MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA EFD CONTRIBUIÇÕES PIS/COFINS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA EFD CONTRIBUIÇÕES PIS/COFINS"

Transcrição

1 MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA EFD CONTRIBUIÇÕES PIS/COFINS Digisat Tecnologia Ltda Rua Marechal Deodoro, 772 Edifício Mirage. 1º Andar Centro Concórdia/SC CEP: Fone/Fax: (49) Digisat Tecnologia Ltda Pág. 1 de 16

2 MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA EFD CONTRIBUIÇÕES - PIS/COFINS Informações retiradas do site da Receita:... 8 Qual CST utilizar nas operações de remessa e transferências de mercadorias?... 8 Como não trata-se de uma operação geradora de receita e tampouco de créditos, utilize nas saídas o CST 49 (outras operações de saída) e nas entradas o CST 98 (outras operações de entrada). Documentos com estas operações não devem ser informados na EFD-Contribuições Este manual tem como objetivo auxiliar os usuários dos sistemas DigiSat na emissão dos arquivos para a EFD Contribuições, visando reduzir ao máximo as rejeições ou críticas de validação do referido validador. Lembrando que as orientações abaixo devem ser seguidas para o sistema Gerencial G4 e Administrador G4. Porém, na apresentação das telas, serão utilizadas as telas do sistema Gerencial G4 apenas para exemplo. Siga as instruções abaixo para a correta utilização das funcionalidades. CADASTRO DOS PRODUTOS O preenchimento correto dos dados tributários no cadastro do produto é um fator primordial para que o arquivo EFD-Contribuições possa ser escriturado de forma correta. Acesse a guia Tributação e preencha os dados indicados neste manual. No campo destinado a Pis/Cofins, temos duas guias, uma para o imposto de entrada e a outra para o imposto de saída. Para as duas guias, temos os mesmos campos, veja abaixo a definição dos mesmos: PIS_ST: Neste campo deve ser informado a CST do PIS que deverá ser repassada pela contabilidade. Obs.: A CST de PIS deve ser igual à CST do COFINS. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 2 de 16

3 %PIS: Neste campo deve ser informando o percentual da alíquota do PIS, repassado pela contabilidade. %Base PIS: Neste campo deve ser informado o percentual de base do PIS, que corresponde a quantos por cento do valor do produto será utilizado para o calculo do valor do PIS. Obs.: Este campo é de preenchimento obrigatório quando necessário que seja escriturado no arquivo a base de calculo do PIS. %PIS Subst.: Deve ser informado o percentual de PIS substituição quando utilizado CST especifica, repassada pela contabilidade. %Base calculo PIS Subst.: Neste campo deve ser informado o percentual de base do PIS Substituição quando utilizado CST de PIS especifica repassada pela contabilidade, que corresponde á quantos por cento do valor do produto será utilizado para o calculo do valor do PIS. COFINS_ST: Neste campo deve ser informado a CST do PIS que deverá ser repassada pela contabilidade. Obs.: A CST de COFINS deve ser igual à CST do PIS. %COFINS: Neste campo deve ser informando o percentual da alíquota do COFINS, repassado pela contabilidade. %COFINS: Neste campo deve ser informado o percentual da alíquota do COFINS, repassado pela contabilidade. %Base COFINS: Neste campo deve ser informado o percentual de base do PIS, que corresponde á quantos por cento do valor do produto será utilizado para o calculo do valor do PIS. Obs.: Este campo é de preenchimento obrigatório quando necessário que seja escriturado no arquivo a base de calculo do COFINS. %COFINS Subst.: Deve ser informado o percentual de PIS substituição quando utilizado CST especifica, repassada pela contabilidade. %Base calculo COFINS Subst.: Neste campo deve ser informado o percentual de base do PIS Substituição quando utilizado CST de PIS especifica repassada pela contabilidade, que corresponde á quantos por cento do valor do produto será utilizado para o calculo do valor do PIS. IMPORTANTE: As CST s de PIS e COFINS que deverão ser utilizadas nas operações de saída de mercadoria devem corresponder a uma das CST s listadas abaixo: Já para operações de entrada de mercadoria ou serviços, devem corresponder a uma das CST s listadas abaixo: Digisat Tecnologia Ltda Pág. 3 de 16

4 Na guia Adicionais, é imprescindível preencher os campos abaixo: Gênero Produto: Deve ser informado o gênero do produto, pois o mesmo será escriturado no campo 10 - COD_GEN registro Class. Produto: Deve ser informado a o tipo do item, pois o mesmo será escriturado no registro 0200 no campo 07 - TIPO_ITEM. Obs.: Preenchimento obrigatório. NCM: (Nomenclatura Comum do MERCOSUL) - Deve ser informado o NCM no cadastro do produto, será escriturado no registro 0200 no campo 08 COD_NCM. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 4 de 16

5 NOTAS DE COMPRA (OPERAÇÕES DE ENTRADA) Nas operações de entrada de mercadoria deve ser utilizada CST (Código de Situação Tributária) de PIS e COFINS compatíveis com o tipo de operação (entrada). Para editar a tributação de PIS/COFINS nas operações de entrada, basta pressionar F3 sobre a coluna PIS_ST ou COFINS_ST do item, abrirá esta tela: Nesta grid, é possível alterar qualquer informação referente à PIS/COFINS. Caso tenha que incluir na base de calculo outros valores, como frete, seguro, IPI, outras despesas, deve marcar a opção Lançar Valores de PIS e COFINS Manualmente, assim o sistema não efetuará o calculo automaticamente, deixando a cargo do operador. Caso prefira que as informações de PIS/COFINS de entrada sejam buscadas automaticamente do estoque, ao importar uma NF-e, basta ir até o menu CONFIGURAÇÕES> OPÇÕES> COMPRAS, marcar a opção Recalcular Pis e Cofins ao importar NF-e. Desta forma, o sistema automaticamente irá alterar as informações de PIS/COFINS ao importar uma nota fiscal eletrônica, com base nas informações cadastradas no estoque na guia tributação, PIS/COFINS de entrada. Antes de efetuar a gravação da nota verifique se todos os valores e tributações contidos estão corretos. Para gravar as informações clique em Confirma. Lembrete: Empresas contribuintes do IPI devem informar a CST de IPI nas entradas. Para isso no momento em que está sendo efetuado o lançamento da nota vá sobre o campo IPI e pressione a tecla F3, informe o percentual ou valor de IPI e a CST de IPI. CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES- CFOP Importante: Não devem ser informados documentos fiscais que não se refiram a operações geradoras de receitas ou de créditos de PIS/Pasep e de Cofins. (Fonte: Guia Prático EFD-Contribuições Versão 1.12). Digisat Tecnologia Ltda Pág. 5 de 16

6 A partir desta informação, criamos uma verificação na CFOP, caso ela seja geradora de crédito de PIS/COFINS, a mesma será escriturada, caso contrario não. A tabela das CFOPs geradoras de crédito de PIS/COFINS encontra-se em: No sistema, entre no menu: Configurações> Opções> Vendas> CFOP. Se a opção Gerar crédito de PIS/COFINS estiver marcada, a nota fiscal de entrada será escriturada. Caso possuirmos duas CFOPS numa nota, uma geradora de credito e outra não, a NF será escriturada por completa. REGISTROS C500 E D500 Notas de aquisição energia elétrica (código 06), nota fiscal/conta de fornecimento d'água canalizada (código 29) e nota fiscal consumo fornecimento de gás (código 28) e NF-e (código 55) documentos de entrada/aquisição com crédito, registro C500: Essas notas devem ser lançadas via módulo de Compras, modelo e CFOP específicos para esse tipo de operação. Notas de aquisição de serviço de comunicação (código 21) e nota fiscal de serviço de telecomunicação (código 22) documentos de aquisição com direito a crédito, registro D500: Essas notas devem ser lançadas via módulo de Compras do sistema com modelo e CFOP específicos para esse tipo de operação. OBS: É necessário cadastrar o item como serviço. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 6 de 16

7 Informações retiradas do Guia Prático EFD - Contribuições Versão 1.08 (p. 78): IMPORTANTE: para documentos de entrada/aquisição, os campos de valor de imposto/contribuição, base de cálculo e alíquota só devem ser informados se o adquirente tiver direito à apropriação do crédito (enfoque do declarante). Não precisam ser relacionados documentos fiscais que não dão direito à apuração de créditos de PIS/Pasep e de Cofins. Caso o documento fiscal contenha tanto itens sem direito à apropriação de crédito quanto itens com direito, a nota fiscal deverá ser informada em sua integralidade. DEVOLUÇÃO DE COMPRAS (p. 92): Os valores relativos às devoluções de compras, referentes a operações de aquisição com crédito da não cumulatividade, devem ser escriturados pela pessoa jurídica, no mês da devolução, e os valores dos créditos correspondentes a serem anulados/estornados, devem ser informados preferencialmente mediante ajuste na base de cálculo da compra dos referidos bens, seja nos registros C100/C170 (informação individualizada), seja nos registros C190 e filhos (informação consolidada). NOTAS DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE MODELOS (07, 08, 09, 10, 11, 26, 27 E 57) REGISTRO D100: Notas de aquisição de serviço de transporte com os modelos citados acima devem ser lançadas no módulo CTRC, que se encontra disponível no módulo de Compras. IMPORTANTE: Para CT-e (Conhecimento de transporte eletrônico) modelo 57 a chave de acesso é de preenchimento obrigatório. O não preenchimento desta informação acarretara em erro na validação do arquivo. NOTAS DE VENDA (OPERAÇÕES DE SAÍDA) Nas operações de saída de mercadoria deve ser utilizada CST de PIS e COFINS compatíveis com o tipo de operação. A CST de PIS e COFINS, bem como a alíquota deverá ser informando diretamente no cadastro do produto, sendo assim é imprescindível que os dados tributários sejam informados corretamente. Normalmente a CST já vem do estoque, mas caso seja necessário pode ser editado no momento da venda no Faturamento (Nota Fiscal). Para efetuar a alteração da CST de PIS e COFINS, bem como de seus valores, clique sobre o campo CST_PIS ou CST_COFINS do item e pressione a tecla F3, será aberta a grid, como mostra a imagem a seguir: Digisat Tecnologia Ltda Pág. 7 de 16

8 Importante: Não devem ser informados documentos fiscais que não se refiram a operações geradoras de receitas ou de créditos de PIS/Pasep e de Cofins. (Fonte: Guia Prático EFD-Contribuições Versão 1.12). A partir desta informação, criamos uma verificação na CFOP, caso ela seja geradora de receita a mesma será escriturada, caso contrario não. No sistema, entre no menu: Configurações> Opções> Vendas> CFOP. Se a opção Gerar movimentação financeira estiver marcada, a nota fiscal de saída será escriturada. Caso possuirmos em uma nota duas CFOPS, uma geradora de receita e outra não, a NF será escriturada por completa. Informações retiradas do site da Receita: Qual CST utilizar nas operações de remessa e transferências de mercadorias? Como não trata-se de uma operação geradora de receita e tampouco de créditos, utilize nas saídas o CST 49 (outras operações de saída) e nas entradas o CST 98 (outras operações de entrada). Documentos com estas operações não devem ser informados na EFD-Contribuições. VENDA DE SERVIÇOS MEDIANTE EMISSÃO DE NOTA FISCAL EXIGIDA PELO FISCO MUNICIPAL: REGISTRO A100. Informação retirada do Guia Prático EFD-Contribuições Versão 1.08 (p. 61): As operações a serem escrituradas nos registros do Bloco A correspondem às operações de prestação de serviços (Receitas) e/ou de contratação de serviços (custos e/ou despesas geradoras de créditos) que não estão Digisat Tecnologia Ltda Pág. 8 de 16

9 escrituradas nos registros constantes nos Blocos C, D e F. As operações de serviços escrituradas nos Blocos C, D e F não devem ser informadas no Bloco A. As notas fiscais referentes à prestação de serviços podem ser escrituradas no arquivo da EFD Contribuições. Para isso, é necessário efetuar o lançamento no modulo especifico para cada tipo de operação, informar os serviços na guia de serviço e possuir um modelo inexistente, porque nota de serviço não possui modelo especifico, veja abaixo: IMPORTANTE: Essas notas devem ser lançadas no sistema com modelo diferente dos utilizados no outros blocos os quais se encontram na listagem a baixo: REGISTRO F100 Os valores de frete, seguro e outras despesas para notas de saída serão gerados de forma consolidada no registro F100, conforme especificado no site da RFB. (http://www1.receita.fazenda.gov.br/faq/efdcontribuicoes.htm pergunta 89.) Para que o sistema possa efetuar a geração do registro F100 é imprescindível que seja efetuado o cadastro de três itens no estoque, com os respectivos nomes: FRETE Digisat Tecnologia Ltda Pág. 9 de 16

10 SEGURO OUTRAS DESPESAS Importante: O nome dos três itens citados acima deve ser cadastrado exatamente como descrito neste manual. Na guia tributação do estoque, informe a tributação de PIS e de COFINS para que sejam escriturados no registro F100. GERADOR EFD CONTRIBUIÇÕES PIS/COFINS COMO PROCEDER Para gerar a EFD Contribuições, deverá abrir o programa Gerencial G4 ou Administrador G4 e executar o módulo EFD Contribuições. Gerencial G4: Movimentos> Outras Operações> EFD Contribuições: Administrador G4: Auxiliares> Arquivos Fiscais> EFD-CONTRIBUIÇÕES: Será aberta a tela para geração: Digisat Tecnologia Ltda Pág. 10 de 16

11 FINALIDADE: Remessa do arquivo original: é para geração do primeiro arquivo a ser enviado. Remessa do arquivo retificador: é para geração do arquivo retificado, onde deve ser informado o número do recibo da escrituração anterior a ser retificada. CÓDIGO INDICADOR DA INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA NO PERÍODO: 1 Escrituração de operações com incidência exclusivamente no regime não-cumulativo( Lucro Real); 2 Escrituração de operações com incidência exclusivamente no regime cumulativo( Lucro Presumido); 3 Escrituração de operações com incidência nos regimes não-cumulativo e cumulativo. Indicar o código correspondente ao(s) regime(s) de apuração das contribuições sociais a que se submete a pessoa jurídica no período da escrituração. Esta informação deverá ser verificada com a contabilidade da empresa (Guia Prático EFD-PIS/COFINS Versão 1.0.3). CÓDIGO INDICADOR DE MÉTODO DE APROPRIAÇÃO DE CRÉDITO COMUNS (REGIME-NÃO CUMULATIVO): 1 Método de Apropriação Direta; 2 Método de Rateio Proporcional (Receita Bruta). Este campo deve ser informado no caso da pessoa jurídica apurar créditos referentes a operações (de aquisições de bens e serviços, custos, despesas, etc.) vinculados a mais de um tipo de receita (não-cumulativa e cumulativa). Código indicador de método de apropriação de Crédito comuns (não cumulativos) que deve ser selecionado deve ser solicitado à contabilidade da empresa (Guia Prático EFD-PIS/COFINS Versão 1.0.3). Digisat Tecnologia Ltda Pág. 11 de 16

12 CÓDIGO INDICADOR DO TIPO DE CONTRIBUIÇÃO APURAÇÃO NO PERÍODO: Indicar o código correspondente ao tipo de contribuição apurada no período, a saber: 1 Apuração da Contribuição Exclusivamente a Alíquota Básica 2 Apuração da Contribuição a Alíquotas Específicas (Diferenciadas...). - Indicador 1 : No caso de apuração das contribuições exclusivamente às alíquotas básicas de 0,65% ou 1,65% (PIS/Pasep) e de 3% ou 7,6% (Cofins); - Indicador 2 : No caso de apuração das contribuições às alíquotas específicas, decorrentes de operações tributadas no regime monofásico (combustíveis; produtos farmacêuticos, de perfumaria e de toucador; veículos, autopeças e pneus; bebidas frias e embalagens para bebidas; etc.) e/ou em regimes especiais (pessoa jurídica industrial estabelecida na Zona Franca de Manaus ou nas Áreas de Livre Comércio, por exemplo). A pessoa jurídica sujeita à apuração das contribuições sociais a alíquotas específicas deve informar o indicador 2 mesmo que, em relação a outras receitas, se submeta à alíquota básica (Guia Prático EFD-PIS/COFINS Versão 1.0.3). CÓDIGO INDICADOR DO CRITÉRIO DE ESCRITURAÇÃO E APURAÇÃO ADOTADO (REGIME CUMULATIVO) 1 Regime de Caixa Escrituração consolidada (Registro F500) (Não Geramos); 2 Regime de Competência - Escrituração consolidada(registro F550); 9 Regime de Competência Escrituração detalhada, com base nos registros dos Blocos A, C, D e F. -Indicador 1 : Não efetuamos a escrituração no regime de caixa; -Indicador 2 : Apenas para o registro Cumulativo (Lucro presumido), gera de forma consolidada, ou seja, agrupa as informações. Indicador 3 : Utilizada no lucro real, e também no lucro presumido. Escritura de forma detalhada os registros. INDICADOR DE TIPO DE ATIVIDADE PREPONDERANTE: Deverá ser seleciona a opção referente ao tipo de atividade que a empresa esta enquadrada. O padrão marcado é Comércio. IMPORTANTE: o sistema não gera a apuração de ICMS/IPI, PIS e COFINS. Fica a cargo do cliente e/ou da contabilidade gerar a apuração. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 12 de 16

13 GERAÇÃO SPED - TELA 2 Caso marque opção 2, no indicador do método de apropriação de créditos, ao clicar no botão avançar será apresentada a tela a baixo: Mês da Geração: Campo para informar o mês a ser gerado o arquivo. Diretório para salvar o arquivo: Indicação do local onde o arquivo será salvo. Os valores a ser preenchidos nos campos: Receita Bruta Não-Cumulativa - Tributada no Mercado Interno. Receita Bruta Não-Não Cumulativa Não Tributada no Mercado Interno (Vendas com suspensão, alíquota zero, isenção e sem incidência das contribuições). Receita Bruta Não-Cumulativa Exportação. Receita Bruta Cumulativa. Receita Bruta Total. Devem ser repassados pela contabilidade da empresa. Esses valores só serão apresentados no arquivo caso seja selecionada a opção 2 Método de Rateio Proporcional (Receita Bruta), do Código indicador de método de apropriação de créditos comuns(regime nãocumulativo). Digisat Tecnologia Ltda Pág. 13 de 16

14 Os valores informados nesses campos serão apresentados no registro Caso marque opção 1, no indicador do método de apropriação de créditos, ao clicar no botão avançar será apresentada a tela a baixo: Mês da Geração: Campo para informar o mês a ser gerado o arquivo. Diretório para salvar o arquivo: Indicação do local onde o arquivo será salvo. Declarante é contribuinte de IPI: Marcar caso tenha que informar a CST de IPI nas movimentações Gerar registro F100: Registro correspondente ao valor de PIS/COFINS do frete, seguro e outras despesas, informado nas operações de saída. Contabilista: Cadastro do contador. PVA- PROGRAMA VALIDADOR E ASSINADOR O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped. O download do programa validador pode ser encontrado na pagina da Receita Federal. Faça o download: As instruções gerais para a utilização do validador encontram-se no próprio PVA, basta pressionar F1 quando estiver com o validador aberto. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 14 de 16

15 PERGUNTAS E RESPOSTAS: Dúvidas gerais sobre conceitos, obrigatoriedades, PVA, Situação tributaria e registros acessem as perguntas frequentes do site da receita: 1. O sistema gera o bloco M, referente à apuração de PIS/COFINS? R: A partir da release os sistemas G4 geram apenas os registros M400 e M800 e seus registros filhos M410 e M810, o restante dos registros do bloco M podem ser gerados através da função Gerar Apuração das Contribuições, localizado no menu EFD Contribuições do PVA. 2. Como devo lançar as notas de água, luz, telefone e gás no sistema para que sejam escriturados na EFD Contribuições? R: Primeiramente irá cadastrar no estoque estes itens como serviço, após irá lançar uma nota de compra com o modelo especifico para cada tipo de nota. Veja abaixo o modelo especifico: Modelo Descrição 06 Nota fiscal/conta de Energia Elétrica 21 Nota Fiscal de Serviço de Comunicação 22 Nota Fiscal de Serviço de Telecomunicação 28 Nota Fiscal/ Conta de Fornecimento de Gás 29 Canalizado Nota Fiscal/ Conta de Fornecimento D água Canalizado 3. A versão do leiaute apresentada não é valida para o período informado. R: Existem três hipóteses para ocorrer este erro: 1) Sistema ou executável desatualizado, conferir no site da Digisat a ultima release do sistema e neste link o ultimo executável atualizado: Arquivos fiscais> Gerador do EFD Contribuições - PIS/COFINS; 2) Programa Validador e Assinador- PVA desatualizado, conferir a ultima versão em: a.htm; 3) Tabelas do PVA desatualizadas: Dentro do PVA encontre a guia TABELAS, após clique em atualizar tabelas, selecione tudo, ok. 4. Onde encontro o executável atualizado do gerador GerSpedPisCofinsG4.exe? R: O executável atualizado sempre está disponibilizado no site da digisat (www.digisat.com.br) na guia Suporte > Downloads > Sistema > Arquivos Fiscais. Depois de feito o download basta colocar o EXE no diretório do sistema G4. O executável é disponibilizado separadamente porque sofre alterações constantes, devido às alterações na legislação, atualizações e aprimoramentos. 5. Não apareceram as vendas do cupom fiscal? R: Normalmente a principal causa do movimento da ECF não aparecer no arquivo da EFD Contribuições é a falta da redução Z no banco de dados do servidor. Quando utiliza o programa conexão super é necessário buscar os mapas resumos dos PDV para o servidor. Abra a conexão super, clique em transferências, receber mapa resumo (ECF), selecione o período depois confirme. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 15 de 16

16 6. Foi escriturada a RDZ (C405), mas os registros filhos não (C481 e C485), o que devo fazer? R: Primeiramente deve verificar se existem as vendas do cupom fiscal no banco de dados do servidor. Caso existir irá analisar a redução Z, na tabela frente_mapa. Compare as colunas: primeiro e ultimo cupom, esta numeração deve coincidir (estar entre) com a numeração dos cupons fiscais. Caso não estiver altere a numeração destas colunas. 7. Como está sendo escrituradas as notas fiscais em substituição ao cupom fiscal, CFOP ou 6.929? R: Este tipo de nota não é escriturado no arquivo da EFD Contribuições, porque a mesma não gera receita financeira. Veja o que o guia pratico informa: Não devem ser informados documentos fiscais que não se refiram a operações geradoras de receitas ou de créditos de PIS/Pasep e de Cofins. (Fonte: Guia Prático EFD-Contribuições Versão 1.12). 8. Nota de compra não esta sendo escriturada. R: Verifique se a CFOP utilizada na operação de entrada gera crédito de PIS/COFINS. Mais informações na pagina 5 e 6 deste manual. Veja também, se o modelo da NF for 55 é obrigatório à chave de acesso, caso contrário a NF-e não será escriturada. 9. Nota de saída não esta sendo escriturada. R: Verifique se a CFOP utilizada na operação de saída gera receita financeira. Mais informações na pagina 7 e 8 deste manual. Veja também, se o modelo da NF for 55 é obrigatório à chave de acesso, caso contrário a NF-e não será escriturada. 10. Ao gerar o EFD Contribuições ocorre este erro: is not a valid integer value. R: Sempre verifique no campo Status qual foi o ultimo registro gerado. A mensagem diz que o campo não é um valor inteiro valido, ou seja, possivelmente está em branco (null) alguma informação do registro mostrado no campo Status. Exemplo: No campo Status está assim: Gerando Bloco C Gerando registros C100 Gerando registros C400 Gerando registros C405 CRZ: 3 Então, o problema está na redução Z numero 3. Devemos abrir o banco de dados, encontrar a tabela FRENTE_MAPA, localizar a redução n 3 e inserir a informação faltante no campo em branco (null). 11. Na validação do arquivo, ocorre este erro: Para cada registro filho referente ao PIS deve existir outro registro filho referente à COFINS com CST referente ao PIS/PASEP igual ao CST referente à COFINS, e Valor da base de cálculo do PIS/PASEP igual ao Valor da base de cálculo da COFINS. R: O erro surgiu devido inconsistências entre o registro C481(PIS) e C485(COFINS). Deve-se analisar e comparar as informações escrituradas para cada registro. Os campos CST, base de calculo, alíquota e totais de PIS/COFINS devem coincidir entre os dois registros. 12. Como lanço as notas de serviço no sistema para serem escrituradas no bloco A do EFD Contribuições? R: As operações de saída devem ser lançadas no modulo faturamento, os itens na guia de serviço, o modelo da NF deve ser inexistente, pois nota de serviço não possui modelo próprio. Para as operações de entrada, poderá lançar no modulo compras. Veja mais na pagina 8 e 9 deste manual. Digisat Tecnologia Ltda Pág. 16 de 16

SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - COMÉRCIO

SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - COMÉRCIO 1 SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - COMÉRCIO Este tutorial aborda, de forma simples e rápida, a geração do EFD-Contribuições para empresas do Lucro Presumido, com foco em REVENDA. 1. Acesse a opção

Leia mais

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial 1 SPED PIS/Cofins Conforme Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 (D.O.U. 7.7.2010), que institui a Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep e da Cofins - EFD-PIS/Cofins (Alterada pela

Leia mais

SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - ISS

SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - ISS 1 SPED CONTRIBUIÇÕES LUCRO PRESUMIDO - ISS Este tutorial aborda, de forma simples e rápida, a geração do EFD-Contribuições para empresas do Lucro Presumido, que realizam a tributação de ISS. 1. Acesse

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS

MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS SUMÁRIO Introdução... 1 Sobre o Suporte Técnico... 1 EFD Contribuições Financeiras e Assemelhadas...2 Contrib Retida Fonte F600... 2 Receitas

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL VITÓRIA 2016 SUMÁRIO CADASTROS GERAIS... 3 Cadastro de Empresas... 3 Cadastro de Autônomos e Sócios... 6 Cadastro de Participantes... 7 Cadastro de Itens (Produtos)...

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP Fone: (51) Vendas: (51)

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP Fone: (51) Vendas: (51) SPED PIS/COFINS O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) PIS/COFINS é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

EXPORTAÇÃO SYSPDV SPED FISCAL e SPED CONTRIBUIÇÕES

EXPORTAÇÃO SYSPDV SPED FISCAL e SPED CONTRIBUIÇÕES EXPORTAÇÃO SYSPDV SPED FISCAL e SPED CONTRIBUIÇÕES Versão 15 INSTRUTOR ÍTALO CAVALCANTE CONCEITO A Escrituração Fiscal Digital EFD é parte integrante do projeto SPED Sistema Público de Escrituração Digital

Leia mais

Título: Configurando a empresa para calcular o PIS e COFINS Não Cumulativo por Código de Recolhimento.

Título: Configurando a empresa para calcular o PIS e COFINS Não Cumulativo por Código de Recolhimento. Título: Configurando a empresa para calcular o PIS e COFINS Não Cumulativo por Código de Recolhimento. Os impostos '140 PIS Não Cumulativo Código de Recolhimento e 141 COFINS Não Cumulativo Código de Recolhimento,

Leia mais

Como configurar PIS e COFINS para cálculo de bebidas frias conforme art. 30, Decreto ?

Como configurar PIS e COFINS para cálculo de bebidas frias conforme art. 30, Decreto ? Como configurar PIS e COFINS para cálculo de bebidas frias conforme art. 30, Decreto 8.442-2015? Através desta solução, será possível configurar o cadastro de produtos para calcular os impostos PIS e COFINS,

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. Florianópolis/SC, novembro de 2011

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. Florianópolis/SC, novembro de 2011 Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS Florianópolis/SC, novembro de 2011 CONFIGURAÇÕES DA ESCRITURAÇÃO DIGITAL: SPED NF-e [2008] SPED Contábil [2008] SPED Fiscal (ICMS) [2009] SPED Fiscal (FCONT)

Leia mais

S N FI SPED PIS/CO 0

S N FI SPED PIS/CO 0 0SPED PIS/COFINS Versão Observação Data Modificação Responsável 1 Criação do Manual 31/03/2011 Edilson J. Martins 2 Natureza de operação, CST PIS Cofins por empresa 30/05/2011 Edilson J. Martins Página

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.102a SPED PIS/COFINS

Cordilheira Escrita Fiscal 2.102a SPED PIS/COFINS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão)

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) Conteúdo: 1. Dados do responsável e contabilista 2. Emissão de balancete para conferência 3. Gerando arquivo ECD no sistema JOTEC 4. Utilizando o programa validador

Leia mais

SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior?

SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior? SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior? Conforme Manual do SPED ECF, Atualização Maio/2017, página 12, "Uma das inovações da ECF corresponde, para as empresas obrigadas a entrega

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016 1.0 Menu superior Para utilizar o menu superior, clique com o mouse em cima da palavra que deseja abrir. No exemplo acima foi clicado na palavra cadastros, assim

Leia mais

Mapeando o SPED PIS/COFINS

Mapeando o SPED PIS/COFINS Mapeando o SPED PIS/COFINS 1 SPED PIS/COFINS Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 2 BLOCO DESCRIÇÃO QTDE REGISTROS 0 Abertura, Identificação e Referências 16 A Documentos Fiscais - Serviços

Leia mais

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto)

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto) 1. Finalidade do CST Para a elaboração dos arquivos digitais da Escrituração Fiscal Digital (EFD), bem como para a geração do conteúdo das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), foram instituídos através da

Leia mais

MANUAL SEFINNET / SEFINNET WEB FLORIANÓPOLIS SC VERSÃO 3.0 ( )

MANUAL SEFINNET / SEFINNET WEB FLORIANÓPOLIS SC VERSÃO 3.0 ( ) MANUAL SEFINNET / SEFINNET WEB FLORIANÓPOLIS SC VERSÃO 3.0 (3.00.0001) SERVIÇOS PRESTADOS - GIF PJ - DES CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA SUMÁRIO 2 Importação dos arquivos BGR 3 Cadastro de Talonários 5 Configuração

Leia mais

Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04

Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04 Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04 Sistema: Futura Cash Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FCSH04 Versão: 2015.5.4 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar

Leia mais

Importação de Sped Contribuições

Importação de Sped Contribuições Importação de Sped Contribuições Para fazer a importação de Sped Contribuições Acesse: Menu utilitários, Importação, Importação padrão, Sped Pis e Confins Nesta opção do sistema, deverá ser informada a

Leia mais

Tipo de Movimento de Entrada e Saída

Tipo de Movimento de Entrada e Saída Tipo de Movimento de Entrada Procedimentos de Configuração, para Parametrizar o SISGEM com os Tipos de Movimentações. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15

Leia mais

SPED Sistema Público de Escrituração de Documentos

SPED Sistema Público de Escrituração de Documentos SPED SPED Sistema Público de Escrituração de Documentos A Escrituração Fiscal Digital EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO BOLETOS BANCÁRIOS

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO BOLETOS BANCÁRIOS MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO BOLETOS BANCÁRIOS Digisat Tecnologia Ltda Rua Marechal Deodoro, 772 Edifício Mirage 1º Andar Sala 5 e 6 Centro Concórdia/SC CEP: 89700-000 Fone/Fax: (49) 3441-1600 suporte@digisat.com.br

Leia mais

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 PASSO-A-PASSO Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 JS SoftCom Documentação Automação Dropbox Pasta 07 Manuais e Procedimentos Configurações Retaguarda Informações

Leia mais

Principais Novidades Dezembro/ 2012 a Março/2013

Principais Novidades Dezembro/ 2012 a Março/2013 Principais Novidades Dezembro/ 2012 a Março/2013 Sumário 1. Alterações nos menus Relatórios e Gráficos... 3 2. Resgate do orçamento para cálculo de rateio de condomínio... 4 3. Alteração em Permissões

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo. Título: SP - Como realizar o cálculo do ICMS sobre estoque de mercadorias incluídas ou excluídas da Substituição Tributária conforme comunicado CAT - 26/2015? Esta solução é exclusiva para empresas situadas

Leia mais

Manual de Utilização Logicorp Phoenix ERP

Manual de Utilização Logicorp Phoenix ERP Manual de Utilização Logicorp Phoenix ERP Fórmulas Fiscais ML-01 Versão 5_5_1 Departamento: Módulo: Coordenador de Projetos: Data: Número de Controle: Desenvolvido por: ERP Fiscal Rafael Marin 06/05/2013

Leia mais

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional?

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? 1 PARÂMETROS; 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em

Leia mais

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão:

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2015.12.2 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

1 PARÂMETROS DA EMPRESA

1 PARÂMETROS DA EMPRESA Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a Não Contribuinte de ICMS, conforme Emenda Constitucional nº 87/2015? Através desta solução, será possível realizar

Leia mais

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED OUT/2010 REGIME NÃO-CUMULATIVO REGIME CUMULATIVO TRIBUTAÇÃO MONOFÁSICA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VENDAS COM SUSPENSÃO VENDAS A ALÍQUOTA ZERO VENDAS COM ISENÇÃO

Leia mais

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815).

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). 1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). Disponibilizada nova versão revisada da geração do arquivo magnético da EFD Pis/Cofins, compatibilizada com as regras publicadas até a última versão

Leia mais

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Emitir Nota Fiscal Simples Remessa com Baixa no Estoque:... 2 2.1 Gerando Contas a Receber... 2 2.3 Sem Gerar Contas a Receber... 5 Apresentação

Leia mais

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI Esse manual tem por objetivo mostrar o que deve estar cadastrado no AC Fiscal para que a importação do arquivo do SPED ICMS seja processada de forma correta.

Leia mais

SOFOLHA INFORMÁTICA LTDA CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. ECF x SOFISCAL x Projeto SPED

SOFOLHA INFORMÁTICA LTDA CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. ECF x SOFISCAL x Projeto SPED ECF x SOFISCAL x Projeto SPED Seguindo rigorosamente os principais dispositivos legais que tratam sobre o assunto, a Portaria CAT nº 55, de 14 de julho de 1998, a Portaria CAT nº 32, de 28 de março de

Leia mais

ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES

ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES O mais importante na preparação do Scritta, para a geração do EFD Contribuições, inicialmente, é a a Configuração dos Impostos Federais. No entanto, todos os dados colocados

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito. Como. 11/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6.

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos, dentro do mesmo banco de

Leia mais

Informativo de Versão 19.07

Informativo de Versão 19.07 Informativo de Versão 19.07 Índice Resulth Start... 2 Movimento PDV (Chamado 28079)... 2 ERP Receber... 3 Consultas de Vencimentos (Chamado 27491)... 3 Resulth Business... 5 Importação de XML de Conhecimento

Leia mais

Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8. atualização

Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8. atualização Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8 atualização 23.03.11 O Manual sobre Operações Fiscais contém instruções sobre como consultar operações fiscais no Gestor. Operações Fiscais é uma opção

Leia mais

Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial?

Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial? Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial? 1 PARÂMETROS; 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Na guia GERAL, clique

Leia mais

Giss Offline. Versão 2.0 (12/2011)

Giss Offline. Versão 2.0 (12/2011) Giss Offline Versão 2.0 (12/2011) Versão 2.0 (12/2011) SUMÁRIO GISS OFFLINE... 2 INSTALANDO O GISS ESCRITURAÇÃO OFFLINE... 3 IDENTIFICAÇÃO NO SISTEMA... 8 MANUTENÇÃO... 9 ADICIONAR PREFEITURA... 9 CÓPIA

Leia mais

1 PARÂMETROS DA EMPRESA

1 PARÂMETROS DA EMPRESA Título: Como excluir da receita bruta e da base de cálculo dos impostos, os valores repassados pelas agências de propaganda e empresas de rádio, televisão e outros? 1 PARÂMETROS DA EMPRESA 1.1 Acesse o

Leia mais

CADASTRO DE EXCEÇÕES PIS/COFINS

CADASTRO DE EXCEÇÕES PIS/COFINS Apresentação Este tutorial descreve sobre o processo para cadastro de exceções de tributação de PIS/COFINS e orientações gerais de execução da rotina 1000 Processamentos Fiscais para o recálculo de PIS/COFINS.

Leia mais

EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL DO CONSUMIDOR ELETRÔNICA

EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL DO CONSUMIDOR ELETRÔNICA EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL DO CONSUMIDOR ELETRÔNICA Sumario 1- O que é NfCe? 2- Acesso ao sistema 3- Configurações de Padronização. 4- Cadastros Série/Número Cálculo Fiscal Certificado Cliente

Leia mais

EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA EMISSÃO E GERENCIAMENTO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Sumario 1- O que é nfe? 2- Acesso ao sistema. 3- Cadastros Série / Número Cálculo Fiscal Certificado Cliente Produto Informações Adicionais 4- Configurações

Leia mais

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Guia do Usuário Linx Microvix ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Sumário Apresentação Informações Configurações Básicas Finalização da Nota Fiscal

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo cálculo

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ),

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED Desoneração da Folha de Pagamento

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED Desoneração da Folha de Pagamento Projeto SPED Desoneração da Folha de Pagamento Seguindo os principais dispositivos legais que tratam sobre o assunto, a Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011, alterada pela Lei nº 12.715, de 17 de setembro

Leia mais

Para cadastrar os produtos acesse o caminho indicado acima, clique em F2 Novo e o sistema abrirá a tela abaixo:

Para cadastrar os produtos acesse o caminho indicado acima, clique em F2 Novo e o sistema abrirá a tela abaixo: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2017.07.31 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo

Leia mais

Caro Responsável pelo Departamento de Pessoal,

Caro Responsável pelo Departamento de Pessoal, Caro Responsável pelo Departamento de Pessoal, Seguindo os moldes de atualizações passadas, segue abaixo, orientações para os procedimentos a serem seguidos referente a DIRF 2017 (ano-base 2016) a respeito

Leia mais

SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil

SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil SPED PIS/COFINS e Cordilheira Software Contábil Bloco 0 Abertura do arquivo Operações de serviços Bloco A Operações de CTRC e outros serviços com ICMS Apuração dos valores dos impostos Fechamento do arquivo

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), a partir do ano-calendário 2014, com

Leia mais

SPED PIS/COFINS. Copyright WinThor - PC SISTEMAS- v.1.3 Página 1 de 66

SPED PIS/COFINS. Copyright WinThor - PC SISTEMAS- v.1.3 Página 1 de 66 SPED PIS/COFINS Copyright 2011 - WinThor - PC SISTEMAS- v.1.3 Página 1 de 66 Caro Cliente, Diante das novas exigências da Receita Federal para ampliação do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED),

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI Com o crescimento do uso do Siagri Agribusiness em empresas contribuintes do IPI e também devido aos tratamentos exigidos pelo EFD Fiscal (SPED Fiscal), tornou-se

Leia mais

Como exportar os arquivos NFP via Web-Service - FS127

Como exportar os arquivos NFP via Web-Service - FS127 Como exportar os arquivos NFP via Web-Service - FS127 Sistema: Futura Server Caminho: Fiscal> NFP Web-service>Exportação de arquivos Referência: FS127 Versão: 2016.2.15 Como Funciona: Esta tela é utilizada

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 ANO XXVII - 2016-4ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DECLARAÇÃO SOBRE A OPÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS DPREV 2016 INFORMAÇÕES GERAIS...

Leia mais

CURSO ANALISTA FISCAL FORTALEZA/CE - TURMA 18

CURSO ANALISTA FISCAL FORTALEZA/CE - TURMA 18 CURSO ANALISTA FISCAL FORTALEZA/CE - TURMA 18 A função de Analista Fiscal é uma das mais nobres na área fiscal de um estabelecimento, tendo em vista sua importância na verificação do processamento de todo

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria O Microempreendedor Individual já pode emitir a Nota Fiscal Avulsa Eletrônica-NFA-e

Leia mais

Versão inferior a 2.6

Versão inferior a 2.6 Versão inferior a 2.6 Impressora Marca Epson Para realizar o procedimento, é necessário baixar o aplicativo da impressora Epson. Segue abaixo o Link para baixar o aplicativo da impressora: http://66.240.183.19/verao/aplicativo/epson.exe

Leia mais

Informativo de Versão 19.03

Informativo de Versão 19.03 Informativo de Versão 19.03 Índice ERP Faturamento e Cupom Fiscal - ECF... 2 Emissão de NF-e e Emissão de Cupom Fiscal (Chamado 25717)... 2 Movimento Entrada de Produtos (Chamado 25318)... 7 Emissão e

Leia mais

Manual de Instruções. Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e. SapiturISSQN Versão 1.0 1

Manual de Instruções. Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e. SapiturISSQN Versão 1.0 1 Manual de Instruções Cadastro de Contribuinte e Configuração de usuário para emissão de NFS-e 1 1. Cadastro de Novo Prestador de Serviço. Quando o usuário acessar o sistema de NFS-e Sapitur ISSQN, vai

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED FISCAL ICMS/IPI entrar no ULTRAADM e executar a função SPED:

Para gerar o arquivo do SPED FISCAL ICMS/IPI entrar no ULTRAADM e executar a função SPED: Para gerar o arquivo do SPED FISCAL ICMS/IPI entrar no ULTRAADM e executar a função SPED: Na tela principal, clicar em Controle Operacional, a seguir em Exportar movimento e depois em SPED. 1 Código e

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

TUTORIAL LISTA DE PRESENTES

TUTORIAL LISTA DE PRESENTES Apresentação A lista de presentes é utilizada para o cadastro de listas de Chá de Cozinha, Chá de Bebê, Lista de Presentes, Chá de Casa Nova, Lista de Casamento e outras conforme o tipo de evento. Este

Leia mais

Nota Fiscal Consumidor

Nota Fiscal Consumidor Nota Fiscal Consumidor Com o VHSYS a emissão de NFC-e ficou muito mais simples, rápida e integrada. Você pode enviar as NFC-e diretamente para o e-mail de seus clientes, imprimir o documento e acessar

Leia mais

TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA

TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL DE IMPORTAÇÃO DO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA A importação do

Leia mais

Fiscal Emitir Nota Fiscal

Fiscal Emitir Nota Fiscal Fiscal Emitir Nota Fiscal Eletrônica Objetivo 1. Registrar uma nota fiscal de venda; 2. Emitir, transmitir, imprimir o DANFE e enviar o arquivo XML da nota fiscal eletrônica por e-mail; Pré -requisitos

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

TUTORIAL GERAÇÃO E VALIDAÇÃO DOS ARQUIVOS SEF II

TUTORIAL GERAÇÃO E VALIDAÇÃO DOS ARQUIVOS SEF II Apresentação A sistemática da geração de documentos digitais é formada por dois módulos distintos: o Sistema Emissor de Documentos Fiscais edoc, especializado em registrar em documento digital os dados

Leia mais

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Guia Dados da Nota Quadro Nota Fiscal Código de aviso no momento que é gravado a nota de entrada o código do aviso é gerado automaticamente

Leia mais

Título: Como deduzir o IR e CSLL pago em meses anteriores, apurados antes das deduções?

Título: Como deduzir o IR e CSLL pago em meses anteriores, apurados antes das deduções? Título: Como deduzir o IR e CSLL pago em meses anteriores, apurados antes das deduções? Através desta opção, o sistema irá considerar como Pago em meses anteriores, os valores de IR e CSLL calculados antes

Leia mais

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta?

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? Esta opção estará disponível somente para empresas com forma de tributação de lucro: Imune/Isenta.

Leia mais

Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente DATASUL11

Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente DATASUL11 Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente DATASUL11 O processo da IN 86, é uma exigência legal solicitada pela Receita Federal. O Produto está preparado para geração dos arquivos conforme layout

Leia mais

Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente EMS 2

Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente EMS 2 Geração Arquivo IN 86 Contabilidade no ambiente EMS 2 O processo da IN 86, é uma exigência legal solicitada pela Receita Federal. O Produto EMS5 está preparado para geração dos arquivos conforme layout

Leia mais

- Orientações para preenchimento da DIRF na Instrução Normativa nº 1.587, de 15 de setembro de 2015 através do link abaixo:

- Orientações para preenchimento da DIRF na Instrução Normativa nº 1.587, de 15 de setembro de 2015 através do link abaixo: Caro Responsável pelo Departamento de Pessoal, Seguindo os moldes de atualizações passadas, segue abaixo, o link para instalação da DIRF 2016 e também rotinas para a geração e importação do arquivo. Antes

Leia mais

SPED EFD DAS CONTRIBUIÇÕES. Geração e transmissão do SPED fiscal- EFD PIS/COFINS no pva. Walison de Paula Silva

SPED EFD DAS CONTRIBUIÇÕES. Geração e transmissão do SPED fiscal- EFD PIS/COFINS no pva. Walison de Paula Silva Geração e transmissão do SPED fiscal- EFD PIS/COFINS no pva Walison de Paula Silva Agenda Instalação do Programa Navegação Exemplo Prático Requisitos mínimos para instalação (Hardware) Microcomputador

Leia mais

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Abra a tela de Entrada de Produto Abra o módulo Compras, clique no Menu

Leia mais

Número do documento: 181 Classificação: Não avaliado Última atualização: Fri, May 19, :14 PM

Número do documento: 181 Classificação: Não avaliado Última atualização: Fri, May 19, :14 PM Como realizar o cadastro da NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul)? Número do documento: 181 Classificação: Não avaliado Última atualização: Fri, May 19, 2017 3:14 PM O que é? NCM (Nomenclatura Comum do

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP obrigações acessórias GIA ficha apuração do ICMS- ST11

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP obrigações acessórias GIA ficha apuração do ICMS- ST11 ICMS-SP obrigações acessórias GIA ficha apuração do ICMS- ST11 21/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Análise da Consultoria... 3 2.1. ImpostoRetidoSt... 5 (Imposto Retido por ST)...

Leia mais

Cadastro de produto. Supermercados

Cadastro de produto. Supermercados Cadastro de produto Supermercados 1 Objetivo: Cadastrar todos produtos do estabelecimento que serão comercializados no estabelecimento. Para que serve? Os produtos cadastrados serão utilizados nas movimentações

Leia mais

Índice O Que é ISS Digital?

Índice O Que é ISS Digital? Índice O Que é ISS Digital? 1.0 Cadastro de Empresas Contribuintes 1.1 Cadastro On-line de Prestadores 1.2 Consulta ao CEC (ConCEC) 1.3 Empresas de Fora do Município 1.4 Consulta ao CEF (ConCEF) 1.5 Tomadores:

Leia mais

BUSINESS V10 MANUAL INTRODUTÓRIO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-E BH) Nota Fiscal Eletônica de Serviços

BUSINESS V10 MANUAL INTRODUTÓRIO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-E BH) Nota Fiscal Eletônica de Serviços BUSINESS V10 MANUAL INTRODUTÓRIO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-E BH) Nota Fiscal Eletônica de Serviços Sumário 1. Introdução... 3 2. Requisitos Básicos... 4 3. Instalação... 5 4. Configurações

Leia mais

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e Aqui se dá o começo do processo de criação da nota fiscal de serviço eletrônica. Como a Prefeitura é que gera a NFS-e, o que será feito é um RPS, com todas as informações da nota, que serão enviadas à

Leia mais

Versão 10.0A-06. Versão da Apostila de Novidades: 1

Versão 10.0A-06. Versão da Apostila de Novidades: 1 Versão 10.0A-06 Versão da Apostila de Novidades: 1 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Livros Contábeis e Fiscais Conforme disposto nas Leis 6.404/76 e 11.638/07 e RIR/99, as empresas estão obrigadas a manter escriturados os seguintes livros:

Leia mais

SPED GESTÃO E TREINAMENTO LTDA Av. Guilherme Cotching, 1948, Conj. 20 V. Maria - 02113-014 São Paulo SP (11) 2386-8850 / 2386-8851

SPED GESTÃO E TREINAMENTO LTDA Av. Guilherme Cotching, 1948, Conj. 20 V. Maria - 02113-014 São Paulo SP (11) 2386-8850 / 2386-8851 www.gefisc.com.br SPED GESTÃO E TREINAMENTO LTDA Av. Guilherme Cotching, 1948, Conj. 20 V. Maria - 02113-014 São Paulo SP (11) 2386-8850 / 2386-8851 UNIDADE SOROCABA/SP Rua Elisa Bramante Francisco, 15

Leia mais

Como configurar integração com separador e rateio Conforme percentual definido na Contabilidade?

Como configurar integração com separador e rateio Conforme percentual definido na Contabilidade? Como configurar integração com separador e rateio Conforme percentual definido na Contabilidade? Os dados a seguir foram elaborados para explicar as configurações a serem realizadas na integração entre

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO 2.55a FOX GESTÃO EMPRESARIAL

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO 2.55a FOX GESTÃO EMPRESARIAL LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO 2.55a FOX GESTÃO EMPRESARIAL Adequações para a Lei 12.741/2012 Lei da Transparência Introdução De acordo com a lei 12.741/2012, nas notas fiscais e conhecimentos de transporte

Leia mais

Manual Escrituração Contábil Digital (ECD)

Manual Escrituração Contábil Digital (ECD) Manual Escrituração Contábil Digital (ECD) JUNHO/2013 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema ECD... 3 3. Gerar Arquivo... 5 3.1. Anexar Arquivo RTF... 7 3.2. Gerando Arquivo... 8 4. Signatários...

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DA DIRF 2014 A DIRF2014 DEVERÁ SER GERADA NO SISTEMA DA FOLHA2015.

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DA DIRF 2014 A DIRF2014 DEVERÁ SER GERADA NO SISTEMA DA FOLHA2015. Porto Feliz- 19 de Janeiro de 2015. INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DA DIRF 2014 A DIRF2014 DEVERÁ SER GERADA NO SISTEMA DA FOLHA2015. PARA FAZER A GERAÇÃO DA DIRF 2014 O SISTEMA DA FOLHA2015 DEVERÁ

Leia mais

SISTEMA ADM ERP - MANUAL DO USUÁRIO. Gerando arquivos do SPED

SISTEMA ADM ERP - MANUAL DO USUÁRIO. Gerando arquivos do SPED SISTEMA ADM ERP - MANUAL DO USUÁRIO Gerando arquivos do SPED Sumário O conceito do SPED... 3 Nota Fiscal Eletrônica... 3 SPED Contábil (ECD)... 3 Sped Fiscal (EFD)... 3 Configurando o sistema... 4 Gerando

Leia mais

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos PLATIN INFORMÁTICA SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos Manual do Usuário CADASTROS DCB's Distribuidoras Laboratórios Medicamentos

Leia mais

Manual de uso Apuração da EFD Contribuições

Manual de uso Apuração da EFD Contribuições Manual de uso Apuração da EFD Contribuições Versão 1.0 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Sobre as contribuições... 5 2.1. Regimes de incidência de PIS e COFINS... 5 3. CST de PIS e COFINS... 6 3.1. CST para

Leia mais