Assistência Médica. Dicas de reembolso

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Assistência Médica. Dicas de reembolso"

Transcrição

1 Assistência Médica Dicas de reembolso

2 Consulta médica Recibo original Nome do paciente ou do responsável pelo pagamento (em casos de atendimento de dependentes); Data da consulta; Valor pago (numérico e por extenso); Descrição detalhada do atendimento; Nome do médico, CRM, CPF, especialidade, assinatura e carimbo do médico; Endereço completo e telefone da clínica ou do consultório. Obs.: o médico não deve emitir dois ou mais recibos em um mesmo atendimento para a solicitação do reembolso. Nota fiscal original Nome do paciente ou do responsável pelo pagamento (em caso de dependente); Data da consulta; Valor pago (numérico e por extenso); Descrição detalhada do atendimento; Especialidade, CRM e nome do médico; CNPJ da instituição; Informação de pago/quitado; Descrição do serviço realizado com CID e diagnóstico; Endereço completo e telefone da clínica ou do consultório; Carimbo e assinatura do médico. Exames Pedido médico Relação de cada exame realizado e justificativa para a respectiva solicitação. Recibo ou nota fiscal original Nome do paciente ou do responsável pelo pagamento (em caso de dependente); Data do atendimento; Valor pago (numérico e por extenso); Nome de cada exame realizado, com seus valores descritos unitariamente (para exames de imagem RX, TC, RM, entre outros, deve constar a região corpórea examinada e, se for o caso, a descrição dos materiais e dos medicamentos com seus valores unitários); Nome e CNPJ da instituição; Requisição original do médico; Laudo de anatomopatológico (se houver). Terapias I (fisioterapia, fonoterapia, etc.) /Pedido médico

3 Quadro clínico atual e justificativa para a terapia indicada; Quantidade de sessões realizadas. Obs.: a solicitação da terapia deve ser feita por profissional médico (CRM) e será válida por seis meses a partir da data de sua emissão, podendo ser renovável depois de realizadas as sessões indicadas. Recibo Nome do paciente ou do responsável pelo pagamento (em caso de dependente); Valor pago (numérico e por extenso); Descrição da terapia; Nome, CPF e número de inscrição do médico no respectivo Conselho Regional (CRM, CREFITO, CRP, CRFa, etc.), assinatura e carimbo do profissional que realizou a terapia. Obs.: se o recibo for feito em papel timbrado, poderá ser aceito sem carimbo. Nota fiscal Descrição da terapia; Nome e CNPJ da instituição; Número de inscrição do médico no respectivo Conselho Regional (CRM, CRE- FITO, CRP, CRFa, etc.), assinatura e carimbo do profissional que realizou a terapia. Terapias II (quimioterapia, radioterapia, diálise) /Pedido médico Justificativa para o tratamento e histórico das terapias já realizadas; Planejamento terapêutico. Recibo Valor pago (numérico e por extenso); Descrição do tratamento; Nome, CRM, CPF, assinatura e carimbo do médico. Obs.: se o recibo for feito em papel timbrado, poderá ser aceito sem carimbo. Nota fiscal Descrição do tratamento; Nome e CNPJ da instituição. Fatura Descrição dos itens (materiais, medicamentos, taxa, etc.) e dos valores unitários.

4 Terapias III (acupuntura) Recibo Descrição do tratamento; Pedido médico; Nome, CRM, CPF, assinatura e carimbo do médico que realizou a terapia. Obs.: se o recibo for feito em papel timbrado, poderá ser aceito sem carimbo. Nota fiscal Solicitação médica com CRM; Descrição do tratamento; Nome e CNPJ da instituição; Nome e CRM do médico que realizou a terapia. Obs.: o procedimento terá cobertura somente se realizado e solicitado por profissional com CRM. Procedimentos ambulatoriais (cirurgias de pequeno porte, atendimento em pronto-socorro, etc.) Diagnóstico e tratamento realizado; Laudo anatomopatológico (se houver). Obs.: nos casos de pequenas cirurgias, encaminhar descrição detalhada das lesões e dos procedimentos realizados. Recibo Data do evento; Descrição do atendimento; Nome, CRM, assinatura e carimbo do médico. Obs.: se o recibo for feito em papel timbrado, poderá ser aceito sem o carimbo. Nota fiscal Data do evento; Descrição do atendimento; Nome e CNPJ da instituição. Obs.: no relatório médico, no recibo ou na nota fiscal NF devem constar as descrições dos materiais e dos medicamentos, as taxas e as outras despesas, com seus respectivos valores unitários.

