FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS"

Transcrição

1 FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS 1

2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS (Lei Nº / 2008) Regulamenta as atividades do Estágio Curricular da FAMEC e estabelece normas pertinentes. 2

3 I Do Estágio Obrigatório e Não Obrigatório Art. 1º - Os Estágios Obrigatório e Não Obrigatório, adotados pela IES, é componente curricular que visa a formação de competências próprias da atividade profissional e a contextualização do currículo, com o objetivo de tornar o estudante um profissional completo do ponto de vista do conhecimento, do comportamento ético, do cidadão capaz. 1º - O Estágio Obrigatório é uma atividade prevista no Regimento da FAMEC e deve ser cumprido por todos os discentes matriculados nos cursos de graduação, cujas propostas pedagógicas pressupõem sua realização. 2º - O Estágio Obrigatório ou Não Obrigatório, exige o cumprimento de regras que envolvem a assinatura de um Termo de Compromisso entre o aluno estagiário e a empresa ou organização concedente do estagio, tendo como interveniente anuente a FAMEC. É exigido o cumprimento do número mínimo de horas estabelecido nos Regulamentos dos Cursos, conforme seus Planos de Estágio, e a apresentação do Relatório de Estágio. 3º - A obtenção do diploma de graduação pelo discente é condicionada ao cumprimento de horas do Estágio Curricular Obrigatório. Art. 2º - A definição de Estágio Curricular pressupõe a participação do estudante no desenvolvimento de atividades dentro do campo de atuação futura, em correlação direta com sua formação acadêmica futura. Parágrafo Único As atividades desempenhadas pelo aluno na forma de Estagio Curricular, conforme a Lei Nº / 2008, não estabelece vinculo empregatício de qualquer natureza entre o estudante - 3

4 estagiário e a empresa concedente e não é obrigatoriamente remunerado. Art. 3º - Objetivos do Estágio Curricular 1. Promover a consolidação dos conhecimentos teóricos adquiridos na IES. 2. Promover a integração do aluno com a realidade profissional do mercado de trabalho, propiciando seu desenvolvimento profissional. 3. Permitir ao aluno, dentro da realidade profissional, praticar, pesquisar, identificar e propor alternativas de solução de problemas relacionados com as atividades do estágio, com sustentação teórica. 4. Propiciar ao aluno a análise critica e contextualizada da dinâmica profissional na prática das atividades do estágio. Art. 4º O estágio pode ser desenvolvido em instituições públicas ou privadas, mediante a assinatura do Termo de Compromisso, tendo a FAMEC como interveniente anuente. II Da Habilitação ao Estágio Art. 5º - O aluno deve estar obrigatoriamente matriculado em um dos Cursos da IES para se tornar habilitado a realizar o Estágio Obrigatório ou Não Obrigatório. 4

5 Art.6º - O aluno, candidato a estágio, deverá apresentar ao Núcleo de Estágio a seguinte documentação, conforme legislação em vigor: 1 Termo de Compromisso de Estágio com a anuência do Coordenador do Curso e devidamente assinado pelos interessados, em três vias protocoladas no Centro de Atendimento ao Aluno. 2 - Documentos previstos no Art.8º, se necessários. Parágrafo Único - A Instituição Concedente deverá segurar o aluno estagiário contra acidentes pessoais e fará constar do Termo de Compromisso o número da Apólice e o nome da Seguradora. Art. 7º - Os alunos que exercem atividades remuneradas na área de formação do Curso estão sujeitos ao que determina esse Regulamento. 1º Os alunos que trabalhem na área de formação de seu Curso, devem cumprir o Estágio Obrigatório, se as propostas pedagógicas do Curso pressupuserem sua realização, e devem ter as atividades convalidadas, através de emissão de parecer, pela Coordenação do Curso e pelo Professor Orientador de Estágio. 2º - No caso de indeferimento da convalidação das atividades, o aluno deverá cumprir a carga horária integral relativa ao Estágio Curricular Obrigatório, definidas neste Regulamento, no Projeto Pedagógico do Curso e no Regulamento de Estágio Supervisionado de seu Curso. 5

6 Art. 8º - A convalidação das atividades de trabalho como Estágio Curricular Obrigatório deve ser instruída com as seguintes ações e documentos: 1 Estar devidamente matriculado e cursando a disciplina Estágio Supervisionado. 2 Apresentar ao final do semestre Relatório de Estágio constando as atividades desenvolvidas e anexo declaração, em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada por representante legal da Instituição / Empresa onde o aluno trabalha, indicando atividades desenvolvidas. 3 Os alunos que fizerem parte do quadro societário da empresa deverão apresentar cópia autenticada do Contrato Social, cartão do CNPJ de empresa ativa e comprovante de que se trata de empresa ativa. III Das Responsabilidades e Competências 1- Da Coordenação do Núcleo de Estágio Art. 9º - Ao Coordenador do Núcleo de Estágio, além do que consta da Portaria de criação do Núcleo e sua designação, cabe: 1 redigir, atualizar e analisar toda documentação referente ao Estágio Curricular Obrigatório ou Não Obrigatório, buscando o cumprimento da legalidade, publicidade e moralidade no que tange as atividades de estágio e formalização de convênios; 6

7 2 analisar a documentação relacionada à solicitação e efetivação de estágio, assim como toda documentação enviada à FAMEC para assinatura de Termos de Compromisso de Estágio Obrigatório e Não Obrigatório; 3 acompanhar e implementar a formalização dos documentos referentes à organização dos estágios curriculares obrigatórios dos Cursos de Graduação da FAMEC; 4 manter atualizado e organizado o arquivo dos documentos referentes a estágio curricular dos Cursos de Graduação da FAMEC; 5 fornecer aos Coordenadores de Cursos, quando solicitado, as informações sobre o estágio dos alunos e sobre as Instituições / Empresas conveniadas; 6 manter contato com as Agencias de Integração de Estágio, facilitando a inserção do aluno nas atividades de estágio; 7 participar de reuniões com a Diretoria, Coordenação dos Cursos, Agencias e Empresas Concedente de estágio, visando articulação de ações concernentes aos estágios curriculares da FAMEC; 8 participar, juntamente com os Coordenadores dos Cursos de Graduação, da elaboração da programação anual de estágio dos cursos de graduação da FAMEC; 9 articular com instituições, órgãos públicos / privados e empresas a obtenção de incentivos, visando o cumprimento dos objetivos e metas dos programas de estágios dos cursos de graduação da FAMEC; 10 coordenar o planejamento, acompanhar e avaliar as atividades de estágio curricular Obrigatório e Não Obrigatório visando a implementação das diretrizes e políticas de ação, normas e 7

8 regulamentos, elaborando planos, projetos e programas relativos à prática de estágios; 11 orientar os alunos na elaboração/ obtenção dos documentos relativos à prática de estágio, verificando sua correção e adequação; 12 planejar, operacionalizar, acompanhar e avaliar as atividades de estágio dos Cursos de Graduação, em conjunto com os Coordenadores dos Cursos e Professores Orientadores de Estágio, e cooperar com eles na elaboração de regulamentos e documentação pertinentes; 13 orientar os Coordenadores e Professores Orientadores de Estágio na elaboração de documentos de acompanhamento e avaliação das atividades de estágio; 14- elaborar, semestralmente, relatório auto-avaliativo das atividades do Núcleo de Estágio, encaminhando à Diretoria Acadêmica para conhecimento e apreciação, visando redirecionamento das ações quando couber. Art. 10º - Cabe ao Coordenador do Núcleo de Estágio analisar a necessidade, relevância e viabilidade dos projetos, programas e regulamentos de estágio, emitindo parecer a ser submetido à apreciação da Diretoria da FAMEC. Art. 11º - Cabe ao Coordenador do Núcleo de Estágio analisar os Termos de Compromisso de Estágio Obrigatório e Não Obrigatório e encaminhar para a Diretoria Acadêmica para aprovação e assinatura. 1º Os Termos de Compromisso assinalados no caput deve ser preenchido pelo aluno em três vias e protocolado no Centro de 8

9 Atendimento ao Aluno para verificação da regularidade de sua matricula na FAMEC. 2º - Após assinaturas e devidos registros no Núcleo de Estágio, o aluno deve retirar o Termo de Compromisso na Secretaria para os encaminhamentos necessários, sendo uma via para a Concedente do estágio, uma via para o aluno e uma via para arquivo no Núcleo. 2 Da Coordenação do Curso Art. 12º - A Coordenação do Estágio Curricular é exercida pelo Coordenador do Curso quando se tratar de Estágio Obrigatório e pelo Professor Orientador, quando previsto no Projeto Pedagógico do Curso. Art. 13º - Em relação ao Estágio Curricular cabe, especificamente, ao Coordenador do Curso: 1 cumprir e fazer cumprir a política de estágio da FAMEC; 2 dar ciência do presente Regulamento e da Legislação que rege o Estágio Curricular ao Corpo Docente, Professores Orientadores e aos alunos; 3 divulgar aos alunos as oportunidades de estágio; 4 criar condições para que os Professores Orientadores de Estágio desempenhem suas atividades relacionadas. Art. 14º - Cabe ao Coordenador do Curso, em comum acordo com a Coordenação Pedagógica e Coordenação do Núcleo de Estágio, indicar os Professores Orientadores de Estágio Curricular Obrigatório, com formação profissional na área de habilitação do aluno estagiário. 9

10 Parágrafo Único Nos Projetos de Estágio, devem ser programados horários não coincidentes com os das aulas regulares, para que os Professores Orientadores orientem os estagiários. 3 Do Professor Orientador Art. 15º - São atribuições dos professores orientadores: 1 informar aos alunos sobre as normas, documentações e prazos referentes à realização do estágio e sobre os termos desse Regulamento e sobre a legislação vigente ou encaminhá-los ao Núcleo de Estágio para dirimir dúvidas; 2 estabelecer programação para orientação e acompanhamento do desenvolvimento do estágio dos alunos durante o período letivo; 3 assegurar que o estágio tenha coerência lógica com o Curso do aluno estagiário, esteja fundamentado nos conteúdos teóricos das disciplinas do Curso e esteja contribuindo para o aprendizado prático dos alunos; 4 assegurar a assiduidade do estagiário, através de relatórios e visitas periódicas ao local de estágio, certificando-se da coerência com o Plano de Estágio, expectativas do aluno, da Empresa Concedente e da FAMEC; 5 submeter à apreciação da Coordenação do Núcleo de Estágio os relatórios e avaliações dos estágios dos alunos; 6 encaminhar à Coordenação do Núcleo de Estágio, após conclusão do estágio, protocolado antecipadamente na Secretaria da FAMEC, a seguinte documentação: 10

11 a) declaração da Empresa Concedente informando o total de horas cumpridas pelo estagiário e os relatórios emitidos pelo estagiário; b) parecer conclusivo do Professor Orientador, acompanhado da ficha de avaliação emitida pela Concedente; c) termo de Realização do Estágio. 4 Do Aluno Estagiário Art. 16º - São obrigações do aluno estagiário: 1 comparecer assiduamente ao local do estágio nos dias e horários programados; 2 assegurar a busca do conhecimento prático, através do desempenho durante o estágio; 3 cumprir as atividades previstas no Plano de Estágio, as orientações do Professor Orientador e do Supervisor do estágio; 4 apresentar os relatórios periódicos e o Relatório Final nas datas previstas. 5 manter conduta ética e profissional, preservando a imagem da FAMEC e da Empresa Concedente e guardando sigilo das informações reservadas ou não de ambas as Instituições. IV Do Estágio Obrigatório Supervisionado Art. 17º - Compete ao Coordenador do Curso, em conjunto com o Coordenador do Núcleo de Estágio, avaliar o desenvolvimento do estágio de cada aluno do Curso, ratificando ou retificando a avaliação efetuada pelo Professor Orientador. 11

12 1º - O aluno será considerado aprovado na disciplina Estágio Obrigatório se conseguir o conceito mínimo de aprovação e entregar no prazo determinado os relatórios exigidos legalmente, conforme Projeto Pedagógico do Curso. 2º - No caso de não aprovação, o aluno deverá realizar no semestre ou ano seguinte as atividades pertinentes ao estágio, desde que esteja devidamente matriculado na FAMEC e na disciplina a fim. V Das Disposições Gerais Art. 18º - Os casos omissos serão resolvidos pelo Núcleo de Estágio, conjuntamente com a Coordenação Pedagógica e a Diretoria Acadêmica da FAMEC. ART. 19º - Este Regulamento entra em vigor na data de sua aprovação. Camaçari, 13 de abril de Prof. Ariston Cardoso Coordenador das Engenharias Famec Famec Campus Camaçari 12

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO O presente regulamento normatiza a atividade de Estágio, componente dos Projetos Pedagógicos dos cursos oferecidos pela Faculdades Gammon, mantida pela Fundação Gammon de Ensino

Leia mais

Coordenação do Curso de Geografia - PCO

Coordenação do Curso de Geografia - PCO RESOLUÇÃO DO COLEGIADO DE COORDENAÇÃO DIDÁTICA DO CURSO DE GEOGRAFIA PUC MINAS EM CONTAGEM N. 01/2007 Regulamenta os estágios curriculares obrigatórios e não obrigatórios, no âmbito do Curso de Geografia

Leia mais

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ Reconhecida pelo Decreto Governamental n.º 70.906 de 01/08/72 e Portaria n.º 1.062

Leia mais

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e;

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE Aprova Normas de Estágio Curricular Obrigatório do

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 Regulamenta as atividades de Estágios Supervisionados Obrigatório e Não

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 Regulamenta as atividades de Estágio Curricular Obrigatório e Não-obrigatório do Curso de Graduação da Escola de Engenharia

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Junho - 2014 SUMÁRIO 1 DIRETRIZES PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2 DISPENSA DE ESTÁGIO 3 ATRIBUIÇÕES DO RESPONSÁVEL PELA ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO 4 PERFIL

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP

REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP Mirassol/SP 2014 REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Computação do Câmpus Jandaia do Sul da UFPR prevê a realização

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamenta a realização de estágio no âmbito do curso de Bacharelado em Ciências da Computação do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA Simone da Silva Gomes Cardoso, Diretora da FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular

Leia mais

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (Lei Nº 11.788 / 2008) Regulamenta as atividades do Estágio Curricular da FAMEC e estabelece normas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR Canoas, RS 2012 CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - O Estágio Supervisionado dos alunos

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O Diretor Geral Pró Tempore do Instituto Federal Catarinense Campus de Blumenau, no uso de

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística RESOLUÇÃO N o 01/2011, DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Regulamenta a composição, as competências

Leia mais

PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012

PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012 Redefine as atribuições dos Chefes de Departamentos Pedagógicos e dos Coordenadores Pedagógicos/ Responsáveis por Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O componente Estágio Curricular Supervisionado em Biotecnologia éparte integrante do currículo pleno do

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência RESOLUÇÃO CONSEPE 98/2009 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS DE ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor da Universidade São Francisco, no

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O presente Regulamento fixa diretrizes e normas

Leia mais

FACULDADE DE PRESIDENTE VENCESLAU

FACULDADE DE PRESIDENTE VENCESLAU REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I Das Disposições Legais Art.1º - O estágio deve propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem e ser planejado, executado, acompanhado e avaliado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e,

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE Aprova alteração nas Normas de Estágio do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac 2 TÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS Artigo 1º - Os Cursos da FELM mantém estágios curriculares supervisionados que se constituem

Leia mais

O Estágio é uma atividade curricular obrigatória desenvolvida a partir da inserção do aluno no espaço

O Estágio é uma atividade curricular obrigatória desenvolvida a partir da inserção do aluno no espaço O Estágio é uma atividade curricular obrigatória desenvolvida a partir da inserção do aluno no espaço socioinstitucional, objetivando oportunizar a experiência do supervisão direta e sistemática. exercício

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta)

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) Estabelece normas para a realização de estágios obrigatórios e não obrigatórios no âmbito dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTA: Estabelece normas para o funcionamento do Estágio do Curso de Graduação Tecnológica em Processos Gerenciais. O Colegiado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002

RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002 RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002 Altera o Regulamento do Estágio Supervisionado do Curso de Psicologia - Habilitação Formação do Psicólogo, na forma do Anexo. O REITOR DA UNIVERSIDADE REGIONAL

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO E DA PESQUISA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO E DA PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO E DA PESQUISA RESOLUÇÃO Nº 140/2006/CONEP Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta)

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) Estabelece normas para a realização de estágios obrigatórios e não obrigatórios no âmbito dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Página 1 de 7 Bacharelado em Teologia Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Art. 1º. O estágio supervisionado obrigatório do curso de graduação em Teologia

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º Este regulamento rege as atividades de estágio no Núcleo de Prática Jurídica do curso de Direito da Faculdade Cesmac do

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Conselho Universitário - CONSUNI RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Aprova o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Mecânica. O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO- ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS CURSO DE PEDAGOGIA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO Anápolis, 2 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Abril de 2014 1 CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1 Este regulamento normatiza as atividades de estágio supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 Este documento trata das especificidades referentes ao curso de Arquitetura e Urbanismo da da UNESP Presidente Prudente.

Leia mais

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015.

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. Regulamenta a realização de estágios dos alunos dos Cursos de Graduação do Campus de Itapeva. O Coordenador Executivo no uso de suas atribuições legais, expede

Leia mais

2

2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA 2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA CAPÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Minas Gerais Campus de Frutal/MG

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO Regulamenta o funcionamento das disciplinas Projeto Integrado de Prática Educativa (PIPE) 1 e 2 Estágio Supervisionado 1 e 2 como atividades planejadas do Curso. O

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD O presente Regulamento tem o intuito de estabelecer normas gerais para cumprimento da Lei nº.

Leia mais

ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO São Miguel do Oeste, outubro de 2012 ÁREA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE DIREITO MANUAL

Leia mais

Resolução nº 004/2015

Resolução nº 004/2015 Resolução nº 004/2015 Dispõe sobre estágio de prática docente para os alunos do Mestrado em Direito e Instituições do Sistema de Justiça. Art. 1º O Estágio de Prática Docente (EPD) tem por objetivo aperfeiçoar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO DECISÃO 03/2015 - Altera: Decisão n o 03/2013 ESTÁGIO SUPERVISIONADO A, reunida em 18 de novembro de 2015, no uso de suas atribuições, DECIDE Regulamentar a atividade de Ensino de Estágio Supervisionado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE MARÇO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE MARÇO DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.262, DE 22 DE MARÇO DE 2012 Institui o Regulamento para a realização dos Estágios Supervisionados,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV APROVADO EM REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA.

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA. Dispõe sobre a prática das Atividades de Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Biológicas, Licenciatura da Faculdade

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ REGULAMENTO DO ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA DO CAMPUS DE GUARATINGUETÁ DA UNESP

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO CCEAL Nº 01/2010 Regulamenta o Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia

Leia mais

PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015

PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015 Dispõe sobre o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da Faculdade de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE Termo de Responsabilidade que entre si celebram a... (Escola/Faculdade da UFMG)... e o(a)... (Órgão/Unidade da UFMG)...,

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Enfermagem, bacharelado, da Faculdade do Maranhão FACAM.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Enfermagem, bacharelado, da Faculdade do Maranhão FACAM. RESOLUÇÃO CSA N 06/2010 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENFERMAGEM, BACHARELADO, DA FACULDADE DO MARANHÃO FACAM. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso

Leia mais

NORMATIVA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE HISTÓRIA LICENCIATURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO

NORMATIVA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE HISTÓRIA LICENCIATURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO NORMATIVA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE HISTÓRIA LICENCIATURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os estágios curriculares no curso de História-Licenciatura

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO BETIM MG 2 Este manual tem como objetivo orientar e auxiliar o aluno na compreensão das atividades, normas e diretrizes

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES CAMPO LIMPO PAULISTA 2014 Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica - Telecomunicações

Leia mais

REGIMENTO DE DEPENDÊNCIA E/OU ADAPTAÇÃO Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC

REGIMENTO DE DEPENDÊNCIA E/OU ADAPTAÇÃO Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC REGIMENTO DE DEPENDÊNCIA E/OU ADAPTAÇÃO Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC Bom Jesus do Itabapoana Atualizado em 2017 REGIMENTO DE DEPENDÊNCIA E/OU ADAPTAÇÃO Art. 1º - O presente Regimento tem

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Dispõe sobre o Estágio Supervisionado do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário do Cerrado-Patrocínio - UNICERP. Capítulo I - Das

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria Art. 1º - Entende-se por Monitoria, uma modalidade de ensino e aprendizagem que contribui para a formação integrada

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO FLORIANÓPOLIS, SC 2011 CAPITULO I CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º O Curso de Biblioteconomia

Leia mais

MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA

MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA Capítulo I Do conceito e Objetivos Art. 1º - O Estágio Supervisionado do curso de

Leia mais

RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP

RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP Súmula Aprova o Regulamento de Estágio Supervisionado Não Obrigatório dos estudantes dos cursos de graduação da UENP. CONSIDERANDO os artigos 61 e 82 da Lei de Diretrizes e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS - FACE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Escola SENAI Frederico Jacob REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSOS TÉCNICOS Versão 03 1 2 Regulamento de Estágio SENAI-SP, 2009 Trabalho elaborado pela Escola SENAI Frederico Jacob para os Cursos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE MAFRA NÚCLEO DE PSICOLOGIA REGULAMENTO INTERNO

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE MAFRA NÚCLEO DE PSICOLOGIA REGULAMENTO INTERNO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE MAFRA NÚCLEO DE PSICOLOGIA REGULAMENTO INTERNO MAFRA 2002 Disposições Preliminares Art.1º) O presente Regulamento disciplina as atividades didático pedagógicas

Leia mais

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA RESOLUÇÃO 02/16 CCMV Regulamenta os estágios no Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias da UFPR. O Colegiado do Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias, na cidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO Considerando o significado e a importância do Estágio como parte fundamental da formação profissional, define-se

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA DEPARTAMENTO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CÂMPUS BOA VISTA REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA CAPITULO I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA CAPITULO I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Dispõe sobre o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Faculdade Capivari.

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares (AC) atendem ao Parecer n 776/97 da CES, que trata das Diretrizes Curriculares dos Cursos

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA Artigo 1º - O Programa de Monitoria, mantido pela Faculdade de Medicina de Itajubá,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO O conselho do curso de Direito do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara, no uso de suas competências

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CAPÍTULO I Das Considerações Preliminares Art.1º O presente Regulamento disciplina a oferta, o funcionamento e o registro acadêmico

Leia mais

Regulamento de Estágio do Curso de Engenharia Elétrica

Regulamento de Estágio do Curso de Engenharia Elétrica Regulamento de Estágio do Curso de Engenharia Elétrica Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório no curso de Engenharia Elétrica é uma atividade curricular obrigatória aos acadêmicos do curso dividida

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS Ilha Solteira SP 2015 APRESENTAÇÃO O presente manual foi elaborado pela Comissão de Estágios do Curso de Engenharia Elétrica (CECEE) e aprovado

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática Jurídica e do Estágio Supervisionado no Curso de Direito da Faculdade

Leia mais

Estágio Curricular Obrigatório

Estágio Curricular Obrigatório Estágio Curricular Obrigatório IFRS Câmpus Farroupilha Art. 1 - O estágio curricular constitui-se na interface entre a vida escolar e a vida profissional e integra o processo de ensino e aprendizagem.

Leia mais

CONSIDERANDO o parecer do Relator, Consº RUY BELÉM DE ARAUJO, ao analisar o processo nº /09-47;

CONSIDERANDO o parecer do Relator, Consº RUY BELÉM DE ARAUJO, ao analisar o processo nº /09-47; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 133/2010/CONEPE Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA INSTITUTO DE ENGENHARIAS E GEOCIÊNCIAS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA INSTITUTO DE ENGENHARIAS E GEOCIÊNCIAS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA INSTITUTO DE ENGENHARIAS E GEOCIÊNCIAS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 01 / 2014 - DE 10

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 139/2009/CONEPE Aprova alteração nas Normas Específicas do Estágio

Leia mais

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR MANUAL DO COORDENADOR COLABORADORES Prof.ª Rogéria Aparecida de Souza Oliveira Prof. Allan Lima Ferreira Prof. Roque Hudson da Silveira Resolução Direção/FACE nº 12, de 01 de Janeiro de 2010. Regula o

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PROEN CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SÓCIO-ECONÔMICAS CCA/ESAG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO E

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS 0BRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS- GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS 0BRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS- GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS 0BRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS- GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. o - Este regulamento

Leia mais

Art. 1º Aprovar a nova política do Estágio Curricular Supervisionado na UNIVILLE, estabelecendo as diretrizes para sua regulamentação.

Art. 1º Aprovar a nova política do Estágio Curricular Supervisionado na UNIVILLE, estabelecendo as diretrizes para sua regulamentação. UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE - UNIVILLE CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 11/01 Aprova diretrizes para regulamentação dos Estágios Curriculares Supervisionados. A Presidente do

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DAS ATIVIDADES ESTÁGIOSUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO Colegiado: -Validar o

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Seção I Das Modalidades e seu desenvolvimento Art. 1º O Estágio Supervisionado constitui-se em meio para que o aluno,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 DIRETRIZES PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO 4 ATRIBUIÇÕES DO RESPONSÁVEL PELA ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO 4 PERFIL DE CONCLUSÃO DE CURSO 4 CAPTAÇÃO DE VAGAS 5

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006.

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 034/2006 - CEPE DE 23 de Agosto de 2006. APROVA A ALTERAÇÃO DA RESOLUÇÃO CEPE N.º 003- A/2003 NORMAS DE ESTÁGIO. O Reitor da Universidade Castelo Branco, usando de suas atribuições legais

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO (Estudante realizando estágio curricular nas dependências da UFG- TCE coletivo com o mesmo supervisor) 1. Modalidade do estágio: Estágio Curricular Obrigatório N.º da Apólice

Leia mais

ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS Art. 1º - O ESTÁGIO SUPERVISIONADO visa complementar a formação acadêmica e efetivar a habilitação profissional, exigida por lei, para

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2011 2 ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais