30031 ASSISTENCIA AO RECEM-NASCIDO PEDIATRA EM SALA DE PARTO PLANTAO DE 12 HORAS EM UTI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "30031 ASSISTENCIA AO RECEM-NASCIDO PEDIATRA EM SALA DE PARTO. 40010 PLANTAO DE 12 HORAS EM UTI"

Transcrição

1 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) CONSULTA MEDICA EM CONSULTORIO Em pronto socorro CONSULTA DE URGENCIA EM PRONTO SOCORRO Visita hospitalar (paciente internado) VISITA HOSPITALAR PACIENTE INTERNADO - AVALIACAO CLINICA POR DIA Visita hospitalar (paciente internado) CONSULTA MEDICA HOSPITALAR INTERCONSULTA ENTRE ESPECIALIDADES Atendimento ao recém-nascido em berçário ASSISTENCIA AO RECEM-NASCIDO PARTO CESAREANA - MEDIA DE 5 DIAS Atendimento ao recém-nascido em berçário ATENDIMENTO AO RECEM-NASCIDO EM BERCARIO Atendimento ao recém-nascido em sala de parto (parto normal ou operatório de baixo risco) ASSISTENCIA AO RECEM-NASCIDO PEDIATRA EM SALA DE PARTO Atendimento ao recém-nascido em sala de parto (parto normal ou operatório de alto risco) ATENDIMENTO AO RECEM NASCIDO EM SALA DE PARTO PARTO COM RISCO Atendimento do intensivista diarista (por dia e por paciente) INTENSIVISTA NAO PLANTONISTA Atendimento médico do intensivista em UTI geral ou pediátrica (plantão de 12 horas - por paciente) PLANTAO DE 12 HORAS EM UTI Atendimento médico do intensivista em UTI geral ou pediátrica (plantão de 12 horas - por paciente) PLANTAO U.T.I. PEDIATRICA E OU NEONATAL PLANTAO DE DOZE HORAS Aconselhamento genético ACONSELHAMENTO GENETICO Atendimento pediátrico a gestantes (3º trimestre) ATENDIMENTO PEDIATRICO A GESTANTES 3O TRIMESTRE Acompanhamento clínico ambulatorial pós-transplante renal - por avaliação SEGUIMENTO AMBULATORIAL POS-TRANSPLANTE POR CONSULTA Avaliação nutricional (inclui consulta) AVALIACAO NUTRICIONAL Avaliação nutricional pré e pós-cirurgia bariátrica (inclui consulta) AVALIACAO NUTRICIONAL PRE E POS-CIRURGIA BARIATRICA Avaliação da composição corporal por bioimpedanciometria AVALIACAO NUTRICIONAL COM BIOIMPEDANCIOMETRIA Pulsoterapia (por sessão) PULSOTERAPIA VENOSA RETROGRADA P DIA HONORARIO Rejeição de enxerto renal - tratamento ambulatorial - avaliação clínica diária REJEICAO EM TRANSPLANTE - TRATAMENTO AMBULATORIAL POR CONSULTA Teste e adaptação de lente de contato (sessão) - binocular TESTE E ADAPTACAO DE LENTES DE CONTATO Holter de 24 horas - 2 ou mais canais - analógico ELETROCARDIOGRAFIA DINAMICA SISTEMA HOLTER - 24 HORAS - 2 CANAIS Holter de 24 horas - 2 ou mais canais - analógico HOLTER 72 HORAS Holter de 24 horas - 2 ou mais canais - analógico HOLTER 72 HORAS - INSTALACAO DE EMERGENCIA Holter de 24 horas - 2 ou mais canais - analógico ELETROCARDIOGRAMA DINAMICA SISTEMA HOLTER 24 HORAS - 2 CANAIS Monitorização ambulatorial da pressão arterial - MAPA (24 horas) MONITORIZACAO AMBULATORIAL DE PRESSAO ARTERIAL - 24 HORAS Tilt teste TILT TESTE Sistema Holter - 12 horas - 1 canal ELETROCARDIOGRAFIA DINAMICA SISTEMA HOLTER - 12 HORAS - 1 CANAL Adaptação e treinamento de recursos ópticos para visão subnormal (por sessão) - binocular ADAPTACAO E TREINAMENTO DE RECURSOS OPTICOS Amputação bilateral (preparação do coto) AMPUTACAO BILATERAL Amputação bilateral (treinamento protético) AMPUTACAO BILATERAL TREINAMENTO PROTETICO Amputação unilateral (preparação do coto) AMPUTACAO UNILATERAL Amputação unilateral (treinamento protético) AMPUTACAO UNILATERAL TREINAMENTO PROTETICO Amputação unilateral (treinamento protético) TREINAMENTO COM SIMULADOR DE MOVIME Assistência fisiátrica respiratória em pré e pós-operatório de condições cirúrgicas Ataxias ATAXIAS Atendimento fisiátrico no pré e pós-operatório de pacientes para prevenção de seqüelas ASSISTENCIA FISIATRICA RESPIRATORIA EM PRE E POS-OPERATORIO DE CONDICOES CIRURGICAS ATENDIMENTO FISIATRICO NO PRE E POS-OPERATORIO DE PACIENTES INTERNADOS QUE NAO APRESENTAM QUADROS NEUROLOGICOS, ORTOPEDICOS E REUMATOLOGICOS DEFINIDOS Atendimento fisiátrico no pré e pós-parto ATENDIMENTO FISIATRICO NO PRE E POS-PARTO Atividade reflexa ou aplicação de técnica cinesioterápica específica ATIVIDADE REFLEXA Biofeedback com EMG BIOFEEDBACK COM EMG Página 1

2 Bloqueio fenólico, alcoólico ou com toxina botulínica (de pontos motores) - por membro ou segmento corporal BLOQUEIO FENOLICO DE PONTOS MOTORES Bloqueio fenólico, alcoólico ou com toxina botulínica (de pontos motores) - por membro ou segmento corporal FENOLIZACAO COM ANESTESIA Bloqueio fenólico, alcoólico ou com toxina botulínica (de pontos motores) - por membro ou segmento corporal FENOLIZACAO SEM ANESTESIA Confecção de prótese imediata CONFECCAO DE PROTESE IMEDIATA HONORARIOS Confecção de prótese provisória CONFECCAO DE PROTESE PROVISORIA Desvios posturais da coluna vertebral DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL Disfunção vésico-uretral DISFUNCAO VESICO URETRAL Disfunção vésico-uretral DOENCAS UROLOGICAS Distrofia simpático-reflexa DISTROFIA SIMPATICO-REFLEXA Distúrbios circulatórios artério-venosos e linfáticos DISTURBIOS CIRCULATORIOS ARTERIO-VENOSOS E LINFATICOS Doenças pulmonares atendidas em ambulatório DOENCAS PULMONARES ATENDIDAS EM AMBULATORIO Exercícios de ortóptica (por sessão) EXERCICIOS DE ORTOPTICA CADA Exercícios para reabilitação do asmático (ERAC) - por sessão coletiva EXERCICIOS PARA REABILITACAO DO ASMATICO - AULAS COLETIVAS Exercícios para reabilitação do asmático (ERAI) - por sessão individual EXERCICIOS PARA A REABILITACAO DO ASMATICO - AULAS INDIVIDUAIS Hemiparesia HEMIPLEGIA E HEMIPARESIA Hemiplegia HEMIPLEGIA E HEMIPARESIA Hemiplegia e hemiparesia com afasia HEMIPLEGIA E HEMIPARESIA Hipo ou agenesia de membros ASSISTENCIA FISIATRICA AOS PACIENTES COM HIPO OU AGENESIA DE MEMBROS Infiltração de ponto gatilho (por músculo) ou agulhamento seco (por músculo) INFILTRACAO DE TECIDOS MOLES OU AGULHAMENTO SECO Lesão nervosa periférica afetando mais de um nervo com alterações sensitivas e/ou LESAO NERVOSA PERIFERICA AFETANDO MAIS DE UM NERVO COM ALTERACOES motoras SENSITIVAS E OU MOTORAS Lesão nervosa periférica afetando um nervo com alterações sensitivas e/ou motoras LESAO NERVOSA PERIFERICA AFETANDO UM NERVO COM ALTERACOES SENSITIVAS E OU MOTORAS Miopatias MIOPATIAS Paciente com D.P.O.C. em atendimento ambulatorial necessitando reeducação e reabilitação respiratória PACIENTE COM D.P.O.C. NECESSITANDO REEDUCACAO E REABILITACAO RESPIRATORIA Pacientes com doença isquêmica do coração, atendido em ambulatório de 8 a 24 PACIENTES COM DOENCA ISQUEMICA DO CORACAO ATENDIDO EM AMBULATORIO DE semanas A 24 SEMANAS Pacientes com doença isquêmica do coração, atendido em ambulatório de 8 a 24 PACIENTE EM POS-OPERATORIO DE CIRURGIA CARDIACA, ATENDIDO EM AMBULATORIO, semanas DE 08 A 24 SEMANAS DE PROGRAMA Pacientes com doença isquêmica do coração, atendido em ambulatório, até 8 semanas PACIENTES COM DOENCA ISQUEMICA DO CORACAO, HOSPITALIZADO OU ATENDIDO EM de programa AMBULATORIO, ATE 08 SEMANAS DE PROGRAMA Pacientes sem doença coronariana clinicamente manifesta, mas considerada de alto risco, atendido em ambulatório, duas a três vezes por semana PACIENTES SEM DOENCA CORONARIANA CLINICAMENTE MANIFESTA, MAS CONSIDERADO DE ALTO RISCO, ATENDIDO EM AMBULATORIO, ATE 8 SEMANAS DE PROGRAMA Paralisia cerebral PARALISIA CEREBRAL TRATAMENTO MOTOR Paralisia cerebral com distúrbio de comunicação PARALISIA CEREBRAL TRATAMENTO GLOBAL Paralisia cerebral com distúrbio de comunicação QUADRIPLEGIA E QUADRIPARESIA Paraparesia/tetraparesia PARAPLEGIA E PARAPARESIA Paraplegia e tetraplegia PARAPLEGIA E PARAPARESIA Parkinson PARKINSON Patologia neurológica com dependência de atividades da vida diária ASSISTENCIA FISIATRICA NO TRATAMENTO DE PATOLOGIA NEUROLOGICA COM SEQUELAS CLINICAS QUE NECESSITE REALIZAR TREINO DE ATIVIDADE DA VIDA DIARIA Página 2

3 Patologia osteomioarticular em um membro ALTERACOES DE ORDEM REUMATICAS AFETANDO UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em um membro RECUPERACAO FUNCIONAL POS-OPERATORIA OU POS IMOBILIZACAO DE PATOLOGIAS ORTOPEDICAS, FRATURA OU LUXACAO DE UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em um membro TRATAMENTO FISIATRICO DE PATOLOGIA ORTOPEDICA QUE AFETA UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em dois ou mais membros ALTERACOES DE ORDEM REUMATICAS AFETANDO MAIS DE UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em dois ou mais membros RECUPERACAO FUNCIONAL POS-OPERATORIA OU POS IMOBILIZACAO DE PATOLOGIAS ORTOPEDICAS, FRATURA OU LUXACAO DE MAIS DE UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em dois ou mais membros TRATAMENTO FISIATRICO DE PATOLOGIA ORTOPEDICA QUE AFETA MAIS DE UM MEMBRO Patologia osteomioarticular em um segmento da coluna ALTERACOES DEGENERATIVAS OU INFLAMATORIAS AFETANDO UM SEGMENTO DA COLUNA VERTEBRAL Patologia osteomioarticular em diferentes segmentos da coluna ALTERACOES DEGENERATIVAS OU INFLAMATORIAS AFETANDO MAIS DE UM SEGMENTO DE COLUNA VERTEBRAL Patologia osteomioarticular em diferentes segmentos da coluna TRATAMENTO FISIATRICO DE PATOLOGIAS DIVERSAS EM DIFERENTES SEGMENTOS Recuperação funcional pós-operatória ou por imobilização da patologia vertebral RECUPERACAO FUNCIONAL POS-OPERATORIA OU POS IMOBILIZACAO DE PATOLOGIAS ORTOPEDICAS, FRATURAS OU LUXACAO DA COLUNA VERTEBRAL SEM COMPROMETIMENTO NEUROLOGICO Processos inflamatórios pélvicos PROCESSOS INFLAMATORIOS PELVICOS Queimados - seguimento ambulatorial para prevenção de seqüelas (por segmento) QUEIMADURAS AFETANDO MAIS DE UMA REGIAO Reabilitação de paciente com endoprótese PACIENTE PORTADOR DE CARDIOPATIA, ATENDIDO EM AMBULATORIO, APOS 24 SEMANAS DE PROGRAMA Reabilitação labiríntica (por sessão) REABILITACAO LABIRINTICA Recuperação funcional de distúrbios crânio-faciais RECUPERACAO FUNCIONAL DE DISTURBIOS CRANIO-FACIAIS Recuperação funcional pós-operatória ou pós-imobilização gessada de patologia osteomioarticular com complicações neurovasculares afetando um membro Recuperação funcional pós-operatória ou pós-imobilização gessada de patologia osteomioarticular com complicações neurovasculares afetando mais de um membro RECUPERACAO FUNCIONAL POS-OPERATORIA OU POS IMOBILIZACAO GESSADA DE PATOLOGIA ORTOPEDICA OU TRAUMATOLOGICA COM COMPLICACOES NEURO- VASCULARES AFETANDO UM MEMBRO RECUPERACAO FUNCIONAL POS-OPERATORIA OU POS IMOBILIZACAO GESSADA DE PATOLOGIA ORTOPEDICA OU TRAUMATOLOGICA COM COMPLICACAO NEURO-VASCULAR AFETANDO MAIS DE UM MEMBRO Retardo do desenvolvimento psicomotor RETARDO DO DESENVOLVIMENTO PSICO-MOTOR TRATAMENTO GLOBAL Retardo do desenvolvimento psicomotor RETARDO DO DESENVOLVIMENTO PSICO-MOTOR TRATAMENTO MOTOR Seqüelas de traumatismos torácicos e abdominais SEQUELA DE TRAUMATISMOS TORAXICOS E ABDOMINAIS Sinusites SINUSITES Reabilitação cardíaca supervisionada. Programa de 12 semanas. Duas a três sessões PACIENTES COM DOENCA ISQUEMICA DO CORACAO, HOSPITALIZADO OU ATENDIDO EM por semana (por sessão) AMBULATORIO, ATE 08 SEMANAS DE PROGRAMA Actinoterapia (por sessão) ACTINOTERAPIA - POR SESSAO Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para APLICACOES DE HIPOSSENSIBILIZANTE EXCLUSIVE A SUBSTANCIA POR APLICACAO Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para HIPOSSENSIBILIZACAO ESPECIFICA - 30 DIAS - 10 APLICACOES Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para HIPOSSENSIBILIZACAO INESPECIFICA - 30 DIAS - 10 APLICACOES Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para HIPOSSENSIBILIZACAO COM PRODUTOS AUTOGENOS - 30 DIAS - 10 APLICACOES Página 3