5 Internação Despesas hospitalares Tempo de evolução da doença; Justificativa para a internação; Descrição do atendimento; Quantidade de visitas hospitalares e descrição de datas (se houver); Período de internação. Honorários médicos Tempo de evolução da doença; Justificativa para a internação; Descrição do atendimento; Laudo anatomopatológico (se houver). Nota fiscal do hospital (quitada pela entidade hospitalar) Data da internação e da alta; Nome e CNPJ do hospital. Fatura Descrição de todos os itens da conta hospitalar com seus respectivos valores unitários.

6 Próteses e órteses de implantação cirúrgica (lembre-se de verificar com a operadora/seguradora a existência de cobertura contratual) Data do evento; Nome do procedimento; Justificativa para a solicitação do material. Nota fiscal original do fornecedor/ distribuidor/fabricante Data da emissão; Descrição do material, marca, modelo e fabricante; Nome e CNPJ do emitente. Obs.: não serão aceitos recibo do médico, nota fiscal ou recibo do hospital ou clínica para compra do material. Remoção por ambulância Justificativa para a remoção. Nota fiscal (quitada) Data da remoção; Valor cobrado; Quilometragem; Local da partida e do destino; Tempo de espera (se houver); Tipo de ambulância (UTI ou simples); Descrição dos valores dos honorários médicos (se houver). Obs.: somente serão reembolsadas as despesas acompanhadas de relatórios médicos que caracterizam a necessidade da remoção por ambulância de hospital para hospital.

7 Importante Todos os processos de reembolso passam pela análise de um consultor técnico que, em caso de dúvidas ou de melhor classificação do procedimento conforme a tabela da operadora/seguradora, poderá solicitar documentos complementares. O procedimento médico realizado terá cobertura para reembolso somente se constar no rol de procedimentos vigente da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e os valores reembolsados serão de acordo com o limite do plano contratado por sua empresa. Ao enviar a solicitação de reembolso, favor observar os documentos necessários de acordo com o tipo de procedimento, de forma a evitar a devolução do pedido por motivo de informações incompletas/incorretas.

8 Aon Material desenvolvido pela equipe de Employee Communication. Março de Rua Dr. Eduardo de Souza Aranha, 153 1º ao 10º andar CEP: Itaim Bibi São Paulo-SP Brasil

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1 Orientações gerais: 1. Este layout é destinado a todos os prestadores de serviços de saúde do Ipasgo. Os prestadores pessoas físicas e pessoas jurídicas nas categorias laboratório e clínicas que apresentam

Leia mais

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso O envio da documentação pode ser por Correio - Carta Registrada ou Sedex para Caixa Postal 11.284 - CEP 05422-970 - São Paulo - SP - A/C SECOT.

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

Tabela Própria para Convênios e Credenciamentos. Instruções de TAXAS E DIÁRIAS Anexo III

Tabela Própria para Convênios e Credenciamentos. Instruções de TAXAS E DIÁRIAS Anexo III TRE-SAÚDE Tabela Própria para Convênios e Credenciamentos Instruções de TAXAS E DIÁRIAS Anexo III TRE-SAÚDE Tabela Própria para Convênios e Credenciamentos I. DO ATENDIMENTO 1. O atendimento é o ato de

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO V.WEISS & CIA LTDA PROCEDIMENTO PADRÃO PARA VIAGEM A SERVIÇO ATUALIZADO: JULHO/2015 V.WEISS & CIA LTDA

MANUAL DE PROCEDIMENTO V.WEISS & CIA LTDA PROCEDIMENTO PADRÃO PARA VIAGEM A SERVIÇO ATUALIZADO: JULHO/2015 V.WEISS & CIA LTDA Julho/2015 Índice Sumário 1. Envolvidos... 3 2. Formulários Envolvidos... 3 2.1. Relatório de Solicitação de Viagem (anexo 02).... 3 2.2. Relatório de Prestação de Contas (anexo 03).... 3 3. Procedimentos...

