COMEMORAÇÃO EDITORIAL EXPEDIENTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMEMORAÇÃO EDITORIAL EXPEDIENTE"

Transcrição

1

2 02 COMEMORAÇÃO ADJ: 25 ANOS DE LUTA E SUCESSO No próximo dia 10 de março, a Associação de Diabetes Juvenil ADJ estará completando 25 anos de existência. A ADJ foi criada por um grupo de pais de crianças e adolescentes com diabetes, conscientes de que a educação era o melhor caminho a seguir, enquanto aguardavam pela cura. No início, os fundadores se reuniam em um conjunto na Rua da Consolação. Depois de ter sua sede em outros três imóveis alugados, em 2 de setembro de 2004 a ADJ finalmente inaugurou a tão sonhada sede própria, denominado Centro de Educação em Diabetes CED ADJ, com o apoio de seus associados, empresas parceiras, entre as quais a BD e do Consulado do Japão. Hoje, com mais de 13 mil associados em todo o Brasil, a associação está implementando novos projetos às suas atividades educativas, buscando cumprir a missão de promover educação em diabetes aos portadores, familiares, profissionais de saúde e comunidade. No próximo dia 10 de março, às 19:30h, será realizado na sede da ADJ, um culto ecumênico para todos os envolvidos com a causa. A Associação está localizada à Rua Padre Antonio Tomás, 213, Água Branca, São Paulo, SP, próximo ao Metro Barra Funda. EDITORIAL INFORMAÇÃO: SUA FERRAMENTA PARA A VIDA Olá, amigos Nesta edição, BD Bom Dia resolve tratar alguns temas que podem ser considerados polêmicos e, por isto mesmo, raramente são abordados. Dois deles ( Redescobrindo o prazer de ser mulher e Abrindo o jogo sem preconceito ), expõem aspectos relacionados ao comportamento sexual das pessoa, mostrando que um dos segredos para uma vida sexual ativa e saudável, para quem tem diabetes, é a manutenção de glicemias bem controladas. Grande novidade, hein? Freqüentemente nossa revista tem enfatizado a importância da prevenção, educação e controle do diabetes para fazer com que as pessoas tenham melhor qualidade de vida e sexo faz parte desta vida. Este tema também é importante para que se aborde a questão de preconceito: da mesma forma que um homem com disfunção erétil normalmente nega que tenha o problema, muitas vezes quem tem diabetes nega sua condição, trata como um segredo a ser guardado a sete chaves. Pura bobagem!!! O diabetes não impede a pessoa de ser produtiva, que contribua com a sociedade e, principalmente, que seja feliz, certo? Outro artigo ( Alcool & Outras Drogas, na contra-mão da vida ) aborda novamente um tema polêmico, principalmente no que diz respeito às chamadas drogas socialmente aceitas, como álcool. Diabetes e álcool não combinam! Bem, a despeito dos temas polêmicos, não esquecemos dos Lembretes Essenciais para o seu dia a dia, e você encontrará também um artigo que trata do ajuste na dose de insulina em diferentes situações. Um frase do artigo que traduz nossa forma de ver o mundo do diabetes é: ter diabetes é muito mais seguir um estilo de vida do que ter uma doença. Nós da BD acreditamos firmemente nisto e estaremos sempre trabalhando para que este estilo de vida tenha a melhor qualidade possível. Nossa ferramenta de trabalho, informação, sua ferramenta de vida, gostar de você mesmo. Seja um pouco egoísta. Goste de você mesmo e se cuide!. Um forte abraço, EXPEDIENTE Alcides Barrichello Diretor de Marketing - Diabetes Care - SLA Publicação trimestral do Centro BD de Educação em Diabetes. Rua Alexandre Dumas, 1976, Chácara Sto. Antonio. CEP São Paulo, SP. Tel.: Diretor da publicação: Alcides Barrichello Coordenação: Márcia Camargo de Oliveira Jornalista responsável: Milton Nespatti (MTB SP) Revisão: Equipe Diagramação e Editoração eletrônica: Quattro Publicidade Ilustrações: Fábio Getúlio Chaves Impressão: Globo Cochrane As matérias desta publicação podem ser reproduzidas, desde que citada a fonte. Tiragem: 100 mil exemplares.

3 03 ABRINDO O JOGO SEM PRECONCEITO Tudo o que você queria saber, e sempre teve vergonha de perguntar. Por que a disfunção erétil, ou impotência sexual,ocorre com maior freqüência nos homens que têm diabetes? Dr. Fernando Martins: Para responder a esta pergunta, temos que entender como é que funciona a ereção do pênis. Para que haja a ereção, em primeiro lugar é preciso haver o estímulo sexual. Esse estímulo sexual origina-se no cérebro e é enviado ao corpo através dos nervos. Quando os comandos estimulantes chegam ao pênis, o órgão é irrigado por grande fluxo de sangue fazendo com que aumente de tamanho e torne-se rígido, provocando a sua ereção. No diabetes mal controlado ocorrem, em longo prazo, as complicações crônicas, entre as quais estão as doenças dos nervos e os problemas vasculares. Com isso, quando o sistema nervoso fica comprometido pela neuropatia diabética, o corpo deixa de receber os estímulos sexuais enviados pelo cérebro através dos nervos. Além disso, os problemas vasculares causados pelo diabetes, principalmente a aterosclerose, levam à diminuição do diâmetro das artérias devido ao depósito de gorduras nas suas paredes internas, e o fluxo de sangue para o pênis fica prejudicado. Portanto, a neuropatia e os problemas vasculares são os dois principais fatores que levam o homem com diabetes a ter dificuldade de ereção. Como os sintomas se manifestam? Dr. Fernando: Inicialmente há dificuldades esporádicas em obter ou mesmo manter a ereção peniana. Muitas vezes o homem não se preocupa com o episódio, achando que é um problema momentâneo, talvez por estar cansado, ou então prefere pensar que falhou por causa da mulher. Contudo, a disfunção erétil pode piorar gradativamente, e se o médico não for procurado para tratamento, o problema pode se tornar sério. É importante salientar que pelo menos 10% dos homens descobrem que tem diabetes, após apresentar

4 04 A disfunção erétil pode piorar gradativamente se o médico não for procurado para tratamento disfunção erétil e procurar ajuda médica. Um estudo demonstra que numa população de homens com média de idade de 50 anos, cerca de 50% têm alguma queixa de disfunção erétil. Nas pessoas com diabetes, desta faixa de idade, o índice pode subir para 75%. Por isso, é importante perguntar se a pessoa tem diabetes, quando atendemos alguém com problema de disfunção erétil. Ele até pode dizer que não tem e, mesmo assim, é indispensável fazer um exame de glicemia e pesquisar a possibilidade do diabetes estar presente.não tenho dúvidas em afirmar que o bom controle do diabetes é muito importante para melhorar a disfunção erétil e mesmo para previnir o problema. Dá para traçar um perfil psicológico de quem enfrenta este problema? Dr. Fernando: O homem com disfunção erétil quase sempre nega que tem o problema, no início. Ele prefere encontrar uma justificativa: ou é por causa da idade, ou porque anda estressado, ou o problema é com a esposa. Mesmo aquele que demora em procurar tratamento, quando o médico lhe pergunta por que não veio antes, ele responde que achava ser algo normal. Na maioria das vezes, o homem vai ao urologista para fazer exame de próstata, ou porque está sentido alguma dor. Só depois que passa a ter um pouco mais de confiança no médico é que se abre e diz: Doutor, tem também um outro probleminha... Por isso, é muito importante perguntar ao paciente, com diabetes, se ele têm alguma dificuldade de ereção. É uma pergunta que tem de ser feita com muita franqueza e objetividade e o paciente deve ter responsabilidade e maturidade para conversar sobre o assunto. A dificuldade de ereção é mais comum no diabetes tipo 1 ou tipo 2? Dr. Fernando: Não possuo um registro estatístico, mas o problema pode ocorrer em ambas situações. No tipo 1, geralmente a disfunção erétil se manifesta mais cedo

