PLANO DE CONTAS REFERENCIAL ECD-ECF EMPRESAS EM GERAL (L100A)- CONTAS PATRIMONIAS (Dt.Inicio: 01/01/14) Número Conta Descrição (Nome da Conta) Ord

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE CONTAS REFERENCIAL ECD-ECF EMPRESAS EM GERAL (L100A)- CONTAS PATRIMONIAS (Dt.Inicio: 01/01/14) Número Conta Descrição (Nome da Conta) Ord"

Transcrição

1 PLANO DE CONTAS REFERENCIAL ECD-ECF EMPRESAS EM GERAL (L100A)- CONTAS PATRIMONIAS (Dt.Inicio: 01/01/14) Número Conta Descrição (Nome da Conta) Ord TipoConta SuperiorGrau Nat 1 ATIVO 1 S ATIVO CIRCULANTE 2 S DISPONIBILIDADES 3 S CAIXA GERAL 4 S Caixa Matriz 5 A Caixa Filiais 6 A DEPÓSITOS BANCÁRIOS À VISTA 7 S Bancos Conta Movimento - No País 8 A Bancos Conta Movimento - No Exterior 9 A NUMERÁRIOS EM TRÂNSITO 10 S Numerários em Trânsito 11 A VALORES MOBILIÁRIOS - NÃO HEDGE - NO PAÍS 12 S Títulos para Negociação - Mensurados a Valor Justo Por Meio do Resultado (VJPR)- No País 13 A Títulos Disponíveis para Venda - No País 14 A Títulos Mantidos até o Vencimento - No País 15 A Debêntures Emitidas por Partes Relacionadas - No País 16 A Debêntures Emitidas por Partes Não Relacionadas - No País 17 A Outros Empréstimos e Recebíveis - No País 18 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Valores Mobiliários - No País 19 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Valores Mobiliários - No País 20 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Valores Mobiliários Não Hedge -No País 21 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários Não Hedge - No País 22 A VALORES MOBILIÁRIOS - HEDGE - NO PAÍS 23 S Derivativos - Hedge Valor Justo - No País 24 A Derivativos - Hedge Fluxo de Caixa - No País 25 A Derivativos - Hedge Investimento no Exterior - No País 26 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Valores Mobiliários Hedge - No País 27 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários Hedge - No País 28 A VALORES MOBILIÁRIOS - NÃO HEDGE - NO EXTERIOR 29 S Títulos para Negociação - Mensurados a Valor Justo por Meio de Resultado (VJPR)- No Exterior 30 A Títulos Disponíveis para Venda - No Exterior 31 A Títulos Mantidos até o Vencimento - No Exterior 32 A Debêntures emitidas por Partes Relacionadas - No Exterior 33 A Debêntures emitidas por Partes Não Relacionadas - No Exterior 34 A Outros Empréstimos e Recebíveis - No Exterior 35 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Valores Mobiliários - No Exterior 36 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Valores Mobiliários - No Exterior 37 A

2 Subconta - Ajuste a Valor Justo - Não Hedge - No Exterior 38 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários Não Hedge - No Exterior 39 A VALORES MOBILIÁRIOS - HEDGE - NO EXTERIOR 40 S Derivativos - Hedge Valor Justo - No Exterior 41 A Derivativos - Hedge Fluxo de Caixa - No Exterior 42 A Derivativos - Hedge Investimento no Exterior - No Exterior 43 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Valores Mobiliários Hedge - No Exterior 44 A RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPORTAÇÃO 45 S Recursos no Exterior Decorrentes de Exportação 46 A OUTRAS DISPONIBILIDADES 47 S Outras Disponibilidades 48 A CRÉDITOS 49 S ADIANTAMENTOS 50 S Adiantamentos a Fornecedores - no País Circulante 51 A Adiantamentos a Fornecedores - no Exterior Circulante 52 A Adiantamentos a Funcionários Circulante 53 A Adiantamentos a Terceiros Circulante 54 A Outros Adiantamentos Circulante 55 A DUPLICATAS A RECEBER 56 S Duplicatas a Receber - Operações com Partes Não Relacionadas - no País 57 A Duplicatas a Receber - Operações com Partes Não Relacionadas - no Exterior 58 A Duplicatas a Receber - Operações com Partes Relacionadas - no País 59 A Duplicatas a Receber - Operações com Partes Relacionadas - no Exterior 60 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste da Valor Presente (AVP) Duplicatas a Receber 61 A (-) Perdas Estimadas em Créditos de Liquidação Duvidosa - Duplicatas a Receber 62 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Duplicatas a Receber 63 A Subconta Adoção Inicial - Duplicatas a Receber 64 A TRIBUTOS A RECUPERAR 65 S IPI a Recuperar 66 A ICMS a Recuperar 67 A PIS a Recuperar - Crédito Básico 68 A PIS a Recuperar - Crédito Presumido 69 A COFINS a Recuperar - Crédito Básico 70 A COFINS a Recuperar - Crédito Presumido 71 A CIDE a Recuperar 72 A Outros Impostos e Contribuições a Recuperar 73 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Tributos a Recuperar 74 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Tributos a Recuperar 75 A TRIBUTOS A COMPENSAR 76 S

3 Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) 77 A IRPJ Recolhido por Estimativa 78 A IRPJ Saldo Negativo 79 A CSLL Retida na Fonte 80 A CSLL Recolhida por Estimativa 81 A CSLL Saldo Negativo 82 A PIS/PASEP Retido na Fonte 83 A PIS/PASEP a Compensar 84 A COFINS Retida na Fonte 85 A COFINS a Compensar 86 A IPI a Compensar 87 A IOF a Compensar 88 A Imposto de Importação a Compensar 89 A Imposto de Exportação a Compensar 90 A ITR a Compensar 91 A CIDE a Compensar 92 A Contribuição Previdenciária Retida na Prestação de Serviços 93 A Contribuição Previdenciária a Compensar 94 A Outros Tributos a Compensar 95 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Tributos a Compensar 96 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Tributos a Compensar 97 A OUTROS CRÉDITOS CIRCULANTE 98 S Mútuos com Partes Não Relacionadas Circulante - No País 99 A Mútuos com Partes Não Relacionadas Circulante - No Exterior 100 A Dividendos a Receber - Circulante - No País 101 A Dividendos a Receber - Circulante - No Exterior 102 A Juros Sobre o Capital Próprio a Receber - Circulante 103 A Adiantamento para Futuro Aumento de Capital Ativo- Circulante 104 A Outros Juros a Receber - Circulante 105 A Contraprestação Contingente Ativa - Combinação de Negócios - Circulante 106 A Demais Créditos a Receber - Circulante 107 A Direitos Creditórios Cedidos 108 A (-) Deságio na Cessão de Títulos 109 A Direitos Creditórios a Receber 110 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Outros Créditos - Circulante 111 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Outros Créditos - Circulante 112 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Outros Créditos - Circulante 113 A ESTOQUES 114 S ESTOQUES DE MERCADORIAS 115 S

4 Mercadorias para Revenda 116 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Mercadorias 117 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Estoque Mercadorias 118 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Mercadorias 119 A Subconta Adoção Inicial - Estoques de Mercadorias 120 A ESTOQUES DE PRODUTOS 121 S Insumos (materiais diretos) 122 A Outros Materiais 123 A Produtos em Elaboração 124 A Produtos Acabados 125 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Produtos 126 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Estoque de Produtos 127 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque de Produtos 128 A Subconta Adoção Inicial - Estoques de Produtos 129 A ESTOQUES - ATIVIDADE IMOBILIÁRIA 130 S Terrenos - Atividade Imobiliária 131 A Imóveis Adquiridos para Revenda - Atividade Imobiliária 132 A Obras em Andamento - Atividade Imobiliária 133 A Imóveis à Venda - Atividade Imobiliária 134 A Construções em Andamento de Imóveis Destinados à Venda 135 A Materiais de Construção - Atividade Imobiliária 136 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Atividade Imobiliária 137 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Atividade Imobiliária 138 A Subconta Adoção Inicial - Estoques Atividade Imobiliária 139 A ESTOQUES - LONGA MATURAÇÃO 140 S Insumos (materiais diretos) - Estoque Longa Maturação 141 A Outros Materiais - Estoque Longa Maturação 142 A Produtos em Elaboração - Estoque Longa Maturação 143 A Produtos Acabados - Estoque Longa Maturação 144 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Longa Maturação 145 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Estoque Longa Maturação 146 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Longa Maturação 147 A Subconta Adoção Inicial - Estoques Longa Maturação 148 A ESTOQUES - ATIVIDADE RURAL 149 S Produtos Agropecuários de Origem Animal 150 A Produtos Agropecuários de Origem Vegetal 151 A Insumos Agropecuários 152 A Outros Materiais - Atividade Rural 153 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Atividade Rural 154 A

5 Subconta - Ajuste a Valor Justo - Estoque Atividade Rural 155 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Atividade Rural 156 A Subconta Adoção Inicial - Estoques Atividade Rural 157 A ESTOQUES SERVIÇOS 158 S Materiais Aplicados na Produção de Serviços 159 A Serviços em Andamento 160 A Serviços Acabados 161 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoque Serviços 162 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Estoque Serviços 163 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Serviços 164 A ESTOQUES (OUTROS) 165 S Material em Almoxarifado 166 A Material Destinado à Destruição 167 A Sucata 168 A Outros Estoques 169 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Estoques Outros 170 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Estoque Outros 171 A DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE 172 S DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE 173 S Alugueis Pagos Antecipadamente 174 A Prêmios de Seguros a Apropriar 175 A Encargos Financeiros a Apropriar 176 A Outros Custos e Despesas Pagos Antecipadamente 177 A ATIVO BIOLÓGICO - CIRCULANTE 178 S ATIVO BIOLÓGICO AVALIADO PELO VALOR JUSTO - CIRCULANTE 179 S Ativo Biológico Consumível - Origem Animal Pelo Valor Justo 180 A Ativo Biológico Consumível - Origem Vegetal Pelo Valor Justo 181 A Subconta - Ajuste a Valor Justo (AVJ) Ativos Biológicos Consumíveis Pelo Valor Justo - Circulante 182 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Ativos Biológicos Pelo Valor Justo - Circulante 183 A Subconta Adoção Inicial - Ativo Biologico 184 A ATIVO BIOLÓGICO AVALIADO PELO CUSTO - CIRCULANTE 185 S Ativo Biológico Consumível - Origem Animal - Pelo Custo 186 A Ativo Biológico Consumível - Origem Vegetal - Pelo Custo 187 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Ativos Biológicos Consumível - Pelo Custo 188 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Ativos Biológicos Consumíveis - Pelo Custo 189 A ATIVO NÃO CIRCULANTE MANTIDO PARA VENDA 190 S ATIVO NÃO CIRCULANTE MANTIDO PARA VENDA 191 S Ativo Não Circulante Mantido Para Venda 192 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impaiment)- Ativo Não Circulante Mantido para Venda 193 A

6 Subconta - Ajuste a Valor Justo Ativo Não Circulante Mantido para Venda 194 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Ativo Não Circulante Mantido para Venda 195 A Subconta Adoção Inicial - Ativo Não circulante Mantido para Venda 196 A ATIVO NÃO CIRCULANTE 197 S REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 198 S CRÉDITOS E VALORES - LONGO PRAZO 199 S Clientes - Longo Prazo 200 A Mútuos com Partes Não Relacionadas - Ativo- Longo Prazo 201 A Mútuos com Partes Relacionadas - Ativo - Longo Prazo 202 A Adiantamento para Futuro Aumento de Capital - Ativo - Longo Prazo 203 A Títulos Patrimoniais Avaliados pelo Custo - Longo Prazo 204 A Contraprestação Contingente Ativa - Combinação de Negócios Longo Prazo 205 A Outros Valores Mobiliários - No Exterior - Longo Prazo 206 A (-) Outras Contas Retificadoras Créditos e Valores - Longo Prazo 207 A Direitos Creditórios Cedidos Longo Prazo 208 A (-) Deságio na Cessão de Títulos Longo Prazo 209 A Direitos Creditórios a Receber Longo Prazo 210 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Créditos Longo Prazo 211 A (-) Perdas Estimadas em Créditos de Liquidação Duvidosa Longo Prazo 212 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Créditos e Valores - Longo Prazo 213 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Créditos Longo Prazo 214 A Subconta Adoção Inicial - Créditos e Valores Longo Prazo 215 A VALORES MOBILIÁRIOS - NO PAÍS 216 S Títulos para Negociação - No País - Longo Prazo 217 A Títulos Disponíveis para Venda - No País - Longo Prazo 218 A Títulos Mantidos até o Vencimento - No País - Longo Prazo 219 A Debêntures Emitidas por Partes Relacionada - No País - Longo Prazo 220 A Debêntures Emitidas por Partes Não Relacionada - No País - Longo Prazo 221 A Outros Empréstimos e Recebíveis No País - Longo Prazo 222 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Valores Mobiliários No País - Longo Prazo 223 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Valores Mobiliários - No País - Longo Prazo 224 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Valores Mobiliários No País - Longo Prazo 225 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários - No País Longo Prazo 226 A VALORES MOBILIÁRIOS - NO EXTERIOR 227 S Títulos para Negociação - No Exterior - Longo Prazo 228 A Títulos Disponíveis para Venda - No Exterior - Longo Prazo 229 A Títulos Mantidos até o Vencimento - No Exterior - Longo Prazo 230 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Valores Mobiliários No Exterior - Longo Prazo 231 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Valores Mobiliário - No Exterior - Longo Prazo 232 A

7 Subconta - Ajuste a Valor Justo Valores Mobiliários No Exterior - Longo Prazo 233 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários - No Exterior Longo Prazo 234 A ATIVOS FISCAIS DIFERIDOS - LONGO PRAZO 235 S Créditos Fiscais CSLL - Diferenças Temporárias e Base de Cálculo Negativa - Longo Prazo 236 A Créditos Fiscais IRPJ - Diferenças Temporárias e Prejuízos Fiscais - Longo Prazo 237 A CRÉDITOS EM CONTENCIOSO - LONGO PRAZO 238 S Depósitos em Contencioso - Longo Prazo 239 A Outros Créditos em Contencioso - Longo Prazo 240 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Créditos em Contencioso Longo Prazo 241 A DESPESAS PAGAS ANTECIPADAMENTE - LONGO PRAZO 242 S Alugueis pagos Antecipadamente - Longo Prazo 243 A Prêmios de Seguros a Apropriar - Longo Prazo 244 A Encargos Financeiros a Apropriar Longo Prazo 245 A Outros Custos e Despesas Pagos Antecipadamente - Longo Prazo 246 A ATIVO BIOLÓGICO - LONGO PRAZO 247 S Ativo Biológico Consumível - Origem Animal - Pelo Valor Justo - Longo Prazo 248 A Ativo Biológico Consumível - Origem Vegetal - Pelo Valor Justo - Longo Prazo 249 A Ativo Biológico Consumível - Origem Animal - Pelo Custo - Longo Prazo 250 A Ativo Biológico Consumível - Origem Vegetal - Pelo Custo - Longo Prazo 251 A (-) Perdas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Ativos Biológicos Consumível Longo Prazo 252 A Subconta - Ajuste a Valor Justo (AVJ) Ativos Biológicos - Longo Prazo 253 A Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Ativos Biológicos - Longo Prazo 254 A Subconta Adoção Inicial Ativo Biológico Longo Prazo 255 A INVESTIMENTOS 256 S PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM SOCIEDADES - NO PAÍS 257 S Participações Permanentes em Controladas - no País 258 A Participações Permanentes em Coligadas - no País 259 A Participações Permanentes em Joint Ventures e Sociedades de Propósito Específico (SPE)- no País 260 A Participações Permanentes em Outras Sociedades do Mesmo Grupo ou Controle Comum - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial 261 A (MEP) no País Participações em Sociedades em Conta de Participação (SCP)- Sócio Ostensivo - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP) no A País Participações em Sociedades em Conta de Participação (SCP)- Sócio Participante - no País 263 A Goodwill em Investimentos - no País 264 A Mais Valia em Investimentos - no País 265 A (-) Menos Valia em Investimentos - no País 266 A Ágios em Investimentos Gerados até 31/12/ no País 267 A (-) Deságios em Investimentos Gerados até 31/12/ no País 268 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Controladas -no País 269 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Coligadas -no País 270 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Joint Ventures -no País 271 A

8 (-) Lucros a Apropriar em Vendas com outras sociedades - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP)- no País 272 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment) de Participações Permanentes Avaliadas pelo Método de Equivalência 273 APatrimonial no País (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment) do Goodwill em Investimentos - no País 274 A Subconta - Ajuste a Valor Justo (AVJ) Reflexo - Ganho ou Perda na Investida 275 A Subconta - Ajuste a Valor Justo (AVJ) de Subscrição de Capital - Ganho ou Perda de Capital 276 A (-) Subconta - Ajuste a Valor Presente (AVP) de Participação Societária 277 A Subconta - Mais Valia da Participação Anterior - Estágios 278 A (-) Subconta - Menos Valia da Participação Anterior - Estágios 279 A Subconta - Goodwill da Participação Anterior - Estágios 280 A Subconta - Variação de Mais Valia da Participação Anterior - Estágios 281 A (-) Subconta - Variação de Menos Valia da Participação Anterior - Estágios 282 A Subconta - Variação de Goodwill da Participação Anterior - Estágios 283 A PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM SOCIEDADES - NO EXTERIOR 284 S Participações Permanentes em Controladas - no Exterior 285 A Subconta - Tributação em Base Universais (TBU)- Controladas Diretas - No Exterior 286 A Subconta - Tributação em Base Universais (TBU)- Controladas Indiretas - no Exterior 287 A Participações Permanentes em Coligadas - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP)- no Exterior 288 A Participações Permanentes em Joint Ventures - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP)- no Exterior 289 A Participações Permamentes em Outras Sociedades do Mesmo Grupo ou Controle Comum - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial 290 A (MEP) no Exterior Goodwill em Investimentos - no Exterior 291 A Mais Valia em Investimentos - no Exterior 292 A (-) Menos Valia em Investimentos - no Exterior 293 A Ágios em Investimentos Gerados até 31/12/ no Exterior 294 A (-) Deságios em Investimentos Gerados até 31/12/ no Exterior 295 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Controladas - no Exterior 296 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Coligadas - no Exterior 297 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com Joint Ventures - no Exterior 298 A (-) Lucros a Apropriar em Vendas com outras sociedades - Avaliadas pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP)- no Exterior 299 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment) em Participações Permanentes Avaliadas pelo Método de Equivalência 300 APatrimonial (MEP) - 5no 1Exterior (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment) do Goodwill em Investimentos - no Exterior 301 A PROPRIEDADES PARA INVESTIMENTO 302 S Imóveis Próprios em Construção - Propriedades para Investimento 303 A Imóveis Próprios Pelo Custo - Propriedades para Investimento 304 A Imóveis Próprios Valor Justo - Propriedades para Investimento 305 A Imóveis Objeto de Leasing Financeiro Propriedades para Investimento 306 A (-) Depreciação Acumuladas Propriedades para Investimento 307 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Propriedades para Investimento 308 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Propriedades para Investimentos. 309 A Subconta - Ajuste Valor Justo Depreciação Acumulada Propriedade para Investimento 310 A

9 (-) Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Propriedades para Investimento 311 A Subconta - Ajuste Valor Presente Depreciação Acumulada - Propriedades para Investimento 312 A Subconta Adoção Inicial Propriedades para Investimento 313 A Subconta Adoção Inicial Depreciação Acumulada - Propriedades para Investimento 314 A Subconta Adoção Inicial - Taxa de Depreciação Diferente - Propriedades para Investimento 315 A OUTROS INVESTIMENTOS PERMANENTES 316 S Investimentos Decorrentes de Incentivos Fiscais 317 A Outros Investimentos Permanentes 318 A (-) Outras Contas Retificadoras 319 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Outros Investimentos Permanentes 320 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável de Outros Investimentos 321 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Outros Investimentos Permanentes 322 A Subconta Adoção Inicial - Outros Investimentos Permanentes 323 A IMOBILIZADO 324 S IMOBILIZADO - AQUISIÇÃO 325 S Terrenos 326 A Edifícios e Construções 327 A Construções em Andamento - Imóvel Próprio 328 A Outras Imobilizações em Andamento 329 A Benfeitorias em Imóveis de Terceiros 330 A Máquinas, Equipamentos e Instalações Industriais 331 A Móveis, Utensílios e Instalações Comerciais 332 A Veículos 333 A Embarcações 334 A Aeronaves 335 A Recursos Minerais 336 A Dutos e Tubulações 337 A Linhas de Transmissão Elétrica 338 A Antenas e Torres de Transmissão 339 A Máquinas Empregadas na Atividade Rural 340 A Tratores e Demais Veículos Empregados na Atividade Rural 341 A Outras Imobilizações por Aquisição 342 A (-) Depreciação Acumulada - Imobilizado 343 A (-) Amortização Acumulada - Imobilizado 344 A (-) Exaustão Acumulada - Imobilizado 345 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Imobilizado 346 A (-) Subconta - Ajuste Valor Presente Imobilizado 347 A Subconta - Ajuste Valor Presente Depreciação Acumulada - Imobilizado 348 A Subconta - Ajuste Valor Presente Amortização Acumulada - Imobilizado 349 A

10 Subconta - Ajuste Valor Presente Exaustão Acumulada - Imobilizado 350 A Subconta Adoção Inicial - Imobilizado 351 A Subconta Adoção Inicial Depreciação Acumulada - Imobilizado 352 A Subconta Adoção Inicial Amortização Acumulada - Imobilizado 353 A Subconta Adoção Inicial Exaustão Acumulada - Imobilizado 354 A Subconta Adoção Inicial Taxa Depreciação Diferente - Imobilizado 355 A IMOBILIZADO LEASING FINANCEIRO 356 S Veículos 357 A Embarcações 358 A Aeronaves 359 A Máquinas, Equipamentos e Instalações Industriais 360 A Móveis, Utensílios e Instalações Comerciais 361 A Imóveis 362 A Outras Imobilizações por Arrendamento 363 A (-) Depreciação Acumulada - Imobilizado -Leasing Financeiro 364 A (-) Amortização Acumulada - Imobilizado -Leasing Financeiro 365 A (-) Exaustão Acumulada - Imobilizado -Leasing Financeiro 366 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Imobilizado - Leasing Financeiro 367 A ATIVO BIOLÓGICO - DE PRODUÇÃO 368 S Ativo Biológico de Produção - Origem Animal Pelo Valor Justo 369 A Ativo Biológico de Produção - Origem Vegetal Pelo Valor Justo 370 A Ativo Biológico de Produção - Origem Animal Pelo Custo 371 A Ativo Biológico de Produção - Origem Vegetal - Pelo Custo 372 A (-) Depreciação Acumulada Ativos Biológicos de Produção 373 A (-) Exaustão Acumulada Ativos Biológicos de Produção 374 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Ativos Biológicos de Produção 375 A Subconta - Ajuste a Valor Justo (AVJ) Ativos Biológicos de Produção 376 A (-) Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Ativos Biológicos de Produção 377 A Subconta - Ajuste Valor Presente Depreciação Acumulada - Ativos Biológicos de Produção 378 A Subconta - Ajuste Valor Presente Exaustão Acumulada - Ativos Biológicos de Produção 379 A Subconta Adoção Inicial - Ativos Biológicos de Produção 380 A Subconta Adoção Inicial Depreciação Acumulada Ativo Biológico de Produção 381 A Subconta Adoção Inicial Exaustão Acumulada Ativo Biológico de Produção 382 A Subconta Adoção Inicial Taxa Depreciação Diferente - Ativos Biológicos de Produção 383 A OUTROS IMOBILIZADOS 384 S Imobilizados Recebidos em Subvenções Governamentais 385 A (-) Redutoras de Imobilizados Recebidos em Subvenções Governamentais 386 A Outros Imobilizados 387 A (-) Outras Contas Redutoras do Imobilizado 388 A

11 (-) Outras Depreciações, Amortizações e Quotas de Exaustão Acumuladas 389 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Outros Imobilizados 390 A (-) Subconta - Ajuste Valor Presente Imobilizado 391 A Subconta - Ajuste Valor Presente Depreciação Acumulada 392 A Subconta Adoção Inicial - Outros Imobilizados 393 A Subconta Adoção Inicial Depreciação, Amort., Exaustão Acumulada Outros Imobilizados 394 A Subconta Adoção Inicial Amortização Acumulada - Intangível 395 A Subconta Adoção Inicial Taxa Depreciação Diferente - Outros Imobilizados 396 A INTANGÍVEL 397 S ATIVOS INTANGÍVEIS 398 S Marcas 399 A Patentes e Segredos Industriais 400 A Direitos de Exploração de Serviços Públicos 401 A Direitos de Exploração de Recursos Florestais 402 A Direitos de Exploração de Recursos Minerais 403 A Direitos de Exploração de Recursos Hídricos 404 A Direitos Autorais 405 A Patrimônio Cultural 406 A Fundo de Comércio 407 A Software ou Programas de Computador 408 A Contratos de Aluguel 409 A Contratos de Franquias 410 A Desenvolvimento de Produtos ou Serviços 411 A Direito Readquirido 412 A Leasing Operacional Contratado pela Adquirida em Condições Mais Favoráveis 413 A Intangíveis Não Reconhecidos na Adquirida 414 A Intangíveis Recebidos em Subvenções Governamentais 415 A (-) Redutora de Intangíveis Recebidos em Subvenções Governamentais 416 A (-) Amortização Acumulada - Intangível 417 A Goodwill Intangível 418 A Outros Intangíveis 419 A (-) Outras Contas Redutoras do Intangível 420 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Intangível 421 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment) do Goodwill - Intangível 422 A (-) Subconta Ajuste a Valor Presente (AVP)- Intangível 423 A Subconta - Ajuste Valor Presente Amortização Acumulada - Intangível 424 A Subconta Adoção Inicial - Intangível 425 A DIFERIDO 426 S ATIVO DIFERIDO 427 S

12 Despesas Pré-Operacionais ou Pré-Industriais - Ativo Diferido 428 A Despesas com Pesquisas Científicas ou Tecnológicas - Ativo Diferido 429 A Demais Aplicações em Despesas Amortizáveis - Ativo Diferido 430 A (-) Amortização Acumulada - Ativo Diferido 431 A (-) Perdas Estimadas por Redução ao Valor Recuperável (Impairment)- Ativo Diferido 432 A Subconta Adoção Inicial Ativo Diferido 433 A PASSIVO 434 S PASSIVO CIRCULANTE 435 S OBRIGAÇÕES DO CIRCULANTE 436 S BENEFÍCIOS E ENCARGOS SOCIAIS - CIRCULANTE 437 S Salários e Remunerações a Pagar 438 A Participações no Resultado a Pagar 439 A INSS a Recolher 440 A FGTS a Recolher 441 A Benefícios Não Monetários 442 A Benefícios Pós-Emprego 443 A Outros Benefícios de Curto Prazo 444 A Benefícios Rescisórios 445 A Demais Encargos a Recolher 446 A FORNECEDORES CIRCULANTE 447 S Fornecedores - Operações com Partes Não Relacionadas - No País Circulante 448 A Fornecedores - Operações com Partes Não Relacionadas - No Exterior Circulante 449 A Fornecedores - Operações com Partes Relacionadas - No País Circulante 450 A Fornecedores - Operações com Partes Relacionadas - No Exterior Circulante 451 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Fornecedores Circulante 452 A Subconta Adoção Inicial - Fornecedores - Circulante 453 A CONTAS A PAGAR CIRCULANTE 454 S Adiantamentos de Clientes - no País 455 A Adiantamentos de Clientes - no Exterior 456 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Contas a Pagar - Circulante 457 A Subconta Adoção Inicial - Contas a Pagar - Circulante 458 A EMPRÉSTIMOS OU FINANCIAMENTOS CIRCULANTE 459 S Duplicatas Descontadas 460 A Empréstimos ou Financiamentos - no País - Circulante 461 A Empréstimos ou Financiamentos - no Exterior Circulante 462 A Adiantamentos de Contrato de Câmbio 463 A Arrendamento Mercantil - no País Circulante 464 A Arrendamento Mercantil - no Exterior - Circulante 465 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Empréstimos e Financiamentos - Circulante 466 A

13 Subconta Adoção Inicial - Empréstimos e Financiamentos - Circulante 467 A OBRIGAÇÕES FISCAIS CIRCULANTE 468 S IRRF a Recolher 469 A IPI a Recolher 470 A ICMS a Recolher 471 A PIS a Recolher 472 A COFINS a Recolher 473 A IOF a Recolher 474 A CIDE a Recolher 475 A Tributos Municipais a Recolher 476 A Parcelamentos Especiais a Recolher - Tributos Federais Circulante 477 A Parcelamentos Especiais a Recolher - Tributos Estaduais e Municipais Circulante 478 A Contribuição a Recolher - Desoneração da Folha de Pagamento 479 A Outros Tributos a Recolher 480 A VALORES MOBILIÁRIOS HEDGE NO PAÍS 481 S Derivativos - Hedge Valor Justo - No País 482 A Derivativos - Hedge Fluxo de Caixa - No País 483 A Derivativos - Hedge Investimento no Exterior - No País 484 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Valores Mobiliários Hedge - No País 485 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários Hedge - No País 486 A VALORES MOBILIÁRIOS - HEDGE - NO EXTERIOR 487 S Derivativos - Hedge Valor Justo - No Exterior 488 A Derivativos - Hedge Fluxo de Caixa - No Exterior 489 A Derivativos - Hedge Investimento no Exterior - No Exterior 490 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Valores Mobiliários Hedge - No Exterior 491 A Subconta Adoção Inicial - Valores Mobiliários Hedge - No Exterior 492 A TÍTULOS DE DÍVIDA CIRCULANTE 493 S Debêntures a Pagar Circulante 494 A Prêmio na Emissão de Debêntures Circulante 495 A Notas Promissórias a Pagar 496 A Bonds a Pagar 497 A Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI 498 A Certificados de Recebíveis do Agronegócio - CRA 499 A Outros Títulos de Dívida a Pagar Pelo Custo Amortizado - Circulante 500 A (-) Custos a Amortizar Títulos de Dívida - Circulante 501 A Outros Títulos de Dívida a Pagar Pelo Pelo Valor Justo(VJPR) - Circulante 502 A (-) Deságio a Apropriar Títulos de Dívida - Circulante 503 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Títulos de Dívida - Circulante 504 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Títulos de Dívida a Pagar - Circulante 505 A

14 Subconta Adoção Inicial - Títulos de Dívida - Circulante 506 A PROVISÕES CIRCULANTE 507 S Provisão para o Imposto de Renda 508 A Provisão para a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido 509 A Provisão para Férias 510 A Provisão para 13º Salário 511 A Provisões de Natureza Trabalhista - Circulante 512 A Provisões de Natureza Tributária Circulante 513 A Provisões de Natureza Cível Circulante 514 A Outras Provisões 515 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Provisões - Circulante 516 A OUTRAS OBRIGAÇÕES - CIRCULANTE 517 S Mútuos Partes Não Relacionadas No País - Ciculante 518 A Mútuos - Partes Não Relacionadas No Exterior - Ciculante 519 A Mútuos Partes Relacionadas No País Circulante 520 A Mútuos - Partes Relacionadas No Exterior - Circulante 521 A Contraprestação Contingente Passiva - Combinação de Negócios - Circulante 522 A Passivo Contingente Assumido em Combinação de Negócios - Circulante 523 A Faturamento para Entrega Futura - Circulante 524 A Juros sobre o Capital Próprio a Pagar - Circulante 525 A Dividendos a Pagar Circulante 526 A Conta de Controle de Custo Contratado - Circulante 527 A Conta de Controle de Custo Orçado - Circulante 528 A Direitos Creditórios a Pagar - Circulante 529 A Outras Obrigações Circulante 530 A (-)Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Outras Contas a Pagar - Circulante 531 A Receitas Diferidas 532 S Receitas Diferidas 533 A (-) Custos Correspondentes às Receitas Diferidas 534 A Subvenção Governamental a Apropriar 535 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Receitas Diferidas 536 A PASSIVO NÃO-CIRCULANTE 537 S OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO 538 S EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS - LONGO PRAZO 539 S Fornecedores - No País - Longo Prazo 540 A Fornecedores - No Exterior - Longo Prazo 541 A Credores por Financiamento - Longo Prazo 542 A Títulos a Pagar - Longo Prazo 543 A Duplicatas Descontadas - Longo Prazo 544 A

15 Empréstimos ou Financiamentos - no País - Longo Prazo 545 A Empréstimos ou Financiamentos - no Exterior - Longo Prazo 546 A Adiantamentos de Contrato de Câmbio 547 A Arrendamento Mercantil - no País - Longo Prazo 548 A Arrendamento Mercantil - no Exterior - Longo Prazo 549 A (-)Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Empréstimos e Financiamentos - Longo Prazo 550 A Subconta - Ajuste a Valor Justo - Empréstimos e Financiamentos - Longo Prazo 551 A Subconta Adoção Inicial - Empréstimos e Financiamentos - Longo Prazo 552 A BENEFÍCIOS A EMPREGADOS - LONGO PRAZO 553 S Benefícios Pós Emprego - Longo Prazo 554 A Outro Benefícios de Longo Prazo - Longo Prazo 555 A Benefícios Rescisórios - Longo Prazo 556 A OBRIGAÇÕES FISCAIS - LONGO PRAZO 557 S Parcelamentos Especiais e Ordinários a Recolher - Tributos Federais - Longo Prazo 558 A Parcelamentos Especiais e Ordinários a Recolher - Tributos Estaduais e Municipais - Longo Prazo 559 A Outros Tributos a Recolher - Longo Prazo 560 A PASSIVOS FISCAIS DIFERIDOS - LONGO PRAZO 561 S Débitos Fiscais IRPJ - Diferenças Temporárias - Longo Prazo 562 A Débitos Fiscais CSLL - Diferenças Temporárias - Longo Prazo 563 A TÍTULOS DE DÍVIDA - LONGO PRAZO 564 S Debêntures a Pagar - Longo Prazo 565 A Prêmio na Emissão de Debêntures - Longo Prazo 566 A Notas Promissórias a Pagar Longo Prazo 567 A Bonds a Pagar 568 A Certificados de Recebíveis Imobiliários(CRI) Longo Prazo 569 A Certificados de Recebíveis do Agronegócio(CRA) Longo Prazo 570 A Outros Títulos de Dívida a Pagar - Pelo Custo Amortizado - Longo Prazo 571 A (-) Custos a Amortizar - Títulos de Dívida - Longo Prazo 572 A Outros Títulos de Dívida a Pagar Pelo Pelo Valor Justo(VJPR) - Longo Prazo 573 A (-) Deságio a Apropriar - Debêntures - Longo Prazo 574 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Títulos de Dívida a Pagar - Longo Prazo 575 A PROVISÕES - LONGO PRAZO 576 S Provisões de Natureza Trabalhista - Longo Prazo 577 A Provisões de Natureza Tributária - Longo Prazo 578 A Provisões de Natureza Cível - Longo Prazo 579 A Outras Provisões - Longo Prazo 580 A OUTRAS OBRIGAÇÕES - LONGO PRAZO 581 S Mútuos - Partes Não Relacionadas No País - Longo Prazo 582 A Mútuos - Partes Não Relacionadas - Longo Prazo 583 A

16 Mútuos Partes Relacionadas No País - Longo Prazo 584 A Mútuos - Partes Relacionadas No Exterior - Longo Prazo 585 A Passivo Contingente Assumido em Combinação de Negócios - Longo Prazo 586 A Adiantamento para Futuro Aumento de Capital - Passivo - Longo Prazo 587 A Conta de Controle de Custo Contratado - Longo Prazo 588 A Conta de Controle de Custo Orçado - Longo Prazo 589 A (-) Ajuste a Valor Presente Outras Contas a Pagar Longo Prazo 590 A Outras Obrigações - Longo Prazo 591 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP) Outras Obrigações - Longo Prazo 592 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Outras Obrigações - Longo Prazo 593 A Subconta Adoção Inicial - Outras Obrigações - Longo Prazo 594 A RECEITAS DIFERIDAS 595 S Receitas Diferidas 596 A (-) Custos Correspondentes às Receitas Diferidas 597 A Subvenção Governamental a Apropriar 598 A (-) Juros a Apropriar Decorrentes de Ajuste a Valor Presente (AVP)- Receita Diferida - Longo Prazo 599 A Subconta - Ajuste a Valor Justo Receita Diferida - Longo Prazo 600 A Subconta Adoção Inicial - Receita Diferida - Longo Prazo 601 A PATRIMÔNIO LÍQUIDO 602 S CAPITAL SOCIAL 603 S CAPITAL REALIZADO - DE RESIDENTE NO PAÍS 604 S Capital Subscrito de Domiciliados e Residentes no País 605 A (-) Capital a Integralizar de Domiciliados e Residentes no País 606 A CAPITAL REALIZADO - DE NÃO RESIDENTE NO PAÍS 607 S Capital Subscrito de Domiciliados e Residentes no Exterior 608 A (-) Capital a Integralizar de Domiciliados e Residentes no Exterior 609 A GASTOS COM EMISSÕES DE TÍTULOS PATRIMONIAIS 610 S (-) Gastos com Emissão de Ações 611 A RESERVAS 612 S RESERVAS DE CAPITAL 613 S Ágio na Emissão de Ações 614 A Reserva Especial de Ágio na Incorporação 615 A Alienação de Partes Beneficiárias e Bônus de Subscrição 616 A Doações e Subvenções para Investimentos (Reserva constituída até 31/12/2007) 617 A Prêmio Recebido na Emissão de Debêntures (Reserva constituída até 31/12/2007) 618 A Outras Reservas de Capital 619 A RESERVAS DE REAVALIAÇÃO 620 S Reavaliação de Ativos Próprios 621 A Reavaliação de Ativos em Coligadas/Controladas avaliados pelo MEP 622 A

17 RESERVAS DE LUCROS 623 S Reserva Legal 624 A Reserva Estatutária 625 A Reserva para Contingência 626 A Reserva de Incentivos Fiscais 627 A Reserva de Lucros para Expansão 628 A Reserva de Lucros a Realizar 629 A Reserva Especial para Dividendo Obrigatório não Distribuído 630 A Reserva de Prêmio na Emissão de Debêntures 631 A Reserva para Aumento de Capital (Lei nº 9.249/1995, art. 9º, 9º) 632 A Outras Reservas de Lucros 633 A AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL 634 S AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL 635 S Contrapartidas Ajustes Ativos Financeiros Disponíveis para Venda 636 A Contrapartidas Ajustes em Operações de Hedge 637 A Contrapartida da Diferença Positiva de Ativo Imobilizado Transferido para Programa para Investimento 638 A Contrapartida de Ajustes dos Planos de Benefícios a Empregados 639 A Contrapartida de Ajustes do Ativo Imobilizado e de Propriedades para Investimento - Adoção Inicial CPCs 640 A Ajustes Acumulados de Conversão 641 A (-) Ajustes de Avaliação Patrimonial Negativos 642 A Outros Resultados Abrangentes - Ajustes de Avaliação Patrimonial 643 A AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL - REFLEXOS 644 S Contrapartidas Ajustes Ativos Financeiros Disponíveis para Venda - Refexa 645 A Contrapartidas Ajustes em Operações de Hedge - Reflexa 646 A Contrapartida Diferença Positiva de Ativo Imobilizado Transferido para Propriedades para Investimento - Reflexa 647 A Contrapartida Ajustes Planos de Benefícios a Empregados - Reflexa 648 A Contrapartida Ajustes Imobilizado e Propriedades para Investimento - Adoção Inicial CPCs - Reflexa 649 A Ajustes Acumulados de Conversão - Reflexa 650 A (-) Ajustes de Avaliação Patrimonial Negativos - Reflexa 651 A Outros Resultados Abrangentes - Ajustes de Avaliação Patrimonial - Reflexa 652 A OUTRAS CONTAS DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 653 S OUTRAS CONTAS DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 654 S Lucros Acumulados e/ou Saldo à Disposição da Assembléia 655 A Contraprestação Contingente - Combinação de Negócios - Patrimônio Líquido 656 A Ajustes de Exercícios Anteriores 657 A (-) Prejuízos Acumulados 658 A (-) Ações em Tesouraria 659 A (-) Transações de Capital 660 A Contas do Patrimônio Líquido Não Classificadas 661 A

18

ECF - PLANO REFERENCIAL - VERSAO 8 - TABELA - PJ em Geral

ECF - PLANO REFERENCIAL - VERSAO 8 - TABELA - PJ em Geral ECF - PLANO REFERENCIAL - VERSAO 8 - TABELA - PJ em Geral 1 ATIVO 1.01 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 DISPONIBILIDADES 1.01.01.01 CAIXA GERAL 1.01.01.01.01 Caixa Matriz 1.01.01.01.02 Caixa Filiais 1.01.01.02

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 2 - Lucro Presumido

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 2 - Lucro Presumido 1 ATIVO 1.01 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 DISPONIBILIDADES 1.01.01.01 CAIXA GERAL 1.01.01.01.01 Caixa Matriz 1.01.01.01.02 Caixa Filiais 1.01.01.02 DEPÓSITOS BANCÁRIOS À VISTA 1.01.01.02.01 Bancos Conta Movimento

Leia mais

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o XX/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Fevereiro de 2015 CONTA

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o XX/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Fevereiro de 2015 CONTA Seção 5. Anexos Seção 5.1. Planos de Contas Referenciais Seção 5.1.1. Lucro Real Seção 5.1.1.1. Contas Patrimoniais Seção 5.1.1.1.1. L100A - PJ em Geral Código: Chave da linha. Ordem: Ordem de apresentação

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas.

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. 1 - Ativo (Saldo devedor, exceto as contas retificadoras) 1.1 Ativo Circulante Adiantamento

Leia mais

Conta Descrição (em R$ mil) 31/03/2011 31/12/2010. 1 Ativo Total 13.623.774 13.422.948. 1.01 Ativo Circulante 1.403.533 1.180.328

Conta Descrição (em R$ mil) 31/03/2011 31/12/2010. 1 Ativo Total 13.623.774 13.422.948. 1.01 Ativo Circulante 1.403.533 1.180.328 Conta Descrição (em R$ mil) /0/0 //00 Ativo Total.6.77..98.0 Ativo Circulante.0.5.80.8.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 69.7 8.657.0.0.0 Bens Numerários.0 05.0.0.0 Depósitos Bancários.07.57.0.0.0 Aplicações

Leia mais

ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 1 - BALANÇO PATRIMONIAL CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS TURMA 6º CCN

ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 1 - BALANÇO PATRIMONIAL CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS TURMA 6º CCN CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Disciplina Estrutura e Análise das Demonstrações Contábeis PROFESSOR : Salomão Dantas Soares TURMA 6º CCN AULA 02 Turno/Horário Noturno Apostila

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007 PLANO DE S FOLHA: 000001 1 - ATIVO 1.1 - ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 - DISPONÍVEL 1.1.1.01 - BENS NUMERÁRIOS 1.1.1.01.0001 - (0000000001) - CAIXA 1.1.1.02 - DEPÓSITOS BANCÁRIOS 1.1.1.02.0001 - (0000000002)

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Modelo após Leis 11638/2007 e 11941/2009 (Adaptada ao Sped)

Modelo de Plano de Contas Modelo após Leis 11638/2007 e 11941/2009 (Adaptada ao Sped) Modelo de Plano de Contas Modelo após Leis 11638/2007 e 11941/2009 (Adaptada ao Sped) Código Descrição Analítica Patrim. Natureza 1 *** Ativo *** X Devedora 101 Ativo Circulante X Devedora 10101 Disponibilidades

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Aula n 04 online MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Balanço Patrimonial Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ECONÔMICO-FISCAIS DA PESSOA JURÍDICA D I P J 2014 Ficha 01 - Dados Iniciais CNPJ: Situação da Declaração: Normal

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior Página 1 de 5 CIRCULANTE 3.458.065,56 1.875.217,00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200

1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 EXERCÍCIOS EXTRAS 1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 S.DEVEDORES (APLICAÇÕES)............ S.CREDORES (ORIGENS)...... t o t a

Leia mais

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração Sumário 1. Considerações Iniciais 2. Codificação 3. Abertura de Contas Novas 4. Manual de Contas 5. Estrutura e Classificação Das Contas Patrimoniais 6. Modelo

Leia mais

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS 11 MODELO DE PLANO DE CONTAS Apresentamos a seguir uma sugestão de plano de contas, para as empresas de construção civil, utilizável também por aquelas que trabalham com obras por empreitada MODELO DE

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONÍVEL 1.01.01.01 Caixa 1.01.01.02 Valores em Trânsito 1.01.01.03 Bancos Conta Depósitos 1.01.01.04 Aplicações no Mercado Aberto 1.01.02 APLICAÇÕES 1.01.02.01 Títulos

Leia mais

Plano de Contas - Modelo

Plano de Contas - Modelo Plano de Contas - Modelo Ativo Passivo Contas De Compensação Passivas (CCP) Contas De Resultado Despesas Operacionais (DO) Provisão para o Imposto Sobre a Renda e Contribuição Social (PR) Participações

Leia mais

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 02: BALANÇO PATRIMONIAL. É a apresentação padronizada dos saldos de todas as contas patrimoniais, ou seja, as que representam

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte BALANÇO PATRIMONIAL 1. CRITÉRIO DE DISPOSIÇÃO DAS CONTAS NO ATIVO E NO PASSIVO (ART. 178 DA LEI 6.404/76): a. No ativo, as contas serão dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

ADE COFIS nº 31 - DOU DE 08/09/2011

ADE COFIS nº 31 - DOU DE 08/09/2011 ADE COFIS nº 31 - DOU DE 08/09/2011 Anexo II TABELAS DE CÓDIGO E plano de contas referencial INTRODUÇÃO As tabelas de códigos internas ao Sped terão o seguinte leiaute (separados por ; ponto e vírgula):

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

O cenário tributário e suas mudanças. Prof. Me. Fábio Luiz de Carvalho 29 de agosto de 2014

O cenário tributário e suas mudanças. Prof. Me. Fábio Luiz de Carvalho 29 de agosto de 2014 O cenário tributário e suas mudanças Prof. Me. Fábio Luiz de Carvalho 29 de agosto de 2014 Cenário Tributário Presentes... Carga Tributária sobre o consumo Tempo gasto para a apuração e IRBES & Carga

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

Tributos sobre o Lucro Seção 29

Tributos sobre o Lucro Seção 29 Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

PLANO DE CONTAS REFERENCIAL SPED CONTÁBIL

PLANO DE CONTAS REFERENCIAL SPED CONTÁBIL 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONIBILIDADES 1.01.01.01.00 Caixa Contas que registram valores em dinheiro e em cheques em caixa, recebidos e ainda não depositados, pagáveis irrestrita e imediatamente.

Leia mais

Relatório do Plano de Contas

Relatório do Plano de Contas 1 10000 ATIVO 1.01 10001 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 10002 DISPONIVEL 1.01.01.01 10003 CAIXA 1.01.01.01.00001 10004 CAIXA GERAL S 1.01.01.02 10020 BANCO CONTA MOVIMENTO 1.01.01.02.00001 10021 BANCO DO BRASIL

Leia mais

MODELO DE PLANO DE CONTAS

MODELO DE PLANO DE CONTAS 26 MODELO DE PLANO DE CONTAS SINTÉTICA ANALÍTICA TÍTULO 1 ATIVO 1.1 CIRCULANTE 1.1.1 DISPONÍVEL 1.1.1.1 Caixa 1.1.1.2 Bancos Conta Movimento 1.1.1.3 Aplicações de Liquidez Imediata 1.1.2 CRÉDITOS DE VENDAS

Leia mais

Código Grau Título Legenda 1 Ativo. 1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa (A)

Código Grau Título Legenda 1 Ativo. 1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa (A) 6. PLANO DE CONTAS É apresentada abaixo a estrutura do Plano de Contas elaborada para o Manual de Contabilidade do Serviço Público de Exploração da Infraestrutura Rodoviária Federal. Legenda: (A) Rubrica

Leia mais

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01 1 1.00.00.00.000000 10000 **** A T I V O **** 01 1 1.01.00.00.000000 10050 CIRCULANTE 01 1.01 1.01.01.00.000000 10100 DISPONIBILIDADES 01 1.01.01 1.01.01.01.000000 10150 CAIXA 01 1.01.01.01.00 1.01.01.02.000000

Leia mais

Fiscal - ECF. Me. Fábio Luiz de Carvalho. Varginha-MG, 31.julho.2015

Fiscal - ECF. Me. Fábio Luiz de Carvalho. Varginha-MG, 31.julho.2015 Escrituração Contábil Fiscal - ECF Me. Fábio Luiz de Carvalho Varginha-MG, 31.julho.2015 Causa & Efeito A Lei n. 11.638/07 combinada com os Pronunciamentos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Contabilidade Básica Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Conceito Conta Nome dado aos componentes patrimoniais (bens, direitos, obrigações e Patrimônio Líquido) e aos elementos de resultado

Leia mais

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE PLANO DE CONTAS Associações, Sindicatos e Outras Entidades. 1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. Disponibilidades 1.1.1.1. Caixa 1.1.1.2. Bancos c/ Movimento 1.1.1.3. Aplicações Financeiras 1.1.2. Créditos

Leia mais

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL Página 1 de 3 CIRCULANTE 17.957.906,23 13.781.064,25 CIRCULANTE 2.918.670,71 3.459.718,41 Caixa e Equivalentes de Caixa 11.326.508,18 CRÉDITOS A CURTO PRAZO Clientes Crédito Tributário a Receber Dívida

Leia mais

Contabilidade Financeira

Contabilidade Financeira Contabilidade Prof. Dr. Alvaro Ricardino Módulo: Contabilidade Básica aula 04 Balanço Patrimonial: Grupo de Contas II Aula 4 Ao final desta aula você : - Conhecerá os grupos de contas do Ativo e Passivo.

Leia mais

BACEN Técnico 2010 Fundamentos de Contabilidade Resolução Comentada da Prova

BACEN Técnico 2010 Fundamentos de Contabilidade Resolução Comentada da Prova Conteúdo 1 Questões Propostas... 1 2 Comentários e Gabarito... 1 2.1 Questão 41 Depreciação/Amortização/Exaustão/Impairment... 1 2.2 Questão 42 fatos contábeis e regime de competência x caixa... 2 2.3

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

PLANO DE CONTAS CONTÁBIL

PLANO DE CONTAS CONTÁBIL Cod.Normal Cód.Reduz. Grau Tipo Natureza Descrição 1. 1 1 S A ATIVO 1.1. 2 2 S AC ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. 3 3 S AC DISPONÍVEL 1.1.1.01. 4 4 S AC BENS NUMERÁRIOS 1.1.1.01.001-5 5 A AC Caixa 1.1.1.01.002-6

Leia mais

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero).

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero). 1. (SEFAZ-PI-2015) Uma empresa, sociedade de capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de 2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano: valor correspondente

Leia mais

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66 Apresentação Parte I - CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE, 1 1 Introdução ao Estudo da Ciência Contábil, 3 1 Conceito, 3 2 Objeto, 3 3 Finalidade, 4 4 Técnicas contábeis, 4 5 Campo de aplicação, 5

Leia mais

0001 CNPJ: Código T Classificação Nome

0001 CNPJ: Código T Classificação Nome 000..678/000-9 S ATIVO S. ATIVO CIRCULANTE S.. DISPONIVEL S...0 CAIXA...0.00 CAIXA GERAL 6...0.00 FUNDO FIXO DE CAIXA 7 S...0 BANCOS CONTA MOVIMENTO 8...0.00 BANCO DO BRASIL 9...0.00 CAIXA ECONOMICA FEDERAL

Leia mais

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS [Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Qname siconfi-dca-anexo1abhi : BalancoPatrimonialAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoLineItems siconfi-cor :

Leia mais

19. Patrimônio líquido 19.1 Capital 20. Balanço patrimonial de acordo com a Lei n.º 6.404/76 e alterações Questões de provas comentadas

19. Patrimônio líquido 19.1 Capital 20. Balanço patrimonial de acordo com a Lei n.º 6.404/76 e alterações Questões de provas comentadas Sumário CAPÍTULO 1 CONCEITOS BÁSICOS 1. Conceito de contabilidade 1.1 Ciência social 1.1.1 Princípios de contabilidade 1.2 Objeto da contabilidade 1.3 Objetivo da contabilidade 1.4 Finalidade da contabilidade

Leia mais

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações Objectivo No âmbito do processo de adopção plena das Normas Internacionais de Contabilidade e de Relato Financeiro ("IAS/IFRS") e de modo a apoiar as instituições financeiras bancárias ("instituições")

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26 Prefácio 1 Exercício Social, 1 Exercícios, 2 2 Disposições Gerais, 3 2.1 Demonstrações financeiras exigidas, 3 2.2 Demonstrações financeiras comparativas, 4 2.3 Contas semelhantes e contas de pequenos,

Leia mais

Light Serviços de Eletricidade S.A. Demonstrações contábeis regulatórias referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013

Light Serviços de Eletricidade S.A. Demonstrações contábeis regulatórias referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 Light Serviços de Eletricidade S.A. Demonstrações contábeis regulatórias referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 Balanços Patrimoniais Regulatório e Societário Nota Societário Ajustes CPCs

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA

PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA DISTRIBUIÇÃO DA APRESENTAÇÃO - Aspectos Conceituais - Definições Teóricas e Acadêmicas

Leia mais

2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais

2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais Conteúdo 1 Introdução... 1 2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais... 1 3 Questão 32 Natureza das contas... 3 4 Questão 33 Lançamentos - Operações de captação de recursos... 4 5 Questão

Leia mais

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA www.editoraferreira.com.br CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Professor Humberto Fernandes de Lucena 6.1. Balanço Patrimonial Desde o início de nosso curso, vimos tratando sobre Balanço Patrimonial apenas

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

Plano de Contas Pag.: 1 de 7

Plano de Contas Pag.: 1 de 7 Plano de Contas Pag.: 1 de 7 1 ATIVO 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 ATIVO DISPONIVEL 1.1.1.001 NUMERARIOS 1.1.1.001.0001-0 CAIXA PEQUENO 11110 X 1.1.1.002 BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.002.0001-5 BANCO BRADESCO

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 6 Grupo de contas do Balanço Patrimonial

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 6 Grupo de contas do Balanço Patrimonial 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Grupo de contas do Balanço Patrimonial Tópicos do Estudo Grupo de Contas do Ativo. Ativo Circulante Realizável a Longo Prazo Permanente Grupo de Contas do Passivo.

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL

CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 03: ORIGEM E EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA QUALIDADE A DRE tem por objetivo evidenciar a situação econômica de uma empresa,

Leia mais

O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008

O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008 O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008 Pronunciamento CPC 013 Adoção Inicial da Lei nº 11.638/07 e da Medida Provisória no 449/08 Antônio Carlos Palácios Vice-Presidente

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R$ CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 Disponibilidades 1.222.288,96 946.849,34 Mensalidades a receber 4.704.565,74 4.433.742,86 Endosso para terceiros 1.094.384,84

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64 1.... ATIVO 152.101.493,67 50.040.951,48 153.182.697,98 1.10... ATIVO CIRCULANTE 12.634.079,13 49.780.167,34 14.042.894,83 1.10.10.. DISPONIBILIDADES 10.621.727,62 40.765.261,82 12.080.213,47 1101001 BENS

Leia mais

ANEXO Capítulo II - Elenco Sintético das Contas 2013 PASSIVO DESCRIÇÃO 2 1 1 PROVISÕES TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

ANEXO Capítulo II - Elenco Sintético das Contas 2013 PASSIVO DESCRIÇÃO 2 1 1 PROVISÕES TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUB 2 2 1 CIRCULANTE 2 1 1 PROVISÕES TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE 2 1 1 1 PROVISÕES TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE 2 1 1 1 1 PROVISÕES TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

Demonstrações Contábeis Regulatórias Eletrosul Centrais Elétricas S/A Em 31 de dezembro de 2013. com relatório dos auditores independentes

Demonstrações Contábeis Regulatórias Eletrosul Centrais Elétricas S/A Em 31 de dezembro de 2013. com relatório dos auditores independentes Demonstrações Contábeis Regulatórias Eletrosul Centrais Elétricas S/A Em 31 de dezembro de 2013 com relatório dos auditores independentes 0 SUMÁRIO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES... 2 BALANÇO PATRIMONIAL...

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - PARTICIPAÇÕES INDUST. DO NORDESTE S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - PARTICIPAÇÕES INDUST. DO NORDESTE S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

CÓDIGO DE CONTAS DO SNC

CÓDIGO DE CONTAS DO SNC CÓDIGO DE CONTAS DO SNC 1 MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS 11 Caixa 12 Depósitos à ordem 13 Outros depósitos bancários 14 Outros instrumentos financeiros 141 Derivados 1411 Potencialmente favoráveis 1412 Potencialmente

Leia mais

ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR BALANÇO EM 31 DE MARÇO 2009 E 2008 (Em milhares de Reais)

ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR BALANÇO EM 31 DE MARÇO 2009 E 2008 (Em milhares de Reais) ATIVO ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR CIRCULANTE Disponibilidades Aplicação Financeira 27.880 14.201 Caixa e Bancos 18 65 27.898 14.266 Contas a Receber Eletronet 59.145 59.145 Empresas Cedentes

Leia mais

RAZÃO DAS CONTAS CONTÁBEIS E NÃO FINACEIRAS DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO, EXAUSTÃO, REC/DESP. EQUIV. PATRIMONIAL

RAZÃO DAS CONTAS CONTÁBEIS E NÃO FINACEIRAS DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO, EXAUSTÃO, REC/DESP. EQUIV. PATRIMONIAL EXERCÍCIO DE DFC 03 RAZÃO DAS CONTAS DO CAIXA E EQUIVALENTES (DISPONÍVEL) CAIXA, BANCOS, APLICAÇÕES DE CURTÍSSIMO PRAZO (ATÉ 90 DIAS) CONTA BCO C/MOVIM Saldo Inicial: 2.270.700,00 10/01 Pela Aquisição

Leia mais

5 Análise do Balanço Patrimonial

5 Análise do Balanço Patrimonial 5 Análise do Balanço Patrimonial Essa análise tem por finalidade confrontar os dados e valores que constituem o Balanço Patrimonial correspondente ao exercício de 2002, com os do mesmo período de 2001,

Leia mais

CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA II DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL)

CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA II DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL) CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA II DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO Prof. Emanoel Truta Conceito É uma demonstração contábil que visa evidenciar as variações ocorridas em todas as contas que compõem o Patrimônio

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 2 Patrimônio

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 2 Patrimônio ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Patrimônio Tópicos do Estudo Patrimônio. Bens. Direitos. Obrigações. Representação Gráfica do Patrimônio. Patrimônio Líquido Patrimônio É um conjunto de bens, direitos

Leia mais

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponibilidades 1.1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.1.1.1.01 Caixa 1.1.1.1.02 Depósitos Bancários em Moeda Nacional 1.1.1.1.03 Contas de Poupança 1.1.1.1.04 Numerários

Leia mais

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Mário Leitão Estrutura das Demonstrações Financeiras A análise das demonstrações financeiras exige conhecimento do que representa cada conta que nela figura. Há

Leia mais

Prof. Carlos Barretto

Prof. Carlos Barretto Unidade IV CONTABILIDADE FINANCEIRA Prof. Carlos Barretto Objetivos gerais Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: consciência ética

Leia mais

LEI N 12.973/14 (IRPJ/CSLL/PIS-PASEP E COFINS)

LEI N 12.973/14 (IRPJ/CSLL/PIS-PASEP E COFINS) LEI N 12.973/14 (IRPJ/CSLL/PIS-PASEP E COFINS) Miguel Silva RTD REGIME TRIBUTÁRIO DEFINITIVO (Vigência e Opção pela Antecipação de seus Efeitos) 1 Para efeito de determinação do IRPJ, CSLL, PIS-PASEP e

Leia mais

Notas Explicativas. Armando Madureira Borely armando.borely@globo.com

Notas Explicativas. Armando Madureira Borely armando.borely@globo.com CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Home page: www.crc.org.br - E-mail: cursos@crcrj.org.br Notas Explicativas Armando Madureira Borely armando.borely@globo.com (Rio de Janeiro)

Leia mais

Balanço Patrimonial e DRE

Balanço Patrimonial e DRE Balanço Patrimonial e DRE Administração financeira e orçamentária Professor: Me. Claudio Kapp Junior Email: juniorkapp@hotmail.com 2 Demonstrações Financeiras (Contábeis) Dados Dados Coletados Coletados

Leia mais

RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação

RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação ESTATÍSTICAS TRIBUTÁRIAS Consolida DIPJ 2006 Consolidação da Declaração do Imposto de Renda das Pessoas

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 1.267.635,99 199.024,16 243.515,58 1.223.144,57 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 407.941,54 177.708,38 222.564,32 363.085,60 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 119.056,37 76.325,59 56.861,51

Leia mais

Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1

Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1 Elenco de Contas Prof. Me. Laércio Juarez Melz 1 Classificação CONTA 1. ATIVO 1. 1. ATIVO CIRCULANTE 1. 1. 1. DISPONIBILIDADES 1. 1. 1. 01. CAIXA GERAL 1. 1. 1. 01. 1001 Caixa 1. 1. 1. 02. BANCOS CONTA

Leia mais

Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 13

Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 13 Sumário do Pronunciamento Técnico CPC 13 Adoção Inicial da Lei n o 11.638/07 e da Medida Provisória n o 449/08 Observação: Este sumário, que não faz parte do Pronunciamento, está sendo apresentado apenas

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia de Integração Portuária do Ceará CEARAPORTOS, Sociedade de Economia Mista do Estado do Ceará, criada por meio do Decreto

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 58.764.189,56 169.901.510,67 169.746.419,72 58.919.280,51 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 469.845,67 62.841.447,38 62.796.662,79 514.630,26 1.1.1.00.00-9

Leia mais

Resumo de Contabilidade Geral

Resumo de Contabilidade Geral Ricardo J. Ferreira Resumo de Contabilidade Geral 4ª edição Conforme a Lei das S/A, normas internacionais e CPC Rio de Janeiro 2010 Copyright Editora Ferreira Ltda., 2008-2009 1. ed. 2008; 2. ed. 2008;

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Adiantamento para futuro Capital Prejuízos aumento Explicativa n o social acumulados Subtotal de capital Total SALDO EM 01 DE DEZEMBRO DE 2010 255.719.100

Leia mais

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO 2 -DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS. OBJETIVO E CONTEÚDO Os objetivos da Análise das Demonstrações Contábeis podem ser variados. Cada grupo de usuários pode ter objetivos específicos para analisar as Demonstrações

Leia mais

IFRS EM DEBATE: Aspectos gerais do CPC da Pequena e Média Empresa

IFRS EM DEBATE: Aspectos gerais do CPC da Pequena e Média Empresa IFRS EM DEBATE: Aspectos gerais do CPC da Pequena e Média Empresa outubro/2010 1 SIMPLIFICAÇÃO DOS PRONUNCIAMENTOS: Pronunciamento CPC PME - Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas (225 páginas)

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/

http://www.lgncontabil.com.br/ ATIVO IMOBILIZADO Considerações Gerais Sumário 1. Conceito 2. Classificação Contábil Das Contas do Ativo Imobilizado 3. Imobilizado em Operação 3.1 - Terrenos 3.2 - Edificações 3.3 - Instalações 3.4 -

Leia mais

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC Contabilidade Avançada Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Prof. Dr. Adriano Rodrigues Normas Contábeis: No IASB: IAS 7 Cash Flow Statements No CPC: CPC 03 (R2) Demonstração dos Fluxos de Caixa Fundamentação

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 42.807.744,57D 5.912.830,23 5.858.043,39 42.862.531,41D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.202.794,33D 5.390.052,54 5.127.142,48 2.465.704,39D 30 T

Leia mais

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro Segundo o MCASP, o é a demonstração contábil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das

Leia mais