Descrição e dimensões dos itens elétricos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Descrição e dimensões dos itens elétricos"

Transcrição

1

2 Descrição e dimensões dos itens elétricos Item Condutivímetro (Kit 01 Química - Compostos Iônicos) Lâmpada miniatura rosca. Voltagem 6 volts. Corrente 150 ma à 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22 mm. Tipo do soquete Rosca Bulbo Vidro transparente Soquete para lâmpada miniatura rosca. Material metal - Diâmetro 10 mm e altura 14 mm Tipo Rosca Cabo teste vermelho com eletrodo de cobre rígido. Características do eletrodo: do eletrodo comprimento 80 mm, secção 1.5 mm² Material do eletrodo cobre rígido. Características do cabo teste: Comprimento 300 mm. Diâmetro externo 3 mm. Secção 1 x 0,25 mm². Condutor Cobre Material Isolante PVC emborrachado vermelho. Isolação do cabo teste (V) Tensão de até 1000V Cabo teste preto com eletrodo de cobre rígido. Características do eletrodo: do eletrodo comprimento 80 mm, secção 1.5 mm² Material do eletrodo cobre rígido. Características do cabo teste: Comprimento 300 mm. Diâmetro externo 3 mm. Secção 1 x 0,25 mm². Condutor Cobre Material Isolante PVC emborrachado preto. Isolação do cabo teste (V) Tensão de até 1000V Clip para bateria 9V Composição: Dois conectores metálicos isolados entre si, sendo um para encaixar no pólo positivo e o outro para encaixar no pólo

3 negativo da bateria de 9 volts. Desses conectores devem sair dois fios flexíveis (preto e vermelho) de cobre medindo 150 mm. Base de madeira - Desenho 053 Anexo VI Lâmpada miniatura rosca. (Kit 01 Química) Voltagem 6 volts. Corrente 150 ma à 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22 mm. Tipo do soquete Rosca Bulbo Vidro transparente 2.6 Bateria recarregável (Kit 01 Química) Tipo Recarregável de Nickel Metal Hydride (Ni-MH) Voltagem nominal (V) 8,4 Volts Capacidade 170 mah (mm) C26,5 x L15,7 x A48,5 2.7 Carregador para bateria 9 volts de Nickel Metal Hydride (Ni-MH) (Kit 01 Química) Tipo de bateria - Carrega uma baterias 9V Ni-CD/Ni-MH podendo conter outros tipos junto. Saída DC 9 V 20mAh podendo conter outras voltagem e corrente junto Alimentação 127 a 250 Volts automático (bivolt) Tempo de carga 10 a 15 horas Luz indicadora para o término da carga Proteção contra curto-circuito Material Plástico resistente 2.8 Cabo teste com clip de bateria-jacaré. Características do cabo teste vermelho: Comprimento 300 mm. Material Isolante PVC emborrachado vermelho. Características do cabo teste preto: Comprimento 300 mm. Material Isolante PVC emborrachado preto.

4 Características do clip para bateria 9V Dois conectores metálicos isolados entre si, sendo um para encaixar no pólo positivo e o outro para encaixar no pólo negativo da bateria de 9 volts. Desses conectores devem sair dois fios flexíveis (preto e vermelho) de cobre medindo 150 mm. Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível vermelho Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm. Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível preto Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm. Isolamento das soldas: Espaguete termo retrátil Cabo teste com jacaré-jacaré. (Preto) Características do cabo teste preto: Comprimento 200 mm. Material Isolante PVC emborrachado preto. Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível preto Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm Cabo teste com jacaré-jacaré. (vermelho) Características do cabo teste vermelho: Comprimento 200 mm.

5 Material Isolante PVC emborrachado vermelho. Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível vermelho Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm Gerador de onda (Kit 01 Física Puck) Amplitude 12 Volts p. p. max Freqüência 60 Hz. Forma da onda meia onda senoidal. LED indicador de *LIGADO*. Ajuste (potenciômetro) de amplitude de saída (0 a 12 V p. p. Max) Saída do oscilador por plug tipo P2 ou P4. Chave liga/desliga (gerador e bomba de ar) Fusível de proteção Tensão de alimentação 127 Volts Cabo de alimentação de no mínimo 2 m. Caixa de proteção com o painel transparente (Deve ser acomodada na caixa 16 local 6 gerador de onda Anexo IV) Enviar junto diagrama do esquema elétrico Solenóide do PUCK (Kit 01 Física - parte do PUCK) Desenho 083 Anexo VI Bobina preenchida com fio 26 AWG esmaltado Impedância 16,5 Ohm Material PVC Acabamento Liso Rabicho de fio flexível 100 mm x 0,20 mm². 2 m de cabo blindado 2 x 0,14 mm² (blindagem espiral) Conector P2 macho mono ou P4. Termo retrátil nas emendas Bomba de AR (Kit 01 Física) Tipo compressor de ar para aquários Voltagem 127 Volts Capacidade 4L/min. Saída Duas Dois Divisores de passagem de ar. Mangueira de silicone transparente