5 05 Dr Fernando Martins, é médico para Assuntos Urológicos do Laboratório Eli Lilly do Brasil Ltda. pois os primeiros sintomas podem surgir após 10 anos do diagnóstico do diabetes. Neste caso, o impacto na qualidade de vida é maior, pois se trata de homens mais jovens. No diabetes tipo 2, a disfunção sexual masculina pode se tornar grave se não for tratada, pois nesse caso o problema ocorre de forma lenta mais progressiva. É claro que o surgimento do problema depende muito do controle do diabetes. A pessoa que enfrenta dificuldades em manter uma glicemia bem controlada também terá problemas visuais, renais, feridas que não cicatrizam e outras complicações. Em pessoas com diabetes, a disfunção erétil pode ser revertida? Dr. Fernando: Sim, no entanto, depende do tempo que a pessoa foi diagnosticada, da maneira como é controlado e quanto o organismo foi comprometido pelo diabetes. Nós sabemos que havendo um bom controle do diabetes desde o seu diagnóstico, através da alimentação planejada e saudável, atividade física regular, com redução do peso e uma terapia eficaz com insulina e/ou comprimidos, as possibilidades de ocorrerem as complicações, inclusive a disfunção erétil, são mais reduzidas. Por outro lado, para quem tem dificuldades em fazer um bom controle, as chances de cura são bem menores. Como são os tratamentos hoje em dia? Dr. Fernando: Existem tratamentos com medicamentos orais que favorecem a ereção. Estas medicações, que surgiram a partir de 1998, agem diretamente no pênis aumentando a circulação do sangue no local. Na população com disfunção erétil, sem diabetes, a porcentagem de bons resultados com o uso destes medicamentos chega a 85%. Já nas pessoas com diabetes, o sucesso é de até 75% dos casos. Quando o tratamento com tais comprimidos não tem efeito, existem outras alternativas. Uma delas são as injeções de substâncias vasodilatadoras aplicadas diretamente no pênis para causar uma ereção artificial. Um outro tipo de tratamento é a colocação de uma prótese peniana, uma técnica executada através de uma cirurgia, onde são implantadas duas hastes de silicone no pênis, mantendo-o em estado semi-rígido. Há restrições no uso dos medicamentos vasodilatadores para o tratamento da disfunção erétil para quem tem diabetes? Dr. Fernando: Não para quem tem apenas diabetes. A contra indicação existe para pessoas que tiveram infarto ( ataque do coração ) ou sofrem de angina e fazem tratamento cardíaco com medicamentos a base de nitratos. Existem homens que não têm problemas de ereção e mesmo assim usam os comprimidos, sem indicação e acompanhamento médico, pensando em melhorar o seu desempenho sexual. Isso não é indicado, pois se está fazendo um uso inadequado do medicamento e isso pode trazer conseqüências indesejáveis para a saúde. O apoio psicológico é significativo para o homem com diabetes que está com problemas na sua vida sexual? Dr. Fernando: Quando tratamos uma pessoa com problemas na vida sexual, é preciso avaliar e tratar o seu estado físico e também psicológico. Precisamos analisar como está a atitude desta pessoa em relação à sexualidade. Quem tem diabetes, às vezes, enfrenta algumas limitações, tem que evitar alguns tipos de alimentos, não pode deixar de tomar medicamentos e isso pode alterar negativamente seu estado emocional, com reflexos também no seu relacionamento sexual. Às vezes, a baixa auto-estima pode ser o principal fator da disfunção sexual. Mas para dar uma solução a tudo isso, a pessoa tem que colaborar, e se dispor a aceitar ajuda. O que mais o Dr. recomenda? Dr. Fernando: Para solucionar o problema de disfunção erétil, é preciso abrir o jogo com o médico e se ele não for um especialista, peça-lhe para indicar um. Controlar a glicemia, comer alimentos saudáveis, praticar esportes e exercícios físicos regularmente, evitar o consumo de álcool e parar de fumar, tudo isso ajuda muito o homem a melhorar o desempenho sexual. Já as pessoas com diabetes devem manter o controle de glicemia com muita dedicação, pois dessa forma conseguirão ficar livres da disfunção erétil, ou se isso ocorrer, será de uma forma muito leve e fácil de tratar

6 06 REDESCOBRINDO O PRAZER DE SER estimulação. Isso impede a lubrificação da vagina e provoca dor na relação. No passado, essa era a queixa mais freqüente entre as mulheres. Há outro problema que é a dificuldade de permitir a penetração durante o ato, conhecido como vaginismo. Nestas últimas décadas, período em que a mulher passou a se conhecer melhor e ter maior liberdade sexual, o problema mais freqüente é a falta de orgasmo na relação, a chamada anorgasmia. Há também mulheres que possuem desejo, ficam estimuladas, têm lubrificação vaginal, atingem o orgasmo, mas não se sentem gratificadas. Esta é uma disfunção sexual derivada do processo emocional e provavelmente ocorre porque a mulher necessita de um bom motivo para fazer sexo com alguém. Ou seja, ela precisa estar envolvida emocionalmente e mais: o parceiro tem que ser adequado a ela. Disfunção sexual na mulher Existe um consenso internacional estabelecido em 2002, na cidade de Washington, que define a sexualidade humana como um ciclo de respostas a estímulos eróticos. Na mulher, esse processo inicia-se com o desejo sexual que leva à excitação, provocando a lubrificação vaginal e possibilitando a capacidade de penetração. Em seguida vem o orgasmo e a gratificação que permite o reinício do processo. No entanto, assim como existem homens com problemas sexuais, algumas mulheres também falham na hora do sexo. A disfunção sexual mais comum hoje é a perda do desejo sexual. Isso pode estar associado às mudanças sociais das últimas décadas, em que as mulheres esgotam todas as suas fontes de energia no trabalho, se estressam com questões financeiras, além de viverem preocupadas com a familia e afazeres domésticos. Não é fácil! Chega no final do dia, elas estão tão cansadas que só lhes resta cair na cama e dormir. Outra disfunção sexual bem conhecida na mulher, ocorre quando ela até sente desejo, porém não tem Na mulher com diabetes. De forma geral, as mulheres com diabetes que mantêm glicemias bem controladas e não apresentam freqüentes complicações agudas (hipoglicemia e hiperglicemia ) e crônicas (problemas renais, visuais e vasculares) possuem vida sexual ativa e saudável. Já aquelas que vivem descompensadas, podem ter todas as disfunções sexuais femininas agravadas. Um motivo para seguir um bom programa de educação e tratamento do diabetes. Nas mulheres com diabetes mal controlado podem ocorrer freqüentes quadros de vaginites, por candidíase, caracterizada por corrimento branco com aspecto de leite coalhado provocado por pela bactéria Cândida albicans, que causa irritação, coceira e dor vaginal, em consequência da perda da defesa natural da vagina contra infecções. Em qualquer mulher, a candidíase pode acontecer até 4 vezes por ano. No caso de mulheres que têm diabetes, a glicosúria (eliminação de açúcar na urina), pode favorecer o aparecimento de bactérias. Se a glicemia não for controlada e o problema não for bem tratado, esse é um aspecto que poderá comprometer a qualidade sexual da mulher. O diagnóstico pode influir O impacto do diagnóstico de diabetes na mulher é outro fator que pode ter repercussões na sua atividade sexual. Na maioria das vezes, quando a pessoa recebe a notícia que tem diabetes, entra num estado emocional negativo que pode prejudicar seu interesse em fazer

