INTERESSADOS : SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE MATO GROSSO SILVAL DA CUNHA BARBOSA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTERESSADOS : SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE MATO GROSSO SILVAL DA CUNHA BARBOSA"

Transcrição

1 AUTOS ID N PROCEDIMENTO INCIDENTE INTERESSADOS : SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE MATO GROSSO SILVAL DA CUNHA BARBOSA VISTOS ETC. A Secretaria de Segurança Pública encaminhou a este juízo o autuado n /2015, que versa sobre comunicação que lhe foi formulada pelo Comando Geral do Corpo de Bombeiros. O expediente relata que nenhuma unidade do Corpo de Bombeiros tem condições estruturais para garantia da segurança de pessoa presa à disposição da justiça. Informa não possuir condições técnicas, de pessoal e equipamentos para proporcionar guarda especializada para presos dessa 1

2 natureza e que não possui sequer alimentação para fornecer aos custodiados naquele local. Diz que os presos na verdade ficam custodiados no alojamento dos militares que trabalham na unidade, os quais ficam prejudicados por falta de local adequado para repouso. A comunicação veio acompanhada de documentos e de cópia do ofício n /2015/GAB/SESP, de 28 de agosto de 2015, do Exmo. Sr. Secretário de Segurança Pública. O ofício tece várias considerações e solicita ao DD. Presidente do E. TJMT as providências, no sentido de que os presos provisórios sejam encaminhados, doravante, apenas para o Centro de Custódia da Capital. Com o expediente, vejo cópias de correspondência virtual, em que a SESP solicita informações sobre a existência de vaga adequada para o recebimento do acusado SILVAL DA CUNHA BARBOSA. A resposta da SEJUDH é positiva. Os autos vieram à minha apreciação e, naquele mesmo dia (28/09/2015), resolvi efetuar pessoalmente vistoria nos dois locais, a fim de subsidiar a decisão. 2

3 Era o que havia a relatar. DECIDO. Trata-se de aferir se o local onde atualmente se encontra SILVAL DA CUNHA BARBOSA é adequado, ou se há necessidade de sua transferência para unidade prisional diversa. SILVAL DA CUNHA BARBOSA está preso desde 17/09/2015, por força de mandado de prisão preventiva expedido por este Juízo. Portanto, é custodiado sob minha responsabilidade. Por ocasião do cumprimento do mandado de prisão, que ocorreu no gabinete desta magistrada, a defesa de SILVAL formulou requerimento no sentido de que o mesmo permanecesse custodiado no Corpo de Bombeiros, sob o argumento de que é bacharel em Direito e que, na qualidade de ex-governador, não poderia ficar custodiado em qualquer unidade prisional, posto que já havia combatido organizações criminosas, quadrilhas de Novo Cangaço e o tráfico de entorpecentes. Naquela ocasião, deferi o pleito, determinando que o réu fosse custodiado no Corpo de Bombeiros. Assim agi, confesso, presumindo que aquele local fosse adequado e reunisse as condições necessárias para a custódia efetiva. 3

4 Agora, diante da notícia trazida pelo Comando daquela instituição, imediatamente procedi à averiguação in loco, com vistas a decidir com a maior segurança possível. BOMBEIROS 1 DAS INSTALAÇÕES DO 1º. BATALHÃO DE Após a inspeção, posso afirmar com certeza absoluta que não há forma de manter o acusado naquele local. O 1º. Batalhão de Bombeiros situa-se na Av. Agrícola Paes de Barros, n. 123, no Bairro Verdão, nesta Capital e atualmente é Comandado pelo Major BM Marcelo Augusto Reveles de Carvalho. Fui recepcionada na sala do Major, que reforçou as informações sobre a total falta de condições de custódia de pessoas presas. Na ocasião, relatou que sequer há fornecimento de alimentação para os presos. O Batalhão possui cozinha própria, onde são preparados os alimentos para a tropa, de onde tiram porções de comida e repartem com os custodiados. Os três presos permanecem o tempo todo nos alojamentos destinados ao pessoal de plantão. Assim os plantonistas são obrigados a 4

5 dormir no chão, em colchões improvisados, na sala do Comandante. Veja: Figura 1 - sala do Comandante Figura 2 - espaço utilizado pelos plantonistas que dormem no chão Durante a visita, constatou-se que não há qualquer tipo de vigilância sobre os presos que os impeça de eventual fuga, tampouco que evite ataques externos e lhes mantenha em segurança. 5

6 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO Não há muros na unidade e, pela própria natureza do serviço de bombeiros, o prédio é aberto e possui portões largos, que estão o tempo todo abertos. Figura 1 - Portão lateral à sala do Comandante Figura 2 Grade da fachada do prédio 6

7 Figura 3 - Portões abertos para facilitar a saída das viaturas dias, até as 18 horas. Não há controle de visitas, que podem ocorrer todos os Não há revistas. Não há qualquer controle quanto à entrada de objetos, o que possibilita, em tese, o tráfico de entorpecentes, introdução de armas e munições, explosivos e outros objetos ou equipamentos de uso proibido. Não é feito controle sobre o uso de aparelhos celulares, os quais são proibidos por lei aos custodiados. Não há assistência médica, hospitalar, odontológica. Não há viaturas à disposição dos presos. 7

8 os presos. Não há vistoria nos alojamentos em que ficam custodiados No período noturno, a guarda do batalhão é feita por apenas um Bombeiro Militar, revezando de hora em hora com os demais bombeiros que estão de plantão na unidade. A unidade possui quadra de esportes, piscina e academia, porém não disponíveis aos custodiados. O quarto (alojamento) em que está o preso SILVAL é composto por duas camas, frigobar, televisão, ar condicionado e banheiro. baixos e não oferece segurança. A área externa aos fundos do Batalhão também tem muros Segundo informações do Comando do 1º. BPM, uma fotografia do preso foi tirada a partir de um desses muros e acabou tendo ampla circulação na mídia local. A preocupação reside, então, na constatação de quanto aquele local é inseguro e impróprio para a manutenção de qualquer preso provisório. 8

9 Figura 3 - vista da área externa aos fundos do 1o. BPM Na ocasião, vistoriei também o quarto em que está custodiada uma pessoa do sexo feminino, que se situa a poucos metros do quarto em que está SILVAL. Com relação a esta presa, a situação é ainda mais preocupante, eis que não há custódia feminina, nem qualquer separação da presa em relação às pessoas do sexo masculino que lá trabalham. 2 DO CENTRO DE CUSTÓDIA DA CAPITAL (CCC) Logo após a vistoria levada a efeito no 1º. Batalhão do Corpo de Bombeiros, dirigi-me ao Centro de Custódia da Capital, onde verifiquei pessoalmente todas as celas e as dependências. Lá, fui recepcionada pelo Exmo. Sr. Dr. Márcio Frederico de Oliveira Dorilêo, Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos e 9

10 pelo Exmo. Sr. Dr. Luiz Fabrício Vieira Neto, Secretário Adjunto de Justiça. O Diretor da Unidade é Isaias Marques de Oliveira. Possui curso superior em Administração de Empresas. O prédio é novo, foi inaugurado em outubro de Situa-se em terreno diverso do Centro de Ressocialização de Cuiabá, aos fundos daquela unidade. As unidades são separadas por muros altos com concertina, possuem guaritas de segurança e edificação compatível com os moldes da região. Figura 4- entrada da ala masculina A unidade conta com apenas 24 presos, sendo 04 condenados e 20 provisórios. Há 06 presos por dívida civil (alimentos). 10

11 Há 24 vagas para presos do sexo masculino e 07 vagas para o sexo feminino. As duas alas são completamente separadas. Atualmente há 07 ou 08 presos realizando atividades laborais no interior do estabelecimento. Figura 5 - local destinado à atividade laboral dos presos Trata-se de prédio independente e completamente separado do Centro de Ressocialização de Cuiabá. É destinado a presos provisórios portadores de curso superior e presos por pensão alimentícia. As instalações são novas e estão limpas. 11

12 Cada cela possui espaço para acomodar 04 ou 06 pessoas, televisão, ventiladores, bebedouros com água gelada, geladeiras, banheiro coletivo e pátio de banho de sol. Há também um parlatório com três cabines, destinado a recepção de advogados e visitantes. Figura 6 - entrada para as alas masculinas Figura 7 - vista de uma das alas 12

13 Figura 8 - interior de uma das celas Figura 9 - idem anterior Figura 10- pátio do banho de sol de uma das alas. 13

14 A Unidade segue o Procedimento Operacional Padrão do Sistema Prisional no que se refere às visitas e revistas. A alimentação dos presos é fornecida pela SEJUDH, tal como nas demais unidades prisionais. Segundo informação da Diretoria, em apenas uma oportunidade e antes de ter sido instalado o parlatório é que foi localizado aparelho celular com os presos. A unidade conta com monitoramento eletrônico satisfatório e sistema de vigilância 24 horas. Figura 11 - equipamento de monitoramento por câmeras plantão. Além do Diretor, 05 (cinco) servidores atuam em cada 14

15 rebeliões. PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO Desde que foi inaugurada, não ocorreram fugas ou A ala feminina é completamente separada da masculina, tanto pela distância física como por grades altas e fechamento com cadeados. No momento da inspeção, havia apenas duas mulheres recolhidas naquele estabelecimento. Figura 12 - entrada da ala feminina Figura 13 - cela feminina 15

16 Figura 14 - muro que separa o CRC do Centro de Custódia Pois bem: as ilustrações falam por si e as informações colhidas in loco não deixam dúvidas de que o local adequado para custodiar os presos é o Centro de Custódia da Capital, tanto pelas condições das instalações físicas, como de pessoal e também pelo fator da segurança do próprio custodiado, conforme demonstrei. Questão que resta ser superada, contudo, diz respeito ao fato de SILVAL DA CUNHA BARBOSA ter demonstrado possuir diploma de Bacharel em Direito, o que lhe conferiria, segundo entende, o direito a permanecer em sala de Estado Maior. Tal assertiva também não é verdadeira, já que a prerrogativa é restrita a pessoas que sejam regularmente inscritas na Ordem dos Advogados do Brasil, o que não é o caso de SILVAL. 16

