AccuSine SWP A. Instalação. Filtro harmônico ativo 2/2015.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AccuSine SWP A. Instalação. Filtro harmônico ativo 2/2015."

Transcrição

1 AccuSine SWP A Instalação Filtro harmônico ativo 2/2015

2 Informações legais A marca Schneider Electric e quaisquer marcas registradas da Schneider Electric Industries SAS referidas neste guia são propriedades exclusivas da Schneider Electric SA e de suas subsidiárias. Elas não podem ser usadas para quaisquer fins sem a permissão por escrito do proprietário. Este guia e seu conteúdo estão protegidos, no sentido de código de propriedade intelectual francês (Code de la propriété intellectuelle français, referido daqui por diante como "o Código"), de acordo com as leis de direitos autorais que cobrem textos, desenhos e modelos, bem como leis de marcas comerciais. Você concorda em não reproduzir, exceto para seu próprio uso e não comercial conforme definido no Código, total e parcialmente o guia em qualquer meio sem a permissão por escrito da Schneider Electric. Você também concorda em não estabelecer quaisquer links de hipertexto para este guia ou seu conteúdo. A Schneider Electric não concede quaisquer direitos ou licença para o uso pessoal e não comercial do guia ou de seu conteúdo, exceto uma licença não exclusiva para consultá-lo com base no "estado em que se encontra", por sua própria conta e risco. Todos os direitos reservados. O equipamento elétrico deve ser instalado, operado, reparado e mantido somente por pessoal qualificado. A Schneider Electric não assume qualquer responsabilidade por quaisquer consequências que resultem do uso deste material. Uma vez que padrões, especificações e desenhos mudam de quando em quando, solicite a confirmação das informações fornecidas nesta publicação.

3 A Índice analítico Informações importantes sobre segurança...5 Precauções de segurança...6 Segurança em eletricidade...8 Especificações...9 Especificações de entrada...9 Características técnicas...9 Proteção de alimentação...10 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 20 A...10 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 30 A...12 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 45 A...14 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 60 A...16 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 90 A...18 Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 120 A...20 Tamanho recomendado dos cabos...22 Tamanhos de cabo de energia recomendados...22 Tamanhos de cabo de sinal recomendados...22 Sensores de corrente fechados...22 Sensores de corrente redondos abertos...24 Sensores de corrente retangulares abertos...24 Ambientais...25 Dissipação de energia térmica...25 Pesos e dimensões...26 Diagramas de linha única A, 30 A, 45 A ou 60 A A ou 120 A...27 Dois 20 A, 30 A, 45 A ou 60 A em paralelo...27 Dois 90 A ou 120 A em paralelo...28 Montagem mecânica...29 Espaço livre...29 Filtro harmônico ativo autônomo...30 Dois filtros harmônicos ativos no gabinete...31 Dois filtros harmônicos ativos lado a lado...32 Preparação para a instalação...33 Conectar cabos chatos...34 Conectar cabos chatos para filtros harmônicos ativos de 90 A e 120 A...34 Conectar cabos chatos para instalações paralelas...35 Monte os sensores de corrente nos cabos ou nos barramentos...36 Conecte os sensores de corrente B-024 3

4 A Conectar contatos secos...38 Contatos de entrada e saída...39 Sistema de comunicação Modbus e JBUS...40 Interface RS Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando dois cabos...41 Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando quatro cabos...42 Configurar conexão RS Interface de conexão RS Polarização...43 Matching...43 Escolher o cabo de conexão...44 Polarização e/ou término através do conector externo...44 Polarização e/ou Matching através do painel MERY B-024

5 Informações importantes sobre segurança Informações importantes sobre segurança A Leia estas instruções atentamente e examine o equipamento para familiarizar-se com ele antes de tentar instalá-lo, operá-lo, repará-lo ou fazer sua manutenção. As mensagens de segurança a seguir podem aparecer neste manual ou no equipamento para alertar sobre possíveis riscos ou chamar a atenção para informações que esclarecem ou simplificam um procedimento. O acréscimo deste símbolo a mensagens de segurança de Perigo ou Atenção indica que existe um risco elétrico que resultará em lesões se as instruções não forem seguidas. Este é o símbolo de alerta de segurança. Ele é usado para alertá-lo sobre possíveis riscos de lesões. Observe todas as mensagens de segurança com este símbolo para prevenir possíveis lesões ou morte. PERIGO PERIGO indica uma situação perigosa que, se não evitada, resultar em morte ou lesões graves. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. ATENÇÃO ATENÇÃO indica uma situação perigosa que, se não evitada, poderá resultar em morte ou lesões graves. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte, ferimentos graves ou danos do equipamento. CUIDADO CUIDADO indica uma situação perigosa que, se não evitada, poderá resultar em lesões leves ou moderadas. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em ferimentos graves ou danos do equipamento. AVISO AVISO é usado para referir-se a práticas não relacionadas a lesões físicas. O símbolo de alerta de segurança não será usado com este tipo de mensagem de segurança. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do equipamento. Observação O equipamento elétrico deve ser instalado, operado, consertado e deve ter sua manutenção realizada somente por funcionários qualificados. A Schneider Electric não assume nenhuma responsabilidade por quaisquer consequências decorrentes do uso deste material B-024 5

6 A Informações importantes sobre segurança Um funcionário qualificado é aquele que tem habilidades e conhecimento relacionados à construção, instalação e operação do equipamento elétrico, e recebeu treinamento de segurança para reconhecer e evitar os risco envolvidos. Precauções de segurança PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Todas as instruções de segurança neste documento devem ser lidas, compreendidas e seguidas. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Leia todas as instruções no manual de instalação antes de instalar ou trabalhar com este filtro harmônico ativo do AccuSine SWP. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Não instale o filtro harmônico ativo até que todo o processo de construção tenha terminado e a sala de instalação esteja limpa. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO O produto deve ser instalado de acordo com as especificações e os requisitos definidos pela Schneider Electric. Eles dizem respeito, em especial, a proteções externas e internas (disjuntores upstream, disjuntores da bateria, cabeamento, etc.) e requisitos ambientais. Caso esses requisitos não sejam atendidos, a Schneider Electric não assumirá quaisquer responsabilidades. Após completar a fiação elétrica do filtro harmônico ativo, não inicie o sistema. A inicialização deve ser executada somente pela Schneider Electric. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO O filtro harmônico ativo deve ser instalado de acordo com as normas locais e nacionais. Instale o filtro harmônico ativo de acordo com: IEC (incluindo proteção contra choque elétrico, proteção contra efeito térmico, e proteção contra incêndio), O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves B-024

7 Informações importantes sobre segurança A PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Instale o filtro harmônico ativo em um ambiente com temperatura controlada, isento de condutores contaminantes e umidade. Instale o filtro harmônico ativo em uma superfície não inflamável, firme e nivelada (por exemplo, concreto) que possa suportar o peso do sistema. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO O filtro harmônico ativo não foi projetado para os seguintes ambientes incomuns e, por conseguinte, não deve ser instalado neles: Gases prejudiciais Misturas explosivas de pó ou gases, gases corrosivos ou calor condutivo ou radiante de outras fontes Umidade, pó abrasivo, vapor ou em um ambiente de umidade excessiva Fungos, insetos, pestes Ar com alto teor de sal ou fluido refrigerante contaminado Grau de poluição maior do que dois de acordo com IEC Exposição a vibrações, choques e inclinações anormais Exposição à luz solar direta, fontes de aquecimento ou campos eletromagnéticos potentes. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Não perfure paredes para passar cabos ou conduítes com a placa de cobertura instalada e não perfure paredes próximas ao filtro harmônico ativo. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. RISCO DE ARCO VOLTAICO ATENÇÃO Não faça modificações mecânicas no produto (incluindo remoção de partes do gabinete, furos e cortes) que não estejam descritas no Manual de instalação. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte, ferimentos graves ou danos do equipamento. ATENÇÃO RISCO DE AQUECIMENTO EXCESSIVO Respeite os requisitos de espaço em volta do filtro harmônico ativo e não cubra a ventilação do produto quando o filtro harmônico ativo estiver em operação. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte, ferimentos graves ou danos do equipamento B-024 7

8 A Segurança em eletricidade Informações importantes sobre segurança PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO O equipamento elétrico deve ser instalado, operado, consertado e deve ter sua manutenção realizada somente por funcionários qualificados. O filtro harmônico ativo deve ser instalado em um local com acesso restrito (apenas pessoal qualificado). Utilize equipamentos de proteção pessoal (PPE) apropriados e siga as práticas seguras de trabalho elétrico. Desligue a fonte de alimentação do filtro harmônico ativo antes de trabalhar com o equipamento de forma geral ou em seu interior. Antes de trabalhar no filtro harmônico ativo, verifique possibilidade de tensão perigosa entre todos os terminais, incluindo o aterramento protetor. O filtro harmônico ativo contém uma fonte de energia interna. Poderá existir uma tensão perigosa mesmo quando essas unidades não estiverem conectadas à alimentação elétrica. Antes de instalar ou fazer a manutenção do filtro harmônico ativo, certifique-se de que as unidades estejam desligadas (OFF) e que a alimentação elétrica e as baterias estejam desconectadas. Aguarde cinco minutos antes de abrir o filtro harmônico ativo para permitir a descarga dos capacitores. Deve ser instalado um dispositivo de desconexão (por exemplo, um disjuntor ou chave) para possibilitar o isolamento do filtro harmônico ativo de fontes de alimentação, de acordo com regulamentos locais. Este dispositivo de desconexão deve ser visível e de fácil acesso. O filtro harmônico ativo deve estar adequadamente ligado à terra e, devido a uma alta corrente de fuga, o condutor de aterramento deve ser conectado primeiro. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves B-024

9 Especificações Especificações A Especificações de entrada Tensão nominal (V) % + 15% Tipo de conexão 3 cabos (3P) 4 cabos (3P+N) 1 Frequência de entrada (Hz) 50 (60 +/- 4) Características técnicas NOTA: Valores típicos em um sistema trifásico de 400 V 50 Hz. 20 A 30 A 45 A 60 A 90 A 120 A Tipo de compensação Corrente nominal no neutro Ordens de harmônicos compensados RMS (a capacidade de condicionamento diminui com a frequência das ordens a serem condicionadas) 3 x In em cada fase (resultado da recombinação harmônica no neutro) H2 a H50 (configuração de parâmetro possível) Compensação global ou seletiva Capacidade dinâmica em di/dt > 100 ka/s > 200 ka/s > 400 ka/s Tempo de resposta THDI Overload (sobrecarga) Corrente inrush 40 ms THDI da carga/thdi de entrada 10 à corrente nominal do filtro harmônico ativo se: THDI da carga > 40% THDI de entrada > 4% a corrente nominal do filtro harmônico ativo se THDI da carga < 40% taxa de compensação de redução global THDI = harmônica-i/fundamental-i Limitado à corrente nominal Possível operação com a corrente nominal Menos que a corrente nominal sem autotransformador correspondente 1. A operação é possível em uma carga monofásica ou desbalanceada) B-024 9

10 A Especificações Proteção de alimentação NOTA: As proteções devem ser determinadas de acordo com as normas em vigor e de acordo com os requisitos de seletividade. Esses modelos servem somente de orientação e não envolvem a responsabilidade da Schneider Electric. NOTA: É fornecida uma etiqueta, como mostrado aqui, que deve ser aplicada ao dispositivo de desconexão upstream (por exemplo, disjuntor). Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 20 A NOTA: Is = corrente de dimensionamento Neutro não distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 32 A 3 polos Unidade de disparo: tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 2,4 e 3,6 In Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: 500 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 32 A 3P Unidade de disparo: Curva Z Proteção contra fuga à terra: Módulo C60 Vigi; configuração a 500 ma Neutro distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 100 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 40 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX100 4p3d Unidade de disparo: Micrologic2 100 A / Configuração de Ir= 40A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração dependente da instalação B-024

11 Especificações A Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 32 A 3 polos Unidade de disparo: tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 2,4 e 3,6 In Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 32 A 3P Unidade de disparo: Curva Z Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 100 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 40 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX100 4p3d Unidade de disparo: Micrologic2 100 A / Configuração de Ir= 40 A B

12 A Especificações Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 30 A NOTA: Is = corrente de dimensionamento Neutro não distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 32 A 3 polos Unidade de disparo: tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 2,4 e 3,6 In Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: 500 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 32 A 3P Unidade de disparo: Curva Z Proteção contra fuga à terra: Módulo C60 Vigi; configuração a 500 ma Neutro distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 100 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 40 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX100 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 100 A / Configuração de Ir= 40 A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração dependente da instalação Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 32 A 3 polos Unidade de disparo: tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 2,4 e 3,6 In Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 32 A 3P Unidade de disparo : Curva Z B-024

13 Especificações A Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 100 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 40 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX100 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 100 A / Configuração de Ir= 40A B

14 A Especificações Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 45 A NOTA: Is = corrente de dimensionamento Neutro não distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: In = 63 A 3 polos Unidade de disparo: tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Proteção contra fuga à terra: 1000 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 63 A 3P Unidade de disparo : Curva B Proteção contra fuga à terra: Módulo C60 Vigi; configuração a 1000 ma Neutro distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 160 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 63 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX160 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 160 A / Configuração de Ir= 63A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração: dependente da instalação Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: In = 63 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 63 A 3P Unidade de disparo : Curva B B-024

15 Especificações A Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 160 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 63 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX160 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 100 A / Configuração de Ir=63 A PE N B

16 A Especificações Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 60 A NOTA: Is = corrente de dimensionamento Neutro não distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 80 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Proteção contra fuga à terra: 1000 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C120H 80A 3P Unidade de disparo : Curva B Proteção contra fuga à terra: C60 Vigicomodule ; configuração a 1000 ma Neutro distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 250 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 100A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: configuração dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX250 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 250 A / Configuração de Ir= 100 A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração dependente da instalação Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: In=120 A 3 polo Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C120H 80 A 3P Unidade de disparo : Curva B B-024

17 Especificações A Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 250 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 100 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX250 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 250 A / Configuração de Ir= 100 A B

18 A Especificações Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 90 A Neutro não distribuído NOTA: Is = corrente de dimensionamento Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: In = 63 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Proteção contra fuga à terra: 1000 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 63 A 3P Unidade de disparo : Curva B Proteção contra fuga à terra: Módulo C60 Vigi; configuração a 1000 ma Neutro distribuído Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 160 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 63 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: configuração dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX160 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 160 A / Configuração de Ir=63 A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração dependente da instalação B-024

19 Especificações A Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 160 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 63 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX160 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 100 A / Configuração de Ir= 63A Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: In = 63 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C60 63 A 3P Unidade de disparo : Curva B B

20 A Especificações Proteção e conexão recomendada ao bloco de terminais do filtro harmônico ativo 120 A Neutro não distribuído NOTA: Is = corrente de dimensionamento Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 80 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Proteção contra fuga à terra: 1000 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C120H 80 A 3P Unidade de disparo : Curva B Proteção contra fuga à terra: C60 Vigicomodule ; configuração a 1000 ma Neutro distribuído NOTA: Is = corrente de dimensionamento Sistema de ligação à terra TT Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 250 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 100 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Proteção contra fuga à terra: configuração dependente da instalação Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX250 4p3d Unidade de disparo: Micrologic2 250 A / Configuração de Ir=100A Proteção contra fuga à terra: Vigicompact MH ou MB, configuração dependente da instalação B-024

21 Especificações A Sistema de ligação à terra TNC Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 80 A 3 polos Unidade de disparo: Tipo de proteção de circuito eletrônico: Magnético entre 3,2 e 4,8 In Proteção contra fuga à terra: 1000 ma Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: C120H 80 A 3P Unidade de disparo: Curva B Proteção contra fuga à terra: C60 Vigicomodule ; configuração a 1000 ma Sistema de ligação à terra TNS Especificações do disjuntor: Dimensionamento do disjuntor: 250 A 4 polos / 3 polos protegidos Unidade de disparo: Limiar térmico: Ir = 100 A Limite magnético: Im= 2 x Ir Neutro não protegido Recomendações da Schneider Electric: Disjuntor: NSX250 4p3d Unidade de disparo : Micrologic2 250 A / Configuração de Ir=100 A B

22 A Especificações Tamanho recomendado dos cabos Tamanhos de cabo de energia recomendados Os tamanhos dos cabos devem atender às normas em vigor. Classificação Tamanho recomendado dos cabos (mm²) Conexão do bloco de terminais (mm²) Diâmetro do terminal olhal (mm) Comprimento máximo dos cabos de alimentação (m) Fases Neutro 20 A 2, A A A A 10 por filtro harmônico ativo 120 A 16 por filtro harmônico ativo 50 por filtro harmônico ativo 70 por filtro harmônico ativo Tamanhos de cabo de sinal recomendados Conector Tamanho recomendado dos cabos (mm²) Tipo de condutor recomendado Observação Bloco de terminais de contato seco 0,5 mínimo 2,5 máximo Cabos multicore (não fornecidos) Bloco de terminais de parafusos removível (fornecido) Sub-D de 9 pinos Cabo blindado (não fornecido) Conector macho com contatos fêmea no filtro harmônico ativo; a blindagem deve ser conectada nas duas extremidades. Sensores de corrente fechados NOTA: Os sensores de corrente devem ser comprados separadamente. Classificação Dimensões externas H1 / H2 / L / P (mm) Primário B1 / B2 (mm) Diâmetro máximo do cabo (mm) Secundário Diâmetros de bornes na parte A (mm) Tamanho do cabo (cabos trançados de dois núcleos) (mm²) Comprimento máximo de cabos (não fornecidos) (m) 300/1 500/1 76 / 106 / 76 / ou 5, dependendo do fornecedor 1000/1 90 / 106 / 77 / / /1 165 / 194 / 95 / (22) Somente barramento < B1 x B2 2000/1 165 / 194 / 95 / (22) Somente barra coletora Mínimo 0,75 (recomendado) ao máximo 2, B-024

23 Especificações A Classificação Dimensões externas H1 / H2 / L / P (mm) Primário B1 / B2 (mm) Diâmetro máximo do cabo (mm) Secundário Diâmetros de bornes na parte A (mm) Tamanho do cabo (cabos trançados de dois núcleos) (mm²) Comprimento máximo de cabos (não fornecidos) (m) 3000/1 180 / 209 / 115 / (32) Somente barra coletora 4000/1 180 / 209 / 115 / (32) Somente barra coletora N/A B

24 A Especificações Sensores de corrente redondos abertos NOTA: Os sensores de corrente devem ser comprados separadamente. Classificação Externo Primário Secundário Dimensões (mm) Distância central da fixação E (mm) Diâmetro de parafusos (mm) Diâmetro máximo do cabo Cabo Tamanho do cabo (cabos de dois núcleos) (mm²) Comprimento máximo de cabos (m) 600/1 D2 = 96,5 L = 128 P = D1 = 48 Kit de fiação fornecido (5 m) Mínimo 0,75 (recomendado) ao máximo 2, /1 D2 = 137,5 L = 298 P = 34 D1 = 69 ou barramento D3 = 206 Sensores de corrente retangulares abertos NOTA: Os sensores de corrente devem ser comprados separadamente B-024

25 Especificações A Potência Externo Primário Secundário Dimensões (mm) Diâmetro máximo do cabo Diâmetro de parafusos (mm) Tamanho do cabo (cabos de dois núcleos) (mm²) Comprimento máximo de fios (m) 600/1 D2 = 120 L = 157 P = 34 D1 = 52 D3 = 82 5 Mínimo 0,75 (recomendado) ao máximo 2, /1 D2 = 150 L = 239 P = 34 D1 = 82 D3 = 162 Ambientais Temperatura Elevação Operação Armazenamento Armazenamento Operação 20 A 30 A 45 A 60 A 90 A 120 A -25 ºC a 70 ºC 0 ºC a 40 ºC. 25 C é recomendado metros 1000 m sem redução de carga > 1000 m com 10% de redução da carga por 1000 m adicionais Umidade relativa durante a operação Classe de proteção Cor Som audível de acordo com o ISO 3746 Ar forçado por ventiladores internos (entrada pela parte inferior e saída pela parte superior) 20% a 95% (sem condensação) IP20 RAL 9002 (cinza-claro) <58 dba <59 dba <62 dba <64 dba <65 dba <67 dba 1000 m³/h 2000 m³/h Dissipação de energia térmica Classificação 20 A 30 A 45 A 60 A 90 A 120 A Dissipação de energia térmica (W) < 1000 < 1200 < 1900 < 2400 < 3800 < B

26 A Especificações Pesos e dimensões Classificação Peso (kg) Altura mm Largura mm Profundidade mm 20 A e 30 A A e 60 A A e 120 A 2 x x x Diagramas de linha única PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Isole todas as interconexões dos filtros harmônicos ativos antes da instalação ou do serviço. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. NOTA: A posição dos sensores depende da instalação. NOTA: O filtro harmônico ativo é conectado em paralelo com a carga. NOTA: O filtro harmônico ativo será alimentado a partir de um alimentador de saída separado. Esta linha deve ser protegida por um disjuntor. O filtro harmônico ativo usa esta linha para enviar harmônicos destinados a compensar os harmônicos de carga de volta para a rede elétrica. É possível conectar dois, três ou quatro filtros harmônicos ativos com a mesma classificação em paralelo para compensar cargas mais altas. Cada filtro harmônico ativo usa independentemente medições de corrente de três sensores, não importa qual seja o estado do outro filtro harmônico ativo. Dois cabos entre os filtros harmônicos ativos permitem o monitoramento de todos os filtros harmônicos ativos conectados para estabelecer a quantidade de harmônicos a serem fornecidos. Cada circuito de energia permanece independente e tem sua própria proteção. 20 A, 30 A, 45 A ou 60 A B-024

27 Especificações A 90 A ou 120 A Dois 20 A, 30 A, 45 A ou 60 A em paralelo B

28 A Especificações Dois 90 A ou 120 A em paralelo B-024

29 Montagem mecânica Montagem mecânica A Filtros harmônicos ativos de 90 A e 120 A são compostos de dois filtros harmônicos ativos com as mesmas dimensões que os filtros harmônicos ativos de 45 A e 60 A. Esses filtros harmônicos ativos podem ser colocados lado a lado ou um em cima do outro (sujeito aos requisitos para a instalação no que respeita à ventilação). Classificação Distância central da fixação Diâmetro de parafusos de fixação (mm) Largura (mm) Altura (mm) 20 A e 30 A A e 60 A Espaço livre NOTA: As dimensões do espaço livre são publicadas somente para o fluxo de ar e o acesso para serviço. Consulte os códigos e normas de segurança local para obter requistos adicionais em sua área local. NOTA: O filtro harmônico ativo deve ser montado verticalmente e distante de qualquer fonte de calor (sistema de aquecimento, transformador, motor etc.). Pode ser instalado em um gabinete ou fixado contra uma parede. NOTA: Deixe um espaço livre de pelo menos 600 mm à frente do gabinete para a abertura da porta B

30 A Montagem mecânica Filtro harmônico ativo autônomo B-024

31 Montagem mecânica A Dois filtros harmônicos ativos no gabinete B

32 A Montagem mecânica Dois filtros harmônicos ativos lado a lado B-024

33 Preparação para a instalação Preparação para a instalação A PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Desenergize o filtro harmônico ativo antes de realizar o procedimento. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Conecte o condutor protetor PE ou PEN primeiro. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Use luvas de isolamento adequadas nos bornes elétricos de conexão para evitar o risco de choque elétrico. Consulte IEC O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. NOTA: O filtro harmônico ativo do AccuSine SWP é adequado para todos os tipos de sistema de aterramento, exceto para TI. 1. Verifique se o disjuntor do filtro harmônico ativo em seu painel de distribuição de baixa tensão se encontra na posição aberta (O). 2. Remova as placas de proteção dianteira e inferior do filtro harmônico ativo para acessar o bloco de terminais de conexão. 3. Encaixe a placa de proteção inferior do bloco de terminais de energia com as buchas para a passagem do cabo. Se vários furos forem feitos para passar os cabos, recorte um slot comum a todos os furos para impedir a geração de correntes parasitas. 4. Conecte o condutor PE ou PEN ao bloco de terminais aparafusado. 5. Conecte os cabos de energia (L1, L2 e L3) ao bloco de terminais. Verifique se a sequência de fase está correta. NOTA: Fixe os cabos próximo ao bloco de terminais para evitar tensão mecânica nos condutores. NOTA: Se os cabos forem puxados, a conexão de PE ou PEN deve ser a última a ser sujeita à força aplicada B

34 A Conectar cabos chatos Conectar cabos chatos PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Desenergize o filtro harmônico ativo antes de realizar o procedimento. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. RISCO DE ARCO VOLTAICO ATENÇÃO Fixe os cabos de sinal próximo aos conectores para evitar tensão mecânica nos condutores. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte, ferimentos graves ou danos do equipamento. Conectar cabos chatos para filtros harmônicos ativos de 90 A e 120 A NOTA: A fiação é conectada através da parte inferior, na frente do filtro harmônico ativo. 1. Remova a placa de proteção frontal. 2. Conecte o filtro harmônico ativo mestre da placa MERY ao filtro harmônico ativo escravo da placa DUMY. 3. Feche corretamente os conectores do condutor. 4. Fixe os cabos chatos próximo aos conectores para evitar tensão mecânica nos condutores ou no condutor que blinda o aterramento B-024

35 Conectar cabos chatos A Conectar cabos chatos para instalações paralelas 1. Conecte a placa MERY à placa PARY em todas as unidades de filtro harmônico ativo. 2. Conecte as placas PARY entre as unidades de filtro harmônico ativo (somente entre unidades mestre para 90 ou 120 A), criando um circuito. 3. Coloque as tiras de placa PARY em todas as unidades de filtro harmônico ativo de acordo com a ilustração. Filtro harmônico ativo número 1 Filtro harmônico ativo número 2 Filtro harmônico ativo número 3 Filtro harmônico ativo número B

36 A Monte os sensores de corrente nos cabos ou nos barramentos Monte os sensores de corrente nos cabos ou nos barramentos PERIGO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO VOLTAICO Desenergize o filtro harmônico ativo antes de realizar o procedimento. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou ferimentos graves. RISCO DE MONTAGEM INCORRETA CUIDADO Respeite e verifique a ordem da fase e a polaridade dos sensores de corrente. O não cumprimento destas instruções poderá resultar em ferimentos graves ou danos do equipamento. 1. Anexe as três etiquetas fornecidas aos três sensores de corrente. 2. Monte os três sensores de corrente em cada um dos cabos/barramentos L1 e L2, (e L3 se o neutro estiver sendo usado) suprindo a carga. 3. Aperte os parafusos em ambos os lados dos sensores. 4. Fixe o sensor de corrente aos cabos/barramentos usando os bornes de fixação fornecidos B-024

37 Conecte os sensores de corrente Conecte os sensores de corrente A NOTA: Passe os cabos de sinal distantes dos cabos de energia. Filtros harmônicos ativos de 20 A, 30 A, 45 A e 60 A Filtros harmônicos ativos de 90 A e 120 A 1. Instale a tira X1 na posição MAINT na placa CCTY. 2. Remova a placa CCTY que está conectada à placa TIFY por meio do conector XR4. 3. Vire a placa CCTY. 4. Conecte o cabos de sinal S1 e S2 dos três sensores de corrente aos terminais XR1, XR2 e XR3 na placa CCTY. NOTA: Os cabos de sinal são fornecidos com os sensores de corrente para cabos (S1, azul, S2, marrom). Os cabos de sinal não são fornecidos com os sensores de corrente para barramentos. 5. Ajuste a placa CCTY novamente à placa TIFY com o conector XR4. 6. Fixe os cabos de sinal próximo aos terminais para evitar tensão mecânica nos condutores. 7. Reinstale as placas de proteção dianteira e inferior do filtro harmônico ativo. 8. Feche a porta. 9. Feche o disjuntor de entrada B

38 A Conectar contatos secos Conectar contatos secos NOTA: Capacidade de quebra de contato: P = 2 VA, U = 30 V máx., I = 1 A máx. NOTA: A conexão com o bloco de terminais pode ser feita enquanto o filtro harmônico ativo está em funcionamento. NOTA: Estes contatos estão em conformidade com os requisitos extra seguros de isolamento de baixa tensão. 1. Passe os cabos pela parte inferior do gabinete e conecte o seguinte cabo: A. Cabo de contato seco (não fornecido) B. Conector removível com polarização (fornecido) 2. Fixe os cabos de sinal próximo aos conectores para evitar tensão mecânica nos condutores. 3. Configure o bloco de terminais de contato seco: Duas chaves sem tensão: Filtro harmônico ativo em operação/parado. Uma chave sem tensão: operação limitada de corrente B-024

39 Contatos de entrada e saída Contatos de entrada e saída A Pino Descrição 10 (Não usado) 9 Comum 8 Filtro harmônico ativo interrompido 7 Filtro harmônico ativo em execução 6 Comum 5 Operação normal 4 Operação limitada 3 Comum 2 Filtro harmônico ativo interrompido 1 Filtro harmônico ativo em execução NO NC NO NC NO NC B

40 A Sistema de comunicação Modbus e JBUS Sistema de comunicação Modbus e JBUS Visão geral NOTA: O cabo de comunicação pode ser conectado ao Sub-D sem desligar o filtro harmônico ativo. Esta interface está em conformidade com os requisitos adicionais seguros de isolamento de baixa tensão A. Conector SUB-D fêmea de 9 pinos para a conexão com o padrão de comunicação EIA RS485 Função O sistema de comunicação, que suporta o padrão EIA RS485, permite a transmissão para uma ferramenta de computador de um conjunto de informações relativas ao estado da operação do filtro harmônico ativo. O protocolo de comunicação usado é compatível com os padrões JBUS e MODBUS. Os termos JBUS e MODBUS neste documento podem, portanto, ser usados de maneira intercambiável. NOTA: Os endereços do parâmetro são dados como Hexa" e são equivalentes aos endereços do MODBUS na sintaxe "%MW Hexa" de IEC61131 com índices baseados em 0. Interface RS485 Para um funcionamento adequado, a polaridade das linhas de dois e quatro cabos EIA RS485 deve ser definida como apenas um ponto e as linhas terminadas na extremidade. O princípio encontra-se ilustrado em Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando dois cabos, página 41 e Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando quatro cabos, página B-024

41 Sistema de comunicação Modbus e JBUS A Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando dois cabos A. Unidade principal B. Placa de um filtro harmônico ativo intermediário C. Placa de um filtro harmônico ativo de fim de linha D. Polaridade E. Conexão de fim de linha F. Matching G. Transmitir/receber dados Rp = resistor de polarização Ra = resistor de fim de linha (adaptação) B

42 A Sistema de comunicação Modbus e JBUS Topologia RS485 de conexão entre gabinetes utilizando quatro cabos A. Unidade principal B. Placa de um filtro harmônico ativo intermediário C. Placa de um filtro harmônico ativo de fim de linha D. Polaridade E. Conexão de fim de linha F. Matching G. Receptor escravo H. Transmissor mestre I. Transmitir dados J. Receber dados Rp = resistor de polarização Ra = resistor de fim de linha (adaptação) B-024

43 Sistema de comunicação Modbus e JBUS Configurar conexão RS A Interface de conexão RS485 NOTA: As microchaves (SA3 X e SA2 X) estão na posição aberta quando o filtro harmônico ativo é entregue. Conector do filtro harmônico ativo visto de baixo pino 1: 0 volts pino 2: RP_5V pino 3: Ra_A pino 4: RD-(B ) pino 5: TD-(B) pino 6: RP_0V pino 7: Ra_B pino 8: RD+(A ) pino 9: TD+(A) Polarização O uso e a lógica requerem o dispositivo mestre da rede para polarizar a linha (resistências Rp). Matching O matching (resistências Ra) deve ser realizado em ambas as extremidades da linha. Para evitar o não matching da linha ao desconectar um dispositivo, providencie um ou dois terminadores matching. Filtro harmônico ativo é um dispositivo escravo. Contudo, sua interface de conexão RS485 pode ser polarizada e conjugada em todas as topologias de conexão escolhidas, seja por conector externo seja por microchaves no painel MERY do filtro harmônico ativo B

44 A Sistema de comunicação Modbus e JBUS Escolher o cabo de conexão A escolha de cabos depende do setor relevante da aplicação, das taxas de fluxo e do ambiente em questão. Os cabos de transmissão a seguir podem ser escolhidos: Setor industrial Setor terciário Um, dois ou três pares de condutores por cabo Blindagem por par de condutores Condutores multifilares Pares torcidos blindados de telefone podem ser usados Um, dois ou três pares de condutores por cabo Blindagem de cabo, se necessário Pares de telefone blindados ou não blindados podem ser usados Doméstico Um ou dois pares de condutores por cabo Pares de telefone podem ser usados Proteção Todas as blindagens são aterradas em ambos os lados. Polarização e/ou término através do conector externo Interface RS485 de dois cabos A polaridade e/ou o término devem ser manipulados por jumpers na ligação do conector macho do cabo. NOTA: A polarização pode ser executada somente na recepção ou transmissão. A. Interface com polaridade e término. B. Interface com polaridade e sem término. C. Interface sem polaridade e com término. D. Interface sem polaridade e sem término L+ L- 5 9 L+ L- 5 9 L+ L- 5 9 L+ L- - A - - B - - C - - D - Interface RS485 de quatro cabos A. Interface com polaridade e término B. Interface com polaridade e sem término. C. Interface sem polaridade e com término. D. Interface sem polaridade e sem término R+ R- T+ T R+ R- T+ T R+ R- T+ T R+ R- T+ T- - A - - B - - C - - D B-024

45 Sistema de comunicação Modbus e JBUS A Polarização e/ou Matching através do painel MERY Visão geral após a remoção da tampa protetora A. Interruptores de configuração da conexão RS485 B. Chave fechada: na posição superior C. Chave aberta: na posição inferior SA2 SA3 Configuração dos microinterruptores NOTA: Ao configurar os microinterruptores, é vital que o filtro harmônico ativo seja desenergizado para funcionar sem risco na área reservada aos painéis. NOTA: A polarização é possível na recepção e na transmissão B

46 A Sistema de comunicação Modbus e JBUS Exemplo de topologia de dois cabos A. Linha polarizada e terminada do filtro harmônico ativo B. Linha não polarizada e não terminada do filtro harmônico ativo C. Filtro harmônico ativo não polarizado, mas terminado, se fim de linha D. Transmitir/receber dados E. SA2 1 F. Polaridade G. SA2 3 H. Conexão de fim de linha I. Matching J. SA2-2 K. SA3 4 L. SA2 4 Rp = resistor de polarização Ra = resistor de fim de linha (adaptação) B-024

47 Sistema de comunicação Modbus e JBUS A Exemplo de topologia de quatro cabos A. Linha polarizada mas não terminada do filtro harmônico ativo B. Linha não polarizada e não terminada do filtro harmônico ativo C. Filtro harmônico ativo não polarizado, mas terminado, se fim de linha D. Transmitir dados E. Polaridade F. SA2-2 G. Conexão de fim de linha H. SA2 3 I. SA2 1 J. SA3 4 K. SA2 4 L. Receber dados M. SA3-2 N. Matching O. SA3 1 P. SA3 3 Rp = resistor de polarização Ra = resistor de fim de linha (adaptação) R- = nome do sinal de recepção sem valor de resistência R+ = nome do sinal de recepção sem valor de resistência B

48 Printed in. Schneider Electric Schneider Electric Avenida das Nações Unidas, São Paulo - SP Brasil + 55 (11) Uma vez que padrões, especificações e design mudam de vez em quando, peça para confirmar as informações fornecidas nesta publicação Schneider Electric. All rights reserved B-024

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a:

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: OBJETIVOS DA SEÇÃO Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: I. Definir os critérios da Área de Trabalho para o Sistema de Cabeamento Siemon, tanto para interfaces

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES TRANSFORMADOR A SECO ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1 Instruções para a instalação.................................... 02 2 Instruções para a manutenção..................................

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 1 Índice Ambiente operacional...03 Instalação...03 Precauções na instalação...04 Utilizando o controle da Cortina de Ar...05 Dados técnicos...06 Manutenção...06 Termo de garantia...07 2 As cortinas de

Leia mais

GUIA GERAL DO PIX-DSX

GUIA GERAL DO PIX-DSX ADCP-80-354 GUIA GERAL DO PIX-DSX Sumário Página 1. TERMINAÇÕES COM WIRE WRAP...3 2. ENERGIA...4 3. ELEMENTO DE REDE (EQUIPAMENTO)...5 4. ROTEAMENTO DE JUMPER DE CONEXÃO CRUZADA...8 1390027 Rev A Página

Leia mais

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min.

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min. Dados Técnicos DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5 Potência CC máxima para cos φ=1 2,650 W Máx. corrente de entrada 16.6 A Máx. tensão de entrada 24.8 A Faixa de tensão MPP 165 V Min. tensão de entrada

Leia mais

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto:

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto: Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 8 pontos de entrada digital +24 Vdc isolada e monitorada, é indicado para aplicações onde a situação de linha rompida necessita ser detectada

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 69

Terminal de Operação Cimrex 69 Descrição do Produto O Cimrex 69 agrega as mais novas tecnologias e a mais completa funcionalidade de terminais de operação. Possui visor de cristal líquido gráfico colorido de 5,7 sensível ao toque (

Leia mais

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida [1] Introdução O TKE-01 é um instrumento para instalação em fundo de painel, que permite a medição do consumo de energia ativa (Wh) ou reativa (Varh) em sistema de corrente alternada (CA). A leitura do

Leia mais

Aristo Mig 4004i Pulse

Aristo Mig 4004i Pulse TM Origo Mig 5004i TM Aristo Mig 4004i Pulse Manual de peças de reposição TM Origo Mig 5004i 0404369 TM Aristo Mig 4004i Pulse 0786 ESAB se reserva o direito de alterar as características técnicas de seus

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Caro Usuário, Queremos parabenizá-lo por escolher o PlugData MG100T e dar-lhe as boas vindas a um conjunto de facilidades que serão conseguidas com o uso deste equipamento. Apresentação

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Eletrobrás MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Anexo XIII do Pregão Eletrônico n 029/2009 Página 1 de 11 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TRANSFORMADORES DE CORRENTE AUXILIARES 0,6 KV USO INTERIOR

Leia mais

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso.

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Leitor MaxProx-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado no modo de operação

Leia mais

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex _ Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex SAC: Tel.: +55 (19) 2127-9400 E-mail: assistenciatecnica@metroval.com.br Instalação, Manutenção e Reparos Revisão 01, Maio/2013 Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex

Leia mais

Número de Peça: 92P1921

Número de Peça: 92P1921 Número de Peça: 92P1921 Obrigado por adquirir o computador IBM ThinkPad X Series. Compare os itens desta lista com os itens da caixa. Se algum item estiver faltando ou estiver danificado, entre em contato

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Obrigado por adquirir o Ventilador, modelos VTR500 503 505, um produto de alta tecnologia, seguro, eficiente, barato e econômico. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO COREN Subseção de Floriano ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. NORMAS TÉCNICAS 3. DESCRIÇÃO DOS SITEMAS 3.1. Entradas de energia e telefone 3.2. Quadros de distribuição local 3.3. Dispositivos

Leia mais

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA.

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. ENERGIA EM SUA CASA Recon BT/2013 Regulamentação para o Fornecimento de Energia Elétrica a Consumidores em Baixa Tensão CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. Regulamentação para

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE

INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE A capa LifeProof é à prova d'água, à prova de queda e própria para quaisquer condições climáticas, permitindo utilizar o seu iphone dentro e debaixo d'água.

Leia mais

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 Directrizes Técnicas de Segurança de Instalações de Carregamento de Veículos Eléctricos 第 一 條 Artigo 1.º 標 的 Objecto 本 指 引 為 訂 定 安 裝 電 動 車 輛 充 電 設 施 應 遵 守 的 安 全 技 術 條 件 As presentes

Leia mais

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva KEOR T TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva KEOR T UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 12

Terminal de Operação Cimrex 12 Descrição do Produto O terminal de operação Cimrex 12 apresenta excelente desempenho em tamanho compacto. Possui visor de cristal líquido alfanumérico de duas linhas e 20 colunas. O teclado de membrana

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 julho 2009 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MX531 Sistema Operacional Windows 1 Preparando para Conectar a Multifuncional na Rede Requisitos da Rede Antes de conectar sua multifuncional

Leia mais

Caixa de passagem Ex e / Ex tb

Caixa de passagem Ex e / Ex tb Tomadas/Plugs Painéis Caixa de passagem Ex e / Ex tb Segurança aumentada, tempo e jatos potentes d água. Características Construtivas Caixa de passagem e ligação fabricada em liga de alumínio fundido copper

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: www.engetron.com.br Link:

Leia mais

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MG3510 Mac OS 1 Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MG3510 Mac OS Preparando para Conectar Minha Multifuncional

Leia mais

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 Manual do usuário Série: H Simulador de Sinais Discretos MAN-DE-SID-16 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso SID-16. Para garantir o uso correto

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I****

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** NCC 15.0167 X Ex d ia IIC T6 T1 Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 50548 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [M03 11052010] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança.

Leia mais

M053 V02. comercialipec@gmail.com

M053 V02. comercialipec@gmail.com M053 V02 comercialipec@gmail.com PARABÉNS Você acaba de adquirir um produto com alta tecnologia IPEC. Fabricado dentro dos mais rígidos padrões de qualidade, os produtos IPEC primam pela facilidade de

Leia mais

DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s

DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s Arquivo: Manual descritivo para implementação da infra-estrutura das IVZ Versão 02 Data: 23/11/2007 Implantação da Infra-estrutura de rede nas

Leia mais

Guia de instalação rápida do switch HP 1820

Guia de instalação rápida do switch HP 1820 Guia de instalação rápida do switch HP 1820 Os desenhos neste documento são apenas para fins ilustrativos e podem não corresponder ao seu switch em particular. Para instruções e informações mais detalhadas

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO 10 / 15 / 20 / 25 / 30 / 40 / 50 / 60 / 80 / 120 / 150 / 160 / 180/ 250kVA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31)

Leia mais

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB SOFTWARE VIAWEB Como instalar o Software VIAWEB O Software VIAWEB é na verdade um receptor de eventos. A única diferença é que os eventos são recebidos via INTERNET. Portanto, a empresa de monitoramento

Leia mais

Basic, Everest e Braille Box. Guia de Instalação

Basic, Everest e Braille Box. Guia de Instalação Basic, Everest e Braille Box Guia de Instalação 2 PUBLICADO POR Index Braille Hantverksvägen 20 954 23, Gammelstad Suécia Telefone: +46 920 2030 80 www.indexbraille.com E POR Tecassistiva Av. Dr. Altino

Leia mais

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Manual de Instalação e Manutenção Torniquete Hexa revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Índice 1 - Apresentação pg.03 2 - Dimensões principais e vão livre para manutenção pg.04 3.1. Identificação dos

Leia mais

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma Aula 03 Processadores Prof. Ricardo Palma Definição O processador é a parte mais fundamental para o funcionamento de um computador. Processadores são circuitos digitais que realizam operações como: cópia

Leia mais

Instruções de segurança para os comandos WAREMA

Instruções de segurança para os comandos WAREMA Instruções de segurança para os comandos WAREMA Válido a partir de 01 Outubro de 2015 2014280_0 pt Instruções de segurança para os comandos WAREMA 1 Informações básicas Este documento é uma coleção importante

Leia mais

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO República de Angola Ministério da Energia e Águas GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO Emissão: MINEA/DNEE Dezembro 2010 Av. Cónego Manuel das Neves, 234 1º - Luanda ÍNDICE 1 OBJECTIVO...

Leia mais

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Objetivos: Ativar e gerenciar compartilhamentos locais e remotos; Ativar e gerenciar o sistema de arquivos distribuídos (DFs); Gerenciar compartilhamentos ocultos;

Leia mais

*Este tutorial foi feito para o Windows 7, mas pode ser usado em qualquer outro Windows, basta seguir o mesmo raciocínio.

*Este tutorial foi feito para o Windows 7, mas pode ser usado em qualquer outro Windows, basta seguir o mesmo raciocínio. Tutorial Sensores *Este tutorial foi feito para o Windows 7, mas pode ser usado em qualquer outro Windows, basta seguir o mesmo raciocínio. *É necessário ter o Microsoft Excel instalado no computador.

Leia mais

Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP. BCM Business Communications Manager

Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP. BCM Business Communications Manager Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP BCM Business Communications Manager Versão do documento: 02 Código do componente: N0094439 Data: Janeiro de 2006 Copyright Nortel Networks

Leia mais

Guia de conformidade e segurança do Sistema MiSeq

Guia de conformidade e segurança do Sistema MiSeq Guia de conformidade e segurança do Sistema MiSeq Somente para pesquisa. Não autorizado para uso em procedimentos de diagnóstico. Histórico das revisões 2 Introdução 3 Considerações de segurança e marcações

Leia mais

TORNIQUETE ITS-MC 28-100

TORNIQUETE ITS-MC 28-100 TORNIQUETE ITS-MC 28-100 Fabricante ITS Material Cirúrgico Ltda. Rua Dr. João Daniel Hillebrand, 837 93.415-520 Novo Hamburgo RS Res Técnico: João Batista da Luz Nascimento - COREN 164361 Registro ANVISA

Leia mais

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº DELIBERAÇÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DE PUBLICAÇÃO 01-22/07/2014 05/08/2014 APROVADO POR RODNEY PEREIRA MENDERICO JÚNIOR DTES-BD SUMÁRIO

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP O documento foi originalmente escrito em sueco. A Swegon reserva-se o direito de alterar as especificações. www.swegon.com 1 1. INSTALAÇÃO 1.4 Montar a unidade de

Leia mais

Manual de Equipamento Balança

Manual de Equipamento Balança Manual de Equipamento Balança Rev.00 6 - Alarmes INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA Célula de Carga Célula de Carga não conectada. A seguinte tela será exibida *** ALARME *** CELULA DE CARGA Tempo de Carga Estouro

Leia mais

DK105 GROVE. Temperatura e Umidade. Radiuino

DK105 GROVE. Temperatura e Umidade. Radiuino DK105 GROVE Temperatura e Umidade Radiuino O presente projeto visa mostrar uma básica aplicação com o Kit DK 105 Grove. Utilizamos um sensor de umidade e temperatura Grove juntamente ao nó sensor para

Leia mais

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia.

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. 7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. Em primeiro lugar é preciso esclarecer o que significa e para que serve o aterramento do sistema elétrico. Ao contrário do que é usual considerar,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA ÍNDICE Introdução e características... 03 Instruções de segurança... Instruções de instalação... Operações... Manutenção geral... Limpeza e substituição... Solução

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem Por favor, contate-nos antes de retornar o produto à loja: (19) 3573-8999. Garantia Limite de 90 dias Este produto tem garantia de até 90 dias

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA M A N U A L T É C N I C O INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA ä ä ä ä Apresentação Este manual é um guia para instalação e operação de Transdutores e Transmissores de Pressão

Leia mais

I-152A-PORB Acoplamento de Junta de Expansão

I-152A-PORB Acoplamento de Junta de Expansão ADVERTÊNCIA Leia e entenda todas as instruções antes de tentar instalar qualquer produto de tubulação Victaulic. Um profissional treinado deve instalar esses produtos de acordo com todas as instruções.

Leia mais

Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0

Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0 Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0 Imagem meramente ilustrativa. Peso Liquido: 9,6 Kg Peso Bruto: 10 Kg Lavadora Tanquinho Premium 3.0 LIBELL 1 MANUAL DE USUÁRIO Parabéns por ter escolhido

Leia mais

Simplicidade aliada à competência

Simplicidade aliada à competência Simplicidade aliada à competência Operação simples, fácil instalação e baixo custo SINAMICS G110 Answers for industry. 1 SINAMICS G110 Simples instalação e fácil comissionamento Compacto por fora... Fácil

Leia mais

Subestação. Conceito:

Subestação. Conceito: Sistema Eletrosul Conceito: Subestação Instalações elétricas que compreendem máquinas ou aparelhos, instalados em ambiente fechado ou ao ar livre, destinadas à transformação da tensão, distribuição da

Leia mais

Meteoro. Nitrous Drive

Meteoro. Nitrous Drive Meteoro Nitrous Drive Manual do Proprietário Desenvolvido pelo Especialista de Produtos Eduardo Parronchi Conteúdo Início /Apresentação...3 Notas Importantes...4 Descrição do Painel...5 Ligando o NITROUS

Leia mais

Manual Balanças Wind. Balança Pesadora Wind Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1

Manual Balanças Wind. Balança Pesadora Wind Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Balança Pesadora Wind Manual do Usuário www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Indice Manual Balanças Wind 1. Instalação 2. Localização da Funções 3. Ligando a Balança 4. Operação 5. Configurações

Leia mais

Acionamento de Motores: PWM e Ponte H

Acionamento de Motores: PWM e Ponte H Warthog Robotics USP São Carlos www.warthog.sc.usp.br warthog@sc.usp.br Acionamento de Motores: PWM e Ponte H Por Gustavo C. Oliveira, Membro da Divisão de Controle (2014) 1 Introdução Motores são máquinas

Leia mais

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley Técnico em Radiologia Prof.: Edson Wanderley Rede de Computadores Modelo Mainframe Terminal Computador de grande porte centralizado; Os recursos do computador central, denominada mainframe são compartilhadas

Leia mais

RTD Calibrator. Folha de instruções. Introdução

RTD Calibrator. Folha de instruções. Introdução 712 RTD Calibrator Folha de instruções Introdução O Fluke Model 712 RTD Calibrator (Calibrador RTD Modelo 712 da Fluke) é um instrumento de mão para a calibração de transmissores RTD (Resistance Temperature

Leia mais

2 Workshop processamento de artigos em serviços de saúde Recolhimento de artigos esterilizados: é possível evitar?

2 Workshop processamento de artigos em serviços de saúde Recolhimento de artigos esterilizados: é possível evitar? 2 Workshop processamento de artigos em serviços de saúde Recolhimento de artigos esterilizados: é possível evitar? 3 Farm. André Cabral Contagem, 19 de Maio de 2010 Rastreabilidade É definida como a habilidade

Leia mais

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Disciplinas: Física III (DQF 06034) Fundamentos de Física III (DQF 10079) Departamento de Química e Física- CCA/UFES Objetivo:

Leia mais

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2102L MANUAL DO USUÁRIO FEVEREIRO DE 2008 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 Índice ÍNDICE...I INTRODUÇÃO... 1-1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1-1 ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES...

Leia mais

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica 2 PORTUGUÊS EM8032 EM8033 - Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Conteúdo da embalagem... 2

Leia mais

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR A ENERGIA DO SOL CHEGOU A SUA CASA Com a solução de energia solar EDP que adquiriu já pode utilizar a energia solar para abastecer

Leia mais

arente Linha Aparente p a A h Lin

arente Linha Aparente p a A h Lin Linha Aparente Linha Aparente Linha Aparente Canaleta metálica... 03 Tampa de encaixe... 03 Tampa de pressão... 14 Canaleta meia-lua... 21 Poste condutor... 22 Tampa de encaixe A Linha Aparente da Valemam

Leia mais

Nota de Aplicação. Migração Altivar 58(F) para Altivar 71 com rede Profibus. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0

Nota de Aplicação. Migração Altivar 58(F) para Altivar 71 com rede Profibus. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0 Nota de Aplicação Migração Altivar 58(F) para Altivar 71 com rede Profibus Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: Altivar 58 N/A VW3A58307 N/A Altivar 71 N/A VW3A3307

Leia mais

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL BIO3000 VERSÃO DO MANUAL 1.0 de 21/02/2012 6434 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Especificações Técnicas... 3 3. Características Gerais... 4 4. Visão geral do Equipamento... 4 5. Recomendações de Instalação...

Leia mais

MÓDULO 2 Topologias de Redes

MÓDULO 2 Topologias de Redes MÓDULO 2 Topologias de Redes As redes de computadores de modo geral estão presentes em nosso dia adia, estamos tão acostumados a utilizá las que não nos damos conta da sofisticação e complexidade da estrutura,

Leia mais

Guia de instalação VIP S4120

Guia de instalação VIP S4120 Guia de instalação VIP S4120 Modelo VIP S4120 Câmera IP VIP S4120 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A câmera IP Intelbras VIP S4120 é uma câmera de segurança

Leia mais

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Forros Minerais OWA Cuidados Iniciais Cuidados iniciais: SEMPRE manter as mãos limpas para manusear os forros

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

STUDIO MONITOR HEADPHONES

STUDIO MONITOR HEADPHONES English STUDIO MONITOR HEADPHONES Owner s Manual Bedienungsanleitung Mode d emploi Manual de instrucciones Manual do Proprietário Manuale di istruzioni Руководство пользователя 사용설명서 取 扱 説 明 書 Русский

Leia mais

AMOSTRADOR PORTÁTIL AS950

AMOSTRADOR PORTÁTIL AS950 AMOSTRADOR PORTÁTIL AS950 Aplicações Água de reuso Sistemas de coleta Pré-tratamento industrial Controle ambiental Águas pluviais A amostragem nunca foi tão fácil. O controlador do amostrador AS950 da

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO MULTIBIO 700

GUIA DE INSTALAÇÃO MULTIBIO 700 GUIA DE INSTALAÇÃO MULTIBIO 700 1. Instalação do equipamento (1)Cole o modelo de montagem na (2) Remova o parafuso na parte (3) Tire a placa traseira. parede, Faça os furos de acordo inferior do dispositivo

Leia mais

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização título: GPOP assunto: Manual de utilização número do documento: 1598510_05 índice: 01 pag.: 1/14 cliente: geral tabela das versões do documento índice data alteração 01 11/01/2016 versão inicial 02 03

Leia mais

VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B. Guia de instalação rápida

VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B. Guia de instalação rápida VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B pt Guia de instalação rápida VIP X1600 XFM4 Informações gerais pt 2 1 Informações gerais Estas instruções "Guia de instalação rápida" referem-se aos módulos

Leia mais

Always here to help you. Register your product and get support at www.philips.com/welcome QG3330. User manual

Always here to help you. Register your product and get support at www.philips.com/welcome QG3330. User manual Always here to help you Register your product and get support at www.philips.com/welcome QG3330 User manual 1 QG3330 PORTUGUÊS DO BRASIL 4 4 PORTUGUÊS DO BRASIL Introdução Parabéns pela sua compra e bem-vindo

Leia mais

Impressora Latex série 300. Garantia limitada

Impressora Latex série 300. Garantia limitada Impressora Latex série 300 Garantia limitada 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 Avisos legais As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. As únicas

Leia mais

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C AQUECEDOR ESPACIAL GA100C REV.03-02/2013-MI0008P MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 4 Aquecedor espacial GA100C... 5 Instruções de instalação... 5 1) Posicionamento

Leia mais

VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES

VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES SÃO EQUIPAMENTOS MUITO USADOS NA INDÚSTRIA QUÍMICA PARA VÁRIAS FUNÇÕES, ENTRE ELAS: MISTURA OU SEPARAÇÃO DE FASES DISSOLUÇÃO AQUECIMENTO NEUTRALIZAÇÃO CRISTALIZAÇÃO REAÇÃO

Leia mais

Tratores. Informações gerais sobre tratores. Recomendações. Distância do eixo

Tratores. Informações gerais sobre tratores. Recomendações. Distância do eixo Informações gerais sobre tratores Informações gerais sobre tratores Os tratores foram projetados para puxar semirreboques e são, portanto, equipados com uma quinta roda para possibilitar a fácil troca

Leia mais

This page should not be printed.

This page should not be printed. Nº MODIFICAÇÃO POR DATA 0 Liberação de Arquivo Ari Jr 24-04-2015 This page should not be printed. This document is property of Britannia AND CAN NOT BE USED BY A THIRD PARTY PROJ. DATA MATERIAL QUANTIDADE

Leia mais

Inclinômetro DMG2I. Guia de configuração e aplicação. Metrolog Controles de Medição Ltda. Metrolog Inclinômetro DMG2I

Inclinômetro DMG2I. Guia de configuração e aplicação. Metrolog Controles de Medição Ltda. Metrolog Inclinômetro DMG2I Metrolog Controles de Medição Ltda Instrumentos de medição para controle dimensional Rua Sete de Setembro, 2671 - Centro - 13560-181 - São Carlos - SP Fone: (16) 3371-0112 - Fax: (16) 3372-7800 - www.metrolog.net

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173 ABTQ-34 rev 05 Última Revisão 22nd March 2010: INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173 A marcação mostrada é para uma caixa de terminação certificada.

Leia mais

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização Hardware: Componentes Básicos Arquitetura dos Computadores Dispositivos de Entrada Processamento Dispositivos de Saída Armazenamento Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistema de

Leia mais

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Antes de iniciar qualquer manutenção ou operação mantenha o equipamento desligado das fontes de energia, retire os bits da máquina, em seguida meça o

Leia mais

FDCIO181-1 Módulo de entrada/saída Manual do Produto

FDCIO181-1 Módulo de entrada/saída Manual do Produto FDCIO181-1 Módulo de entrada/saída Manual do Produto Característica Avaliação de sinal controlada por microprocessador Endereçamento automático, sem necessidade de decodificação ou DIP-Switch 1 entrada

Leia mais

1 Circuitos Pneumáticos

1 Circuitos Pneumáticos 1 Circuitos Pneumáticos Os circuitos pneumáticos são divididos em várias partes distintas e, em cada uma destas divisões, elementos pneumáticos específicos estão posicionados. Estes elementos estão agrupados

Leia mais

Manual do Usuário BALANÇA DIGITAL & ANALISADOR CORPORAL W905

Manual do Usuário BALANÇA DIGITAL & ANALISADOR CORPORAL W905 Manual do Usuário BALANÇA DIGITAL & ANALISADOR CORPORAL W905 Obrigado por escolher esta balança eletrônica de medição de gordura corporal e porcentagem de água, dentre os nossos produtos. Para garantir

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com. LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.br CENTRAL ELETRÔNICA MONOFÁSICA DE CONTROLE DE PORTÃO rev8 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Introdução A Carta de Correção Eletrônica(CC-e) é um evento legal e tem por objetivo corrigir algumas informações da NF-e, desde que o erro não esteja

Leia mais

Disk Station. DS209j, DS209, DS209+, DS209+II. Guia de Instalação Rápida

Disk Station. DS209j, DS209, DS209+, DS209+II. Guia de Instalação Rápida Disk Station DS209j, DS209, DS209+, DS209+II Guia de Instalação Rápida INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA Leia cuidadosamente estas instruções de segurança antes de utilizar e guarde este manual em local seguro,

Leia mais

Especi cação Técnica Cabo OPGW

Especi cação Técnica Cabo OPGW Especi cação Técnica Cabo OPGW No Especificação.: ZTT 15-48656 Revisão: DS_V.00-15/02/2016 Escrito por: Fabricante: ZTT Cable - Jiangsu Zhongtian Technology Co.,td. Gerencia Técnica Escritório Comercial

Leia mais

LEIA E GUARDE ESTAS INSTRUÇÕES

LEIA E GUARDE ESTAS INSTRUÇÕES INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO PARA OS VENTILADORES DE TETO HUNTER UTILIZANDO OPÇÕES DE MONTAGEM À ESCOLHA DO USUÁRIO LEIA E GUARDE ESTAS INSTRUÇÕES ATENÇÃO: 1. Leia cuidadosamente todas as instruções antes

Leia mais

Diebold Procomp. We won t t rest. Treinamento Técnico. agosto/2009

Diebold Procomp. We won t t rest. Treinamento Técnico. agosto/2009 Treinamento Técnico agosto/2009 Modelo de Impressora Mecanismo impressor para TSP143MF Características técnicas Velocidade de impressão 100 mm/s Interface de comunicação Serial (RS232) Nível de sinal:

Leia mais

Ferramentas Profissionais FURADEIRA DE IMPACTO PD-196VR MANUAL DO USUÁRIO

Ferramentas Profissionais FURADEIRA DE IMPACTO PD-196VR MANUAL DO USUÁRIO FURADEIRA DE IMPACTO PD-196VR MANUAL DO USUÁRIO AGRADECEMOS POR VOCÊ TER COMPRADO UM PRODUTO RYOBI. Você adquiriu o que existe de melhor em ferramentas no mundo. Para garantir sua segurança e obter sua

Leia mais