7 07 MULHER sexo, pois ela sabe que terá que passar por uma mudança de hábitos. Isso precisa ser enfrentado e o apoio de um psicólogo pode ser um forte aliado. Obesidade atrapalha Além de ser uma das principais causas de diabetes tipo 2, a obesidade está fora dos padrões de sensualidade impostos hoje pela sociedade. Com isso, a mulher obesa acha-se feia, perde sua auto-estima e, assim, afasta-se do sexo. De fato, algumas pessoas pioram a disfunção sexual devido à obesidade e o quadro se complica quando chegam ao diabetes. Se o diabetes se mantiver descompensado, a vida sexual dessa pessoa será perdida definitivamente. É por isso que vale tanto a pena tomar as medicações de acordo com as orientações médicas, alimentar-se de forma saudável e praticar atividade física regularmente. Tudo isso nos ajuda muito a evitar a obesidade e manter a boa forma, para nos sentirmos bem com nosso próprio corpo, independente da idade, pois o que vale é o que está na cabeça. Tem solução Já vimos que o tratamento do diabetes para atingir um bom controle glicêmico é fundamental nas mulheres que querem resgatar o prazer de uma vida sexual ativa. Sabemos que é preciso perder peso, fazer a monitorização de maneira freqüente para prevenir as hipos e as hiperglicemias, cuidar dos eventuais ferimentos na pele e principalmente nos pés, estar atento às alterações oculares e nos demais sentidos, como o tato. Para isso, temos aliados: os médicos, os enfermeiros, os nutricionistas, os professores de educação física e os demais profissionais de saúde que lidam com o diabetes. O segundo passo é a mulher tratar do seu principal equipamento para prática do sexo: a vagina. Existem terapias ministradas por psicólogos e sexólogos que podem ajudar a mulher recuperar a sensibilidade e resgatar a auto-estima, treinando-a a manipular o seu órgão genital, assim ela vai reconhecer as áreas erógenas de seu corpo. É claro, a mulher precisa de um parceiro para fazer amor. Se ela estiver enfrentando problemas de disfunção sexual, ele vai ter que ajudá-la e muito, com paciência, companheirismo, respeito, diálogo e carinho. Reposição hormonal Atualmente, o grande desafio é a terapia de reposição Dr. Eliano Pellini, ginecologista. Professor, assistente e coordenador do Grupo de Planejamento Familiar e Hormônio da Faculdade de Medicina do ABC Paulista A glicemia não controlada pode comprometer a qualidade sexual da mulher hormonal utilizada na menopausa. Embora haja muita controvérsia, os resultados têm sido muito bons, pois se observa melhorias na pele, nos cabelos e na lubrificação vaginal das mulheres que optaram por esse tipo de tratamento. Há até pouco tempo, a terapia de reposição hormonal em mulheres com diabetes não era recomendada, pois as drogas administradas provocavam hiperglicemia e elevavam os riscos de trombose. Hoje, já existem hormônios femininos em forma de gel para serem aplicados sobre a pele da mulher, sem contra-indicações que possam afetar sua função metabólica. Mesmo assim, a terapia de reposição hormonal em portadoras de diabetes só deve ser adotada a partir de cuidados e critérios rígidos, com o acompanhamento de um bom especialista no assunto. Sem Culpa Diferente dos homens, que hoje já dispõem de algumas pílulas que os ajudam a não falhar na hora H, as mulheres ainda não têm à disposição uma droga deste tipo. Provavelmente isso nunca existirá já que em primeiro lugar (não devemos nos esquecer disso) elas precisam de motivo emocional para fazer amor. Então, aí vai uma boa dica para quem está enfrentando problemas com o sexo: encare estas situações com bom humor e diálogo. Se você ou o seu parceiro falharam, não se culpe nem responsabilize o outro. Outra dica: não se deixe enganar com o que a televisão ou as revistas divulgam sobre aquela celebridade que é uma atleta sexual, ou o rapaz que tem um apetite insaciável. Use sua inteligência e perceba que sexo não é apenas um ato físico, é aconchego e carícia. Lembre-se: é imprescindível que você mantenha seu diabetes bem controlado e goste de si mesma. A partir disso, vista uma roupa bonita, passe um baton e saia para passear, jantar, dançar e se divertir com seu marido, namorado, companheiro, ou com um amigo. Pode rolar aquele clima para curtir um romance, pois o amor sempre está no ar Saiba mais:

8 08 DOSES DE SAÚ Dicas do CBDED* para tornar seu tratam MUITAS CANETAS. AGULHAS, SÓ BD ULTRA-FINE TM! Qual é a sua caneta para aplicação de insulina? Qualquer que seja a marca, as agulhas só podem ser BD Ultra-Fine TM, as únicas compatíveis com todas as canetas disponíveis no mercado brasileiro. FÁCIL LEITURA, PRECISÃO NAS DOSAGENS Escolher a seringa certa é o primeiro passo para não errar na dosagem de insulina. Qual seringa você está utilizando? Se for a BD Ultra-Fine TM U-100 não se esqueça que cada traço da escala corresponde a 2 unidades de insulina. Já se a sua seringa for a BD Ultra- Fine TM U-50 ou Ultra- Fine TM U-30, cada traço da escala corresponde a 1 unidade de insulina.

9 09 DE ento mais eficaz, seguro e confortável. SEGURANÇA & HIGIENE Quer tornar as coisas mais práticas no momento da aplicação de insulina e nas pontas de dedo? Então use o BD Alcohol Swabs. São pequenos envelopes, fáceis de armazenar, transportar e manipular, sem falar na maior segurança e higiene. CONFORTO E SEGURANÇA NA AUTOAPLICAÇÃO Você sente insegurança na hora da autoaplicação? Tem dúvidas quanto a distância entre a pele e a agulha e quanto de força deve fazer para introduzir a agulha? O BD Automatic Injector - Inject Ease TM pode te ajudar. Aplicador que proporciona penetração automática da agulha e dispensa movimento de impulso. Utilizado com seringas BD Ultra-Fine TM. AMOSTRA DE SANGUE FÁCIL E SEM DOR Falando de conforto e segurança, você merece o melhor para monitorar a glicemia. Com a lanceta BD Ultra- Fine TM II, a mais fina disponível no mercado, a picadinha para obter a amostra sangüínea é praticamente indolor. O Lancetador BD proporciona penetração fácil e suave da lanceta. Ajustável para 6 níveis de profundidade conforme a espessura da pele. Seu formato de lápis facilita o uso e o transporte. Saiba mais sobre estes produtos visitando o site ou fale conosco, ligando para o Disque Centro BD de Educação em Diabetes Equipe do Centro BD de Educação em Diabetes * Centro BD de educação em Diabetes

