ALUNO: TURMA: Questões sobre Origem da Vida e Teorias Evolucionistas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALUNO: TURMA: Questões sobre Origem da Vida e Teorias Evolucionistas"

Transcrição

1 E.E. PROFESSOR CHICO DIAS PROF. THIAGO MOURA BIOLOGIA ALUNO: TURMA: Questões sobre Origem da Vida e Teorias Evolucionistas 01) Os princípios a seguir relacionados referem-se à teoria da evolução das espécies. I. Adaptação ao meio. II. Seleção natural. III. Mutação. IV. Lei do uso e desuso. V. Herança dos caracteres adquiridos. Lamarck, em sua teoria, considerou: a) I, II e III. b) II, III e IV. c) I, IV e V. d) II, IV e V. e) II, III e V. 02) Em relação à evolução biológica, observe as afirmativas abaixo: I. A girafa evoluiu de ancestrais de pescoço curto, o qual se desenvolveu gradativamente pelo esforço do animal para alcançar as folhas das árvores mais altas. II. Os ancestrais da girafa apresentavam pescoço de comprimentos variáveis. Após várias gerações, o grupo mostrou um aumento no número de indivíduos com pescoço mais comprido, devido à seleção natural. III. Os indivíduos mais adaptados deixam um número maior de descendentes em relação aos não adaptados. IV. As características que se desenvolvem pelo uso são transmitidas de geração a geração. Assinale: a) se I, II e III estiverem de acordo com Lamarck e IV com Darwin. b) se I e III estiverem de acordo com Lamarck e II e IV com Darwin. c) se I e IV estiverem de acordo com Lamarck e II e III com Darwin. d) se I, II, III e IV estiverem de acordo com Lamarck. e) se I, II, I II e IV estiverem de acordo com Darwin. 03) Em um ambiente qualquer, os indivíduos com características que tendem a aumentar sua capacidade de sobrevivência têm maior probabilidade de atingir a época de reprodução. Assim, em cada geração, podemos esperar um pequeno aumento na proporção de indivíduos de maior viabilidade, isto é, que possui maior número de características favoráveis à sobrevivência dos mais aptos. Esse texto se relaciona: a) lei do uso e desuso. b) herança dos caracteres adquiridos. c) hipótese do aumento da população em progressão geométrica. d) hipótese do aumento de alimento em progressão aritmética. e) seleção natural. 04) Em relação à evolução biológica, considere os fatores abaixo: I - Seleção natural. II - Adaptação ao meio. III - Lei do uso e desuso. IV - Herança dos caracteres adquiridos. V - Recombinação gênica e mutação. Quais desses fatores Darwin considerou quando elaborou a teoria da evolução das espécies? a) Apenas I e II. b) Apenas I e V. c) Apenas II e III.

2 d) Apenas III e IV. e) Apenas IV e V. 05) O que acontece quando uma comunidade se torna estável, atingindo o estágio clímax? a) Aumenta o número de mutações que podem ocorrer nas espécies. b) Diminui a transmissão dos caracteres adquiridos entre as espécies. c) Aumentam os efeitos causados pela seleção natural nas espécies. d) Diminuem as modificações evolutivas nas diferentes espécies. e) Aumenta a variabilidade genética das espécies. 06) "Tuberculose contra-ataca com bactéria indestrutível". Depois de ter sido quase erradicada nos países ricos e controlada no terceiro Mundo, a doença volta a se espalhar, sob forma mais ameaçadora - uma variedade resistente a drogas. ("Folha de São Paulo" 23/05/93). Essa variedade de bactéria resistente é fruto da: a) ação mutagênica de certos antibióticos. b) ação direta de certos antibióticos sobre o DNA bacteriano. c) contínua exposição das bactérias a determinados antibióticos que induzem a resistência. d) seleção natural de bactérias acostumadas ao antibiótico. e) seleção de linhagens de bactérias mutantes, resistentes aos antibióticos. 07) A borboleta 'Kallima sp.', quando pousada, parece uma folha seca. Igualmente o bicho-pau se parece com um graveto. Qual das explicações a seguir é correta para explicar o fato? a) O animal adota a forma para melhor se defender. b) É resultado do seu hábito alimentar. c) É totalmente natural a modificação na estrutura do corpo. d) Animais e vegetais tiveram a mesma origem. e) É o resultado da seleção natural. 08) Um agricultor utilizou um mesmo inseticida durante longo tempo em sua lavoura para eliminar uma praga. Após todo esse tempo, ele verificou que a população da praga tornou-se resistente ao inseticida. O fenômeno evolutivo que ocorreu na população da praga foi: a) Mutação. b) Aberração cromossômica numérica. c) Isolamento reprodutivo. d) Seleção natural. e) Formação de nova espécie. 09) Assinale a alternativa INCORRETA: a) Segundo Lamarck, os organismos teriam evoluído pela transmissão de modificações adquiridas pelo uso ou desuso de certos órgãos. b) Para Darwin, a evolução resultaria da sobrevivência dos organismos mais aptos na competição por espaço e alimento. c) A grande diversidade de estruturas e comportamento dos indivíduos de uma população pode ser explicada pelas mutações. d) Duas populações só constituem efetivamente duas espécies distintas quando perdem a capacidade potencial de trocar genes entre si. e) A seleção natural garante o equilíbrio genético da população através dos processos de adaptação. 10) O esquema a seguir mostra dois tipos de indivíduos (A e B) de uma mesma espécie, reproduzindo-se ao longo de quatro gerações.

3 A análise dessa sequência permite afirmar que os indivíduos do tipo B: a) desenvolveram resistência às variações ambientais. b) possuíam variações favoráveis em relação ao ambiente onde estavam. c) transmitiram características adquiridas no meio ambiente para seus descendentes. d) não sofreram ação da seleção natural pois eram mais aptos. e) criaram mutações vantajosas para esse ambiente em particular. 11) Considere a seguinte afirmativa: "Entende-se por [...] a maior sobrevivência dos indivíduos mais bem adaptados a um determinado ambiente que estão em competição com outros menos adaptados". Para completála corretamente, a lacuna deve ser preenchida por: a) mutação. b) migração. c) variabilidade. d) seleção natural. e) oscilação genética. 12) Um naturalista soltou 200 casais de pássaros da mesma espécie numa ilha afastada do continente, onde predominavam árvores com frutos de casca muito dura. Destes, 50% eram da variedade X que possuíam bicos longos e fortes, e 50% eram da variedade Y com bicos curtos e fracos. Após alguns anos, pesquisadores capturaram 400 pássaros, ao acaso, e observaram 286 indivíduos da variedade X e 114 da variedade Y, o que levou a formulação de duas hipóteses: Hipótese I - Indivíduos da variedade Y desenvolveram, gradualmente bicos maiores e mais fortes, até se tornarem semelhantes e igualmente adaptados àqueles da variedade X. Hipótese II - O tipo de alimento funcionou como fator determinante na escolha dos pássaros mais adaptados àquele ambiente, fazendo com que a variedade X obtivesse maior sucesso em relação à sobrevivência. Com base no exposto indique as teorias ou leis utilizadas para a formulação das Hipóteses I e II, respectivamente: a) a Teoria do transformismo e a Lei do uso e desuso de Lamarck. b) a Lei do uso e desuso de Lamarck e a Teoria da seleção natural de Darwin. c) a Teoria da seleção natural de Darwin e a Teoria do transformismo. d) ambas utilizaram a Lei do uso e desuso de Lamarck. e) ambas utilizaram a Teoria da seleção natural de Darwin. 13) Números iguais de duas variedades de plantas da mesma espécie (I e II) foram introduzidos em determinado ambiente. Depois de diversas gerações, verificou-se que a variedade I tornara-se mais abundante. Com base nesses dados, é correto afirmar que: a) I não foi submetida à ação da seleção natural e, por isso, pôde aumentar em número. b) I sofreu mutações vantajosas, induzidas pelo ambiente, tornando-se mais resistente. c) I apresentou maior capacidade de adaptação ao meio, o que aumentou suas chances de sobreviver e de deixar descendentes. d) II possuía maior números de alelos recessivos que, frequentemente, levam à letalidade. e) II, através de um processo de convergência adaptativa, transformou-se progressivamente em I.

4 14) Em relação à evolução biológica, considere os fatores abaixo. I - Seleção natural. II - Adaptação ao meio. III - Lei do uso e desuso. IV - Herança dos caracteres adquiridos. V - Recombinação gênica e mutação. Quais desses fatores Darwin considerou quando elaborou a teoria de evolução das espécies? a) Apenas I e II. b) Apenas I e V. c) Apenas II e III. d) Apenas III e IV. e) Apenas IV e V. 15) Darwin não conseguiu responder satisfatoriamente às críticas sobre sua teoria evolucionista, pois não soube explicar as causas das diferenças observadas entre os indivíduos, por desconhecer a ocorrência da: a) seleção natural. b) mutação. c) lei do uso e desuso. d) transmissão das características adquiridas. e) adaptação ao meio. 16) O gráfico abaixo refere-se à porcentagem da forma escura ou melânica da mariposa Biston betularia, durante várias décadas, numa área de grande desenvolvimento industrial. Até aproximadamente 1930, a área era dominada pela forma clara da mariposa e, a partir desse período, sua população começou a declinar. A partir da análise do gráfico e das informações contidas no trecho anterior, assinale a alternativa INCORRETA: a) A expansão de indústrias favoreceu o aumento populacional da forma melânica. b) Com o desenvolvimento industrial, a seleção natural passou a desfavorecer a forma clara. c) O gene que determina a forma melânica passou, por volta de 1930, a apresentar vantagem seletiva sobre o gene que determina a coloração clara. d) O declínio da população de mariposas claras, por volta de 1930, deveu-se ao fato de a poluição tê-las tornado alvo mais fácil dos predadores do que as mariposas melânicas. e) A expansão da população de mariposas melânicas não tem relação com a mudança ambiental, sendo devida à dominância do gene que determina a forma melânica sobre o gene que determina a forma clara. 17) A moderna teoria da evolução, também conhecida como Neodarwinismo ou Teoria Sintética da Evolução, admite que: a) Lamarck estava correto quando ao desenvolvimento ou atrofia pelo uso ou desuso, acrescentando, no entanto, que essas características adquiridas serão transmitidas aos descendentes. b) Lamarck estava totalmente errado nas duas leis que fundamentam a sua teoria. c) a seleção artificial promovida pelo homem está sendo a maior causa da evolução. d) mutações provocadas por mudanças ambientais causam variabilidade e, sobre essa variabilidade, o meio atua, selecionando os mais aptos favoravelmente e eliminando os menos aptos. e) mutações e recombinações genéticas causam variabilidade nos indivíduos, tornando uns mais aptos e outros menos aptos. Estes serão favorecidos ou eliminados pelo meio ambiente num processo de seleção natural.