6 Espessura -= 1 mm Diâmetro interno 2 mm Diâmetro externo 5 mm Comprimento duas de 0,1 m e uma de 2.5 m Cronômetro Tipo Digital progressivo e regressivo Características: Horas, minutos, segundos e dia da semana; Mês, dia e ano; Cronógrafo com 1/100 seg, memória para 2 voltas/split (Max. 9H59M59.99S); Calendário e Horário (formato 12/24H); Contagem regressiva (9H59M59S) Fonte dupla portátil. (Kit 07 Física) Características: Fonte A Tipo Fonte variável de tensão continua. Tensão 2 a 10 Volts DC Corrente 500 ma Saída Dois borne p/ pino banana de 4 mm preto e vermelho 11x33 mm com furo de Ø4 mm Ajuste de tensão Potenciômetro linear com escala indicadora. Proteção circuito com proteção de sobrecarga (curto circuito) com LED de indicação e retomada automática. Fonte B Tipo Fonte de tensão continua (linear) Tensão 12 Volts DC Corrente 1A Saída Dois mini borne p/ pino banana de 2mm preto e vermelho 8x20 mm com furo de Ø2 mm. Proteção Fusível Comum para A e B Alimentação por duas bateria de chumbo-ácido selada recarregáveis 6V 1,3Ah ligadas em série. Chave Liga/Desliga. LED para indicar LIGADO. Plug P2 mono ou P4 para entrada do carregador. LED para indicar *CARREGANDO* No painel deve estar impresso todas as funções e comandos. Enviar junto diagrama do esquema elétrico Caixa plástica. Carregado de bateria externo com tempo de carga máximo de 8 horas com tensão de entrada 127/220.

7 2.16 Modulo c/ resistor 10R 5W (Kit 03 Física) Tipo resistor de fio. Resistência 10R 5W 5% Pino banana 2mm preto e vermelho Características do pino banana Isolamento Plástico Pino Latão niquelado Corrente nominal 10A Comprimento total ±37 mm, largura ±9 mm. do pino comprimento 14,5 mm Ø 2 mm Fixação do fio Solda de estanho Cabo teste preto e vermelho Características do cabo teste vermelho e preto: Comprimento 500 mm. Diâmetro externo 3 mm. Secção 1 x 0,25 mm². Condutor Cobre Material Isolante PVC emborrachado vermelho ou preto Isolação do cabo teste (V) Tensão de até 1000V 2.17 Multímetro Digital (Kit 07 Física) Display: LCD 3 ½ dígitos Tensão DC: 200mV, 2V, 20V, 200V, 1000V Tensão AC: 200V, 750V Corrente DC: 200µA, 2mA, 20mA, 200mA, 10A Resistência: 200OHMS, 2kOHMS, 20kOHMS, 200kOHMS, 2000kOHMS, 20MOHMS, 200MOHMS Acessórios: Par de pontas de prova, manual e bateria Cabo teste com banana-jacaré. Características do cabo teste preto e vermelho Comprimento 500 mm. Material Isolante PVC emborrachado Características do pino banana preto e vermelho. Tipo Pino com mola Isolamento Plástico Pino Latão niquelado Comprimento total 46 mm Ø8,5 mm. do pino Comprimento 15 mm Ø4,5 mm

8 Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível preto e vermelho Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm Cabo teste com banana-banana. Características do cabo teste preto e vermelho Comprimento 500 mm. Material Isolante PVC emborrachado Características do pino banana preto e vermelho. Tipo Pino com mola Isolamento Plástico Pino Latão niquelado Comprimento total 46 mm Ø8,5 mm. do pino Comprimento 15 mm Ø4,5 mm Cabo teste com jacaré-jacaré. Características do cabo teste vermelho Comprimento 500 mm. Material Isolante PVC emborrachado Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível vermelho Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm.

9 2.21 Placa padrão com borne para banana (Kit 09 - Física) 185 x 185 mm com espessura de 5 mm - Desenho 066 Anexo VI Material PMMA (Acrílico) Cor Transparente Acabamento Liso Dureza Rígida Furos: Quantidade 20 Ø4 mm Desenho em anexo XX Borne para pino banana Quantidade - 20 Características: Tipo Borne p/ pino banana Isolamento Plástico Furo Latão niquelado Corrente nominal 15A Comprimento total 33 mm Ø 9,1 mm. Diâmetro do furo Ø 4,0 mm Fixação do fio Terminal para solda 2.22 Módulo resistor com terminal anel. (Kit 09 Física)) Tipo Resistor de filme Resistência 270R 1/8W 2.23 Módulo resistor com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo Resistor de filme Resistência 330R 1/8W 2.24 Módulo resistor com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo Resistor de filme Resistência 470R 1/8W

10 2.25 Módulo resistor com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo Resistor de filme Resistência 560R 1/8W 2.26 Módulo LED com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo LED 5 mm 2.27 Módulo diodo com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo DIODO 1N Módulo soquete para lâmpada miniatura rosca com terminal anel (Kit 09 - Física) Soquete Lâmpada Material metal - Diâmetro 10 mm e altura 14 mm Tipo Rosca 2.29 Módulo capacitor eletrolítico com terminal anel (Kit 09 - Física) Capacitor Capacitância 1000uf Tensão - 50V Tipo Radial Diodo 1N4007 (em paralelo com o capacitor)

11 2.30 Módulo jumper com terminal anel. (Kit 09 - Física) Tipo Fio de cobre rígido 1.5 mm² Cabo teste com jacaré-jacaré. Características do cabo teste vermelho Comprimento 300 mm. Material Isolante PVC emborrachado Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível vermelho Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm Cabo teste com jacaré-jacaré. Características do cabo teste preto Comprimento 300 mm. Material Isolante PVC emborrachado Características da garra jacaré: Isolamento PVC flexível preto Comprimento total ±48 mm, largura ±11 mm Lâmpada miniatura rosca. (Kit 09 Física) Voltagem 6 volts. Corrente 500 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22 mm. Tipo do soquete Rosca Bulbo Vidro transparente

12 2.34 Motor elétrico (Kit 10 Física) Bobina fio de cobre esmaltado - Desenho 117 Anexo VII Secção 0,204 mm² (24 AWG) Diâmetro - 35 mm interno Nº de voltas 4.5 Derivação lateral feita com o próprio fio de cobre 15 mm Raspar e estanhar 180º x 13mm da derivação Base com apoios da bobina e suporte de pilha D Base de madeira Desenho 117 e 118 Anexo VII Apoios da bobina Alumínio - Desenho 117 e 119 Anexo VII Suporte para pilha tipo D Lâmpada miniatura rosca pingo d agua. (Kit 06 Química) Voltagem 1,2 volts. Corrente 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22 mm. Tipo do soquete Rosca Bulbo Vidro transparente com lente 2.36 Fonte de Luz com abertura em fenda (Kit 06 - Física) Desenho 100, 101, 102, 103 e 104 Anexo VII Lâmpada de mercúrio 15W T8 UV45 sem camada fluorescente (transparente) Filtro de proteção UV Um vidro 400 x 30 x 3 mm e um acrílico 400 x 30 x 3 mm. Reator eletrônico: 1 x 20W Bivolt Fator de potencia 0,55C 50/60 Hz Chave lida/desliga. Chave seletora de voltagem (127/220Volts) Cabo de alimentação de no mínimo 2 m. Abraçadeira de metal para lâmpada fluorescente. Tomada com rabicho para lâmpada fluorescente. Base de madeira para sustentação 190 x 120 x 15 mm com um furo de Ø 6 mm com arruela de reforço deslocado 45 mm do centro. O equipamento deve ser totalmente fechado e com etiqueta alertando Não ligar com o experimento aberto 2.37 Fonte de Luz com abertura em fenda (Kit 06 - Física) Desenho 100, 101, 102, 103 e 104 Anexo VII Lâmpada de Fluorescente 15W T8 Filtro de proteção UV Um vidro 400 x 30 x 3 mm e um acrílico 400 x 30 x 3 mm. Reator eletrônico: 1 x 20W - Bivolt

13 Fator de potencia 0,55C 50/60 Hz Chave lida/desliga. Chave seletora de voltagem (127/220Volts) Cabo de alimentação de no mínimo 2 m. Abraçadeira de metal para lâmpada fluorescente. Tomada com rabicho para lâmpada fluorescente. Base de madeira para sustentação 190 x 120 x 15 mm com um furo de Ø 6 mm com arruela de reforço deslocado 45 mm do centro. O equipamento deve ser totalmente fechado e com etiqueta alertando Não ligar com o experimento aberto 2.38 Gerador eletromagnético - Magnetismo e Eletromagnetismo (Kit 10 - Física) Base de madeira - Desenho 112 e 113 Anexo VII Bobina preenchida com fio 37 AWG esmaltado - Desenho 112 e 113 Anexo VII Impedância 530 Ohms Material Madeira Acabamento Liso Rabicho de fio flexível 100 mm x 0,20 mm². Amperímetro (ma) - Desenho 112 e 115 Anexo VII Tipo Analógico (galvanômetro) Fundo de escala 200A Posição do ponteiro Central Escala: - 0,5 ma a + 0,5 ma Cor do corpo Transparente Cor painel escala - Branca Fixador do Galvanômetro - Desenho 112 e 116 Anexo VII Anel de borracha transparente Ø 32 mm externo, altura 16 mm e parede de 2 mm 2.39 Módulo de resistência variável (Potenciômetro) (Kit 08 Física) Base de acrílico Desenho 110 e 111- Anexo VII Potenciômetro linear 470R com eixo plástico longo 5 Borne para pino banana Características: Tipo Borne p/ pino banana Isolamento Plástico Furo Latão niquelado Corrente nominal 15A Comprimento total 33 mm Ø 9,1 mm. Diâmetro do furo Ø 4,0 mm Fixação do fio Terminal para solda Ligar com fio flexível 0,20 mm² os seguintes pontos A1, A2 e terminal um do potenciômetro B1, B2 e terminal três do potenciômetro C e terminal dois do potenciômetro

14 2.40 Ponta de prova para cuba eletrolítica (Kit 08 Física) Uma lapiseira tipo 0,7 mm com um fio 0,20 mm² fixado na mola, passado por dentro e saindo em um furo lateral 2.41 Suporte para Lâmpada incandescente (kit 02 Fisiologia Vegetal Germinação etc) Suporte de madeira para bocal de lâmpada incandescente. Desenho 121 Anexo VII. Bocal de porcelana para lâmpada (100W) incandescente rosca. Rabicho de fio 2 x 1.0 mm com 80 cm de comprimento Plug tomada 10A/250V pino sólido Suporte de metal para sustentar a haste e o bocal - Desenho 122 Anexo VII. Haste de metal - Desenho 123 Anexo VII.