10 10 Por conta de cada Assim como um dia nunca é igual a outro, a glicemia também pode apresentar oscilações causadas por múltiplos fatores que ocorrem diversas vezes, independente de nossa vontade. Portanto, é preciso saber quando e como ajustar as doses de insulina, para manter a glicemia bem controlada. Situações mais comuns de oscilações da glicemia As oscilações da glicemia geralmente ocorrem nos estados febris provocados por infecções, durante a gravidez e no período pré-menstrual em conseqüência das alterações hormonais, e na prática de atividade física. Em todas estas situações podem ocorrer hipo e hiperglicemia. Os sinais e sintomas que indicam hiperglicemia (aumento da glicose no sangue) são bem conhecidos por quem tem diabetes: fome e sede excessiva, vontade de urinar freqüente, perda de peso e visão turva. Já as hipoglicemias (queda da glicose no sangue) podem se manifestar através de suores, tremores, tontura, irritação, dor de cabeça, dificuldades de se concentrar e desorientação entre outros. Considerando que cada pessoa tem o seu sinal ou sintoma característico, é bom receber orientações para saber identificá-lo e tratá-lo com segurança.portanto é preciso realizar teste de glicemia capilar para identificar o tipo de alteração e, quando necessário, efetuar a mudança ou ajuste na dose de insulina. Cada caso é um caso no ajuste das doses de insulina Não existe uma receita que oriente exatamente como fazer as alterações nas doses de insulina para controlar bem a glicemia. Afinal, cada pessoa reage de forma distinta nas diferentes situações. Sabemos que o tratamento do diabetes não se restringe a aplicar insulina. A busca do controle envolve uma equipe de profissionais para garantir a educação em diabetes. Conhecer bem como funciona o corpo e traçar o perfil glicêmico através da monitorização da glicemia, é o único caminho para ajustar a dose correta de insulina. Veja algumas situações em que pode ser necessário fazer o ajuste na dose de insulina. Período pré-menstrual - Uma garota que utiliza insulina NPH (ação intermediária) e insulina regular (ação rápida), está no período pré-menstrual, conhece bem o seu corpo e faz testes diários, sabe que sua glicemia pode oscilar nesta fase. Portanto, ela pode, por exemplo, ser orientada para neste período aumentar ou diminuir a dose da insulina NPH, continuar monitorando a glicemia para identificar a necessidade de alteração na insulina rápida, prevenindo a hipo ou hiperglicemia. Exercícios físicos - Levando-se em conta que a insulina NPH é aplicada em horários pré-determinados, em dia de exercícios fisicos ou prática de esportes, é importante saber se há necessidade de ajustes na dose de insulina. Isso evita, por exemplo uma hipoglicemia durante ou após os exercicios. Baladas - Sair com amigos é muito bom para a produção de serotonina, hormônio que atua para melhorar nosso humor e auto-estima. A dica para quem tem diabetes e vai curtir um programa com os amigos é monitorar a glicemia. Se a pessoa vai para a balada, barzinho, danceteria, ou atividade que exige maior consumo de energia, tem que lembrar de fazer um teste de glicemia capilar pelo menos a cada 4 horas. Se a glicemia estiver caindo é preciso alimentar-se. Estando com hiperglicemia,

11 11 Dr. Levimar Araújo - Endocrinologista chefe da Clínica de Endocrinologia do Hospital Univ. São José - BH (MG). um! Conhecer o perfil glicêmico e contar carboidratos são essenciais para melhor controlar a glicemia a insulina deve estar no kit balada para resolver o problema. É importante ficar alerta com as bebidas alcoólicas, pois no início elas podem ter um efeito hipoglicemiante, mas tem carboidratos e calorias que podem elevar a glicemia. Sem falar que embriagar se é um tremendo mico! Atividade sexual - O ato sexual despende, de uma quantidade considerável de energia. Por isso, vale a pena verificar a glicemia com um teste rápido. Se estiver no limite ou um pouco baixa, é bom ingerir algum alimento de absorção rápida para evitar a hipoglicemia. Neste caso, não há necessidade de alterar a dose da insulina basal. Profissionais e pessoas com diabetes unidos a favor da liberdade Quem tem diabetes precisa estar motivado a se tratar com independência. Deve existir entre o médico e o paciente uma relação de confiança e respeito, onde a troca de informações entre ambos é sempre crescente, proveitosa e prazerosa. O suporte da equipe multiprofissional é indispensável para o sucesso no tratamento. O tratamento do diabetes envolve uma escolha. Um caminho é ficar chorando e se lamentando sem se cuidar. O outro é caminho do conhecimento e da educação em diabetes. Tratar o diabetes é tratar a vida, pois ter diabetes é muito mais seguir um estilo de vida do que ter uma doença AJUSTE DE DOSE DA INSULINA: LIBERDADE COM CONHECIMENTO, RESPONSABILIDADE E SEGURANÇA Cada pessoa, com diabetes ou não, tem uma sensibilidade diferente à ação da insulina. Isso é chamado de Fator de Sensibilidade e representa o quanto uma unidade de insulina reduz a glicemia. Para ajustar as doses de insulina rápida e ultra-rápida a fim de corrigir uma hiperglicemia, é preciso calcular o Fator de Sensibilidade à insulina e o Fator de Correção. O cálculo do Fator de Correção determina a dose necessária para ajuste, levando em consideração as metas estabelecidas de glicemia para cada pessoa. Fator de Sensibilidade - Cálculo feito a partir de uma fórmula onde um valor fixo é dividido pela dosagem total de insulina utilizada em um dia. Para a correção da insulina de ação ultra-rápida, o valor fixo é Por exemplo, vamos calcular o Fator de Sensibilidade de uma pessoa que utiliza 36 Unidades de insulina por dia (25 Unidades de NPH mais 11 Unidades de insulina Ultra-Rápida). Para calcular o Fator de Sensibilidade divide-se por 36, o resultado é 50. O Fator de Sensibilidade 50 (FS= 50), demonstra que cada Unidade de insulina Ultra-Rápida reduz, nessa pessoa, 50 mg/dl de glicemia. Fator de Correção - O cálculo é FC = glicemia do momento menos a meta estipulada dividido pelo Fator de Sensibilidade. Usando o mesmo exemplo, FS = 50 e estipulando a meta glicêmica de 120 mg/dl, vamos calcular o Fator de Correção para um episódio de hiperglicemia de 200 mg/dl. FC = dividido por 50. Calculando: FC = 80/50 = 1,6. Portanto são necessários 1,6 unidades de insulina Ultra-Rápida para a glicemia chegar em torno de 120 mg/dl. Lembre-se: é fundamental ter conhecimento, monitorar a glicemia e contar carboidratos para melhor controlar a glicemia. Saiba mais sobre o assunto conversando com o médico. Leia as próximas edições da revista BD Bom Dia.

12 12 ÁLCOOL & OUTRAS DROGAS NA CONTRA-MÃO DA VIDA A dependência química é hoje uma das grandes preocupações no Brasil e no mundo pois envolve múltiplos fatores com vários aspectos orgânicos, emocionais e sociais. Por isso, no tratamento do dependente químico é fundamental envolver a sua família e suas relações sociais. Quando se fala de diabetes e dependência química, surge a questão do abuso do álcool e de outras drogas. Explicando melhor: a pessoa pode não ser dependente de drogas, mas ter sérios problemas com elas devido ao abuso. A situação torna-se mais séria se a pessoa tem diabetes que, para ter um bom controle, necessita de uma vida equilibrada, administração de medicamentos, atividade física, plano alimentar e outros cuidados especiais. Por isso, o primeiro alerta na relação diabetes e drogas não se restringe à dependência, mas também à questão do uso e abuso. Hoje existem vários estudos sobre o uso de drogas no Brasil com populações específicas. Uma dessas pesquisas foi realizada pelo Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), entidade ligada à Escola Paulista de Medicina (EPM). Os dados obtidos pelo Cebrid,em 2004, apontam que a principal droga usada em nosso país é o álcool, consumido por quase 70% dos brasileiros entre 12 e 65 anos de idade. Sempre que o tema drogas é comentado ou discutido, a maconha e a cocaína são as primeiras substâncias em que pensamos. Sem dúvida, o consumo destes dois tipos de narcóticos vêm causando grande preocupação há décadas. Segundo a pesquisa do Cebrid, no Brasil a maconha, um alucinógeno, é consumida por quase 7% da população. Já a cocaína, um estimulante, é usada por cerca de 2% dos brasileiros. Contudo, não podemos nos esquecer das drogas legalizadas: o álcool, o tabaco, os benzodiazepínicos encontrados em tranqüilizantes e as anfetaminas presentes em controladores e estimulantes do apetite. Todos estes produtos são vendidos no mercado, às vezes sem a fiscalização necessária. No entanto, seu uso e abuso podem levar à dependência química e até mesmo ao consumo das drogas ilegais. Se o uso destas substâncias preocupa (especialmente os pais de jovens), o abuso preocupa mais ainda, pois o abuso sempre vem acompanhado de alguma conseqüência grave, um problema. Faça uma enquete. Vá a um barzinho freqüentado por jovens que saem para se divertir nas chamadas baladas. Pergunte quantas cervejas o jovem pretende beber. Normalmente, quantas der para tomar, afirmará. Pergunte então quem irá dirigir de volta para casa. E a resposta virá: Eu, naturalmente!. Nessa situação, há uma considerável queda na coordenação motora e nos reflexos, suficiente para causar um acidente de trânsito grave e até mesmo fatal, como infelizmente ocorre nos finais das baladas noturnas.três ou quatro cervejas já são suficientes para registrar um teor alcoólico maior do que o permitido por lei (0,6 g/100ml). COMBINAÇÃO IMPERFEITA Quando se dedica passo-a-passo e diariamente ao tratamento, a pessoa com diabetes bem controlado é capaz de viver normalmente, com poucos problemas de saúde. No entanto, é preciso manter um estilo de vida que não combina em nada com os efeitos tóxicos

13 13 causados pelo consumo de drogas. O álcool, por exemplo, é um grande destruidor das ilhotas de Langerhans, células do pâncreas que, entre outras funções, são responsáveis pela produção de insulina. Daí é fácil concluir que o seu consumo freqüente pode causar o diabetes e agravá-lo em quem já tem. Por isso, a incidência de diabetes entre pessoas alcoólatras é alta, exatamente pela ação direta e danosa do álcool sobre o pâncreas e o fígado, órgão de desintoxicação e de produção de substâncias indispensáveis à vida saudável. Por que dizer não às drogas Está mais do que documentado que a maconha tem um efeito nocivo sobre os testículos, alterando os níveis de testosterona e, por conseguinte, a produção de espermatozóides, afetando a sexualidade de quem a fuma. Quer mais? As drogas também prejudicam a imunidade, diminuindo a defesa do organismo. Quem tem diabetes precisa tomar muito cuidado com as infecções para não ficar sujeito a episódios de hiper e hipoglicemias graves. Assim, a pessoa com diabetes que usa drogas, com freqüência está se arriscando a ter sua imunidade diminuída e poderá ficar bastante descompensado. Para manter um bom controle da glicemia, a pessoa tem que preservar os seus órgãos a fim de que possa haver bom funcionamento metabólico de todo o organismo. Como as drogas têm um efeito tóxico direto e indireto em todos os órgãos, elas alteram o metabolismo. Quando a pessoa com diabetes decide consumir qualquer droga, passa a ter problemas não apenas em relação à insulina, mas também com os demais hormônios. É como em uma orquestra: se um violino estiver desafinado ou fora do compasso, vai comprometer todo o conjunto. Com o nosso organismo é a mesma coisa. Quando a ação de um hormônio é alterada por uma droga, os outros hormônios também serão afetados. Um outro motivo contra as drogas é que elas atrapalham uma atividade fundamental ao bom controle do diabetes: os exercícios físicos. O dependente ou a pessoa que abusa das drogas torna-se inapto para praticar esportes ou fazer exercícios. Além disso, há os efeitos emocionais. Quando há alguém com diabetes na família, é preciso prestar muita atenção no comportamento dessa pessoa, ajudá-la a manter o equilíbrio emocional, estimulando sua auto-estima para que viva em harmonia nos seus relacionamentos. A droga atua contra tudo isso, pois causa depressão, aumenta a irritabilidade, a agressividade, transforma o usuário em uma pessoa arrogante, gera ansiedade e baixa auto-estima. Na verdade, a droga produz um suicídio lento. Para conviver bem com o diabetes, a pessoa precisa ser disciplinada. O usuário de drogas é indisciplinado Dr. Luis Alberto Chaves de Oliveira O perigo está na relação Droga X Usuário por excelência. A pessoa com diabetes tem que ter um cotidiano regular. O dependente de drogas leva uma vida irregular, sem regras. Todos nós precisamos viver em harmonia com nossas famílias. A droga produz a desagregação familiar. Com ou sem diabetes, é bom praticar exercícios físicos com regularidade para que nossos reflexos fiquem bem atentos a imprevistos. As drogas tornam as pessoas sedentárias e mais vulneráveis a acidentes que vão causar mais problemas para a saúde, além do diabetes. É bem longa a lista de razões que demonstram que a droga, qualquer que seja, não combina em nada com o controle do diabetes e com uma vida saudável. Nestes 20 anos em que eu venho me dedicando ao estudo das drogas e ao tratamento de dependentes químicos, felizmente encontrei poucas pessoas com diabetes com problemas relacionados a drogas. Isso talvez porque sejam pessoas que procuram cuidar bem da saúde e dão valor à vida. Porém, são comuns casos de pessoas que desenvolve o diabetes em conseqüência do uso e abuso de drogas, principalmente devido ao consumo de álcool. Aí vai o meu recado: pense bem em você mesmo antes de pedir a segunda dose. Faltam políticas públicas e conscientização sobre as drogas Para o pediatra Luis Alberto Chaves de Oliveira, mais conhecido como Dr. Laco, a dependência química é uma doença multifatorial, biopsicossocial e, portanto, exige uma abordagem orgânica, emocional e social. O consumo e a venda de drogas no Brasil é um problema que só poderá ser reduzido a partir da implantação de políticas públicas e de maior conscientização da população, especialmente por parte dos pais e dos familiares dos dependentes. Eu sou muito procurado por pais assustados que souberam que o filho fumou maconha, mas não se preocupam ao saberem que este filho também se embriagou com álcool. É uma postura deturpada e hipócrita em relação às drogas, pois ao darmos abertura para o consumo de bebidas alcoólicas, estamos abrindo as portas para outras drogas, assegura o médico. Saiba mais sobre tratamento de dependência química ou drogas visitando o site ou enviando ao dr. Laco:

14 14 Dicas elaboradas pela equipe do Centro BD de Educação em Diabetes q q s s VOCÊ SABIA? Que as frutas também contêm açúcar? Frutas são ideais para matar aquela fominha entre as refeições principais. Mas como qualquer outro alimento, devem ser consumidas com moderação. Então não vá abusar, comendo várias frutas seguidas. d s t q q s s d s t q 1 q 2 s 3 s SEMPRE ALERTA Aprenda a identificar seu principal sinal de hipoglicemia. E quando perceber que ela esta chegando, não perca tempo: tome um copo de suco de laranja, coma um biscoito ou uma fruta e livre-se dela... FEBRE Não interrompa as aplicações de insulina em caso de febre. Havendo necessidade de se fazer um reajuste na dose, peça orientação ao médico. OLHO VIVO NA VALIDADE! Verifique sempre o prazo de validade na embalagem de sua insulina. MALHAÇÃO Exercício físico é ótimo para controlar a glicemia, além de manter a boa forma. Pratique exercícios com regularidade sempre com a orientação de um profissional. FIQUE ATENTO AOS LOCAIS DE APLICAÇÃO Se você programou o dia de hoje para correr, caminhar ou andar de bicicleta não faça a aplicação de insulina na coxa. Neste caso, prefira aplicar no braço, no abdômen ou na nádega. TIRE DA GELADEIRA Ei você que usa insulina: não se esqueça de tirá-la da geladeira entre 15 e 30 minutos antes da aplicação. Você sabe, aplicar insulina fria é desconfortável. LIPODISTROFIA Não aplique insulina sempre no mesmo local e não reutilize as agulhas, isso pode causar lipodistrofia. Sua pele pode ficar assim.

