Prof. Maria Cristina Lorenzon/UFRRJ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Maria Cristina Lorenzon/UFRRJ"

Transcrição

1 Prof. Maria Cristina Lorenzon/UFRRJ

2 Apicultor de Hoje Deve ser atualizar Cultivar Bons Hábitos Monitorar seu Desempenho Ser Organizado Preocupar-se com a Saúde das Abelhas

3 Deve Anotar (POR ANO) - Mel (kg), ou número de favos - As fugas por ano A época Características do enxame O que restou na colmeia - Os Custos

4 Calculando a produção média de seu Apiário (Kg/colméia/ano) Divido a Produção Total do Ano pelo Número de colmeias do apíário EX: 300kg/ano em 20 colmeias = 6 kg/colmeia/ano

5 EXCESSO de FUMAÇA Relação combustível/comburente. Posição - aplicação horizontal

6 Enxameação (maior que 15% a/a) Falta renovação de favos anual Coleta de mel tardia Coleta de enxames-voadores Uso de tela excluidora, sem usar alvado superior Falta de telhado

7 Pilhagem Tempo de revisão longo Revisão deficiente com quebra de favos, restos de cera/mel pelo apiário Enxames com fome

8 - Uso inadequado do Espaço ocupado pelo enxame Enxames 2 a 5 quadros devem ocupar Núcleos Enxames com 5 ou mais devem ocupar Ninhos Ninhos repletos devem receber uma melgueira Uso inadequado de quadros com cera nas épocas de escassez de alimento Só na época de fartura Ninho repleto

9 HIGIENE MANEJO ASSEIO PESSOAL Integração

10 Higiene & Organização Higiene pessoal, Materiais, etc..

11 Favo a ser usado Alcool a 70% para desinfecção

12 HIGIENE É FUNDAMENTAL

13 INDUMENTÁRIA HÍGIDA - Limpas, Claras, Sem Cheiros - Sem Rasgos, largas, com bolsos - Uma p/ Revisões e Outra p/ Coleta.

14 SER APICULTOR E SER ORGANIZADO

15 SER APICULTOR E NÂO SER DESORGANIZADO

16 Uso de Caixas Padrão Langstroth Fundo Ninho e Quadro Ninho Tampa Melgueira Melgueira e Quadros

17 Instrumentos e Materiais DE ROTINA Devidamente Limpos e higienizados Evitar Contaminação com o Solo Caixas de Colheita de Mel Específicas & higienizadas Armazenar em local adequado Não usar pesticidas no apiário

18 Calendário Apícola Sintonia com flora de produção

19 Cada Local deve ter seu Calendário Apícola 100 kg P Preparo os enxames p/ produzir - 60 dias P PP M PP As abelhas produzem Jan Mar Mai Jul Set Nov Dez Em manutenção

20 EVITAR Construções abandonadas Local arenoso Lixo Criações (aves, suínos, etc.) Mata Agrotóxicos Outros apiários Instalação de Apiários

21 Instalação de Apiários Distribuição de Colmeias

22 Povoamento de Apiários Transferêcia de enxames Caixas- isca Compra de enxames Quarentena Divisão artificial conforme genética. G T A

23 Intervalo de revisões dias Urgente - < 15 dias Revisão das Colméias

24 Revisão das Colméias O QUE OBSERVAR Gerais Estado das Caixas e cavaletes Abelhas no piso e no solo

25 Revisão das Colméias Tempo de abertura da colméia 5 minutos O QUE OBSERVAR Alimento Crias Espaço do enxame Estado dos favos A reutilizaçáo dos materiais

26 CONTROLE GENÉTICO Criação de rainhas depende LOTAÇÃO do apiário CRIADORES com menos de 50 COLMEIAS comprar Com mais de 400 COLMEIAS - criação

27 Não! introdução de Rainhas Sim! União de famílias SELEÇÃO genética Temperamento Produção Higine da abelha

28 Falta de revisão Deficiências Tecnológicas - Higiene & Profilaxia Falta da notificação aos órgãos competentes Problemas com devastação dos hábitats. Perdas baixam a Produção!

[1º passo] [2º passo] [3º passo] [4º passo] [5º passo] [6º passo]

[1º passo] [2º passo] [3º passo] [4º passo] [5º passo] [6º passo] 1 de 5 10/16/aaaa 10:58 Apicultura Apicultura : Povoamento do apiário Nome Apicultura : povoamento do apiário Produto Informação Tecnológica Data Agosto -2000 Preço - Linha Apicultura Informações resumidas

Leia mais

CARTILHA TÉCNICA DE APICULTURA

CARTILHA TÉCNICA DE APICULTURA CARTILHA TÉCNICA DE APICULTURA Maio de 2015 Patrocínio: LISTA DE FIGURAS Figura 1. Produtos da apicultura.... 4 Figura 2. Abelha Rainha.... 5 Figura 3. Operárias numa caixa de abelha.... 6 Figura 4. Zangões....