15 Descrição e dimensões dos itens de vidro Item Frasco conta-gotas. do frasco - Altura 73 mm, diâmetro superior 22 mm, diâmetro inferior 33 mm, espessura 2 mm e diâmetro da boca 13 mm. Cor do frasco Âmbar Material Vidro Volume 28mL do conta-gotas - Altura total 88 mm, diâmetro da pipeta 7 mm, diâmetro do tampa plástica 22 mm, diâmetro do bulbo de borracha 11 mm. Material Cânula - vidro Tampa plástico Bulbo borracha Item 4 Descrição e dimensões dos itens de metal 4.1 Copo de alumínio (Kit 08 Química orgânica) - Altura 105 mm, diâmetro superior 78 mm, diâmetro inferior 57 mm e espessura 1,7 mm. Material Alumínio Volume 350mL

CDCC-USP. 1 Base de madeira 2 Suporte Lâmp. 3 Lâmpada 15W T8 4 Capa protetora 5 Reator 6 Lig/Des e Sel. volt 7 Filtro 8 Tampa

CDCC-USP. 1 Base de madeira 2 Suporte Lâmp. 3 Lâmpada 15W T8 4 Capa protetora 5 Reator 6 Lig/Des e Sel. volt 7 Filtro 8 Tampa ANEXO VII 7 4 2 1 8 5 6 1 Base de madeira 2 Suporte Lâmp. Lâmpada 15W T8 4 Capa protetora 5 Reator 6 Lig/Des e Sel. volt 7 Filtro 8 Tampa P.Nº Cr. 100 Junior Fonte de Luz com abertura em fenda Nº Código

Leia mais

Número PE030/2014. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE030/2014. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 SOLDA, de estanho, liga 60/40. Embalagem: rolo com 100 metros, com peso 500 g, com dados de identificacao do produto e marca do Rl 2,00 fabricante. Ref. SAEB => 34.39.00.00038889-0 2 FERRO, de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ ANEXO I RELAÇÃO DO MATERIAL PARA REVITALIZAÇÃO DOS LABORATORIOS DE CIENCIAS em favor da EEEP JOAQUIM NOGUEIRA, NE: 15.134, Valor Limite: R$5.580,88 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS DOS MATERIAIS ITEM DESCRITIVO

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

Física Experimental II. Instrumentos de Medida

Física Experimental II. Instrumentos de Medida Física Experimental II Instrumentos de Medida Conceitos Básicos I 1. Corrente Elétrica: chamamos de corrente elétrica qualquer movimento de cargas de um ponto a outro. Quando o movimento de cargas se dá

Leia mais

Laboratório de Ensino de Matemática

Laboratório de Ensino de Matemática LABORATÓRIOS ESPECÍFICOS Laboratório de Ensino de Matemática Equipamentos Descrição da sala Computador Calculadoras gráficas 10 Mesas com 20 bancos 02 Carteiras 20 Mesa com cadeira para o professor Quadro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00002/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00002/2015 (SRP) Pregão Eletrônico 158658.22015.92867.4198.3346673150.766 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00002/2015 (SRP) Às 09:02 horas

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99 RESULTADO DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 5524/2012 - PREGÃO Nº 098/2012 TIPO MENOR PREÇO OBJETO: "Aquisição de centrais de alarmes e conjuntos de acessórios necessários para instalação de alarmes

Leia mais

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428 Eletrônica Básica Educador Social: Alexandre Gomes Multimetro Resistores Varistor Termistor Fusível Capacitores Diodos Transistores Fonte de Alimentação Eletrônica Básica: Guia Prático Multimetro É o aparelho

Leia mais

Como utilizar um multímetro digital

Como utilizar um multímetro digital 1 Como utilizar um multímetro digital Um multímetro digital oferece a facilidade de mostrar diretamente em seu visor, que chamamos de display de cristal líquido, ou simplesmente display, o valor numérico

Leia mais

Prof. Jener Toscano Lins e Silva

Prof. Jener Toscano Lins e Silva Prof. Jener Toscano Lins e Silva *É de fundamental importância a completa leitura do manual e a obediência às instruções, para evitar possíveis danos ao multímetro, ao equipamento sob teste ou choque elétrico

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...3

Leia mais

PORTFOLIO 2011 EMPRESA

PORTFOLIO 2011 EMPRESA EMPRESA Empreendedorismo, agilidade e profissionalismo são características da Portal-Import, empresa que se destaca cada vez mais no segmento de distribuição de materiais elétricos, automação, marcação

Leia mais

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas Fontes Lineares não reguladas FAL 24Vcc / 5A FAL 24Vcc / 10A Referência FAL 24Vcc/5A C904385.2000 Referência FAL 24Vcc/10A C904404.2000 Dados nominais Tensão de Entrada (± 10%): Tensão de saída ± 5% (selecionável):

Leia mais

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica.

