ADESIVO PARAFUSO TRANSPORTE 2 7

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ADESIVO PARAFUSO TRANSPORTE 2 7"

Transcrição

1 9 0 Nº O ITM Nº PÇ QT STRUTUR RVISÃO 0 0 N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO - RTIR O ONJUNTO MORTOR RONTL 0 T SOLIITO POR MOIIO POR 9/0/0 GUILHRM RNNO - SI 0.00.(x) / NTR 0.00.(x) 09/0/0 RNNO RNNO RLO SPIL ÁGU QUNT MNGUIR O ISPNSR PINO TRV O MORTOR TMP O URO LTRL IRITO P RGULÁVL NL IXÇÃO ORRH GINT SOLNÓI V 0Hz PRUSO MTP PHS, X ZN. LNG PRUSO MTP PHS, X ZN. PNL PRUSO PHS, x 9, ZIN. PRTO. PNL PRUSO x PHS PLSTI LNGO PRUSO MTP PHS x 0 ZN. PNL PRUSO, x. PNL ÍNOX PRUSO x 0 MTP. LNG. ZN MNGUIR VÁLVUL O HUVIRO GINT RONTL S GINT TRSIRO GINT SUPRIOR MNTO O ISPNSR SPROR SULNT ISPNSR MNTO PORT TMP O URO LTRL SQURO TMP SUO HUVIRO O ISPNSR STLO IXÇÃO VULSO LUV MNGUIR MOL O NL IXÇÃO VÁLVUL V 0Hz PRSSOSTTO V 0Hz 0V 0Hz 0Hz IXÇÃO O PÉ ORRH ONJUNTO PORT SPIL PROTÇÃO O ISSIPOR SNSOR PORT R SWITH -0V MNTO SUPORT O STO ÁGU QUNT MNTO TUO SUPORT O STO ÁGU QUNT SPÇOR TRNSPORT SPIL ONJUNTO TNQU INL SPIL LV S ONJUNTO PINL SPIL LV S PRUSO X PHS PLSTI LNGO OM V 0Hz SM RÇ NL ZUL PL TLO SPIL PL ISPLY SPIL TIQUT NIVL SÃO SPIL TIQUT TRV STO SPIL SIVO PRUSO TRNSPORT MNGUIR NTR, x, MNGUIR SI RN l x MNGUIR PRSSOSTTO 90 VR NOTS: HIOT SPIL LV S G HIOT ISPLY SPIL JUMPR V SPIL ONJUNTO STO SPIL ÁGU RI G PG O STO ÁGU RI TRV PONTIR SUPORT MNGUIR l NTURL PÉ ORRH RRUL ORRH OPLMNTO POP LUV O ISPNSR RÇIR / O. H RÇIR RT 0 RR HLLRMNN RÇIR T R x 0 HLLRMNN H RÇIR USR 0 OM RÇIR USR 00 PRSSOTTO IX PPLÃO SPIL MNUL SPIL LV S GUI RÁPIO SPIL LV S LQU TNÇÃO V J TIQUT INMTRO V SPIL LV S ONJUNTO PINL SIVO SPIL LV S RNO RÇIR NYLON NTURL 0 x,0 KLL J IT TRNSPRNT POLIPROPILNO SOTH 0 x 00 m m SO PLÁSTIO ONVNIONL 0 x 0 x 0, SO PLÁSTIO 00 x 0 x 0, SO PLÁSTIO (RTUR UPL) x 0 x 0, PÇ UTO SIV M LUMÍNIO 00 MIRONS x PÇ UTO SIV M LUMÍNIO 00 MIRONS 0 x 00 K SIVO SQUM LÉTRIO SPIL LV S RSISTÊNI TNQU SPIL V 0Hz K RSISTÊNI SOR SPIL V 0 Hz L? TL ÍTNS VRSÃO 0V / 0Hz Nº O ÍTM ÓIGO SRIÇÃO PÇ QT SOLNÓI 0V 0Hz 0Hz VÁLVUL0V 0Hz 0Hz RSISTÊNI TNQU SPIL 0V 0Hz OM 0V 0Hz SM RÇ NL ZUL TIQUT NÍVL SÃO SPIL SPNHOL RIHO QURTZO ÁGU QUNT - LV S ONJUNTO SOR SPIL INVRSOR ISSIPOR SPIL LV S V MOTOR SOR V 0Hz SPIL RTIIO GRNTI O MOTOR _PRUSO MTP PHS, X ZN. PNL GOMT L TIQUT TRV O STO SPIL SPNHOL TL ÍTNS VRSÃO 0V /0Hz? SIVO PRUSO TRNSPORT SPNHOL JUMPR V SPIL 0 Nº O ÍTM ÓIGO SRIÇÃO PÇ QT SOLNÓI 0V 0Hz 0Hz M RSISTÊNI SOR SPIL 0V MNUL SPIL LV S SPNHOL GUI RÁPIO SPIL ÁGU RI/QUNT SPNHOL LQU TNÇÃO 0V TIQUT INMTRO 0V SPIL ÁGU QUNT J. SIVO PINL SPIL LV S R SP RTIIO GRNTI O MOTOR INVRSOR ISSIPOR SPIL LV S 0V MOTOR SOR 0V 0/0Hz SPIL VÁLVUL 0V 0Hz 0Hz RSISTÊNI TNQU SPIL 0V OM 0V 0Hz SM RÇ NL ZUL JUMPR V SPIL RSISTÊNI SOR SPIL 0V LQU TNÇÃO 0V TIQUT INMTRO 0V SPIL ÁGU QUNT INVRSOR ISSIPOR SPIL LV S 0V MOTOR SOR 0V 0/0Hz SPIL ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM : MSS.0 Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil SRIÇÃO ORMTO 0 INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO PROJTO POR GUILHRM PROVO POR MNRINI LVOR SPIL LV S M 9 0

2 9 0 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 - RTIR O ONJUNTO MORTOR RONTL 9/0/0 GUILHRM RNNO Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO O PROUTO MOTOR TRISIO -0-0 Hz SPIL QT PRUSO X PHS PLSTI LNGO PRUSO x 9 PHS PLSTI LNGO NOTS: G PRUSO SXT. M x RRUL INTR. ZN PRUSO x MTP PHS. LNG. 0 G PRUSO M x 0. PNL ZN PRUSO, x MTP PHS. PNL OM PONT RRUL LIS x, x, ORRI MULTI V JM LUV VÇÃO PULMÃO H MOL SUSPNSÃO H NL MTLIO POLI MOVI ll MORTOR NL IXÇÃO ORRH TNQU J SUPORT MORTOR IRITO SUPORT MORTOR SQURO NL LÁSTIO -0 IN J ONJUNTO LMO SPIL ONJUNTO TNQU PR LINH SPIL LV S K ONJUNTO SUPORT O STO RIPINT PR ONRTO INRIOR POR UN SXTV M ZIN K RRUL LIS M ZIN RRUL PRSSÃO M RRUL LIS IN 9 x 9 x ZN L RIPINT PR ONRTO SUPRIOR SQURO RIPINT PR ONRTO SUPRIOR IRITO OL LV S L M NL VÇÃO TRMOSTTO UTO TRSIRO SPIL LTOR SOR SUPORT O TRMISTOR TRMISTOR NT TNQU TRMOSTTO SPIL TNQU VÇÃO UTO TRSIRO 9 0 ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM : MSS. Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil SRIÇÃO ORMTO 0 INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO PROJTO POR GUILHRM PROVO POR STLLINI ONJUNTO TNQU INL SPIL LV S M

3 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 0 NOTS: 9 Nº O ITM Nº PÇ QT PORT XTRN ROM IMÃ N NH PRUSO MTP PHS, X 0 ZN. LNG. ÍNOX PRUSO, x. PNL ÍNOX MOL TRV PR RINÇ MOL TRV PORT ONTRPORT PORT ROTTIV MNIPULO PORT ROTTIV TRV PR RINÇS MÇNT ROLN TORR ROLN MNTO MÇNT TORR ROLN TRV ROLN ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM : MSS Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil SRIÇÃO ORMTO INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO PROJTO POR PROVO POR ONJUNTO PORT SPIL ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO GUILHRM STLLINI 0

4 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 NOTS: Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO PÇ QT PRUSO MTP PHS, X ZN. LNG LMO SMRT TMP LMO ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 : MSS SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO PROJTO POR PROVO POR ONJUNTO LMO SPIL ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO GUILHRM STLLINI

5 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 NOTS: Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO QT OTÃO MNOR INTRRUPTOR IUSOR SPIL LNT SPIL NL VÇÃO PINL PRUSO MTP PHS, X 0. LNG PINL LV S INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM : MSS 0. Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO PROJTO POR PROVO POR ONJUNTO PINL SPIL LV S ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL 9/0/0 RNNO GUILHRM STLLINI 0

6 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 NOTS: Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO PÇ QT ROLMNTO U 0 RS MNL ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 : MSS SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO PROJTO POR PROVO POR ONJUNTO UH SPIL ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO GUILHRM STLLINI

7 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 NOTS: Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO PÇ STO GU RI TMP O STO GU RI QT. ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 : MSS SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO ONTROL OUMNTO /0/0 PROJTO POR GUILHRM PROVO POR ONJUNTO STO SPIL ÁGU RI ÓPI ONTROL RNNO STLLINI

8 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 NOTS: Nº O ITM ÓIGO SRIÇÃO RTNTOR ONJUNTO UH SPIL TNQU LV S QT. ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m ONORM MONTGM Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 : MSS SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL /0/0 RNNO PROJTO POR GUILHRM PROVO POR STLLINI ONJUNTO TNQU PR LINH SPIL LV S

9 RVISÃO N.. LOLIZÇÃO SRIÇÃO T SOLIITO POR MOIIO POR 0 0 NOTS: Nº O ITM Nº PÇ QT S SOR SPIL TMP SOR SPIL SUPORT RSISTÊNI SOR NL VÇÃO TRMOSTTO TRMOSTTO SMRT SOR II VÇÃO TMP PRUSO SXT. M, x RRUL INTR. TRIL. ZN ROTOR SOR VÇÃO OS TUOS TRSIROS TRMOSTTO SMRT SOR INTRPRTÇÃO ONORM ISO 0 ST SNHO É PROPRI XLUSIV MULLR LTROOMÉSTIOS LT. SU RPROUÇÃO OU RVLÇÃO TRIROS, M PRT OU INTGRL, NO É PRMITI SM O ONSNTIMNTO POR SRITO O PROPRITÁRIO, SO S ORMS LI. TOLRÂNI QUNO NÃO SPII MTRIL UNI SL ONORM NR ISO -m : MSS Mueller letrodomésticos Ltda. Timbó - S - rasil SRIÇÃO ORMTO RTRÍSTI ONTROL PROJTO RTRÍSTI ONTROL QULI T SNHO POR OLH ÓIGO RVISÃO PROJTO POR PROVO POR ONJUNTO SOR SPIL ONTROL OUMNTO ÓPI ONTROL 0/0/0 RNNO GUILHRM GUILHRM 0

NESS-A TOUCH SCREEN 7" C/ MODEM

NESS-A TOUCH SCREEN 7 C/ MODEM 6 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS OMPRSSOR LTRNTIVO // LTRÇÃO LYOUT-IM MUTI PR SOPOST OTÃO MRÊNI LLN9 0 07/0/ LTRÇÃO O MOM O LYOUT LOUV 7 0 06// INLUSÃO O ORINTTIVO O LÇO OMUNIÇÃO IO V. 00 8/0/ INIIL TOS R.

Leia mais

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL 3 4 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM SOPOR 30.400.83.7 XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM MUTIR 30.400.84. IRM INTRLIÇÃO UTOMÇÃO XX -SL 3 0// INTIIÇÃO OS SNSORS UMI PRSSÃO /03/4

Leia mais

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO NESS LRC MULTILINHAS C/ IHM

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO NESS LRC MULTILINHAS C/ IHM 4 5 6 7 8 9 0 QUIPNOS ONROLOS 5 LINS RSRIOS OU LINS ONLOS LIN RSRIOS IR INRLIÇÃO UOÇÃO NSS LR ULILINS O I 8 0/0/5 URÇÃO LRÇÃO OS UNIUS, RPOSIIONNO O POLI LRÇÂO N LIS RIIS LOUV 7 7 0/0/5 LRO O LYOU, SUSIUIO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO DOS GUINCHOS HIDRÁULICOS

MANUAL DE INSTRUÇÃO DOS GUINCHOS HIDRÁULICOS TERMOS E GRNTI I - PRZO E GRNTI 1. Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventa dias), contados

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO DOS GUINCHOS HIDRÁULICOS

MANUAL DE INSTRUÇÃO DOS GUINCHOS HIDRÁULICOS TERMOS E GRNTI I - PRZO E GRNTI 1. Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventa dias), contados

Leia mais

ERROS ESTACIONÁRIOS. Controle em malha aberta. Controle em malha fechada. Diagrama completo. Análise de Erro Estacionário CONSTANTES DE ERRO

ERROS ESTACIONÁRIOS. Controle em malha aberta. Controle em malha fechada. Diagrama completo. Análise de Erro Estacionário CONSTANTES DE ERRO ERROS ESTACIONÁRIOS Control Mlh Abrt Fhd Constnts d rro Tios d sistms Erros unitários Exmlo Control m mlh brt Ação bási, sm rlimntção A ntrd do ontroldor é um sinl d rrêni A síd do ontroldor é o sinl d

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. ORION 6 Sgun Port USB Hnry Equipmntos Eltrônios Sistms Lt. Ru Rio Piquiri, 400 - Jrim Wissópolis Cóigo Postl: 83.322-010 Pinhis - Prná - Brsil Fon: +55 41 3661-0100 INTRODUÇÃO: Pr orrto unionmnto, é nssário

Leia mais

ANEXO II MODELO DE PROPOSTA

ANEXO II MODELO DE PROPOSTA Plnih01 ANEXO II MODELO DE PROPOSTA Lot Itm Dsrição Uni 1 2 3 4 5 Imprssão CARTAZ: Formto A4, 21x29,7 m, Ppl rilo, 120 g/m² Nº ors: 4/0 ors. Qunti Rgistrr: 6.000 Imprssão CARTAZ: Formto A4, 21x29,7 m Ppl

Leia mais

platibanda com rufo metálico h:120cm +12.91 m telha em fibro cimento 12% calha platibanda com rufo metálico h:120cm

platibanda com rufo metálico h:120cm +12.91 m telha em fibro cimento 12% calha platibanda com rufo metálico h:120cm QURO ÁRS STTÍSTI: ÁRS ONSTRUÍS: etiz rua YYYY etiz rua N etiz etiz º PVIMNTO (TÉRRO):,m² ººº PVIMNTO (TIPO - x):,m² x=,m² PVIMNTO TÉNIO (RRILTIX 'ÁU):,m² ÁR TOTL ONSTRUÍ:,m² ÁR OMPUTÁVL:,m² ÁR NÃO OMPUTÁVL:,m²

Leia mais

Índice KF-017 DBL P / KF-017 DBL PC / KF-017 DS P / KF-017 DS PC / KF-111 DB P / KF-111 DS P 22 - KF-052 P / KF-052 PC / KF-057 P / KF-057 PC

Índice KF-017 DBL P / KF-017 DBL PC / KF-017 DS P / KF-017 DS PC / KF-111 DB P / KF-111 DS P 22 - KF-052 P / KF-052 PC / KF-057 P / KF-057 PC TÁLOO PROUTOS - 2014 pág Índice 01 - Sistema de ixação Rápida / orça de Retenção rampo Vertical 02 - K-631 / K-631 I / K-631 R / K-631 RI / K-631 L / K-631 IL / K-631 RL / K-631 RIL K-010 / K-010 R / K-011

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA S VI VOLTRÁ PR RINR 1. US, TU ÉS MU US #m US, TU ÉS MU US SNHOR TRR ÉUS MR U T LOUVRI #m SM TI NÃO POSSO VIVR M HGO TI OM LGRI MOR NST NOV NÇÃO #m #m OH...OH...OH LVNTO MINH VOZ #m LVNTO MINHS MÃOS #m

Leia mais

Catálogo de Peças. Aradora Tatú Controle Remoto - Maio 2003

Catálogo de Peças. Aradora Tatú Controle Remoto - Maio 2003 Catálogo de Peças radora Tatú Controle Remoto - Maio 20 radora Tatú Controle Remoto conj. 1 Cilindro Hidr. 50,8 x 1,6 x 515 x 2 conj. 2 Cilindro Hidr. 44,45 x 85,72 x 515 x 2 conj. 3 Seção de Discos conj.

Leia mais

Diretório D-LOK... 02. Pressões máximas de trabalho para tubos... 04. Pressões máximas de trabalho para roscas... 05

Diretório D-LOK... 02. Pressões máximas de trabalho para tubos... 04. Pressões máximas de trabalho para roscas... 05 -LOK -LOK onexões para tubos ÍNIE iretório -LOK... 02 Pressões máximas de trabalho para tubos... 04 Pressões máximas de trabalho para roscas... 05 Instruções para instalação do tubo... 06 Instruções para

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E OPÇÕES - ANEXO 1

TABELA DE PREÇOS E OPÇÕES - ANEXO 1 ONTRTO PRSTÇÃO SRVÇOS PN Pendências inanceiras UN TL PRÇOS OPÇÕS NXO 1 ste anexo é parte integrante do contrato assinado entre a ONTRT e a ONTRTNT, referente à prestação de serviço do PN e será de uso

Leia mais

Guia para instalação e utilização

Guia para instalação e utilização Gui pr instlção utilizção Aprlho r oniiono om sistm VRV IV RYYQ8T7Y1B RYYQ10T7Y1B RYYQ12T7Y1B RYYQ14T7Y1B RYYQ16T7Y1B RYYQ18T7Y1B RYYQ20T7Y1B RYMQ8T7Y1B RYMQ10T7Y1B RYMQ12T7Y1B RYMQ14T7Y1B RYMQ16T7Y1B

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

MODALIDADE CATEGORIA SEXO FUTSAL INFANTO FEMININO

MODALIDADE CATEGORIA SEXO FUTSAL INFANTO FEMININO RÇÃO SRIPN SPORTOS SOLRS ILI ONRÇÃO RSILIR SPORTOS SOLRS Tel. (79) 9807-8088 / 8847-4387 / 9192-9367 -mail: fsde@fsde.com.br JOOS SOLRS TV SRIP 2015 UTSL MOLI TORI SXO UTSL INNTO MININO RUPO ÚNIO 1 - M

Leia mais

Micrómetros de Exteriores

Micrómetros de Exteriores Mirómetros de Exteriores Grdução: 0,01 Tmor e veio rdudo romdo-foso, Ø 15 Fuso de medição: Ø 6,35 Psso 0,5 om loquedor Aço forjdo,, romdo-foso Forneido om estojo, hve Tmor e veio rdudo romdo-foso, Ø 18

Leia mais

Plugues e Tomadas Industriais

Plugues e Tomadas Industriais Plugues e Toms Inustriis Linh Inustril Instlções mis onfiáveis e segurs. CARACTERÍSTICAS GERAIS A Linh e Plugs e Toms Inustriis Soprno é ini pr onexão e iversos equipmentos, em mientes sujeitos pó, águ,

Leia mais

Diâmetro nominal da válvula 2-1/2 (DN65) 22 lb (10,0 kg) 4 (DN100) 45 lb (20,4 kg) 6 (DN150) 68 lb (30,9 kg) 8 (DN200) 129 lb (58,6 kg)

Diâmetro nominal da válvula 2-1/2 (DN65) 22 lb (10,0 kg) 4 (DN100) 45 lb (20,4 kg) 6 (DN150) 68 lb (30,9 kg) 8 (DN200) 129 lb (58,6 kg) Serviços técnicos: Tel: (00) 3-93 / ax: (00) 79-5500 mail: techserv@tycofp.com Válvula de retenção de alarme modelo V--300, 300 psi (0,7 bar), de -/, 4, 6 e (N65, N00, N50 e N00), para instalação vertical

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS SANTA IZABEL. Implementos Agrícolas RQSI SRSI REBOQUE E SEMIRREBOQUE CANAVIEIRO SANTA IZABEL

CATÁLOGO DE PEÇAS SANTA IZABEL. Implementos Agrícolas RQSI SRSI REBOQUE E SEMIRREBOQUE CANAVIEIRO SANTA IZABEL TÁLOGO PÇS SNT ZL mplementos grícolas ROQU SMRROQU NVRO SNT ZL RQS SRS Janeiro / 0 SNT ZL RTRÍSTS TÉNS mplementos grícolas RQS SRS SSS - Longarinas laterais em chapa de aço de alta resistência mecânica;

Leia mais

ISO 9001 Empresa Certificada

ISO 9001 Empresa Certificada s unidades 3 e são especializadas na fabricação de peças microfundidas. quipamentos de última geração, laboratórios para ensaios e testes aliados à equipe qualificada, resultam em produtos de alta qualidade.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Orçmnto Emprsri Copyrit Prir, F. I. Pro. Isiro MINI CASE # 12

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO 01/2005 PORTUGAL

CATÁLOGO TÉCNICO 01/2005 PORTUGAL TÁLOGO TÉNIO 0/2005 PORTUGL MOLS ÉRES PR PORTS OXER (MOL OULT) RÇO GUI NORML E OM RETENÇÃO 9972 FORÇ 2/4 20 0 99735 FORÇ 3/6 20 0.5 MOL OXER OULT PR PORTS DE TENTE E VI-VÉM MOL (ORPO) GUI G 9537 - RÇO/GUI

Leia mais

COLHEFORT 61,4 DETALHE "B" ESCALA 1 : 10 15 DETALHE C ESCALA 1 : 10 DETALHE "A" ESCALA 1 : 8 DETALHE "F" ESCALA 1 : 10 DETALHE "EN" ESCALA 1 : 10 "F"

COLHEFORT 61,4 DETALHE B ESCALA 1 : 10 15 DETALHE C ESCALA 1 : 10 DETALHE A ESCALA 1 : 8 DETALHE F ESCALA 1 : 10 DETALHE EN ESCALA 1 : 10 F 7 0 0 0 7 0 07 07 0 7, ETLHE "" ESL : 0 0 0 7 E E 0 ETLHE ESL : 0 7 F 7 7 F G H J K L M 7 7 7 0 "EN" 0 "" 7 0 ETLHE "EN" ESL : 0 "" ETLHE "" ESL : 0 7 ETLHE "F" ESL : 0 7 0 "F" 7 PRFUSO LLEN OM EÇ ÔNI

Leia mais

soluções sustentáveis soluções sustentáveis

soluções sustentáveis soluções sustentáveis soluções sustentáveis 1 1 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 2 2 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 3 3 APRES ENTAÇÃO A KEYAS S OCIADOS a tu a d e s d e 1

Leia mais

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM...

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM... C CORÇÃO NOIV - 1. O SNHOR É OM INTR: /C# C7+ /C# O SNHOR É OM C7+ SU MOR UR PR SMPR L É OM... Letra e Música: avi Silva C CORÇÃO NOIV - 2. SNTO É O TU NOM M TO TRR S OUVIRÁ UM NOVO SOM UM CNÇÃO MOR PRCORRRÁ

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O A B O R T O : U M A Q U E S T Ã O M O R A L, L E G A L, C U L T U R A L E E C O N Ô M I C A C U R I T I B A

Leia mais

FACULDADES UNIFICADAS DA. Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE B ARRETOS

FACULDADES UNIFICADAS DA. Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE B ARRETOS FACULDADES UNIFICADAS DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 REGULAMENTO DO NÚ CLEO DE PRÁ TICA JURÍ DICA DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE

Leia mais

1. COMPONENTES PARA REBOQUE E CISTERNA 1.1. COMPONENTES PARA REBOQUE PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA MÁQUINAS AGRÍCOLAS. Página 11 de 123

1. COMPONENTES PARA REBOQUE E CISTERNA 1.1. COMPONENTES PARA REBOQUE PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA MÁQUINAS AGRÍCOLAS. Página 11 de 123 1. OMPONNTS PR ROQU ISTRN 1.1. OMPONNTS PR ROQU PÇS SSÓRIOS PR MÁQUINS RÍOLS Página 11 de 123 1.1. OMPONNTS PR ROQU OLHL PR NT ROQU máxima rebocável inâmica 00575 - Não certificada 84 29 100 30 109 M24

Leia mais

ADRIANE POZZOBON GABRIELA AUGUSTA MATEUS PEREIRA LEONARDO JUNG ANATOMIA NA PRÁTICA SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO ISBN 978-85-8167-109-3

ADRIANE POZZOBON GABRIELA AUGUSTA MATEUS PEREIRA LEONARDO JUNG ANATOMIA NA PRÁTICA SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO ISBN 978-85-8167-109-3 ADRIANE POZZOBON GABRIELA AUGUSTA MATEUS PEREIRA LEONARDO JUNG ANATOMIA NA PRÁTICA SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO ISBN 978-85-8167-109-3 Arin Pozzoon Gril Auust Mtus Prir Lonro Jun Antomi n práti: Sistm Musulosqulétio

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA PREDOMINANTEMENTE RESIDENCIAL

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA PREDOMINANTEMENTE RESIDENCIAL LL LTVIST PRÂMTRO IMGM SÍNTS UNIONL NTORNO IDNTIIR RLÇÃO DO DIÍIO OM OS LMNTOS D NTORNO, ONSIDRNDO OS TRIUTOS DO LUGR - MSSS DIIDS, RLÇÕS D PROXIMIDD, DIÁLOGO, INTGRÇÃO OU UTONOMI LL DIGO RIVR LL LRO LL

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M N Ú C L E O D E C O M P R A S E L I C I T A Ç Ã O A U T O R I Z A Ç Ã O P A R A R E A L I Z A Ç Ã O D E C E R T A M E L I C I T A T Ó R I O M O D A L I D A D E P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 027/ 2

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Propost Plno Crrir pr os Srviors o Por Juiiário União ANATA Assoição Nionl os Anlists, Ténios Auxilirs o Por Juiiário Ministério Púlio União Li nº, 0 Institui o Plno Crrir os srviors o Por Juiiário União

Leia mais

PROFIBUS-DP / INTERBUS-S IP 65

PROFIBUS-DP / INTERBUS-S IP 65 N U M T I ROIUS- / TRUS-S I 65 om sua construção robusta e proteção I65, este módulo bus pode ser montado diretamente no lado externo da máquina ou sistema sem a necessidade de proteção adicional. Sensores

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 11

Teoria dos Grafos Aula 11 Tori dos Gros Aul Aul pssd Gros om psos Dijkstr Implmntção Fil d prioridds Hp Aul d hoj MST Algoritmos d Prim Kruskl Propridds d MST Dijkstr (o próprio) Projtndo um Rd $ $ $ $ $ Conjunto d lolidds (x.

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas Imgns problms mbintis no sul Snt Ctrin, corrnts s tivis minrção crvão, su lvgm su uso m usin trmlétric + fotos ilustrçõs técnics outrs usins Fotos fits por Oswl Svá ntr 1992 2001, durnt visits fits juntmnt

Leia mais

ÍNDICE GERAL 2. SKY (25)... 3. POLO (33)... 5. STUDIO (46)... 6. DISCO (DSC)... 7. IZY PLUS (24)... 8. IZY (37)... 111

ÍNDICE GERAL 2. SKY (25)... 3. POLO (33)... 5. STUDIO (46)... 6. DISCO (DSC)... 7. IZY PLUS (24)... 8. IZY (37)... 111 METL MÉDIO ÍNDIE GERL. TUE (TU)............................................................................................. SKY ()................................................................................................

Leia mais

ACIONAMENTOS DAS BOMBAS HIDRÁULICAS

ACIONAMENTOS DAS BOMBAS HIDRÁULICAS IONMNTOS S OMS IRÁLIS cionamentos das ombas hidráulicas para equipamentos móveis projetadas para os mercados da construção, florestal, petrolífero, marítimo e agrícola. ear roducts é a fabricante líder

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR. Senhor(a) Diretor(a),

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR. Senhor(a) Diretor(a), 2013 QUSTONÁRO O RTOR Senhor(a) iretor(a), s avaliações do Sistema Nacional de valiação da ducação ásica (S) são compostas por dois tipos de instrumentos de avaliação: as provas aplicadas aos estudantes

Leia mais

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com ÍNDICE CONJUNTO BASE CONJUNTO CHASSI / MOTOBOMBA CONJUNTO PAINEL CONJUNTO CAIXA ELÉTRICA CONJUNTO TANQUES CONJUNTO ESCOVA E COBERTURA CONJUNTO SUPORTE PARA DISCO CONJUNTO RODO ESQUEMA ELÉTRICO 02 04 06

Leia mais

PLANTA DE COBERTURA ESCALA... 1/75

PLANTA DE COBERTURA ESCALA... 1/75 2.56 20.00 15 1.84 RU ÇÍ 01 14 1.58.83 1.50 2.50 12.00 7.20 ' '.85 I J 01 02 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 TERÇ TERÇ ENVOLTÓRI E PROTEÇÃO À RIÇÃO IRET TRELIÇ RETNGULR EM LH 1.55 1.50 34.00 RU RÚN 20.00

Leia mais

LEGENDA / SIMBOLOGIA

LEGENDA / SIMBOLOGIA NOTS ÁRVORE EXISTENTE -, -, -0. -0. -0. ONSTRUÇÃO / H =,0 MURO E IVIS / H =,00 -. J0 P -0. i = % -0. ÁRE OOGRM 0,0 ESE RMP i = % -.0 ORELHÃO SER RETIRO i = % 0 VG LIVRE 0 VG PRES J P -0. JRIM pr. rtur

Leia mais

Unidade 01 - Matriz MGA - Veranópolis / RS Centro Administrativo Unidade 02 - Filial São Paulo / SP

Unidade 01 - Matriz MGA - Veranópolis / RS Centro Administrativo Unidade 02 - Filial São Paulo / SP www.mga.com.br oi no ano de 1991, em um pequeno pavilhão, que a Metalúrgica Golden rt s deu início a uma história de sucesso empresarial, marcada por uma trajetória de conquistas e superação, resultado

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2012. 2ª Edição

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2012. 2ª Edição CATÁLOGO DE PRODUTOS 2012 2ª Edição ÍNDICE FOTO PRODUTO M O NTADORA Mancais de Rolamentos para Embreagens SACHS - EATON LUK Agrale Ford General Motors Iveco Mercedes Benz Scania Volkswagen Volvo PÁ G 3

Leia mais

Vamec. Palavra do Diretor. www.automasafety.com.br. Grupo VK: 1/14

Vamec. Palavra do Diretor. www.automasafety.com.br. Grupo VK: 1/14 Palavra do Diretor Em um cenário nacional onde o risco de ocorrer um acidente no local de trabalho é iminente e a grande maioria das empresas não está adequada com base nas Normas Regulamentadoras Brasileiras,

