MFG-4200 GERADOR DE FUNÇÃO DIGITAL MANUAL DE OPERAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MFG-4200 GERADOR DE FUNÇÃO DIGITAL MANUAL DE OPERAÇÃO"

Transcrição

1 Capa Industria e Comércio Ltda MFG-4200 GERADOR DE FUNÇÃO DIGITAL MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO DESCRIÇÃO DOS PAINÉIS DESCRIÇÃO ELÉTRICA ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÃO CONTROLES E INDICADORES PROCEDIMENTOS INICIAIS DE OPERAÇÃO.. 09 Manual sujeito a alterações sem aviso prévio. Revisão: 0l Data Emissão: 18/02/97 Pag.??? l. INTRODUÇÃO O gerador de função digital fornece formas de onda quadrada, triangular, senoidal, rampa e pulso sobre uma faixa de freqüência de 0,2 Hz a 2 MHz, mais a entrada VCF, tensão DC OFFSET variável e saídas TTL e CMOS. Acopla um freqüencímetro interno para medir a freqüência de oscilação 2. DESCRIÇÃO DOS PAINÉIS 2.1 Painel Frontal A saída principal e todos os controles estão localizados no painel frontal. Eles são: a chave liga / desliga ( PWR ), as 7 chaves selecionadoras da faixa de freqüência ( l MHz, 100 khz, 10 khz, l khz, 100 Hz, 10 Hz, 1Hz ), três chaves das funções ( FUNCTION ), o multiplicador variável de freqüência, o potenciômetro do Duty Cycle ( DUTY ) com a chave inversora ( INV ), o controle DC OFFSET com o controle de nível, o controle da amplitude de saída com a atenuação de saída, ( AMPL / - 20 db ), a entrada VCF ( frequência controlada por tensão ), as saídas TTL / CMOS e principal ( OUTPUT ), o controle de nível CMOS com a chave seletora TTL / CMOS, o display do contador, os indicadores Hz, khz e do sinal GATE, 2.2 Painel Traseiro No painel traseiro está localizado o receptáculo do cabo de alimentação. 3. DESCRIÇÃO ELÉTRICA O gerador de função digital utiliza duas fontes de corrente constantes e de polaridade opostas, que carregam e descarregam um capacitor temporizador, para produzir a forma de onda triangular. Uma forma de onda senoidal de baixa distorção é produzida achatando a forma de onda triangular. Um detetor de nível sente a tensão sobre o capacitor temporizador e conecta e desconecta as fontes de corrente alternadamente. A onda quadrada produzida pelo detetor de nível é utilizada para produzir a saída de forma de onda quadrada. 4. ESPECIFICAÇÕES 4.1 Saída Principal A. Formas de onda: senoidal, triangular, quadrada, TTL / CMOS e pulso. B. Amplitude: > 20 V p-p ( circuito aberto ); > 10 Vp-p ( com carga de 50 Ω ). C. Impedância: 50 Ω ± 6%. D. Atenuador: - 20 db ± 1 db ( em l khz ). E. DC Offset : < - 10 V a > + 10 V; ( < - 5 V a > + 5 V com carga de 50 Ω ). F. Controle do Duty Cycle : l : l ~ 10 : 1 continuamente ajustável. G. Display : 4 dígitos de 7 segmentos. H. Faixa de Frequência: 0,2 Hz ~ 2 MHz em 7 faixas. I. Precisão: ± 5 % + 1Hz ( posição 0,2 e 2,0 ) UERJ MEM C. O. Araujo º semestre Manuais Gerador de Funções Digital MFG-4200 pag. 1

2 4.2 Onda Senoidal A. Distorção: < 1 % ( 0,2 Hz ~ 20 khz ), < 2 % ( 20 khz ~ 200 khz ). B. Resposta em Frequencia < 0,2 db ( 0,2 Hz ~ 100 khz ), < 1 db ( 100 khz ~ 2 MHz ). 4.3 Onda Quadrada A. Simetria: < 2 % ( 0,2 Hz ~ 100 khz ). B. Tempo de Subida / Descida : < 120 ns. 4.4 Onda Triangular A. Linearidade 98 % ( 0,2 Hz ~ 100 khz ), 95 % ( 100 khz ~ 2 MHz ). 4.5 Saída CMOS A. Tempo de Subida / Descida : < 120 ns. B. Nível : ( 4 Vp-p ± 1 Vp-p ) a ( l4,5 Vp-p ± 5 Vp-p ) ajustável. 4.6 Saída TTL A. Tempo de Subida / Descida : < 30 ns. B. Nível : > 3 Vp-p. 4.7 VCF A. Tensão de Entrada : Aprox. 0 V ~ 10 V ( ± 1 V ) de entrada para variação da frequencia de ( 10 : 1 ) B. Impedância de entrada : 10 kω ( ± 10 % ). 4.8 Frequencímetro: A. Modo: somente interno. B. Faixa : 0,2 Hz ~ 2 MHz. C. Precisão : ± Precisão da Base de Tempo ± 1 contagem. D. Base de Tempo: Frequência de Oscilação = 3,58 MHz; Estabilidade em Temperatura = ± 10 PPM ( 23 C ± 5 C ). 4.9 Alimentação 100V, 120V, 220V, 240V AC ±10% 50 / 60 Hz Acessórios 1 Manual de Instrução / 1 cabo de alimentação / 1 cabo de conexão Dimensões 230 ( L ) x 95 ( A ) x 280 ( P ) mm 4.12 Peso 2,l kg 5. INSTALAÇÃO O gerador de função digital é embalado para absorver qualquer choque razoável existentes durante o seu transporte. Cuidadosamente remova o instrumento da embalagem e inspecione para verificar a existência de qualquer dano. Caso encontre algum dano, notifique imediatamente o seu fornecedor. 5.1 Alimentação Este instrumento opera sobre tensões de linha de 100V, 120V, 220V ou 240V AC ± 10 % 50 / 60 Hz, com dissipação de potência de aproximadamente 15 VA. Por isso antes de ligar o equipamento verifique se este está corretamente ajustado para à tensão de linha disponível. 5.2 Fusível Se por alguma razão o fusível romper, primeiro tente determinar a causa do rompimento e conserte se possível, antes de efetuar sua troca. OBS: Na substituição do fusível utilize um de mesma especificação. 6. CONTROLES E INDICADORES 6.1 Chave PWR Chave liga/desliga. UERJ MEM C. O. Araujo º semestre Manuais Gerador de Funções Digital MFG-4200 pag

3 6.2 Chave RANGE São sete chaves push-button com retenção, compostas de décadas fixas de freqüências. ( 1 Hz, 10 Hz, 100 Hz, 1 khz, l0 khz 100 khz, 1 MHz) 6.3 Chave FUNCTION Seleciona a forma de onda desejada na saída: quadrada, triangular ou senoidal. 6.4 Multiplicador O multiplicador é um potenciômetro variável que permite ajustar a freqüência do sinal de saída entre faixas fixadas. 6.5 Controle DUTY / INV A simetria em tempo das formas de onda de saída, como também a saída TTL / CMOS podem ser controladas pelo potenciômetro DUTY. Quando o controle está na posição CAL, a simetria em tempo das formas de onda de saída será 50 / 50 ou aproximadamente 100 % simétrica. A simetria variável permite que o período de metade da forma de onda seja variada enquanto a outra metade permanece fixa, que foi determinada pelos ajustes de RANGE e do multiplicador. Quando a chave for puxada a forma de onda será invertida, e o controle DUTY atuará sobre a outra metade da forma de onda. Esta característica especial fornece pulsos de largura e duty cycle variáveis. A tabela-1 ilustra o efeito da chave INV e do controle DUTY ( Somente onda quadrada e pulso ). 6.6 Controles DC OFFSET e ADJ O controle DC OFFSET (chave puxada) permite que o nível DC das formas de onda de saída sejam ajustadas como desejado. OBS: O nível DC OFFSET mais a amplitude da forma de onda não poderá exceder o valor pico-pico máximo da amplitude de saída, caso contrário a forma de onda irá saturar. A tabela-2 ao lado ilustra o efeito do controle DC OFFSET. A saturação da forma de onda é causada pela amplitude e tensão de offset elevadas. 6.7 Controle AMPL / - 20 db O controle AMPL / - 20 db ajusta a amplitude do sinal de saída e fornece atenuação de 20dB sobre a forma de onda de saída quando o seu knob de controle estiver puxado. 6.8 Terminal OUTPUT Formas de onda quadrada, triangular, senoidal, rampa e pulso, com amplitudes de até 20 V p-p ( circuito aberto e sem atenuação ) são fornecidas neste terminal. 6.9 Terminal VCF A entrada VCF ( frequencia controlada por tensâo ) permite que seja feita uma varredura na frequência do sinal dc saída. Aplicando-se aproximadamente ao terminal VCF a frequência do gerador será varrida decrescentemente a 10:1. O gerador poderá também realizar uma varredura crescente, aplicando-se uma tensão negativa ao terminal VCF Saída Pulso Pulso/Ramp Botão Invertido Puxe Empurre Tab. 1 A saída pulso é um sinal de saída TTL ou CMOS utilizados em circuitos lógicos de mesmo nome. O tempo de subida e de descida do sinal pulso é tipicamente de 25 ns. A largura do pulso e a taxa de repetição podem ser ajustados como desejado, utilizando-se os controles RANGE, MULTIPLIER e DUTY / INV. A simetria do pulso é controlada da mesma maneira que nas outras formas de onda de saída, descritos na tabela-1. Puxe Empurre Offset Controle Duty Cal Cal CW CW Amplitude 0 CW CCW CW CCW Tab. 2 Quadrada 0V 0V Saída de Pulso UERJ MEM C. O. Araujo º semestre Manuais Gerador de Funções Digital MFG-4200 pag. 3

4 6.11 Controle do Nível CMOS O potenciômetro de controle do nível de saída CMOS ( posição puxada ) fornece níveis de saída continuamente ajustáveis de 5 V a 15 V 6.12 Chave TTL / CMOS Na posição normal ( pressionada ) a saída fornecerá um sinal TTL, e quando puxado um sinal CMOS Display Display de 4 dígítos / 7 segmentos que indicam o valor da frequência interna Indicadores Hz, khz Indicadores da ordem de grandeza da frequência do sinal medido Indicador Gate Este Led indica qual valor do tempo de gate foi selécionado ( 0,1 s, 1 s, 10 s). 7. PROCEDIMENTO INICIAIS DE OPERAÇÃO Antes de ligar o gerador de função digital, verifique se o equipamento foi corretamente selecionado para operar com a tensão de alimentação AC disponível. Todos os instrumentos são fornecidos pela fábrica para operarem em 110V AC, a menos que seja avisado do contrário. 7.1 Ajustes iniciais do gerador de função RANGE-Hz: l0 k MULTIPLIER: Máx. direita FUNCTION: Triangular DUTY: CAL AMPL: Máx. OFFSET: Empurrado Atenuador: 0 db 7.2 Saída Principal Conecte um osciloscópio à saída. Observe uma onda triangular de 20 Vp-p ( aprox. ). 7.3 Chave Function Selecione e observe as formas de onda senoidal e quadrada, ambas de 20 Vp-p (aprox.). 7.4 Controle da Amplitude Gire o controle da amplitude do valor máximo ao mínimo e observe atenuação, de mais de 30 db. 7.5 Atenuação 20 db Conecte um osciloscópio ao terminal de saída e puxe o knob AMPL / - 20 db, e observe que o sinal foi atenuado de 20 db. 7.6 Tensão DC OFFSET Reconecte o osciloscópio ao terminal de saída OUTPUT e selecione uma forma de onda triangular. Gire o potenciômetro de offset ( puxado ) e observe que os picos da onda triangular são cortados quando o nível DC OFFSET mais a amplitude de pico da onda exceder ± 10 V. Reduza a amplitude de saída e observe que a quantidade de nível DC que pode ser aumentada é a mesma quantidade da amplitude que foi diminuída. Retorne o potenciômetro à sua posição normal e aumente a amplitude ao máximo. 7.7 Controle DUTY Enquanto observa uma forma de onda quadrada no osciloscópio, gire o knob DUTY / INV no sentido horário e observe que um nível da forma de onda permanece constante, enquanto o outro varia tipicamente na faixa de 10:1, produzindo uma forma de onda pulso. 7.8 Chave INV Puxe a chave DUTY / INV e observe que o nível positivo e negativo do pulso são invertidos. Através do selecionamento da onda quadrada e da repetição do mesmo procedimento, este gerador de função digital torna-se muito versátil como gerador de pulsos. A largura do pulso pode ser determinada pela seguinte fórmula: Largura do Pulso = 1 / ( 2 x freqüência ajustada ) UERJ MEM C. O. Araujo º semestre Manuais Gerador de Funções Digital MFG-4200 pag. 4

5 Capa trazeira 7.9 Saída Pulso Conecte o osciloscópio ao terminal de saída TTL / CMOS. Através dos ajustes da freqüência do gerador, do controle DUTY e da chave INVERT, o sinal de alta-velocidade TTL ou CMOS pode ser utilizado como uma fonte de pulso muito versátil. Com a chave INV na posição normal, a largura do pulso on time é determinada pelo ajuste dos controles RANGE e MULTIPLIER, e a taxa de repetição off time pelo ajuste do controle DUTY. OBS: Quando a chave DUTY / INV é colocada na posição INV, o pulso off time é determinado pelo RANGE e pelo MULTIPLIER, e o pulso on time é determinado pelo controle DUTY. MINIPA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA A1. dos Tupinás, Planalto Paulista São Paulo SP-Tel: ( 011 ) Fax: ( 011 ) Folha solta CERTIFICADO DE GARANTIA SÉRIE N MODELO 1 - Este certificado é válido por 12 (doze) meses a partir da data da aquisição. 2 - Será reparado gratuitamente nos seguintes casos: A) Nos eventuais casos de defeitos de fabricação ou danos que se verificar, por uso correto do aparelho no prazo acima estipulado. B) Os serviços de reparação serão efetuados somente no departamento de assistência técnica por nós autorizado. 3- Exclui-se da garantia nos seguintes casos: A) Uso incorreto, contrariando as instruções. B) O aparelho foi violado por técnico não autorizado. C) Ponta de prova. 4- Todas as despesas de frete e riscos correm por conta do comprador. 5- Esta garantia não abrange pilhas e, ou baterias. 6-A garantia só será válida mediante a apresentação deste certificado devidamente preenchido e sem rasuras. Nome do Proprietário Endereço Cidade Estado Modelo N Série de Produção Nota Fiscal n Nome do Revendedor Data Sr. Distribuidor: Favor retornar 1 (uma) via à MINIPA após venda. UERJ MEM C. O. Araujo º semestre Manuais Gerador de Funções Digital MFG-4200 pag. 5

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança... 02

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Especificações...02 2.1. Gerais...02

Leia mais

GERADOR DE FUNÇÕES MFG-4202

GERADOR DE FUNÇÕES MFG-4202 GERADOR DE FUNÇÕES MFG-4202 MANUAL DE INSTRUÇÕES 2 MFG-4202 GERADOR DE FUNÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 02 2. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 2.1 Precauções de Segurança... 02 2.2 Símbolos

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ADVERTÊNCIA... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 5 4. ESPECIFICAÇÕES... 7

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HMCCR-100

MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HMCCR-100 MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA Av Vila Ema, 3863 Conj 4 Vila Ema São Paulo SP CEP: 032.81-001 PABX: (11) 2717-7760 Email: vendas@highmed.com.br

Leia mais

GERADOR DE FUNÇÕES DIGITAL MFG-4201A MANUAL DE INSTRUÇÕES

GERADOR DE FUNÇÕES DIGITAL MFG-4201A MANUAL DE INSTRUÇÕES GERADOR DE FUNÇÕES DIGITAL MFG-4201A MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...02 2. RESUMO DE SEGURANÇA...02 3. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...03 3.1 Introdução...03 3.2 Especificações Técnicas...03 4. ACESSÓRIOS...05

Leia mais

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS Introdução Obrigado por ter escolhido nosso INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-2100CS, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 Carregador de Baterias Manual do Usuário Modelo: Top Gear AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 INSTRUÇÃO PARA INSTALAÇÃO E USO Aviso: A não observação destas informações, poderá causar

Leia mais

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 1 Princípios de Eletricidade e Eletrônica Engenharia Ambiental Prof. Marcio Kimpara data: ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 Resistores e Tensão Alternada Senoidal Objetivos: Familiarização com os osciloscópios

Leia mais

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222 1. CARACTERÍSTICAS Medidor de ph tipo caneta, com eletrodo incluso; Sensor de temperatura incorporado, ATC (Compensação Automática de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3. ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM

ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM Introdução Obrigado por ter escolhido nosso ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO-MANUAL TM- 2500/AM. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-2500/AM, leia este

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012 fevereiro de 2010 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instruction Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instruction Manual Manual de Instrucciones DETECTOR DE ALTA TENSÃO SEM CONTATO High Voltage Proximity Detector Detector de Alto Voltaje sin Contacto 275 *Only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./imagem meramente ilustrativa. MANUAL

Leia mais

Prof. Jener Toscano Lins e Silva

Prof. Jener Toscano Lins e Silva Prof. Jener Toscano Lins e Silva *É de fundamental importância a completa leitura do manual e a obediência às instruções, para evitar possíveis danos ao multímetro, ao equipamento sob teste ou choque elétrico

Leia mais

Introdução e identificação dos aparelhos... 2. Posicionamento e instalação do produto...3. Controle operacional...4. Dados técnicos e dimensões...

Introdução e identificação dos aparelhos... 2. Posicionamento e instalação do produto...3. Controle operacional...4. Dados técnicos e dimensões... Introdução e identificação dos aparelhos... 2 Posicionamento e instalação do produto...3 Controle operacional...4 Dados técnicos e dimensões...5 Certificado de garantia...6 ÍNDICE INTRODUÇÃO Os termostatos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones CONJUNTO BÁSICO IDENTIFICADOR DE CABOS Basic Cable Set Identifier Conjunto Básico Identificador de Cables MTC-181 *Imagem meramente ilustrativa. Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. MANUAL

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Especificações... 02 2.1. Gerais...

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. ESPECIFICAÇÕES

1. INTRODUÇÃO 2. ESPECIFICAÇÕES 1. INTRODUÇÃO O timer TI-10 foi projetado para atender a maior parte das necessidades de temporização em laboratórios, residências, lojas e nas indústrias. O microprocessador, a memória e o display do

Leia mais

TERMÔMETRO DIGITAL Digital Thermometer Termómetro Digital MT-401A

TERMÔMETRO DIGITAL Digital Thermometer Termómetro Digital MT-401A TERMÔMETRO DIGITAL Digital Thermometer Termómetro Digital MT-401A *Imagem meramente ilustrativa. Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de

Leia mais

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439 Fone: 0800 707 700 Manual de Instruções Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 9 Fone: 0800 707 700 ÍNDICE. INTRODUÇÃO. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. FUNCIONAMENTO. Instalação. Programando o timer (tempo).

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones MULTÍMETRO DIGITAL Digital Multimeter ET-2030A *Imagem meramente ilustrativa./only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./ MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones SUMÁRIO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD ÍNDICE A. Introdução B. Informações de segurança C. Símbolos elétricos internacionais D. Características E. Especificações F. Painel de operação G. Como

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 1. GERAL Este multímetro é um instrumento de alto desempenho, com display de 4½ dígitos para medições de voltagem DC e AC, corrente DC e AC,

Leia mais

DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL. Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento.

DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL. Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 INTRODUÇÃO... 04 ACESSÓRIOS... 04 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO MODELO TC-5060

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO MODELO TC-5060 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO MODELO TC-5060 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... - 1-2. Especificações... - 1-3. Descrição...

Leia mais

*Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL

*Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL DIGITAL THERMOMETER Termómetro Digital Termômetro Digital MT-450 / MT-455 *Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL Manual de Instrucciones

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE

Leia mais

FREQUENCÍMETRO DIGITAL Digital Frequency Counter Frecuencimetro Digital MF-7240

FREQUENCÍMETRO DIGITAL Digital Frequency Counter Frecuencimetro Digital MF-7240 FREQUENCÍMETRO DIGITAL Digital Frequency Counter Frecuencimetro Digital MF-7240 *Imagem meramente ilustrativa./imagen meramente ilustrativa./ Only illustrative image MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH 1400 1. Introdução Este instrumento portátil com 3½ dígitos, de dimensões compactas digitais, projetado para uso

Leia mais

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 1

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 1 SEMICONDUCTOR III Semiconductor III Semicondutor III M-1105A *Only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./imagem meramente ilustrativa. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Manual do Usuário Versão 3.9f 2 ÍNDICE PÁG. 1 APRESENTAÇÃO...03 2 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO...04 2.1 ROTINA INICIAL DE AVALIAÇÃO DA REDE ELÉTRICA...04 2.2 TROCA DE

Leia mais

Roteiro para experiências de laboratório. AULA 2: Osciloscópio e curvas do diodo. Alunos: 2-3-

Roteiro para experiências de laboratório. AULA 2: Osciloscópio e curvas do diodo. Alunos: 2-3- Campus SERRA COORDENADORIA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Disciplinas: ELETRÔNICA BÁSICA e ELETRICIDADE GERAL Professores: Vinícius Secchin de Melo Wallas Gusmão Thomaz Roteiro para experiências de laboratório

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TIMER MODELO TI-12

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TIMER MODELO TI-12 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TIMER MODELO TI-12 revisão novembro de 2008 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042

MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042 MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042 MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 2. INTRODUÇÃO... 04 3. ACESSÓRIOS... 05 4. ESPECIFICAÇÕES... 05 4.1 Especificações Gerais... 05 4.2 Especificações

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400 ÍNDICE VISÃO GERAL... 03 ACESSÓRIOS... 04 INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 05 REGRAS PARA OPERAÇÃO SEGURA... 06 SÍMBOLOS ELÉTRICOS INTERNACIONAIS... 09 ESTRUTURA

Leia mais

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 555 M-1108A *Only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./ Imagem meramente ilustrativa. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Experiência

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones HOLD MEDIDOR ANGULAR DIGITAL Digital Angle Meter Medidor Angular Digital MAD-185 16" Loosen Lock 9V

Leia mais

TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan

TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan REMOTE ADAPTER CABLE TESTER * Imagem meramente ilustrativa./only illustrative image./imagen meramente ilustrativa. MANUAL DE

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações... 3 INSTALAÇÃO... 3 Operação...

