SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística"

Transcrição

1 SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística 13 de abril de

2 O Papel da Tecnologia para o Futuro da GM Jaime Ardila Presidente, GM do Brasil & Operações Mercosul 2

3 O Papel da Tecnologia para o Futuro da GM O PLANO DE VIABILIDADE DA GM: A GM submeteu seu plano de viabilidade para o governo dos Estados Unidos no dia 17 de fevereiro; No dia 27 de março, o comitê Força Tarefa para a indústria automobilística, nomeado pelo Presidente Obama, fez suas recomendações sobre o plano da GM; No dia 30 de março, o Presidente Obama fez um pronunciamento, explicando sua visão para a GM e a indústria automobilística norte-americana, tomando por base as recomendações do Task Force; No mesmo dia, a GM se comprometeu, publicamente, a realizar sua reestruturação, atendendo os requisitos do governo dos EUA. 3

4 O Papel da Tecnologia para o Futuro da GM AS RECOMENDAÇÕES DO TASK FORCE Melhorar a geração de caixa Reduzir as obrigações de forma mais agressiva, para fortalecer o balanço financeiro Acelerar a reestruturação operacional Concentrar esforços em veículos com eficiência de combustível a um custo competitivo e colocar maior ênfase em novas tecnologias 4

5 O Papel da Tecnologia para o Futuro da GM Esta apresentação irá mostrar como a GM planeja colocar um maior ênfase em novas tecnologias e de maior eficiência de combustível. Nós também vamos falar sobre o papel das operações da GM no Brasil neste processo. 5

6 Atendendo as Regras Nacionais de Economia de Combustível (US) Atualmente estamos entre os líderes da indústria em termos de eficiência de combustível; Todos os novos lançamentos de veículos nos EUA no período de 2009 a 2014 serão de veículos com grande eficiência de combustível ou crossovers ; A GM é a empresa que oferece mais modelos com autonomia maior do que 30 milhas por galão (na estrada); Crescimento significativo na oferta de híbridos. Calendar Year Models > 30 MPG (highway) Alternative Fuel Models 2% 6% 17% 61% 65% Hybrid and Plug-In Models

7 A Liderança da GM em Tecnologia e Eficiência de Combustível ATUALMENTE A caminho A MÉDIO PRAZO A partir de 2012 A LONGO PRAZO A partir de 2015 Desativação de cilindros Injeção direta de combustível Motor de tamanho reduzido e turbo aplicado (downsizing) Transmissão de 6 velocidades (marchas) Utilização de combustível E85 Motor de partida / alternador por correia - start stop Geração 1 Híbridos Dominantes (strong hybrids) Veículos elétricos de alcance estendido (Volt) Comando Variável de Válvulas Geração 2 Híbridos Dominantes Transmissão com embreagem dupla seca Novos motores de 4 cilindros a gasolina Aplicações potenciais de gás natural comprimido Veículos elétricos de alcance estendido Válvulas variáveis em 2 passos Célula-combustível Motores de combustão interna por ignição com compressão homogênea e combustão não estequiométrica Sistemas híbridos de 3ª. Geração (elétricos) 7

8 Estratégias de Tecnologias Avançadas de Propulsão Arquitetura E-Flex já está preparada para o uso futuro de células de combustível à hidrogênio, substituindo o atual moto-gerador de combustão interna. * Plug-In HEV (Hybrid Electrical Vehicle): Veículos elétricos híbridos que permitem recarga através de uma tomada convencional. 8

9 Carros Híbridos 9

10 Veículos híbridos da GM GM possui 8 veículos híbridos em seu portfólio; Três com a tecnologia de híbridos convencional e 5 com a tecnologia 2 Mode : * ** * RWD: Rear Wheel Drive ** FWD: Forward Wheel Drive 10

11 Carros Elétricos 11

12 Veículos Elétricos: Tecnologia E-Flex Objetivo: Ter como única fonte de propulsão o motor elétrico, eliminando totalmente a dependência do petróleo e a emissão de gases poluentes. Único propulsor do sistema E-Flex: Motor elétrico de 120kW. 12

13 Veículos Elétricos: Tecnologia E-Flex Centro do automóvel: Bateria de lithium-ion, com capacidade de armazenar16 kwh. Por ser um também um componente estrutural, interage com os demais sistemas do veículo, tais como: chassi, segurança e sistemas térmicos. 13

14 Veículos Elétricos: Tecnologia E-Flex Para aumentar a autonomia, a bateria é recarregada por energia gerada dentro do próprio automóvel por: Motor de combustão interna, trabalhando em seu ponto de maior eficiência; Gerador Elétrico de 53kW acoplado ao motor. 14

15 Veículos Elétricos: Tecnologia E-Flex Além da carga da bateria pelo gerador interno, a bateria também pode ser carregada diretamente em tomada doméstica através de um cabo. 15

16 Chevrolet Volt Distâncias diárias menores que 64km (40 milhas), não haverá consumo de combustível fóssil e nem emissões de poluentes; Para distâncias superiores à 64km, a bateria será recarregada pelo conjunto motor de combustão e gerador elétrico. 16