15 15 NA PRACINHA ONDE A TURMA SE REUNE... EI MÃE, VOU ALI COM O CARLINHOS! DE ONDE VOCÊ TÁ VINDO RENATINHO?? MEUS PAIS LEVARAM MEU IRMÃO A UMA PALESTRA SOBRE BEBIDAS. ELE ESTAVA EXAGERANDO NOSSA!! E PORquE LEVARAM ELe? A BEBIDA FAZ MAl?? claro que faz!! QUEM EXAGERA NA BEBIDA PODE TER MUITOS PROBLEMAS DE SAÚDE E PSICOLÓGICOS. a bebida causa conflitos em casa e no trabalho A BEBIDA EM EXCESSO É UM GRANDE VILÃO! E A PALESTRA FUNCIONA??? sim! AS PALESTRAS COMO AS DO aa - ALCOÓLICOS ANÔNIMOS* SÃO MUITO IMPORTANTES PARA QUEM TEM PROBLEMAS COM A BEBIDA. É O PRIMEIRO PASSO PARA SE TRATAR E LARGAR ESSE VÍCIO! Soluções da edição anterior POXA, ESSA CONVERSA TODA ME DEU SEDE É? ENTÃO VAMOS TOMAR UM SUCO E EU TE FALO MAIS SOBRE A PALESTRA OK!! *Aí vai o contato do aa - ALCOÓLICOS ANÔNIMOS:

16 NÃO REUTILIZE LANCETAS, AGULHAS OU SERINGAS A reutilização pode causar sérios danos à saúde. Pode causar infecções e problemas dermatológicos. A aplicação pode tornar-se dolorosa. Pode causar hiperglicemia, devido a perda e absorção irregular de insulina. Diabetes Care

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O QUE É ANDROPAUSA? Problemas hormonais surgidos em função da idade avançada não são exclusivos das mulheres. Embora a menopausa seja um termo conhecido

Leia mais

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog DICAS PARA UTILIZAÇÃO DESTA CARTILHA 1. Você pode distribuí-la para todos os

Leia mais

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Governo do Estado da Bahia Jacques Wagner Secretário de Saúde do Estado da Bahia Jorge José Santos Pereira Solla Superintendência de Atenção

Leia mais

D I R E T O R I A D E S A Ú D E

D I R E T O R I A D E S A Ú D E Saúde In Forma Junho/2013 Dia 26 de Junho Dia Nacional do Diabetes Diabetes é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal da glicose ou açúcar no sangue. A glicose é a principal fonte de

Leia mais

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia).

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia). diabetes Quando Acidente a glicemia vascular (glicose cerebral no sangue) (tromboses), sobe, o pâncreas uma das principais O que Quais é a diabetes? as complicações associadas à diabetes? produz causas

Leia mais

impotência sexual Guia definitivo: acabe com todas as suas incertezas sobre impotência sexual

impotência sexual Guia definitivo: acabe com todas as suas incertezas sobre impotência sexual impotência sexual Guia definitivo: acabe com todas as suas incertezas sobre impotência sexual INTRODUÇÃO A disfunção sexual é um problema que faz parte do cotidiano de muitas pessoas. A falta de informações

Leia mais

A importância do tratamento contra a aids

A importância do tratamento contra a aids dicas POSITHIVAS A importância do tratamento contra a aids Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente,

Leia mais

Quais são os sintomas? O sucesso no controle do diabetes depende de quais fatores? O que é monitorização da glicemia? O que é diabetes?

Quais são os sintomas? O sucesso no controle do diabetes depende de quais fatores? O que é monitorização da glicemia? O que é diabetes? Quais são os sintomas? Muita sede, muita fome, muita urina, desânimo e perda de peso. Esses sintomas podem ser observados antes do diagnóstico ou quando o controle glicêmico está inadequado. O aluno com

Leia mais

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle?

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Tenho diabetes: o que isso significa, afinal? Agora que você recebeu o diagnóstico de diabetes, você começará a pensar em muitas

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Diabetes é uma doença ocasionada pela total falta de produção de insulina pelo pâncreas ou pela quantidade insuficiente da substância no corpo. A insulina

Leia mais

ÁLCOOL E JOVENS. O que um jovem precisa saber. para evitar problemas.

ÁLCOOL E JOVENS. O que um jovem precisa saber. para evitar problemas. ÁLCOOL E JOVENS O que um jovem precisa saber para evitar problemas. Cerveja, vinhos, caipirinha, chope: elementos da vida cotidiana de muita gente. Essas bebidas ajudam a celebrar datas festivas, a selar

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

Conheça mais sobre. Diabetes

Conheça mais sobre. Diabetes Conheça mais sobre Diabetes O diabetes é caracterizado pelo alto nível de glicose no sangue (açúcar no sangue). A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, é responsável por fazer a glicose entrar para

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

Diabetes. Introdução. Sintomas

Diabetes. Introdução. Sintomas Diabetes Introdução A diabetes desenvolve-se quando o organismo não consegue controlar a quantidade de glicose (açúcar) no sangue. Isto pode acontecer se o corpo não produzir quantidades suficientes da

Leia mais

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente Carrefour Guarujá Bárbara Pereira Quaresma Enfermeira Docente Enfª Bárbara Pereira Quaresma 2 O que é DST? Toda doença transmitida através de relação sexual. Você sabe como se pega uma DST? SEXO VAGINAL

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR A Diabetes afeta cerca de 366 milhões de pessoas em todo o mundo e cerca de 1 milhão de Portugueses. A cada 7 segundos morre no Planeta Terra

Leia mais

sobre pressão alta Dr. Decio Mion

sobre pressão alta Dr. Decio Mion sobre pressão alta Dr. Decio Mion 1 2 Saiba tudo sobre pressão alta Dr. Decio Mion Chefe da Unidade de Hipertensão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP)

Leia mais

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES 1 Copyright 2014 por Publicado por: Diabetes & Você Autora: Primeira edição: Maio de 2014 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta apostila pode

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde?