Leia mais

Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino

Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino DISCIPLINA: Consórcios Zoofrutícola (Aves e Apicultura) Vigência: a partir de 2011/2 Período Letivo: 1º ano Carga horária Total: 60 h Código: VG_TEC032 E Ementa: Discussões e análises criteriosas das principais

Leia mais

Comunicado Técnico 13

Comunicado Técnico 13 Comunicado Técnico 13 ISSN 2177-854X Junho. 2011 Uberaba - MG Planejamento e Implantação de um apiário Instruções Técnicas Responsáveis: Gisele Cristina Favero E-mail: giselefav82@yahoo.com.br Mestre em

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO ALIMENTÍCIA. Disciplinas da Formação Técnica Específica - FTE

EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO ALIMENTÍCIA. Disciplinas da Formação Técnica Específica - FTE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO E STADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL- SUPROF DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DIRDEP EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO ALIMENTÍCIA EMENTÁRIO:

Leia mais

PRODUÇÃO DE PÓLEN APÍCOLA

PRODUÇÃO DE PÓLEN APÍCOLA PRODUÇÃO DE PÓLEN APÍCOLA Maria Luisa Teles Marques Florêncio Alves Zootecnista, Ms, PqC do Polo Regional Vale do Paraíba/APTA marialuisa@apta.sp.gov.br Os grãos de pólen ou simplesmente pólen, são estruturas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL Nº

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL Nº SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL Nº 36/2011-Reitoria/IFRN CONCURSO PÚBLICO GRUPO MAGISTÉRIO O REITOR DO INSTITUTO

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE APICULTURA

NOÇÕES BÁSICAS DE APICULTURA 1 NOÇÕES BÁSICAS DE APICULTURA Eliel Freitas Junior 1 A partir de agora estaremos estudando a própria atividade de aproveitamento da produção excedente de mel,cera, pólen, própolis e geleia real. A isso

Leia mais

Apicultura Sustentável na Propriedade Familiar de Base Ecológica

Apicultura Sustentável na Propriedade Familiar de Base Ecológica ISSN 1981-5999 Apicultura Sustentável na Propriedade Familiar de Base Ecológica 64 Introdução Esta publicação tem o objetivo de orientar agricultores familiares, assentados da reforma agrária, apicultores

Leia mais

Suporte técnico a pequenos e médios apicultores do município de Cassilandia-MS

Suporte técnico a pequenos e médios apicultores do município de Cassilandia-MS Suporte técnico a pequenos e médios apicultores do município de Cassilandia-MS Wagner da Paz Andrade 1 ; Gustavo Haralampidou da Costa Vieira 2 1 Estudante do Curso de Agronomia da UEMS, Unidade Universitária

Leia mais

GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE

GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE Mais Mel é um programa, um conjunto de metodologias, com um conjunto de técnicas de gestão e transferência de tecnologias de produção, por meio de consultorias

Leia mais

Fatores relacionados à criação de abelhas

Fatores relacionados à criação de abelhas Fatores relacionados à criação de abelhas Fábio Guilherme Mochiutti 1 (FECILCAM) - guigomochiutti@hotmail.com Carlos Diego Rosina 2 (FECILCAM) - diegorosina_170@hotmail.com Etienne Tainá Damaceno Ferreira

Leia mais

Projeto Rainha Solidária CEMIG D MEL NOBRE MEL NOBRE. dilzair@cemig.com.br melnobregv@hotmail.com mnunesmenezes@uol.com.br CEMIG D CEMIG D CEMIG D

Projeto Rainha Solidária CEMIG D MEL NOBRE MEL NOBRE. dilzair@cemig.com.br melnobregv@hotmail.com mnunesmenezes@uol.com.br CEMIG D CEMIG D CEMIG D XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Projeto Rainha Solidária Dilzair Alvimar de Oliveira Nelson Gonçalves da Silva Marcos Nunes

Leia mais

Apicultura Básica. Apicultura Básica. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Apicultura Básica. Apicultura Básica. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Apicultura Básica Apicultura Básica Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Ministro: Jorge Alberto Portanova Mendes Ribeiro Filho COMISSÃO

Leia mais

Unipampa Campus Dom Pedrito Curso de Zootecnia Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2015/2

Unipampa Campus Dom Pedrito Curso de Zootecnia Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2015/2 Unipampa Campus Dom Pedrito Curso de Zootecnia Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2015/2 Limpeza e desinfecção das colméias Importante para: - qualidade de vida das abelhas - boa produção

Leia mais

Estrutura da Colméia. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DOM PEDRITO CURSO DE ZOOTECNIA Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2017/2

Estrutura da Colméia. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DOM PEDRITO CURSO DE ZOOTECNIA Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2017/2 Estrutura da Colméia UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DOM PEDRITO CURSO DE ZOOTECNIA Disciplina de Apicultura Profa. Lilian Kratz Semestre 2017/2 Colméias LANGSTROTH Americana ou standard Padrão da

Leia mais

APICULTURA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DOURADOS/MS

APICULTURA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DOURADOS/MS APICULTURA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DOURADOS/MS Loan Henrique Pereira da Silva¹; Andréa Maria de Araújo Gabriel 2 ; Euclides Reuter de Oliveira 2 ; Nausira Noriko Namiuchi 2 ; Osvaldo de Souza Carbonari

Leia mais

DIRETORIA DA CÁRITAS DIOCESANA DE ALMENARA:

DIRETORIA DA CÁRITAS DIOCESANA DE ALMENARA: Jequitinhonha - MG, maio de 2014 Realização: Patrocínio: Expediente DIRETORIA DA CÁRITAS DIOCESANA DE ALMENARA: DIRETOR PRESIDENTE: Jorge Rodrigues Pereira DIRETOR VICE PRESIDENTE: Adão Pereira dos Santos

Leia mais

Custo de produção de mel: uma proposta para abelhas africanizadas e meliponíneos

Custo de produção de mel: uma proposta para abelhas africanizadas e meliponíneos o SÉRIE MELIPONICULTURA - N 02 Custo de produção de mel: uma proposta para abelhas africanizadas e meliponíneos Rogério Marcos de Oliveira Alves Bruno de Almeida Souza Carlos Alfredo Lopes de Carvalho

Leia mais

ABELHAS Apis mellifera

ABELHAS Apis mellifera 141 Coleção SENAR Acesse também o portal de educação à distância do SENAR: www.canaldoprodutor.com.br/eadsenar SGAN Quadra 601, Módulo K Ed. Antônio Ernesto de Salvo - 1º andar Brasília-DF - CEP: 70830-903

Leia mais

ABELHAS. Instalação do apiário. Coleção SENAR. Apis mellifera

ABELHAS. Instalação do apiário. Coleção SENAR. Apis mellifera Coleção SENAR 141 ABELHAS Apis mellifera Instalação do apiário Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Presidente do Conselho Deliberativo João Martins da Silva Júnior Entidades Integrantes do Conselho

Leia mais

Simpósio Programa SOS Abelhas

Simpósio Programa SOS Abelhas Ricardo Bisotto de Oliveira, Dr. Biólogo, Entomologista UFRGS FACULDADE DE AGRONOMIA DEPARTAMENTO DE FITOSSANIDADE ricardo.bisotto@ufrgs.br Remoções de enxames e colônias de abelhas e vespas de áreas urbanas,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTOR

CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTOR 1 de 11 10/16/aaaa 10:57 Caracterização do produtor Operações que compõe o sistema Recomendações técnicas Especificação dos coeficientes técnicos do sistema para um apiário de 20 colméias Equipamentos

Leia mais

Sumário. 1. Objetivo 2. Manipulação na colheita de mel Manejo de campo. 3. Instalações. 4. Higiene Pessoal. 5. Higiene na Produção

Sumário. 1. Objetivo 2. Manipulação na colheita de mel Manejo de campo. 3. Instalações. 4. Higiene Pessoal. 5. Higiene na Produção SEBRAE DO RIO GRANDE DO SUL Presidente do Conselho Deliberativo Carlos Rivaci Sperotto Sumário Diretor-Superintendente Derly Cunha Fialho Diretora de Operações Susana Maria Kakuta Diretor de Gestão Eduardo

Leia mais

Pesquisa da Cadeia Apícola do Vale do Jaguari-RS Como citar:

Pesquisa da Cadeia Apícola do Vale do Jaguari-RS Como citar: Pesquisa da Cadeia Apícola do Vale do Jaguari-RS Como citar: SOUTO. A. J. P. Pesquisa da Cadeia Apícola Vale do Jaguari- RS. Resultados parciais: Mata. URI Santiago RS. Ano 2014-2016. Disponível: .

Leia mais

Métodos de monitorização da varroa nas colónias.

Métodos de monitorização da varroa nas colónias. Métodos de monitorização da varroa nas colónias. Filipe Nunes (Médico Veterinário, Hifarmax) Carlos Relva (Eng. Florestal e dos Recursos Naturais, Hifarmax) Na apicultura atual a monitorização e controlo

Leia mais

NORMAS PARA PRODUTOS APÍCOLAS E MANEIO DAS ABELHAS

NORMAS PARA PRODUTOS APÍCOLAS E MANEIO DAS ABELHAS NORMAS PARA PRODUTOS APÍCOLAS E MANEIO DAS ABELHAS Para o uso das marcas DEMETER, BIODINÂMICO e outras relacionadas Junho 2012 Para serem implementadas a partir de Junho 2013 Demeter International e.v.

Leia mais

PROGRAMA MAIS MEL GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE

PROGRAMA MAIS MEL GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE TRBALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 PROGRAMA MAIS MEL GESTÃO, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE EQUIPE RESPONSÁVEL: Juan farias / Gilvanio Benedito / Hidelberto TRINDADE PE 1 PROGRAMA MAIS MEL GESTÃO,

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. CONSTITUIÇÃO DA COLÔNIA. A constituição de uma colônia é a seguinte: 60000 a 80000 abelhas operárias; 1 rainha e 0 a 400 zangões.

