM CAPACIDADE

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A A amplitude da manutenção e inspeção indicada no Termo de Referência está

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Alternadores Síncronos Linha AN10. Novo

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Alternadores Síncronos Linha AN10. Novo Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Alternadores Síncronos Linha AN10 Novo Alternadores Síncronos Linha AN10 Os alternadores da linha AN10 foram desenvolvidos para aplicação em

Leia mais

ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO

ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC- 005/2006 1 Equipamento : Chillers ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO 1. PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA Verificar a existência de ruídos e vibrações anormais

Leia mais

ANEXO 2 PLANO DE MANUTENÇÃO

ANEXO 2 PLANO DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES D:\_LICITAÇÕES\_LICITAÇÕES\CONCORRÊNCIA\EDITAIS\2006\CP06007-AnexoI-Anexo2- PlanoManutençãoEdBrasília.odt CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 2

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP CAMPUS DE FRANCA/SP

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP CAMPUS DE FRANCA/SP LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP CAMPUS DE FRANCA/SP 1 INDÍCE 1 - OBJETIVO 2 - NORMAS APLICÁVEIS 3 - GENERALIDADES

Leia mais

* Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000

* Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000 * Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000 Termo de garantia A NTS do Brasil concede garantia

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 MÓDULO 2 Projetista SAS Pequeno Porte Passo a Passo de Instalação ABRAVA -São Paulo,Maio de 2011 Luciano Torres Pereira Leonardo Chamone Cardoso

Leia mais

LIGAÇÃO COMERCIAL OU INDUSTRIAL DE ESGOTO

LIGAÇÃO COMERCIAL OU INDUSTRIAL DE ESGOTO LIGAÇÃO COMERCIAL OU INDUSTRIAL DE ESGOTO Padronização da caixa de amostragem industrial e/ou comercial de efluentes. 1. Localização e infra estrutura da caixa de amostragem de efluentes: 1.1 Esta caixa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07 Esta Norma dispõe sobre a Regulamentação e Controle das Condições Sanitárias

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva ANEXO 1. Plano Mínimo de Manutenção 1.1 O Plano Mínimo de Manutenção define as atividades mínimas de manutenção preditiva e preventiva e suas periodicidades para transformadores de potência e autotransformadores,

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT LEGENDA: INSPEÇÃO ZELADOR SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS SERVIÇO DE TERCEIROS OPCIONAIS M ( MENSAL ) S ( SEMESTRAL) LEGENDA: TOPO DO EDIFÍCIO ANDARES PAVIMENTOS INFERIORES A ( ANUAL ) S ( APÓS TEMPORAL)

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA -2

TERMO DE REFERÊNCIA -2 TERMO DE REFERÊNCIA -2 1. O PROJETO Título do Projeto: Reforma e Ampliação das Promotorias de Justiça de Direitos Constitucionais e Patrimônio Público e Promotorias de Justiça de Ações Constitucionais

Leia mais

LEME RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades

LEME RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE LEME PRESTADOR: SAECIL SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA CIDADE DE LEME Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não

Leia mais

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote Manual de Instalação Índice 1- Apresentação 2- Instalação da cuba. 3- Instalação do painel de controle 4- Ligação elétrica 5- Dispositivo de segurança 6- Características do Purilaqua 7- Tempo de filtragem

Leia mais

Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação. Carroceria para transporte de: Ovos

Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação. Carroceria para transporte de: Ovos Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação Carroceria para transporte de: Ovos Local: Estrutura da Carroceria 01 01 Ano Reapertar parafusos da estrutura no chassi. 02 06 Meses Verificar vedação das

Leia mais

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda A laje sanitária do poço está em boas condições atendendo a padronização do DAEE. O funcionamento do poço P5 ocorre com timer, no período entre 5:00 e 22:00 horas. Assim, deve-se instalar um sistema de

Leia mais

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 A segurança sempre está em pauta em nossas vidas e com a eletricidade não deve ser diferente. Durante a utilização normal das instalações elétricas

Leia mais

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO.

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. Introdução A energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é gerada principalmente em usinas hidrelétricas, onde a passagem

Leia mais

PLANILHA DE MANUTENÇÃO

PLANILHA DE MANUTENÇÃO Andaime Suspenso Elétrico PLANILHA DE MANUTENÇÃO A inspeção inicial deve ser realizada antes da entrada em operação do guincho, após uma nova montagem, pelos responsáveis pela manutenção do equipamento.

