Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999"

Transcrição

1 Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999 INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA ÁREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO, ESTABELECE A RESPECTIVA TABELA DE VENCIMENTO E DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus Representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Esta Lei institui o Plano de carreira dos Servidores de Atividades de Tributação da Prefeitura municipal de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de vencimento e dispõe sobre o quadro Especial da Secretaria Municipal da Fazenda. Art. 2º - O número dos cargos públicos que integram o Plano de Carreira dos servidores da Área de Atividades de Tributação é o constante do Anexo I, sendo os respectivos de escolaridade e área de atuação os constantes do Anexo II. 1º - As atribuições dos cargos previstos no artigo serão estabelecidas no regulamento desta Lei. 2º - Integrarão o presente Plano de Carreira, mediante opção expressa, cujos prazos e condições serão definidos no regulamento desta Lei, os atuais ocupantes dos cargos efetivos de Agente fazendário, Técnico Municipal de Tributação fiscal Municipal de Tributação e Tesoureiro lotados na Secretária Municipal da fazenda e nas unidades de fiscalização tributária das Administrações Regionais, bem como os que estejam em exercícios de cargo em comissão no âmbito da Administração Direta. *Regulamentados pelo Dec. 9887, de 24/03/99 3º - Para os fins do 2º, o servidor deverá ter exercido a opção Prevista no art. 271 do Estatuto dos Servidores do Quadro Geral de Pessoal do Município de Belo Horizonte, vinculados à Administração Direta, instituído pela Lei n}7169 de 30 de agosto de *Regulamentados pelo Dec. 9887, de 24/03/99. 4º - Os atuais cargos efetivos de Técnico Municipal de Tributação e Fiscal Municipal de Tributação cujos titulares fizerem a opção prevista no 2º denominar-se-ão respectivamente, Auditor Técnico de tributos Municipais e Auditor Fiscal de tributos Municipais. 5º - Os servidores que não excederem as opções previstas nos 2º e3º deste artigo terão mantidos todos os direito e vantagens já percebidos até a data da vigência desta Lei, e terão seus cargos alocados em Quatro Transitórios, os quais serão extintos quando de sua vacância. 6º - Fica criado no âmbito da Secretaria da Municipal da Fazenda, o cargo efetivo de Técnico Fazendário de nível médio. Art. 3º - O Quadro especial da Secretaria Municipal da Fazenda é composto dos cargos previsto nos 2º e 6º do Art. 2º e dos cargos das demais áreas de atividades da Prefeitura de Belo Horizonte lotados nessa Secretaria conforme definição constante no regulamento desta lei. art. 4º - As Tabelas de Vencimento dos cargos da Área de Atividades de Tributação da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte são as constantes dos Anexos III e IV dessa Lei. 1º - Os cargos de provimento efetivo da Área de Atividades de tributação da Prefeitura de Belo Horizonte terão 15(quinze) níveis na Tabela de vencimentos. 2º - O vencimento do servidor corresponde ao nível da respectiva classe. 3º - O valor atribuído a cada nível de vencimento dos cargos de Agente Fazendário, técnico fazendário de Nível Médio, analista Fazendário. Auditor Fiscal de tributos Municipais e auditor Técnico de Tributos Municipais refere-se à jornada de 8(oito) horas diárias, de acordo com o previsto no Anexo III 4º - O valor atribuído a cada nível de vencimento do cargo de Tesoureiro refere-se à jornada de 6(seis) horas diárias, de acordo com o previsto no Anexo IV. 5º - Os atuais ocupantes dos cargos de Agente Fazendário e Analista Fazendário permanecerão em cumprimento de jornada de 6(seis) horas diárias, a ela correspondendo os níveis de vencimentos constantes do Anexo IV, permitindo-se, nos termos do regulamento desta aprovação da Secretaria Municipal da Fazenda em cada caso, que sua jornada seja alterada para 8(oito) horas diárias, a ela passando a corresponder os níveis de vencimento constantes do Anexo III. *Regulamentados pelo Dec. 9939, de 02/06/99.

2 Art. 5º - Passaram a integrar os vencimentos-base dos cargos de provimento efetivo da Área de Atividades de Tributação da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, além dos vencimentos-base e salários-base pagos na vigência desta Lei e dos valores referentes às letras da tabela de progressão horizontal e às classes dos cargos e empregos ocupados pelos servidores, as seguintes vantagens, cujos dispositivos legais instituidores ficam revogados a partir da publicação desta Lei: I - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 14º da Lei nº304, de 11 de outubro de 1952; II - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 7º da Lei nº350, de 7 de novembro de 1953; III - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 73 da Lei 620, de 19de junho de 1957, com a redação dada pela Lei nº759, de 10 de janeiro de 1959; IV - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo arts. 2º e 12º da Lei nº860, de fevereiro de 1961; V - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 8º da Lei nº1.205, de 20 de outubro de 1965; VI - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 3º do Decreto nº1.382, de dezembro de 1965; VII - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 28º da Lei nº2.840, de 30 de dezembro de 1977; VIII - vantagem pessoal decorrente da gratificação instituída pelo art. 10º da Lei nº3.404, de 23 de dezembro de 1981; IX - vantagem pessoais decorrente da gratificação instituída pelo arts. 6º e 8º do Decreto nº de 12 de setembro de 1983; X - vantagem pessoais decorrente do parágrafo único do art. 36º da Lei nº5.447, de 30 de novembro de 1988; XI - Gratificação de Tesouraria, instituída pelo art. 5º da Lei nº 6.915, de 21 de julho de º - Ficam igualmente incorporadas aos vencimentos-base, conforme os valores com que estiverem sendo pagas na data desta Lei, as vantagens judiciais e administrativas que autorizam ou que venha a autorizar o pagamento de gratificações, vantagens e benefícios decorrentes da legislação revogada neste artigo e, ainda, as demais vantagens judiciais e administrativas recebidas pelo servidor até a data desta Lei, em caráter pessoal e permanente, a qualquer título e fundamento. 2º - Após a incorporação das vantagens que trata este artigo, valor excedente ao vencimento do nível em que o servidor for posicionado, nos termos do Anexo III e IV, é considerado vantagem pessoal, atualizável exclusivamente conforme os termos do art. 49 da Lei Orgânica do Município de Belo Horizonte. Art. 6º - A gratificação instituída no art. 1º da Lei nº70101, de 29 de maio de 1996, e suas alterações posteriores passa a denominar-se Gratificação por Atividade de Auditoria Fazendária - GAAF - e será paga por cumprimento de metas individuais aos ocupantes dos cargos de Auditor Fiscais de Tributos Municipais e Auditor Técnico de Tributos Municipais, nos mesmos moldes, condições e percentuais estabelecidas no referido diploma legal. Parágrafo único - A Unidade Padrão de Fiscalização Fazendária - UPFF - prevista no art. 2º da Lei nº7.101/96 e suas alterações posteriores passa a denominar-se Unidade de Auditoria Fazendária - UAF -, será calculada e paga nos mesmos moldes, condições e valores estabelecidos no referido diploma legal e será reajustada exclusivamente nos termos do art. 49º da Lei do Município de Belo Horizonte. art. 7º - Em substituição à gratificação por cumprimento de metas coletivas prevista no art. 4º da Lei nº70101/96, suas alterações posteriores, fica instituída a gratificação por Produtividade Coletiva Fazendária - GPCF -, a ser paga aos servidores ocupantes de cargos de Agente Fazendário, Técnico Fazendário de nível médio, Analista Fazendário, Auditor Fiscal de Tributos Municipais por cumprimento de metas coletivas eventuais, não-periódicas, não-contínuas e não-sucessivas. 1º - As metas coletivas poderão ser estabelecidas a cada trimestre, conforme as normas e critérios fixados em ato do Prefeito de Belo Horizonte. 2º - A GPCF será paga proporcionalmente aos dias efetivamente trabalhados pelo servidor em cumprimento das metas referidas neste artigo.

3 3º - Para os ocupantes dos cargos de Agentes Fazendários, Técnico Fazendário de Nível Médio e Analista fazendário, o valor trimestral da GPCF corresponderá até 60% (sessenta por cento) do nível de vencimento dos respectivos cargos previsto nos Anexos III ou IV, conforme for sua jornada, desde que tenha o servidor cumprido no mínimo, 90% (noventa por cento) da carga horária prevista para seu cargo em todos os meses do trimestre de competência. 4º - Para os ocupantes dos cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais, o valor trimestral da GPCF corresponderá a até 60% (sessenta por cento) do valor da pontuação prevista para a GAAF e será devido ao servidor que cumprir, em todos os meses do trimestre de competência, o equivalente a, no mínimo, 90% (noventa por cento) do teto de 500(quinhentas) UAFs decorrentes das tarefas previstas no parágrafo único do art. 3º da Lei nº7.101/96. 5º - A GPCF não incorporará à remunerarão do servidor para qualquer efeito. 6º - A GPCF será paga ao final do trimestre de competência, conjuntamente com as demais parcelas remuneratórias a que o servidor tem direito, devendo ser comprovada por intermédio do Relatório de Apuração da GPCF - RAG -, conforme modelo a ser definido pelo Secretário Municipal da fazenda. Art. 8º - Terão direito à percepção dos vencimentos e da GAAF os ocupantes dos cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais e Auditor Técnicos de Tributos Municipais da Fazenda. I - Prestem jornada de trabalho de no mínimo, 40 (quarenta) horas semanais; II - estejam em efetivo exercício das funções específicas de seus cargos, ressalvadas as licenças previstas no incisos I a IV, VI a VIII, X e XI do art. 140 e os afastamentos previstos nos incisos I a III do art. 171, ambos da Lei nº 7.169/96; III - não e exerçam outra atividade, pública ou privada, respeitadas as exceções do inciso XVI do art. 37 da Constituição Federal e não sejam controladores ou diretores de empresa sujeita à fiscalização no município, ou nela ocupem cargo, função ou emprego de que sejam demissíveis ad nutum, ou patrocinem causa em que seja interessada a mencionada empresa. 1º - A jornada prevista no inciso I do artigo será prestada conforme escalas, turnos de horários e dias da semana a serem definidos no regulamento desta Lei, observando o interesse na Municipalidade. 2º - Para os fins previstos no inciso II do Caput, considera-se função específica dos cargos mencionados: I - o desempenho das tarefas estabelecidas para os referidos cargos, conforme dispositivos legais e regulamentos; II - a ocupação de cargos em comissão na Secretaria Municipal da Fazenda, com exceção dos cargos de Secretário Municipal da Fazenda e Secretário Municipal Adjunto da fazenda; III - a execução de tarefa técnico-tributária na Secretaria Municipal da Fazenda, mediante expressa designação do titular dessa Secretaria; IV - a ocupação de cargo de Diretor de Departamento e correlatos na Administração Direta. Art. 9º - O servidor ocupante de cargo da Área de Atividades de Tributação da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte será avaliado por critérios definidos pelo Conselho de Administração de Pessoal - CONAP -, respectiva comissão constituída por representantes da Secretaria Municipal da Fazenda e dos servidores, com base nos seguintes critérios, entre outros previsto no Estatuto dos Servidores Público do Quadro Geral de Pessoal do Município de Belo Horizonte e no regulamento desta Lei: I - desempenho e eficiência no exercícios das atribuições do cargo; II - participação em programas de capacitação, congresso, seminários e outros eventos relacionados ao exercícios do cargo; III - elaboração de trabalhos de pesquisa visando ao melhor desempenho da secretaria Municipal da Fazenda; IV - publicação de trabalhos em congressos, periódicos, livros e relatórios técnicos da Área da Tributação. 1º - Para os fins da progressão profissional de trata o art. 90 da Lei nº7.169/96, o servidor da Área de Atividades de Tributação da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte será submetido à avaliação de desempenho da prevista no inciso III do art. 91 daquele diploma legal após (um mil e noventa e cinco) dias contados de seu cargo, observada a regra 2º do art. 10 desta Lei. 2º - Os critérios para a avaliação de desempenho dos servidores da Área de Tributação da Prefeitura de Belo Horizonte serão regulamentados no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da data da vigência desta Lei.

4 Art Para os fins art. 95 do Estatuto dos Servidores Públicos do Quadro Geral de Pessoal do Município de Belo Horizonte e após ser aprovado na avaliação de desempenho da prevista no inciso III do art. 91 do mencionado diploma legal, o servidor fará jus a níveis na tabela de Vencimento por conclusão de curso de nível de escolaridade superior ao exigido para o seu cargo de provimento efetivo e desde que ele diretamente relacionado, nos seguintes limites: I - cursos de especialização, relacionado com a área fazendária, a serem definidos pelo CONAP, no limite até 4(quatro) níveis; II - aos servidores ocupantes de cargos cujo nível de escolaridade exigido seja o médio, executado os atuais ocupantes do cargo de Fiscal Municipal de Tributação que fizeram a opção pelo Plano de Carreira instituído por Lei, serão conferidos 2 (dois) níveis por conclusão de curso superior. 1º - Serão conferidos em toda a carreira do servidor no máximo 4 (quatro) níveis na Tabela de Vencimento por conclusão de curso de grau de escolaridade superior ao exigido para o seu cargo efetivo. 2º - O servidor terá computados para os fins da progressão profissional exclusivamente os períodos trabalhados em cumprimento das atribuições de seu cargo de provimento efetivo, salvo os períodos referentes a licenças para freqüentar cursos, congressos e seminários de interesse da Municipalidade, os de exercícios de mandato sindical e os trabalhados em cargos de provimento em comissão e funções públicas pertencentes à estrutura da Administração Direta do Município. Art. 11º - A partir da vigência desta Lei observada a exceção do 2º deste artigo, o valor do apostilamento previsto no art. 3º da Lei nº 714, de 28 de maio de 1958, e nos arts.15 e 16 da Lei nº5.809 de novembro de 1990, e a ser pago aos servidores ocupantes dos cargos de Agente Fazendário de Nível Médio e Analista Fazendário corresponderá à diferença do valor do vencimento ou piso de remuneração do cargo de provimento em comissão em que o servidor tenha se apostilado e o valor do nível 1 de vencimento previsto no Anexo III ou IV para o cargo efetivo de que for o ocupante. 1º - O valor do apostilado do servidor ocupantes dos cargos de Agentes Fazendário, Técnico Fazendário de Nível Médio ou Analista Fazendário já apostilado na data da vigência desta lei, e que optar pela jornada de 8 (oito) horas prevista no 5º do art. 4º desta Lei, corresponderá à diferença entre o valor do vencimento ou do piso de remuneração, o que o servidor tenha se apostilado e o valor do nível 1 de que for o ocupante com jornada de 6 (seis) horas. 2º - Aplica-se o disposto no parágrafo anterior aos servidores ocupantes dos cargos previstos no caput que estejam em exercícios de cargos de provimento em comissão na Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e que tenham completado, até a data da vigência desta Lei, o tempo necessário ao apostilado previsto nos arts. 15 e 16 da Lei nº 5.809/90, com exceção dos cargos de Secretário Municipal e Secretário Municipal Adjunto, quando de sua exoneração, não motivada por penalidade ou a pedido estrito do interessado. Art. 12º - A partir da vigência desta Lei, e observada a exceção do 2º deste artigo, o valor do apostilamento previsto no art. 3º s Lei nº717/58 e nos artigos 15 e 16 da Lei 5.809/90 e a ser pago aos servidores ocupantes dos cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais e Auditor Técnico de Tributos Municipais corresponderá à diferença do valor do vencimento do cargo de provimento em comissão em que o servidor tenha se apostilado e o valor do nível 1 de vencimento previsto no Anexo III para o cargo efetivo de que for ocupante. 1º - O valor do apostilamento previsto no art. 3º da Lei nº714/58 e nos arts. 15e 16 da Lei 5.809/90 pago ao atual ocupante do cargo de Fiscal Municipal de Tributação ou Técnico Municipal de Tributação já apostilado em cargo de provimento em comissão até a data da vigência desta Lei corresponderá à diferença entre o vencimento do cargo comissionado em que o servidor tenha se apostilado e o vencimento do nível 1 do cargo efetivo ocupado, na data da publicação desta Lei. 2º - Aplica-se o disposto no parágrafo anterior aos servidores ocupantes dos cargos previsto no caput que estejam em exercícios de cargos de provimento em comissão na Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e que tenham completado, até a data da vigência desta Lei, o tempo necessário ao apostilamento previsto nos arts. 15e 16 da Lei 5.809/90 com exceção dos cargos de Secretário Municipal e Secretário Municipal Adjunto, quando de sua exoneração, não motivada por penalidade ou a pedido escrito do interessado.