1. INTRODUÇÃO 2. CONSTITUIÇÃO DA COLÔNIA. A constituição de uma colônia é a seguinte: 60000 a 80000 abelhas operárias; 1 rainha e 0 a 400 zangões. Obtenção do Mel Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com) Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com) 1. INTRODUÇÃO Abelhas

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL. Canavieiras promove desfile cívico para comemorara Independênciado Brasil

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL. Canavieiras promove desfile cívico para comemorara Independênciado Brasil Diário Oficial Ano: 2 Edição: 279 Páginas: 12 INDEPENDÊNCIA DO BRASIL Canavieiras promove desfile cívico para comemorara Independênciado Brasil A secretária municipalda Educação, professora Emília Cristina

Leia mais

INCORPORAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS NA APICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO DE IRATI, CENTRO SUL DO PARANÁ

INCORPORAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS NA APICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO DE IRATI, CENTRO SUL DO PARANÁ INCORPORAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS NA APICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO DE IRATI, CENTRO SUL DO PARANÁ Adalberto Klossowski (Bolsista SETI- UNICENTRO); Jairo Woruby (Bolsista SETI- UNICENTRO), Maicon Dziadzio (Bolsista

Leia mais

ABC. da Agricultura Familiar. Criação de abelhas (apicultura)

ABC. da Agricultura Familiar. Criação de abelhas (apicultura) ABC da Agricultura Familiar Criação de abelhas (apicultura) Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Informação Tecnológica Embrapa Meio-Norte Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

CETAM - Centro de Formação de Agricultores de Montenegro

CETAM - Centro de Formação de Agricultores de Montenegro CETAM - Centro de Formação de Agricultores de Montenegro O Centro de Formação de Agricultores de Montenegro - CETAM está localizado no bairro Zootecnia em Montenegro. Em atividade desde 1998, encontra-se

Leia mais

Produção Integrada de Maçã PIM. Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento Pós-Colheita

Produção Integrada de Maçã PIM. Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento Pós-Colheita Produção Integrada de Maçã PIM Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento Pós-Colheita Empresa: Localização: Responsável Técnico: Data: Horário Realização da Visita: Recepção da fruta Conservação

Leia mais

Apicultura para Principiantes

Apicultura para Principiantes Apicultura para Principiantes Extraido do livro: Aprendendo com as abelhas a viver em sociedade de minha autoria. Como criar abelhas em 11 passos - l. Localização 1 - Verifique se o local em que você pretende

Leia mais

ABELHAS. Capítulo 4. Apis mellifera. Autores Érica Weinstein Teixeira. Dejair Message. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA, SAA-SP)

ABELHAS. Capítulo 4. Apis mellifera. Autores Érica Weinstein Teixeira. Dejair Message. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA, SAA-SP) Capítulo 4 ABELHAS Apis mellifera Autores Érica Weinstein Teixeira Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA, SAA-SP) Dejair Message Universidade Federal de Viçosa (UFV) 178 179 Material para

Leia mais

V e t e r i n a r i a n D o c s www.veterinariandocs.com.br. Apicultura. -O apicultor pode escolher a qualidade do enxame;

V e t e r i n a r i a n D o c s www.veterinariandocs.com.br. Apicultura. -O apicultor pode escolher a qualidade do enxame; V e t e r i n a r i a n D o c s Apicultura Povoamento de Colméias: -Introdução: -Povoar uma colméia significa obter enxames e situá-los em colméias racionais para a exploração de seus produtos. Aumentar

Leia mais

Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro

Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro 1 Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro 1. PRODUÇÃO ANIMAL Carga horária total: 400 h/a - 333 h APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: a disciplina de produção animal é essencial ao currículo do

Leia mais

PORTFÓLIO DOS CURSOS - 2015 PRONATEC - SENAR-AR/RN

PORTFÓLIO DOS CURSOS - 2015 PRONATEC - SENAR-AR/RN PORTFÓLIO DOS CURSOS - 2015 PRONATEC - SENAR-AR/RN 1. Agricultor Orgânico (160 horas) Perfil Profissional: Executa com base nas técnicas da produção orgânica, o manejo do solo e das culturas, a produção

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO CAMPUS SALGUEIRO O Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Alimentação de Enxames em Apicultura Sustentável

Alimentação de Enxames em Apicultura Sustentável ISSN 1981-5999 Alimentação de Enxames em Apicultura Sustentável 63 Introdução As abelhas efetuam numerosas e importantes atividades para o homem, desde a polinização, garantindo maiores e melhores produções

Leia mais

Documentos 81. Boas práticas na produção e beneficiamento de pólen apícola desidratado. ISSN 0104-866X Novembro, 2003

Documentos 81. Boas práticas na produção e beneficiamento de pólen apícola desidratado. ISSN 0104-866X Novembro, 2003 ISSN 0104-866X Novembro, 2003 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro de Pesquisa Agropecuária do Meio-Norte Ministério da Agricultura e do Abastecimento Documentos 81 Boas práticas na produção

Leia mais

IDENTICAÇÃO DOS DÉFICITS DA APICULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

IDENTICAÇÃO DOS DÉFICITS DA APICULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO IDENTICAÇÃO DOS DÉFICITS DA APICULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Trabalho da Câmara Setorial de Apicultura UFRRJ/SEAPPA 1. IDENTIFICAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DO APIÁRIO A. N do questionário B. Distrito C. Coordenadas