5 18) Alterações climáticas, como as provocadas pelo "El Niño", mudam as condições de vida, antecipando floradas, estimulando a reprodução de diferentes espécies etc. Segundo a Teoria Sintética, o conceito que explica a interferência dessas alterações no processo evolutivo é: a) mutação. b) uso e desuso. c) seleção natural. d) caráter adquirido. Discursivas: 19) Foram introduzidas em dois frascos, que contêm um mesmo meio de cultura, quantidades idênticas de um tipo de bactéria. Após algum tempo de incubação, adicionou-se, a apenas um dos frascos, um antibiótico estável, de uso frequente na clínica e cuja concentração não se modificou durante todo o experimento. O gráfico abaixo representa a variação do número de bactérias vivas no meio de cultura, em função do tempo de crescimento bacteriano em cada frasco. A observação do gráfico permite concluir que, no frasco em que se adicionou o antibiótico, ocorreu uma grande diminuição no número de bactérias. Utilizando a teoria da seleção natural, explique o fato de essa população ter voltado a crescer, após a diminuição observada. 20) Mariposas da espécie Biston betularia de cor escura (melânicas) eram raras em Manchester, Inglaterra, por volta de Predominavam os espécimes de cor clara, que se camuflavam sobre os liquens das cascas das árvores. Em 1950, porém, verificou-se que quase 90% das mariposas eram melânicas nas áreas que se tornaram industriais, onde fuligem negra produzida pelas fábricas recobriu o tronco das árvores. a) Explique esse aumento das mariposas melânicas entre 1895 e 1950 com base na seleção natural. b) Por que é possível afirmar que a coloração dessas mariposas é um caráter determinado geneticamente?

Evolução: As Teorias de Lamarck e Darwin

Evolução: As Teorias de Lamarck e Darwin Evolução: As Teorias de Lamarck e Darwin Evolução Ancestral comum Primeiras ideias: filósofos da Grécia Clássica Tales de Mileto (Séc. VI a.c.): água como princípio organizador dos seres vivos Xenófanes

Leia mais

21/11/2013 BIOLOGIA EVOLUÇÃO

21/11/2013 BIOLOGIA EVOLUÇÃO BIOLOGIA EVOLUÇÃO O que é a evolução? Evolução é o processo através no qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espécies novas. 1 Evidências da evolução

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 59 EVOLUÇÃO: TEORIAS EVOLUTIVAS

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 59 EVOLUÇÃO: TEORIAS EVOLUTIVAS BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 59 EVOLUÇÃO: TEORIAS EVOLUTIVAS Como pode cair no enem (UFMG) De tanto comer vegetais, o intestino dos herbívoros aos poucos foi ficando longo. Essa farse está de acordo com

Leia mais

As Teorias Evolutivas. Princípios da Teoria de Lamarck. Fundamentos da Evolução Biológica. Ideias Evolucionistas - Lamarckismo

As Teorias Evolutivas. Princípios da Teoria de Lamarck. Fundamentos da Evolução Biológica. Ideias Evolucionistas - Lamarckismo Fundamentos da Evolução Biológica As Teorias Evolutivas Várias teorias evolutivas surgiram, mas destacam-se se as teorias de Lamarck e de Darwin. O EVOLUCIONISMO, OU TEORIA DA EVOLUÇÃO, É A EXPLICAÇÃO

Leia mais

Lista de Recuperação Não rasure os testes, não use branquinho à tinta.

Lista de Recuperação Não rasure os testes, não use branquinho à tinta. Data: /10/14 Bim.: 3º Nome: 9 ANO Nº Disciplina: Biologia Professora: Ângela Valor da Prova / Atividade: 2,0 Nota: Objetivo / Instruções: Lista de Recuperação Não rasure os testes, não use branquinho à

Leia mais

Evolução Biológica - I. Prof. Pablo Paim Biologia

Evolução Biológica - I. Prof. Pablo Paim Biologia Evolução Biológica - I Prof. Pablo Paim Biologia Organismos se adaptam ao ambiente?! O homem veio do macaco?! Organismos mais evoluídos!? Ser evolucionista é ser ateu?! O processo de evolução biológica

Leia mais

Aula 2: Ciências Ambientais EVOLUÇÃO

Aula 2: Ciências Ambientais EVOLUÇÃO Aula 2: Ciências Ambientais EVOLUÇÃO Profa. Eleonora Erbesdobler EVOLUÇÃO Processo através no qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espécies novas.

Leia mais

Neodarwinismo ou Teoria sintética de evolução

Neodarwinismo ou Teoria sintética de evolução Neodarwinismo ou Teoria sintética de evolução O desenvolvimento dos conhecimentos de genética e as novas descobertas sobre hereditariedade, permitiram fazer uma nova interpretação da teoria da evolução

Leia mais

Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE BIOLOGIA II

Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE BIOLOGIA II Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2014. LISTA DE BIOLOGIA II 1) (UFGO) Há alterações estruturais decorrentes da adaptação de uma espécie,

Leia mais

Ecologia de Populações e Comunidades

Ecologia de Populações e Comunidades Ecologia de Populações e Comunidades Profa. Isabel Belloni Schmidt Dept. Ecologia UnB isabels@unb.br Evolução Nada em biologia faz sentido a não ser à luz da evolução Theodosius Dobzhansky Jean Baptiste

Leia mais

EVOLUÇÃO. Prof. Gilmar Marques

EVOLUÇÃO. Prof. Gilmar Marques EVOLUÇÃO 1 As teorias evolucionistas Nosso planeta apresenta uma imensa variedade de espécies, vivendo nos mais diferentes habitats. A Teoria da evolução tenta explicar como isso torno-se possível. 2 Fixismo

Leia mais

EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS. Professor Fláudio

EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS. Professor Fláudio EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS Professor Fláudio EVIDÊNCIAS DE EVOLUÇÃO EVOLUÇÃO conjunto de processos que levam a modificações nos seres vivos ao longo do tempo, podendo dar origem a novas espécies Entender

Leia mais

Evolução. Prof. Fernando Belan - Biologia Mais

Evolução. Prof. Fernando Belan - Biologia Mais Evolução Prof. Fernando Belan - Biologia Mais O pensamento evolucionista Desde o surgimento da revolução cientfca (XVII) as ideias cientfcas entraram em confitos com as religiosas. Nicolau Copérnico derrubou

Leia mais

LGN GENÉTICA. Aula 9 - Evolução. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello

LGN GENÉTICA. Aula 9 - Evolução. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello LGN 215 - GENÉTICA Aula 9 - Evolução Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello Departamento de Genética Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade

Leia mais

Everton Amorim 14/11/2013. Biologia

Everton Amorim 14/11/2013. Biologia Biologia Tema: Everton Amorim 1) Introdução é o processo de transformações hereditárias e adaptações que vem ocorrendo nos seres vivos desde que surgiram no planeta Terra. o =Fato o Ciência que estuda

Leia mais

Adaptação Conceito ligado a ambiente Exemplo clássico: Biston betularia Mariposas de Manchester

Adaptação Conceito ligado a ambiente Exemplo clássico: Biston betularia Mariposas de Manchester Teorias Evolutivas Adaptação Conceito ligado a ambiente Exemplo clássico: Biston betularia Mariposas de Manchester Uma adaptação é uma característica que é comum em uma população porque fornece alguma

Leia mais

Panspermia cósmica. hipercognicion.blogspot.com

Panspermia cósmica. hipercognicion.blogspot.com Origem da Vida Panspermia cósmica hipercognicion.blogspot.com Conseguiriam sobreviver? Como se formaram? Abiogênese (Geração espontânea) http://slideplayer.com.br/slide/387759/ slideplayer.com.br Antonie

Leia mais

EVOLUÇÃO. Evidências e Teorias. Professora Priscila F Binatto Biologia 3ª Série Ensino Médio

EVOLUÇÃO. Evidências e Teorias. Professora Priscila F Binatto Biologia 3ª Série Ensino Médio EVOLUÇÃO Evidências e Teorias Professora Priscila F Binatto Biologia 3ª Série Ensino Médio Evolução Homer Simpson Vídeos e animações\the Simpsons - Homer Evolution.flv Na natureza tudo se transforma...

Leia mais

Evolução Biológica Conceitos e pensamentos

Evolução Biológica Conceitos e pensamentos Profº Marcelo Morcegão Evolução Biológica Conceitos e pensamentos Fixismo Doutrina Filosófica que defende que desde o seu aparecimento as espécies são imutáveis e não sofrem transformações. Aristóteles

Leia mais

Biologia Evolutiva. A Biologia Evolutiva é o estudo da história da vida e dos processos que levam à sua diversidade.

Biologia Evolutiva. A Biologia Evolutiva é o estudo da história da vida e dos processos que levam à sua diversidade. 2017 Biologia Evolutiva A Biologia Evolutiva é o estudo da história da vida e dos processos que levam à sua diversidade. Biologia Evolutiva Análises e metodologias reducionistas e composicionistas (propriedades

Leia mais

Evolução. Biologia. Tema: Evolução. Diogo N. Maciel Facebook: Professor Diogo Nery

Evolução. Biologia. Tema: Evolução. Diogo N. Maciel Facebook: Professor Diogo Nery Biologia Evolução Tema: Evolução Diogo N. Maciel Facebook: Professor Diogo Nery Introdução Evolução é o processo de transformações hereditárias e adaptações que vem ocorrendo nos seres vivos desde que

Leia mais

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Evolução

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Evolução Evolução Evolução 1. Ao longo da evolução, as variações e adaptações nos dentes dos mamíferos são numerosas e surpreendentes. A conformação dos dentes sugere o cardápio possível das espécies, sendo correto

Leia mais

EVOLUÇÃO. Prof. André Maia. O que sabemos sobre a evolução?

EVOLUÇÃO. Prof. André Maia. O que sabemos sobre a evolução? EVOLUÇÃO Prof. André Maia O que sabemos sobre a evolução? As espécies mudam com o decorrer do tempo. Hoje existem aproximadamente dois milhões de espécies de organismos vivos sobre a Terra, incluindo bactérias,

Leia mais

BIODIVERSIDADE E V O L U Ç Ã O. Qual a origem de tamanha variedade de seres vivos?

BIODIVERSIDADE E V O L U Ç Ã O. Qual a origem de tamanha variedade de seres vivos? EVOLUÇÃO BIODIVERSIDADE Qual a origem de tamanha variedade de seres vivos? FIXISMO Teorias A Fixismo 9 As espécies surgiram independentemente umas das outras (tal como se conhecem hoje) e mantiveram-se

Leia mais

PPGECB / IB / UFMT Prova de Seleção para o Curso de Mestrado Turma 2014

PPGECB / IB / UFMT Prova de Seleção para o Curso de Mestrado Turma 2014 PPGECB / IB / UFMT Prova de Seleção para o Curso de Mestrado Turma 2014 Questão 1 A figura abaixo mostra uma árvore filogenética que reflete as relações de parentesco entre alguns animais da ordem Perissodactyla,

Leia mais

1. (Unicamp 2014) A foto abaixo mostra o sapo de chifre em meio a folhas no chão da Mata Atlântica.

1. (Unicamp 2014) A foto abaixo mostra o sapo de chifre em meio a folhas no chão da Mata Atlântica. 1. (Unicamp 2014) A foto abaixo mostra o sapo de chifre em meio a folhas no chão da Mata Atlântica. a) Que nome se dá a esse tipo de adaptação ao substrato de repouso? Cite uma vantagem dessa adaptação.

Leia mais

O conceito de evolução biológica

O conceito de evolução biológica O conceito de evolução biológica Todos os seres vivos do planeta descendem de organismos muito simples, que surgiram há mais de 3 bilhões de anos. A enorme diversidade de seres atuais é resultado de um

Leia mais

Abril Educação Origem da vida e Evolução das espécies Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Origem da vida e Evolução das espécies Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Origem da vida e Evolução das espécies Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 A primeira forma de vida na Terra foi um ser unicelular, que surgiu há 3,6 bilhões de anos

Leia mais

Organismos em seus ambientes. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho UESPI

Organismos em seus ambientes. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho UESPI Organismos em seus ambientes Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho UESPI Em biologia, nada tem sentido, exceto à luz da evolução (Theodosius Dobzhansky) O significado da Adaptação É muito comum dizermos

Leia mais

Evolução Def. usual Biologicamente frequências gênicas populações

Evolução Def. usual Biologicamente frequências gênicas populações Evolução A palavra evolução vem do Latim evolvere que significa Desenvolver ou Estender. A Def. usual: progresso, desenvolvimento, melhora. Biologicamente: evolução é a mudança nas propriedades (frequências

Leia mais

Neodarwinismo Teoria Sintética da Evolução

Neodarwinismo Teoria Sintética da Evolução Neodarwinismo Teoria Sintética da Evolução Aula nº45, 46 e 48 26 e 28 Jan e 2 Fev09 Prof. Ana Reis Principais críticas apontadas à Teoria de Darwin: não explicar o surgimento de variações naturais nos

Leia mais

BIOLOGIA PROF. NANNI

BIOLOGIA PROF. NANNI BIOLOGIA PROF. NANNI 22-02-13. 01) A análise laboratorial de uma amostra de água revelou a presença de dois patógenos (A e B) com as seguintes características: Patógeno A ë organismo filtrável, parasita

Leia mais

Fixismo: admite que as espécies, desde o seu aparecimento, são imutáveis, ou seja, não sofrem modificações. Tem os seguintes ramos:

Fixismo: admite que as espécies, desde o seu aparecimento, são imutáveis, ou seja, não sofrem modificações. Tem os seguintes ramos: Fixismo: admite que as espécies, desde o seu aparecimento, são imutáveis, ou seja, não sofrem modificações. Tem os seguintes ramos: Criacionismo: defendia que todos os seres vivos tinham sido obra divina

Leia mais

CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII Listas 5 Evolução 7º anos 2º período - 2012

CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII Listas 5 Evolução 7º anos 2º período - 2012 CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII Listas 5 Evolução 7º anos 2º período - 2012 1) Escreva em cada afirmativa abaixo se é da teoria segundo o Criacionismo ou segundo Lamarck ou Darwin: a) A espécie

Leia mais

Considerando a origem e evolução da nossa espécie, nesse calendário, o homem teria surgido no mês de: a) Março. b) Junho. c) Agosto. d) Dezembro.

Considerando a origem e evolução da nossa espécie, nesse calendário, o homem teria surgido no mês de: a) Março. b) Junho. c) Agosto. d) Dezembro. Evolução 1. (UFERSA) Responda esta questão com base no calendário abaixo, que representa a história da Terra, desde o seu surgimento até os dias de hoje, descrita numa escala hipotética de 12 meses. Considerando

Leia mais

O que é teoria??? Senso comum Apenas no campo das idéias. Ciência Conjunto de varias idéias baseadas em fatos e provas

O que é teoria??? Senso comum Apenas no campo das idéias. Ciência Conjunto de varias idéias baseadas em fatos e provas TEORIA DA EVOLUÇÃO O que é teoria??? Senso comum Apenas no campo das idéias Ciência Conjunto de varias idéias baseadas em fatos e provas Histórico Como Darwin explica? Os primeiros a falarem: Antiguidade/Idade

Leia mais

LGN215 - Genética Geral Aula 9: Evolução

LGN215 - Genética Geral Aula 9: Evolução LGN215 - Genética Geral Aula 9: Evolução Antonio Augusto Franco Garcia Maria Marta Pastina Piracicaba - SP Evolução Teoria da Evolução formulada por Darwin Teoria Sintética da Evolução (Neodarwinismo)

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 26 DINÂMICA DE POPULAÇÕES

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 26 DINÂMICA DE POPULAÇÕES BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 26 DINÂMICA DE POPULAÇÕES capacidade de sustentação número de indivíduos crescimento em condições ideais curva de crescimento resistência ambiental tempo Como pode cair

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 3 Bimestre disciplina :Biologia Conteúdo: Evolução Biológica II: teoria sintética ou moderna da evolução, mutação, isolamento geográfico, isolamento

Leia mais

Aula 25 Teorias da evolução

Aula 25 Teorias da evolução Aula 25 Teorias da evolução A grande variabilidade dos seres vivos e o grande número de espécies atuais, segundo a teoria evolucionista, originaram-se de espécies preexistentes mais simples, que evoluíram,

Leia mais

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Helio Fresta) Evolução

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Helio Fresta) Evolução Evolução Evolução 1. A ema (Rhea americana), o avestruz (Struthio camelus) e o emu (Dromaius novaehollandiae) são aves que não voam e que compartilham entre si um ancestral comum mais recente que aquele

Leia mais

Forças evolutivas. Definição de Evolução. Desvios de Hardy-Weinberg. Desvios de Hardy-Weinberg

Forças evolutivas. Definição de Evolução. Desvios de Hardy-Weinberg. Desvios de Hardy-Weinberg Definição de Evolução Forças evolutivas A definição operacional de evolução em nível de deme é mudança na freqüência alélica ou genotípica em gerações. Fatores ou processos que podem alterar a freqüência

Leia mais

Definições. Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes

Definições. Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes Seleção Natural Definições Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes Essas definições são inexatas e insuficientes Seleção Natural Para Huxley,

Leia mais

Bio. Semana 3. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio. Semana 3. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Semana 3 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Ciências Roteiro de Recuperação Final 7 o Ano

Ciências Roteiro de Recuperação Final 7 o Ano Ciências Roteiro de Recuperação Final 7 o Ano Os alunos devem ler os capítulos 1, 4, 22 e 23 do livro texto e responder as questões apresentadas a seguir. Todas as questões do questionário já foram corrigidas

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: Biologia TOOOP SÉRIE: 9º. ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: Biologia TOOOP SÉRIE: 9º. ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Biologia TOOOP SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 4º Bimestre Prova dia 21/10 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia

Leia mais

Bio. Semana 5. Rubens Oda (Julio Junior)

Bio. Semana 5. Rubens Oda (Julio Junior) Semana 5 Rubens Oda (Julio Junior) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 07/03 Ciclos

Leia mais

Evolução Biológica: Origem Orig das Espécies: Que e x e plicaç plic ão? aç

Evolução Biológica: Origem Orig das Espécies: Que e x e plicaç plic ão? aç Evolução Biológica: Origem das Espécies: Que explicação? Origem das Espécies: que explicação? Fixismo (até ao séc. XIX): as espécies são unidades fixas e imutáveis que, num mundo igualmente estático, surgem

Leia mais

CRIACIONISMO DIVINO GERAÇÃO EXPONTÂNEA

CRIACIONISMO DIVINO GERAÇÃO EXPONTÂNEA Título: EVOLUÇÃO ORIGEM DA VIDA Conteúdo: Origem da Vida, Teoria da Célula Eucarionte, Teoria da Endossimbiose, Historia da Evolução, Evolução humana CRIACIONISMO DIVINO GERAÇÃO EXPONTÂNEA ABIOGÊNESE REDI

Leia mais

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7 Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7 Professor Antônio Ruas 1. Créditos: 60 2. Carga horária semanal: 4 3. Semestre: 1 4.

Leia mais

Esta avaliação é composta de 12 questões, das quais você deverá escolher apenas 10 para responder.

Esta avaliação é composta de 12 questões, das quais você deverá escolher apenas 10 para responder. 1º EM Biologia B Marli Av. Trimestral 28/10/15 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

PRINCÍPIOS DE ECOLOGIA EVOLUTIVA

PRINCÍPIOS DE ECOLOGIA EVOLUTIVA PRINCÍPIOS DE ECOLOGIA EVOLUTIVA RELEMBRANDO... O que é Ecologia? Biosfera Ecossistema Comunidade População Organismo PENSAMENTO EVOLUTIVO E ECOLÓGICO Em biologia, nada tem sentido, exceto à luz a evolução

Leia mais

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta.

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta. CAP. 08: HERANÇA QUANTITATIVA OU POLIGENICA CAP. 09: MAPAS DE LIGAÇÃO GÊNICA - LINKAGE CAP. 10: O MATERIAL GENÉTICO E A GENÉTICA DO FUNCIONAMENTO DOS GENES 1. Considere dois genes e seus respectivos alelos:

Leia mais

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE BIOLOGIA II

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE BIOLOGIA II Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Emmanuella Rodrigues Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2016. LISTA DE BIOLOGIA II Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa

Leia mais

Exercícios de Teorias Evolutivas

Exercícios de Teorias Evolutivas Exercícios de Teorias Evolutivas 1. (UFMG) Desenvolvida, há 150 anos, por Charles Darwin e Alfred Wallace, a ideia da seleção natural pode ser sustentada por observações científicas atuais. Assinale a

Leia mais

Ecologia Evolutiva. Iamê Alves Guedes

Ecologia Evolutiva. Iamê Alves Guedes Ecologia Evolutiva Iamê Alves Guedes 1. Discuta as diferentes maneiras como a evidência ecológica pode ser obtida. Como você tentaria responder uma das questões de ecologia não resolvidas: Por que existem

Leia mais

Tamanho populacional 31/08/2010. Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Relação entre o Censo (N) e tamanho efetivo (Ne)

Tamanho populacional 31/08/2010. Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Relação entre o Censo (N) e tamanho efetivo (Ne) Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Equilíbrio de Hardy-Weinberg (EHW) Os fatores evolutivos e a dinâmica populacional (p + q) 2 = p 2 + 2pq + q 2 Professor Fabrício R. Santos

Leia mais

Teorias Evolutivas. Acreditava-se que as espécies eram imutáveis. No século XX a evolução passou a ser mais aceita;

Teorias Evolutivas. Acreditava-se que as espécies eram imutáveis. No século XX a evolução passou a ser mais aceita; 1. Surgimento das idéias ias Evolutivas Acreditava-se que as espécies eram imutáveis Fixismo; No século XX a evolução passou a ser mais aceita; Fixismo começou a ser quebrado por Jean Baptiste Lamarck

Leia mais

Exercícios de Especiação

Exercícios de Especiação Exercícios de Especiação 1. (UEPB) Vários conceitos são utilizados para definir uma espécie. De maneira geral podemos dizer que uma espécie representa um conjunto de indivíduos com potencial, em condições

Leia mais

a) Qual é o mecanismo de herança dessa doença? Justifique.

a) Qual é o mecanismo de herança dessa doença? Justifique. É sabido que indivíduos homozigotos recessivos para alelos mutados do gene codificador da enzima hexosaminidase desenvolvem uma doença conhecida como Tay-Sachs, e morrem antes do quarto ano de vida. Nos

Leia mais

QUESTÃO 01: Discorra sobre as hipóteses abaixo a) Criacionismo. b) Evolucionismo. c) Pasnspermia TRABALHO DE RECUPERAÇAO -7º ANO -CIENCIAS

QUESTÃO 01: Discorra sobre as hipóteses abaixo a) Criacionismo. b) Evolucionismo. c) Pasnspermia TRABALHO DE RECUPERAÇAO -7º ANO -CIENCIAS TRABALHO DE RECUPERAÇAO -7º ANO -CIENCIAS Teoria da Evolução Conhecida como darwinismo ou evolucionismo, a teoria da evolução se opõe ao Criacionismo e indica que a multiplicidade de organismos existentes

Leia mais

Eu não tenho fé suficiente para ser um ateu

Eu não tenho fé suficiente para ser um ateu Eu não tenho fé suficiente para ser um ateu Aula 3 Evidências do mundo natural: a origem da vida Wesley R. Silva e José Luiz F. Rodrigues Escola Bíblica de Adultos Agosto Setembro 2014 A hipótese naturalista

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR ª Fase PROVA DE BIOLOGIA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR ª Fase PROVA DE BIOLOGIA 1) O processo fotossintético é fundamental para a vida das plantas. a) Explique por que uma planta mantida em uma intensidade de radiação abaixo do seu ponto de compensação luminoso não cresce. b) O gráfico,

Leia mais

Evolução Biológica II. Prof. Pablo Paim Biologia

Evolução Biológica II. Prof. Pablo Paim Biologia Evolução Biológica II Prof. Pablo Paim Biologia Teoria Cientifica: é o mais alto grau de confirmação de uma hipótese cientifica. Teoria de Isaac Newton e Teoria de Albert Einstein. Evolução fatos e evidencias

Leia mais

BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA

BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA - 1998 QUESTÃO 01 Observa-se que as bananeiras inibem o crescimento de outras espécies de vegetais plantadas próximo a elas. Para verificar se essa inibição é provocada por uma

Leia mais

Evidências da Evolução e hipóteses evolutivas:

Evidências da Evolução e hipóteses evolutivas: Evidências da Evolução e hipóteses evolutivas: Explicações para Biodiversidade: Creacionismo Ato sobrenatural fixismo Geração espontânea Vida matéria bruta Transmutação de Espécies. Uma espécie da origem

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 62 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 62 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 62 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO Nosso último ancestral comum com os chimpanzés e gorilas viveu há menos de cinco milhões de anos. Fixação 1) (CESGRANRIO) Com relação à figura

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA IF SUDESTE MG REITORIA Av. Francisco Bernardino, 165 4º andar Centro 36.013-100 Juiz de Fora MG Telefax: (32) 3257-4100 ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA O sorteio do tema da prova discursiva ocorrerá

Leia mais

Escola Secundária Padre António Vieira

Escola Secundária Padre António Vieira Escola Secundária Padre António Vieira Biologia 12º Ano 2008/2009 Teste sumativo nº 2 2º Período GRUPO I 1. Uma mulher de grupo sanguíneo AB recorre ao tribunal para que seja reconhecida a paternidade

Leia mais

Aprendendo a aprender 2016 Aula 01

Aprendendo a aprender 2016 Aula 01 Aprendendo a aprender 2016 Aula 01 NÃO! NÃO! Correntes Criacionismo Fixismo Cosmogenia/Panspermia Aristóteles (abiogênese) Francesco Redi Louis Pasteur Oparin e Haldame Stanley Miller Correntes Francesco

Leia mais

PLANO DE TRABALHO TÍTULO: EVOLUÇÃO

PLANO DE TRABALHO TÍTULO: EVOLUÇÃO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS FUNDAÇÃO CECIERJ / CONSÓRCIO CEDERJ PROFESSOR/CURSISTA: PATRÍCIA CONCEIÇÃO DA CUNHA COLÉGIO: COLÉGIO ESTADUAL TEMÍSTOCLES DE ALMEIDA TUTOR (A):

Leia mais

I. Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente, terão obrigatoriamente o mesmo conjunto gênico.

I. Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente, terão obrigatoriamente o mesmo conjunto gênico. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Biologia Questão 1 (Ufscar 2000) Considere as três frases a seguir. I. Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente,

Leia mais

Evolução e etologia. Transparências apresentadas no curso de Psicobiologia. Prof. Mauro Lantzman

Evolução e etologia. Transparências apresentadas no curso de Psicobiologia. Prof. Mauro Lantzman Evolução e etologia Transparências apresentadas no curso de Psicobiologia Prof. Mauro Lantzman A perigosa idéia de Darwin Darwin demonstrou de maneira conclusiva que, ao contrario da tradição antiga, as

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA Célula inicial Duplicação e separação do DNA células-filhas mitose zoósporos sendo liberados filamento adulto zoósporo germina e forma novo filamento Esponja

Leia mais

Dinâmica de Populações. Capítulo - 48

Dinâmica de Populações. Capítulo - 48 Dinâmica de Populações Capítulo - 48 Dinâmica de populações ou demoecologia Descreve a abundância das diversas espécies e procura a causa de suas variações. População? O que mostra o sucesso de uma população?

Leia mais

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume.

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume. 01. Analise a figura a seguir, que representa um determinado experimento: 1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 2. Introdução do DNA em célula de tabaco. 3. Multiplicação

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE Processo seletivo PPGECB - 2013 Prova de conhecimentos em Ecologia e Evolução CPF do candidato: MS ( ) DR ( ) Instruções para a prova: 1) Não coloque NOME nas folhas de prova em hipótese alguma. Sua única

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. As cores das flores e o período do dia em que elas abrem são duas adaptações importantes das plantas e que facilitam a sua

Leia mais

Alterações do material genético

Alterações do material genético Alterações do material genético Alterações do material genético Agentes internos ou externos causam alterações nos genes ou nos cromossomas MUTAÇÕES (ex: anemia falciforme, trissomia 21) Tecnologia permite

Leia mais

a) T2 e T3. b) T1 e T3. c) T3 e T4. d) T1 e T4.

a) T2 e T3. b) T1 e T3. c) T3 e T4. d) T1 e T4. Lista de Exercícios (BIO-LEO) 1. (Faculdade Albert Einstein 2016) O gráfico abaixo refere-se ao processo de divisão celular que ocorre durante a espermatogênese humana: Nesse processo de divisão ocorre:

Leia mais

QUESTÕES OBJETIVAS. Questão 1: Uma forma simples para identificar se uma característica é determinada por um gene autossômico recessivo é:

QUESTÕES OBJETIVAS. Questão 1: Uma forma simples para identificar se uma característica é determinada por um gene autossômico recessivo é: QUESTÕES OBJETIVAS Questão 1: Uma forma simples para identificar se uma característica é determinada por um gene autossômico recessivo é: a) observar se a característica aparece somente em machos. b) observar

Leia mais

Bases genéticas e a evolução do comportamento

Bases genéticas e a evolução do comportamento Bases genéticas e a evolução do comportamento Comportamento = FENÓTIPO Genótipo + Ambiente 1 Efeitos de genes individuais sobre o comportamento Mutante Icebox (Ibx) herança recessiva ligada ao cromossomo

Leia mais

Instruções. Biologia 1 a 4. Física 9 a 12

Instruções. Biologia 1 a 4. Física 9 a 12 1 2 Instruções Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Nada em Biologia faz sentido, senão à luz da evolução. Theodosius Dobzhansky

Nada em Biologia faz sentido, senão à luz da evolução. Theodosius Dobzhansky EVOLUÇÃO BIOLÓGICA Nada em Biologia faz sentido, senão à luz da evolução. Theodosius Dobzhansky Criacionismo Muitas vezes confundida com o Fixismo. Teoria segundo a qual as espécies vegetais e animais

Leia mais

A teoria sintética da evolução

A teoria sintética da evolução A teoria sintética da evolução De 1900 até cerca de 1920, os adeptos da genética mendeliana acreditavam que apenas as mutações eram responsáveis pela evolução e que a seleção natural não tinha importância

Leia mais

AU08. Genética de Populações. Lorena Carolina Peña. Doutoranda PPG-GEN

AU08. Genética de Populações. Lorena Carolina Peña. Doutoranda PPG-GEN AU08 Genética de Populações Lorena Carolina Peña Doutoranda PPG-GEN lorecarol@gmail.com Resumo Aula expositiva/participativa abordando os tópicos: Definição de populações, Frequências genotípica e alélica,

Leia mais

3 - Material para consulta: Fonte: USBERCO, João et al. Companhia das Ciências: 7º ano. 1. ed. São Paulo: Saraiva, p. 181

3 - Material para consulta: Fonte: USBERCO, João et al. Companhia das Ciências: 7º ano. 1. ed. São Paulo: Saraiva, p. 181 Aluno (a): Disciplina: Ciências Curso Professor: Marcel Série: 7º ano ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Número: 1 - Conteúdo: - Classificação - Critérios de agrupamentos - Sistema Natural de

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE BIOLOGIA PROVA ESPECÍFICA DE BIOLOGIA

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE BIOLOGIA PROVA ESPECÍFICA DE BIOLOGIA 1ª AVALIAÇÃO CORRETOR 1 01 02 03 04 05 06 07 08 Reservado à CCV AVALIAÇÃO FINAL Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Reservado à CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA

Leia mais

Bio. Semana 9. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio. Semana 9. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Semana 9 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

BIOLOGIA Teorias evolucionistas

BIOLOGIA Teorias evolucionistas Módulo 40 Página 1 à 7 De onde viemos? Por que estamos aqui? Qual o propósito para a existência? Para onde vamos? Evolucionismo x Criacionismo Idéias de Lamarck Jean Baptiste Pierre Antonie de Monet Conde

Leia mais

Lista de exercícios sobre Evolução 3º ano/ Prof. Karina-Bio/ CFNP

Lista de exercícios sobre Evolução 3º ano/ Prof. Karina-Bio/ CFNP 1. (Unesp 2014) A ema (Rhea americana), o avestruz (Struthio camelus) e o emu (Dromaius novaehollandiae) são aves que não voam e que compartilham entre si um ancestral comum mais recente que aquele que

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Evolução e teorias evolutivas Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Evolução e teorias evolutivas Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Evolução e teorias evolutivas Prof. Enrico Blota Biologia Origem e evolução da vida Evolução e teorias evolutivas O princípio da evolução postula que as espécies que habitaram

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 36 MEIOSE

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 36 MEIOSE BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 36 MEIOSE Ploidia 2n n 4 3 2 interfase meiose I meiose II 4x 3x 2x x M M 1 Como pode cair no enem A meiose e a fecundação na reprodução sexuada são processos complementares,

Leia mais

DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA

DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA DIVISÃO CELULAR DIVISÕES CELULARES são processos através dos quais uma célula-mãe dá origem a duas ou mais células-filhas. Elas são necessárias para o crescimento de

Leia mais

Seleção natural e adaptações. Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva IB - USP

Seleção natural e adaptações. Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva IB - USP Seleção natural e adaptações Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva IB - USP Adaptações Adaptação O fato de que os organismos estão adaptados aos seus ambientes é reconhecido

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CAPÍTULO 9 p. 124 É a + aceita

Leia mais

contiver qualquer marca identificadora em um outro local deste caderno. que prejudique a leitura, peça imediatamente ao fiscal que o substitua.

contiver qualquer marca identificadora em um outro local deste caderno. que prejudique a leitura, peça imediatamente ao fiscal que o substitua. 1. Só se identifique na parte inferior desta capa. Sua prova será anulada se contiver qualquer marca identificadora em um outro local deste caderno. 2. Este caderno contém 05 questões. Se estiver incompleto

Leia mais

Melhoramento de espécies autógamas

Melhoramento de espécies autógamas Universidade Federal de Rondônia Curso de Eng. Florestal Melhoramento genético Florestal Melhoramento de espécies autógamas Emanuel Maia www.lahorta.acagea.net emanuel@unir.br Apresentação Introdução Efeitos

Leia mais

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE DIEGO DANTAS AMORIM Contado: diego.dantas@ifmg.edu.br Engenheiro Agrônomo Universidade Vale do Rio Doce UNIVALE Msc. em Agricultura Tropical Universidade Federal do Espírito Santo

Leia mais