UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA"

Transcrição

1 2 UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA DATA CENTERS CAROLINA AP. F. SILVEIRA FERNANDO TOLEDO RAFAEL T. DANTAS RICARDO MARTINS WAGNER SILVA Santos 2006

2 3 4 ÍNDICE LISTA DE TABELAS E FIGURAS GLOSSARIO BIBLIOGRAFIA INTRODUÇÃO DATACENTER Conceito Aplicações Motivações Algumas vantagens Algumas desvantagens SISTEMA DE GERÊNCIAMENTO CATEGORIAS DE DATA CENTERS IDCs AVALIAÇÃO DO VALOR DA INFRA ESTRUTURA Disponibilidade Considerações sobre disponibilidade Agilidade TCO A melhor estratégia TIPOS DE IDCs CONTRATAÇÃO DE UM DATA CENTER TENDÊNCIAS DE IDCs ALUGUEL DE IDCs Alguns recursos oferecidos ESTUDO DE CASOS Marítima Seguros Outsourcing O Desafio O Sucesso Economia de 7 milhões em três anos VisaValle Necessidades Solução Implementada Banco Schahin Necessidade Solução Implementada Web Motors Necessidade Solução Implementada CONCLUSÂO... 37

3 5 6 LISTA DE TABELAS, FIGURAS E DIAGRAMAS 1. INTRODUÇÃO TABELAS TABELA 1 Tabela Comparativa de aluguel de um IDCs FIGURAS FIGURA 1 Divisão de Zonas FIGURA 2 Energia FIGURA 3 Sistemas de refrigeração FIGURA 4 Sistemas de proteção contra incêndio FIGURA 5 Exemplo de acesso remoto FIGURA 6 Gerenciamento Web do mesmo servidor - A esquerda as 29 opções de reiniciar na maquina, etc. A direita opções para upgrade do Servidor FIGURA 7 Logotipo VisaVale FIGURA 8 Logotipo do Banco Shashin FIGURA 9 Logotipo Web Motor As empresas apresentam cada vez mais necessidades diferentes daquelas que eram vistas em décadas passadas. O ambiente de negócios tornou-se muito mais competitivo, obrigando seus gestores a tomarem decisões num tempo curto e a reduzirem ao máximo os custos. Com isso, as empresas procuram cada vez mais alternativas que permitam otimizar o modelo de negócio, sendo a terceirização uma dessas altenativas. A terceirização não é algo novo no mercado. Há anos ocorre em várias áreas das empresas e mais recentemente atingiu também o setor de TI das corporações, não apenas no desenvolvimento e manutenção de aplicações mas abrangendo também a área de infraestrutura.

4 DATACENTER 2.1 Conceito A concepção de Datacenter é a da evolução do conceito de Centro de Processamento de Dados (CPD) ou seja, um centro de dados dotado de modernos recursos de segurança, energia elétrica e climatização, e que possibilita o compartilhamento de recursos tecnológicos. É um local que conta com toda a infraestrutura necessária para garantir a integridade e a disponibilidade dos dados, sistemas e equipamentos em quaisquer circunstâncias, chova ou faça sol. Resumidamente, um Datacenter é uma modalidade de serviço que oferece recursos de processamento e armazenamento de dados em larga escala para que organizações de qualquer porte e mesmo profissionais liberais possam ter ao seu alcance uma estrutura de grande capacidade e flexibilidade, alta segurança, e igualmente capacitada do ponto de vista de hardware, software e recursos humanos para processar e armazenar informações. 2.2 Aplicações Neste cenário, faz sentido transferir este serviço para um centro de processamento de terceiros. 2.4 Algumas vantagens Compartilhamento dos custos de infraestrutura, Fonte de energia estabilizada, climatização, infraestrutura de rede e comunicações, suporte técnico e monitoramento 24x7, segurança físico-lógica e liberação de espaço físico próprio. 2.5 Algumas Desvantagens Os argumentos contra não incidem tanto sobre o conceito em si, mas na forma como é utilizado. Independentemente do tipo de razões associadas, eis as desvantagens mais frequentes: Uma má escolha pode acarretar em insatisfação dos clientes ou dos empregados devido a baixa qualidade do serviço; Dependência do contratado; Dificuldade ou impossibilidade de acesso físico ao servidor dependendo do contrato. O propósito principal do Datacenter é hospedar aplicações que representem o core business e os dados operacionais da organização. Tais sistemas podem ser proprietários (desenvolvidos internamente) ou comprados de terceiros (ERP ou CRM). As aplicações são frequentemente compostas de vários módulos, tais como Bancos de Dados, Servidores de Arquivos, Servidores de Aplicações, Servidores WEB e outros. 2.3 Motivação A manutenção da estrutura de processamento de dados é uma atividade onerosa, tanto do ponto de vista financeiro com também de tempo e desenvolvimento de recursos humanos. Adicione-se a isto a freqüente necessidade de atualizações tecnológicas e o alto custo do gerenciamento diário das operações.

5 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO Entre diversos produtos disponíveis, o "framework" Unicenter TNG pode ser utilizado como exemplo de ferramenta de gerência implementada nas áreas de segurança, operações, redes, Servidores e Estações, "Groupware", Aplicações e Bancos de Dados, "Help Desk", Serviços Internet e Storage. O "framework" Unicenter TNG inclui as seguintes funcionalidades básicas: * Business Process views, o Unicenter TNG oferece uma nova visão de negócios através da visão vertical, ou seja, é possível visualizar somente as máquinas e ocorrências envolvidas no processo de manufatura, nos aplicativos financeiros, e assim por diante. É possível saber, por exemplo, quais aplicativos ou negócios da empresa serão afetados pela queda de um servidor ou descobrir se um determinado servidor é o gargalo de algum processo ou negócio. Um administrador de rede local poderia visualizar somente o seu ambiente computacional e suas ocorrências, enquanto que o administrador principal teria uma visão global do ambiente corporativo * Enterprise Discovery - para a realização da descoberta ou "Discovery" de todos os objetos de rede e recursos existentes na rede corporativa, incluindo sistemas, estações redes, aplicações e bancos de dados; * Common Object Repository - o repositório de objetos suporta todas as funções de gerenciamento e a interface de mundo real ("Real Word Interface"), Interface de Negócio ("Business Process View") e os elementos de interface de usuários incluindo as representações 2-D e 3-D; * Event Notification Faciliy e a Common Communication Interface - reforçam a confiabilidade e escalabilidade do "framework", fornecendo uma infra-estrutura de mensagens; * WEBEM Support - para habilitar os usuários corporativos a relacionarem interfaces de gerência via WEB; * WakePC Technology - este sistema permite que técnicos executem tarefas de manutenção remotamente; * Real Word Interface - este serviço permite visualizar a topologia da rede e todos os recursos de computação na rede corporativa, através de uma interface real 2-D, 3-D e visualização via WEB. * Manager/Agent Event Management - para a monitoração completa de status e logs de eventos, habilitando a resposta automatizada para a mudança do status de objetos; * Calendar Management - para a definição de data e sincronização baseadas em tempo, para fornecer uma coordenação das mudanças que afetam os processos de negócio; * Reporting - para a criação de relatórios padronizados e customizados; * Virus Detection - para detecção de vírus registrados e não registrados;

6 CATEGORIAS DE DATACENTER 5. IDCs Atualmente podemos definir duas categorias de Datacenter: PDC (Datacenter Privado) e IDC (Internet Datacenter). PDC (Datacenter Privado) é operado por corporações privadas, instituições ou agências governamentais com o propósito de armazenar dados resultantes de operações de processamento interno e também em aplicações voltadas para a Internet. IDC (Internet Datacenter) para aplicações especificas de Internet. Geralmente operado por um provedor de serviços de telecomunicações, pelas operadoras comerciais de telefonia ou outros tipos de prestadores de serviços de telecomunicações. O seu objetivo principal é prover diversos tipos de serviços de conexão, hospedagem de sites e de equipamentos dos usuários. Os serviços podem incluir desde comunicações de longa distância, Internet, acesso, armazenamento de conteúdo, etc. Os IDCs, tem a estrutura parecida com os CPDs, ou seja, priorizam a climatização, a energia ininterrupta e a segurança dos dados. Os IDCs oferecem servidores e aplicações de boa qualidade além da alta performance de conectividade com a Internet. Podem ser terceirizados oferecendo recursos otimizados para cada uma das empresas A infra-estrutura de um IDC é um dos processos mais importantes na criação de um IDC. A infra-estrutura deve dar suporte aos equipamentos que estão projetados para ficar ligados 24 horas por dia e sete dias por semana A confiabilidade é medida somando as falhas no equipamento durante um ano. Em função do nível de confiabilidade definido, projeta-se o nível de redundância necessário para as instalações e, estabelecem-se os critérios de projeto para cada sistema. A infra-estrutura dos IDCs pode ser dividida nos seguintes segmentos: Arquitetura e Construção Energia Elétrica Ar condicionado Sistemas Proteção Contra Incêndio, Supervisão e Controle, Distribuição de Cabos - Localização O local ideal para a implementação do IDC deve ser analisado levando em consideração a região, o tamanho do terreno, o acesso para a entrega de equipamentos, áreas altas sem inundações e existência de infra-estrutura básica de esgoto, água, telefonia e energia elétrica.

7 Arquitetura As principais áreas componentes de um IDC são: Salas de Equipamentos, coração do IDC, onde estão localizados os servidores, o shaft de cabos, as unidades de distribuição de energia (PDUs), baterias e máquinas de ar condicionado. Hall Social, e as salas de reunião para recepção de visitante. Área administrativa. Operação, manutenção e armazenagem de equipamentos. Sala de equipamentos incluindo sala de servidores para hospedagem e colocation e sala de telecomunicações. Sala de equipamentos dos segmentos energia elétrica e ar condicionado. Grupo Moto Gerador e tanque de combustível geralmente localizados em área externa ao IDC. O Objetivo do planejamento do espaço é: Ter as instalações com 60% da área total dedicadas à sala de Equipamentos do Data Center. Manter as instalações bem definidas deixando sempre a empresa com uma imagem de alta tecnologia. Usualmente o IDC é dividido em três zonas físicas de segurança em ordem crescente de restrição de acesso: Figura 1: Divisão das zonas -Zona I Áreas públicas incluindo o Hall Social, área para visitantes e áreas administrativas. -Zona II Áreas de Operação do IDC. - Construção A Construção deve prover uma estrutura sólida segura compondo as instalações que complementam e protegem os equipamentos e informações que residem no IDC. Critérios de Projeto: Prover segurança para proteção dos equipamentos do Data Center contra danos físicos, com paredes externas de concreto. Os Telhados devem ter proteção máxima contra vazamentos de água e esforços do vento, recomendando-se cobertura dupla. Os equipamentos de suporte do Data Center, por requererem elevada carga de piso, ditam sua colocação em pavimentos térreos. O piso elevado, geralmente utilizado nas salas dos servidores, dos PDUs, UPSs, e salas de energia, deve ter no mínimo 60 cm. de altura, para possibilitar passagem dos cabos, tubulação do sistema de proteção contra incêndios, iluminação,etc. Altura mínima de 4,60m, em função da altura do piso elevado e da altura dos Racks ser entre 2,10m e 2,50m. Alguns equipamentos necessitam ser localizados fora da edificação, tais como torres de resfriamento, transformadores, tanques de óleo e unidades de condensação, exigindo espaço de terreno suficiente e preparação do local com estruturas de suporte. Deverá ser feito tratamento acústico no local dos Grupos Motor Geradores, atendendo aos limites do órgão regulamentador - Energia Elétrica -Zona III

8 15 16 O segmento elétrico é constituído pelo Sistema Ininterrupto de Energia (UPS), o Sistema de energia de Emergência e as unidades de distribuição de potência (PDU). O Objetivo é atender a operação 24 horas x 7 dias da semana, considerando as condições para manutenção preventiva, acréscimo de novos componentes e reposição operacional após interrupções não programadas. O sistema ininterrupto de energia (UPS) tem a função de fornecer energia para todos os equipamentos do Data Center, incluindo equipamentos de segurança e detecção e alarme de incêndio. Ele é composto por conjuntos de No-Breaks compostos por baterias, retificadores e inversores. Estes No-Breaks, redundantes, ligados em paralelo, assegurarão o suprimento contínuo de energia mesmo em caso de falha de transformadores, entrada de energia ou algum conjunto de No-Breaks. Os bancos de baterias são dimensionados para alimentarem as cargas por um período de 15 minutos. Este tempo é suficiente para partida e conexão dos geradores a diesel em caso de falta de energia elétrica da Concessionária. Figura 2: Energia As unidades de distribuição de potência (PDU) são responsáveis pelo condicionamento do sinal para alimentação dos vários equipamentos do IDC. - Ar Condicionado Figura 3: Sistemas de refrigeração Tem a função de manter um ambiente controlado de temperatura e umidade nas instalações do IDC. O segmento de Ar Condicionado inclui o sistema de refrigeração, unidades de tratamento do ar e sistema de Distribuição de Ar condicionado. Ele deve estar ligado aos geradores de energia de emergência. O sistema de energia de emergência consiste de Grupo Geradores Diesel que entrarão em funcionamento e se conectarão ao sistema elétrico do IDC automaticamente. O Sistema de Refrigeração deve prover aquecimento, resfriamento, umidificação e desumidificação da edificação. O Sistema de Distribuição de Ar Condicionado para a Sala de Equipamentos do Data Center utilizará o sistema de insuflamento de ar pelo pleno criado por baixo do piso elevado. Este sistema de insuflamento pelo piso elevado implica em uma altura mínima de 60 cm., que dependendo da quantidade de conduítes, tubulação, esteiramentos, etc., deverá ter sua altura ajustada de maneira a permitir a circulação do ar ao longo de toda a sala dodata Center. Os geradores são dimensionados para suportar todas as cargas necessárias ao funcionamento dos Equipamentos do Data Center durante falta de energia da Concessionária.

9 Sistema de Proteção Contra Incêndio Figura 4: sistema de proteção contra incêndios Controle de carga e paralelismo dos grupos geradores Supervisão e controle dos painéis de média tensão Supervisão e controle dos painéis de baixa tensão Integração com sistema dos geradores Integração com sistema de retificadores O Sistema é formado por microcomputadores de última tecnologia capazes de resistir ao uso contínuo, adequado para sistemas de supervisão e controle. Os mesmo são redundantes entre si, permitindo alta flexibilidade e desempenho do sistema. Caso ocorra alguma falha em qualquer dos PCs o seu consecutivo assume automaticamente. Além de atende ás normas do Corpo de Bombeiros local, o sistema de proteção contra incêndio deverá procurar evitar danos nos equipamentos em caso de incêndio. Uma das melhores soluções de combate a incêndio para as salas de Equipamentos é uma combinação do Sistema de Combate com Chuveiros Automáticos de Pré-Ação (com tubulação seca) acima do piso elevado e o sistema de Combate a Incêndios por Gás FM 200 abaixo do piso elevado. O sistema de combate com gás será conectado a um sensível sistema de detecção e será o primeiro a ser acionado. O gás é espalhado pela área, não deixando resíduos que danifiquem os equipamentos sensíveis ou que requisitem um custo de limpeza dos equipamentos. O sistema de pré-ação quando acionado desencadeia a descarga de água somente nos sprinklers que tenham sido operados pelo calor acima do incêndio. O IDC dispõe ainda de um sistema de circuito fechado de TV e de controle de acesso que controla a entrada ou saída nas várias salas e zonas físicas de segurança do IDC. -Sistema de Distribuição Via Cabo para os Servidores Os cabos de alimentação dos servidores são instalados sob o piso elevado e dispostos em leitos ou canaletas. Fibras e cabos coaxiais de dados que interligarão a sala de roteadores e Switches à sala de servidores terão instalação redundante, com um circuito caminhando sob o piso elevado e outro próximo aos bastidores dos servidores. Os painéis de distribuição dos cabos de dados estarão distribuídos ao longo de toda a sala dos servidores. O projeto do cabeamento é feito de acordo com padrões de cabeamento estruturado. - Sistema de Supervisão e Controle O sistema de supervisão e controle monitora continuamente os vários segmentos do IDC controlando itens como:

10 AVALIAÇÃO DO VALOR DA INFRA-ESTRUTURA DOS DATAS CENTERS Nos próximos anos (se já não é?), TI será considerado um dos três pilares de sucesso das principais companhias de mercado. Saber explorar melhor a infraestrutura tecnológica será uma questão de sobrevivência. Alguns anos atrás, os critérios principais para a avaliação do valor da infraestrutura dos data centers era baseados em disponibilidade e custo, onde os altos níveis de disponibilidades garantiam às empresas a possibilidade de manter seus processos de negócios funcionando a todo vapor e assim otiminizar a produtividade dos ativos da mesma Em contrapartida, também era preciso encontrar meios de minimizar os custos para assim gerar maior retorno para os investimentos ao longo do tempo. álgebra, os gerentes dos data centers estão sendo desafiados a pensar de maneira diferente sobre disponibilidade e custos, e ainda considerar mais um vetor, o da agilidade, que não pode ser de forma alguma ignorado no universo atual dos negócios. 6.1 Disponibilidade Esse é um termo que pode assumir significados diferentes para pessoas diferentes, mas todos os sentidos podem ser resumidos na definição do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers): grau em que um sistema ou componente se encontra operacional e acessível quando requisitado para uso. De acordo com essa definição, a disponibilidade é medida em porcentagem do tempo e expressa geralmente em número de noves após a vírgula. Ainda que esses dois argumentos continuem valendo atualmente, a mudança frenética no cenário dos negócios está submetendo os ambientes de TI a dois critérios adicionais. O primeiro deles é a flexibilidade. A infra-estrutura deve estar apta a acompanhar as condições do mercado e explorar novas oportunidades. Desse ponto de vista, investimentos que restringem o volume e o tipo de recursos limitam a capacidade de responder à demanda de modo flexível. E quando a agilidade não está presente, as conseqüências previsíveis são oportunidades desperdiçadas. O segundo critério adicional é o Custo Total de Propriedade ou TCO. Essa métrica de medição de custo é mais abrangente do que a antiga, que não abordava todos os componentes envolvidos ao longo da vida útil da solução, como os custos operacionais e de manutenção. Com essas novas considerações, qual é então a nova equação para calcular o valor real de uma infra-estrutura de TI? A nova equação, apesar de não fornecer valores numéricos destaca os fatores que devem ser considerados quando se pretende gerar valores expressivos para as empresas. Disponibilidade e agilidade ficam no numerador da fração e devem ser maximizadas para elevar os resultados, já o TCO se encontra no denominador e deve ser minimizado. Com essa nova Os sistemas se tornam indisponíveis por muitas razões, algumas planejadas, outras não. Na primeira categoria, encontram-se os períodos agendados regularmente para fazer manutenção preventiva. Já as paralisações não planejadas incluem os desastres naturais e os erros humanos estes últimos são fantasmas que assombram os gerentes de TI. É natural que se queira manter os níveis mais altos de disponibilidade dos data centers, porém os custos da solução costumam limitar esses desejos. Em geral, os gerentes costumam criar projetos de infraestrutura que valorizem a confiabilidade dos equipamentos, eliminem as chances de erro humano e garantam recuperação rápida, em caso de pane Considerações sobre disponibilidade: Cada componente da NCPI (Network-Critical Physical Infrastructure) é produzido em altos volumes de forma a garantir a confiabilidade do equipamento? A redundância foi calculada para minimizar as chances de falha em componentes que provoquem a paralisação dos sistemas ou do data center? Quando uma falha ocorre, é possível recuperar o ambiente em menos de uma hora?

11 21 22 Todos os elementos da NCPI (Network-Critical Physical Infrastructure) trabalham, de forma integrada para que as operações sejam realizadas sem problemas? A infra-estrutura foi projetada para reduzir a complexidade? Os sistemas foram desenvolvidos com interfaces intuitivas e administração pró-ativa? Os sistemas têm capacidade de lidar com mudanças constantes sem convidar aos erros humanos? 6.2 Agilidade Agilidade pode ser definida como a capacidade de se adaptar às mudanças. Trocando em miúdos, significa ser rápido na implantação de sistemas; ser capaz de aumentar a capacidade de acordo com a demanda dos negócios e ao mesmo tempo colaborar com a redução dos gastos com superdimensionamento; e poder acomodar com velocidade as mudanças de configuração requisitadas pelos negócios. Quando a e bem projetada NCPI ( Network-Critical Physical Infrastructure) e desenhada para atender à demanda atual e se adaptar de acordo com as necessidades futuras, os riscos de erros de previsão são eliminados e o retorno para os investimentos ganha maiores proporções. A seguir, são descritas as principais perguntas que devem ter sim como resposta para se assegurar a agilidade de um data center: Um novo data center pode ser construído em dias, e não em meses ou anos? É possível adicionar rapidamente capacidade extra à infra-estrutura existente? Seria possível dobrá-la no próximo mês? A infra-estrutura do data center pode ser instalada com o mínimo de trabalho no local? Uma porcentagem significativa da infra-estrutura pode ser transferida para um novo local se for necessária uma realocação? A realocação do data center pode ocorrer em meses e não em anos? Uma parcela do data center pode ser suprida com NCPI ( Network-Critical Physical Infrastructure) redundante para alcançar as metas de disponibilidade? Os períodos de backup podem ser modificados à medida que os requisitos mudarem? 6.3 TCO O TCO é um elemento muito claro e tangível para os gerentes de TI. Seu valor depende do tamanho das instalações. Contudo, é possível expressá-lo de um modo útil para qualquer porte de data center. Defini-lo em termos do custo total por rack ao longo da vida útil é uma alternativa. O valor inicial de uma NCPI ( Network-Critical Physical Infrastructure) não é o único fator que deve ser levado em conta no cálculo dos custos. Cerca de 50% do TCO é decorrente da aquisição de bens de capital e a outra metade são despesas operacionais. Desse total, a porcentagem significativa de 30% é tipicamente gasta por conta de planejamentos e decisões deficientes no momento do design. O superdimensionamento é outro grande contribuinte para o aumento do TCO, porém são comuns os casos em que a demanda acaba superando a capacidade do data center e as conseqüências também são gastos excessivos. A recomendação para se reduzir o TCO é implementar uma solução que possa ser dimensionada de forma a atender às necessidades das empresas em um dado momento da vida útil do data center. A seguir, estão listadas algumas considerações a respeito do TCO essenciais para tomar decisões financeiras relacionadas à NCPI ( Network-Critical Physical Infrastructure): O projeto está avaliando o TCO e não apenas os custos iniciais de aquisição? A capacidade da NCPI ( Network-Critical Physical Infrastructure) está dimensionada de forma a otimizar os investimentos de capital? A eficiência elétrica está otimizada para o data center e dimensionada apropriadamente?

12 23 24 A alta eficiência dos componentes da NCPI (Network-Critical Physical Infrastructure) foi incluída no projeto? Os custos de manutenção de longo prazo foram minizados? 6.4 A melhor estratégia Para otimizar esses três vetores, uma estratégia de sucesso comprovado é adotar a padronização por módulos. Com instalações modulares e expansíveis, a infra-estrutura de TI pode acompanhar a demanda dos data centers e ao mesmo tempo garantir a disponibilidade e a agilidade, sem elevar o TCO. Assim, estarão contribuindo substancialmente para a geração de mais valor para os negócios. 7. TIPOS DE PRODUTO IDC A operação do Data Center oferece dois tipos de produto: hosting e colocation. No Hosting (hospedagem), o cliente contrata o serviço global do Data Center, ou seja, os servidores, os sistemas, o gerenciamento, monitoramento e suporte técnico. No colocation, o cliente contrata o espaço físico dos racks e a infra-estrutura de energia e de telecomunicação, porém os servidores, os sistemas, o gerenciamento, monitoramento e suporte técnico são fornecidos pelo cliente. Esta relação pode ser flexibilizada e para isto costuma-se estabelecer um contrato com os termos e as condições, definindo claramente o escopo dos serviços de cada lado. Inclui equipamentos de Telecomunicações.

13 CONTRATAÇÃO DE UM DATACENTER 9. A TENDÊNCIA DOS IDC S Um dos aspectos que devem ser observados na contratação de um serviço de DataCenter, é o tipo de acesso que o usuário terá ao servidor do provedor de serviços. O tipo de acesso irá definir por qual método o servidor será acessado em caso de necessidade. Se o co-location for contratado, o acesso é feito pelos funcionários do provedor, localmente. Se o co-location for remoto, o acesso será feito através de softwares de controle remoto que será escolhido pelo usuário. Neste caso o aplicativo de acesso remoto é instalado no servidor pelos funcionários do provedor de serviço. Eventualmente uma ou mais ferramentas podem necessitar de manutenção ou pode haver a necessidade de instalação de novos aplicativos. Nesses casos, o usuário deve solicitar ao provedor do serviço que providencie o que for necessário para a operação. Durante a hospedagem no servidor, o usuário assina um termo constatando a legalidade de todos os softwares instalados em seu servidor. Pode-se observar que através do co-location (locação de um servidor exclusivo do usuário, instalado e operado na estrutura do provedor), o usuário pode se beneficiar de uma série de recursos. Um co-location proporciona alta escalabilidade, ou seja, em caso de necessidade de ampliação dos serviços ou equipamentos, a mesma pode ser feita imediatamente, com monitoramento 24 horas por dia e 7 dias por semana (24X7), backup, otimização dos custos de operação e manutenção, rede com alta disponibilidade e carga balanceada. O serviço de IDC (Internet Data Center) é uma terceirização de serviços relacionados a tecnologia e telecomunicação, e também de espaço físico, também conhecido como outsourcing da era da internet. A contratação deste serviço vem crescendo cada vez mais, devido as inúmeras vantagens para empresas de micro a grande porte. Manter uma estrutura de tecnologia atualizada, com links 24/7, segurança tecnológica e física, com guardas, refrigeração, backup, monitoramento, etc. é um investimento extremamente alto e que muitas vezes não vale a pena. "Antigamente toda comunicação era guardada dentro da rede local, pois não era possível acessar a informação remotamente devido à baixa velocidade de transmissão de dados. Hoje, não há diferença de velocidade. Aliás, pode acontecer de a comunicação ser mais rápida se feita por meio de IDCs, já que eles utilizam o que há de mais moderno em tecnologia, conectividade e transmissão " explica Daniel Ligotti, vice-presidente de Internet Data Center da Impsat. O custo do aluguel de um Data Center é extremamente menor, pois todo o custo de infra-estrutura e manutenção é dividido entre outros clientes. Há ainda algumas limitações no Brasil como comenta José Luiz Martins, diretor de e-business da Modem Media. "O IDC é uma ótima solução e o preços praticados também são bons, porém aqui no Brasil ainda não há segurança garantida, pois sofremos com a falta de profissionais altamente qualificados. O IDC ainda não atende a todas as necessidades do cliente - por exemplo, se é muito bom em conectividade, oferece um suporte técnico deficiente ou vice-versa..

14 ALUGUEL DE IDCS Como vimos anteriormente, uma das modalidades de Data Center é o IDC, ou Internet Data Center. Dependendo do tamanho da empresa, pode ser muito vantajoso a locação dos serviços de um Data Center externo, do que a construção de uma estrutura toda para um PDC/IDC. Com a locação de um IDC o contratante fica isento de uma série de preocupações com infra-estrutura, backup, disponibilidade dos dados, contratação de equipe técnica especializada, instalação e manutenção de softwares, etc, dependendo do tipo de plano contratado. acesso remoto, entre outros. Win 2003 incluso. A tabela acima faz uma comparação de custo e recursos entre a líder em hospedagem no Brasil e uma empresa similar nos EUA (Texas). Atualmente o maior link oferecido nos planos tradicionais pela empresa nacional é de 10 Mbps, enquanto a americana oferece até 100 Mbps Alguns Recursos Oferecidos Os valores de aluguel de um serviço Data Center é extremamente variável, principalmente de um país para o outro. No Brasil o custo da locação de uma máquina com link de 2 Mbps no Data Center líder no Brasil é a partir de R$1.200,00 mensais com um contrato de 1 ano e taxa de instalação a partir de R$800,00. Já na cidade de Texas nos Estado Unidos o mesmo servidor com link de 10 Mbps custa a partir de U$ 199,00 com mais recursos que o nacional. Tabela 1: Tabela Comparativa de Aluguel de um IDC Empresa Hardware Link / Limite Características Valor Mensal Trafego Até 15 Sites, e LocaWeb (Brasil) Proc. P4 2.4 Ghz 2x 80 Gb IDE 512 MB Ram 2 Mbps / 300 Gb Proc. P4 2.4 EV1Servers Ghz 10 Mbps / (EUA) 2x 80Gb 1400 Gb 1 Gb Ram 100 caixas postais, licença R$1.200,00 Win 2003 Server não inclusa. Não há limites de sites ou caixas postais. U$189,00 3 Sistemas de R$450,00 painel de aprox. controle e possibilidade de ou Nos dias de hoje, ao optar pela locação de um servidor externo o contratante possuí todos os recursos de acessos físicos e lógicos que ele teria se o seu servidor estivesse na sua própria empresa. O cliente tem hoje um total controle sobre seu servidor onde quer que ele esteja. Tudo pode ser controlado remotamente. Desde a instalação de um software ou a mudança de um papel de parede até um desligar da tomada ou reiniciar. Ele pode ainda agendar troca de peças e upgrades em seu equipamento sem precisar ao menos usar um telefone, e sem parar o seu servidor por um segundo sequer. A maior parte dos Data Centers fornece o gerenciamento pela Web, entretanto há muitos que oferecem o chamado Acesso Remoto. O acesso remoto é um recurso não muito antigo, disponível a partir do Windows XP e 2003 que possibilita o uso e gerenciamento do computador como se o usuário estivesse de frente pra ele. Com a senha de um usuário com permissão, ele pode efetuar qualquer tarefa como se estivesse de frente para seu servidor, com toda a infraestrutura de conexão que o mesmo possuí. Com isso ele pode perfeitamente, gerenciar serviços do Sistema, instalar programas, atualizações, gerenciar diretórios, enfim, tudo o que antes só poderia ser feito de frente para a máquina passa a ser feito remotamente sem diferença alguma.

15 29 30 Figura 5 : Exemplo de acesso Remoto 11. ESTUDO DE CASOS 11.1 Marítima Seguros => Figura 6: Gerenciamento Web do mesmo servidor A esquerda as opções de reiniciar maquina, etc. A direita opções para upgrade do servidor Com 60 anos de atuação, a Marítima Seguros esta entre as 10 maiores seguradoras do país, destacando-se no segmento de automóveis, saúde e riscos especiais. Atualmente conta com 18 mil corretores cadastrados e 14 mil corretores ativos, que participam de programas de treinamento, os quais incluem as novas tendências e novidades sobre os produtos da Marítima e técnicas de venda. Com isso, assegura a disseminação de suas principais características, que privilegiam 750 mil segurados pessoas físicas e jurídicas - com a reposição de seu bem, em casos de sinistro, com prazos recordes em todo o mercado Outsourcing Desde novembro de 2003, o data center da Marítima Seguros esta rodando no Gedas. A empresa mantinha um CPD próprio e trabalhava com diversos fornecedores de hardware e softwares em diferentes ambientes operacionais (OS/390, AIX/Solaris, NT, W2K e Netware). Mesmo assim o data center existente necessitava de melhorias para atender, a contento, as necessidades da empresa. Era preciso o aumento da segurança e da eficiência na área de TI e, ao mesmo tempo, garantir o acesso as tecnologias mais modernas. Um upgrade no parque tecnológico não seria possível sem um vultoso investimento em aquisição de novos equipamentos e aplicativos e na reforma do espaço físico, inadequado para hospedar o CPD. Isso sem contar a contratação e treinamento de pessoal. Uma alternativa difícil para uma companhia que ainda procurava reduzir custos e concentrar o foco em seu próprio core business. Por todos esses motivos, a reforma do data center e a construção de um espaço físico mais adequado foram as primeiras alternativas descartadas. O Colocation em um Data Center com alta qualidade também demandaria investimentos pesados em hardware. Então, o Outsourcing de Data Center surgiu como a opção mais econômica e vantajosa, ao suprir as demandas de

16 31 32 equipamentos e softwares de ultima geração e eliminar a necessidade de mão de obra especializada. Foi quando se deu inicio ao processo de concorrência pelo melhor fornecedor. podemos dizer, que de forma geral, o processo foi um grande sucesso, comemora o gerente, que já mensura um ganho de produtividade de aproximadamente 25%. Ele também percebeu um sensível aumento na eficiência dos processos O Desafio A seleção dos fornecedores, realizada pela Deloitte, foi automatizada. Para a realização deste processo, que demandou cerca de seis meses de trabalho e também envolveu os profissionais de TI da Marítima, a consultoria desenvolveu uma metodologia de planilhas que calculava, automaticamente, as cerca de questões contidas na RPF criada para esta finalidade. As questões foram classificadas por tipo e peso, refletindo na pontuação final dos fornecedores que participaram do processo de seleção. Neste cenário, a gedas, que opera em ambiente bastante completo, com Mainframe e Open com plataforma Risk Intel, foi quem apresentou a melhor proposta de trabalho, afirma Erico Tadashi Yamamoto, superintendente de TI da Marítima Seguros. Alem disso, a empresa foi bastante flexível e transparente na negociação, tornando tudo mais simples e rápido, afirma o superintendente. Mais que um fornecedor, a gedas se mostrou um grande parceiro de negócios. Hoje, o Outsourcing da Marítima já esta na fase de especificação de dos detalhes do SLA( Service Level Agreement). O Framework de SLM( Service Level Management) adotado é o GeNis(Gerenciamento de Níveis de Serviço), desenvolvido pela Gedas e que se baseia nas disciplinas do ITIL, na ferramenta ARSRemedy e nos principais instrumentos de monitoração do mercado. Os módulos ficam disponíveis via WEB, facilitando muito o transito de informações criticas, diz o executivo, que ainda salienta como vantagem a facilidade de monitoração do ambiente. Nosso plano é transformar as métricas do SLA técnico em SLA de negocio, medindo com a maior exatidão possível os impactos para a empresa Economia de 7 Milhões em três anos. A Marítima Seguros conseguiu atingir seus objetivos de adequação e atualização tecnológica sem a necessidade de grandes investimentos e, adicionalmente, prevê a redução de custos na ordem de R$7 milhões em três anos VisaVale Para viabilizar o acordo, com duração de cinco anos, e a implementação, foram investidos outros três meses de trabalho, envolvendo novamente os profissionais de TI da Marítima e, desta vez, também os da Gedas. Alem disso, a Marítima ainda contratou uma acessória jurídica dedicada ao projeto para finalizar a negociação e formalização do contrato de serviços O Sucesso De acordo com Yamamoto, a transição atingiu as expectativas. Como em qualquer transição do porte da que tivemos, houve alguns imprevistos, mas Figura 7 : Logotipo Visa Vale Empresa que está entre os líderes do mercado de refeição-convênio. Os cartões Visa Vale têm aceitação nacional e possuem uma ampla rede eletrônica de refeição e alimentação em todo o país. A empresa provocou uma verdadeira revolução no mercado de vales-benefício e se destaca pela eficiência, praticidade, economia, segurança e alta tecnologia. Dois anos após sua entrada no mercado, a Visa Vale já conta com um efaturamento estimado para o ano de 2005 de R$ 2,6 bilhões. São 2,3 milhões de cartões vendidos, passando a atender mais de 22 mil empresas.

17 Necessidade Um dos objetivos da empresa era incrementar a capacidade de processamento e garantir um ambiente seguro e confiável, por meio da integração da infra-estrutura de TI. A Visa Vale também investiu para ter um ambiente balanceado, que elevasse a satisfação dos usuários em relação à agilidade e tempo de resposta nas consultas de saldo e extrato. necessidade da empresa de investir em novas estruturas de TI e Telecom, disse Sergio Souza, diretor-executivo de operações e tecnologia da Visa Vale Banco Schahin Figura 8 : Logotipo do Banco Schahin: Solução Implementada Com a integração de toda a infra-estrutura de TI e a ampliação de hardware, software, banda, conectividade, storage, banco de dados e segurança, criou-se um ambiente Web com alta disponibilidade, aumentando a qualidade e agilidade dos serviços e solicitações dos clientes. O novo sistema de alta performance, além da disponibilidade, proporciona informações de negócio mais completas, recuperação do banco de dados em até três minutos e risco de parada do ambiente quase nulo (0,01%). Essa ampliação tecnológica da infra-estrutura em software e hardware aumenta a capacidade de processamento em distribuição de carga, além de garantir um ambiente seguro e confiável. Um dos resultados mais claros foi o do SLA (Service Level Agreement), que passou de 99,5% para 99,9% ao ano, o que significa que durante um ano inteiro a rede poderá ficar indisponível por apenas oito horas. Este ambiente balanceado eleva a satisfação dos usuários em relação à agilidade e tempo de resposta nas consultas de saldo e extrato. O Banco Schahin é o braço financeiro do Grupo Schahin. Fundado em 1989, rapidamente obteve destaque no mercado. Ao longo de sua trajetória, o Banco Schahin vem se destacando por sua agilidade, qualidade e resultados alcançados para a instituição e para seus clientes nas áreas em que atua: comercial e de investimento. Estas características, aliadas à excelência empresarial do Grupo Schahin e à capacitação técnica dos seus executivos e profissionais, fazem com que o Banco Schahin seja reconhecido como uma instituição sólida e preparada para atender a todas as necessidades de sua base de clientes Necessidade Quando entrou em contato com a Diveo, o Banco Schahin buscava soluções de Data Center e Telecomunicações que apresentassem um resultado preciso, baseado em pontos fundamentais como segurança e confiabilidade, e que garantissem o maior tempo possível de uptime. As soluções apresentadas pela Diveo foram desenvolvidas para proporcionar uma melhoria gradativa na prestação do serviço de TI e atenderam o objetivo principal do banco: dar confiança ao usuário final e novos clientes por meio de uma estrutura sempre disponível e segura. O projeto é muito importante e coincide com o alinhamento estratégico de excelência operacional. A ampliação do SLA de disponibilidade de sistemas é o principal objetivo da área de infra-estrutura. A Visa Vale está crescendo de forma acelerada e já realiza cerca de 10 milhões de transações por mês, tornando clara a Solução implementada O projeto inicial incluiu a prestação de serviços de hosting no Data Center Diveo, além de soluções em telecomunicações baseadas na utilização da rede

18 35 36 wireless Diveo. Os projetos foram implementados de forma ágil e rápida: o serviço de hosting foi implementado em 30 dias e o de telecomunicações em 15 dias. O projeto foi ampliado e o Banco Schahin, atualmente um dos cinco maiores clientes da Diveo, segue com upgrades de máquinas e aumentando sua capacidade de storage. Hoje as soluções Diveo atendem os projetos Cifra Fácil - portal para financiamento de IPVA, pagamentos de multas e reparos em veículos, Cifra a Jato, cujo público-alvo são os servidores públicos, militares e aposentados, e o Cifra Financeira portal de crédito pessoal Solução Implementada A empresa apostou na modernização da tecnologia e contratou o serviço de colocation gerenciado para hospedagem de servidores Intel de última geração, responsáveis pelo processamento do banco de dados, sistema de busca e pelos acessos ao site institucional, entre outros aplicativos. O projeto desenvolvido em conjunto pela equipe da Diveo e o portal WebMotors também incluiu soluções de back-up, firewall dedicado, monitoramento dos servidores, relatórios de visitação (Webtrends) e IDS Intrusion Detection System serviço de detecção de invasões WebMotors Figura 9 : Logotipo WebMotor Todos os serviços da empresa foram transferidos para um único fornecedor de telecomunicações, tornando o acesso á página da empresa muito mais rápido e eficiente. Criado em 1995, o WebMotors é o maior portal brasileiro no segmento automotivo, com mais de 30% de participação nesse mercado. O portal disponibiliza classificados para venda de veículos, programas de manutenção preventiva veicular e produtos específicos direcionados especialmente às empresas atuantes no segmento automotivo, como fabricantes de veículos e autopeças. Seu conteúdo editorial abrange vários setores do mercado automobilístico, como testes de veículos, reportagens e notícias especializadas Necessidade Devido ao grande número de negócios de compra e venda de veículos por mês, além dos acordos com lojistas e montadoras, o Web Motors necessitava ampliar a segurança e a estabilidade de sua infra-estrutura. O portal precisava de uma tecnologia mais moderna que agilizasse o processamento de seu banco de dados, facilitando as buscas e o acesso ao site: o Webmotors registra, mensalmente, cerca de de visitantes e de pageviews.

19 37 38 CONCLUSÂO O outsourcing não é mais nenhuma novidade para as empresas nem para os profissionais de TI O conceito de contratar empresas tipo Data Center pode ser uma alternativa para que a empresa cresça, pois assim a empresa vai concentra-se no que faz de melhor e entregar a sua área de informática a especialistas; esses ficaram incumbidos de prestarem o melhor serviço possível para o crescimento da empresa. GLOSSÁRIO NCPI - é a base sobre a qual se apóiam o hardware, a rede de comunicação e todos os sistemas por onde circulam informações relevantes para a operação dos negócios. Os elementos de uma NCPI são combinados em um conjunto integrado formado por fontes de energia, cabeamento, racks e mecanismos de segurança e proteção contra fogo. É essencial projetar e implantar os componentes de uma NCPI tendo uma visão do todo, caso contrário o resultado será um ambiente completo e imprevisível que prejudicará o funcionamento e dificultará a administração. Esses tipos de empresas (Data Centers) têm como necessidade fundamental proporcionar as suas contratantes, que os negócios das mesmas estejam funcionando 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias por ano (caso seja um ano bissexto 366 dias), e que os dados das contratantes estejam seguro. Mas porem antes de contratar tais serviços às empresas devem, calcular se tal contrato e lucrável para ela e caso seja, procurar a melhor empresa possível antes de formar qualquer parceria.

20 39 Bibliografia Internet EV1 Servers - LocaWeb - Projeto de Redes Prodeb Bip On Line Aceco T.I. Teleco AllNet - Computer World Links Exatos: -idc.shtm

Administração de CPD Internet Data Center

Administração de CPD Internet Data Center Administração de CPD Internet Data Center Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados a um dos principais tipos

Leia mais

Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC).

Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC). Infra-estrutura de Internet Data Center (IDC) Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC). Pollette Brancato Diretora de

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 2 Arquitetura de Data Center Ambientes Colaborativos A história dos sistemas

Leia mais

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores REPORT 04 e fevereiro de 2013 INFRAESTRUTURA FÍSICA E DATA CENTERS SUMÁRIO Introdução O que são data centers Padrões construtivos para data centers Sistemas a serem considerados na construção de data centers

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 1 Ambiente de Data Center Os serviços de comunicação em banda larga estão mais

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados Página 1 de 10 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÃO PROPOSTA 5 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS INCLUSOS 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS

Leia mais

Hospedagem Virtualizada

Hospedagem Virtualizada Conheça também Desenvolvimento de sistemas Soluções de Segurança Soluções com o DNA da Administração Pública Há 43 anos no mercado, a Prodesp tem um profundo conhecimento da administração pública e também

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA FÍSICA Introdução Recomendações para o controle do acesso físico Política de segurança

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

O custo da infra-estrutura no

O custo da infra-estrutura no O custo da infra-estrutura no projeto de redes de computadores José Maurício dos Santos Pinheiro Professor do Centro Universitário de Volta Redonda UniFOA Professor da Escola Técnica Pandiá Calógeras ETPC

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA

LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA ENTREGA ESPECIAL Na economia globalizada 24/7 de hoje, a logística e a gestão de armazéns eficientes são essenciais para o sucesso operacional. O BEUMER Group possui

Leia mais

Perfil da Empresa Quem somos? Sobre Sistema S.E.N. (BCA) BCA - ASP sistemas é uma empresa com vasta experiência e uma das pioneras no setor de provedor de aplicativos. Nós oferecemos aplicativos fácies

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA Descrição da(s) atividade(s): Indicar qual software integrado de gestão e/ou ferramenta

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO Flávio Luis de Oliveira (flavio@celepar.pr.gov.br) Helio Hamilton Sartorato (helio@celepar.pr.gov.br) Yuri

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

Simplificando a TECNOLOGIA

Simplificando a TECNOLOGIA 3 Simplificando a TECNOLOGIA SEGURANÇA DESENVOLVIMENTO BANCO DE DADOS S O L U Ç Õ ES E M T E C N O L O G I A MISSÃO VISÃO Contribuir com o sucesso dos Clientes através da Ser a melhor provedora de Soluções

Leia mais

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA SERVIÇO DE RESPOSTA A INCIDENTES D Solução de segurança que fornece orientações para o efetivo controle ou correção de ataques externos causados por vulnerabilidades encontradas no ambiente do cliente.

Leia mais

Por que utilizar o modelo ITIL

Por que utilizar o modelo ITIL Por que utilizar o modelo ITIL... O que não é definido não pode ser controlado... O que não é controlado não pode ser medido... O que não é medido não pode ser melhorado Empregado para definir, controlar,

Leia mais

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança.

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança. EMC Consulting Estratégia visionária, resultados práticos Quando a informação se reúne, seu mundo avança. Alinhando TI aos objetivos de negócios. As decisões de TI de hoje devem basear-se em critérios

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Controle e Monitoramento Inteligente dos processos e regras de negócios utilizando a Plataforma Zabbix

Controle e Monitoramento Inteligente dos processos e regras de negócios utilizando a Plataforma Zabbix 1/7 Controle e Monitoramento Inteligente dos processos e regras de negócios utilizando a Plataforma Zabbix Navegue: 1/7 > www.alertasecurity.com.br +55 11 3105.8655 2/7 PERFIL ALERTA SECURITY SOLUTIONS

Leia mais

Auditoria do TCO de redes de

Auditoria do TCO de redes de PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Auditoria do TCO de redes de computadores Prof. José Maurício dos Santos Pinheiro - UGB A infra-estrutura Aspectos para Avaliação: Que tipo de informações são

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

Suporte de alto nível, equipe atualizada e a qualidade dos equipamentos HP.

Suporte de alto nível, equipe atualizada e a qualidade dos equipamentos HP. Suporte de alto nível, equipe atualizada e a qualidade dos equipamentos HP. Av. Paulo VI, 1.922 Perdizes São Paulo - SP Tel.: (11) 3875.1000 www.mpesolucoes.com.br POR QUE CONTRATAR OS SERVIÇOS DA MPE

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP O Pregoeiro da Empresa Maranhense de Administração Portuária - EMAP, designado pela Portaria nº 149/2013-PRE, de 29 de agosto de 2013, em razão de solicitação da empresa

Leia mais

PORTFÓLIO www.imatec.com.br

PORTFÓLIO www.imatec.com.br História A IMATEC foi estabelecida em 1993 com o objetivo de atuar nos segmentos de microfilmagem, digitalização e guarda de documentos e informações, hoje conta com 300 colaboradores, têm em seu quadro,

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

Missão Visão Valores Dedicação aos clientes Foco nos resultados Alto padrão de integridade

Missão Visão Valores Dedicação aos clientes Foco nos resultados Alto padrão de integridade 2014 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA QUEM SOMOS Missão Nossa missão é fornecer consultoria especializada e solução inteligente para nossos clientes. Levando satisfação e confiança, gerando assim, uma parceria

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12)

MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12) MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12) As siglas MRP, MRP II e ERP são bastante difundidas e significam: MRP Materials Requirements Planning Planejamento das Necessidades de Materiais; MRP II Resource

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA A ALOG A ALOG provê e gerencia ambientes de colocation, hosting e cloud computing de alta complexidade e é o primeiro

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

Excelência em Metodologia de Helpdesk

Excelência em Metodologia de Helpdesk Excelência em Metodologia de Helpdesk O IntraDesk foi desenvolvido com base nas melhores práticas conhecidas de Helpdesk, indicadas por organizações como o Gartner Group e o Helpdesk Institute, que, aliadas

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight

Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight CUSTOMER SUCCESS STORY Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Empresa: Scitum Funcionários: 450+ EMPRESA Empresa

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. ERPFlex Software de Gestão Empresarial. Sumário SOBRE A LOCAWEB SOLUÇÃO PROPOSTA CONDIÇÕES COMERCIAIS PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES

PROPOSTA COMERCIAL. ERPFlex Software de Gestão Empresarial. Sumário SOBRE A LOCAWEB SOLUÇÃO PROPOSTA CONDIÇÕES COMERCIAIS PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES PROPOSTA COMERCIAL ERPFlex Software de Gestão Empresarial Sumário SOBRE A LOCAWEB SOLUÇÃO PROPOSTA CONDIÇÕES COMERCIAIS PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES IMPLEMENTAÇÃO 2 4 5 5 5 Sobre a Locaweb A Locaweb é líder

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE Perfil O Grupo Teksid é o maior em fundição de autopeças do mundo, com capacidade produtiva

Leia mais

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. A Union IT... 3 2. A importância de gerenciar dinamicamente infra-estrutura,

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo Migração de sistemas antigos Avançando para um futuro competitivo A automação e controle é um dos mais importantes investimentos para garantir o sucesso da manufatura de qualquer indústria. Porém, por

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER Sobre a AbsamHost A AbsamHost atua no mercado de hosting desde 2008, fornecendo infraestrutura de data center a diversas empresas no Brasil e no mundo. Focada em servidores

Leia mais

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 a computação na nuvem está presente em todos os lugares e está crescendo 72% das empresas

Leia mais

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441 1 2 1) Proposta Comercial 2) Cases 3) Apresentação Eyenet 3 Objetivos do Projeto Construir uma intranet, oferecendo aos gestores, uma ferramenta web de fácil atualização de conteúdos, tornando-o um meio

Leia mais

Outsourcing. A solução para hospedagem da SoftExpert.

Outsourcing. A solução para hospedagem da SoftExpert. Outsourcing A solução para hospedagem da SoftExpert. BENEFÍCIOS A SoftExpert oferece a seus clientes a possibilidade de Hospedagem em um Data Center com características, padrões de segurança e disponibilidade

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor]

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Data Gerador do documento: Gerente de Negociação: Versões Versão Data Revisão Autor Aprovação (Ao assinar abaixo, o cliente concorda com todos os

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

Proposta de Avaliação de Empresas para o uso do SAAS

Proposta de Avaliação de Empresas para o uso do SAAS 1 INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Gestão e Tecnologia da Informação/ IFTI 1402 Turma 25 09 de abril de 2015 Proposta de Avaliação de Empresas para o uso do SAAS Raphael Henrique Duarte

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

Programa de Serviços

Programa de Serviços Programa de Serviços Um Parceiro da Heidelberg Sucesso e segurança para o convertedor de rótulos A maior diversidade de substrato. Um marca de qualidade emerge: um sistema de máquina Gallus garante a mais

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo

Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo Franklin Xavier Klabin, São Paulo, SP/Brasil. Used with permission. Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo Geral Executiva Nome da Portnet Informática Equipamentos Indústria

Leia mais

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Para muitas organizações, a rápida proliferação das tecnologias para o usuário final tem demonstrado uma ambigüidade em seus

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Scania Serviços. Serviços Scania.

Scania Serviços. Serviços Scania. Serviços Scania Scania Serviços. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar Tudo bem do o que seu o Scania, você precisa em um para só lugar. cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Sumário 1. Quem somos 2. Nossa missão 3. O que fazemos 4. Internet 5. Service-Desk 6. Outsourcing de Impressão 7. Nossos principais Clientes 1. Quem somos Atuando a mais de 8 anos

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

DISASTER RECOVERY PLAN. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

DISASTER RECOVERY PLAN. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com DISASTER RECOVERY PLAN Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com 1. Introdução O principal objetivo de um plano de continuidade de negócios (BCP Business Continuity Plan) é garantir a operação

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional. Tecnologia. Tecnologia. Tecnologia 29/07/2009

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional. Tecnologia. Tecnologia. Tecnologia 29/07/2009 Núcleo de Pós Graduação Pitágoras A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Professor: Fernando Zaidan Agosto - 2009 Tecnologia

Leia mais

Organização de arquivos e pastas

Organização de arquivos e pastas Organização de arquivos e pastas Pasta compara-se a uma gaveta de arquivo. É um contêiner no qual é possível armazenar arquivos. As pastas podem conter diversas subpastas. Definir a melhor forma de armazenamento

Leia mais

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONCESSÃO ADMINISTRATIVA PARA DESENVOLVIMENTO, IMPLANTAÇÃO, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E GERENCIAMENTO DA SOLUÇÃO GRP DO MUNICÍPIO

Leia mais

Consultoria em TI e Tecnologia Web. www.inftecweb.com

Consultoria em TI e Tecnologia Web. www.inftecweb.com Consultoria em TI e Tecnologia Web www.inftecweb.com A InfTecWeb é a parceira ideal em TI para que o seu negócio cresça ainda mais. Oferecendo serviços de consultoria e projetos de redes (Hardware e Software),

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais