Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados"

Transcrição

1 EMPREGO FORMAL São Paulo 2 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo, no 2 o trimestre de 2015, retraíram-se em postos de trabalho, resultado de admissões e desligamentos. No mesmo período, na Região Metropolitana de São Paulo que detém 53,2% do total dos empregos formais do Estado, o nível de emprego também reduziu- -se em postos de trabalho ( admissões e desligamentos). Com essa movimentação, o número de empregos formais celetistas na região, ao final do 2 o trimestre de 2015, foi de (Tabela 1), 1,1% inferior àquele registrado no 1 o trimestre. Na comparação com o 2 o trimestre do ano passado, houve retração de 1,5%, com a eliminação de postos de trabalho. Representa 53,2% do total de empregos do Estado. Foram eliminados postos de trabalho. Estoque de empregos formais ficou praticamente 1,1% inferior ao registrado no 1 o trimestre de Na comparação com o 2 o trimestre de 2014, os empregos reduziram-se em 1,5%. Araçatuba São José do Rio Preto Barretos Franca Ribeirão Preto Presidente Prudente Marília Bauru RA Central Campinas Itapeva Sorocaba Sorocaba Campinas São Paulo Grande ABC RM do Vale do Paraíba e Litoral Norte Registro RM da Baixada Santista

2 Tabela 1 Número e variação do emprego formal, segundo setores de atividade econômica São Paulo 2 o trimestre de o trimestre de 2015 Setores de atividade Empregos (jun. 2015) Variação absoluta Variação relativa (%) N o abs. Distribuição (%) 1 o trim o trim o trim o trim TOTAL (1) , ,1-1,5 Indústrias de transformação (2) , ,5-6,3 Fabricação de produtos alimentícios e de bebidas (3) , ,1 0,9 Fabricação de produtos têxteis e confecção de artigos do vestuário e acessórios (4) , ,8-7,3 Fabricação de produtos químicos e farmoquímicos e farmacêuticos (5) , ,0-2,3 Fabricação de produtos de borracha e de material plástico (6) , ,6-5,6 Indústria metal-mecânica (7) , ,8-9,0 Demais subsetores (8) , ,8-4,8 Construção (9) , ,8-6,8 Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (10) , ,8-0,4 Comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas , ,1-3,6 Comércio por atacado, exceto veículos automotores e motocicletas , ,2-0,7 Comércio varejista , ,6 0,2 Serviços (11) , ,7 0,2 Transporte, armazenagem e correio (12) , ,9-0,3 Informação e comunicação; atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados; atividades profissionais, científicas e técnicas (13) , ,5-0,1 Atividades administrativas e serviços complementares (14) , ,6-0,1 Administração pública, defesa e seguridade social; educação; e saúde humana e serviços sociais (15) , ,4 1,1 Alojamento e alimentação; artes, cultura, esporte e recreação; e outras atividades de serviços (16) , ,6 0,5 (1) Inclui agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (Seção A da CNAE 2.0); indústrias extrativas (Seção B da CNAE 2.0); eletricidade e gás (Seção D da CNAE 2.0); água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação (Seção E da CNAE 2.0). (2) Seção C da CNAE 2.0. (3) Inclui as Divisões 10 e 11 da Seção C da CNAE 2.0. (4) Inclui as Divisões 13 e 14 da Seção C da CNAE 2.0. (5) Inclui as Divisões 20 e 21 da Seção C da CNAE 2.0. (6) Divisão 22 da Seção C da CNAE 2.0. (7) Inclui as Divisões 24 a 30 e 33 da CNAE 2.0. (8) Incluem as Divisões 12, 15 a 19, 23, 31 e 32 da CNAE 2.0. (9) Seção F da CNAE 2.0. (10) Seção G da CNAE 2.0. (11) Seções H a U da CNAE 2.0. (12) Seção H da CNAE 2.0. (13) Seções J, K e M da CNAE 2.0. (14) Seção N da CNAE 2.0. (15) Seções O, P e Q da CNAE 2.0. (16) Seções I, R e S da CNAE 2.0. Nota: Não inclui as informações fora do prazo. 2

3 Segundo setores de atividade, no trimestre em análise, a redução dos empregos formais na região (eliminação de postos de trabalho, ou -1,1%) foi resultado dos decréscimos nos serviços ( , ou -0,7%) com destaque para atividades administrativas e serviços complementares ( , ou -1,6%), informação e comunicação; atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados; atividades profissionais, científicas e técnicas (-4.171, ou -0,5%) e transporte, armazenagem e correio (-4.123, ou -0,9%), na indústria de transformação ( , ou -2,5%) em especial na indústria metal-mecânica ( , ou -3,8%), fabricação de produtos de borracha e de material plástico (-2.903, ou -2,6%) e fabricação de produtos têxteis e confecção de artigos do vestuário e acessórios (-2.273, ou -1,8%), no comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas ( , ou -0,8%) e na construção (-8.404, ou -1,8%). Na comparação com o 2 o trimestre de 2014, a retração do número de empregos formais (-1,5%, ou eliminação de postos de trabalho) deveu-se às reduções na indústria de transformação (-6,3%, ) especialmente na indústria metal-mecânica (-9,0%, ou ), fabricação de produtos têxteis e confecção de artigos do vestuário e acessórios (-7,3%, ou ) e fabricação de produtos da borracha e de material plástico (-5,6%, ou ), na construção (-6,8%, ou ) e no comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (-0,4%, ou ), uma vez que o nível de emprego manteve-se em relativa estabilidade nos serviços (0,2%, ou geração de postos de trabalho) com destaque para o desempenho positivo da administração pública, defesa e seguridade social; educação; e saúde humana e serviços sociais (1,1%, ou 8.321) e alojamento, alimentação; artes, cultura, esporte e recreação; e outras atividades de serviços (0,5%, ou 2.701) e negativo para transporte, armazenagem e correio (-0,3%, ou ), informação e comunicação; atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados; atividades profissionais, científicas e técnicas (-0,1%, ou ) e atividades administrativas e serviços complementares (-0,1%, ou ). A partir da análise da movimentação de admissões e desligamentos segundo ocupações, podem ser obtidos importantes indicativos sobre as áreas profissionais mais dinâmicas e, eventualmente, com maiores necessidades de qualificação de pessoal. A Tabela 2 apresenta as 20 ocupações com os maiores saldos positivos de abril a junho de 2015, as quais responderam por 13,1% do total de admissões e 10,3% dos desligamentos efetuados na região, no período analisado. Como características mais gerais dessas ocupações, observa-se o predomínio daquelas com menores exigências de escolaridade e especialização, com exceção das incluídas no grande grupo 3 da Classificação Brasileira de Ocupações CBO, 1 1. Os dez grandes grupos da CBO, representados pelo primeiro algarismo do código das Tabelas 2 e 3, foram agregados por nível de competência e similaridade das atividades executadas e são os seguintes: 0- Forças Armadas, policiais e bombeiros militares; 1- Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas e gerentes; 2- Profissionais das ciências e das artes; 3- Técnicos de nível médio; 4- Trabalhadores de serviços administrativos; 5- Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados; 6- Trabalhadores agropecuários, florestais, da caça e pesca; 7- Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais (de processos discretos); 8- Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais (de processos contínuos); e 9- Trabalhadores de manutenção e reparação. 3

4 Tabela 2 Ocupações com maiores saldos positivos São Paulo abril-junho 2015 Código CBO Ocupações Admissões Desligamentos Saldo Motorista de ônibus urbano Repositor de mercadorias Auxiliar nos serviços de alimentação Atendente de lanchonete Recepcionista, em geral Atendente de farmácia balconista Técnico de enfermagem Inspetor de alunos de escola pública Analista de transporte em comércio exterior Atendente de lojas e mercados Escriturário de banco Operador de telemarketing ativo Garçom Cumim Trabalhador da manutenção de edificações Recepcionista de consultório médico ou dentário Digitador Contínuo Garagista Auxiliar de desenvolvimento infantil as quais requerem nível de escolaridade médio e cursos técnicos e de especialização, como técnico de enfermagem, inspetor de alunos de escola pública, analista de transporte em comércio exterior e auxiliar de desenvolvimento infantil. Com maiores saldos positivos, destacam-se as ocupações, nos serviços e comércio, de repositor de mercadorias, auxiliar nos serviços de alimentação, atendente de lanchonete, recepcionista em geral, atendente de farmácia balconista, atendente de lojas e mercados, escriturário de banco, operador de telemarketing ativo, garçom, cumim, trabalhador na manutenção de edificações, recepcionista de consultório médico ou dentário, digitador, contínuo e garagista e, na indústria de transformação, a ocupação transversal motorista de ônibus urbano. As informações da Tabela 2 também evidenciam as elevadas movimentações de admissões e desligamentos, característica dos mercados de trabalho do país, bem como o fato de que nem sempre as ocupações com maiores saldos são as que apresentam as maiores movimentações de admissões e desligamentos. 4

5 Em contraposição, a Tabela 3 traz as 20 ocupações com os maiores saldos negativos no mesmo período, as quais representaram 31,8% do total de admissões e 32,8% dos desligamentos na região. Tabela 3 Ocupações com maiores saldos negativos São Paulo abril-junho 2015 Código CBO Ocupações Admissões Desligamentos Saldo Operador de telemarketing ativo e receptivo Vendedor de comércio varejista Supervisor administrativo Promotor de vendas Alimentador de linha de produção Armazenista Assistente administrativo Almoxarife Vigilante Pedreiro Conferente de carga e descarga Motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais) Cobrador interno Operador de empilhadeira Porteiro de edifícios Operador de máquinas-ferramenta convencionais Professor de nível médio no ensino fundamental Soldador Gerente administrativo Faxineiro Além das ocupações com maiores exigências de escolaridade e experiência profissional, inseridas nos grandes grupos 1 e 3 da CBO, como gerente administrativo e professor de nível médio no ensino fundamental, sobressaem, com os maiores saldos negativos, operador de telemarketing ativo e receptivo, vendedor de comércio varejista, supervisor administrativo, promotor de vendas, armazenista, assistente administrativo, almoxarife, vigilante, conferente de carga e descarga, cobrador interno, porteiro de edifícios e faxineiro, nos serviços e no comércio, alimentador de linha de produção, pedreiro, operador de empilhadeira, operador de máquinas- -ferramenta convencionais e soldador, além da ocupação transversal motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais), na indústria de transformação. 5

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Campinas 2 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Sorocaba 3 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Estado de São Paulo 2 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e EMPREGO FORMAL Sorocaba 2 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL 3 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo, no

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RM do Vale do Paraíba e Litoral Norte 2 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL 3 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo, no

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Franca 4 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Registro 2 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RM do Vale do Paraíba e Litoral Norte 4 o trimestre de 2013 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Estado de São Paulo 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Ribeirão Preto 4 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 4 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL São José do Rio Preto 1 o trimestre de 2016 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), os empregos formais celetistas

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Registro 3 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RM da Baixada Santista 1 o trimestre de 2016 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), os empregos formais celetistas

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL São José do Rio Preto 4 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

BOLETIM MENSAL Março/2010. DADOS: CAGED (MTE) Março/2010 RAIS (MTE) 2008

BOLETIM MENSAL Março/2010. DADOS: CAGED (MTE) Março/2010 RAIS (MTE) 2008 BOLETIM MENSAL Março/2010 DADOS: CAGED (MTE) Março/2010 RAIS (MTE) 2008 Este número do Boletim do Observatório do Emprego e do Trabalho da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) apresenta

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 2 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

Total de vagas: 5.565

Total de vagas: 5.565 Painel de vagas - CEAT em 12/04/2011 Total de vagas: 5.55 OCUPAÇÃO VAGAS BAIRRO 1 Açougueiro 17 EXPERIÊNCIA MÍNIMA (MESES) Escolaridade Mínima 2 Agente administrativo 1 ZONA OESTE Ensino Médio completo

Leia mais

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE METODOLOGIA M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Atividade Empreendedora Empreendedorismo * Fonte: OCDE M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Indivíduo que tenciona gerar valor através da

Leia mais

BOLETIM MENSAL Julho/2011

BOLETIM MENSAL Julho/2011 Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho BOLETIM MENSAL Julho/2011 DADOS: CAGED (MTE) Mês/Ano RAIS (MTE) 2010 Este número do Boletim do Observatório do Emprego e do Trabalho da Secretaria do Emprego

Leia mais

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação. Construção Civil 1 Mecânico de manutenção de máquinas, em geral C.L.T. Cubatão Curso Técnico 6

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação. Construção Civil 1 Mecânico de manutenção de máquinas, em geral C.L.T. Cubatão Curso Técnico 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Outros 1 Motociclista no transporte de documentos e pequenos volumes Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) C.L.T. Bertioga Médio

Leia mais

CST - Zona Norte. Total de Vagas: 349. Cargos com maior número de vagas na área operacional

CST - Zona Norte. Total de Vagas: 349. Cargos com maior número de vagas na área operacional CST - Zona Norte Total de Vagas: 349 Cargos com maior número de vagas na área operacional Ajudante de carga e descarga (20) Requisitos: ensino médio completo ou incompleto (para 5 vagas não é necessário

Leia mais

PRESIDENTE PRUDENTE Experiência (Em Meses)

PRESIDENTE PRUDENTE Experiência (Em Meses) Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Pessoa física 5 Garçom Freelancer Anhumas Médio Outros 2 Caldeireiro (chapas de ferro e aço) C.L.T. Dracena Alfabetizado

Leia mais

BAIXADA SANTISTA Experiência (Em Meses)

BAIXADA SANTISTA Experiência (Em Meses) Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 1 Promotor de vendas Bertioga Médio 1 Funileiro de veículos (reparação) Bertioga Construção Civil 2 Eletricista

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Comércio 2 Cozinhador (conservação de alimentos) Catanduva Ensino Fundamental 6 Serviços 2 Técnico de telecomunicações

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Os números do mês de agosto - Macaé De acordo com os dados do CAGED em setembro de 2015, foram suprimidos

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Experiência (Em Meses)

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Experiência (Em Meses) Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação 1 4 1 Mecânico de manutenção de aparelhos de levantamento Mecânico de veículos automotores a diesel (exceto tratores) Eletricista de instalações (veículos automotores

Leia mais

BAURU. Regime de Contratação Outros 1 Bibliotecário C.L.T. Agudos Graduação 0. Ensino Fundamental Serviços 9 Faxineiro C.L.T. Bariri Alfabetizado 3

BAURU. Regime de Contratação Outros 1 Bibliotecário C.L.T. Agudos Graduação 0. Ensino Fundamental Serviços 9 Faxineiro C.L.T. Bariri Alfabetizado 3 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 1 Bibliotecário Agudos Graduação Outros 4 Vigilante Agudos 9 Faxineiro Bariri Alfabetizado Construção Civil

Leia mais

ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao SINE mais próximo. Vaga

ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao SINE mais próximo. Vaga ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao SINE mais próximo Informações das vagas oferecidas no Sistema Nacional de Emprego (SINE). Vaga Nº Vaga Ocupação Qtd Experiência Exigida (meses) 2957471

Leia mais

A presença feminina no mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo 2014

A presença feminina no mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo 2014 A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Março de 2015 A presença feminina no mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo 2014 Em 2014, a presença de

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Construção Civil 1 Soldador elétrico Bady Bassitt Comércio 2 Garçom Catanduva Outros 2 Mecânico de veículos automotores a diesel

Leia mais

Qtd Ocupação Contratação Local de Trabalho Escolaridade

Qtd Ocupação Contratação Local de Trabalho Escolaridade Qtd Ocupação Contratação Local de Trabalho Escolaridade 3 Professor prático no ensino profissionalizante Freelancer Americana Curso Técnico 2 Agente de segurança C.L.T. Americana Ensino Médio 4 Trabalhador

Leia mais

RIBEIRÃO PRETO. Regime de Contratação Serviços 1 Faxineiro C.L.T. Barrinha Alfabetizado 0

RIBEIRÃO PRETO. Regime de Contratação Serviços 1 Faxineiro C.L.T. Barrinha Alfabetizado 0 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Serviços 1 Faxineiro Barrinha Alfabetizado Comércio 1 Repositor de mercadorias Cravinhos Alfabetizado Comércio

Leia mais

ARAÇATUBA. Regime de Contratação Pessoa física 1 Copeiro C.L.T. Andradina Ensino Médio 6

ARAÇATUBA. Regime de Contratação Pessoa física 1 Copeiro C.L.T. Andradina Ensino Médio 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Pessoa física 1 Copeiro C.L.T. Andradina Ensino Médio 6 Pessoa física 1 Cozinheiro geral C.L.T. Andradina Ensino

Leia mais

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação Outros 2 Recepcionista de hotel C.L.T. Bertioga Ensino Médio 0

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação Outros 2 Recepcionista de hotel C.L.T. Bertioga Ensino Médio 0 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 2 Recepcionista de hotel C.L.T. Bertioga Ensino Médio 0 Outros 2 Camareiro de hotel C.L.T. Bertioga Ensino

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Outros 3 Gerente administrativo Regime de Contratação Prestador de Serviços Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) Bady Bassitt Ensino Médio 0 Comércio

Leia mais

BAURU. Ensino Fundamental Ensino Fundamental Outros 1 Eletricista de instalações C.L.T. Barra Bonita Curso Técnico 3

BAURU. Ensino Fundamental Ensino Fundamental Outros 1 Eletricista de instalações C.L.T. Barra Bonita Curso Técnico 3 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Agropecuária, Extrativa Vegetal, Regime de Contratação Local de Trabalho 2 Alimentador de linha de produção Bariri Comércio 1 Atendente de lanchonete Bariri Escolaridade

Leia mais

RIBEIRÃO PRETO. Experiência (Em Meses) 1 Técnico de garantia da qualidade C.L.T. Cravinhos Curso Técnico 2. Regime de Contratação

RIBEIRÃO PRETO. Experiência (Em Meses) 1 Técnico de garantia da qualidade C.L.T. Cravinhos Curso Técnico 2. Regime de Contratação Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) 1 Técnico de garantia da qualidade C.L.T. Cravinhos Curso Técnico 2 1 Operador de forno

Leia mais

MARÍLIA Regime de Contratação Prestador de Serviços

MARÍLIA Regime de Contratação Prestador de Serviços Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Comércio 2 Reparador de rádio, TV e som Outros 5 Motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais) MARÍLIA Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação 1 4 Mecânico de manutenção de aparelhos de levantamento Mecânico de veículos automotores a diesel (exceto tratores) Regime de Contratação Local de Trabalho Bady Bassitt

Leia mais

Taxa de desemprego se eleva

Taxa de desemprego se eleva MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO DO ABC 1 Taxa de desemprego se eleva 1. As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego - PED, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, em parceria com o Consórcio

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação. Pessoa física 1 Empregado doméstico arrumador C.L.T. Águas de São Pedro Alfabetizado 3

CAMPINAS. Regime de Contratação. Pessoa física 1 Empregado doméstico arrumador C.L.T. Águas de São Pedro Alfabetizado 3 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Outros 1 Técnico de apoio ao usuário de informática (helpdesk) Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) C.L.T. Aguaí Ensino Médio

Leia mais

Cargos com maior número de vagas na área Operacional

Cargos com maior número de vagas na área Operacional Zona Leste Total de Vagas: 602 Cargos com maior número de vagas na área Operacional Conferente de mercadorias (210) Requisitos: ensino médio incompleto (não é necessário experiência anterior) Salário:

Leia mais

MARÍLIA. Regime de Contratação Serviços 1 Trabalhador da manutenção de edificações C.L.T. Assis Alfabetizado 3

MARÍLIA. Regime de Contratação Serviços 1 Trabalhador da manutenção de edificações C.L.T. Assis Alfabetizado 3 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 1 Trabalhador da manutenção de edificações Assis Alfabetizado Pessoa física 1 Empregado doméstico diarista Assis

Leia mais

R.M DA GRANDE SÃO PAULO

R.M DA GRANDE SÃO PAULO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Comércio 3 Vendedor de comércio varejista Arujá Serviços 1 Caseiro (agricultura) Arujá Pessoa física 1 Empregado doméstico

Leia mais

PESSOA COM DEFICIÊNCIA Av. João Pessoa, 6239 - Parangaba (85) 3101.3034

PESSOA COM DEFICIÊNCIA Av. João Pessoa, 6239 - Parangaba (85) 3101.3034 FORTALEZA Aldeota (Av. Santos Dumont, 5015) Tel.: (85) 3101.1660 Barra do Ceará (Av. Francisco Sá, 6485) Tel.: (85) 3101.2743 Parangaba (Av. João Pessoa, 6239) Tel.: (85) 3101.3034 Messejana (Av. Pergentino

Leia mais

CST - Zona Oeste. Total de Vagas: 834. Cargos com maior número de vagas na área operacional

CST - Zona Oeste. Total de Vagas: 834. Cargos com maior número de vagas na área operacional CST - Zona Oeste Total de Vagas: 834 Cargos com maior número de vagas na área operacional Operador de caixa (42) Requisitos: ensino fundamental completo ou incompleto e médio completo (35 vagas não exigem

Leia mais

Sistema PED. Divulgação dos dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego PED segundo a Classificação CNAE domiciliar versão 2.0.

Sistema PED. Divulgação dos dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego PED segundo a Classificação CNAE domiciliar versão 2.0. Sistema PED Maio 2012 Divulgação dos dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego PED segundo a Classificação CNAE domiciliar versão 2.0 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL Governador do

Leia mais

PRESIDENTE PRUDENTE. Regime de Contratação. Experiência (Em Meses) Comércio 1 Faxineiro C.L.T. Adamantina Alfabetizado 6

PRESIDENTE PRUDENTE. Regime de Contratação. Experiência (Em Meses) Comércio 1 Faxineiro C.L.T. Adamantina Alfabetizado 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) Faxineiro C.L.T. Adamantina Alfabetizado Comércio 3 Ajudante de motorista C.L.T. Adamantina

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação Extrativa Mineral 1 Alimentador de linha de produção C.L.T. Águas da Prata Ensino Fundamental 0

CAMPINAS. Regime de Contratação Extrativa Mineral 1 Alimentador de linha de produção C.L.T. Águas da Prata Ensino Fundamental 0 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Extrativa Mineral 1 Alimentador de linha de produção C.L.T. Águas da Prata Ensino Fundamental 0 4 Faxineiro C.L.T.

Leia mais

Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS

Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS CAPÍTULO 5 Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS Apresentação Neste capítulo, avaliam-se a importância e o crescimento, ao longo do período 2003 a 2010, das atividades

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Pessoa física 1 Agenciador de propaganda C.L.T. Aparecida Alfabetizado 6

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Pessoa física 1 Agenciador de propaganda C.L.T. Aparecida Alfabetizado 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Pessoa física 1 Agenciador de propaganda Aparecida Alfabetizado Pessoa física 1 Motorista

Leia mais

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação Outros 2 Motorista de carro de passeio C.L.T. Bertioga Ensino Médio 5

BAIXADA SANTISTA. Regime de Contratação Outros 2 Motorista de carro de passeio C.L.T. Bertioga Ensino Médio 5 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 2 Motorista de carro de passeio Bertioga Médio 5 2 Eletricista de instalações (edifícios) Cubatão Médio

Leia mais

CST - Zona Oeste. Total de Vagas: 842. Cargos com maior número de vagas na área operacional

CST - Zona Oeste. Total de Vagas: 842. Cargos com maior número de vagas na área operacional CST - Zona Oeste Total de Vagas: 842 Cargos com maior número de vagas na área operacional Atendente de lanchonete (90) Requisitos: ensino médio completo ou incompleto e fundamental completo (não é necessário

Leia mais

CAMPINAS Experiência (Em Meses)

CAMPINAS Experiência (Em Meses) Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 1 Gerente de loja e supermercado C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6 Pessoa física

Leia mais

Qualificação e Mercado de Trabalho: Apontamentos para política pública em regiões metropolitanas

Qualificação e Mercado de Trabalho: Apontamentos para política pública em regiões metropolitanas Qualificação e Mercado de Trabalho: Apontamentos para política pública em regiões metropolitanas Rede de Pesquisa Formação e Mercado de Trabalho 25.10.2012 Estudos com base PED: 2008: Projeto MTE / DIEESE

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA JUNHO DE 2014 Redução da taxa de desemprego Ano 20 - Número 6 1. A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED),

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RM da Baixada Santista 2 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

O Desemprego manteve relativa estabilidade em quatro regiões

O Desemprego manteve relativa estabilidade em quatro regiões O Desemprego manteve relativa estabilidade em quatro regiões NOVEMBRO DE 2015 As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego revelam que a taxa de desemprego permaneceu relativamente estável

Leia mais

NOTA TÉCNICA TERCEIRIZAÇÃO

NOTA TÉCNICA TERCEIRIZAÇÃO NOTA TÉCNICA TERCEIRIZAÇÃO Abril de 2015 1 Sumário Executivo O trabalho utiliza a mesma base de dados e metodologia que o elaborado pela CUT/DIEESE, ou seja, agregações de setores terceirizados e contratantes

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação Construção Civil 2 Operador de escavadeira C.L.T. Aguaí Alfabetizado 3 Indústria de Transformação

CAMPINAS. Regime de Contratação Construção Civil 2 Operador de escavadeira C.L.T. Aguaí Alfabetizado 3 Indústria de Transformação Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Construção Civil 2 Operador de escavadeira Aguaí Alfabetizado Experiência (Em Meses) 1 Técnico químico Estagiário

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Julho- 2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Julho- 2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Julho- 2015 Os números do mês de agosto - Macaé De acordo com os dados do CAGED em agosto de 2015, foram suprimidos

Leia mais

ARAÇATUBA. Regime de Contratação Serviços 44 Alimentador de linha de produção C.L.T. Andradina Alfabetizado 6

ARAÇATUBA. Regime de Contratação Serviços 44 Alimentador de linha de produção C.L.T. Andradina Alfabetizado 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Serviços 44 Alimentador de linha de produção C.L.T. Andradina Alfabetizado Construção Civil 1 Vendedor de comércio

Leia mais

O mercado de trabalho no biênio 2011-2012. Dia Nacional da Consciência Negra

O mercado de trabalho no biênio 2011-2012. Dia Nacional da Consciência Negra PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO DO ABC 1 Novembro 2013 OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO DO ABC O mercado de trabalho no biênio 2011-2012 Dia Nacional da Consciência Negra 1. Compreende

Leia mais

R.M GRANDE SÃO PAULO

R.M GRANDE SÃO PAULO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 1 Jardineiro C.L.T. Arujá Outros 1 Auxiliar de pessoal C.L.T. Arujá Ensino Médio 6 Construção Civil 1 Instalador

Leia mais

Dezembro de 2014 * INTERROMPE-SE A RECUPERAÇÃO DO NÍVEL OCUPACIONAL

Dezembro de 2014 * INTERROMPE-SE A RECUPERAÇÃO DO NÍVEL OCUPACIONAL MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE Ano 23 - Número 12 Dezembro de 2014 * INTERROMPE-SE A RECUPERAÇÃO DO NÍVEL OCUPACIONAL As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6. Pessoa física 1 Marceneiro C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6. Pessoa física 1 Marceneiro C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 9 Vigilante Aguaí Médio Pessoa física 1 Marceneiro Aguaí Médio Pessoa física Garçom Aguaí Médio Outros 1 Outros

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação. Escolaridade Ensino Fundamental Serviços 2 Técnico de obras civis Aparecida Curso Técnico 0

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação. Escolaridade Ensino Fundamental Serviços 2 Técnico de obras civis Aparecida Curso Técnico 0 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Outros 1 Mecânico de manutenção de motores diesel (exceto de veículos automotores) Regime de Contratação Local de Tralho Aparecida Escolaridade 2 Técnico de obras

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Serviços 1 Garçom Temporário Aparecida Alfabetizado 3

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Serviços 1 Garçom Temporário Aparecida Alfabetizado 3 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Garçom Temporário Aparecida Alfabetizado Comércio 1 Serralheiro Aparecida Alfabetizado Comércio

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Outros 1 Analista de desenvolvimento de sistemas C.L.T. Aparecida Graduação

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Outros 1 Analista de desenvolvimento de sistemas C.L.T. Aparecida Graduação Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 1 Analista de desenvolvimento de sistemas Aparecida Graduação Pessoa física 1 Agenciador de propaganda

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Outros 4 Operador de câmera de televisão C.L.T. Aparecida Curso Técnico 6. Prestador de Serviços

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Outros 4 Operador de câmera de televisão C.L.T. Aparecida Curso Técnico 6. Prestador de Serviços Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 4 Operador de câmera de televisão Aparecida Curso Técnico Pessoa física 1 Cuidador de idosos Experiência

Leia mais

VAGAS QUE EXIGEM SUPERIOR COMPLETO

VAGAS QUE EXIGEM SUPERIOR COMPLETO VAGAS QUE EXIGEM SUPERIOR COMPLETO Contador VAGAS QUE EXIGEM SUPERIOR INCOMPLETO Auxiliar de crédito Secretária(o) executiva(o) VAGAS QUE EXIGEM ENSINO MÉDIO COMPLETO Analista de crédito (instituições

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 1 Borracheiro C.L.T. Aguaí Ensino Fundamental 6

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 1 Borracheiro C.L.T. Aguaí Ensino Fundamental 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 1 Borracheiro C.L.T. Aguaí Ensino Fundamental 6 1 Eletricista de instalações (veículos automotores e máquinas

Leia mais

Análise dos resultados Panorama geral

Análise dos resultados Panorama geral Análise dos resultados Panorama geral Durante o período de 2005 a 2008, o Produto Interno Bruto - PIB brasileiro passou de cerca de R$ 2,2 trilhões para R$ 3,0 trilhões, a valores correntes, com uma taxa

Leia mais

CAMPINAS. (Em Meses) Ensino Serviços 5 Motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais) C.L.T. Aguaí

CAMPINAS. (Em Meses) Ensino Serviços 5 Motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais) C.L.T. Aguaí Regime de Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) 5 Motorista de caminhão (rotas regionais e internacionais) C.L.T. Aguaí 2 1 Motorista de

Leia mais

Município Código Ocupação Vagas Trab.Defic. Habilit. Validade Escolaridade Salário Experiência Comprovação C. de S. Agost. 2101064 Auxiliar de

Município Código Ocupação Vagas Trab.Defic. Habilit. Validade Escolaridade Salário Experiência Comprovação C. de S. Agost. 2101064 Auxiliar de Município Código Ocupação Vagas Trab.Defic. Habilit. Validade Escolaridade Salário Experiência Comprovação C. de S. Agost. 2101064 Auxiliar de administracao 1 Exclusiva Não 27/01/2011 2º Grau completo

Leia mais

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Comércio 1 Gerente de restaurante C.L.T. Aparecida Ensino Médio 1

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Regime de Contratação Comércio 1 Gerente de restaurante C.L.T. Aparecida Ensino Médio 1 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Gerente de restaurante Aparecida Médio 1 Comércio 2 Supervisor de produção da indústria alimentícia Aparecida

Leia mais

R.M GRANDE SÃO PAULO

R.M GRANDE SÃO PAULO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Outros 1 Gerente administrativo C.L.T. Arujá Curso Técnico 4 Comércio 3 Alimentador de linha de produção C.L.T.

Leia mais

CAMPINAS. Experiência (Em Meses) 1 Técnico químico Estagiário Aguaí Graduação 0. Regime de Contratação

CAMPINAS. Experiência (Em Meses) 1 Técnico químico Estagiário Aguaí Graduação 0. Regime de Contratação Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) 1 Técnico químico Estagiário Aguaí Graduação Comércio Repositor de mercadorias Águas de

Leia mais

Arrefecimento do mercado de trabalho penalizou mais as mulheres

Arrefecimento do mercado de trabalho penalizou mais as mulheres A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA MARÇO - 2014 Arrefecimento do mercado de trabalho penalizou mais as mulheres O mercado de trabalho metropolitano de Fortaleza,

Leia mais

OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Novembro 2013 OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO O mercado de trabalho em 2012 Dia Nacional da Consciência Negra A rota de redução de desigualdades na RMSP O crescimento

Leia mais

Mercado de Trabalho nas Regiões Metropolitanas em 2015

Mercado de Trabalho nas Regiões Metropolitanas em 2015 Mercado de Trabalho nas Regiões Metropolitanas em 2015 As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego mostram que a taxa de desemprego cresceu nas regiões metropolitanas pesquisadas. O DIEESE

Leia mais

R.M DA GRANDE SÃO PAULO

R.M DA GRANDE SÃO PAULO R.M DA GRANDE SÃO PAULO Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) Construção Civil 1 Instalador de isolantes térmicos (refrigeração

Leia mais

APRESENTAÇÃO DESTAQUES. 1. Índice de crescimento do emprego formal em Campinas é maior que na RMC (pág. 4)

APRESENTAÇÃO DESTAQUES. 1. Índice de crescimento do emprego formal em Campinas é maior que na RMC (pág. 4) Secretaria Municipal de Trabalho e Renda NOVEMBRO DE 2011 Boletim Informativo do Mercado de Trabalho em Campinas Dezembro de 2011 APRESENTAÇÃO A geração de postos de trabalho tem mostrado sinais de desaceleração

Leia mais

Data Imagem Nº total de vagas e obs 24/03/2014- inglês e administração Nº de Vagas / Ocupações e localização

Data Imagem Nº total de vagas e obs 24/03/2014- inglês e administração Nº de Vagas / Ocupações e localização Pesquisa Sine: oferta de vagas de emprego publicado no site da Sectit secretaria estadual de trabalho, ciência, tecnologia, educação profissional e inovação do Estado do Espírito Santo 24/03/2014-749 11:08

Leia mais

TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás.

TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás. TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás. O Dia Internacional da Mulher, celebrado dia 8 de março, traz avanços do gênero feminino no mercado de trabalho formal. Segundo informações disponibilizadas

Leia mais

Zona Sul. Total de Vagas: 759. Cargos com maior número de vagas na área operacional

Zona Sul. Total de Vagas: 759. Cargos com maior número de vagas na área operacional Zona Sul Total de Vagas: 759 Cargos com maior número de vagas na área operacional Atendente (114) Requisitos: ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência anterior) Salário: entre R$

Leia mais

ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao

ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao ANOTE O NÚMERO DA VAGA de interesse e dirija-se ao Informações das vagas oferecidas no Sistema Nacional de Emprego (SINE). Vagas Maio/15 Nº Vaga Ocupação 3275599 Administrador hospitalar 3277945 Agente

Leia mais

CST - Zona Leste. Total de Vagas: 462. Cargos com maior número de vagas na área Operacional

CST - Zona Leste. Total de Vagas: 462. Cargos com maior número de vagas na área Operacional CST - Zona Leste Total de Vagas: 462 Cargos com maior número de vagas na área Operacional Operador de telemarketing (28) Requisitos: ensino fundamental completo e médio completo e incompleto (necessário

Leia mais

2105-0110 / 3042-4468 / 3042-4469 ou acesse: www.centralrh.com.br

2105-0110 / 3042-4468 / 3042-4469 ou acesse: www.centralrh.com.br 205-00 / 3042-4468 / 3042-4469 ou acesse: www.centralrh.com.br VAGAS DE EMPREGO V Cargo Escolaridade Mínima Remuneração Inicial Exigências Básicas Outras Vantagens ANALISTA DE QUALIDADE Graduado em Administração

Leia mais

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6. Serviços 2 Faxineiro C.L.T. Águas de Lindóia Ensino Fundamental 0

CAMPINAS. Regime de Contratação Serviços 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6. Serviços 2 Faxineiro C.L.T. Águas de Lindóia Ensino Fundamental 0 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade 9 Vigilante C.L.T. Aguaí Ensino Médio 6 2 Faxineiro C.L.T. Águas de Lindóia Ensino Fundamental 0 Comércio 1 Confeiteiro

Leia mais

SOROCABA. Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência. (Em Meses) Outros 2 Técnico florestal C.L.T. Alambari Curso Técnico 6

SOROCABA. Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência. (Em Meses) Outros 2 Técnico florestal C.L.T. Alambari Curso Técnico 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) Outros 2 Técnico florestal Alambari Curso Técnico Construção Civil 1 Técnico de contabilidade

Leia mais

MAPA DE OPORTUNIDADES DE EMPREGO EM CURITIBA

MAPA DE OPORTUNIDADES DE EMPREGO EM CURITIBA Mapa das Oportunidades de Emprego em Curitiba Abril de 2009 MAPA DE OPORTUNIDADES DE EMPREGO EM CURITIBA O Observatório do Trabalho de Curitiba, resultado do convênio entre a SMTE Secretaria Municipal

Leia mais

ARAÇATUBA. 4 Eletricista de instalações (edifícios) C.L.T. Andradina Ensino Médio 6

ARAÇATUBA. 4 Eletricista de instalações (edifícios) C.L.T. Andradina Ensino Médio 6 Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação Regime de Contratação Local de Trabalho Serviços 1 Cobrador externo Andradina Escolaridade Experiência (Em Meses) 4 Eletricista de instalações (edifícios) Andradina

Leia mais

BAIXADA SANTISTA Regime de Contratação

BAIXADA SANTISTA Regime de Contratação Setor da Economia Qtde Vagas Ocupação BAIXADA SANTISTA Regime de Contratação Local de Trabalho Escolaridade Experiência (Em Meses) Construção Civil 1 Vendedor pracista C.L.T. Bertioga Médio 0 2 Lavador

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul O emprego formal na Indústria sul-mato-grossense encerrou mais um mês com redução liquida de postos de trabalho. Em maio, o conjunto das

Leia mais

OCUPAÇÃO QUANTID EXP ESCOLARIDADE SALARIO LOCAL ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO COMPLETO ENS.

OCUPAÇÃO QUANTID EXP ESCOLARIDADE SALARIO LOCAL ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO INCOMPL. ENS. MEDIO COMPLETO ENS. OCUPAÇÃO QUANTID EXP ESCOLARIDADE SALARIO LOCAL VENDEDOR DE SERVIÇOS 60 6 R$ 780,00 VILA MARIANA 50 0 R$ 3,09 VILA MARIANA 50 0 R$ 3,63 VILA OLIMPIA LOJA 50 0 R$ 800,00 JARDIM UMUARAMA INSTALADOR- REPARADOR

Leia mais