Instruções de segurança VEGASWING 61, 63

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instruções de segurança VEGASWING 61, 63"

Transcrição

1 Instruções de segurança Encapsulamento à prova de pressão NCC X Interruptor sem contato Relé (DPDT) Transistor (NPN/PNP) Dois condutores NAMUR Document ID: 55453

2 Índice 1 Validade Geral Dados técnicos Condições de utilização Proteção contra danos causados por eletrostática Faíscas provocadas por pancadas e fricção Condições para a conexão Compensação de potencial Fixação mecânica Resistência ao produto Classe de proteção contra ignição blindagem à prova de pressão Ex "db" Remover ou substituir a tampa vermelha de proteção da risca/contra pó... 7 Documentação complementar: Betriebsanleitungen Certificate of Conformity NCC X Versão redacional:

3 1 Validade Estas instruções de segurança valem para a chave limitadora por vibracao VEGASWING 61(*). DI********, 63(*).DI********, de acordo com o certificado de conformidade NCC X (número do certificado na placa de características) e para todos os aparelhos com o número da instrução de segurança (55453) na placa de características. 2 Geral Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** destinam-se à medição de nível de enchimento em áreas com perigo de explosão. Eles podem também ser utilizados para medições em líquidos inflamáveis, gases, névoa ou vapores. Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** são apropriados para o uso em atmosfera explosiva de todos os materiais inflamáveis dos grupos IIA, IIB e IIC, para aplicações que requeiram instrumentos EPL Ga/Gb. Se os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** forem instalados e utilizados em áreas com perigo de explosão, têm que ser observadas as disposições gerais de proteção da instalação contra explosões da norma IEC e as presentes instruções de segurança. Têm que ser sempre observados o manual de instruções, os respectivos regulamentos de instalação e as normas para sistemas elétricos válidos para a proteção contra explosão. A instalação de sistemas com perigo de explosão tem sempre que ser efetuada por pessoal especializado. Instrumento EPL Ga/Gb A caixa do sistema eletrônico é instalada em áreas com perigo de explosão em zonas que exijam um instrumento EPL Gb. O elemento de conexão ao processo é instalado na parede que separa as zonas, nas quais é necessário um instrumento EPL Gb ou EPL Ga. O sistema de antena com o elemento de fixação mecânico é instalado em área explosiva que exija um instrumento EPL Ga. Identificação da proteção contra ignição: Ex db IIC T6 T2 Ga/Gb 3 Dados técnicos Dados elétricos VEGASWING 6*(*).DI*****Z** (sistema eletrônico Z) Tensão de alimentação: (terminais 1[+], 2[-]) Corrente do sinal V DC 1,8 16 ma VEGASWING 6*(*).DI*****C** (sistema eletrônico C) Tensão de alimentação: (terminais 1[+], 2[-]) Corrente máxima do consumidor V AC/DC VEGASWING 6*(*).DI*****R** (sistema eletrônico R) Tensão de alimentação: (terminais 1[+], 2[-]) 400 ma permanente (com I > 300 ma, a temperatura ambiente não pode ser superior a 60 C) V DC, V AC (com U > 60 V, a temperatura ambiente não pode ser superior a 50 C) 3

4 Saídas de relé: (terminais 3, 4, 5, terminais 6, 7, 8), portência de comutação CA máx. 253 V, 3 A, 750 VA CC máx. 253 V, 1 A, 54 W VEGASWING 6*(*).DI*****T/V** (sistema eletrônico T) Tensão de alimentação: (terminais 1[+], 4[-]) Saída de sinal: saída de transistor (terminais 2[+], 3[-]) V DC DC máx. 55 V, 400 ma VEGASWING 6*(*).DI*****N/W** (sistema eletrônico N) Tensão de alimentação: corrente de sinal (terminais 1[+], 2[-]) de um amplificador isolador NAMUR conforma a norma IEC As peças metálicas das chaves de nível devem ser ligadas eletricamente com os terminais de aterramento interno e externo. 4 Condições de utilização Temperatura ambiente permitida Se a aplicação exigir instrumentos EPL Ga/Gb: Cuidado: A faixa de temperatura ambiente admissível (vide tabela abaixo) não pode ser ultrapassada pela temperatura do processo, na caixa do sistema eletrônico. Classe de temperatura Temperatura do processo Temperatura ambiente na caixa T C C T C C T C C T3, T2, T C sem adaptador de temperatura C T C com adaptador de temperatura C T2, T C com adaptador de temperatura C 2 70 C (158 F) 3 40 C (104 F) 0 C (32 F) -50 C (-58 F) -40 C (-40 F) 50 C (122 F) 100 C (212 F) Fig. 1: Temperatura ambiente - temperatura do processo 1 Temperatura do processo em C ( F) 2 Temperatura ambiente em C ( F) 3 Faixa de temperatura com adaptador 150 C (302 F) 200 C (392 F) 250 C (482 F) 4 1