17 Com efeito, em consulta realizada na data de hoje no sítio eletrônico constatei que o preso não é inscrito em nenhuma subseção da OAB nacional. Ainda que assim não fosse, o certo é que o 1º. Batalhão de Bombeiros Militar não é local apropriado para custodiar nenhum preso, pelo menos se as instalações não forem adaptadas e o Governo estadual não providenciar adequação do local às regras vigentes e aplicáveis a todos os presos provisórios. Diante disso e sem mais delongas, acolho a manifestação da Secretaria de Segurança Pública, revogo a decisão que determinou o encaminhamento do preso ao Batalhão do Corpo de Bombeiros e determino seja SILVAL DA CUNHA BARBOSA transferido para o Centro de Custódia da Capital. Finalmente, consigno que os demais corréus também não possuem inscrição na OAB, de modo que é desnecessário deliberar sobre isso em face desses. Apenas alerto para o fato de que, mesmo em casos de pessoas com registro regular na OAB, a jurisprudência vem se firmando no sentido de que a reclusão em instalações condignas para a permanência são suficientes. 17

18 Dê-se ciência às partes. Oficie-se à Secretaria de Segurança Pública (SESP), à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT), à 2ª. Vara Criminal da Capital, especificamente ao Exmo. Juiz a quem compete a Corregedoria dos Presídios e, finalmente, à Corregedoria Geral da Justiça de Mato Grosso, dando ciência do teor desta decisão. Cumpra-se. Cuiabá, 05 de outubro de SELMA ROSANE SANTOS ARRUDA JUÍZA DE DIREITO 18

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 14/2015-CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 14/2015-CM PROVIMENTO N. 14/2015-CM Estabelece a rotina de realização das Audiências de Custódia junto à 11ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá. O PRESIDENTE DO CONSELHO DA MAGISTRATURA DO, no uso das suas atribuições,

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2009

PROJETO DE LEI N o, DE 2009 PROJETO DE LEI N o, DE 2009 (Do Sr. NELSON GOETTEN) Altera o Decreto-Lei nº 3.689, de 1941 Código de Processo Penal. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta lei altera o Decreto-Lei nº 3.689, de 1941

Leia mais

PROMOTORIA DE JUSTIÇA SECRETARIAS DE VARA

PROMOTORIA DE JUSTIÇA SECRETARIAS DE VARA O original deste documento é eletrônico e foi assinado digitalmente por JOSE TARCILIO SOUZA DA SILVA e FRANCISCO JAIME MEDEIROS NETO e ANTONIO PADUA SILVA e EDITE BRINGEL OLINDA ALENCAR em 10/07/2012 às

Leia mais

Formulário de Visita Técnica à Delegacia de Polícia Estadual

Formulário de Visita Técnica à Delegacia de Polícia Estadual Formulário de Visita Técnica à Delegacia de Polícia Estadual Resolução CNMP Nº 20 de 28/05/2007 Dados da Entidade Visitada Nome: CPF ou CNPJ:: Endereço: Município: UF: Telefones c/ddd: Seção I Identificação

Leia mais

MUTIRÃO CARCERÁRIO Plano do Projeto

MUTIRÃO CARCERÁRIO Plano do Projeto 1. Introdução O projeto do Mutirão Carcerário, iniciado pelo Conselho Nacional de Justiça em agosto de 2008 a partir da vigência da Resolução Conjunta nº 01/2009 do CNJ/CNMP e Resolução nº 89/2009 do CNJ,

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Corregedoria PROVIMENTO Nº 12

Conselho Nacional de Justiça Corregedoria PROVIMENTO Nº 12 Conselho Nacional de Justiça Corregedoria PROVIMENTO Nº 12 O Corregedor Nacional de Justiça, Ministro Gilson Dipp, no uso de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que durante as inspeções

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO N 126/2012 GS/SEJU

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO N 126/2012 GS/SEJU RESOLUÇÃO N 126/2012 GS/SEJU Dispõe sobre a criação da Central de Alvarás de Soltura e disciplina os procedimentos administrativos para o encaminhamento, cumprimento e execução dos alvarás de soltura eletrônicos.

Leia mais

Exmo. Sr. Juiz Auxiliar da Corregedoria e Diretor do Foro da Capital,

Exmo. Sr. Juiz Auxiliar da Corregedoria e Diretor do Foro da Capital, Ofício SINDOJUS/MG nº 00547/2014 Exmo. Sr. Juiz Auxiliar da Corregedoria e Diretor do Foro da Capital, O SINDOJUS/MG, legítimo representante da categoria dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO COMARCA: I Quanto ao Centro de Reintegração Social da APAC Feminina Nome: Endereço: Bairro: CEP: - Telefone: E-mail: Vagas: recuperandas Lotação atual: recuperandas Responsável:

Leia mais

PORTARIA Nº0886310, DE 27 DE JANEIRO DE 2015.

PORTARIA Nº0886310, DE 27 DE JANEIRO DE 2015. :: SEI / TRF3-0886310 - Portaria :: Página 1 de 5 SEÇÃO JUDICIÁRIA DO MATO GROSSO DO SUL Rua Delegado Carlos Roberto Bastos de Oliveira, 128 - Bairro Parque dos Poderes - CEP 79037-102 - Campo Grande -MS

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO PROJETO DE LEI Nº 7.311, DE 2002 (Apenso o Projeto de Lei nº 788, de 2003) Dispõe sobre a obrigatoriedade de presença

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE IGREJINHA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE IGREJINHA MENSAGEM APRESENTATIVA Nº 025/15. Igrejinha, 27 de abril de 2015. Sr. Presidente, Srs. Líderes de Bancada, Srs. Vereadores: Estamos encaminhando o Projeto de Lei n.º 025/15, que Autoriza o Poder Executivo

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N.º 008/2011/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N.º 008/2011/CM Enviado à Internet/DJE em: Disponibilizado no DJE nº.: PROVIMENTO N.º 008/2011/CM Constitui o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário de que trata a Resolução n. 96, de 27 de outubro

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO 1. DATA DA INSPEÇÃO: 28 de junho de 2013. 2. UNIDADE INSPECIONADA: 2.1. Presídio Santa Augusta Criciúma

Leia mais

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995 DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995 O Diretor do Departamento de Polícia Federal, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo ítem III, do Artigo 30 do Regimento

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL.

RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral.

Leia mais

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina;

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina; Considerando que ao Conselho Penitenciário do Estado do Pará compete, de acordo com o Decreto 418/79, inspecionar os estabelecimentos prisionais sediados no Estado do Pará, com objetivo de assegurar condições

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 1.240, DE 2007 Torna obrigatória a instalação de portais de raio-x nas penitenciárias federais. Autor: Deputado ULDURICO PINTO

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL UFSJ

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL UFSJ ORDEM DE SERVIÇO Nº 01/PF-UFSJ, de 20 de NOVEMBRO DE 2013. O PROCURADOR FEDERAL-CHEFE DA PROCURADORIA FEDERAL JUNTO À UFSJ, no uso das atribuições conferidas na Portaria AGU nº 1.399, de 5 de outubro de

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO RELATÓRIO DE INSPEÇÃO CENTRO DE RECUPERAÇÃO REGIONAL DE PARAGOMINAS Aos quatro dias do mês de julho de 2013, o Conselho Penitenciário, neste ato composto pelas representantes Dra. Maria Clara Barros de

Leia mais

MANUAL DO TRATADOR EXPOINEL, EXPOBRAHMAN E EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO - 2015 COMUNICADO AOS EXPOSITORES

MANUAL DO TRATADOR EXPOINEL, EXPOBRAHMAN E EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO - 2015 COMUNICADO AOS EXPOSITORES MANUAL DO TRATADOR EXPOINEL, EXPOBRAHMAN E EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO - 2015 COMUNICADO AOS EXPOSITORES Os participantes da EXPOINEL, EXPOBRAHMAN E EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO, devem cumprir

Leia mais

Vol. I. Condomínios Residenciais. Manual de Segurança. Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br

Vol. I. Condomínios Residenciais. Manual de Segurança. Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Vol. I Condomínios Residenciais Manual de Segurança Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Apresentação C âmeras espalhadas por todos os lados, guardas armados, portões altos e com cerca elétrica nem

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL JUNTO ao IFC

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL JUNTO ao IFC ORDEM DE SERVIÇO CONJUNTA Nº 01/GR/PF-IFC, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE E O PROCURADOR-CHEFE DA PROCURADORIA FEDERAL JUNTO AO

Leia mais

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos em que é Agravante Ivanildo Faustino da Silva e Agravada Justiça Pública;

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos em que é Agravante Ivanildo Faustino da Silva e Agravada Justiça Pública; , / títtil %finem! ' PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DES. ANTONIO CARLOS COÊLII0 DA FRANCA ACÓRDÃO Agravo em Execução n. 025.2004.000352-4/002 5' Vara da Comarca de

Leia mais

Como dicas de segurança, sugerimos:

Como dicas de segurança, sugerimos: POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO QÜINQUAGÉSIMO PRIMEIRO BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR DO INTERIOR SETOR DE ASSUNTOS CIVIS Como dicas de segurança, sugerimos: Edifícios: - As normas de segurança a serem

Leia mais

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE PORTARIA N 001/2012

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE PORTARIA N 001/2012 DJe de 13/06/2012 (cópia sem assinatura digital) DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE PORTARIA N 001/2012 Dispõe quanto ao procedimento para encaminhamento e oitiva dos genitores que manifestem

Leia mais

ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO MINAS GERAIS, contra o TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS em possível descumprimento de norma federal.

ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO MINAS GERAIS, contra o TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS em possível descumprimento de norma federal. Autos: PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS 0001505 65.2014.2.00.0000 Requerente: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO MINAS GERAIS e outros Requerido: CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS RELATÓRIO

Leia mais

PORTARIA nº 77/2015 - FEG/DTA

PORTARIA nº 77/2015 - FEG/DTA PORTARIA nº 77/2015 - FEG/DTA DISPÕE SOBRE TRANSFERÊNCIA PARA OS CURSOS DE ENGENHARIAS, FÍSICA (Licenciatura e Bacharelado) e LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DA FACULDADE DE ENGENHARIA CAMPUS DE GUARATINGUETÁ

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA DEFENSORIA PÚBLICA RESOLUÇÃO CSDPE Nº 016/2013

CONSELHO SUPERIOR DA DEFENSORIA PÚBLICA RESOLUÇÃO CSDPE Nº 016/2013 CONSELHO SUPERIOR DA DEFENSORIA PÚBLICA RESOLUÇÃO CSDPE Nº 016/2013 Dispõe sobre as atribuições da Coordenação de Atendimento ao Preso Provisório da Defensoria Pública da Capital e dá outras providências.

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE...

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE... EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE...... Processo: 99999999999 Classe: Execução da Pena / Pedidos Diversos FULANO DE TAL, brasileiro, solteiro, RG 8888, CPF 7777777,

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para digitação de documentos.

Estabelecer critérios e procedimentos para digitação de documentos. Proposto por: Equipe da Central de Assessoramento Criminal DIGITAR DOCUMENTOS Analisado por: Escrivão/RE da Central de Assessoramento Criminal Aprovado por: ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 538500002320116 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória ao pedido

Leia mais

MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃO DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃO E REINTEGRAÇÃO DE POSSE COLETIVA.

MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃO DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃO E REINTEGRAÇÃO DE POSSE COLETIVA. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DEPARTAMENTO DE OUVIDORIA AGRÁRIA E MEDIAÇÃO DE CONFLITOS - DOAMC MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃO DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃO E REINTEGRAÇÃO DE

Leia mais

PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ

PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ Dispõe sobre o cumprimento de alvarás de soltura no âmbito do Estado da Bahia. O DESEMBARGADOR JOSÉ OLEGÁRIO MONÇÃO CALDAS, CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições

Leia mais

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 DJe de 17/06/2010 (cópia sem assinatura digital) DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 Dispõe quanto ao procedimento de habilitação de pretendentes

Leia mais

CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 01/04

CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 01/04 CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 01/04 PROGREESSÃO DE REGIME PRISIONAL www.socialcarceraria.org.br lealdade profissionalismo justiça e liberdade ORIENTAÇÃO PEDIDO DE A TESTADO DE PERMANÊNCIA

Leia mais

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014 REGULAMENTO Condomínio Destaque por Excelência 2014 SECOVI-SC Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina,

Leia mais

Segurança e Vigilância

Segurança e Vigilância INSTRUÇÃO NORMATIVA IN 15 Segurança e Vigilância Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 15.17/08-01 Revisão nº 01

Leia mais

PORTARIA N 55/2008/EXT/DGPJC

PORTARIA N 55/2008/EXT/DGPJC PORTARIA N 55/2008/EXT/DGPJC Disciplina os procedimentos para incineração de drogas ilícitas e dá outras providências O Diretor-Geral de Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso, no uso das atribuições

Leia mais

Federação de Futebol do Estado de Rondônia Fundada em 29 de Outubro de 1944 Filiada à Confederação Brasileira de Futebol - CBF

Federação de Futebol do Estado de Rondônia Fundada em 29 de Outubro de 1944 Filiada à Confederação Brasileira de Futebol - CBF 1 PLANO GERAL DE AÇÃO - 2015 1. INTRODUÇÃO O presente documento foi elaborado visando atender as determinações da Lei n 10.671, de 15/05/2003 Estatuto de Defesa do Torcedor e suas alterações (Lei 12.199/2010),

Leia mais

USUÁRIO CONTA SUA HISTÓRIA

USUÁRIO CONTA SUA HISTÓRIA NOME ESTADO MUNICÍPIO INSTITUIÇÃO GUILHERME SÃO PAULO (SP) GUARUJÁ CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA DE SÃO VICENTE NOME SEXO GUILHERME MASCULINO IDADE 22 25 COR GRAU DE INSTRUÇÃO RELIGIÃO RENDA ESTADO CIVIL

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ RELATÓRIO DE INSPEÇÃO CARCERÁRIA I INTRODUÇÃO: Com o objetivo de dar cumprimento ao disposto no art. 68, parágrafo único, da Lei de Execução Penal Lei nº 7.210/84, e na Resolução CNMP nº 56, de 22.06.2010,

Leia mais

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS SUMÁRIO APÊNDICES 1 - Objetivo A - Solicitação de Cadastro de Pessoa Jurídica 2 - Referências normativas B - Solicitação de Cadastro de Pessoa

Leia mais

Depoimento Sem Dano Porto Alegre, AGOSTO de 2009

Depoimento Sem Dano Porto Alegre, AGOSTO de 2009 Depoimento Sem Dano Depoimento Sem Dano Porto Alegre, AGOSTO de 2009 Texto DR. Breno Beutler Júnior DR. José Antônio Daltoé Cezar Expediente projeto gráfico e Ilustrações Paulo Guilherme Marques Taylor

Leia mais

Laudo Pericial Judicial

Laudo Pericial Judicial Laudo Pericial Judicial Disponível em: Acesso em: 06 jun. 2009 O Laudo é o parecer técnico resultante do trabalho realizado pelo Perito, via

Leia mais

AVISO CGJ Nº 126 de 30 de Janeiro de 2013.

AVISO CGJ Nº 126 de 30 de Janeiro de 2013. AVISO CGJ Nº 26 de 30 de Janeiro de 203. O Desembargador ANTONIO JOSÉ AZEVEDO PINTO, Corregedor Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no exercício das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO-GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO-GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO-GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA PORTARIA N.º 33.284, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 (DOU de 06/02/2015 Seção I Pág.

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições,

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições, EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições, informa que em virtude da publicação da Emenda Constitucional

Leia mais

EDITAL Nr 141-15-DE/CBMSC (Processos Nr 152 a 159-15-DE) SELEÇÃO PARA O TREINAMENTO DE GESTORES DE PROGRAMAS COMUNITÁRIOS - TGPC

EDITAL Nr 141-15-DE/CBMSC (Processos Nr 152 a 159-15-DE) SELEÇÃO PARA O TREINAMENTO DE GESTORES DE PROGRAMAS COMUNITÁRIOS - TGPC SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nr 141-15-DE/CBMSC (Processos Nr 152 a 159-15-DE) SELEÇÃO PARA O TREINAMENTO DE GESTORES

Leia mais

EDITAL PÚBLICO DE CADASTRAMENTO DE ENTIDADES PÚBLICAS OU PRIVADAS COM DESTINAÇÃO SOCIAL Nº EPE.0006.000005-1/2013

EDITAL PÚBLICO DE CADASTRAMENTO DE ENTIDADES PÚBLICAS OU PRIVADAS COM DESTINAÇÃO SOCIAL Nº EPE.0006.000005-1/2013 EDITAL PÚBLICO DE CADASTRAMENTO DE ENTIDADES PÚBLICAS OU PRIVADAS COM DESTINAÇÃO SOCIAL Nº EPE.0006.000005-1/2013 O DOUTOR GUSTAVO DE PAIVA GADELHA, JUIZ FEDERAL TITULAR DA 6ª VARA DA /PB, no uso das atribuições

Leia mais

Inspeção Realizada na Comarca Vinculada de São João do Jaguaribe

Inspeção Realizada na Comarca Vinculada de São João do Jaguaribe ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA Centro Administrativo Governador Virgílio Távora Av. Gal. Afonso Albuquerque de Lima s/nº Cambeba Fortaleza Ceará CEP

Leia mais

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador Anexo I Chamamento Público 01/2014 1 Espaço A. Destinação Almoxarifado: armazenamento útil mínimo de 1.000m², divididos da seguinte forma: 1.1 Área de armazenagem 87% (mínimo de 870m²) 1.1.1 Sala administrativa

Leia mais

JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO

JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO Nº CNJ : 0001267-24.2014.4.02.0000 RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL CORREGEDORA DRA. SALETE MARIA POLITA MACCALÓZ REQUERENTE : CORREGEDORA-REGIONAL DA JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO REQUERIDO : SETORES

Leia mais

EDITAL EDITAL DE ELIMINAÇÃO Nº 01/2015-SUAE DOCUMENTOS ADMINISTRATIVOS (PRAZO DE 45 DIAS)

EDITAL EDITAL DE ELIMINAÇÃO Nº 01/2015-SUAE DOCUMENTOS ADMINISTRATIVOS (PRAZO DE 45 DIAS) 1 de 9 03/06/2015 16:37 Diário Eletrônico nº 99 Disponibilização: 01/06/2015 SEÇÃO JUDICIÁRIA DO MATO GROSSO DO SUL Rua Delegado Carlos Roberto Bastos de Oliveira, 128 - Bairro Parque dos Poderes - CEP

Leia mais

ACÓRDÃO 0000197-02.2012.5.04.0000 AGR Fl.1

ACÓRDÃO 0000197-02.2012.5.04.0000 AGR Fl.1 0000197-02.2012.5.04.0000 AGR Fl.1 EMENTA: AGRAVO REGIMENTAL. Inexiste fudamento relevante nem que do ato impugnado possa resultar a ineficácia da medida, conforme descrito no inciso III do art. 7º da

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 16 DE AGOSTO DE 2005.

RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 16 DE AGOSTO DE 2005. RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 16 DE AGOSTO DE 2005. REGULAMENTA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS/CERTIFICADOS DE PÓS-GRADUAÇÃO, EXPEDIDOS POR ESTABELECIMENTOS ESTRANGEIROS DE ENSINO SUPERIOR. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

COMPLEMENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO NOVO PAVILHÃO DO PEA - CAD. 590

COMPLEMENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO NOVO PAVILHÃO DO PEA - CAD. 590 COMPLEMENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO NOVO PAVILHÃO DO PEA - CAD. 590 QUESITOS PROPOSTOS PELA PROMOTORIA: 1) O que é Tbu Tbs TG UR e var fl. 6 Tbu temperatura de bulbo úmido Tbs temperatura de bulbo seco TG

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 059, DE 18 DE AGOSTO DE 2011. Institui as normas de instalação de câmeras e uso das informações e imagens da Central de Videossegurança do Patrimônio da UFLA,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO 1. DATA DA INSPEÇÃO: 14 de fevereiro de 2013. 2. UNIDADE INSPECIONADA: 2.1. Penitenciária Sul - Criciúma.

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS DE SÃO PAULO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE 2016 1º SEMESTRE

ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS DE SÃO PAULO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE 2016 1º SEMESTRE ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS DE SÃO PAULO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO DE 2016 1º SEMESTRE A Direção Acadêmica da Escola Superior Nacional de Seguros de São Paulo, localizada à Av. Paulista, 2421

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

EDITAL 007/DEIP/2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PREVENÇÃO, CONTROLE E COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS

EDITAL 007/DEIP/2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PREVENÇÃO, CONTROLE E COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS EDITAL 007/DEIP/2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PREVENÇÃO, CONTROLE E COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS O DIRETOR DE ENSINO, INSTRUÇÃO E PESQUISA DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE MATO GROSSO -

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº TRF2-PTP-2013/00423 de 6 de junho de 2013