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE FINANCEIRA DA IMPLANTAÇÃO DE UM APIÁRIO PARA A PRODUÇÃO DE PRÓPOLIS E MEL

ESTUDO DA VIABILIDADE FINANCEIRA DA IMPLANTAÇÃO DE UM APIÁRIO PARA A PRODUÇÃO DE PRÓPOLIS E MEL ESTUDO DA VIABILIDADE FINANCEIRA DA IMPLANTAÇÃO DE UM APIÁRIO PARA A PRODUÇÃO DE PRÓPOLIS E MEL CRISTIANE ANDRÉA DE LIMA; ADILSON JAYME DE OLIVEIRA; ANA JÚLIA LEMOS ALVES PEDREIRA; SERGIO AUGUSTO DE CAMPOS

Leia mais

PRODUÇÃO DE CRIA, ALIMENTOS E PRÓPOLIS EM COLMÉIAS DE Apis mellifera EM DIFERENTES ÉPOCAS DO ANO.

PRODUÇÃO DE CRIA, ALIMENTOS E PRÓPOLIS EM COLMÉIAS DE Apis mellifera EM DIFERENTES ÉPOCAS DO ANO. PRODUÇÃO DE CRIA, ALIMENTOS E PRÓPOLIS EM COLMÉIAS DE Apis mellifera EM DIFERENTES ÉPOCAS DO ANO. Alisson Chiréa, (PIBIC/Fundação Araucária/), Sheley Daiana Sutil, Edmar Soares de Vasconcelos, Jeferson

Leia mais

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio!

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! Dra. Marlise Potrick Stefani, MSc Nutricionista Especialista e Mestre em Qualidade, Especialista em Alimentação Coletiva

Leia mais

Ediney de Oliveira Magalhães Eng. Agrônomo MSc MAPA/CEPLAC/CEPEC

Ediney de Oliveira Magalhães Eng. Agrônomo MSc MAPA/CEPLAC/CEPEC 1 Ediney de Oliveira Magalhães Eng. Agrônomo MSc MAPA/CEPLAC/CEPEC Cortesia por ter entrado no site no III SEMINÁRIO DE PRÓPOLIS DO NORDESTE II ENCONTRO NACIONAL DE PRODUTORES PÓLEN Bahia/Brasil Julho

Leia mais

COLMÉIA GUILLIANIPARA CRIAÇÃO RACIONAL DE JATAÍ

COLMÉIA GUILLIANIPARA CRIAÇÃO RACIONAL DE JATAÍ Equipamento Apícola COLMÉIA GUILLIANIPARA CRIAÇÃO RACIONAL DE JATAÍ (Tetragonisca angustula) GasparGuilliani 1 e Guilherme José de Paiva 2 INTRODUÇÃO Na criação e construção de uma colmeia racional, deve-se

Leia mais

Zootecnia-Apicultura: uma Inter-relação para Estimular o Desenvolvimento Sustentável e a Segurança da Comunidade

Zootecnia-Apicultura: uma Inter-relação para Estimular o Desenvolvimento Sustentável e a Segurança da Comunidade Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 Zootecnia-Apicultura: uma Inter-relação para Estimular o Desenvolvimento Sustentável e a Segurança

Leia mais

Cortiços... de Cortiça Joaquim Pífano (Aderavis)

Cortiços... de Cortiça Joaquim Pífano (Aderavis) Cortiços... de Cortiça Joaquim Pífano (Aderavis) Cada vez mais as colmeias malditas, já não há cartilha apícola que não lhe atribua defeitos, problemas só resolvidos pelas caixas de madeira. A saber: Pouco

Leia mais

Vigilância em Saúde Ambiental

Vigilância em Saúde Ambiental Vigilância em Saúde Ambiental Informações em Saúde ROEDORES (Rodentia): - Gestão inadequada dos resíduos; - Maus hábitos de higiene; - Descuidos com o armazenamento de alimentos; - Facilidade de acesso

Leia mais

Custos de produção, expectativas de retorno e de riscos do agronegócio mel no planalto norte de Santa Catarina.

Custos de produção, expectativas de retorno e de riscos do agronegócio mel no planalto norte de Santa Catarina. 46 Custos de produção, expectativas de retorno e de riscos do agronegócio mel no planalto norte de Carlos Leomar Kreuz Doutor em Engenharia de Produção pela UFSC Instituição: Fundação do Meio Ambiente

Leia mais

Proposal for Beekeeping Diagnosis, of its Technology and Health using Pibee Index

Proposal for Beekeeping Diagnosis, of its Technology and Health using Pibee Index RCPV (2014) 109 (591-592) 94-99 Proposta de Diagnose Apícola, de sua Tecnologia e Sanidade por meio do indicador Idapi Proposal for Beekeeping Diagnosis, of its Technology and Health using Pibee Index

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 64, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 64, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 64, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único,

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina ENT375 Apicultura

Programa Analítico de Disciplina ENT375 Apicultura Catálogo de Graduação 06 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Entomologia - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Apicultura no Estado de Alagoas: um estudo sobre práticas desenvolvidas por apicultores em Município do Agreste Alagoano 1 Diogo de Barros Mota