5 Pressão operacional admissível no sensor de medição Se a aplicação exigir instrumentos da zona 0/1 (Ga/Gb): 0,8 1,1 bar Se a aplicação exigir instrumentos da zona 1 (Gb): vácuo 64 bar As temperaturas e pressões de trabalho admissíveis devem ser consultadas no manual de instruções, a depender da aplicação. 5 Proteção contra danos causados por eletrostática Nos modelos do VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** com peças que podem ser carregadas eletrostaticamente, como peças revestidas de plástico ou esmalte, uma placa de advertência alerta sobre as medidas de segurança a serem tomadas na operação devido ao perigo de cargas eletrostáticas. WARNING- POTENTIAL ELECTROSTATIC CHARGING HAZARD - SEE INSTRUCTIONS Atenção! Perigo de carga estática! Caixa: pintura Sensor: peças de plástico (por exemplo, ECTFE, PFA), revestimento de esmalte Evitar atrito Não limpar a seco Instalação: os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** são tão fáceis de serem instalados que não há perigo de cargas eletrostáticas causadas pelo funcionamento, manutenção ou limpeza não há perigo de cargas eletrostáticas causadas pelo processo, como, por exemplo, pelo fluxo do produto 6 Faíscas provocadas por pancadas e fricção Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** devem ser instalados de tal modo que fique evitada com segurança a geração de faíscas por pancada ou atrito entre alumínio e aço (exceto aço inoxidável, caso se tenha certeza de que há há partículas de ferrugem). 7 Condições para a conexão Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** devem ser conectados através de passagens de cabos ou sistemas de tubo adequados, que atendam as exigências da norma IEC , seções 13.1 e 13.2 e que possuam um certificado de teste. Não podem ser utilizados passagens de cabo (prensa-cabos Pg) e bujões simples. Na conexão do VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** por uma passagem de tubo homologada para essa finalidade, a respectiva vedação tem que se encontrar diretamente na caixa. Orifícios não utilizados devem ser vedados de acordo com a norma IEC , seção Aqui pode ser usado o bujão fornecido pela fábrica com a marcação 1/2-14 NPT O cabo de ligação do VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** deve ser instalado de forma fixa e de modo que fique suficientemente protegido contra danos. Ele deve ser montado de acordo com a norma IEC A caixa de conexão "Ex-db" possui uma rosca ½-14 NPT ou M20 x 1,5 para a ligação a um sistema de "Conduit" ou para a montagem de uma entrada de cabo "Ex-d" com certificado IEC conforme a norma IEC

6 É fornecida de fábrica uma entrada de cabo "Ex-db" certificada. Deve-se observar obrigatoriamente a documentação fornecida. A entrada "Ex-db" tem que ser firmemente enroscada na caixa. A entrada de cabo fornecida é apropriada para a faixa de temperatura da caixa indicada no certificado do VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI********. Se for utilizada uma entrada do cabo diferente da fornecida, a temperatura ambiente máxima admissível na caixa é determinada, a depender da temperatura permitida, pelo dispositivo de entrada especialmente certificado ou pelas classes de temperatura do sistema eletrônico. 8 Compensação de potencial Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** devem ser ligados à compensação de potencial, por exemplo, através do terminal externo de aterramento da caixa. Preste atenção para conectar um cabo de aterramento. Para o aterramento externo, utilize conexões Crimp M5 (> 4 mm 2 ) com mola, arruela dentada e retenção para evitar qualquer folga. O cabo de aterramento (AWG12) deveria ser decapado em 10 mm na extremidade e fixado na conexão Crimp M5 com uma ferramenta apropriada. 9 Fixação mecânica Se houver perigo de oscilação (efeito de pêndulo), os VEGASWING 63.D devem ser protegido contra isso através de fixação adequada. 10 Resistência ao produto Os VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** só podem ser utilizados em produtos contra os quais as peças que entram em contato com o mesmo sejam suficientemente resistentes. A resistência mínima a vibrações contínuas do elemento oscilante é de 8,6 x mudança de carga com uma amplitude máx. de 7,5 µm. A vida útil é, portanto, de pelo menos 20 anos. 11 Classe de proteção contra ignição blindagem à prova de pressão Ex "db" Os terminais para a conexão da tensão de serviço ou dos circuitos dos sinais estão integrados em um compartimento com a classe de proteção contra ignição de blindagem à prova de pressão "db". A fenda da rosca entre a caixa e a tampa e nas conexões roscadas são fendas à prova de passagem de ignição. Não está previsto um conserto da fenda à prova de passagem de faíscas. As superfícies de união não são pintadas ou revestidas a pó O compartimento de conexão "Ex-db" possui uma rosca M20 x 1,5 ou ½-14 NPT para a conexão a um sistema conduíte certificado ou para a montagem de uma entrada de cabo "Ex-db" certificada de acordo com a norma IEC Não é permitido utilizar entradas de cabo de tipo simples. Devem ser observadas as seções 13.1 e 13.2 da norma IEC No caso de conexão a um sistema conduíte, o respectivo dispositivo de vedação tem que ser montado diretamente no compartimento de conexão "Ex-db". É possível optar pelo fornecimento de fábrica de uma entrada de cabo "Ex-db" certificada. A depender do tipo encomendado, ela é apropriada para a passagem de cabos com ou sem blindagem. Deve-se observar obrigatoriamente a documentação fornecida com a respectiva. A entrada "Ex-db" tem que ser firmemente enroscada na caixa. A entrada de cabo fornecida é apropriada para a faixa de temperatura da caixa indicada no certificado do VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI********. Se for utilizada uma entrada do cabo diferente da fornecida (deveriam ser utilizados entradas de cabo e bujões com certificado Ex-d), a temperatura ambiente máxima admissível na caixa de C é determinada, a depender da temperatura permitida, pelo dispositivo de entrada 6