4 Aplicação de hipossensibilizante - em consultório (AHC) exclusive o alérgeno - planejamento técnico para VACINA COM ALERGENOS HIPOSSENSIBILIZANTES Cateterismo vesical em retenção urinária CATETERISMO VESICAL EVACUADOR Cerumen - remoção (bilateral) CERUME - REMOCAO Crioterapia (grupo de até 5 lesões) CRIOTERAPIA NEVE CARBONICA - POR SESSAO - GRUPOS DE ATE 05 LESOES Crioterapia (grupo de até 5 lesões) CRIOTERAPIA NITROGENIO LIQUIDO - POR SESSAO - GRUPOS DE ATE 05 LESOES Crioterapia (grupo de até 5 lesões) CRIOTERAPIA DE NEOPLASIA CUTANEA C NITROG. LIQ Curativos em geral com anestesia, exceto queimados CURATIVO COM ANESTESIA Curativo de extremidades de origem vascular CURATIVO DE EXTREMIDADES - SO HONORARIOS Curativos em geral sem anestesia, exceto queimados CURATIVO SEM ANESTESIA Dilatação uretral (sessão) DILATACAO URETRAL POR SESSAO Fototerapia com UVA (PUVA) (por sessão) FOTOTERAPIA C UVA PUVA POR SESSAO Imunoterapia específica - 30 dias - planejamento técnico IMUNOTERAPIA ESPECIFICA - 30 DIAS IE Imunoterapia inespecífica - 30 dias - planejamento técnico IMUNOTERAPIA INESPECIFICA - 30 DIAS II Instilação vesical ou uretral INSTILACAO VESICAL OU URETRAL Sessão de oxigenoterapia hiperbárica (por sessão de 2 horas) OXIGENIOTERAPIA HIPERBARICA - 2 HORAS Terapia inalatória - por nebulização TERAPIA INALATORIA TI, POR NEBULIZACAO Terapia inalatória - por nebulização AEROSSOLTERAPIA SEM PRESSAO POSITIVA Terapia inalatória - por nebulização NEBULIZACAO SIMPLESCOM OU SEM BRONCODILATADOR AR COMPRIMIDO Terapia inalatória - por nebulização NEBULIZACAO SIMPLES COM OU SEM BRONCODILATADOR OXIGENIO Terapia inalatória - por nebulização NEBULIZACAO ULTRA SONICA Terapia oncológica com altas doses - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA - INTERNADO - POR SESSAO Terapia oncológica com aplicação de medicamentos por via intracavitária ou intratecal por procedimento QUIMIOTERAPIA REGIONAL INTRA CAVITARIA POR PERIODO DE 7 DIAS DE TRATAMENTO Terapia oncológica com aplicação de medicamentos por via intracavitária ou intratecal por procedimento QUIMIOTERAPIA INTRA-TECAL 1 INJECAO INTRA-TECAL SEMANAL Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA POR PERIODOS SUBSEQUENTES DE TRATAMENTO ATE 7 DIAS Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA POR PERIODO SUBSEQUENTE DE TRATAMENTO ATE 7 DIAS Terapia oncológica com aplicação intra-arterial ou intravenosa de medicamentos em infusão de duração mínima de 6 horas - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA COM ISOLAMENTO PROTETOR POR PERIODOS DE ATE 7 DIAS SUBSEQUENTES Terapia oncológica - planejamento e 1º dia de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA INICIAL POR PERIODO DE 7 DIAS DE TRATAMENTO Terapia oncológica - planejamento e 1º dia de tratamento QUIMIOTERAPIA SIS. INICIAL 1 DIA SEMANA 7DIAS Terapia oncológica - planejamento e 1º dia de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA POR PERIODO DE 7 DIAS DE TRATAMENTO Terapia oncológica - planejamento e 1º dia de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA INICIAL PRIMEIRO DIA Terapia oncológica - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SIS. 2 AO 7 DIA SUBS. SEMANA Terapia oncológica - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA SUBSEQUENTE POR PERIODO DE 7 DIAS DE TRATAMENTO Terapia oncológica - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA DO 2 AO 7 DIA NA SEMANA Terapia oncológica - por dia subseqüente de tratamento QUIMIOTERAPIA SISTEMICA - AMBULATORIO POR SESSAO Curativo de ouvido (cada) ASPIRACAO AURICULAR OU CURATIVO Curativos oftalmológicos CURATIVOS Página 4

5 Pneumoperitônio (por sessão) PNEUMOPERITONIO POR SESSAO Pneumoperitônio (por sessão) PNEUMOPERITONIO - POR SESSAO Pneumotórax artificial PNEUMOTORAX ARTIFICIAL Acompanhamento clínico de transplante renal no período de internação do receptor e do doador (pós-operatório até 15 dias) CONTROLE CLINICO PRE E POS OPERATORIO MEDIA DE 15 DIAS, TRANSPLANTE RENAL Assistência cardiológica peroperatória em cirurgia geral e em parto (primeira hora) MONOTORIZACAO PER OPERATORIA EM CIRURGIA GERAL PRIMEIRA HORA Assistência cardiológica peroperatória em cirurgia geral e em parto (horas suplementares) - máximo de 4 horas Cardioversão elétrica eletiva (avaliação clínica, eletrocardiográfica, indispensável à desfibrilação) MONOTORIZACAO PER OPERATORIA EM CIRURGIA GERAL HORAS SUPLEMENTARES CARDIOVERSAO ELETRICA ELETIVA AVALIACAO CLINICA, ELETROCARDIOGRAFICA, INDISPENSAVEL PARA A DESFIBRILACAO Rejeição de enxerto renal - tratamento internado - avaliação clínica diária - por visita REJEICAO EM TRANSPLANTE - TRATAMENTO INTERNADO POR DIA Transplante duplo rim-pâncreas - acompanhamento clínico (pós-operatório até 15 dias) TRANSPLANTE DUPLO RIM-PANCREAS - ACOMPANHAMENTO CLINICO Tratamento conservador de traumatismo cranioencefálico, hipertensão intracraniana e hemorragia (por dia) Tratamento conservador de traumatismo cranioencefálico, hipertensão intracraniana e hemorragia (por dia) TRAT. CONS. TRAUM. CRANIANO ENCEF. P DIA SUB. 1 S TRATAMENTO CONSERVADOR DE TRAUMATISMO CRANIOENCEFALICO HIPERTENSAO INTRACANIANA E HEMORRAGIA POR DIA Assistência cardiológica no pós-operatório de cirurgia cardíaca (após a alta da UTI) VISITA HOSPITALAR PACIENTE INTERNADO - AVALIACAO CLINICA POR DIA Avaliação clínica diária enteral AVALIACAO CLINICA DIARIA ENTERAL Avaliação clínica diária parenteral AVALIACAO CLINICA DIARIA PARENTERAL Avaliação clínica diária parenteral e enteral AVALIACAO CLINICA DIARIA PARENTERAL E ENTERAL Cardiotocografia anteparto TOCOCARDIOGRAFIA ANTE-PARTO Cardiotocografia intraparto (por hora) até 6 horas externa TOCOCARDIOGRAFIA INTRA-PARTO Monitorização hemodinâmica invasiva (por 12 horas) MONITORIZACAO HEMODINAMICA INVASIVA POR 12 HORAS Monitorização da pressão intracraniana (por dia) MONITORIZACAO DA PRESSAO INTRACRANIANA DIARIA Assistência fisiátrica respiratória em paciente internado com ventilação mecânica ASSISTENCIA FISIATRICA RESPIRATORIA EM PACIENTE INTERNADO COM VENTILACAO MECANICA Eletroestimulação do assoalho pélvico e/ou outra técnica de exercícios perineais - por sessão DISFUNCAO VESICO URETRAL Assistência fisiátrica respiratória em doente clínico internado ASSISTENCIA FISIATRICA RESPIRATORIA EM DOENTE CLINICO INTERNADO Pacientes com doença isquêmica do coração, hospitalizado, até 8 semanas de PACIENTES COM DOENCA ISQUEMICA DO CORACAO, HOSPITALIZADO OU ATENDIDO EM programa AMBULATORIO, ATE 08 SEMANAS DE PROGRAMA Pacientes em pós-operatório de cirurgia cardíaca, hospitalizado, até 8 semanas de PACIENTE EM POS-OPERATORIO DE CIRURGIA CARDIACA, HOSPITALIZADO OU ATENDIDO programa EM AMBULATORIO, ATE 8 SEMANAS DE PROGRAMA Cardioversão elétrica de emergência CARDIOVERSAO ELETRICA DE EMERGENCIA Cardioversão química de arritmia paroxísta em emergência CADIOVERSAO QUIMICA DE ARRITIMIA PAROXISTA EM EMERGENCIA Priapismo - tratamento não cirúrgico PRIAPISMO - TRATAMENTO NAO CIRURGICO Terapia oncológica com aplicação intra-arterial de medicamentos, em regime de QUIMIOTERAPIA INTRA ARTERIAL POR PERIODO INICIAL DE 7 DIAS DE TRATAMENTO, aplicação peroperatória, por meio de cronoinfusor ou perfusor extra-corpórea INCLUINDO MANUTENCAO DO CRONOINFUSOR Terapia oncológica com aplicação intra-arterial de medicamentos, em regime de QUIMIOTERAPIA INTRA-ARTERIAL POR PERIODOS SUBSEQUENTES DE 7 DIAS DE aplicação peroperatória, por meio de cronoinfusor ou perfusor extra-corpórea TRATAMENTO INCLUINDO MANUTENCAO DO CRONOINFUSOR Terapia oncológica com aplicação intra-arterial de medicamentos, em regime de aplicação peroperatória, por meio de cronoinfusor ou perfusor extra-corpórea QUIMIO.SISTEM.IV CONTIN.C MANUT.DO CRONOINF.DO 2O AO7O DIA POR DIA TTO. Página 5

6 Abrasão cirúrgica (por sessão) ABRASAO CIRURGICA Abrasão cirúrgica (por sessão) TERMOBRASAO DE LESOES CUTANEAS Apêndice pré-auricular - ressecção APENDICE PRE AURICULAR Apêndice pré-auricular - ressecção APENDICE PRE-AURICULAR - RESSECCAO Autonomização de retalho - por estágio AUTONOMIZACAO DE RETALHO Biópsia de pele, tumores superficiais, tecido celular subcutâneo, linfonodo superficial, BIOPSIA DA PELE, TUMORES SUPERFICIAIS, TECIDO SUBCUTANEO, LINFONODO etc SUPERFICIAL, ETC Biópsia de unha BIOPSIA DE UNHA Calosidade e/ou mal perfurante - desbastamento (por lesão) CALOSIDADE E OU MAL PERFURANTE DESBASTAMENTOS Calosidade e/ou mal perfurante - desbastamento (por lesão) EXERESE DE CALO Calosidade e/ou mal perfurante - desbastamento (por lesão) EXERESE DE CALO Cauterização química (por grupo de até 5 lesões) PEQUENAS LESOES CAUTERIZACAO QUIMICA - GRUPOS DE ATE 5 LESOES Cauterização química (por grupo de até 5 lesões) ELETROCOAGULACAO DE COLO DE UTERO Cauterização química (por grupo de até 5 lesões) ELETROCOAGULACAO, FULGURACAO, CAUTERIZACAO QUIMICA DE PEQUENAS LESOES DO TEGUMENTO CUTANEO GRUPOS DE ATE 5 LESOES Cirurgia da hidrosadenite (por região) CIRURGIA DA HIDROSADENITE POR REGIAO Correção cirúrgica de linfedema (por estágio) LINFEDEMA ELEFANTIASE DOS MEMBROS INFERIORES, POR TEMPO Correção cirúrgica de sequelas de alopecia traumática com microenxertos pilosos (por CORRECAO CIRURGICA DE SEQUELAS DE ALOPECIA TRAUMATICA COM região) MICROENXERTOS PILOSOS POR REGIAO Correção de deformidades nos membros com utilização de implantes CORRECAO DE DEFORMIDADES NOS MEMBROS COM UTILIZACAO DE IMPLANTES Correção de deformidades por exérese de tumores, cicatrizes ou ferimentos com o emprego de expansores em retalhos musculares ou miocutâneos (por estágio) CORRECAO TUM. CIC. FER. EMP. RET. MUSC. PREV. ESP. P EST Correção de deformidades por exérese de tumores, cicatrizes ou ferimentos, com o emprego de expansores de tecido, em retalhos cutâneos (por estágio) CORRECAO TUM., CIC. FER. C EMPR. ESP. TEC. P ESTAGIO Correção de deformidades por exérese de tumores, cicatrizes ou ferimentos, com o emprego de expansores de tecido, em retalhos cutâneos (por estágio) TUMORES COR. C AUX. EXP. TEC. POR ESTAGIO Criocirurgia (nitrogênio líquido) de neoplasias cutâneas CRIOCIRURGIA NITROGENIO LIQUIDO DE NEOPLASIAS CUTANEAS Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) ambulatorial ATENDIMENTO ISOLADO - UMA UT ATINGIDA Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) ambulatorial CURATIVO DE QUEIMADURAS - POR UNIDADE TOPOGRAFICA U.T. AMBULATORIAL Curativo de queimaduras - por unidade topográfica (UT) hospitalar CURATIVO DE QUEIMADURAS POR U.T. AMBULATORIO OU INTERNADO Curativo especial sob anestesia - por unidade topográfica (UT) CURATIVO ESPECIAL SOB ANESTESIA, POR UT Curetagem e eletrocoagulação de CA de pele (por lesão) CURETAGEM E ELETROCOAGULACAO DE CA DE PELE Curetagem simples de lesões de pele (por grupo de até 5 lesões) CURETAGEM SIMPLES DE LESOES DE PELE P GRUPO DE ATE 10LESOES Dermoabrasão de lesões cutâneas ABRASAO QUIMICA Dermolipectomia para correção de abdome em avental DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL NAO ESTETICA PLASTICA ABDOMINAL Desbridamento cirúrgico - por unidade topográfica (UT) DEBRIDAMENTO DE ESCARA OU ULCERACAO Desbridamento cirúrgico - por unidade topográfica (UT) DEBRIDAMENTO DE TECIDO DESVITALIZADO Eletrocoagulação de lesões de pele e mucosas - com ou sem curetagem (por grupo de até 5 lesões) ELETROCOAGULACAO DE LESOES CUTANEAS - GRUPOS DE ATE 5 LESOES Enxerto cartilaginoso ENXERTO CARTILAGINOSO Enxerto composto ENXERTO COMPOSTO Enxerto de mucosa ENXERTO DE MUCOSA Enxerto de pele (homoenxerto inclusive) ENXERTIA DE PELE - UMA UT ATINGIDA Enxerto de pele múltiplo - por unidade topográfica (UT) ENXERTOS LIVRES DE PELE LAMINADA, INTERESSANDO MAIS DE UMA REGIAO TOPOGRAFICA Enxerto de pele múltiplo - por unidade topográfica (UT) ENXERTO DE PELE TOTAL OU LAMINADO Página 6

7 Escalpo parcial - tratamento cirúrgico ESCALPO PARCIAL Escalpo total - tratamento cirúrgico ESCALPO TOTAL Escarotomia descompressiva - por unidade topográfica (UT) ESCAROTOMIA DESCOMPRESSIVA POR U.T Exérese de higroma cístico EXERESE DE HIGROMA CISTICO Exérese de higroma cístico no RN e lactente HIGROMA CISTICO NO RN LACTENTE Exérese de higroma cístico no RN e lactente EXERESE DE HIGROMA CISTICO NO RN E LACTENTE Exérese de lesão com auto-enxertia EXERESE DE LESAO ENXERTIA Exérese e sutura de lesões (circulares ou não) com rotação de retalhos cutâneos EXCISAO E SUTURA DE LESOES COM ROTACAO DE RETALHOS Exérese e sutura de lesões (circulares ou não) com rotação de retalhos cutâneos EXCISAO E SUTURA SIMPLES DE CA DE PELE E MUCOSAS Exérese e sutura de lesões (circulares ou não) com rotação de retalhos cutâneos EXCISAO E SUTURA LESOES CIRCULARES COM ROTACAO DE RETALHOS Exérese e sutura de lesões (circulares ou não) com rotação de retalhos cutâneos EXCISAO DE TUMOR E ROTACAO DE RETALHO Exérese de lesão / tumor de pele e mucosas EXERESE DE LESAO ENXERTIA Exérese de tumor e rotação de retalho músculo-cutâneo EXERESE DE TUMOR E ROTACAO DE RETALHO MUSCULO CUTANEO Exérese de unha EXERESE DE UNHA Exérese de unha UNHA, EXTIRPACAO Exérese e sutura simples de pequenas lesões - grupo de até 5 lesões EXCISAO E SUTURA SIMPLES DE PEQUENAS LESOES GRUPOS DE ATE 5 LESOES Exérese e sutura simples de pequenas lesões - grupo de até 5 lesões EXCISAO E SUTURA SIMPLES DE PEQUENAS LESOES - GRUPOS DE ATE 5 LESOES Exérese tangencial (shaving) - (por grupo de até 5 lesões) RETIRADA DE LESAO POR SHAVING Expansão tissular (por sessão) SESSAO DE EXPANSAO INJECAO INFLANDO O EXPANSOR Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - excisão e retalhos cutâneos da região Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e emprego de retalhos cutâneos ou musculares cruzados (por estágio) EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES EXCISAO E RETALHOS CUTANEOS DA REGIAO EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES - EXERESE E EMPREGO DE RETALHOS CUTANEOS OU MUSCULARES CRUZADOS POR ESTAGIO Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e retalhos cutâneos à distância EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES EXCISAO E RETALHOS CUTANEOS Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalho fasciocutâneo ou axial Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalho fasciocutâneo ou axial Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos miocutâneos EXTENSOS FER. CIC. OU TUMORES EXCIS. ROT. RET. FASC Extensos ferimentos, cicatrizes ou tumores - exérese e rotação de retalhos musculares EXTENSOS FERIMENTOS CICATRIZES OU TUMORES EXERESE E ROTACAO DE RETALHO FASCIOCUTANEO OU AXIAL EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES EXCISAO E ROTACAO DE RETALHOS MIOCUTANEOS EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES EXCISAO E ROTACAO DE RETALHOS MUSCULARES Extensos ferimentos, cicatrizes, ou tumores - exérese e enxerto cutâneo EXTENSOS FERIMENTOS, CICATRIZES OU TUMORES EXCISOES E ENXERTOS CUTANEOS Face - biópsia FACE - BIOPSIA Ferimentos infectados e mordidas de animais (desbridamento) FERIMENTOS INF. MORDIDAS DE ANIMAIS DEBRIDAMENTO Incisão e drenagem de tenossinovites purulentas INCISAO E DRENAGEM DE ABCESSO, CELULITE, FOLICULITE, FLEIMAO, ANTRAZ, ADENITE Incisão e drenagem de abscesso, hematoma ou panarício INCISAO E DRENAGEM DE ABSCESSO, FLEIMAO, HEMATOMA OU PANARICO Incisão e drenagem de flegmão ABCESSO,CELULITE,FOLICULITE,FLEIMAO INCISAO E DRENAGEM Infiltração intralesional, cicatricial e hemangiomas - por sessão INFILTRACAO INTRA-LESIONAL - POR SESSAO Infiltração intralesional, cicatricial e hemangiomas - por sessão INFILTRACOES ALT. CICATRICIAIS E HEMAN. P SESSAO Página 7