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica. Atividade 1 1) PROBLEMATIZAÇÃO: Se observarmos uma lanterna, um rádio ou alguns tipos de brinquedos, perceberemos que estes aparelhos só funcionam enquanto estão sendo alimentados por uma fonte de energia

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO ITEM ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DESCRIÇÃO MATERIAL ÓRGÃO LICITANTE UASG DATA 19/2012 25 ADAPTADOR, TENSÃO NOMINAL 127/220 V, CONEXÃO TOMADA MACHO NBR14136 PARA TOMADAFÊMEA 2P + T, CORRENTE NOMINAL

Leia mais

2.5. Placas eletrônicas da central

2.5. Placas eletrônicas da central 2.5. Placas eletrônicas da central Placa eletrônica de laço Piezo Placa de laço Na placa eletrônica de laço podem ser ligados quatro laços de detecção, compostos por detectores de fumaça, detectores termovelocimétricos

Leia mais

22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0. Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores

22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0. Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores Série 22 - Contator modular 25-40 - 63 A SÉRIE 22 Características 22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos argura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 203 Tudo o que se espera em material elétrico Identificação Esquema de ligação Interruptor imples - 0A/250V~ 2 FAE Permite comandar uma o u m a i s l â m p a d a s exclusivamente de um

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01

Leia mais

BALANÇA ELETRÔNICA INDUSTRIAL TOLEDO 3400 LCD BATERIA

BALANÇA ELETRÔNICA INDUSTRIAL TOLEDO 3400 LCD BATERIA BALANÇA ELETRÔNICA INDUSTRIAL TOLEDO 300 LCD BATERIA CATÁLOGO DE PEÇAS CP-300 BATERIA RE: 00--06 INTRODUÇÃO 00 - - 06 / 6 PEÇAS ORIGINAIS TOLEDO ASSEGURAM O BOM DESEMPENHO E CONFIABILIDADE AO SEU EQUIPAMENTO

Leia mais

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica 1 Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica João Alexandre da Silveira autor do livro Experimentos com o Arduino Apresentação Uma bancada de Eletronica é um pequeno laboratório de montagens

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W Série - Contator modular 25-40 - 63 A SÉRIE Características.32.0.xxx.1xx0.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente OBJETIVOS 9 contínua NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA Familiarizar-se com o multímetro, realizando medidas de corrente, tensão e resistência. INTRODUÇÃO Corrente elétrica FÍSICA ELETRICIDADE: CIRCUITOS

Leia mais

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho TERMORESISTÊNCIA GRÁFICO DEMONSTRATIVO DOS DESVIOS NAS TERMORESISTÊNCIAS CLASSES A e B TOLERÂNCIA ºC,,,0,,,,,0,,,,,0 0, 0, 0, 0, TERMORESISTÊNCIA CLASSE B TERMORESISTÊNCIA CLASSE A -00-00 0,0 00 00 00

Leia mais

RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO

RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO FORNECEDOR: NORTEL SUPRIMENTOS INDUSTRIAIS S.A. ABRANGÊNCIA: NACIONAL VÁLIDO ATÉ: 30/04/13 ANALISTA RESPONSÁVEL: PATRICIA DOMINGUES TELEFONE: (11)

Leia mais

Anexo I - Planilha de Proposta de Preço

Anexo I - Planilha de Proposta de Preço 1 ABRACADEIRA COPO DE 1. 1/4 C/ PARAFUSO E BUCHA 2 ABRACADEIRA COPO DE 1/2 C/ PARAFUSO E BUCHA 3 ABRACADEIRA DE COPO 1" C/ PARAFUSO E BUCHA 4 ABRAÇADEIRA EM NYLON 10CM P/ORGANIZAR FIAÇÃO CX CX C/100 5

Leia mais

www.modelix.com.br Página 01

www.modelix.com.br Página 01 OBJETIVO Este guia tem como objetivo a capacitação ao uso dos componentes mais específicos e o entendimento de seus modos de funcionamento. A Modelix está disponibilizando este guia junto a uma vasta gama

Leia mais

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 1 Princípios de Eletricidade e Eletrônica Engenharia Ambiental Prof. Marcio Kimpara data: ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 Resistores e Tensão Alternada Senoidal Objetivos: Familiarização com os osciloscópios

Leia mais

Município de Itajubá TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

Município de Itajubá TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Página: 1 O(A) Prefeito Municipal, Rodrigo Imar Martinez Riêra, no uso de suas atribuições legais, com base na Lei N. 10.520/2002, homologa o Processo Licitatório Nº na modalidade REGISTRO DE PREÇOS (PREGAO)

Leia mais

ETIQUETADOR 351 CATÁLOGO DE PEÇAS CP-351

ETIQUETADOR 351 CATÁLOGO DE PEÇAS CP-351 ETIQUETADOR 35 CATÁLOGO DE PEÇAS CP-35 RE: 05-07-000 INTRODUÇÃO 0-07 - 000 CP - 35 0/ 8 PEÇAS ORIGINAIS TOLEDO ASSEGURAM O BOM DESEMPENHO E CONFIABILIDADE AO SEU EQUIPAMENTO A Toledo mantém Centros de

Leia mais

Seu portfolio conta com mais de 3.000 empresas cadastradas e possui uma grande diversidade de produtos com alta qualidade a preços acessíveis.

Seu portfolio conta com mais de 3.000 empresas cadastradas e possui uma grande diversidade de produtos com alta qualidade a preços acessíveis. PORTFOLIO EMPRESA Empreendedorismo, agilidade e profissionalismo são características da Portal-Import, empresa que se destaca cada vez mais no segmento de distribuição de materiais elétricos, automação,

Leia mais

Manual montagem VXO40

Manual montagem VXO40 Manual montagem VXO40 PY2MG 1/1 2/2 Após cada operação, coloque um X nos parêntesis. A placas foi projetada para colocação de conectores Molex, mas se não tiver ou não quiser, pode-se ligar os fios diretamente

Leia mais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.4 - Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br Medição de Tensão

Leia mais

Linear VHF com 4CX250 Fonte de Alta Tensão

Linear VHF com 4CX250 Fonte de Alta Tensão Linear VHF com 4CX250 Fonte de Alta Tensão Dando início a descrição do linear para VHF utilizando a válvula 4CX250, vou começar pela fonte de Alta tensão. O circuito estpa descrito na Figura 1. Esta fonte

Leia mais

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB Este sistema é formado pelos seguintes elementos, compatíveis entre si e especialmente projetados para o estudo de máquinas elétricas. Código

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 25 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PARTE 2

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 25 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PARTE 2 FÍSIC - 2 o NO MÓDULO 25 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PRTE 2 i 1 R 1 R 2 i 1 i g G B i i 2 R 4 D R g i 2 R 3 i Gerador R x G i G =0 R L 1 L 2 + E r i=i CC E i = r i=i CC U E 0 i CC i L 1 L 2 120V E

Leia mais

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 1 APOSTILAS Venda >>>Expressa MULTÍMETRO >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 2 MULTÍMETRO O multitester ou multímetro é o aparelho

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento =1= ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA DISTRIBUIÇÃO CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES CÓDIGO ESP-I-GPC-01/13 VERSÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DA VIGÊNCIA R0 20/05/2013 CONTROLE DE REVISÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA 1 INTRODUÇÃO As Furadeiras de Base Magnética Merax caracterizam-se por serem robustas, porém leves e de fácil transporte. Utilizam qualquer tipo de broca, preferencialmente as brocas anulares. Trabalham

Leia mais

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Limitador de temperatura Ampla faixa de alimentação Aquecimento dinâmico Economia de energia elétrica Compacto Aquecedor para aplicação em invólucros de pequeno

Leia mais

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25 Série 30 - Relé miniatura Dual in Line A Características 30. Montagem em circuito impresso A para comutação de sinais contatos reversíveis para comutação de baixas cargas Relé miniatura para padrão industrial

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Mini contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 1. GERAL Este multímetro é um instrumento de alto desempenho, com display de 4½ dígitos para medições de voltagem DC e AC, corrente DC e AC,

Leia mais

EXPERIÊNCIA 6 CAPACITOR E INDUTOR EM CORRENTE CONTÍNUA E ALTERNADA

EXPERIÊNCIA 6 CAPACITOR E INDUTOR EM CORRENTE CONTÍNUA E ALTERNADA EXPERIÊNCIA 6 CAPACITOR E INDUTOR EM CORRENTE CONTÍNUA E ALTERNADA 1. INTRODUÇÃO TEÓRICA 1.1 CAPACITOR O capacitor é um dispositivo utilizado nos circuitos elétricos que apresenta um comportamento em corrente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD ÍNDICE A. Introdução B. Informações de segurança C. Símbolos elétricos internacionais D. Características E. Especificações F. Painel de operação G. Como

Leia mais

Multímetro, um grande amigo do operador de som

Multímetro, um grande amigo do operador de som Multímetro, um grande amigo do operador de som Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro O multímetro, ou multitester, é um equipamento utilizado para medições de componentes elétricos, mas muitos dos seus

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO VENTILADOR DE TETO MODELOS: AIRES, LUMIAR FÊNIX, FÊNIX CONTR PETIT Obrigado por adquirir o VENTISOL. Antes de utilizar o seu produto leia atentamente este manual de instruções. Após a leitura guarde-o

Leia mais

IMPRESSOR TÉRMICO PARA CÓDIGO DE BARRAS 451

IMPRESSOR TÉRMICO PARA CÓDIGO DE BARRAS 451 IMPRESSOR TÉRMICO PARA DE BARRAS 45 CATÁLOGO DE PEÇAS CP-45 RE: 03-04-006 CP - 45 INTRODUÇÃO 03-04 - 006 0 / 8 PEÇAS ORIGINAIS TOLEDO ASSEGURAM O BOM DESEMPENHO E CONFIABILIDADE AO SEU EQUIPAMENTO A Toledo

Leia mais

1/ 11 PY2MG. Manual Montagem Maritaca. Parte 1 Recepção

1/ 11 PY2MG. Manual Montagem Maritaca. Parte 1 Recepção 1/ 11 PY2MG Manual Montagem Maritaca Parte 1 Recepção 2/ 11 PY2MG Siga as instruções passo a passo para ter sucesso na montagem. Não tenha pressa e ao colocar os componentes, seja cuidadoso. Faça uma montagem

Leia mais

Física Experimental B Turma G

Física Experimental B Turma G Grupo de Supercondutividade e Magnetismo Física Experimental B Turma G Prof. Dr. Maycon Motta São Carlos-SP, Brasil, 2015 Prof. Dr. Maycon Motta E-mail: m.motta@df.ufscar.br Site: www.gsm.ufscar.br/mmotta

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL

SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL MODELO: CARACTERÍSTICAS Terminais banhados à ouro Fácil visualização dos circuitos 18 Módulos envolvendo os principais conceitos de elétrica e eletrônica

Leia mais

1 Manual de montagem receptor ZETA SDR BR PY2MG

1 Manual de montagem receptor ZETA SDR BR PY2MG 1 Manual de montagem receptor ZETA SDR BR PY2MG 2 Instruções gerais para a montagem Alguns componentes possuem posição correta para montagem, por isso dizemos que eles tem polarizações, ou seja, possuem