7 (prensa-cabo ou elementos de vedação especialmente certificados ou pelas classes de temperatura do sistema eletrônico. Em temperaturas ambientes > 60 C, devem ser usados cabos com uma resistência a temperaturas de pelo menos 92 C. O tampão roscado (bujão) montado pela fábrica, a depender do tipo encomendado, é parte integrante da caixa "Ex-db". Se for utilizado um bujão diferente do montado pela fábrica ou se for utilizado o bujão com número de artigo , é necessário o uso de um bujão adequado, certificado conforme a norma IEC Deve ficar assegurado que, antes da abertura e com a tampa de um compartimento "Ex-db" aberto (por exemplo, para trabalhos de conexão ou manutenção), a linha de alimentação esteja desenergizada ou não haja uma atmosfera explosiva. A linha de conexão que vai para o compartimento de conexão "Ex-db" deve ser instalada de forma fixa e de tal modo que fique suficientemente protegida contra danificação. Ela deve ser instalada de acordo com a norma IEC Os cabos de ligação, os prensa-cabos, os bujões e os dispositivos de vedação de tubos têm que ser adequados para a temperatura ambiente mais baixa. Antes da colocação em funcionamento, a tampa do compartimento de conexão "Ex-db" tem que ser enroscada totalmente. Ela deve ser protegida pelo parafuso de travamento da tampa, que deve ser totalmente desenroscado. Orifícios não utilizados têm que ser fechados conforme a norma IEC , seção A tampa do compartimento de conexão "Ex-db" apresenta uma placa de advertência adesiva com o texto "Do not open when an explosive gas atmosphere is present". Caixa de uma câmara com compartimento de conexão "Ex-db" Proteção da rosca 2 Parafuso de travamento da tampa 3 Tampão roscado 4 Identificação da rosca 5 Compartimento de conexão "Ex-db" com módulo eletrônico 6 Terminal externo de aterramento 12 Remover ou substituir a tampa vermelha de proteção da risca/contra pó As tampas vermelhas de proteção da rosca/contra pó enroscadas no aparelho a depender do 7

8 modelo têm que ser removidas antes da colocação em funcionamento. Os orifícios têm que ser fechados antes da colocação em funcionamento de uma forma permitida para a classe de proteção contra ignição. Devem ser montados prensas-cabos ou bujões adequados, de acordo com a documentação fornecida. Antes de colocar o VEGASWING 61(*).DI********, 63(*).DI******** em funcionamento, deve-se controlar se todos os demais orifícios estão fechados de forma permitida para a classe de proteção contra ignição. 1 1 A tampa vermelha para proteção da rosca/contra pó tem que ser removida antes da colocação em funcionamento. Antes da colocação em funcionamento, o orifício tem que ser fechado de forma permitida para a classe de proteção contra ignição. 8

9 Notes 9

10 Notes 10

11 Notes 11

12 Printing date: As informações sobre o volume de fornecimento, o aplicativo, a utilização e condições operacionais correspondem aos conhecimentos disponíveis no momento da impressão. Reservados os direitos de alteração VEGA Grieshaber KG, Schiltach/Germany 2017 VEGA Grieshaber KG Am Hohenstein Schiltach Alemanha Telefone Fax

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I****

Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** Instruções de segurança VEGAPULS PS61.D****D/H/K/ L/P/F/G/M/B/I**** NCC 15.0167 X Ex d ia IIC T6 T1 Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 50548 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V****

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** NCC 14.02856 Ex d IIC T6 Gb (-40 C Tamb +60 C) 0044 Document ID: 47913 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

SITRANS LVL200H.ME****A****

SITRANS LVL200H.ME****A**** Vibrating Switches SITRANS LVL200H.ME****A**** NCC 14.03368 X Ex d IIC T6 Ga/Gb, Gb Instruções de segurança 0044 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Condições de utilização... 4

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F*****

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** NCC 13.02323 X Ex d ia IIC T6...T1 Ga/Gb 0044 Document ID: 47487 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F****

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** TÜV 13.0533 X Ex ia IIC T* Ga * Ver tabela de temperatura 0044 Document ID: 43431 Índice 1 Validade... 4 2 Geral... 4 2.2 Instrumento EPL-Ga... 4 2.3

Leia mais

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD***

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD*** Instruções de segurança NCC 14.03234 X Ex d ia IIC T* Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 42731 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Especificações... 5 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

Instruções complementares. Conector de encaixe M12 x 1. para sensores de medição contínua. Document ID: 30377

Instruções complementares. Conector de encaixe M12 x 1. para sensores de medição contínua. Document ID: 30377 Instruções complementares Conector de encaixe M2 x para sensores de medição contínua Document ID: 30377 Índice Índice Para sua segurança. Utilização conforme a finalidade... 3.2 Utilização não permitida...

Leia mais

Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X

Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X Instruções de segurança VEGAFLEX FX61/62/65/66/67.CI****H**** VEGAFLEX FX63.CI***H**** AEX-12064-X BR-Ex ia IIC T6 0044 38674 Índice 1 Validade 3 2 Geral 3 2.1 Instrumentos da zona 0 3 2.2 Instrumentos

Leia mais

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex _ Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex SAC: Tel.: +55 (19) 2127-9400 E-mail: assistenciatecnica@metroval.com.br Instalação, Manutenção e Reparos Revisão 01, Maio/2013 Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex

Leia mais

Instruções de segurança VEGABAR *8*(*).MR/H/I/ J/S/T******(*)Z/H/A/S/T/P/ F/U******

Instruções de segurança VEGABAR *8*(*).MR/H/I/ J/S/T******(*)Z/H/A/S/T/P/ F/U****** Instruções de segurança VEGABAR *8*(*).MR/H/I/ J/S/T******(*)Z/H/A/S/T/P/ F/U****** NCC 15.0288 X Document ID: 51504 Índice 1 Validade... 4 2 Geral... 4 3 Dados técnicos... 7 3.1 Dados elétricos... 7 3.2

Leia mais

Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel

Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel Instruções complementares Conector Amphenol-Tuchel para sensores de nível-limite Document ID: 079 Índice Índice Para a sua segurança. Utilização conforme a finalidade................. Instruções gerais

Leia mais

Caixa de passagem Ex e / Ex tb

Caixa de passagem Ex e / Ex tb Tomadas/Plugs Painéis Caixa de passagem Ex e / Ex tb Segurança aumentada, tempo e jatos potentes d água. Características Construtivas Caixa de passagem e ligação fabricada em liga de alumínio fundido copper

Leia mais

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Descrição do produto 1 Descrição do produto O by-pass 72 é um equipamento completo para a medição

Leia mais

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316 Guia de montagem Prolongamento de antena até 450 C para VEGAPULS 62 e 68 Document ID: 38316 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização conforme a finalidade... 3 1.3

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 79 de 8 de maio de 200 Certificate issued in according

Leia mais

Guia de montagem. Ventilação externa. para VEGABAR. Document ID: 35621

Guia de montagem. Ventilação externa. para VEGABAR. Document ID: 35621 Guia de montagem Ventilação externa para VEGABAR Document ID: 35621 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização conforme a finalidade... 3 1.3 Instruções gerais de segurança...

Leia mais

CERTIFICADO DE CONFORMIDADE. N : 11-IEx-0009X

CERTIFICADO DE CONFORMIDADE. N : 11-IEx-0009X Pagina 1/6 Solicitante / Endereço: Applicant / Address Solicitante / Dirección WIKA do Brasil Indústria e Comércio Ltda. Av. Ursula Wiegand, 03 18560-000 - Iperó - SP - Brasil 61.128.500/0001-06 Produto

Leia mais

Informação de produto. Transmissor de pressão do processo VEGABAR 14, 17

Informação de produto. Transmissor de pressão do processo VEGABAR 14, 17 Informação de produto Transmissor de pressão do processo VEGABAR 4, 7 Índice Índice Princípio de medição...................................................................................... Vista sinóptica

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 21 Certificate issued in according

Leia mais

Guia rápido VEGABAR 82. Transmissor de pressão com célula de medição de cerâmica. 4 20 ma/hart Com qualificação SIL. Document ID: 46308

Guia rápido VEGABAR 82. Transmissor de pressão com célula de medição de cerâmica. 4 20 ma/hart Com qualificação SIL. Document ID: 46308 Guia rápido Transmissor de pressão com célula de medição de cerâmica VEGABAR 82 4 20 ma/hart Com qualificação SIL Document ID: 46308 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Obrigado por adquirir o Ventilador, modelos VTR500 503 505, um produto de alta tecnologia, seguro, eficiente, barato e econômico. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA M A N U A L T É C N I C O INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA ä ä ä ä Apresentação Este manual é um guia para instalação e operação de Transdutores e Transmissores de Pressão

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE FUN- CIONAMENTO (Tradução) Plataforma elevadora Tipo 1097.0,75 1097.1,25 8718.0,2

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE FUN- CIONAMENTO (Tradução) Plataforma elevadora Tipo 1097.0,75 1097.1,25 8718.0,2 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE FUN- CIONAMENTO (Tradução) Plataforma elevadora Tipo 1097.0,75 1097.1,25 8718.0,2 PT 1. Grupos de utilizadores Tarefas Qualificação Operador Operação, verificação visual Instrução

Leia mais

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso.

