Resumo. 1. Considerações Iniciais. Palavras-chave: Marketing Digital. Assessoria e Consultoria de Comunicação. Redes Sociais. Twitter.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo. 1. Considerações Iniciais. Palavras-chave: Marketing Digital. Assessoria e Consultoria de Comunicação. Redes Sociais. Twitter."

Transcrição

1 Resumo MARKETING DIGITAL EM REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA DE COMUNICAÇÃO Guilherme Cardoso do Canto Orientador metodológico: Professora Dra. Laura Glüer Este trabalho tem por objetivo analisar a importância e os benefícios do marketing digital em redes sociais nas empresas de assessoria e consultoria de comunicação, na cidade de Porto Alegre (RS). Foi realizada a observação de doze assessorias e consultoria de comunicação na capital gaúcha e, posteriormente, aplicado um questionário para as empresas observadas, tendo como objetivo verificar a importância e os benefícios das redes sociais para estas empresas e identificar possíveis métodos e estratégias de como as redes sociais podem funcionar como veículos informativos para as assessorias e consultoria de comunicação. De posse das duas amostras, pesquisa de observação e questionário, e à luz da teoria acerca do Marketing Digital, Redes Sociais e Assessoria e Consultoria de Comunicação, é possível estabelecer uma série de paralelos que evidenciam este meio digital. Concluída a análise, será possível entender como se dá relação entre as empresas e as Redes Sociais. Palavras-chave: Marketing Digital. Assessoria e Consultoria de Comunicação. Redes Sociais. Twitter. 1. Considerações Iniciais O ambiente mundial está passando por modificações profundas no que diz respeito aos aspectos sociais e econômicos. Neste cenário de competição global, as empresas são compelidas a adotar sistematicamente novos métodos de trabalho, que possam aumentar a sua competitividade e, desta forma, fazer frente a uma concorrência cada vez mais voraz. Vivemos em uma sociedade do conhecimento, onde o talento humano e suas capacidades são vistos como fatores competitivos no mercado de trabalho globalizado. Os avanços observados nas ultimas décadas têm levado as organizações a buscarem novas formas de gestão, com o intuito de melhorar, alcançar resultados e atingir a missão institucional para o pleno atendimento das necessidades dos clientes. Com isso, o marketing deixou de ser apenas um setor de uma organização e passou a fazer parte de todos os setores de uma organização. Uma comunicação clara e eficiente também está cada vez mais necessária para o sucesso da organização. Marketing e comunicação contribuem para construir a imagem positiva da organização, para um bom relacionamento com clientes e colaboradores e melhorias no fluxo de informações no ambiente corporativo. Por meio destes avanços tecnológicos, a internet está cada vez mais presente no cenário atual das organizações. Neste contexto, é importante analisarmos as fases de evolução desta rede: a primeira, Web 1.0, foi a implantação e popularização da rede em si com o marketing centrado no produto; a segunda, denominada Web 2.0, é a que o mundo vive hoje, centrada nos mecanismos de busca como Google e nos sites de colaboração do internauta, como Wikipedia, YouTube e os sites de relacionamento social, como o Facebook, Orkut, Twitter, conhecidos como redes sociais com o marketing voltado para o consumidor. A Web 3.0, ainda em fase inicial, pretende ser a organização e o uso de maneira mais inteligente de todo o conhecimento já disponível na Internet sendo o marketing voltado para os valores. As empresas que prestam serviços na área de assessoria e consultoria de comunicação tendem a criar estratégias para obter resultados positivos com este novo tipo de mídia. As assessorias e consultorias de comunicação prestam vários serviços na área da comunicação corporativa, tais como elaboração de releases¹, sugestões de pauta e press-kits²; relacionamento formal e informal com os pauteiros, repórteres e editores da mídia; acompanhamento de entrevistas de suas fontes; organização de coletivas; edição de jornais, revistas, sites de notícia e material jornalístico para vídeos; preparação de textos de apoio, sinopses, súmulas e artigos; organização do mailling³ de jornalistas; media training é um treinamento feito em empresas para seus colaboradores (jornalistas, assessores, imprensa em geral), que ensina como se comportar diante desse público; clipping 4 de notícias (impressos, Internet e eletrônicos) arquivo do material jornalístico

2 participação na definição de estratégias de comunicação. Este artigo tem como delimitação o marketing digital em redes sociais, em empresas de assessoria e consultoria de comunicação na cidade de Porto Alegre (RS). Este projeto de pesquisa busca discutir a importância e os benefícios do marketing digital nas redes sociais para estas organizações. Para o meio acadêmico, este projeto poderá possibilitar aos futuros alunos do curso de Administração mais uma fonte de pesquisa e novas ideias para futuros projetos. O tema escolhido se dá em função de ser um assunto novo, e por ser este um tipo de empresa no qual este pesquisador é colaborador e está desempenhando o serviço de marketing digital em redes sociais. Neste contexto, surge como problema de pesquisa: Qual a importância e os benefícios das redes sociais para as empresas de assessoria e consultoria de comunicação? Assim, o objetivo geral consiste em analisar a importância e benefícios das redes sociais para as empresas de assessoria e consultoria de comunicação. Os objetivos específicos são: mapear e investigar as empresas de assessoria e consultoria de comunicação nas redes sociais; analisar os benefícios das redes sociais para as empresas de assessoria e consultoria de comunicação; identificar possíveis métodos e estratégias de como as redes sociais podem funcionar como veículos informativos para essas empresas. Este é um estudo de natureza qualitativa que teve as seguintes etapas metodológicas: foi desenvolvida, inicialmente, a observação de doze empresas de assessoria e consultoria de comunicação na cidade de Porto Alegre, na ferramenta Twitter 5, no período de 01 de janeiro de 2011 a 31 de março de Para esta observação, foi criado um perfil neste site de rede social chamado para observar as assessorias e consultorias de comunicação. As empresas terão seus nomes preservados neste artigo, adotando a nomenclatura A, B, C, D, E, F, G, H, I, J, L e M. Foram observados, neste período, quantos tweets e retweets estas assessorias faziam por dia e quais assuntos foram abordados, também de que natureza eram estes tweets/retweets: sobre seus clientes, sobre a assessoria ou outros assuntos em geral. Posteriormente, foi aplicado também um questionário via com os gestores das empresas observadas, relatando a importância e os benefícios do marketing digital nas redes sociais, obtendo retorno de dez das doze empresas observadas. 2. Desenvolvimento MARKETING DIGITAL Ao abordarmos marketing digital e internet, estamos falando sobre pessoas, suas histórias e seus desejos, sobre relacionamentos e necessidades a serem atendidas (TORRES, 2009). O foco do Marketing Digital é desenvolver estratégias e ações de marketing, comunicação e publicidade através da Internet (TORRES 2009, p. 61). Segundo Torres (2010, p. 7), o marketing digital está se tornando cada dia mais importante para os negócios e para as empresas. Não é uma questão de tecnologia, mas uma mudança no comportamento do consumidor, que está utilizando cada vez mais a Internet como meio de comunicação, relacionamento e entretenimento. O marketing on line, de acordo com Las Casas (2006, p. 335) é um conjunto de transações eletrônicas que visam à transferência de produtos e serviços do produtor ao consumidor. Incluem-se no conjunto de transações o uso de , o envio de pedidos para fornecedores via EDI (troca eletrônica de dados), o uso da internet e a prestação de serviços on line, entre outras atividades. Assim, de acordo com Las Casas (2006) o marketing digital deve selecionar as ações que melhor atendam às necessidades dos usuários, utilizando as tecnologias como ferramentas básicas para melhorar a prestação de serviços, e ainda, o profissional da informação deve ter em mente o seu papel de disseminador da informação, e utilizá-lo de forma coerente, adequando-se às mudanças e implementando modelos eficazes centrados no planejamento de produtos e serviços voltados aos usuários. Como função corporativa, o marketing tem o objetivo de satisfazer as necessidades futuras dos consumidores. No marketing digital esta premissa continua a mesma, entretanto, com o advento da internet e das novas tecnologias, o mercado teve que repensar a forma como a missão básica do marketing é executada (SHETH; ESHGHI; KRISHNAN, 2002). Mesmo antes da revolução tecnológica, o

3 consumidor já passava a receber uma atenção especial e ter um papel mais interativo nas ações de marketing, era o chamado marketing interativo, o conjunto de ações de marketing direcionadas a criar uma interação entre o cliente e a empresa, em que o cliente tem um papel ativo, possibilitando a personalização e a customização dos produtos e serviços (LIMEIRA, 2003 p. 10). Segundo Las Casas (2006), o crescimento do marketing pela Internet deve-se aos vários benefícios proporcionados. Entre eles, destacam-se conforto, rapidez, custos mais baixos, informações, relacionamento mais próximo e ainda a possibilidade de coletar dados com detalhamento maior. Conforme Menezes (2003, p. 74), a internet chega a um tipo de cliente diferente daquele que a empresa está acostumada a atingir. O importante é tentar conhecer esse consumidor. Para conhecê-lo, é preciso estimulá-lo a divulgar o máximo de informações sobre si, para que seja criado um perfil do mesmo. Cabe a área de marketing transformar essas informações retiradas de um banco de dados em conhecimento, utilizá-las em campanhas de marketing através das redes sociais e induzir esse público ao consumo dos produtos de sua organização. REDES SOCIAIS As redes sociais, segundo Marteleto (2001, p. 72), representam [...] um conjunto de participantes autônomos, unindo idéias e recursos em torno de valores e interesses compartilhados. A autora ressalta, ainda, que só nas últimas décadas o trabalho pessoal em redes de conexões passou a ser percebido como um instrumento organizacional, apesar de o envolvimento das pessoas em redes existir desde a história da humanidade. A definição de redes sociais apresentada por Marteleto (2001) contempla a ideia de compartilhamento de valores e interesses que, para promover o fortalecimento da rede, dependem do compartilhamento da informação e do conhecimento. Para Sluzki (1996) e Attneave e Ross (1982), as redes sociais se estruturam segundo seu tamanho e sua dimensão. Elas estão determinadas pelo número de órgãos ou instituições que as compõem. Recuero (2009, p. 69) define redes sociais de forma objetiva como um conjunto de atores e suas relações. Essas relações são denominadas conexões e, desta forma, uma rede social é formada sempre por dois elementos fundamentais, os atores e as suas conexões. Uma rede, assim, é uma metáfora para observar os padrões de conexão de um grupo social, a partir das conexões estabelecidas entre os diversos atores, Recuero (2009, p. 24): Como as redes sociais na Internet ampliaram as possibilidades de conexões, aumentaram também a capacidade de difusão de informações que esses grupos tinham. No espaço offline, uma notícia ou informação só se propaga na rede através das conversas entre as pessoas. Nas redes sociais online, essas informações são muito mais amplificadas, reverberadas, discutidas e repassadas (RECUERO, 2009, p. 25). Assim, dizemos que essas redes proporcionaram mais voz às pessoas, mais construção de valores e maior potencial de espalhar informações. São, assim, essas teias de conexões que espalham informações, dão voz às pessoas, constroem valores diferentes e dão acesso a esse tipo de valor (RECUERO, 2009, p. 25). As redes sociais podem ser definidas como ferramentas baseadas em software que possibilitam pessoas de diferentes países a se relacionarem em um ambiente que propicia a troca de informações, notícias, músicas, vídeos, fotos e a formação de comunidades que atraem pessoas com as mesmas convicções e ideias (FREITAS, 2009). Castells (2003) aponta que a grande transformação da sociabilidade em sociedades complexas ocorreu com a substituição de comunidades espaciais por redes como formas fundamentais de sociabilidade (CASTELLS, 2003, p. 107). O mesmo autor também destaca o deslocamento da comunidade para a rede, como forma central de organizar a interação. Assim, as redes sociais vêm incorporando as comunidades virtuais e a Internet caracteriza-se como uma nova forma de organizar a interação. As comunidades virtuais são entendidas como agregados sociais surgidos na Rede, quando os intervenientes de um debate o levam por diante em número e sentimento suficientes para formarem teias de relações sociais no ciberespaço (RHEINGOLD, 1996, p. 18). Castells (2003) apresenta a noção de comunidades virtuais, como novos suportes tecnológicos para a sociabilidade, diferentes de outras formas de interação, mas não inferiores. Também destaca o fato de que é a crescente diversidade dos padrões de sociabilidade que constitui a especificidade da evolução social em nossas sociedades (p. 106). E assim, aponta que o decisivo, portanto, é a passagem da limitação espacial como fonte de sociabilidade para a comunidade espacial como expressão de organização social (CASTELLS, 2003, p. 106). Redes sociais na Internet são as páginas da

4 web que facilitam a interação entre os membros em diversos locais. Elas podem funcionar como veículos informativos, tornando-se ferramentas úteis em projetos de comunicação e marketing. De acordo com Torres (2009) as redes sociais são sites onde as pessoas se cadastram, registram sues dados pessoais, nos chamados perfis, e podem se relacionar com outras pessoas, publicando fotos, enviando mensagens e criando listas de amigos (TORRES, 2009, p. 74). Atualmente, existem vários sites da rede social que operam mundialmente, como Twitter, Facebook, Orkut, Myspace, blog s, MSN. Neste artigo abordaremos com mais ênfase a ferramenta Twitter, que nos últimos anos vem ganhando espaço nas redes sociais. Fundado em março de 2006 por Jack Dorsey, Biz Stone e Evan Williams, o site parte da pergunta O que você está fazendo? e é estruturado por seguidores e pessoas a seguir. Cada Twitter, o ator, pode escolher quem deseja seguir e quem poderá segui-lo (RECUERO, 2009, p. 174). Para Comm (2009), autor do livro O poder do Twitter : Conceitualmente, esse novo instrumento de comunicação e aproximação de pessoas é constituído, antes de tudo, de uma rede social e de um servidor para o que é chamado de microblogging, de modo a permitir aos usuários o envio e a leitura de atualizações pessoais de outros indivíduos de seu contato, por meio de textos com o máximo de 140 caracteres, os tweets, pela internet ou pelo celular sob formato de mensagens curtas (COMM, 2009, p. 15). Para Comm (2009, p. 30) o Twitter é uma ferramenta de comunicação que funciona nas duas direções, sendo possível a interação entre usuários, mas permitindo também que apenas uma das partes envie a mensagem e a outra somente leia, sem que haja retorno. ASSESSORIA DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO Segundo o Manual dos Jornalistas em Assessoria de Comunicação editado pela Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ, Assessoria de Imprensa é o serviço prestado a instituições públicas e privadas, que se concentra no envio freqüente de informações jornalísticas, dessas organizações, para os veículos de comunicação em geral. Esses veículos são os jornais diários; revistas semanais, revistas mensais, revistas especializadas, emissoras de rádio, agências de notícias, sites, portais de notícias e emissoras de tevê (FENAJ, 2007). Conforme Duarte (2002, p. 24): As assessorias de imprensa inserem-se num conjunto mais amplo de atividades, geralmente naquilo que tem sido chamado de comunicação organizacional, integrado por processos e atividades que se cruzam, sobrepõem-se, integram-se e podem, muitas vezes, ser indistintas devido a linhas demarcatórias fluidas que envolvem ações de publicidade, Internet, marketing, relações públicas, comunicação interna, relacionamento com consumidores. Ainda segundo Duarte (2002, p. 90): A boa atuação de uma assessoria aumenta a visibilidade pública das organizações e pode trazer efeitos mercadológicos e políticos predeterminados. Por perceber isso é que, cada vez mais, instituições brasileiras têm interesse em divulgar suas atividades e propostas pelos meios de comunicação, buscando influenciar a opinião pública. Já a imprensa não apenas utiliza as informações como parte do processo natural de captação da notícia, divulgando o que a organização deseja (se passar pelos mecanismos de filtragem), mas também agrega ao noticiário seu aval, mostrando aquilo em que acredita e, num círculo vicioso, dando credibilidade à notícia que veicula. A assessoria de imprensa é uma instituição relativamente recente que trata fundamentalmente de notícias. Devido a complexidade das organizações e da qualidade do alcance da mídia, a assessoria não pode mais se restringir ao trabalho de intermediação e de propaganda indireta, ela tem de responder à altura das exigências da mídia por informações qualificadas e fontes fidedignas (LORENZON; MAWAKDIYE, 2006, p. 7). Segundo o Manual dos Jornalistas em Assessoria de Comunicação editado pela Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ, Assessoria de Comunicação é a ampliação das atividades das Assessorias de Imprensa nos últimos anos levou o profissional jornalista a atuar em áreas estratégicas das empresas, tornando-se um gestor de comunicação. E isso privilegiou a integração de outros profissionais relações públicas, propaganda e publicidade numa equipe multifuncional e eficiente (FENAJ, 2007). Ao jornalista têm-se aberto oportunidades de atuar como estrategista na elaboração de planos de comunicação mais abrangentes. Esses planos devem privilegiar uma comunicação eficiente não apenas junto à imprensa, mas posicionando as organizações de forma a estabelecer uma interlocução com ética e responsabilidade social, comprometida com os valores da sociedade junto aos seus mais diversos públicos (FENAJ, 2007). Nesse sentido as organizações podem contar com equipes de assessorias de comunicação internas ou terceirizadas, cujas funções são: Criar um plano de comunicação (estabelecer a importância deste instrumento tanto no relacionamento com a imprensa como os demais públicos internos e externos); Colaborar para a compreensão da sociedade do papel da organização; Estabelecer uma imagem comprometida com os seus públicos; Criar canais de comunicação internos e externos que divulguem os valores da organização e suas atividades; Detectar o que numa organização é de interesse público e o que pode

5 ser aproveitado como material jornalístico; Desenvolver uma relação de confiança com os veículos de comunicação; Avaliar freqüentemente a atuação da equipe de comunicação, visando alcance de resultados positivos; Criar instrumentos que permitam mensurar os resultados das ações desenvolvidas, tanto junto à imprensa como aos demais públicos; Preparar as fontes de imprensa das organizações para que atendam às demandas da equipe de comunicação de forma eficiente e ágil (FENAJ, 2007, p. 8). clientes, mas logo em seguida ficou a empresa L com 25,38% com 34 tweets e 32 retweets com 41 sobre seus clientes e 25 sobre notícias próprias da assessoria, última colocada foi a empresa I com nenhum tweet retweet. Conforme gráfico abaixo. Para Lopes (2000, p. 404), a atividade hoje pode ser descrita como a gestão dos fluxos de informação e relacionamento entre fontes de informação e jornalistas, mesclando um caráter difusor com um recorte mais estratégico. Uma empresa ou um setor de uma organização pública ou privada destinada a diagnosticar, planejar e executar planos, estratégias, projetos, ações e peças de comunicação para os diversos públicos daquela organização assessorada, observando a filosofia, perfil e objetivos do/da assessorado/a. Neste contexto, as atividades da assessoria e consultoria de comunicação foram ampliadas, para atuar na edição de publicações, elaboração de conteúdos para comunicação interna e internet, inclusive a gestão de redes sociais para as empresas e entidades no gerenciamento da comunicação com os seus diferentes públicos de relacionamento. ANÁLISE E DISCUSSÃO DE DADOS Neste item, relataremos os aspectos observados durante a observação das doze assessorias e consultoria de comunicação selecionadas na rede social Twitter. No período de 01 de janeiro de 2011 a 31 de março de 2011, foram contabilizadas 830 inserções, sendo 679 tweets e 151 retweets desses 721 sobre notícias de clientes, 63 sobre notícias da assessoria e 46 sobre outros assuntos. Conforme tabela a seguir. Em fevereiro de 2011, houve 228 inserções e a empresa B se manteve na ponta novamente com 21,93% com 45 tweets e 05 retweets sendo todos a respeito de seus clientes. Em segundo lugar ficou novamente a empresa L com 18,42% com 27 tweets e 15 retweets sendo 34 sobre seus clientes, 5 sobre a empresa e 3 sobre outros assuntos, novamente a empresa não produziu nenhuma inserção no Twitter. Conforme gráfico abaixo. JAN / FEV / MAR TWEETS RETWEETS NOTÍCIAS CLIENTES NOTÍCIAS ASSESSORIA OUTROS ASSUNTOS A B C D E F G H I J L M Foi verificado que, em janeiro de 2011, houve 260 inserções destas assessorias e a empresa B foi a que mais interagiu no Twitter com 25,77%, sendo 54 tweets e 13 retweets todos a respeito de seus

6 No mês de março de 2011, tivemos um total de 342 inserções, com uma maior participação da empresa A com 18,42% sendo 59 tweets e 04 retweets sobre 63 inserções sobre seus clientes a empresa B teve 18,13% com 57 tweets e 05 retweets sendo 59 sobre clientes e 3 sobre outros assuntos, a empresa com menos inserções foi a F com 1,75% com 03 tweets e 03 retweets de noticias sobre seus clientes. Conforme gráfico abaixo. Em resposta aos questionários enviados (roteiro em anexo) tivemos o retorno de dez assessorias e consultorias de comunicação. Em todas as doze empresas foi seguido o mesmo roteiro. Todas as empresas utilizam as redes sociais e a maioria delas sempre utilizam o twitter e facebook diariamente apenas uma usa semanalmente. Raramente são utilizadas ou não usam as outras redes sociais. Das dez empresas sete utilizam para sugerir pautas, a maioria não monitora as concorrentes pelas redes sociais. Todas as assessorias de comunicação usam as redes sociais para divulgar ações de seus clientes, somente duas empresas usam as redes sociais para conquistar novos clientes e seis usam as redes sociais para divulgar a própria empresa. Dentre a questão outros assuntos algumas assessorias utilizam as redes sociais para comunicar vagas existentes, divulgar ações institucionais, para informação e notícias de empresas, parabenizarem amigos e divulgar eventos de clientes. No quesito importância e benefícios para as empresas, foi visto que as redes sociais constituem um importante espaço para comunicação e interação da empresa com seus diferentes públicos sociais, têm um alcance maior do que muitos outros meios de comunicação. As redes sociais além de fazerem-se presente no mundo web também proporcionam um relacionamento diferenciado tanto com os clientes quanto com os diversos públicos a quem atingem como a imprensa. É um espaço para dialogar com jornalistas de veículo, clientes, candidatos a vagas de emprego, entre tantas outras ações. Conforme o gestor da empresa G hoje em dia relacionamento é muito importante ainda mais entre empresas de comunicação, e no caso do twitter e facebook são ferramentas de trabalho essencial tanto para divulgar ações das empresas no qual atendem como para acompanhar notícias, veículos e parceiros. Muitas empresas já realizaram entrevistas e pautas pelas redes sociais. Além de ampliar a visibilidade, é também um espaço interessante para a sugestão de pautas com os seus diferentes públicos de relacionamento. Os benefícios são fundamentais para somar aos resultados das atividades na agilidade da comunicação e abrangência da noticia, é uma opção de mais um canal de informação e mídia. É possível obter informações que antes eram mais restritas e ainda estar conectado aos mais modernos meios de contato com as redações dos veículos tradicionais. Algumas empresas possuem um núcleo de redes sociais e oferecem serviço de criação e manutenção de páginas para seus clientes nas redes sociais com atualização e monitoramento diário com interação e agilidade nas respostas. Para os clientes que tem redes sociais e não terceirizam este tipo de serviço com as assessorias, a maioria destas empresas costumam acompanhar e dar sugestões a seus clientes. É um serviço novo e em constante aprimoramento. As redes mais utilizadas são twitter e facebook. Alguns clientes não desenvolveram as redes sociais, mas certamente em pouco tempo todos terão que introduzir esta prática. Atualmente, o foco de atuação nas redes sociais é a imprensa buscando alinhar esse trabalho entre a assessoria e consultoria de comunicação e clientes.

7 3. Considerações Finais Nos tempos atuais, os mecanismos de comunicação digital tomaram uma dimensão global, onde não há mais limitadores de tempo e espaço. De acordo com este contexto, tanto empresas como pessoas, precisam cada vez mais se adaptar a estes recursos. Se alguns ainda buscam adaptar-se a este novo mundo, muitos já estão em um nível de competição bem acirrada, pois aproveitam todos os benefícios e ferramentas deste universo digital. Revistas eletrônicas, blogs, redes sociais e outras já são uma realidade para muitas empresas, onde cada vez mais buscam se aperfeiçoar e competir em terrenos que antes não atingiam. Neste artigo, buscou-se discutir a importância e benefícios das redes sociais para as empresas de assessoria e consultoria de comunicação como um novo mercado de marketing digital em redes sociais nas empresas de assessoria e consultoria de comunicação na cidade de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul. De acordo com o referencial teórico, a pesquisa de observação e a comprovação nos questionários as redes sociais para estas empresas de assessoria e consultoria de comunicação têm como maior objetividade divulgar e sugerir pautas de seus clientes. Isto se comprova a teoria que Torres (2009), nos traz que o foco do Marketing Digital é desenvolver estratégias e ações de marketing, comunicação e publicidade através da Internet e conforme Recuero (2009), que as redes sociais proporcionaram mais voz às pessoas, mais construção de valores e maior potencial de espalhar informações. Dentre os sites de redes sociais, o Twitter e facebook são os mais utilizados pelas empresas pesquisadas, seja para uso próprio divulgando sua empresa, criando pautas, monitorando a concorrência e até mesmo terceirizando este serviço para seus clientes. Este referente a serviço se reflete na teoria de Duarte 2002, onde as assessorias de imprensa inserem-se num conjunto mais amplo de atividades, geralmente naquilo que tem sido chamado de comunicação organizacional, integrado por processos e atividades. Foi observado que hoje em dia os sites de redes sociais estão cada vez mais presentes no mundo, com isso para as assessorias e consultoria de comunicação funcionam com um novo veiculo de comunicação, pois assim surgem pautas, contatos, entrevistas, vagas de empregos para colaboradores e terceirização das redes sociais para seus clientes. O resultado alcançado por este artigo foi a reflexão sobre importância e benefícios das redes sociais para as empresas de assessoria e consultoria de comunicação. Além disso, serve como uma forma de ampliar o entendimento das mudanças sociais e tecnológicas como ferramentas aliadas da construção de uma boa comunicação e imagem organizacional. Anexo Questionário sobre Marketing Digital em Redes Sociais para as Empresas de Assessoria de Comunicação: 1. Sua empresa utiliza as redes sociais? ( )Sim ( )Não 2. Quais as redes sociais sua empresa utiliza? ORKUT TWITTER FACEBOOK LINKEDIN MYSPACE OUTRAS/ QUAIS... SEMPRE QUASE SEMPRE RARAMENTE NUNCA NÃO USO 3. Das Redes Sociais abaixo quais sua empresa mais utiliza? ( ) Orkut ( ) Facebook ( ) Twitter ( ) Linkedin ( ) MySpace ( ) Outras/Quais 4. Com que frequência sua empresa acessa e utiliza as redes sociais? ( ) Diariamente ( ) Semanalmente ( ) Mensalmente ( ) Não usa 5. Para qual finalidade sua empresa utiliza as redes sociais? ( ) Sugerir pautas ( ) Monitorar concorrentes ( ) Divulgar ações de clientes ( ) Conquistar novos clientes ( ) Divulgar assessoria de comunicação ( ) Outros assuntos, quais? 6. Qual a importância e benefícios das redes sociais para a sua empresa? 7. Como sua empresa trabalha com os seus clientes perante as redes sociais, como os clientes atuam? Terceirizam esse serviço com sua empresa?

8 Notas 1 Material distribuído para a imprensa sobre assunto ao qual se pretende dar divulgação. Respeita a linguagem específica dos diferentes veículos e a estrutura discursiva básica do texto jornalístico (DUARTE, 2002). 2 Conjunto de material informativo normalmente colocado em pasta ou envelope para subsídio ao jornalista. Muito utilizado em lançamentos de produtos e serviços, visitas ou eventos (DUARTE, 2002, p. 303). 3 Relação de nomes e endereços para envio de correspondência, publicações, material promocional ou informativo. Diz-se lista de endereços (BARBOSA; RABAÇA, 2001, p. 449). 4 Levantamento das matérias publicadas nos veículos de comunicação. Organizados a partir da leitura, acompanhamento e seleção das notícias que interessam ao assessorado (FENAJ, 2007). 5 Twitter é um misto de rede social, blog e ferramenta de comunicação, que permite que os usuários enviem atualizações pessoais sobre onde estão e o que estão fazendo, contendo apenas texto, em menos de 140 caracteres, via o SMS, ou algum programa istalado no computador (TORRES, 2009, p. 149). Referências BARBOSA, Gustavo G; RABAÇA, Carlos Alberto. Dicionário de Comunicação. 2. ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Campus, A Biblia do Marketing Digital. São Paulo: Novatec, Marketing Digital no Twitter. Disponível em: <http://www.dicas-l.com.br/arquivo/marketing_digital_no_twitter.php> Acesso em: 26 out Sobre o Autor Guilherme Cardoso do Canto Graduado em Administração pela Faculdade IBGEN em julho/2011. Atua há mais de seis anos na Uffizi Consultoria em Comunicação, no setor administrativo. Em seu mais recente projeto, chamado Blitz Consultoria, realiza trabalho de consultoria administrativa e marketing em redes sociais. / Blog: Twitter: GuiCCanto / Blitzconsultor CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, COMM, Joel Burge, Ken. O Poder do Twitter: Estratégias para dominar seu mercado e atingir seus objetivos com um tweet por vez. São Paulo: Gente, DUARTE, Jorge (org.). Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia: teoria e técnica. São Paulo: Atlas, FENAJ. Manual dos Jornalistas em Assessoria de Comunicação. Brasília: Federação Nacional dos Jornalistas. 4. ed. rev. e ampl. Brasília, Disponível em: <http://www.fenaj.org.br/mobicom/manual_de_assessoria_de_imprensa.pdf> Acesso em: 25 abr FREITAS, Gustavo. Artigo 2 Se Apresente nas Redes Sociais. Disponível em: <http://www.gfsolucoes.net/gustavo/blogosfera/artigo-2-se-apresente-nas-re des-sociais/> Acesso em: 18 out LAS CASAS, A. L. Administração de Marketing: conceitos, planejamento e aplicações à realidade brasileira. São Paulo: Atlas, LIMEIRA, Tania M. Vidigal. E-marketing. O marketing na internet com casos brasileiros. São Paulo: Saraiva, LOPES, Marilene. Quem tem Medo de Ser Notícia? São Paulo: Makron Books, LORENZON, Gilberto; MAWAKDIYE Alberto. Manual de Assessoria de Imprensa. 2. ed. Campos de Jordão, Mantiqueira: MARTELETO, Regina Maria. Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p , jan./abr MENEZES, H. Comércio Eletrônico para Pequenas Empresas. Florianópolis: Visual Books, RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, RHEINGOLD, Howard. A Comunidade Virtual. Lisboa: Gradiva Publicações, SHETH, Jagdish N.; ESHGHI, Abdolreza; KRISHNAN, Balaji C. Trad. Lúcia Simonini. Marketing Digital na Internet. Porto Alegre: Bookman, SLUZKI, C. (1996). La Red Social: Fronteras de la práctica sistémica. Barcelona: Gedisa. Atneave, R., & ROSS, S. (1982). Redes familiares. Argentina: Amorrortu editores. TORRES, Claudio, Guia Prático de Marketing na Internet para Pequenas Empresas. Disponível em: <http://www.claudiotorres.com.br/mktdigitalpequenaempresa.pdf> Acesso em: 26 out

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção.

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. estratégias online Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. serviços consultoria Benchmark Planejamento

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br MARKETING DIGITAL Ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B Mídias sociais como apoio aos negócios B2B A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida.

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida. A Dehlicom Soluções em Comunicação é a agência de comunicação integrada que busca divulgar a importância da comunicação empresarial perante as empresas e todos os seus públicos, com atendimento personalizado

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº xx/xxxx CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM dd de mês de aaaa Dispõe sobre a criação

Leia mais

A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1

A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1 A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1 Isabela LOURENÇO 2 Caio Cardoso de QUEIROZ 3 Francisco José Paoliello PIMENTA 4 Universidade Federal de Juiz de Fora,

Leia mais

Acerola Assessoria de Comunicação: Uma Vivência em Assessoria na Universidade 1

Acerola Assessoria de Comunicação: Uma Vivência em Assessoria na Universidade 1 Acerola Assessoria de Comunicação: Uma Vivência em Assessoria na Universidade 1 Ana Vitória Silva Matos 2 Joana D arc Pereira 3 Universidade de Fortaleza, Fortaleza, CE RESUMO O artigo apresenta o trabalho

Leia mais

social media para bares, restaurantes e afins

social media para bares, restaurantes e afins BARTIPS social media para bares, restaurantes e afins O que buscamos? Divulgar seu estabelecimento para milhares de potenciais consumidores. Fazer você ser parte do dia-a-dia de seu cliente Ter suas novidades,

Leia mais

SISTEMÁTICA WEBMARKETING

SISTEMÁTICA WEBMARKETING SISTEMÁTICA WEBMARKETING Breve descrição de algumas ferramentas Sobre o Webmarketing Web Marketing é uma ferramenta de Marketing com foco na internet, que envolve pesquisa, análise, planejamento estratégico,

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação

Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação Maria Fazanelli Crestana (USP) - crestana@usp.br Eidi Raquel Franco Abdalla (FMUSP) - eidi@biblioteca.fm.usp.br Fabiola

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK - Equipe de Comunicação Multimídia e Relações Públicas: Márcio Lobato Nayanne Pacheco 1. - OBJETIVO: A presente proposta objetiva estruturar

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

COMERCIAL/ MARKETING

COMERCIAL/ MARKETING COMERCIAL/ MARKETING Os investimentos específicos na sua área em 2012 vs? (%) - RU Vão crescer 42 54 Média: + 4,06% Permanecer estáveis 45 5 Terão redução 1 5 2010 (%) - RU A principal estratégia comercial/

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 30 2º / 2009 PROFESSOR ANA LUÍSA

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace.

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace. O Twitter Como Ferramenta de Divulgação Para As Empresas: Um Estudo De Caso do GREENPEACE 1 Jonathan Emerson SANTANA 2 Gustavo Guilherme da Matta Caetano LOPES 3 Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] 1 Sumário O Surgimento do Analista de Redes Sociais... 2 O que é um Analista de Redes Sociais?... 5 Qual é o Perfil do Analista

Leia mais

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst.

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst. Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador Introdução A web contemporânea nos revela aspectos importantes no comportamento de seus usuários: produção e compartilhamento

Leia mais

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia Índice Introdução 3 Cenário Conceito Desafios da comunicação Público alvo Estratégia de comunicação Exemplo de ação 7 Anexos 10 4 5 5 6 6 2 Introdução A Microsoft Brasil é uma subsidiária da Microsoft

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital Apresentação Presença Digital 2012 ÍNDICE 1. GESTÃO MÍDIAS SOCIAIS... 03 2. ESTRATÉGIAS COMPLEMENTARES... 04 3. PERSONALIZAÇÃO... 05 4. CASES... 06 5. SOBRE A INTERMIDIA BRASIL... 13 6. CLIENTES... 14

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹

Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹ Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹ José Alves de SOUZA² Maria Stella Galvão SANTOS³ Universidade Potiguar (UnP ), Natal, RN RESUMO Este Plano de Comunicação refere-se a um estudo

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Divisão de Divulgação

Divisão de Divulgação PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 52 Divisão de Divulgação Elaborado por: Mário Adolfo Aryce

Leia mais

7º PASSO CAMPANHA ELETRÔNICA

7º PASSO CAMPANHA ELETRÔNICA 7º PASSO CAMPANHA ELETRÔNICA O que é uma campanha eletrônica? EM MARKETING POLÍTICO... CAMPANHA ELETRÔNICA Refere-se ao uso das ferramentas de e-marketing e das possibilidades disponíveis na web 2.0 para

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: projeto experimental; relações públicas, planejamento, terceiro setor, cultura. 1. INTRODUÇÃO

PALAVRAS CHAVE: projeto experimental; relações públicas, planejamento, terceiro setor, cultura. 1. INTRODUÇÃO Projeto Experimental em Relações Públicas: Associação Pró-Cultura - Casa das Artes Regina Simonis 1 Bruna Luisa Henn² Grazielle Betina Brandt³ Universidade de Santa Cruz do Sul RESUMO: O presente trabalho

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 1.1. Objetivo Geral

1. APRESENTAÇÃO. 1.1. Objetivo Geral PRÁTICA 1) TÍTULO FEEDBACK DE INTERAÇÕES CLIENTES E GESTORES REDES SOCIAIS 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: 1. APRESENTAÇÃO O Serviço de Monitoramento em Redes Sociais da Infraero,

Leia mais

Análise de Estratégias e Plano de Comunicação Digital para a Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte 1

Análise de Estratégias e Plano de Comunicação Digital para a Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte 1 Análise de Estratégias e Plano de Comunicação Digital para a Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte 1 Aline Silveira SANTOS 2 Lorena PADRINI 3 Maria Claudia COSTA 4 João de CASTRO 5 Centro Universitário

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 REALIZAÇÃO TABULAÇÃO Quem Somos A WBI BRASIL é uma empresa especializada em planejamento de marketing digital, que presta

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

Jornalismo Interativo

Jornalismo Interativo Jornalismo Interativo Antes da invenção da WWW, a rede era utilizada para divulgação de informações direcionados a públicos muito específicos e funcionavam através da distribuição de e-mails e boletins.

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

assessoria de imprensa marketing de conteúdo

assessoria de imprensa marketing de conteúdo assessoria de imprensa marketing de conteúdo 2015 Quem somos? A NoAr é uma Agência de Comunicação que atua como consultora e parceira dos clientes. Juntos, definimos estratégias de comunicação personalizadas

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015.

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. 1 OBJETIVO O objetivo deste documento é estipular um plano de ação para criar e gerenciar perfis do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Anadelly Fernandes Pereira ALVES 2 Universidade de Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN RESUMO O artigo

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS Carlos Jerônimo da Silva Gueiros Um mundo em transformação 1998 / 1999 Mutirão Digital apoiar as escolas públicas no acesso à Internet 2010-12 anos depois...

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO

GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO CONVERSA DE ELEVADOR Sendo um empreendedor social, você sabe como é importante ser capaz de descrever sua organização, definindo o que diferencia seu trabalho e detalhando o

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

REDES SOCIAIS. Profº Thiago Arantes

REDES SOCIAIS. Profº Thiago Arantes REDES SOCIAIS Profº Thiago Arantes Todos os direitos reservados - IAB 2014 - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros

Leia mais

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 34 1º/2011 PROFESSOR (A) ANA LUÍSA SOUZA / FERNANDO PEREIRA

Leia mais

AS MÍDIAS SOCIAIS E O SEU ALCANCE PARA A IMAGEM E O AUMENTO DAS VENDAS DAS PEQUENAS EMPRESAS VAREJISTAS DE SANTA FÉ DO SUL (SP) RESUMO

AS MÍDIAS SOCIAIS E O SEU ALCANCE PARA A IMAGEM E O AUMENTO DAS VENDAS DAS PEQUENAS EMPRESAS VAREJISTAS DE SANTA FÉ DO SUL (SP) RESUMO 200 AS MÍDIAS SOCIAIS E O SEU ALCANCE PARA A IMAGEM E O AUMENTO DAS VENDAS DAS PEQUENAS EMPRESAS VAREJISTAS DE SANTA FÉ DO SUL (SP) RESUMO Clayton Cardoso de MORAES 1 Guilherme Bernardo SARDINHA 2 O presente

Leia mais

@ A expansão da web, que. @ Presença cada vez maior do

@ A expansão da web, que. @ Presença cada vez maior do Mídias Sociais Inteligência coletiva Em 1996, a web (1.0) era predominantemente um ambiente de leitura. Só uma pequena fração do conteúdo era criada pelo usuário; Dez anos depois, duas grandes mudanças:

Leia mais

Tabela de Preços Sugeridos

Tabela de Preços Sugeridos WEBSITE Estrutura básica Área institucional Área estática: quem somos, o que fazemos, onde estamos etc. Área de contato E-mail, telefone, formulário etc. Área core Gerenciador de conteúdo para cadastro

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais

OBSERVATÓRIO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO. Palavras-chave: Gestão da Informação. Gestão do conhecimento. OGI. Google alertas. Biblioteconomia.

OBSERVATÓRIO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO. Palavras-chave: Gestão da Informação. Gestão do conhecimento. OGI. Google alertas. Biblioteconomia. XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 RESUMO OBSERVATÓRIO DE

Leia mais

Hábitos de uso e comportamento dos internautas brasileiros em mídias sociais. Setembro de 2009

Hábitos de uso e comportamento dos internautas brasileiros em mídias sociais. Setembro de 2009 Hábitos de uso e comportamento dos internautas brasileiros em mídias sociais Setembro de 2009 A pesquisa Hábitos de uso e comportamento dos internautas brasileiros em mídias sociais foi direcionada para

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

Como monitorar o que estão falando da minha empresa

Como monitorar o que estão falando da minha empresa http://www.tecnocratadigital.com.br/wp-content/uploads/2010/11/social-media-optimization.jpg Como monitorar o que estão falando da minha empresa nas Mídias Sociais de forma simples e direta. Paulo Milreu

Leia mais

SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA

SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA Resumo: O programa traz uma síntese das questões desenvolvidas por programas anteriores que refletem sobre o uso de tecnologias

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

Tecnologias Web voltadas a Inovação em Produtos e Serviços

Tecnologias Web voltadas a Inovação em Produtos e Serviços Departamento de Ciência da Computação (DCC/UFLA) Prof. André Grützmann andre5@dcc.ufla.br Tecnologias Web voltadas a Inovação em Produtos e Serviços INVESTIR PARA BUSCAR SOLUÇÕES INOVADORAS ATENDER AO

Leia mais

Como gerar Relacionamentos MÍDIAS SOCIAIS

Como gerar Relacionamentos MÍDIAS SOCIAIS Como gerar Relacionamentos MÍDIAS SOCIAIS REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA 50 milhões de usuários IDADE MÍDIA 90 milhões de brasileiros na WEB, 70 milhões na rede social Facebook e mais de 30 milhões no Twitter ADEUS

Leia mais

Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais

Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais Os bancos nas redes sociais Os bancos, assim como grande parte das empresas, vêm se tornando cada vez mais presentes nas redes sociais,

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP Movimentos sociais e internet: uma análise sobre as manifestações de 2013 no Brasil Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista,

Leia mais

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DO SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) - PCS A Política de Comunicação do Serviço

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org documento inicial Site preparatório FSM Dacar introdução Neste documento, a Ethymos apresenta uma

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

p3k.com.br contato@p3k.com.br

p3k.com.br contato@p3k.com.br p3k.com.br contato@p3k.com.br Rua Irmã Pia, 422, salas 302/303/1307 Edifício Green Office Jaguaré - São Paulo - SP Tel.: 11 3719.3149 FACEBOOK TWITTER VIMEO SLIDESHARE /p3kcomunicacao @p3kcomunicacao /p3kcomunicacao

Leia mais

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento.

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento. Criação Personalização Gerenciamento. A Cafuné Design trabalha com as principais mídias e plataformas digitais do momento: Facebook, Twiiter, Instagram, Youtube e LinkedIn. Novas ferramentas de mídia social

Leia mais

Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008

Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008 Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008 CRUSIOL, P.H.T. 1 ; DINIZ, L.B.S. 1 ; NASCIMENTO, L.L. 2 1 Universidade Estadual de Londrina UEL, pedroc@ cnpso.embrapa.br, lilian@cnpso.embrapa.br;

Leia mais

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO.

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA Paula Junqueira 7º CONGRESSO RIO DE EDUCAÇÃO CONSTRUINDO A SUA MARCA A marca é o ativo mais importante, independente do tamanho de sua empresa. As mídias sociais são

Leia mais