Aula 11 Conseqüências da semelhança de

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 11 Conseqüências da semelhança de"

Transcrição

1 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL 11 ula 11 onseqüências da semelhança de triângulos Objetivos presentar o Teorema de Pitágoras presentar o teorema da bissetriz interna. O Teorema de Pitágoras om os casos de semelhança de triângulos já estabelecidos, podemos agora provar o famoso teorema de Pitágoras: Teorema de Pitágoras Em todo triângulo retângulo, o quadrado da medida da hipotenusa é igual à soma dos quadrados das medidas dos catetos. Prova: Seja um triângulo retângulo com ângulo reto no vértice. Queremos provar que [m()] 2 = [m()] 2 + [m()] 2. Para isso, considere a altura do triângulo a partir do vértice (figura 208). Você sabia que... Segundo uma lenda, como prova de sua gratidão pela descoberto do teorema que leva o seu nome, Pitágoras sacrificou 100 bois aos deuses. Na verdade, o Teorema de Pitágoras já era conhecido pelos babilônios através da observação e da experimentação, mas a primeira prova formal é atribuída aos pitagóricos. Não se sabe, contudo, se o teorema foi provado por Pitágoras pessoalmente. Fig. 208: Prova do teorema de Pitágoras. 133 EERJ

2 onseqüências da semelhança de triângulos Os triângulos e são triângulos retângulos e possuem o ângulo ˆ em comum. Segue da proposição 23 que (não se esqueça de que quando escrevemos queremos dizer que e são semelhantes segundo a correspondência, e ). Logo, prova dada aqui para o Teorema de Pitágoras não é a mesma dada por Euclides. prova de Euclides faz uso da teoria de área de figuras planas. m() m() = m() m(). a mesma forma, conclui-se que os triângulos e são semelhantes e que m() m() = m() m(). Segue das igualdades acima que [m()] 2 = m().m() e [m()] 2 = m()m(). Somando membro a membro essas igualdades, obtemos O Teorema de Pitágoras é tão famoso que inspirou um quadro humorístico do comediante gildo Ribeiro nos anos 80. [m()] 2 + [m()] 2 = m().m() + m().m() = m().[m() + m()] = m().m() = m() 2 Q.E.. Você sabia que... média geométrica entre dois números m e n é definida como a raiz quadrada do produto desses números. recíproca do Teorema de Pitágoras é também verdadeira, ou seja, se um triângulo tem lados de medidas a, b e c com a 2 = b 2 + c 2, então é um triângulo retângulo (veja exercício 2 desta aula). Existe outra relação válida para triângulos retângulos que é bastante usada. Ela está destacada na proposição que se segue. Proposição 26 Em todo triângulo retângulo, a medida da altura relativa à hipotenusa é igual à média geométrica das medidas dos segmentos que ela determina sobre a hipotenusa. Prova: Em relação à figura 208, queremos provar que [m()] 2 = m().m(). EERJ 134

3 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL 11 Para isso, novamente utilizaremos semelhança de triângulos. omo ˆ +  = 90o (pois é reto) e ˆ + Ĉ = 90o (pois  é reto) segue que  = Ĉ. a mesma forma, como  +Ĉ = 90o e ˆ +Ĉ = 90o, obtemos  = ˆ (veja figura 209). Fig. 209:. proposição 23 nos garante que. Logo, m() m() = m() m(). aí conclui-se que [m()] 2 = m().m(). Q.E.. Usando o Teorema de Pitágoras, podemos mostrar agora a existência de segmentos incomensuráveis. diagonal (figura 210). onsidere um quadrado e trace a escola pitagórica tinha como lema que tudo poderia ser explicado pelos números inteiros. Em particular, a razão entre dois segmentos quaisquer seria sempre igual a um número racional (razão entre dois números inteiros), ou seja, quaisquer dois segmentos seriam comensuráveis. descoberta da inscomensurabilidade entre o lado e a diagonal de um quadrado colocou em cheque o lema da Escola. Segundo uma lenda, Hiparcus (400 a..) foi expulso da Escola e depois afogado no mar como punição por ter se tornada pública a descoberta de grandezas incomensuráveis. Fig. 210: Existência de segmento incomensurável. O triângulo é retângulo com ângulo reto no vértice. Usando-se o segmento como unidade de medida, obtém-se do Teorema de Pitágoras que [m()] 2 = [m()] 2 + [m()] 2 = = 2, ou seja, m() = 2. conclusão é que a medida de, usando como unidade o segmento, é um número irracional, o que mostra que os segmentos e são incomensuráveis. 135 EERJ

4 onseqüências da semelhança de triângulos O teorema da bissetriz interna presentamos, agora, um resultado que se mostra útil em muitas situações: Teorema (da bissetriz interna) Uma bissetriz interna de um triângulo divide o lado oposto em segmentos proporcionais aos lados adjacentes. Prova: Seja um triângulo qualquer e considere a bissetriz interna (figura 211). Queremos provar que m() m() = m() m(). Fig. 211: Teorema da bissetriz interna. Se, tem-se por L..L. que. omo conseqüência, e, então, m() m() = m(). Suponha agora que m() e não sejam congruentes. Por exemplo, suponha que <. Nesse caso, Ĉ <. Existe então uma semi-reta E tal que E Ĉ. Seja F o ponto em que essa semi-reta intersecta (figura 212). E F Fig. 212: Teorema da bissetriz interna. EERJ 136

5 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL 11 Pela proposição 24, os triângulos F e são semelhantes, pois F Ĉ e ÂF Â. Em conseqüência, F e m(f ) m() = m() m(). omo F, segue que F F e, assim, F. Substituindo na equação, obtemos finalmente que m() m() = m() m(), ou, equivalentemente, que m() m() = m() m(). Q.E.. Resumo Nesta aula você aprendeu... Que em qualquer triângulo retângulo o quadrado da medida da hipotenusa é igual à soma dos quadrados das medidas dos catetos (Teorema de Pitágoras). Que a medida da altura relativa à hipotenusa é a média geométrica das medidas dos segmentos que ela determina sobre a hipotenusa. Que uma bissetriz interna de um triângulo divide o lado oposto em segmentos proporcionais aos lados adjacentes (Teorema da issetriz Interna) Exercícios 1. etermine o raio do círculo inscrito e o raio do círculo circunscrito em um triângulo equilátero de 10 cm de lado. 2. (Recíproca do Teorema de Pitágoras.) Prove que se em um triângulo tem-se [m()] 2 = [m()] 2 + [m()] 2, então é retângulo de hipotenusa. 137 EERJ