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Leitor MaxProx-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado no modo de operação

Leia mais

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 1,62 mm Factor de redução r Cu 0,2

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 1,62 mm Factor de redução r Cu 0,2 0102 Designação para encomenda Características 2 mm nivelado Pode ser aplicado até SIL 2 conforme IEC 61508 Dados técnicos Dados gerais Função do elemento de comutação Contacto de ruptura NAMUR Intervalo

Leia mais

Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z*

Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z* Instruções de segurança VEGASWING 61/63.CI*****Z* NCC 14.03221 X Ex a IIC T* Ga, Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 41515 Índce 1 Valdade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técncos... 4 4 Especfcações... 4 5 Proteção

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais

Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63

Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63 Instruções complementares Flutuador para detecção de óleo/água para VEGACAP 63 Document ID: 31595 1 Índice Índice 1 Sobre o presente documento 1.1 Função.................................. 3 1.2 Grupo-alvo................................

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Eletrobrás MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Anexo XIII do Pregão Eletrônico n 029/2009 Página 1 de 11 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TRANSFORMADORES DE CORRENTE AUXILIARES 0,6 KV USO INTERIOR

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 1 Índice Ambiente operacional...03 Instalação...03 Precauções na instalação...04 Utilizando o controle da Cortina de Ar...05 Dados técnicos...06 Manutenção...06 Termo de garantia...07 2 As cortinas de

Leia mais

VF2. Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios. Informações suplementares

VF2. Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios. Informações suplementares VF2 Informações suplementares Medidor de nível tipo radar de onda guiada (TDR) de 2 fios Instruções Suplementares para aplicações em áreas classificadas HYCONTROL ÍNDICE DE VF2 1 Informações gerais de

Leia mais

Conexões bus estrutura de ligação CMS Estrutura de ligação CMS, B-Design. Catálogo impresso

Conexões bus estrutura de ligação CMS Estrutura de ligação CMS, B-Design. Catálogo impresso Estrutura de ligação CMS, B-Design Catálogo impresso 2 Estrutura de ligação CMS, B-Design Acoplador de bus com controlador Conexão por fieldbus com funcionalidade E/S opcional (CMS), Design B Acoplador

Leia mais

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349 Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora Document ID: 37349 Índice Índice 1 Sobre o presente documento 1.1 Função..................................

Leia mais

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 Directrizes Técnicas de Segurança de Instalações de Carregamento de Veículos Eléctricos 第 一 條 Artigo 1.º 標 的 Objecto 本 指 引 為 訂 定 安 裝 電 動 車 輛 充 電 設 施 應 遵 守 的 安 全 技 術 條 件 As presentes

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto:

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto: Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 8 pontos de entrada digital +24 Vdc isolada e monitorada, é indicado para aplicações onde a situação de linha rompida necessita ser detectada

Leia mais

1 Circuitos Pneumáticos

1 Circuitos Pneumáticos 1 Circuitos Pneumáticos Os circuitos pneumáticos são divididos em várias partes distintas e, em cada uma destas divisões, elementos pneumáticos específicos estão posicionados. Estes elementos estão agrupados

Leia mais

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Catálogo impresso 2 ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Acionamento elétrico Sistema de válvulas, Série 581, tamanho 3 Qn = 4100 l/min Largura da válvula piloto: 22 mm conexão

Leia mais

Montagem & Manutenção Oficina de Informática - 1 - GABINETE. O mercado disponibiliza os seguintes modelos de gabinete para integração de PC s:

Montagem & Manutenção Oficina de Informática - 1 - GABINETE. O mercado disponibiliza os seguintes modelos de gabinete para integração de PC s: GABINETE - 1 - O gabinete é considerado a estrutura do PC porque é nele que todos os componentes internos serão instalados e fixados. Portanto, a escolha de um gabinete adequado aos componentes que serão

Leia mais

Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014

Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014 Instrução MI 020-531 Janeiro de 2014 Modelo RTT30 Transmissor de temperatura I/A Series com protocolo Fieldbus HART ou FOUNDATION Informações sobre segurança Índice 1. RTT30, HART, ATEX/INMETRO II 1 G...