Leia mais

Pontos de Alagamento com Mais de 4 Ocorrências Anuais Período: 2005-2013

Pontos de Alagamento com Mais de 4 Ocorrências Anuais Período: 2005-2013 PSP local referencia Recorrências RÃO ORS V PRO OSQU SU V RÃO ORS V PRO S STOS R RÃO ORS V PRO S STOS R RÃO ORS V PRO S SVR R RÃO ORS V PRO US O V RÃO ORS V PRO RR R RÃO ORS V PRO U STO V RÃO ORS V PRO

Leia mais

GABARITO TABELA PERIÓDICA E LIGAÇÕES QUÍMICAS CAD 1-2013

GABARITO TABELA PERIÓDICA E LIGAÇÕES QUÍMICAS CAD 1-2013 GRITO TL PRIÓI LIGÇÕS QUÍMIS 1-2013 TL PRIÓI 55 56 57 58 VFVFV 59 FFVFF 60 VFVVV 61 62 FFFVF 63 64 VVFVV 65 66 67 68 69 70 71 LIGÇÕS QUÍMIS 72 VVFFV 73 FVVVV 74 FVFVV 75 76 77 VFFFV 78 FVVVF 79 VVFFF 80

Leia mais

HORÁRIO LICENCIATURAS INTEGRADAS TURMA A HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

HORÁRIO LICENCIATURAS INTEGRADAS TURMA A HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA HORÁRO LCENCATURAS NTEGRADAS TURMA A HORÁRO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUNTA SEXTA HORÁRO LCENCATURAS NTEGRADAS TURMA B HORÁRO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUNTA SEXTA HORÁRO LCENCATURAS NTEGRADAS TURMA C HORÁRO SEGUNDA

Leia mais

(MANUAL OU MOTORIZADA) PARA VENTILOCONVECTORES

(MANUAL OU MOTORIZADA) PARA VENTILOCONVECTORES FIH TÉNI - EZEMRO 1 S E 2 VIS (MNUL OU MOTORIZ) PR VENTILOONVETORES ORPO plcações............... rcutos fechados; Água quente, fra (glcol até %) Pressão Nomnal.......... PN Temperatura de Fludo...... +2

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

CERTIFICADO DE GARANTIA GFV 72/ 84 / 100 / 120 GNV 72 / 84/ 100 / 120 / 150 GBD 72 / 84 / 92 / 106

CERTIFICADO DE GARANTIA GFV 72/ 84 / 100 / 120 GNV 72 / 84/ 100 / 120 / 150 GBD 72 / 84 / 92 / 106 ERTIFIO E GRNTI Gaia Indústria e omercio Ltda concede para seus produtos uma garantia de 90 (noventa) dias, conforme determina a legislação vigente, com acréscimo de um período de 09 (nove) meses, concedido

Leia mais

MANUAL DE ESTRUTURA, NORMAS E PROCESSOS DA BIBLIOTECA DA FESVV

MANUAL DE ESTRUTURA, NORMAS E PROCESSOS DA BIBLIOTECA DA FESVV BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA MANUAL DE ESTRUTURA, NORMAS E PROCESSOS DA BIBLIOTECA DA FESVV Bibliotecária Luzia Ribeiro 2010 Juarez Moraes Ramos Júnior Diretor Geral Luiz Cláudio

Leia mais

LINHA DE PRODUTOS MARINE STEEL LIFTING

LINHA DE PRODUTOS MARINE STEEL LIFTING LINHA E PROUTOS Somos um empres especilizd n comercilizção de ferrgens pr embrcções e cessórios pr mrrção e elevção de crgs. Com o objetivo de fcilitr utilizção do nosso ctálogo, clssificmos nossos produtos

Leia mais

ASSENTO POLIÉSTER. AP.170 Assento poliéster - fixação dourada - Windsor/Ritz... AP.18 Assento poliéster - fixação cromada - Village...

ASSENTO POLIÉSTER. AP.170 Assento poliéster - fixação dourada - Windsor/Ritz... AP.18 Assento poliéster - fixação cromada - Village... SSENTO POLIÉSTER P.7 ssento poliéster fixação cromada Windsor/Ritz........................................... 6 P.70 ssento poliéster fixação dourada Windsor/Ritz...........................................

Leia mais

POLÍTICA DA QUALIDADE:

POLÍTICA DA QUALIDADE: www.mga.com.br oi no ano de 1991, em um pequeno pavilhão, que a Metalúrgica old olden rt s deu início a uma história de sucesso empresarial, marcada por uma trajetória de conquistas e superação, resultado

Leia mais

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32 QUEEDORES & PRESSURIZDORES 2014 F114 lg qud 2014 400x200.indd 1 04/06/14 10:32 Linh Águ Qun Obi. Mi fiin, i unávl. S unávl é uiliz u nui d f i inlign. É iiz uld, duzi dpdíi, g i i fiz. É i qu Linh Águ

Leia mais

T E R M O P L Á S T I C O S BRINQUEDOS CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015

T E R M O P L Á S T I C O S BRINQUEDOS CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 T E R M O P L Á S T I O S RINQUEDOS TÁLOGO DE S 2015 L L L L L L L FRIÇÃO OFF ROD OFF ROD FTRUK SOLP OLETIV 48 977 12 x 13,3 x 19,5 cm 7898902909674 FRIÇÃO FTRUK OLETIV 24 1067 6,5 x 19,5 x 8 cm 7898602780870

Leia mais

VÁLVULA ISO 5599/1 SÉRIE IPV-ISV

VÁLVULA ISO 5599/1 SÉRIE IPV-ISV VÁLVULA ISO 99/1 SÉRIE IPV-ISV As válvulas ISO 1 e ISO 2 têm dimensões da superfície de montagem conforme a ISO 99/1. Disponíveis nas versões vias a 2 e 3 posições e com acionamentos do tipo pneumático

Leia mais

A escolha natural para sua casa TROPICAL PISOS ASSOALHOS 2011. madeira maciça

A escolha natural para sua casa TROPICAL PISOS ASSOALHOS 2011. madeira maciça escolha natural para sua casa TROPIL PISOS desde 1994 SSOLHOS 2011 madeira maciça ISO 9001 8 E I GRNTI L U Q E 200 o que você precisa saber Variações naturais da madeira TROPIL PISOS des de 1994 O piso

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 FOGÕES, FORNOS E COOKTOPS.

