Direito Empresarial Promotor de Justiça - 4ª fase

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito Empresarial Promotor de Justiça - 4ª fase"

Transcrição

1 CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Empresarial Promotor de Justiça - 4ª fase Falência e Recuperação Judicial de Empresas Período

2 1) Comissão Examinadora Promotor de Justiça - MPE SP (2013) Sobre a falência e a recuperação judicial das empresas, considere as seguintes proposições: I. A alienação dos ativos do devedor falido é determinada pelo juiz, ouvido o administrador judicial, e será realizada, dentre outras modalidades, via leilão por lances orais, propostas fechadas e pregão. II. O plano de recuperação judicial aprovado implica em remissão dos créditos anteriores ao pedido e obriga o devedor e todos os credores a ele sujeitos. III. A decretação da falência ou o deferimento do processamento da recuperação judicial são causas interruptivas da prescrição. IV. A recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômica do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica. Está CORRETO o que se afirma apenas em a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I e IV. e) II e IV. 2) CESPE Promotor de Justiça - MPE RR (2008) A Lei n.º /2005, que regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária, trouxe substanciais mudanças à disciplina da matéria. Com base nessas novas disposições, julgue o item a seguir. A verificação e a habilitação dos créditos consubstancia-se em procedimento restrito às situações de falência, visando estabelecer quem são os credores do devedor falido, bem como a liquidez e certeza dos respectivos créditos, para então consolidá-los no quadro geral de credores assim habilitados. ( ) Certo ( ) Errado 2

3 3) Comissão Examinadora Promotor de Justiça - MPE SP (2011) A atual Lei de Falências, que regula a Recuperação Judicial, a Extrajudicial e a Falência do empresário e da sociedade empresária, instituída por meio da Lei n.º , de 9 de fevereiro de 2005, trouxe uma profunda reforma no direito falimentar brasileiro. Das alternativas a seguir, a única correta é: a) a suspensão das ações de execução contra o devedor, na Recuperação Judicial, não excederá o prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contados do deferimento do processamento da Recuperação, prorrogáveis uma única vez por 60 (sessenta) dias, a critério do Juiz. b) a remuneração do administrador judicial não pode exceder a 10% (dez por cento) do valor devido aos credores submetidos à Recuperação Judicial. c) a constituição do Comitê de Credores é obrigatória, na Falência e na Recuperação Judicial, e, dentre suas responsabilidades, estão a fiscalização e o exame das contas do administrador judicial. d) havendo objeção ao Plano de Recuperação Judicial, o Juiz deverá deliberar sobre o assunto, após parecer do Comitê de Credores, administrador judicial e Ministério Público. e) a intimação do Ministério Público será realizada, no processo de Recuperação Judicial, após o deferimento do processamento da Recuperação Judicial. 4) CESPE Promotor de Justiça - MPE RR (2008) A Lei n.º /2005, que regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária, trouxe substanciais mudanças à disciplina da matéria. Com base nessas novas disposições, julgue o item a seguir. A lei permite que a recuperação judicial seja requerida pelo cônjuge de empresário falecido, embora ela não identifique expressamente quem será o eventual empresário em recuperação judicial, caso deferido o requerimento. ( ) Certo ( ) Errado 5) CESPE Promotor de Justiça - MPE RR (2008) A Lei n.º /2005, que regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária, trouxe substanciais mudanças à disciplina da matéria. Com base nessas novas disposições, julgue o item a seguir. Deferido o processamento de recuperação judicial, o devedor terá sessenta dias para apresentar o plano de recuperação judicial, que só será submetido à assembleia-geral de credores se sofrer objeção por qualquer credor. 3

4 ( ) Certo ( ) Errado 6) CESPE Procurador MPTCU (2015) Considerando que uma sociedade empresária tenha protocolado pedido de recuperação judicial que esteja pendente de apreciação, assinale a opção correta. a) A requerente poderá ser uma administradora de consórcio e, nesse caso, se o pedido for deferido, os consorciados integrarão a assembleia geral de credores como titulares de créditos quirografários com privilégio especial. b) A viabilidade do pedido independe da análise do tempo de atividade do devedor. c) O foro competente para o referido pedido é o foro da sede administrativa da empresa. d) O devedor, caso logre êxito na negociação com seus credores, poderá requerer homologação do plano extrajudicial enquanto estiver pendente a apreciação do pedido de recuperação judicial. e) Na situação considerada, o prazo para apresentar o plano de recuperação judicial ainda não está em curso. 7) Comissão Examinadora Promotor de Justiça - MPE SP (2015) Sobre os efeitos da concessão da recuperação judicial, assinale a alternativa que contém afirmação incorreta. a) Os credores anteriores ao pedido de recuperação judicial que se opuseram e votaram pela rejeição, na Assembleia-Geral, também ficam sujeitos aos efeitos do plano de recuperação aprovado em juízo. b) Opera-se a novação com relação aos créditos anteriores ao pedido de recuperação judicial, mas os credores conservam intactos seus direitos contra coobrigados, fiadores e obrigados de regresso. c) Estão sujeitos à recuperação judicial o proprietário fiduciário e o arrendador mercantil. d) O crédito advindo de adiantamento de contrato de câmbio não está sujeito aos efeitos da recuperação judicial. e) O juiz determinará ao Registro Público de Empresas a anotação da recuperação judicial no registro competente. 8) FMP Promotor de Justiça - MPE AM (2015) A respeito da recuperação judicial é correto afirmar que o devedor, no momento do pedido, deverá atender aos seguintes requisitos legais: 4