Leia mais

CIA DA ABELHA REFERÊNCIA NA CADEIA DO AGRONEGÓCIO APÍCOLA DESDE 1983

CIA DA ABELHA REFERÊNCIA NA CADEIA DO AGRONEGÓCIO APÍCOLA DESDE 1983 CIA DA ABELHA REFERÊNCIA NA CADEIA DO AGRONEGÓCIO APÍCOLA DESDE 1983 CRIAÇÃO DE ABELHAS, COMÉRCIO DE PRODUTOS E MATERIAIS PARA APICULTURA EM GERAL Rua José Lobo Filho, Quadra 3, lote 23, Setor Parque Trindade

Leia mais

EDITAL Nº 005/17 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA

EDITAL Nº 005/17 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ZOOTECNIA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO ANIMAL EDITAL Nº 005/17 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA - O Departamento de Produção

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO

A UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO A UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL PARA A GESTÃO DA APICULTURA DE PEQUENO PORTE Valdemar Azolini* Vera Mariza Henriques de Miranda Costa** Introdução As micro e as pequenas empresas desempenham um papel

Leia mais

EDITAL Nº 001 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA

EDITAL Nº 001 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ZOOTECNIA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO ANIMAL EDITAL Nº 001 CONCURSO DE MONITORIA REMUNERADA - O Departamento de Produção Animal

Leia mais

PAC 09. Higiene, Hábitos higiênicos e Saúde dos Colaboradores

PAC 09. Higiene, Hábitos higiênicos e Saúde dos Colaboradores Página 1 de 11 Higiene, Hábitos higiênicos e Saúde dos Colaboradores Página 2 de 11 1. Objetivo----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------03

Leia mais

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Universidade de Passo Fundo Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Curso de Medicina Veterinária 6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Médico Veterinário Profº Dr. Elci Lotar

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Jailson Bittencourt de Andrade Coordenador do projeto Pesquisando Kirimurê e da Rede Baías da Bahia

Jailson Bittencourt de Andrade Coordenador do projeto Pesquisando Kirimurê e da Rede Baías da Bahia Abelhas Abelha solitária: Mamangava (Xylocopa frontalis) Apresentação Em continuidade ao Estudo Multidisciplinar Baía de Todos os Santos (Projeto BTS), estão sendo realizadas investigações com foco nas

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

XVIII SEMINARIO NORDESTINO DE PECUÁRIA

XVIII SEMINARIO NORDESTINO DE PECUÁRIA XVIII SEMINARIO NORDESTINO DE PECUÁRIA JOÃO LUIZ ALEIXO DA SILVA (LULA DO MEL) BIÓLOGO CRBIO: 19.365/5-D - PÓS-GRADUADO EM APICULTURA PÓS-GRADUADO EM SAÚDE PÚBLICA - MESTRANDO EM GESTÃO E AUDITORIAS AMBIENTAIS

Leia mais

Higienização do Ambiente Hospitalar

Higienização do Ambiente Hospitalar Higienização do Ambiente Hospitalar Enfª Mirella Carneiro Schiavon Agosto/2015 O serviço de limpeza tem por finalidade preparar o ambiente de saúde para suas atividades, mantê-lo em ordem e conservar equipamentos

Leia mais

Caramulo 16 Junho 2012

Caramulo 16 Junho 2012 Caramulo 16 Junho 2012 Carlos Relva, Eng.º Florestal e dos Recursos Naturais www.hifarmax.com Nosemoses e Vitafeed GOLD Tel: 214571110 - info@hifarmax.com O que é a Hifarmax? Líder na área da sanidade

Leia mais

!" "!#$%&! ' (& %()#' *& %)' )+,-&

! !#$%&! ' (& %()#' *& %)' )+,-& !" "!#$%&! ' (& %()#' *& %)' )+,-& (vista lateral) (vista superior) (órgão feminino - vista lateral) (órgão masculino) 1 &./*& %)' )+,-& 0É a transferência do pólen da antera para o estigma da flor. Pólen

Leia mais

A Abelha. 1. A Abelha. 1.1 Que abelhas são criadas no Brasil?

A Abelha. 1. A Abelha. 1.1 Que abelhas são criadas no Brasil? A Abelha 1. A Abelha 1.1 Que abelhas são criadas no Brasil? A espécie de abelha mais comum, criada no Brasil e no mundo inteiro é a Apis mellifera (o seu nome científico). Também são criadas aqui algumas

Leia mais

Olinda - Pernambuco - Brasil

Olinda - Pernambuco - Brasil XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica Olinda - Pernambuco - Brasil SENDI 2008-06 a 10 de outubro Relocação de Colméias de Abelhas Meloponíneas nas Instalações Elétricas da Cemig

Leia mais

Curiosidades A Vida das Abelhas.

Curiosidades A Vida das Abelhas. Curiosidades A Vida das Abelhas. Se as abelhas desaparecessem da face da terra, a espécie humana teria somente mais 4 anos de vida. Sem abelhas não há polinização, ou seja, sem plantas, sem animais, sem

Leia mais

AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA ATIVIDADE APÍCOLA EM ALTA FLORESTA, MT: UM ESTUDO DE CASO

AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA ATIVIDADE APÍCOLA EM ALTA FLORESTA, MT: UM ESTUDO DE CASO AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA ATIVIDADE APÍCOLA EM ALTA FLORESTA, MT: UM ESTUDO DE CASO GUSTAVO CAIONE 1, WAGNER CAIONE 2, AMILTON FERREIRA DA SILVA 1 E MENDELSON GUERREIRO DE LIMA 3 Recebido em 06.04.2010 e

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

Monitoramento e controle do ácaro Varroa destructor em colmeias de abelhas Apis mellifera

Monitoramento e controle do ácaro Varroa destructor em colmeias de abelhas Apis mellifera Monitoramento e controle do ácaro Varroa destructor em colmeias de abelhas Apis mellifera Introdução As altas taxas de mortalidade de abelhas ocorridas nos últimos anos em Santa Catarina exigem uma nova

Leia mais

Critério do Comércio Justo para. Organizações de Pequenos Produtores

Critério do Comércio Justo para. Organizações de Pequenos Produtores Critério do Comércio Justo para Mel de Organizações de Pequenos Produtores Versão atual: 16.02.2009 Substitui a versão anterior de: 01.02.2005 Data esperada para a próxima revisão: 2014 Envie seus comentários

Leia mais

Vladimir Stolzenberg Torres. Ms. Biociências Dr. em Informática na Educação.

Vladimir Stolzenberg Torres. Ms. Biociências Dr. em Informática na Educação. Vladimir Stolzenberg Torres Biólogo Ms. Biociências Dr. em Informática na Educação biologo.vladimir@gmail.com Fonte das informações: http://www.biobees.com/ http://www.ccdemo.info/gardenbees/ktbh.html

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Fernando Gonçalves da Costa. Criando Abelhas no Semi-Árido Baiano

Fernando Gonçalves da Costa. Criando Abelhas no Semi-Árido Baiano Fernando Gonçalves da Costa Criando Abelhas no Semi-Árido Baiano Presidente da CODEVASF Luiz Carlos Everton de Farias Diretora da Área de Administração Ana Lourdes Nogueira Almeida Diretor da Área de Engenharia

Leia mais

MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU

MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU MANEJO E MANUTENÇÃO DE NOVA ESPÉCIE DE DENDROBATIDAE (AMPHIBIA: ANURA) NO ZOOPARQUE ITATIBA: UM MODELO PARA CONSERVAÇÃO EX- SITU Felipe Garcia de Camargo¹ ¹ Zooparque Itatiba, Rodovia Dom Pedro I, Km 95,5.

Leia mais

11º Quadro, Viver ou Morrer com a Varroa

11º Quadro, Viver ou Morrer com a Varroa Rui Francisco Leitão Rodrigues ibericaqueens@gmail.com Alguns apicultores não ficarão perplexos em relação ao uso de 11 ou 12 quadros numa colmeia de 10 quadros, outros ficarão, outros ainda rejeitarão

Leia mais

Manual de Segurança e Qualidade para Apicultura

Manual de Segurança e Qualidade para Apicultura Manual de Segurança e Qualidade para Apicultura Série Qualidade e Segurança dos Alimentos 2 0 0 9 Manual de Segurança e Qualidade para Apicultura CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Armando de Queiroz

Leia mais

Recuperação e manejo de enxames no semiárido. Prof. em Apicultura / IFRN T.A. / Eng.º Agrônomo Drnd.- UFERSA Daniel Santiago Pereira

Recuperação e manejo de enxames no semiárido. Prof. em Apicultura / IFRN T.A. / Eng.º Agrônomo Drnd.- UFERSA Daniel Santiago Pereira Recuperação e manejo de enxames no semiárido Prof. em Apicultura / IFRN T.A. / Eng.º Agrônomo Drnd.- UFERSA Daniel Santiago Pereira (CRISTINO, 2003). TRIPÉ DA SUSTENTABILIDADE ATIVIDADE ECONÔMICA MEIO

Leia mais

USP Universidade de São Paulo IME Instituto de Matemática e Estatística MAT - 450 Seminário de Resolução de Problemas

USP Universidade de São Paulo IME Instituto de Matemática e Estatística MAT - 450 Seminário de Resolução de Problemas 1 USP Universidade de São Paulo IME Instituto de Matemática e Estatística MAT - 450 Seminário de Resolução de Problemas Abelhas: A Matemática dos alvéolos Um problema prático de Geometria 2 O Semestre

Leia mais

APICULTURA. Ângelo Daniel Valoto Marechal Candido Rondo 2007. 1 História da Abelha.