Leia mais

RHPUS. Referencial de Honorários Psicológicos Unafisco Saúde

RHPUS. Referencial de Honorários Psicológicos Unafisco Saúde RHPUS Referencial de Honorários Psicológicos Unafisco Saúde 2011 RHPUS Referencial de Honorários Psicológicos Unafisco Saúde 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano de Assistência à Saúde do SINDIFISCO

Leia mais

Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010

Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010 Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010 Autoriza a criação da Junta Médica Oficial do Município de São Francisco do Conde e regulamenta a Concessão de Licença para tratamento de saúde e dá outras

Leia mais

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO Regulamento do Fundo de Reserva Unimed/ADUFG Sindicato Aprovado em Assembleia Geral dos usuários do Convênio ADUFG SINDICATO/UNIMED realizada em 16 de novembro de

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado (nome da operadora), com sede na rua..., nº..., bairro..., em (nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Resumo

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DO ESTAGIÁRIO JULHO 2015 abatista@fatecbt.edu.br 03 a 14/08/2015 Matrícula de Estágio Supervisionado para os alunos que não constam no SIGA. 03 a 14/08/2015 Confirmação da

Leia mais

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores 1/15 ESTA FOLHA ÍNDICE INDICA EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA NA EMISSÃO CITADA FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 01 26 02 27 03 28 04 29 05 30 06 31 07 32 08 33

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 007.2/2008

ORDEM DE SERVIÇO Nº 007.2/2008 1/6 DIRETORIA DE SAÚDE GABINETE ORDEM DE SERVIÇO Nº 007.2/2008 Dispõe sobre a implantação das regras de pré-auditoria eletrônica das contas e serviços auxiliares de diagnóstico e terapia (SADT). O DIRETOR

Leia mais

O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde.

O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde. Olá! O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde. Aqui estão contidas as informações básicas para que você possa usufruir de tudo que o Planserv

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Contratar um plano de saúde é uma decisão que vai além da pesquisa de preços. Antes de

Contratar um plano de saúde é uma decisão que vai além da pesquisa de preços. Antes de Planos de saúde: Sete perguntas para fazer antes de contratar Antes de aderir a um plano de saúde, o consumidor precisa se informar sobre todas as condições do contrato, para não correr o risco de ser

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CREFITO-3 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL REQUERIMENTO PARA REGISTRO DE CLÍNICA-ESCOLA Exmo. Sr. Presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª. Região. A Empresa abaixo especificada

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha. O beneficiário

Leia mais

Guia de Utilização para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CAMED

Guia de Utilização para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CAMED Guia de Utilização para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CAMED 1 Guia de Utilização para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições Câmara Técnica 3ª reunião PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES Entidades que enviaram contribuições

Leia mais

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013 Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP Versão 03/2013 Apresentação Agora os associados ANFIP que já possuem o plano de saúde Unimed Vitória, podem completar suas rede credenciada de hospitais e ainda

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PORTAL UNIMED AUTORIZAÇÃO Site: www.unimedlitoral.com.br/planodesaude A senha e login será sempre o CPF do Médico Desenvolvido por: Larissa

Leia mais

Solicitação de Autorização Intercâmbio

Solicitação de Autorização Intercâmbio Solicitação de Autorização Intercâmbio Passo a Passo - EQAT AGOSTO/2010 Por: Daniel Toledo 1 PARTE 1 PORTAL UNIMED... 4 1. ACESSO AO SITE... 4 2. SOLICITAÇÃO INTERCÂMBIO NACIONAL E ESTADUAL (EXCETO 0976

Leia mais

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015 Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas Vigência Julho/2015 Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS

Leia mais

Sistema de Gestão Hospitalar e Clínica Médica

Sistema de Gestão Hospitalar e Clínica Médica Sistema de Gestão Hospitalar e Clínica Médica ATENDIMENTO (AMB/MARCAÇÃO) Este módulo dá suporte a realização da marcação de consulta até o pagamento das glosas passando pelo faturamento dos atendimentos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA Disciplina o processo de dispensa de licenciamento ambiental das atividades localizadas no município de Blumenau, e passíveis

Leia mais

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00 VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR Versão do Manual - 1.00 1 2 Histórico de versões Versão Data 1.00 14/12/07 Atualização Criação do Documento Autor Cayo Prado Créditos Coordenador de Desenvolvimento Marcos

Leia mais

FORMULÁRIO 1 APRESENTAÇÃO DA MONTADORA E TERMO DE TERMO DE RESPONSABILIDADE Prazo limite para envio à ASBRA: 14/10/2014

FORMULÁRIO 1 APRESENTAÇÃO DA MONTADORA E TERMO DE TERMO DE RESPONSABILIDADE Prazo limite para envio à ASBRA: 14/10/2014 35 FORMULÁRIO 1 APRESENTAÇÃO DA MONTADORA E TERMO DE TERMO DE RESPONSABILIDADE Prazo limite para envio à ASBRA: 14/10/2014 Informamos que a empresa montadora abaixo identificada foi por nós contratada

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ATENDIMENTO EMERGENCIAL DE FORNECEDORES

PROCEDIMENTO PARA ATENDIMENTO EMERGENCIAL DE FORNECEDORES PROCEDIMENTO PARA ATENDIMENTO EMERGENCIAL DE FORNECEDORES 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. FINALIDADE...3 3. ABRANGÊNCIA...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. ETAPAS...4 6. RESPONSABILIDADES...5 7. ANEXOS...6 2 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 São Francisco Centro de Serviços Compartilhados 1 OBJETIVO: A Central de Serviços HSF tem por objetivo a coleta e entrega de correspondências entre os setores

Leia mais

Serviço de importação de encomendas destinados à Rússia Serviço disponível apenas para importadores comerciais.

Serviço de importação de encomendas destinados à Rússia Serviço disponível apenas para importadores comerciais. Serviço de importação de encomendas destinados à Rússia Serviço disponível apenas para importadores comerciais. O reforço das medidas de controlo introduzidas pelas autoridades aduaneiras na Rússia, para

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO NOME DO FORMULÁRIO: GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO CONCEITO: A GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO É O FORMULÁRIO PADRÃO A SER UTILIZADO PARA A FINALIZAÇÃO

Leia mais

Política de Uso de Táxi. Novembro/2015

Política de Uso de Táxi. Novembro/2015 1 Política de Uso de Táxi Novembro/2015 2 SUMÁRIO 03 Objetivo 03 Abrangência 03 Definições Gerais 04 Papéis e Responsabilidades 05 Considerações 3 1. Objetivo: Estabelecer os procedimentos e diretrizes

Leia mais

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio:

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio: Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica Corretor: Responsável: Tel. Contato: E-mail: Filial Resp.: Contato: Data de envio: Relação de documentos para regulação

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Universidade Federal da Fronteira Sul Secretaria Especial de Gestão de Pessoas -SEGEP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Universidade Federal da Fronteira Sul Secretaria Especial de Gestão de Pessoas -SEGEP ATENÇÃO: PARA ENVIO À SEGEP, IMPRIMA APENAS O(S) FORMULÁRIO(S) DO FINAL DO ARQUIVO. RESSARCIMENTO À SAÚDE SUPLEMENTAR 1.O que é? É o auxílio de caráter indenizatório, prestado ao servidor na forma de ressarcimento

Leia mais

Normatização da Junta Médica no Intercâmbio Nacional. Dr. Adolfo Orsi Parenzi

Normatização da Junta Médica no Intercâmbio Nacional. Dr. Adolfo Orsi Parenzi Normatização da Junta Médica no Intercâmbio Nacional Dr. Adolfo Orsi Parenzi Resolução CONSU n 8, de 03.11.98 (mecanismos de regulação) Art. 4 As operadoras de planos ou seguros privados de assistência

Leia mais

01 - Manual de Políticas e Procedimentos 01.01 Processo aquisitivo 01.01.02 Requisição para contratação de serviços Atualizado em 16/01/2015

01 - Manual de Políticas e Procedimentos 01.01 Processo aquisitivo 01.01.02 Requisição para contratação de serviços Atualizado em 16/01/2015 Dispõe sobre as políticas, fluxos e procedimentos do processo de contração de serviços da UFAL para o ano de 2015. 1 DA POLÍTICA 1.1 Objetivos da política de compras 1.1.1 Tornar os processos de compras

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

DECISÃO COREN-MA Nº 09/2014

DECISÃO COREN-MA Nº 09/2014 DECISÃO COREN-MA Nº 09/2014 Define as Atribuições do Enfermeiro Responsável Técnico no âmbito do Estado do Maranhão. O Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão Coren/MA, em observância aos dispositivos

Leia mais

EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016

EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016 EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016 Prof. Me. João Batista Gomes de Lima, Magnífico Reitor do Centro Universitário São Camilo, no uso

Leia mais

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UFT 2013 Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINSPRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS - CPE Conteúdo SUPRIMENTO DE FUNDOS...

Leia mais

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda Estas Condições Gerais de Venda anulam automaticamente todas as anteriores. EXCEPTO QUANDO EXPRESSAMENTE ACORDADO EM CONTRÁRIO POR ESCRITO, TODAS AS VENDAS ESTÃO SUJEITAS

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ECRETO Nº 4.459, E 26 E JANEIRO E 2010. ALTERA O REGULAMENTO O ICMS, APROVAO PELO ECRETO Nº 35.245, E 26 E EZEMBRO E 1991, PARA IMPLEMENTAR AS ISPOSIÇÕES O CONVÊNIO ICMS Nº 84, E O AJUSTE SINIEF Nº 11,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP A Diretoria de Recursos Humanos do SESI-SP abre inscrições para candidatos interessados

Leia mais

Procedimento Operacional FUNDO FIXO DE CAIXA. Este procedimento estabelece as diretrizes que regulamentam a utilização e prestação de contas do

Procedimento Operacional FUNDO FIXO DE CAIXA. Este procedimento estabelece as diretrizes que regulamentam a utilização e prestação de contas do Companhia de Informática de Jundiaí CIJUN Procedimento Operacional FUNDO FIXO DE CAIXA Responsável: Diretoria Administrativa Financeira 1. OBJETIVO Este procedimento estabelece as diretrizes que regulamentam

Leia mais

Manual WAC TISS 3.02.00. Solicitação e prorrogação de internações. Unimed Pelotas:: Manual WAC TISS SADT

Manual WAC TISS 3.02.00. Solicitação e prorrogação de internações. Unimed Pelotas:: Manual WAC TISS SADT Manual WAC TISS 3.02.00 Solicitação e prorrogação de internações Unimed Pelotas:: Manual WAC TISS SADT 1 Apresentação A partir do dia 31 de agosto de 2014, passa a vigorar a versão 3.02.00 do Padrão para

Leia mais

Tutorial de emissão de GRU via Sinapse

Tutorial de emissão de GRU via Sinapse Tutorial de emissão de GRU via Sinapse O novo sistema de Emissão e Controle de GRU (Guia de Recolhimento da União) foi desenvolvido no intuito de integrar a Emissão de GRU's dos tipos Simples e Cobrança,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2015 (Enfermagem)

PROCESSO SELETIVO 2015 (Enfermagem) Santa Casa de Misericórdia de Passos Hospital Regional CNPJ (MF) 23.278.898/0001-60 - Inscrição Estadual: Isento PABX - DDR: (035) 3529.1300 (Geral) Rua Santa Casa, 164 - CEP 37904-020 Passos - MG e-mail:

Leia mais

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO NORMA Nº: NIE-CGCRE-140 APROVADA EM DEZ/2015 Nº 01/07 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico

Leia mais

1º O parecer do (a) Assistente Social, que deverá estar de acordo com os critérios abaixo:

1º O parecer do (a) Assistente Social, que deverá estar de acordo com os critérios abaixo: Lei 3914/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DE BENEFÍCIO EVENTUAL PARA INDIVÍDUOS E FAMÍLIAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE, TEMPORÁRIA NO MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ. Prefeito Municipal de Balneário Camboriú,

Leia mais

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1.

