PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO EDITAL 100/2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO EDITAL 100/2017"

Transcrição

1 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO EDITAL 100/2017 CADERNO DE QUESTÕES Nome e assinatura do candidato ************************* INSTRUÇÕES ************************** Este caderno possui 12 (doze) questões, sendo 10 (dez) objetivas e 2 (duas) discursivas. Cada questão objetiva vale 8 (oito) pontos e cada questão discursiva vale 10 (dez) pontos, totalizando 100 pontos. As respostas de todas questões deverão ser transcritas para o cartão-resposta (anexo) à caneta (tinta azul ou preta). Este caderno poderá ser utilizado como rascunho para o desenvolvimento das questões. A duração máxima de realização da prova será de 3 horas, já computado o tempo para preenchimento do cartãoresposta. Durante a realização da prova, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação, informações referentes às questões e/ou aos critérios de avaliação e classificação. O candidato deverá assinar todas as páginas do caderno de questões e do cartão-resposta. Ambos deverão ser devolvidos ao término da prova para a equipe de aplicação. Tanto o caderno de questões quanto o cartão-resposta não serão substituídos em hipótese alguma. Aguarde a autorização da equipe de aplicação para iniciar. ******************************** ********************************

2 Questão 1 - Leia o tr de Shell Script e analise as assertivas abaixo. #!/bin/bash Vou buscar os dados do sistema. Posso continuar? [s/n] scanf RESPOSTA test $RESPOSTA = n && exit Data e Horário: date Uso do disco: df Usuários conectados: w Considerando as afirmações abaixo: I. exibe mensagens na tela. II. scanf captura o que o usuário digitar. III. date mostra data e horário. IV. w mostra usuários conectados. É correto o que se afirma em: a) I e II, apenas b) I e III, apenas c) I, III, e IV, apenas d) III e IV, apenas Questão 2 - Julgue o item a seguir acerca do desenvolvimento de shell scripts. A principal ferramenta do Unix utilizada para a realização de buscas no conteúdo de arquivos é o grep, que possui, entre outras, as variantes egrep e fgrep. a) O grep possui apenas a variante egrep b) O grep possui apenas a variante fgrep c) O grep possui as duas variantes egrep e fgrep d) O grep não possui nenhuma das duas variantes Questão 3 Qual serviço é responsável pela tradução do endereço no IP do servidor e viceversa. a) DHCP b) NAT c) DNS d) PROXY

3 Questão 4 - O WannaCry atacou computadores em mais de 70 países e conseguiu um êxito sem precedentes entre os vírus de resgate graças ao uso de uma brecha de segurança grave no Windows. A falha de segurança existe no (...), a primeira versão de um protocolo de comunicação criado para compartilhar arquivos e impressoras em redes de empresas. O protocolo foi desenvolvido em 1983 e adotado pela Microsoft após adaptações em Por esse motivo, a brecha usada pelo vírus é capaz de atacar mesmo algumas versões antigas do Windows, como o XP. ( Qual é o protocolo de compartilhamento de arquivos e impressoras, utilizado por sistemas Unix Like, como o Ubuntu ou o Debian, compatível com o protocolo da Microsoft? a) SAMBA b) FTP c) SSH d) NFS Questão 5 - A UNIFAL-MG recebe mensalmente vários s de golpistas na tentativa de obter dados pessoais de nossos usuários. Vários destes s são bloqueados pelos nossos sistemas de segurança, porém, alguns vão para as caixas postais dos nossos usuário. Qual é o tipo de fraude por meio da qual um golpista tenta obter dados pessoais e financeiros de um usuário, pela utilização combinada de meios técnicos e engenharia social? a) Phishing b) Scan c) Spoofing d) Sniffing Questão 6 - Sobre o HTTPS, é correto afirmar: a) Através de criptografia assegura a confidencialidade e a integridade dos dados trafegados entre o cliente e o site. b) Realiza a autenticação do endereço IP que visita os sites para garantir a identificação futura do cliente. c) Criptografa o endereço IP do cliente que visita o site para garantir que o endereço não seja interceptado. d) Usando certificados digitais, garante que as informações dos clientes, em sites de compra e bancos, por exemplo, sejam salvas sempre com segurança. Questão 7 - Dentre várias técnicas de ataque, uma pode ser usada tanto para análise de tráfego, diagnóstico de problemas e base para IDS e também para quebra de confidencialidade e captura de senhas através da escuta da rede em busca de informações importantes. De qual técnica (programa) se trata a descrição acima. a) DDoS b) Sniffer c) IP Spoofing d) Smurf