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? DICAS DE SAÚDE 2 Promova a sua saúde. Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? Veja o gráfico : 53% ao estilo de vida 17% a fatores hereditários 20% a condições ambientais 10% à assistência médica

Leia mais

Como viver bem com diabetes

Como viver bem com diabetes Como viver bem com diabetes Sumário 3 5 7 8 10 12 14 15 16 17 19 O que é diabetes? Como saber se tenho diabetes? Por que controlar bem o diabetes? Alimentação Por que fazer exercícios físicos? Tratamento

Leia mais

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças FACTORES DE RISCO Factores de risco de doença cardiovascular são condições cuja presença num dado indivíduo aumentam a possibilidade do seu aparecimento. Os mais importantes são o tabaco, a hipertensão

Leia mais

ORIENTAÇÃO ÀS CHEFIAS NAS SITUAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COM PROBLEMAS DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS. O PAPEL DA CHEFIA

ORIENTAÇÃO ÀS CHEFIAS NAS SITUAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COM PROBLEMAS DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS. O PAPEL DA CHEFIA ORIENTAÇÃO ÀS CHEFIAS NAS SITUAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COM PROBLEMAS DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS. O PAPEL DA CHEFIA Como chefe de alguém que apresenta problemas relacionados ao uso de álcool e/ou outras drogas,

Leia mais

Guia do Paciente DAPAGLIFLOZINA

Guia do Paciente DAPAGLIFLOZINA Guia do Paciente DAPAGLIFLOZINA Índice Tratando seu diabetes tipo 2 com DAPAGLIFLOZINA 3 Como funciona? 4 Como devo utilizar? 5 Quais são os principais efeitos colaterais do tratamento com DAPAGLIFLOZINA?

Leia mais

Para FICAR numa boa...

Para FICAR numa boa... visite: www.redece.org NAMORAR Para FICAR numa boa... TRANSAR e sem sustos... livreto regina_indesign.indd 1 Acontece cada coisa... A Camisinha vazou??!! E agora?!! 2 Engravidar sem querer pode ser um

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br ANS - Nº 34.388-9 0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br Março 2007 Programa de Atenção ao Diabetes O que é diabetes? AUnimed-BH preocupa-se com a saúde e o bem-estar dos seus clientes, por isso investe em

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADO FEDERAL PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Previna o câncer do colo do útero apresentação O câncer do colo do útero continua matando muitas mulheres. Especialmente no Brasil,

Leia mais

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde!

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! O Serviço Social da Construção Alimentação Saudável Quanto mais colorida for a sua alimentação, maior a presença de nutrientes no seu corpo e melhor será a sua saúde. 50%

Leia mais

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa Capa ツVivo Feliz Sem Drogas Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo o uso indevido de drogas Capa fim MUNICIPIO DE ITAPEVA SP Secretaria Municipal de Defesa Social Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem!

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Convivendo bem com a doença renal Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Nutrição e dieta para diabéticos: Introdução Mesmo sendo um paciente diabético em diálise, a sua dieta ainda

Leia mais

Saúde. Equilíbrio. Diabetes. Consulte nosso farmacêutico ou o seu médico.

Saúde. Equilíbrio. Diabetes. Consulte nosso farmacêutico ou o seu médico. Como posso prevenir as complicações do? Mantenha os valores de açúcar no sangue sob controle Mantenha a pressão arterial dentro dos valores normais (130/80mmHg) Perca peso e controle o colesterol Cuide

Leia mais

DIABETES MELLITUS PATRÍCIA DUPIM

DIABETES MELLITUS PATRÍCIA DUPIM DIABETES MELLITUS PATRÍCIA DUPIM Introdução É um conjunto de doenças metabólicas que provocam hiperglicemia por deficiência de insulina Essa deficiência pode ser absoluta, por baixa produção, ou relativa

Leia mais

ESPECIAL 2014. SAÚDE da Mulher

ESPECIAL 2014. SAÚDE da Mulher ESPECIAL 2014 SAÚDE da Mulher ESPECIAL 2014 SAÚDE da MULHER APRESENTAÇÃO A mulher redefiniu seu papel na sociedade e tem hoje grandes desafios e variadas demandas que terminam por impactar no seu estilo

Leia mais

HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante)

HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante) 1 CDS12JUL06 HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante) FORMAS FARMACÊUTICAS, APRESENTAÇÕES E COMPOSIÇÃO HUMALOG KWIKPEN é uma solução aquosa clara, incolor, para administração subcutânea

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS 1. MÉTODOS COMPORTAMENTAIS Os métodos contraceptivos são utilizados por pessoas que têm vida sexual ativa e querem evitar uma gravidez. Além disso, alguns

Leia mais

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br Todo mundo quer viver muitos anos, não é mesmo? Mas você já se questionou se está somando mais pontos contra do que a favor na busca pela longevidade? Por isso mesmo, um estudo da Universidade da Califórnia,

Leia mais

ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. Senhor Presidente,

ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 04/05/2011. ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho.

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho. O que é Alcoolismo? Alcoolismo é a dependência do indivíduo ao álcool, considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer

Leia mais

Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes

Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes Manual com Diretrizes para Professores de Crianças com Diabetes Índice Página 1. Aprendendo a conviver com o diabetes. 3 2. O que é diabetes? 4-5 3. Hiperglicemia e Cetoacidose. 6 4. Planeje com antecedência.

Leia mais

A PESSOA COM DIABETES

A PESSOA COM DIABETES A PESSOA COM DIABETES A diabetes mellitus é uma doença crónica com elevados custos humanos, sociais e económicos, em rápida expansão por todo o mundo. Calcula-se que Portugal terá, na segunda década deste

Leia mais

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA A adolescência é uma fase de transição, mudança da infância para a vida adulta. Nesse momento acontecem várias modificações no corpo, surgem várias dúvidas, medo,

Leia mais

Deposteron cipionato de testosterona

Deposteron cipionato de testosterona Deposteron cipionato de testosterona EMS SIGMA PHARMA LTDA Solução I.M. 100 mg/ ml MODELO DE BULA - PACIENTE Deposteron cipionato de testosterona APRESENTAÇÕES Solução oleosa injetável 100 mg/ml em embalagem

Leia mais

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase.

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase. O que são DSTs? DSTs significa, doenças sexualmente transmissíveis, que são passadas nas relações sexuais com pessoas que estejam com essas doenças. São DSTs, a gonorréia, a sífilis, a clamídia, o herpes

Leia mais

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil.

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. É legal saber! Gravidez Transar uma única vez, pode engravidar? Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. Minha menstruação na desceu. Estou grávida? Depende. É importante cada mulher

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior O QUE É DIABETES? Trata-se de uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina ou quando o corpo não consegue utilizar

Leia mais

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia

Leia mais

CURSO: Cuidador de Idoso

CURSO: Cuidador de Idoso CURSO: Cuidador de Idoso Bárbara Pereira Quaresma Enfermeira Docente 2 1 3 Bem vindos 4ª aula 4 Mãos As mãos do cuidador são suas maiores, melhores e mais usadas ferramentas. Por isso devem estar SEMPRE

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

NAXOGIN COMPRIMIDOS. 500 mg

NAXOGIN COMPRIMIDOS. 500 mg NAXOGIN COMPRIMIDOS 500 mg Naxogin nimorazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Naxogin Nome genérico: nimorazol APRESENTAÇÕES Naxogin comprimidos de 500 mg em embalagens contendo 8 comprimidos.

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG Programa de Reabilitação Cardiovascular e Metabólica Residência Multiprofissional em Saúde Cardiovascular CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica

Leia mais

Questionário: Risco de ter diabetes

Questionário: Risco de ter diabetes Questionário: Risco de ter diabetes ATENÇÃO! Este questionário não deve ser aplicado a gestantes e pessoas menores de 18 anos. Preencha o formulário abaixo. Idade: anos Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino

Leia mais

Que tipos de Diabetes existem?

Que tipos de Diabetes existem? Que tipos de Diabetes existem? -Diabetes Tipo 1 -também conhecida como Diabetes Insulinodependente -Diabetes Tipo 2 - Diabetes Gestacional -Outros tipos de Diabetes Organismo Saudável As células utilizam

Leia mais

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS UM COMPROMISSO COM A VIDA CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS AMBULATÓRIO DE DOENÇA DE CHAGAS UNIDADE DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA UNIDADE DE

Leia mais

A B C. Manter-se saudável Como controlar a diabetes tipo 2 (Type 2 Diabetes)

A B C. Manter-se saudável Como controlar a diabetes tipo 2 (Type 2 Diabetes) 1 Manter-se saudável Como controlar a diabetes tipo 2 (Type 2 Diabetes) Conhece o ABCDEs? Fale com o profissional de saúde familiar sobre as metas mais saudáveis para si, bem como a forma de as alcançar

Leia mais

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira DIABETES Introdução Geralmente, as pessoas descobrem estar diabéticas quando observam que, apesar

Leia mais

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox Informativo Semanal O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... /LEGISLATIVO 2011

PROJETO DE LEI Nº... /LEGISLATIVO 2011 PROJETO DE LEI Nº... /LEGISLATIVO 2011 Dispõe sobre a afixação nas Academias de Ginástica, Centros Esportivos e Estabelecimentos Comerciais de Nutrição Esportiva e produtos correlatos à atividade física,

Leia mais

OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES. Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes

OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES. Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes OS 5 PASSOS QUE MELHORAM ATÉ 80% OS RESULTADOS NO CONTROLE DO DIABETES Mônica Amaral Lenzi Farmacêutica Educadora em Diabetes TER DIABETES NÃO É O FIM... É o início de uma vida mais saudável, com alimentação

Leia mais

Este template é muito diferente e muito, mas muito especial!

Este template é muito diferente e muito, mas muito especial! Esta é nossa última sequência! Este template é muito diferente e muito, mas muito especial! Quero que você olhe para ele com olhos de águia e reflita, e muito, se ele realmente serve para o seu produto

Leia mais

CAPYLA HAIR (finasterida)

CAPYLA HAIR (finasterida) CAPYLA HAIR (finasterida) EMS SIGMA PHARMA LTDA Comprimido Revestido 1 mg IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Capyla-hair finasterida APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 1 mg de finasterida acondicionados

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS DIABETES MELLITUS Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem atualmente cerca de 171 milhões de indivíduos diabéticos no mundo.

Leia mais

Vamos falar sobre câncer?

Vamos falar sobre câncer? Vamos falar sobre câncer? O SIEMACO sempre está ao lado dos trabalhadores, seja na luta por melhores condições de trabalho, lazer e educação ou na manutenção da saúde, visando a promoção e ascensão social.

Leia mais

10 hábitos. que você deve mudar agora mesmo. Para ter uma melhor qualidade de vida

10 hábitos. que você deve mudar agora mesmo. Para ter uma melhor qualidade de vida 10 hábitos que você deve mudar agora mesmo Para ter uma melhor qualidade de vida Sumário Introdução............................... 2 1- Pare de pensar negativo: você atrai o que transmite!........ 3 2

Leia mais

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida?

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Para NÃO APANHAR nas relações intimas e sexuais: 1. Não fazer sexo enquanto não se sentir preparado para usar o preservativo (pode experimentar primeiro

Leia mais

O Câncer de Próstata. O que é a Próstata

O Câncer de Próstata. O que é a Próstata O Câncer de Próstata O câncer de próstata é o segundo tumor mais comum no sexo masculino, acometendo um em cada seis homens. Se descoberto no início, as chances de cura são de 95%. O que é a Próstata A

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #2 Positivo, o que e u faç o Deu Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

Coloque quem voc gosta para correr da pregui a

Coloque quem voc gosta para correr da pregui a 2014 Coloque quem voc gosta para correr da pregui a manual do ex-sedentário para o futuro corredor dedico este guia à pois quero te botar pra correr Por mais que seu estofado seja acolchoado, macio e convidativo,

Leia mais

VOCÊ CUIDA DO SEU DIABETES, A GENTE CUIDA DE VOCÊ.

VOCÊ CUIDA DO SEU DIABETES, A GENTE CUIDA DE VOCÊ. Referências bibliográficas: 1. Sociedade Brasileira de Diabetes. Algoritmo para o tratamento do diabetes tipo 2 atualização 2011. Posicionamento Oficial SBD no. 3. São Paulo: SBD; 2011. 2. Sociedade Brasileira

Leia mais

O que é O que é. colesterol?

O que é O que é. colesterol? O que é O que é colesterol? 1. O que é colesterol alto e por que ele é ruim? Apesar de a dislipidemia (colesterol alto) ser considerada uma doença extremamente prevalente no Brasil e no mundo, não existem

Leia mais

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani.

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. O que são DSTS? São as doenças sexualmente transmissíveis (DST), são transmitidas, principalmente, por contato

Leia mais

Novolin R insulina humana

Novolin R insulina humana Novolin R insulina humana IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Novolin R insulina humana APRESENTAÇÕES Solução injetável em um frasco-ampola. 100 UI/mL Embalagem contendo 1 frasco-ampola com 10 ml. O frasco-ampola

Leia mais

O que é diabetes mellitus tipo 2?

O que é diabetes mellitus tipo 2? O que é diabetes mellitus tipo 2? Todas as células do nosso corpo precisam de combustível para funcionar. O principal combustível chama-se glicose, que é um tipo de açúcar. Para que a glicose consiga entrar

Leia mais

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015 Cartilha de Prevenção 1 ANS - nº31763-2 Diabetes Fevereiro/2015 Apresentação Uma das missões da Amafresp é prezar pela qualidade de vida de seus filiados e pela prevenção através da informação, pois esta

Leia mais

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 Sinônimos: Diabetes, hiperglicemia Nomes populares: Açúcar no sangue, aumento de açúcar. O que é? Doença

Leia mais

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional Tipos de Diabetes Diabetes Gestacional Na gravidez, duas situações envolvendo o diabetes podem acontecer: a mulher que já tinha diabetes e engravida e o diabetes gestacional. O diabetes gestacional é a

Leia mais

HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares

HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares Serviço de Enfermagem Cirúrgica Este manual contou com a colaboração de: professora enfermeira Isabel Cristina Echer; enfermeiras Beatriz Guaragna, Ana

Leia mais

A MACONHA: INFORMAÇÃO PARA OS ADOLESCENTES

A MACONHA: INFORMAÇÃO PARA OS ADOLESCENTES Publicação oficial da Secretaria Nacional Antidrogas - SENAD, a partir de textos elaborado pelo... A MACONHA: INFORMAÇÃO PARA OS ADOLESCENTES 1 a Edição SENAD Brasília - DF, 2000 Presidência da República:

Leia mais

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS APRESENTAÇÃO: A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC) por meio da Diretoria de Programas sobre Drogas (DPSD) do

Leia mais

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA O nosso corpo é uma máquina fantástica, que não foi feita para ficar parada. Se você estiver realmente decidido a ter uma atitude positiva em relação a sua saúde e ao seu

Leia mais

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar 25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar O açúcar pode ser ótimo para o nosso humor, mas é péssimo para a nossa saúde. O excesso dele conduz à obesidade, diabetes, ao câncer, entre outros. Às vezes, muitos

Leia mais

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS!

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! A expectativa de vida de homens e mulheres está aumentando por diversos fatores, principalmente aos avanços da

Leia mais

DICAS PARA VIVER MAIS E MELHOR.

DICAS PARA VIVER MAIS E MELHOR. D I R E T O R I A D E S A Ú D E DICAS PARA VIVER MAIS E MELHOR. Categoria 1: Não parece, mas ajudam a sua saúde e dão enorme prazer (...e nem precisa de muito esforço para entrar na sua vida): Faça novos

Leia mais