APICULTURA. Ângelo Daniel Valoto Marechal Candido Rondo 2007. 1 História da Abelha. APICULTURA Ângelo Daniel Valoto Marechal Candido Rondo 2007 1 História da Abelha. Segundo pesquisadores as abelhas habitam a Terra, há 100 milhões de anos, sendo assim um inseto vencedor, isso só foi possível

Leia mais

Colméias de 3 mil anos são descobertas em Israel

Colméias de 3 mil anos são descobertas em Israel GRANDES ACHADOS ARQUEOLÓGICOS Parte II Colméias de 3 mil anos são descobertas em Israel Escavações arqueológicas no norte de Israel revelaram evidências de apicultura praticada há 3 mil anos, incluindo

Leia mais

Produção Integrada de Maçã PIM. Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento - Campo

Produção Integrada de Maçã PIM. Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento - Campo Produção Integrada de Maçã PIM Lista de Verificação para Auditoria de Acompanhamento - Campo Empresa: Localização: Responsável Técnico: Data: Horário Nota: Os itens grafados em Negrito, Itálico e Sublinhado

Leia mais

Postos Fiscais A) P F TRANSAMAZÔNICA B) P F BELA VISTA

Postos Fiscais A) P F TRANSAMAZÔNICA B) P F BELA VISTA Esta regional está localizada no extremo norte do Estado, numa região conhecida como bico do papagaio. Tem apenas 02 importantes postos fiscais para controlar as saídas do Estado de mercadorias, gado,

Leia mais

A produção de própolis e pólen na rentabilidade de apiários

A produção de própolis e pólen na rentabilidade de apiários A produção de própolis e pólen na rentabilidade de apiários José Everton Alves PROFESSOR Polinização Apitoxina Enxames Rainhas Produtos e serviços explorados na Apicultura Mel Pólen Geléia real Própolis

Leia mais

Usos Alternativos dos Plantios de Eucalipto APICULTURA SOLIDÁRIA. Edmilson Bitti Loureiro Especialista em Proteção Florestal

Usos Alternativos dos Plantios de Eucalipto APICULTURA SOLIDÁRIA. Edmilson Bitti Loureiro Especialista em Proteção Florestal Usos Alternativos dos Plantios de Eucalipto APICULTURA SOLIDÁRIA Edmilson Bitti Loureiro Especialista em Proteção Florestal Vídeo institucional... MOTIVAÇÕES DO PROJETO Produção de mel em plantios de eucalipto

Leia mais

Autor: Miguel Vilas-Boas CIMO/ESAB Editor: FNAP Federação Nacional dos Apicultores de Portugal Av. do Colégio Militar Lote 1786, 1549-012 LISBOA

Autor: Miguel Vilas-Boas CIMO/ESAB Editor: FNAP Federação Nacional dos Apicultores de Portugal Av. do Colégio Militar Lote 1786, 1549-012 LISBOA Autor: Miguel Vilas-Boas CIMO/ESAB Editor: FNAP Federação Nacional dos Apicultores de Portugal Av. do Colégio Militar Lote 1786, 1549-012 LISBOA Telf: 217 100 084 FAX: 217 166 123 E-mail: info@fnap.pt

Leia mais

PAC 07. Controle Integrado de Pragas CIP

PAC 07. Controle Integrado de Pragas CIP Página 1 de 10 Controle Integrado de Pragas CIP Página 2 de 10 1. Objetivo----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------03

Leia mais

Liberação comercial Eucalipto geneticamente modificado (H421) Potenciais riscos para a apicultura Brasileira

Liberação comercial Eucalipto geneticamente modificado (H421) Potenciais riscos para a apicultura Brasileira Liberação comercial Eucalipto geneticamente modificado (H421) Potenciais riscos para a apicultura Brasileira Esther Margarida Bastos Fundação Ezequiel Dias/ Belo Horizonte/ MG A apicultura é de fundamental

Leia mais

Os Insectos Sagrados na Ecologia e Arqueologia da América latina. João Pedro Cappas e Sousa 5 Abril 2009

Os Insectos Sagrados na Ecologia e Arqueologia da América latina. João Pedro Cappas e Sousa 5 Abril 2009 Os Insectos Sagrados na Ecologia e Arqueologia da América latina João Pedro Cappas e Sousa 5 Abril 2009 A Ecologia é uma ciência recente mas os Conceitos Ecológicos são muito antigos. Vamos recuar no tempo

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais

Cuidados a serem tomados para que produtos apícolas tenham qualidade

Cuidados a serem tomados para que produtos apícolas tenham qualidade Cuidados a serem tomados para que produtos apícolas tenham qualidade LIDIANA SOUZA CORREIA LIMA Profa. MSc. IFCE Campus Fortaleza O QUE É QUALIDADE? Conjunto de características de todo produto e serviço,

Leia mais

MANUAL TÉCNICO, 05 ISSN 1983-5671. Jean Samel Rocha. julho de 2008

MANUAL TÉCNICO, 05 ISSN 1983-5671. Jean Samel Rocha. julho de 2008 MANUAL TÉCNICO, 05 ISSN 1983-5671 Jean Samel Rocha 05 Niterói-RJ julho de 2008 MANUAL TÉCNICO, 05 ISSN 1983-5671 Jean Samel Rocha 05 Niterói-RJ julho de 2008 PROGRAMA RIO RURAL Secretaria de Estado de

Leia mais