8 Matricectomia por dobra ungueal EXCISAO E SUTURA DE UNHA ENCRAVADA POR DOBRA UNGUEAL Matricectomia por dobra ungueal MATRICECTOMIA Plástica em Z ou W EXCISAO E SUTURA COM PLASTICA EM Z Plástica em Z ou W EXCISAO E SUTURA COM PLASTICA E Z Reconstrução com retalhos de gálea aponeurótica RECONSTRUCAO COM RETALHOS DE GALEA APONEUROTICA Retalho composto (incluindo cartilagem ou osso) RETALHO COMPOSTO INCLUINDO CARTILAGEM OU OSSO Retalho local ou regional RETALHO LOCAL OU REGIONAL Retalho muscular ou miocutâneo RETALHO MUSCULAR OU MIOCUTANEO Retirada de corpo estranho subcutâneo RETIRADA DE CORPO ESTRANHO SUB-CUTANEO Retirada de corpo estranho subcutâneo CORPO ESTRANHO SUBCUTANEO, RETIRADA Retração cicatricial de axila - tratamento cirúrgico RETRACAO CICATRICIAL DE AXILA TRATAMENTO CIRURGICO Retração cicatricial de axila - tratamento cirúrgico CURA CIRURGICA DE RETRACAO CICATRICIAL DA AXILA Retração cicatricial de zona de flexão e extensão de membros superiores e inferiores RETRACAO CICATRICIAL DO PUNHO TRATAMENTO CIRURGICO Retração cicatricial de zona de flexão e extensão de membros superiores e inferiores CURA CIRURGICA DA RETRACAO CICATRICIAL DA REGIAO POPLITEA Retração cicatricial de zona de flexão e extensão de membros superiores e inferiores RETRACAO CICATRICIAL DE ZONA DE FLEXAO E EXTENSAO DE MEMBROS SUPERIORES E INFERIORES Retração cicatricial do cotovelo - tratamento cirúrgico RETRACAO CICATRICIAL DO COTOVELO TRATAMENTO CIRURGICO Retração cicatricial do cotovelo - tratamento cirúrgico CURA CIRURGICA DA RETRACAO CICATRICIAL DO COTOVELO E OU DO PUNHO Retração de aponevrose palmar (Dupuytren) RETRACAO DE APONEVROSE PALMAR DUPUYTREN Sutura de extensos ferimentos com ou sem desbridamento SUTURA DE EXTENSOS FERIMENTOS COM OU SEM DEBRIDAMENTO Sutura de extensos ferimentos com ou sem desbridamento SUTURA DE EXTENSOS FERIMENTOS, COM OU SEM DESBRIDAMENTO Sutura de pequenos ferimentos com ou sem desbridamento SUTURA DE PEQUENOS FERIMENTOS COM OU SEM DEBRIDAMENTO Sutura de pequenos ferimentos com ou sem desbridamento SUTURA DE PEQUENOS FERIMENTOS COM OU SEM DEBRIMENTO Transecção de retalho TRANSECCAO DE RETALHOS Transferência intermediária de retalho TRANSFERENCIA INTERMEDIARIA DE RETALHOS Tratamento cirúrgico de bridas constrictivas OBSTRUCAO POR BRIDAS TRAT. CIR Tratamento cirúrgico de grandes hemangiomas HEMANGIOMAS EXTENSOS TRATAMENTO CIRURGICO Tratamento da miiase furunculóide (por lesão) TRATAMENTO DA MIIASE FURUNCULOIDE Tratamento de escaras ou ulcerações com enxerto de pele TRATAMENTO DE ESCARAS OU ULCERACOES COM ENXERTO DE PELE Tratamento de escaras ou ulcerações com enxerto de pele TRATAMENTO CIRURGICO ESCARAS DE DECUBITO Tratamento de escaras ou ulcerações com enxerto de pele CORRECAO DE RET. AXILAR C AUX. DE EXP. P EST Tratamento de escaras ou ulcerações com retalhos cutâneos locais TRATAMENTO DE ESCARAS OU ULCERACOES COM RETALHOS CUTANEOS LOCAIS Tratamento de escaras ou ulcerações com retalhos miocutâneos ou musculares TRATAMENTO DE ESCARAS OU ULCERACOES COM RETALHOS MIOCUTANEOS OU MUSCULARES Tratamento de escaras ou ulcerações com retalhos miocutâneos ou musculares ESCARRAS OU ULCERAS COR. RET. MUSCULAR OU MIOCUTANEO Tratamento de escaras ou ulcerações com retalhos miocutâneos ou musculares RECONSTRUCAO DE ESCARAS C RET. MUICUT. OU MUSC Tratamento de escaras ou ulcerações com retalhos miocutâneos ou musculares CURA CIRURGICA DE RET. AXILAR C RET. MUSCULARES Tratamento de fístula cutânea CORRECAO DE FISTULA CUTANEA TU partes moles - exérese TU PARTES MOLES EXERESE TU partes moles - exérese TU PARTES MOLES-EXERESE Página 8

9 Exérese e sutura de hemangioma, linfangioma ou nevus (por grupo de até 5 lesões) EXCISAO E SUTURA DE HEMANGIOMA, LINFAGIOMA OU NEVUS - GRUPOS DE ATE 5 LESOES Exérese e sutura de hemangioma, linfangioma ou nevus (por grupo de até 5 lesões) Exérese e sutura de hemangioma, linfangioma ou nevus (por grupo de até 5 lesões) EXCISAO DE TUMORES E SUTURA EXCISAO E SUTURA DE HEMANGIOMAS, LINFAGIOMAS OU NEVUS GRUPOS DE ATE 5 LESOES Exérese e sutura de hemangioma, linfangioma ou nevus (por grupo de até 5 lesões) CISTO, ANGIOMAS, NEVUS E TUMORES, EXCISAO E SUTURA Abscesso de unha (drenagem) - tratamento cirúrgico ABSCESSO DA UNHA, DRENAGEM Cantoplastia ungueal CANTOPLASTIA UNGUEAL Cantoplastia ungueal CANTOPLASTIA UNGUEAL Unha (enxerto) - tratamento cirúrgico UNHA, ENXERTO Retalho expandido RETALHO EXPANDIDO Biópsia de lábio BIOPSIA DE LABIO Excisão com plástica de vermelhão EXCISAO COM PLASTICA DE VERMELHAO - LABIO Excisão com reconstrução à custa de retalhos EXCISAO COM RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS - LABIO Excisão com reconstrução à custa de retalhos EXCISAO PARCIAL DE LABIOS COM ENXERTIA LIVRE Excisão com reconstrução à custa de retalhos EXCISAO PARCIAL DE LABIO POR LESAO, COM ROTACAO DE RETALHOS Excisão com reconstrução total EXCISAO COM RECONSTRUCAO TOTAL - LABIO Excisão em cunha EXCISAO EM CUNHA DE LABIO Excisão em cunha EXCISAO EM CUNHA DE LABIO E SUTURA Frenotomia labial FRENOTOMIA LINGUAL OU LABIAL Queiloplastia para fissura labial unilateral - por estágio TRATAMENTO CIRURGICO DO LABIO LEPORINO Queiloplastia para fissura labial unilateral - por estágio TRATAMENTO CIR. FIS. LABIAL UNI. OU BIL. P ESTAGIO Reconstrução de sulco gengivo-labial RECONSTRUCAO DE SULCO GENGIVO-LABIAL Reconstrução total do lábio TRATAMENTO CIRURGICO DE HIPERTROFIA DO LABIO Reconstrução total do lábio EXCISAO E RECONSTRUCAO TOTAL DO LABIO Reconstrução total do lábio RECONSTRUCAO TOTAL DO LABIO Tratamento cirúrgico da macrostomia TRATAMENTO CIRURGICO DA MACROSTOMIA Tratamento cirúrgico da microstomia TRATAMENTO CIRURGICO DA MICROSTOMIA Reconstrução parcial do lábio RECONSTRUCAO PARCIAL DO LABIO Alongamento cirúrgico do palato mole ALONGAMENTO CIRURGICO DO PALATO MOLE Biópsia de boca BIOPSIA DA BOCA Excisão de lesão maligna com reconstrução à custa de retalhos locais EXCISAO DE TUMORES MALIGNOS DA BOCA Excisão de lesão maligna com reconstrução à custa de retalhos locais EXCISAO DE LESAO MALIGNA COM RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS DE MUCOSA OU PELE Excisão de tumor de boca com mandibulectomia EXCISAO DE TUMOR DE BOCA COM MANDIBULECTOMIA Exérese de tumor e enxerto cutâneo ou mucoso EXCISAO DE TUMORES DA BOCA COM SUTURA Exérese de tumor e enxerto cutâneo ou mucoso EXERESE DE TUMOR E ENXERTO CUTANEO OU MUCOSO Exérese de tumor e enxerto cutâneo ou mucoso EXERESE DE LESAO ENXERTIA Exérese de tumor e enxerto cutâneo ou mucoso EXERESE DE TUMOR DE PELE E MUCOSAS Exérese de tumor e enxerto cutâneo ou mucoso EXCISAO DE TUMOR E ENXERTO DE PELE MUCOSA Fístula orofacial - tratamento cirúrgico FISTULA ORO-MAXILAR TRATAMENTO CIRURGICO Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA PARCIAL Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA COM PELVECTOMIA Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA COM PELVECTOMIA E MANDIBULECTOMIA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL UNILATERAL Página 9

10 Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA COM PELVECTOMIA E MANDIBULECTOMIA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL BILATERAL Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA COM PELVECTOMIA E MANDIBULECTOMIA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS DE PELE Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA COM MANDIBULECTOMIA E ESVAZIAMENTO CERVICAL E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS OSTEOMIOCUTANEOS Glossectomia subtotal ou total, com ou sem mandibulectomia GLOSSECTOMIA SUBTOTAL OU TOTAL COM OU SEM MANDIBULECTOMIA Palato-queiloplastia unilateral PALATO-LABIOPLASTIA UNILATERAL Palatoplastia com enxerto ósseo PALATOPLASTIA COM ENXERTO OSSEO Palatoplastia com retalho faríngeo PALATOPLASTIA COM RETALHO FARINGEO Palatoplastia com retalho miomucoso PALATOPLASTIA COM RETALHO MIO MUCOSO Palatoplastia com retalho miomucoso PALATOPLASTIA COM RETALHO MIOMUCOSO Palatoplastia parcial PALATOPLASTIA PARCIAL Palatoplastia total PALATOPLASTIA COMPLETA Plástica do ducto parotídeo PLASTIA DE DUCTO SALIVAR OU EXERESE DE CALCULO Plástica do ducto parotídeo PLASTICA DO CANAL DE STENON Frenotomia lingual FRENOTOMIA LINGUAL Tumor de língua - tratamento cirúrgico TUMOR DE LINGUA TRATAMENTO CIRURGICO Biópsia de glândula salivar BIOPSIA DE GLANDULAS SALIVARES MENORES Biópsia de glândula salivar BIOPSIA DE GLANDULA SALIVAR Excisão de glândula submandibular EXCISAO DE GLANDULA SUBMANDIBULAR Exérese de rânula ou mucocele EXERESE DE RANULA SALIVAR Exérese de rânula ou mucocele EXERESE DE MUCOCELE Parotidectomia parcial com conservação do nervo facial RESSECCAO DE TUMOR DE PAROTIDA COM CONSERVACAO DO NERVO FACIAL Parotidectomia total ampliada com ou sem reconstrução com retalhos locais PAROTIDECTOMIA TOTAL COM RESSECCAO DE PELE E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS Parotidectomia total ampliada com ou sem reconstrução com retalhos locais PAROTIDECTOMIA TOTAL COM RESSECCAO DO RAMO ASCENDENTE DA MANDIBULA Parotidectomia total ampliada com ou sem reconstrução com retalhos locais PAROTIDECTOMIA TOTAL COM OU SEM RECONSTRUCAO COM RETALHOS LOCAIS Parotidectomia total ampliada com ou sem reconstrução com retalhos locais EXENTERACAO - PAROTIDECTOMIA E ESVAZIAMENTO CERVICAL Parotidectomia total com conservação do nervo facial PAROTIDECTOMIA TOTAL COM CONSERVACAO DO NERVO FACIAL Parotidectomia total com reconstrução do nervo facial RESSECCAO DE TUMOR DE PAROTIDA COM ENXERTO DE NERVO FACIAL Parotidectomia total com sacrifício do nervo facial, sem reconstrução PAROTIDECTOMIA TOTAL Plastia de ducto salivar ou exérese de cálculo ou de rânula salivar EXERESE DE CALCULO DE CANAL SALIVAR Ressecção de tumor de glândula sublingual RESSECCAO DE TUMOR DE GLANDULA SUB-LINGUAL Ressecção de tumor de glândula sublingual RESSECCAO DE TUMOR DE GLANDULA SALIVAR COM ESVAZIAMENTO CERVICAL Ressecção de tumor de glândula sublingual RESSECCAO DE TUMOR DE PEQUENAS GLANDULAS Ressecção de tumor de glândula sublingual RESSECAO DE GLAND. SALIVARES MEN. CUSTA DE RETALHOS Abscesso faríngeo - qualquer área ABSCESSO FARINGEO - QUALQUER AREA Adeno tonsilectomia - revisão cirúrgica ADENO TONSILECTOMIA - REVISAO CIRURGICA Adeno-amigdalectomia AMIGDALECTOMIA COM ADENOIDECTOMIA Adenoidectomia ADENOIDECTOMIA Amigdalectomia das palatinas AMIGDALECTOMIA DAS PALATINAS Amigdalectomia lingual AMIGDALECTOMIA LINGUAL Biópsia do cavum, orofaringe ou hipofaringe BIOPSIA DO CAVUM E OROFARINGE Biópsia do cavum, orofaringe ou hipofaringe BIOPSIA DO HIPOFARINGE Biópsia do cavum, orofaringe ou hipofaringe BIOPSIA DE CAVUM E OROFARINGE POR TUMOR Página 10

11 Biópsia do cavum, orofaringe ou hipofaringe BIOPSIA DE HIPOFARINGE POR TUMOR Cauterização (qualquer técnica) por sessão CAUTERIZACAO QUIMICA OU ELETRICA CADA Corpo estranho de faringe - retirada em consultório CORPO ESTRANHO DE FARINGE - RETIRADA EM CONSULTORIO EXERESE Corpo estranho de faringe - retirada sob anestesia geral CORPO ESTRANHO DE FARINGE - RETIRADA COM ANESTESIA GERAL Criptólise amigdaliana CRIPTOLISE AMIGDALIANA Faringolaringectomia FARINGOLARINGECTOMIA Faringolaringectomia FARINGOLARINGECTOMIA Faringolaringectomia FARINGOLARINGECTOMIA COM ESVAZIAMENTO UNILATERAL Faringolaringectomia FARINGOLARINGECTOMIA C ESVAZIAMENTO BILATERAL Faringolaringectomia FARINGOLARINGECTOMIA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL BILATERAL Faringolaringoesofagectomia total FARINGOLARINGOESCTOMIA TOTAL Ressecção de nasoangiofibroma NASO-ANGIOFIBROMA - RESSECCAO TRANSPALATINA Ressecção de nasoangiofibroma RESSECCAO DE NASOANGIOFIBROMA Ressecção de nasoangiofibroma NASO-ANGIOFIBROMA - RESSECCAO TRANSPALATINA Ressecção de tumor de faringe (via bucal ou nasal) RESSECCAO DE TUMOR DO RINOFARINGE VIA BUCAL OU NASAL Ressecção de tumor de faringe (via bucal ou nasal) EXTIRPACAO DE TUMOR DO RINOFARINGE VIA TRANSPALATINA OU TRANSMAXILAR Ressecção de tumor de faringe com acesso por faringotomia ou por retalho jugal RESSECCAO DE TUMOR DE FARINGE COM ACESSO POR FARINGOTOMIA OU POR RETALHO Ressecção de tumor de faringe com mandibulectomia RESSECCAO DE TUMOR DE FARINGE COM MANDIBULECTOMIA Ressecção de tumor de faringe por mandibulotomia RESSECCAO DE TUMOR DE FARINGE POR MANDIBULOTOMIA Ressecção de tumor de nasofaringe via endoscópica RESSECCAO DE TUMOR DA NASOFARINGE VIA ENDOSCOPICA Tumor de boca ou faringe - ressecção RESSECCAO DE TUMOR DO FARINGE - BASE DA LINGUA OU PAREDE POSTERIOR VIA FARINGOTOMIA Tumor de boca ou faringe - ressecção TUMOR DE BOCA OU FARINGE - RESSECCAO Uvulopalatofaringoplastia (qualquer técnica) UVULOPALATO-FARINGOPLASTIA Uvulopalatofaringoplastia (qualquer técnica) UVULOPALATOFARINGOPLASTIA COM USO DE TECNICA COMPLEMENTAR Adenoidectomia por videoendoscopia ADENOIDECTOMIA Alargamento de traqueostomia ALARGAMENTO DE TRAQUEOTOMIA Aritenoidectomia microcirúrgica ARITENOIDECTOMIA MICRIOCIRURGICA Aritenoidectomia ou aritenopexia via externa ARITENOIDECTOMIA OU ARITENOPEXIA VIA EXTERNA Confecção de fístula tráqueo-esofágica para prótese fonatória com miotomia faríngea CONFECCAO DE FISTULA TRAQUEO-ESOFAGICA PARA PROTESE FONATORIA COM MIOTOMIA FARINGEA Exérese de tumor por via endoscópica EXERESE DE TUMOR POR VIA ENDOSCOPICA Exérese de tumor por via endoscópica EXERESE DE TUMOR POR VIA ENDOSCOPICA, COM LASER Injeção intralaríngea de toxina botulínica INJECAO INTRALARINGEA DE TOXINA BOTULINICA Laringectomia parcial LARINGECTOMIA PARCIAL - CORDECTOMIA Laringectomia parcial LARINGECTOMIA PARCIAL HORIZONTAL Laringectomia total LARINGECTOMIA FRONTO-LATERAL Laringectomia total LARINGECTOMIA TOTAL Laringectomia total LARINGECTOMIA PARCIAL OU TOTAL Laringectomia total LARINGECTOMIA PARCIAL OU TOTAL Laringectomia total LARINGECTOMIA PARCIAL OU TOTAL C ESVAZIAMENTO UNILATERAL Laringectomia total LARINGECTOMIA PARCIAL OU TOTAL COM ESVAZIAMENTO BILATERAL Laringectomia total LARINGECTOMIA C ESVAZIAMENTO CERVICAL E RECONSTR. POR RETALHOS REGIONAIS OU A DISTANCIA Laringofissura (inclusive com cordectomia) LARINGOFISSURA Página 11

12 Laringofissura (inclusive com cordectomia) LARINGOFISSURA INCLUSIVE COM CORDECTOMIA Laringotraqueoplastia LARINGOTRAQUEOPLASTIA Microcirurgia com laser para remoção de lesões malignas MICROCIRURGIA C LASER P REMOCAO DE LESOES MALIGNAS Microcirurgia com uso de laser para ressecção de lesões benignas MICROCIRURGIA COM USI DE LASER PARA RECESSAO DE LESOES BENIGNAS Microcirurgia para decorticação ou tratamento de edema de Reinke MICROCIRURGIA PARA DECORTICACAO OU TRATAMENTO E EDEMA DE REINKE Microcirurgia para remoção de cisto ou lesão intracordal MICROCIRURGIA P REMOCAO DE CISTO OU LESAO INTRACORDAL Microcirurgia para ressecção de papiloma MICROCIRURGIA PARA RESSECCAO DE PAPILOMA Microcirurgia para ressecção de pólipo, nódulo ou granuloma MICROCIRURGIA PARA RESSECAO DE POLIPO, NODULO OU GRANULOMA Microcirurgia para tratamento de paralisia de prega vocal (inclui injeção de materiais) MICROCIRURGIA P TRATAMENTO DE PARALISIA DE PREGA VOCAL INCLUI INJECAO DE MATERIAIS Reconstrução para fonação após laringectomia RECONSTRUCAO PARA FONACAO ACRASCENTAR AO PROCEDIMENTO Tiroplastia tipo 1 com rotação de aritenóide TIROPLASTIA TIPO 1 C ROTACAO DE ARITENOIDE Tiroplastia tipo 1 simples TIROPLASTIA TIPO 1 SIMPLES Tiroplastia tipo 2 ou TIROPLASTIA TIPO 2 OU Tratamento cirúrgico da estenose laringo-traqueal CORRECAO DE ESTENOSE TRAQUEAL P CERVICO-TORACOTOMIA E LARINGO-TRAQUEO- HILOPLASTIA Tratamento cirúrgico da estenose laringo-traqueal TRATAMENTO CIRURGICO DA ESTENOSE LARINGO - TRAQUEAL Tratamento cirúrgico de trauma laríngeo (agudo) TRATAMENTO CIRURGICO DE TRAUMA LARINGEO AGUDO Redução de fratura do malar (sem fixação) REDUCAO DE FRATURA MALAR SEM FIXACAO Redução de fratura do malar (sem fixação) FRATURA DO MALAR, REDUCAO INSTRUMENTAL SEM FIXACAO Redução de fratura do malar (com fixação) REDUCAO DE FRATURA MALAR COM FIXACAO Redução de fratura do malar (com fixação) FRATURA DO MALAR, REDUCAO CIRURGICA COM FIXACAO Redução de fratura de seio frontal (acesso frontal) REDUCAO DE FRATURA DO SEIO FRONTAL ACESSO FRONTAL Redução de fratura de seio frontal (acesso frontal) FRATURA DO SEIO FRONTAL, REDUCAO E FIXACAO POR ACESSO CORONARIANO Redução de fratura de seio frontal (acesso frontal) FRATURA DO SEIO FRONTAL, REDUCAO E FIXACAO POR ACESSO FRONTAL Redução de fratura de seio frontal (acesso coronal) REDUCAO DE FRATURA DE SEIO FRONTAL Fratura do arco zigomático - redução instrumental sem fixação FRATURA DO ARCO ZIGOMATICO, REDUCAO INSTRUMENTAL SEM FIXACAO Fratura do arco zigomático - redução cirúrgica com fixação FRATURA DO ARCO ZIGOMATICO, REDUCAO CIRURGICA COM FIXACAO Fratura simples de mandíbula com contenção e bloqueio intermaxilar eventual FRATURA SIMPLES DE MANDIBULA DE CONTENCAO E BLOQUEIO INTERMAXILAR Fratura simples de mandíbula - redução cirúrgica com fixação óssea e bloqueio FRATURA SIMPLES DE MANDIBULA, REDUCAO CIRURGICA COM FIXACAO OSSEA E intermaxilar eventual BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL Fratura naso etmóido órbito-etmoidal FRATURA NASO-ETMOIDO-ORBITARIA UNILATERAL Fratura naso etmóido órbito-etmoidal FRATURA NASO-ETMOIDO-ORBITARIA BILATERAL Fratura cominutiva de mandíbula - redução cirúrgica com fixação óssea e bloqueio FRATURA COMINUTIVA DE MANDIBULA, REDUCAO CIRURGICA COM FIXACAO OSSEA E intermaxilar eventual BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL Fraturas complexas de mandíbula - redução cirúrgica com fixação óssea e eventual FRATURAS COMPLEXAS DE MANDIBULA, REDUCAO CIRURGICA COM FIXACAO OSSEA E bloqueio intermaxilar EVENTUAL BLOQUEIO INTERMAXILAR Fraturas alveolares - fixação com aparelho e contenção FRATURAS ALVEOLARES, FIXACAO COM APARELHO DE CONTENSAO Fratura de maxila, tipo Lefort I e II - redução e aplicação de levantamento zigomáticomaxilar com bloqueio intermaxilar eventual Fratura de maxila, tipo Lefort III - redução e aplicação de levantamento crânio-maxilar com bloqueio intermaxilar eventual Fratura Lefort I - fixação cirúrgica com síntese óssea, levantamento e bloqueio intermaxilar eventual Fratura Lefort II - fixação cirúrgica com síntese óssea, levantamento e bloqueio intermaxilar eventual Página 12 FRATURA DE MAXILA TIPO LEFORT I E II, REDUCAO APLICACAO DE LEVANTAMENTO ZIGOMATICO MAXILAR COM BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL FRATURA DA MAXILA, TIPO LEFORT III, REDUCAO E APLICACAO DE LEVANTAMENTO CRANIO-MAXILAR COM BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL FRATURA LEFORT I, FIXACAO CIRURGICA COM SINTESE OSSEA, LEVANTAMENTO E BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL FRATURA LEFORT II, FIXACAO CIRURGICA COM SINTESE OSSEA, LEVANTAMENTO E BLOQUEIO INTERMAXILAR EVENTUAL

13 Fratura Lefort III - fixação cirúrgica com síntese óssea, levantamento crânio-maxilar e FRATURA LEFORT III, FIXACAO CIRURGICA COM SINTESE OSSEA, LEVANTAMENTO bloqueio intermaxilar eventual CRANEO-MAXILAR E BLOQUEIO INTER-MAXILAR EVENTUAIS Fraturas múltiplas de terço médio da face:fixação cirúrgica com síntese óssea, FRATURAS MULTIPLAS DO TERCO MEDIO DA FACE, FIXACAO CIRURGICA COM SINTESE levantamento crânio maxilar e bloqueio intermaxilar OSSEA, LEVANTAMENTO CRANEO-MAXILAR E BLOQUEIO INTERMAXILAR Fraturas complexas do terço médio da face, fixação cirúrgica com síntese, levantamento crânio-maxilar, enxerto ósseo, halo craniano eventual FRATURAS COMPLEXAS DO TERCO MEDIO DA FACE, FIXACAO CIRURGICA COM SINTESE, LEVANTAMENTO CRANIO-MAXILAR, ENXERTO OSSEO E HALO CRANIANO EVENTUAIS Retirada dos meios de fixação (na face) RETIRADA DOS MEIOS DE FIXACAO Tratamento conservador de fratura de ossos TRATAMENTO CONSERVADOR DE FRATURAS DE OSSOS Artroplastia para luxação recidivante da articulação têmporo-mandibular ARTROPLASTIA PARA LUXACAO RECIDIVANTE DA ARTICULACAO TEMPORO-MANDIBULAR Osteoplastia para prognatismo, micrognatismo ou laterognatismo OSTEOPLASTIA PARA PROGNATISMO MICROGNATISMOE LATEROGNATISMO Osteotomias alvéolo palatinas OSTEOTOMIAS ALVEOLO-PALATINAS Osteotomias segmentares da maxila ou malar OSTEOTOMIAS SEGMENTARES DA MAXILA OU MALAR Osteotomia tipo Lefort I OSTEOTOMIAS TIPO LEFORT I Osteotomia tipo Lefort II OSTEOTOMIA TIPO LEFORT II Osteotomia tipo Lefort III - extracraniana OSTEOTOMIA TIPO LEFORT III, EXTRA CRANEANA Osteotomia crânio-maxilares complexas OSTEOTOMIAS CRANEO-MAXILARES COMPLEXAS Redução simples da luxação da articulação têmporo-mandibular com fixação intermaxilar REDUCAO SIMPLES DA LUXACAO DA ARTICULACAO TEMPORO-MANDIBULAR COM FIXACAO INTER-MAXILAR Reconstrução parcial da mandíbula com enxerto ósseo EXERESE DE TUMOR COM RECONSTRUCAO A CUSTA DE ENXERTO LIVRE OU RETALHO Reconstrução parcial da mandíbula com enxerto ósseo RESSECCAO PARCIAL COM ENXERTO OSSEO - MANDIBULA Reconstrução parcial da mandíbula com enxerto ósseo HEMIMANDIBULECTOMIA COM ENXERTO OSSEO Reconstrução parcial da mandíbula com enxerto ósseo RECONSTRUCAO PARCIAL DA MANDIBULA COM ENXERTO OSSEO Reconstrução total de mandíbula com prótese e ou enxerto ósseo RECONSTRUCAO TOTAL DA MANDIBULA COM PROTESE E OU ENXERTO OSSEO Tratamento cirúrgico de anquilose da articulação têmporo mandibular TRATAMENTO CIRURGICO DA ANQUILOSE DA ARTICULACAO TEMPORO-MANDIBULAR ATM Translocação etmóido orbital para tratamento do hipertelorismo miocutâneo associado a expansor de tecido - por lado TRANSLOCACAO ETMOIDO ORBITARIA PARA TRATAMENTO DE HIPERTELORISMO Osteoplastias etmóido orbitais OSTEOPLASTIAS DO ETMOIDO ORBITARIAS Osteoplastias de mandíbula OSTEOPLASTIAS DA MANDIBULA Osteoplastias do arco zigomático OSTEOPLASTIA DO MALAR E ARCO ZIGOMATICO Osteoplastias da órbita OSTEOPLASTIAS DA ORBITA Correção cirúrgica de depressão (afundamento) da região frontal AFUNDAMENTO DO SEIO FRONTAL TRATAMENTO CIRURGICO Correção cirúrgica de depressão (afundamento) da região frontal CORRECAO CIRURGICA DE DEPRESSAO DE CALOTA CRANIANA Hemiatrofia facial, correção com enxerto de gordura ou implante HEMIATROFIA FACIAL CORRECAO COM ENXERTO DE GORDURA Correção de tumores, cicatrizes ou ferimentos com o auxílio de expansores de tecidos por estágio COR. TUM. CIC. FER. C AUX. EXPANS. TEC. P ESTAGIO Correção de tumores, cicatrizes ou ferimentos com o auxílio de expansores de tecidos - CORRECAO DE TUMORES, CICATRIZES OU FERIMENTOS COM O AUXILIO DE por estágio EXPANSORES DE TECIDOS - POR ESTAGIO Correção de tumores, cicatrizes ou ferimentos com o auxílio de expansores de tecidos por estágio CORRECAO RET. COT. PUN. REG. POP. TORN. C AUX. EX. P EST Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região oral), sem neurotização Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital), sem neurotização Página 13 PARALISIA FACIAL - REANIMACAO COM O MUSCULO TEMPORAL REGIAO ORAL, SEM NEUROTIZACAO PARAL. FACIAL REANIM. C MUSC. TEMP. S NEUR. REG. ORAL