5 I exercer regularmente suas atividades há mais de 2 (dois) anos. II não ter, há menos de 8 (oito) anos, obtido concessão de recuperação judicial com base no plano de Recuperação Judicial para Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. III não ter sido condenado ou não ter, como administrador ou sócio controlador, pessoa condenada por qualquer dos crimes previstos nesta Lei. IV não ser falido e, se o foi, estejam declaradas extintas, por sentença transitada em julgado, as responsabilidades daí decorrentes. Quais das assertivas acima estão corretas? a) Apenas a I e II. b) Apenas a II e III. c) Apenas a II e IV. d) Apenas a I, III e IV. e) I, II, III e IV. 9) CESPE Procurador - MPTCE-PB (2014) Com referência a recuperação judicial e falência, assinale a opção correta. a) O falido que for condenado por crime falimentar, ainda que culposo, sofrerá também a pena acessória de inabilitação empresarial. b) O pedido de falência por parte de um credor impede o devedor de obter o benefício da recuperação judicial. c) A prévia condenação de algum dos sócios por crime tipificado na lei que dispõe sobre falência e recuperação judicial e extrajudicial é impeditiva da concessão do benefício da recuperação judicial à empresa. d) O comitê de credores não é órgão obrigatório nos processos de falência e recuperação, podendo suas funções ser exercidas pelo administrador judicial. e) Os contratos do devedor falido extinguem-se em razão da decretação da falência. 10) CESPE Promotor de Justiça - MPE AC (2014) No que se refere à atuação do MP no processo de falência e recuperação judicial, assinale a opção correta. a) O MP assume a legitimidade para a propositura da ação revocatória de atos do falido apenas se, no prazo de três anos, não a propuserem a própria massa falida ou os credores. b) A lei falimentar não prevê a participação obrigatória do MP na fase pré-falimentar do 5

6 processo. c) É desnecessária a intimação pessoal do MP caso a alienação dos bens do ativo do falido se faça na forma de propostas fechadas, bastando intimação posterior à abertura das propostas. d) O MP não pode, a fim de apontar crédito não incluído, apresentar impugnação à primeira relação de credores preparada pelo administrador, visto que, de acordo com previsão legal, a legitimidade é exclusiva do credor. e) O MP não tem legitimidade para recorrer da decisão que defira o processamento do pedido de recuperação judicial. 11) FCC Promotor de Justiça - MPE PA (2014) Considere as proposições abaixo sobre falência. I. É possível a continuação provisória das atividades do falido com o administrador judicial. II. Se o devedor for microempresa ou empresa de pequeno porte, a decretação da falência dispensa a nomeação de administrador judicial. III. A intervenção do Ministério Público no processo de falência só será admitida se entre os credores houver incapazes ou pessoas hipossuficientes, tais como os titulares de créditos derivados da legislação do trabalho. IV. A decretação da falência torna obrigatória a convocação da assembleia-geral de credores para deliberar sobre a forma de alienação judicial dos ativos do devedor. V. O termo legal da falência poderá ser fixado em data anterior à do pedido de falência ou de recuperação judicial. Está correto o que se afirma APENAS em a) I e IV. b) I e V. c) II e III. d) II e IV. e) III e V. 12) CESPE Procurador MPTCU (2015) A falência de uma empresa X foi decretada e ela recorreu da sentença. Em seguida, foi ajuizada contra a referida empresa uma execução fiscal; no entanto, a demanda executiva foi extinta in limine, sob o argumento de ilegitimidade passiva devido à sentença declaratória de falência. Com referência a essa situação hipotética, assinale a opção correta. 6

7 a) A execução fiscal deveria ter sido ajuizada contra a massa falida, contudo foi incorreta sua extinção in limine. b) A extinção da execução fiscal, cujos autos deveriam apenas ser remetidos ao juízo universal da falência, foi incorreta. c) A sentença de decretação da quebra implica extinção da personalidade jurídica da sociedade falida, razão por que está correta a extinção in limine da execução. d) Há argumentos para apelar contra a sentença extintiva da execução fiscal, embora tal recurso tenha apenas efeito devolutivo, assim como a apelação contra a sentença que decretou a falência. e) É possível que a ré na execução fiscal e requerida no processo de falência seja sociedade de economia mista, visto que estas são sujeitas ao mesmo regime das empresas privadas. 13) CESPE Procurador MPTCU (2015) Acerca do regime jurídico dos atos e dos contratos do falido e de seus credores, assinale a opção correta. a) A citação dos sócios, após ser ajuizada ação de falência contra sociedade na qual a responsabilidade desses sócios seja ilimitada, somente ocorrerá se a pessoa jurídica não realizar o depósito elisivo. b) Os contratos do devedor falido extinguem-se de pleno direito em razão da decretação da falência, devendo o administrador judicial interpelar os contratantes para a resolução em perdas e danos. c) A decretação da falência suspende o exercício do direito de retenção pelos credores sobre bens sujeitos à arrecadação, os quais deverão ser entregues ao administrador judicial. d) O falido perderá o direito de administrar seus bens até que seja proferida sentença que extinga suas obrigações; no entanto, como é inconstitucional privá-lo de trabalho, ele não poderá ser impedido de exercer atividade empresarial durante o período em questão. e) O juiz pode autorizar, após serem arrecadados os bens do falido, que quaisquer interessados, em razão dos custos e no interesse da massa falida, adquiram esses bens, de imediato, pelo valor da avaliação. 14) Comissão Examinadora Promotor de Justiça - MPE SP (2015) Assinale a alternativa em que se descreve um ato subjetivamente ineficaz perante a massa falida. a) A prática de atos a título gratuito, desde 2 anos antes da decretação da falência. b) A renúncia à herança ou a legado, até 2 anos antes da decretação da quebra. c) A simulação da separação judicial do empresário individual, feita com o objetivo de transferir à propriedade do ex-cônjuge os bens valiosos do casal. 7

8 d) O pagamento de dívidas vencidas e exigíveis realizado dentro do termo legal, por qualquer forma que não seja a prevista pelo contrato. e) A constituição de direito real de garantia, inclusive a retenção, dentro do termo legal, tratando-se de dívida contraída anteriormente. 15) Comissão Examinadora Promotor de Justiça - MPE SP (2012) Em relação à falência, considere: I. São excluídas da falência as sociedades de economia mista, as empresas públicas, as câmaras de compensação e de liquidação financeira e as entidades fechadas de previdência complementar. II. Para se decretar a falência da sociedade empresária exige-se a comprovação da insuficiência do ativo para a solvência do passivo. III. Na falência requerida com fundamento na tríplice omissão a lei não exige que o título objeto da execução tenha valor mínimo. IV. Configura ato de falência (art. 94, inc. III, da Lei no /2005) a transferência do estabelecimento comercial a terceiro, credor ou não, com o consentimento de todos os credores. V. A competência para a apreciação do processo falimentar, quando a empresa possui mais de um estabelecimento comercial situados em locais abrangidos por diferentes foros, é aquele em que se localiza a matriz da sociedade, assim indicada no contrato societário. Está correto o que se afirma APENAS em a) I e IV. b) I e III. c) II, III e IV. d) IV e V. e) V. 8

9 Gabarito 1) D 2) Errado 3) E 4) Certo 5) Certo 6) E 7) C 8) D 9) D 10) B 11) B 12) A 13) C 14) C 15) B 9

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Benigno Cavalcante MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Sumário Apresentação... 17 Abreviatura... 21 CAPÍTULO I HISTÓRIA DO DIREITO COMERCIAL 1. O Surgimento do Direito Comercial... 25 1.2. Evolução do Direito

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 - Introdução ao Direito Falimentar 1

Sumário. Capítulo 1 - Introdução ao Direito Falimentar 1 Sumário Capítulo 1 - Introdução ao Direito Falimentar 1 1.1. Antecedentes... 1 LU. O princípio...2 1.1.2. Operacionalidade.. 3 1.1.3. Forma... 3 1.2. Justiça distributiva e procedimento concursal... 4

Leia mais

1 INSOLVÊNCIA 1 O risco de empreender 2 Obrigação e solução 3 Princípio geral da solvabilidade jurídica 4 Execução coletiva 5 Histórico

1 INSOLVÊNCIA 1 O risco de empreender 2 Obrigação e solução 3 Princípio geral da solvabilidade jurídica 4 Execução coletiva 5 Histórico 1 INSOLVÊNCIA 1 O risco de empreender 2 Obrigação e solução 3 Princípio geral da solvabilidade jurídica 4 Execução coletiva 5 Histórico 2 INSOLVÊNCIA EMPRESÁRIA 1 Regime jurídico para a insolvência empresária

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Carga Horária: 72 h/a EMENTA Teoria geral do direito falimentar. Evolução histórica. Processo falimentar: Requisitos. Fases do processo

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 16. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 16. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 16 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 18. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 18. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 18 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL QUESTÃO 1 - Sobre a disciplina do direito empresarial no Brasil: 1. O adquirente de um estabelecimento comercial jamais responderá pelo

Leia mais

ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR

ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR Conceito de falência DIREITO FALIMENTAR Falência (do latim fallere e do grego sphallein ): falha, defeito, carência, engano ou omissão ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage:

Leia mais

Texto da questão. Escolha uma: a. Aos consórcios. b. Apenas às sociedades de economia mista.

Texto da questão. Escolha uma: a. Aos consórcios. b. Apenas às sociedades de economia mista. Questão 1 O Direito Falimentar está consagrado na Lei n. 11.101, de 9 de fevereiro de 2005, a qual aborda e disciplina a falência, a recuperação judicial e a recuperação extrajudicial. Desta forma, o Direito

Leia mais

CONCEITO. (Rocha Azevedo)

CONCEITO. (Rocha Azevedo) FALÊNCIA CONCEITO "é o processo de execução específico, contra empresário ou sociedade empresária insolvente, instaurador de comunhão incidental organizada entre todos os credores, por direitos e obrigações

Leia mais

QUESTÕES PARA A PROVA DE DIREITO COMERCIAL IV

QUESTÕES PARA A PROVA DE DIREITO COMERCIAL IV QUESTÕES PARA A PROVA DE DIREITO COMERCIAL IV Prof. José Carlos Vaz e Dias 1º. Semestre de 2009 1) O que é falência e qual é a etimologia deste vocábulo? Explique a falência sobre o ponto de vista jurídico,

Leia mais

CONCEITO DE EMPRESÁRIO

CONCEITO DE EMPRESÁRIO DIREITO EMPRESARIAL NO DIREITO DO TRABALHO DR. JOSÉ RODRIGO DORNELES VIEIRA 1. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão do registro 2. ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO Empresário individual

Leia mais

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa SUMÁRIO Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa... 17 1. Origens do Direito Empresarial.... 17 2. Autonomia do Direito Empresarial... 20 3. Fontes do Direito Empresarial... 21 4. Do Direito de Empresa...

Leia mais

DECISÃO. Processo nº: Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência

DECISÃO. Processo nº: Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência fls. 394 DECISÃO Processo nº: 1012115-52.2014.8.26.0032 Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência Requerente: CENTRO DE TORNEAMENTO TONHEIRO LTDA ME Tipo Completo da Parte

Leia mais

FALÊNCIA. Armindo de Castro Júnior. Homepage: Facebook: Armindo Castro Cel.

FALÊNCIA. Armindo de Castro Júnior.   Homepage:  Facebook: Armindo Castro Cel. FALÊNCIA Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage: www.armindo.com.br Facebook: Armindo Castro Cel.: (65) 99352-9229 HIPÓTESES Fatos que autorizam a DECRETAÇÃO DE FALÊNCIA (LF,

Leia mais

EXMO. JUIZ DE DIREITO DA 2ª VARA EMPRESARIAL DA COMARCA DE BELO HORIZONTE, MG

EXMO. JUIZ DE DIREITO DA 2ª VARA EMPRESARIAL DA COMARCA DE BELO HORIZONTE, MG EXMO. JUIZ DE DIREITO DA 2ª VARA EMPRESARIAL DA COMARCA DE BELO HORIZONTE, MG Processo n. 5028847-56.2016.8.13.0024 DAKOTA NORDESTE S.A. e DAKOTA CALÇADOS S.A., já qualificadas nos autos, por meio de seu

Leia mais

Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas Administrador Judicial O administrador judicial será profissional idôneo, preferencialmente advogado, economista, administrador de empresas

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 11 EXECUÇÃO Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo.

Leia mais

FALÊNCIA, RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL VII (ADE)

FALÊNCIA, RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL VII (ADE) FALÊNCIA, RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL VII (ADE) I FALÊNCIA 1. Introdução: - Constitui o patrimônio do devedor a garantia dos credores, e, em assim sendo, não cumprindo o devedor com as suas obrigações,

Leia mais

CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 8º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL III NOME DO CURSO: DIREITO

CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 8º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL III NOME DO CURSO: DIREITO 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D. 40 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 8º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL III NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA RECUPERAÇÃO

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença II. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença II. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cumprimento de sentença II Prof. Luiz Dellore 1. Liquidação de sentença: cabível quando o título não determinar exatamente o valor devido pela condenação. Enquanto estiver pendente

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL 1. A recuperação extrajudicial é uma modalidade prevista na Lei Nº 11.101/2005, e pode ser adotada pelo empresário em dificuldade e com

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei:

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei: Institui o Programa Temporário de Pagamento Incentivado de Débitos para com a Fazenda Pública do Município de Poços de Caldas- POÇOS EM DIA II e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Empresarial. Período:

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Empresarial. Período: CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Empresarial Delegado da Polícia Federal Período: 2004-2016 Sumário Direito Empresarial... 3 Empresa e Empresário... 3 Nome Empresarial... 3 Registro... 3 Sociedades...

Leia mais

Conclusão Aos, faço estes autos conclusos a MMª. Juíza de Direito Escrivã

Conclusão Aos, faço estes autos conclusos a MMª. Juíza de Direito Escrivã Conclusão Aos, faço estes autos conclusos a MMª. Juíza de Direito Escrivã Processo nº 079.13077875-0 Vistos, etc... Cuida-se de pedido de Recuperação Judicial formulado por Partner Rubber Industria de

Leia mais

DISCIPLINA: Direito Empresarial IV Profª Ms. Tatyane Karen Atividade Extra Disciplina: 8 h/a Data: / / ALUNO(A):

DISCIPLINA: Direito Empresarial IV Profª Ms. Tatyane Karen Atividade Extra Disciplina: 8 h/a Data: / / ALUNO(A): . ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO: DIREITO Turma: DISCIPLINA: Direito Empresarial IV Profª Ms. Tatyane Karen Atividade Extra Disciplina: 8 h/a Data: / / ALUNO(A): Questão 1 - (2015 -