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº TRF2-PTP-2013/00423 de 6 de junho de 2013 JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO PORTARIA Nº TRF2-PTP-2013/00423 de 6 de junho de 2013 Dispõe sobre a prestação de serviço voluntário nas atividades de conciliação no âmbito da Justiça

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ Peças de Informação nº 1.23.000.000059/2012-90 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício da titularidade

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal MEDIDA CAUTELAR NA RECLAMAÇÃO 15.697 RIO DE JANEIRO RELATOR : MIN. RICARDO LEWANDOWSKI RECLTE.(S) :CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - CFOAB E OUTRO(A/S) ADV.(A/S) :MARCUS VINÍCIUS FURTADO

Leia mais

ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011

ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011 ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011 1. DATA E HORA 05/07/2011 às 19:00 horas. 2. LOCAL Auditório

Leia mais

CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012

CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012 CARTA DE BRASÍLIA I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE Brasília 6 e 7 dezembro de 2012 Os participantes do I ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHOS DA COMUNIDADE, representantes de Conselhos da Comunidade

Leia mais

Portaria n o 046-GDF de 24 de agosto de 1999

Portaria n o 046-GDF de 24 de agosto de 1999 Página 1 de 7 Volta Portaria n o 046-GDF de 24 de agosto de 1999 O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS SERVIÇOS AUXILIARES DA JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU - SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO

Leia mais

CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 02/04

CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 02/04 CURSO DE MONITOR DA SOCIAL CARCERÁRIA FASE 02/04 APROXIMAÇÃO FAMILIAR, CERTIDÕES, ATESTADOS, INDUTOS, REMISSÃO, REVISÃO PROCESSUAL www.socialcarceraria.org.br lealdade profissionalismo justiça e liberdade

Leia mais

EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO. DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA

EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO. DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA 1º semestre de 2016 A Diretoria da Faculdade da Saúde e Ecologia Humana, no uso de suas atribuições, e considerando o disposto na legislação

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça Conselho Nacional de Justiça PROCEDIMENTO DE CONTROLE ADMINISTRATIVO N. 0006328-24.2010.2.00.0000 RELATOR : CONSELHEIRO FELIPE LOCKE CAVALCANTI REQUERENTE : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SECCIONAL DO

Leia mais

USUÁRIO É CONDENADO POR DROGAS DE TERCEIROS

USUÁRIO É CONDENADO POR DROGAS DE TERCEIROS NOME DEFENSOR: DAWIDSON PAULA DA JESUS ESTADO: SÃO PAULO DESCRIÇÃO DO CASO QUALIFICAÇÃO NOME: SEXO: ROGERIO ALMEIDA BARBOSA MASCULINO IDADE: 18-21 COR: PARDO GRAU DE INSTRUÇÃO: RELIGIÃO: CATÓLICA FUNDAMENTAL

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO Regulamenta as atividades de correição e inspeção no âmbito do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Leia mais

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO Abrir uma empresa As três formas jurídicas mais utilizadas são as Empresas de Sociedade Simples, Sociedade Empresária e Empresário Individual, é nelas que eu vou me basear para mostrar os procedimentos

Leia mais

10 de Setembro de 2013

10 de Setembro de 2013 10 de Setembro de 2013 TJDFT na mídia http://tjdft2013.myclipp.inf.br Segunda-feira, 09 de Setembro de 2013 Revista Veja/SP Brasil Seg, 09 de Setembro de 2013. 07:48:00. REVISTA VEJA BRASIL TJDFT TRIBUNAL

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE COORDENADORIA DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ORIENTAÇÕES AOS ACADÊMICOS Compete à Coordenadoria de Estágios Supervisionados: promover, coordenar, supervisionar e avaliar o Estágio de Prática Forense. O Estágio

Leia mais

ILMO. SR. PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DEFESA, ASSISTÊNCIA E PRERROGATIVAS DA OAB/RJ

ILMO. SR. PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DEFESA, ASSISTÊNCIA E PRERROGATIVAS DA OAB/RJ ILMO. SR. PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DEFESA, ASSISTÊNCIA E PRERROGATIVAS DA OAB/RJ JACQUES MALKA Y NEGRI e CRISTIANO DE LOUREIRO FARIA MORI, brasileiros, inscritos na OAB/RJ sob os números 60.011 e 126.335,

Leia mais

Visão de Liberdade. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Visão de Liberdade. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Visão de Liberdade Mostra Local de: Maringá Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: CAP - Centro de Apoio Pedagógico / CONSEG - Conselho

Leia mais

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 3ª REGIÃO Edição nº 201/2009 São Paulo, terça-feira, 03 de novembro de 2009

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 3ª REGIÃO Edição nº 201/2009 São Paulo, terça-feira, 03 de novembro de 2009 DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 3ª REGIÃO Edição nº 201/2009 São Paulo, terça-feira, 03 de novembro de 2009 EDITAL DE ELIMINAÇÃO DE DOCUMENTOS Nº 02/2009. ( 45 DIAS). O Exmo. Sr. Juiz Consultor

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO LEI Nº 1552, DE 18 DE AGOSTO DE 2011. Disciplina a dação em pagamento de obras, serviços e bem móvel como forma de extinção da obrigação tributária no Município de Codó, prevista no inciso XI do artigo

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo CG nº 681/2006. Procedimentos

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo CG nº 681/2006. Procedimentos Projeto Paternidade Responsável. Procedimentos genitoras Primeira Etapa Convocação das 1) Seleção de escolas Verificar no material fornecido o nome do Dirigente Regional, com o qual será feito contato

Leia mais

PORTARIA Nº 963 DE 7 DE JUNHO DE 2013

PORTARIA Nº 963 DE 7 DE JUNHO DE 2013 PORTARIA Nº 963 DE 7 DE JUNHO DE 2013 Define o procedimento para o fornecimento de cópia de documentos e vista de autos no âmbito da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O Diretor-Presidente da Agência

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SANGÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO N 003/2015

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SANGÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO N 003/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO N 003/2015 O Prefeito Municipal de Sangão, Sr. Castilho Silvano Vieira, no uso de suas atribuições conferidas pela Lei Orgânica do município, torna público a realização do processo

Leia mais

Centro POP Infraestrutura

Centro POP Infraestrutura CENTRO POP Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua Centro POP Infraestrutura Onde deve ser localizado o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua

Leia mais

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO DE TÉCNICO (A) / TECNÓLOGO (A) EM RADIOLOGIA 3 fotos coloridas 3x4 para documento; Cópia da cédula de Identidade (RG); Cópia da cédula do CPF; Cópia do Título de Eleitor;

Leia mais

D E C I S Ã O (proferida em regime de plantão judiciário) I RELATÓRIO

D E C I S Ã O (proferida em regime de plantão judiciário) I RELATÓRIO 18 Ação Cautelar Inominada Requerente: GUSTAVO BASSINI SCHWARTZ Requerida: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL ESPÍRITO SANTO (OAB/ES) D E C I S Ã O (proferida em regime de plantão judiciário) I RELATÓRIO

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO N.º 007/2014 CGJ/CCI

PROVIMENTO CONJUNTO N.º 007/2014 CGJ/CCI PROVIMENTO CONJUNTO N.º 007/2014 CGJ/CCI Uniformiza os procedimentos adotados pelas Secretarias e Serviços Judiciários, relativos à entrega de autos a advogados, estagiários e prepostos. O DESEMBARGADOR

Leia mais

Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos. Tipo de Ação: Auto de Prisão em Flagrante >Procedimentos Investigatórios >PROCESSO CRIMINAL

Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos. Tipo de Ação: Auto de Prisão em Flagrante >Procedimentos Investigatórios >PROCESSO CRIMINAL Gerado em: 22/06/2015 15:11 Código: 233442 Processo Nº: 0 / 2015 Tipo: Crime Lotação: Segunda Vara Criminal Assunto: Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos Juiz(a) atual:: Débora Roberta Pain Caldas

Leia mais

PORTO ALEGRE: Na OAB/Serviços - Rua Vicente de Paula Dutra, 236 (ao lado do FORO CENTRAL), horário contínuo das 08h30min às 18h30min.

PORTO ALEGRE: Na OAB/Serviços - Rua Vicente de Paula Dutra, 236 (ao lado do FORO CENTRAL), horário contínuo das 08h30min às 18h30min. 1. INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO NO QUADRO DE ADVOGADOS Requerimento preenchido, datado, assinado somente pelo requerente. Não deixar campos em branco. Não rasurar. As importâncias recolhidas à tesouraria

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. 0144/2013; O MUNICÍPIO DE XAXIM, Estado de Santa Catarina, pessoa jurídica de direito público interno, com sede na Rua Rui Barbosa, 347, neste ato representado pelo

Leia mais

EDITAL Nº19/2015, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO 2015/1 - REOPÇÃO DE CURSOS SUPERIORES

EDITAL Nº19/2015, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO 2015/1 - REOPÇÃO DE CURSOS SUPERIORES Serviço Público Federal Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Sertão EDITAL Nº19/2015,

Leia mais

LEGISLAÇÃO PROVIMENTO

LEGISLAÇÃO PROVIMENTO PROVIMENTO 05/2005 dispõe sobre a uniformização dos procedimentos relativos à inscrição, habilitação, cadastramento e atualização de dados dos pretendentes à adoção residentes no Estado de São Paulo O

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA PORTARIA Nº- 12

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA PORTARIA Nº- 12 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA EXECUTIVA COORDENAÇÃO GERAL DE CONTROLE DE SEGURANÇA PRIVADA PORTARIA Nº- 12.620, DE 13 DEZEMBRO DE 2012 (Alterada pela Portaria nº 30.536/13

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011 e 98/2013) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011 e 98/2013) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007. CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011 e 98/2013) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007. Regulamenta o art. 9º da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993 e

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 2.785, DE 2011 Altera a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente, para assegurar a convivência

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO TERMO DE VISTORIA

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO TERMO DE VISTORIA TERMO DE VISTORIA Ao décimo dia do mês de janeiro do ano de 2012, foi realizada vistoria no CIAPS ADAUTO BOTELHO UNIDADE III, sito no Centro Politico Administrativo no Município de Cuiabá, pelo Vice-Presidente

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO A da Universidade Federal do Amazonas apresenta o seu Relatório Anual de Atividades de, com base no Decreto nº. 3.591/2000,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011. Normas para revalidação de diplomas de graduação e de pós-graduação stricto sensu expedidos por instituições de ensino superior estrangeiras. O CONSELHO

Leia mais