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PÁGINA: 1/6 OBJETIVO DOTAR A EMPRESA DE PLANO DEFINIDO COM BASE EM SOLUÇÕES PREVIAMENTE ANALISADAS PARA QUE, NA OCORRÊNCIA DE FATOS ADVERSOS, DECISÕES POSSAM SER TOMADAS EM TODOS OS NÍVEIS ENVOLVIDOS NESTE

Leia mais

DD-27 GERADOR DE OZÔNIO

DD-27 GERADOR DE OZÔNIO DD-27 GERADOR DE OZÔNIO MANUAL DE INSTRUÇÕES & OPERAÇÃO DE MÁQUINA www.deox.com.br Página 1 de 6 SUMÁRIO 1 INSTRUÇÕES GERAIS... 2 2 ESPECIFICAÇÕES DO EQUIPAMENTO... 2 3 INSTALAÇÃO... 3 3.1 SOLICITAÇÕES

Leia mais

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO.

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ASSUNTO: CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ESCLARECIMENTOS N 04 1) Transcrevemos abaixo, perguntas de empresas participantes

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal do Interior e Transportes CAPÍTULO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal do Interior e Transportes CAPÍTULO I INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015 DISPÕE SOBRE AS ROTINAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE MANUTENÇÕES PREVENTIVAS E CORRETIVAS DA FROTA DE VEÍCULOS E NOS EQUIPAMENTOS PESADOS,

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO CONVITE SESC/MA 1/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO 1. ESCOPO DOS SERVIÇOS 1.1 BOMBEAMENTO ESCALONADO INICIAL Deve ser feito

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA. Política de Garantia Serviços e Peças

A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA. Política de Garantia Serviços e Peças A SUA SOLUÇÃO EM ENERGIA Política de Garantia Política de Garantia Este documento tem por finalidade prestar informações detalhadas sobre o processo de garantia, esclarecendo os procedimentos a serem

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE OBJETO: Aquisição de Equipamentos, Mobiliários, Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, para atender as Necessidades

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 031/DAT/CBMSC) PLANO DE EMERGÊNCIA

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 031/DAT/CBMSC) PLANO DE EMERGÊNCIA ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 031/DAT/CBMSC)

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS O Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/ISGH, Organização Social administradora do Hospital

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO Por este instrumento particular de contrato de prestação de serviços, de um lado, CONSERT MS LTDA ME, inscrita no CNPJ sob o n. 73.122.137/0001-92, sediada

Leia mais

ECV 5644 Instalações II

ECV 5644 Instalações II SISTEMA DE GÁS CENTRALIZADO Fonte: ETFSC Este Sistema também é conhecido como SISTEMA DE GÁS COMBUSTIVEL CENTRALIZADO, é constituído basicamente das seguintes instalações: 1. Central de Gás (Central de

Leia mais

considerando o disposto no Regulamento Técnico, aprovado pela RDC/Anvisa nº. 154 de 15 de junho de 2004, republicada em 31 de maio de 2006;

considerando o disposto no Regulamento Técnico, aprovado pela RDC/Anvisa nº. 154 de 15 de junho de 2004, republicada em 31 de maio de 2006; RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 33, DE 3 DE JUNHO DE 2008 Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração, avaliação e aprovação dos Sistemas de Tratamento e Distribuição

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Agência SHS Novas Instalações Código do Projeto: 1641-11 Pág. 2 Índice 1. Memorial Descritivo da Obra...3

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças originais, sem ônus adicional para a CONTRATANTE, em aparelhos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO I - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1. OBRA: Regularização e Ampliação de um Complexo Esportivo. 1.2. ENDEREÇO: Conjunto Manuel Julião, Rio

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I

REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I 1. O presente Regulamento objetiva estabelecer regras gerais de uso do sistema de abastecimento

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente 2 110766_MEMPCI_REFORMA_SALA_MOTORISTAS_R00 MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DE EXTENSÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO PARA ATENDER A ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSOS LOGRADOUROS DE PORTO ALEGRE 1. GENERALIDADES O

Leia mais