Leia mais

Instruções complementares. Centragem. para VEGAFLEX Série 80. Document ID: 44967

Instruções complementares. Centragem. para VEGAFLEX Série 80. Document ID: 44967 Instruções complementares Centragem para VEGAFLEX Série 80 Document ID: 44967 Índice Índice 1 Descrição do produto 1.1 Vista geral... 3 1.2 Centragens... 3 2 Montagem 2.1 Informações gerais... 10 2.2 Estrelas

Leia mais

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min.

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min. Dados Técnicos DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5 Potência CC máxima para cos φ=1 2,650 W Máx. corrente de entrada 16.6 A Máx. tensão de entrada 24.8 A Faixa de tensão MPP 165 V Min. tensão de entrada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES TRANSFORMADOR A SECO ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1 Instruções para a instalação.................................... 02 2 Instruções para a manutenção..................................

Leia mais

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13 Índice 1. OBJETIVO...3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO...3 3. TERMINOLOGIA...3 4. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES...3 5. CONDIÇÕES GERAIS...4 6. TRANSFORMADOR...4 Condições Normais de Funcionamento... 4 Potências

Leia mais

Caixa de controle e distribuição

Caixa de controle e distribuição Caixa de controle e distribuição Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Informações Gerais Índice 1 Informações Gerais...2 1.1 Fabricante...2 1.2 Informações relativas ao manual de

Leia mais

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver)

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) ALEDZnC Não centelhante e à prova de jatos potentes d água. Características Construtivas Projetor para área explosiva, com corpo e tampa fabricado

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO para a GOLD LP O documento foi originalmente escrito em sueco. A Swegon reserva-se o direito de alterar as especificações. www.swegon.com 1 1. INSTALAÇÃO 1.4 Montar a unidade de

Leia mais

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO República de Angola Ministério da Energia e Águas GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO Emissão: MINEA/DNEE Dezembro 2010 Av. Cónego Manuel das Neves, 234 1º - Luanda ÍNDICE 1 OBJECTIVO...

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Manual de Instalação e Manutenção Torniquete Hexa revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Índice 1 - Apresentação pg.03 2 - Dimensões principais e vão livre para manutenção pg.04 3.1. Identificação dos

Leia mais

REGULADOR ACOPLÁVEL Tipo MODULAR 112 G 3/8 - G 1/2

REGULADOR ACOPLÁVEL Tipo MODULAR 112 G 3/8 - G 1/2 Série : Modular P REGULAOR ACOPLÁVEL G /8 - G 1/ Aparelhos de tratamento de ar destinados a serem utilizados em atmosferas explosivas, poeirentas ou gasosas, segundo a directiva ATEX 9/9/CE MOO E PROTECÇÃO

Leia mais

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Forros Minerais OWA Cuidados Iniciais Cuidados iniciais: SEMPRE manter as mãos limpas para manusear os forros

Leia mais

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Disciplinas: Física III (DQF 06034) Fundamentos de Física III (DQF 10079) Departamento de Química e Física- CCA/UFES Objetivo:

Leia mais

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a:

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: OBJETIVOS DA SEÇÃO Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: I. Definir os critérios da Área de Trabalho para o Sistema de Cabeamento Siemon, tanto para interfaces

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Todos os direitos reservados www.landscapeaudio.com.br APRESENTAÇÃO O Organic Drive & Booster ODB2 é um pedal de efeito capaz de criar os timbres clássicos de overdrive obtidos com

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO COREN Subseção de Floriano ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. NORMAS TÉCNICAS 3. DESCRIÇÃO DOS SITEMAS 3.1. Entradas de energia e telefone 3.2. Quadros de distribuição local 3.3. Dispositivos

Leia mais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais Sistema de monitorização Termómetro de Resistência Pt100 CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH Instruções de funcionamento adicionais Ficha técnica Instruções de funcionamento adicionais Termómetro

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Caro Usuário, Queremos parabenizá-lo por escolher o PlugData MG100T e dar-lhe as boas vindas a um conjunto de facilidades que serão conseguidas com o uso deste equipamento. Apresentação

Leia mais

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips manual de montagem montagem 2 pessoas Coleções ferramenta martelo de borracha Kit com 3 Nichos ferramenta chave philips tempo 30 minutos ou... ferramenta parafusadeira tempo 20 minutos DICAS DE CONSERVAÇÃO

Leia mais

Cilindro de bielas de pistão Cilindro de guia Série GPC. Catálogo impresso

Cilindro de bielas de pistão Cilindro de guia Série GPC. Catálogo impresso Cilindro de bielas de Cilindro de guia Série GPC Catálogo impresso 2 Cilindro de bielas de Cilindro de guia Série GPC Cilindro de guia, Série GPC-BV Ø 10-100 mm com efeito duplo mancal liso mortecimento:

Leia mais

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Aprovado em 18/02/2015 1 Os concorrentes, que pretendam, participar nas provas do Troféu de resistência

