Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo"

Transcrição

1 Altos da Serra - Capítulo 09 1 Altos da Serra Novela de Fernando de Oliveira Escrita por Fernando de Oliveira Personagens deste Capítulo

2 Altos da Serra - Capítulo 09 2 CENA 01. DELEGACIA INT. / NOITE Sargento Policarpo leva o prefeito preso para delegacia, o que causa uma grande confusão. Sargento Policarpo (segurando Albano pelo braço) Pois bem senhor Prefeito! O senhor deverá dar explicações ao delegado! Albano Seu imbecil! Você não vê que eu não fiz nada! Sargento Policarpo Fique quieto! Albano Você me paga Sargento! Sargento Policarpo Delegado! Delegado! Olha o que eu trouxe! Delegado (levantando da cadeira) O que é isso Sargento? Esse ai é o... Sargento Policarpo Isso mesmo! Você acredita que ele estava saindo da prefeitura há essa hora? Albano Delegado! Trate de me soltar! Delegado Você ouviu o prefeito! Solte-o! Sargento Policarpo Mas! Mas! Delegado! Delegado (gritando) Solte-o! Agora! Sargento Policarpo (abrindo as algemas) Tudo bem! Albano (puxando) Delegado! Eu exijo que o senhor demita essa insolente! Delegado Senhor prefeito! Eu não posso! Ele é a única pessoa que eu tenho! Albano Tudo bem! Dessa vez vai passar! Mas os senhores não se intrometam no meu caminho! Senão os dois serão banidos da cidade! (vira as costas e sai) Delegado Viu o que você fez? Sargento Fiz? O senhor não percebe que ele está roubando a cidade? Delegado (rindo) Roubando a cidade! Que roubando a cidade nada! Sargento Eu não vou sossegar, enquanto não vê-lo preso! Boa noite! (sai) Delegado Isso mesmo! Vá para sua casa! CENA 02. CASA DO PREFEITO INT. / NOITE O prefeito Albano chega na sua casa furioso pelo que aconteceu.

3 Altos da Serra - Capítulo 09 3 Albano (abrindo a porta e entrando) Que droga! Esse maldito sargento! Rosa (descendo as escadas) Albano! O que houve? Albano Rosa! Você nem imagina? Rosa Fale! O que houve? Por que está chegando essas horas? Albano Esse maldito sargento me prendeu! Rosa Te prendeu? Mas como? Albano Eu estava saindo da prefeitura! Ele me viu e simplesmente me prendeu! Rosa Que absurdo! Vá meu amor! Tome um banho e depois conversamos! Albano É isso que farei! Droga mesmo! Rosa (pegando a mala) E essa mala Albano! Albano (puxando-a de sua mão) Não! Não pegue! Rosa Tudo bem! Desculpe-me Albano Vá dormi Rosa! Deixe-me em paz! Rosa (saindo) Tudo bem! Albano Ainda vem essa bruxa encher-me o saco! Eu tenho que proteger esse dinheiro! Eu tenho que guardá-lo em lugar seguro! CENA 03. CABARÉ / QUARTO DE STELA INT. / NOITE Stela e Dubes têm uma linda noite de amor. Stela (beijando Dubes) Você não imagina o quanto tempo esperei para estar com você! Dubes Imagino sim! Pois é o mesmo que esperei! Stela Eu te desejo desde o primeiro dia! Dubes Que engraçado! Eu também! Stela (rindo) Ah! É! Senhor conde? Dubes É sim! Dona Stela! Stela (séria) Dubes! Dubes O que foi? Stela Eu estou apaixonada por você! Dubes O meu amor! Eu também! Stela Mas, eu tenho medo! Dubes Medo de que Stela? Stela Medo de todos! Dubes Por quê? Stela Você esqueceu duas coisas: Primeiro, eu sou uma cortesã e segundo, você é casado! Dubes Eu não me importo com isso!

4 Altos da Serra - Capítulo 09 4 Stela Como não se importa? Dubes Eu e a Antônia vivemos um casamento de aparências! Eu vou pedir a separação em breve! Stela Dubes! Vocês têm uma filha! Eu não quero ser responsável, pela separação de vocês! Dubes Eu lutarei para ficar com você! Batidas na porta Stela! Stela! Stela Meu deus! É madame Alcmena! CENA 04. CASA DE JOAQUIM / DALVA INT. / NOITE Dalva fica aflita no sofá, esperando Joaquim chegar com noticias de Cristiano. Joaquim (entrando) -... Dalva (levanta-se do sofá) Joaquim! Graças a deus! Ué? E o Cristiano? Joaquim (olhando para ela atônito) seu filho? Dalva Nosso filho! O que houve com ele? Joaquim Seu filho Dalva! A partir de hoje, seu filho! Dalva Como assim? O que está dizendo? Joaquim O que estou dizendo Dalva? É que seu filho quer ser padre! Dalva Meu deus! Joaquim Meu deus! Digo eu Dalva! A partir de hoje, o Cristiano não volta mais nessa casa! Dalva Você não pode fazer isso! Joaquim Fazer o que? Foi ele que escolheu! Dalva (ajoelhando-se) Pelo amor de deus Joaquim! Eu te imploro! Aceita o Cristiano! Joaquim (levantando-a) Se levanta daí! Vá dormi Dalva! Conversaremos amanhã! Dalva Por favor! Não faz isso comigo! Por favor! Joaquim Boa noite Dalva! (sai) Dalva (chorando) Meu deus! Protege o caminho do meu filho! CENA 05. CABARÉ DE MADAME ALCMENA / QUARTO DE STELA INT. / NOITE Madame Alcmena bate no quarto de Stela.

5 Altos da Serra - Capítulo 09 5 Alcmena (batendo) Stela! Stela! Abra a porta minha filha! Stela (pegando as roupas) Rápido Dubes! Esconda-se! Dubes (vestindo-se) Onde? Onde eu me escondo? Stela No roupeiro! Já vou! Já vou! Dubes (entrando no roupeiro) Ajude-me! Alcmena (batendo) Stela! Stela! Com quem você está falando? Stela (empurrando Dubes) Entra rápido! Com ninguém madame! Dubes (fechando a porta) Stela! Espera! (beijando-a) Stela Vai! Alcmena (batendo) Vamos Stela! Stela (indo em direção a porta, abrindo-a) Olá! Alcmena (entrando) Até que enfim! (olhando para os lados) Está sozinha? Stela Sim! Alcmena Tive a impressão que ouvi vozes! Stela Isso são coisas da sua cabeça! Alcmena É a idade minha filha! Stela Imagina! A senhora é linda! Alcmena Stela! Como é bom ouvir isso de você! Você sabe o apresso que tenho por ti! Stela Eu também! Eu nunca tive mãe e nem pai! A senhora me criou! Alcmena Como eu queria ter te criado de outra forma! Stela Mas eu gosto do que eu faço! Alcmena Tudo bem! Vamos mudar de assunto! CORTA PARA DUBES CAINDO DO ROUPEIRO, NA FRENTE DAS DUAS Alcmena (assustada) Dubes? Dubes (caído no chão, sem jeito) Olá Madame! CENA 06. CASA DO PADRE ZÉ MARIA INT. / NOITE Zé Maria aconselha Cristiano. Zé Maria Cristiano! Sua escolha, foi muito importante! Você mostrou ter independência e estar disposto a seguir seu sonho! Mas eu preciso te falar uma coisa! Cristiano O que foi tio? Fala! Zé Maria Você não pode ficar contra seu pai! Independente de ele aceitar ou não suas escolhas, ele é seu pai! Cristiano Eu sei tio! Mas ele não vai querer mais falar

6 Altos da Serra - Capítulo 09 6 comigo! Zé Maria Esqueça isso meu filho! Ele falou da boca para fora! Cristiano Eu não acredito! Quando ele fala! Ele fala sério! Zé Maria Esqueça isso Cristiano! Agora vamos nos deitar! Cristiano Tudo bem! Boa noite tio! Zé Maria (abraçando-o) Boa noite! Cristiano (saindo) Durma com deus tio! Zé Maria Você também! Meu deus! Que dia cheio! CORTA PARA ZÉ MARIA ACENDENDO UMA VELA NO PEQUENO ALTAR E REZANDO CENA 07. CABARÉ DE MADAME ALCMENA / QUARTO DE STELA INT. / NOITE Stela conta para Madame Alcmena a verdade. Alcmena O que significa isso Stela? Stela Calma! Eu poço explicar! Alcmena Ao acho muito bom mesmo! Dubes (levantando-se) Espera Stela! Pode deixar que eu falo! Alcmena Eu espero que a resposta de vocês, seja bem convincente! Dubes Nós estamos apaixonados! Alcmena O que? FIM DO CAPITULO

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 1 Altos da Serra Novela de Fernando de Oliveira Escrita por Fernando de Oliveira Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 2 CENA 01. CAPELA / CASAMENTO. INTERIOR.

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

Em Círculos. Mateus Milani

Em Círculos. Mateus Milani Em Círculos Mateus Milani Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas Ariano Suassuna. Sinopse Círculos. A vida

Leia mais

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes O ATAQUE NA PISCINA Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes de Natália, Bárbara não queria que

Leia mais

79 Dias. por. Ton Freitas

79 Dias. por. Ton Freitas 79 Dias por Ton Freitas Registro F.B.N.: 684988 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. HOSPITAL/QUARTO - DIA Letreiro: 3 de março de 1987. HELENA, branca, 28 anos, está grávida e deitada em uma cama em

Leia mais

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz 2 Autor: Vanessa Sueroz Publicação: Novembro/2013 Edição: 1 ISBN: 0 Categoria: Livro nacional Romance Juvenil Designer: Rodrigo Vilela Leitora Crítica: Ka Alencar Disponível para Prévia do livro Contato:

Leia mais

A namorada vaidosa. Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho

A namorada vaidosa. Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho A namorada vaidosa Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho Quando a peça se inicia, Julinho está deitado no sofá, totalmente coberto e imóvel. Entram Clarisse e Teresa. Estou furiosa, Teresa! Fu-ri-o-sa!

Leia mais

*PRECCI* Programa de Evangelização e Catequese Católico InfantoJuvenil TiaJane. Roteiro

*PRECCI* Programa de Evangelização e Catequese Católico InfantoJuvenil TiaJane. Roteiro Personagens: J- TIA JANE B- Anjo BENTINHO P- PEDRINHO C- CLARINHA Be- Bebel Roteiro J- É ano novo lalaia, é ano novo lalaia! Vou deixar tudo bonito pra esperar o menino Jesus que vai nascer!!! (cantando

Leia mais

A MULHER VESTIDA DE PRETO

A MULHER VESTIDA DE PRETO A MULHER VESTIDA DE PRETO Uma Mulher abre as portas do seu coração em busca de uma nova vida que possa lhe dar todas as oportunidades, inclusive de ajudar a família. Ela encontra nesse caminho a realização

Leia mais

NADA É POR ACASO. um roteiro. Fábio da Silva. 02/09/2008 até 22/09/2008

NADA É POR ACASO. um roteiro. Fábio da Silva. 02/09/2008 até 22/09/2008 NADA É POR ACASO um roteiro de Fábio da Silva 02/09/2008 até 22/09/2008 Copyright 2008 by Fábio da Silva Todos os direitos reservados silver_mota@yahoo.com.br 2. NADA É POR ACASO FADE IN: INT. APARTAMENTO

Leia mais

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05 Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/2012 16:19:05 Minha_Vida_Agora.indd 8 11/06/2012 16:19:06 1 Meu nome é Elizabeth, mas ninguém nunca me chamou assim. Meu pai deu uma olhada em mim quando nasci e

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

TABUADA DAS OBJEÇÕES

TABUADA DAS OBJEÇÕES TABUADA DAS OBJEÇÕES Você já sentiu acuada, sem palavras ao ouvir alguma objeção de sua potencial iniciada!? As pessoas que você vai abordar são tão especiais quanto você e se elas disserem não, lembre-se

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. NOITE

Leia mais

LIÇÃO 5 PACIÊNCIA: VIVER UMA VIDA DE PACIÊNCIA

LIÇÃO 5 PACIÊNCIA: VIVER UMA VIDA DE PACIÊNCIA Lição 3: Alegria LIÇÃO 5 PACIÊNCIA: VIVER UMA VIDA DE PACIÊNCIA RESUMO BÍBLICO Tiago 1:19; Provérbios 19:11 O Fruto do Espírito é também relacional. Através do Espírito somos levados a esperar a hora e

Leia mais

ainda não Luciano Cabral prostituta, vinte e cinco anos cliente, sessenta anos

ainda não Luciano Cabral prostituta, vinte e cinco anos cliente, sessenta anos ainda não Luciano Cabral personagens, vinte e cinco anos, sessenta anos (o apartamento é pequeno, com apenas dois cômodos: banheiro e quarto. O banheiro fica em frente à porta de entrada. No quarto, logo

Leia mais

Anja Entra pelo meio : Olá meu nome é Gabriele, estamos na época do Natal, como

Anja Entra pelo meio : Olá meu nome é Gabriele, estamos na época do Natal, como TEATRO - Véspera de Natal Personagens : 12 ( 7 mulheres - 5 homens ) Esposa : Marido: Mulher 1 : Mulher 2: Cara 1 : Cara 2: Mãe : Filho: Carla : Carol: Anja: Jesus. Anja Entra pelo meio : Olá meu nome

Leia mais

OS FANTASMAS. Por. Aleix de Valga

OS FANTASMAS. Por. Aleix de Valga OS FANTASMAS Por Aleix de Valga Todos os direitos reservados -aleixdevalga@hotmail.com 2009. Cena 1 Objetos estão espalhados pelo palco: Uma gaiola, um telefone, um pássaro empalhado, um livro e um martelo.

Leia mais

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso?

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? Todo mundo vai à festa da Giovanna MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? SEU LOCUTOR É claro, Dona Made! Que bom! A senhora é muito

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Àhistória de uma garota

Àhistória de uma garota Àhistória de uma garota Gabriele é uma menina cheio de sonhos ela morava com sua mãe Maria seu pai Miguel Gabriele sofre muito ela tem apena 13 anos e já sofre Deus de quando ela era pequena a história

Leia mais

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria?

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria? ABORDAGEM O que significa? R: Abordagem é o termo utilizado para caracterizar um tipo de aproximação, seja entre pessoas ou coisas. Normalmente, a abordagem é o modo como determinada pessoa se aproxima

Leia mais

PORTA ABERTA. Por RODRIGO MESSIAS CORDEIRO. Baseado no Conto Porta Aberta de RODRIGO MESSIAS CORDEIRO

PORTA ABERTA. Por RODRIGO MESSIAS CORDEIRO. Baseado no Conto Porta Aberta de RODRIGO MESSIAS CORDEIRO PORTA ABERTA Por RODRIGO MESSIAS CORDEIRO Baseado no Conto Porta Aberta de RODRIGO MESSIAS CORDEIRO 1 - INT. NOITE HALL DE ENTRADA André, trinta e poucos anos, alto, usa óculos, segura em uma das mãos

Leia mais

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato?

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? CENA I LOCUTOR: Apresentamos uma família qualquer, com mãe, pai, filhos, tia e avó. Todos morando em uma casa simples. A família com seus mais diversos membros deve ser uma semente plantada com atenção,

Leia mais

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília:

Um amor inacabado. Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Gabriele Fernanda Cordeiro Barbosa Um amor inacabado Você sente algo por ela sim. Vai falar com ela! Beatriz conversando com Rafael. No mesmo instante, Alison fala para Cecília: Vamos, Ceci, vai lá falar

Leia mais

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI

PROCURA-SE UMA VIÚVA. Por CARLA GIFFONI PROCURA-SE UMA VIÚVA Por CARLA GIFFONI BN 010.350 carlagiffoni@yahoo.com.br http://recantodasletras.com.br /autores/carlagiffoni 1- CORREDOR DA CAPELA MORTUÁRIA - INT - DIA Matilde e Donana, duas senhoras

Leia mais

REAL FICÇÃO. Um Roteiro. Ale Silva

REAL FICÇÃO. Um Roteiro. Ale Silva 1 REAL FICÇÃO Um Roteiro De Ale Silva Copyright 2007 by Ale Silva Todos os direitos reservados 2 REAL FICÇÃO FADE IN: 1. EXT. CALÇADA DIA, uma senhora de sessenta anos está varrendo a calçada de sua casa.

Leia mais

Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver?

Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver? Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver? Como foi a aula hoje, filha? Eu gostei muito, mamãe! Hoje nós tivemos aula de boas maneiras!

Leia mais

PLUFT, O FANTASMINHA

PLUFT, O FANTASMINHA PERSONAGENS: Sebastião marinheiro - Julião - marinheiro - João marinheiro - Mãe Fantasma - Pluft, o fantasminha - Gerúndio - tio do Pluft - Perna de Pau - marinheiro pirata - Maribel - menina - (Entram

Leia mais

Priscila está passando um final de semana na casa da vovó! Um ensinamento importante aconteceu. Qual será? Vamos ver? Lá no parquinho...

Priscila está passando um final de semana na casa da vovó! Um ensinamento importante aconteceu. Qual será? Vamos ver? Lá no parquinho... Priscila está passando um final de semana na casa da vovó! Um ensinamento importante aconteceu. Qual será? Vamos ver? Vovó! A senhora pode passear hoje comigo? Claro, querida! Vamos, sim! Aonde você quer

Leia mais

BRUNA RAFAELA. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados. Creative Commons

BRUNA RAFAELA. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados. Creative Commons BRUNA RAFAELA EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Creative Commons Texto e Pesquisa de imagens de Bruna Rafaela A DESCOBERTA DE ISABELA Livros são para ler e guardar. Filhos são para ter e amar..

Leia mais

PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. BARCO [Em um] barco, [o bebê foi levado pelo rio].

PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. BARCO [Em um] barco, [o bebê foi levado pelo rio]. 1 2 ANOS PASSADO [Muitos] anos atrás, MULHER NASCER [uma] mulher deu à luz. 3 4 5 PEGAR-x-i [A mulher pega o] bebê [e olha para ele]. SURD@ [É] surdo! QUERER [Eu] não quero [o] bebê. 6 ABANDONAR ÁGUA [E]

Leia mais

DIA DO PASTOR VERSÃO PERSONAGENS: 1.0.0

DIA DO PASTOR VERSÃO PERSONAGENS: 1.0.0 DIA DO PASTOR VERSÃO 1.0.0 PERSONAGENS: Pastor (PAST) Amigo do Pastor (AMIG) Esposa (ESPO) Filha (FILH) Socorro (SOCO) Diácono (DIAC) Maria das Dores (MARI) Cristina (CRIS) Membro do Louvor (LOUV) Missionário

Leia mais

Muito além da amizade. Por. Stoff Vieira. Baseado em relatos reais

Muito além da amizade. Por. Stoff Vieira. Baseado em relatos reais Muito além da amizade Por Stoff Vieira Baseado em relatos reais (63) 9207-6131 (63) 8122-0608 CENA 1. INTERIOR.CASA DE.QUARTO.DIA Nando esta deitado, olhando para uma fotografia de um garoto, com fones

Leia mais

No princípio Deus criou o céu e a terra

No princípio Deus criou o céu e a terra No princípio Deus criou o céu e a terra No início Deus criou céu e terra. Ele sempre pensou em todos nós e impulsionado pelo seu grande amor, Deus quis criar o mundo. Como um pai e uma mãe que preparam

Leia mais

O QUE SOBE, DESCE... Por. Marcelo Gomes Soares

O QUE SOBE, DESCE... Por. Marcelo Gomes Soares O QUE SOBE, DESCE... Por Marcelo Gomes Soares Copyright 2009 by Marcelo Gomes Soares Todos os direitos resevados. Tel: (71)3314-4483 (71)8889-5015 marcelogomessoares7@gmail.com O QUE SOBE, DESCE... ROTEIRO

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO 1- MARANATA VEM SENHOR JESUS Mãos na boca (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo) Vem buscar Tua igreja. Mão na boca falando (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo)

Leia mais

ROTEIRO PEÇA DE NATAL

ROTEIRO PEÇA DE NATAL ROTEIRO PEÇA DE NATAL O NASCIMENTO DE JESUS Adaptado por Lenardo Sanches (Arraial do Cabo/RJ) (2015) Personagens da peça Narrador (voz) Maria Anjo (espírito de luz) José Isabel Pastores de ovelhas (pessoas)

Leia mais

Iracema ia fazer aniversário. Não

Iracema ia fazer aniversário. Não Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema ia fazer aniversário. Não sabia muito bem se ela podia convidar a turma do Hospital por motivos fáceis de explicar,

Leia mais

O Mistério da bolsa Grande

O Mistério da bolsa Grande O Mistério da bolsa Grande Gisela está indo para casa no Rio de Janeiro, após um mês de férias em Londres. Ela vive em um apartamento no Rio com dois amigos. Ela deixa seu avião às cinco horas. É uma hora

Leia mais

TEATRO, COISA SÉRIA! Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar.

TEATRO, COISA SÉRIA! Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar. 1 UNEB - UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO - CAMPUS XII TEATRO, COISA SÉRIA! Ana Cláudia de Oliveira Freitas UNEB Palavras-Chaves: Arte/Educação, teatro, experiência escolar. Este

Leia mais

Nada a Perder (03:22) BX-NOF

Nada a Perder (03:22) BX-NOF Nada a Perder Nada a Perder (03:22) BX-NOF-16-00001 Escuta o vento que sopra lá fora e te convida a viver / E quando os pássaros estão indo embora é sua chance de saber / Que nós temos todos os motivos

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues Uma lição de vida Graziele Gonçalves Rodrigues Ele: Sente sua falta hoje na escola, por que você não foi? Ela: É, eu tive que ir ao médico. Ele: Ah, mesmo? Por que? Ela: Ah, nada. Consultas anuais, só

Leia mais

A HORA DA VERDADE. Marlucia: Bom não posso dizer que estou, porque não estou. É meio confuso!

A HORA DA VERDADE. Marlucia: Bom não posso dizer que estou, porque não estou. É meio confuso! A HORA DA VERDADE Personagens: Marlucia (mulher de Zé) Zezinho (marido de Marlucia) Lorena (amiga de Marlucia e amante de Zé) Laura (amiga de Marlucia) Lucas (amigo de Marlucia e Laura) Sinopse A hora

Leia mais

Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá.

Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá. Sozinha Em Casa. Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá. 1.SOZINHA EM CASA: Em Uma Pequena Villa Avia Garota Chamada Eduarda

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

PECADO ORIGINAL Capítulo 17 PECADO ORIGINAL. Novela de. Rômulo Guilherme. Criada e escrita por RÔMULO GUILHERME

PECADO ORIGINAL Capítulo 17 PECADO ORIGINAL. Novela de. Rômulo Guilherme. Criada e escrita por RÔMULO GUILHERME PECADO ORIGINAL Novela de Rômulo Guilherme Criada e escrita por RÔMULO GUILHERME Cena 01/Prefeitura/Gabinete prefeito/int/dia Rufino e Jofre continuam conversando. Rufino - Isso foi uma ameaça? Jofre -

Leia mais

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este Vivo num sonho que não é realidade Faz parte do meu viver Crescer sonhando esquecendo os planos Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este EU Hoje deixei pra lá me esqueci de tudo Vivo minha vida sobre

Leia mais

ANTES NUNCA, DO QUE TARDE DEMAIS! Obra Teatral de Carlos José Soares

ANTES NUNCA, DO QUE TARDE DEMAIS! Obra Teatral de Carlos José Soares AN O ANTES NUNCA, DO QUE TARDE DEMAIS! Obra Teatral de Carlos José Soares o Literária ata Soares OC. ento Social. Dois casais discutem a vida conjugal, sofrendo a influências mútuas. Os temas casamento,

Leia mais

Suspeitas. por. Ton Freitas

Suspeitas. por. Ton Freitas Suspeitas por Ton Freitas Registo F.B.N.: 661025 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. CAPELA - DIA Está ocorrendo um velório. No caixão ao centro está MARIA LUIZA, bonita, jovem. Em volta estão sentadas

Leia mais

Aliaksandra Pushchanka, O Português de Minas Gerais. Anexo I Os três falares mineiros, proposta do EALMG

Aliaksandra Pushchanka, O Português de Minas Gerais. Anexo I Os três falares mineiros, proposta do EALMG Anexo I Os três falares mineiros, proposta do EALMG I Anexo II Mapa de Mesorregiões do estado de Minas Gerais II Anexo Guia de conversação em mineirês O Sotaque das Mineiras Carlos Drummond de Andrade

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

vetsaber.com.br https://www.youtube.com/watch?v=zpglr6dwgwi&feature=youtu.be 1/5

vetsaber.com.br https://www.youtube.com/watch?v=zpglr6dwgwi&feature=youtu.be 1/5 0:05 Então, vamos falar sobre uma das 0:10 coisas que você pode fazer no exame 0:14 neurológico que é bastante simples e dá 0:17 bastante informações: é só o beliscar 0:20 a pata do animal. Então, o que

Leia mais

- Meu Deus! Elas estão mortas... ele ainda tá vivo e matou todas elas. - Covarde desgraçado. Elas não te fizeram nada.

- Meu Deus! Elas estão mortas... ele ainda tá vivo e matou todas elas. - Covarde desgraçado. Elas não te fizeram nada. Invasão JJ dormiu toda a noite de domingo para segunda e segunda o dia todo. Quando acordou na noite de segunda, ligou para sua mãe para saber como ela estava. Ela disse que estava bem, pediu desculpas

Leia mais

IRMÃO. meu irmão ficou louco quando eu matei o cachorro. tá aí, eu gostava dele! eu gostava dele. cara muito bom aquele.

IRMÃO. meu irmão ficou louco quando eu matei o cachorro. tá aí, eu gostava dele! eu gostava dele. cara muito bom aquele. O IRMÃO WALDEN CAMILO DE CARVALHO meu irmão ficou louco quando eu matei o cachorro. tá aí, eu gostava dele! eu gostava dele. cara muito bom aquele. o frio está ficando meio bravo. assim é capaz do pessoal

Leia mais

Rio Vermelho. Por. José Nilton Ribeiro da Silva Palma. Fatos Ficticios

Rio Vermelho. Por. José Nilton Ribeiro da Silva Palma. Fatos Ficticios Rio Vermelho Por José Nilton Ribeiro da Silva Palma Fatos Ficticios José Nilton Ribeiro da Silva Palma nitlonribeiro@hotmail.com (75)99974-9407 EXT. QUEBRADA - DIA Zé, Traficante, 23 anos, estatuta mediana,

Leia mais

José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito

José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito As Aventuras de Derry Pirce Derry Pirse é um adolescente órfão que mora com o tio porque os pais morreram em um incêndio onde tiveram 12 mortos

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO.

1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. 1º DE ABRIL UM ROTEIRO DE ANE KELLY PEREIRA, JOYCE DE OLIVEIRA, LUANA MOREIRA E KELEN CRISTINA ARAÚJO. CENA 1/CASA DA /NOITE Dizia a lenda que em todo dia 1 de abril aparecia um espírito do mal que aterrorizava

Leia mais

Nossa, até o número é legal! Bonito o número! - Ah, que isso! - É sério! Tem gente que tudo é bonito! Rosto, corpo, papo...

Nossa, até o número é legal! Bonito o número! - Ah, que isso! - É sério! Tem gente que tudo é bonito! Rosto, corpo, papo... Seis ou sete? - Oi. Eu tava te reparando ali, você.. - É mesmo? - Pois é, você me lembra aquela atriz... Como que ela chama mesmo? - Todos me dizem isso. É a Bruna, não é? - Ela mesma! Você é a cara dela.

Leia mais

Personagens: Coro, Mãe, Rosa-Branca, Rosa-Vermelha, Urso (Príncipe), Gnomo, Águia, Irmão do Príncipe.

Personagens: Coro, Mãe, Rosa-Branca, Rosa-Vermelha, Urso (Príncipe), Gnomo, Águia, Irmão do Príncipe. Peça de Ruth Salles Dramatização de um conto de fadas dos irmãos Grimm. Consta do livro 1 da coleção Teatro na Escola Veja as orientações pedagógicas.. Sugerida para crianças de 7 anos. Personagens: Coro,

Leia mais

As Melhores 313 PIADAS. para rir sem parar

As Melhores 313 PIADAS. para rir sem parar As Melhores 313 PIADAS para rir sem parar Excesso de velocidade Depois de mandar parar uma condutora, o polícia de trânsito diz-lhe: Minha senhora, vou multá-la. Vinha a 200 quilómetros à hora! O quê???

Leia mais

Snuff (roteiro de ficção) INT. DIA. SALA Close no olho de K. Ele assiste a Goodfellas.

Snuff (roteiro de ficção) INT. DIA. SALA Close no olho de K. Ele assiste a Goodfellas. Snuff (roteiro de ficção) Gustavo Salvalagio Lucas Thys Lucas Feitosa Matheus Miranda Thiago Teles INT. DIA. SALA Close no olho de Ele assiste a Goodfellas. Goodfellas na TV: Joe Pesci atirando na direção

Leia mais

HIPNOSE ERICKSONIANA E PSICODRAMA INTERNO DIFERENÇAS E APROXIMAÇÕES EM SUA APLICAÇÃO PSICOTERÁPICA

HIPNOSE ERICKSONIANA E PSICODRAMA INTERNO DIFERENÇAS E APROXIMAÇÕES EM SUA APLICAÇÃO PSICOTERÁPICA HIPNOSE ERICKSONIANA E PSICODRAMA INTERNO DIFERENÇAS E APROXIMAÇÕES EM SUA APLICAÇÃO PSICOTERÁPICA Sergio Ennes 14/11/2015 Definições: Esta abordagem leva em consideração a singularidade do paciente e

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

O Orelhudo. 1ª Cena. por Sulamita Ricardo. Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- Músicas Música 1- Vinheta música2- triste

O Orelhudo. 1ª Cena. por Sulamita Ricardo. Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- Músicas Música 1- Vinheta música2- triste O Orelhudo Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- por Sulamita Ricardo Músicas Música 1- Vinheta música2- triste 1ª Cena Sábados Meireles- Boa Noite, está começando mais um Linha Direta.

Leia mais

Paciente A 1a. Entrevista. Por. Radoc Lobo Juliano Lopes. Baseado em conto enviado por Radoc Lobo

Paciente A 1a. Entrevista. Por. Radoc Lobo Juliano Lopes. Baseado em conto enviado por Radoc Lobo - A 1a. Entrevista Por Radoc Lobo Juliano Lopes Baseado em conto enviado por Radoc Lobo 2013 - Ovos Zumbis ovoszumbis@gmail.com Elenco de personagens Paciente 2208: Dra. Angela: Paulo: Juliano Lopes Andréia

Leia mais

Doido pelo Rio. Transcrição em Português. Seu nome é Ernesto, né? É... Ernest. Como é que é? Ernest. Ernest. É, ja, isso, isso. Ernest.

Doido pelo Rio. Transcrição em Português. Seu nome é Ernesto, né? É... Ernest. Como é que é? Ernest. Ernest. É, ja, isso, isso. Ernest. Doido pelo Rio Transcrição em Português Seu nome é Ernesto, né? É... Ernest. Como é que é? Ernest. Ernest. É, ja, isso, isso. Ernest. É a primeira vez que tu vem? Não, não, eu vem muitas vezes. Ah, é mesmo?

Leia mais

July: Eu também! Achei o máximo as coisas que ela faz. Vou pedir para a minha mãe fazer umas roupinhas novas. Estou pensando até em montar um guarda-r

July: Eu também! Achei o máximo as coisas que ela faz. Vou pedir para a minha mãe fazer umas roupinhas novas. Estou pensando até em montar um guarda-r Série Ao infinito e além... Sua vida além das estrelas! 4 a 8 anos Aprendendo a Viver! Conceito Viver a vida como se fosse o melhor presente. Versículo-chave Não desperdicem nenhum pouco desta maravilhosa

Leia mais

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara UM DIA CHEIO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara Tudo começou quando eu queria pescar com meu avô. Ele tinha

Leia mais

Ramon. Cecília. Rodrigo. Isabel. Olivia. Rafael

Ramon. Cecília. Rodrigo. Isabel. Olivia. Rafael De Débora Costa PERSONAGENS: Carolina Oliveira Família Montenegro: Abner Julio Família Bueno: Caetano Karen Murilo Aline Angélica Gouveia Bueno Rosangela Palhares Bueno (Filhas de Karen e Laerte) Otávio

Leia mais

A HERANÇA (Ale Silva) CENA I

A HERANÇA (Ale Silva) CENA I A HERANÇA (Ale Silva) PERSONAGENS: Célia Lídia Márcia Tia Lenita Júlia CENA I Cenário único: sala de estar. (entra d. Célia, vindo da rua, recolhendo algumas peça de roupa espalhadas pela sala, em cima

Leia mais

"FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de. Deborah Zaniolli

FÉRIAS NA PRAIA Roteiro de. Deborah Zaniolli "FÉRIAS NA PRAIA" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.710 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "FÉRIAS

Leia mais

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso Este material é parte integrante do site e pode ser distribuído livremente desde que não seja alterado e que todas as informações sejam mantidas. Abr s Equipe Mundo Cultural O amor é uma companhia. Já

Leia mais

Dicas Crie um estilo pessoal

Dicas Crie um estilo pessoal Introdução Esse mini ebook foi feito especialmente para você que deseja conquistar lindas mulheres. Nas próximas páginas será compartilhado dicas práticas para que você conquiste mulheres de forma mais

Leia mais

Microssérie de Cleiton Cardoso. Escrita por. Cleiton Cardoso. Direção *** Direção Geral *** Núcleo *** Personagens deste capítulo

Microssérie de Cleiton Cardoso. Escrita por. Cleiton Cardoso. Direção *** Direção Geral *** Núcleo *** Personagens deste capítulo Microssérie de Cleiton Cardoso Escrita por Cleiton Cardoso Direção *** Direção Geral *** Núcleo *** Personagens deste capítulo Olga Marisa Jonas Rafael Emiliano Saulo Andreia Sandra Participação especial

Leia mais

TÁ NA CARA Por Matheus Colen

TÁ NA CARA Por Matheus Colen TÁ NA CARA Por Matheus Colen ROTEIRO DE CURTA METRAGEM DE FICÇÃO www.matheuscolen.com CENA 1 VIELA DO - EXT. NOITE / DIA Fotografia turva,percebe-se apenas a silhueta de duas pessoas numa viela qualquer.

Leia mais

CENA I. FELICIÁRIO Eu sabia que a gente não devia ter feito aquilo. Nunca vai dar certo enrolar uma senhora!

CENA I. FELICIÁRIO Eu sabia que a gente não devia ter feito aquilo. Nunca vai dar certo enrolar uma senhora! CENA I (MÚSICA DE INTRODUÇÃO) (ENTRA FELICIÁRIO FALANDO SOZINHO) FELICIÁRIO Eu sabia que a gente não devia ter feito aquilo. Nunca vai dar certo enrolar uma senhora! (ENTRAM CLEBERNILTON E JOSINATA) CLEBERNILTON

Leia mais

Real Brazilian Conversations #37 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com

Real Brazilian Conversations #37 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com Subjects on this conversation: The life in Montes Claros, hobbies and life in general. Context: In this conversation André talks to his cousins, Melissa e Larissa. They about their lives, what they like

Leia mais

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Roleta Russa 13 A Patricinha Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Oi. Eu sou a Patrícia. Prazer. Você é?... Quer sentar? Aceita uma bebida, um chá, um

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 3ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS QUESTÕES FECHADAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 3ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS QUESTÕES FECHADAS COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2016 3ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS QUESTÕES FECHADAS Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 23/11/2016 Nota: Professor(a): Paula Querino Valor da Prova: 20

Leia mais

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco.

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco. Cena 1 Cenário Cena Musica Som e luz Restaurante: Duas mesas, cada uma com duas cadeiras. Uma no centro e outra no inicio do palco, castiçais com velas no centro das mesas. Godofredo e Geralda sentados

Leia mais

ELA ERA A GAROTA MAIS BONITA DA NOVA PARÓQUIA, ONDE INGRESSAMOS PORQUE MEUS PAIS ACHAVAM O NOSSO ANTIGO PADRE UM IDIOTA.

ELA ERA A GAROTA MAIS BONITA DA NOVA PARÓQUIA, ONDE INGRESSAMOS PORQUE MEUS PAIS ACHAVAM O NOSSO ANTIGO PADRE UM IDIOTA. ELA ERA A GAROTA MAIS BONITA DA NOVA PARÓQUIA, ONDE INGRESSAMOS PORQUE MEUS PAIS ACHAVAM O NOSSO ANTIGO PADRE UM IDIOTA. Olá! Oi. TODA SEMANA EU SAÍA DA AULA DE PIANO E IA PARA A AULA DE RELIGIÃO COM A

Leia mais

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena)

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena) ATO I Cena 1 Festa na Floresta (música de festa junina) Curupira aparece marcando o chão com suas pegadas invertidas e salva um animal que estava na mira do Capelobo. Olha para o lado e vê o boto cor de

Leia mais

Falso Amor. De Débora Costa

Falso Amor. De Débora Costa Falso Amor De Débora Costa Capítulo 3 Cena 1 Café CRISTINA: (está sentada, tomando café). ÁGATA: (se aproxima, sorri, beija o rosto de Cristina, se senta) Oi tia Cris, senti sua falta. CRISTINA: (olha

Leia mais

O SEGUIDOR DE GAROTAS SENSÍVEIS. Peça de uma única cena

O SEGUIDOR DE GAROTAS SENSÍVEIS. Peça de uma única cena O SEGUIDOR DE S SENSÍVEIS Peça de uma única cena PERSONAGENS: ENTRA. VEM ATRÁS. SE VIRA Ei, cara! Você quer parar de me seguir! Eu não estou te seguindo. Como não? Faz tempo que você me segue. É verdade.

Leia mais

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA Trechos selecionados do livro Estratégias poderosas para fazê-la voltar para você. www.salveseucasamento.com.br Mark Love E-book gratuito Esse e-book gratuito é composto de

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

Cap.1- Separação. Um roteiro

Cap.1- Separação. Um roteiro Até quando? Cap.1- Separação Um roteiro de Lucas Luiz SEQ. 1: Sala do apartamento Int. / dia Letícia procura por algo em uma caixa de sapato, sentada no sofá. A sua frente está André, em pé, observando-a.

Leia mais

A TURMA DO ZICO EM: BRINCANDO DE COPA DO MUNDO!

A TURMA DO ZICO EM: BRINCANDO DE COPA DO MUNDO! CIA TEATRAL FACE-ÁPICE A TURMA DO ZICO EM: BRINCANDO DE COPA DO MUNDO! Personagens: Zico Zezinho (primo) Bastiana (Mãe de Zico) Joana (tia de Zico) Januária Maio/2014 Texto: Warley di Brito! Página 1 CENÁRIO:

Leia mais

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Peça de Carlos José Soares Revisão Literária Nonata Soares Personagens: Ricardo

Leia mais

De Débora Costa. Personagens:

De Débora Costa. Personagens: De Débora Costa Personagens: Giuseppe Gouveia Giane Gouveia Fernanda Gouveia Rayssa Gouveia Francisco Gouveia Amon Gouveia Camilla Gouveia Amelie Fontana Sérgio Ramos Marcos Rodrigues Vânia Rodrigues Roberto

Leia mais

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda Matias Miranda Lilico, Um Coelho Atrapalhado Matias Miranda Dedico este livro a você que esta lendo. Jesus te ama e eu também! Lilico era um coelho muito atrapalhado que vivia com sua mãe, seu pai e seus

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

Falso Amor. De Débora Costa

Falso Amor. De Débora Costa Falso Amor De Débora Costa Capítulo 8 Cena 1 Manhã Mansão Werneck Sala de Jantar CRISTINA: (está tomando suco). RÉGIS: (entra, se senta) Bom dia meu amor, acordou cedo em pleno Domingo, nem te vi saindo

Leia mais