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. 01 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, 1. DOS OBJETIVOS RESOLVE: Normatizar o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso, no âmbito da Escola Politécnica

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE (COEMA) RESOLUÇÃO COEMA Nº 016/09

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE (COEMA) RESOLUÇÃO COEMA Nº 016/09 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE (COEMA) 1 RESOLUÇÃO COEMA Nº 016/09 Publicada no DOE Nº. 4634 de 04/12/2009. Regulamenta as pesquisas científicas nas Unidades de Conservação

Leia mais

FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS Cuiabá/MT, 10/04/2013 1 MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 1. INTRODUÇÃO 1.1 - Recomenda-se a leitura deste manual antes de utilizar

Leia mais

AO NÃO DECLARAR AS DOENÇAS E/OU LESÕES QUE O BENEFICIÁRIO SAIBA SER

AO NÃO DECLARAR AS DOENÇAS E/OU LESÕES QUE O BENEFICIÁRIO SAIBA SER ANEXO CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO Prezado(a) Beneficiário(a), A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), instituição que regula as atividades das operadoras de planos privados de assistência

Leia mais

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA Data Nome do candidato: Preenchido por: FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA INFORMAÇÕES GERAIS A Associação Beneficente 30 de Setembro cumprindo os objetivos do Estatuto Social na condição de organização

Leia mais

Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4

Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4 Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4 Página 1 Índice Introdução... 3 Novo Portal da Farmácia... 4 Padronização do Cupom Vinculado... 5 Módulo de segurança... 6

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Leia mais

DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009.

DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009. DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009. REGULAMENTA A JUNTA MÉDICA DO MUNICÍPIO DE GUARANTÃ DO NORTE E DO FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE GUARANTÃ DO NORTE PREVIGUAR E

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 9.540, DE 17 DE AGOSTO DE 2009. Disciplina a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e e dá outras providências, nos termos que especifica. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA A modalidade Livre Escolha consiste no reembolso de despesas médicas e/ou hospitalares de procedimentos constantes da Tabela de Reembolso do PAS-SERPRO

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

EDITAL Nº 003/2016-PROPPG, de 07 de março de 2016.

EDITAL Nº 003/2016-PROPPG, de 07 de março de 2016. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À TRADUÇÃO PARA LÍNGUA ESTRANGEIRA E PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS DE SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS (PIPART/IFG) EDITAL Nº 003/2016-PROPPG,

Leia mais

EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA

EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA A Fundação Educacional de Fernandópolis FEF localizada no município de Fernandópolis Estado de São Paulo torna pública

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ORIENTAÇÕES GERAIS Cada aluno deve elaborar seu relatório, mesmo que o trabalho esteja sendo desenvolvido em grupo. Os relatórios devem

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

MPS. Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANEXO I SÃO PAULO ANS N 31004-2 PLANOS ODONTOLÓGICOS

MPS. Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANEXO I SÃO PAULO ANS N 31004-2 PLANOS ODONTOLÓGICOS MPS ANEXO I Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANS N 31004-2 SÃO PAULO PLANOS ODONTOLÓGICOS 1 ANEXO I UNIODONTO DE SÃO PAULO SÃO PAULO PLANOS ODONTOLÓGICOS CNPJ: 51.701.878/0001-95

Leia mais

CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009

CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009 CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009 Pelo presente instrumento particular de Contrato para Convênio Comercial, de um

Leia mais

Portaria n.º 2391/GM Em 26 de dezembro de 2002.

Portaria n.º 2391/GM Em 26 de dezembro de 2002. Portaria n.º 2391/GM Em 26 de dezembro de 2002. Regulamenta o controle das internações psiquiátricas involuntárias (IPI) e voluntárias (IPV) de acordo com o disposto na Lei 10.216, de 6 de abril de 2002,

Leia mais

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada...

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada... 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3 3. Entrada na Aplicação... 4 3.1. Aplicação Não certificada... 4 3.2. Aplicação Certificada... 5 3.3. Devoluções a Fornecedores e

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DO PESSOAL NA SALA DE OBSERVAÇÃO ( AMARELOS E VERDES )

ATRIBUIÇÕES DO PESSOAL NA SALA DE OBSERVAÇÃO ( AMARELOS E VERDES ) ATRIBUIÇÕES DO PESSOAL NA SALA DE OBSERVAÇÃO ( AMARELOS E VERDES ) DO SERVIÇO MÉDICO da emergência: Receber o paciente na sala de observação ( amarelos e verdes ), priorizando-o em relação aos consultórios

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

excelência NOME DO PROPONENTE

excelência NOME DO PROPONENTE excelência NOME DO PROPONENTE NOME DO PLANO ITEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Informe se é portador ou se já sofreu de alguma das situações descritas nesta Declaração de Saúde. DESCRIÇÃO hepatites, Escreva

Leia mais

MANUAL DE RELACIONAMENTO COM PRESTADORES DE SERVIÇOS DO SISTEMA UNIMED RS

MANUAL DE RELACIONAMENTO COM PRESTADORES DE SERVIÇOS DO SISTEMA UNIMED RS 1 MANUAL DE RELACIONAMENTO COM PRESTADORES DE SERVIÇOS DO SISTEMA UNIMED RS PRONTUÁRIO DO PACIENTE É o conjunto de documentos padronizados e ordenados, destinados aos registros dos cuidados profissionais

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Jurídica. Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial.

Documentos do vendedor Pessoa Jurídica. Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial. Documentos do vendedor Pessoa Jurídica Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial. Cópia do Contrato Social ou Estatuto Social, registrado na Junta Comercial e respectivas alterações

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA Prezadas (os) Senhoras e Senhores, Brasília, 08 de novembro de 2011. A ONU Mulheres Brasil

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. 4050

PROJETO DE LEI Nº. 4050 PROJETO DE LEI Nº. 4050 Institui o Centro de Especialidades Odontológicas CEO Tipo 2, dispõe sobre a contratação temporária de pessoal, nos termos da Lei Municipal nº. 2.854/2011 e do art. 37, IX, da Constituição

Leia mais

Envio de Documentação MED - Matriz. Envio de Documentação MED Matriz Via E-mail

Envio de Documentação MED - Matriz. Envio de Documentação MED Matriz Via E-mail Envio de Documentação MED - Matriz 1. Metodologia Envio de Documentação MED Matriz Via E-mail Envio de Caixas por E-mail. Até às 14 horas do dia seguinte, dever ser enviados os caixas por e-mail para o

Leia mais

Edição Número 2 de 02/01/2004, páginas 12 e 13.

Edição Número 2 de 02/01/2004, páginas 12 e 13. Edição Número 2 de 02/01/2004, páginas 12 e 13. PORTARIA Nº 2.458, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2003 O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições, e Considerando a necessidade de criar mecanismos

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 43/2004 Publicada no DOE em 30 de dezembro de 2004 Republicada por incorreção em 31 de dezembro

Leia mais

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016 Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016 ARMAZENAGEM 1 - Armazenagem de Importação - Contêiner e Carga Solta Do Valor CIF Parcela Fixa por contêiner

Leia mais

MS/SAS/DRAC/CGSI-Coordenação Geral dos Sistemas de Informação

MS/SAS/DRAC/CGSI-Coordenação Geral dos Sistemas de Informação Este bloco de informações destina-se a: Identificar os profissionais que atuam no estabelecimento de saúde; Conhecer a real potencialidade de oferta de Recursos Humanos ligados a execução de ações e serviços

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO

PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO 2014 DADOS DA INSTITUIÇÃO INSTITUIÇÃO CONVENIADA DIRETOR (A) ENDEREÇO MUNICÍPIO UF CEP TELEFONE FAX DESCRIÇÃO DO PLANO JUSTIFICATIVA Neste campo, retratar a situação do atendimento

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais