nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais"

Transcrição

1 ovacao revista iformativa trimestral da Eutectic Castoli º aotecologia a ossa vida e a soldagem de revestimeto E mais: Ecoomia de Eergia Automação Aplicativos Adroid Aplicações Idustriais

2 editorial Ecom grade satisfação que eviamos o primeiro exemplar da Revista Iovação da Eutectic Castoli, que tem por objetivo mostrar ossa tecologia e aplicações de sucesso a idústria do Brasil, ajudado a mesma a reduzir custos, aumetar a produtividade e cuidar dos ativos idustriais. A Eutectic Castoli é uma empresa com mais de 16 aos o mudo e 56 aos de Brasil e seu foco sempre foi gerar iovação e soluções, e o laçameto da Revista Iovação, será mais um caal de comuicação com ossos clietes e forecedores e será eviada a cada trimestre. Nesta primeira edição temos o destaque a NaoTecologia, Automação em Soldagem e três aplicações de sucesso a idústria de Cimeto, Mieração e Açúcar & Etaol. Desejamos a todos um feliz 213 com muito sucesso e realização. Mauel Pires Moteiro Gerete Geral Eutectic Castoli istitucioal gerado valor aos Há mais de 16 aos que a Eutectic Castoli vem trabalhado com a idústria em todo o mudo, buscado soluções que geram valor ao osso cliete e ossos Especialistas em Aplicações estão treiados para visitar cada istalação idustrial e aalisar as ecessidades de Soldagem de Mauteção, oferecer os serviços do CastoLab Services ou Equipametos de Soldagem & Corte. Toda ossa egeharia está focada em estudar cada aplicação e idicar ou desevolver uma ova solução com foco em redução de custo, aumeto da vida útil ou da produtividade. Nossas soluções iovadoras ajudam a idústria a cuidar dos ativos idustriais, garatido desempeho de classe mudial. A Eutectic Castoli através de seus egeheiros e técicos dispõe de duas ferrametas que ajudam a solucioar problemas críticos e gereciar o desgaste. TecoSolutio Sistema de geração e moitorameto de iformações técicas sobre aplicações desevolvidas e elaboração de relatórios de aálises técicas e ecoômicas, tais como: ossos clietes Aálise de potos críticos de aplicações; EcoTest - Aálise comparativa de custos; Cosumo de eergia e gás para equipametos de soldagem; Comparativo de processos de soldagem Eletrodo x Arame. TeroLik Após aos desevolvedo soluções idustriais para problemas de desgaste e reparo, a Eutectic Castoli acumulou uma vasta experiêcia e criou o úico Baco de Dados de Aplicações de Soldagem de Mauteção e Reparo: o TeroLik. Cada aplicação de sucesso, tato do poto de vista ecoômico quato técico, é documetada e armazeada o TeroLik. Atualmete temos mais de 1. aplicações registradas e em 12 diferetes idiomas e ossos Especialistas em Aplicações estão preparados para apresetar este programa e mostrar como cada aplicação é documetada com: Aálise do Problema e Gereciameto do Desgaste; Solução Técica; Vatages Ecoômicas; Procedimeto de Aplicação. O que a Eutectic Castoli gera de valor: Cohecimeto Idustrial Experiêcia idustrial e de aplicação com atedimeto dos Especialistas em ossos clietes. Açúcar & Etaol Mieração Siderurgia Cimeto Celulose & Papel Automobilística Exploração & Extração de Petróleo Segmetação CastoLab Services Placas Atidesgaste Services Equipe especializada em soldagem de mauteção e reparo e revestimeto atidesgaste. Gestão dos Ativos Egeharia de Aplicação Compromisso com o resultado Projeto & Fabricação Com as placas CastoDur Diamod Plate seus equipametos vão durar mais. Peças revestidas sob medida Egeharia de desgaste Aumeto da vida útil 2 Tecologia Possuímos a mais ampla gama de soluções para uião, reparo e mauteção. Redução de Custos de Mauteção Aumeto da Vida Útil Redução dos Sobressaletes Cosumíveis de Soldagem Equipametos de Solda e Corte Produtividade Equipametos de ultima geração em solda e corte. Aumeto da produtividade Redução dos custos de eergia Redução dos custos de soldagem

3 capa aotecologia a ossa vida e a soldagem de revestimeto NaoTecologia é a ciêcia que projeta e desevolve materiais a partir de partículas a escala aométrica (1 milímetro é igual a 1 milhão de aos). Na ossa vida a NaoTecologia já está presete em vários produtos de alta performace como protetores solares, baterias de alta capacidade, tecidos de alta resistêcia, chips de computadores, etc. A Eutectic Castoli é a empresa pioeira em trazer para o Brasil a NaoTecologia aplicada a soldagem de revestimeto e, utilizado esta tecologia, desevolveu um revestimeto com propriedades iigualáveis comparado aos revestimetos tradicioais. O revestimeto com a NaoTecologia possui dureza de até 71 HRc aliada a alta resistêcia ao choque, possibilitado que este revestimeto seja utilizado em iúmeras aplicações as idústrias de Mieração, Cimeto, Siderurgia, Açúcar & Etaol, Celulose & Papel e idústrias afis. A soldagem de revestimeto com a NaoTecologia é possível ser aplicada através do processo de eletrodo revestido com o uso do XHD 6395 N, o processo de arame tubular com o uso do DO*395 N ou aida utilizado a tecologia de placas atidesgaste com o uso do CDP 4695 N. Outra característica importate do revestimeto por soldagem com a NaoTecologia é o meor custo comparado com soluções com carboeto de tugstêio ou materiais cerâmicos. Como exemplo de aplicação a idústria da Mieração, o revestimeto com NaoTecologia está sedo utilizado o revestimeto de áreas criticas de chutes de trasferêcia, proporcioado aumeto da produtividade, reduzido o tempo de parada para mauteção e a redução dos custos de mauteção. Mais iformações sobre os produtos de revestimeto com NaoTecologia etre o site RESISTÊNCIA À ABRASÃO G PERDA RELATIVA DE MASSA DUREZA HRc 3 Carboeto de Cromo 1 passe Carboeto de Cromo 2 passes Carboeto Complexo 1 passe Carboeto Complexo 2 passes Carboeto Tugstêio 1 passe Carboeto Tugstêio 2 passes EDOtec DO*395N XHD 6395 N 1 passe EDOtec DO*395N XHD 6395 N 2 passes 3

4 equipametos vamos pesar em ecoomia Omudo têm repesado os seus coceitos, etre os quais, a cosumo de eergia, que pode proporcioar, além da redução dos custos, a ideia de valorizar o meio-ambiete. As fotes iversoras para soldagem da Eutectic Castoli possuem alta tecologia e pequeos tamahos gerado ótima portabilidade. Operam com baixo cosumo de eergia se comparadas às máquias covecioais de soldagem, utilizado tecologia de módulos iversores que chaveam a tesão em frequêcias acima de 2Khz. Oferecem uma melhor qualidade de soldagem em fução de softwares que garatem além da repetibilidade dos padrões a até mesmo correções de poteciais problemas detectados durate o processo de soldagem. aplicativos adroid ovos APPs ajudado ossos clietes AEutectic Castoli laçou mais um aplicativo o ambiete Adroid: TeroSet. Trata-se de um aplicativo que auxiliará a dimesioar os parâmetros para a soldagem MAG de aço carboo. Para ecotrá-lo, basta etrar a Loja da Google Play e procurar pelos aplicativos Eutectic Castoli. Lá vocês ecotrarão o aplicativo Eutectic Chapisco e também o TeroSet (aplicativo para soldagem MAG). passo a passo Escolha o tipo de juta Escolha a altura ou espessura do cordão MigPulse 31 DP Resultados Equipametos idicados Iformações adicioais Este aplicativo detalha tipo de juta, espessura, bizelameto da juta, forma do cordão, úmeros de passes, parâmetros para cada fase (Passe de Raiz, Echimeto, Acabameto), cosumo de arame por metro de solda, cosumo de gás por metro de solda, etc. Por fim, idica as máquias adequadas para a aplicação. 4 Para quem tem a tecologia Adroid, istalem e experimetem, pois além de tudo é gratuito. E fiquem a votade para fazerem seus cometários a Loja do Google Play.

5 automação evolução a soldagem das carrocerias dos automóveis Nos últimos 15 aos iúmeras m u d a ç a s o c o r r e r a m a Idústria Automobilística. Os quesitos de seguraça e a procura por carros mais ecoômicos proporcioaram o desevolvimeto de ovas carrocerias mais resistetes aos impactos e mais leves. Logarias traseiras DP 45/5 Reforço do teto DP 45/5 Reforço da colua I DP 5/6 Figura 1 Reforço da colua A DP 45/5 Foi itroduzida uma combiação de ovas matérias: Alumíios, Magésio, Aços Ioxidáveis, Aços Baixo Carboo, Aços Duros (HSS), Aços Ultra Duros (UHSS), etc. (figura 1) Reforço lateral do assoalho DP 6 Reforço trasversal do assoalho DP 5/6 Logarias diateiras DP 6/78 Ode ecotrar Os carros toraram-se muito mais seguros mas os impactos aida ocorrem e estas iovações mudaram a forma de reparo e seguro. Para ateder estes ovos materiais criaram-se uma série de ormas e técicas desde o processo de soldagem até a pitura. As seguradoras, com a resposabilidade de realizar o siistro e reparação dos automóveis MigPulse 21 DP daificados de acordo com os requesitos das motadoras, buscaram apoio em istituições especializadas como a CESVI Cetro de Experimetação e S e g u r a ç a Vi á r i a. A s certificações dos processos e das ferrametas de reparo trouxeram uma padroização ao mercado garatido um serviço de excelêcia. Alogameto total A (%) DIFERENTES MATERIAIS E SUAS CARACTERÍSTICAS Aço baixo carboo DX 5354 Magésio DC 4-6 Alumíio Dupla fase de edurecimeto Aço ioxidável Aço duro Trip HSLA/CP Aço ultra duro Limite de Resistêcia (MPa) A Eutectic do Brasil possui em sua liha o equipameto iversor MigPulse 21 DP aprovado e certificado pela CESVI para a soldagem de todos os metais que compõem as carrocerias. Os recursos de soldagem os modos MIG/MAG Siérgico, MIG/MAG Pulsado Siérgico e MIG/MAG Duplo Pulsado presetes este equipameto permitiram a soldagem de HSS e UHSS com aços duros, soldagem de chapas galvaizadas com Brasagem MIG, soldagem de Alumíio, soldagem de Aços Ioxidáveis, e outros. Este e outros equipametos para os mais diversos tipos de processos e exigêcias podem ser cosultados em osso site: 5

6 açúcar & etaol chapisco automatizado em camisas de moeda to portátil, de baixo cosumo de eergia e capacidade de soldagem de 2 1%. O mais recete desevolvimeto da Eutectic Castoli é o SugarTec TUB MAX, ova formulação com maior aderêcia e resistêcia ao desgaste - arame tubular para chapisco, que pode ser aplicado com sistema semiautomático utilizado a SugarTorch ou totalmete automático com o RoboTec Max, ode coseguimos ótimos resultados do chapisco com excelete velocidade de aplicação, redução do cosumo de material e seguraça dos operadores. Aplicação de sucesso em Usias de Açúcar & Etaol 6 Ochapisco em camisas de moeda é a última fase do revestimeto das camisas a etressafra, porém, durate a safra esta aplicação deve ser acompahada em detalhes, do primeiro ao último dia de moagem. Isto se deve à grade importâcia do chapisco para obter bos resultados a extração de uma usia. A aplicação do chapisco, a graulometria adequada, deixa as laterais dos frisos da camisa com a rugosidade correta para promover a chamada pega ou o ecabelameto da moeda, promovedo assim o arraste do bagaço para detro do tero de moeda, matedo o fluxo cotíuo do processo de moagem. Apeas a utilização de eletrodos ou arames de boa qualidade (formulação e composição química adequadas), aliados ao procedimeto de aplicação correto permitem atigir a rugosidade desejada, ão deixado ocorrer a falta ou promover o excesso de chapisco, que pode causar o plaqueameto da camisa. Outra fução de vital importâcia do chapisco é a preveção ao desgaste prematuro dos frisos de moeda. Estudos da Eutectic Castoli comprovaram que camisas que recebem o chapisco de maeira cotrolada coseguem termiar a safra em codições dimesioais adequadas, sem perdas de extração o fial da safra. A camada de chapisco também fucioa como material atidesgaste, protegedo o perfil do friso do ataque abrasivo provocado pelo bagaço da caa. A aplicação do chapisco pode ser através de eletrodos revestidos, chamado de aplicação maual, ode idicamos o S u g a r Te c X H D o u o SugarTec MAX 45, estes são os últimos resultados do desevolvimeto cotíuo da Eutectic Castoli. Nossos clietes estão coseguido ótimos resultados este processo aliados a utilização da Fote Iversora PowerMax 2, equipame- Nº DE APLICAÇÕES DE CHAPISCO POR SAFRA Comparativo SugarTec Tub Max x Arame X ARAME X Redução de 18% o custo com chapisco SUGARTEC TUB MAX Aplicações Custo Dados da Usia: Camisa 9 Qtde chapisco aplicado 5 Kg Vida Útil SugarTec Tub Max 5 dias Vida Útil Arame Tubular X 3 dias Safra 24 dias Não cosiderado o custo de mão-de-obra a aálise ecoômica. RoboTec Max CUSTO EM R$

7 reparos em moihos cimeto verticais Os moihos verticais tem sido cada vez mais utilizados em fábricas de cimeto, siderúrgicas, geração de eergia devido às seguites vatages: Redução do cosumo de eergia; Equipametos compactos; Alta produção; Aumeto a produção ligados com moihos de bolas; Meor custo de mauteção e tempo de partida; Uso como pré-moagem ou moagem fial. Na idústria cimeteira os moihos verticais são utilizados a moagem de cru, cliquer, carvão e escória. Estes equipametos apresetam severo desgaste por abrasão e a tecologia de revestimeto é fudametal para se aumetar a dispoibilidade e cofiabilidade. A Eutectic Castoli vem iovado as soluções para as partes e peças deste equipameto com o uso de NaoTecologia e placas atidesgaste CDP 4666 para estes compoetes: Rolos e Mesas de Moagem Revestimemtos Iteros Coes de Saída Separadores Tubulações Em 1998 iiciamos os serviços de reparo de moihos verticais o Brasil e após aos de serviços executados desevolvemos o Brasil a tecologia de equipametos de aplicação e ovas ligas atidesgaste. AN Liga desevolvida o Brasil para o reparo de mesa e rolos de moagem AN 8348 é um Eletrodo Cotíuo Tubular para utilização pelo Processo TeroMatec, sem proteção de gás. Proporcioa depósito com estrutura de carboetos complexos Carboetos de Cr, Nb e B, com alto teor de Carboo e adição de Vaádio e elevada resistêcia à abrasão / erosão e a temperatura de até 7ºC..Características Técicas: Alta dureza em um só passe de solda. Dureza: 58 a 64 HRc; Excelete resistêcia à abrasão/erosão; Depósitos sem escória; Alto redimeto; Baixa diluição com o metal de base; Pode ser aplicado direto sobre Ferro Fudido Ni Hard. Resultados dos testes de abrasão (G 65-21): AN 8348 AN 4666 AN 461 SAE 12 RESISTÊNCIA À ABRASÃO Obs.: Estes valores são proporcioais, referetes ao aço carboo, levatados o esaio de abrasão G Podem variar em fução das codições de trabalho de cada aplicação. Vatages da aplicação AN 8348 Meor custo de mauteção, o reparo pode ser executado até 3 vezes, reparo o local e aumeto da vida útil de 2-4%. Exemplo de sucesso: Rolos moagem de escória. Revestimeto: AN 8348 DIAS Vida útil aterior Vida útil atual LPF: 14% LPF Life Prologig Factor 7

8 mieração projeto retal Com o objetivo de gerar valor ao cliete a prestação e serviços relacioados ao desgaste de equipametos críticos que impactam o processo produtivo, a Eutectic Castoli laçou o projeto iovador chamado Retal. Na mieração se movimeta um eorme volume de miério de ferro extraído por Retro Escavadeira Liebherr 994 C e o desgaste abrasivo as caçambas impactava fortemete a produção, pois as mesmas sofriam reparos os bojos e etre detes a cada 7 horas de trabalho demadado tempo e perda de produção e quado as reformas tiham que ser maiores em toda a caçamba esta reforma durava em média 6 dias, isso reduzia a frota de equipametos em trabalho e a extração de miério de ferro. Outro poto importate este processo de gestão de frota de caçambas escavadeiras é o custo de mauteção, que era elevado devido aos iúmeros reparos a cada 5 horas e as grades reformas as caçambas elevado os custos e perdedo a dispoibilidade dos equipametos em trabalho. De posse destas iformações elaboramos um mapeameto do desgaste e oferecemos uma solução de revestimeto capaz de suportar o míimo 3 horas de operação de cava de miério de ferro, ode o objetivo era oferecer ao cliete 1% de dispoibilidade de sua frota com reposição de caçambas o ato de sua retirada para reforma, ou o cliete ão se resposabilizaria pelo desgaste de suas caçambas, ficado a gestão a cargo da Eutectic Castoli. Após 12 meses de operação com Projeto Retal, ode aplicamos uma solução de materiais atidesgaste e estrutural as caçambas, diferetemete cada problema, pois etedemos que o desgaste abrasivo ão é o úico que estava impactado a frota de caçambas, assim coseguimos um grade sucesso registrado uma vida útil média das caçambas de 4 horas, tedo caçambas com 48 horas em operação. A mieradora tem dispoível para a operação toda sua frota, pois fabricamos caçambas sobressaletes que ficam dispoíveis para substituir qualquer equipameto que sair para reforma geral. Temos também uma equipe mobilizada focada em pequeos reparos durate a parada de ispeção as máquias. O gaho com o projeto Retal o cliete são iúmeros, pois hoje a produção cota com total dispoibilidade de sua frota de Liebherr 994 C, aumetou-se a vida útil dos equipametos de 5 horas para média de 4 horas, que garate a produtividade a extração de miério de ferro. Projeto, Editoração e Coordeação: Eutectic do Brasil SÃO PAULO: Tel.: FAX: BELO HORIZONTE: Tel.: FAX: SERTÃOZINHO FAX: CURITIBA: Tel.: FAX: Iteret: Todos os direitos reservados coforme Coveção de Bera e Coveção Uiversal de Direitos do Autor. É proibida a reprodução deste documeto o todo ou em partes, por qualquer meio.

Rev. 01 ARAMES TUBULARES. Produtividade, eficiência e alta qualidade Linha completa de ligas para união, reconstrução e revestimento

Rev. 01 ARAMES TUBULARES. Produtividade, eficiência e alta qualidade Linha completa de ligas para união, reconstrução e revestimento Rev. 01 ARAMES TUBULARES Produtividade, eficiêcia e alta qualidade Liha completa de ligas para uião, recostrução e revestimeto Alta taxa de deposição Elevado redimeto 2 2 2 2 Facilidade de aplicação Redução

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES EM ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à corrosão,

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Açúcar & Álcool A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do Brasil e possui um

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA?

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA? AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? Desevolvemos soluções para automação idustrial em idustrias gerais, telecomado e telemetria para supervisão e cotrole remotos, com desevolvimeto e fabricação de

Leia mais

Soluções em Engenharia Civil

Soluções em Engenharia Civil ENGECRAM K Soluções em Egeharia Civil 35 aos A ENGECRAM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA foi costituída em 13 de dezembro de 1977, resultado de um ideal de prestar serviços a área de egeharia civil.

Leia mais

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges*

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges* LAYOUT Fabrício Quadros Borges* RESUMO: O texto a seguir fala sobre os layouts que uma empresa pode usar para sua arrumação e por coseguite ajudar em solucioar problemas de produção, posicioameto de máquias,

Leia mais

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Cimento A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do Brasil e possui um programa

Leia mais

CastoLab Services. Compromisso com o Resultado

CastoLab Services. Compromisso com o Resultado CastoLab Services Compromisso com o Resultado Serviços de Manutenção & Reparo Fabricação de Peças Revestidas Serviços de Campo Revestimentos Antidesgaste ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001 n Disponibilidade

Leia mais

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES DE ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à

Leia mais

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaesch Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Josiae Costa Durigo Uiversidade Regioal do Noroeste do Estado do Rio Grade do Sul - Departameto

Leia mais

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo.

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo. UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5151 MATEMÁTICA FINACEIRA I PROF. FERNANDO GUERRA. UNIDADE 3 JUROS COMPOSTOS Capitalização composta. É aquela em que a taxa de juros icide sempre sobre o capital

Leia mais

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista 9 - Itrodução à Probabilidade e Estatística Desigualdades e Teoremas Limites 1 Um ariro apota a um alvo de 20 cm de raio. Seus disparos atigem o alvo, em média, a 5 cm

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO Kelle Roberta de Souza (1) Egeheira Química pela UNIMEP, Especialista em Gestão Ambietal pela UFSCar, Mestre em Egeharia e Tecologia Ambietal pela Uiversidad

Leia mais

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem INF 6 Estatística I JIRibeiro Júior CAPÍTULO 8 - Noções de técicas de amostragem Itrodução A Estatística costitui-se uma excelete ferrameta quado existem problemas de variabilidade a produção É uma ciêcia

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Siderurgia A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do Brasil e possui um programa

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Fundição A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais setores industriais do Brasil e possui um programa

Leia mais

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA 5. INTRODUÇÃO É freqüete ecotrarmos problemas estatísticos do seguite tipo : temos um grade úmero de objetos (população) tais que se fossem tomadas as medidas

Leia mais

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST Sistema Computacioal para Medidas de Posição - FATEST Deise Deolido Silva, Mauricio Duarte, Reata Ueo Sales, Guilherme Maia da Silva Faculdade de Tecologia de Garça FATEC deisedeolido@hotmail.com, maur.duarte@gmail.com,

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Forjaria A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais setores industriais do Brasil e possui um programa

Leia mais

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum Otimização e complexidade de algoritmos: problematizado o cálculo do míimo múltiplo comum Custódio Gastão da Silva Júior 1 1 Faculdade de Iformática PUCRS 90619-900 Porto Alegre RS Brasil gastaojuior@gmail.com

Leia mais

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 GUIA DO UTILIZADOR Cartão ACP Master Ídice 1. O Cartão ACP Master...2 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão...3 4. Ode

Leia mais

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br A seguir, uma demostração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagia10.com.br Matemática comercial & fiaceira - 2 4 Juros Compostos Iiciamos o capítulo discorredo sobre como

Leia mais

Dispensa e Redução de Contribuições

Dispensa e Redução de Contribuições Dispesa Temporária do Pagameto de Cotribuições Dec - Lei º 89/95, de 6 de Maio Dec - Lei º 34/96, de 18 de Abril Dec - Lei º 51/99, de 20 de Fevereiro Lei º 103/99, de 26 de Julho Taxa Cotributiva Dec

Leia mais

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico.

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico. CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o 045 APROVADA EM AGO/03 N o 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Resposabilidade 4 Documetos Complemetes 5 Siglas

Leia mais

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA A SEGURANÇA FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DA VOLVO Ao lado da qualidade e do respeito ao meio ambiete, a seguraça é um dos valores corporativos que orteiam todas as ações

Leia mais

O erro da pesquisa é de 3% - o que significa isto? A Matemática das pesquisas eleitorais

O erro da pesquisa é de 3% - o que significa isto? A Matemática das pesquisas eleitorais José Paulo Careiro & Moacyr Alvim O erro da pesquisa é de 3% - o que sigifica isto? A Matemática das pesquisas eleitorais José Paulo Careiro & Moacyr Alvim Itrodução Sempre que se aproxima uma eleição,

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV DISCIPLINA: TGT410026 FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA 8ª AULA: ESTIMAÇÃO POR INTERVALO

Leia mais

SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO

SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO XPS - POLIESTIRENO EXTRUDADO SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO RESISTÊNCIA TÉRMICA ECONOMIA DE ENERGIA DURABILIDADE RESISTÊNCIA MECÂNICA SUSTENTABILIDADE SPUMAPAC INOVAÇÃO SEMPRE Fudada em 1970, a Spumapac

Leia mais

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção Iclui NOVA opção de captura de imagem Sistemas de Visualização Estéreo Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de ispeção. Tecologia ótica pateteada para visualização livre de

Leia mais

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem 1 Modelado o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Apredizagem RESUMO Este documeto aborda a modelagem do tempo de execução de tarefas em projetos, ode a tomada de decisão

Leia mais

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos Aexo VI Técicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Mauteção a Gestão de Activos Físicos LIDEL, 1 Rui Assis rassis@rassis.com http://www.rassis.com ANEXO VI Técicas Básicas de Simulação Simular

Leia mais

raiz do problema nós vamos na E mais: CastoLab Services Automação Aspersão Térmica Aplicações Industriais

raiz do problema nós vamos na E mais: CastoLab Services Automação Aspersão Térmica Aplicações Industriais ovacao ós vamos a revista iformativa trimestral da Eutectic Castoli º 02-2013 raiz do problema E mais: CastoLab Services Automação Aspersão Térmica Micrografia de liga tipo hipoeutética (MEV 800X) Aplicações

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Biodigestores em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Biodigestores em Propriedades Rurais Aais do CNMAC v.2 ISSN 1984-820X Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Biodigestores em Propriedades Rurais Eliaa Walker Depto de Física, Estatística e Matemática, DEFEM,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE MINISÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENO DO ERRIÓRIO E AMBIENE Istituto do Ambiete PROCEDIMENOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENE Abril 2003 . Equadrameto O presete documeto descreve a metodologia a seguir

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL O Lie com a ecessidade de sua empresa CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema

Leia mais

Do ponto de vista técnico, o balanço é positivo

Do ponto de vista técnico, o balanço é positivo por ZÉLIA PINHEIRO Do poto de vista técico, o balaço é positivo A rede urbaa de frio e calor do Parque das Nações já tem oze aos e João Castaheira, director-geral da Climaespaço, faz o balaço. Garate que

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov.

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov. Gerêcia de Projetos de Software CMM & PMBOK José Igácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.et Ferada Schmidt Bocoli ferada-bocoli@procergs.rs.gov.br CMM Capability Maturity Model http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio

Leia mais

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES Margaret Souza Schmidt Jobim (); Helvio Jobim Filho (); Valdeci Maciel (3) () Uiversidade Federal

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Egeharia - Campus de Guaratiguetá esquisa Operacioal Livro: Itrodução à esquisa Operacioal Capítulo 6 Teoria de Filas Ferado Maris fmaris@feg.uesp.br Departameto de rodução umário Itrodução

Leia mais

SIMULAÇÃO DO SISTEMA DE ENERGIA DE UM VEÍCULO

SIMULAÇÃO DO SISTEMA DE ENERGIA DE UM VEÍCULO SMULAÇÃO DO SSTEMA DE ENEGA DE UM VEÍULO Luiz Gustavo Gusmão Soeiro Fiat Automóveis luiz.soeiro@fiat.com.br ESUMO O trabalho tem como objetivo viabilizar uma simulação computacioal para se determiar o

Leia mais

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda 1 Uma Metodologia de Busca Otimizada de Trasformadores de Distribuição Eficiete para qualquer Demada A.F.Picaço (1), M.L.B.Martiez (), P.C.Rosa (), E.G. Costa (1), E.W.T.Neto () (1) Uiversidade Federal

Leia mais

Problema de Fluxo de Custo Mínimo

Problema de Fluxo de Custo Mínimo Problema de Fluo de Custo Míimo The Miimum Cost Flow Problem Ferado Nogueira Fluo de Custo Míimo O Problema de Fluo de Custo Míimo (The Miimum Cost Flow Problem) Este problema possui papel pricipal etre

Leia mais

- 6,5% de consumo de combustível

- 6,5% de consumo de combustível - 6,5% de cosumo de combustível MAN EfficietLie 2. Meos combustível e mais gahos. Campeões da eficiêcia: MAN EfficietLie 2 Ídice O EfficietLie 2 com Euro 6 é melhor para o ambiete e utiliza meos combustível

Leia mais

Estatística stica para Metrologia

Estatística stica para Metrologia Estatística stica para Metrologia Aula Môica Barros, D.Sc. Juho de 28 Muitos problemas práticos exigem que a gete decida aceitar ou rejeitar alguma afirmação a respeito de um parâmetro de iteresse. Esta

Leia mais

MANUAL DE RECOMENDAÇÕES GERAIS

MANUAL DE RECOMENDAÇÕES GERAIS A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

4 Teoria da Localização 4.1 Introdução à Localização

4 Teoria da Localização 4.1 Introdução à Localização 4 Teoria da Localização 4.1 Itrodução à Localização A localização de equipametos públicos pertece a uma relevate liha da pesquisa operacioal. O objetivo dos problemas de localização cosiste em determiar

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Petróleo Exploração & Produção Know-How no Segmento Industrial de Exploração & Produção de Petróleo Visão: Gerar soluções antidesgaste visando o aumento da

Leia mais

www.partnervision.com.br

www.partnervision.com.br www.partervisio.com.br SERVIÇOS E SUPORTE PROCESSOS E INICIATIVAS PRODUTOS DE SOFTWARE SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA Software para o Desevolvimeto de Coteúdo e Processos Para Otimizar o Desevolvimeto de Produtos

Leia mais

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE-

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- MA DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL PAULO HENRIQUE C. PEREIRA 1, ALBERTO COLOMBO 2, GIOVANNI FRANCISCO RABELO 2. 1.

Leia mais

JUROS COMPOSTOS. Questão 01 A aplicação de R$ 5.000, 00 à taxa de juros compostos de 20% a.m irá gerar após 4 meses, um montante de: letra b

JUROS COMPOSTOS. Questão 01 A aplicação de R$ 5.000, 00 à taxa de juros compostos de 20% a.m irá gerar após 4 meses, um montante de: letra b JUROS COMPOSTOS Chamamos de regime de juros compostos àquele ode os juros de cada período são calculados sobre o motate do período aterior, ou seja, os juros produzidos ao fim de cada período passam a

Leia mais

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 60 Sumário CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 5.1. Itrodução... 62 5.2. Tabelas de trasição dos flip-flops... 63 5.2.1. Tabela de trasição do flip-flop JK... 63 5.2.2. Tabela de

Leia mais

RESISTORES E RESISTÊNCIAS

RESISTORES E RESISTÊNCIAS ELETICIDADE CAPÍTULO ESISTOES E ESISTÊNCIAS No Capítulo estudamos, detre outras coisas, o coceito de resistêcia elétrica. Vimos que tal costitui a capacidade de um corpo qualquer se opôr a passagem de

Leia mais

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1 MAC122 Pricípios de Desevolvimeto de Algoritmos EP o. 1 Prof. Dr. Paulo Mirada 1 Istituto de Matemática e Estatística (IME) Uiversidade de São Paulo (USP) 1. Estrutura dos arquivos de images o formato

Leia mais

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES C O P O S I T I O N No-break S é r i e P r e m i u m No-Break para Rack C E Iovação, qualidade, tecologia e cofiabilidade. arcas das soluções C Comados Lieares A E P R E S A Com mais de 30 aos de atuação,

Leia mais

PROTÓTIPO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE

PROTÓTIPO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE ROTÓTIO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE Marcel Muk E/COE/UFRJ - Cetro de Tecologia, sala F-18, Ilha Uiversitária Rio de Jaeiro, RJ - 21945-97 - Telefax: (21) 59-4144 Roberto Citra Martis, D. Sc.

Leia mais

43º Seminário de Laminação - Processos e Produtos Laminados e Revestidos

43º Seminário de Laminação - Processos e Produtos Laminados e Revestidos OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO DE LAMINAÇÃO CONTROLADA DE CHAPAS GROSSAS ATRAVÉS DA REDISTRIBUIÇÃO DA DEFORMAÇÃO NAS FASES DE ESBOÇAMENTO E ACABAMENTO 1 Atoio Augusto Gori 2 José Herbert Dolabela da Silveira 3

Leia mais

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA Edso Talamii CEPAN, Uiversidade Federal do Rio Grade do Sul, Av. João Pessoa, 3,

Leia mais

ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES

ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES ESPECIALISTA EM EVENTOS E CONVENÇÕES Bem-vido ao Almeat, um espaço ode tudo foi projetado especialmete para realizar desde pequeas reuiões e evetos até grades coveções, com coforto, praticidade e eficiêcia,

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema de câmeras baseados em computador

Leia mais

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil Carteiras de Míimo VAR ( Value at Risk ) o Brasil Março de 2006 Itrodução Este texto tem dois objetivos pricipais. Por um lado, ele visa apresetar os fudametos do cálculo do Value at Risk, a versão paramétrica

Leia mais

Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo nas Redes de Distribuição Atendidas por Subestações de Diferentes Fontes

Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo nas Redes de Distribuição Atendidas por Subestações de Diferentes Fontes a 5 de Agosto de 006 Belo Horizote - MG Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo as Redes de Distribuição Atedidas por Subestações de Diferetes Fotes M.Sc. Daiel P. Berardo AES

Leia mais

Plano de Aula. Teste de Turing. Definição. Máquinas Inteligentes. Definição. Inteligência Computacional: Definições e Aplicações

Plano de Aula. Teste de Turing. Definição. Máquinas Inteligentes. Definição. Inteligência Computacional: Definições e Aplicações Potifícia Uiversidade Católica do Paraá Curso de Especialização em Iteligêcia Computacioal 2004/2005 Plao de Aula Iteligêcia Computacioal: Defiições e Aplicações Luiz Eduardo S. Oliveira, Ph.D. soares@ppgia.pucpr.br

Leia mais

PG Progressão Geométrica

PG Progressão Geométrica PG Progressão Geométrica 1. (Uel 014) Amalio Shchams é o ome cietífico de uma espécie rara de plata, típica do oroeste do cotiete africao. O caule dessa plata é composto por colmos, cujas características

Leia mais

MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA

MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA 1. (2,5) Um provedor de acesso à iteret está moitorado a duração do tempo das coexões

Leia mais

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu Programação Diâmica Aula 3: Programação Diâmica Programação Diâmica Determiística; e Programação Diâmica Probabilística. Programação Diâmica O que é a Programação Diâmica? A Programação Diâmica é uma técica

Leia mais

METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE CHILLERS POR ABSORÇÃO EM PLANTAS REAIS.

METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE CHILLERS POR ABSORÇÃO EM PLANTAS REAIS. 16º POSMEC Uiversidade Federal de Uberlâdia Faculdade de Egeharia Mecâica METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE CHILLERS POR ABSORÇÃO EM PLANTAS REAIS. Gustavo Soares de Almeida Uiversidade

Leia mais

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Critérios de Valorização e Selecção de Investimentos. Métodos Estáticos

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Critérios de Valorização e Selecção de Investimentos. Métodos Estáticos Aálise de Projectos ESAPL / IPVC Critérios de Valorização e Selecção de Ivestimetos. Métodos Estáticos Como escolher ivestimetos? Desde sempre que o homem teve ecessidade de ecotrar métodos racioais para

Leia mais

Tabela Price - verdades que incomodam Por Edson Rovina

Tabela Price - verdades que incomodam Por Edson Rovina Tabela Price - verdades que icomodam Por Edso Rovia matemático Mestrado em programação matemática pela UFPR (métodos uméricos de egeharia) Este texto aborda os seguites aspectos: A capitalização dos juros

Leia mais

ANÁLISE ENERGÉTICA E EXERGÉTICA DA DESTILARIA PIONEIROS NA SAFRA 2003-2004

ANÁLISE ENERGÉTICA E EXERGÉTICA DA DESTILARIA PIONEIROS NA SAFRA 2003-2004 ILHA SOLTEIRA XII Cogresso Nacioal de Estudates de Egeharia Mecâica - 22 a 26 de agosto de 2005 - Ilha Solteira - SP Paper CRE05-FS20 ANÁLISE ENERGÉTICA E EXERGÉTICA DA DESTILARIA PIONEIROS NA SAFRA 2003-2004

Leia mais

I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO 1- INTRODUÇÃO GERAL. 1.1- Definição

I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO 1- INTRODUÇÃO GERAL. 1.1- Definição I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO - INTRODUÇÃO GERAL.- Defiição O cocreto armado é um material composto, costituído por cocreto simples e barras ou fios de aço. Os dois materiais costituites (cocreto

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL DOS FUNDOS DE RENDA FIXA DO MERCADO BRASILEIRO

ANÁLISE DO PERFIL DOS FUNDOS DE RENDA FIXA DO MERCADO BRASILEIRO III SEMEAD ANÁLISE DO PERFIL DOS FUNDOS DE RENDA FIXA DO MERCADO BRASILEIRO José Roberto Securato (*) Alexadre Noboru Chára (**) Maria Carlota Moradi Seger (**) RESUMO O artigo trata da dificuldade de

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS

CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS Profª. Drª. Vailde Bisogi UNIFRA vailde@uifra.br Prof. Rodrigo Fioravati Pereira UNIFRA prof.rodrigopereira@gmail.com

Leia mais

PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato

PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato 1 PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato 1. Estimação: O objetivo da iferêcia estatística é obter coclusões a respeito de populações através de uma amostra extraída

Leia mais

tecnologia laser Services CastoCeram Aplicativos Android Goivagem a ArcAir revista informativa trimestral da Eutectic Castolin nº 07-2015

tecnologia laser Services CastoCeram Aplicativos Android Goivagem a ArcAir revista informativa trimestral da Eutectic Castolin nº 07-2015 novacao revista informativa trimestral da Eutectic Castolin nº 07-2015 tecnologia laser E mais: Services CastoCeram Aplicativos Android Revestimento em tubos de caldeira com tecnologia Laser Goivagem a

Leia mais

Instrumento de medição de vídeo

Instrumento de medição de vídeo Istrumeto de medição de vídeo para medições precisas com 3 eixos 50 aos de experiêcia óptica comprovada reuidos em um efetivo istrumeto de medição de vídeo sem cotato e com 3 eixos Eficiete e ituitivo

Leia mais

Aplicação de geomarketing em uma cidade de médio porte

Aplicação de geomarketing em uma cidade de médio porte Aplicação de geomarketig em uma cidade de médio porte Guilherme Marcodes da Silva Vilma Mayumi Tachibaa Itrodução Geomarketig, segudo Chasco-Yrigoye (003), é uma poderosa metodologia cietífica, desevolvida

Leia mais

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar A durabilidade e a cofiabilidade da Rubbermaid são icomparáveis. Feitos Para Durar Duráveis. Cofiáveis. Apresetado um ovo padrão de excelêcia em gereciameto de resíduos e trasporte de materiais. Desde

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

M = 4320 CERTO. O montante será

M = 4320 CERTO. O montante será PROVA BANCO DO BRASIL / 008 CESPE Para a veda de otebooks, uma loja de iformática oferece vários plaos de fiaciameto e, em todos eles, a taxa básica de juros é de % compostos ao mês. Nessa situação, julgue

Leia mais

SOLUTION. No-Break. Série Premium. No-Break. Digital Signal Processor

SOLUTION. No-Break. Série Premium. No-Break. Digital Signal Processor SOLUTION No-Break Série Premium No-Break Digital Sigal Processor C E Iovação, qualidade, tecologia e cofiabilidade. arcas das soluções C Comados Lieares A E P R E S A Com mais de 27 aos de atuação, a C

Leia mais

A MÍDIA E SUA INFLUÊNCIA NAS BRINCADEIRAS DAS CRIANÇAS. Erika Milena de Souza

A MÍDIA E SUA INFLUÊNCIA NAS BRINCADEIRAS DAS CRIANÇAS. Erika Milena de Souza A MÍDIA E SUA INFLUÊNCIA NAS BRINCADEIRAS DAS CRIANÇAS. Erika Milea de Souza INTRODUÇÃO Um dos problemas causados pelo aumeto do processo de urbaização é a falta de seguraça, o qual limitou os espaços

Leia mais

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA UNESPAR/Paraavaí - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - 0 - PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA Setembro/203 UNESPAR/Paraavaí - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - - TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCIEIRA

Leia mais

III Simpósio sobre Gestão Empresarial e Sustentabilidade (SimpGES) Produtos eco-inovadores: produção e consumo"

III Simpósio sobre Gestão Empresarial e Sustentabilidade (SimpGES) Produtos eco-inovadores: produção e consumo 4 e 5 de outubro de 03 Campo Grade-MS Uiversidade Federal do Mato Grosso do Sul RESUMO EXPANDIDO COMPARAÇÃO ENTRE REDES NEURAIS ARTIFICIAIS E REGRESSÃO LINEAR MÚLTIPLA PARA PREVISÃO DE PREÇOS DE HORTALIÇAS

Leia mais

Portanto, os juros podem induzir o adiamento do consumo, permitindo a formação de uma poupança.

Portanto, os juros podem induzir o adiamento do consumo, permitindo a formação de uma poupança. Matemática Fiaceira Deixar de cosumir hoje, visado comprar o futuro pode ser uma boa decisão, pois podemos, durate um período de tempo, ecoomizar uma certa quatia de diheiro para gahar os juros. Esses

Leia mais

dos equipamentos de soldagem

dos equipamentos de soldagem novacao revista informativa trimestral da Eutectic Castolin nº 06-2014 evolução dos equipamentos de soldagem E mais: CastoLab Services MIG High Deposition Aplicações Industriais Circuito de Controle MigPulse

Leia mais

LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DE TRANSFORMADORES E OTIMIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEDADES RURAIS

LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DE TRANSFORMADORES E OTIMIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEDADES RURAIS LOCALIZAÇÃO ÓTIMA E TRANSFORMAORES E OTIMIZAÇÃO E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEAES RURAIS *ROGÉRIO SILVA A CUNHA (BSC) - JOSÉ ROBERTO CAMACHO (PH) SEBASTIÃO CAMARGO GUIMARÃES JR. (R.) *UNIVERSIAE FEERAL

Leia mais

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual 49 5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempeho Atual O presete capítulo tem por objetivo elaborar uma proposta de melhoria para o atual sistema de medição de desempeho utilizado pela

Leia mais

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li Média Aritmética Simples e Poderada Média Geométrica Média Harmôica Mediaa e Moda Fracisco Cavalcate(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas S W IFT-DUO SWIFT Sistemas de medição por vídeo para medição e ispeção precisas S W IFT-DUO Sistemas de medição por vídeo 2 eixos, ideais para medir recursos em 2D de peças pequeas e itricadas Variação

Leia mais

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso Detecção de Perdas com WaterGEMS usado AG - Case de Sucesso Ego. Jua Carlos Gutiérrez, M.Sc. Regioal Egieer - Water ad Wastewater Solutios Jua.Gutierrez@Betley.com Problema Mudial: cotrole e redução de

Leia mais

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade Caledário de ispecções em Mauteção Prevetiva Codicioada com base a Fiabilidade Rui Assis Faculdade de Egeharia da Uiversidade Católica Portuguesa Rio de Mouro, Portugal rassis@rassis.com http://www.rassis.com

Leia mais

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS Viícius Atoio Motgomery de Mirada e-mail: vmotgomery@hotmail.com Edso Oliveira Pamploa e-mail: pamploa@iem.efei.rmg.br

Leia mais

UNIVERSIDADE DA MADEIRA

UNIVERSIDADE DA MADEIRA Biofísica UNIVERSIDADE DA MADEIRA P9:Lei de Sell. Objetivos Verificar o deslocameto lateral de um feixe de luz LASER uma lâmia de faces paralelas. Verificação do âgulo critico e reflexão total. Determiação

Leia mais

LogWeb. Logística Supply Chain Transporte Multimodal Comércio Exterior. Armazenagem. Embalagem. Informe Publicitário

LogWeb. Logística Supply Chain Transporte Multimodal Comércio Exterior. Armazenagem. Embalagem. Informe Publicitário J O R N A L Logística Supply Chai Trasporte Multimodal Comércio Exterior Movimetação Armazeagem Automação Embalagem E D I Ç Ã O N º 6 2 A B R I L 2 0 0 7 R E F E R Ê N C I A E M L O G Í S T I C A Iforme

Leia mais