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 17. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 17. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 17 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA

RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA Luis Felipe Salomão Paulo Penalva Santos RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA Teoria e Prática a ~ revista. - atualizada edição e ampliada *** ~ & ~~~ \~... FORENSE Rio de Janeiro A EDITORA FORENSE

Leia mais

Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins INSTA: Professor Guilherme Martins

Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins INSTA: Professor Guilherme Martins Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins Periscope: @ProfGuilherm INSTA: Professor Guilherme Martins E-mail: g.martins.borges@hotmail.com Ação de Cobrança Ação de Obrigação de

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Processual Civil. Analista Judiciário TRE

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Processual Civil. Analista Judiciário TRE CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Processual Civil Analista Judiciário TRE 1) FCC Analista Judiciário Área Judiciária - TRE AP (2015) Considere a seguinte situação hipotética: Marcos, advogado recém

Leia mais

ÓRGÃOS DA FALÊNCIA O MINISTÉRIO PÚBLICO. instituições designadas na lei para atuarem diretamente no, cada uma dentro de suas respectivas competências.

ÓRGÃOS DA FALÊNCIA O MINISTÉRIO PÚBLICO. instituições designadas na lei para atuarem diretamente no, cada uma dentro de suas respectivas competências. ÓRGÃOS DA FALÊNCIA Prof. Dr. Silvio Aparecido Crepaldi São as instituições designadas na lei para atuarem diretamente no, cada uma dentro de suas respectivas competências. O MINISTÉRIO PÚBLICO É a autoridade

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1 Aula 5 - ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES E DIREITO DE VOTO PARTE 3 2 O DIREITO DE VOTO NA ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES 3 VOTO PONDERADO

Leia mais

Decreto n /2017 REFAZ 2017

Decreto n /2017 REFAZ 2017 Ref.: nº 06/2017 1. Programa REFAZ De acordo com o Decreto n 53.417/2017, fica aberto, de 31 de janeiro a 26 de abril de 2017, o prazo para adesão ao programa REFAZ, que tem por objetivo regularizar os

Leia mais

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE São Paulo, 16 de Fevereiro de 2.005 DE: PARA: ASSESSORIA JURÍDICA ASSOCIADOS CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE Anexamos, para conhecimento,

Leia mais

Direito Processual Civil Executivo. Programa

Direito Processual Civil Executivo. Programa Direito Processual Civil Executivo Programa Rui Pinto Duarte 2010/2011 I Aspectos Gerais 1. Noção de acção executiva 2. O princípio do dispositivo na acção executiva (3.º, 810 e 675-A) 3. Execução individual

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011.

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Quatro de Caxias do Sul (REFIS IV Caxias), para pessoas físicas e jurídicas, e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

ÓRGÃOS DA RECUPERAÇÃO E DA FALÊNCIA

ÓRGÃOS DA RECUPERAÇÃO E DA FALÊNCIA Curso de Direito Falimentar 2010, Ivanildo Figueiredo ÓRGÃOS DA RECUPERAÇÃO E DA FALÊNCIA FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO Processo judicial de intervenção estatal na atividade econômica RESPONSABILIDADE DO PROCESSO

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Período

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Período CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Processual Penal Jurisdição e Competência Promotor de Justiça Período 2006 2016 1) CESPE - PJ (MPE TO)/MPE TO/2012 Assunto: Jurisdição e competência A respeito

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DIR323 Direito Empresarial IV - Recuperações e Falência

Programa Analítico de Disciplina DIR323 Direito Empresarial IV - Recuperações e Falência Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina DIR33 Direito Empresarial IV - Recuperações e Falência Departamento de Direito - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de

Leia mais

Trata-se da recuperação judicial deferida à empresa Editora e

Trata-se da recuperação judicial deferida à empresa Editora e fls. 1 CONCLUSÃO Em 03 de março de 2017 faço estes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, Dr. Marcelo Barbosa Sacramone. Eu, Mariana Monteiro Fraga, Escrevente

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000494413 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2071046-64.2013.8.26.0000, da Comarca de Guarulhos,

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1 Aula 5 - ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES E DIREITO DE VOTO PARTE 1 2 ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES NA RECUPERAÇÃO JUDICIAL E NA FALÊNCIA

Leia mais

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli)

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Estabelece as hipóteses de impedimento para nomeação, designação ou contratação, em comissão, de funções, cargos e empregos na Câmara dos Deputados.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Sr. Jorge Boeira) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Sr. Jorge Boeira) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2005 (Do Sr. Jorge Boeira) Dispõe sobre parcelamento para empresas em recuperação judicial de débitos com a Secretaria da Receita Federal, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Antecipação dos Efeitos da Tutela Teoria Geral da Execução Execução

Leia mais

LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIA Capítulo II Disposições comuns à recuperação judicial e à falência

LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIA Capítulo II Disposições comuns à recuperação judicial e à falência LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIA Capítulo II Disposições comuns à recuperação judicial e à falência Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage: www.armindo.com.br Facebook:

Leia mais

A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA

A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA LUÍS FELIPE SALOMÃO* Desembargador do Tribunal de Justiça - RJ 1. Introdução A nova Lei (11.101/2005) que

Leia mais

DECRETO N.º 24/XIII. Regime aplicável ao património da Casa do Douro

DECRETO N.º 24/XIII. Regime aplicável ao património da Casa do Douro DECRETO N.º 24/XIII Regime aplicável ao património da Casa do Douro A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Secção I Disposições gerais Artigo

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Honorários, gratuidade e prazos. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Honorários, gratuidade e prazos. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Honorários, gratuidade e prazos Prof. Luiz Dellore 1. Honorários Art. 85. A sentença condenará o vencido a pagar honorários ao advogado do vencedor. 1 o São devidos honorários

Leia mais

PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº , DE (Lei de Falências)

PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº , DE (Lei de Falências) PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº 11.101, DE 9-2-2005 (Lei de Falências) Ação revocatória Art. 132. A ação revocatória, de que trata o art. 130 desta Lei, deverá ser proposta pelo administrador judicial, por

Leia mais

Revisão OAB. Gabriel Rabelo

Revisão OAB. Gabriel Rabelo Revisão OAB Gabriel Rabelo Tópico 1) Empresário Art. 966. Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços. Parágrafo

Leia mais

lauda 1

lauda 1 fls. 4929 SENTENÇA Processo Digital nº: 1085973-43.2013.8.26.0100 Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência Requerente: Mangels Industrial S.A. e outros Requerido: Mangels

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro:2011.0000284910 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos destes autos do Agravo de Instrumento nº, da Comarca São Paulo, em que é agravante J COHEN EMPREENDIMENTOS COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA

Leia mais

DO ENCERRAMENTO DA FALÊNCIA E DA EXTINÇÃO DAS OBRIGAÇÕES DO FALIDO

DO ENCERRAMENTO DA FALÊNCIA E DA EXTINÇÃO DAS OBRIGAÇÕES DO FALIDO DO ENCERRAMENTO DA FALÊNCIA E DA EXTINÇÃO DAS OBRIGAÇÕES DO FALIDO Thiago Penzin Alves Martins * RESUMO: O processo falimentar é compreendido por três fases distintas, quais sejam: a préfalimentar; a etapa

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESA

RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESA Ariane Fernandes de OLIVEIRA 1 Marcelo Chicovis de MEDEIROS 2 RESUMO: O Presente estudo visa analisar a importância da Recuperação Judicial, em superar a atual situação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000493603 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2026647-13.2014.8.26.0000, da Comarca de Campinas, em que é agravante BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A,

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII-1 DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATOS IMPEDITIVOS Comissão Especial de Licitação do Município de Navegantes Prezado Senhores,, [inserir qualificação completa],

Leia mais

DECISÃO CONCLUSÃO. Em 10 de junho de 2014, faço estes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito. Eu, Márcio Antonio de Oliveira, mat. nº

DECISÃO CONCLUSÃO. Em 10 de junho de 2014, faço estes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito. Eu, Márcio Antonio de Oliveira, mat. nº fls. 1 DECISÃO Processo Físico nº: 0044833-46.2013.8.26.0100 Classe - Assunto Habilitação de Crédito - Assunto Principal do Processo > Requerente: Alfredo Luiz Kugelams

Leia mais

Unidade II. Direito Comercial. Profª. Vanessa Brihy

Unidade II. Direito Comercial. Profª. Vanessa Brihy Unidade II Direito Comercial Profª. Vanessa Brihy Títulos de Crédito - Origem Teve origem na Idade Média com o intuito de facilitar a circulação da moeda (meio utilizado para a troca de mercadorias em

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Índice Geral...5 Nota dos Autores...7 Lei n.º 16/2012, de 20 de Abril...9 CÓDIGO DA INSOLVÊNCIA E DA RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Índice Geral...5 Nota dos Autores...7 Lei n.º 16/2012, de 20 de Abril...9 CÓDIGO DA INSOLVÊNCIA E DA RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS ÍNDICE SISTEMÁTICO Índice Geral...5 Nota dos Autores...7 Lei n.º 16/2012, de 20 de Abril...9 CÓDIGO DA INSOLVÊNCIA E DA RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS Título I - Disposições introdutórias... 29 Capítulo I - Disposições

Leia mais

PLANO DE CURSO. CH Total: 60 h.

PLANO DE CURSO. CH Total: 60 h. CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Direito Empresarial III Código: DIR-560 Pré-requisito: Direito Empresarial I Período Letivo: 2016.2 Professor: Luciana de Oliveira Figueira Titulação: Mestre PLANO

Leia mais

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Leia mais

JÚNIOR TRADING E ENGENHARIA S.A

JÚNIOR TRADING E ENGENHARIA S.A Autos nº 0024.16.057.905-8 I Relatório SENTENÇA MENDES JÚNIOR TRADING E ENGENHARIA S.A, qualificada na inicial, ajuizou o presente pedido de RECUPERAÇÃO JUDICIAL informando que atua reconhecidamente no

Leia mais

EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS. ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR

EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS. ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR www.antunes.adv.br antunes@antunes.adv.br Apresentação Palestrante: Antonio Carlos Antunes Junior Pós-graduado em Direito Civil

Leia mais

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC)

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Conceito: título de crédito nominativo, transferível e de livre negociação, que representa promessa de pagamento em dinheiro e constitui título executivo extrajudicial.

Leia mais

ENTENDA O. São Paulo, 1 de agosto de 2017

ENTENDA O. São Paulo, 1 de agosto de 2017 ENTENDA O São Paulo, 1 de agosto de 2017 ESTIMATIVAS INFORMAÇÕES GERAIS No âmbito da PGFN, as adesões serão realizadas exclusivamente pelo e-cac da PGFN e serão consolidadas na data da adesão. O sistema

Leia mais

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil...

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... sumário Parte i execução Fiscal Art. 1 o... 3 1.1. Legitimidade Ativa... 3 1.2. Execução Fiscal contra a Fazenda Pública... 6 1.3. Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... 7 Art. 2 o... 8 2.1.

Leia mais

Sumário. Os autores... 5 Lista de abreviaturas e siglas Apresentação Parte I

Sumário. Os autores... 5 Lista de abreviaturas e siglas Apresentação Parte I Sumário Os autores... 5 Lista de abreviaturas e siglas... 15 Apresentação... 17 Parte I Questões preliminares Capítulo I Formação do título executivo... 21 Marilei Fortuna Godoi Introdução... 21 1. Aspectos

Leia mais

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: / NIRE: (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE

MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: / NIRE: (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. CNPJ/MF: 02.762.115/0001-49 NIRE: 33.3.0026111-7 (Companhia Aberta) FATO RELEVANTE DEFERIMENTO DO PEDIDO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA COMPANHIA E SUBSIDIÁRIA Rio de Janeiro,

Leia mais

STJ Ol!dl!G dp IBnUBW. {'BpBSdldw3. 010Vd oys. S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3

STJ Ol!dl!G dp IBnUBW. {'BpBSdldw3. 010Vd oys. S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3 S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3 010Vd oys {'BpBSdldw3 Ol!dl!G dp IBnUBW " I STJ00101622 2005 by Editora Atlas S.A. 1. ed. 2005; 2. ed. 2006; 3. ed. 2008;4. ed. 2009; 5. ed. 2010; 6. ed. 2012; 7. ed. 2013; 8.

Leia mais

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA).

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). IVA 14-03-2015 ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES 1 -REGIME TRANSITÓRIO (créditos vencidos até 31/12/2012) Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). a) Se a data relevante para a dedução,

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Intervenção de terceiros Prof. Luiz Dellore 1. Conceito: figura processual que possibilita ao terceiro participar do processo. Pode ocorrer de duas formas: a) Espontânea: terceiro

Leia mais

LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades

LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades Clique para editar o nome do autor Diretoria de Normas e Habilitação Clique para das editar Operadoras o cargo do - DIOPE autor Gerência-Geral

Leia mais

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO 1)Cabe recurso de apelação das decisões em que a) julgarem procedentes as exceções, salvo a de suspeição b) decretar a prescrição ou julgar, por outro modo, extinta

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS AÇÃO MONITÓRIA DA AÇÃO MONITÓRIA Art. 700. A ação monitória pode ser proposta por aquele que afirmar, com base em prova escrita sem eficácia de título executivo, ter direito de

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(ÍZA) DE DIREITO DA 3ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ESTADO DO PARANÁ.

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(ÍZA) DE DIREITO DA 3ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ESTADO DO PARANÁ. Página 857 EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(ÍZA) DE DIREITO DA 3ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ESTADO DO PARANÁ. Autos de Recuperação Judicial nº 0002900-68.2016.8.16.0035 BANCO BRADESCO

Leia mais

Institutos de Direito Aula - Garantias

Institutos de Direito Aula - Garantias Institutos de Direito Aula - Garantias CAMILA VILLARD DURAN CAMILADURAN@USP.BR Garantias! Conceito e classificação! Garantias reais e pessoais 1% Garantias! Conceito! Direitos e obrigações acessórios (em

Leia mais

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA 1 (Dec.-lei 7.661/1945 e Lei /2005)

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA 1 (Dec.-lei 7.661/1945 e Lei /2005) TABELA DE CORRESPONDÊNCIA 1 (Dec.-lei 7.661/1945 e Lei 11.101/2005) TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E DECLARAÇÃO DA FALÊNCIA Da caracterização da falência Art. 1.º... Art. 94 Art. 2.º... Art. 94 Art. 3.º...

Leia mais

1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial Lei /05: - se privilegia a participação ativa dos credores.