6 onseqüências da semelhança de triângulos 3. Seja um triângulo retângulo de hipotenusa e seja a altura relativa à hipotenusa. Para facilitar, façamos c = m(), b = m(), a = m(), h = m(), m = m() e n = m() (veja a figura 213). c h b m n a Fig. 213: Exercício 3. Prove que b 2 = a.n, c 2 = a.m e a.h = b.c. Essas equações, juntamente com o Teorema de Pitágoras e a proposição 26, constituem o que chamamos de relações métricas em um triângulo retângulo. 4. etermine x no triângulo retângulo da figura x 2 7 2x Fig. 214: Exercício etermine x na figura 215, sabendo que é tangente aos dois círculos. O O' x Fig. 215: Exercício 5. EERJ 138

7 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL etermine x na figura x Fig. 216: Exercício Na figura 217, é mediana, E é altura e o perímetro de.  é reto. etermine 3 5 E Fig. 217: Exercício etermine a medida do segmento da figura 218, sabendo que é bissetriz e  é reto. 3 4 Fig. 218: Exercício Um observador vê um edifício, construído em um terreno plano, sob um ângulo de 60 o. Se ele se afastar do edifício mais 30 m, passará a vê-lo sob um ângulo de 45 o. etermine a altura do edifício. OS: Não use trigonometria. 139 EERJ

8 onseqüências da semelhança de triângulos 10. Na figura 219, é um quadrado de 4 cm de lado, m(e) = 1 3 m() e m(f ) = 1 m(). etermine m(gh). 4 G E H F Fig. 219: Exercício Na figura 220, S é bissetriz de  e P é bissetriz de Â. etermine m(sp ) S P Fig. 220: Exercício etermine x na figura E x 6 G F 7 Fig. 221: Exercício 12. EERJ 140

9 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL (U. MK- 1975) Um ponto P dista 5 cm do centro de um círculo de 13 cm de raio. Pelo ponto P traça-se a corda de 25 cm. Os comprimentos dos segmentos que P determina sobre a corda são iguais a: (a) 11 cm e 14 cm (b) 7 cm e 18 cm (c) 16 cm e 9 cm (d) 5 cm e 20 cm (e) 8 cm e 17 cm 14. (UFMG-1982) Num círculo, a corda é perpendicular ao diâmetro no ponto E. Se m(e).m(e) = 3, a medida de é: (a) 3 (b) 2 3 (c) 3 3 (d) 3 (e) (VUNESP-1991) Na figura 222, o triângulo é reto em e é bissetriz de Â. Fig. 222: Exercício 15. Se m() = 2m(), fazendo m() = b e m() = d, podemos concluir que: (a) d = b (b) d = (d) d = ( ) 6 b (e) d = 5 ( ) 5 b (c) d = 2 ( ) 5 b 4 ( ) 5 b EERJ

10 onseqüências da semelhança de triângulos 16. (UFGO-1980) O perímetro de um triângulo isósceles de 3 cm de altura é 18 cm. Os lados desse triângulo, em cm, são: (a) 7, 7, 4 (b) 5, 5, 8 (c) 6, 6, 6 (d) 4, 4, 10 (e) 3, 3, (ESGRNRIO-1991) Uma folha quadrada de papel é dobrada de modo que o vértice coincida com o ponto médio de (veja figura 223). P M M Fig. 223: Exercício 17. Se o lado de é 1, o comprimento de P é igual a: (a) 0, 300 (b) 0, 325 (c) 0, 375 (d) 0, 450 (e) 0, (FTE-1978) Na figura 224, as circunferências 1 e 2 tangenciam-se no ponto P e a reta t tangencia 1 e 2 nos pontos e, respectivamente. t P 2 1 Fig. 224: Exercício 18. Se o raio de 1 é 8 cm e o raio de 2 é 2 cm, então: (a) m() = 8cm (b) m() = 13 cm (c) m() = 10 cm (d) m() = 12 cm (e) Nenhuma das respostas anteriores EERJ 142

11 onseqüências da semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL (OVEST ) Na figura 225, temos duas circunferências concêntricas, com raios medindo 4 cm e 5 cm, respectivamente. Por um ponto P da circunferência menor, traça-se a reta tangente à mesma, a qual determina pontos e na circunferência maior. P Fig. 225: Exercício 19. O comprimento do segmento é: (a) 3 2 cm (b) 6 cm (c) 3 3 cm (d) 6, 1 cm (e) 5, 8 cm 20. (ESGRNRIO, OMITE-1973) Na figura 226, as circunferências de centros P e S são ambas tangentes à reta u no mesmo ponto Q, e a reta que passa por P e R tangencia a circunferência menor no ponto T. R T P S Q u Fig. 226: Exercício 20. Sendo os raios das circunferências 8 m e 3 m, respectivamente, a medida do segmento QR é igual a: (a) 4 m (b) 6 m (c) 8 m (d) 2 m (e) diferente dos quatro valores anteriores 143 EERJ

12 onseqüências da semelhança de triângulos 21. (EPUSP-1966) Os lados de um triângulo estão na razão 6 : 8 : 9. Então: (a) O triângulo é obtusângulo (b) O triângulo é acutângulo (c) Os ângulos estão na razão 6 : 8 : 9 (d) O ângulo oposto ao lado maior é o dobro do ângulo oposto ao lado menor (e) Nenhuma das respostas anteriores 22. (UFF, 1993) No triângulo isósceles P QR da figura 227, RH é a altura relativa ao lado P Q, m(p Q) = m(rq) = 10 cm e m(p R) = 6 cm. Q H T P R Fig. 227: Exercício 22. Se M é o ponto médio de P R, então o semicírculo de centro M e tangente a RH tem raio igual a: (a) 0, 50 cm (b) 0, 75 cm (c) 0, 90 cm (d) 1, 00 cm (e) 1, 50 cm EERJ 144

Aula 10 Semelhança de triângulos

Aula 10 Semelhança de triângulos MÓULO 1 - UL 10 ula 10 Semelhança de triângulos Objetivos Introduzir a noção de semelhança de triângulos eterminar as condições mínimas que permitem dizer que dois triângulos são semelhantes. Introdução

Leia mais

Aula 6 Polígonos. Objetivos. Introduzir o conceito de polígono. Estabelecer alguns resultados sobre paralelogramos.