4 Questão 8 - Considere as afirmações abaixo sobre equipamentos de rede: I. Switches - são capazes de ler os endereços MAC de origem e destino. II. Roteadores - selecionam os melhores caminhos de saída para os pacotes de entrada. III. Hubs - todos os dispositivos conectados ao concentrador estão no mesmo domínio de colisão. IV. Placas de Rede - endereços MAC provêem uma forma dos computadores se identificarem, fornecendo um nome único e permanente. São corretas as afirmações: a) I, II e III, apenas b) II, III e IV, apenas c) II e IV, apenas d) todas Questão 9 - Ao se configurar um IPv4 em um computador, para que ele funcione corretamente na Internet, um técnico necessita escolher um IP entre vários conjuntos de IPs informados pela Gerência de Redes e Infraestrutura. Qual opção abaixo possui o conjunto de IPs onde qualquer IP escolhido pelo usuário (desde o início até o final do conjunto) poderá ser usado para que o computador funcione em uma rede com máscara e gateway ? a) até b) até c) até d) até Questão 10 - Na configuração do IPv4 de um servidor qual é a afirmativa correta com relação ao endereço IP (IP Address), máscara de rede (Netmask), endereço de rede (Network Address), Gateway e endereço de broadcast (Broadcast Address), respectivamente, considerando um endereço IP Classe C, sendo que o gateway é o primeiro IP da rede. a) , , , , b) , , , , c) , , , , d) , , , ,

5 Observe o conteúdo do arquivo discursiva.txt, e o script shell apresentados: Conteúdo do arquivo discursiva.txt: # nome : telefone joao: jose: maria: ana: Script shell: 1 grep -v "#" discursiva.txt while read linha 2 do 3 nome=` $linha cut -d: -f1` 4 telefone=` $linha cut -d: -f2` 5 "nome: $nome e seu telefone é $telefone" 6 done Com base no dados acima, responda às questões a seguir: Questão 11 - Descreva o funcionamento da linha 1 do shell script. Questão 12 - Dentro do loop (comando while) as informações são distribuídas em variáveis através da execução dos comandos e cut. Explique o funcionamento do (pipe) no encadeamento dos comandos.

Edital 012/PROAD/SGP/2012

Edital 012/PROAD/SGP/2012 Edital 012/PROAD/SGP/2012 Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM

Leia mais

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 Lista de Figuras T.I. para o Dealer Suite: Servidores Figura 1 Tela Principal do ESXi...4 Figura 2 Tela VMware Player...5 Figura 3 Arquivo /etc/exports do

Leia mais

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes O conteúdo deste documento é destinado a quem já possui algum conhecimento e deseja utilizar algumas REDEs comerciais disponíveis... V3.0 R2 Operadoras

Leia mais

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração UFBA Universidade Federal da Bahia STI Superintendência de Tecnologia da Informação Rede VPN UFBA Procedimento para configuração 2015 Índice Introdução... 2 Windows 8... 3 Windows 7... 11 Windows VISTA...

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014 Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática - parte 2 Técnico Laboratório Informática NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TÉCNICO LABORATÓRIO

Leia mais

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura.

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 4-441-095-71 (1) Network Camera Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 2012 Sony Corporation Índice Salvar

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens subsecutivos, acerca de noções básicas de arquitetura de computadores. 51 Periféricos são dispositivos responsáveis pelas funções de entrada e saída do computador, como, por exemplo, o

Leia mais

"Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles

Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles Prof. Jeferson Bogo Cupom futuropolicial30. 30% de desconto na compra de qualquer curso, válido até

Leia mais

MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS

MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS SECRETARIA DE GOVERNANÇA DA INFORMAÇÃO SUBSECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DIVISÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley Técnico em Radiologia Prof.: Edson Wanderley Rede de Computadores Modelo Mainframe Terminal Computador de grande porte centralizado; Os recursos do computador central, denominada mainframe são compartilhadas

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECITEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA UNIDADE DE LUCAS DO RIO VERDE Curso Técnico em Informática

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS DO CURSO DE INFORMÁTICA

Leia mais

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MG3510 Mac OS 1 Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MG3510 Mac OS Preparando para Conectar Minha Multifuncional

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Perguntas iniciais O que você precisa colocar para funcionar? Entender a necessidade Tens servidor específico

Leia mais

113 analista DE ti - telecomunicações Data e horário da prova: Domingo, 20/01/2013, às 14h.

113 analista DE ti - telecomunicações Data e horário da prova: Domingo, 20/01/2013, às 14h. EMPrEsa BrasilEira DE serviços hospitalares EDital n O 01, DE 17 DE OUtUBrO DE 2012 COnCUrsO PÚBliCO 1/2012 - EBsErh/sEDE 113 analista DE ti - telecomunicações Data e horário da prova: Domingo, 20/01/2013,

Leia mais

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal IP e DNS O protocolo IP Definir um endereço de rede e um formato de pacote Transferir dados entre a camada de rede e a camada de enlace Identificar a rota entre hosts remotos Não garante entrega confiável

Leia mais

Guia de Instalação. Driver Gráfico de Impressão for WINDOWS

Guia de Instalação. Driver Gráfico de Impressão for WINDOWS Guia de Instalação Driver Gráfico de Impressão for WINDOWS Índice Apresentação...5 Documento...5 Modelos de Driver...5 Compatibilidade com Windows...5 Instalação...6 Configuração...12 Configuração da

Leia mais

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão:

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: IBRX Portão IBRX Módulo portão Rev 020216 2 Manual técnico O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: Servidor Cliente Online DHCP Cliente Online Cliente Offline Modo Servidor: Neste modo o módulo cria

Leia mais

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião DESVENDADO O TCP/IP Prof. Me. Hélio Esperidião TCP/IP INTERNAMENTE Quando dois computadores tentam trocar informações em uma rede, o TCP/IP precisa, primeiro, determinar se os dois computadores pertencem

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Fundamentos de Redes II Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Site da disciplina http://echaia.com Ementa: Camada física do modelo OSI; Camada

Leia mais

Segurança de Rede. Criptografia

Segurança de Rede. Criptografia Segurança de Rede Criptografia Introdução Criptografia tem origem do grego kryptos (oculto) e graphein (escrita). A criptografia é o estudo de técnicas para a comunicação e armazenamento seguro de dados.

Leia mais

Configuração de acesso à rede sem fios (wireless) eduroam

Configuração de acesso à rede sem fios (wireless) eduroam CICUA Configuração de acesso à rede sem fios (wireless) eduroam 1. Requisitos Este manual é aplicável com os sistemas e/ou aplicações: Microsoft Windows XP, SP2, português (PT); Placa de rede sem fios

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital

Manual do usuário Certificado Digital Manual do usuário Certificado Digital Parabéns Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Importante 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalação

Leia mais

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização título: GPOP assunto: Manual de utilização número do documento: 1598510_05 índice: 01 pag.: 1/14 cliente: geral tabela das versões do documento índice data alteração 01 11/01/2016 versão inicial 02 03

Leia mais

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Normatização: Provimento nº 22/2014 Corregedoria Geral de São Paulo Segue o link com a íntegra do provimento, publicado no site da ARPEN-SP, em 18/09/2014:

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE)

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE) 02 TARDE SETEMBRO / 2010 FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este Caderno, com o enunciado das

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

www.netdeep.com.br Você tem o controle da Internet na sua empresa? Gerencie melhor os seus usuários Filtro de conteúdo e Anti-Spam

www.netdeep.com.br Você tem o controle da Internet na sua empresa? Gerencie melhor os seus usuários Filtro de conteúdo e Anti-Spam www.netdeep.com.br Você tem o controle da Internet na sua empresa? Estudos revelam que o acesso em banda larga pode levar um usuário a desperdiçar até 20% de seu tempo produtivo acessando conteúdo para

Leia mais

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida.

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. 1 Quando protocolos sem conexão são implementados nas camadas mais inferiores do

Leia mais

ANEXO: Como conectar a rede

ANEXO: Como conectar a rede ANEXO: Como conectar a rede A. Como ajustar o endereço IP do DVR e abrir a porta TCP do roteador? É necessário configurar redirecionamento da porta para permitir o acesso do DVR através do roteador. 1.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO. GRUPO MAGISTÉRIO Reservado ao CEFET-RN GRUPO MAGISTÉRIO REDES DE COMPUTADORES 14/MAIO/2006 REDES DE COMPUTADORES

CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO. GRUPO MAGISTÉRIO Reservado ao CEFET-RN GRUPO MAGISTÉRIO REDES DE COMPUTADORES 14/MAIO/2006 REDES DE COMPUTADORES CONCURSO PÚBLICO REDES DE COMPUTADORES GRUPO MAGISTÉRIO Reservado ao CEFET-RN 14/MAIO/2006 Use apenas caneta esferográfica azul ou preta; Escreva o seu nome e o número do seu CPF no espaço indicado nesta

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

LABORATÓRIO V. NAT E FIREWALL Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO V. NAT E FIREWALL Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO V NAT E FIREWALL Documento versão 0.1 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Julho / 2010 Laboratório V NAT e Firewall

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES

PROGRAMA DE ENSINO GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES PROGRAMA DE ENSINO CURSO: DISCIPLINA: PERÍODO: CARGA HORÁRIA: ANO LETIVO: Sistemas de Informação GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES 6º período h CARGA HORÁRIA EM LABORATÓRIO: h 2º Semestre/2011 OBJETIVOS:

Leia mais

3) Na configuração de rede, além do endereço IP, é necessário fornecer também uma máscara de subrede válida, conforme o exemplo:

3) Na configuração de rede, além do endereço IP, é necessário fornecer também uma máscara de subrede válida, conforme o exemplo: DIRETORIA ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DOS CURSOS DA ÁREA DE INFORMÁTICA! Atividade em sala de aula. 1) A respeito de redes de computadores, protocolos TCP/IP e considerando uma rede

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

Laboratório nº 5 FUNCIONAMENTO DO ADDRESS RESOLUTION PROTOCOL

Laboratório nº 5 FUNCIONAMENTO DO ADDRESS RESOLUTION PROTOCOL D E P A R T A M E N T O D E E N G E N H A R I A I N F O R M Á T I C A L i c e n c i a t u r a e m J o g o s D i g i t a i s e M u l t i m é d i a T e c n o l o g i a I n f o r m á t i c a e d e C o m u

Leia mais

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez PIXMA MX531 Sistema Operacional Windows 1 Preparando para Conectar a Multifuncional na Rede Requisitos da Rede Antes de conectar sua multifuncional

Leia mais

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Birigui SP Setembro - 2013 1. Configurando o Ambiente. Este documento mostra como configurar o ambiente do GigaChef para usar o Tablet

Leia mais

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012.

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012. PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO RECURSOS TÉCNOLÓGICOS O PADRÃO TECNOLÓGICO SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de rede Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Nível de rede Aula 6 Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Protocolo nível de aplicação Protocolo nível

Leia mais

Manual ETHERNET - WIRELESS. Configuração de redes - wireless. Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual ETHERNET - WIRELESS. Configuração de redes - wireless. Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração de Rede ETHERNET - WIRELESS Configuração de redes - wireless Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração de Rede ETHERNET

Leia mais

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch)

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers

Leia mais

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson Aula 05 Redes de Computadores Sistemas de Comunicação de Dados Sistemas computadorizados que transmitem dados por meio de linhas de comunicação, como, por exemplo, linhas telefônicas ou cabos. História:

Leia mais

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB SOFTWARE VIAWEB Como instalar o Software VIAWEB O Software VIAWEB é na verdade um receptor de eventos. A única diferença é que os eventos são recebidos via INTERNET. Portanto, a empresa de monitoramento

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha D-Link500T Simulador Site DLINK - Clique Aqui D-Link500T - Alterar usuário e senha 1 - Para configurar, digite o IP do seu modem (padrão: http://10.1.1.1 ) no seu navegador. A seguinte tela deverá aparecer:

Leia mais

O que é uma rede de computadores?

O que é uma rede de computadores? O que é uma rede de computadores? A rede é a conexão de duas ou mais máquinas com objetivo de compartilhar recursos entre elas. Os recursos compartilhados podem ser: Compartilhamento de conteúdos do disco

Leia mais

Passos para a instalação

Passos para a instalação Manual de Instalação da Comanda Eletrônica Arquivos para instalação no computador.net Framework 3.5 ActiveSync (programa que vem junto com o Pocket que faz a integração do aparelho com o computador do

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

Servidores de impressão HP Jetdirect

Servidores de impressão HP Jetdirect Servidores de impressão HP Jetdirect Adendo ao Guia do administrador - Servidor de impressão de solução USB do HP Jetdirect 2700w (J8026A) Visão geral... 2 Comandos e parâmetros Telnet... 2 Servidor da

Leia mais

Manual Para Peticionamento Online

Manual Para Peticionamento Online Manual Para Peticionamento Online 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv). 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian.

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Pré requisitos para pratica desse tutorial. Saber utilizar maquina virtual no virtual Box ou vmware. Saber instalar ubuntu ou debian na maquina virtual.