Leia mais

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Disciplinas: Física III (ENG 06034) Fundamentos de Física III (ENG 10079) Física Experimental II ( DQF 10441) Depto Química e Física

Leia mais

1 contato NA Montagem em trilho 35 mm Largura do módulo 17.5 mm. 3000 1000 fluorescente com reator eletrônico W 1000 350 CFL W 600 300 LED 230 V W

1 contato NA Montagem em trilho 35 mm Largura do módulo 17.5 mm. 3000 1000 fluorescente com reator eletrônico W 1000 350 CFL W 600 300 LED 230 V W Série - Relé de impulso eletrônico e modular monoestável 10-16 A SÉRIE Características.81.91.81 - Relé de impulso eletrônico silencioso Montagem em trilho 35 mm - 1 contato.91 - Relé de impulso eletrônico

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO VENTILADOR DE TETO MODELOS: WIND MDF/PLAST. WIND LIGHT MDF/PLAST. COMERCIAL Obrigado por adquirir o VENTISOL. Antes de utilizar o seu produto leia atentamente este manual de instruções. Após a leitura

Leia mais

Projeto de uma Fonte de Tensão Ajustável

Projeto de uma Fonte de Tensão Ajustável Eletrônica Geral 1 Introdução Projeto de uma Fonte de Tensão Ajustável O projeto de uma fonte de tensão tem como principal objetivo o exercício de montagem prática, colocando o aluno face aos conceitos

Leia mais

Fonte de alimentação com duas saídas e proteção

Fonte de alimentação com duas saídas e proteção Fonte de alimentação com duas saídas e proteção Elias Bernabé Turchiello Técnico responsável Este manual se destina unicamente a orientar o montador interessado neste projeto, portanto não se encontram

Leia mais

Número PE042/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE042/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA C 1 CAIA, de som, bi-amplificadanas. - Duas vias para alta potencia (ativo e passivo); - Chave seletora ativo/passivo; - Ressonancia: 40 Hz; - Conexao:

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 2

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 2 Introdução Teórica Aula 2: Lei de Ohm e Associação de Resistores Georg Simon Ohm Georg Simon Ohm (789-854) foi um físico e matemático alemão. Entre 826 e 827, Ohm desenvolveu a primeira teoria matemática

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Bornes Linha BTW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Bornes Linha BTW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Bornes Linha BTW Índice - Linha BTWP Bornes Terminais com Conexão Tipo Parafuso BTWP 2,5 pág. 11 BTWP 4 pág. 11 BTWP 6 pág. 11 BTWP 10 pág. 12

Leia mais

TERMO DE GARANTIA. CONFORTO COM SEGURANÇA Cód: P26708 rev.:8 mod. 150

TERMO DE GARANTIA. CONFORTO COM SEGURANÇA Cód: P26708 rev.:8 mod. 150 TERMO DE GARANTIA A ELETROPPAR, Indústria Eletrônica Ltda, Localizada na Rua Carlos Ferrari nº2651, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 17.400-000, CNPJ 02.748.434/0001-08, IE 315.026.341.111 garante este

Leia mais

Laboratório de Física Experimental I

Laboratório de Física Experimental I Laboratório de Física Experimental I Centro Universitário de Vila Velha Multímetro e Fonte DC Laboratório de Física Prof. Rudson R. Alves 2012 2/10 Sumário Multímetro Minipa ET-1001...3 TERMINAIS (1)...3

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 23502.000008.2014-24

Leia mais

Manual Montagem WAVmeter

Manual Montagem WAVmeter Página 1 de 9 Manual Montagem WAVmeter Rev. 0 Página 2 de 9 Antes de iniciar a montagem, leia o manual até o final, pois muitas perguntas serão respondidas no seu devido lugar. A placa que está recebendo,

Leia mais

J.C.A. DE LIMA- COMPONENTES ELETRO NICOS - EPP

J.C.A. DE LIMA- COMPONENTES ELETRO NICOS - EPP 1 J.C.A. DE LIMA- COMPONENTES ELETRO NICOS - EPP Apresentação da Empresa & Catálogo de Material Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do onipotente descansará." 2 Apresentação da Empresa

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

Circuitos de Corrente Contínua

Circuitos de Corrente Contínua Circuitos de Corrente Contínua Conceitos básicos de eletricidade Fundamentos de Eletrostática Potencial, Diferença de Potencial, Corrente Tipos de Materiais Circuito Elétrico Resistores 1 Circuitos de

Leia mais

Instrumentos de Medidas Elétricas I Voltímetros, Amperímetros e Ohmímetros

Instrumentos de Medidas Elétricas I Voltímetros, Amperímetros e Ohmímetros nstrumentos de Medidas Elétricas Nesta prática vamos estudar o princípios de funcionamentos de instrumentos de medidas elétrica, em particular, voltímetros, amperímetros e ohmímetros. Sempre que surgir

Leia mais

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote Manual de Instalação Índice 1- Apresentação 2- Instalação da cuba. 3- Instalação do painel de controle 4- Ligação elétrica 5- Dispositivo de segurança 6- Características do Purilaqua 7- Tempo de filtragem