Aula 6 Polígonos. Objetivos. Introduzir o conceito de polígono. Estabelecer alguns resultados sobre paralelogramos. MÓULO 1 - UL 6 ula 6 Polígonos Objetivos Introduzir o conceito de polígono. Estabelecer alguns resultados sobre paralelogramos. Introdução efinição 14 hamamos de polígono uma figura plana formada por um

Leia mais

Aula 4 Ângulos externos de um triângulo

Aula 4 Ângulos externos de um triângulo MÓULO 1 - UL 4 ula 4 Ângulos externos de um triângulo Objetivos Introduzir o teorema do ângulo externo. presentar algumas conseqüências do teorema do ângulo externo. Introdução omeçaremos esta aula definindo

Leia mais

Aula 9 Triângulos Semelhantes

Aula 9 Triângulos Semelhantes MUL 1 - UL 9 ula 9 Triângulos Semelhantes efinição: ois triângulos são semelhantes se os três ângulos são ordenadamente congruentes e se os lados homólogos são proporcionais. figura mostra dois triângulos

Leia mais

Treino Matemático. 1. Em qual das figuras podes observar um polígono inscrito numa circunferência? (A) (B) (C) (D)

Treino Matemático. 1. Em qual das figuras podes observar um polígono inscrito numa circunferência? (A) (B) (C) (D) Treino Matemático ssunto: ircunferência e círculo. 6º ano Ficha de trabalho 1. Em qual das figuras podes observar um polígono inscrito numa circunferência? () () () (). Na figura sabe-se a reta é tangente

Leia mais

GEOMETRIA PLANA. 1) (UFRGS) Na figura abaixo, o vértice A do retângulo OABC está a 6 cm do vértice C. O raio do círculo mede

GEOMETRIA PLANA. 1) (UFRGS) Na figura abaixo, o vértice A do retângulo OABC está a 6 cm do vértice C. O raio do círculo mede GEOMETRI PLN 1) (UFRGS) Na figura abaixo, o vértice do retângulo O está a 6 cm do vértice. O raio do círculo mede O (a) 5 cm (b) 6 cm (c) 8 cm (d) 9 cm (e) 10 cm ) (UFRGS) Na figura abaixo, é o centro

Leia mais

Pontos notáveis de um triângulo

Pontos notáveis de um triângulo MÓULO 1 - UL 9 ula 9 ontos notáveis de um triângulo Objetivos presentar os pontos notáveis de um triângulo. stabelecer alguns resultados envolvendo esses elementos. ontos notáveis de um triângulo Nesta

Leia mais

CIRCUNFERÊNCIA E CÍRCULO

CIRCUNFERÊNCIA E CÍRCULO IRUNFRÊNI ÍRUL 01 ( FUVST) medida do ângulo ˆ inscrito na circunferência de centro é, em graus, ) 100 ) 110 ) 10 ) 15 35º 0 0 ( U ) bserve a figura. la mostra dois círculos de mesmo raio com centros em

Leia mais

Triângulos classificação

Triângulos classificação Triângulos classificação Quanto aos ângulos Acutângulo: possui três ângulos agudos. Quanto aos lados Equilátero: três lados de mesma medida. Obs.: os três ângulos internos têm medidas de 60º. Retângulo:

Leia mais

Lista 5. Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 4.1, pág. 147 em diante.

Lista 5. Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 4.1, pág. 147 em diante. MA13 Exercícios das Unidades 8, 9 e 10 2014 Lista 5 Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 4.1, pág. 147 em diante. 1) As retas r, s e t são paralelas com s entre r e t. As transversais

Leia mais

Axiomas e Proposições

Axiomas e Proposições Axiomas e Proposições Axiomas: I Incidência I.1 Existem infinitos pontos no plano. I.2 Por dois pontos distintos (ou seja, diferentes) passa uma única reta. I.3 Dada uma reta, existem infinitos pontos

Leia mais

Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Poĺıgonos Regulares. 9 o ano E.F.

Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e Cossenos, Poĺıgonos Regulares. 9 o ano E.F. Módulo de Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e ossenos, Poĺıgonos Regulares. Relações Métricas em Poĺıgonos Regulares 9 o ano.. Triângulo Retângulo, Lei dos Senos e ossenos, Polígonos Regulares. Relações

Leia mais

NOME: ANO: 3º Nº: PROFESSOR(A):

NOME: ANO: 3º Nº: PROFESSOR(A): NOME: ANO: º Nº: PROFESSOR(A): Ana Luiza Ozores DATA: Algumas definições Triângulos: REVISÃO Lista 06 Triângulos e Quadriláteros Classificação quanto aos lados: Escaleno (todos os lados diferentes), Isósceles

Leia mais

Aula 12 Introdução ao conceito de área

Aula 12 Introdução ao conceito de área MÓULO 1 - UL 1 ula 1 Introdução ao conceito de área Objetivos Introduzir o conceito de área de uma figura plana presentar as fórmulas para o cálculo da área de algumas figuras planas Introdução entre as

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON PROFJWPS@GMAIL.COM DEFINIÇÕES GEOMETRIA PLANA Ponto: Um elemento do espaço que define uma posição. Reta: Conjunto infinito de pontos. Dois pontos são

Leia mais

PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC TRIÂNGULOS

PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC TRIÂNGULOS TRIÂNGULOS Conceito: Triângulo é um polígono de três lados. PERÍMETRO O perímetro de um triângulo é igual à soma das medidas dos seus lados. Perímetro ABC = AB + AC + BC CLASSIFICAÇÃO DOS TRIÂNGULOS Quanto

Leia mais

Teorema de Tales. MA13 - Unidade 8. Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto: A. Caminha M. Neto. Geometria.

Teorema de Tales. MA13 - Unidade 8. Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto: A. Caminha M. Neto. Geometria. Teorema de Tales MA13 - Unidade 8 Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto: A. Caminha M. Neto. Geometria. Coleção PROFMAT Proporcionalidade 1. Dizemos que o segmento x é a quarta proporcional

Leia mais

Geometria Plana. Exterior do ângulo Ô:

Geometria Plana. Exterior do ângulo Ô: Geometria Plana Ângulo é a união de duas semiretas de mesma origem, não sendo colineares. Interior do ângulo Ô: Exterior do ângulo Ô: Dois ângulos são consecutivos se, e somente se, apresentarem um lado

Leia mais

Teorema de Pitágoras

Teorema de Pitágoras Teorema de Pitágoras Luan Arjuna 1 Introdução Uma das maiores preocupações dos matemáticos da antiguidade era a determinação de comprimentos: desde a altura de um edifício até a distância entre duas cidades,

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 17. Curso de Geometria - Nível 2. Pontos Notáveis 3: Circuncentro e Ortocentro. Prof.

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 17. Curso de Geometria - Nível 2. Pontos Notáveis 3: Circuncentro e Ortocentro. Prof. Polos Olímpicos de Treinamento urso de Geometria - Nível 2 Prof. ícero Thiago ula 17 Pontos Notáveis 3: ircuncentro e Ortocentro Teorema 1. Sejam, e P três pontos distintos no plano. Temos que P = P se,

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. Teorema de Tales - Parte II. Nono Ano do Ensino Fundamental

Material Teórico - Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. Teorema de Tales - Parte II. Nono Ano do Ensino Fundamental Material Teórico - Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales Teorema de Tales - Parte II Nono no do Ensino Fundamental Prof. Marcelo Mendes de Oliveira Prof. ntonio aminha Muniz Neto Portal

Leia mais

Circunferência e círculo. Posições relativas de ponto e circunferência. Posições relativas de reta e circunferência

Circunferência e círculo. Posições relativas de ponto e circunferência. Posições relativas de reta e circunferência Circunferência e círculo Circunferência de centro O e raio r é o lugar geométrico dos pontos do plano que estão a uma distância r do ponto O. Observação O conjunto constituído dos pontos de uma circunferência

Leia mais

MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA MATEMÁTICA 3 GEOMETRIA PLANA Professor Renato Madeira MÓDULO 13 Circunferência e Círculo Circunferência é o lugar geométrico dos pontos do plano cujas distâncias a um ponto fixo (centro) são iguais a uma

Leia mais

Exemplo Aplicando a proporcionalidade existente no Teorema de Tales, determine o valor dos segmentos AB e BC na ilustração a seguir:

Exemplo Aplicando a proporcionalidade existente no Teorema de Tales, determine o valor dos segmentos AB e BC na ilustração a seguir: GEOMETRIA PLANA TEOREMA DE TALES O Teorema de Tales pode ser determinado pela seguinte lei de correspondência: Se duas retas transversais são cortadas por um feixe de retas paralelas, então a razão entre

Leia mais

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo Índice Geometria plana Polígonos Triângulos Congruência de triângulos Semelhança de triângulos Relações métricas no triângulo retângulo Quadriláteros Teorema de Tales Esquadros de madeira www.ser.com.br

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Disciplina: Ano: º Ensino Médio Professor: Elias Bittar Atividade para Estudos Autônomos Data: 6 / 3 / 017 Valor: xxx pontos Aluno(a): Nº: Turma: QUESTÃO 1 (UFMG) Observe

Leia mais

Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1

Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1 Polígonos PROFESSOR RANILDO LOPES 11.1 Polígonos Polígono é uma figura geométrica plana e fechada formada apenas por segmentos de reta que não se cruzam no mesmo plano. Exemplos 11.1 Elementos de um polígono

Leia mais

Geometria Plana 1 (UEM-2013) Em um dia, em uma determinada região plana, o Sol nasce às 7 horas e se põe às 19 horas. Um observador, nessa região, deseja comparar a altura de determinados objetos com o

Leia mais

MATEMÁTICA. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos. Páginas: 157 à169

MATEMÁTICA. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos. Páginas: 157 à169 MATEMÁTICA LIVRO 1 Capítulo 2 Triângulos Páginas: 157 à169 I. Soma dos Ângulos Internos Teorema demonstração: a soma das medidas dos ângulos internos de qualquer triângulo vale 180 x B β y r // AC A γ

Leia mais

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo Índice Geometria plana Polígonos Triângulos Congruência de triângulos Semelhança de triângulos Relações métricas no triângulo retângulo Quadriláteros Teorema de Tales Esquadros de madeira www.ser.com.br

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Professor: João Carmo

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Professor: João Carmo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Professor: João Carmo DEFINIÇÃO Triângulo ou trilátero é um polígono de três lados. Observações: a) O triângulo não possui diagonais;

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 16. Curso de Geometria - Nível 2. Pontos Notáveis 2: Incentro. Prof. Cícero Thiago

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 16. Curso de Geometria - Nível 2. Pontos Notáveis 2: Incentro. Prof. Cícero Thiago Polos Olímpicos de Treinamento urso de Geometria - Nível Prof. ícero Thiago ula 16 Pontos Notáveis : ncentro Teorema 1. Seja XOY umângulodadoep umpontoemseuinterior. Então, adistância de P a XO é igual

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução MTEMÁTI - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. omo a base do prisma é um quadrado, os lados adjacentes são perpendiculares,

Leia mais

Matemática. Nesta aula iremos aprender as. 1 Ponto, reta e plano. 2 Posições relativas de duas retas

Matemática. Nesta aula iremos aprender as. 1 Ponto, reta e plano. 2 Posições relativas de duas retas Matemática Aula 5 Geometria Plana Alexandre Alborghetti Londero Nesta aula iremos aprender as noções básicas de Geometria Plana. 1 Ponto, reta e plano Estes elementos primitivos da geometria euclidiana

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Área de Disciplina: Ano: º Ensino Médio Professor: Elias Atividades para Estudos Autônomos Data: 8 / 3 / 019 Valor: xx,x pontos Aluno(a): Nº: Turma: QUEST 1 (UFG) Observe a figura: Nessa figura, o segmento