14 Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital), sem neurotização PARAL. FACIAL REANIM. C MUSC. TEMP. S NEUR. REG. ORBIC Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital), sem PARALISIA FACIAL - REANIMACAO COM O MUSCULO TEMPORAL REGIAO ORBITAL,SEM neurotização NEUROTIZACAO Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região oral) com neurotização PARALISIA FACIAL - REANIMACAO COM O MUSCULO TEMPORAL REGIAO ORAL, COM NEUROTIZACAO Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital e oral) com neurotização PARALISIA DA FACE, TRATAMENTO CIRURGICO Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital e oral) com neurotização PARAL. FACIAL REAN. C MUSC. TEMP. REG. ORAL C NEUROT Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital e oral) com neurotização PARAL. FAC. REAN C MUSC. TEMP. REG. ORAL, ORB. C NELUROT Paralisia facial - reanimação com o músculo temporal (região orbital e oral) com PARALISIA FACIAL - REANIMACAO COM O MUSCULO TEMPORAL REGIAO ORBITAL E ORAL neurotização COM NEUROTIZACAO Reconstrução com retalhos axiais supra-orbitais e supratrocleares RECONT. C RETA. AXI. SUP. ORBIT. E SUP. TRACLEARES Reconstrução com retalhos axiais supra-orbitais e supratrocleares RECONSTRUCAO COM RETALHOS AXIAIS SUPRA ORBITAIS E SUPRA TROCLEARES Reconstrução com retalho axial da artéria temporal superficial RECONT. C RET. AUX. DA ARTERIA TEMP. SUPERFICIAL Reconstrução com retalho axial da artéria temporal superficial RECONSTRUCAO COM RETALHO AXIAL DA ARTERIA TEMPORAL SUPERFICIAL Reconstrução com retalhos em VY de pedículo subarterial RECONT. C RET. VY DE PED. SUPRA ARTERIAL Reconstrução com retalhos em VY de pedículo subarterial RECONSTRUCAO COM RETALHOS EM VY DE PEDICULO SUBARTERIAL Reconstrução com rotação do músculo temporal RECONT. C ROTACAO DO MUSCULO TEMPORAL Reconstrução com rotação do músculo temporal RECONSTRUCAO COM ROTACAO DO MUSCULO TEMPORAL Exérese de tumor maligno de pele EXERESE DE TUMOR MALIGNO DE PELE Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula EXERESE DE CISTO SEBACEO Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula EXERESE DE CISTO DERMOIDE Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula EXERESE DE CISTO SEBACEO Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula EXERESE DE TUMOR BENIGNO, CISTO OU FISTULA Biópsia de mandíbula BIOPSIA DE MANDIBULA Ressecção de tumor de mandíbula com desarticulação de ATM RESSECCAO DE TUMOR DE MANDIBULA COM DESARTICULACAO DE ATM Hemimandibulectomia ou ressecção segmentar ou seccional da mandíbula RESSECCAO PARCIAL SEGMENTAR OU SECCIONAL - MANDIBULA Hemimandibulectomia ou ressecção segmentar ou seccional da mandíbula HEMIMANDIBULECTOMIA Hemimandibulectomia ou ressecção segmentar ou seccional da mandíbula HEMIMANDIBULECTOMIA COM COLOCAO DE PROTESE Hemimandibulectomia ou ressecção segmentar ou seccional da mandíbula HEMI-MANDIBULECTOMIA OU RESSECCAO SECCIONAL DA MANDIBULA Mandibulectomia total MANDIBULECTOMIA COM RECONSTRUCAO A CUSTA DE OSTEOMIOCUTANEO Mandibulectomia total MANDIBULECTOMIA COM RECONSTRUCAO MICROCIRURGICA Mandibulectomia total MANDIBULECTOMIA TOTAL OU SUBTOTAL SEM ESVASIAMENTO GANGLIONAR CERVICAL Mandibulectomia total MANDIBULECTOMIA COM OU SEM ESVASIAMENTO ORBITARIO E RINOTOMIA LATERAL Cervicotomia exploradora CERVICOTOMIA EXPLORADORA Drenagem de abscesso cervical profundo DRENAGEM DE ABSCESSO DE CERVICAL PROFUNDO Esvaziamento cervical radical (especificar o lado) ESVAZIAMENTO CERVICAL RADICAL UNILATERAL Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO PULL THROUGH PARA TUMORES DA BOCA COM ESVAZIAMENTO BILATERAL Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO COMPOSTA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL UNILATERAL Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO COMPOSTA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL BILATERAL Página 14

15 Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO COMPOSTA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL UNILATERAL E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS DE PELE Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO COMPOSTA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL BILATERAL E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS DE PELE Esvaziamento cervical radical ampliado OPERACAO COMPOSTA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL UNILATERAL E RECONSTRUCAO A CUSTA DE RETALHOS OSTEOMIOCUTANEO Esvaziamento cervical radical ampliado ESVAZIAMENTO CERVICAL PARCIAL BILATERAL Esvaziamento cervical radical ampliado ESVAZIAMENTO CERVICAL RADICAL BILATERAL Esvaziamento cervical radical ampliado ESVAZIAMENTO CERVICAL RADICAL AMPLIADO INCLUINDO, TRIANGULO POSTERIOR, CADEIA RECORRENCIAL, ETC., ESVAZIAMENTO RADICAL COM RESSECCAO DA PELE Esvaziamento cervical seletivo (especificar o lado) ESVAZIAMENTO CERVICAL PARCIAL UNILATERAL Exérese de cisto branquial EXERESE DE CISTO BRANQUIAL Exérese de cisto tireoglosso EXERESE DE CISTO OU FISTULA TIREOGLOSSO Exérese de cisto tireoglosso EXERESE DE CISTO TIREOGLOSSO Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula cervical EXERESE DE CISTO OU FISTULA BRANQUIAL Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula cervical EXERESE DE TUMORES BENIGNOS DO PESCOCO Exérese de tumor benigno, cisto ou fístula cervical TERATOMA CERVICAL Linfadenectomia profunda LINFADENECTOMIA PROFUNDA DO PESCOCO Linfadenectomia superficial LINFADENECTOMIA SUPERFICIAL DO PESCOCO Neuroblastoma cervical - exérese NEUROBLASTOMA CERVICAL, EXERESE Punção-biópsia de pescoço PUNCAO-BIOPSIA Reconstrução de esôfago cervical RECONSTRUCAO DE ESOFAGO CERVICAL C RET. MUSC. MIOCUT Ressecção de tumor de corpo carotídeo RESSECCAO DE TUMOR GLOMICO Retração cicatricial cervical - por estágio RETRACAO CICATRICIAL, VARIOS ESTAGIOS POR ESTAGIO - PESCOCO Retração cicatricial cervical com emprego de expansores de tecido - por estágio RETRACAO CICATRICIAL CERVICAL COM EMPREGO DE EXPANSORES DE TECIDO POR ESTAGIO Torcicolo congênito - tratamento cirúrgico TORCICOLO CONGENITO MUSCULAR - TRATAMENTO CIRURGICO Torcicolo congênito - tratamento cirúrgico TORCICOLO CONGENITO TRATAMENTO CIRURGICO Torcicolo congênito - tratamento cirúrgico TRATAMENTO CIRURGICO DE TORCICOLO CONGENITO Tratamento cirúrgico de fístula com retalho cutâneo TRATAMENTO CIRURGICO DE FISTULA COM RETALHO CUTANEO - PESCOCO Tratamento cirúrgico de fístula com retalho cutâneo TRATAMENTO CIRURGICO DE FISTULA POR APROXIMACAO DE BORDAS - PESCOCO Biópsia de tireóide BIOPSIA DA TIREOIDE Bócio mergulhante: extirpação por acesso cérvico-torácico BOCIO INTRATORACICO - EXTIRPACAO POR VIA TRANSESTERNAL Bócio mergulhante: extirpação por acesso cérvico-torácico BOCIO INTRA-TORACICO, RESSECCAO POR VIA TRANS-ESTERNAL OU POR CERVICO- ESTERNOTOMIA Istmectomia ou nodulectomia ISTMECTOMIA OU NODULECTOMIA Tireoidectomia parcial TIREOIDECTOMIA PARCIAL E UNILATERAL Tireoidectomia parcial TIREOIDECTOMIA PARCIAL BILATERAL Tireoidectomia total TIREOIDECTOMIA TOTAL Tireoidectomia total TIREOIDECTOMIA TOTAL COM ESVAZIAMENTO GANGLIONAR UNILATERAL Tireoidectomia total TIREOIDECTOMIA TOTAL COM ESVAZIAMENTO GANGLIONAR BILATERAL Biópsia de paratireóide BIOPSIA DA PARATIREOIDE Paratireoidectomia com toracotomia PARATIREOIDECTOMIA COM ESTERNOTOMIA Paratireoidectomia com toracotomia PARATIREOIDECTOMIA COM ESVAZIAMENTO CERVICAL UNILATERAL Reimplante de paratireóide previamente preservada PARATIREOIDECTOMIA TOTAL COM IMPLANTE DE PARATIREOIDES Página 15

16 Reimplante de paratireóide previamente preservada REIMPLANTE DE PARATIREOIDE PREVIAMENTE PRESERVADA Tratamento cirúrgico do hiperparatireoidismo primário PARATIREOIDECTOMIA SUBTOTAL Tratamento cirúrgico do hiperparatireoidismo primário TRATAMENTO CIRURGICO DO HIPERPARATIREOIDISNO PRIMARIO Tratamento cirúrgico do hiperparatireoidismo secundário TRATAMENTO CIRURGICO DO HIPERPARATIREOIDISMO SECUNDARIO Cranioplastia CRANIOPLASTIA Craniotomia descompressiva CRANIOTOMIA DESCOMPRESSIVA Craniotomia para tumores ósseos TUMORES OSSEOS DO CRANIO CRANIECTOMIA Craniotomia para tumores ósseos TUMORES OSSEOS DO CRANIO COM CRANIOPLASTIA CRANIECTOMIAS Reconstrução craniana ou craniofacial RECONSTRUCAO CRANIANA OU CRANIO FACIAL Retirada de cranioplastia CRANIOPLASTIA RETIRADA DE PLACA Tratamento cirúrgico da craniossinostose CRANIOSSINOSTOSE TRATAMENTO CIRURGICO Tratamento cirúrgico da fratura do crânio - afundamento TRATAMENTO CIRURGICO DA FRATURA DO CRANIO-AFUNDAMENTO Tratamento cirúrgico da osteomielite de crânio OSTEOMIELITE DE CRANIO TRATAMENTO CIRURGICO Abscesso de pálpebra - drenagem ABSCESSO DE PALPEBRA Biópsia de pálpebra BIOPSIA DE PALPEBRA - CAVIDADE ORBITARIA E OLHOS Biópsia de pálpebra BIOPSIA DE PALPEBRA Blefarorrafia BLEFARORRAFIA DEFINITIVA Calázio CALAZIO Cantoplastia lateral CANTOPLASTIA LATERAL Cantoplastia medial CANTOPLASTIA MEDIAL Correção cirúrgica de ectrópio ou entrópio ENTROPIO Correção cirúrgica de ectrópio ou entrópio ECTROPIO Correção cirúrgica de ectrópio ou entrópio CORRECAO CIRURGICA DE ENTROPIO OU ECTROPIO Dermatocalaze ou blefarocalaze - unilateral DERMATOCALAZE OU BLEFAROCALAZE Epicanto - correção cirúrgica - unilateral EPICANTO Epicanto - correção cirúrgica - unilateral CORRECAO CIRURGICA DE EPICANTUS Epilação EPILACAO Epilação de cílios (diatermo-coagulação) TRIQUIASE - COM DIATERMOCOAGULACAO Epilação de cílios (diatermo-coagulação) EPILACAO DE CILIOS DIATERMO-COAGULACAO Epilação de cílios (diatermo-coagulação) EPILACAO DE CILIOS DIATERMO-COAGULACAO Lagoftalmo - correção cirúrgica CORRECAO CIRURGICA DE LAGOFTALMO Pálpebra - reconstrução total (com ou sem ressecção de tumor) - por estágio RECONSTRUCAO TOTAL DE PALPEBRA COM OU SEM RESSECCAO DE TUMOR Pálpebra - reconstrução total (com ou sem ressecção de tumor) - por estágio RECONSTRUCAO TOTAL DA PALPEBRA Ptose palpebral - correção cirúrgica - unilateral PTOSE Ptose palpebral - correção cirúrgica - unilateral CORRECAO CIRURGICA DE PTOSE PALPEBRAL Ressecção de tumores palpebrais RESSECCAO DE TUMORES PALPEBRAIS COM RECONSTRUCAO PARCIAL Ressecção de tumores palpebrais RESSECCAO DE TUMORES PALPEBRAIS E RECONSTRUCAO TOTAL Ressecção de tumores palpebrais TUMOR, EXERESE - SEM PLASTICA Ressecção de tumores palpebrais TUMOR, EXERESE - COM PLASTICA Retração palpebral RETRATACAO PALPEBRAL Simbléfaro com ou sem enxerto - correção cirúrgica SIMBLEFARO Simbléfaro com ou sem enxerto - correção cirúrgica CORRECAO CIRURGICA DE SIMBLEFARO Sutura de pálpebra SUTURA DE PALPEBRA Tarsorrafia TARSORRAFIA Tarsorrafia TARSORRAFIA Telecanto - correção cirúrgica - unilateral TELECANTO Triquíase com ou sem enxerto TRIQUIASE COM OU SEM ENXERTO Página 16

17 Correção da enoftalmia CORRECAO DA ENOFTALMA Descompressão de órbita ou nervo ótico ORBITA DESCOMPRESSAO Descompressão de órbita ou nervo ótico DESCOMPRESSAO DE ORBITA Descompressão de órbita ou nervo ótico DESCOMPRESSAO ORBITARIA TRANS-MAXILO-ETMOIDAL Descompressão de órbita ou nervo ótico DESCOMPRESSAO DE ORBITA Exenteração com osteotomia EXENTERACAO COM OSTEOTOMIA Exenteração de órbita EXENTERACAO Exenteração de órbita EXENTERACAO DE ORBITA COM ENXERTO OU RETALHO Exenteração de órbita EXENTERACAO DE ORBITA Exenteração de órbita EXENTERACAO COM ENXERTO OU RETALHO Exérese de tumor com abordagem craniofacial oncológica (tempo facial) pálpebra, EXERESE DE TUMOR COM ABORDAGEM CRANIOFACIAL ONCOLOGICA TEMPO FACIAL cavidade orbitária e olhos PALPEBRA CAVIDADE ORBITARIA E OLHOS Fratura de órbita - redução cirúrgica FRATURA DE ORBITA, REDUCAO CIRURGICA Fratura de órbita - redução cirúrgica e enxerto ósseo FRATURA DE ORBITA, REDUCAO CIRURGICA E ENXERTO OSSEO Implante secundário de órbita IMPLANTE SECUNDARIO Microcirurgia para tumores orbitários MICROCIRURGIA PARA TUMORES ORBITARIOS Reconstituição de paredes orbitárias RECONSTITUICAO DE PAREDES ORBITARIAS Reconstrução parcial de cavidade orbital - por estágio RECONSTRUCAO PARCIAL DA CAVIDADE ORBITARIA Reconstrução total da cavidade orbital - por estágio RECONSTRUCAO TOTAL OU PARCIAL DA CAVIDADE ORBITARIA Reconstrução total da cavidade orbital - por estágio RECONSTRUCAO TOTAL DE CAVIDADE ORBITARIA Reconstrução total da cavidade orbital - por estágio RECONSTRUCAO DE CAVIDADE ORBITARIA C RET. MUSC Reconstrução total da cavidade orbital - por estágio RECONST. DE CAV. ORB. C RET. MUSC. EXPANDIDO P EST Tumor de órbita - exérese RESSECCAO DE TUMORES DA CAVIDADE ORBITARIA Tumor de órbita - exérese RESSECCAO DE TUMOR EM ORBITA FECHADA Tumor de órbita - exérese TUMOR INTRA-ORBITARIO RESSECCAO Tumor de órbita - exérese TUMOR DE ORBITA, EXERESE Autotransplante conjuntival TRANSPLANTE CONJUNTIVAL Biópsia de conjuntiva BIOPSIA DE CONJUNTIVA Infiltração subconjuntival INFILTRACAO SUB-CONJUNTIVAL Plástica de conjuntiva PLASTICA DE CONJUNTIVA Pterígio - exérese PTERIGIO - EXERESE Reconstituição de fundo de saco RECONSTITUICAO DE CAVIDADE Sutura de conjuntiva SUTURA DE CONJUNTIVA Tumor de conjuntiva - exérese TUMOR - EXERESE Cauterização de córnea CAUTERIZACAO DE ULCERA Ceratectomia superficial - monocular CERATECTOMIA SUPERFICIAL Corpo estranho da córnea - retirada CORPO ESTRANHO - RETIRADA PTK ceratectomia fototerapêutica - monocular PTK CERATECTOMIA FOTOTERAPEUTICA MONOCULAR Recobrimento conjuntival RECOBRIMENTO CONJUNTIVAL Sutura de córnea (com ou sem hérnia de íris) SUTURA COM OU SEM HERNIA DE IRIS Tarsoconjuntivoceratoplastia TARSOCONJUNTIVOCERATOSPLASTIA Fotoablação de superfície convencional - PRK FOTOABLACAO DE SUPERFICIE CONVENCIONAL - PRK Delaminação corneana com fotoablação estromal - LASIK LASIK - DELAMINACAO CORNEANA COM FOTOABLACAO ESTROMAL Paracentese da câmara anterior PARACENTESE COM LAVAGEM - CAMARA ANTERIOR Reconstrução da câmara anterior RECONSTRUCAO DE CAMARA ANTERIOR Remoção de hifema REMOCAO DE HIFEMA Retirada de corpo estranho da câmara anterior RETIRADA DE CORPO ESTRANHO - CAMARA ANTERIOR Página 17

18 Capsulotomia YAG ou cirúrgica CAPSULOTOMIA YAG OU CIRURGICA Facectomia com lente intra-ocular com facoemulsificação FACECTOMIA COM LENTE INTRA-OCULAR COM FACOEMULSIFICACAO Facectomia com lente intra-ocular sem facoemulsificação FACECTOMIA C IMPLANTE DE LENTE INTRA OCULAR SOMENTE HONORARIOS MEDICOS Fixação iriana de lente intra-ocular FIXACAO IRIANA DE LENTE INTRA-OCULAR Implante secundário / explante / fixação escleral ou iriana IMPLANTE SECUNDARIO DE LENTE INTRA OCULAR Implante secundário / explante / fixação escleral ou iriana IMPLANTE SECUNDARIO EXPLANTE FIXACAO ESCLERAL OU IRIDLANA Biópsia de tumor via pars plana BIOPSIA DE TUMOR VIA PARS PLANA Biópsia de vítreo via pars plana BIOPSIA DE VITREO VIA PARS PLANA Endolaser/Endodiatermia ENDO LASER-CRIOTERAPIA-DIATERMIA Implante de silicone intravítreo IMPLANTE DE SILICONE INTRA-VITREO Infusão de perfluocarbono INFUSAO DE PERFLUOCARBONO Membranectomia EPI ou sub-retiniana MEMBRANECTOMIA PERIRRETINIANA Membranectomia EPI ou sub-retiniana MEMBRANECTOMIA EPI OU SUB-RETINIANA Retirada de corpo estranho RETIRADA DE CORPO ESTRANHO Retirada de óleo de silicone via pars plana REMOCAO DE SILICONE INTRA VITREO Troca fluido gasosa TROCA FLUIDO GASOSA POS OPERATORIO FLUIDO INCLUSO Vitrectomia a céu aberto - ceratoprótese VITRECTOMIA A CEU ABERTO Vitrectomia a céu aberto - ceratoprótese VITRECTOMIA ANTERIOR COM CERATOPROTESE Vitrectomia anterior VITRECTOMIA ANTERIOR Vitrectomia vias pars plana VITRECTOMIA VIAS PARS PLANA Biópsia de esclera BIOPSIA DE ESCLERA Enxerto de esclera (qualquer técnica) ENXERTO DE ESCLERA QUALQUER TECNICA Sutura de esclera SUTURA DA ESCLEROTICA Exérese de tumor de esclera EXERESE DE TUMOR DA ESCLEROTICA Enucleação ou evisceração com ou sem implante ENUCLEACAO SEM IMPLANTE Enucleação ou evisceração com ou sem implante ENUCLEACAO COM IMPLANTE Enucleação ou evisceração com ou sem implante EVISCERACAO SEM IMPLANTE Enucleação ou evisceração com ou sem implante EVISCERACAO COM IMPLANTE Enucleação ou evisceração com ou sem implante ENUCLEACAO OU EVISCERACAO COM OU SEM IMPLANTE Injeção retrobulbar INJECAO RETRO BULBAR Reconstituição de globo ocular com lesão de estruturas intra-oculares RECONSTITUICAO DE GLOBO OCULAR COM LESAO DE ESTRUTURAS INTRA-OCULARES Biópsia de íris e corpo ciliar BIOPSIA DE IRIS E CORPO CILIAR Cicloterapia - qualquer técnica CICLODIATERMIA Cicloterapia - qualquer técnica CRIOCICLOTERAPIA Cicloterapia - qualquer técnica CRIOCICLOTERAPIA Cicloterapia - qualquer técnica CICLO FOTOCOAGULACAO A LASER Cirurgias fistulizantes antiglaucomatosas CIRURGIAS ANTIGLAUCOMATOSAS QUALQUER TECNICA Cirurgias fistulizantes com implantes valvulares IMPLANTES VALVULARES Drenagem de descolamento de coróide DRENAGEM DE DESCOLAMENTO DE COROIDE Fototrabeculoplastia (laser) FOTOTRABECULOPLASTIA LASER Goniotomia ou trabeculotomia CIRURGIA DO GLAUCOMA CONGENITO Goniotomia ou trabeculotomia TRABECULOTOMIA Iridectomia (laser ou cirúrgica) IRIDECTOMIA LASER Iridectomia (laser ou cirúrgica) IRIDECTOMIA Iridociclectomia IRIDOCICLECTOMIA Página 18

19 Sinequiotomia (cirúrgica) SINEQUIOTOMIA CIRURGICA Sinequiotomia (laser) SINEQUIOTOMIA LASER Biópsia de músculos BIOPSIA DE MUSCULOS Cirurgia com sutura ajustável CIRURGIA COM SUTURA AJUSTAVEL Estrabismo ciclo vertical/transposição - monocular ESTRABISMO CICLO VERTICAL TRANSPOSICAO MONOCULAR Estrabismo horizontal - monocular ESTRABISMO Aplicação de placa radiativa episcleral APLICACAO DE PLACA RADIATIVA ESPISCLERAL Biópsia de retina BIOPSIA DE RETINA Exérese de tumor de coróide e/ou corpo ciliar EXERESE DE TUMOR DE COROIDE E OU CORPO CILIAR Fotocoagulação (laser) - por sessão - monocular FOTOCOAGULACAO COM LASER XENONIO OU ARGONICO - POR SESSAO Infusão de gás expansor INFUSAO DE GAS EXPANSOR Pancrioterapia periférica PANCRIOTERAPIA PERIFERICA Remoção de implante episcleral REMOCAO DE IMPLANTE ESPISCLERAL Retinopexia com introflexão escleral RETINOPEXIA COM INTROFLEXAO ESCLERAL QUALQUER TECNICA Retinopexia com introflexão escleral RETINOPEXIA COM INTROFLEXAO ESCLERAL VITRECTOMIA ENDOFOTOCOAGULACAO Retinopexia pneumática RETINOPEXIA PNEUMATICA Retinopexia profilática (criopexia) RETINOPEXIA PROFILATICA CRIOPEXIA Cirurgia da glândula lacrimal CIRURGIA DE GLANDULA LACRIMAL Dacriocistectomia - unilateral DACRIOCISTECTOMIA Fechamento dos pontos lacrimais FECHAMENTO DOS PONTOS LACRIMAIS Reconstituição de vias lacrimais com silicone ou outro material RECONSTITUICAO DE VIAS LACRIMAIS COM SILICONE OU OUTRO MATERIAL Sondagem das vias lacrimais - com ou sem lavagem SONDAGEM DAS VIAS LACRIMAIS - COM OU SEM LAVAGEM Reconstituição de pontos lacrimais RECONSTITUICAO DE PONTOS LACRIMAIS Biópsia de pavilhão auricular BIOPSIA DO PAVILHAO AURICULAR Exérese de tumor com abordagem craniofacial oncológica pavilhão auricular (tempo facial) TUMOR DE ORELHA, EXCISAO E RETALHO CUTANEO Exérese de tumor com abordagem craniofacial oncológica pavilhão auricular (tempo EXERESE DE TUMOR COM ABORDAGEM CRANIO FACIAL ONCOLOGICA PAVILHAO facial) AURICULAR TEMPO FACIAL Exérese de tumor com fechamento primário TUMOR DE ORELHA, EXCISAO E SUTURA Outros defeitos congênitos que não a microtia OUTROS DEFEITOS CONGENITOS QUE NAO A MICROTIA Reconstrução de orelha - retoques RECONSTRUCAO DA ORELHA, RETOQUES Reconstrução de unidade anatômica do pavilhão auricular - por estágio RECONSTRUCAO DO LOBULO DA ORELHA Reconstrução de unidade anatômica do pavilhão auricular - por estágio RECONST. TOTAL DE ORELHA C AUX. DE EXP. TEC. 2 EST Reconstrução total de orelha (único estágio) RECONSTRUCAO TOTAL DA ORELHA - UM ESTAGIO TEMPO UNICO Reconstrução total de orelha (único estágio) RECONST. TOTAL DE ORELHA C AUX. DE EXP. TEC. 1 EST Ressecção de tumor de pavilhão auricular, incluindo parte do osso temporal RESSECCAO DE TUMOR DE PAVILHAO AURICULAR INCLUINDO TEMPORAL E RECONSTRUCAO Ressecção subtotal ou total de orelha RESSECCAO SUBTOTAL OU TOTAL DE ORELHA Tratamento cirúrgico de sinus pré-auricular TRATAMENTO CIRURGICO DE CISTO PRE-AURICULAR Aspiração auricular ou curativo ASPIRACAO AURICULAR OU CURATIVO Biópsia (orelha externa) BIOPSIA ORELHA EXTERNA Cisto pré-auricular (coloboma auris) - exérese-unilateral CISTO PRE-AURICULAR - COLABOMA AURIS EXERESE Corpos estranhos, pólipos ou biópsia - em consultório CORPOS ESTRANHOS OU POLIPOS - RETIRADA EM CONSULTORIO Corpos estranhos, pólipos ou biópsia - em hospital sob anestesia geral CORPOS ESTRANHOS OU POLIPOS - RETIRADA EM HOSPITAL SOB ANESTESIA GERAL Estenose de conduto auditivo externo - correção ESTENOSE DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO Página 19

20 Furúnculo - drenagem (ouvido) FURUNCULO DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO - DRENAGEM Pericondrite de pavilhão - tratamento cirúrgico com desbridamento PERICONDRITE DE PAVILHAO - TRATAMENTO CIRURGICO Tumor benigno de conduto auditivo externo - exérese TUMOR BENIGNO DE CONDUTO AUDITIVO EXTERNO CAE - EXERESE Cauterização de membrana timpânica CAUTERIZACAO DE MEMBRANA TIMPANICA Estapedectomia ou estapedotomia ESTAPEDECTOMIA Exploração e descompressão parcial do nervo facial intratemporal EXPLORACAO E DESCOMPRESSAO PARCIAL DO NERVO FACIAL INTRA-TEMPORAL Fístula perilinfática - fechamento cirúrgico FISTULA PERI-LINFATICA - FECHAMENTO CIRURGICO Glomus jugular - ressecção GLOMUS JUGULAR - RESSECCAO Glomus timpânicus - ressecção GLOMUS TIMPANICUS - RESSECCAO Mastoidectomia simples ou radical modificada MASTOIDECTOMIA RADICAL Mastoidectomia simples ou radical modificada MASTOIDECTOMIA RADICAL MODIFICADA Mastoidectomia simples ou radical modificada MASTOIDECTOMIA SIMPLES OU RADICAL MODIFICADA Ouvido congênito - tratamento cirúrgico OUVIDO CONGENITO - TRATAMENTO CIRURGICO Paracentese do tímpano - miringotomia, unilateral (em consultório) PARACENTESE DO TIMPANO - MIRINGOTOMIA EM CONSULTORIO Tímpano-mastoidectomia TIMPANOMASTOIDECTOMIA Timpanoplastia com reconstrução da cadeia ossicular TIMPANOPLASTIA COM RECONSTRUCAO DA CADEIA OSSICULAR Timpanoplastia tipo I - miringoplastia - unilateral TIMPANOPLASTIA I - MIRINGOPLASTIA UNILATERAL Timpanotomia exploradora - unilateral TIMPANOTOMIA EXPLORADORA UNILATERAL COM OU SEM ASPIRACAO UNILATERAL Timpanotomia para tubo de ventilação - unilateral TIMPANOTOMIA PARA TUBO DE VENTILACAO UNILATERAL Paracentese do tímpano, unilateral, em hospital/anest. geral PARENCETESE DO TIMPANO, UNILATERAL, EM HOSPITAL ANEST.GERAL Doença de Meniere - tratamento cirúrgico - descompressão do saco endolinfático ou DOENCA DE MENIERE - TRATAMENTO CIRURGICO - SHUNT BASILAR OU SHUNT "shunt" SUBARACNOIDE Enxerto parcial intratemporal do nervo facial - do foramem estilo-mastóideo ao gânglio ENXERTO PARCIAL INTRATEMPORAL DO NERVO FACIAL - DO FORAMEM ESTILO geniculado MASTIDEO AO GANGLIO GENICULADO Enxerto parcial intratemporal do nervo facial - do gânglio geniculado ao meato acústico ENXERTO TOTAL INTRATEMPORAL DO NERVO FACIAL - DO GANGLIO GENICULADO AO interno MEATO ACUSTICO INTERNO Enxerto total do nervo facial intratemporal ENXERTO TOTAL DO NERVO FACIAL INTRATEMPORAL Exploração e descompressão total do nervo facial (transmastóideo, translabiríntico, EXPLORACAO E DESCOMPRESSAO TOTAL DO NERVO FACIAL TRANSMASTOIDEO, fossa média) TRANSLABIRINTICO, FOSSA MEDIA Implante coclear (exceto a prótese) IMPLANTE COCLEAR EXCETO A PROTESE Labirintectomia (membranosa ou óssea) - sem audição LABIRINTECTOMIA MEMBRANOSA OU OSSEA - SEM AUDICAO Neurectomia vestibular para fossa média ou posterior NURECTOMIA VESTIBULAR PARA FOSSA MEDIA OU POSTERIOR Neurectomia vestibular translabiríntica - sem audição NEURECTOMIA VESTIBULAR TRANSLABIRINTICA - SEM AUDICAO Ressecção do osso temporal RESSECCAO DO OSSO TEMPORAL Tumor do nervo acústico - ressecção via translabiríntica ou fossa média TUMOR DO ACUSTICO - RESSECCAO VIA TRANSLABIRINTICA Tumor do nervo acústico - ressecção via translabiríntica ou fossa média TUMOR DO ACUSTICO - RESSECCAO VIA FOSSA MEDIA Abscesso ou hematoma de septo nasal - drenagem ABSCESSO OU HEMATOMA DE SEPTO NASAL - ABERTURA E DRENAGEM Abscesso ou hematoma de septo nasal - drenagem sob anestesia geral ABSCESSO OU HEMATOMA DE SEPTO NASAL - DRENAGEM SOB ANESTESIA GERAL Alongamento de columela ALONGAMENTO DE COLUMELA - NARIZ Biópsia de nariz BIOPSIA DE NARIZ Corneto inferior - cauterização linear - unilateral CORNETO INFERIOR - CAUTERIZACAO LINEAR Corneto inferior - infiltração medicamentosa (unilateral) CORNETO INFERIOR - INFILTRACAO MEDICAMENTOSA CADA Corpos estranhos - retirada em consultório (nariz) CORPOS ESTRANHOS - RETIRADA EM CONSULTORIO Corpos estranhos - retirada sob anestesia geral / hospital CORPOS ESTRANHOS - RETIRADA COM ANESTESIA GERAL HOSPITAL Epistaxe - cauterização (qualquer técnica) EPISTAXE - CAUTERIZACAO Página 20

PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8

PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8 PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8 s Fisioterápicos Acupuntura (sessão) RPG (Sessão) Fisioterapia (Sessão) Hidroterapia (sessão) Pilates (Sessão) - Para autorização

Leia mais

Gestão de Planos CÓDIGO TUSS. 10103015 Atendimento ao recém-nascido em berçário

Gestão de Planos CÓDIGO TUSS. 10103015 Atendimento ao recém-nascido em berçário Situações onde um mesmo código CBHPM é relacionado a diversas AMBs, o relacionamento que está grifado em amarelo é o que será valorizado para pagamento. Procedimentos que foram exclusos da cobertura pelo

Leia mais

Relacionamento das tabelas(cbhpm 3ª, 4ª, 5ª Edições) e a TUSS

Relacionamento das tabelas(cbhpm 3ª, 4ª, 5ª Edições) e a TUSS Relacionamento das tabelas(cbhpm 3ª, 4ª, 5ª Edições) e a TUSS CBHPM 3 10101012 10101012 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 10101020 10101020 10101020 Em domicílio

Leia mais

Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010

Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010 Life Empresarial Saúde - De/Para TUSS Out/2010 THM 1990 THM 1992 LPM 1996 LPM 1999 00010014 00010014 00010014 00010014 10101012 10101012 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido)

Leia mais

OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS

OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/199 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Descrição 00010014 00010014 00010014 00010014

Leia mais

Rol de Procedimentos - Resolução Normativa Nº 262

Rol de Procedimentos - Resolução Normativa Nº 262 Rol de Procedimentos - Resolução Normativa Nº 262 Código TUSS Tab 22 10101012 10101012 10101012 Tabela 22 - Terminologia de Procedimentos e Eventos em Saúde (TUSS) 2012 Consulta em consultório (no horário

Leia mais

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM)

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM) 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório - consulta médica N 0 0 0 0,0000 R$ 46,20 R$ 49,80 10101039 CONSULTAS CONSULTAS Em pronto socorro - consulta médica N 0 0 0 0,0000 R$ 46,20 R$ 49,80 10102019

Leia mais

TUSS (Terminologia Unificada em Saúde Suplementar) (COMPATÍVEL COM O ROL 2010 - RN 211)

TUSS (Terminologia Unificada em Saúde Suplementar) (COMPATÍVEL COM O ROL 2010 - RN 211) TUSS (Terminologia Unificada em Saúde Suplementar) (COMPATÍVEL COM O ROL 2010 - RN 211) TRABALHO COORDENADO E PRODUZIDO PELO DR. AMILCAR MARTINS GIRON, PRESIDENTE DA CÂMARA TÉCNICA PERMANENTE DA CBHPM

Leia mais

CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211. Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Consulta em domicílio

CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211. Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Consulta em domicílio CÓDIGO GRUPO TUSS PROCEDIMENTO ROL ANS ROL ANS RN/211 10101012 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10101020 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10101039 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS

Leia mais

TUSS GRUPOS TUSS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO ROL ANS

TUSS GRUPOS TUSS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO ROL ANS TERMINOLOGIA UNIFICADA DA SAÚDE SUPLEMENTAR Versão 1.0 Conforme determinação legal da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), disposta na Instrução Normativa nº 36 de 04/06/2009, apresentamos a 1ª

Leia mais

10103015 Atendimento ao recém-nascido em berçário

10103015 Atendimento ao recém-nascido em berçário 10014 Em consultório (no horário normal ou pré-estabelecido) 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10073 Consulta de urgência 10101039 Consulta em pronto socorro 20010 Visita hospitalar

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS DA AMAGIS SAÚDE - VIGÊNCIA 01/08/2015

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS DA AMAGIS SAÚDE - VIGÊNCIA 01/08/2015 TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS DA AMAGIS SAÚDE - VIGÊNCIA 01/08/2015 CÓDIGO 1.01.01.00-4 1.01.01.01-2 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 100,00 - - 100,00 1.01.01.03-9 Em pronto socorro

Leia mais

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM)

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM) 10101012 GERAIS (CONSULTAS) CONSULTA CONSULTA EM CONSULTORIO (NO HORARIO NORMAL OU PREE TABELECIDO) N R$ 78,00 R$ 78,00 10101039 GERAIS CONSULTA CONSULTA EM PRONTO SOCORRO N R$ 78,00 R$ 78,00 (CONSULTAS)

Leia mais

Em consultório (no horário normal 10101012 CONSULTAS CONSULTAS ou preestabelecido)

Em consultório (no horário normal 10101012 CONSULTAS CONSULTAS ou preestabelecido) ANEXO I TABELA TUSS CÓDIGO TUSS TUSS GRUPOS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO Em consultório (no horário normal 10101012 CONSULTAS CONSULTAS ou preestabelecido) 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório (no horário

Leia mais

COD CB 3ª e. SIM 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido)

COD CB 3ª e. SIM 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) L - LEGENDA AZ VM VR COD AMB 92 Não consta no ROL / Consta na TUSS Não consta no ROL / Consta na TUSS / Consta na CBHPM 3ª 4ª ou 5ª Edição Consta no ROL / Consta na TUSS / Referencia de valores CBHPM 4ª

Leia mais

Pag. 1 CÓDIGO. ROL ANS Resolução Normativa nº 262,/2011 TUSS ROL

Pag. 1 CÓDIGO. ROL ANS Resolução Normativa nº 262,/2011 TUSS ROL Resolução Normativa nº 262,/2011 GRUPO - SUBGRUPO - PROCEDIMENTO - 10101012 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) CONSULTA MÉDICA 10101012

Leia mais

Tabela Unificadora de Procedimento da Saúde TussAns 02/02/2012 16:08

Tabela Unificadora de Procedimento da Saúde TussAns 02/02/2012 16:08 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) GERAIS (CONSULTAS) GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA 10101020 Consulta em domicílio GERAIS (CONSULTAS) GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA

Leia mais

Rol de Procedimentos Versão: 2012.01 Vigência: 01/01/2012 TUSS / CBHPM 2012.01

Rol de Procedimentos Versão: 2012.01 Vigência: 01/01/2012 TUSS / CBHPM 2012.01 Rol de Procedimentos Versão: 2012.01 Vigência: 01/01/2012 TUSS / CBHPM 2012.01 10100008 10100008 CONSULTAS Consultas 10101004 Código: Procedimentos: Qte.UT: Valor HM: Custo: Fime: N.º Aux.: Porte A.: :

Leia mais

Porte Peso R$ PA INC FILME UCO R$

Porte Peso R$ PA INC FILME UCO R$ Baixo Risco = B Alto Risco = A CÓDIGO CBHPM CONSULTAS 1.01.01.00-4 DESCRIÇÃO PROCEDIMENTO HONORÁRIOS MÉDICOS FILME CUSTO OPERACIONAL Porte Peso R$ PA INC FILME UCO R$ Nº de AUX AUTORIZ AÇÃO B 1.01.01.01-2

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO SABESPREV - VIGÊNCIA 01/05/2013

TABELA DE REEMBOLSO SABESPREV - VIGÊNCIA 01/05/2013 00060020 SESSÃO DE NUTRIÇÃO R$ 45,00 R$ - 0 GERAIS GERAIS 00100323 SESSÃO DE TERAPIA OCUPACIONAL R$ 45,00 R$ - 0 10101012 CONSULTA EM CONSULTÓRIO (NO HORÁRIO NORMAL OU PRÉ-ESTABELECIDO) R$ 80,00 R$ - 0

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO 2015 VIGÊNCIA 01/07/2015. Gerência de Saúde 1

TABELA DE REEMBOLSO 2015 VIGÊNCIA 01/07/2015. Gerência de Saúde 1 AUXILIARES 10101012 CONSULTA EM CONSULTÓRIO (NO HORÁRIO NORMAL OU PREESTABELECIDO) R$ 90,00 R$ - 0 GERAIS GERAIS 10101039 CONSULTA EM PRONTO SOCORRO R$ 45,20 R$ - 0 GERAIS GERAIS 10102019 VISITA HOSPITALAR

Leia mais

Código AMB. Descrição AMB

Código AMB. Descrição AMB TUSS 1.01.01.012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 00.01.0014 CONSULTA - CLINICO GERAL 1.01.01.012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 00.01.0025

Leia mais

PROCEDIMENTOS GERAIS

PROCEDIMENTOS GERAIS PROCEDIMENTOS GERAIS CONSULTAS CONSULTAS 10101012 CONSULTA EM CONSULTORIO (NO HORARIO NORMAL OU PREESTABELECIDO) 0,00 43,00 0,00 Ambulatorial 0 Suplementar 43,00 N N 10101039 CONSULTA EM PRONTO SOCORRO

Leia mais

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NEUROLOGIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOMUNICÍPIO - IPM IPM SAÚDE AUDITORIA EM SAÚDE ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO: REDIMENSIONAMENTO DO

Leia mais

PROCEDIMENTOS GERAIS

PROCEDIMENTOS GERAIS OBSERVAÇÕES GERAIS ) O IPSEMG se responsabiliza exclusivamente pelo pagamento dos procedimentos constantes nessa Tabela. 2) O IPSEMG remunera os seus credenciados através de pacotes pré-acordados que contemplam:

Leia mais

1. Os atendimentos contratados de acordo com esta TPMC serão realizados em locais, dias e horários preestabelecidos.

1. Os atendimentos contratados de acordo com esta TPMC serão realizados em locais, dias e horários preestabelecidos. INSTRUÇÕES GERAIS 1. TUSS PROCEDIMENTOS MÉDICOS CABERGS - TPMC 1. Os atendimentos contratados de acordo com esta TPMC serão realizados em locais, dias e horários preestabelecidos. 1.2 Esta TPMC constitui

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE

ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE ANEXO I 2016 ANEXO I ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE - 2016 PROCEDIMENTO - Rol 2016 SUBGRUPO - Rol 2016 GRUPO - Rol 2016 CAPÍTULO - Rol 2016 OD PAC ACONSELHAMENTO

Leia mais

TPSR INSTRUÇÕES GERAIS

TPSR INSTRUÇÕES GERAIS TPSR INSTRUÇÕES GERAIS 1 INSTRUÇÕES GERAIS HONORÁRIOS MÉDICOS 1. A TABELA PORTO SEGURO DE REEMBOLSO - TPSR constitui-se como instrumento para cálculo de reembolso das despesas cobertas pelo contrato de

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS 1. CLASSIFICAÇÃO HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS

INSTRUÇÕES GERAIS 1. CLASSIFICAÇÃO HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS INSTRUÇÕES GERAIS 1. CLASSIFICAÇÃO HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS 1.1 A presente Classificação de s foi elaborada com base em critérios técnicos e tem como finalidade hierarquizar os procedimentos

Leia mais

Lista de Procedimentos e Preços - LPP - CEMIG SAÚDE

Lista de Procedimentos e Preços - LPP - CEMIG SAÚDE CAPÍTULO 1 - PROCEDIMENTOS GERAIS CONSULTAS - 1.01.00.00-8 CONSULTAS (1.01.01.00-4) Autorização Código Procedimento Incidência Filme Auxiliar Porte Anestésico Porte Peso Qte Uco Uco DA 10101012 Em consultório

Leia mais

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS Código Procedimento Autorização Prévia Valor 2.01.03.00-0

Leia mais

Rol de Procedimentos Versão: 2013.01 Vigência Atendimento: 01/03/2013. TUSS / CBHPM 2013.01 "Atualizada"

Rol de Procedimentos Versão: 2013.01 Vigência Atendimento: 01/03/2013. TUSS / CBHPM 2013.01 Atualizada Rol de Procedimentos Versão: 2013.01 Vigência Atendimento: 01/03/2013 TUSS / CBHPM 2013.01 "Atualizada" 40404102 Depleção de plasma em Transplante de Células-Tronco Homopoéticas alogênicos 40404250 Sedimentação

Leia mais

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143 DESCRIÇÃO ANTERIOR CÓDIGO ANTERIOR CÓD. TUSS NOMENCLATURA TUSS SERVIÇO VALOR REAJUSTADO EM 17,65% - (VIGENTE A PARTIR DE 01/04/2015) Avaliação Nutricionista 98800140 não possui não possui NUTRICIONISTA

Leia mais

Código Tab 22 Tabela 22 - Terminologia de Procedimentos e Eventos em Saúde (TUSS) ROL ANS ROL ANS Resolução Normativa nº 338/2013

Código Tab 22 Tabela 22 - Terminologia de Procedimentos e Eventos em Saúde (TUSS) ROL ANS ROL ANS Resolução Normativa nº 338/2013 Correlação - Terminologia de Procedimentos e Eventos em Saúde e Rol de Proce Código Tab 22 Tabela 22 - Terminologia de Procedimentos e Eventos em Saúde (TUSS) ROL ANS ROL ANS Resolução Normativa nº 338/2013

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO SÉRIE 3 ANO IV Nº239 FORTALEZA, 18 DE DEZEMBRO DE 2012

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO SÉRIE 3 ANO IV Nº239 FORTALEZA, 18 DE DEZEMBRO DE 2012 DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO SÉRIE 3 ANO IV Nº239 FORTALEZA, 18 DE DEZEMBRO DE 2012 73 INSTITUTO DE SAÚDE DOS SERVIDORES DO ESTADO DO CEARÁ PORTARIA Nº211/2012 - A SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE SAÚDE DOS

Leia mais

TUSS / CBHPM. Cobertos 20102062 Monitor de eventos sintomáticos por 15 a 30 dias (LOOPER)

TUSS / CBHPM. Cobertos 20102062 Monitor de eventos sintomáticos por 15 a 30 dias (LOOPER) Versão 3.0 Rol de Procedimentos Vigência: 07/06/2010 TUSS / CBHPM Código: Procedimentos: Qte.UT: Valor HM: Custo: Fime: N.º Aux.: Porte A.: : Tipo: Equivalente: 10101101 Entrevista Qualificada Extra TUSS

Leia mais

DE-PARA TUSS TUSS AMB

DE-PARA TUSS TUSS AMB DE-PARA TUSS TUSS AMB Descrição 10101012 00010014 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 00010022 Em domicílio 10101039 00010073 Em pronto socorro 10102019 00020010 Visita hospitalar

Leia mais

Tabela TUSS. CÓDIGO TUSS GRUPOS TUSS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório (no horário normal ou preestabelecido)

Tabela TUSS. CÓDIGO TUSS GRUPOS TUSS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Tabela TUSS CÓDIGO TUSS GRUPOS TUSS SUBGRUPOS PROCEDIMENTO 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101012 CONSULTAS CONSULTAS Em consultório (no horário normal

Leia mais

STFNA043 - Tabela de Preços - TABELA GERAL_EQUIVALENCIA

STFNA043 - Tabela de Preços - TABELA GERAL_EQUIVALENCIA 0 - ATENDIMENTO MÉDICO 0.00 - CONSULTA 0.00.10 - CONSULTAS POR ESPECIALIDADE 0.00.10.138 CONSULTA REUMATOLOGISTA 00.01.0138 CONSULTA COM REUMATOLOGISTA 0.00.10.154 CONSULTA COM NEFROLOGISTA 00.01.0154

Leia mais

Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS

Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS 00010014 00010014 00010014 00010014 10101012 10101012 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO COM OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE

GUIA DE RELACIONAMENTO COM OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE GUIA DE RELACIONAMENTO COM OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE www.sbd.org.br 1 EXPEDIENTE ÍNDICE MENSAGEM DA DIRETORIA Guia de relacionamento com operadoras de planos de saúde Uma publicação da Sociedade Brasileira

Leia mais

Autorizacao por Código (*) Procedimento senha? Grupo Descrição do Grupo Obervação Serpro guia 0 CONSULTAS ELETIVAS/VISITA MEDICA

Autorizacao por Código (*) Procedimento senha? Grupo Descrição do Grupo Obervação Serpro guia 0 CONSULTAS ELETIVAS/VISITA MEDICA Autorizacao por Código (*) Procedimento senha? Grupo Descrição do Grupo Obervação Serpro guia 10102019 VISITA HOSPITALAR (PACIENTE INTERNADO) - ACOMPANHAMENTO MÉDICO 10103015 ATENDIMENTO AO RECÉM-NASCIDO

Leia mais

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013 2014 - -2013 NOMENCLATURA AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) NOMENCLATURA

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Setembro de 2008 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: José Luiz

Leia mais

DE-PARA OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS

DE-PARA OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e CBHPM 3ª, 4ª e 5ª Edições) com a TUSS DE-PARA OFICIAL das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/1999 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Relacionamento das tabelas (THM 1990/1992, LPM 1996/199 e ª, 4ª e 5ª Edições) com a Descrição 00010014 00010014 00010014

Leia mais

Rol de Procedimentos Unimed (Versão 4.0)

Rol de Procedimentos Unimed (Versão 4.0) Rol de Procedimentos Unimed (Versão 4.0) Legenda: Codigos sem alterações entre o Rol anterior e o Rol 4.0 TUSS Terminologia Unificada da Saúde Suplementar Codigos incluídos no Rol 4.0 HM Honorário Médico

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS DO ROL DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS UNIMED Versão 4.0

INSTRUÇÕES GERAIS DO ROL DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS UNIMED Versão 4.0 2 3 INSTRUÇÕES GERAIS DO ROL DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS UNIMED Versão 4.0 1. VALORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS, CONSULTAS E SERVIÇOS AUXILIARES DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS. 1.1 Os portes representados

Leia mais

TABELA TUSS - GRUPO CABERJ - V.1

TABELA TUSS - GRUPO CABERJ - V.1 CIEFAS / AMB NOME DOS PROCEDIMENTOS Novo Código TUSS 00010014 CONSULTA MEDICA 10101012 85000140 CONSULTA EM PRONTO SOCORRO 10101039 00020010 VISITA HOSPITALAR 10102019 00030015 ASSIST AO RN (PARTO NORMAL

Leia mais

TABELA CO-PARTICIPAЧУO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigъncia: 01/05/2012

TABELA CO-PARTICIPAЧУO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigъncia: 01/05/2012 TABELA CO-PARTICIPAЧУO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigъncia: 01/05/2012 Unimed Vitѓria Superintendъncia de Provimento de Saњde Gerъncia de Operaчѕes Coordenaчуo de Auditoria Interna TABELA CBHPM DESCRIЧУO

Leia mais

TUSS - TERMINOLOGIA UNIFICADA EM SAÚDE SUPLEMENTAR

TUSS - TERMINOLOGIA UNIFICADA EM SAÚDE SUPLEMENTAR Obs.: os itens em amarelo são grupos\subgrupos, os códigos TUSS são os demais códigos TERMINOLOGIA UNIFICADA EM SAÚDE SUPLEMENTAR - PROCEDIMENTOS MÉDICOS 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA

Leia mais

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM)

Tabela de Honorários e Serviços Médicos (THSM) 10101012 GERAIS (CONSULTAS) CONSULTA CONSULTA EM CONSULTORIO (NO HORARIO NORMAL OU PREESTABELECIDO) N R$ 73,00 R$ 73,00 10101039 GERAIS CONSULTA CONSULTA EM PRONTO SOCORRO N R$ 73,00 R$ 73,00 (CONSULTAS)

Leia mais

TABELA CO-PARTICIPAاأO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigência: 01/05/2012

TABELA CO-PARTICIPAاأO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigência: 01/05/2012 TABELA CO-PARTICIPAاأO NACIONAL PLANO PARTICIPATIVO - Vigência: 01/05/2012 Unimed Vit ria Superintendência de Provimento de Sa de Gerência de Operaç es Coordenaçمo de Auditoria Interna Utilizar o percentual

Leia mais

TABELA DE COBERTURA DA POSTAL SAÚDE

TABELA DE COBERTURA DA POSTAL SAÚDE Todos os atendimentos necessitam de guia conforme padrão TISS * ** Todos os procedimentos extra Rol da ANS possuem regras e definições definidas nos documentos: MANPES Manual de Pessoal dos Correios, Regulamento

Leia mais

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013

TUSS ROL ANS 2014 - RN 338-2013 27/03/2014 27/03/2014 27/03/2014 17/12/2009 17/12/2009 14/06/2010 27/04/2006 27/01/2010 AT.DIRETO 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) AT.DIRETO 10101012 Consulta em

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Novembro de 2012 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: Dr. Florentino

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010 Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial mínima nos planos privados de

Leia mais

I - PATOLOGIAS NEUROLÓGICAS (25.02.000.-5):

I - PATOLOGIAS NEUROLÓGICAS (25.02.000.-5): PORTARIA NORMATIVA Nº. 011-2009/DIASS Regulamenta o atendimento de Fisioterapia aos usuários do IPASGO SAÚDE. O Diretor de Assistência do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Outubro de 2010 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: José Luiz Gomes

Leia mais

Trabalho realizado pela Comissão de Intercâmbio da Unimed/RS

Trabalho realizado pela Comissão de Intercâmbio da Unimed/RS 2010 Rol de Procedimentos Médicos Unimed/RS, codificados conforme a Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS) e valorizados de acordo com os portes da CBHPM. Trabalho realizado pela Comissão de

Leia mais

Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. Resolução Normativa RN nº 167, de 9 de janeiro de 2008 e anexos

Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. Resolução Normativa RN nº 167, de 9 de janeiro de 2008 e anexos Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Resolução Normativa RN nº 167, de 9 de janeiro de 2008 e anexos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS 1 - DIAGNÓSTICO 100-490 110 Consulta Inicial (Exame Clínico e Orçamento) (VALID. 6 meses) R$ 45,00 120 Urgência odontológica R$ 45,00 130 Exame histopatológico*** (somente clínicas especializadas) ***

Leia mais

Rol de procedimentos Unimed. Unimed. Vales do Taquari DC266 e Rio Pardo

Rol de procedimentos Unimed. Unimed. Vales do Taquari DC266 e Rio Pardo Rol de procedimentos Unimed Unimed Vales do Taquari DC266 e Rio Pardo Rev.25 11/2015 Procedimentos Porte 1A 1B 1C 2A 2B 2C 3A 3B 3C 4A 4B 4C 5A 5B 5C 6A 6B 6C 7A 7B 7C 8A 8B 8C 9A 9B 9C 10A 10B 10C 11A

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

Procedimentos Clínicos, Cirúrgicos e Invasivos. PROCEDIMENTO (R$) (inclui anestesia) (inclui radiofármacos) ANESTESIA. Porte Anest

Procedimentos Clínicos, Cirúrgicos e Invasivos. PROCEDIMENTO (R$) (inclui anestesia) (inclui radiofármacos) ANESTESIA. Porte Anest Códigos Procedimentos Clínicos, Cirúrgicos e Invasivos PROCEDIMENTOS (descritor) ANESTESIA Porte Anest PROCEDIMENTO (R$) (inclui anestesia) (inclui radiofármacos) Valor Coletiva Individual 10101012 Em

Leia mais

Monitorização ambulatorial da pressão arterial - MAPA (24 horas) SIM 20010249 Monitorizaçao ambulatorial de pressao arterial - 2 20102038

Monitorização ambulatorial da pressão arterial - MAPA (24 horas) SIM 20010249 Monitorizaçao ambulatorial de pressao arterial - 2 20102038 ROL TUSS DESCRIÇÃO TUSS RN 211-10 CIEFAS DESCRIÇÃO CIEFAS 10103015 Atendimento ao recém-nascido em berçário SIM 30015 Assistência ao recém-nascido (parto normal ou cesá Atendimento ao recém-nascido em

Leia mais

PROCEDIMENTOS MEDICOS

PROCEDIMENTOS MEDICOS PROCEDIMENTOS MEDICOS Código Descrição TUSS AMB Descrição AMB TUSS 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10014 Em consultorio (no horario normal ou preestabelecido) 10101039

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO ABET Nrde Porte Aux Anestesico

TABELA DE REEMBOLSO ABET Nrde Porte Aux Anestesico TABELA DE REEMBOLSO ABET Código 00010812 Sessão de Nutrição 0 0 41,43 00012238 Orientacao escolar -exclusiva para pre'i- psicologo 0 0 37,28 00012262 Atendimento hospitalar/domiciliar 0 0 72,50 00012386

Leia mais

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS Código Procedimento Autorização Prévia Valor 2.01.03.00-0

Leia mais

TABELA DE REGULAÇÃO - PROCEDIMENTOS COM CODIFICAÇÃO TUSS

TABELA DE REGULAÇÃO - PROCEDIMENTOS COM CODIFICAÇÃO TUSS CÓDIGO DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO LAUDO EXIGE AUT 10101004 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido ) - consulta médica 0 NÃO 10101039 Em pronto socorro - consulta médica 0 NÃO 10102000

Leia mais

TUSS AMB 92 CBHPM. Filme m2 CH

TUSS AMB 92 CBHPM. Filme m2 CH TABELA DE EQUIVALÊNCIA - TUSS/AMB/CBHPM TUSS AMB 92 CBHPM Códigos Procedimentos Códigos PROCEDIMENTOS GERAIS CONSULTAS 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 00010014 80 10101012

Leia mais

Tabela 22 - Terminologia de procedimentos e eventos em saúde

Tabela 22 - Terminologia de procedimentos e eventos em saúde 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 Consulta em domicílio 10101039 Consulta em pronto socorro 10102019 Visita hospitalar (paciente internado) 10103015 Atendimento

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

CBHPM 2010 GRUPO SUBGRUPO. Código Anatômico. Custo Operacional. Porte. Unid. Radiof. Porte Anestésico. Procedimento. Auxiliares. Incid.

CBHPM 2010 GRUPO SUBGRUPO. Código Anatômico. Custo Operacional. Porte. Unid. Radiof. Porte Anestésico. Procedimento. Auxiliares. Incid. GRUPO SUBGRUPO 10100008 CONSULTAS 10101004 CONSULTAS 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 2B 10101020 Em domicílio 3A 10101039 Em pronto socorro 2B 10102000 VISITAS 10102019 Visita

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 ESPECIALIDADE : 001 - PRONTO SOCORRO CODIGO DESCRICAO

Leia mais

AMB 92/CIEFAS TUSS Termo Cobertura Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 Consulta em domicílio Não 00.01.

AMB 92/CIEFAS TUSS Termo Cobertura Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 Consulta em domicílio Não 00.01. AMB 92/CIEFAS TUSS Termo Cobertura 00.01.001-4 Consulta em consultório (no horário normal ou 10101012 preestabelecido) 10101020 Consulta em domicílio 00.01.002-2 10101039 Consulta em pronto socorro 00.02.001-0

Leia mais

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Anexo A ao Edital de Credenciamento 01/2015 47º BI...página 1/5 ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Os serviços médico-hospitalares e laboratoriais, objeto

Leia mais

TUSS - LIFE EMPRESARIAL SAÚDE Procedimentos que exigem autorização / Rol ANS 2014 Útima revisão: 09.09.2014

TUSS - LIFE EMPRESARIAL SAÚDE Procedimentos que exigem autorização / Rol ANS 2014 Útima revisão: 09.09.2014 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) Não Não 10101039 Consulta em pronto socorro Não Não 10102019 Visita hospitalar (paciente internado) Sim Sim 10103015 Atendimento

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

Rol Descrição do Rol de Procedimentos Médicos Unimed Qtdade

Rol Descrição do Rol de Procedimentos Médicos Unimed Qtdade Rol Descrição do Rol de Procedimentos Médicos Unimed Qtdade 0002 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 00039 Consulta em pronto socorro 00209 Visita hospitalar (paciente internado)

Leia mais

VALORIZAÇÃO DE PORTE EM QUANTITATIVO DE UTM 2C 119,05 AN6 1.133,33 3A 164,29 AN7 1.609,52 3B 209,52 AN8 2.123,81 3C 4A 4B 4C

VALORIZAÇÃO DE PORTE EM QUANTITATIVO DE UTM 2C 119,05 AN6 1.133,33 3A 164,29 AN7 1.609,52 3B 209,52 AN8 2.123,81 3C 4A 4B 4C VALORIZAÇÃO DE PORTE EM QUANTITATIVO DE UTM Procedimentos Portes Anestésicos Porte Qtde. UTM Porte Qtde. UTM 1A 19,05 AN1 164,29 1B 38,10 AN2 238,10 1C 57,14 AN3 352,38 2A 76,19 AN4 523,81 2B 100,00 AN5

Leia mais

Terminologia Unificada da Saúde Suplementar - Procedimentos Médicos

Terminologia Unificada da Saúde Suplementar - Procedimentos Médicos Terminologia Unificada da Saúde Suplementar - s Médicos 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA 10101012 Em consultório 10101020 Em domicílio - consulta médica 10101039 Em pronto socorro -

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR

COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR COMISSÃO NACIONAL DE HONORÁRIOS MÉDICOS COMUNICADO OFICIAL AOS MÉDICOS E ÀS ENTIDADES CONTRATANTES QUE INTEGRAM O SISTEMA DE SAÚDE SUPLEMENTAR A Comissão Nacional de Honorários Médicos, em conformidade

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

10105034 Transporte extra-hospitalar terrestre de pacientes graves, 1ª hora - a partir do deslocamento do médico - acompanhamento médico

10105034 Transporte extra-hospitalar terrestre de pacientes graves, 1ª hora - a partir do deslocamento do médico - acompanhamento médico 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA 10101012 Consulta em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 Consulta em domicílio 10101039 Consulta em pronto socorro 10102000

Leia mais

Planilha1 TABELA DE/PARA TUSS UNIMED SERGIPE CBHPM 4 CBHPM 5 TUSS DESCRIÇÃO TUSS PERTENCE AO ROL

Planilha1 TABELA DE/PARA TUSS UNIMED SERGIPE CBHPM 4 CBHPM 5 TUSS DESCRIÇÃO TUSS PERTENCE AO ROL TABELA DE/PARA TUSS UNIMED SERGIPE CBHPM 4 CBHPM 5 TUSS DESCRIÇÃO TUSS PERTENCE AO ROL 10101012 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) SIM 10101039 10101039 10101039 Em

Leia mais

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre a duração e o conteúdo programático da Residência Médica de Cirurgia da Mão O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, no uso das

Leia mais

Procedimento (Analitico)

Procedimento (Analitico) Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Procedimento (Analitico) 0414020014 - ALVEOLOTOMIA / ALVEOLECTOMIA

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Novembro de 2012 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP. Brasil) Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos Organizador: Dr. Florentino

Leia mais

DE - PARA (AMB X TUSS)

DE - PARA (AMB X TUSS) 00.01.001-4 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 00.01.002-2 10101020 Em domicílio 00.01.006-5 10101039 Em pronto socorro 00.02.001-0 10102019 Visita hospitalar (paciente internado)

Leia mais

CODIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS VALOR COOPERADO OBS.

CODIGO TUSS DESCRIÇÃO TUSS VALOR COOPERADO OBS. 00010103 Exame Admissional 45,00 *4 00010111 Exame Periodico - PCMSO - NR7 45,00 *4 00010120 Retorno ao Trabalho - PCMSO - NR7 45,00 *4 00010138 Mudança de Funçao 45,00 *4 00010146 Exame Admissional -

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES DO ESTADO Republicação da resolução n 04 de 21 de dezembro de 2009 Número de Publicação:

Leia mais

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV DIAGNÓSTICO exame inicial exame periódico perícia procedimento diagnóstico anatomopatológico exame histopatológico teste de fluxo salivar

Leia mais

ANEXO VIII TABELA DO IMAS COM OS VALORES DOS PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

ANEXO VIII TABELA DO IMAS COM OS VALORES DOS PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS PREFEITURA DE GOIÂNIA Instituto Municipal de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia ANEXO VIII TABELA DO IMAS COM OS VALORES DOS PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS Gabinete da Presidência

Leia mais

4C 0 0 0,0000 0 10104011 Atendimento do intensivista diarista (por dia e por paciente) 2B 0 0 0,0000 0 10104020

4C 0 0 0,0000 0 10104011 Atendimento do intensivista diarista (por dia e por paciente) 2B 0 0 0,0000 0 10104020 Custo Número de 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 2B 0 0 0,0000 0 10101020 Em domicílio 3A 0 0 0,0000 0 10101039 Em pronto socorro 2B 0 0 0,0000 0 10102019 Visita hospitalar

Leia mais

Procedimento. Atendimento médico do intensivista em UTI geral ou pediátrica (plantão de 12 horas - por paciente)

Procedimento. Atendimento médico do intensivista em UTI geral ou pediátrica (plantão de 12 horas - por paciente) 10101012 10101012 Em consultório (no horário normal ou preestabelecido) 10101020 10101020 Em domicílio 10101039 10101039 Em pronto socorro 10102019 10102019 Visita hospitalar (paciente internado) 10103015

Leia mais

A Senhora Prefeita Municipal, ANA MARIA MONTEIRO DE ANDRADE, sanciona a seguinte Lei;

A Senhora Prefeita Municipal, ANA MARIA MONTEIRO DE ANDRADE, sanciona a seguinte Lei; Lei nº 1960, de 10 de Dezembro de 2002. (Lei nº 1990, altera dispositivos) FIXA NOVOS VENCIMENTOS PARA MÉDICOS EM GERAL E MÉDICOS, ENFERMEIROS E CIRURGIÕES DENTISTAS LOTADOS NO PSF - PROGRAMA DE SAÚDE

Leia mais

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130 ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS AGEMED Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição julho/2014 Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO CÓDIGO TUSS RAIO X

Leia mais

Úlceras de pressão. Profº. Jorge Bins-Ely - MD - PhD

Úlceras de pressão. Profº. Jorge Bins-Ely - MD - PhD UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SERVIÇO DE CIRURGIA PLÁSTICA HU/UFSC DISCIPLINA DE TÉCNICA OPERATÓRIA E CIRURGIA EXPERIMENTAL - TOCE Úlceras de pressão Profº. Jorge Bins-Ely

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES, AMBULATORIAL E HONORÁRIOS MÉDICOS MARÍTIMA

TABELA DE SERVIÇOS HOSPITALARES, AMBULATORIAL E HONORÁRIOS MÉDICOS MARÍTIMA 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS (CONSULTAS) - CONSULTA 10101012 Em consultório 80 10101039 Em pronto socorro - consulta médica 80 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS (CONSULTAS) - VISITAS 10102019 Visita hospitalar

Leia mais