1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial Lei /05: - se privilegia a participação ativa dos credores. 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Introdução - Falência e Recuperação Judicial PONTO 2: Recuperação Judicial PONTO 3: Falência PONTO 4: Recuperação extrajudicial 1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1. APRESENTAÇÃO A Pós-Graduação em Direito Processual Civil da FAACZ visa à conjugação das referidas áreas em meio à atualização da legislação em vigor,

Leia mais

Lisboa, Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO

Lisboa, Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Lisboa, Junho de 2012 O Programa REVITALIZAR Contribuir para dar novo fôlego a projetos empresariais operacionalmente viáveis, em que a função financeira se encontra desajustada face às condicionantes

Leia mais

AULA 19. Ilícito praticado por ação, a responsabilidade é individual.

AULA 19. Ilícito praticado por ação, a responsabilidade é individual. Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professor: Leandro Antunes Monitor: André Manso AULA 19 Da responsabilidade Qualquer ato praticado pelo administrador que venha a prejudicar

Leia mais

O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva

O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva Giuliano Colombo Em 13.4.2004, o Senador Ramez Tebet, Relator do PLC 71/2003, que regula a

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO 1 Nomeação à autoria arts. 62 a 69, CPC. Intervenção de terceiros Mecanismo de correção do polo passivo Dever do réu, vide art. 69, CPC. 1.1 - A nomeação

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cumprimento de sentença Prof. Luiz Dellore 1. Finalidades dos processos 1.1 Processo de conhecimento: crise de incerteza 1.2 Processo de execução: crise de inadimplemento 2. Requisitos

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Quinta Câmara Cível A C Ó R D Ã O

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Quinta Câmara Cível A C Ó R D Ã O Agravo de Instrumento nº 0015379-20.2016.8.19.0000 Agravante: Massa Falida de Banco Morada S/A Agravado: Maria Idelzenth Magalhães Relator: Desembargadora Maria Isabel Paes Gonçalves A C Ó R D Ã O AGRAVO

Leia mais

Direito Empresarial III Falência e Recuperação. Foed Saliba Smaka Jr. Direito ISEPE.

Direito Empresarial III Falência e Recuperação. Foed Saliba Smaka Jr. Direito ISEPE. Direito Empresarial III Falência e Recuperação Foed Saliba Smaka Jr. Direito ISEPE. Aula 15. Primeira Fase Pré Falimentar: Sujeito Ativo: Devedor, Sócio, Credor (fazenda pública, empresário irregular,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS. Período 5º Período

PLANO DE ENSINO DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS. Período 5º Período Página 1 de 5 DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS Código 92 Curso Graduação Período 5º Período Eixo de Formação Eixo de formação profissional Docente: Prof. Dr. Elias

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS Sumário SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS TENDÊNCIAS PARA OS CONCURSOS PÚBLICOS... 15 CÓDIGO PROCESSUAL CIVIL... 37 PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 37 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVO. Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS.

INTRODUÇÃO OBJETIVO. Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS. REGIME ESPECIAL INTRODUÇÃO OBJETIVO Facilitar o cumprimento das obrigações fiscais pelo contribuinte do ICMS. Ex.: emissão de notas fiscais, recolhimento ICMS ST, ICMS Importação; É importante salientar

Leia mais

I CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS

I CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS I CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS O Diretor do Centro de Altos Estudos da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, no Estado

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS Aula 3 - VERIFICAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CRÉDITOS - IMPUGNAÇÃO E DIVERGÊNCIAS PARTE 2 2 FASE ADMINISTRATIVA HABILITAÇÕES E DIVERGÊNCIAS É dever

Leia mais

Direito Tributário para o Exame de Ordem

Direito Tributário para o Exame de Ordem Direito Tributário para o Exame de Ordem 3 Conceito de Tributo. 4 Legislação Tributária. 5 Obrigação Tributária. 6 Crédito Tributário. (1a. Parte: Conceito, Constituição) Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TÉCNICO TRT s 07 PROVAS 34 QUESTÕES (2012 2010) A apostila contém provas de Direito Processual Civil de concursos da Fundação Carlos Chagas (FCC),

Leia mais

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Sumário Parte I Introdução... 1 Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Parte II Petição inicial e contestação... 7 Capítulo 1. Introdução... 9 Capítulo 2. Estrutura da petição inicial...

Leia mais

O novo mecanismo do CIRE

O novo mecanismo do CIRE O novo mecanismo do CIRE 1. Finalidade; 2. Procedimento de iniciação; 3. Reclamação dos créditos e lista provisória de créditos; 4. Negociações; 5. Efeitos da pendência do PER; 6. Votação; 7. Conclusão

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Parte Geral: Comércio e Empresa... 25

Sumário. Capítulo 1 Parte Geral: Comércio e Empresa... 25 Sumário Capítulo 1 Parte Geral: Comércio e Empresa... 25 1.1. Introdução... 25 1.2. Conceito de direito empresarial... 28 1.3. Características distintivas do direito empresarial no âmbito do direito privado...

Leia mais

SENTENÇA. Processo Digital nº: Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência

SENTENÇA. Processo Digital nº: Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência fls. 2027 SENTENÇA Processo Digital nº: 4004874-49.2013.8.26.0019 Classe - Assunto Recuperação Judicial - Recuperação judicial e Falência Requerente: Têxtil Tabacow S/A Requerido: Textil Tabacow S/A Juiz(a)

Leia mais