Leia mais

Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol

Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol Tiago Fonseca João Gondim Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Agenda

Leia mais

MÓDULO 2 Topologias de Redes

MÓDULO 2 Topologias de Redes MÓDULO 2 Topologias de Redes As redes de computadores de modo geral estão presentes em nosso dia adia, estamos tão acostumados a utilizá las que não nos damos conta da sofisticação e complexidade da estrutura,

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS Revisão 05 setembro/2014 Versão do Firmware: 2.1.8 Versão do software Osciloscópio para Windows: 2.0.19 1. Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Conectando-se à Internet com Segurança Soluções mais simples. Sistemas de Segurança de Perímetro Zona Desmilitarizada (DMZ) Roteador de

Leia mais

Criando scanner para dectar BackupExec vulneráveis ao exploit do Metasploit. Inj3cti0n P4ck3t

Criando scanner para dectar BackupExec vulneráveis ao exploit do Metasploit. Inj3cti0n P4ck3t Criando scanner para dectar BackupExec vulneráveis ao exploit do Metasploit Inj3cti0n P4ck3t São Paulo 2010 Author: Inj3cti0n P4ck3t Date: 18/10/10 Nome do Artigo: Criando scanner para dectar BackupExec

Leia mais

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br Índice Instalação ProjectNet Manager... Página 2 Configuração Inicial ProjectNet Manager... Página 8 Instalação do Microsoft SQL Server Express... Página 10 Apontando um Banco de Dados já existente...

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina;

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina; Aula prática Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Objetivo Nesta aula, você aprenderá a utilizar alguns utilitários de rede que podem ajudá-lo a identificar problemas na rede. No windows existem

Leia mais

Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú. SEMED Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia

Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú. SEMED Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú SEMED Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia Projeto Sistema de Monitoramento do Usuário da Rede de Proteção Social de Nova

Leia mais

RECAPITULANDO... TRIBUNAIS TRIBUNAIS ENCONTRO 1/5 TRIBUNAIS TRIBUNAIS TRIBUNAIS TRIBUNAIS HUB. WiFi. IPV4 a.b.c.d. 0 a 255. WiFi. pmaximo@gmail.

RECAPITULANDO... TRIBUNAIS TRIBUNAIS ENCONTRO 1/5 TRIBUNAIS TRIBUNAIS TRIBUNAIS TRIBUNAIS HUB. WiFi. IPV4 a.b.c.d. 0 a 255. WiFi. pmaximo@gmail. ENCONTRO 1/5 RECAPITULANDO... PROF PAULO MAXIMO, MSc pmaximo@gmail.com HUB WiFi V4 a.b.c.d 0 a 255 WiFi 1 REDES ESPECIAIS 127.0.0.1 (localhost) 192.168.x.y 10.0.x.y Gateway Roteador Backbone Switch Protocolos

Leia mais

Certificado Digital Modelo e-conecte. Manual do Usuário

Certificado Digital Modelo e-conecte. Manual do Usuário Certificado Digital Modelo e-conecte Manual do Usuário Parabéns! Você acaba de adquirir o seu Certificado Digital Serasa Experian. Este manual é composto por informações importantes para que você possa

Leia mais

Seu manual do usuário HP deskjet 970c http://pt.yourpdfguides.com/dref/900013

Seu manual do usuário HP deskjet 970c http://pt.yourpdfguides.com/dref/900013 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD

INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA EMENTÁRIO DO CURSO 1. Acolhimento: Alfabetização Digital e Práticas

Leia mais

LABORATÓRIO XII. PORTSCAN & FOOTPRINTING Documento versão 0.1. Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO XII. PORTSCAN & FOOTPRINTING Documento versão 0.1. Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO XII PORTSCAN & FOOTPRINTING Documento versão 0.1 Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Outubro / 2012 Laboratório XII Footprinting

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 3 ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS/ÁREA III (SUPORTE TÉCNICO) PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP

Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP Endereços IP Arquitetura TCP/IP DHCP Redes classe A, B e C Protocolos TCP/IP Estudos complementares 3 Estudos complementares Consulte os capítulos 5 e 12 do livro: Capítulo

Leia mais

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA - 1 - MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA Nesse passo a passo, abordaremos apenas os usos básicos do sistema, a saber:

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL A1

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL A1 MANUAL DE INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL A1 A instalação do certificado A1 somente poderá ser feita uma única vez em sistema operacional Windows (conforme pré-requisitos), utilizando navegador Internet

Leia mais

Módulo de Contrato Agora OS

Módulo de Contrato Agora OS Módulo de Contrato Agora OS O módulo de contrato irá permitir fazer o acompanhamento e cobrança de contratos através da criação de índices personalizados pelo cliente. Exemplo: Contrato de prestação de

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Questionário de RC Nota3

Questionário de RC Nota3 Questionário de RC Nota3 Entrega: Individual e escrita à mão. Data de entrega: 30/10. Em todas as questões deverão constar o desenvolvimento da sua resposta, caso contrário a questão será desconsiderada.

Leia mais

Como é o Funcionamento do LTSP

Como é o Funcionamento do LTSP Instalação e configuração do LTSP 5 no Ubuntu 11.04 Funcionamento do LTSP e Instalação do Servidor Como é o Funcionamento do LTSP O primeiro requisito para que o LSTP funcione bem é ter uma rede de boa

Leia mais

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem A conversão dos dados do TMS 4.01 para o SIGAGFE Gestão de Frete Embarcador utiliza uma conexão de dados ODBC. Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem 1. Configurar a base de dados

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02

Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02 Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02 Índice Português 1. Antes de Iniciar 1 2. Como Instalar 2 3. Usando o Adaptador Wireless 4 Troubleshooting 5 Version 02.05.2010 1. Antes de Iniciar Português Conteúdo

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares

Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T

Leia mais

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança 3 SERVIÇOS IP 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança Os serviços IP's são suscetíveis a uma variedade de possíveis ataques, desde ataques passivos (como espionagem) até ataques ativos (como a impossibilidade

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS Está disponível a partir da versão 2014.73 do XD Rest/Pos/Disco um novo formato no instalador em ambientes Microsoft Windows. O instalador passa a

Leia mais

Plano de Segurança da Informação. Política de Segurança

Plano de Segurança da Informação. Política de Segurança Plano de Segurança da Informação Inicialmente, deve se possuir a percepção de que a segurança da informação deve respeitar os seguintes critérios: autenticidade, não repúdio, privacidade e auditoria. Também

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX Abrir o Virtualbox e criar a máquina virtual. Digitar o nome da VM, tipo BSD e versão FreeBSD. O pfsense precisa de no mínimo 128MB de

Leia mais

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager Manual de instruções U00123175100 Definições da impressora CP_Manager U00123175100 2011 Março Seiko I Infotech Inc., 2011 Todos os direitos reservados. Os conteúdos deste manual podem ser alterados sem

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

Componentes de uma Rede. Aula 2. Prof. Wladimir da Costa

Componentes de uma Rede. Aula 2. Prof. Wladimir da Costa Componentes de uma Rede Aula 2 Prof. Wladimir da Costa Objetos de estudo: - NICs. - Nobreak. - Hub. - Switches - Repetidores. - Bridges (pontes). - Roteadores. - Estações de trabalho. - Servidores - Sistema

Leia mais

CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016.

CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016. CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016. Prezados Senhores, Em atenção ao pedido de esclarecimento formulado por licitante referente ao Pregão Eletrônico nº. 12/2016, seguem as seguintes

Leia mais

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Introdução A Carta de Correção Eletrônica(CC-e) é um evento legal e tem por objetivo corrigir algumas informações da NF-e, desde que o erro não esteja

Leia mais

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers Ataques e Intrusões Professor André Cardia andre@andrecardia.pro.br msn: andre.cardia@gmail.com Ataques e Intrusões O termo genérico para quem realiza um ataque é Hacker. Essa generalização, tem, porém,

Leia mais

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP. Biblioteca Terezine Arantes Ferraz

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP. Biblioteca Terezine Arantes Ferraz Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP Biblioteca Terezine Arantes Ferraz BIBLIOTECA TEREZINE ARANTES FERRAZ Tutorial de utilização do gerenciador de referencias bibliográficas EndNote

Leia mais

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Conecte seu PC na porta LAN do Modem através de um cabo de rede conforme mostrado na figura abaixo. Conecte o cabo de telefone com conector

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais

Administração de Sistemas Operacionais Administração de Sistemas Operacionais João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 08/2009 1 / 9 Ementa Características de um servidor da plataforma Linux: fundamentos, configuração e administração; 2 / 9 Ementa

Leia mais

Sobre o Visual C++ 2010

Sobre o Visual C++ 2010 O Visual Studio é um pacote de programas da Microsoft para desenvolvimento de software, suportando diversas linguagens como C#, C++, C, Java, Visual Basic, etc. Nesta série de tutoriais vou focar apenas

Leia mais