Leia mais

TRIÂNGULOS. Condição de existência de um triângulo

TRIÂNGULOS. Condição de existência de um triângulo TRIÂNGULOS Condição de existência de um triângulo Em todo triângulo, a soma das medidas de dois lados sempre tem que ser maior que a medida do terceiro lado. EXERCÍCIO 1º Será que conseguiríamos desenhar

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo I Aula 04 TRIÂNGULOS Triângulo é um polígono de três lados. É o polígono que possui o menor número de lados. Talvez seja o polígono mais importante

Leia mais

Trigonometria no Triângulo Retângulo

Trigonometria no Triângulo Retângulo Trigonometria no Triângulo Retângulo Prof. Márcio Nascimento marcio@matematicauva.org Universidade Estadual Vale do Acaraú Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Licenciatura em Matemática Disciplina:

Leia mais

RETAS E CIRCUNFERÊNCIAS

RETAS E CIRCUNFERÊNCIAS RETAS E CIRCUNFERÊNCIAS Diâmetro Corda que passa pelo centro da circunferência [EF] e [GH] Raio Segmento de reta que une o centro a um ponto da circunferência [OD] [AB], [IJ], [GH], são cordas - segmentos

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução MTEMÁTI - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. omo a reta T P é tangente à circunferência no ponto T é perpendicular ao

Leia mais

Ortocentro, Reta de Euler e a Circunferência dos 9 pontos

Ortocentro, Reta de Euler e a Circunferência dos 9 pontos Prof. ícero Thiago - cicerothmg@gmail.com rtocentro, Reta de uler e a ircunferência dos 9 pontos Propriedade 1. Seja o centro da circunferência circunscrita ao triângulo acutângulo e seja a projeção de

Leia mais

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução

MATEMÁTICA - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução MTEMÁTI - 3o ciclo Teorema de Pitágoras (8 o ano) Propostas de resolução Exercícios de provas nacionais e testes intermédios 1. omo o triângulo [] é um triângulo retângulo em, (porque [EF GH] é paralelepípedo

Leia mais

CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL CENTRO DE ENGENHARIA DA MOBILIDADE

CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL CENTRO DE ENGENHARIA DA MOBILIDADE CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA Trigonometria Aula 0: Matrizes e Determinantes Trigonometria Deduzindo da própria palavra, trigonometria é a parte da geometria que estabelece relações métricas e angulares entre

Leia mais

Lista 3. Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 2.5, pág. 81 em diante.

Lista 3. Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 2.5, pág. 81 em diante. MA13 Exercícios das Unidades 4 e 5 2014 Lista 3 Geometria, Coleção Profmat, SBM. Problemas selecionados da seção 2.5, pág. 81 em diante. 1) Seja ABCD um quadrilátero qualquer. Prove que os pontos médios

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIÇÃO Á DOCENCIA PROJETO MATEMÁTICA 1 TRIGONOMETRIA Curitiba 2014 TÓPICOS DE GEOMETRIA PLANA Ângulos classificação: Ângulo reto: mede 90. Med(AôB) = 90 Ângulo agudo:

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Diogo Cão, Vila Real

Agrupamento de Escolas de Diogo Cão, Vila Real grupamento de scolas de iogo ão, Vila Real 2015/2016 MTMÁTI FIH TRLHO Nº 8 º PRÍOO MIO Nome: Nº Turma: 7º ata: 1 Observa o polígono da figura 2. fig. 2 1. 1) Indica o número de ângulos internos. 1. 2)

Leia mais

Hewlett-Packard TRIÂNGULOS. AULAS 01 a 04. Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos

Hewlett-Packard TRIÂNGULOS. AULAS 01 a 04. Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Hewlett-Packard TRIÂNGULOS AULAS 01 a 04 Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Sumário TRIÂNGULOS... 1 DEFINIÇÃO E ELEMENTOS... 1 SOMA DAS MEDIDAS DOS ÂNGULOS INTERNOS DE UM TRIÂNGULO...

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 13. Curso de Geometria - Nível 3. Prof. Cícero Thiago

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 13. Curso de Geometria - Nível 3. Prof. Cícero Thiago Polos Olímpicos de Treinamento urso de Geometria - Nível 3 Prof. ícero Thiago ula 13 Revisão I Problema 1. Em um triângulo, = 100 e =. Seja D a bissetriz de, com D sobre o lado. Prove que D +D =. É fácil

Leia mais

Lugares geométricos básicos I

Lugares geométricos básicos I Lugares geométricos básicos I M13 - Unidade 5 Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto:. Caminha M. Neto. Geometria. Coleção PROFMT Definição Lugar Geométrico da propriedade P é o conjunto

Leia mais

1. Área do triângulo

1. Área do triângulo UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Geometria Plana II Prof.:

Leia mais

Aula 11 Polígonos Regulares

Aula 11 Polígonos Regulares MODULO 1 - AULA 11 Aula 11 Polígonos Regulares Na Aula 3, em que apresentamos os polígonos convexos, vimos que um polígono regular é um polígono convexo tal que: a) todos os lados são congruentes entre

Leia mais

Hewlett-Packard TRIÂNGULOS. AULAS 01 a 04. Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos

Hewlett-Packard TRIÂNGULOS. AULAS 01 a 04. Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Hewlett-Packard TRIÂNGULOS AULAS 01 a 04 Prof. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Sumário TRIÂNGULOS... 1 DEFINIÇÃO E ELEMENTOS... 1 SOMA DAS MEDIDAS DOS ÂNGULOS INTERNOS DE UM TRIÂNGULO...

Leia mais

MATEMÁTICA. Capítulo 5 LIVRO 1. Teorema de Pitágoras Relações Métricas nos Triângulos. Páginas: 190 à201

MATEMÁTICA. Capítulo 5 LIVRO 1. Teorema de Pitágoras Relações Métricas nos Triângulos. Páginas: 190 à201 MATEMÁTICA LIVRO 1 Capítulo 5 Teorema de Pitágoras Relações Métricas nos Triângulos Páginas: 190 à201 Teorema de Pitágoras: II b² b III IV a c c² II a² I I IV III "A área do quadrado formado com o lado

Leia mais

Geometria. Ana Luísa Correia e João Araújo

Geometria. Ana Luísa Correia e João Araújo Geometria na Luísa orreia e João raújo Lisboa Novembro de 2010 1 1. Triângulos hama-se triângulo a um polígono determinado por três rectas que se cortam duas a duas en três pontos (que não se encontram

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DOS TEOREMAS DE NAPOLEÃO E PITÁGORAS COM AUXÍLIO DO GEOGEBRA

DEMONSTRAÇÃO DOS TEOREMAS DE NAPOLEÃO E PITÁGORAS COM AUXÍLIO DO GEOGEBRA DEMONSTRAÇÃO DOS TEOREMAS DE NAPOLEÃO E PITÁGORAS COM AUXÍLIO DO GEOGEBRA Ana Clecia Capistrano de Maria 1, Leandro Santos Ribeiro 2, Ana Clívia Capistrano de Maria 3. 1. Instituto Federal de Educação,

Leia mais

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 TEOREMA DE TALES 1. Na figura abaixo as retas r, s e t são (A) 0 (B) 6 (C) 00 (E) 0. Três retas paralelas são cortadas por duas Se AB = cm; BC = 6 cm e XY = 10 cm a medida, em cm, de XZ é: (A) 0 (B) 10

Leia mais

Semelhança de triângulos

Semelhança de triângulos Semelhança de triângulos As três proposições a seguir estabelecem as condições suficientes usuais para que dois triângulos sejam semelhantes. Por tal razão, as mesmas são conhecidas como os casos de

Leia mais

CORREÇÃO NÃO OFICIAL DO PROFMAT/ENA-2019

CORREÇÃO NÃO OFICIAL DO PROFMAT/ENA-2019 CORREÇÃO NÃO OFICIAL DO PROFMAT/ENA-2019 Resolução: A área do triângulo equilátero é dada por: Portanto, e são grandezas diretamente proporcionais. Alternativa (b). www.doraci.com.br 1/30 Profmat/ENA-2019

Leia mais

MA13 Geometria I Avaliação

MA13 Geometria I Avaliação 13 Geometria I valiação 1 2012 SOLUÇÕS Questão 1. (pontuação: 2) O ponto pertence ao lado do triângulo. Sabe-se que = = e que o ângulo mede 21 o. etermine a medida do ângulo. 21 o omo =, seja = =. O ângulo

Leia mais

Aula 7 Complementos. Exercício 1: Em um plano, por um ponto, existe e é única a reta perpendicular

Aula 7 Complementos. Exercício 1: Em um plano, por um ponto, existe e é única a reta perpendicular MODULO 1 - AULA 7 Aula 7 Complementos Apresentamos esta aula em forma de Exercícios Resolvidos, mas são resultados importantes que foram omitidos na primeira aula que tratou de Conceitos Básicos. Exercício

Leia mais

Triângulos DEFINIÇÃO ELEMENTOS

Triângulos DEFINIÇÃO ELEMENTOS Triângulos DEFINIÇÃO Do latim - triangulu, é um polígono de três lados e três ângulos. Os três ângulos de um triângulo são designados por três letras maiúsculas, B e C e os lados opostos a eles, pelas

Leia mais

Área das figuras planas

Área das figuras planas AS ESPOSTAS ESTÃO NO FINAL DOS EXECÍCIOS. ) Calcule as áreas dos retângulos de base b e altura h nos seguintes casos: a) b = cm e h = 7cm b) b =,dm e h = dm c) b = m e h = m d) b =,m e h =,m ) Determine:

Leia mais

SAGRADO REDE DE EDUCAÇÃO PROFESSORA :MÁRCIA CONTE 3º ANO ENSINO MÉDIO 2012

SAGRADO REDE DE EDUCAÇÃO PROFESSORA :MÁRCIA CONTE 3º ANO ENSINO MÉDIO 2012 SAGRADO REDE DE EDUCAÇÃO PROFESSORA :MÁRCIA CONTE 3º ANO ENSINO MÉDIO 2012 -POLÍGONOS REGULARES -APÓTEMAS DE BASES REGULARES -PONTOS NOTÁVEIS NO TRIÂNGULO -COMPRIMENTO DA CIRCUNFERÊNCIA -ÁREA DO CÍRCULO

Leia mais

Circunferência. MA092 Geometria plana e analítica. Interior e exterior. Circunferência e círculo. Francisco A. M. Gomes

Circunferência. MA092 Geometria plana e analítica. Interior e exterior. Circunferência e círculo. Francisco A. M. Gomes Circunferência MA092 Geometria plana e analítica Francisco A. M. Gomes UNICAMP - IMECC Setembro de 2016 A circunferência é o conjunto dos pontos de um plano que estão a uma mesma distância (denominada

Leia mais

3.6 TRIÂNGULOS. Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo.

3.6 TRIÂNGULOS. Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo. 21 3.6 TRIÂNGULOS Definição: Dados três pontos A, B e C, no plano e não-colineares, a figura formada pelos segmentos AB, BC e AC chamamos de triângulo. Propriedades P1. Num triângulo qualquer, a soma das

Leia mais

Relações Métricas nos Triângulos. Joyce Danielle de Araújo

Relações Métricas nos Triângulos. Joyce Danielle de Araújo Relações Métricas nos Triângulos Joyce Danielle de Araújo Trigonometria A palavra trigonometria é de origem grega, onde: Trigonos = Triângulo Metrein = Mensuração - Relação entre ângulos e distâncias;

Leia mais

p q ~p ~q p q p ~ q p q ~ p q ~ p ~q F F V V F V V V F

p q ~p ~q p q p ~ q p q ~ p q ~ p ~q F F V V F V V V F PROVA DE MATEMÁTICA ª ÉRIE E.M. _COLÉGIO ANCHIETA BA Elaboração: PROF. OCTAMAR MARQQUE. Resolução e comentários: PROFA. MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA. 01. upondo a, b, c, d R, qual das proposições a

Leia mais

a) 64. b) 32. c) 16. d) 8. e) 4.

a) 64. b) 32. c) 16. d) 8. e) 4. GEOMETRIA PLANA 1 1) (UFRGS) Observe com atenção o retângulo ABCD, na figura abaixo. Considerando as relações existentes entre as sua dimensões e a diagonal, a área desse retângulo será igual a ) (UFRGS)

Leia mais

C A r. GABARITO MA13 Geometria I - Avaliação /2. A área de um triângulo ABC será denotada por (ABC).

C A r. GABARITO MA13 Geometria I - Avaliação /2. A área de um triângulo ABC será denotada por (ABC). GRITO 13 Geometria I - valiação 3-01/ área de um triângulo será denotada por (). Questão 1. (pontuação: ) figura abaio mostra as semirretas perpendiculares r e s, três circunferências pequenas cada uma

Leia mais

Desenho Geométrico. Desenho Geométrico. Desenho Geométrico. Desenho Geometrico

Desenho Geométrico. Desenho Geométrico. Desenho Geométrico. Desenho Geometrico UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ- UVA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Desenho Geométrico Desenho Geométrico Desenho Geométrico Desenho Geometrico Daniel Caetano de Figueiredo Daniel Caetano de Figueiredo

Leia mais

. Calcule a medida do segmento CD. 05. No triângulo retângulo da figura ao lado, BC = 13m

. Calcule a medida do segmento CD. 05. No triângulo retângulo da figura ao lado, BC = 13m 05. No triângulo retângulo da figura ao lado, = 1m, D = 8m e D = 4m. alcule a medida do segmento D. LIST DE EXERÍIOS GEOMETRI PLN PROF. ROGERINHO 1º Ensino Médio Triângulo retângulo, razões trigonométricas,

Leia mais

3º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio 3º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº

3º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio 3º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº CONTEÚDOS: EQUAÇÃO DA RETA E EQUAÇÃO DA CIRCUNFERÊNCIA. 1. (Eear 017) O triângulo ABC a) escaleno b) isósceles

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia olégio Santa Dorotéia Área de Matemática Disciplina: Matemática no: 9º Ensino Fundamental Professores: Elias e Elvira Matemática tividades para Estudos utônomos Data: / 1 / 01 ORIENTÇÕES PR REUPERÇÃO FINL

Leia mais

Relações Trigonométricas nos Triângulos

Relações Trigonométricas nos Triângulos Relações Trigonométricas nos Triângulos Introdução - Triângulos Um triângulo é uma figura geométric a plana, constituída por três lados e três ângulos internos. Esses ângulos, tradicionalmente, são medidos

Leia mais

RETAS PARALELAS INTERCEPTADAS POR UMA TRANSVERSAL

RETAS PARALELAS INTERCEPTADAS POR UMA TRANSVERSAL GEOMETRIA PLANA MEDIDAS DE ÂNGULOS: Raso, se é igual a 180º; Nulo, se, é igual a 0º; Reto:é igual a 90 ; Agudo: é maior que 0 e menor que 90 ; Obtuso: é maior que 90 e menor que 180. IMPORTANTE: se a soma

Leia mais

Concluimos dai que o centro da circunferência é C = (6, 4) e o raio é

Concluimos dai que o centro da circunferência é C = (6, 4) e o raio é QUESTÕES-AULA 17 1. A equação x 2 + y 2 12x + 8y + 0 = 0 representa uma circunferência de centro C = (a, b) e de raio R. Determinar o valor de a + b + R. Solução Completamos quadrados na expressão dada.

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Geometria Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Geometria Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.º: Wesley Disciplina Geometria Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação Data: / 12/2016 Valor: Orientações: -Responder manuscrito; -Cópias de colegas, entrega

Leia mais

Matemática GEOMETRIA PLANA. Professor Dudan

Matemática GEOMETRIA PLANA. Professor Dudan Matemática GEOMETRIA PLANA Professor Dudan Ângulos Geometria Plana Ângulo é a região de um plano concebida pelo encontro de duas semirretas que possuem uma origem em comum, chamada vértice do ângulo. A

Leia mais

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA VSTIULR UFP UFRP / 1999 2ª TP NOM O LUNO: SOL: SÉRI: TURM: MTMÁTI 2 01. O triângulo da ilustração abaixo é isósceles ( = ) e = = (isto é,, trissectam ): nalise as afirmações: 0-0) Os ângulos, e são congruentes.

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 8. Curso de Geometria - Nível 2. Quadriláteros inscritíveis. Prof. Cícero Thiago

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 8. Curso de Geometria - Nível 2. Quadriláteros inscritíveis. Prof. Cícero Thiago Polos Olímpicos de Treinamento urso de Geometria - Nível 2 Prof. ícero Thiago ula 8 Quadriláteros inscritíveis Teorema 1. Um quadrilátero é inscritível se, e somente se, a soma dos ângulos opostos é 180.

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: TRIÂNGULO RETÂNGULO Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: a: hipotenusa b e c: catetos h: altura relativa a hipotenusa m e

Leia mais

Geometria Básica. Bruno Holanda. 12 de novembro de 2011

Geometria Básica. Bruno Holanda. 12 de novembro de 2011 eometria ásica runo Holanda 12 de novembro de 2011 Resumo ste trabalho representa um conjunto de notas de aulas de um curso inicial em eometria uclidiana Plana para alunos do ensino fundamental. principal

Leia mais

Grupo 1 - N1M2 - PIC OBMEP 2011 Módulo 2 - Geometria. Resumo do Encontro 6, 22 de setembro de Questões de geometria das provas da OBMEP

Grupo 1 - N1M2 - PIC OBMEP 2011 Módulo 2 - Geometria. Resumo do Encontro 6, 22 de setembro de Questões de geometria das provas da OBMEP Grupo 1 - N1M2 - PIC OBMEP 2011 Módulo 2 - Geometria Resumo do Encontro 6, 22 de setembro de 2012 Questões de geometria das provas da OBMEP http://www.obmep.org.br/provas.htm 1. Áreas - capítulo 2 da apostila

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE GEOMETRIA 1º ANO 2º TRIMESTRE

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE GEOMETRIA 1º ANO 2º TRIMESTRE LISTA DE RECUPERAÇÃO DE GEOMETRIA 1º ANO 2º TRIMESTRE 1) Na figura a seguir, o ponto O é o centro da circunferência, AB e AC são segmentos tangentes e o raio da circunferência mede o dobro de x. O perímetro

Leia mais

Geometria Plana 03 Prof. Valdir

Geometria Plana 03 Prof. Valdir eometria lana 03 rof. Valdir TS TÁVEIS E U TRIÂUL 1. RIETR É o ponto de equilíbrio ou centro de gravidade do triângulo. baricentro coincide com o ponto de intersecção das medianas do triângulo (na figura

Leia mais

MATEMÁTICA FRENTE IV. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos

MATEMÁTICA FRENTE IV. Capítulo 2 LIVRO 1. Triângulos MATEMÁTICA FRENTE IV LIVRO 1 Capítulo 2 Triângulos I. Soma dos Ângulos Internos Teorema demonstração: a soma das medidas dos ângulos internos de qualquer triângulo vale 180 x B β y r // AC A α γ C Deseja-se

Leia mais

NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA

NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA Polígonos são figuras planas fechadas com lados retos. Todo polígono possui os seguintes elementos: ângulos, vértices, diagonais e lados. Altura de um triângulo é o segmento de

Leia mais

Formação Continuada em Matemática. CEDERJ. Matemática 1ºano/E.Médio 2º bimestre/2013. Trigonometria no Triângulo Retângulo.