Leia mais

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Produto Código Descrição ARS 01 BD 01 BD 02 Suporte de descanço de braço Braçadeira de apoio de piso para suporte de braço e aplicação de injeção. Altura regulável

Leia mais

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS 1.1 OBJETIVOS Familiarização com instrumentos de medidas e circuitos elétricos. Utilização do multímetro nas funções: voltímetro, amperímetro e ohmímetro. Avaliação dos

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

para quem domina todas as peças.

para quem domina todas as peças. F A Z PA R T E D O S E U C A M I N H O R Climatização é um jogo para quem domina todas as peças. Nós da Climatruck temos a satisfação de contar com uma equipe de larga experiência no seguimento de peças

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada

Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada Disciplinas: Física III (ENG 06034) Fundamentos de Física III (ENG 10079) Depto Engenharia Rural - CCA/UFES Estratégia: Avaliação do funcionamento

Leia mais

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12 Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V 1. Apresentação Parabéns, você acaba de adquirir mais um produto desenvolvido pela CS Comunicação e Segurança: Central de Alarme de Incêndio

Leia mais

Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito

Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito (Unicamp-999 Um técnico em eletricidade notou que a lâmpada que ele havia retirado do almoxarifado tinha seus valores nominais (valores impressos

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NDU-010 VERSÃO 3.1 JUNHO/2013 SUMÁRIO Item Descrição Classe Desenho 1. Haste de Aço-Cobre para Aterramento...

Leia mais

EXPERIÊNCIA 1 RESISTORES E ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES

EXPERIÊNCIA 1 RESISTORES E ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES EXPEIÊNCIA 1 ESISTOES E ASSOCIAÇÃO DE ESISTOES 1 INTODUÇÃO TEÓICA Os resistores são componentes básicos dos circuitos eletro-eletrônicos utilizados nos trechos dos circuitos onde se deseja oferecer uma

Leia mais

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi Série - Mini relé industrial 8-16 SÉRIE Características.52.61 1 ou 2 contatos.52-2 contatos reversíveis 8.61-1 contato reversível 16 Montado diretamente em base ou via conectores Faston Bobinas em C ou

Leia mais

QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE- PARTE - 1

QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE- PARTE - 1 QUESTÕES DA PROVA DE RÁDIO ELETRICIDADE- PARTE - 1 QUESTÕES DE SIMPLES ESCOLHA - PARTE 1 PRÓXIMA => QUESTÃO 1 a. ( ) Fonte de corrente alternada. b. ( ) Fonte de tensão contínua. c. ( ) Fonte de corrente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III Distribuição de Potencial e Campo Elétrico Conceitos: Potencial e Campo Elétricos Equipotenciais e

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE COCOS CNPJ: 14.222.012/0001-75

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE COCOS CNPJ: 14.222.012/0001-75 2º EXTRATO DE PUBLICAÇÃO TRIMESTRAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 196/2014 originado no Processo Licitatório Pregão Presencial 45/2014, Objeto: registro de preços para eventual serviço e aquisição de Material

Leia mais

1 de 19 03/05/2013 09:42

1 de 19 03/05/2013 09:42 1 de 19 03/05/2013 09:42 Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia Catarinense Campus Araquari

Leia mais

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Fonte de Alimentação. Áreas Eletrônica

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Fonte de Alimentação. Áreas Eletrônica Instituição Escola Técnica Sandra Silva Direção Sandra Silva Título do Trabalho Fonte de Alimentação Áreas Eletrônica Coordenador Geral Carlos Augusto Gomes Neves Professores Orientadores Chrystian Pereira

Leia mais

SÉRIE 55 Série 94 - Sumário bases para relé Série 55

SÉRIE 55 Série 94 - Sumário bases para relé Série 55 SÉRIE 55 Série 94 - Sumário bases para relé Série 55 94.04 Vide página 7 Módulo Base Relé Descrição Montagem 99.02 94.02 55.32 Base com conexão a parafuso Em painel ou trilho - Módulos de sinalização e

Leia mais

MOD. 225-10.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda

MOD. 225-10.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda MOD. 225 -.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda Rua Xavier de Toledo, 640 Vila Paulicéia São Bernardo do Campo, SP CEP: 09692-030 Geral: Tel.: (11) 4176-7877 Fax: (11) 4176-7879 E-Mail:

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 60/15 RETIFICADO EM 07/01/2016

EDITAL DE PREGÃO N.º 60/15 RETIFICADO EM 07/01/2016 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO - SAAE CNPJ: 21.260.443/00-91 - Inscrição Estadual: isento Rua Nonô Ventura, 394, CEP 35680-5, Bairro Lourdes - Itaúna/MG EDITAL DE PREGÃO N.º 60/15 RETIFICADO EM 07//26

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO

CATÁLOGO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO CATÁLOGO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO EMPILHADEIRA RETRÁTIL MAIO / 2008 (revisado em 11/2009) ÍNDICE INTRODUÇÃO... CHASSI E COMPONENTES 1... ESTEIRA PORTA MANGUEIRAS... SUPORTE DA BATERIA... LIGAÇÃO DO FREIO...

Leia mais

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715)

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Série - 7-0 A SÉRIE Características.3.33.34 Relé Modular de interface, 3 e 4 contatos, largura 7 mm. Interface ideal para sistemas eletrônicos e para PLC..3 - contatos 0 A (conexão a parafuso).33-3 contatos

Leia mais