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 FOGÕES, FORNOS E COOKTOPS. TÁLOGO PROUTOS 2014 FOGÕS, S OOKTOPS www.mueller.ind.br Unidade Fogões Mueller investe sempre em soluções inteligentes para oferecer produtos com garantia de uma marca que, há 65 anos, cuida das famílias.

Leia mais

Contaminação custa dinheiro

Contaminação custa dinheiro ontaminação custa dinheiro ontaminação do ar comprimido r comprimido é uma fonte de energia essencial, amplamente utilizada em toda a indústria. Por ser uma ferramenta que oferece segurança, potência e

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 13/2011. Página: 1/5

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 13/2011. Página: 1/5 Página: /5 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 3/2 Número do Registro de Preços: 3/2 Data do Registro: /4/2 Válido até: /4/22 Filtro combustível (primário) - esteira D3, escavadeira E25B, escavadeira PC5, moto

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico; Metas Curriculares de Português- 1º Ciclo 1º

Leia mais

Tomadas, plugues e acoplamentos CEKTON Normas: DIN 49462/3, BS 4343, CEE Publicação 17, IEC Publicação 309-A

Tomadas, plugues e acoplamentos CEKTON Normas: DIN 49462/3, BS 4343, CEE Publicação 17, IEC Publicação 309-A Tl d solh Fldd n nutnção por olo dsontávl té 63A. Ipossldd d ontr prlhos d tnsão drnt. Ipossldd d ontr prlhos d orrnt drnt. Ipossldd d nvrtr o sntdo dos pólos (ss). Alt rsstên ân. Ddos ténos Alt rsstên

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-179/2009 R-06

DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-179/2009 R-06 IRTORI TÉNI GRÊNI PLNJMNTO NGNHRI T MT SPIFIÇÃO TÉNI /2009 R- MIOR LTRÔNIO NRGI FOLH ONTROL MIOR LTRÔNIO NRGI I 6 PRSNTÇÃO ste documento fixa as condições mínimas exigíveis para nortear os interessados

Leia mais

CECOMETAL. Distribuidora Ltda. CECOMETAL Distribuidora Ltda. A entrega mais rápida e confiável de Campinas

CECOMETAL. Distribuidora Ltda. CECOMETAL Distribuidora Ltda. A entrega mais rápida e confiável de Campinas Distriuidor Ltd A entreg mis rápid e onfiável de Cmpins Ru José Gonçlves Mhdo, 132, Vil Elz Cmpins-SP - CEP: 141-5 Fone/Fx: (1) 3232-7 VIVO: (1) 1-546 ID:7* E-mil: eometl@eometl.om.r CECOMETAL Distriuidor

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

, "., são ligadó!1 em série. Sabendo-se que a ;'tensão em R3 é 94OrnV. ~) No circuito, determinar a resistência total do potenciômetro

, ., são ligadó!1 em série. Sabendo-se que a ;'tensão em R3 é 94OrnV. ~) No circuito, determinar a resistência total do potenciômetro ~ercíc~os ~11!;: - Propostos, "., ". ~tl) Quatro resistores 'RI = IK5, R2 = 4K7, R3 = 470 fie R4 = 2K2 são ligadó!1 em série. Sabendo-se que a ;'tensão em R3 é 94OrnV.. determinar:.,- ~ ~-- ~--- ~. a)

Leia mais

Parafusos cabeça sextavada, chata, oval, embeber, rosca madeira, porcas, anilhas, chavetas, rebites, varão roscado, entre outros Pág.

Parafusos cabeça sextavada, chata, oval, embeber, rosca madeira, porcas, anilhas, chavetas, rebites, varão roscado, entre outros Pág. I N D I C E R E M I S S I V O A Lista de Produtos, está estruturada conforme os grupos que se seguem. A divisão dentro de cada grupo é estabelecida pelas normas internacionais e demais características.

Leia mais

PUSH-IN P. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br

PUSH-IN P. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br PUSH-IN P onexões Push-in série P 4 ª Geração linha de conexões Push-in série P da etroit é uma das mais avançadas do mercado. Foram especialmente desenvolvidas para uso com a maioria dos tubos termoplásticos

Leia mais

CALEFFI BALLSTOP. Válvulas de esfera com retenção incorporada. série 3230-332 - 333-334 - 327 01021/14 P. substitui o cat.

CALEFFI BALLSTOP. Válvulas de esfera com retenção incorporada. série 3230-332 - 333-334 - 327 01021/14 P. substitui o cat. Válvulas de esfera com retenção incorporada série 3230-332 - 333-334 - 327 LLSOP RI ISO 9001 FM 21654 ISO 9001 No. 0003 LFFI 01021/14 P substitui o cat. 01021/99 P Função s válvulas de esfera com retenção

Leia mais

816.5001-0 816.5002-0 816.5003-0 816.5004-0 816.5005-0

816.5001-0 816.5002-0 816.5003-0 816.5004-0 816.5005-0 Catálogo de Componentes de Freio 2013 816.5001-0 Peça: Câmara pneumática 12 Número Original: A 007 420 25 18 Referência Similar: Wabco 423 103 100 0 Veículos: Mercedes-Benz 1113 / 1114 / 1214 / 1218 /

Leia mais

Motobomba Centrífuga Vertical In Line

Motobomba Centrífuga Vertical In Line Motobomba Centrífuga Vertical In Line M O T O B O M B A S Atuação: As motobombas centrífugas In Line, aliam a praticidade da montagem vertical a um excelente desempenho. Permitem assim ocupar um espaço

Leia mais

Ana Carolina.doc - 1 -

Ana Carolina.doc - 1 - na arolina.doc Me Sento na Rua Tom: Intro:,, Me sento na rua em frente as horas omo a qualquer hora assim mesmo eu sou Sou de qualquer jeito nem tudo eu respeito Pra onde for o vento eu vou Pano de mesa

Leia mais

BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO

BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO Informativo Técnico Montana BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO Para Pulverizadores Autopropelidos PARRUDA MA 2025 M PARRUDA MA 2027 M PARRUDA MA 2625 M PARRUDA MA 2627 M BOXER M 2021 BOXER M 2025 BOXER H 2021 BOXER

Leia mais

LISTA de PRODUTOS 2008

LISTA de PRODUTOS 2008 LISTA de PRODUTOS 2008 I N D I C E R E M I S S I V O A Lista de Produtos, está estruturada conforme os grupos que se seguem. A divisão dentro de cada grupo é estabelecida pelas normas internacionais e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia GRANDES EVENTOS SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO 1 EVENTO DATA E HORA LOCAL TIPO E OBJETIVO DURAÇÃO INTERFERÊNCIAS

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

DAE - DEPARTAMENTO DE AGUA ESGOTO DE BAURU

DAE - DEPARTAMENTO DE AGUA ESGOTO DE BAURU (Página: 1 / 5) Movimentação do dia 22 de Junho de 2010 00.00.00.00.0.0000.0000 - DESPESA EXTRAORÇAMENTÁRIA 00.00.00.00.0.0000.0000.5.3.04.00 - BENEPLAN - PANO DE SAUDE LTDA 00.00.00.00.0.0000.0000.5.3.04.00.04

Leia mais

PORTAS TÉCNICAS LINHA HOSPITALAR

PORTAS TÉCNICAS LINHA HOSPITALAR PORTS TÉNIS LINH HOSPITLR VIIM Vicaima é hoje uma referência a nível mundial no mercado de portas de interior. sua preocupação pela inovação e qualidade determinam o rigor no fabrico e garantem a fiabilidade

Leia mais

Catálogo de Peças... Tecnologia que valoriza o leite REV2015.02

Catálogo de Peças... Tecnologia que valoriza o leite REV2015.02 1 Catálogo de Peças... Tecnologia que valoriza o leite 2 Sumário 1 - UNIDADE DE VÁCUO 1.1 - UNIDADE DE VÁCUO BVS 230L SMART C/MOTOR 1.2 - UNIDADE DE VÁCUO BVS 230L INOX/GALVANIZADO 1.3 - UNIDADE DE VÁCUO

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO BÁSICOS

CATÁLOGO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO BÁSICOS CTÁLOGO DE PEÇS DE REPOSIÇÃO ÁSICOS ÁSICOS ase Fácil Deca Tabela de conversão PPR, PVC E CPVC....................................................... 6 50.HD.0.PPR Registro de gaveta HD para PPR de 0 mm..................................................

Leia mais

lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o

lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o PORTARIA Nº 1 6 4 -D G P, D E 4 D E NOV E M B RO D E 2 0 1 1. Alte ra a d is trib u iç ã o d e e fe tiv o d e m ilita re s te m p o rá rio s, p a ra o a n o d e 2 0 1 1. O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Faltam hotéis. Programa Elas & Lucros, Rádio Brasil 2000 FM 107,3 Coluna minha cidade, meu jeito de morar e investir

Urban View. Urban Reports. Faltam hotéis. Programa Elas & Lucros, Rádio Brasil 2000 FM 107,3 Coluna minha cidade, meu jeito de morar e investir iw port lt hotéi rogr l & ucro, áio Bril 2000 107,3 lun inh ci, u jito orr invtir lt hotéi turio bt rcor c no 2009, cpitl rcbu 11,3 ilhõ turit, 300 il i qu no no ntrior or 9,7 ilhõ viitnt vin outr ci pí

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA HORÁRIO 2015.2 1 SEMESTRE SALA 01 TURMA: EDF 317-1

EDUCAÇÃO FÍSICA HORÁRIO 2015.2 1 SEMESTRE SALA 01 TURMA: EDF 317-1 1 SMSTR SL 01 TURM: F 317-1 H SGUN TRÇ QURT QUNT SXT SÁ NTOM TOR NTOM TOR NTOM TOR SPÉ. HST. SOS SPÉ. HST. SOS SPÉ. HST. SOS NTOM NTOM PSOLOG PNS. PGÓGO ÁT PNS. PGÓGO ÁT SPORT LZR SO T. OM. XPRSSÃO. FORMÇÃO

Leia mais

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS Folha: 1/10 RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS De acordo com o Artigo 16 da Lei Nr. 8.666, de 21 de Junho de 1993, alterada pela Lei Nr. 8.883, de 08 de Junho de 1994, esta é a relação de todas as compras realizadas

Leia mais

Manual de Instruções. Motobombas Serie AP - AD APL - APP - APH. Serie Série - APL

Manual de Instruções. Motobombas Serie AP - AD APL - APP - APH. Serie Série - APL TNIMNTO O ONSUMIOR LT IN. OM. QUIPMNTOS LZR LT. Rua Xavantes, 0 - Meudon - Teresópolis - RJ P: -00 TL: () -000 - () -000 - X: () -00 www.albacete.com.br SSISTÊNI TÉNI -mail: sac@albacete.com.br PX: ()

Leia mais

- 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB

- 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB - 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB Emitido em 15/6/2012 R. 01 Este manual é parte integrante e essencial do produto. Leia atentamente as instruções contidas nele,

Leia mais

Relatório Produto 2 PESQUISA MAPEAMENTO DAS EXPERIÊNCIAS DE COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO NO BRASIL

Relatório Produto 2 PESQUISA MAPEAMENTO DAS EXPERIÊNCIAS DE COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO NO BRASIL Relatório Produto 2 PESQUISA MAPEAMENTO DAS EXPERIÊNCIAS DE COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO NO RASIL Objeto: Elaboração de um banco de dados unificado com os dados de 00 produtores que comporão o corpo inicial

Leia mais

LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R20

LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R20 LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R20 Stahl Talhas Equipamentos de Movimentação Ltda. 1 TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE DE ELOS R20 COMPLETA 2 1 Caixa de engrenagens 1 20 323 01

Leia mais

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS Folha: 1/5 RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS De acordo com o Artigo 16 da Lei Nr. 8.666, de 21 de Junho de 1993, alterada pela Lei Nr. 8.883, de 08 de Junho de 1994, esta é a relação de todas as compras realizadas

Leia mais

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO.

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO. TRNSFORMDORES PR MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRIC TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRNSFORMDORES DE FORÇ SECO DE BIX TENSÃO. MIS LT TECNOLOGI EM TRNSFORMDORES Brasformer Produtos Elétricos Ltda. teve início em

Leia mais

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld i~éé هê pلا o~ا cêëن~ضëëي نن~êة aلëيêلâي vêâ~هاة cêةاê~ض~هاةë êâ~هاة M m~êيلëي êةنëةه _لر~ننيلننâ~éليةنOلêلâينلهàةêه~ T OT _لر~نن _لر~نن نêا~ضOEâ~éليةنOFKاçإ

Leia mais