5 Art. 13º - O Valor dos apostilamentos apurado na forma dos arts. 11 e 12 serão atualizados conforme os índices de correção aplicáveis aos vencimentos dos cargos de provimento em comissão em que se verificarem os apostilamentos. Art. 14º - O servidor efetivo ocupante do cargo de Auditor Fiscal de Tributos ou Auditor Técnico de Tributos Municipais que, na data da Vigência desta Lei, esteja em exercício de cargo de provimento em comissão na Prefeitura de Belo Horizonte, com exceção dos cargos de Secretário Municipal e Secretário Municipal Adjunto, passará a receber, enquanto permanecer em exercícios do referido cargo comissionado, o vencimento do cargo efetivo de que for ocupante acrescido de um abono mensal, em valor fixo, igual à diferença entre o valor do vencimento do cargo comissionado respectivo e o valor do nível de vencimento previsto no Anexo III para o cargo efetivo. Parágrafo Único - O abono de que trata o caput não se incorporará para qualquer efeito, exceto, enquanto persistir o seu pagamento, para o cálculo das férias, da gratificação natalina e do adicional por tempo de serviço, além dos descontos legais e judiciais pertinentes, e será corrigido exclusivamente conforme os ternos do art. 49 da Lei Orgânica do Município de Belo Horizonte. Art. 15 a partir da vigência desta Lei, os atuais ocupantes dos cargos que integram o Plano de Carreira por ela instituído serão posicionados conforme dispõe o Anexo V. Parágrafo Único - Estende-se posicionamento previsto no artigo aos servidores aposentados e ao pensionistas cujo benefício sejam derivados dos cargos referidos no caput. Art Fica criado na Secretaria Municipal da Fazenda o Serviço de Avaliação permanente, vinculado à Diretoria de Administração e Financias, para os fins de acompanhamento do servidor e aplicação da avaliação de desempenho, nos termos do art. 9 desta Lei. Parágrafo Único - Foi criado 1(um) cargo de Chefe de Serviços para a unidade de que trata o caput. Art. 17º - Os servidores ocupantes do cargo público de Técnico Municipal de Nível Médio lotados na Secretaria Municipal da Fazenda há, no mínimo, 1 (um) ano antes da vigência desta Lei, terão, mediante opção, seus cargos transformados no cargo de Agente Fazendário de Nível Médio, observadas as suas perspectivas classes de progressão vertical, serão enquadrados de acordo com a correlação constante do Anexo V. * Regulamentados pelo Dec , de 24/03/99. Art. 18º - Os servidores ocupantes do cargo público de Agente de Administração lotados na Secretaria Municipal da Fazenda há, no mínimo, 1 (um) ano antes da vigência desta Lei, terão, mediante opção, seus cargos transformados no cargo de Agente Fazendário, observadas as sua respectivas classes de progressão vertical, e serão enquadrados de acordo com a correlação constante do anexo V. * Regulamentados pelo Dec , de 24/03/99. Art. 19º - Os atuais ocupantes dos cargos de Agente de Administração e Técnico de Nível Médio que tiverem seus cargos transformados em Agente Fazendário e Técnico Fazendário de Nível Médio, nos termos desta Lei, permanecerão em cumprimento de jornada de 6 (seis) Horas diárias, de acordo com o valor atribuído aos respectivos níveis de vencimento de seus cargos, previsto no Anexo IV, permitindo-se, nos termos do regulamento desta Lei, mediante a concordância dos servidores e a avaliação e aprovação da Secretária Municipal da Fazenda em cada caso, terem sua jornada para 8(oito) horas diárias, cujo níveis de vencimento são constante no Anexo III. Art. 20º - Os atuais cargos de Fiscal Municipal de Tributação, transformados nos cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais, cujos titulares não possuem formação escolar completa de nível superior, serão extintos quando de sua vacância. Art. 21º - Fica revogado o art. 17 da Lei Nº de 28 de dezembro de º - Fica garantida, aos servidores ativos que optarão pelo presente Plano de Carreira e que fazem jus à dispensa do trabalho prevista no dispositivo referido no caput para obtenção de pontos da gratificação instituída no art. 1º da Lei 7.101/96 e suas alterações posteriores e aos que alcançarem os tempos estabelecidos no art. 15 da lei nº 5.809/90 até a data da sua opção presente Plano de Carreira a

6 transformação dos pontos decorrentes da mencionada dispensa de trabalho em vantagem pessoal, no valor de R$164,93 (cento e sessenta e quatro reais e noventa e três centavos) para o cargo em comissão de Coordenador de Fiscalização, acrescido da alíquota de 20% (vinte por cento) para cada cargo comissionado de nível hierárquico superior, até o cargo de Diretor de Departamento e correlatos. 2º - O valor da vantagem pessoal instituída no 1º será reajustado exclusivamente conforme os termos do art. 49. da Lei Orgânica do Município de Belo Horizonte. Art. 22º - A partir de 1º de abril de 1999, o valor dos níveis dos vencimentos dos cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais e Auditor Técnico de Tributos Municipais é o seguinte: Nível 1-388,19 Nível 2-408,19 Nível 3-428,60 Nível 4-450,03 Nível 5-472,53 Nível 6-496,15 Nível 7-520,96 Nível 8-547,01 Nível 9-574,36 Nível ,50 Nível ,23 Nível ,89 Nível ,14 Nível ,05 Nível ,70 1º - Apartir de 1º de outubro de 1999, o valor dos níveis dos vencimentos dos cargos mencionados no caput é o seguinte: Nível 1-647,50 Nível 2-679,88 Nível 3-713,87 Nível 4-749,56 Nível 5-787,04 Nível 6-826,39 Nível 7-867,71 Nível 8-911,10 Nível 9-956,65 Nível ,49 Nível ,71 Nível ,44 Nível ,82 Nível ,96 Nível ,01 2º - Apartir de 1º de abril de 2000, o valor dos níveis dos vencimentos dos cargos mencionados no caput é o seguinte: Nível 1-906,25 Nível 2-651,56 Nível 3-999,14 Nível ,10 Nível ,55 Nível ,63 Nível ,46 Nível ,18

7 Nível ,94 Nível ,89 Nível ,19 Nível ,00 Nível ,49 Nível ,87 Nível ,31 3º - Apartir de 1º de outubro de 2000, o valor dos níveis dos vencimentos dos cargos mencionados no caput é o seguinte: Nível ,00 Nível ,25 Nível ,41 Nível ,63 Nível ,06 Nível ,87 Nível ,21 Nível ,27 Nível ,24 Nível ,30 Nível ,66 Nível ,55 Nível ,17 Nível ,78 Nível ,62 4º - O valor dos vencimentos mencionado neste artigo será reajustado exclusivamente nos termos do art. 49 da Lei Orgânica do Município de Belo Horizonte. Art. 23] - Fica o Executivo autorizado a abrir créditos suplementares para o atendimento das empresas decorrentes da aplicação do disposto nos arts. 1º a 22 desta Lei. Art. 24º - O caput do art. 1º da Lei nº 7.523, 12 de junho de 1996, com a redação da data pela Lei nº7.523, de 20 de maio de 1998, passa a vigorar com a seguinte redação: "Art. 1º - Para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público na área de Saúde, no âmbito da administração direta, das autarquias e das fundações públicas do Município, poderá haver contratação, por prazo determinado, não superior a 6 (seis) meses, prorrogável 4 (quatro) vezes, por igual período, sob a forma de contrato de direito administrativo, caso em que o contratado não será considerado servidor público".(nr) Art. 25º - Os contratos temporários em vigor deverão se adequar aos dermos do disposto no artigo anterior. Art. 26º - Fica o Executivo autorizado a abrir crédito adicional para atender as despesas decorrentes do disposto nos arts. 24 e 25 desta Lei, nos termos dos art. 40a 43,45e46 da Lei Federal nº 4.320, de 17 de março de 1964, podendo ser reaberto pelo saldo para o exercício seguinte. Art. 27º - Esta Lei entra em vigor na data desta publicação. Belo Horizonte, 12 de fevereiro de 1999 Célio de Castro Prefeito de Belo Horizonte

8 (Originária do Projeto de Lei n º963/98, de autoria do Executivo ANEXO I CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO DA ÀREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO DA PREFEITURA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CLASSE/Nº DE CARGOS Agente Fazendário Técnico Fazendário de Nível Médio - 80 Analista Fazendário - 50 Auditor Fiscal de Tributos Municipais Auditor Técnico de Tributos Municipais - 60 Tesoureiro (em extinção) ANEXO II CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO DA ÀREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE I - AGENTE FAZENDÁRIO Jornada de Trabalho: 8(oito) Horas diárias. Habilitação: 2º grau completo. II - TÉCNICO FAZENDÁRIO DE NÍVEL MÉDIO Jornada de Trabalho: 8(oito) horas diárias. Habilitação: Curso Técnico de nível médio nas especialidades a serem definidas no regulamento desta Lei. III - ANALISTA FAZENDÁRIO Jornada de Trabalho: 8(oito) horas diárias. Habilitação: curso superior completo nas áreas de Administração, Análise de Sistemas, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Civil ou Economia. IV - AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS MUNICIPAIS Jornada de Trabalho: 40 (quarenta) horas semanais. Habilitação: curso superior completo. V - AUDITOR TÉCNICO DE TRIBUTOS MUNICIPAIS Jornada de Trabalho: 40 (quarenta) horas semanais. Habilitação: curso superior completo nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito ou Economia. ANEXO III TABELA DE VENCIMENTOS DOS CARGOS DE PROVIMENTO DA ÀREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE COM JORNADA DE 8 HORAS

9 ANEXO IV TABELA DE VENCIMENTOS DOS CARGOS DE PROVIMENTO DA ÀREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE COM JORNADA DE 6 HORAS ANEXO V POSICIONAMENTO DOS CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO DA ÀREA DA TRIBUTAÇÃO CARGO ATUAL / CARGO TRANSFORMADO Agente Fazendário I em estágio probatório - Agente Fazendário Nível 1 Agente Fazendário I estável - Agente Fazendário nível 2 Agente Fazendário II Agente Fazendário Nível 3 Técnico Nível Médio I - Técnico Fazendário Nível Médio 1 Técnico Nível Médio II - Técnico Fazendário Nível Médio 2 Técnico Nível Médio III - Técnico Fazendário Nível Médio 3 Analista Fazendário I, II e III - Analista Fazendário de Nível 1 Fiscal Municipal de Tributação I - Auditor Fiscal de Tributos Municipais Nível 1 Fiscal Municipal de Tributação II - Auditor Fiscal de Tributos Municipais Nível 2 Fiscal Municipal de Tributação III - Auditor Fiscal de Tributos Municipais Nível 3 Técnico Municipal de Tributação I - Auditor Técnico de Tributos Municipais Nível 2 Técnico Municipal de Tributação II - Auditor Técnico de Tributos Municipais Nível 3 Técnico Municipal de Tributação III - Auditor Técnico de Tributos Municipais Nível 4 Tesoureiro I, II e III - Tesoureiro Nível 1 (em extinção, conforme a Lei nº 6.915/95)

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos

Leia mais

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014 Concede reajuste remuneratório, altera as leis n os 7.227/96, 8.690/03, 9.240/06, 9.303/07 e 10.202/11, e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei 7238 de 30 de Dezembro de 1996 DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA SAÚDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE, ESTABELECE

Leia mais

LEI Nº 10.753, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014

LEI Nº 10.753, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014 LEI Nº 10.753, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014 Concede reajustes remuneratórios aos servidores e empregados públicos da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo e dá outras providências. O Povo do

Leia mais

http://www.legislabahia.ba.gov.br/verdoc.php?id=65585&voltar=voltar

http://www.legislabahia.ba.gov.br/verdoc.php?id=65585&voltar=voltar Page 1 of 11 Voltar Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." LEI Nº 11.374 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 Ver também: Decreto 14.488 de 23 de maio de 2013 - Regulamenta

Leia mais

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional;

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional; (*) Os textos contidos nesta base de dados têm caráter meramente informativo. Somente os publicados no Diário Oficial estão aptos à produção de efeitos legais. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL DECRETO Nº 10.609,

Leia mais

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006 Institui o Plano de Carreira da Fundação Zôo-Botânica de Belo Horizonte e dá outras providências. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC LEI COMPLEMENTAR Nº 034, de 13 de dezembro de 2005. Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos do Pessoal do Poder Legislativo do Município de Bombinhas e dá outras providências.. Júlio César Ribeiro,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003. (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT)

LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003. (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT) LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003 (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT) Dispõe sobre a transformação e inclusão no Quadro do Magistério Municipal, do Quadro dos Profissionais

Leia mais

LEI Nº 2198/2001. A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais;

LEI Nº 2198/2001. A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2198/2001 INSTITUI O PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO NA PREFEITURA MUNICIPAL DE IBIRAÇU PDV A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições

Leia mais

MUNICÍPIO DE VITÓRIA DA CONQUISTA/BA

MUNICÍPIO DE VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração dos Servidores da Administração Direta, das Autarquias e Fundações Públicas do Município de Vitória da Conquista, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos LEI N. 2.265, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Estabelece nova estrutura de carreira para os servidores públicos estaduais da Secretaria de Estado da Fazenda SEFAZ. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO

Leia mais

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 Reestrutura as carreiras de Analista Universitário e Técnico Universitário, integrantes do Grupo Ocupacional Técnico- Específico, criado pela Lei nº 8.889, de 01

Leia mais

EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de janeiro de 1991, e dá outras providências.

EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de janeiro de 1991, e dá outras providências. LEI NÚMERO: 00035/01 TIPO: LEI COMPLEMENTAR AUTOR: CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL DATA: 12/7/2001 EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de

Leia mais

LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE

LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobre a política remuneratória das carreiras do Grupo de Atividades de Educação Básica do Poder Executivo, altera a estrutura da carreira de Professor de Educação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO Fixa o reajuste geral dos servidores públicos municipais, altera as alíquotas de contribuição dos servidores para o auxílio transporte, reorganiza as jornadas de trabalho previstas para médicos e dentistas

Leia mais

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000.

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Institui o Plano de Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Municipais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS decreto e eu sanciono

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.421, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (publicada no DOE nº 062, de 05 de abril de 2010 2ª edição) Institui a Carreira

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº Disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado no âmbito do Magistério Público Estadual, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, sob regime administrativo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.871, DE 20 DE MAIO DE 2004. Conversão da MPv nº 155, de 2003 Texto compilado Dispõe sobre a criação de carreiras e organização

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000.

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL N. 27/99 De 12 de Novembro de 1999 Aprova o Plano de Cargos dos Servidores do Poder Executivo Municipal e contém providências

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 302/05 "DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

LEI 19572, de 10/08/2011. O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte Lei:

LEI 19572, de 10/08/2011. O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte Lei: LEI 19572, de 10/08/2011 Altera a estrutura de cargos de direção, chefia e assessoramento do Tribunal de Contas do Estado e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL LEI Nº 5.106, DE 3 DE MAIO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N º 38/2011

LEI COMPLEMENTAR N º 38/2011 LEI COMPLEMENTAR N º 38/2011 ALTERA O ESTATUTO E PLANO DE CARREIRA E DE REMUNERAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO PÚBLICO DO MUNICIPIO DE FORTUNA DE MINAS, INSTITUÍDO PELA LEI COMPLEMENTAR N.º 27/2004. A Câmara Municipal

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA LEI Nº. 209/12, DE 04 DE ABRIL DE 2012. INSTITUI O PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991 Dispõe sobre o Grupo Ocupacional Fisco e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba O futuro em nossas mãos LEI N.º 10.737

Câmara Municipal de Uberaba O futuro em nossas mãos LEI N.º 10.737 LEI N.º 10.737 Dispõe sobre a reorganização da prestação de serviços em regime de plantão junto à Secretaria Municipal de Saúde, autoriza extensão da jornada de trabalho para os cargos e funções da Secretaria

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5 SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 L E I N 8.037, DE 5 DE SETEMBRO DE 2014 Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Pará e dá outras providências.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909 PROJETO DE LEI Nº 023, de 05 de maio de 2015 Dispõe sobre o processo de ingresso à direção das Instituições de Ensino do Municipio, estabelece a estrutura de cargos e salários dos Diretores e Vice Diretores

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte LEI COMPLEMENTAR Nº 669 Institui a modalidade de remuneração por subsídio e o Plano de Carreira para os servidores ocupantes dos cargos de Músico de Orquestra Nível Superior, Músico A e Músico B e dá outras

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909 LEI COMPLEMENTAR NÚMERO 015, de 10 de novembro de 2011. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Profissionais da Educação Básica do Município de Sabará, estabelece normas de enquadramento,

Leia mais

INSTITUI O SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES ESTATUTÁRIOS DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

INSTITUI O SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES ESTATUTÁRIOS DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI N INSTITUI O SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES ESTATUTÁRIOS DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. JOÃO PAULO TAVARES PAPA, Prefeito Municipal de Santos, faço saber

Leia mais

Medida Provisória nº de de 2008

Medida Provisória nº de de 2008 Medida Provisória nº de de 008 Dispõe sobre a criação da Gratificação de Desempenho de Atividade de Controle Interno e de Apoio Técnico ao Controle Interno no âmbito das Instituições Federais vinculadas

Leia mais

c Publicada no DOU de 16-12-2004.

c Publicada no DOU de 16-12-2004. LEI N o 10.999, de 15 DE DEZEMBRO DE 2004 Autoriza a revisão dos benefícios previdenciários concedidos com data de início posterior a fevereiro de 1994 e o pagamento dos valores atrasados nas condições

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 PROJETOS DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 2011 Mensagem nº 41/2011, do Senhor Governador do

Leia mais

LEI Nº 3.848, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.848, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.848, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Cria a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e dá outras providências. O Presidente da República, Faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N.º 3629, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2003. (Com alterações impostas pelas leis n. os 3.636, de 17 de dezembro de 2003; 3.727, de 27 de janeiro de 2005; 3.816, de 27 de dezembro de 2005; 4.048, de 07 de março

Leia mais

LEI 20227 de 11/06/2012

LEI 20227 de 11/06/2012 LEI 20227 de 11/06/2012 Modifica a Lei n 13.770, de 6 de dezembro de 2000, que altera o plano de carreira dos servidores efetivos do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, institui o Adicional de

Leia mais

DECRETO Nº. 11391/2013

DECRETO Nº. 11391/2013 Publicado em 08 de maio de 2013 DECRETO Nº. 11391/2013 REGULAMENTA O PROGRAMA MUNICIPAL NITERÓI MAIS SEGURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O PREFEITO MUNICIPAL DE NITERÓI, com fundamento no art. 142, inciso

Leia mais

Para efeito desta Lei:

Para efeito desta Lei: LEI ORDINARIA n 39/1993 de 17 de Dezembro de 1993 (Mural 17/12/1993) Estabelece o Plano de carreira do Magistério público do Município, institui o respectivo quadro de cargos e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 363,

Leia mais

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br LEI Nº. 6.067, DE 11 DE MARÇO DE 2010. Altera a Lei Ordinária 5.711/06, que dispõe sobre a Organização Administrativa da Câmara Municipal do Natal, e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

DECRETO Nº 524, DE 02 DE JULHO DE 2003.

DECRETO Nº 524, DE 02 DE JULHO DE 2003. DECRETO Nº 524, DE 02 DE JULHO DE 2003. Dispõe sobre a concessão das férias dos servidores públicos do Município de Pinhais. O PREFEITO MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, D E C R E T A Art 1º Fica

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.873-B, DE 2005 Dispõe sobre a criação da Gratificação de Desempenho de Atividade de Especialista Ambiental GDAEM e da Gratificação de Desempenho de Atividade Técnico-Administrativa

Leia mais

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro LEI COMPLEMENTAR Nº 442, de 13 de maio de 2009 Procedência Governamental Natureza PLC/0006.2/2009 DO. 18.604 de 14/05/2009 *Alterada pela LC 534/11 *Ver Lei LC 534/11 (art. 72) *Regulamentada pelo Dec.

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.697-C DE 2009 Dispõe sobre as carreiras dos servidores do Ministério Público da União e as carreiras dos servidores do Conselho Nacional do Ministério Público; fixa valores

Leia mais

LEI Nº 8.067, DE 7 DE OUTUBRO DE 2014.

LEI Nº 8.067, DE 7 DE OUTUBRO DE 2014. LEI Nº 8.067, DE 7 DE OUTUBRO DE 2014. Altera e acrescenta dispositivos à Lei nº 6.829, de 7 de fevereiro de 2006, que dispõe sobre a carreira do Grupo Ocupacional Perícia Técnico- Científica do Centro

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005.

LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005. LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI COMPLEMENTAR N.º 45, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais;

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2451 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o estágio de estudantes junto ao poder público Municipal, suas autarquias e fundações e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado

Leia mais

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro;

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro; Assessoria Jurídica da Asscontas informa sobre as indenizações do pecúlio, seguro coletivo e seguro do cônjuge do Programa Estadual de Assistência ao Pecúlio dos Servidores do Estado de Minas Gerais: Muitos

Leia mais

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00.

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Autor: Poder Executivo Cria a carreira de Gestor Governamental e os respectivos cargos na Administração Pública Estadual e dá outras providências.

Leia mais

PROPOSTA DO GOVERNO DE MINAS PARA A EDUCAÇÃO

PROPOSTA DO GOVERNO DE MINAS PARA A EDUCAÇÃO PROPOSTA DO GOVERNO DE MINAS PARA A EDUCAÇÃO O Governo propõe as seguintes medidas visando melhorar o padrão remuneratório de todos os servidores públicos da educação de Minas Gerais. Implantar, na área

Leia mais

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio São Paulo, 05 de fevereiro de 2013 Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio Solicitamos a intercessão de Vossa Excelência no sentido da instituição de um plano de carreira

Leia mais

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Publicada D.O.E. Em 23.12.2003 LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Reestrutura o Plano de Carreira do Ministério Público do Estado da Bahia, instituído pela Lei nº 5.979, de 23 de setembro de 1990,

Leia mais

DECRETO Nº 1.745, DE 12 DE AGOSTO DE 2009.

DECRETO Nº 1.745, DE 12 DE AGOSTO DE 2009. DECRETO Nº 1.745, DE 12 DE AGOSTO DE 2009. Dispõe sobre os critérios de avaliação de desempenho do servidor público municipal efetivo e estável, para fins das promoções horizontais e verticais, bem como

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba O progresso passa por aqui LEI COMPLEMENTAR Nº 381

Câmara Municipal de Uberaba O progresso passa por aqui LEI COMPLEMENTAR Nº 381 LEI COMPLEMENTAR Nº 381 Modifica dispositivos da Lei Complementar nº 133, de 25 de novembro de 1998, e suas posteriores alterações, e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 1.704, DE 26 DE JANEIRO DE 2006 Estabelece pisos salariais para os novos cargos criados nesta lei, concede reajuste salarial aos servidores públicos civis, militares, ativos, inativos e pensionistas

Leia mais

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas suas autarquias

Leia mais

RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009. CONSIDERANDO a implantação do Plano de Capacitação dos Agentes Universitários;

RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009. CONSIDERANDO a implantação do Plano de Capacitação dos Agentes Universitários; RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009 Regulamenta o afastamento do serviço para capacitação dos Agentes Universitários da Carreira Técnica Universitária e dá outras providências. CONSIDERANDO a implantação do Plano

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências.

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que

Leia mais

Elaborado por RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL

Elaborado por RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL Elaborado por RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL Página 2 de 14 1 INTRODUÇÃO O Plano de Cargos e Salários do CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS CRA-MG, cuja última versão data de maio/2014,

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações

Senado Federal Subsecretaria de Informações Senado Federal Subsecretaria de Informações Data 19/12/2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal

Leia mais

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013.

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. Regulamenta o controle do cumprimento da jornada e do horário de trabalho pelos servidores do Senado Federal, nos termos do Ato da Comissão Diretora nº 7, de 2010. O

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013.

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013. LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DE CARGO DE PROVIMENTO EFETIVO DE AUDITOR DE CONTROLE INTERNO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL. ALCIDES MENEGHINI, Prefeito

Leia mais

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias.

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias. DECRETO Nº 1.863, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013 Regulamenta o afastamento do servidor público efetivo para frequentar curso de pós-graduação e estabelece outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 Dispõe sobre a relação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, suas autarquias, fundações, sociedades de economia mista e outras entidades

Leia mais

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras:

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras: PROPOSTA PROJETO DE LEI Autor: Tribunal de Contas Dispõe sobre a reestruturação organizacional dos cargos e carreiras do quadro permanente, a criação de cargos de provimento em comissão e fixa o subsídio

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere o inciso VII do art. 90, da Constituição do Estado, DECRETA:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere o inciso VII do art. 90, da Constituição do Estado, DECRETA: DECRETO Nº 44.769, de 7 de abril de 2008 Dispõe sobre a promoção por escolaridade adicional do servidor das carreiras dos Grupos de Atividades do Poder Executivo que especifica. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera dispositivos da Lei Complementar Estadual n.º 308, de 25 de outubro de 2005, e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências CAPÍTULO I DA CARREIRA Art. 1. Carreira Assistência à Educação

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar: ( ) LEI COMPLEMENTAR Nº 836, DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997 Institui Plano de Carreira, Vencimentos e Salários para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação e dá outras providências

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 Regulamenta o processo de implementação e avaliação da flexibilização para ajuste de jornada de trabalho

Leia mais

LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE

LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE A LEI FEDERAL NÃO SE APLICA AOS SERVIDORES MUNICIPAIS LEI 7418/ 1985 Art. 1º Fica instituído o vale-transporte, (Vetado) que o empregador, pessoa física ou jurídica, antecipará

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA:

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. Altera a Lei Municipal nº 2101 de 02/09/2004 e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: Art. 1º Fica alterado o art. 6º da Lei Complementar

Leia mais

LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010

LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010 LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010 Altera a Lei nº 256, de 30 de março de 2000, para aperfeiçoar as regras e procedimentos sobre o Plano de Carreira e Remuneração (PCR) do Grupo Ocupacional do Magistério

Leia mais

Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre:

Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre: Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre: Estabelece o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação Básica do Município de Iracema e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013

RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013 RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013 Dispõe sobre o Regulamento sobre Movimentação de servidores no âmbito do Instituto Federal Catarinense. O Presidente do do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

GRATIFICAÇÕES NA CARREIRA DE AUDITOR-FISCAL. RAV - Retribuição Adicional Variável

GRATIFICAÇÕES NA CARREIRA DE AUDITOR-FISCAL. RAV - Retribuição Adicional Variável GRATIFICAÇÕES NA CARREIRA DE AUDITOR-FISCAL RAV - Retribuição Adicional Variável (Lei 7.711/88, Lei 9.624/98, MP 1.915-1) Incidência Eficiência individual e plural da atividade fiscal nos meses em que

Leia mais

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007.

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Escola de Governo e Gestão Pública de Ananindeua, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui, e eu

Leia mais

DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências.

DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências. DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências. EMENTA: Concede parcelamento de débitos fiscais com anistia

Leia mais

EMENTÁRIO LEI N.º 946, DE 20 DE JANEIRO DE 2006

EMENTÁRIO LEI N.º 946, DE 20 DE JANEIRO DE 2006 LEI N.º 946, DE 20 DE JANEIRO DE 2006 (D.O.M. 20.01.2006 Nº. 1406 Ano VII) DISPÕE sobre o Plano de Saúde dos Servidores Públicos do Município de Manaus SERVMED, institui o correspondente Fundo de Custeio

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 581/2007

PROJETO DE LEI Nº 581/2007 1 PUBLICADO DOC 09/02/2008, PÁG. 85 EMENDA Nº 01 AO PROJETO DE LEI Nº 581/2007 Altera-se redação do artigo 2º como segue Art. 2º. Ficam instituídas as carreiras dos servidores de nível superior da Prefeitura

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais LEI 15304 2004 Data: 11/08/2004 REESTRUTURA A CARREIRA DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL E INSTITUI A CARREIRA DE AUDITOR INTERNO DO PODER EXECUTO. Reestrutura a carreira de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I Lei Complementar nº 182, de 07 de dezembro de 2000. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Funções e Vencimentos e institui o Quadro e Plano de Carreira dos Servidores dos Serviços Auxiliares de apoio administrativo

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos

Leia mais

http://devel.americana.sp.gov.br/americanav5/legislacao/lei_3115.html

http://devel.americana.sp.gov.br/americanav5/legislacao/lei_3115.html Page 1 of 5 LEI Nº 3.115, DE 05 DE DEZEMBRO DE 1997. Alterada pelas Leis nº 3.279, de 17/03/1999 e nº 3.611, de 26/12/2001 (Observar a Lei nº 3.502, de 26/12/2000 - Conversão dos valores expressos em unidades

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 Disciplina o afastamento de servidores docentes e técnico-administrativos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Publicada no DJE/STF, n. 122, p. 1-2 em 24/6/2015. RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL,

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014.

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe acerca das regras e procedimentos para a concessão, indenização, parcelamento e pagamento da remuneração de férias dos servidores do Instituto

Leia mais

DIVERSOS Nº 1856. Senhora Presidente. Plenário "Mário Scholz", 05 de dezembro de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL

DIVERSOS Nº 1856. Senhora Presidente. Plenário Mário Scholz, 05 de dezembro de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DIVERSOS Nº 1856 Câmara Municipal SJCampos Sec. Expediente 05/12/2013 10:34:22 Protocolo: 14271/2013-EXP Encaminha Boletim do Município nº 2160 de 29 de novembro de 2013. Senhora Presidente Ciência(s):,

Leia mais

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE Referente ao Projeto de Lei nº 0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4597, de 07/10/2009. Autor: Tribunal de Justiça do Estado do Amapá Altera

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI COMPLEMENTAR Nº 13.757, DE 15 DE JULHO DE 2011. (publicada no DOE nº 137, de 18 de julho de 2011) Dispõe sobre

Leia mais