Como melhorar a política de senhas de segurança do Linux

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Como melhorar a política de senhas de segurança do Linux"

Transcrição

1 Como melhorar a política de senhas de segurança do Linux Professor: Kléber. Disciplina: Implantação de servidores. Alunos: Angélica, Rafael e Larissa. Análise e desenvolvimento de sistemas, 4 módulo

2 PAM Este artigo está baseado na utilização do PAM (Pluggable Authentication Modules ou Módulos de Autenticação Plugáveis/Modulares). O PAM é o conjunto de bibliotecas compartilhadas que permitem ao administrador do sistema local definir como as aplicações autenticam os usuários, sem a necessidade de modificar e recompilar programas. Para isso, é necessário somente editar alguns arquivos de configuração. Os programas que utilizam o PAM para autenticação definem o seu próprio nome de serviço e o arquivo de configuração da política de autenticação. O programa login define um serviço chamado login e o seu arquivo de configuração da política de autenticação é /etc/pam.d/login; in.rlogind define o serviço chamado rlogin e o seu arquivo de configuração da política de autenticação /etc/pam.d/rlogin; in.rshd define um serviço chamado rsh e seu arquivo de autenticação é /etc/pam.d/rsh etc. Toda a configuração está localizada no diretório /etc/pam.d. Portanto, visando criar um módulo único e centralizado de autenticação, os sistemas Linux realizam a autenticação via PAM. Caso esteja usando distros derivadas do Debian (Ubuntu, Mint) será preciso instalar um módulo PAM para habilitar o cracklib, que oferece recursos adicionais de verificação de senhas. sudo apt-get install libpam-cracklib Já para quem trabalha com distros como CentOS, Fedora ou RHEL não precisa instalar esse módulo; pois já vem configurado. Definindo a complexidade das senhas de usuários Para definir a complexidade, precisaremos alterar a configuração de definição de senhas de usuário. Ó processo pode ser diferente, de acordo com a sua distribuição. Para: Debian, Ubuntu ou Linux Mint: Para: Fedora, CentOS ou RHEL: sudo nano(ou vi) /etc/pam.d/commom-password sudo vi /etc/pam.d/system-auth Encontrado o arquivo, procure um trecho similar a esse: password requisite pam_cracklib.so retry=3 minlen=8 difok=3

3 E depois, substitua a linha acima por essa: password requisite pam_cracklib.so retry=3 minlen=8 difok=3 ucredit=-1 lcredit=-2 dcredit=-1 ocredit=-1 Isto irá forçar o usuário inserir pelo menos um caracter maiuscúlo (ucredit), dois caracteres minúsculos (lcredit), um dígito (dcredit) e um símbolo especial (ocredit). Onde, os outros parâmetros são: difok=3 -> Informa a quantidade de caracteres que podem se repetir em relação à última senha. Por exemplo: Se minha antiga senha era atari e eu tento usar atado como nova senha, receberei uma informação de erro, pois foi repeti 3 letras que já existiam na senha anterior ata. minlen=10 -> Informa qual a quantidade mínima de caracteres aceitos para a senha do usuário. No exemplo, o mínimo de caracteres aceitos serão 8 retry=3 -> Informa quantas vezes o usuário vai poder tentar, em caso de senha indevida, antes de receber a mensagem de erro. Definindo que a nova senha não poderá ser igual às anteriores: No mesmo arquivo do ponto anterior, iremos inserir o parâmetro remember na linha conforme exemplo: password sufficient pam_unix.so use_authtok md5 shadow remember=10 remember=10 > Informa que a nova senha não poderá ser igual às últimas 10 senhas utilizadas por este usuário. Definindo o período de expiração das senhas: O programa chage e passwd possui recursos que permitem definir limites mínimos e máximos do tempo para troca de senha de acesso, número máximo de dias após expirar o tempo de troca da senha em que a conta será permanentemente desabilitada (até que o administrador a reative) e o período mínimo entre troca de senhas. Alguns exemplos: passwd -x 10 -w 3 teste A senha do usuário teste expirará após 10 dias (-x 10) e ele será avisado com 3 dias de antecedência (-w 3) para trocar sua senha. Após o período máximo o usuário será obrigado a trocar a senha. Quando o usuário efetuar o login receberá a seguinte mensagem: Warning: your password will expire in 3 days.

4 passwd -x 10 -w 3 -i 2 teste A senha do usuário teste expirará após 10 dias (-x 10) e ele será avisado com 3 dias de antecedência (-w 3) para trocar sua senha, após a expiração da senha, o usuário tem 2 dias antes da conta ser desativada (-i 2). Se o período expirar e o usuário tentar um novo login será mostrada a mensagem: Your account has expired: Please contact your system administrator Para reativar a conta acima, remova totalmente o bloqueio da conta do usuário teste com passwd -x 0 teste, passwd -x w 7 -i 0 teste ou especifique um período de dias maior em adição à queles especificados para que ele possa trocar a senha. Por exemplo, caso tenha passado 3 dias desde que a conta acima expirou e deseje dar mais 2 dias para o usuário trocar a conta: passwd -x 17 -i 0 teste A conta será reativada por mais 2 dias dando a oportunidade do usuário trocar a senha. Preste atenção neste exemplo para entender bem a situação e prazos. passwd -x 90 -n 60 -w 15 -i 0 teste A senha do usuário teste expirará após 90 dias (-x 90), ele será avisado para trocar sua senha com 15 dias antes do prazo final (-w 15) e a conta será imediatamente desativada caso o prazo máximo para troca da senha expire (-i 0). O usuário também não poderá trocar sua senha durante os primeiros 60 dias desde a última troca de senha (-n 60). Em sistemas onde precisa adicionar restrições a muitos usuários na criação da conta, é recomendável seguir os métodos descritos em [#s-d-contas-cms-padroes Definindo valores padrões de restrição. OBS1: Em sistemas com senhas ocultas ativadas (veja [#s-d-contas-segsenhas-shadow Shadow Passwords) as restrições acima serão especificadas no arquivo /etc/shadow, isto garante que só o usuário root tenha acesso aos detalhes fornecidos neste arquivo. OBS2: A -d do passwd serve para remover a senha do usuário especificado ou seja somente será necessário fornecer o nome de usuário para ter acesso ao sistema. OBS3: Leve em consideração que o uso do recursos de senhas de grupo é um risco de segurança, pois a mesma senha será compartilhada entre diversas pessoas. OBS4: O programa useradd combina as funções do adduser e passwd para garantir que a conta seja criada com as restrições apropriadas. O único inconveniente é que o useradd quebra o Debian Policy e precisa de todos os parâmetros para a criação correta da conta (como o diretório home, senha criptografada, e UID numérico). Seu uso é indicado em shell scripts que cuidam automaticamente da tarefa de adicionar usuários ao sistema.

5 Referências Bibliográficas: Disponível em:< _cuidados_para_a_prote%c3%a7%c3%a3o_de_senhas/cria%c3%a7%c3%a3o,_monitorament o_e_seguran%c3%a7a_de_contas>.acesso em 25 ago Disponível em:< em: 25 ago Disponível em:< Acesso em: 25 ago 2015.

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

PAM Plugglable Authentication Modules

PAM Plugglable Authentication Modules PAM Plugglable Authentication Modules 1. O que é PAM? PAM é uma biblioteca que permite autenticar usuários em ambientes como o linux ou unix (Solaris, por exemplo). A necessidade da criação do PAM deveu-se

Leia mais

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 1-Antes de iniciar a instalação do SQL é necessário liberar as permissões do usuário para evitar erro, para realizar esse procedimento

Leia mais

Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários

Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br 8 de setembro de 2005 1 Definição do Ambiente Esta documentação trata das

Leia mais

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa 1 Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa O primeiro passo é criar um login de acesso que será com um e-mail e uma senha única para o grupo. Ao entrar no ambiente de Inscrição e selecionar

Leia mais

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Objetivos: Ativar e gerenciar compartilhamentos locais e remotos; Ativar e gerenciar o sistema de arquivos distribuídos (DFs); Gerenciar compartilhamentos ocultos;

Leia mais

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Introdução Arquivos de grupos e

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos

Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 MANIPULAÇÃO DE USUÁRIOS E GRUPOS... 3 #adduser... 3 Atributos de adduser... 3 #addgroup...

Leia mais

Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey

Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey Aplicativo Xerox App Gallery Guia de Utilização Rápida 702P03997 Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey Use o Aplicativo Xerox App Gallery para localizar

Leia mais

Manual do Desenvolvedor Geração de Tokens

Manual do Desenvolvedor Geração de Tokens Manual do Desenvolvedor Geração de Tokens Setembro de 2012 Versão 1.3 ÍNDICE Página 1. Introdução... 1 2. Geração de Tokens... 1 2.1 Formato dos Tokens... 1 2.2 Geração de Tokens... 1 2.2.1 Gerar Token

Leia mais

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração UFBA Universidade Federal da Bahia STI Superintendência de Tecnologia da Informação Rede VPN UFBA Procedimento para configuração 2015 Índice Introdução... 2 Windows 8... 3 Windows 7... 11 Windows VISTA...

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva Sistemas Operacionais de Redes Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva Agenda Entender o que são usuários e grupos Conhecer os arquivos onde essas informações ficam salvas Utilizar

Leia mais

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura.

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 4-441-095-71 (1) Network Camera Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 2012 Sony Corporation Índice Salvar

Leia mais

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL 1º Passo: Baixar o arquivo http://www.sinaisistemaimobiliario.com.br/instalar/instalador_aluguel.rar. 2º Passo: No SERVIDOR ao qual o sistema deverá ser instalado: a) Criar uma pasta, preferencialmente

Leia mais

Administração Portal Controle Público

Administração Portal Controle Público Administração Portal Controle Público Manual do usuário www.controlepublico.org.br 2015 Sumário 1. Workflow da publicação... 3 1.1. Perfis de publicação... 3 1.2. Perfis de controle no Administrador...

Leia mais

LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO

LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA PÓS-VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO SANTA RITA DO SAPUCAÍ MINAS GERAIS 2012 PÓS VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

Como usar a opção de Folha de roteamento

Como usar a opção de Folha de roteamento Como usar a opção de Folha de roteamento Uma Folha de roteamento é uma página especial com um código de barras que contém instruções de distribuição para seu documento. Quando a opção Folha de roteamento

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

Trivia. /etc/passwd. /etc/passwd. /etc/group. /etc/passwd. Exemplo: Gestão de Utilizadores em Linux

Trivia. /etc/passwd. /etc/passwd. /etc/group. /etc/passwd. Exemplo: Gestão de Utilizadores em Linux Trivia Qual foi o 1º sistema de ficheiros implementado no kernel Linux? O programa swapon cria novas partições de swap. Sim/Não? Como podemos saber quais os sistemas de ficheiros montados? Gestão de Utilizadores

Leia mais

HOW TO Integração do OPIE com o Firewall Aker One time password

HOW TO Integração do OPIE com o Firewall Aker One time password Introdução HOW TO Página: 1 de 5 O presente documento explica como utilizar o com um sistema One Time Password implantado em um servidor Linux. Solução Sistemas One Time Password são uma evolução dos sistemas

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos Gerência de Pacotes

Introdução a Sistemas Abertos Gerência de Pacotes Introdução a Sistemas Abertos Gerência de Pacotes filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Existem diversas formas de instalarmos softwares em distribuições Linux. A mais utilizada é através da utilização

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados Prof. Hugo Souza Após vermos uma breve contextualização sobre esquemas para bases dados e aprendermos

Leia mais

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados COLÉGIO EST. JOÃO MANOEL MONDRONE - ENS. FUNDAMENTAL, MÉDIO, PROFISSIONAL E NORMAL Rua Mato Grosso n.2233 - Fone/Fax (045) 3264-1749-3264-1507 Banco de Dados O que é um banco de dados? Um conjunto de informações

Leia mais

1.0 Informações de hardware

1.0 Informações de hardware 1.0 Informações de hardware 1.1 Botões e ligações 6 1 7 2 8 3 9 4 5 6 10 1 Ligar / Desligar 2 Conetor Micro USB 3 Botão Voltar 4 Conetor Mini HDMI 5 Microfone 6 Webcam 7 Entrada para fone de ouvido 8 Botão

Leia mais

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 Lista de Figuras T.I. para o Dealer Suite: Servidores Figura 1 Tela Principal do ESXi...4 Figura 2 Tela VMware Player...5 Figura 3 Arquivo /etc/exports do

Leia mais

Controlo parental AVISO PARA OS PAIS. Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. Defina o controlo parental no sistema PlayStation

Controlo parental AVISO PARA OS PAIS. Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. Defina o controlo parental no sistema PlayStation Controlo parental AVISO PARA OS PAIS Defina o controlo parental no sistema Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. 4-419-422-01(1) O sistema Vita oferece funções para ajudar os pais e tutores

Leia mais

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede Magento v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Instruções iniciais 4 4.2 Instalação e

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 17/01/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005 Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para CONTEÚDO Pág. 1 Introdução 3 2 - Aceder ao site 2.1 Entrar em www.saude-mental.net 3 2.3 Introdução do seu login e password

Leia mais

Gestão de Actas Escolares. Manual Utilizador. (Versão 4)

Gestão de Actas Escolares. Manual Utilizador. (Versão 4) inovar TI Gestão de Actas Escolares Manual Utilizador (Versão 4) ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 FUNCIONALIDADES DO UTILACTAS... 3 1.ENTRAR NO PROGRAMA... 4 2.CONVOCAR UMA REUNIÃO... 5 2.1. CRIAR... 5 2.2. EDITAR...

Leia mais

Tutorial. Georreferenciamento de Imagens. versão 1.0-23/08/2008. Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky

Tutorial. Georreferenciamento de Imagens. versão 1.0-23/08/2008. Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky Tutorial Georreferenciamento de Imagens versão 1.0-23/08/2008 Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky 1. Introdução O tutorial tem como objetivo fornecer informações básicas para georreferenciar

Leia mais

FastCube 2.0 Programmer Manual

FastCube 2.0 Programmer Manual FastCube 2.0 Programmer Manual I FastCube 2.0 Programmer Manual Table of contents Chapter I Arquitetura do FastCube 2 2 Chapter II Utilizaçã o dos componentes do FastCube 5 1 Salvar... e carregar um cubo

Leia mais

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECITEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA UNIDADE DE LUCAS DO RIO VERDE Curso Técnico em Informática

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO O procedimento de instalação do SAT (Dimep) é bastantes simples, para equipamentos Dimep basta seguir as etapas abaixo. 1. Instalação do

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

Conhecendo Seu Telefone

Conhecendo Seu Telefone Conhecendo Seu Telefone Fone de ouvido Telefone com a função viva-voz Intensidade do Sinal Intensidade da Bateria Porta Celular Anexo Tecla de Ação Y Tecla Enviar N Teclado de Navegação Tecla da Agenda

Leia mais

Anabela Viegas, Recursos Humanos Portal de Gestão Documental do Colaborador Guia para consulta rápida

Anabela Viegas, Recursos Humanos Portal de Gestão Documental do Colaborador Guia para consulta rápida Anabela Viegas, Recursos Humanos Portal de Gestão Documental do Colaborador Slide 1 Agenda Portal de Gestão Documental do Colaborador Introdução Como aceder à plataforma? Como sair da plataforma? Problemas

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP

Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP Sumário 1 - INTRODUÇÃO...3 2 - CADASTRO DO EGRESSO NO PORTAL SEMPRE UNESP...4 2.1 Cadastro de egressos recente, com dados migrados do SISGRAD...5 2.2 Cadastro

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 26 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 26-21/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

Guia do Administrador. Gestor Web TIM PRATICIDADE E ECONOMIA NA MEDIDA CERTA PARA SUA EMPRESA. Você, sem fronteiras.

Guia do Administrador. Gestor Web TIM PRATICIDADE E ECONOMIA NA MEDIDA CERTA PARA SUA EMPRESA. Você, sem fronteiras. Guia do Administrador Gestor Web TIM Você, sem fronteiras. PRATICIDADE E ECONOMIA NA MEDIDA CERTA PARA SUA EMPRESA. Prezado Cliente A TIM oferece um conjunto de serviços inteligentes que proporciona maior

Leia mais

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Unidade de Sistemas de Informação Centro de Informática Prof. Correia de Araújo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Índice

Leia mais

Curso de Inverno - CECID

Curso de Inverno - CECID 1 Curso de Inverno - CECID AULA 2 Configuração e Administração de Ambiente Moodle Prof. Dr. José Eduardo Santarem Segundo santarem@usp.br Blog: http://santaremsegundo.com.br Twitter: @santaremsegundo Introdução

Leia mais

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Produto : Microsiga Protheus Ativo Fixo versão 11 Requisito : 154.03 Data da publicação : 28/02/13 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta

Leia mais

Plataforma Brasil Versão 3.0

Plataforma Brasil Versão 3.0 Plataforma Brasil Versão 3.0 Histórico de Revisão do Manual Versão do Sistema 3.0 3.0 Autor Data Descrição Assessoria Plataforma Brasil 22/06/2015 Assessoria Plataforma Brasil 04/09/2015 Criação do Documento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS! Criando cenários a partir do Solver! Planilha entregue para a resolução de exercícios! Como alterar rapidamente

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

Guia de início rápido do Bomgar B200

Guia de início rápido do Bomgar B200 Guia de início rápido do Bomgar B200 Este guia o orientará pela configuração inicial de seu Bomgar Box. Caso tenha dúvidas, entre em contato pelo número +01.601.519.0123 ou support@bomgar.com. Pré-requisitos

Leia mais

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS Está disponível a partir da versão 2014.73 do XD Rest/Pos/Disco um novo formato no instalador em ambientes Microsoft Windows. O instalador passa a

Leia mais

Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB

Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB Igor Muzetti Pereira igormuzetti@gmail.com Tiago Garcia de Senna Carneiro tiago@iceb.ufop.br Departamento de Computação Universidade Federal de

Leia mais

RELEASE SIMADRI v. 4.9.9

RELEASE SIMADRI v. 4.9.9 RELEASE SIMADRI v. 4.9.9 O objetivo deste Release é listar e, em alguns casos, apresentar uma breve explicação sobre as implementações efetuadas. Este Release apresenta: (1) a data de liberação do release

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br Índice Instalação ProjectNet Manager... Página 2 Configuração Inicial ProjectNet Manager... Página 8 Instalação do Microsoft SQL Server Express... Página 10 Apontando um Banco de Dados já existente...

Leia mais

testo Saveris Web Access Software Manual de instruções

testo Saveris Web Access Software Manual de instruções testo Saveris Web Access Software Manual de instruções 2 1 Índice 1 Índice 1 Índice... 3 2 Especificações... 4 2.1. Utilização... 4 2.2. Requisitos do sistema... 4 3 Instalação... 5 3.1. Instalação de

Leia mais

Backup Exec 2012. Guia de Instalação Rápida

Backup Exec 2012. Guia de Instalação Rápida Backup Exec 2012 Guia de Instalação Rápida Instalação Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Lista de verificação de pré-instalação do Backup Exec Instalação típica do Backup

Leia mais

Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM

Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM Índice Guia do Administrador........ 1 Antes de Iniciar............. 1 Serviços Citrix e Terminal......... 1 Instalação

Leia mais

Projeto de melhorias de segurança para Arch Linux usando grsecurity e hardening.

Projeto de melhorias de segurança para Arch Linux usando grsecurity e hardening. Projeto de melhorias de segurança para Arch Linux usando grsecurity e hardening. 2 Quem sou e o que faço? Leandro I S Carvalho Pós Graduado pelo CESMAC. Fundador do projeto Arch Linux Brasil. Usuário de

Leia mais

Adicionar uma figura, como um botão Submeter, a um formulário

Adicionar uma figura, como um botão Submeter, a um formulário PPaaggi innaa 1 Parte 2 Adicionar uma figura, como um botão Submeter, a um formulário Adicione uma figura a um formulário para usá-la no lugar de um botão Submeter. Após preencher o formulário, o visitante

Leia mais

Welcome the programmation Linux with shell script!!! Seja bem vindo a programação Linux com shell script!!!

Welcome the programmation Linux with shell script!!! Seja bem vindo a programação Linux com shell script!!! Exemplos de shell scripts Esses exemplos são para você testar seu conhecimento geral em shell script. Após ver os exemplos, aconselho que você mesmo tentar escrever seus próprios scripts shell, assim que

Leia mais

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada...

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada... 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3 3. Entrada na Aplicação... 4 3.1. Aplicação Não certificada... 4 3.2. Aplicação Certificada... 5 3.3. Devoluções a Fornecedores e

Leia mais

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Dúvidas ou Sugestões: netconta@polimed.com.br Índice Como entrar no sistema NetConta 1?... 3 1. TRABALHANDO COM UMA REMESSA... 3 1.1.Como criar uma nova remessa?...

Leia mais

Manual do Usuário. Como exemplo podemos citar que qualquer estrutura hierárquica de grupos, cargos e usuários podem ser criados.

Manual do Usuário. Como exemplo podemos citar que qualquer estrutura hierárquica de grupos, cargos e usuários podem ser criados. Manual do Usuário Índice Introdução Módulo Configuração Global Módulo Configuração da Unidade Módulo Usuários Módulo Triagem Módulo Atendimento Módulo Monitor Módulo Relatórios Introdução O "Manual do

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Linux: Adicionando Usuários Fabricio Breve Introdução Administradores precisam ter um entendimento completo de como funcionam contas Linux Contas

Leia mais

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão:

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: IBRX Portão IBRX Módulo portão Rev 020216 2 Manual técnico O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: Servidor Cliente Online DHCP Cliente Online Cliente Offline Modo Servidor: Neste modo o módulo cria

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI GUIA DO USUÁRIO COMUNICADOR SPARK INÍCIO O comunicador SPARK

Leia mais

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Configurar computador para o IIS... 3 3. Configurar o serviço do IIS (Servidor Web)... 5 4. Instalar mymix Mobile no Coletor... 7 5. Configurar

Leia mais

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT).

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT). Vale Presente para Controle de Lojas Produto : Microsiga Protheus - Controle de Lojas - Versão 10 Chamado : TFDI16 Data da publicação : 12/07/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta melhoria

Leia mais

Manual de uso Serasa Judicial Março/2014 Controle de revisão Data da Revisão Versão Documento Versão Manager DF-e Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD Manual do Usuário SISEMAnet Sistema Integrado de Meio Ambiente Módulo 1 Portal Submódulo Portal de Segurança Módulo Externo Versão

Leia mais

Explorando as vulnerabilidades do APT (Advanced Packaging Tools)

Explorando as vulnerabilidades do APT (Advanced Packaging Tools) 1 Explorando as vulnerabilidades do APT (Advanced Packaging Tools) Ligia de Cássia Leone; ligialeone@gmail.com Marcos Augusto de Castro Araújo; marcosnhl@gmail.com Resumo A maioria das distribuições Linux

Leia mais

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes O conteúdo deste documento é destinado a quem já possui algum conhecimento e deseja utilizar algumas REDEs comerciais disponíveis... V3.0 R2 Operadoras

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente Sumário 1 Consultar disponibilidade de restituição... 2 1.1 Consultar com senha Web ou Certificação digital... 3 1.2 Consultar com CPF ou CNPJ... 4 1.3 Consultar por Sistemas de Cobrança... 4 2 Solicitar

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL CRIAÇÃO: crteldna@gmail.com (43) 3371-1336 (43) 3371-1337 Fevereiro/2008 1 de 12 Sumário 1 Perguntas e respostas sobre o e-mail da SEED...3 2 Como fazer o cadastro no Portal

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 8.2 Instalação de aplicativos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 8.2 Instalação de aplicativos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 8.2 Instalação de aplicativos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 GERENCIAMENTO DE PACOTES DEBIAN... 3 #apt-get... 3 #apt-get update... 3 #apt-get upgrade...

Leia mais

Sistemas Linux vivem em. Segredos bem escondidos

Sistemas Linux vivem em. Segredos bem escondidos SEÇÃO CAPA Autenticação no Linux com Active Directory e Kerberos 5 Domando os cães do inferno O sistema Active Directory da Microsoft oferece gerenciamento de usuários centralizado e um login único. Com

Leia mais

A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio.

A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio. PLATAFORMA DE GESTÃO A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio. Principais funcionalidades Possui uma série de funcionalidades

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores INSTALANDO SERVIDOR APACHE NOS CENTOS 6.5

Laboratório de Redes de Computadores INSTALANDO SERVIDOR APACHE NOS CENTOS 6.5 Laboratório de Redes de Computadores Professor Responsável: Dinailton José da Silva Tratamento dos dados gerados pelo Servidor de Web a partir do arquivo de logs. Configuração do Servidor Web para armazenar

Leia mais

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização Manual das condições gerais que regulam a utilização dos serviços disponibilizados pela aplicação Arquivo, plataforma de gestão de informação, do Municipio

Leia mais

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade III: Prof.: E-mail: Período: Encontro 09 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade III: Modelagem Lógico de Dados Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM 6. Introdução ao MS Access O Microsoft

Leia mais

Graphing Basic no Excel 2007

Graphing Basic no Excel 2007 Graphing Basic no Excel 2007 Tabela de Conteúdos 1. Inserindo e formatando os dados no Excel 2. Criando o gráfico de dispersão inicial 3. Criando um gráfico de dispersão de dados de titulação 4. Adicionando

Leia mais

MODELAGENS. Modelagem Estratégica

MODELAGENS. Modelagem Estratégica Material adicional: MODELAGENS livro Modelagem de Negócio... Modelagem Estratégica A modelagem estratégica destina-se à compreensão do cenário empresarial desde o entendimento da razão de ser da organização

Leia mais

Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS

Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS Processo de submissão Visão geral dos passos de submissão PASSO 1 Iniciar submissão PASSO 2 Inclusão

Leia mais

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais?

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais? Obs.: Para acessar os links deste guia basta clicar sobre o link. Obs².: Clicando sobre o link das perguntas aqui embaixo você será direcionado diretamente para a resposta que você procura. 1) Como devo

Leia mais

Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos

Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos - 2 Sumário Capítulo 1 Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema...3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 14 2.1.

Leia mais

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager Manual de instruções U00123175100 Definições da impressora CP_Manager U00123175100 2011 Março Seiko I Infotech Inc., 2011 Todos os direitos reservados. Os conteúdos deste manual podem ser alterados sem

Leia mais

Servidores de impressão HP Jetdirect

Servidores de impressão HP Jetdirect Servidores de impressão HP Jetdirect Adendo ao Guia do administrador - Servidor de impressão de solução USB do HP Jetdirect 2700w (J8026A) Visão geral... 2 Comandos e parâmetros Telnet... 2 Servidor da

Leia mais

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com Linux Rodrigo Gentini gentini@msn.com /bin - Ficam armazenados os comandos básicos que todos os usuários podem usar, como o : ls, cat, cd entre outros. /boot - Ficam todos os arquivos que a máquina precisa

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2

Manual SAGe Versão 1.2 Manual SAGe Versão 1.2 Equipe de Pesquisadores do Projeto Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Criação da Equipe do Projeto (Proposta Inicial)... 3 2.1. Inclusão e configuração do Pesquisador Responsável (PR)...

Leia mais

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA - 1 - MARINHA DO BRASIL COMANDO DO CONTROLE NAVAL DO TRÁFEGO MARÍTIMO GUIA RÁPIDO PARA MANUSEIO DO SISTEMA CRIPTOGRÁFICO ÁTRIA Nesse passo a passo, abordaremos apenas os usos básicos do sistema, a saber:

Leia mais

Cadastro de Usuários Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP

Cadastro de Usuários Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP Cadastro de Usuários Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Procedimento para cadastro... 3 Cadastro de Usuário Pesquisador... 4 Cadastro de Usuário Comum... 10 Ativação de Conta...

Leia mais

Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu.

Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu. Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu. Como padrão será mostrado o Menu Home. Ao clicar em Home, podemos definir como deverão ser mostrados os conteúdos

Leia mais

FORMAÇÃO WORDPRESS. Desenvolvimento de sites com a plataforma Wordpress. Abel Soares abelbarbosasoares@gmail.com

FORMAÇÃO WORDPRESS. Desenvolvimento de sites com a plataforma Wordpress. Abel Soares abelbarbosasoares@gmail.com FORMAÇÃO Desenvolvimento de sites com a plataforma Wordpress Abel Soares abelbarbosasoares@gmail.com O QUE É O Sistema de gestão de conteúdos que lhe permite criar e manter, de maneira simples e robusta,

Leia mais