Leia mais

Atuador rotativo. Série 8604/1. Manual de instruções BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR

Atuador rotativo. Série 8604/1. Manual de instruções BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR BR Atuador rotativo Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Índice 1 Informações Gerais...3 1.1 Fabricante...3 1.2 Informações relativas ao manual de instruções...3 1.3 Outros documentos...3

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 69

Terminal de Operação Cimrex 69 Descrição do Produto O Cimrex 69 agrega as mais novas tecnologias e a mais completa funcionalidade de terminais de operação. Possui visor de cristal líquido gráfico colorido de 5,7 sensível ao toque (

Leia mais

Indicador Elétrico de Posição com micro-interruptores mecânicos

Indicador Elétrico de Posição com micro-interruptores mecânicos Indicador Elétrico de Posição com micro-interruptores mecânicos Apresentação GMÜ 0 possui um ou dois micro-interruptores mecânicos. A construção resistente à corrosão é concebida para um curso máximo de

Leia mais

SETIN CSUP - STEL Manual de Instruções Básicas - Siemens. euroset 3005. Manual de Instruções

SETIN CSUP - STEL Manual de Instruções Básicas - Siemens. euroset 3005. Manual de Instruções SETIN CSUP - STEL s euroset 3005 Manual de Instruções Conhecendo o seu aparelho 9 10 3 4 5 1 6 7 8 A outra ponta do cordão liso deve ser conectada na linha telefônica (RJ11). Pode ser necessária a utilização

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 12

Terminal de Operação Cimrex 12 Descrição do Produto O terminal de operação Cimrex 12 apresenta excelente desempenho em tamanho compacto. Possui visor de cristal líquido alfanumérico de duas linhas e 20 colunas. O teclado de membrana

Leia mais

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida [1] Introdução O TKE-01 é um instrumento para instalação em fundo de painel, que permite a medição do consumo de energia ativa (Wh) ou reativa (Varh) em sistema de corrente alternada (CA). A leitura do

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173 ABTQ-34 rev 05 Última Revisão 22nd March 2010: INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO & MANUTENÇÃO PARA O RANGE DE CAIXAS ABTECH BPG SIRA99ATEX3173 A marcação mostrada é para uma caixa de terminação certificada.

Leia mais

Instruções de segurança para os comandos WAREMA

Instruções de segurança para os comandos WAREMA Instruções de segurança para os comandos WAREMA Válido a partir de 01 Outubro de 2015 2014280_0 pt Instruções de segurança para os comandos WAREMA 1 Informações básicas Este documento é uma coleção importante

Leia mais

Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN1. Catálogo impresso

Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN1. Catálogo impresso Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN Catálogo impresso Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN Caixa de linha formato A Caixa de linha, Série CN 8 mm ISO 4400,

Leia mais

VNT. Manual de Instruções. VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente TECNOFLUID

VNT. Manual de Instruções. VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente TECNOFLUID Português VNT VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente Manual de Instruções Leia este manual atentamente antes de iniciar a operação do seu aparelho. Guarde-o para futuras consultas. Anote o modelo e número de

Leia mais

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 Manual do usuário Série: H Simulador de Sinais Discretos MAN-DE-SID-16 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso SID-16. Para garantir o uso correto

Leia mais

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA.

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. ENERGIA EM SUA CASA Recon BT/2013 Regulamentação para o Fornecimento de Energia Elétrica a Consumidores em Baixa Tensão CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. Regulamentação para

Leia mais

Painel com disjuntor Ex d / Ex tb

Painel com disjuntor Ex d / Ex tb Painel com disjuntor Ex d / Ex tb A prova de explosão, tempo e jatos potentes d água Características Construtivas Painel de distribuição, alimentação, proteção, etc. montado em invólucros fabricados em

Leia mais

Capítulo II Novos requisitos de EPL para seleção e marcação de equipamentos elétricos e de instrumentação para instalação em atmosferas explosivas

Capítulo II Novos requisitos de EPL para seleção e marcação de equipamentos elétricos e de instrumentação para instalação em atmosferas explosivas 46 O Setor Elétrico / Fevereiro de 2009 Instalações elétricas e de instrumentação para áreas classificadas Capítulo II Novos requisitos de para seleção e marcação de equipamentos elétricos e de instrumentação

Leia mais

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia.

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. 7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. Em primeiro lugar é preciso esclarecer o que significa e para que serve o aterramento do sistema elétrico. Ao contrário do que é usual considerar,

Leia mais

Iniciar. Antes de utilizar o comando à distância. Instalação. Efectuar a ligação a uma fonte de vídeo. Efectuar a ligação a um computador

Iniciar. Antes de utilizar o comando à distância. Instalação. Efectuar a ligação a uma fonte de vídeo. Efectuar a ligação a um computador Iniciar 1 Antes de utilizar o comando à distância Inserir as pilhas Período de substituição das pilhas e Utilizar o comando à distância Alcance de funcionamento do comando à distância 2 Instalação Tamanho

Leia mais

Manual de instruções. Luminárias para lâmpadas fluorescentes, série ECOLUX 6600 > 6600

Manual de instruções. Luminárias para lâmpadas fluorescentes, série ECOLUX 6600 > 6600 Manual de instruções Luminárias para lâmpadas fluorescentes, > Informações Gerais Índice 1 Informações Gerais...2 2 Explicação dos símbolos...3 3 Instruções gerais de segurança...3 4 Utilização prevista...3

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 julho 2009 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Terminador de barramento de campo

Terminador de barramento de campo Terminador de barramento de campo Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Índice 1 Informações Gerais...3 1.1 Fabricante...3 1.2 Informações relativas ao manual de instruções...3 1.3

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA TEORIA Princípios básicos de transmissão a. Sinais de radiofreqüência (RF) Possuem freqüências acima de 100 KHz e são usados pelas emissoras para transportar

Leia mais

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL BIO3000 VERSÃO DO MANUAL 1.0 de 21/02/2012 6434 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Especificações Técnicas... 3 3. Características Gerais... 4 4. Visão geral do Equipamento... 4 5. Recomendações de Instalação...

Leia mais

1964-P-2001 1964-P-2000

1964-P-2001 1964-P-2000 1964-P-2001 1964-P-2000 LEIA E SIGA CUIDADOSAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES Instruções da unidade de parede Keeler Antes de utilizar o produto Keeler, leia cuidadosamente as instruções. Para sua segurança e dos

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 79 de 8 de maio de 200 Certificate issued in according

Leia mais

ÓRGÃOS ACESSÓRIOS DA REDE DE ESGOTO

ÓRGÃOS ACESSÓRIOS DA REDE DE ESGOTO SANEAMENTO II AULA 06 8 semestre - Engenharia Civil ÓRGÃOS ACESSÓRIOS DA REDE DE ESGOTO Profª. Priscila Pini prof.priscila@feitep.edu.br POÇOS DE VISITA (PV) São utilizados para permitir o acesso de homens

Leia mais

Impressora Latex série 300. Garantia limitada

Impressora Latex série 300. Garantia limitada Impressora Latex série 300 Garantia limitada 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 Avisos legais As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. As únicas

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 010 Certificate issued in according

Leia mais

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica 2 PORTUGUÊS EM8032 EM8033 - Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Conteúdo da embalagem... 2

Leia mais

AutoFilt Type RF3 Exemplos de aplicação.

AutoFilt Type RF3 Exemplos de aplicação. Filtro de retrolavagem automático AutoFilt RF3 para a tecnologia de processos Filtro de retrolavagem automático AutoFilt RF3 para a tecnologia de processos. Para a operação de filtração contínua sem manutenção

Leia mais

Meteoro. Nitrous Drive

Meteoro. Nitrous Drive Meteoro Nitrous Drive Manual do Proprietário Desenvolvido pelo Especialista de Produtos Eduardo Parronchi Conteúdo Início /Apresentação...3 Notas Importantes...4 Descrição do Painel...5 Ligando o NITROUS

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [M03 11052010] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419 MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419 Obrigado por adquirir o Aquecedor Termoventilador Cadence AQC418 AQC419, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante

Leia mais

Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop

Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop Sumário Executivo Esta Nota Técnica tem por finalidade comprovar a existência de sustentação técnica e motivação econômica para estabelecer

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA ÍNDICE Introdução e características... 03 Instruções de segurança... Instruções de instalação... Operações... Manutenção geral... Limpeza e substituição... Solução

Leia mais

DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s

DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s DESCRIÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DAS IVZ s Arquivo: Manual descritivo para implementação da infra-estrutura das IVZ Versão 02 Data: 23/11/2007 Implantação da Infra-estrutura de rede nas

Leia mais

This page should not be printed.

This page should not be printed. Nº MODIFICAÇÃO POR DATA 0 Liberação de Arquivo Ari Jr 24-04-2015 This page should not be printed. This document is property of Britannia AND CAN NOT BE USED BY A THIRD PARTY PROJ. DATA MATERIAL QUANTIDADE

Leia mais

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente.

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente. Obrigado por adquirir um produto Meu Móvel de Madeira. Agora, você tem em suas mãos um produto de alta qualidade, produzido com matérias-primas derivadas de floresta plantada. Além de fazer uma ótima escolha,

Leia mais

STUDIO MONITOR HEADPHONES

STUDIO MONITOR HEADPHONES English STUDIO MONITOR HEADPHONES Owner s Manual Bedienungsanleitung Mode d emploi Manual de instrucciones Manual do Proprietário Manuale di istruzioni Руководство пользователя 사용설명서 取 扱 説 明 書 Русский

Leia mais