17 Os Investimentos da GM em Novas Tecnologias Anunciamos em janeiro de 2009 a construção do primeiro pacote de bateria Lithium-Íon para aplicações automotivas: Mais de 1000 engenheiros e técnicos estão diretamente envolvidos Fundamental para que os veículos elétricos sejam viáveis Confirmamos em fevereiro um investimento de US$ 250 milhões para construir o motor família 0 1.4L para o veículo elétrico Chevrolet Volt nos Estados Unidos; Submetemos 3 pedidos de empréstimos no Departamento de Energia: Investimento de US$ 10.6 milhões para veículos de tecnologia avançada Último pedido de US$ 2.6 bilhões para 3 modelos híbridos (incluindo dois derivativos do Volt e componentes relacionados) 17

18 Células de Combustível 18

19 Células de Combustível Células de Combustível convertem hidrogênio em alta pressão em energia elétrica, gerando como resíduo apenas vapor de água; Hidrogênio provém do tanque; 2. Oxigênio provém do ar; 3. PEM (Membrana Eletrolítica Polímera) permite a migração das cargas positivas para o cátodo, criando uma diferença de potencial elétrico com o ânodo (energia elétrica); 4. Vapor de Água como resíduo: 2H 2 + O 2 2H 2 O PEM (Membrana Eletrolítica Polímera) 3 É uma solução alternativa de geração interna de energia elétrica ao atual conjunto motor de combustão interna e gerador. 19

20 Células de Combustível Exemplo Chevrolet Volt passando à célula de combustível: 20

21 Tendências Globais na Indústria Automobilística A ESTRATÉGIA DA GM - Brasil O Brasil é o terceiro maior mercado para a GM (atrás apenas dos Estados Unidos e China) Segundo maior mercado para a marca Chevrolet O Brasil é um dos 5 centros globais de desenvolvimento de produtos da GM A estratégia da GM no Brasil é: Crescimento agressivo de produção e vendas (produção de 1 milhão de unidades em 2015) A melhor e mais completa de linha de produtos na indústria Objetivo de renovar toda a nossa linha de produtos até

22 Tendências Globais na Indústria Automobilística A ESTRATÉGIA DA GM - Brasil Posicionamento da marca consistente com os principais valores da sociedade brasileira: Responsabilidade social Preocupação com o meio-ambiente Dirigir como uma experiência agradável Tecnologia avançada a um custo razoável Excelente design tanto no exterior quanto no interior 22

23 Os Sistemas Avançados de Propulsão da GM Cerca de engenheiros e designers brasileiros trabalhando atualmente em nosso Centro Tecnológico; Atualmente ajudamos a GM da América do Norte no desenvolvimento da tecnologia Flexfuel e soluções com base no uso de etanol. 23

24 Os Sistemas Avançados de Propulsão da GM A GMB tem grande conhecimento em sistemas alternativos de propulsão: Corsa 1º. Chevrolet Flexpower Junho 2003 Motores 1.0L Flexpower e 1.4L Econo.Flex Tecnologia desenvolvida e patenteada pela GMB Tecnologia que inclui Very High Compression, Low Friction Valve Train (LFVT), Conversor Catalítico acoplado ao coletor de escapamento tubular e coletor de admissão em material plástico. 24

25 Muito Obrigado! 25

Mudança tecnológica na indústria automotiva

Mudança tecnológica na indústria automotiva ESTUDOS E PESQUISAS Nº 380 Mudança tecnológica na indústria automotiva Dyogo Oliveira * Fórum Especial 2010 Manifesto por um Brasil Desenvolvido (Fórum Nacional) Como Tornar o Brasil um País Desenvolvido,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS RESUMO

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS RESUMO UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS Luis Eduardo Machado¹ Renata Sampaio Gomes ² Vanessa F. Balieiro ³ RESUMO Todos sabemos que não é possível haver regressão nas tecnologias

Leia mais

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis.

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. GNV Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. REUNIÃO DE ESPECIALISTAS SOBRE TRANSPORTE URBANO SUSTENTÁVEL MODERNIZAR E TORNAR ECOLÓGICA A FROTA DE TÁXIS NAS CIDADES LATINO AMERICANAS

Leia mais

são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A.

são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A. Automóveis Híbridos: H são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A. Veículos em circulação por região Biliões de Veículos 2.5 2 1.5 1 0.5 0 2000 2010 2020 2030 2040 2050 Total África América

Leia mais

Tenho de mudar. o meu estilo de. vida?

Tenho de mudar. o meu estilo de. vida? Tenho de mudar o meu estilo de vida? E se eu quiser percorrer mais quilómetros? Que distância posso percorrer só com bateria? Por que razão a electricidade é a energia do futuro? O Eléctrico com uma autonomia

Leia mais

9o. Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos

9o. Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos Waldyr Luiz Ribeiro Gallo DE FEM - UNICAMP São Paulo, 12 de setembro de 2013 Sumário 1. Por que não veículos elétricos? 2. O papel do veículos

Leia mais

Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd.

Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd. Seminário Internacional de Energia da AUGM Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd. Universidade Federal de Santa Maria Grupo de Pesquisa em Motores, Combustíveis e Emissões Necessidade de energia Iluminação

Leia mais

O HIDROGÊNIO COMO VETOR ENERGÉTICO

O HIDROGÊNIO COMO VETOR ENERGÉTICO XII Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica CREEM 2005 O HIDROGÊNIO COMO VETOR ENERGÉTICO MSc. Paulo F. P. Ferreira Lab. de Hidrogênio - Unicamp O HIDROGÊNIO COMO VETOR ENERGÉTICO Premissa

Leia mais

Ônibus Híbrido Plug-In a Etanol Antonio Otélo Cardoso

Ônibus Híbrido Plug-In a Etanol Antonio Otélo Cardoso Ônibus Híbrido Plug-In a Etanol Antonio Otélo Cardoso Diretoria Técnica de ITAIPU Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável Visão de Futuro: Ônibus eficientes, emissão ZERO! Os ônibus são um dos principais

Leia mais

Inovação Colaborativa Ricardo Abreu 29.10.2015 MAHLE

Inovação Colaborativa Ricardo Abreu 29.10.2015 MAHLE Ricardo Abreu 29.10.2015 Resultados de Inovação 131 Novas Ideias 23 Projetos 4 Novos Produtos 55 Espontâneas 65 Campanhas 11 Externas Ideação Seleção de Ideias Projetos de P&D Desenvolvimento Lançamento

Leia mais

HISTÓRIA DO VEÍCULO ELÉTRICO

HISTÓRIA DO VEÍCULO ELÉTRICO HISTÓRIA DO VEÍCULO ELÉTRICO Veículo elétrico híbrido projetado por Ferdinand Porsche em 1900 Thomas Edson inspecionando um carro elétrico em 1913 1832 a 1839 Robert Anderson Eficiência energética Facilidade

Leia mais

Evolução e perspectivas dos veículos elétricos híbridos

Evolução e perspectivas dos veículos elétricos híbridos Evolução e perspectivas dos veículos elétricos híbridos 2 de julho de 2008 São Paulo - SP Antonio Nunes Jr ABVE- Associação Brasileira do Veículo Elétrico Como, em transporte, responder aos desafios da

Leia mais

Lista dos tópicos tecnológicos

Lista dos tópicos tecnológicos Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Energia Anexo 1 Lista dos tópicos tecnológicos 1 2 Energia 1. Tecnologias para a geração de energia elétrica Combustíveis fósseis

Leia mais

Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul

Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul Conteúdo O mercado automotivo de 1980 à 2015 O perfil atual do consumidor brasileiro A evolução dos sistemas automotivos

Leia mais

Células de combustível

Células de combustível Células de combustível A procura de energia no Mundo está a aumentar a um ritmo alarmante. A organização WETO (World Energy Technology and Climate Policy Outlook) prevê um crescimento anual de 1,8 % do

Leia mais

CONSÓRCIO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO ÔNIBUS A CÉLULA A COMBUSTÍVEL HIDROGÊNIO PARA TRANSPORTE URBANO NO BRASIL

CONSÓRCIO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO ÔNIBUS A CÉLULA A COMBUSTÍVEL HIDROGÊNIO PARA TRANSPORTE URBANO NO BRASIL -1 - NOSSO CONSÓRCIO AES ELETROPAULO, empresa brasileira, maior distribuidora de eletricidade da América Latina, será responsável por: (i) especificação e aprovação da sub-estação elétrica; (ii) conecção

Leia mais

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo Paulo R. Feldmann- FEA USP Nossa experiência no IEE A recarga da bateria de 1 V.E. requer 24 kwh equivalente

Leia mais

Objetivos. Benefícios

Objetivos. Benefícios Objetivos Mais competitividade, tecnologia e segurança para os carros produzidos e vendidos no Brasil. Grande mercado nacional permite, via incentivo tributário, colocar os carros vendidos e produzidos

Leia mais

Engenharia Gerencial. A cogeração como alternativa aos desafios energéticos

Engenharia Gerencial. A cogeração como alternativa aos desafios energéticos A cogeração como alternativa aos desafios energéticos A visão corrente de que o Brasil possui um dos maiores parques de energia hidrelétrica do mundo, nos afasta de uma realidade um pouco distante disto.

Leia mais

GE Energy. Motores a gás. America Latina

GE Energy. Motores a gás. America Latina GE Energy Motores a gás America Latina 2012 Negócios de Motor a Gás da GE Funcionários: ~ 2.600 Operando em + de 100 países* Geração de Energia Compressão de Gás Recuperação de Calor Jenbacher, Waukesha

Leia mais

Tecnologia aplicada aos veículos comerciais Nelson Kayano

Tecnologia aplicada aos veículos comerciais Nelson Kayano Tecnologia aplicada aos veículos comerciais Nelson Kayano Netz Engenharia Automotiva 06/10/2015 Drivers da mobilidade TCO Custos fixos Pessoal Custos variáveis Combustível Lubrificantes Pneus Manutenção

Leia mais

Bruno Galante Comunicação Institucional e Sustentabilidade Toyota Caetano Portugal

Bruno Galante Comunicação Institucional e Sustentabilidade Toyota Caetano Portugal Mobilidade Urbana Eficiente: Visão Toyota Bruno Galante Comunicação Institucional e Sustentabilidade Toyota Caetano Portugal Mobilidade Urbana Eficiente Mobilidade = Pessoas Desafiamos os mais novos a

Leia mais

ESTUDO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA

ESTUDO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA ESTUDO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA Luiz Atilio Padovan Prof. Eng. Agrônomo EVOLUÇÃO DA MECANIZAÇÃO 1 TREM DE FORÇA SISTEMA MECÂNICO Diferencial Motor Câmbio Embreagem FUNCIONAMENTO DO MOTOR Motor

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES Luis Thiago Panage Conelheiro 1, Arquimedes Luciano 2 RESUMO: Uma grande

Leia mais

Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol

Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol Rio de Janeiro 17 e 18 de Setembro de 2015 CELSO RIBEIRO BARBOSA DE NOVAIS Chefe da Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável & Coordenador

Leia mais

SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA

SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA PROF. RAMÓN SILVA Engenharia de Energia Dourados MS - 2013 MÁQUINAS TÉRMICAS MOTORES A PISTÃO Também conhecido como motor alternativo, por causa do tipo de movimento do pistão.

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Tecnologia de Tração Elétrica

Tecnologia de Tração Elétrica REV.00 01 Tecnologia de Tração Elétrica Veículos a Bateria Trólebus Híbridos Hidrogênio Fuel Cel ou Pilha a Combustível 02 Veículos a Bateria VANTAGENS 1. TOTALMENTE ELÉTRICO. POLUIÇÃO PRATICAMENTE ZERO.

Leia mais

POSTO ECOTECNOLÓGICO

POSTO ECOTECNOLÓGICO POSTO ECOTECNOLÓGICO CONCEITO Posto de serviços para teste e demonstração de novas tecnologias em equipamentos para abastecimento de GNV, novos combustíveis e geração de energia As premissas de sustentabilidade

Leia mais

Recife terá ônibus HíbridoBR durante a Copa das Confederações

Recife terá ônibus HíbridoBR durante a Copa das Confederações Ônibus Informação à imprensa Recife terá ônibus HíbridoBR durante a Copa das Confederações 10 de junho de 2013 Veículo tem tecnologia nacional e baixa emissão de poluentes A Eletra, empresa brasileira

Leia mais

Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis

Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis 1 2 Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis Portaria nº 3-A/2007 de 2 de Janeiro Promoção da utilização de biocombustíveis nos transportes foi objecto do Decreto - Lei nº 62/2006 Decreto - Lei nº

Leia mais

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Brasília, 28 de Outubro de 2015 O que é a APROVE DIESEL Associados: Apoio Institucional: Contexto econômico e tecnológico brasileiro atual difere muito

Leia mais

Volvo Buses Volvo Buses

Volvo Buses Volvo Buses O Grupo Volvo é um dos líderes mundiais na fabricação de caminhões, ônibus, equipamentos de construção, motores marítimos e industriais. Volvo na América dos Sul Volvo Colômbia Bogotá Volvo Peru Lima Mack

Leia mais

ParceriaEmpresax Escola

ParceriaEmpresax Escola 1º Congresso Paranaense de Veículos Elétricos ParceriaEmpresax Escola Prof. Dr. Wanderlei Marinho da Silva Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo Qual éo cenário para os Veículos Híbridos e Elétricos

Leia mais

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos nova geração de motores a gasolina Guia de produtos VOLVO PENTA MOTORES MARÍTIMOS A GASOLINA O futuro está aqui. A Volvo Penta, líder absoluta em inovações náuticas, estabelece o novo padrão em tecnologia

Leia mais

mudanças nos modelos de negócios do setor automobilístico, impulsionadas pelas pesquisas de novas tecnologias energéticas e de segurança.

mudanças nos modelos de negócios do setor automobilístico, impulsionadas pelas pesquisas de novas tecnologias energéticas e de segurança. AUTOMOTIVE Mudança de rumos Pressões dos consumidores por praticidade e economia, somadas à necessidade de adaptação dos veículos ao planejamento urbano, criam um cenário desafiador para a indústria automobilística

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA ANDERSON WESLLEY DA SILVA ZAMPOLI BRUNO MIGUEL ABIB FELIPE MOREIRA DAQUILA ANÁLISE DE DEMANDA DE ENERGIA

Leia mais

Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol

Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol Resenha Desenvolvimento / Economia e Comércio Raphael Rezende Esteves 22 de março de 2007 1 Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol

Leia mais

ANEXO 02- EXEMPLO DE VEÍCULOS ELÉCTRICOS HÍBRIDOS

ANEXO 02- EXEMPLO DE VEÍCULOS ELÉCTRICOS HÍBRIDOS ANEXO 02- EXEMPLO DE VEÍCULOS ELÉCTRICOS HÍBRIDOS 123 Conteúdo 1 Exemplo de Veículos eléctricos Híbridos... 124 1.1 Exemplo de Híbrido Paralelo... 124 1.1.1 Toyota Hybrid System II... 124 1.2 Exemplo de

Leia mais

Nota Técnica Cilindros de GNV

Nota Técnica Cilindros de GNV Cilindros de GNV Belo Horizonte Março de 2012 As gerações de KIT's 2ª geração (Aspirados) 3ª geração (Aspirados) 5ª geração (Injetados) Para veículos carburados (Normalmente, até 1996) Para veículos com

Leia mais

DESEMPENHO E EMISSÕES DE UM MOTOR DIESEL OPERANDO COM BAIXAS VAZÕES DE HIDROGÊNIO

DESEMPENHO E EMISSÕES DE UM MOTOR DIESEL OPERANDO COM BAIXAS VAZÕES DE HIDROGÊNIO DESEMPENHO E EMISSÕES DE UM MOTOR DIESEL OPERANDO COM BAIXAS VAZÕES DE HIDROGÊNIO Responsável pelo Projeto Luiz Augusto de Noronha Mendes FPT Industrial RESUMO Este trabalho apresenta um estudo sobre o

Leia mais

Cláudio Casimiro Conferência Sustentabilidade Energética Local Barreiro 22 de Outubro de 2010

Cláudio Casimiro Conferência Sustentabilidade Energética Local Barreiro 22 de Outubro de 2010 Uma contribuição para a Mobilidade Sustentável! Cláudio Casimiro Conferência Sustentabilidade Energética Local Barreiro 22 de Outubro de 2010 1 Enquadramento Parque com cerca de 5,81 Milhões de veículos

Leia mais

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia Disciplina: Fontes Alternativas de Parte 1 Fontes Renováveis de 1 Cronograma 1. Fontes renováveis 2. Fontes limpas 3. Fontes alternativas de energia 4. Exemplos de fontes renováveis 1. hidrelétrica 2.

Leia mais

Biocombustíveis. Também chamados de agrocombustíveis

Biocombustíveis. Também chamados de agrocombustíveis Biocombustíveis Também chamados de agrocombustíveis Biomassa É o combustível obtido a partir da biomassa: material orgânico vegetal ou animal Uso tradicional: lenha, excrementos Etanol: álcool combustível.

Leia mais

Saab BioPower Hybrid Concept Adiciona Transmissão Híbrida de Dois Modos

Saab BioPower Hybrid Concept Adiciona Transmissão Híbrida de Dois Modos Informação Julho de 2006 Saab BioPower Hybrid Concept Adiciona Transmissão Híbrida de Dois Modos O primeiro híbrido do mundo capaz de funcionar só com combustível renovável puro Transmissão híbrida de

Leia mais

Conversão de Veículos Convencionais em Veículos Eléctricos

Conversão de Veículos Convencionais em Veículos Eléctricos Seminário: Mobilidade Eléctrica: O Veículo Viabilidade da transformação de Veículos Conversão de Veículos Convencionais em Veículos Eléctricos (Experiência adquirida na ESTGV) Vasco Santos (vasco@estv.ipv.pt)

Leia mais

Combustíveis Alternativos

Combustíveis Alternativos Combustíveis Alternativos Baterias e recarga são gargalos tecnológicos para disseminação de carros elétricos; viabilidade comercial poderá vir da China Os fabricantes de carros chineses estão "bem-posicionados"

Leia mais

Solução Verde para o trasporte dacidade de São Paulo. Maio 2011, Rio de Janeiro

Solução Verde para o trasporte dacidade de São Paulo. Maio 2011, Rio de Janeiro Solução Verde para o trasporte dacidade de São Paulo Maio 2011, Rio de Janeiro Três principais questões ambientais Crise global de petróleo Emissões de CO2 Poluição do Ar 40%dos combustíveis fósseis líquidos

Leia mais

SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA

SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA SISTEMAS TÉRMICOS DE POTÊNCIA PROF. RAMÓN SILVA Engenharia de Energia Dourados MS - 2013 GRUPOS MOTOGERADORES GMG - DEFINIÇÃO O Grupo Motogerador consiste de um ou mais motores alternativos de combustão

Leia mais

O futuro da mobilidade

O futuro da mobilidade Pesquisar Canais / Direto da Redação BrasilturisTV Edições Anteriores Home Notícias Mercado Colunas Eventos Entidades 17 Viagens de Março de 2013 Esportes 18:40 BrasilturisTV Galeria de Fotos Empresa O

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº /2012

PROJETO DE LEI Nº /2012 PROJETO DE LEI Nº /2012 (Dos Senhores Deputados Heuler Cruvinel e Onofre Santo Agostini) Institui a obrigatoriedade de instalação de pontos de recarga para veículos elétricos em vias públicas e em ambientes

Leia mais

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE Volvo HÍBRIDO Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE O DESAFIO VERDE O cuidado com o meio ambiente está no centro das discussões da agenda social em todo o mundo. Cada vez mais,

Leia mais

SERÁ QUE HÁ MOTIVAÇÃO PARA INVESTIR NO VEÍCULO ELÉTRICO NO BRASIL?

SERÁ QUE HÁ MOTIVAÇÃO PARA INVESTIR NO VEÍCULO ELÉTRICO NO BRASIL? Maksen SERÁ QUE HÁ MOTIVAÇÃO PARA INVESTIR NO VEÍCULO ELÉTRICO NO BRASIL? O VE É UM DOS TEMAS MAIS DISCUTIDOS DA ATUALIDADE, NO ENTANTO NÃO EXISTE AINDA UM CONSENSO QUANTO À TECNOLOGIA E ESTIMATIVAS DE

Leia mais

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Suzana Kahn Ribeiro Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ IVIG Instituto Virtual Internacional de Mudanças Climáticas Estrutura

Leia mais

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PÓS - GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA ADP8088 - SEMINÁRIOS EM ENGENHARIA AGRÍCOLA II USO DO GÁS NATURAL DE

Leia mais

Fortaleza, junho de 2015

Fortaleza, junho de 2015 Fortaleza, junho de 2015 All About Energy 2015 Política de Energia e Mudança Climática Luiz Pinguelli Rosa Diretor da COPPE UFRJ * Secretário do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas Membro da Academia

Leia mais

Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010

Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010 Combustíveis Alternativos e a Redução das Emissões de Poluentes 12ª Transpo-Sul Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010 Tecnologias, Combustíveis mais limpos e Redução das

Leia mais

POTENCIAL E OPORTUNIDADES DO USO DE VEÍCULOS HÍBRIDOS NO BRASIL

POTENCIAL E OPORTUNIDADES DO USO DE VEÍCULOS HÍBRIDOS NO BRASIL POTENCIAL E OPORTUNIDADES DO USO DE VEÍCULOS HÍBRIDOS NO BRASIL Aníbal Durães de Almeida Júnior 1 ; Paula Leopoldino de Barros 1 ; Guilherme Wilson da Conceição 1 ; Richele Cabral Gonçalves 1 ; 1 FETRANSPOR

Leia mais

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL - VIII Congresso Internacional de Compensado e Madeira Tropical - Marcus Vinicius da Silva Alves, Ph.D. Chefe do Laboratório de Produtos Florestais do Serviço Florestal

Leia mais

A experiência da IVECO na substituição do diesel em veículos pesados

A experiência da IVECO na substituição do diesel em veículos pesados A experiência da IVECO na substituição do diesel em veículos pesados Uma parceria IVECO, FPT, BOSCH e RAIZEN Fabio Nicora IVECO - Innovation T&B LATAM (IVECO) 21 de Novembro 2013 VISÃO DO FUTURO ABORDAGEM

Leia mais

Novas Tecnologias para Ônibus 12/12/2012

Novas Tecnologias para Ônibus 12/12/2012 Novas Tecnologias para Ônibus 12/12/2012 FETRANSPOR Sindicatos filiados: 10 Empresas de ônibus: 208 Frota: 20.300 Passageiros/mês: 240 milhões Viagens/mês: 4,5 milhões Empregos diretos: 100.000 Idade média:

Leia mais

Medida Provisória 532/2011

Medida Provisória 532/2011 Ciclo de palestras e debates Agricultura em Debate Medida Provisória 532/2011 Manoel Polycarpo de Castro Neto Assessor da Diretoria da ANP Chefe da URF/DF Maio,2011 Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural

Leia mais

XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES

XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES Sílvia Velázquez São Paulo, 17 de setembro de 2009. Resíduos Urbanos e Agrícolas Briquetes

Leia mais

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS DE GERAÇÃO (SPG) CHESF 1 TEMAS ABORDADOS PERFIL DA CHESF MATRIZ ENERGÉTICA FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS & NUCLEAR ASPECTOS ECONÔMICOS

Leia mais

Plano de Distribuição de Veículos Elétricos para Seul

Plano de Distribuição de Veículos Elétricos para Seul Plano de Distribuição de Veículos Elétricos para Seul 2011. 05. 11(4a-f) Matriz de Proteção Ambiental Governo Metropolitano de Seul 1 Conteúdo Qualidade do Ar em Seul Gestão de qualidade do ar Esforços

Leia mais

ESTRATÉGIA ENERGÉTICO-AMBIENTAL: ÔNIBUS COM CÉLULA A COMBUSTÍVEL HIDROGÊNIO PARA O BRASIL

ESTRATÉGIA ENERGÉTICO-AMBIENTAL: ÔNIBUS COM CÉLULA A COMBUSTÍVEL HIDROGÊNIO PARA O BRASIL ESTRATÉGIA ENERGÉTICO-AMBIENTAL: ÔNIBUS COM CÉLULA A COMBUSTÍVEL HIDROGÊNIO PARA O BRASIL 1. Introdução Dois aspectos vem ganhando importância e atenção da sociedade no âmbito mundial com grande repercussão

Leia mais

O impacto dos veículos eléctricos na

O impacto dos veículos eléctricos na O impacto dos veículos eléctricos na mobilidade urbana Cláudio Casimiro Sessão de Debate Lisboa E-Nova Centro de Informação Urbana de Lisboa 7 de Dezembro de 2010 1 Enquadramento A mobilidade urbana é

Leia mais

VOLVO BUS latin america. ônibus volvo. qualidade de vida no transporte. www.volvo.com/onibus

VOLVO BUS latin america. ônibus volvo. qualidade de vida no transporte. www.volvo.com/onibus VOLVO BUS latin america ônibus volvo. qualidade de vida no transporte www.volvo.com/onibus EURO 5 ou PROCONVE FASE 7 é uma legislação ambiental, aplicada a caminhões e ônibus, com o objetivo de reduzir

Leia mais

mais do que uma forma de conduzir, ao serviço da mobilidade sustentável Tiago Lopes Farias

mais do que uma forma de conduzir, ao serviço da mobilidade sustentável Tiago Lopes Farias Eco-condução: mais do que uma forma de conduzir, uma forma de estar ao serviço da mobilidade sustentável Tiago Lopes Farias 24 de Maio 2010 Mobilidade e Energia Diagnóstico Mais de 5 milhões de veículos

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA A quilometragem percorrida pelo veículo é indicada pelo: 1 velocímetro. 2 hodômetro. 3 manômetro. 4 conta-giros. O termômetro é utilizado para indicar a temperatura: 1 do motor. 2 do combustível. 3 no

Leia mais

OS CARROS FLEX FUEL NO BRASIL

OS CARROS FLEX FUEL NO BRASIL OS CARROS FLEX FUEL NO BRASIL PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA Consultor Legislativo da Área XII Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos MARÇO/2009 Paulo César Ribeiro Lima 2 SUMÁRIO 1. Introdução...3 2. Histórico...3

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES 1 INTRODUÇÃO NA PRÉ HISTÓRIA O HOMEM UTILIZAVA SUA PRÓPRIA ENERGIA PARA DESENVOLVER SUAS ATIVIDADES TRANSFERÊNCIA DO ESFORÇO PARA OS ANIMAIS 2 APÓS A INVENSÃO DA RODA: UTILIZAÇÃO

Leia mais

Área Departamental de Engenharia Química Laboratório de Tecnologia Química Processo eletroquímico de produção de combustíveis sintéticos renováveis

Área Departamental de Engenharia Química Laboratório de Tecnologia Química Processo eletroquímico de produção de combustíveis sintéticos renováveis Área Departamental de Engenharia Química Laboratório de Tecnologia Química Processo eletroquímico de produção de combustíveis sintéticos renováveis Green Synthetic Fuel / Luís Guerra Conteúdos Conceito

Leia mais

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA SUSTENTÁVEL PILARES BRASKEM FUTURO VISÃO E ESTRATÉGIA AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA

Leia mais

Comunicação de participação em simpósio: SAE 2013 Hybrid & Electric Vehicle Technologies Symposium

Comunicação de participação em simpósio: SAE 2013 Hybrid & Electric Vehicle Technologies Symposium Comunicação de participação em simpósio: SAE 2013 Hybrid & Electric Vehicle Technologies Symposium Bernardo Hauch Ribeiro de Castro Daniel Chiari Barros Comunicação de participação em simpósio Data e local:

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

O novo Mercedes- Benz S 500 PLUG-IN HYBRID combina uma. "O S 500 PLUG-IN HYBRID é o primeiro sedã de luxo com o desempenho

O novo Mercedes- Benz S 500 PLUG-IN HYBRID combina uma. O S 500 PLUG-IN HYBRID é o primeiro sedã de luxo com o desempenho Lançamento no mercado Informação à Imprensa Data: Mercedes- Benz S 500 PLUG-IN HYBRID garante eficiência e performance Outubro de 2014 O novo Mercedes- Benz S 500 PLUG-IN HYBRID combina uma configuração

Leia mais

OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A

OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A INDÚSTRIA DO PETRÓLEO Ricardo de Gusmão Dornelles Diretor do Departamento de Combustíveis Renováveis Jun/2009 MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL E NACIONAL - 2008 54,9 45,1 Brasil (2008)

Leia mais

Experiências Mundias com Trólebus

Experiências Mundias com Trólebus 2 Seminário de Trólebus São Paulo Brasil Maio 2013 Experiências Mundias com Trólebus Eleonora Pazos UITP Head of Latin America Office UITP União Internacional de Transporte Público Plataforma mundial 3.400

Leia mais

Fórum Permanente do Gás LP 7º Encontro

Fórum Permanente do Gás LP 7º Encontro Fórum Permanente do Gás LP 7º Encontro O aumento do uso do Gás LP em cogeração e outros usos no mundo Abril 2015 Alberto J. Fossa Estrutura da apresentação Alternativas tecnológicas de uso do Gás LP O

Leia mais

GÁS NATURAL A PREÇO JUSTO!

GÁS NATURAL A PREÇO JUSTO! GÁS NATURAL A PREÇO JUSTO! 14º Encontro de Energia FIESP Matriz Segura e Competitiva Luis Henrique Guimarães São Paulo, 5 de agosto de 2013 1 AGENDA Princípios que norteiam a apresentação O que é Preço

Leia mais

Energia, Riqueza e População

Energia, Riqueza e População Energia, Riqueza e População Legenda - Colunas à Esquerda: Crescimento relativo da oferta total de energia - Colunas Centrais: Crescimento relativo do Produto Interno Bruto (PIB) - Colunas à Direita: :

Leia mais

Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico

Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico Arquitetura das Unidades de Controle Eletrônico Antes que a unidade eletrônica de controle (Electronic Control Unit ECU) atue de forma precisa no motor, a ECU deve estimar com a maior de precisão possível

Leia mais

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO QUÍMICA PILARES FUTURO FUTURO DA DISTRIBUIÇÃO AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL

ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL 198 Conteúdo 1 Pilha de combustível... 199 1.1 O que é um elemento a combustível... 199 1.2 Princípio de funcionamento... 200 1.3 Tipos básicos de elementos a combustível...

Leia mais

O barco movido a eletricidade mais potente do mundo - inspirado pela Mercedes-AMG

O barco movido a eletricidade mais potente do mundo - inspirado pela Mercedes-AMG Transferência de tecnologia da Mercedes-AMG para a Cigarette Racing Informação à Imprensa O barco movido a eletricidade mais potente do mundo - inspirado pela Mercedes-AMG Data: 19 de fevereiro de 2013

Leia mais

Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início

Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início Itens do capítulo 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é o início 5. A energia não é o começo de tudo, mas já é o início 5.1 O consumo

Leia mais

ISEL. Sérgio Faias. Engenheiro Electromecânico. Seminário O Futuro do Engenheiro Electromecânico 18 Maio 2005

ISEL. Sérgio Faias. Engenheiro Electromecânico. Seminário O Futuro do Engenheiro Electromecânico 18 Maio 2005 ISEL Sérgio Faias Engenheiro Electromecânico Seminário O Futuro do Engenheiro Electromecânico 18 Maio 2005 1 Curriculum Vitae Escola Profissional de Setúbal Técnico Manutenção Electromecânica Estágios

Leia mais

XVI Férias Técnicas VALORES

XVI Férias Técnicas VALORES XVI Férias Técnicas da POLIVALOR em parceria a Ford de 31 de Agosto a 11 de Setembro de 2015, abertas a todos os estudantes do Ensino Superior e todos os que gostem de automóveis, no Centro de Treino Ford.

Leia mais

Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída

Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída Dep. Engeharia Mecânica Escola Politécnica Universidade de São Paulo Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída Experiências de Sucesso e Perspectivas: a Percepção da Academia Escola Politécnica

Leia mais

A Indústria de Autopeças Brasileira. Elaboração: Assessoria de Economia

A Indústria de Autopeças Brasileira. Elaboração: Assessoria de Economia A Indústria de Autopeças Brasileira Elaboração: Assessoria de Economia São Paulo, maio de 2012 Números da indústria de autopeças Associadas Parque industrial Qualidade 494 empresas 749 unidades industriais

Leia mais

Objetivo. Para apresentar os atributos e benefícios ecológicos e económicos de combustível com o Supertech.

Objetivo. Para apresentar os atributos e benefícios ecológicos e económicos de combustível com o Supertech. Indice Objectivo. Tendências Globais Negativas Historia do Supertech O Que é o Supertech? Como funciona? Fácil de Instalar. Protocolo Touriel (SAE J1321). Pontos Fortes. Mercados. Benefícios Ecológicos.

Leia mais

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO VEICULAR A COMPRA DO? COMO VOCÊ DECIDE SEU CARRO Como você decide a compra do seu carro? A escolha de um veículo é resultado de uma análise que considera várias características. O preço é certamente uma

Leia mais

Oficina de Trabalho sobre Veículos Elétricos

Oficina de Trabalho sobre Veículos Elétricos Oficina de Trabalho sobre Veículos Elétricos BNDES Leonardo Gaudencio Cavaliere Planejamento e Estratégia de Produto Rio de Janeiro, 11 e 12 Maio de 2010 Itens a serem abordados: 1. Comparativo das soluções:

Leia mais

ENERGIA AGENDA ATUAL. Seminário BRASIL E OS TEMAS GLOBAIS. Adilson de Oliveira

ENERGIA AGENDA ATUAL. Seminário BRASIL E OS TEMAS GLOBAIS. Adilson de Oliveira ENERGIA AGENDA ATUAL Seminário BRASIL E OS TEMAS GLOBAIS Adilson de Oliveira adilson@ie.ufrj.br REVOLUÇÃO INDUSTRIAL 1. Revolução energética Independência das disponibilidades locais de energia Uso intensivo

Leia mais

Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil

Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil Doutorando: Julio Cesar Neves dos Santos Orientadora: Profa. Ph.D Eunice Maia de Andrade O que é Álcool combustível? Histórico UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Curso Prático de Células a Combustível de Hidrogênio

Curso Prático de Células a Combustível de Hidrogênio Curso Prático de Células a Combustível de Hidrogênio Dia 10 de Fevereiro de 2012 em Curitiba-PR. Público alvo: Estudantes de engenharia/química/física Empresas dos setores de energia portátil, mobilidade

Leia mais

INOVA ENERGIA. Plano Conjunto de Apoio à Inovação Propostas para atuação ANEEL BNDES FINEP

INOVA ENERGIA. Plano Conjunto de Apoio à Inovação Propostas para atuação ANEEL BNDES FINEP INOVA ENERGIA Plano Conjunto de Apoio à Inovação Propostas para atuação ANEEL BNDES FINEP Elementos de Articulação INOVA ENERGIA: Elementos da Proposta Fontes de Recursos Linhas Temáticas Subvenção, Crédito

Leia mais

O novo sector elétrico

O novo sector elétrico O novo sector elétrico FISTA 2015 Lisboa, 11 de Março de 2015 A inovação no setor elétrico está a avançar a um ritmo acelerado Eólica offshore Solar PV escala utilities Veículos elétricos Baterias de rede

Leia mais

Apague velhos. Acenda uma grande. hábitos. idéia.

Apague velhos. Acenda uma grande. hábitos. idéia. Apague velhos hábitos. Acenda uma grande idéia. Crise Energética Por que todos falam em crise energética? Porque a crise energética sul-americana deixou de ser um cenário hipotético para se transformar

Leia mais