Leia mais

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO MONITOR DE PORTA ABERTA MPA-10 com fio MANUAL DE INSTALAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO DESCRIÇÃO O MPA-10 é um alarme que sinaliza a situação de porta aberta, gerando

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento =1= ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rev.03-06/23 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rua Major Carlos Del Prete, 19 - Bairro Cerâmica CEP 09530-0 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: (11) 4224-3080

Leia mais

Descrição TM-10. Fone de Cabeça HS-10. Base Discadora TS-10. Aparelho para Telemarketing TM-10, composto por: - Base Discadora TS-10

Descrição TM-10. Fone de Cabeça HS-10. Base Discadora TS-10. Aparelho para Telemarketing TM-10, composto por: - Base Discadora TS-10 Rev.03 Descrição TM-10 Aparelho para Telemarketing TM-10, composto por: - Fone de Cabeça HS-10 - Base Discadora TS-10 Fone de Cabeça HS-10 1 3 7 2 8 4 9 5 10 6 01- Bocal do Microfone 02- Tubo do Microfone

Leia mais

Datalogger de Temperatura e Umidade Humidity and Temperature Datalogger Datalogger de Temperatura y Humedad eztemp-10

Datalogger de Temperatura e Umidade Humidity and Temperature Datalogger Datalogger de Temperatura y Humedad eztemp-10 Datalogger de Temperatura e Umidade Humidity and Temperature Datalogger Datalogger de Temperatura y Humedad eztemp-10 Humidity / Temperapure Datalogger eztemp-10 REC ALM * Imagem meramente ilustrativa./only

Leia mais

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br A SUPPLIER Indústria e Comércio de Eletroeletrônicos Ltda é uma empresa constituída com o objetivo de atuar no setor das Indústrias Eletroeletrônicas, principalmente na fabricação de fontes de alimentação

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001

Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001 Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001 1 Descrição: A balança eletrônica produzida por nossa empresa utiliza tecnologia de ponta, baixo consumo de energia e conversores analógicos/digitais

Leia mais

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC.

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. I - MULTÍMETRO O multímetro, também denominado multiteste, é um equipamento versátil, capaz de desempenhar 3 funções básicas distintas, selecionadas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA ESTAÇÃO DE SOLDA SMD MODELO DK-960D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA ESTAÇÃO DE SOLDA SMD MODELO DK-960D DEKEL MANUAL DE INSTRUÇÕES DA ESTAÇÃO DE SOLDA SMD MODELO DK-960D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Técnico em Eletrônica Calcule a tensão Vo no circuito ilustrado na figura ao lado. A. 1 V. B. 10 V. C. 5 V. D. 15 V. Questão 22 Conhecimentos Específicos - Técnico

Leia mais

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1 Relés de Nível Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) Manual de Instalação C205726 - REV 1 1) Apresentação Relés de Nível RNAI e RNAS Este manual descreve as características de funcionamento,

Leia mais

FREQUENCÍMETRO DE ALTA RESOLUÇÃO 2.4GHz VELLEMAN DVM13MFC2

FREQUENCÍMETRO DE ALTA RESOLUÇÃO 2.4GHz VELLEMAN DVM13MFC2 FREQUENCÍMETRO DE ALTA RESOLUÇÃO 2.4GHz VELLEMAN DVM13MFC2 MANUAL DO UTILIZADOR 1. Introdução & Características Para todos os residentes da União Europeia Importante informação ambiental sobre este produto.

Leia mais

Fone de Cabeça HZ-30. Aparelho para telemarketing TZ-30, composto por: Base Discadora TS-40. Tiara. Apoio Lateral. Espuma Lateral.

Fone de Cabeça HZ-30. Aparelho para telemarketing TZ-30, composto por: Base Discadora TS-40. Tiara. Apoio Lateral. Espuma Lateral. Rev.02 Descrição TZ-30 Aparelho para telemarketing TZ-30, composto por: - Fone de Cabeça com Tubo Flexível HZ-30 - Base Discadora TS-40 Fone de Cabeça HZ-30 Tiara Apoio Lateral Espuma Lateral Suporte Tiara

Leia mais

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 INTRODUÇÃO... 04 ACESSÓRIOS... 04 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

Balanças C&F Pesadoras

Balanças C&F Pesadoras Balanças C&F Pesadoras Manual de Instruções Balanças Pesadoras 2 Introdução Os modelos de balanças desenvolvidas pela C&F reúnem o que há de mais atual em tecnologia de balanças eletrônicas. Este desenvolvimento

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Manual Técnico. Gabinete 45 CMPC. para notebooks educacionais

Manual Técnico. Gabinete 45 CMPC. para notebooks educacionais Manual Técnico Gabinete 45 CMPC para notebooks educacionais 01 Sobre o produto Armazenamento transporte e carga: - 45 Notebooks Educacionais + Notebook do professor Segurança: - Totalmente fabricado em

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...3

Leia mais

Termômetro Digital pt100 ITTM-917

Termômetro Digital pt100 ITTM-917 Termômetro Digital pt100 ITTM-917 CONTEÚDO 1. FUNÇÕES... 1 2. ESPECIFICAÇÕES... 1 2-1 Especificações Gerais...1 2-2 Especificações Elétricas... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 3 3-1 Display...3 3-2

Leia mais

0932 INF 01/12. Pág. 1 de 8

0932 INF 01/12. Pág. 1 de 8 Pág. 1 de 8 LABORÓRIO Laboratóro de ensaios da TÜV RHEINLAND DO BRASIL Técnico responsável Gerente Técnico do Laboratório Laboratório...: TÜV Rheinland do Brasil Ltda. Endereço...: Rua dos Comerciários,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...2

Leia mais

Rev.02. Manual de Instruções TZ-20

Rev.02. Manual de Instruções TZ-20 Rev.02 Manual de Instruções TZ-20 Descrição TZ-20 Aparelho para Telemarketing TZ-20 (Com Atendimento Automático), composto por: - Fone de Cabeça HS-10 - Base Discadora TS-19A Fone de Cabeça HS-10 1 3 7

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO

1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO Sumário Capítulo 1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 3 1.1 Sobre este manual... 3 1.2 Instruções de segurança... 3 1.3 Instruções de instalação... 3 1.3.1 Fixação... 3 1.3.2 Proteção contra umidade... 4 1.3.3

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5 Sumário Capítulo 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 Apresentação... 3 1.2 Sobre este manual... 3 1.3 Instruções de segurança... 3 1.4 Instruções de instalação... 4 1.4.1 Fixação... 4 1.4.2 Ventilação... 4 1.4.3 Proteção

Leia mais

ASSENTO ULTRA MASSAGE RM-AM2206 MANUAL DE INSTRUÇÕES

ASSENTO ULTRA MASSAGE RM-AM2206 MANUAL DE INSTRUÇÕES ASSENTO ULTRA MASSAGE RM-AM2206 MANUAL DE INSTRUÇÕES Índice 1. CUIDADOS...3 2. LIMPEZA...4 3. MODO DE USAR...5 4. DETALHES DO PRODUTO...6 5. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...7 6. TERMOS DE GARANTIA...7 Apresentação:

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Corrente Continua (DC) vs Corrente Alternada (AC)

Corrente Continua (DC) vs Corrente Alternada (AC) Introdução teórica aula 5: Osciloscópio e Gerador de Sinais Corrente Continua (DC) vs Corrente Alternada (AC) Ao final do século XIX o sistema de distribuição de energia Edison (Edison General Electric)

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DSI 689 MANUAL DE OPERAÇÃO DSI

MANUAL DE OPERAÇÃO DSI 689 MANUAL DE OPERAÇÃO DSI DESCRIÇÃO DADOS TÉCNICOS RESET HI LO 1 - quando acesa o valor lido no painel analógico deverá ser multiplicado por 100. 2 - quando acesa o valor lido no painel analógico devera ser multiplicado por 10.

Leia mais

Descrição DH-50. Fone de Cabeça HZ-30 Tiara. Adaptador USB para Fone de Cabeça DS-50. Apoio Lateral. Espuma Lateral. Suporte Tiara.

Descrição DH-50. Fone de Cabeça HZ-30 Tiara. Adaptador USB para Fone de Cabeça DS-50. Apoio Lateral. Espuma Lateral. Suporte Tiara. Rev.02 Descrição DH-50 OHeadset USB DH-50 é composto por: - Fone de Cabeça HZ-30 -Adaptador USB para Fone Cabeça DS-50 Fone de Cabeça HZ-30 Tiara Apoio Lateral Espuma Lateral Suporte Tiara Espuma Articulador

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Manual Do Usuário SHP-5000 SHP-5000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário SHP-5000 SHP-5000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Modelo Controle SHP-5000 Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos

EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos SEMICONDUCTOR I Semiconductor I Semicondutor I M-1104A *Only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./ Imagem meramente ilustrativa. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 Série: A Manual de usuário Ref.: AL-2001 AL-2001 V1.0Rev.:A07/07 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2001. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2001,

Leia mais

Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50. guia de instalação

Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50. guia de instalação Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50 guia de instalação Câmeras VM 300 IR25 e VM 300 IR50 Você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança INTELBRAS. As câmeras VM 300 IR25 e VM 300 IR50 apresentam

Leia mais

Manual de Instruções. Multímetro Digital

Manual de Instruções. Multímetro Digital Manual de Instruções Multímetro Digital HK-M69 Todos os direitos reservados 2010 Unicoba Imp. e Exp. Ltda. OPERAÇÃO DE SEGURANÇA Este instrumento e designado para cumprir os requisitos de segurança para

Leia mais

Matriz seletora VGA/WXGA & Controle RS-232. 8 x 8 TRANSCORTEC STATUS OUTPUT 2

Matriz seletora VGA/WXGA & Controle RS-232. 8 x 8 TRANSCORTEC STATUS OUTPUT 2 MX-88 Matriz seletora VGA/WXGA & Controle RS-232 8 x 8 TRANSCORTEC STATUS OUTPUT 2 1 3 4 5 6 7 8 INPUT AUDIO IN AUDIO OUT 1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8 AC IN VGA/WXGA OUT 1 VGA/WXGA OUT 2 VGA/WXGA OUT

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MTR-1520D TERRÔMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

MTR-1520D TERRÔMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES MTR-1520D TERRÔMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Acessórios Fornecidos: Manual de Instruções...1 pç (Revisão 00) Cabos de Teste...1 jogo Estacas Auxiliares...2 pçs Bateria (1.5V tipoaa)...6 pçs Maleta

Leia mais

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs.

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs. Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Prof. James Alexandre Baraniuk Equipe: Data: / / EXPERIMENTO PRÁTICO COM TRIAC Objetivo A presente

Leia mais

Dimensões do corte no piso para a instalação do laço indutivo... 3. Conexões elétricas... 4. Alimentação da placa detectora de massa metálica...

Dimensões do corte no piso para a instalação do laço indutivo... 3. Conexões elétricas... 4. Alimentação da placa detectora de massa metálica... P00000 - Rev. 0 1 Índice Dimensões do corte no piso para a instalação do laço indutivo... 3 Conexões elétricas... 4 Alimentação da placa detectora de massa metálica... 5 Ajustes iniciais... 5 Ajuste de

Leia mais

OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: MVB DSO

OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: MVB DSO OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: CARACTERÍSTICAS Interface USB DE 50 ATÉ Display: LCD de 7 (400 x 240) colorido. Largura de Banda: Inicial de 50MHz podendo ser atualizada para 70MHz e. Contraste: Ajustável

Leia mais

SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS... 2

SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS... 2 SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS... 2 1.1 INTRODUÇÃO... 2 1.2 APRESENTAÇÃO... 2 1.3 ASSISTÊNCIA TÉCNICA... 2 1.4 INSPEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO... 2 1.5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO DISTRIBUIDOR AMPLIFICADOR

Leia mais

Eletrônica II. Amplificadores de Potência. Notas de Aula José Maria P. de Menezes Jr.

Eletrônica II. Amplificadores de Potência. Notas de Aula José Maria P. de Menezes Jr. Eletrônica II Amplificadores de Potência Notas de Aula José Maria P. de Menezes Jr. Amplificadores Amplificador é um equipamento que utiliza uma pequena quantidade de energia para controlar uma quantidade

Leia mais

CONTROLE DIGITAL DE VOLUME 1.-----------------------------------------------------------------------------

CONTROLE DIGITAL DE VOLUME 1.----------------------------------------------------------------------------- CONTROLE DIGITAL DE VOLUME 1.----------------------------------------------------------------------------- Uma boa gama de aplicações atuais utiliza o controle de volume digital. Não nos referimos apenas

Leia mais

Positivo da bateria Negativo da bateria

Positivo da bateria Negativo da bateria LINE potências mais elevadas, apresentando alta definição em e agudos. Além disso, oferece potência e flexibilidade de trada anteriormente em módulos mais sofisticados; relação custo-benefício ímpar no

Leia mais

Circuito integrado 555 e suas aplicações

Circuito integrado 555 e suas aplicações Circuito integrado 555 e suas aplicações Introdução Um circuito integrado popular é o versátil 555. Introduzido pela em 1973 pela Signetcs, este circuito integrado tem aplicações que variam de equipamentos

Leia mais

OSCILOSCÓPIO PORTÁTIL DIGITAL MODELO: MINISCOPE 300V

OSCILOSCÓPIO PORTÁTIL DIGITAL MODELO: MINISCOPE 300V OSCILOSCÓPIO PORTÁTIL DIGITAL MODELO: MINISCOPE 300V APLICAÇÕES Este instrumento foi projetado para proporcionar uma análise rápida de sinais através de sua Unidade de Aquisição de Dados Rápida. Dotado

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais