TOTAL DO ATIVO , ,49 TOTAL DO PASSIVO , ,49 CPF: CPF:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TOTAL DO ATIVO , ,49 TOTAL DO PASSIVO , ,49 CPF: CPF:"

Transcrição

1 BALANÇO PATRIMONIAL DOS EXERCÍCIOS DE 2017 E 2016 A T I V O P A S S I V O JUNHO / 2017 DEZEMBRO / 2016 JUNHO / 2017 DEZEMBRO / 2016 R$ R$ R$ R$ CIRCULANTE , ,81 CIRCULANTE , ,59 DISPONÍVEL , ,74 Obrigações Trabalhistas Previdenciárias e Assistênciais 1.3(a) , ,85 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.1 (a) , ,74 Fornecedores e Contas a Pagar 1.3(b) , ,34 Obrigações Fiscais 1.3(c) ,69 989,97 CRÉDITOS A CURTO PRAZO 1.1 (b) , ,36 Demais Obrigações a Curto Prazo 1.3(d) , ,43 Clientes 1.1 (b.1) , ,25 Demais Créditos e Valores a Curto Prazo 1.1 (b.2) , ,11 ESTOQUES 1.1 (c) , ,73 DESPESAS PAGAS ANTECIPADAMENTE 1.1 (d) , ,98 NÃO CIRCULANTE , ,68 NÃO CIRCULANTE , ,42 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 1.2 (a) , ,31 INSS - Débito Parcelado 1.4(a) , ,60 Clientes 1.2 (a.1) ,22 - Demais Créditos e Valores a Longo Prazo 1.2 (a.2) , ,31 Provisões a Longo Prazo 1.4(b) , ,00 Adiantamento para Futuro Aumento de Capital 1.4(c) , ,82 INVESTIMENTOS 1.2 (b) , ,76 Participações Societárias - pelo MEP , ,72 Outras Provisões pelo MEP... ( ,37) ( ,37) Participações Societárias - pelo Custo , ,90 Outros Investimentos , ,51 IMOBILIZADO 1.2 (c) , ,11 Bens Móveis , ,49 PATRIMÔNIO LÍQUIDO ( ,49) ( ,52) Bens Móveis , ,92 Depreciação de Bens Móveis... ( ,04) ( ,43) Capital Social 1.5 (a) , ,00 Bens Imóveis , ,62 Prejuízos Acumulados 1.5 (b)... ( ,49) ( ,52) Bens Imóveis , ,61 Depreciação/Amortização de Bens Imóveis... ( ,00) ( ,99) INTANGÍVEL 1.2 (d) , ,50 Software , ,15 Software , ,18 Amortização de Software... ( ,65) ( ,03) Marcas, Direitos e Patentes , ,35 Marcas Direitos e Patentes , ,35 TOTAL DO ATIVO , ,49 TOTAL DO PASSIVO , ,49 CPF: CPF: CPF: CLEBER OLIVEIRA SOARES EDUARDO CAPUTI SUSY DARLEN BARROS DA PENHA Diretor Chefe do Depto. de Administração Financeira - DAF Contadora - CRC/DF /O-2 CPF: CPF: CPF: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa PqEB Final W3 Norte Brasília-DF CEP Telefone (61) Fax (61)

2 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS EXERCÍCIOS DE 2017 E 2016 ABR-JUN / 2017 ABR-JUN / 2016 JUNHO / 2017 JUNHO / 2016 R$ R$ R$ R$ ( + ) Receitas com Vendas e Serviços , , , ,27 ( - ) Imposto s/ Vendas e Serviços e Outras Deduções ( ,56 ) ( ,84 ) ( ,75 ) ( ,39 ) ( = ) Receita Líquida , , , ,88 ( - ) Custo das Mercadorias e Serviços Vendidos ( ,99 ) ( ,74 ) ( ,45 ) ( ,78 ) ( = ) Lucro Bruto , , , ,10 ( + ) Receitas Operacionais , , , ,69 Subvenção para Custeio 2.4(a) , , , ,71 Convênios 2.4(b) , , , ,56 Doações 2.4(c) , , , ,42 ( - ) Despesas Operacionais ( ,23 ) ( ,51 ) ( ,85 ) ( ,10 ) Despesas Administrativas 2.5(a)... ( ,87 ) ( ,15 ) ( ,49 ) ( ,74 ) Doações... (27.971,36 ) (16.478,36 ) (28.327,36 ) (16.478,36 ) ( +/- ) Resultado na equivalência Patrimonial ,90 ( ,20 ) ,90 ( ,20 ) ( = ) Resultado Antes das Receitas e Despesas Financeiras... ( ,75 ) ( ,83 ) ( ,72 ) ( ,51 ) ( + ) Receitas Financeiras , , , ,74 ( - ) Despesas Financeiras ( ,76 ) ( ,78 ) ( ,04 ) ( ,71 ) ( +/- ) Receitas/ Despesas intra siafi ( ,07 ) , , ,52 ( + ) Ganhos na Alienação de Bens , , , ,25 ( - ) Perda na Alienação de Bens... 0,00 0,00 0,00 0,00 ( + ) Rerversão de Provisões , , , ,35 ( +/- ) Outras Receitas/ Despesas , , , ,70 ( = ) Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro... ( ,03 ) ( ,33 ) ( ,10 ) ( ,66 ) ( - ) Contribuição Social sobre o Lucro... 0,00 0,00 0,00 0,00 ( - ) Imposto de RendaPessoa Jurídica... 0,00 0,00 0,00 0,00 ( =) Resultado Líquido do Exercício ( ,03 ) ( ,33 ) ( ,10 ) ( ,66 ) CPF: CPF: CPF: CLEBER OLIVEIRA SOARES EDUARDO CAPUTI SUSY DARLEN BARROS DA PENHA Diretor CPF: Chefe do Depto. de Administração Financeira - DAF CPF: Contadora - CRC/DF /O-2 CPF:

3 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE DE 2017 E 2016 ABR-JUN / 2017 ABR-JUN / 2016 JUNHO / 2017 JUNHO / 2016 R$ R$ R$ R$ ( =) Resultado Líquido do Exercício ( ,03 ) ( ,33 ) ( ,10 ) ( ,66 ) ( = ) Resultado Líquido Abrangente... ( ,03 ) ( ,33 ) ( ,10 ) ( ,66 ) CPF: CPF: CPF: CLEBER OLIVEIRA SOARES EDUARDOCAPUTI SUSY DARLEN BARROS DA PENHA Diretor Chefe do Depto. de Administração Financeira - DAF Contadora - CRC/DF /O-2 CPF: CPF: CPF:

4

5 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS EXERCÍCIOS DE 2017 E 2016 HISTÓRICO CAPITAL PREJUIZO ACUMULADOS PATRIMONIO LIQUIDO Saldo Inicial do Exercício de ,00 ( ,90) ( ,90) Resultados do Exercício... - ( ,66) ( ,66) Ajustes Patrimoniais de Exercícios Anteriores... - ( ,93) ( ,93) SALDO EM 30 DE JUNHO/ ,00 ( ,49) ( ,49) Saldo Inicial do Exercício de ,00 ( ,52) ( ,52) Resultados Exercício... - ( ,10) ( ,10) Ajustes Patrimoniais de Exercícios Anteriores , ,13 SALDO EM 30 DE JUNHO/ ,00 ( ,49) ( ,49) MAURICIO ANTÔNIO LOPES LÚCIA GATTO Presidente Diretora CPF: CPF: CELSO LUIZ MORETTI Diretor CPF: CLEBER OLIVEIRA SOARES Diretor CPF: EDUARDO CAPUTI SUSY DARLEN BARROS DA PENHA Chefe do Depto. de Administração Financeira - DAF Contadora - CRC/DF /O-2 CPF: CPF: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa PqEB Final W3 Norte Brasília - DF CEP Telefone (61) Fax (61)

6 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DOS EXERCÍCIOS DE 2017 E 2016 JUN / 2017 JUN / 2016 ATIVIDADES OPERACIONAIS R$ R$ RECEBIMENTOS , ,11 Aluguéis, Arrendamentos e Taxas de Ocupação , ,10 Aplicações Financeiras , ,64 Clientes , ,06 Transferências de Convênios , ,56 Outros Recebimentos , ,75 PAGAMENTOS... ( ,65) ( ,07) Pessoal e Encargos Sociais... ( ,44) ( ,94) Fornecedores... ( ,21) ( ,13) CAIXA LÍQUIDO PROVENIENTE DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS... ( ,84) ( ,96) ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Alienação de Bens Móveis e Imóveis , ,55 Aquisição de Bens Móveis e Imóveis... ( ,22) ( ,62) CAIXA LÍQUIDO PROVENIENTE DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS... ( ,24) ( ,07) ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Subvenções para Custeio , ,71 Subvenções para Investimento , ,56 CAIXA LÍQUIDO PROVENIENTE DAS ATIVIDADES FINANCIAMENTO , ,27 REDUÇÃO/AUMENTO LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA , ,24 SALDO INICIAL - CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA , ,86 SALDO FINAL - CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA , ,10 CPF: CPF: CPF: CLEBER OLIVEIRA SOARES EDUARDO CAPUTI SUSY DARLEN BARROS DA PENHA Diretor Chefe do Depto. de Administração Financeira - DAF Contadora - CRC/DF /O- 2 CPF: CPF: CPF: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa PqEB Final W3 Norte Brasília - DF CEP Telefone (61) Fax (61)

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

ANEXO I BALANCETE ANALÍTICO (MODELO)

ANEXO I BALANCETE ANALÍTICO (MODELO) ANEXO I A) - DADOS CONTÁBEIS E FINANCEIROS I. Balancete Contábil BALANCETE ANALÍTICO (MODELO) Período: 01/xx/20xx a 31/xx/20xx CONTA 1 - ATIVO 1.1 - CIRCULANTE 1.1.01 - DISPONIBILIDADES 1.1.01.01 - FUNDO

Leia mais

DATA 29/05/2014 Pagina 2 2.1.3.1.1.00.00.00 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR NACIONAIS A CURTO PR S C 0,00 582,25 3.432,21 2.849,96 C 2.1.3.1.1.01.00.00

DATA 29/05/2014 Pagina 2 2.1.3.1.1.00.00.00 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR NACIONAIS A CURTO PR S C 0,00 582,25 3.432,21 2.849,96 C 2.1.3.1.1.01.00.00 DATA 29/05/2014 Pagina 1 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO S D 26.200,85 197.350,24 153.749,66 69.801,43 D 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE S D 15.643,04 197.350,24 153.614,51 59.378,77 D 1.1.1.0.0.00.00.00

Leia mais

Balancete Sintético Plano/Empresa: Consolidado/Consolidado

Balancete Sintético Plano/Empresa: Consolidado/Consolidado 1 ATIVO 29.921.571,88 10.000.990,23-9.249.110,85 751.879,38 30.673.451,26 1.1 DISPONIVEL 3.786.238,93-3.785.758,69 480,24 480,24 1.1.1 IMEDIATO 3.786.238,93-3.785.758,69 480,24 480,24 1.1.1.1 BANCOS CONTA

Leia mais

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII A N E X O XII PREFEITURA MUNICIPAL DE SALITRE ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTARIA 481.500,00 1.009.157,86-527.657,86

Leia mais

MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. janeiro/2014 30/4/2014 2:53 PM - Pg.

MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. janeiro/2014 30/4/2014 2:53 PM - Pg. MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. janeiro/2014 30/4/2014 2:53 PM - Pg.: 1 1 1 ATIVO 5.942.395,03 657.809,46 620.924,68 5.979.279,81 1.1 2158 ATIVO

Leia mais

Anexo 14 - Balanço Patrimonial

Anexo 14 - Balanço Patrimonial Página 1 de 5 CIRCULANTE 9.919.946,74 CIRCULANTE 30.835,00 Caixa e Equivalente de Caixa 93.278,58 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais a pagar a Curto Créditos a Curto Empréstimos e

Leia mais

CREDITOS ORCAMENTARIOS E SUPLEMENTARES 4.845.988,82 4.823.625,64 22.363,18 CREDITOS ESPECIAIS 0,00 0,00 0,00

CREDITOS ORCAMENTARIOS E SUPLEMENTARES 4.845.988,82 4.823.625,64 22.363,18 CREDITOS ESPECIAIS 0,00 0,00 0,00 A N E X O XII CAMARA MUNICIPAL DE EUSEBIO ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES S O M A 0,00 0,00 0,00 D E F I C I T 4.845.988,82

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial 31 de dezembro de 2015 31 de dezembro de 2014 Passivo

Leia mais

MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. novembro/2015 27/1/2016 10:52 AM - Pg.

MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. novembro/2015 27/1/2016 10:52 AM - Pg. MUTUA DE ASSISTENCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENG ARQ AGRONOMIA - MUTUA - SEDE - BALANCETE Ref. novembro/2015 27/1/2016 10:52 AM - Pg.: 1 1 1 ATIVO 12.597.503,62 1.600.827,05 1.576.202,70 12.622.127,97 1.1

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br NOÇÕES DE CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS X ATIVIDADES

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00001 00001 10000000000 ATIVO 1.106.769,67 D 245.898,04 215.335,97 1.137.331,74 D 00011 10100000000 CIRCULANTE 392.022,31 D 245.898,04 209.507,10 428.413,25 D 00111 10101000000 DISPONIVEL 42.883,44 D 183.143,16

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00091 10000 100000000000000 ATIVO 61.699,81 3.136.676,97 3.110.334,63 88.042,15 11000 110000000000000 ATIVO CIRCULANTE 13.747,73 3.132.551,23 3.110.334,63 35.964,33 11100 110100000000000 DISPONIVEL 258,00

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais)

BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais) CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais) ATIVO CONSOLIDADO 2008 2007 2008 2007 Numerário disponível 1.265 2.072 5.915 6.418 Aplicações no mercado aberto

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS GRUPOS DE INDÚSTRIA

CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS GRUPOS DE INDÚSTRIA Grupo: CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS GRUPOS DE INDÚSTRIA 1º Lugar Indústria Náutica Boat Resultado : R$ 162.953,00 10 45% 4,5 Pontuação Produção 630 7,1 25% 1,8 Pontuação Auditoria 95 7,3 15% 1,1 Apresentação

Leia mais

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84.

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84. Folha: 1 1 ATIVO 8.691.994.154,02D 1.342.304.403,87 1.179.704.682,09 8.854.593.875,80D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.466.459.417,09D 1.235.880.022,69 1.139.597.863,30 3.562.741.576,48D 1.1.1 Disponível 1.048.640,92D

Leia mais

LL ASSESSORiA CONTÁbil, FisCAl E TRibuTÁRiA S S.

LL ASSESSORiA CONTÁbil, FisCAl E TRibuTÁRiA S S. Contábil Gestão Operacional Auditoria Terceirização de Deptos. SANTA VTÓRA DO PALMAR ENERGAS RENOVA VES SA Ativo 31/1212012 31/12/2013 Circulante 0,00 905,40 Disponibilidades 0,00 905,40 Realizavel a Longo

Leia mais

BALANCETE ANALÍTICO - ABRIL/2015

BALANCETE ANALÍTICO - ABRIL/2015 Folha : 1 1 ATIVO 4.009.419,95 D 1.629.902,67 2.246.254,36 3.393.068,26 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 955.155,70 D 1.629.902,67 2.246.254,36 338.804,01 D 1.1.1 DISPONIBILIDADES 583.101,30 D 1.627.251,30 2.195.109,54

Leia mais

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII A N E X O XII PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARIPE ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTARIA 955.000,00 1.700.473,10-745.473,10

Leia mais

08 BALANÇO & CONTAS. em 31 Dezembro 2008

08 BALANÇO & CONTAS. em 31 Dezembro 2008 08 BALANÇO & CONTAS em 31 Dezembro 2008 BALANÇO CÓDIGO DAS CONTAS ACTIVO Activo Bruto 2008 Amortizações e Ajustamentos Activo Líquido 2007 Activo Líquido IMOBILIZADO Imobilizações incorpóreas: 431 Despesas

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2010 2009 CIRCULANTE Caixa e bancos 422.947 20.723 Contas a receber 4 698.224 903.098 Outras contas a receber 5 3.304.465 121.908 Estoques 14.070

Leia mais

Balancete Analítico (Valores em Reais)

Balancete Analítico (Valores em Reais) 00001 00001 10000000000 ATIVO 1.499.683,25 D 454.842,30 394.374,65 1.560.150,90 D 00011 10100000000 CIRCULANTE 801.240,58 D 454.842,30 388.436,85 867.646,03 D 00111 10101000000 DISPONIVEL 182.117,25 D

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA GRANDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA GRANDE PERIODO DE: Janeiro A T I V O S P A S S I V O Exercicio Exercicio Exercicio Exercicio E s p e c i f i c a c a o Atual Anterior E s p e c i f i c a c a o Atual Anterior ATIVO CIRCULANTE 2.668.911,71 1954.150,39PASSIVO

Leia mais

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a)

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ BALANÇO ORÇAMENTÁRIO Exercício 2015 RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) RECEITAS CORRENTES 379.541,46 379.541,46

Leia mais

Plano de Contas Pag.: 1 de 7

Plano de Contas Pag.: 1 de 7 Plano de Contas Pag.: 1 de 7 1 ATIVO 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 ATIVO DISPONIVEL 1.1.1.001 NUMERARIOS 1.1.1.001.0001-0 CAIXA PEQUENO 11110 X 1.1.1.002 BANCOS CONTA MOVIMENTO 1.1.1.002.0001-5 BANCO BRADESCO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URBANO SANTOS BALANCO ORCAMENTARIO CNPJ: 05.505.839/0001-03 AV MANOEL INACIO S/N

PREFEITURA MUNICIPAL DE URBANO SANTOS BALANCO ORCAMENTARIO CNPJ: 05.505.839/0001-03 AV MANOEL INACIO S/N BALANCO ORCAMENTARIO PERIODO DE: Janeiro a Dezembro Exercicio de: 2013 Pagina: 01 *===========================================================================================================================*

Leia mais

ATIVO Notas 2009 2008

ATIVO Notas 2009 2008 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2009 2008 CIRCULANTE Caixa e bancos 20.723 188.196 Contas a receber 4 903.098 806.697 Outras contas a receber 5 121.908 115.578 Estoques 11.805 7.673

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários

Leia mais

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII

B A L A N C O G E R A L A N E X O XII A N E X O XII CAMARA MUNICIPAL DE AIUABA ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES S O M A 0,00 0,00 0,00 D E F I C I T 807.564,91

Leia mais

Data: 23-ABR-2012 16:26 Ano: 2011 Página: 1 de 5. 5 - Balanço Unidade monetária: em Euros Exercícios Código das contas 7.658.947,00 452 7.658.

Data: 23-ABR-2012 16:26 Ano: 2011 Página: 1 de 5. 5 - Balanço Unidade monetária: em Euros Exercícios Código das contas 7.658.947,00 452 7.658. Ano: 2011 Página: 1 de 5 Imobilizado: Bens de domínio público: 451 Terrenos e recursos naturais 452 Edifícios 20.465.336,28 1.870.256,52 18.595.079,76 17.296.259,99 453 Outras construções e infra-estruturas

Leia mais

PLANO DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS

PLANO DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS 1. 0. 0. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - ATIVO 1. 1. 0. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - ATIVO CIRCULANTE 1. 1. 1. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 1. 1. 1. 1. 0. 00. 00. 00. 00 - CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

Data: 26-ABR-2011 20:53 Ano: 2010 Página: 1 de 5. 5 - Balanço Unidade monetária: em Euros Exercícios Código das contas 7.658.947,00 452 7.658.

Data: 26-ABR-2011 20:53 Ano: 2010 Página: 1 de 5. 5 - Balanço Unidade monetária: em Euros Exercícios Código das contas 7.658.947,00 452 7.658. Ano: 2010 Página: 1 de 5 Imobilizado: Bens de domínio público: 451 Terrenos e recursos naturais 452 Edifícios 18.833.303,86 1.537.043,87 17.296.259,99 17.404.288,49 453 Outras construções e infra-estruturas

Leia mais

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Administração Financeira do Estado Divisão de Contabilidade Geral Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP III. a) Balanço Orçamentário

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2013

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2013 BALANCO-FINANCEIRO RECEITA RECEITA 171.497.549,97 INGRESSOS ORCAMENTARIOS 129.298.464,81 INTERFERENCIAS ATIVAS 129.298.464,81 TRANSFERENCIAS FINANCEIRAS RECEBIDAS 129.298.464,81 REPASSE RECEBIDO 129.298.464,81

Leia mais

Avaliação a Distância AD2. Período - 2012/2º. Disciplina: CONTABILIDADE GERAL II. Coordenadora: TEREZA DE JESUS RAMOS DA SILVA

Avaliação a Distância AD2. Período - 2012/2º. Disciplina: CONTABILIDADE GERAL II. Coordenadora: TEREZA DE JESUS RAMOS DA SILVA Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Avaliação a Distância AD2 Período - 2012/2º Disciplina:

Leia mais

DEFINICAO DE LAY-OUT DE ARQUIVO NOME DO ARQUIVO: Posição Financeira ABRACAF

DEFINICAO DE LAY-OUT DE ARQUIVO NOME DO ARQUIVO: Posição Financeira ABRACAF Alterações do layout: Cor azul => alteração da versão V2 (Liberado em: 21/06/2012) Cor Vermelha => alteração da versão V3 (Liberado em 24/07 - versão atual) DEFINICAO DE LAY-OUT DE ARQUIVO NOME DO ARQUIVO:

Leia mais

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES 379.374,45 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES 379.374,45 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA ANEXO 1 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA E DESPESA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Agosto / 2011 Orçamento Fiscal, da Seguridade Social e de Investimentos. Adendo II à Portaria

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R$ CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 Disponibilidades 1.222.288,96 946.849,34 Mensalidades a receber 4.704.565,74 4.433.742,86 Endosso para terceiros 1.094.384,84

Leia mais

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis:

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: 4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA Exercícios: 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: Banco 100.000 Duplicatas a receber 80.000 Financiamentos 80.000

Leia mais

Descrição Classificação Exercício Anterior Exercício Atual

Descrição Classificação Exercício Anterior Exercício Atual Folha: 104 ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL DISPONÍVEL CAIXA CAIXA CAIXA Caixa 1.1.1.1.01.91.01.0001 568,06D 747,13D =CAIXA =CAIXA =CAIXA =DISPONÍVEL BANCOS CONTA DEPÓSITOS BANCOS CONTA DEPÓSITOS CONTAS

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/10/2015 a 31/10/2015. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/10/2015 a 31/10/2015. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 19.244.544,04 49.953.463,53 49.796.021,80 19.401.985,77 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 153.537,84 22.398.892,79 22.439.629,90 112.800,73 1.1.1.00.00-9

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2012

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2012 BALANCO-FINANCEIRO RECEITA RECEITA 12.255.327,67 INGRESSOS ORCAMENTARIOS 9.425.690,28 INTERFERENCIAS ATIVAS 9.425.690,28 TRANSFERENCIAS FINANCEIRAS RECEBIDAS 9.425.690,28 REPASSE RECEBIDO 9.425.690,28

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

Balancete Sintético Plano/Empresa: PGA/Consolidado

Balancete Sintético Plano/Empresa: PGA/Consolidado 1 ATIVO 27.523.420,83 4.082.932,78-3.672.724,38 410.208,40 27.933.629,23 1.1 DISPONIVEL 5.554,97 1.420.405,52-1.425.960,49-5.554,97 1.1.1 IMEDIATO 5.554,97 1.420.405,52-1.425.960,49-5.554,97 1.1.1.1 BANCOS

Leia mais

FUNEPU Demonstrações Contábeis 2009. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

FUNEPU Demonstrações Contábeis 2009. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes 1 FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA - FUNEPU CNPJ 20.054.326/0001-09 BALANÇO PATRIMONIAL PARA

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHO TÍTULO: A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS AUTOR: JOSÉ ANTONIO DE FRANÇA

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417.

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O 2008 2007 CIRCULANTE 160.805.445 138.417.550 DISPONIBILIDADES 19.838.758 6.355.931 Caixa e bancos 2.931.388 3.021.874 Aplicações de liquidez imediata 16.907.370

Leia mais

ANEXO - CAPÍTULO III - Modelo de Publicação BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO

ANEXO - CAPÍTULO III - Modelo de Publicação BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO 200Y 200X ATIVO Contas ATIVO CIRCULANTE 12 Disponível 121 Realizável 122+123+124+125+126+127+128+129 Aplicações Financeiras 122 Aplicações Vinculadas a Provisões Técnicas 1221

Leia mais

Relatório e Contas. Referente. Ao exercício económico De

Relatório e Contas. Referente. Ao exercício económico De Relatório e Contas Referente Ao exercício económico De 2015 1 1 Demonstração Resultados 2 - Demonstração Resultados por Valências 3 Balanço 4 Demonstração Fluxos Caixa 5 Anexo ao Balanço 2 DEMONSTRAÇÃO

Leia mais

A T I V O P A S S I V O DE RIBEIRÃO PRETO FINDO EM DE 2012. Títulos. Títulos PASSIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL. Realizável PATRIMÔNIO/CAPITAL

A T I V O P A S S I V O DE RIBEIRÃO PRETO FINDO EM DE 2012. Títulos. Títulos PASSIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL. Realizável PATRIMÔNIO/CAPITAL FIPASE CNPJ 04.755.519/ /0001-30 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕESS CONTÁBEIS PARA O EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 FIPASE - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 20122 A T I V O P A S

Leia mais

Jonilson Lima da Silva Diretor Administrativo CRC/DF 13305/00

Jonilson Lima da Silva Diretor Administrativo CRC/DF 13305/00 BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO ATIVO CIRCULANTE 38.455.315,35 29.551.124,31 Disponível 87.037,02 29.289,05 Realizável 38.037.154,40 29.516.935,26 Aplicações 23.329.701,27 15.413.999,65 Créditos de Operações

Leia mais

Tributos sobre o Lucro Seção 29

Tributos sobre o Lucro Seção 29 Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

Balancete Patrimonial - Sociedade Corretora. Data : 31/03/2012

Balancete Patrimonial - Sociedade Corretora. Data : 31/03/2012 Folha : 1 A T I V O Número da Conta Valor Total Valor Até 90 Dias Valor Após 90 Dias CIRCULANTE E REALIZAVEL A LONGO PRAZO 1.0.0.00.00-7 1.957.341,13 1.882.382,09 74.959,04 DISPONIBILIDADES 1.1.0.00.00-6

Leia mais

Prefeitura Municipal de Guarapuava Exercicio de 2016 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Natureza Codigo Especificacao

Prefeitura Municipal de Guarapuava Exercicio de 2016 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Natureza Codigo Especificacao 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 327.198.765,92 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 54.932.798,74 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 46.219.482,29 1.1.1.2.00.00.00.00 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Balanço Orçamentário Período: 01/01/2015 a 31/12/2015 RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS RECEITAS REALIZADAS RECEITA CORRENTE 21.085.311,95

Leia mais

Unidade II. No ativo, a disposição das contas obedece ao grau decrescente de liquidez dos elementos nelas registrados.

Unidade II. No ativo, a disposição das contas obedece ao grau decrescente de liquidez dos elementos nelas registrados. Unidade II 8 ATIVO Ativo compreende, como já vimos, os bens e direitos da empresa, classificados de acordo com sua destinação específica, que varia segundo os fins da empresa. No ativo, a disposição das

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS 110 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS CAPITAL ORDINÁRIO BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO 2006 2005 Caixa e investimentos Caixa................................................. $ 276 $ 223 Investimentos Carteira

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro. Contabilidade. História. Contabilidade e Balanço Patrimonial

Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro. Contabilidade. História. Contabilidade e Balanço Patrimonial Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro Contabilidade e Balanço Patrimonial Contabilidade É a ciência teórica e prática que estuda os métodos de cálculo e registro da movimentação financeira e patrimônio

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS Índice Item CONTETO 1 6 ALCANCE 7 8 RECONHECIMENTO 9 10 REGISTROS CONTÁBEIS 11 22 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 23 25 CONTAS DE

Leia mais

CONTABILIDADE MÓDULO 8

CONTABILIDADE MÓDULO 8 CONTABILIDADE MÓDULO 8 Índice 1. Demonstração de Resultado do Exercício (DRE) Uma Pequena Introdução...3 2. Regime de caixa, regime de competência...4 3. Ajustes...5 2 1. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO

Leia mais

1 CONCEITO DE CONTAS. Teoria Patrimonalista Patrimoniais (bens, direitos, obrigações e P.L) Resultado (despesa e receita)

1 CONCEITO DE CONTAS. Teoria Patrimonalista Patrimoniais (bens, direitos, obrigações e P.L) Resultado (despesa e receita) R O T E I R O 1) CONCEITO DE CONTAS 2) ELEMENTOS DE UMA CONTA 3) FUNÇÃO E FUNCIONAMENTO DAS CONTAS 4) MECANISMOS DE DÉBITO E CRÉDITO 5) CONTAS SINTÉTICAS E ANÁLITICAS 6) CONTAS DE RESULTADO 7) CONTAS BILATERAIS

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Fluxo de Caixa método direto e indireto

Fluxo de Caixa método direto e indireto Fluxo de Caixa método direto e indireto A empresa Claudio Zorzo S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: Banco 100.000 Duplicatas a receber 80.000 Financiamentos 80.000 Capital Social

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.265/09. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.265/09. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, NOTA - A Resolução CFC n.º 1.329/11 alterou a sigla e a numeração desta Interpretação de IT 12 para ITG 12 e de outras normas citadas: de NBC T 19.1 para NBC TG 27; de NBC T 19.7 para NBC TG 25; de NBC

Leia mais

RAZÃO DAS CONTAS CONTÁBEIS E NÃO FINACEIRAS DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO, EXAUSTÃO, REC/DESP. EQUIV. PATRIMONIAL

RAZÃO DAS CONTAS CONTÁBEIS E NÃO FINACEIRAS DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO, EXAUSTÃO, REC/DESP. EQUIV. PATRIMONIAL EXERCÍCIO DE DFC 03 RAZÃO DAS CONTAS DO CAIXA E EQUIVALENTES (DISPONÍVEL) CAIXA, BANCOS, APLICAÇÕES DE CURTÍSSIMO PRAZO (ATÉ 90 DIAS) CONTA BCO C/MOVIM Saldo Inicial: 2.270.700,00 10/01 Pela Aquisição

Leia mais

Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013

Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013 Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras

Leia mais

SANTA CATARINA INST. DE PREV. DOS SERV.PUB. DO MUNIC. DE JOACABA

SANTA CATARINA INST. DE PREV. DOS SERV.PUB. DO MUNIC. DE JOACABA Balanço Patrimonial - Anexo 14 Administração Indireta - Ativo Passivo Títulos Valor R$ Títulos Valor R$ ATIVO FINANCEIRO 6.481.282,92 DISPONIVEL 65.938,04 BANCO C/ MOVIMENTO 65.938,04 APLICACOES FINANCEIRAS

Leia mais

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26 Prefácio 1 Exercício Social, 1 Exercícios, 2 2 Disposições Gerais, 3 2.1 Demonstrações financeiras exigidas, 3 2.2 Demonstrações financeiras comparativas, 4 2.3 Contas semelhantes e contas de pequenos,

Leia mais

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 16/06/2010 O Brasil a Caminho dos Padrões Internacionais

Leia mais

Balancete de Verificação De 01/01/2013 até 31/01/2013

Balancete de Verificação De 01/01/2013 até 31/01/2013 10/09/2013 14:32:56 Folha 1 ATIVO CAIXA 1.1.01.01.001 Caixa Geral 185,80D 1.105,98 998,78 293,00 D 1.1.01.01.002 Caixa Administrativo 86,83D 284,96 133,95 237,84 D Total do Grupo 272,63D 1.390,94 1.132,73

Leia mais

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita 10061 - UNESP CONSOLIDADA CONTABILIDADE GERAL - PLANO DE CONTAS DO PCASP - GERAL 2014 1 ATIVO T 1.1 ATIVO CIRCULANTE T 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

Leia mais

Contabilidade Geral Questões da FCC

Contabilidade Geral Questões da FCC Olá pessoal!!! Contabilidade Geral Questões da FCC Abaixo seguem duas questões comentadas da FCC cobradas no concurso do TRF da 2ª e 3ª região, ambos para o cargo de Analista Contador. Bons estudos, Roberto

Leia mais

Universidade Metodista de Angola Contabilidade Financeira III. Recurso de Contabilidade Financeira III

Universidade Metodista de Angola Contabilidade Financeira III. Recurso de Contabilidade Financeira III Universidade Metodista de Angola Contabilidade Financeira III 2º Ano; Turmas A; Turno Noite; Data: 25/07/2013 Aluno nº: Nome: Recurso de Contabilidade Financeira III Georgina Ribeiro, Empresaria e Jurista,

Leia mais

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS,

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público 1

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público 1 Plano de ontas Aplicado ao Setor Público 1 Legenda dos níveis de desdobramento: 1 Nível lasse 2º Nível Grupo 3º Nível Subgrupo 4º Nível Título 5º Nível Subtítulo 6º Nível Item 7º Nível - Subitem As contas

Leia mais

. Natureza de saldo das contas

. Natureza de saldo das contas . Natureza de saldo das contas Introdução Prezado candidato/aluno é de extrema importância entendermos a natureza de saldo das contas em contabilidade, em razão disse devemos separar as contas patrimoniais

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

Relatório do Plano de Contas

Relatório do Plano de Contas 1 10000 ATIVO 1.01 10001 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 10002 DISPONIVEL 1.01.01.01 10003 CAIXA 1.01.01.01.00001 10004 CAIXA GERAL S 1.01.01.02 10020 BANCO CONTA MOVIMENTO 1.01.01.02.00001 10021 BANCO DO BRASIL

Leia mais

5 Análise do Balanço Patrimonial

5 Análise do Balanço Patrimonial 5 Análise do Balanço Patrimonial Essa análise tem por finalidade confrontar os dados e valores que constituem o Balanço Patrimonial correspondente ao exercício de 2002, com os do mesmo período de 2001,

Leia mais

APAE - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE DIADEMA Demonstrações financeiras de 2013 comparativo 2012 BALANÇO PATRIMONIAL

APAE - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE DIADEMA Demonstrações financeiras de 2013 comparativo 2012 BALANÇO PATRIMONIAL BALANÇO PATRIMONIAL A T I V O 2013 2012 ATIVO CIRCULANTE 500.580 566.437 DISPONIBILIDADES 477.026 544.078 Caixa e Bancos Recursos Livres - Assistência Social 6.774 23.649 Bancos Recursos Terceiros - Assistência

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 42.807.744,57D 5.912.830,23 5.858.043,39 42.862.531,41D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.202.794,33D 5.390.052,54 5.127.142,48 2.465.704,39D 30 T

Leia mais

Parte I A Resolver todas as questões propostas na folha.

Parte I A Resolver todas as questões propostas na folha. Parte I A Resolver todas as questões propostas na folha. 1. Defina origens e aplicação de recursos. 2. O que o Capital representa para as empresas? 3. Quem são as Contas de Resultado? 4. Dê a definição

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 188.517,84D 249.103,95 163.587,81 274.033,98D 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 22.816,55D

Leia mais

Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002

Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002 kpmg Caixa Econômica Federal Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002 KPMG Auditores Independentes

Leia mais

Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA. Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL. Profª. Cristiane Yoshimura

Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA. Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL. Profª. Cristiane Yoshimura Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL Profª. Cristiane Yoshimura 2013 CONTABILIZAÇÃO DAS CONTAS PATRIMONIAIS DÉBITO E CRÉDITO RAZONETE

Leia mais

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP PROF. Ms. EDUARDO RAMOS Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PRINCÍPIOS CONTÁBEIS E ESTRUTURA CONCEITUAL 3. O CICLO CONTÁBIL

Leia mais

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES Ilmos. Srs. Diretores e Acionistas de BVA Seguros S/A Rio de Janeiro - RJ RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Examinamos as demonstrações financeiras individuais

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis. Em 31 de dezembro de 2011

Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis. Em 31 de dezembro de 2011 Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 AUDIBANCO - Auditores Independentes Sociedade Simples. 1 Demonstrações Contábeis

Leia mais

HOSPITAL ESPIRITA JOAO MARCHESI CNPJ: 00.033.940/0001-87 BALANCO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014

HOSPITAL ESPIRITA JOAO MARCHESI CNPJ: 00.033.940/0001-87 BALANCO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 ATIVO 31/12/2014 CIRCULANTE 259.291,95 DISPONIVEL 50.120,06 BANCOS CONTA MOVIMENTO 48.703,69 APLICACOES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA 1.416,37 DISPONIBILIDADES 0,00 NUMERÁRIOS EM TRANSITO 0,00 CREDITOS

Leia mais

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015 Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 100000000000000 ATIVO 746.423,74 521.047,13 478.433,06 789.037,81 110000000000000 ATIVO CIRCULANTE 718.821,28 507.893,92 470.065,45 756.649,75

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE ELETRO BRÁS TERM ONUCLEAR S.A. CNPJ: 42. 540.2 11/0001-67 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O Numerário disponível 15.650 27.050 Aplicações financeiras 104.077 36.869 Concessionárias

Leia mais

MARCIO THUMS SILVANA B.FOSCHIERA ALEX MILANI PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA SECRETARIO FINANCAS CPF:770.725.960-20 CPF:998.090.360/00 995.375.

MARCIO THUMS SILVANA B.FOSCHIERA ALEX MILANI PREFEITO MUNICIPAL CONTADORA SECRETARIO FINANCAS CPF:770.725.960-20 CPF:998.090.360/00 995.375. ****** 001 * 000 ***** MUNICIPIO DE NOVA BOA VISTA DATA EMISSAO 22/07/2015 ****** PAGINA 1 ****** A T I V O P A S S I V O ATIVO CIRCULANTE 10.621.908,99 8.978.191,75 PASSIVO CIRCULANTE -647.185,73-601.394,99

Leia mais

DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS EXERCÍCIO DE 2013 Câmara Municipal Divisão Administrativa e Financeira ÍNDICE GERAL DESIGNAÇÃO DO DOCUMENTO TC POCAL PG Balanço 1 5 1 Demonstração de Resultados 2 6

Leia mais

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas Sistema de contas Capítulo 2 Sistema de contas SUMÁRIO: 1. Conceito 2. Teoria das contas 2.1. Teoria personalística (ou personalista) 2.2. Teoria materialística (ou materialista) 2.3. Teoria patrimonialista

Leia mais

SALDO (f)=(a+b-c-e) DESPESAS CORRENTES 8.201,60 4.051.439,12 3.861.681,23 25.087,21 172.872,28

SALDO (f)=(a+b-c-e) DESPESAS CORRENTES 8.201,60 4.051.439,12 3.861.681,23 25.087,21 172.872,28 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ANEXO I - DEMONSTRATIVO DE EXECUÇÃO DOS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS : 2013 Data de Emissão: 29/03/2014 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ANEXO II - DEMONSTRATIVO DE EXECUÇÃO DOS RESTOS A PAGAR

Leia mais