Formação Continuada em Matemática. CEDERJ. Matemática 1ºano/E.Médio 2º bimestre/2013. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Formação Continuada em Matemática. CEDERJ. Matemática 1ºano/E.Médio 2º bimestre/2013. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Tarefa 4 Aluna: Monique Andrade da Conceição Grupo: 5 Tutor: LEZIETI CUBEIRO

Leia mais

NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA

NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA NOÇÕES DE GEOMETRIA PLANA Polígonos são figuras planas fechadas com lados retos. Todo polígono possui os seguintes elementos: ângulos, vértices, diagonais e lados. De acordo com o número de lados o polígono

Leia mais

Grupo de exercícios I.2 - Geometria plana- Professor Xanchão

Grupo de exercícios I.2 - Geometria plana- Professor Xanchão Grupo de exercícios I - Geometria plana- Professor Xanchão 1 (G1 - utfpr 013) Um triângulo isósceles tem dois lados congruentes (de medidas iguais) e o outro lado é chamado de base Se em um triângulo isósceles

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE MATEMÁTICA

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE MATEMÁTICA OLÉGIO FRNO-RSILEIRO NOME: N : TURM: PROFESSOR(): NO: 9ª DT: / 07 / 014 EXERÍIOS DE REUPERÇÃO DE MTEMÁTI 1) alcule: a) 7 7 b) 1 + 1 1 ) alcule: 1 1 a). 8. 8 b) ) alcule: a) 1 7 1 ( ) 64 9 1 b) 0 4) Resolva

Leia mais

CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer.

CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer. LISTA DE EXERCICIOS - ESTUDO PARA A PROVA PR1 3ºTRIMESTRE PROF. MARCELO CONTEÚDO: Razões trigonométricas no Triangulo Retângulo e em Triângulo qualquer. (seno, cosseno e tangente; lei dos senos e lei dos

Leia mais

17 TRIÂNGULOS 17.1 PONTOS NOTÁVEIS DE UM TRIÂNGULO. Definição: O encontro das mediatrizes dos lados de um triângulo é único e chama-se circuncentro.

17 TRIÂNGULOS 17.1 PONTOS NOTÁVEIS DE UM TRIÂNGULO. Definição: O encontro das mediatrizes dos lados de um triângulo é único e chama-se circuncentro. 97 17 TRIÂNGULOS 17.1 PONTOS NOTÁVEIS DE UM TRIÂNGULO Definição: O encontro das mediatrizes dos lados de um triângulo é único e chama-se circuncentro. Propriedades: 1) O circuncentro é o centro da circunferência

Leia mais

Paralelismo. MA13 - Unidade 3. Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto: A. Caminha M. Neto. Geometria.

Paralelismo. MA13 - Unidade 3. Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto: A. Caminha M. Neto. Geometria. Paralelismo M13 - Unidade 3 Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto:. Caminha M. Neto. Geometria. Coleção PROFMT Nomes tradicionais reta t corta as retas r e s. Dizemos que a reta t é uma

Leia mais

CIRCUNFERÊNCIA E CÍRCULO 1ª PARTE DEFINIÇÕES

CIRCUNFERÊNCIA E CÍRCULO 1ª PARTE DEFINIÇÕES CIRCUNFERÊNCIA E CÍRCULO 1ª PARTE DEFINIÇÕES CÍRCULO E CIRCUNFERÊNCIA Circunferência: é uma linha. Exemplos: argola, roda de bicicleta... Círculo: é uma superfície. Exemplos: moeda, mesa redonda... CIRCUNFERÊNCIA

Leia mais

Congruência de triângulos II

Congruência de triângulos II ongruência de triângulos II M13 - Unidade 2 Resumo elaborado por Eduardo Wagner baseado no texto:. aminha M. Neto. Geometria. oleção PROFMT Triângulo isósceles Os ângulos da base de um triângulo isósceles

Leia mais

A lei dos senos. Na Aula 42 vimos que a Lei dos co-senos é. a 2 = b 2 + c 2-2bc cos Â

A lei dos senos. Na Aula 42 vimos que a Lei dos co-senos é. a 2 = b 2 + c 2-2bc cos  A UA UL LA A lei dos senos Introdução Na Aula 4 vimos que a Lei dos co-senos é uma importante ferramenta matemática para o cálculo de medidas de lados e ângulos de triângulos quaisquer, isto é, de triângulos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 3º ANO

LISTA DE EXERCÍCIOS 3º ANO Questão 0 a) Soma dos ângulos internos de um pentágono: 180 ( 5 ) = 540 Sendo o ângulo FPG = α, temos: α + 90 + 10 + 90 = 360 => α = 60. Como os lados adjacentes ao ângulo α são os lados de quadrados congruentes,

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - GEOMETRIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL

BANCO DE QUESTÕES - GEOMETRIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSOR: EQUIPE E TEÁTI O E QUESTÕES - GEOETRI - 8º O - ESIO FUETL ============================================================================ 01- Um polígono de 4 lados chama-se: () quadrado. () paralelogramo.

Leia mais

Aula 29 Volume de pirâmides, cones e esferas

Aula 29 Volume de pirâmides, cones e esferas MÓULO 2 - UL 29 ula 29 Volume de pirâmides, cones e esferas Objetivos alcular o volume de uma pirâmide. alcular o volume de um cone. alcular o volume de uma esfera. Introdução Sabemos que se cortarmos

Leia mais